Você está na página 1de 9

ESTUDO DE MERCADO

O Mercado do Projecto é uma das condições básicas de empreendimento. O


nosso estudo de mercado vai demonstrar a capacidade do mercado em absorver os
serviços que pretendemos prestar e os respectivos níveis de absorção.
O Mercado é a área para a qual convergem a oferta e a procura, com a finalidade
de ser estabelecido um preço, logo o Mercado será o meio em que a nossa empresa vai
mover-se, viver e adaptar-se permanentemente.

O Estudo de Mercado inerente ao nosso projecto de investimento vai abranger a


análise da Economia (Crescimento), análise do sector, análise da procura global, análise
da oferta total dos serviços (incluindo a concorrência), análise PEST, análise SWOT
(Oportunidade, Ameaças, Pontos Fortes e Fracos), factores críticos de sucesso e factores
de risco.

I. Análise da Economia de Angola (Crescimento)

O mercado angolano encontra-se em crescimento, onde a produção do petróleo


assume preponderância com tendência para a diversificação da economia.1
A taxa final de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2010 ficou-se
nos 2,1%, avança o Relatório Económico 2010, elaborado pelo CEIC. Considerando a
metodologia de cálculo do CEIC, com base em dados do Orçamento Geral do Estado
para 2011, o crescimento do PIB em 2010 pode ter sido inferior a 1%.2
Ainda em 2010, de acordo com o Relatório, o desempenho da economia não foi
propício a uma recuperação assinalável da produtividade face a 2009, ano de declarada
crise económica. Apesar de um ganho geral médio de produtividade de 0,6%, em muitos
sectores o emprego cresceu a taxas mais elevadas do que o respectivo PIB.
A inflação em Angola é, também, tributária das muitas disfuncionalidades do
lado da oferta, já que é uma das mais significativas reclamações dos empresários. Na
análise do CEIC, o combate contra a inflação, deste lado do sistema económico, passa
1
Jornal Expansão. Exclusivo. 3 de Junho de 2011. pág. 2.
2
Relatório Económico de Angola, Centro de Estudo e Investigação Cientifica da Universidade Católica
de Angola (CEIC).
por reforçar as estruturas de mercado, concretamente a produção, a distribuição e a
comercialização.
A inflação, medida pela variação do índice de preços da província de Luanda,
situou-se em 15,31% em Dezembro de 2010, representando um aumento de 1,3 pontos
percentuais comparativamente a igual período homólogo, e ficando acima da meta
inscrita no Orçamento Geral do Estado revisto de 13%, revela o estudo.

Estimativas de Crescimento.
Para efeitos das projecções sobre o provável comportamento da economia
angolana no triénio 2011-2013, foram considerados os seguintes factores de
crescimento: aumento das exportações e do preço do petróleo, expansão dos projectos
agrícolas e das obras de irrigação (estão previstos investimentos de 1,2 mil milhões de
USD para o desenvolvimento da agricultura entre 2009 e 2012) entre outras.
Para o êxito das projecções, sugere o CEIC, é importante que o modelo de
crescimento económico seja desviado da economia petrolífera e que se dê “mais espaço
aos sectores estruturantes de uma diversificação profunda, consistente e sustentável e
mais vocacionados para ajudar a reduzir a pobreza”.

II. Análise do Sector.

III. Análise Da Oferta Global

O nosso ponto de partida consistirá no enquadramento sectorial do projecto,


começando por analisar a estrutura da oferta.
A análise da oferta global do nosso projecto de investimento terá essencialmente
os seguintes aspectos/parâmetros:

1º) O número e a localização geográfica dos nossos principais concorrentes.

ESCOLAS PÚBLICAS (ZAIRE: MBANZA - KONGO)


Nº DE ESCOLAS DESCRIÇÃO NOME
13 PRIMÁRIAS …
… I º CICLO Sagrado Coração
… I º CICLO António Agostinho Neto
… II º CICLO IMN
… II º CICLO PUNIV
… II º CICLO Gestão e Administração

ESCOLA PRIVADA “COLÉGIO PROGRESSO” (ZAIRE: MBANZA –


KONGO)

DESCRIÇÃO NOME Nº DE SALAS DE AULAS Nº DE PROFESSORES Nº DE ALUNOS


1/ Colégio PROGRESSO  6 15 750

Este mesmo Colégio, lecciona apenas da 1ª classe até a 9ª classe.

