Você está na página 1de 3

Tocar no ungido de Deus significa falar mal do

pastor?
O versículo geralmente usado é Sl 105:15 "Não toqueis os meus ungidos, e não
maltrateis os meus profetas". Valendo-se deste versículo isolado homens corruptos
querem gozar de um tipo de "imunidade parlamentar" nos meios religiosos, deixando
de ser julgados e condenados por seus atos.

Não vai demorar e a legislação terá de incluir o "bullying espiritual" como crime sem
fiança. O assédio e exploração feitos por líderes religiosos têm destruído famílias e
levado pessoas ao desespero. Os psiquiatras que o digam. A manipulação religiosa
é uma forma de lavagem cerebral que deixa sequelas terríveis, e muitos incrédulos
acabam confundindo isso com o puro cristianismo encontrado na Palavra de Deus.
É triste ver quantos têm sido vítimas desses lobos vestidos de cordeiro.

É comum encontrar na TV homens corruptos vociferando suas ameaças aos berros


contra aqueles que os desafiam, como se fossem guardas de campo de
concentração. Obviamente os seus seguidores mais tímidos e menos conhecedores
da Palavra de Deus acabam dando o pescoço à coleira.

É sabido que o poder corrompe, e não raro a busca por poder mais ferrenha que se
pode encontrar é a que ocorre dentro do meio religioso. Mas é sabido que o poder e
a ameaça têm um efeito poderoso, e basta ver o que Hitler conseguiu gritando no
microfone. Uma nação inteira sucumbiu aos seus apelos e ameaças.

Se os cristãos entendessem que hoje todos os nascidos em Cristo são ungidos, e


foram concedidos dons à igreja, e não haveria sentido receber o dom sem ser ungido
pra tal, se libertariam desse jugo e das algemas de medo que esses líderes colocam.
Passariam a crer na Palavra de Deus e não nas promessas vãs de homens corruptos
quanto à fé e avarentos (amantes do dinheiro). Não faltam avisos na Palavra de Deus
contra esses.

O versículo do Salmo 105 que é largamente usado por esses líderes foi escrito para
as nações que ameaçavam Israel em seus primeiros dias. Era um aviso para pessoas
do tipo do Faraó e outros, que queriam escravizar os hebreus "quando eram poucos
homens em número, sim, mui poucos, e estrangeiros nela; quando andavam de
nação em nação e dum reino para outro povo; não permitiu a ninguém que os
oprimisse, e por amor deles repreendeu a reis, dizendo: Não toqueis nos meus
ungidos, e não maltrateis os meus profetas" (Sl 105:15).

Percebeu como tudo fica mais claro quando examinamos o contexto e não um
versículo isolado? O alerta ali não era dirigido aos do povo de Deus, mas aos tiranos
que queriam explorá-los, como Faraó fazia. Se quisermos aplicar esta passagem do
Antigo Testamento como um princípio para nossos dias, eu diria que o alerta cabe
aos que se colocam como Faraós do atual povo de Deus tentando explorá-los a todo
custo. Ou seja, o aviso é dirigido diretamente a esses pregadores corruptos que
exploram as ovelhas do rebanho do Senhor.

O verbo "ungir" significa aplicar azeite em alguém, e era assim que as pessoas no
Antigo Testamento eram escolhidas para alguma função especial, como reis, os
sacerdotes e profetas. As coisas que foram escritas no Antigo Testamento são tipos
e sombras das coisas atuais e também das que estão no céu. Hoje todo verdadeiro
crente em Jesus tem a unção, ou seja, recebe em si o azeite do Espírito (na Palavra
de Deus o azeite simboliza o Espírito Santo) quando é selado após crer em Jesus.

Efs 1:13-14 "Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade,
o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o
Espírito Santo da promessa. O qual é o penhor da nossa herança, para redenção
da possessão adquirida, para louvor da sua glória".

