Você está na página 1de 99

CURSO DE PVSYST

PROJETO, SIMULAÇÃO E RELATÓRIOS


Geração distribuída e Usinas

Elaboração: Julio Boing Neto, Eng. Eletricista


Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Sobre o autor
Julio Boing Neto possui graduação em Engenharia Elétrica
pela Universidade Federal de Santa Catarina (2018). Foi
presidente do Centro Acadêmico de Engenharia Elétrica
(CAEE) em 2014 e membro titular do Colegiado do Curso de
Graduação em Engenharia Elétrica de 2015 a 2017. Foi
monitor da disciplina Fundamentos de Gestão Empresarial
(EEL-7600) em 2016 e de Projeto de Instalações Elétricas
(EEL-7072) em 2017. Foi integrante do Laboratório FOTOVOLTAICA/UFSC (Centro
de Pesquisa e Capacitação em Energia Solar da Universidade Federal de Santa
Catarina, cadastrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq) entre os anos
de 2015 e 2018. Atualmente é Membro Honorário da C2E - Empresa Júnior de
Consultoria em Engenharia Elétrica e Instrutor de treinamentos na Elektsolar
Innovations. Tem experiência em sistemas de energia, com ênfase em energia solar
fotovoltaica, gestão da energia elétrica, eficiência energética e instalações elétricas.

2
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Sumário
1. O PVsyst........................................................................................................................................................ 7
2. Introdução ao PVsyst .................................................................................................................................... 7
2.1. Configurações iniciais ......................................................................................................................... 7
2.2. Cadastro de componentes ...............................................................................................................10
2.3. Importação e Exportação de Projetos ..............................................................................................13
2.4. Cadastro de Fornecedores ...............................................................................................................14
2.5. Precificação de equipamentos .........................................................................................................15
3. Banco de dados solarimétricos ...................................................................................................................17
3.1. Dados solarimétricos a partir do PVsyst ..........................................................................................20
3.2. Dados solarimétricos a partir de banco de dados externos .............................................................22
3.3. Dados solarimétricos a partir de medições em campo ....................................................................25
3.3.1 Importação via modelo ASCII ...............................................................................................................25
4. Análise preliminar ........................................................................................................................................31
4.1. Sistema conectado à rede elétrica ...................................................................................................31
4.2. Sistema isolado ................................................................................................................................37
4.3. Bombeamento ..................................................................................................................................42
5. Projeto fotovoltaico conectado à rede .........................................................................................................45
5.1. Definição de parâmetros iniciais de projeto .....................................................................................45
5.2. Simulação sem 3D ...........................................................................................................................48
5.2.1. Orientação do sistema ..........................................................................................................................48
5.2.2. Dimensionamento do sistema ..............................................................................................................49
5.2.3. Detalhamento de perdas ......................................................................................................................51
5.2.4. Simulação .............................................................................................................................................53
5.3. Simulação Casa PVsyst ...................................................................................................................55
5.3.1. Simulação com Linear Shadings ..........................................................................................................62
5.3.2. Simulação According to module strings ...............................................................................................63
5.3.3. Simulação com Detailed electrical calculation .....................................................................................64
5.4. Simulação Casa SketchUp ...............................................................................................................66
5.4.1. Exportar modelo a partir do SketchUp .................................................................................................67
5.4.2. Importar arquivo SketchUp no PVsyst .................................................................................................69
5.5. Simulação Comercial SketchUp .......................................................................................................73
5.5.1. 2 subsistemas .......................................................................................................................................75
5.5.2. Mixed #1 and #2 ...................................................................................................................................77
5.6. Simulação Usina PVsyst ..................................................................................................................78
5.6.1. Estrutura fixa 27° ..................................................................................................................................78
5.6.2. Estrutura fixa 22° ..................................................................................................................................81
5.6.3. Estrutura fixa 22º com FDI de 125% ....................................................................................................81
5.6.4. Estrutura fixa 22º com FDI de 125% e sombreamento ........................................................................82
5.6.5. Estrutura com rastreador eixo N-S .......................................................................................................84
5.7. Simulação Usina Sketchup ...............................................................................................................85
5.7.1. Exportando a partir do SketchUp .........................................................................................................85
5.7.2. Importação de dados de topografia do terreno ....................................................................................88
6. Referências Bibliográficas ...........................................................................................................................98

3
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Lista de Figuras
Figura 1 - Tela inicial do PVsyst ......................................................................................................................... 8
Figura 2 – Alterar configurações iniciais ............................................................................................................ 8
Figura 3 - Menu Preferences: informações do usuário ...................................................................................... 9
Figura 4 - Menu Preferences: idioma ................................................................................................................. 9
Figura 5 - Tela inicial. Destaque: Import componentes ....................................................................................10
Figura 6 - Tela Import componentes ................................................................................................................10
Figura 7 - Tela Import components. Destaque: PAN file ..................................................................................11
Figura 8 - Tela Databases. Destaque: Components database ........................................................................12
Figura 9 - Tela PV modules ..............................................................................................................................12
Figura 10 - Tela inicial. Destaque: Import/export projects ................................................................................13
Figura 11 - Importação de projeto (à esq.). Exportação de projeto (à dir.) ......................................................13
Figura 12 - Tela Databases. Destaque: Manufactures and Retailers ..............................................................14
Figura 13 - Tela Manufactures and Retailers. Destaque: New ........................................................................14
Figura 14 - Tela Databases. Destaque: Prices ................................................................................................15
Figura 15 - Tela Prices .....................................................................................................................................15
Figura 16 - Tela Prices. Destaque: nova precificação .....................................................................................16
Figura 17 – Tela inicial. Destaque: Databases.................................................................................................17
Figura 18 - Tela Databases. Destaque: Geographical sites ............................................................................17
Figura 19 - Tela Geographical sites. Destaque: New ......................................................................................18
Figura 20 - Tela de criação de site. Destaque: Interactive map .......................................................................19
Figura 21 - Tela de criação de site. Destaque: Geographical Coordinates .....................................................19
Figura 22 - Tela de criação de site. Destaque: Monthly meteo........................................................................20
Figura 23 - Tela de criação de site. Destaque: salvamento .............................................................................21
Figura 24 - Tela de criação de site. Destaque: avisos .....................................................................................21
Figura 25 - Tela de criação de site. Destaque: Monthly meteo (Atlas) ............................................................24
Figura 26 - Tela Databases. Destaque: Synthetic hourly data generation ......................................................24
Figura 27 - Tela Synthetic hourly data generation. Destaque para Execute Generation ................................25
Figura 28 – Modelo Excel de importação de dados .........................................................................................26
Figura 29 - Tela Databases. Destaque: Custom file ........................................................................................26
Figura 30 - Tela Custom File (ASCII) ...............................................................................................................27
Figura 31 - Tela Custom File. Destaque: General ...........................................................................................27
Figura 32 - Tela Custom File. Destaque: Date .................................................................................................28
Figura 33 - Custom File. Destaque: Variables .................................................................................................29
Figura 34 - Custom File. Destaque: Alerta .......................................................................................................29
Figura 35 - Meteo File. Destaque: Check data quality .....................................................................................30
Figura 36 - Databases. Destaque: Meteo tables and graphs ...........................................................................30
Figura 39 - Preliminary design. Destaque: Grid-Connected ............................................................................31
Figura 40 - Grid-Connected (Preliminary design).............................................................................................31
Figura 41 - Grid-Connected (Preliminary design). Destaque: Site and Meteo .................................................32
Figura 42 - Grid-Connected (Preliminary design). Destaque: Horizon ............................................................32
Figura 43 - Grid-Connected (Preliminary design). Destaque: System .............................................................33
Figura 44 - System (Preliminary design). Destaque: Sheds e Sun-shields .....................................................34
Figura 45 - System (Preliminary design). Destaque: Specification ..................................................................34
Figura 46 - System (Preliminary design). Destaque: Results 1 .......................................................................35
Figura 47 - System (Preliminary design). Destaque: Results 2 .......................................................................36
Figura 48 - System (Preliminary design). Destaque: Results 3 .......................................................................36
Figura 49 - System (Preliminary design). Destaque: Results 4 .......................................................................37
Figura 50 - Preliminary design. Destaque: Stand alone ...................................................................................38
Figura 51 - Stand alone (Preliminary design) ...................................................................................................38
Figura 52 - User's needs (Preliminary design). Destaque: Consumptions ......................................................39
Figura 53 - User's needs (Preliminary design). Destaque: Hourly distribution.................................................40
Figura 54 - System (Preliminary design). .........................................................................................................41
Figura 55 - System (Preliminary design). Destaque: Results ..........................................................................41

