Você está na página 1de 86

Manual de Serviço

Piso Teto Inverter

MODELOS
42XQV36C5 /38CCV036515MC
42XQV60C5 /38CCV060515MC
ÍNDICE
1- INTRODUÇÃO ......................................................................................... 3 13 - FUNCIONAMENTO .............................................................................42
2- PRECAUÇÕES .......................................................................................... 4 13.1 - Informações Gerais de Funcionamento ...............................42
13.2 - Modo Ventilação ...............................................................................42
3- IDENTIFICAÇÃO .................................................................................... 6 13.3 - Modo Refrigeração ..........................................................................43
3.1- Etiqueta de Identificação ............................................................... 6 13.4 - Modo Automático ............................................................................43
3.2 - Modelos e Versões ............................................................................... 7 13.5 - Modo Desumidificar .......................................................................43
4 - CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS GERAIS ........................................... 8 13.6 - Configuração da Placa Evaporadora .....................................43
4.1 - Un. Evaporadora 42XQ_36 com Un. Condensadora 13.7 - Lógicas de Proteção .......................................................................44
38C_036 ...................................................................................................... 8
14 - AUTODIAGNÓSTICO E CÓDIGO DE ERROS ...................................45
4.2 - Un. Evaporadora 42XQ_60 com Un. Condensadora
14.1 - Unidades Internas (evaporadoras) .................................................. 45
38C_060 ...................................................................................................... 9
14.2 - Unidades Externas (condensadoras) ............................................. 48
5 - DESCRIÇÃO DO PAINEL E LUZES DE COMANDO ......................... 10 14.3 - Checagem de funcionamento ............................................................ 50
6 - VISTAS EXPLODIDAS ....................................................................... 11
15 - DESMONTAGEM E MONTAGEM ......................................................52
6.1 - Modelo: 42XQV36C5 ........................................................................... 11
15.1 - Evaporadoras ................................................................................................ 52
6.2 - Modelo: 42XQV60C5 ......................................................................... 15
15.2 - Condensadoras ............................................................................................ 62
6.3 - Modelo: 38CCV036515MC ................................................................ 19
15.2.1 - Modelo 38CCV036............................................................................... 62
6.4 - Modelo: 38CCV060515MC ................................................................ 21
15.2.2 - Modelo 38CCV060............................................................................... 64
7 - SISTEMA FRIGORÍGENO ................................................................... 23 15.2.3 - Todos os Modelos.............................................................................. 65
7.1 - Refrigeração .........................................................................................23
16 - MANUTENÇÃO E TESTES ................................................................71
8 - SISTEMA ELÉTRICO .......................................................................... 23 16.1 - Diagnósticos e Soluções ..............................................................71
8.1 - Instruções Gerais para Instalação Elétrica ......................... 23 16.1.1 - Funcionamento do Controle Remoto ...........................71
8.2 - Esquema Elétrico: Evap. 42XQ_36 com Cond.38C_036................25 16.1.2 - Comunicação entre o Receiver e a Placa Principal ..... 71
8.3 - Esquema Elétrico: Evap. 42XQ_60 com Cond. 38C_060 ..............26 16.1.3 - Motor do Ventilador da Evaporadora ..........................72
9 - DIMENSÕES E ESPAÇAMENTOS ..................................................... 27 16.1.4 - Capacitores ................................................................................73
9.1 - Dimensional unidades condensadoras 38CCV36 .............27 16.1.5 - Motor do Vane ..........................................................................74
9.2 - Dimensional unidades condensadoras 38CCV60 .............28 16.1.6 - Teste dos Sensores de Temperatura ............................75
9.3 - Dimensional unidade evaporadora ................................................... 29 16.1.7 - Transformador.........................................................................77
9.4 - Espaçamentos mínimos unidade evaporadora ....................... 29 16.1.8 - Compressor........................................................................................... 78
16.1.9 - Válvula de Expansão Eletrônica - EXV ................................. 79
10 - INSTALAÇÃO ......................................................................................30 16.1.10 - Motor do Ventilador da Condensadora - Reator ........ 80
10.1 - Interligação entre Unidades - Desnível e Comprimento 16.1.11 - Reator..................................................................................................... 81
de Linha ...................................................................................................30 16.1.12 - Comunicação entre unidades ................................................ 81
10.2 - Cálculo do Comprimento Máximo Equivalente ................31 16.1.13 - Pressostatos ...................................................................................... 83
10.3 - Dreno ......................................................................................................32 16.1.14 - Kit Relé ................................................................................................... 83
10.4 - Recomendação para Brasagem ..............................................33 16.1.15 - Placa Eletrônica ............................................................................... 83
10.5 - Isolamento Térmico da Tubulação .........................................34 16.1.16 - Retificador – Apenas No Modelo 38CCV060 ................... 85
10.6 - Teste de Estanqueidade...............................................................34
10.7 - Procedimento de Vácuo das Tub. de Interligação..........35
10.8 - Carga de Refrigerante ...................................................................36
10.9 - Recolhimento de Fluído Refrigerante ...................................37
10.10 - Recolhimento de Fluído Refrigerante .................................37
10.11 - Kit renovação de Ar ......................................................................38
10.12 - Filtros de Ar ......................................................................................39
11 - INFORMAÇÕES OPERACIONAIS .....................................................40
11.1 - Condições de funcionamento – Temperatura de
Utilização. ................................................................................................40
12 - LIMPEZA .............................................................................................40
12.1 - Limpeza dos Filtros .................................................................................... 40
12.2 - Limpeza das Unidades Internas, Externas e do Controle
Remoto ................................................................................................................. 41

2 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


1 - INTRODUÇÃO

Este manual é destinado à Rede Autorizada Midea Carrier:

O texto foi preparado com o objetivo de fornecer todas as informações necessárias para a
manutenção especializada dos Piso Teto Inverter.

Este manual inclui, além das características técnicas e vistas explodidas, informações
operacionais, informações sobre a instalação do produto, esquema elétrico, lista de ferramentas,
instrumentos necessários e lista de componentes para a reposição e outros.

Para a completa assimilação do conteúdo, o leitor deve possuir conhecimento das bases
fundamentais de eletricidade e seus componentes.

Quando efetuar alguma operação de manutenção, proceda sempre de maneira que as


características originais do aparelho sejam mantidas, isto garantirá a continuidade do nível
técnico do aparelho.

Nós estamos seguros do nosso esforço para editar este Manual, porém se achar que as
informações que você realmente necessita não estão inclusas ou estão incompletas, por
favor, nos repasse seus comentários e/ou sugestões, para que na próxima edição as mesmas
sejam contempladas.

Call Center Midea Carrier

Linha Direta Consumidor Final: Capitais: 4003 6707


Demais Localidades: 0800 887 6707

Suporte Rede Credenciada: Capitais: 4003 9666


Demais Localidades: 0800 886 9666

Canal Exclusivo Midea 0800 648 1005

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 3


2 - PRECAUÇÕES
As unidades evaporadoras em conjunto com as unidades condensadoras, foram projetadas para oferecer um serviço
seguro e confiável quando operadas dentro das especificações previstas em projeto. Todavia, devido a esta mesma
concepção, aspectos referentes a instalação, partida inicial e manutenção devem ser rigorosamente observados.
Para reduzir os riscos de queima, choques elétricos, incêndio, explosões ou ferimentos pessoais siga as recomendações
básicas de segurança ao usar, analisar ou reparar este aparelho:

NOTA ATENÇÃO
Algumas figuras/fotos apresentadas neste manual • Mantenha o extintor de incêndio sempre próximo ao
podem ter sido feitas com equipamentos similares local de trabalho. Cheque o extintor periodicamente
ou com a retirada de proteções/componentes, para para certificar-se que ele está com a carga completa
facilitar a representação, entretanto o modelo real e funcionando perfeitamente.
adquirido é que deverá ser considerado. • Quando estiver trabalhando no equipamento, atente
sempre para todos os avisos de precaução contidos
• Antes de instalar, modificar ou efetuar manutenção nas etiquetas presas às unidades.
(serviços) no sistema, certifique-se de que o fornecimento
• Siga sempre todas as normas de segurança
de energia elétrica à unidade está interrompido. Verifique
aplicáveis e use roupas e equipamentos de proteção
também se não há mais de um disjuntor (interruptor de
individual. Use luvas e óculos de proteção quando
energia).
manipular as unidades ou o refrigerante do sistema.
ATENÇÃO • Verifique as massas (pesos) e dimensões das
unidades para assegurar-se de um manejo
Consulte o Manual de Instalação, Operação e
adequado e com segurança.
Manutenção para assegurar-se quanto aos demais
riscos referentes aos procedimentos de como • Saiba como manusear o equipamento de
instalar, como operar e como executar serviços oxiacetileno seguramente. Deixe o equipamento
de manutenção das unidades. na posição vertical dentro do veículo e também
no local de trabalho.
• Use Nitrogênio seco para pressurizar e checar
• Mantenha as unidades fora do alcance de fontes de calor vazamentos do sistema. Use um bom regulador.
e de combustíveis e também de gases em geral. As altas Cuide para não exceder a pressão de teste nos
temperaturas e os fluidos dos combustíveis, além do risco compressores.
de explosão, podem produzir danos físicos na unidade. • Antes de trabalhar em qualquer uma das unidades
• Não use aerossóis inflamáveis perto das unidades. Estas desligue sempre a alimentação de força, chave
podem ser danificada se entrarem em contato com gasolina, geral, disjuntor, etc.
solvente, benzina, inseticida e outras substâncias químicas. • Nunca introduza as mãos ou qualquer outro objeto
dentro das unidades enquanto estas estiverem em
funcionamento.

ATENÇÃO

Utilize a voltagem indicada na etiqueta de dados


da unidade. Usar uma voltagem diferente da
especificada pode causar sérios danos a unidade.

4 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


• Para evitar um choque elétrico, nunca borrife água ATENÇÃO
nas unidades e nunca manuseie o equipamento com
as mãos molhadas. CONEXÃO DA UNIDADE A REDE ELÉTRICA (ALIMENTAÇÃO
DE ENERGIA)
• Não obstrua a descarga de ar em nenhuma das
unidades, interna e externa. Esta ação bloqueará o • As unidades devem ser conectadas a rede elétrica
fluxo de ar, diminuindo a capacidade de resfriamento (alimentação) através de disjuntor, cabos de
e um mau funcionamento da(s) unidade(s). interligação e cabo terra conforme especificado
na norma NBR-5410 da ABNT “Instalações Elétricas
de Baixa Tensão”.
• O disjuntor deve ser exclusivo e instalado em um
local de fácil acesso (preferencialmente próximo a
unidade interna), também deverá estar devidamente
identificado, desta maneira o desligamento da
unidade em caso de manutenção ou mesmo numa
situação de emergência será feito de forma rápida
Utilize somente um disjuntor de capacidade adequada e segura.
- veja o manual de Instalação, Operação e Manutenção • Caso a instalação seja realizada através de uma
para a correta especificação deste. tomada, a mesma deverá estar de acordo com a
norma NBR 14136 da ABNT, para utilização com
plugues de três pinos.
PERIGO
PARA DESCONECTAR A UNIDADE DA REDE ELÉTRICA
(ALIMENTAÇÃO DE ENERGIA)
• Evite desligar a unidade utilizando o disjuntor
(interruptor principal de energia). Use sempre o
controle remoto quando quiser desligá-la.

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 5


3 - IDENTIFICAÇÃO
3.1 - Etiqueta de Identificação
3.1.1 - Etiqueta Unidade Condensadora
A etiqueta fica localizada na tampa da caixa elétrica das unidades (fig.1); fornece diversas informações de interesse
do técnico, incluindo a carga e tipo de gás refrigerante.

3.1.2 - Etiqueta unidade evaporadora


A etiqueta fica localizada na lateral esquerda pelo lado de dentro, fornece diversas informações de interesse do
técnico.

6 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


3.2 - Modelos e Versões
A identificação do aparelho tem o seguinte significado:

3.2.1 - Unidade Evaporadora (Unidade Interna)


Dígitos 1 2 3 4 5 6 7 8 9
Código Exemplo 4 2 X Q V 3 6 C 5

Dígitos 1 e 2 Dígito 9
Tipo de Máquina Tensão / Fase / Frequência

42: Evaporadora 5: 220V / 1F / 60Hz

Dígito 3 Dígito 8
Chassi ou Modelo Marca

X: Piso/Teto C: Carrier

Dígito 4 Dígitos 6 e 7
Tipo do Sistema Capacidade kW (BTU/h)

Q: Quente/Frio 36: 10,55 (36000)


60: 15,83 (54000)
Dígito 5
Atualização Projeto

V: Revisão Atual

3.2.2 - Unidade Condensadora (Unidade Externa)

Dígitos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13
Código Exemplo 3 8 C C V 0 3 6 5 1 5 M C
Dígitos 1 e 2 Dígito 13
Tipo de Máquina Marca

38: Condensadora C: Carrier

Dígito 3 Dígito 12
Chassi ou Modelo Opção / Feature

C: Descarga Vertical M: Mono Condensadora

Dígito 4 Dígito 11
Tipo do Sistema Tensão de Comando

C: Somente Frio 5: 220V / 60Hz

Dígito 5 Dígito 10
Atualização Projeto Fase

V: Inverter - Refrigerante R-410A Puron 1: Monofásico

Dígitos 6, 7 e 8
Capacidade kW (BTU/h) Dígito 9
Tensão do Equip. / Freq.
036: 10,55 (36000)
060: 15,83 (54000) 5: 220V / 60Hz

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 7


8
CÓDIGOS CARRIER 42XQV36C5 38CCV036515MC
CAPACIDADE NOMINAL REFRIGERAÇÃO - kW (BTU/h) 10,55 (36000)
ALIMENTAÇÃO (V-Ph-Hz) 220-1-60
CORRENTE A PLENA CARGA TOTAL (A) 14,51
POTÊNCIA A PLENA CARGA TOTAL (W) 3150
CORRENTE DE PARTIDA TOTAL (A) 97,35
EFICIÊNCIA (W/W) 3,35
CABEAMENTO ELÉTRICO/DISJUNTOR Ver norma NBR 5410
REFRIGERANTE R-410A
TIPO / TAMANHO Válvula EXV
SISTEMA DE EXPANSÃO
LOCAL Condensadora
CARGA DE GÁS (g) (Até 7,5 m) Ver Etiqueta de Capacidade nas unidades condensadora - Anexo II
MASSA DO PRODUTO (PESO) SEM EMBALAGEM (kg) 27,2 49,3
4 - CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS GERAIS