Os ungidos hoje são TODOS os salvos por Cristo, e o apóstolo João deixa isso
muito claro justamente na passagem onde ele alerta para os cristãos tomarem
cuidado com os falsos mestres, os predecessores do anticristo, o homem do engano:

Jo 2:18-27 "Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o


anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos, por onde conhecemos
que é já a última hora. Saíram de nós, mas não eram de nós; porque, se fossem
de nós, ficariam conosco; mas isto é para que se manifestasse que não são todos de
nós. E vós tendes a unção do Santo, e sabeis tudo. Não vos escrevi porque não
soubésseis a verdade, mas porque a sabeis, e porque nenhuma mentira vem da
verdade. Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? É o
anticristo esse mesmo que nega o Pai e o Filho. Qualquer que nega o Filho, também
não tem o Pai; mas aquele que confessa o Filho, tem também o Pai. Portanto, o que
desde o princípio ouvistes permaneça em vós. Se em vós permanecer o que desde
o princípio ouvistes, também permanecereis no Filho e no Pai. E esta é a promessa
que ele nos fez: a vida eterna. Estas coisas vos escrevi acerca dos que vos
enganam. E a unção que vós recebestes dele, fica em vós, e não tendes
necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas
as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nele
permanecereis".

Deus aparelhou cada crente com essa unção para que ele saiba discernir o que vem
de Deus e o que vem do diabo, o pai da mentira. Quando algum desses pregadores
promete algo que não é capaz de entregar, está mentindo e fazendo a obra de
Satanás.

Portanto não caia nessa conversa de "não toqueis os meus ungidos" como ameaça
contra os que criticam os líderes corruptos, porque a advertência é justamente
dirigida aos líderes corruptos que querem extrair o máximo do povo de Deus, como
fazia o faraó. Não é de admirar que isso aconteça hoje na cristandade, não por
pessoas declaradamente inimigas, como era o faraó, mas por aqueles que se dizem
"pastores" do povo. Aconteceu exatamente o mesmo em Israel durante sua
decadência.

Veja a passagem abaixo (leia o capítulo inteiro) que é dirigida, obviamente, a Israel
e não à igreja, e também tem um caráter profético, mostrando como Deus irá libertar
o seu remanescente de judeus fiéis durante a tribulação.

Eze 34:1-31 "E veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: Filho do homem,
profetiza contra os pastores de Israel; profetiza, e dize aos pastores: Assim diz o
Senhor DEUS: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! Não
devem os pastores apascentar as ovelhas? Comeis a gordura, e vos vestis da lã;
matais o cevado; mas não apascentais as ovelhas. As fracas não fortalecestes, e a
doente não curastes, e a quebrada não ligastes, e a desgarrada não tornastes a
trazer, e a perdida não buscastes; mas dominais sobre elas com rigor e dureza.
Assim se espalharam, por não haver pastor, e tornaram-se pasto para todas as feras
do campo, porquanto se espalharam.... Portanto, ó pastores, ouvi a palavra do
SENHOR: Vivo eu, diz o Senhor DEUS, que, porquanto as minhas ovelhas foram
entregues à rapina, e as minhas ovelhas vieram a servir de pasto a todas as feras do
campo, por falta de pastor, e os meus pastores não procuraram as minhas ovelhas;
e os pastores apascentaram a si mesmos, e não apascentaram as minhas
ovelhas; Portanto, ó pastores, ouvi a palavra do SENHOR: Assim diz o Senhor
DEUS: Eis que eu estou contra os pastores; das suas mãos demandarei as minhas
ovelhas, e eles deixarão de apascentar as ovelhas; os pastores não se apascentarão
mais a si mesmos; e livrarei as minhas ovelhas da sua boca, e não lhes servirão mais
de pasto.... Eis que eu julgarei entre ovelhas e ovelhas, entre carneiros e bodes.
Acaso não vos basta pastar os bons pastos, senão que pisais o resto de vossos
pastos aos vossos pés? E não vos basta beber as águas claras, senão que sujais o
resto com os vossos pés?..."

SEJA ABENÇOADO NA PRÁTICA DA PALAVRA DE DEUS

Você também pode gostar