Você está na página 1de 3

Escola Técnica de Artes – ETA / UFAL

Literatura do Instrumento I

Aluna: Cecilia Battaglia


Professor: Mario Marrochi

GIUSEPPE DOMENICO SCARLATTI


(Nápoles, 26 de outubro de 1685 — Madrid, 23 de julho de 1757)

2015
HISTÓRICO BIOGRÁFICO E TEMPORAL
 Foi o sexto dos dez filhos de Alessandro Scarlatti.1
 Nasceu em Nápoles em 1685, o mesmo ano em que Handel e J. S. Bach também nasceram;
 Morou na Itália até final de 1719,
 Se muda para Portugal entre 1719 a 1727, como mestre de música da princesa portuguesa
Maria Magdalena Barbara (da família Bragança)
 Em 1728 volta para Roma e se casa com Maria Caterina Gentili;
 Em 1729 vai para Sevilha, Espanha por quatro anos. Nesse período conhece o estilo
Flamengo.
 Em 1733 foi solicitado em Madrid como mestre de música da princesa Maria Barbara que
virá a ser a Rainha da Espanha, ficando ao serviço da coroa até sua morte.
 Teve cinco filhos e depois que sua primeira mulher morre em 1742, mais quatro com um
novo matrimônio, com uma espanhola.
SONATAS - (Essercizi por gravicembalo)
Domenico Scarlatti hoje é lembrado fundamentalmente pelas 550 sonatas que compôs, a maioria das
quais foram feitas para sua aluna real a princesa Maria Bárbara de Bragança. Pela sua finalidade
pedagógica foram e ainda são catalogadas como exercícios. Estas sonatas aportaram inovações
técnicas no uso do instrumento, tais como: passagens rápidas, arpejos saltitantes, notas repetidas,
cruzamento de mãos, saltos longos, ornamentações variadas, notas duplas, etc. Isto para o compositor
representar as várias “cores” instrumentais (chifres, trompetes, violinos, bateria, tímpanos)
características da música espanhola. Assim, a música e a dança desse país estão representadas nas
guitarras e ritmos flamencos frequentes, bem como a alusão aos sons das castanholas e bandolim.
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO ESTILO DE DOMENICO SCARLATTI
 Utilização de grupos de acordes extremamente dissonantes ou outras técnicas que parecem
imitar o violão.
 O uso maciço e, algumas vezes trágico, do “idioma” folclórico flamengo, em especial o
ritmico. Isto é bastante raro para a música barroca da época;
 Clara influência da música folclórica ibérica. O uso do modo frígio e outras inflexões tonais
mais ou menos alheias à música europeia. Embora tenha vivido no período que corresponde ao auge
da música barroca europeia, suas composições, mais leves e homofônicas, têm estilo mais próximo
daquele do início do período clássico.
ESTRUTURA FORMAL DAS SONATAS

1
Alessandro Scarlatti, (Palermo, 2 de maio de 1660 — Nápoles, 24 de outubro de 1725) pai de Domênico, foi de muita
importância na música lírica do período Barroco na música. Seu trabalho foi fundamental para o desenvolvimento da
ópera séria e da ópera bufa (ópera cômica) do seu tempo. Ele é considerado o pai da escola napolitana de ópera.
Uma de suas maiores contribuições para a música foram as 555 sonatas para teclado em um único
movimento, em forma binária bem simples com abordagens harmônicas bastante inovadoras. São
peças em movimento único com formato binário, com cada metade repetida. Um recurso formal em
que cada metade de uma sonata conduz a um ponto central o qual o especialista em Scarlatti, Ralph
Kirkpatrick chamou o ponto x e que, algumas vezes é sublinhado por uma pausa ou uma fermata.
Antes do x, as sonatas de Scarlatti contêm suas principais variações temáticas e depois do x a música
aumenta o uso de figuras repetitivas na medida em que modula a partir da tonalidade principal (na
primeira metade) ou retorna à tonalidade principal (na segunda metade)
ALGUMAS SONATAS E INTERPRETES MAIS CONHECIDOS
Sonata K 27 B minor - Scott Ross.
Sonata K 380 E major - Scott Ross
Sonata K 1 D minor - Ivo Pogorelich
Sonata K. 159 in C major - Irena Koblar
Sonata in E major, L 23 (K 380): Andante (Live)" por Vladimir Horowitz
Sonata em Dm K141 – Marta Argerich
Pastorale - Sonata em ré menor – L413-K9 – Glenn Gould
Igor Kipnis
CONCLUSSÃO
A moderna técnica do piano deve muito à sua influência. Algumas possuem uma audácia harmônica
tanto no uso de dissonâncias ou aglomerados de acordes, no uso audacioso de modulações não
convencionais e tonalidades remotas. Scarlatti também foi pioneiro no domínio do ritmo e da sintaxe
musical: síncopes e ritmos cruzados são comuns em sua música. Uma pequena parte de suas
composições foi publicada em 1738, de sua coleção mais famosa, um livro de 30 Esercizi (Exercícios)
que foram aclamados em toda a Europa com o apoio irrestrito do mais proeminente escritor sobre
música do século XVIII, o Dr. Charles Burney.
Sua música foi admirada por Chopin, Brahms, Bela Bartók, Heinrich Schenker e Vladimir Horowitz
e particularmente a escola russa de piano tem sido apoiadora e uma forte divulgadora de estas sonatas.
REFERÊNCIAS.
SCARLATTI, Domenico. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Domenico_Scarlatti Acesso
em: 24/05/2015
MINTCHEVA, Miroslava. A Comparison of Expressive Tools in Harpsichord and Piano Playing of
Selected Keyboard Sonatas of Domenico Scarlatti. Disponível em:
http://symposium.music.org/index.php?option=com_k2&view=item&id=9905:a-comparison-of-
expressive-tools-in-harpsichord-and-piano-playing-of-selected-keyboard-sonatas-of-domenico-
scarlatti&Itemid=125. Acesso em:24/05/2015.
Sinopse NAXOS. DOMENICO SCARLATTI (1685 – 1757). Disponível em:
http://www.naxos.com/person/Domenico_Scarlatti/21152.htm Acesso em: 24/05/2015.