4
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 56 - Preliminary design. Destaque: Pumping ........................................................................................42


Figura 57 - Pumping (Preliminary design) ........................................................................................................43
Figura 58 - System (Preliminary design) ..........................................................................................................43
Figura 59 - Results (Preliminary design) ..........................................................................................................44
Figura 60 - Tela Project Design. Destaque: Grid-Connected...........................................................................45
Figura 61 - Tela Project Design ........................................................................................................................46
Figura 62 - Project settings. Design conditions ................................................................................................47
Figura 63 - Project settings. Albedo .................................................................................................................48
Figura 64 - Orientation......................................................................................................................................49
Figura 65 – System para seção 5.2 .................................................................................................................50
Figura 66 - Detailed losses. Parâmetros térmicos ...........................................................................................52
Figura 67 - Detailed losses. Perdas ôhmicas ...................................................................................................52
Figura 68 - Detailed losses. Perdas no módulo ...............................................................................................53
Figura 69 - Detailed losses. Perdas por sujeira ...............................................................................................53
Figura 70 - Simulation ......................................................................................................................................54
Figura 71 - Report ............................................................................................................................................54
Figura 72 - Report. Diagrama de perdas ..........................................................................................................55
Figura 73 - System para seção 5.3 ..................................................................................................................56
Figura 74 - Near Shadings. Construction .........................................................................................................57
Figura 75 - Shading scene construction ...........................................................................................................57
Figura 76 – Elementary shading object. House+2-sided roof ..........................................................................58
Figura 77 - House+2-sided roof. Modify ...........................................................................................................58
Figura 78 - Elementary shading object. Tree ...................................................................................................59
Figura 79 - Tree. Move and rotate ....................................................................................................................59
Figura 80 - Rectangular PV plane. By modules ...............................................................................................60
Figura 81 - Rectangular PV plane. Move and rotate ........................................................................................61
Figura 82 - Shading scene construction. Shadings animation .........................................................................61
Figura 83 - Near Shadings. Table ....................................................................................................................62
Figura 84 - Shading scene construction. Modules strings definition ................................................................63
Figura 85 - Module layout. Mechanical ............................................................................................................64
Figura 86 - Module layout. Electrical ................................................................................................................65
Figura 87 – System sub-array 1 para seção 5.4 ..............................................................................................66
Figura 88 - System sub-array 2 para seção 5.4 ...............................................................................................67
Figura 89 - SketchUp. Superfície para sistema fotovoltaico (identificada) ......................................................68
Figura 90 - SketchUp. Exportação ...................................................................................................................69
Figura 91 - Shading scene construction. Importação SketchUp ......................................................................69
Figura 92 - Shading scene construction. Import results ...................................................................................69
Figura 93 - Shading scene construction. Modelo 3D SketchUp Residencial ...................................................70
Figura 94 - Shading scene construction. Polígono 1 .......................................................................................71
Figura 95 - Shading scene construction. Check scene validity ........................................................................71
Figura 96 - Shading scene construction. Polígono 2 .......................................................................................72
Figura 97 - Shading scene construction. Configuração final............................................................................72
Figura 98 - Shading scene construction. Modelo 3D SketchUp Comercial .....................................................73
Figura 99 - SketchUp. Exportação de superfícies ............................................................................................74
Figura 100 - Shading scene construction. Importação de superfícies SketchUp ............................................74
Figura 101 - Shading scene construction. 3D Comercial Final ........................................................................75
Figura 102 - Shading scene construction. Polígono Comercial .......................................................................75
Figura 103 - System sub-array 1 para seção 5.5.1 ..........................................................................................76
Figura 104 - System sub-array 2 para seção 5.5.1 ..........................................................................................77
Figura 105 - System sub-array 1 para seção 5.5.2 ..........................................................................................78
Figura 106 - System para seção 5.6.1 .............................................................................................................79
Figura 107 - PV tables as sheds ......................................................................................................................80
Figura 108 - PV tables as sheds - Duplicar ......................................................................................................80
Figura 109 - System para seção 5.6.3 .............................................................................................................82
Figura 110 - Elementary shading object. Electric pylon ...................................................................................83

5
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 111 - Layout para seção 5.6.4 ..............................................................................................................83


Figura 112 - Shading scene construction - Tracking PV planes ......................................................................84
Figura 113 - Tracking PV planes ......................................................................................................................85
Figura 114 - Exportação SketchUp. Material e tinta ........................................................................................86
Figura 115 - Importação no PVsyst com material e tinta definidos ..................................................................86
Figura 116 - Shading scene construction para seção 5.7.1 .............................................................................87
Figura 117 - System para seção 5.7.1 .............................................................................................................88
Figura 118 - Modelo CAD de levantamento topográfico ..................................................................................89
Figura 119 - Comando LIST em CAD de topográfico ......................................................................................89
Figura 120 - Editando referência Z do ponto de cota do relatório topográfico .................................................90
Figura 121 - Relatório topográfico apenas com pontos de cota ......................................................................90
Figura 122 - Exportando pontos de cota de relatório topográfico para Excel ..................................................91
Figura 123 - Tratamento de dados no Excel de cotas para arquivo de relevo ................................................91
Figura 124 - Modelo CSV com coordenadas do terreno ..................................................................................92
Figura 125 - Importação de arquivos com dados do terreno ...........................................................................92
Figura 126 - Ground Data em Shadings scene construction do PVsyst ..........................................................93
Figura 127 - Ground object. Enable shadow casting .......................................................................................93
Figura 128 - Set auto altitude ...........................................................................................................................94
Figura 129 - Set auto altitude. Distance to ground para objetos ......................................................................94
Figura 130 - Set auto altitude. Distance to ground para mesas fotovoltaicas ..................................................95
Figura 131 - Set auto altitude. Mesas com tamanhos menores.......................................................................96
Figura 132 - Orientation para seção 5.7.2 ........................................................................................................96
Figura 133 - System para seção 5.7.2. Destaque para system overview ........................................................97

Lista de Tabelas
Tabela 1 - Dados de irradiação global horizontal e temperatura ambiente .....................................................23
Tabela 2 - Dimensionamento do sistema para seção 5.2 ................................................................................51
Tabela 3 - Dimensionamento do sistema para seção 5.3 ................................................................................56
Tabela 4 - Dimensionamento do sistema para seção 5.4 ................................................................................67
Tabela 5 - Dimensionamento do sistema para seção 5.5.1 .............................................................................76
Tabela 6 - Dimensionamento do sistema para seção 5.6.1 .............................................................................79
Tabela 7 - Dimensionamento do sistema para seção 5.7.1 .............................................................................87

6
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

1. O PVsyst
O objetivo deste curso é explorar as ferramentas do software PVsyst, em sua versão
mais recente, alinhando com demais programas de simulação e modelagem 3D, a fim de
obter resultados mais precisos em projetos de sistemas fotovoltaicos de geração distribuída
ou centralizada.
O PVsyst é um software de projeto de sistemas fotovoltaicos inicialmente
desenvolvido pelo Institute for Environmental Sciences (ISE) da Universidade de Genebra.
Atualmente o desenvolvimento e distribuição são feitos pela PVsyst S.A. Com ele é possível
definir todos os parâmetros de projeto como orientação, inclinação, módulos, inversores,
MPPTs, incluindo análise de sombreamento por meio da modelagem tridimensional do
empreendimento. É possível realizar o download de uma versão de testes (TRIAL) com 30
dias de avaliação com todos os recursos disponíveis. Para mais informações acesse:
www.pvsyst.com.

