Você está na página 1de 9

NXR160 Bros ESD/ESDD 5.

SISTEMA DE IGNIÇÃO

5
INFORMAÇÕES DE SERVIÇO.........................................................................................................5-2

DIAGNOSE DE DEFEITOS...............................................................................................................5-3

LOCALIZAÇÃO DOS COMPONENTES...........................................................................................5-4

DIAGRAMA DO SISTEMA................................................................................................................5-4

INSPEÇÃO DO SISTEMA DE IGNIÇÃO..........................................................................................5-5

PONTO DE IGNIÇÃO........................................................................................................................5-7

BOBINA DE IGNIÇÃO......................................................................................................................5-7

5-1
NXR160 Bros ESD/ESDD SISTEMA DE IGNIÇÃO

INFORMAÇÕES DE SERVIÇO
INSTRUÇÕES GERAIS
! ATENÇÃO

• O ECM é sensível a quedas. Além disso, se o conector for desligado quando houver fluxo de corrente, o excesso
de voltagem poderá danificar o ECM. Sempre desligue o interruptor de ignição antes de efetuar os serviços.
• Use uma vela de ignição com grau térmico correto. O uso de velas de ignição com grau térmico incorreto pode
danificar o motor.
• Alguns componentes elétricos podem ser danificados caso os terminais ou conectores sejam ligados ou desligados,
enquanto o interruptor de ignição estiver ligado e houver presença de corrente elétrica.
• Ao efetuar os serviços no sistema de ignição, siga sempre as etapas da tabela de diagnose de defeitos (página 5-3).
• O Módulo de Controle da Ignição (ICM) desta motocicleta está embutido no ECM.
• O ponto de ignição não pode ser ajustado, pois o ECM é pré-ajustado na fábrica.
• As falhas no sistema de ignição geralmente estão associadas a conexões frouxas. Verifique as conexões antes
de prosseguir. Certifique-se de que a bateria esteja carregada adequadamente. Ao acionar o motor de partida
usando uma bateria fraca, o motor da motocicleta não atinge rotação suficiente e não há formação de faíscas
nos eletrodos da vela de ignição.
• Para obter informações sobre a diagnose de defeitos do PGM-FI, consulte a página 4-4.
Os seguintes códigos de cores são utilizados ao longo deste capítulo:
Bl = Preto Bu = Azul Gr = Cinza O = Laranja R = Vermelho W = Branco
Br = Marrom G = Verde Lg = Verde claro P = Rosa V = Roxo Y = Amarelo
• Para informações sobre os componentes abaixo, consulte as páginas indicadas:
–– Interruptor de ignição (página 19-10)
–– Interruptor da embreagem (página 19-13)
–– Interruptor de ponto morto (página 19-13)
–– Diodo (página 6-7)
–– ECM (página 4-32)