DIMENSÕES LxAxP (mm) 1195x233x628 593x837x593


DISTÂNCIA EQUIVALENTE ENTRE UNIDADES (m) 30
DESNÍVEL ENTRE UNIDADES (m) 10
DIÂMETRO DO DRENO - mm (in) 19,05 (3/4)

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


4.1 - Un. Evaporadora 42XQ_36 com Un. Condensadora 38C_036

COMPRESSOR TIPO Inverter


TIPO / QUANTIDADE Siroco / 2 Axial / 1
VENTILADOR
VAZÃO (m³/h) 1360 1360

DIÂMETRO DAS LINHAS SUCÇÃO - mm (in) 19,05 (3/4)


(Ver item Tubul. de Interligação)
EXPANSÃO - mm (in) 9,52 (3/8)
CÓDIGOS CARRIER 42XQV60C5 38CCV060515MC
CAPACIDADE NOMINAL REFRIGERAÇÃO - kW (BTU/h) 15,83 (54000)
ALIMENTAÇÃO (V-Ph-Hz) 220-1-60
CORRENTE A PLENA CARGA TOTAL (A) 22,24
POTÊNCIA A PLENA CARGA TOTAL (W) 4890
CORRENTE DE PARTIDA TOTAL (A) 127,3
EFICIÊNCIA (W/W) 3,24
CABEAMENTO ELÉTRICO/DISJUNTOR Ver norma NBR 5410
REFRIGERANTE R-410A
TIPO / TAMANHO Válvula EXV
SISTEMA DE EXPANSÃO
LOCAL Condensadora
CARGA DE GÁS (g) (Até 7,5 m) Ver Etiqueta de Capacidade nas unidades condensadora - Anexo II
MASSA DO PRODUTO (PESO) SEM EMBALAGEM (kg) 40,1 67,2
DIMENSÕES LxAxP (mm) 1645x233x628 782x906x782
DISTÂNCIA EQUIVALENTE ENTRE UNIDADES (m) 30
DESNÍVEL ENTRE UNIDADES (m) 10
DIÂMETRO DO DRENO - mm (in)

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


19,05 (3/4)
4.2 - Un. Evaporadora 42XQ_60 com Un. Condensadora 38C_060

COMPRESSOR TIPO Inverter


TIPO / QUANTIDADE Siroco / 4 Axial / 1
VENTILADOR
VAZÃO (m³/h) 2295 2500

DIÂMETRO DAS LINHAS SUCÇÃO - mm (in) 22,23 (7/8)


(Ver item Tubul. de Interligação)
EXPANSÃO - mm (in) 9,52 (3/8)

9
5 - DESCRIÇÃO DO PAINEL E LUZES DE COMANDO
Painel da unidade interna – Evaporadora

1. Funcionamento (Power) - LED Verde: Indica o status ligado/desligado. (ON/OFF) da unidade interna.
2. Função Dormir (Sleep) - LED Amarelo: Indica que está ocorrendo a compensação da temperatura durante o modo
sleep.
3. Temporizador (Timer) - LED Vermelho: Indica se o timer está ativo.

Botão de EMERGÊNCIA
Pode ser usado quando o controle remoto não está funcionando ou se perdeu.

Operação de Emergência
Há um botão de Emergência no display da unidade evaporadora para ligar/desligar o equipamento e também para
modificar o modo de operação na seguinte sequência:

LIGADO
DESLIGADO MODO REFRIGERAÇÃO

versão somente refrigeração

• Quando em modo Refrigeração a unidade irá operar com o ajuste padrão: 24°C e Ventilação Auto.
Se o botão Emergência for usado, as funções Timer e Dormir, que foram previamente estabelecidas, serão canceladas.

NOTAS
De acordo com o sinal recebido através do controle remoto, a unidade passará a funcionar conforme o comando
escolhido.

10 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


6 - VISTAS EXPLODIDAS
6.1 - Modelo: 42XQV36C5

08
09
17

13

16
15

03

12
18

05

02

10

07
14

19

11

20
04
06

01

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 11


ITEM CÓDIGO DESCRIÇÃO QUANTIDADE
01 38801381 ACOPLAMENTO VANE X STEP MOTOR 01
02 06701075 CALHA CHASSI 3 GCONSOLE 01
03 05702013 CAPACITOR 5uF 400VAC C/ PARAF. 01
04 05821147 CJ. FECHAMENTO SUPERIOR E VANES CH3 GCONS 01
05 05859239 CJ. LATERAL INTERNA DIREITA 01
06 05859238 CJ. LATERAL INTERNA ESQUERDA 01
07 41014035 CONTROLE REMOTO SEM FIO SPACE CARRIER 01
08 13801116 FILTRO PT 42XQA 519x214.5mm 02
09 13704294 GRELHA GRANDE 02
10 13704285 LATERAL DIREITA 01
11 13704286 LATERAL ESQUERDA 01
12 25901222 MOTOR ELÉTRICO AC 1/8CV 220V/60Hz 01
13 38801386B PAINEL FRONTAL CHASSI 3 01
14 38801390B PAINEL TRASEIRO CH3 ALTA EFICIÊNCIA 01
15 38801396B SUPORTE DO MOTOR 01
16 17701061 SUPORTE DO RECEIVER 01
17 11104263P TROCADOR CALOR EVAP. 4F SPACE 36K 01
18 42819028 TURBINA VENTILADOR SPACE C/ TRAVA 03
19 09305062 VANE HORIZONTAL CH3 01
46407036 VANE VERTICAL 06
20
46407036 VANE VERTICAL 10
00 08401052 VOLUTA INFERIOR 03
00 08401053 VOLUTA SUPERIOR 03
00 38801380 BASE PAINEL ELETRÔNICA 01
00 05821170 CJ. 5 VANES VERTICAIS CONSOLE GLOBAL 01
00 05821171 CJ. 6 VANES VERTICAIS CONSOLE GLOBAL 01
00 05830597 CJ. PLACA ELETRÔNICA SPACE INVERTER MIDEA 01
00 25904105 MOTOR PASSO CORRENTE CONTINUA OUKAI 01
00 05851410 REDE ELÉTRICA SPACE INVERTER 3-5TONS 01
00 32830090 TRANSFORMADOR TENSÃO 6,3W 230VAC-10,5VAC 01
** - Peça não atendida em garantia.
00 - Não contém a peça no desenho.

12 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


6.1 - Modelo: 42XQV36C5 (cont.)

08
09
17

13

16
15

03

12
18

05

02

10

07
14

19

11

20
04
06

01

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 13


ITEM CÓDIGO DESCRIÇÃO QUANTIDADE
00 06101256** CALÇO EMBALAGEM DIR. CARRIER 01
00 06101257** CALÇO EMBALAGEM ESQ. CARRIER 01
00 05801028 CJ. ACOPLAMENTO EIXO EXTRA 01
00 05821150 CJ. FECHAMENTO SUPERIOR CH3 CONSOLE 01
00 05801029 CJ. MANCAL 01
00 43125006 EIXO EXTRA SPACE 36K - TURBINA COM TRAVA 01
00 11702458** ETIQ. RECEIVER NOVA VERSÃO - GCONSOLE 01
00 11717038** ETIQUETA CAPACIDADE 42X/40W 01
00 11706048** ETIQUETA EFIC ENERG 38CCV 36K 01
00 43170000 MANGUEIRA PLASTICO TB FLEXIVEL 01
00 17122700000011 PLACA DO DISPLAY SPACE 01
00 17122700A00446 PLACA PRINCIPAL SPACE INVERTER 01
00 38801398B PRESILHA DO MANCAL 01
00 33702005 PRESILHA DO MOTOR 02
00 11201007A00034 SENSOR DE TEMP. DA SERP. NTC 10K 2300mm 01
00 11201007000143 SENSOR TEMP. AMBIENTE NTC 10K 550mm 01
00 11201007000070 SENSOR TEMP. DE SERPENTINA NTC 10K 500mm 01
00 28801002B SUPORTE INSTALAÇÃO GCONSOLE 02
00 17701057 SUPORTE VANE HORIZONTAL 02

** - Peça não atendida em garantia.


00 - Não contém a peça no desenho.

14 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


6.2 - Modelo: 42XQV60C5

09 11

10

18
08

17

15 21

19

03
20
14
12

05
02 01

07

16

22

13

23

04 06
24

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 15


ITEM CÓDIGO DESCRIÇÃO QUANTIDADE
01 38801381 ACOPLAMENTO VANE X STEP MOTOR 01
02 06701076 CALHA CHASSI 4 GCONSOLE 01
03 05722023 CAPACITOR 6uF 400VAC PLASTICO C/PARAF 02
04 05821146 CJ. FECHAMENTO SUPERIOR E VANES CH4 GCONS 01
05 05859239 CJ. LATERAL INTERNA DIREITA 01
06 05859238 CJ. LATERAL INTERNA ESQUERDA 01
07 41014035 CONTROLE REMOTO SEM FIO SPACE CARRIER 01
08 13801116 FILTRO PT 42XQA 519x214.5mm 02
09 13801115 FILTRO STANDARD PEQUENO 01
10 13704294 GRELHA GRANDE 02
11 13704293 GRELHA PEQUENA 01
12 13704285 LATERAL DIREITA 01
13 13704286 LATERAL ESQUERDA 01
14 25901211 MOTOR ELÉTRICO AC 220V/60Hz 100W 3VEL 02
15 38801387B PAINEL FRONTAL CHASSI 4 01
16 38801449 PAINEL TRASEIRO CHASSI 4 - 2 MOTORES 01
17 38801446 PAINEL VENTILADOR 2 MOTORES 01
18 38801396B SUPORTE DO MOTOR 02
19 17701061 SUPORTE DO RECEIVER 01
20 11104262P TROCADOR CALOR EVAP. 4F 15FPI 7mm 01
21 42819028 TURBINA VENTILADOR SPACE C/ TRAVA 04
22 09305063 VANE HORIZONTAL DIR. CH4 01
23 09305064 VANE HORIZONTAL ESQ. CH4 01
46407036 VANE VERTICAL 05
24
46407036 VANE VERTICAL 18
00 08401052 VOLUTA INFERIOR 04
00 08401053 VOLUTA SUPERIOR 04
00 38801380 BASE PAINEL ELETRÔNICA 01
00 05821170 CJ. 5 VANES VERTICAIS CONSOLE GLOBAL 01
00 05821171 CJ. 6 VANES VERTICAIS CONSOLE GLOBAL 03
00 05830597 CJ. PLACA ELETRÔNICA SPACE INVERTER MIDEA 01
00 25904105 MOTOR PASSO CORRENTE CONTINUA OUKAI 01
00 05851410 REDE ELÉTRICA SPACE INVERTER 3-5TONS 01
00 32830090 TRANSFORMADOR TENSÃO 6,3W 230VAC-10,5VAC 01
** - Peça não atendida em garantia.
00 - Não contém a peça no desenho.

16 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


6.2 - Modelo: 42XQV60C5 (cont.)

09 11

10

18
08

17

15 21

19

03
20
14
12

05
02 01

07

16

22

13

23

04 06
24

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 17


ITEM CÓDIGO DESCRIÇÃO QUANTIDADE
00 06101256** CALÇO EMBALAGEM DIR. CARRIER 01
00 06101257** CALÇO EMBALAGEM ESQ. CARRIER 01
00 06101259** CALÇO EMBALAGEM INTERM. INFERIOR 01
00 06101258** CALÇO EMBALAGEM INTERM. SUPERIOR 01
00 05821149 CJ. FECHAMENTO SUPERIOR CH4 GCONSOLE 01
00 11702458** ETIQ. RECEIVER NOVA VERSÃO - GCONSOLE 01
00 11717038** ETIQUETA CAPACIDADE 42X/40W 01
00 11706049** ETIQUETA EFIC. ENERG 38CCV 60K 01
00 43170000 MANGUEIRA PLÁSTICO TB FLEXÍVEL 01
00 17122700000011 PLACA DO DISPLAY SPACE 01
00 17122700A00446 PLACA PRINCIPAL SPACE INVERTER 01
00 33702005** PRESILHA DO MOTOR 04
00 11201007A00034 SENSOR DE TEMP. DA SERP. NTC 10K 2300mm 01
00 11201007000143 SENSOR TEMP. AMBIENTE NTC 10K 550mm 01
00 11201007000070 SENSOR TEMP. DE SERPENTINA NTC 10K 500mm 01
00 28801002B** SUPORTE INSTALAÇÃO GCONSOLE 02
00 17701057 SUPORTE VANE HORIZONTAL 03
** - Peça não atendida em garantia.
00 - Não contém a peça no desenho.

18 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


6.3 - Modelo: 38CCV036515MC

18

14

10 16
11

4 7

17

13

1
9 20 3
19

15

5 12

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 19


ITEM CÓDIGO DESCRIÇÃO QUANTIDADE
01 42731328 BORNEIRA 41A (L,N) 23A (1,2,3) 01
02 05713001 CAPACITOR 8uF 380VCA 01
03 05806518 CJ. BASE METÁLICA 38C 36K INV. 01
04 05500127 COMPRESSOR MITSUBISHI TNB306FPGMC-L 01
05 11203803000259 DISSIPADOR DE CALOR DE ALUMÍNIO 3TONS 01
06 17601028 HÉLICE VENTILADOR 38CC 3 PAS 01
07 25901220 MOTOR ELÉTRICO AC 1/4CV 220V/60Hz 2VEL 01
08 17123100A00012 PLACA DE CONTROLE INVERTER 3 TONS 01
09 17123100A00013 PLACA INVERTER MONO 198-264V 22A 01
10 19240114 PRESSOSTATO DE ALTA PRESSÃO 01
11 19240113 PRESSOSTATO DE BAIXA PRESSÃO 01
12 11201101000014 REATOR 500uH 35A 01
13 04931137 REFORÇO CANTO LATERAL 38CCD 03
14 42612038 SUPORTE DO VENTILADOR 01
15 42201106 TAMPA CAIXA ELÉTRICA 38C INVERTER 01
16 04931136 TAMPA SUPERIOR 38CC 01
17 11101046P TROCADOR DE CALOR MCHX 36K INVERTER 01
18 07404051 VÁLVULA EXV INVERTER 01
19 07404046 VÁLVULA SERVIÇO 3/4" R410A 01
20 07404047 VÁLVULA SERVIÇO 3/8" R410A 01
00 11201007000282 SENSOR TEMP. AMBIENTE NTC 10K 1000mm 01
00 11201007000136 SENSOR TEMP. DA TUBULAÇÃO NTC 10K 850mm 01
00 11201007000082 SENSOR TEMP. DA SERPENTINA NTC 55K 1400mm 01
00 11718630E** ETIQUETA ATENÇÃO 01
00 11702638** ETIQUETA INVERTER 38C 01
00 11702575** ETIQUETA R410A HFC 01
00 03220064** ABRAÇADEIRA HELLERMAN T80RSFT 03
00 05103552** CAIXA PAPELÃO 38CCA 01
00 CS01D211** CALÇO DE BORRACHA DO COMPRESSOR 03
00 11716979** ETIQUETA CAPACIDADE 38CC/CQ 60Hz 01
00 CS01F047** GAXETA COMPRESSOR 01
00 05851406** REDE ELÉTRICA 38C 3TONS 220V INVERTER 01
00 43560903I** TUBO VÁLVULA EXV 01
00 43560904I** TUBO VÁLVULA EXV 36K 01

** - Peça não atendida em garantia.


00 - Não contém a peça no desenho.