2. Introdução ao PVsyst
Neste curso iremos abordar alguns tópicos importantes como:
• Criar e selecionar um site solarimétrico
• Criar um projeto no PVsyst e suas variáveis
• Definir as condições de contorno do seu projeto
• Criar e importar layouts 3D da edificação e seu entorno
• Definir a disposição dos módulos FV
• Selecionar os tipos de módulos e inversores
• Escolher a conexão elétrica do sistema e subsistemas
• Realizar o estudo de sombreamento
• Fazer a simulação
• Gerar relatórios e avaliações finais dos resultados

2.1. Configurações iniciais


Ao iniciar o programa PVsyst, a tela inicial é apresentada pela Figura 1.

7
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 1 - Tela inicial do PVsyst


Na tela inicial, os botões do menu lateral (Destaque 1) são as ferramentas que serão
exploradas: “Análise preliminar”, “Projeto”, “Banco de dados” e “Ferramentas”. No menu
superior (Destaque 2), é possível navegar em “Arquivos”, “Preferências”, “Idioma”, “Licença”
e “Ajuda”.
É possível alterar alguns parâmetros de utilização. Clique no menu Preferences e
depois em Preferences, como apresenta a Figura 2.

Figura 2 – Alterar configurações iniciais


No menu que se abre, clique em User info and logo, como apresenta a Figura 3.

8
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 3 - Menu Preferences: informações do usuário


No quadro Info é possível preencher as informações da empresa e no quadro Logo
é possível selecionar uma imagem referente a empresa através do botão Import. Esta
configuração é interessante, pois aparecerá no relatório gerado automaticamente pelo
PVsyst.
Na aba Internationalization, é possível definir o idioma do programa como um todo e
o idioma para os relatórios, como mostrado na Figura 4.

1
2

Figura 4 - Menu Preferences: idioma


Ficará a critério do usuário selecionar o idioma que traga mais conforto, mas
ressaltamos que os demais idiomas são traduções do original, podendo apresentar trechos
não traduzidos ou não precisos. Recomendamos que seja escolhida apenas a tradução
para português dos relatórios (For the reports/printings). Se for escolhida a tradução do
PVsyst como um todo (For the dialogs), o programa deverá ser reiniciado.

9
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

2.2. Cadastro de componentes


O PVsyst conta com banco de dados de módulos e inversores e outros equipamentos
(microinversores, otimizadores de energia etc.). Contudo, dependendo da versão utilizada,
determinados modelos ou marcas de fabricantes podem não aparecer no catálogo padrão
do PVsyst. Por isso, é possível importar componentes inserindo as informações do
datasheet manualmente no programa ou através de arquivos com extensões específicas.
Para importar qualquer componente (módulos, inversores etc.), na tela inicial, clique
em Files e depois em Import components, como mostra a Figura 5.

Figura 5 - Tela inicial. Destaque: Import componentes


Será apresenta a tela da Figura 6.

Figura 6 - Tela Import componentes

10
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Os arquivos referentes aos módulos fotovoltaicos têm a extensão .PAN. É possível


encontrar estes arquivos nas páginas da web dos fabricantes. Procure pelo código do
modelo desejado e adicione as palavras-chave “PAN file” ou “PVsyst file”, por exemplo.
Nesta tela, clique em Browse... e procure pela pasta onde estão os arquivos
desejados (consulte material de apoio). Encontrada a pasta, a tela de importação deverá
reconhecer o arquivo com a extensão .PAN, conforme mostra a Figura 7.

Figura 7 - Tela Import components. Destaque: PAN file


Se o arquivo for reconhecido, clique uma vez sobre ele e depois no botão Import,
conforme destaque da Figura 7.
Os arquivos de inversores têm a extensão .OND e seguem a mesma rotina de
importação apresentada nesta seção.
Finalizada as importações, clique em Exit.
É possível acessar o banco de dados de módulos e inversores no menu Databases,
como mostra Figura 8.

11
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 8 - Tela Databases. Destaque: Components database


No menu dos módulos (PV modules), será apresenta a tela da Figura 9.

Figura 9 - Tela PV modules


Os arquivos recém inseridos serão destacados pelo PVsyst. Clicando em Open é
possível abrir o arquivo selecionado, ou até mesmo cadastrar um novo módulo clicando em
New. É possível também editar um módulo cadastrado, caso as informações sejam
semelhantes.

12
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

2.3. Importação e Exportação de Projetos


Para o compartilhamento de arquivos de projetos entre computadores diferentes ou
até mesmo para manter uma cópia de segurança, utilize a função Import projects e Export
projects, como apresentado na Figura 10.

Figura 10 - Tela inicial. Destaque: Import/export projects


Para importar um projeto, clique em Browse..., procure pela pasta em que o arquivo
compactado (.ZIP) se encontra e depois clique em Import.
Para exportar um projeto, clique no projeto desejado e depois em Export...
As duas telas são apresentadas na Figura 11.

Figura 11 - Importação de projeto (à esq.). Exportação de projeto (à dir.)

13
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

2.4. Cadastro de Fornecedores


Por meio do menu Databases é possível cadastrar contatos de Fabricantes
(Manufactures), Revendedores (Retailers) e contatos de clientes (Personal Contact). O
acesso ao menu de cadastro de fornecedores é apresentado pela Figura 12.

2
1

Figura 12 - Tela Databases. Destaque: Manufactures and Retailers


Na tela apresentada pela Figura 13 serão listados todos os contatos cadastrados. O
PVsyst apresenta alguns exemplos. Este cadastro (principalmente de Retailers) é
interessante para posterior precificação de equipamentos (seção 2.5). Clique em New para
adicionar um novo contato.

Figura 13 - Tela Manufactures and Retailers. Destaque: New


Insira as informações de contato e marque as caixas correspondente ao tipo de
contato e tipo de componentes à venda.

14
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

2.5. Precificação de equipamentos


Após cadastrar os fornecedores, é possível precificar cada item. Para isso, no menu
Databases, clique em: Prices, como mostrado na Figura 14.

2
1

Figura 14 - Tela Databases. Destaque: Prices


Será apresentada a tela da Figura 15.

Figura 15 - Tela Prices


Será apresentada a lista com toda a precificação já feita. Para abrir um cadastro
basta dar dois cliques na linha desejada. Para inserir uma nova precificação, clique no
símbolo (+) como mostra a Figura 15.

15
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Com isso, será apresentada a tela da Figura 16.

Figura 16 - Tela Prices. Destaque: nova precificação


É possível escolher entre fabricantes existentes no catálogo do PVsyst na caixa
Manufacturer. Ou então escolher entre fornecedores cadastrados segundo orientações da
seção 2.4. Defina preço no quadro Price e a moeda como sendo Real brasileiro em
Currency.
Altere informações do distribuidor (Seller) clicando em Open ou cadastre um novo
diretamente na tela clicando em New.

16
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

3. Banco de dados solarimétricos


Antes de iniciar a construção do projeto fotovoltaico propriamente dito, é necessário
a criação de um banco de dados solarimétrico para o local do empreendimento. Para isso,
na tela inicial, clique em Databases, como mostra a Figura 17.

Figura 17 – Tela inicial. Destaque: Databases


Em seguida você deve selecionar Geographical sites, conforme Figura 18.

Figura 18 - Tela Databases. Destaque: Geographical sites


Nesta aba você pode selecionar um site já existente ou criar um clicando em New.