5-2
SISTEMA DE IGNIÇÃO NXR160 Bros ESD/ESDD

DIAGNOSE DE DEFEITOS
• Antes de iniciar a diagnose do sistema, verifique os seguintes itens:
–– Vela de ignição defeituosa
–– Conexão do supressor de ruído ou do cabo da vela de ignição soltos
–– Desacople o conector da fiação do primário da bobina de ignição.
–– Água no supressor de ruído da vela de ignição (fuga de voltagem no secundário da bobina de ignição)
• Se não houver faísca no cilindro, substitua temporariamente a bobina de ignição por outra bobina em boas
condições e efetue o teste de faísca. Se houver faísca, a bobina de ignição original está defeituosa.
• A “voltagem inicial” do primário da bobina de ignição é a voltagem da bateria com o interruptor de ignição ligado
e o interruptor do motor posicionado em “ “. (Quando o motor não é acionado com o motor de partida).
Condição anormal Causa provável (verifique na ordem numérica)
Voltagem do primário Não há voltagem inicial com o interruptor 1. Interruptor do motor defeituoso
da bobina de ignição de ignição ligado e o interruptor do motor 2. Circuito aberto no fio Preto/azul ou Preto/laranja entre a bobina
posicionado em " " (os outros componentes de ignição e o interruptor de ignição.
elétricos estão normais). 3. Conexão solta ou mau contato no terminal primário da bobina
de ignição, ou circuito aberto no primário da bobina.
4. ECM defeituoso (caso a voltagem inicial esteja normal com o
conector do ECM desacoplado).
A voltagem inicial é normal, mas cai para 2 a 1. Conexões do adaptador de pico de voltagem incorretas. (O
4 V quando o motor é acionado. sistema estará normal se a voltagem medida estiver acima das
especificações com as conexões invertidas).
2. Rotação de acionamento do motor muito baixa (bateria
descarregada).
3. Não há voltagem entre o fio Preto/laranja (+) e o terra (–) no
conector do ECM ou conexão do ECM frouxa.
4. Circuito aberto ou conexão solta no fio Verde no ECM.
5. Circuito aberto ou conexão solta no fio Rosa/azul entre a bobina
de ignição e o ECM.
6. Curto-circuito no primário da bobina de ignição.
7. Interruptor da embreagem, interruptor de ponto morto ou diodo
defeituoso.
8. Circuito aberto ou conexão solta nos fios dos circuitos
relacionados no item 7.
–– Linha do interruptor da embreagem: Fios Preto e Verde/vermelho
–– Linha do interruptor de ponto morto: Fio Verde claro/vermelho
9. Sensor CKP defeituoso (meça o pico de voltagem)
10. Bobina de ignição defeituosa
11. ECM defeituoso (quando os itens 1 a 10 acima estiverem
normais)
A voltagem inicial é normal, mas não há 1. Conexões do adaptador de pico de voltagem incorretas.
pico de voltagem ao acionar o motor da 2. Adaptador de pico de voltagem defeituoso.
motocicleta. 3. ECM defeituoso (quando os itens 1 e 2 acima estiverem
normais).
A voltagem inicial é normal, mas o pico de 1. A impedância do multitester é muito baixa; abaixo de 10 MΩ/
voltagem é inferior ao valor-padrão. VCC.
2. Rotação de acionamento do motor muito baixa (bateria
descarregada).
3. O tempo de amostragem do testador e o pulso medido não
estão sincronizados (o sistema estará normal se a voltagem
medida estiver acima da voltagem-padrão pelo menos uma vez).
4. ECM defeituoso (quando os itens 1 a 3 acima estão normais).
A voltagem inicial e o pico de voltagem estão 1. Vela de ignição defeituosa ou fuga de corrente no secundário da
normais, mas não há faísca. bobina de ignição
2. Bobina de ignição defeituosa
Sensor CKP Pico de voltagem mais baixo do que o valor- 1. A impedância do multitester é muito baixa; abaixo de 10 MΩ/
padrão. VCC.
2. Rotação de acionamento do motor muito baixa (bateria
descarregada).
3. O tempo de amostragem do testador e o pulso medido não
estão sincronizados (o sistema estará normal se a voltagem
medida estiver acima da voltagem-padrão pelo menos uma vez).
4. Sensor CKP defeituoso (quando os itens 1 a 3 acima estão
normais)
Sem pico de voltagem 1. Adaptador de pico de voltagem defeituoso.
2. Sensor CKP defeituoso

5-3
NXR160 Bros ESD/ESDD SISTEMA DE IGNIÇÃO

LOCALIZAÇÃO DOS COMPONENTES


NXR160 Bros ESD mostrada:
INTERRUPTOR DE IGNIÇÃO

INTERRUPTOR DA EMBREAGEM
BOBINA DE IGNIÇÃO REGULADOR/RETIFICADOR

DIODO

ECM

VELA DE IGNIÇÃO

SENSOR CKP
BATERIA

INTERRUPTOR DE PONTO MORTO


FUSÍVEL PRINCIPAL (15 A)