20 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


6.4 - Modelo: 38CCV060515MC

18

12 19
11

4
8

9 17

14

1
10 19 3
20

16
13
5 15

** - Peça não atendida em garantia.


00 - Não contém a peça no desenho.

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 21


ITEM CÓDIGO DESCRIÇÃO QUANTIDADE
01 42731328 BORNEIRA 41A (L,N) 23A (1,2,3) 01
02 05713001 CAPACITOR 8uF 380VCA 01
03 05806517 CJ. BASE METÁLICA 38C LARGE 01
04 05501189 COMPRESSOR MITSUBISHI MNB42FDEMC 01
05 11203803000051 DISSIPADOR DE CALOR DE ALUMÍNIO 5TONS 01
06 38CKC500007 GRADE DO VENTILADOR 01
07 17601026 HÉLICE VENTILADOR CK/YC 048/060 01
08 25901220 MOTOR ELÉTRICO AC 1/4CV 220V/60Hz 2VEL 01
09 17123000A00452 PLACA DE ALIMENTAÇÃO INVERTER 5 TONS 01
10 17123100A00011 PLACA DE CONTROLE INVERTER 5 TONS 01
11 19240114 PRESSOSTATO DE ALTA PRESSÃO 01
12 19240113 PRESSOSTATO DE BAIXA PRESSÃO 01
13 11201101A00002 REATOR 500uH 60A 01
14 04931139 REFORÇO CANTOS LATERAIS 38CQA060 BRANCO 03
15 11201418000002 RETIFICADOR 75A DC (RoHS) 01
16 42201106 TAMPA CAIXA ELÉTRICA 38C INVERTER 01
17 11101043P TROCADOR DE CALOR MCHX 16mm 01
18 07404051 VÁLVULA EXV INVERTER 01
19 07404047 VÁLVULA SERVIÇO 3/8" R410A 01
20 07404048 VÁLVULA SERVIÇO 7/8" R410A 01
00 35419141 RELÉ 2 NO 230Vac 01
00 11201007000246 SENSOR TEMP. SERPENTINA NTC55K 90°C1000mm 01
00 11201007000025 SENSOR TEMP. AMBIENTE NTC 10K 900mm 01
00 11201007000136 SENSOR TEMP. DA TUBULAÇÃO NTC 10K 850mm 01
00 11201007000005 SENSOR TEMPERATURA DESCARGA 01
00 11718630E** ETIQUETA ATENÇÃO 01
00 11702638** ETIQUETA INVERTER 38C 01
00 11702575** ETIQUETA R410A HFC 01
00 03220064** ABRAÇADEIRA HELLERMAN T80RSFT 03
00 17401203A00850 CABO DE ALIMENTAÇÃO 2 VIAS COM FILTRO 01
00 05103633** CAIXA PAPELÃO 38C INVERTER (LARGE) 01
00 CS01D348** CALÇO DE BORRACHA DO COMPRESSOR 03
00 38CKC507002** EMBALAGEM CKC-YCC 048 01
00 11716979** ETIQUETA CAPACIDADE 38CC/CQ 60Hz 01
00 11201103000016** FILTRO ANEL EMC 01
00 70101044** FLUIDO REFRIGERANTE R-410A 00
00 CS01F941** GAXETA COMPRESSOR 01
00 05851407** REDE ELÉTRICA 38C 5TONS 220V INVERTER 01
00 43560903I** TUBO VÁLVULA EXV 01
** - Peça não atendida em garantia.
00 - Não contém a peça no desenho.

22 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


7 - SISTEMA FRIGORÍGENO

LS - Linha de Sucção LE - Linha de Expansão

8 - SISTEMA ELÉTRICO
IMPORTANTE
As ligações internas (entre as unidades) e externas (fonte de alimentação e unidade) deverão obedecer a
norma brasileira NBR5410 - Instalações Elétricas de Baixa Tensão.

8.1 - Instruções Gerais para Instalação Elétrica


A alimentação elétrica do sistema deve ser feita através de um circuito elétrico independente e as unidades
deverão ser protegidas através de um disjuntor de fácil acesso após a instalação.
Os dados elétricos para dimensionamento e instalação do sistema estão disponíveis nas tabelas de Características
Técnicas Gerais.

ATENÇÃO
• Os cabos de alimentação e interligação deverão estar em conformidade e seguir o padrão para Cabos de PVC/EB
105°C – 750 V da IEC 60227-3 (ABNT NBR 9117:2006) ou similar padrão para Cabos de PVC/EB 70°C – 750 V da NBR 6418.
• Verificar que a capacidade de alimentação seja suficiente para a conexão dos cabos. Para evitar descargas elétricas,
instalar um disjuntor de curto-circuito no lugar onde é previsto para instalar as unidades.
• A tensão de alimentação deve estar entre 90% - 110% da tensão nominal.
• A alimentação elétrica e o aterramento deverão ser feitos através da unidade condensadora.

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 23


IMPORTANTE
Quando realizar a conexão elétrica das unidades, interligue as pontas desencapadas dos fios do cabo de conexão
elétrica no bloco de terminais segundo o diagrama elétrico específico destas. Certifique-se de que os cabos estejam
firmemente conectados.

CUIDADO
Mantenha a energia desligada enquanto estiver efetuando os procedimentos de interligação. Quando for efetuar
qualquer manutenção no sistema observe SEMPRE que a energia esteja DESLIGADA.

NOTAS
• A ligação elétrica equivocada pode causar mau funcionamento da unidade e choque elétrico. Consulte
os códigos e normas locais para instalações elétricas adequadas ou limitações.
• Todos os modelos das unidades existentes neste manual são monofásicos/bifásicos.

24 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


8.2 - Esquema Elétrico: Evaporadoras 42XQ_36 com Condensadora 38C_036

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 25


8.3 - Esquema Elétrico: Evaporadoras 42XQ_60 com Condensadora 38C_060

26 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


9 - DIMENSÕES E ESPAÇAMENTOS
9.1 - Dimensional unidades condensadoras 38CCV36

C
A

D
B

Modelos A (mm) B (mm) C (mm) D (mm)


38CCV36 837 181,2 593 593
38CCV60 906 269,8 782 782

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 27


9.2 - Espaçamentos mínimos recomendados para unidade condensadora

750
mm mm
750 600
mm
ou
ma
is

1,20 m

Mínimo 4 metros
150 mm
Recomendável *
1,00 m

28 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


9.3 - Dimensional unidade evaporadora

Modelos X (mm) Y (mm) Z (mm) A (mm) P (mm) C (mm) D (mm)


42XQV36 1195 1114 1144
233 628 258 154
42XQV60 1645 1564 1594

9.4 - Espaçamentos mínimos unidade evaporadora

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 29


10 - INSTALAÇÃO
10.1 - Interligação entre Unidades - Desnível e Comprimento de Linha
Para interligar as unidades é necessário fazer a instalação das tubulações de interligação (linhas de sucção e expansão).
Veja os limites recomendados na tabela abaixo.

Modelos Comprimento Equivalente (m) Desnível (m) Comprimento Mínimo (m)


036 / 060 30 10 2

Para instalações onde o desnível e/ou o comprimento de interligação entre as unidades excederem o que está especificado
na tabela a cima, são necessárias algumas recomendações que possibilitarão um adequado rendimento do equipamento.
Elevar a linha de sucção acima da unidade evaporadora antes de ir para a unidade condensadora (0,2 m), quando a
unidade evaporadora estiver acima ou no mesmo nível da unidade condensadora.
Quando a unidade condensadora estiver em um nível superior ao da unidade evaporadora, fazer sifões nas subidas da
linha de sucção a cada 3,0 metros; considerando desde a saída da evaporadora.
Isolar as linhas de expansão e sucção da radiação (além de bem isoladas termicamente) quando estiverem expostas
ao sol.

0,1/0,2 m

UNIDADE
SL
EVAPORADORA

FAZER UM
UNIDADE SIFÃO A CADA
CONDENSADORA 3,0 METROS
LINHA DE SUCÇÃO

ÃO
EXPANS

Ø
LINHA DE SUCÇÃO

R= 4 x Ø
E
LINHA D

LINHA DE EXPANSÃO

3m

SL

UNIDADE UNIDADE
CONDENSADORA EVAPORADORA

30 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


É recomendado que no projeto de instalação considere, sempre que possível, a menor distância (acima de 2 metros), o
menor desnível e a menor quantidade de conexões entre as unidades evaporadora e condensadora.
O Comprimento Linear (C.L) é o comprimento total do tubo a ser utilizado na interligação entre as unidades.
O valor a ser considerado para o Comprimento Máximo Equivalente já inclui o valor do desnível entre as unidades e
também as curvas e restrições da tubulação.

Unidades Quente/Frio:
As instalações das linhas de expansão e sucção deverão ser feitas colocando-se “loops” em cada linha (figura a), para
evitar ruídos devido a vibração do equipamento. Os “loops” podem eventualmente ser substituídos por tubos flexíveis
(figura b).
O isolamento das linhas, em ambos casos, deverá ser feito separadamente.

10.2 - Cálculo do Comprimento Máximo Equivalente


O comprimento linear ou real representa o somatório de todos os trechos retos da tubulação. A perda de carga que
o fluído refrigerante sofre ao passar por uma conexão (curva, joelho, tee...) provoca redução da sua velocidade e este
aspecto deve ser considerado no planejamento do layout da tubulação.
Calcula-se o comprimento equivalente aplicando-se a seguinte fórmula:
Fórmula: CME = CL + (0,3 x nc)
Onde:
CME = Comprimento Máximo Equivalente ( m )
CL = Comprimento Linear ( m )
nc = Número de conexões (curvas, joelhos, tê )

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 31


A tabela abaixo apresenta os diâmetros recomendados de acordo com o comprimento equivalente da tubulação de
interligação.

C.M.E - Comprimento Máximo Equivalente


Modelos

0 - 10 m 10 - 20 m 20 - 30 m
Ø Linha de Ø Linha de Ø Linha de Ø Linha de Ø Linha de Ø Linha de Expansão
Sucção Expansão Sucção Expansão Sucção
mm (in)
mm (in) mm (in) mm (in) mm (in) mm (in)
036 19,05 (3/4)* 9,52 (3/8) 22,23 (7/8) 9,52 (3/8) 22,23 (7/8) 9,52 (3/8)

060 22,23 (7/8)** 9,52 (3/8) 28,58 (1.1/8) 9,52 (3/8) 28,58 (1.1/8) 9,52 (3/8)

* Recomendável utilização linha 22,23 mm (7/8 in) para melhor eficiência.


** Recomendável utilização linha 25,40 mm (1 in) para melhor eficiência.

10.3 - Dreno
Conforme sua instalação no piso (console) ou no teto (under ceiling), existem diferentes posições por onde devem passar
as tubulações para drenagem de condensado e também as tubulações de interligação. Veja a seguir as posições.

Eficácia na drenagem
Assegure-se que a unidade esteja nivelada, com uma pequena inclinação para o lado da drenagem - aproximadamente 2°.
A unidade usa drenagem por gravidade. A tubulação da drenagem, no entanto, deve possuir declividade.

32 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


10.4 - Recomendação para Brasagem
Em alguns pontos da interligação entre as unidades evaporadora e condensadora se faz necessário a aplicação do
processo de brasagem (processo térmico para junção de material metálico com a utilização de um metal de adição
com ponto de fusão menor que o metal base).

Algumas recomendações para realizar um bom processo:


- Prepare os tubos a serem soldados, lixando suas extremidades e alargando uma delas quando for unir dois tubos
com o mesmo diâmetro.
- Utilize os EPI´s necessários para a realização do processo (luvas, óculos).
- Utilize o processo de nitrogênio passante para evitar a oxidação interna.

Nitrogênio Passante
O objetivo da utilização de nitrogênio passante durante
o processo de brasagem é evitar a oxidação interna do
tubo.
A oxidação ocorre em função da presença de oxigênio
em contato com a parede do tubo quando este é
aquecido.
A ação solvente do refrigerante remove o acúmulo de
óxido de carbono das paredes do tubo e leva este resíduo
consigo pelo sistema, podendo provocar obstruções
ou danificar componentes vitais do compressor. Com
a passagem do nitrogênio (gás inerte) o ar contido na
tubulação será removido, logo não haverá oxigênio quando o calor for aplicado e, consequentemente, não ocorrerá
a oxidação.
Antes de iniciar a brasagem, recomenda-se aplicar nitrogênio em uma das
extremidades do tubo e certificar-se que o mesmo está saindo na outra.
Durante a brasagem, a pressão de nitrogênio no interior do tubo não deve ser elevada
(no máximo 3 psig) e, após concluída, é necessário manter o fluxo de nitrogênio até
que a parede do tubo resfrie e não exista a possibilidade de oxidação ( pelo menos
1 minuto). A foto abaixo mostra a diferença entre um tubo soldado aplicando-se
nitrogênio passante e outro sem a aplicação.

A sujeira gerada pela oxidação interna pode produzir


efeitos danosos ao sistema, tais como a obstrução de
capilares e filtros e/ou defeitos em compressores (veja
fotos de sujeira no interior do compressor).

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 33


10.5 - Isolamento Térmico da Tubulação
No interior dos tubos de expansão e sucção o refrigerante
se encontra a baixa temperatura e, se os tubos não forem
isolados, a umidade contida no ar irá condensar sobre
ele provocando gotejamento. Por isso os tubos devem
ser termicamente isolados, seguindo as seguintes
recomendações:
- Utilize isolamento térmico na forma de tubo, com
diâmetro interno referente ao tubo utilizado.
- Certificar-se que os tubos estão tamponados ao
montar o isolamento térmico, para evitar que resíduos
internos do isolamento entrem no tubo.
- Unir os tubos isolados e fazer um acabamento com
fita. Junto aos tubos isolados poderão passar também
o cabo de interligação e a mangueira de dreno,
ficando todo conjunto com um bom acabamento
e promovendo a este maior proteção contra as
agressões atmosféricas (sol, chuva, resíduos sólidos).
- Nas instalações onde a interligação for feita
externamente à parede, recomenda-se a utilização
de calhas.

