Você está na página 1de 2

12ª Promotoria de Justiça Criminal da Capital

10ª Vara Criminal da Capital


Autos n. 1007336-31.2020.8.11.0042
SIMP n. 000244-008/2021
Natureza: Ação Penal Privada
Delito: Artigos 138 c/c art. 141, incisos II e III do Código Penal
Querelante (s): Nubya Beatriz Gomes dos Reis
Querelada (s): Wellen Candido Lopes

Meritíssimo Juiz,

Trata-se de ação penal privada ajuizada por NUBYA BEATRIZ


GOMES DOS REIS em desfavor de WELLEN CANDIDO LOPES, sendo-lhe atribuída a suposta
prática do crime de Calúnia, conduta tipificada no artigo 138 c/c art. 141, incisos II e III do Código
Penal.

Segundo consta, a querelada é advogada e patrocina a defesa do


jornalista Leonardo Heitor Miranda Araújo, o qual foi investigado pela Delegacia da Mulher/MT pela
suposta prática de alguns crimes, em razão de um grupo de 10 (dez) mulheres terem registrado
boletins de ocorrência em desfavor do Sr. Leonardo, sendo instaurado alguns procedimentos
criminais pela querelante, ora Autoridade Policial atuante naquela unidade policial especializada.

Na data de 03.12.2020, a querelante tomou conhecimento que a


querelada havia elaborado uma nota pública proferindo ofensas caluniosas em seu desfavor.

A referida nota foi veiculada inicialmente no site “rdnews” e


posteriormente replicada em outros sites de notícias.

Diante disso, em 17.12.2020 a querelante ajuizou a presente queixa-


crime c/c medida cautelar, requerendo a condenação da querelada pela prática do crime tipificado
no art. 138 c/c art. 141, incisos II e III do Código Penal, bem como requerendo a concessão de
medida cautelar para cessar a veiculação da matéria nos sites de notícias, uma vez que a referida

1 Sede das Promotorias de Justiça da Capital Telefone: (65) 3611-0600


Av. Des. Mílton Figueiredo Ferreira Mendes, s/nº, Setor D www.mpmt.mp.br JR
Centro Politico e Administrativo • Cuiabá/MT
CEP: 78.049-928
12ª Promotoria de Justiça Criminal da Capital

“nota pública” permanece visível aos internautas, causando transtornos à querelante, pela réplica
diária e pelo poder de difusão que a internet possui.

Agora, vieram os autos com vistas a esta Promotoria de Justiça.

Pois bem:
Analisando perfunctoriamente os autos, constatamos que a
procuração da querelante juntada no ID 46387740 contêm poderes especiais, preenchendo assim
os requisitos do artigo 44 do Código de Processo Penal.

Constata-se, ainda, que até o presente momento não houve a


audiência de reconciliação das partes.

Assim, antes de se manifestar pelo recebimento ou não da presente


queixa-crime, o Ministério Público requer a designação de audiência de reconciliação, nos termos
do artigo 520 do Código de Processo Penal.

Outrossim, com relação a medida cautelar, ainda que numa análise


sumária, constata-se que estão presentes os requisitos da medida, quais sejam, fumus boni iuris e
periculum in mora, haja vista que há indícios de autoria/materialidade, bem como, resta
demonstrado que a manutenção da “nota pública” elaborada pela querelada nos meios de rede
(internet) pode provocar a continuação de dano à honra, razão pela qual este órgão de execução
entende ser necessário o deferimento da referida medida, para que os sites de notícia retirem a
supracitada nota do ar, impedindo assim, a sua propagação.

S. M. J.

Cuiabá/MT, 25 de janeiro de 2021.

Marcos Regenold Fernandes


Promotor de Justiça

2 Sede das Promotorias de Justiça da Capital Telefone: (65) 3611-0600


Av. Des. Mílton Figueiredo Ferreira Mendes, s/nº, Setor D www.mpmt.mp.br JR
Centro Politico e Administrativo • Cuiabá/MT
CEP: 78.049-928