DIAGRAMA DO SISTEMA
REGULADOR/
RETIFICADOR

INTERRUPTOR
DO MOTOR INTERRUPTOR DE IGNIÇÃO

Bl/Bu Bl Bl/O Bl/O Bl/Bu R R/W

Bl/O Bl/R R/W


Bl/Bu P/Bu R/W
Fusível
FUSÍVEL
BOBINA DE secundário (10 A)
PRINCIPAL
IGNIÇÃO PAINEL DE INSTRUMENTOS (15 A)
Bu/Y
W/Y INDICADOR
VELA DE DE PONTO
IGNIÇÃO MORTO
SENSOR CKP
BATERIA
R/Bu Bl Lg/R
Y/R
G/W G/R G/R Lg/R
G G/R DIODO
Lg/R
Bl Bl
SENSOR DE INTERRUPTOR DE
INCLINAÇÃO INTERRUPTOR G
ECM PONTO MORTO
DO CHASSI DA EMBREAGEM

5-4
SISTEMA DE IGNIÇÃO NXR160 Bros ESD/ESDD

INSPEÇÃO DO SISTEMA DE IGNIÇÃO [2]


• Se a vela não produzir faísca, verifique se as conexões estão
soltas ou com mau contato antes de medir o pico de voltagem.
• Utilize um multitester digital disponível comercialmente com
impedância mínima de 10 MΩ/VCC.
• Os valores apresentados na tela podem diferir dependendo
da impedância interna do multitester utilizado.
• Caso utilize o testador de diagnóstico Imrie (modelo 625),
siga as instruções do fabricante.
Conecte o adaptador [1] de pico de voltagem no multitester [2]
ou utilize o testador de diagnóstico Imrie.
FERRAMENTA: [1]
Testador de diagnóstico Imrie (modelo 625)
ou adaptador de pico de voltagem 07HGJ-0020100
com multitester digital disponível comercialmente
(impedância mínima de 10 MΩ/VCC)
Pico de voltagem do primário da
bobina de ignição [1]
• Verifique todas as conexões do sistema antes de efetuar
esta inspeção. Conectores com mau contato podem causar
leituras incorretas.
• Se o sistema estiver desconectado, a medição do pico de
voltagem poderá ser incorreta.
• Verifique se a compressão do cilindro está normal e se a vela
de ignição está instalada corretamente no cabeçote.
Coloque a transmissão em ponto morto e desconecte o
supressor de ruído da vela de ignição.
Conecte uma vela de ignição [1] em boas condições no supressor
de ruído e aterre-a no cabeçote, da mesma maneira feita no
teste de faísca.

Remova o protetor direito do tanque de combustível (página 2-3).


[1]
Com o fio primário da bobina de ignição conectado, conecte as
pontas de prova do testador de pico de voltagem ou do adaptador
ao terminal primário da bobina de ignição [1] e ao terra.
FERRAMENTA:
Testador de diagnóstico Imrie (modelo 625)
ou adaptador de pico de voltagem 07HGJ-0020100
com multitester digital disponível comercialmente
(impedância mínima de 10 MΩ/VCC)
Conexão:
Terminal do fio Rosa/azul (+) – Terra (–)
Ligue o interruptor de ignição e coloque o interruptor do motor
em " ".
Verifique a voltagem inicial neste momento.
A voltagem da bateria deve ser indicada.
Se a voltagem inicial não puder ser medida, verifique o circuito
de alimentação (página 5-4).
Acione o motor com o motor de partida e meça o pico de
voltagem do primário da bobina de ignição.
Pico de voltagem: 100 V mínimo
Se o pico de voltagem estiver anormal, efetue as inspeções
descritas na tabela de diagnose de defeitos (página 5-3).