10.6 - Teste de Estanqueidade


É possível identificar se um sistema possui algum micro vazamento na verificação de eficácia do processo de vácuo.
Por isso, este teste pode ser feito antes (para identificar grandes vazamentos) ou depois do processo de vácuo (para
descobrir o ponto do micro vazamento).
Para este teste utiliza-se nitrogênio, pois o mesmo apresenta características favoráveis para esta aplicação, tais como:
ser seco, ter sido acondicionado à alta pressão no cilindro, baixo custo (comparado ao refrigerante) e não agredir a
atmosfera.
Lembrando que, no caso de instalação, existe carga de refrigerante na unidade condensadora, portanto o teste será
realizado somente nas linhas e evaporadora.

Procedimento de Teste
Antes de realizar o procedimento, verifique se o conjunto manifold tem a escala adequada.
• Certificar-se que as válvulas de serviço estão bem fechadas (evitar que o nitrogênio entre na condensadora e se
misture com o refrigerante);
• Conectar a mangueira de alta pressão (vermelha) do manifold à válvula de serviço de baixa da unidade condensadora;
• Conectar a mangueira de serviço (amarela) do manifold ao regulador de pressão de nitrogênio.
• Abrir o registro e ajustar o regulador de pressão do cilindro de nitrogênio;
• Abrir o registro do lado de alta do manifold e deixar entrar nitrogênio no sistema até atingir 350 psig;
• Fechar o registro de alta do manifold;
• Pesquise a existência de vazamento nas conexões e pontos de solda, utilizando espuma de sabão;
• Caso não encontre, aumente a pressão do sistema para 550 psig e repita a pesquisa.
Para verificar a existência de micro vazamentos através do teste de estanqueidade recomenda-se manter o sistema
pressurizado por um período de 24 horas;
O nitrogênio varia 1,5 psig para cada 1ºC de variação da temperatura. Por isso, recomenda-se anotar pressão e temperatura
no início do teste e comparar os valores no final;
Uma vez identificado e corrigido o vazamento o processo de vácuo e a verificação de eficácia deverão ser realizados.

34 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


10.7 - Procedimento de Vácuo
A realização de um processo de vácuo adequado garante que não existirão gases incondensáveis nem umidade no
interior do sistema.
A presença de gases incondensáveis provoca a variação das pressões de
funcionamento do sistema e redução de sua capacidade.
A umidade é capaz de produzir efeitos ainda mais danosos, tais como: oxidação
das partes metálicas, alteração na densidade do óleo e consequente perda de
lubrificação. Porém o pior efeito resulta da formação de um ácido, quando a
umidade reage com o refrigerante e o óleo do sistema; este ácido corrói o verniz
do bobinado do compressor
provocando sua queima (compressor em massa).
O vacuômetro é o instrumento capaz de medir o vácuo e, sem ele não é possível
garantir a eficácia do processo de vácuo. Nos manifold´s, utilizados em campo
para o processamento de sistemas, embora exista uma escala de vácuo, não
é possível verificar se o sistema atingiu a faixa recomendada (250 e 500 μmHg).
Para efetuar o processo de vácuo na instalação de sistemas split´s, deve-se considerar que as unidades saem de fábrica
com carga de refrigerante na condensadora, logo se deve fazer vácuo nas linhas e evaporadora.
Para tanto, recomenda-se utilizar o seguinte procedimento:
a) Conectar a bomba de vácuo à válvula de serviço de sucção da unidade condensadora e ao vacuômetro conforme
mostrado na figura ao lado. Esta interligação pode ser feita com mangueiras, desde que suas vedações estejam em
perfeito estado, ou tubo de cobre com diâmetro igual ou superior à 1/4”.
b) Certificar-se que as válvulas de serviço da condensadora estão totalmente fechadas;
c) Abrir o registro da bomba de vácuo;
d) Ligar a bomba de vácuo e o vacuômetro;
e) Quando a pressão do sistema atingir a faixa recomendada (250 e 500 μmHg), feche o registro, desligue a bomba e
verifique a eficácia do processo de vácuo;
O fato de ter-se atingido o valor recomendado (250 e 500 μmHg), não garante que o sistema está livre de gases
incondensáveis e/ou umidade.
• Para verificar a eficácia do processo, após ter-se fechado o registro e desligado a bomba deve-se continuar o
monitoramento da pressão através do vacuômetro, segundo a representação 1.
• Se a pressão subir um pouco e depois estabilizar, conforme indicação 2, o vácuo está aprovado, pois o sistema
está estanque e seco.
• Se a pressão estabilizar em um valor muito superior à faixa recomendada, conforme indicação 3, indica a presença de
umidade no sistema. Neste caso será necessário ligar a bomba novamente e reiniciar o processo de vácuo.
• Se após 2 horas a pressão não estabilizar em nenhum valor, indica que o sistema tem vazamento, segundo a
representação 4.

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 35


10.8 - Carga de Refrigerante
O fluído refrigerante tem por função absorver o calor do ambiente interno e conduzi-lo ao ambiente externo onde
perderá este calor mais o calor produzido pelo trabalho mecânico do compressor.
Atualmente, na Linha Residencial, todos os modelos produzidos utilizam R410A como fluído refrigerante. O R410A é um
HFC (Hidrogênio+Fluor+Carbono) formado por dois outros fluídos: o R32 e o R125.
Por ser um blend, o R410A não pode ser misturado a outro refrigerante além de não ser miscível com óleo mineral. Estes
dois aspectos exigem que se utilize um manifold dedicado em operações em equipamentos com R410A.
O R410A é classificado com um fluído com alta pressão, o que requer dos componentes e tubulação maior resistência
mecânica.
As unidades condensadoras de 38C_036 e 38C_060 trazem apenas uma carga de gás refrigerante (C2) de 0,5 kg na
condensadora – Veja a tabela a seguir com o valor correto da carga de gás.

Procedimento para calcular a quantidade de gás refrigerante a ser adicionada:


Conceitos:
C1) Carga necessária para uma instalação com até 7,5 m de comprimento linear;
(C2) Carga que a condensadora sai de fábrica;
(C3) Carga que se necessita adicionar para uma instalação de até 7,5 m de comprimento linear;
(C4) Carga que se necessita adicionar por metro de comprimento excedente (CEXC).

Refrigerante Unid. Condensadora C1 (g) C2 (g) C3 (g) C4 (g/m)


1 R-410A 38CCV036 1200 500 700 30
2 R-410A 38CCV060 2200 500 1700 35

36 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


Após o processo de vácuo ter sido aprovado, e calculada a quantidade de refrigerante a ser adicionada, recomenda-se
o seguinte procedimento:
• Manter as válvulas de serviço da unidade condensadora fechadas;
• Sugere-se a utilização de mangueira, com registro. Mantenha o registro mangueira fechado e conecte a mangueira
de baixa pressão (azul) nesta e a outra extremidade da mangueira na válvula de serviço de baixa pressão;
• Conectar a mangueira de serviço (amarelo) do manifold no cilindro;
• Colocar o cilindro na balança de forma que o refrigerante entre na forma líquida (vire o cilindro);
• Zerar a balança;
• Abrir o registro do cilindro, purgue a mangueira junto ao registro, abra o registro de baixa do manifold;
• Monitorar o valor na balança;
• Quando chegar ao valor calculado, fechar o registro do cilindro;
• Como as válvulas da unidade condensadora estão fechadas e as linhas e evaporadora estão em vácuo no início do
processo, quando o registro da mangueira for aberto, o líquido entrará e evaporará.
• Aguarde pelo menos 3 minutos para que o líquido evapore e equalize dentro das linhas e evaporador;
• Abra as válvulas da condensadora;
• Aguarde aproximadamente 2 minutos para as pressões equalizarem;
• Ligue o equipamento.

NOTA
A presença de ar/oxigênio dentro do sistema de refrigeração NÃO É PERMITIDA em hipótise alguma.

10.9 - Recolhimento de Fluído Refrigerante


A Midea não recomenda, para procedimentos de manutenção, que o
fluído refrigerante seja recolhido na unidade condensadora, utilizando-
se o compressor da própria unidade. Para o recolhimento de fluído
refrigerante deve-se utilizar a bomba recolhedora e cilindro apropriados.
O fluido frigorífico recolhido deverá ser encaminhado para uma central
de regeneração ou reciclagem conforme Resolução CONAMA Nº 340/2003).
Em nenhuma hipótese o fluido frigorífico poderá ser liberada para a
atmosfera (Instrução Normativa N° 14, de 20 de Dezembro de 2012;
Jamais coloque em funcionamento a unidades em certificar-se de
que as válvulas de serviço estejam abertas. A não observância das
recomendações acima pode causar dano potencial ao produto,
à instalação e à integridade física de pessoas que estejam nas
proximidades durante o procedimento.

10.10 - Sistema de Expansão


Nas unidades condensadoras modelos 38CCV a expansão é realizada por uma válvula de expansão eletrônica (EXV),
localizada na condensadora.

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 37


10.11 - Kit renovação de Ar
As unidades estão preparadas para admissão de ar externo através da abertura de um “recorte” localizado na parte
traseira ou inferior da unidade conforme figura a seguir. Para abrir este “recorte” basta pressionar a chapa.
O Kit renovação de ar não acompanha o produto, para instalar o kit é necessário comprá-lo a parte.

Procedimentos de instalação
Utilize dutos - diâmetro interno: 150 mm - de poliester flexível (em espiral) ou de alumínio ondulado (resistentes a 60°C),
revestidos exteriormente com materiais anticondensação.
Instalar uma grelha (tela) de admissão e filtro de ar a fim de evitar a entrada de poeira, pó ou outros e assim obstruir o
trocador de calor da unidade evaporadora.
A montagem do filtro evita também a instalação de um separador para fechamento do conduto nos períodos em que
o equipamento estiver sem uso.
É possível utilizar um ventilador extra para uma vazão de ar superior na entrada de ar, desde que esta não exceda 10%
da vazão de ar total.
O motor do ventilador extra (opcional) para a entrada do ar exterior, deve ser fornecido separadamente e controlado
através de um interruptor bipolar ON/OFF, com fusíveis de segurança (instalados no local).

38 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


10.12 - Filtros de Ar
Nos equipamentos modelos 42XQV_ temos os filtros tela que são disponibilizados junto com o produto, caso tenha
necessidade, está disponível um Kit Filtro para maior conforto e comodidade ao usuário, a baixo verifique os kits
disponíveis para instalação.

Os kits devem ser instalados conforme a capacidade, veja a tabela a seguir:

O tempo de vida útil dos filtros de carvão ativado é de aproximadamente 2 anos e o dos filtros eletrostáticos é de cerca
de 3 meses. Os filtros de carvão ativado podem ser lavados com detergente neutro, enxaguados com água e expostos
ao sol até secarem.
O tempo de vida útil dos filtros Fotocatalizadores é de aproximadamente 2 anos. Este filtro pode ser lavado em água
corrente e reativado com a exposição direta aos raios solares.

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 39


11 - INFORMAÇÕES OPERACIONAIS
11.1 - Condições de funcionamento – Temperatura de Utilização.

MODO INTERIOR EXTERIOR


REFRIGERAÇÃO 21°C ~32°C 21°C ~46°C
DESUMIDIFICAÇÃO 17°C ~32°C 12°C ~46°C

ATENÇÃO
• Se o equipamento for utilizado fora das condições descritas acima, poderão ser ativadas as proteções de
segurança capazes de provocar algumas irregularidades de funcionamento da(s) unidade(s).
• Uma taxa de umidade superior a 80% pode causar a formação de condensado enquanto o aparelho estiver
funcionando em modo refrigeração ou em modo desumidificação. Deve-se, portanto, regular a posição do
defletor vertical colocando-o com o ângulo máximo de abertura (vertical em relação ao chão) e programar o
ventilador em ALTA velocidade.
• Com estas temperaturas de utilização ficam garantidos os rendimentos otimizados do aparelho.

12 - LIMPEZA
12.1 - Limpeza dos Filtros

A-
Filtros Fotocatalizadores + eletrostáticos (opcional)

B-
Filtros de tela lavável

40 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


Filtros de tela lavável
Para estabelecer a frequência de limpeza destes filtros, pode-se tomar como base o tempo de 1 mês de funcionamento.
• Os filtros de tela devem ser lavados com água.
• Retire os filtros.
• Limpe primeiro os filtros com um aspirador e depois lave-os com água corrente, secando-os em seguida.
• Volte a colocar o filtro na sua posição corretamente.

Filtros fotocatalizadores
• Limpe estes filtros de três em três meses. Lave-os com
água e deixe-os a secar ao sol durante duas ou três
horas.
• Substitua estes filtros de cinco em cinco anos
aproximadamente.

12.2 - Limpeza das Unidades Internas, Externas e do Controle Remoto


SEMPRE desligue a unidade antes de efetuar qualquer tipo de limpeza.
• Limpar a unidade interna e o controle remoto com um pano seco.
• Usar uma esponja embebida com água fria somente se a unidade interna estiver muito suja.
• Não devem ser usados panos embebidos com produtos químicos ou aspirador para limpar a unidade.
• Não usar benzina, solventes, pós para lustrar ou outros solventes similares para a limpeza. Estas substâncias poderão
provocar rachaduras ou deformações na superfície de plástico.
• Limpe regularmente a zona ao redor da unidade externa retirando possíveis lixos que por ventura tenham se
acumulado. O lixo pode provocar obstruções e redução da circulação do ar.

PERIGO
Não limpar dentro da unidade com água. A água pode danificar o isolamento causando descargas elétricas.

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 41


13 - FUNCIONAMENTO
13.1 - Lógicas de Funcionamento
EVAPORADORA CONDENSADORA
SIGLA SENSOR SIGLA SENSOR
T1 (RS) Temperatura Ambiente T3 (RT2) Temperatura da Condensadora
T2 (CS1) Temperatura do Meio da Evaporadora T4 (RT2) Temperatura Ambiente B
T2B (CS2) Temperatura do Fim da Evaporadora TP (RT3) Temperatura de Descarga
Temperatura configurada no controle
TS
remoto

13.2 - Modo Ventilação


• Neste modo o motor ventilador da condensadora e o compressor
ficam desligados.
• A função de ajuste de temperatura é desabilitada e nenhum
ajuste de temperatura é exibido.
• O ventilador interno pode ser ajustado para alto / médio / baixo
/ automático.
• O funcionamento dos defletores é a mesma que no modo
refrigeração.
• Na ventilação automática – AUTO o motoventilador funciona
conforme gráfico ao lado:

13.3 - Modo Refrigeração


13.3.1 - Ventilação Externa
A ventilação a baixa temperatura funciona conforme gráfico a seguir:
• Quando T4 <15°C e T3 <30°C, a unidade entrará no modo de baixa refrigeração ambiente. O motoventilador
externo escolherá a velocidade de acordo com o T3.
• Quando T338°C ou quando T420°C, o motoventilador externo escolherá a velocidade de acordo com
T4 novamente.