17
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 19 - Tela Geographical sites. Destaque: New


Dificilmente você terá disponível em Geographical sites o seu local de projeto. Então
iremos criar um site com as informações do nosso local de projeto. As informações mínimas
que você precisa ter em mãos na criação de um novo site são:
• Latitude e longitude;
• Altitude;
• Fuso horário;
• Irradiação global;
• Temperatura.
É possível obter as coordenadas de latitude e longitude a partir do Google Maps
(maps.google.com). No Maps, digite o endereço do local do projeto fotovoltaico ou navegue
pelo mapa para selecionar a localização do projeto proposto. Clique com o botão esquerdo
do mouse na posição exata da futura instalação. O Maps irá inserir um alfinete no ponto e
irá apresentar as coordenadas, sempre separando como Latitude, Longitude (o separador
decimal é o ponto). Você pode copiar estas coordenadas e as inserir no PVsyst.
Neste manual, utilizaremos a cidade de Florianópolis-SC como referência e estas
coordenadas: -27.597366, -48.553454.
Na tela Geographical sites (Figura 19), depois de clicar em New, você vai se deparar
com a janela da Figura 20.

18
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 20 - Tela de criação de site. Destaque: Interactive map


Insira as coordenadas encontradas no Google Maps e clique em Search. Confirme
a localização e clique no botão Import. Você será redirecionado para a aba Geografical
Coordinates, conforme Figura 21.

1
6

Figura 21 - Tela de criação de site. Destaque: Geographical Coordinates

19
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

De acordo com o que foi selecionado no mapa interativo, o PVsyst irá preencher as
informações automaticamente (Destaque 1). Se isso não acontecer, clique em Get from
coordinates.
Nota: A utilização do mapa interativo não é obrigatória. Uma vez sabendo os parâmetros
do local, basta preencher as informações diretamente na aba Geographical Coordinates.
3.1. Dados solarimétricos a partir do PVsyst
Em praticamente todas as telas do PVsyst há um quadro orientativo indicando as
próximas ações ou eventuais erros de preenchimento ou simulação. No caso do Destaque
2 da Figura 21, o PVsyst está orientando o usuário a inserir os dados mensais na aba
Monthly meteo. É possível importar dados de Meteonorm, NASA, entre outros (Destaque
3). Basta selecionar o banco de dados escolhido e clicar em Import. Com isso, você será
redirecionado para a aba Monthly meteo.
A Figura 22 apresenta o resultado de importação para o banco de dados Meteonorm.

Figura 22 - Tela de criação de site. Destaque: Monthly meteo


Ao clicar em “OK”, será apresentada a tela de confirmação de salvamento
apresentada pela Figura 23.

20
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 23 - Tela de criação de site. Destaque: salvamento


O arquivo ficará com o nome apresentado no campo File name e no caminho
mostrado em Directory. Clique em Save para confirmar o salvamento.
Após salvar o arquivo dos dados meteorológicos, duas telas são apresentadas em
sequência, conforme mostra a Figura 24.

Figura 24 - Tela de criação de site. Destaque: avisos

21
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Clique em “Sim” para confirmar o salvamento dos dados horários sintéticos.


A base temporal do PVsyst é horária. Com isso, a partir de dados mensais de
irradiação, o PVsyst realiza uma extrapolação para compor dados em base horária. Quando
um banco de dados é importado diretamente pela interface do PVsyst (ex.: Meteonorm ou
NASA), este banco de dados horários sintéticos é criado automaticamente, basta apenas
confirmar o salvamento.
3.2. Dados solarimétricos a partir de banco de dados externos

No Brasil, temos disponível um banco de dados solarimétrico desenvolvido pelo


Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Atualmente em sua 2ª edição (2017), o
Atlas Brasileiro de Energia Solar é uma boa referência a nível nacional pela sua alta
resolução espacial de cobertura (10km x 10km) e medições de 10 anos (2005 a 2015), além
de correlação com medições no nível do solo por meio de mais de 500 estações em campo.

Este banco de dados está disponível gratuitamente para download em:


http://labren.ccst.inpe.br/atlas_2017.html
É possível encontrar os dados de irradiação global horizontal por meio do Centro de
Referência para Energia Solar e Eólica Sérgio de Salvo Brito (CRESESB):
www.cresesb.cepel.br.
Como exemplo iremos explorar os dados das seguintes coordenadas:
• Latitude: -27,597366
• Longitude: -48,553454

22
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

A Tabela 1 apresenta os dados de irradiação global horizontal diários e mensais e


de temperatura ambiente utilizados neste exemplo.
Tabela 1 - Dados de irradiação global horizontal e temperatura ambiente
GHI (kWh/m².dia) GHI (kWh/m².mês) Temp. Ambiente (°C)
JAN 5,87 182,0 25,3
FEV 5,45 152,6 24,8
MAR 4,71 146,0 24,4
ABR 3,77 113,1 21,4
MAI 3,05 94,6 18,3
JUN 2,57 77,1 16,5
JUL 2,7 83,7 15,2
AGO 3,41 105,7 16,7
SET 3,56 106,8 18,1
OUT 4,36 135,2 21,1
NOV 5,54 166,2 22,4
DEZ 6,01 186,3 24,5
MÉD. 4,25 129,1 20,7

Crie um site seguindo os procedimentos apresentados até a Figura 21, mas não
importe os dados dos bancos de dados internos (Meteonorm ou NASA). Em vez disso,
clique na aba Monthly meteo, conforme Figura 25.
São requisitos mínimos para criação de um site os dados de irradiação global
horizontal e temperatura ambiente (required data). Por isso, vamos desmarcar todos os
itens do quadro extra data.
Abaixo destes itens podemos selecionar a unidade dos dados em que estamos
trabalhando. Por padrão está selecionado “kWh/m².mth”, ou seja, dados mensais. Atente-
se que muitos bancos de dados (como o Atlas) utilizam a base diária (kWh/m².day). O dado
é essencialmente o mesmo, apenas com um fator de escala entre dia e mês. Selecione a
unidade correta e preencha os campos com os dados mostrados na Tabela 1. É possível
copiar os dados a partir do Excel (dados devem estar na vertical) e clicar no botão Paste
para colar diretamente no PVsyst.
Atribua um nome a fonte de dados no campo Data source.

23
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 25 - Tela de criação de site. Destaque: Monthly meteo (Atlas)


Em seguida clique em OK e confirme o salvamento. Você pode então nomear o site
que está criando e clicar em Save. Clique em OK na mensagem de confirmação.
Os dados que foram inseridos são mensais. Por isso, é preciso executar uma
geração de dados horários sintéticos. Como a base temporal que o PVSyst trabalha é
horária, ele utiliza um algoritmo próprio de sintetização desses dados horários a partir dos
dados mensais inseridos. Para isso, no quadro Databases, clique em Synthetic hourly data
generation para criar dados horário sintéticos e novamente salve o seu projeto, conforme a
Figura 26.

Figura 26 - Tela Databases. Destaque: Synthetic hourly data generation

24
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Certifique-se de que o site que você criou esteja seleciona na guia superior e então
clique em Execute Generation, como mostra a Figura 27.

Figura 27 - Tela Synthetic hourly data generation. Destaque para Execute Generation

3.3. Dados solarimétricos a partir de medições em campo


Alguns projetos de grandes usinas fotovoltaicas para participação nos leilões exigem
dados medidos no local da construção do empreendimento, conforme Portaria MME
102/2016. Com efeito, o banco de dados criado deverá ser incorporado ao PVsyst para
simulação.

3.3.1 Importação via modelo ASCII


Os dados deverão ser organizados no Excel e salvos com a extensão .CSV. A
organização dos dados deve ser semelhante ao apresentado pela Figura 28.

25
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 28 – Modelo Excel de importação de dados


É possível observar que a base temporal destes dados é horária, ou seja, em vez do
PVsyst gerar os dados horários sintéticos como apresentado na seção 3.2, os dados
utilizados na simulação serão provenientes de medição. É possível importar dados em base
horário ou menor.
Para iniciar a importação, entre na guia Databases e depois em Custom File,
conforme Figura 29.