2º) O preço, a forma de recebimento, a qualidade, etc…

PREÇO DAS PROPINAS DO COLÉGIO PROGRESSO


(Valores expressos em kwanzas)
CLASSES PREÇOS
1ª 1.500,00
2ª 1.800,00
3ª 1.950,00
4ª 2.000,00
5ª 2.500,00
6ª 2.800,00
7ª 3.000,00
8ª 3.500,00
9ª 3.800,00

SALÁRIO DOS FUNCIONÁRIOS


(Valores expressos em kwanzas)
CATEGÓRIA PREÇO
PROFESSORES 500,00 (por tempo)
EQUIPA ADM 30.000,00 (em média)
AUXILIAR DE LIMPESA 25.000,00

Depois de termos analisado a Oferta Global do nosso projecto, podemos realçar


que o mesmo está em condições de enfrentar a dinâmica das forças envolvidas no
sector.

V. Análise Da Procura Global

A par da análise da estrutura da oferta, tornou-se imprescindível mensurar a


procura, tendo por base informação de carácter qualitativa e quantitativa. O estudo da
procura global dos serviços do nosso projecto de investimento, terá como objecto a
determinação dos níveis actuais e dos seus factores determinantes (preço, rendimento
per capita, etc.) de forma a possibilitar a projecção do crescimento futuro durante a vida
útil dos novos investimentos ou, pelo menos, até ser atingido o seu ritmo de cruzeiro.

A) Identificação dos Serviços.


O nosso Colégio dedicar-se-á a prestação de serviço no ramo do ensino do IIº Ciclo,
leccionando os seguintes Cursos:
 Contabilidade e Gestão;
 Ciências Económicas e Jurídicas; e
 Informática.

B) Descrição do perfil dos consumidores do projecto e respectiva estimativa


(Clientes actuais e do Futuro).
Os nossos consumidores serão todas as famílias, precisamente as de baixa e
média renda residentes naquela província em particular o município de Mbanza Kongo.
Atendendo a que todas as estruturas funcionais foram destruídas, a Província
debate-se com a falta de infra-estruturas que lhe possibilitem enquadrar no sistema de
ensino 74% da sua população em idade escolar, indica o quadro a baixo.
ENQUADRAMENTO DA POPULAÇÃO EM IDADE ESCOLAR

Nº. NOME Nº DE ALUNOS Nº DE Nº DE ALUNOS


DO MATRICULADOS ALUNOS A FORA DO
MUNICIPIO
ESTUDAR SISTEMA
1 Soyo 14.346 14.346 5.000
2 Mbanza-Congo 6.292 6.292 1397
3 Nzeto 5.236 5.236 804
4 Kuimba 1.629 1.629 655
5 Nóqui 3.510 3.510 281
6 Tomboco 3.989 3.989 2.670
Total 35.002 35.002 100.114
Fonte:

De referir, que por ausência de dados estatísticos, os números do quadro acima


reportam-se somente às sedes municipais.

C) Análise dos factores que determinam a procura, nomeadamente: o preço, o


rendimento per capita, etc.
O nosso Colégio “ O Futuro de Mbanza Kongo”, estima praticar os seguintes
preços:

PREÇO DAS PROPINAS DO NOSSO COLÉGIO (O FUTURO DE MBANZA


KONGO)
(Valores expressos em USD)
CLASSES PREÇOS
10ª 65,00
11ª 75,00
12ª 80,00
OBS: Estimação dos preços a serem utilizados no nosso projecto de investimento.

D) Análise da legislação e enquadramento legal do projecto, em termos de


incentivos aduaneiros, fiscais ou medidas de segurança e ambiente.
O Estado Angolano garante incentivos fiscais para a implementação de projectos
nessas regiões onde existem poucas empresas a servir os nativos.
Segundo o Art.º 5.º (zonas de desenvolvimento), da Lei sobre os Incentivos Fiscais e
Aduaneiros ao Investimento Privado (Lei n.º 17/03 de 25 de Julho), Zaire encontra-se
na zona B. Logo, segundo o art.º 9º (Imposto Industrial), da Lei sobre os Incentivos
Fiscais e Aduaneiros ao Investimento Privado (Lei n.º 17/03 de 25 de Julho), os lucros
resultantes do nosso projecto de investimento, estarão isentos do pagamento de imposto
industrial, por um período de 12 anos.