42 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


13.3.2 - Ventilação Interna
No modo de refrigeração, o motoventilador interno funciona o
tempo todo e a velocidade pode ser selecionada como alta, média,
baixa e automática.
Na ventilação automática – AUTO o motoventilador funciona conforme
gráfico a seguir:

13.4 - Modo Automático


Este modo pode ser selecionado através do controle remoto e o ajuste de temperatura alterado entre 17
e 30°C.
No modo automático, a própria unidade seleciona entre os modos refrigeração ou ventilação de acordo
com a diferença de temperatura - ΔT = temperatura do ambiente menos a temperatura configurada no
controle (ΔT = T1 – Ts).

ΔT = T1-Ts Modo de funcionamento


ΔT  2°C Refrigeração
ΔT < -2°C Aquecimento

Se produto alternar entre aquecimento e resfriamento, o compressor continuará parando por 15 minutos
e depois escolherá o modo de acordo com T1-Ts.
Se a temperatura de ajuste for modificada, a máquina escolherá a função de execução novamente.

13.5 - Modo Desumidificar


O modo desumidificar funciona da mesma forma que o modo de refrigeração em baixa velocidade. Todas
as proteções estão ativas e são as mesmas que no modo de resfriamento.

13.6 - Configuração da Placa Evaporadora


As placas da evaporadora 42XQV (Space) deverão ser configuradas
quanto a capacidade da unidade evaporadora e a forma de religamento.
Na evaporadora 42XQV, a configuração deverá ser feita nas microchaves
SW1 e SW3.
Capacidade:
SW1 na posição 1: 36 kBtu/h (42XQV36)
SW1 na posição ON: 60 kBtu/h (42XQV60)
Retorno após um corte de energia:
SW3 na posição 1: volta ligado
SW3 na posição ON: volta desligado

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 43


13.7 - Lógicas de Proteção
13.7.1 - Proteção contra baixa temperatura no evaporador
Para a linha Piso Teto modelos 42XQV36 e 42XQV60, se a temperatura medida no sensor de serpentina T2 (CS1) estiver
menor que 2°C por mais de 3 minutos, o compressor é desligado, voltando a funcionar quando a temperatura do
sensor da serpentina estiver a cima de 7°C.

13.7.2 - Proteção contra alta temperatura no condensador


Para a linha Piso Teto modelos 38CCV036 e 38CCV060, se a temperatura medida no sensor de serpentina T3 (RT1)
estiver maior que 65°C por mais de 3 segundos, o compressor é desligado e aparecerá no display o código de erro,
voltando a funcionar quando a temperatura do sensor da serpentina estiver abaixo de 52°C.

13.7.3 - Proteção contra alta temperatura do compressor


Quando a temperatura medida no sensor de descarga TP (RT3) ultrapassar 102°C, a frequência de rotação do
compressor é reduzida, voltando ao normal quando a temperatura (TP) baixar de 102°C;
Se TP ultrapassar 115ºC, e permanecer nesta temperatura por mais de 10 segundos o compressor desliga, retornando
a ligar quando TP baixar de 90ºC.

44 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


14 - AUTODIAGNÓSTICO E CÓDIGO DE ERROS
14.1 - Unidades Internas (evaporadoras)
Todos as unidades internas possuem um sistema de códigos de erro que permitem identificar, com maior agilidade, o
problema ocorrido nesta. Sempre que a unidade apresentar um dos indicadores (ou mais) piscando, entre em contato
com um credenciado para verificar a origem do problema em seu equipamento.
As figuras e a tabela abaixo apresentadas identificam o sinal da ocorrência através dos ícones localizados no
painel frontal da unidade evaporadora.

1 2 3

1. Funcionamento (Power) - LED Verde: Indica o status ligado/desligado (ON/OFF) da unidade interna.
2. Função Dormir (Sleep) - LED Amarelo: Indica que está ocorrendo a compensação da temperatura durante o modo
sleep.
3. Temporizador (Timer) - LED Vermelho: Indica se o timer está ativo.

LIGADO
• Sinal A :
A O LED irá piscar com um sinal intermitente.
DESLIGADO
• Sinal B :
LIGADO
B O LED irá piscar com um sinal pausado.
DESLIGADO

LED Funcionamento LED Dormir LED Timer Sinal de Falha Possíveis Causas Ações
Falha na interligação
Falha de conexão de
Ver Teste de
Falha de comunicação componentes.
Sinal A Sinal A Sinal A comunicação entre
entre as unidades Falha no reator
as unidades.
Placa evap. com defeito.
Placa cond. Com defeito.
Verifique/Corrija
Sensor de Mau contato no conector do
conexão entre sensor e
temperatura sensor com a placa da evap.
- - Sinal A placa da evap.
ambiente (RS) aberto
ou em curto circuito Ver Teste de Sensores
Falha no sensor
de Temperatura
Sensor de Verifique/Corrija
Mau contato no conector do
temperatura do meio conexão entre sensor e
sensor com a placa da evap.
- Sinal A Sinal A da serpentina (CS1) placa da evap.
aberto ou em curto Ver Teste de Sensores
circuito Falha no sensor
de Temperatura
Sensor de Verifique/Corrija
Mau contato no conector do
temperatura do fim conexão entre sensor e
sensor com a placa da evap.
Sinal A Sinal A - da serpentina (CS2) placa da evap.
aberto ou em curto Ver Teste de Sensores
circuito. Falha no sensor
de Temperatura

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 45


LED
LED Dormir LED Timer Sinal de Falha Possíveis Causas Ações
Funcionamento
Erro de parâmetro Falha no aterramento Corrigir aterramento
do processador
Sinal A - Sinal A
(EEPROM) da unidade Placa evap.com defeito substituir placa evap.
evaporadora
Falha no sensor - Ver Teste de Sensores de
descalibrado Temperatura
Verifique/ corrija: sujeira
Falta de condensação no condensador, falha no
ventilador do condensador
Detectação de perda Falta de refrigerante
Sinal B - -
(fuga) de refrigerante
Obstrução interna no Ver Pressões de Operação
sistema
Reparare o vazamento e
Vazamento em conexões
reopere o produto
Placa evap. com defeito. Substituir placa evap.
Proteção contra falha
Sinal B Sinal B Sinal B ou erro da unidade Verificar erros na tabela da condensadora
externa.
Medir tensão de alimentação
Tensão de Alimentação fora
com o equip. desligado, se a
da faixa (198V a 242V).
tensão estiver fora da faixa.
Medir a tensão no momento
da partida compressor, se a
Cabos de alimentação mau tensão cair abaixo do limite
dimensionados ou com mau permitido (198 V), verifique o
contato. dimensionamento dos
cabos de alimentação ou
mau contato na fiação.
A unidade não deve operar
Temperatura externa muito
Proteção contra com temperatura externa
Sinal B Sinal B - alta.
sobrecarga de corrente igual ou acima de 50°C.
Verifique/ corrija: sujeira
Falta de condensação. no condensador, falha no
ventilador do condensador
Obstrução interna no Identificar/Corrigir obstrução
sistema. do sistema.
Se a corrente estiver normal
e apresenta este código de
Placa da cond. com defeito.
falha, substitua a placa da
cond.
Mau funcionamento
Substituir o compressor.
mecânico no compressor.

46 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


LED LED
LED Timer Sinal de Falha Possíveis Causas Ações
Funcionamento Dormir
Sensor de temperatura Mau contato no conector do Verifique/Corrija conexão entre
da unidade externa sensor com a placa da cond. sensor e placa da cond.
- - Sinal B
aberto ou em curto Ver Teste de Sensores de
circuito Falha no sensor
Temperatura
Medir tensão de alimentação
Tensão de Alimentação (AC) com o equipamento desligado,
fora da faixa (198V a 242V) verifique se a tensão estiver
fora da faixa.
Falha de conexão Medir a resistência ôhmica do
- Sinal B - da alimentação do Falha no reator reator, a qual deve estar entre
compressor 0 e 1
Placa cond. Com defeito Substituir placa cond.
Mau contato no chicote Verifique/Corrija conexão entre
entre placa e compressor placa e compressor
Mau contato no conector do
pressostato de baixa ou alta Verifique e corrja mau contato.
na placa
Desconecte e meça
continuidade entre os bornes.
Se a pressão do sistema estiver
acima de 54 psig (Baixa) ou
Pressostato com defeito
420 psig (Alta) deve haver
continuidade entre os bornes,
Proteção contra
se não houver substitua o
sobrepressão ou
Sinal B - Sinal B pressostato.
pressão muito baixa do
compressor Falta de refrigerante
Obstrução interna no Ver Pressões de Operação
sistema
A unidade não deve operar
Temperatura externa acima
com temperatura externa igual
de 50°C
ou acima de 50°C.
Verifique/ corrija: sujeira
Falta de condensação. no condensador, falha no
ventilador do condensador
Falta de refrigerante
Proteção contra Obstrução interna no Ver Pressões de Operação
Sinal A - - congelamento ou sistema
degelo Ver Teste de Sensores de
Falha no sensor
Temperatura
Falta de refrigerante
Proteção contra Obstrução interna no Ver Pressões de Operação
- Sinal A - alta temperatura do sistema
evaporador Falha no sensor do Ver Teste de Sensores
evaporador de Temperatura

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 47


14.2 - Unidades Externas (condensadoras)
A unidade externa possui em sua placa eletrônica um display onde é possível identificar, com
maior agilidade, o código de erro ocorrido. Sempre que a unidade apresentar um dos códigos
de erro, entre em contato com um credenciado para verificar a origem do problema em seu
equipamento.
A tabela abaixo apresentada identifica o código de erro apresentado na unidade condensadora.

Display Sinal de Falha Possíveis Causas Ações


Falha do processador (EEPROM) Falha no aterramento Corrigir aterramento
E0
da unidade externa Placa evap. com defeito Substituir placa evap.
Falha na interligação
Falha de conexão de
Falha de comunicação entre as componentes Ver Teste de comunicação entre
E2
unidades. Falha no reator as unidades.
Placa evap. com defeito
Placa cond. Com defeito
Verifique se o LED do módulo inverter está aceso.
Falha de comunicação entre a falha na interligação Se o mesmo estiver apagado o módulo não está
E3 placa IPM e a placa principal da recebendo sinal.
unidade externa Módulo Inverter (IPM) com Se o LED estiver aceso e não existir problema de
defeito interligação, substitua o módulo inverter.
Mau contato no conector do Verifique/Corrija conexão entre sensor e placa da
Sensor de temperatura externa sensor com a placa da cond. cond.
E4
aberto ou em curto circuito
Falha no sensor Ver Teste de Sensores de Temperatura
Tensão de Alimentação (AC) fora Medir tensão de alimentação com o equipamento
da faixa (198V a 242V) desligado, verifique se a tensão estiver fora da faixa.
Medir a resistência ôhmica do reator, a qual deve
Proteção contra falha de Falha no reator
E5 estar entre 0 e 1
tensão do compressor
Placa cond. Com defeito Substituir placa cond.
Mau contato no chicote entre
Verifique/Corrija conexão entre placa e compressor
placa e compressor
Verifique/ corrija: sujeira no condensador, falha no
Falta de condensação
ventilador do condensador
Proteção contra alta Obstrução interna no sistema Identificar / Corrigir obstrução do sistema
P0
temperatura do compressor
Falha no sensor Ver Teste de Sensores de Temperatura
Placa cond. com defeito Substituir placa cond.
Mau contato no conector do
Verifique corrija mau contato
pressostato de baixa na placa
Desconecte e meça continuidade entre os bornes.
Se a pressão do sistema estiver acima de 117 psig
Pressostato com defeito
deve haver continuidade entre os bornes, se não
P1 Proteção contra alta pressão houver substitua o pressostato
Temperatura externa acima A unidade não deve operar com temperatura
de 50°C externa igual ou acima de 50°C
Verifique/ corrija: sujeira no condensador, falha no
Falta de condensação
ventilador do condensador
Obstrução interna no sistema Identificar/Corrigir obstrução do sistema

48 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


Display Sinal de Falha Possíveis Causas Ações
Mau contato no conector do
Verifique corrija mau contato.
pressostato de baixa na placa.
Desconecte e meça continuidade entre os bornes.
Se a pressão do sistema estiver acima de 420 psig
P2 Proteção contra baixa pressão Pressostato com defeito.
deve haver continuidade entre os bornes, se não
houver substitua o pressostato
Falta de refrigerante
Ver Pressões de Operação
Obstrução interna no sistema
Tensão de Alimentação fora Medir tensão de alimentação com o equip. desligado,
da faixa (198V a 242V) se a tensão estiver fora da faixa
Medir a tensão no momento da partida compressor,
Cabos de alimentação mau
se a tensão cair abaixo do limite permitido (198V),
dimensionados ou com mau
verifique o dimensionamento dos cabos de
contato
alimentação ou mau contato na fiação
Temperatura externa muito A unidade não deve operar com temperatura
Proteção contra falha de alta externa igual ou acima de 50°C
P3
corrente do compressor
Verifique/ corrija: sujeira no condensador, falha no
Falta de condensação
ventilador do condensador
Obstrução interna no sistema Identificar/Corrigir obstrução do sistema
Se a corrente estiver normal e apresenta este código
Placa da cond. com defeito.
de falha, substitua a placa da cond.
Mau funcionamento mecânico
Substituir o compressor.
no compressor.
Verifique/ corrija: sujeira no condensador, falha no
Falta de condensação.
ventilador do condensador
Proteção contra falha na Obstrução interna no sistema Identificar/Corrigir obstrução do sistema
P4 temperatura de descarga do Sensor de descarga Ver Teste de Sensores de Temperatura
compressor Falha no contato do dissipador Verifique a existência de pasta térmica entre o
de calor do módulo inverter dissipador e placa
Placa cond. com defeito. Substituir placa cond.
Temperatura externa acima A unidade não deve operar com temperatura
de 50°C externa igual ou acima de 50°C
Sensor de temperatura do
Proteção contra alta Ver Teste de Sensores de Temperatura
P5 condensador descalibrado
temperatura do condensador
Verifique/ corrija: sujeira no condensador, falha no
Falta de condensação
ventilador do condensador
Obstrução interna no sistema Identificar/Corrigir obstrução do sistema
Falha no motor do ventilador
Ver Teste Motor ventilador Cond.
do cond.
P6 Proteção módulo IPM
Falha no compressor. Ver Teste Compressor Inverter
Placa cond. com defeito. Substituir placa cond.
Falta de refrigerante
Proteção contra alta temperatura Ver Pressões de Operação
P7 Obstrução interna no sistema
do evaporador
Falha no sensor do evaporador Ver Teste de Sensores de Temperatura

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 49


14.3 - Checagem de funcionamento
Através da placa eletrônica da condensadora é possível verificar o status de
funcionamento do equipamento.
Para verificar o status de funcionamento devemos visualizar o switch SW1 na placa
eletrônica, este switch está localizado próximo ao display, o produto deve estar ligado
e em funcionamento.
Ao apertar o botão do switch irá primeiramente aparecer o conteúdo correspondente
ao “N”, a cada vez que o botão for apertado o “N” será alterado. Após escolher o “N”
ele irá piscar por 1,5 segundos e irá mostrar o status de funcionamento, após 1,5
segundos o status irá se apagar e voltará ao conteúdo correspondente “N”.