1 2

Figura 29 - Tela Databases. Destaque: Custom file


Em seguida, é apresentada a tela da Figura 30.

26
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 30 - Tela Custom File (ASCII)


Escolha o arquivo .CSV em Choose (consulte material de apoio). Atribua a um novo
site (New) ou existente (Open). Escolha um nove para o arquivo em Change file name.
Defina um formato de importação novo (New) ou escolha um existente (Open). Nesta última
etapa, será aberta a tela apresenta pela Figura 31.

Verificar distribuição
nas colunas

Figura 31 - Tela Custom File. Destaque: General


É importante definir um nove para o arquivo na caixa de texto File name, não
esquecendo da extensão .MEF.

27
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Como este arquivo é customizável, é necessário definir as características originais


para que ele possa ser lido corretamente. Neste exemplo, na aba General, foram
selecionados os itens (Sub)-houry data com Time step de 60 minutos. Em Number of head
lines to be skipped foi alocado 1 indicando que a primeira linha do arquivo é referente ao
cabeçalho e deve ser omitida da simulação. Em Fields separator, foi selecionado
;semicolon. É possível ir alternando entre os formatos e acompanhar o pré-resultado da
conversão no quadro inferior.
Na aba Date, deve ser selecionado o formato de data e hora que corresponda ao
encontrado no arquivo, conforme apresenta Figura 32.

Figura 32 - Tela Custom File. Destaque: Date


No quadro do lado direito, deve-se inserir o número da coluna em que aquele
respectivo dado é encontrado. Neste exemplo, a Data se localiza na coluna 1 e as horas e
minutos na coluna 2 (coluna Field nº). Fazer o mesmo para Meteo data, selecionando
GlobHor para Irradiação Global Horizontal e atribuindo a coluna 3. T_Amb para temperatura
ambiente na coluna 4, e assim por diante. Note que conforme as colunas são atribuídas, é
possível visualizar no quadro inferior a pré-conversão. Por fim, é preciso definir a unidade
de irradiação na aba Variables, como apresenta a Figura 33.

28
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 33 - Custom File. Destaque: Variables


Neste exemplo, os dados de irradiação se encontram em W/m². É preciso ficar atento
à forma de integralização dos dados medidos em campo para que o arquivo seja convertido
corretamente.
Com todas as informações preenchidas, clique em Ok. Em seguida, clique no botão
Conversion que aparece na tela da Figura 30 e aguarde a importação. Dependendo da
resolução temporal dos dados medidos, a conversão pode demorar alguns minutos.
Finalizada a conversão, deverá ser apresentado o alerta conforme mostra a Figura
34.

Figura 34 - Custom File. Destaque: Alerta


É recomendado sempre acessar os arquivos de irradiação depois de inseridos,
principalmente aqueles cuja importação envolve processos manuais, para certificar que não
houve erro na criação dos sites. Por isso, clique em Sim. Será redirecionado para a tela da
Figura 35. Nesta tela, clique em Check data quality.

29
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 35 - Meteo File. Destaque: Check data quality


No quadro de alertas deverá aparecer a mensagem: This Meteo file seems to be ok,
indicando que os dados inseridos estão coerentes para simulação computacional.
É possível acessar esta aba a qualquer momento, seguindo o caminho Databases e
Meteo tables and graphs conforme a Figura 36.

Figura 36 - Databases. Destaque: Meteo tables and graphs

30
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

4. Análise preliminar
Na construção de propostas de sistemas fotovoltaicos, uma boa análise preliminar
poderá retornar em projetos mais fiéis às condições do cliente. PVsyst pode explorar desde
pequenos projetos residenciais até grandes usinas.
4.1. Sistema conectado à rede elétrica
Para acessar a análise preliminar, na tela inicial clique em Preliminary design e
depois em Grid-Connected, como apresenta a Figura 37.

Figura 37 - Preliminary design. Destaque: Grid-Connected


Com isso, você será redirecionado para a tela apresentada pela Figura 38.

Figura 38 - Grid-Connected (Preliminary design)

31
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

O botão Site and Meteo (Destaque 1; Figura 38) é utilizado para definir o local do
projeto fotovoltaico em análise preliminar, existente no banco de dados do PVsyst, ou
previamente criado conforme orientações da seção 3. Ao ser pressionado, é exibida a tela
da Figura 39.

Figura 39 - Grid-Connected (Preliminary design). Destaque: Site and Meteo


Selecione o site desejado e clique em OK.
O botão Horizon (Destaque 2; Figura 38) é referente à linha do horizonte de objetos
distantes como cadeias de montanhas, por exemplo. Ao ser pressionado, a tela da Figura
40 será exibida.

Figura 40 - Grid-Connected (Preliminary design). Destaque: Horizon

32
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

É um recurso a ser explorado caso os dados solarimétricos sejam de horizonte livre,


ou seja, que não sejam resultado de medições em campo (total ou parcial). Com o mouse
é possível alterar a altura de elementos distantes bem como o desvio azimutal de até 4
pontos. O preenchimento da linha do horizonte não é obrigatório e não deve ser realizado
caso o dado solarimétrico utilize correlação com estação em solo (como o Atlas Brasileiro).
O botão System (Destaque 3; Figura 38) irá ajudar a pré-dimensionar o sistema
fotovoltaico, como apresenta a Figura 41.

Figura 41 - Grid-Connected (Preliminary design). Destaque: System


A especificação poder ser com base na área disponível (Active área), potência
nominal dos módulos (Nominal power) ou produtividade anual (Annual yield). Determine a
inclinação do sistema em Tilt e o Desvio Azimutal em Azimuth. Em relação ao desvio
azimutal, o PVsyst trabalha com valores positivos no sentido horário e negativos no sentido
anti-horário (até ±180°). Clique no botão Show Optimization e perceba a diferença entre o
valor ótimo e o utilizado na análise preliminar. O PVsyst também indica as perdas de
irradiação em relação ao ótimo na linha Loss by respect to optimum.
É possível personalizar esta análise em relação ao tipo de instalação do sistema.
Clique em Plus! e escolha entre as opções Single fixed plane (Sistema fixo), Sheds
disposition (Disposição em mesas), Sun-shield disposition (Brises), conforme mostra a
Figura 42.

33
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 42 - System (Preliminary design). Destaque: Sheds e Sun-shields

É possível configurar a distância entre as mesas ou brises (Pitch), a largura da


estrutura sob os módulos fotovoltaicos (Collector band width), bem como espaços não
cobertos por módulos (Top e Bottom inactive band); além de inclinação e desvio azimutal.
Clicando em Next na Figura 41, serão definidos outros detalhes do sistema, como
mostra a Figura 43.

Figura 43 - System (Preliminary design). Destaque: Specification

34
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Nesta tela, defina o tipo de módulo (Module type) como Padrão (Standard),
Translúcido personalizável (Translucide Custom) ou Ainda não definido (Not yet defined).
Escolha a tecnologia de módulos (Technology) como silício mono ou policristalino (Mono
ou Policrystalline cells) ou filmes finos (Thin films). Informe o método de instalação se for
laje plana (Flat roof), Fachada ou Telhado (Facade or tilt roof) ou montagem em solo
(Ground based) e o tipo de ventilação como Livre (Free standing), Ventilada (Ventilated) ou
sem ventilação (No ventilation). Definido todos estes parâmetros, clique em OK.
Por fim, o botão Results (Destaque 4; Figura 38) apresentará os resultados da
análise preliminar com base nos parâmetros de entrada. São 4 resultados principais.
A Figura 44 apresenta os resultados mensais de irradiação global horizontal e no
plano dos módulos em kWh/m².dia .

Figura 44 - System (Preliminary design). Destaque: Results 1

A Figura 45 apresenta os dados mensais de energia gerada (em kWh) bem como o
total anual.

