Você está na página 1de 6

I

1. Ao consumir-se uma bebida alcoólica, o etanol nela existente é metabolizado a acetaldeído e posteriormente a
acetato. Este processo envolve duas reacções enzimáticas (1) e (2) catalisadas pelas enzimas etanol desidrogenase e
aldeído desidrogenase, respectivamente.

Reacção enzimática Enzima


(1) Etanol + NAD → Acetaldeído +H + NADH
+ +
Etanol desidrogenase
(2) Acetaldeído + H2O + NAD → Acetato +2H + NADH
+ +
Aldeído desidrogenase

a) Classifique as reacções (1) e (2).

b) Calcule o valor de ∆G0’ para a reacção (1) e (2) a 25°C.

c) Escreva a reacção global de conversão de etanol a acetato e diga se esta é ou não termodinâmicamente
favorável? Justifique.

d) Diga, justificando, se do ponto de vista teórico este processo poderá ser utilizado pela célula para produzir ATP.

1
II
1. A sequência de DNA a seguir indicada codifica para os resíduos 484-489 da enzima aldeído desidrogenase.

5’- GCA TAC ACT GAA GTG AAA-3’


3’- CGT ATG TGA CTT CAC TTT-5’

a) Indique qual a sequência de aminoácidos codificada por este fragmento. Justifique.

2. O conteúdo em adenina de duas amostras de DNA isolado de bactérias diferentes é de 32% e 17%.
a) Qual o conteúdo em A, T, C e G de cada uma das moléculas de DNA? Justifique.

b) Qual das duas moléculas de DNA apresentará uma maior temperatura de fusão? Justifique.

III

1. Descreva sucintamente as principais diferenças existentes entre os processos de fosforilação ao nível do substrato e
fosforilação oxidativa.

2. Dê dois exemplos de reacções enzimáticas em que ocorra fosforilação ao nível do substrato.

2
3. A degradação da lactose ocorre no citoplasma da célula dando origem a uma molécula de glucose e uma molécula
de galactose, de acordo com esquema indicado. Determine o o balanço energético (em termos nº de moléculas de
ATP) que se obtém a partir da degradação de uma molécula de lactose em condições estritamente anaeróbias.
Justifique.

Lactose

Glucose

4. Determine o nº de moléculas de ATP que se podem formar pela degradação de uma molécula de lactose em
condições aeróbias. Justifique.

3
IV

1. O estudo de uma cadeia de transporte electrónico de uma bactéria existente em meios ambientes aquáticos permitiu
identificar os cinco componentes da sua cadeia de transporte electrónico. Os potenciais de redução destes
transportadores electrónicos encontram-se indicados na tabela seguinte:

Componente Forma oxidada Forma reduzida E0’ (V)

1 NAD+ NADH –0,32

2 Flavoproteína b (oxidada) Flavoproteína b (reduzida) –0,62


+3 +2
3 Citocromo c (Fe ) Citocromo c (Fe ) +0,22

4 Ferroproteína (oxidada) Ferroproteína (reduzida) +0,85

5 Flavoproteína a (oxidada) Flavoproteína a (reduzida) +0,77

Tendo em conta os potenciais de redução para cada um dos componentes indicados na tabela anterior, diga por que
ordem (isto é: 1-2-3-4-5 ou outra!) estes transportadores electrónicos estariam dispostos na cadeia de transferência
electrónica da bactéria. Justifique.

2. Os gráficos indicados na figura seguinte representam o registo do consumo de oxigénio em função do tempo de
uma suspensão de mitocôndrias colocadas numa solução com pH adequado, ADP e Pi. Fizeram-se dois ensaios: no
ensaio 1 foram adicionados succinato, inibidor da ATPsintase e um desacoplador (nos tempos indicados pelas
setas);. no ensaio 2 foram adicionados succinato, cianeto (CN-) e um desacoplador.

4
a) Diga a qual dos registos (A e B) corresponde os ensaios 1 e 2.
Justifique.

b) Esboce em cada troço dos registos A e B a variação do ATP


sintetizado ao longo do tempo. Justifique.

c) Esboce no registo C a variação do consumo de O2 ao longo do


tempo num ensaio em que adiciona sequencialmente, no tempo
indicado pelas setas, NADH, inibidor do complexo I da cadeia de
transporte electrónico e piruvato. Justifique.

d) Em que zonas do registo efectuado na alínea c) ocorre síntese de ATP? Justifique.

5
Dados:
Glicólise Ciclo ácido cítrico

Tabela código genético

Termodinâmica

F = 23 kcal.mol-1.V-1; R = 2x10-3 kcal.mol-1K-1

ATP + H2O → ADP + Pi ∆G0’ = -7.3 kcal.mol-1

acetaldeído + 2H+ + 2e-→ etanol E0’ = -0.197 V


NAD++ H+ + 2e-→ NADH E0’ = -0.320 V
acetato + 3H+ + 2e-→ acetaldeído + H2O E0’ = -0.581 V

∆G0’ = -nF∆E0’
∆G’ = ∆G0’ + RTln([produtos]/ [reagentes])