N Conteúdo Correspondente Observação


00 Display Normal Exibi a frequência do compressor ou código de mau funcionamento
Dados reais HP*10. Se o código de capacidade for maior que 99, o
display mostrará dígito único e dígito de dez. (Por exemplo, o display
01 Capacidade da unidade interna mostra “5.0”, isso significa que a capacidade é 15, so o display mostra
“60”, significa que a capacidade é 6.0)
Código de demanda de
02 Para este produto não tem finalidade
capacidade de alteração
A frequência após a transferência
03 Para este produto não tem finalidade
do requisito de capacidade
A frequência após o limite de
04 Para este produto não tem finalidade
frequência
05 A frequência de envio para 341 Para este produto não tem finalidade
Temperatura do sensor da Se a temperatura é inferior a 0°C, o display mostrará "0". Se a
06
evaporadora (T2) temperatura é superior a 70°C, o display mostrará "70".
Temperatura do sensor do Se a temp. é inferior a -9°C, o display mostrará "-9". Se a temperatura.
07
condensador (T3) é superior a 70°C, o display mostrará "70". Se a unidade interna não
Temperatura do sensor ambiente estiver conectada, o display mostrará: “ʊʊ”.
08
externo (T4)
O valor de exibição é entre 13°C ~ 120°C. Se a temperatura é inferior a
13°C, o display mostrará "13". Se a temperatura é superior a 99°C, o
Temperatura do sensor de display mostrará um dígito único e dez dígitos. (Por exemplo, o display
09 mostra “0.5”, significa que a temperatura de descarga do compressor é
descarga do compressor
de 105°C. O display mostra “1.6”, isso significa que a temperatura de
descarga do compressor é de 116°C).
10 Valor AD de corrente
O valor de exibição é o número hexadecimal
11 Valor AD de tensão
Modo de funcionamento da
12
unidade evaporadora Desligado: 0, Somente ventilador: 1, Refrigeração: 2, Aquecimento: 3,
Modo de funcionamento da Refrigeração forçado: 4
13
unidade condensadora
Dados reais * 4.
Se o valor for maior que 99, o tubo do mostrador digital mostrará dígito
14 Ângulo da abertura a Válvula EXV único e dez dígitos. Por exemplo, o mostrador digital mostra “2.0”, isso
significa que o ângulo aberto EXV é 120 × 4 = 480p.

50 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


N Conteúdo Correspondente Observação
Limite de frequência
Bit7 causado pelo O valor de
dissipador IGBT exibição é o
Limite de frequência número
Bit6
causado pelo PFC hexadecimal.
Limite de frequência Por exemplo,
Bit5
causado pelo T4 o mostrador
Limite de frequência digital mostra
Bit4
causado pelo T2 2A, depois
15 Símbolo de limíte de frequência
Limite de frequência Bit5 = 1, Bit3
Bit3
causado pelo T3 = 1, Bit1 = 1.
Limite de frequência Significa
Bit2
causado pelo TP limite de
Limite de frequência frequência
Bit1 causado pelo causado por
corrente T4, T3 e
Limite de frequência corrente.
Bit0
causado pela tensão
16 Velocidade do motor ventilador DC
O valor de exibição é entre 13°C ~ 120°C. Se a temperatura é inferior a
13°C, o display mostrará "13". Se a temperatura é superior a 99°C, o
Temperatura do sensor de display mostrará um dígito único e dez dígitos. (Por exemplo, o display
17 temperatura do dissipador do mostra “0.5”, significa que a temperatura do dissipador IGBT é de 105°C.
IGBT O display mostra “1.6”, significa que a temperatura do dissipador IGBT é
de 116°C)

18 Número da unidade interna Undade interna pode comunicar com a unidade externa.

Temperatura do sensor da
19
evaporadora da unidade 1
Se a temperatura é inferior a 0°C, o display mostrará "0". Se a
Temperatura do sensor da
20 * temperatura é superior a 70°C, o displayl mostrará "70". Se a unidade
evaporadora da unidade 2
interna não estiver conectada, o display mostrará: “ʊʊ”.
Temperatura do sensor da
21 *
evaporadora da unidade 3
22 Capacidade da unidade interna 1 Dados reais HP*10. Se o código de capacidade for maior que 99, o
display mostrará dígito único e dígito de dez. (Por exemplo, o display
23 * Capacidade da unidade interna 2 mostra “5.0”, isso significa que a capacidade é 15, so o display mostra
“60”, significa que a capacidade é 6.0). Se a unidade interna não
24 * Capacidade da unidade interna 3 estiver conectada, o display mostrará: “ʊʊ”.

* Não se aplica para este modelo.

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 51


15 - DESMONTAGEM E MONTAGEM
Ferramentas:
• 01 Chave de fenda • 01 Chave fixa 9mm • 01 Óculos para solda
• 01 Chave Philips • 01 Cj chave Alllen • 01 Raspa
• 01 Alicate de corte • 01 Chave ½” • 01 Luva para solda
• 01 Alicate Universal • 02 Chave Ajustável - Inglesa • 01 Óculos de proteção
• 01 Chave fixa 8mm • 01 Maçarico • 01 Luva

15.1 - Evaporadoras
1. Levante o vane para cima - figura 1.
2. Retire os dois filtros - figura 2.

1 2

3. Com auxílio de uma chave Philips retire os parafusos que prendem as laterais - figura 3.
4. Ao retirar a lateral cuidado para não danificar os encaixes - figura 4.

3 4

52 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


5. Com auxílio de uma chave Philips retire os parafusos que prendem as grelhas e solte-as - figura 5.

6. Ao soltar as grelhas cuidado para não danificar os encaixes - figura 6.

7. Puxe para fora o suporte do receiver com cuidado para não danificar a placa do display que está presa ao suporte.
Solte o conector da placa do display, conforme as figuras 7a e 7b.

7a 7b

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 53


8. Com auxílio de uma chave Philips retire os parafusos que prende o painel frontal - figura 8.

9. Puxe levemente o painel frontal para frente até sair do encaixe e para cima até retirá-lo - figuras 9a e 9b.

9a 9b

10. Para retira a calha chassi é necessário retirar o tubo flexível que está encaixada no bocal do chassi, após retirar a
mangueira com cuidado puxe a calha para frente - figuras 10a e 10b.

10a 10b

54 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


11. Solte a vane horizontal do suporte com cuidado para não danificar o vane horizontal, puxe para fora a vane até
desencaixar do motor da vane - figura 11.

11

12. Com auxílio de uma chave Philips retire os parafusos que prende o suporte do vane
12
horizontal e puxe-o para fora - figura 12.

13. Retire os calços de isopor das laterais -


13
figura 13.

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 55


14. Retire o sensor da serpentina puxando-o para fora,
14
cuidado para não perder a trava que está fixando o
sensor - figura 14.

15. Retire o sensor do meio da serpentina para fora, cuidado para não perder a trava que está fixando o sensor - figura
15a e 15b.

15a 15b

16. Retire todos os conectores que estão ligados a placa eletrônica


e os fios terra, apenas o conector dos sensores irão permanecer 16
ligados - figura 16.

56 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


17. Solte o transformador e a placa eletrônica da caixa de controle. Atentar-se as presilhas que prendem o suporte e
a placa - figura 17a e 17b.

17a 17b

18. Após retiras o transformador e a placa eletrônica, solte o parafuso com o auxílio de uma chave Philips, levante a
trava puxe para frente e para cima para remover a caixa de controle - figuras 18a, 18b e 18c.

18a 18b 18c

19. Após retirar a caixa de controle retire com auxílio de uma 19a 19b
chave Philips os dois parafusos que prende a evaporadora
- figura 19a e 19b.

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 57


20. Após retirar os parafusos solte a evaporadora com cuidado para não amassar as aletas e não machucar as mãos.

20a 20b

21. Retire as 3 evolutas inferiores, atentar-se nas travas para não quebrá-las - figuras 21a, 21b e 21c.

21a

21b 21c

22. Com auxílio de uma chave combinada 13mm retire a porca que prende o capacitor. Solte os terminais e retire-o -
figura 22a e 22b.

22a 22b

58 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


23. Com auxílio de uma chave de fenda solte as duas presilhas que prende o motor ventilador - figuras 23a a 23d.

23a 23b 23c 23d

24. Com o auxílio de uma chave Allem solte o parafuso que prende o eixo do motor e puxe-o para fora - figuras 24a e 24b.

24a 24b

25. Levante levemente as turbinas ventilador e puxe-a para fora até sair do mancal - figuras25a e 25b.

25a 25b

Mancal

26. Para retirar a turbina do eixo é necessário uma chave de fenda para auxiliar o deslocamento da trava. Ao realizar o
destravamento puxe a turbina, cuidado para não se machucar - figura 26a e 26b.

26a 26b

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 59


27. Com auxílio de uma chave Phiips, retire os parafusos que prendem o suporte do motor ventilador. Atentar-se que
dois parafusos são retirados pelo outro lado do painel traseiro chassi - figura 27.

27

28. Com auxílio de uma chave Philips, retire os parafusos que prendem as evolutas, conforme exemplo abaixo - figura 28.
29. Após retirar os parafusos levante a evoluta até desencaixar do painel traseiro chassi - figura 29.

28 29

30. Com auxílio de uma chave Philips, retire os parafusos que prendem o mancal no painel traseiro chassi - figura 30.
31. Com auxílio de uma chave Philips, retire os parafusos que prendem o conjunto fechamento superior e vanes - figura 31.

30 31

60 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


32. Após retirar os parafusos levante 90° e puxe para fora conforme exemplo abaixo - figuras 31a a 31c.

32a 32b 32c

33. Para retirar as vanes verticais é necessário apertar as travas que as prendem e puxá-las para fora conforme as
figuras 33a a 33d.

33a 33b

33c 33d

34. Cuidado ao manusear o painel traseiro chassi, utilize as luvas de proteção para manuseá-la.

34

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 61


15.2 - Condensadoras
Com auxílio de uma chave Philips retire os parafusos que prendem a tampa caixa elétrica e solte-a, conforme a figura 1.

15.2.1 - Modelo 38CCV036


1. Solte todos os terminais e conectores que estão ligados as placas eletrônicas, ao aterramento e capacitor - figura 2.
2. Com auxílio de uma chave Philips, solte os parafusos que prende a placa de controle inverter - figura 3.

2 3

62 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


3. Com auxílio de uma chave Philips, solte os parafusos que prende a placa inverter mono - figura 4 e 5.

IMPORTANTE
Antes de colocar a placa de controle inverter em seu lugar é necessário colocar pasta térmicas nos locais indicados
- figura 5.

4 5

4. Com auxílio de uma chave Philips, solte os parafusos que prende o dissipador de calor a tampa - figura 6.

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 63


15.2.2 - Modelos 38CCV060
1. Solte todos os terminais e conectores que estão ligados a placa de controle inverter, ao aterramento e capacitor -
figuras 7.
2. Com auxílio de uma chave Philips, solte os parafusos que prende a placa de controle inverter - figura 8.

7 8

3. Após retirar a placa, retire o parafuso que prende o sensor do dissipador com auxílio de uma chave Philips - figura 9.
4. Com auxílio de uma chave Philips retire os parafusos que ligam o retificador. Em seguida retire os parafusos que
prende-o, conforme as figura 10 a 12.

9 10

IMPORTANTE
Antes de colocar a placa de controle inverter e o retificador em seu lugar é necessário colocar pasta térmicas nos
locais indicados - figuras 11 e 12.

11 12

64 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


5. Com auxílio de uma chave Philips, solte os parafusos que prende o dissipador de calor a tampa - figura 13.
6. Solte todos os terminais do Relé e com auxílio de uma chave Philips retire os parafusos que prende - figura 14.

13 14

7. Solte todos os terminais e conectores que estão ligados a placa de alimentação inverter e aterramento. Com auxílio
de uma chave Philips retire os parafusos que prende a placa - figura 15.

15

15.2.3 - Todos os Modelos


1. Com auxílio de uma chave de fenda solte os parafusos que prende os fios na borneira da condensadora, após retiras
os fios, solte os parafusos que prende a borneira da condensadora e retire-a - figuras 16 e 17.

16 17

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 65


2. Passe todos os fios para dentro da máquina pelas borrachas de vedação - .

18 19

3. Com auxílio de uma chave de fenda solte os parafusos que prende o suporte do ventilador, antes de puxá-lo para
cima, solte as abraçadeiras que prende o chicote do motor elétrico - figuras 20 e 21.

20 21

4. Com auxílio de uma chave fixa 8mm solte o parafuso que prende a hélice do ventilador ao eixo do motor elétrico e
puxe-a para cima - figura 22.
Atentar-se na colocação da hélice do ventilador, o parafuso deve ficar na mesma direção do chanfro - figura 23.

22

23

66 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


5. Com auxílio de uma chave 9mm solte as porcas que prende o motor elétrico ao suporte do ventilador - figuras 24 e 25.

24 25

6. Com auxílio de uma chave de fenda retire os parafusos que prende a tampa superior e puxe-a para cima - figuras
26 e 27.
26 27

7. Com auxílio de uma chave de fenda retire os parafusos que prende a tampa e puxe-a para retirar - figuras 28 e 29.

28 29

8. Solte a bobina da válvula eletrônica EXV, observe que para retirar a bobina deve-se girar até ela soltar das travas -
figuras 30 e 31.
30 31

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 67


9. Para trocar a válvula eletrônica é necessário realizar alguns procedimentos de
32
brasagem tais como - ver figura 32:
• Siga todas as normas de segurança.
• Use óculos de proteção e luvas de segurança.
• Recolha todo o refrigerante do circuito utilizando equipamento apropriado.
• Certifique-se que o mesmo está totalmente despressurizado.
• Utilize maçarico oxi-acetileno para melhor qualidade.