35
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 45 - System (Preliminary design). Destaque: Results 2


A Figura 46 apresenta em formato de tabela os dados anteriormente apresentados.

Figura 46 - System (Preliminary design). Destaque: Results 3


A Figura 47 apresenta um análise econômica preliminar para o sistema proposto.

36
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 47 - System (Preliminary design). Destaque: Results 4

No quadro Currency, se ainda não definido, selecione o Real brasileiro.


No quadro Parameters deve ser definido o custo de módulos (Module Cost) em
R$/Wp. Note que é pedido o custo de módulos, e não do Kit fotovoltaico ou preço de
integrador. Os demais parâmetros do sistema são precificados de acordo com valores pré-
definidos pelo PVsyst. É possível editar estes valores clicando no botão Edit cost.
Lembrando que esta é apenas uma análise preliminar.
É possível salvar estas análises e imprimir.

4.2. Sistema isolado


O PVsyst traz uma análise preliminar para sistema isolados com armazenamento de
energia (baterias). Na tela inicial clique em Preliminary design e depois em Stand alone,
como apresenta Figura 48.

37
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 48 - Preliminary design. Destaque: Stand alone


Será apresenta a tela da Figura 49.

4 3

Figura 49 - Stand alone (Preliminary design)


O botão Site and Meteo (Destaque 1; Figura 49) e Horizon (Destaque 2; Figura 49)
seguem as mesmas orientações apresentadas pela seção 4.1 (ver Figura 39 e Figura 40).
Após configurar os dados solarimétricos, o PVsyst irá liberar o botão User’s needs
(Destaque 3; Figura 49). Ao ser pressionado, será exibida a tela da Figura 50.

38
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 50 - User's needs (Preliminary design). Destaque: Consumptions


Neste quadro são definidos o quadro de carga (potência de equipamentos) e o perfil
de carga (hábitos de consumo) para aquele empreendimento. É possível definir até 7 tipos
de cargas diferentes (Appliance) com potências diferentes (Power) e quantidade de horas
de uso (Daily use). No quadro Consumption definition by é possível definir se os dados são
anuais (Year), sazonais (Seasons) ou menais (Months), e ainda uso diferenciado para dias
de semana ou finais de semana (Week-end or Weekly use). No quadro Model pode-se
importar modelos prontos de perfis de carga.
Após definir as potências das cargas e a quantidade de horas diárias de utilização,
defina a distribuição horária de cada carga clicando na aba Hourly distribution. Será exibida
a tela da Figura 51.

39
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 51 - User's needs (Preliminary design). Destaque: Hourly distribution


Defina o consumo horário de cada carga clicando com o botão esquerdo do mouse
nos horários desejados. Aperte o botão direito do mouse para remover um horário. Quando
terminar clique em OK.
Clique no botão System (Destaque 4; Figura 49) para abrir a tela mostrada pela
Figura 52.

40
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 52 - System (Preliminary design).


Por ser uma análise preliminar, o PVsyst simplifica algumas configurações de
sistema, bastando apenas definir a inclinação (Tilt) e o desvio azimutal (Azimuth).
Por fim, clique no botão Results (Destaque 5; Figura 49) para que seja exibida a tela
da Figura 53.

Figura 53 - System (Preliminary design). Destaque: Results

41
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Configurações adicionais são exigidas como:


• Required autonomy: parâmetro utilizado para definir a capacidade do banco
de baterias. É o tempo (em dias) que as baterias conseguem suprir a carga
definida em User’s needs sem a presença de sistema fotovoltaico para
carregá-las.
• Required LOL: Probabilidade de perda de carga. De acordo com a capacidade
do banco de baterias é definido um percentual anual em que o banco de
baterias não é capaz de suprir a carga.
• Battery/system voltage: Definir o nível de tensão do banco de baterias.
Padrão: 48 V.
Com isso, são apresentados os resultados de potência do sistema fotovoltaico e
capacidade do banco de baterias.
Do mesmo modo apresentado na seção 4.1, é possível alterar configurações de
custos dos componentes do sistema além de salvar ou abrir uma análise preliminar.
4.3. Bombeamento
Sistemas de bombeamento de água e de irrigação podem ser analisados pelo
PVsyst. Na tela inicial, clique em Preliminary design e depois em Pumping, como apresenta
a Figura 54.

Figura 54 - Preliminary design. Destaque: Pumping


Ao ser pressionado, é apresentada a tela da Figura 55.

42
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

31

Figura 55 - Pumping (Preliminary design)


O botão Site and Meteo (Destaque 1; Figura 55) e Horizon (Destaque 2; Figura 55)
seguem as mesmas orientações apresentadas pela seção 4.1 (ver Figura 39 e Figura 40).
Ao clicar em System (Destaque 3; Figura 55), é mostrada a tela da Figura 56.

Figura 56 - System (Preliminary design)


No quadro Water needs defina o bombeamento de água esperado em m³/dia além
do comprimento dos canos (Pipes) e o diâmetro interno (Int. diam.). Em Pump technology,
selecione o modelo de bomba. Em Power converter selecione o modelo de acoplamento da
43
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

bomba e em Pump layout o tipo de bombeamento além da inclinação (Tilt) e desvio azimutal
(Azimuth) do sistema fotovoltaico.
Os resultados são apresentados pela Figura 57 ao pressionar o botão Results
(Destaque 4; Figura 55).

Figura 57 - Results (Preliminary design)


É possível personalizar os resultados no quadro Optimisation Parameter, alterando
o volume do reservatório (Tank volume), a autonomia e a perda de carga (como
apresentado em 4.2)

44
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

5. Projeto fotovoltaico conectado à rede


Após a inserção dos dados solarimétricos no banco de dados do PVsyst, será
realizado o dimensionamento do sistema fotovoltaico propriamente dito. Para isso, na tela
inicial, clique em Project Design e depois em Grid-Connected como apresenta a Figura 58.

Figura 58 - Tela Project Design. Destaque: Grid-Connected


5.1. Definição de parâmetros iniciais de projeto
A Figura 59 é a tela principal utilizada para realizar o dimensionamento com todos
os parâmetros explorados neste curso.

45
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

3
2

5
8
6 11

7 12

10

Figura 59 - Tela Project Design


Em File name defina o nome do seu projeto (extensão .PRJ). Evite o uso de acentos
e espaços. Você pode procurar um projeto cadastrado clicando na lupa.
Clique na lupa para escolher o site previamente criado em Site file (Destaque 1;
Figura 59). Os dados horários (sintéticos ou medidos) deverão ser escolhidos na linha
Meteo File. Se já existirem, o PVsyst irá selecioná-los automaticamente.
O Destaque 2 (Figura 59) se refere ao quadro de avisos do PVsyst. Ele apresenta
orientações sobre os próximos passos a cada novo parâmetro definido.
O Destaque 3 (Figura 59) é o botão Project settings. Além das preferências iniciais
apresentadas na seção 2.1, algumas definições precisam ser escolhidas pelo usuário de
acordo com o projeto em questão. Ao ser pressionado, é exibida a tela da Figura 60.

46
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 60 - Project settings. Design conditions


Cada projeto poderá ter configurações diferentes, principalmente de temperatura
(Destaque 1; Figura 60). Recomendamos atualizar os valores de temperatura,
principalmente mínimo e máximo, para valores coerentes com o site avaliado. Estes valores
irão impactar no dimensionamento do inversor. Por exemplo, insira 0°C em Lower
temperature for Absolute Voltage limit e 80°C em Summer operating temperature for
VmppMin desing.
O Destaque 2 (Figura 60) refere-se ao modelo de transposição adotado. Estes
modelos matemáticos convertem a irradiação global horizontal do banco de dados
solarimétrico para as condições específicas do projeto (inclinação e orientação). Escolha o
modelo de Perez.
Ainda na tela Projects settings, clique na aba Albedo para visualizar a tela da Figura
61.