V. Análise PEST.

A análise PEST, é a análise das variáveis do ambiente geral das empresas arrumadas
em quatro grupos: variáveis Política-Legais (P), Económicas (E), Sócio-Culturais (S), e
Tecnológicas (T).

Variáveis Político-Legal (P).

Estabilidade do Governo:
Legislação Comercial:
Leis de Protecção do Ambiente:
Legislação Fiscal:
Legislação Laboral:

Variáveis Económicas (E).

PNB (tendência):
Taxa de juro:
Taxa de Inflação:
Nível de Desemprego:
Custo (e disponibilidade) de energia:
Variáveis Sócio-Culturais (S).

Distribuição do rendimento:
Taxa de crescimento da população:
Distribuição etária da população:
Estilo de vida (e actuação):
Tipo de consumo:
Mobilidade Social:

Variáveis Tecnológicas (T).

Investimento do governo:
Foco do esforço tecnológico:
Velocidade de transparência tecnológica:
Protecção de patentes:
Aumento de produtividade (através da automação):

VI. Análise SWOT.

Designa-se análise SWOT, a análise relacionada e sistematizada das


oportunidades e ameaças do ambiente externo (respectivamente os seus aspectos
positivos e negativos) e dos pontos fortes e pontos fracos (os aspectos positivos e
negativos) do ambiente interno da empresa.

Esta análise é uma maneira muito eficaz de identificar forças e fraquezas e de


examinar as oportunidades e as ameaças que a empresa provavelmente irá enfrentar.
Focaliza-se as áreas onde se é forte e onde se encontram as maiores oportunidades
através da sua realização, e ainda prepara a empresa para qualquer situação conceber as
melhores estratégias.

Forças (Strengths)
 Melhor qualidade dos serviços prestados;
 Variedade de tipos de serviços;
 Atendimento personificado e facilidade de aquisição dos nossos serviços;
 Comunicação efectiva entre a sede e os restantes municípios;
 Criação de incentivos como seguro contra acidentes de trabalho
(futuramente);
 Relação amigável entre a gerência e os potenciais clientes;
 Elevada aptidão para concorrer no mercado;
 Boa imagem junto ao clientes.

Fraquezas (Weaknesses)

 Inexperiência no mercado;
 Gestão superficial e sem talento;
 Falta de competência em áreas-chaves;
 Problemas internos operacionais;
 Investigação e desenvolvimento sem sucesso;
 Fraca imagem de mercado;
 Linha de serviço demasiado estreita.

Oportunidades (Opportunities)

 A fraca concorrência (quase inexistente) que se verifica na zona;


 Aceleração do crescimento do mercado;
 Adicionar produtos complementares;
 Entradas em novos mercados (segmentos);
 Alargar a actual linha de serviços;
 As políticas implementadas pelo Estado, que visam o fomento do sector
da educação.

Ameaças (Threast)
 A implementação dos Colégios futuros;
 Abrandamento do crescimento do mercado;
 Políticas governamentais adversas;
 Aumento do poder negocial dos clientes;
 Alterações das necessidades/gosto dos consumidores;
 Potenciais quebras no fornecimento de material didáctico;
 Potenciais quebras na aderência dos nossos serviços.

VII. Factores Críticos de Sucesso

Factores Críticos de Sucesso (KFS – key factors for sucess) são aqueles recursos,
capacidades e atributos que, numa indústria concreta, as empresas devem possuir para
nessa actividade conseguirem obter sucesso3.

Factores Críticos do Sucesso:


 Qualidade dos serviços;
 Fidelidade dos funcionários e dos clientes;
 Fornecimento adequado de materiais por parte dos potenciais
fornecedores à empresa;
 Políticas de marketing a altura do investimento;
 Formação qualificada e simpatia dos funcionários;

VIII. Factores de Risco

Factores de Risco:
 A inexperiência no ramo de actividade;
 Concorrentes futuros com um maior nível de Know-How;
 A instabilidade macroeconómica do país;

3
TEIXEIRA, Sebastião. Gestão Estratégica. Escolar Editora, 2011. pág. 75