10. Com auxílio de uma chave Philips solte os parafusos que prende o reator e retire-o - figuras 33a a 33c.

33a 33b 33c

11. Para soltar o sensor da condensadora puxe-o para cima, ao puxar cuidado para não cair a trava - figura 34.
12. Para soltar o sensor de descarga levante a aba da presilha e puxe o sensor para fora - figuras 35 e 36.

34 35 36

68 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


13. Com auxílio de uma chave 8mm solte a porca da tampa de ligação do motor e retire os terminais que estão ligado
no borne do compressor - figuras 37 a 39.

37 38 39

14. Para retirar o compressor é necessário realizar alguns procedimentos de brasagem


40
tais como - figura 40:
• Siga todas as normas de segurança.
• Use óculos de proteção e luvas de segurança.
• Recolha todo o refrigerante do circuito utilizando equipamento apropriado.
• Certifique-se que o mesmo está totalmente despressurizado.
• Utilize maçarico oxi-acetileno para melhor qualidade.

15. Após realizar os procedimentos de brasagem retire as porcas que prende o compressor usando uma chave ½” -
figura 41.
16. Para realizar a troca dos pressostatos, tanto de baixa quanto de alta é necessário realizar alguns procedimentos de
brasagem tais como - figura 42 e 43:
• Siga todas as normas de segurança.
• Use óculos de proteção e luvas de segurança.
• Recolha todo o refrigerante do circuito utilizando equipamento apropriado.
• Certifique-se que o mesmo está totalmente despressurizado.
• Utilize maçarico oxi-acetileno para melhor qualidade.

41 42 43

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 69


17. Para retirar somente o trocador de calor não é necessário retirar o compressor, válvula
44
eletrônica EXV e os pressostatos, mas é necessário realizar alguns procedimentos
de brasagem tais como - figura 44:
• Siga todas as normas de segurança.
• Use óculos de proteção e luvas de segurança.
• Recolha todo o refrigerante do circuito utilizando equipamento apropriado.
• Certifique-se que o mesmo está totalmente despressurizado.
• Utilize maçarico oxi-acetileno para melhor qualidade.

18. Após realizar o processo de brasagem retire os parafusos que prende o trocador de calor e levante para retirá-lo
- figura 45.

45

70 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


16 - MANUTENÇÃO E TESTES
16.1 - Diagnósticos e Soluções
16.1.1 - Funcionamento do Controle Remoto
Verifique se o controle remoto possui pilhas, se estas estão montadas na posição
correta e se estão devidamente carregadas;
Verifique se o controle remoto está enviando sinal. A medida que o cliente seleciona
uma função no controle remoto, este envia um sinal infravermelho. O olho humano
não detecta a presença de um sinal infravermelho, por isso recomenda-se utilizar
a lente de uma câmera. Através dela pode-se verificar se o controle remoto está
enviando sinal ou não.

16.1.2 - Comunicação entre o Receiver e a Placa Principal


Assim como o olho humano, a placa eletrônica não detecta a presença de um sinal infravermelho, por isso um componente
denominado Receiver é utilizado para transformar o sinal infra-vermelho em tensão DC e enviar, através de um cabo,
estas informações (sinais de entrada) para a placa eletrônica;

A presença de iluminação (principalmente lâmpadas fluorescentes) pode provocar uma interferência de sinal entre o
controle remoto e o Receiver. Para testar esta interferência, recomenda-se realizar um teste de funcionamento com a
iluminação desligada.
Para acionar o Receiver o controle remoto não deve estar a uma distância de aproximadamente 7m (verificar no Manual
do proprietário a distância ideal para o equipamento que está sendo testado).
Recomenda-se revisar as conexões entre o cabo e o Receiver e entre o cabo e a placa eletrônica.
Para identificar se o problema de funcionamento está no receiver ou na placa eletrônica, utilizar o “botão de emergência”
ou “Auto Coll”, que faz com que a placa assuma algumas condições fixas, ou seja a placa funciona sem as informações
enviadas pelo receiver.

Procedimento de teste de alimentação:


1. Ligue o produto na tomada, com o auxílio de um multímetro na escala de VDC
meça entre os terminais GND e +5V, o valor encontrado deve ser de 5VDC ±10%.
2. Caso não encontre valor nenhum verifique os conectores e fiação, se
permanecer sem nenhum valor deve-se substituir a placa principal.
3. Se apresentar valor e a placa display não ligar, substitua-a.

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 71


16.1.3 - Motor do Ventilador da Evaporadora
Nos equipamentos Piso Teto Inverter 42XQV_ que trabalham com sistema de
controle Midea, existe um relé para cada velocidade. De acordo com a velocidade
selecionada pelo usuário a placa aciona um dos relés. A ligação destes motores
é feita através de 4 cabos, um comum(N) e um para cada velocidade, FAN-L
(baixa), FAN-M (Média) e FAN-H (Alta) e o capacitor para este tipo de motor não é
integrado à placa eletrônica.

Procedimento de teste de alimentação:


1. Ligue o produto, ajustar para velocidade baixa no controle remoto e com auxílio de um multímetro na escala de ACV,
meça a tensão que a placa está liberando entre N e FAN-L. A tensão de saída deve ser de 220V com uma tolerância
de até 10%;
2. Ajustar para velocidade média no controle remoto e com auxílio de um multímetro na escala de ACV, meça a tensão
que a placa está liberando entre N e FAN-M. A tensão de saída deve ser de 220V com uma tolerância de até 10%;
3. Ajustar para velocidade alta no controle remoto e com auxílio de um multímetro na escala de ACV, meça a tensão
que a placa está liberando entre N e FAN-H. A tensão de saída deve ser de 220V com uma tolerância de até 10%;

Velocidade Baixa Velocidade Média Velocidade Alta

4. Verificar se existe continuidade o cabo comum e os demais cabos de velocidade. Para tanto, utilize um multímetro
em uma escala de resistência ôhmica, sendo que os cabos deverão estar desconectados da placa;
5. Verifique se o capacitor está funcionando bem (ver item a seguir).

72 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


Procedimento de teste das bobinas:
1. Desligue o produto no disjuntor, retire o conector da placa eletrônica, com o auxílio de um multímetro na escala de
resistência ôhmica () meça a resistência entre os fios Branco e Vermelho, Branco e Azul e Branco e Preto e compare
os valores na tabela a seguir.

Fios Resistência  (+- 10%)


Branco e Vermelho (Baixa Velocidade) 128 
Branco e Azul (Média Velocidade) 105 
Branco e Preto (Alta Velocidade) 86 

16.1.4 - Capacitores
Tanto para motor do ventilador do evaporador como para motor do ventilador
da condensadora os capacitores utilizados nos equipamentos são do tipo
permanente (de marcha ou fase), são projetados para ficar ligados ao circuito
permanentemente mesmo depois do sistema ter adquirido sua rotação normal,
e sua principal função é aumentar o fator de potência.
A capacitância é expressa em Microfarads (μF) e a tensão de ruptura (tensão
acima da qual se rompe o dielétrico do capacitor) é dada em Volts (em corrente
alternada). Por exemplo, 5μF – 400 VCA.

Procedimento de teste de alimentação:


1. Através de uma inspeção visual, verificar se o capacitor possui deformações.
Se isso acontecer o capacitor deverá ser trocado;
2. O fato de o capacitor estar descarregando (ver item b) não indica que o
mesmo está bom. Para se ter certeza que o capacitor está funcionando bem
é necessário utilizar um capacímetro, instrumento que mede a capacitância.
Encoste as ponteiras do capacímetro nos bornes do capacitor e verifique o
valor da capacitância em μF (exemplo 5 μF).

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 73


16.1.5 - Motor do Vane
O motor do Vane é um motor assíncrono (de passo) de 12VDC, que
quando acionado move seu eixo (onde é acoplado o Vane) para a
próxima posição.
Procedimento de teste
1. Acionar o motor do Vane através do controle remoto na função
oscilar e, com o multímetro ajustado para VDC, verificar a tensão
nos cabos de alimentação conforme imagem abaixo. A placa irá
oscilar a saída de tensão entre 0 e 12VDC;
2. Verificar se se o conector dos cabos do motor está bem fixo ao
conector da placa;
Se a placa estiver liberando a tensão correta e, mesmo assim, o eixo
do motor não gira, o mesmo deverá ser trocado.

74 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


16.1.6 - Teste dos Sensores de Temperatura
Sensores de Temperatura transformam uma grandeza física (Temperatura) em
uma grandeza elétrica (Resistência Ôhmica), baseado no princípio que os metais
variam sua resistência à passagem de corrente elétrica a medida que varia a
temperatura a que estão sujeitos.
Os sensores utilizados nos equipamentos são do tipo NTC (Negative Temperature
Coeficient), ou seja, a resistência ôhmica apresentada é inversamente proporcional
à temperatura.
Quanto à aplicação, os sensores podem ser de ambiente (medem a temperatura
do ar) e os de serpentina ou de descarga (medem a temperatura do tubo onde
são fixados).

EVAPORADORA
CONECTOR
SIGLA SENSOR MODELO
PLACA
T1 (RS) Temperatura Ambiente CN4 42XQV_
T2 (CS1) Temperatura do Meio da Evaporadora CN4 42XQV_
T2B (CS2) Temperatura do Fim da Evaporadora CN8 42XQV_

CONDENSADORA
SIGLA SENSOR CONECTOR PLACA MODELO
CN8 38CCV036
T3 (RT2) Temperatura da Condensadora
CN19 38CCV060
CN8 38CCV036
T4 (RT2) Temperatura Ambiente
CN19 38CCV060
CN33 38CCV036
TP (RT3) Temperatura de Descarga
CN18 38CCV060
XX (RT4) Temperatura configurada no controle remoto CN23 38CCV060

Procedimento de medição:
1. Desconectar o sensor da placa;
2. Identificar a característica do sensor (por exemplo: NTC 25ºC – 10K)
3. Verificar qual a temperatura no bulbo do sensor;
4. Utilizando um multímetro, ajustado para uma escala que atenda a característica
do sensor, medir a sua resistência ôhmica;
5. Verificar na tabela ou curva do sensor, se o valor de resistência medida,
corresponde à temperatura do bulbo sensor.

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 75


Sensor 25°C - NTC 10K

Temperatura Resistência Temperatura Resistência Temperatura Resistência


(ºC) (K) (ºC) (K) (ºC) (K)
-40 330,00 5 25,26 50 3,62
-35 238,40 10 19,83 55 3,00
-30 174,10 15 15,67 60 2,50
-25 128,50 20 12,48 65 2,10
-20 95,79 25 10,00 70 1,76
-15 72,10 30 8,07 75 1,49
-10 54,77 35 6,54 80 1,27
-5 41,97 40 5,34 85 1,01
0 32,43 45 4,39

Sensor 25°C - NTC 56K

Temperatura (ºC) 5 10 25 35 60 70 80 90 100


Resistência (K) 141,6 88 56,1 36,6 13,8 9,7 6,9 5 3,7

Resultados Possíveis
Utilizando como exemplo um sensor de temperatura NTC 25ºC – 10 k, pode-se Temperatura Resistência
obter os seguintes resultados de medição:
(ºC) (K)
1. Se a temperatura no bulbo sensor estiver 25ºC e a resistência medida for 10 5 25,26
k, o sensor está Bom;
10 19,83
2. Se a temperatura no bulbo sensor estiver 25ºC e a resistência medida ficar 15 15,67
fora da faixa, mas com valores próximos (15 k, por exemplo), o sensor está 20 12,48
Descalibrado e deve ser trocado;
25 10,00
3. Se a temperatura no bulbo sensor estiver 25ºC e a resistência medida ficar 30 8,07
muito acima da faixa (171 k, por exemplo), o sensor está Aberto e deve ser 35 6,54
trocado;
40 5,34
4. Se a temperatura no bulbo sensor estiver 25ºC e a resistência medida ficar 45 4,39
muito abaixo da faixa (1 k, por exemplo), o sensor está em Curto e deve ser
trocado;
A função Auto Diagnóstico dos equipamentos indicará “Falha no Sensor” somente quando este estiver Aberto ou em Curto;
Quando existir mau contato no conector do sensor, o valor de resistência ôhmica será alterado e a placa entenderá um
valor errado (uma informação errada resultará uma ação errada).

76 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


16.1.7 - Transformador
A placa eletrônica da evaporadora trabalha com um aparte do circuito com até 10VAC, por isso os equipamentos
possuem um transformador que recebe 220VAC e transforma em até 10VAC.

Procedimento de teste de alimentação


1. Medir a tensão no conector CN2 (Power) da placa eletrônica, o valor encontrado de ser de 220V com tolerância de ±
10%. Caso o valor esteja fora da especificação verifique a alimentação elétrica;
2. Medir a tensão na entrada do transformador (A). Esta deve estar dentro do limite recomendado (220V mais ou
menos 10%);
3. Media a tensão na saída do transformador (B). Esta deve estar dentro do limite recomendado (10V mais ou menos 10%).

A B

Procedimento de teste das bobinas


Desligue o produto do disjuntor, com auxílio de um multímetro na escala de resistência ôhmica - meça a resistência
ôhmica nos pontos A e B e compare com a tabela a seguir.

A B

Fios Resistência  (+-10%)


Marron e Azul 480
Vermelho e Vermelho 1,5

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 77


16.1.8. Compressor
O compressor desempenha papel fundamental no sistema de refrigeração, além de fazer o fluído refrigerante circular
pelo sistema, reduz a pressão do lado de baixa fazendo com que o refrigerante evapore absorvendo calor do ambiente
interno à baixa temperatura e aumenta a pressão no lado de alta fazendo com que o refrigerante condense cedendo
calor no condensador na temperatura do ambiente externo.
Os compressores utilizados nos equipamentos Inverter são do tipo rotativo, DC (corrente contínua) e possuem três
bobinados de igual valor de resistência ôhmica.

Procedimento de teste da bobina


Desligue o produto do disjuntor, com auxílio de um multímetro na escala de resistência ôhmica - meça a resistência
ôhmica nos pontos A (U e W), B (U e V) e C (V e W) nos compressores dos equipamentos inverter.
O quadro abaixo mostra os valores de referência(característica) que devem ser encontrados.
p q p
Compressor
Condensador
Código Modelo Característica
38CCV036515MC 5500127 TNB306FPGMC-L 0,53  a 20°C
38CCV060515MC 5501189 MNB42FDEMC 0,29  a 20°c A B

Verificação do isolamento dos bobinados


Para se verificar a existência de fuga de corrente através da carcaça, verifica-se a
continuidade (com a utilização de um multímetro) entre cada um dos três bornes
C
com a carcaça (escolher uma parte metálica sem pintura para aplicar a ponteira
do multímetro). Não poderá haver continuidade, caso isto ocorra o compressor
deve ser trocado. Recomenda-se a utilização de um megômetro para obter uma informação com maior precisão
(a isolação de um bobinado deve ser superior a 10 megaôhms, estando este energizado com uma tensão de 500V).
Caso os valores encontrados não estejam conforme descritos a cima, substitua o compressor.