47
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 61 - Project settings. Albedo


O albedo indica a refletividade do solo. Por padrão, o PVsyst define o albedo como
20%, valor característico de aplicações urbanas. Este valor pode ser alterado de acordo
com as características do solo.
5.2. Simulação sem 3D
O PVsyst pode ser utilizado para criação de propostas preliminares sem a
necessidade de modelar em 3D a edificação.
Depois de selecionar o site e configurar os parâmetros como aparece na seção 5.1,
defina um nome para a sua primeira simulação em Variant nº (Destaque 4; Figura 59). Estas
variáveis são os cenários para o projeto proposto.
Nota: O nome da variável aparecerá no relatório automático do PVsyst.
5.2.1. Orientação do sistema
Após definir o nome da variável, clique em Orientation (Destaque 5; Figura 59) para
definir a inclinação (tilt) do plano do módulo e seu Azimute (azimuth), como apresenta a
Figura 62.

48
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 62 - Orientation
Em Field type, defina quantas orientações serão analisadas. PVsyst oferece várias
situações diferentes, incluindo rastreador de 1 ou 2 eixos. As mais comuns são: Fixed Tilted
Plane (Mesas inclinadas fixas); Several orientations (múltiplas orientações); Unlimited
sheds (Sistema em solo infinito).
Nota: Several orientations permite no máximo 8 conjuntos de orientações e/ou inclinações
diferentes.
As configurações de Fixed Tilted Plane e Several orientations seguem as mesmas
orientações apresentadas na seção 4.1 (Figura 41) e Unlimited sheds na Figura 42.
5.2.2. Dimensionamento do sistema
No botão System (Destaque 6; Figura 59) serão inseridos os detalhes técnicos do
sistema fotovoltaico. Ao ser pressionado, será apresentado a tela da Figura 63.

49
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

AVISOS

Figura 63 – System para seção 5.2


O PVsyst trabalha com o conceito de Array (Arranjo) e sub-array (sub-arranjo). São
aceitos no máximo 8 sub-arranjos, incluindo sistemas com orientações/inclinações
diferentes e configurações elétricas diferentes.
No quadro Sub-array name and orientation defina o nome desse sub-sistema
(telhado leste, por exemplo) e qual orientação ele se enquadra como já definidas em
Orientation (Figura 62).
O quadro Presizing help é opcional e poderá ajudar no dimensionamento através da
potência instalada desejada (Enter planned power) ou pela área disponível (...or available
area). Caso não tenha interesse nessa ajuda inicial, clique em No sizing.
Select the PV module é o quadro em que é definido o fabricante de módulos
fotovoltaicos e o modelo desejado. No primeiro menu, onde aparece Available now,
recomenda-se selecionar All modules, para que sejam exibidos todos os módulos do
catálogo. Módulos inseridos como descrito na seção 2.2 deverão aparecer em destaque. É

50
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

possível incluir otimizadores. Marque a caixa de seleção Use Optimizer e selecione o


modelo desejado.
No quadro Select the inverter defina o inversor desejado. Do mesmo modo que para
módulos, selecione All inverters para que seja exibido o catálogo completo.
Em Design the array deverão ser escolhidos o número de módulos conectados em
série (Mod. in series) e o número de strings em paralelo (Nbre strings). O PVsyst auxilia o
usuário apresentando os limites de módulos em série e strings em paralelo de acordo com
o datasheet de módulo e inversor. Fique atento ao quadro Operating conditions. Este
quadro apresenta os limites de tensão de acordo com os parâmetros de temperatura
definidos na seção 5.1.
Fique alerta no quadro de erros (Destaque “ERROS” da Figura 63). Quando nenhum
erro de dimensionamento existir, o quadro ficará vazio. Alguns erros impedem o salvamento
do dimensionamento, devendo alterar parâmetros de acordo com a mensagem
apresentada no quadro. Algumas mensagens são apenas a título de informação (como
inversor levemente sub/sobre dimensionado).
Nesta seção (Simulação sem 3D), iremos dimensionar um sistema fotovoltaico
hipotético com as características apresentadas pela Tabela 2.
Tabela 2 - Dimensionamento do sistema para seção 5.2

SUB-SISTEMAS 1

ÁREA TOTAL 20 m²

MÓDULOS (335 WP) 10 x JKM 335PP-72-V (Jinko)


INVERSOR (3 KW) 1 x SUN2000L-3KTL (Huawei)

MÓDULOS EM SÉRIE 10

STRINGS 1
Com essas configurações, nenhuma mensagem deve aparecer no quadro de avisos.
Finalizado o dimensionamento, clique em OK.
5.2.3. Detalhamento de perdas
O próximo passo é realizar o detalhamento de perdas do sistema clicando no botão
Detailed losses (Destaque 7; Figura 59). É importante definir ao menos perdas
padronizadas do sistema para que o projeto fique mais realístico com as condições do local.
Em caso de dúvida no detalhamento de perdas sugerimos marcar como default nas perdas
padronizadas do software.
A tela inicial de Detailed losses é apresentada pela Figura 64.

51
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 64 - Detailed losses. Parâmetros térmicos


Em Thermal parameter, defina as características de temperatura do sistema como
sendo uma das três opções apontadas pelas flechas na Figura 64. “Free” mounted seria
indicado para instalações em solo ou laje plana; Semi-integrated é recomendado para
instalações em telhados em que o perfil permite a troca de calor pela parte inferior dos
módulos; e Integration with fuly insulated back quando há pouca ou nenhuma troca de calor
com a parte traseira dos módulos (ex.: telhado americano “shingle”).
Em Ohmic Losses serão definidas as perdas na resistência elétrica dos cabos (queda
de tensão), como apresenta a Figura 65.

Figura 65 - Detailed losses. Perdas ôhmicas


Conforme destaque, é possível definir com detalhes os comprimentos de cabos de
cada trecho desde os módulos até o inversor (passando pela string box). Ou então podem
ser definidos valores genéricos de perdas aceitáveis como sendo 3% (NBR-16690) para
CC no quadro DC circuit ohmic losses for the array. Para definir as perdas ôhmicas de
Corrente Alternada (recomendado) marque a caixa de seleção Significant lenght, to be
accounted for e insira o valor de 4% (NBR-5410) em Loss fraction at STC ou então insira o
comprimento do trecho CA em Length Inverter to injection.

52
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Em Module quality – LID – Mismatch são definidas perdas padronizadas para


descasamento de módulos e strings. Para isso, marque a caixa de seleção default nos
quadros Module Mismatch Losses e Strings voltage mismatch como apresenta a Figura 66.

Figura 66 - Detailed losses. Perdas no módulo


Insira o valor 0% no quadro Module quality. No quadro LID – Light Induced
Degradation insira o valor de 3%.
Na aba Soiling, marque a caixa default para que seja inserida uma perda padrão de
3,0% por sujeira como apresenta a Figura 67.

Figura 67 - Detailed losses. Perdas por sujeira


5.2.4. Simulação
Para rodar a simulação clique no botão Run Simulation (Destaque 8; Figura 59).
Quando completada, será exibida a tela da Figura 68.

53
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 68 - Simulation
Clique em OK para fechar a tela de simulação. O PVsyst irá pedir para salvar a
variável simulada.
Os resultados básicos são apresentados no quadro Results overview (Destaque 10;
Figura 59). Para resultados mais detalhados clique no botão Report (Destaque 9; Figura
59). Será exibida a tela da Figura 69.

Figura 69 - Report

Ao clicar no botão Settings, é possível utilizar a logo cadastrada como apresentado


na seção 2.1 além de traduzir o relatório para português.
Uma importante contribuição do PVsyst é o diagrama de perdas, como mostra a
Figura 70.

54
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 70 - Report. Diagrama de perdas


Todas as perdas selecionadas conforme seção 5.2.3 irão ser aplicadas ao sistema
projetado e aparecerão no relatório do PVsyst, além de perdas por sombras próximas que
aparecerão nas próximas simulações quando considerarmos a projeção 3D do
empreendimento.
5.3. Simulação Casa PVsyst
Serão realizadas simulações considerando a modelagem 3D a partir da biblioteca do
PVsyst. O sistema fotovoltaico terá sua configuração alterada, porém mantendo os
equipamentos, conforme apresenta a Figura 71.

