Você está na página 1de 3

PCMSO

Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional, mais conhecido como


PCMSO, Previsto pela Norma Regulamentadora 7 (NR 7), determina que todas
as companhias que admitam trabalhadores como empregados devem realizar
uma série de exames ao longo do contrato, de modo a avaliar possíveis
impactos da atividade na saúde do funcionário. O programa tem caráter
preventivo e permite o rastreamento e o diagnóstico precoce de possíveis
doenças ocupacionais.
PPRA
O Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) é regulamentado pela
NR9, desde o ano de 1994, e estabelece a todos os empregados e instituições
a obrigação de promover ações com objetivo de preservar a saúde e a
integridade dos trabalhadores, por meio do reconhecimento, antecipação,
avaliação e consequente controle da ocorrência de riscos ambientais existentes
ou que venham a existir no ambiente de trabalho, levando em consideração a
proteção do meio ambiente e dos recursos naturais. O PPRA é parte integrante
de um conjunto mais amplo de iniciativas da empresa no campo da
preservação da saúde e da integridade dos trabalhadores, devendo estar
articulado com o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional
(PCMSO).
OBRIGATORIEDADE: A elaboração e implementação do PPRA é obrigatória
para todos os empregadores que contratam trabalhadores para suas
empresas.
PPP
O PPP é definido pelo artigo 271 da Instrução Normativa INSS/Pres nº45, de
06 de agosto de 2010 como “um documento histórico-laboral do trabalhador
que reúne, entre outras informações, dados administrativos, registros
ambientais e resultados de monitoração biológica, durante todo o período em
que este exerceu suas atividades”.

O PPP é obrigatório para todas as empresas que expõe seus empregados a


agentes nocivos, químicos, físicos, biológicos ou associação de agentes
prejudiciais à saúde ou à integridade física.

Também é obrigatório para as que estão sujeitas ao Programa de Prevenção


de Riscos Ambientais (PPRA) e ao Programa de Controle Médico de Saúde
Ocupacional (PCMSO), de acordo com Norma Regulamentadora nº 9 da
Portaria nº 3.214/78 do MTE. Ou seja, todas as empresas devem emitir o
PPP a seus funcionários, inclusive microempresas e empresas de pequeno
porte.
PCMAT
O PCMAT (Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na
Indústria da Construção Civil) é um documento completo e minucioso cuja
ideia central é prevenir acidentes de trabalho em todas as esferas do
segmento. Ele é amparado pela Norma Regulamentadora de número 18 (NR-
18), que é voltada ao setor de construção civil e estabelece parâmetros
mínimos de segurança nos canteiros de obras.

Esse documento tem como função estabelecer procedimentos de ordem


administrativa, planejamento e organização para que medidas de controle e
sistemas preventivos sejam implantados com eficiência em todos os processos
da construção.

A definição parece complexa, mas é fácil entendê-la: o que o PCMAT faz


é compilar os parâmetros de segurança que devem ser seguidos em uma
obra.

O objetivo é claro: antecipar e evitar possíveis riscos. Tudo é parte de um


conglomerado de estratégias estipuladas para dificultar a ocorrência de
acidentes de trabalho e o aparecimento de doenças ocupacionais.

Especificamente sobre a destinação dessas regras, são voltadas a todas as


construções que possuam 20 operários ou mais — isso está descrito na
NR-18. Já para as edificações que empreguem 19 colaboradores ou menos, a
indicação é o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA).

PCA

PCA é um programa de ação multiprofissional, cuja implantação é exigida


pelas Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho, representado
pela ação conjunta da Engenharia de Segurança, Medicina do Trabalho,
Fonoaudiologia, e Recursos Humanos, com o objetivo de prevenir a
ocorrência ou o agravo de doenças relacionadas à exposição ao ruído, sendo
a principal delas a Perda Auditiva Induzida por Ruído de Origem Ocupacional
(PAIRO).
 O documento que explana sobre o PCA encontra-se em acordo com a Portaria
Nº 19, de 9 de Abril de 1998 do Ministério do Trabalho e Emprego. Esta
portaria determina a obrigatoriedade da implementação do PCA em todo
ambiente de trabalho que possua Níveis de Pressão Sonora Elevados.

LTCAT
 Esse documento, estabelecido e adotado pelo Instituto Nacional do Seguro
Social (INSS), é de suma importância para as empresas que seguem o regime
da CLT e visa, sobretudo, registrar os agentes nocivos à saúde ou à
integridade física dos trabalhadores. O objetivo de uma LTCAT é fornecer o
reconhecimento, a avaliação e o controle dos riscos ambientais das atividades
realizadas pelos trabalhadores, para fins de aposentadoria especial futura.
O LTCAT é, portanto, um laudo técnico que comprova a exposição aos agentes
ambientais nocivos à saúde ou à integridade física do trabalhador.
Interessante frisar, ainda, que o LTCAT é assunto da legislação previdenciária
(instruções e normativas do INSS) e não do Ministério do Trabalho e Emprego,
e deve ser atualizado anualmente, ou sempre que houver modificações de
processos de trabalho, construções ou reformas nas instalações.