Procedimento de teste de alimentação


Ligue o equipamento, coloque no modo refrigeração, ajuste o set-point em 17°C e com auxílio de um multímetro na
escala de ACV, meça a tensão de saída da placa para o compressor através dos cabos de alimentação do compressor.
A tensão pode variar de 60V a 200V de acordo com a velocidade do compressor.
Caso não haja tensão verifique a continuidade do chicote de interligação entre placa e compressor.

78 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


16.1.9 - Válvula de Expansão Eletrônica - EXV
A Função do dispositivo de expansão e regular a passagem de fluido refrigerante para a evaporadora.
O teste da válvula pode ser realizado de três forma, uma forma é realizando a medição em resistência ôhmica da
bobina, a sugada forma seria realizar a medição de alimentação elétrica para a bobina e a outra forma é realizando
o teste com o auxílio do módulo de teste inverter e o manifold.

Procedimento de teste da bobina


1. Desligue o produto no disjuntor;
2. Retire o conector da placa eletrônica e retire a bobina da válvula de expansão girando-a 180º;
3. Com o auxílio de um multímetro na escala de resistência ôhmica () meça os valores de resistência ôhmica da
bobina e compare os valores na tabela a seguir.

Fios Resistência  (+-10%)


Cinza e Preto 46 
Cinza e Amarelo 46 
Cinza e Vermelho 46 
Cinza e Laranja 46 
Laranja e Vermelho 46 
Laranja e Amarelo 46 
Laranja e Preto 46 
Laranja e Cinza 46 

Procedimento de teste de alimentação


1. Ao ligar o aparelho a placa deverá enviar tensão de até 12VDC para a válvula eletrônica, esse envio de tensão se dá
no início para calibragem das válvulas e depois durante o funcionamento somente quando houver necessidade.
2. Com auxílio de um multímetro na escala de tensão contínua VDC meça a saída de tensão da placa para a válvula
nos fios Cinza e Laranja(terminais das extremidades) no conector CN20 para modelos 38CCV036515MC e conector
CN10 para modelos 38CCV060515MC e da placa.
Exemplo: Conector CN20 - Modelo 38CCV036515MC.

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 79


Procedimento de teste com Módulo de Teste Inverter e Manifold
1. Desligue o disjuntor;
2. Conecte o manômetro na válvula da linha de sucção;
3. Conecte o Módulo de Teste Inverter na placa da condensadora no conector Test port;
4. Ligue o disjuntor;
5. Ligue o produto, coloque no modo refrigeração, ajuste a temperatura de set-point para 17°C;
6. Espere o compressor entrar em funcionamento e pressionando o botão set do Módulo de teste e coloque na
função LA;
7. Pressione o botão UP do Módulo de teste e coloque no número 1 (válvula aberta), após alguns segundos a válvula
de expansão eletrônica abrira causando um aumento na pressão registrada pelo manômetro de baixa.
8. Após 3 minutos de funcionamento pressione o botão DOWN até atingir o número 1599 (válvula fechada), após
alguns segundos a válvula de expansão eletrônica fechará causando uma diminuição na pressão registrada
pelo manômetro de baixa.
Caso não haja oscilação da pressão execute o teste de resistência ôhmica da bobina da válvula de expansão eletrônica.

16.1.10 Motor do Ventilador da Condensadora


O motor do ventilador do condensador possui duas velocidades
e sua função é provocar a convecção forcada para garantir a
troca de calor necessária a condensação do fluido refrigerante
no seu interior.
Existe um relé para cada velocidade, a velocidade é controlada
de acordo com a temperatura sentida no sensor de temperatura
externa (T4). De acordo com a velocidade selecionada a placa
aciona um dos relés. A ligação deste motor é feita através de
5 cabos, um comum e um para cada velocidade, baixa e Alta
e dois cabos são do capacitor. O capacitor para este tipo de
motor não é integrado à placa eletrônica.

Procedimento de teste de alimentação


Ligue o produto, com auxílio de um multímetro na escala de ACV, meça a tensão que a placa está liberando entre os
terminais CN3 e CN37 para velocidade baixa ou CN3 e CN36 para modelos 38CCV036 (FR), para modelos 38CCV060 (FR)
meça entre os terminais CN25 e CN21 para velocidade baixa ou CN25 e CN27. A tensão de saída deve ser de 220V com
uma tolerância de até 10%;
Exemplo 38CCV036 (FR) 38CCV060 (FR)

80 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


Procedimento de teste das bobinas
Desligue o produto no disjuntor, retire os terminais da placa Resistência 
eletrônica, com o auxílio de um multímetro na escala de Fios (+-10%)
resistência ôhmica() meça a resistência entre os fios Amarelo Amarelo e Branco (Baixa Velocidade) 61 
e Branco e Amarelo e Preto e compare os valores na tabela
Amarelo e Preto (Alta Velocidade) 44 
a seguir.

16.1.11 - Reator
O reator tem a função de filtro de linha e de corrigir o fator de potência.

Procedimento de teste de alimentação


1. Desconecte os terminais do reator, com o auxílio de um multímetro na escala
de resistência ôhmica meça entre os terminais. O valor encontrado deve ser
aproximadamente 0 (zero) .
2. Caso não apresente nenhum valor substitua o reator.

16.1.12 - Comunicação entre unidades.


A falha de comunicação entre placas eletrônicas pode ser causado por um erro de ligação ou uma falha de conexão.
Recomenda-se revisar as ligações conforme diagrama elétrico disposto no manual de instalação e verificar o
aterramento do equipamento.

Procedimento de teste de alimentação


Primeiramente verifique:
1. Conexões elétricas dos componentes;
2. A existência de ligação errada (segundo diagrama das unidades evaporadora e condensadora);
3. Se a máquina está devidamente aterrada (NBR 5410);
4. Ruído de tensão ou corrente;
5. Se o cabo de interligação não está interrompido, principalmente os cabos que realizam a comunicação, 1, 2 e 3;
6. Se os cabos de comunicação estão trocados, invertidos;
7. Se a alimentação de energia está correta.
8. Nos casos dos itens a cima estarem corretos realize os testes de comunicação entre as placas eletrônicas.

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 81


Medição na borneira da evaporadora:
1. Desligue o equipamento da alimentação elétrica, por 2 minutos e ligue novamente;
2. Desconectar a interligação entre as unidades; Borneira
3. Selecione VDC (Tensão em Corrente Contínua) no multímetro; Evaporadora
4. Medir entre os bornes 1, 2 e 3 e comparar com os valores da tabela; V12: 2,5V
5. Se os valores forem iguais, a evaporadora está OK; V32: 2,5V
6. Se os valores forem diferentes dos mostrados na tabela o problema está da borneira para V31: 0,0V
dentro da evaporadora

Medição na borneira da condensadora:


1. Desligue o equipamento da alimentação elétrica, por 2 minutos e ligue novamente;
2. Desconectar a interligação entre as unidades; Borneira
3. Selecione VDC (Tensão em Corrente Contínua) no multímetro; Evaporadora
4. Medir entre os bornes 1, 2 e 3 e comparar com os valores da tabela; V12: 2,5V
5. Se os valores forem iguais, a evaporadora está OK; V32: 2,5V
6. Se os valores forem diferentes dos mostrados na tabela o problema está da borneira para V31: 0,0V
dentro da evaporadora.

82 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


16.1.13 - Pressostatos
Pressostato de Baixa Pressão e Alta Pressão
Nos modelos 38CCV036 e 38CCV060 temos dois pressostatos, um pressostato Pressostato Abre Fecha
de baixa pressão e um pressostato de alta pressão, cada um controla
Baixa (LPS) 54 psi 117 psi
a pressão em sua respectiva linha. Na tabela seguir veja as aberturas e
Alta (HPS) 650 psi 420 psi
fechamentos dos pressostatos
Procedimento de teste
Para realizar esta verificação é necessário que instale o conjunto manifold para verificar as pressões de trabalho.
1. Com o produto em funcionamento no modo refrigeração e ventilação alta meça com auxílio de um multímetro na
escala de continuidade se o pressostato está com seu contato aberto ou fechado de acordo com a tabela a cima.
2. Para medir o pressostato de baixa pressão meça entre os dois fios vermelhos do conector CN9 para modelos 38CCV036
ou CN20 para modelos 38CCV060.
3. Para medir o pressostato de alta pressão meça entre os dois fios amarelos do conector CN9 para modelos 38CCV036
ou CN20 para modelos 38CCV060.

16.1.14 - Kit Relé

Somente as máquinas modelos 38CCV060 possuem este relé. O relé é alimentado com
220VAC através dos terminais 0 e 1, ao receber alimentação o relé fecha os contatos 4
(COM) e 2(NO) para alimentação do compressor.

Procedimento de teste
1. Medir a tensão na borneira, o valor encontrado de ser de 220V com tolerância de ± 10%.
Caso o valor esteja fora da especificação verifique a alimentação elétrica; 1 0
2. Medir a tensão de entrada no relé através dos terminais 0 e 1, deve apresentar tensão de
220V com tolerância de ± 10%. Caso não haja tensão verifique a placa eletrônica;
3. Caso haja tensão retire os terminais dos contatos 4 (COM) e 2(NO) e contatos 6 (COM) e 8(NO) e meça continuidade com
auxílio de um multímetro, se os contatos não estiverem fechados verifique se há tensão nos terminais 0 e 1, caso
tenha tensão substitua o relé.

16.1.15 - Placa Eletrônica


Alimentação – Entradas e Saídas de Tensão - Modelos 38CCV036
Placa de Controle Inverter (Placa Principal)
Procedimento de teste
1. Com auxílio de um multímetro na escala de tensão (VAC) meça o fio vermelho do conector CN1 e o fio preto do conector
CN2 da Placa de Controle Inverter, deve apresentar tensão de 220V com tolerância de ± 10%. Caso não tenha, verifique
se os fios não estão interrompidos ou se o disjuntor está desarmado.
2. Com auxílio de um multímetro na escala de tensão (VAC) meça o fio preto do conector CN5 e o fio vermelho do conector
CN6 da Placa de Controle Inverter, deve apresentar tensão de 220V com tolerância de ± 10%. Caso não tenha verifique
a alimentação conforme o item 1 a cima, se houver tensão na entrada conforme item 1, verifique se os fios não estão
interrompidos ou substitua a Placa de Controle Inverter.

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 83


Placa Inverter Mono (Placa do Driver)
Procedimento de teste
1. Com auxílio de um multímetro na escala de tensão (VAC) meça o fio preto do conector CN8 e o fio vermelho do conector
CN6 da Placa Inverter Mono, deve apresentar tensão de 220V com tolerância de ± 10%. Caso não tenha verifique a
alimentação conforme o item 2 da Placa de Controle Inverter, se houver tensão na entrada conforme item 1 a cima,
verifique se os fios não estão interrompidos ou substitua a Placa de Controle Inverter.
2. Com auxílio de um multímetro na escala de tensão contínua (VDC) meça entre os fios vermelho e azul do conector
CN5, deve apresentar uma tensão de 12V. Caso não tenha verifique a alimentação conforme item 1 Placa de Controle
Inverter, se houver tensão na entrada conforme item 1 Placa de Controle Inverter, verifique se os fios não estão
interrompidos ou substitua a Placa de Contorle Inverter.
3. Com auxílio de um multímetro na escala de tensão contínua (VDC) meça entre os fios branco e azul do conector CN5,
deve apresentar uma tensão de 5V. Caso não tenha verifique a alimentação conforme item 1 Placa de Controle Inverter,
se houver tensão na entrada conforme item 1 Placa de Controle Inverter, verifique se os fios não estão interrompidos
ou substitua a Placa de Contorle Inverter.

Alimentação – Entradas e Saídas de Tensão - Modelos 38CCV060


Placa de Controle Inverter (Placa Principal)
Procedimento de teste
1. Com auxílio de um multímetro na escala de tensão (VAC) meça o fio marron do conector CN1 e o fio preto do conector
CN3 da Placa de Alimentação Inverter, deve apresentar tensão de 220V com tolerância de ± 10%. Caso não tenha,
verifique se os fios não estão interrompidos ou se o disjuntor está desarmado.
2. Com auxílio de um multímetro na escala de tensão (VAC) meça os fios azul e vermelho do conector CN8 da Placa de
Alimentação Inverter, deve apresentar tensão de 220V com tolerância de ± 10%. Caso não tenha verifique a alimentação
conforme o item 1 a cima, se houver tensão na entrada conforme item 1, verifique se os fios não estão interrompidos
ou substitua a Placa de Alimentação Inverter.

Placa Inverter Mono (Placa do Driver)


Procedimento de teste
1. Com auxílio de um multímetro na escala de tensão (VAC) meça o fio azul do conector CN2 e o fio vermelho do conector
CN1 da Placa de Controle Inverter, deve apresentar tensão de 220V com tolerância de ± 10%. Caso não tenha verifique
a alimentação conforme o item 2 da Placa de Alimentação Inverter a cima, se houver tensão na entrada conforme
item 1 a cima, verifique se os fios não estão interrompidos ou substitua a Placa de Controle Inverter.

84 Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01)


16.1.16 - Retificador – Apenas No Modelo 38CCV060
Sua função é receber alimentação de energia alternada VAC e transformar em VDC, com o produto em stand by a
alimentação de entrada de energia deve ser nominal ao produto – 220VAC com tolerância de ±10% e a tensão de saída
deve ser de 300VDC com tolerância de ±10%.
Procedimento de teste
1. Com auxílio de um multímetro na escala de ACV meça a tensão de entrada
do retificador entre os fios preto(3) e vermelho(1), o valor encontrado deve
ser de 220V ±10%, caso não possua a tensão verifique cabo de alimentação
elétrica, o Kit Relé e disjuntor, se houver tensão no cabo de alimentação
verifique qual peça deve ser substituida.
2. Com multímetro na escala de VDC meça a saída do retificador entre os
fios vermelho e amarelo(4) e o fio preto(5), a tensão deve ser de 300VDC
±10%, caso não possua a tensão verifique se há tensão de entrada no
retificador conforme item 1 a cima, se houver tensão de entrada deve-se substituir o retificador.

Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) 85


Midea Carrier Ltda
Rua Berto Círio, 521 - Bairro São Luís
Canoas - RS
CEP: 92420-030
CNPJ: 10.948.651/0001-61
Manual de Serviço Piso Teto Inverter (2020-03_Rev.01) www.mideadobrasil.com.br

Você também pode gostar