5-5
NXR160 Bros ESD/ESDD SISTEMA DE IGNIÇÃO

PICO DE VOLTAGEM DO SENSOR CKP


NOTA
[1]
[2]
Verifique a compressão do cilindro e certifique-se de que a
vela de ignição esteja instalada corretamente.
Desligue o interruptor de ignição.
Desacople o conector 33P (Preto) do ECM (página 4-32).
Conecte as pontas de prova do testador de diagnóstico Imrie Bu/Y
ou do adaptador de pico de voltagem aos terminais do conector
33P (Preto) [1] do ECM no lado da fiação. W/Y
Ferramentas:
Testador de diagnóstico Imrie (modelo 625)
ou adaptador de pico de voltagem [2] 07HGJ-0020100
com multitester digital disponível comercialmente
(impedância mínima de 10 MΩ/VCC)
Pontas de prova 07ZAJ-RDJA110
Conexão: Azul/amarelo (+) – Branco/verde (–)
Coloque a transmissão em ponto morto.
Ligue o interruptor de ignição e coloque o interruptor do motor
em " ".
Acione o motor da motocicleta com o motor de partida e meça
o pico de voltagem do sensor CKP.
Pico de voltagem: 0,7 V mínimo
Se o pico de voltagem medido no conector 33P (Preto) do ECM
estiver anormal, meça o pico de voltagem no conector 3P do
sensor CKP.
Desligue o interruptor de ignição.
Desacople o conector 3P [1] do sensor CKP.
Conecte as pontas de prova do testador de diagnóstico Imrie
ou do adaptador de pico de voltagem aos terminais do conector
no lado do sensor CKP.
Do mesmo modo que no conector 33P (Preto) do ECM, meça o
pico de voltagem e compare-o à voltagem medida no conector
33P (Preto) do ECM.
[1]
• Se o pico de voltagem medido no ECM for anormal e o pico
de voltagem medido no sensor CKP for normal, a fiação
apresenta um circuito aberto ou em curto, ou há uma conexão
solta.
• Se ambos os picos de voltagem estiverem anormais, verifique
cada item apresentado na tabela de diagnose de defeitos
(página 5-3).
Para a substituição do sensor CKP, consulte a página 11-3.
Instale as peças removidas na ordem inversa da remoção.

5-6
SISTEMA DE IGNIÇÃO NXR160 Bros ESD/ESDD

PONTO DE IGNIÇÃO [1]/[2]


Aqueça o motor.
Desligue o motor.
Remova a tampa do orifício de ajuste do ponto de ignição [1] e
o anel de vedação [2].

Conecte a lâmpada [1] de ponto no cabo da vela de ignição. [3] [1]


NOTA
Leia as instruções de funcionamento da lâmpada de ponto.
Ligue o motor e deixe-o em marcha lenta.
[2]
MARCHA LENTA: 1.400 ± 100 rpm
O ponto de ignição estará correto se a marca “F” [2] no rotor do
alternador se alinhar com o entalhe [3] de referência na tampa
esquerda da carcaça do motor.

Aplique óleo de motor no novo anel de vedação e instale-o na [1]


tampa do orifício de ajuste do ponto de ignição [1].
Instale e aperte a tampa do orifício do ponto de ignição no torque
especificado.
TORQUE: 10 N.m (1,0 kgf.m)

BOBINA DE IGNIÇÃO [1]

REMOÇÃO/INSTALAÇÃO
Remova o protetor direito do tanque de combustível (página 2-3).
Desacople o supressor de ruído da vela de ignição (página 3-6). [3]/[4]
Desacople os conectores [1] da fiação do primário da bobina
de ignição [2].
Remova os parafusos [3], espaçador [4] e bobina de ignição.
A instalação é efetuada na ordem inversa da remoção. [2]

5-7
NOTA
NXR160 Bros ESD/ESDD

COMO USAR ESTE MANUAL ÍNDICE GERAL


Este manual descreve os procedimentos de serviço para a INFORMAÇÕES GERAIS 1
motocicleta:
CHASSI/CARENAGENS/
– Manual de Serviços NXR160 BROS ESD/ESDD (2015).
SISTEMA DE ESCAPAMENTO 2
Os capítulos 1 e 3 aplicam-se para toda a motocicleta.
O capítulo 2 descreve os procedimentos de remoção/ MANUTENÇÃO 3
instalação dos componentes necessários para possibilitar
os serviços dos capítulos a seguir.
Os capítulos 4 a 19 descrevem as peças da motocicleta,
SISTEMA PGM-FI 4
agrupadas de acordo com sua localização.
Encontre o capítulo desejado nesta página e consulte o índice
SISTEMA DE IGNIÇÃO 5

SISTEMA ELÉTRICO DO MOTOR/TRANSMISSÃO


na primeira página do capítulo.
A maioria dos capítulos apresenta inicialmente a ilustração de PARTIDA ELÉTRICA 6
um conjunto ou sistema, informações de serviço e diagnose
de defeitos para aquele capítulo. As páginas seguintes SISTEMA DE ALIMENTAÇÃO 7
apresentam procedimentos detalhados.
Consulte a diagnose de defeitos de cada capítulo de acordo
com a falha ou sintoma. No caso de algum problema no motor,
SISTEMA DE LUBRIFICAÇÃO 8
consulte primeiro a diagnose de defeitos do capítulo PGM-FI.
CABEÇOTE/VÁLVULAS 9
TODAS AS INFORMAÇÕES, ILUSTRAÇÕES, INS-
TRUÇÕES E ESPECIFICAÇÕES INCLUÍDAS NESTA
CILINDRO/PISTÃO 10
PUBLICAÇÃO SÃO BASEADAS NAS INFORMAÇÕES
MAIS RECENTES DISPONÍVEIS NA OCASIÃO DA
APROVAÇÃO DA IMPRESSÃO DO MANUAL. A MOTO
ALTERNADOR/EMBREAGEM DE PARTIDA 11
HONDA DA AMAZÔNIA LTDA. SE RESERVA O DIREI- EMBREAGEM/SELETOR DE MARCHA/
TO DE ALTERAR AS CARACTERÍSTICAS DA MOTO- ENGRENAGEM DO BALANCEIRO 12
CICLETA A QUALQUER MOMENTO E SEM PRÉVIO
AVISO, NÃO INCORRENDO, ASSIM, EM OBRIGA- ÁRVORE DE MANIVELAS/
ÇÕES DE QUALQUER ESPÉCIE. NENHUMA PARTE EIXO DO BALANCEIRO/TRANSMISSÃO 13
DESTA PUBLICAÇÃO PODE SER REPRODUZIDA
SEM PERMISSÃO POR ESCRITO. ESTE MANUAL FOI
ELABORADO PARA PESSOAS QUE TENHAM CONHE-
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO MOTOR 14
CIMENTOS BÁSICOS SOBRE A MANUTENÇÃO DAS
MOTOCICLETAS HONDA. RODA DIANTEIRA/SUSPENSÃO/DIREÇÃO 15
CHASSI

MOTO HONDA DA AMAZÔNIA LTDA.


Departamento de Serviços Pós-Venda
RODA TRASEIRA/FREIO/SUSPENSÃO 16
(Setor de Publicações Técnicas)
FREIO HIDRÁULICO 17
SISTEMA ELÉTRICO

BATERIA/SISTEMA DE CARGA 18
DO CHASSI

LUZES/INSTRUMENTOS/INTERRUPTORES 19
DIAGRAMA ELÉTRICO 20

MANUAL DE SERVIÇOS: 00X6B-KRET-001


DERIVADO DO DRAFT: 62KREM5-01
DATA DE EMISSÃO: NOVEMBRO/2014
CÓDIGO DO FORNECEDOR: 2#4OT