55
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 71 - System para seção 5.3


No quadro Select the inverter, marque a caixa de seleção Use multi-MPPT feature e
em Nb of MPPT inputs escolha 2. No quadro Design the array, sub-quadro Number of
modules and strings, defina Mod. in series como 5 e Nbre strings como 2. A configuração
final do sistema é a mesma apresentada pela Tabela 3.
Tabela 3 - Dimensionamento do sistema para seção 5.3

SUB-SISTEMAS 1

MPPT 2

ÁREA TOTAL 20 m²

MÓDULOS (335 WP) 10 x JKM 335PP-72-V (Jinko)

INVERSOR (3 KW) 1 x SUN2000L-3KTL (Huawei)

MÓDULOS EM SÉRIE 5

STRINGS 2

56
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Para iniciar a modelagem 3D do sistema, na tela principal, clique no botão Near


Shadings (Destaque 11; Figura 59) para que seja exibida a tela da Figura 72.

TELA DE AVISOS

1
2
3

Figura 72 - Near Shadings. Construction


Nesta tela, clique no botão Construction/Perspective. Será exibida a tela da Figura
73.

Figura 73 - Shading scene construction

57
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Clique em Create e depois em Elementary shading object. Na tela da Figura 74


escolha a opção House+2-sided roof em Shape type. O PVsyst irá inserir uma casa com
telhado de duas águas.

Figura 74 – Elementary shading object. House+2-sided roof


Insira as dimensões da casa de acordo com a Figura 74 e então clique em Close.
Por padrão, o PVsyst insere a casa no plano fazendo com que as águas do telhado
fiquem na configuração Leste/Oeste. Deverá ser aplicado um Desvio Azimutal tal que seja
obtido uma água norte. Para isto, com a casa selecionada, clique em Modify, Tools, Move
and rotate. Em Azimuth digite 90°, como apresenta Figura 75.

Figura 75 - House+2-sided roof. Modify

58
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Além da casa, vamos inserir algum elemento para simular sombreamento. Para isso,
clique novamente em Create e depois em Elementary shading object. Na tela da Figura 76
escolha a opção Tree em Shape type. O PVsyst irá inserir uma árvore com dimensões
padronizadas.

Figura 76 - Elementary shading object. Tree


Insira as dimensões apresentadas pela Figura 76 e clique em Close. O PVsyst irá
inserir a árvore na origem do plano.

Figura 77 - Tree. Move and rotate

59
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Qualquer objeto pode ser movimentando ao longo de um plano ou um eixo de


maneira livre clicando e arrastando com o mouse os eixos (ou planos) do elemento
desejado. De maneira mais precisa, é possível determinar as distâncias a partir da origem
para as coordenadas X,Y e Z. Insira os valores apresentados pela Figura 77.
Definidos todos os elementos com potencial de criar sombras, deverá ser criada a
mesa em que ficarão os módulos fotovoltaicos do sistema projetado. Para isso, clique em
Create, Rectangular PV plane (single or multiple).
Se o sistema já tiver sido configurado pelo botão System, como apresentado na
seção 5.2.2, na tela que será exibida, clique na aba By modules e insira as informações
apresentadas pela Figura 78.

Figura 78 - Rectangular PV plane. By modules


Definidos os parâmetros espaciais de disposição dos módulos, clique em Adjust to
modules, para que o PVsyst adapte a mesa à configuração desejada. Ao finalizar, clique
em Close.
Do mesmo modo, o PVsyst irá inserir a mesa com os 10 módulos na origem do plano.
Altere a posição para que a mesa fique sobre o telhado norte da casa por meio das
distâncias (X,Y,Z) mostradas na Figura 79.

60
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 79 - Rectangular PV plane. Move and rotate


O PVsyst não permite que as mesas com módulos fotovoltaicos penetrem os objetos
existentes. Por isso, ao posicionar as mesas, recomendamos explorar os Point of view para
garantir as distâncias mínimas necessárias.
Com todos os elementos definidos e posicionados é possível visualizar a edificações
em diferentes formatos. No campo Render é possível deixar a modelagem colorida e em
perspectiva. Além disso, podem ser realizadas pré-simulações para avaliar as condições
de sombreamento do local. Na aba Tools, clique em Shadings animation, selecione o dia
do ano desejado e clique no botão play, como apresenta a Figura 80.

Figura 80 - Shading scene construction. Shadings animation

61
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Não é obrigatório, mas é possível exportar o cenário inteiro ou apenas alguns


objetos, para que estes possam ser usados em outras simulações. No menu File, clique em
Export scene (.SHD) para exportar todo o cenário ou então clique nos objetos desejados e
depois em Export selected objects (.SHO).
Selecione também a vista desejada para aparecer no relatório padrão do PVsyst
(como da Figura 80, por exemplo). Clique no menu View e depois Save this view for the
report.
Finalizando a modelagem 3D, clique em Close.
Você irá retornar para a tela da Figura 72. A “Tela de avisos” irá pedir para que seja
feito o update dos parâmetros de orientação e inclinação (caso estes estejam diferentes
dos definidos em Orientation). Além disso, irá pedir para realizar a criação da Shading table
clicando no botão Table. Ao ser pressionado, a tabela de sombreamento é computada
automaticamente e quando totalmente preenchida, deverá aparecer como mostra Figura
81.

Figura 81 - Near Shadings. Table


Clique em Close para fechar a tela Table.
Existem 4 tipos de simulações, sendo que 3 consideram sombreamento no cálculo
de perdas. As opções aparecem no quadro Use in simulation da tela Near Shadings (Figura
72). A opção que não considera sombreamento é a No Shadings (Destaque 1; Figura 72)
e tem o mesmo resultado daquele apresentado na seção 5.2. As demais opções serão
apresentadas a seguir.
5.3.1. Simulação com Linear Shadings
Para ativar esta opção de simulação clique na opção Linear shadings (Destaque 2;
Figura 72) e depois clique em OK. Esta categoria de simulação é a mais simples e considera
que uma perda por sombreamento afeta o sistema de maneira linear, ignorando as
conexões elétricas dos módulos.

62
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Clique em Run Simulation (Destaque 8; Figura 59). Salve a simulação quando


solicitado.
Gere o relatório desta simulação clicando no botão Report (Destaque 9; Figura 59).
5.3.2. Simulação According to module strings
Nesta categoria, é levada em consideração a distribuição das strings do sistema
fotovoltaico proposto. De acordo com a configuração apresentada no início desta seção, o
sistema possui duas strings de 5 módulos cada. Para ativar esta simulação, selecione a
opção According to module strings (Destaque 3; Figura 72). Deverá aparecer um erro na
tela de avisos indicando que as strings precisam ser definidas no modelo 3D. Por isso, em
Near shadings, clique em Construction/Perspective, clique na mesa desejada e depois no
símbolo em destaque na Figura 82.

Figura 82 - Shading scene construction. Modules strings definition


O sistema fotovoltaico ficou definido com duas strings. Por isso, no quadro Number
of strings, defina 1 string em width e 2 em height, para que as strings fiquem dispostas na
horizontal. Clique em Close e encerre o Shading scene construction.
Clique em Run Simulation (Destaque 8; Figura 59). Salve a simulação quando
solicitado. Gere o relatório desta simulação clicando no botão Report (Destaque 9; Figura
59).

63
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

5.3.3. Simulação com Detailed electrical calculation


Esta é a simulação mais detalhada oferecida pelo PVsyst. Além da modelagem 3D
realizada em Near shadings, será definida o layout dos módulos com a disposição física
(retrato, paisagem) e a conexão elétrica das strings.
Para ativar esta simulação, em Near shadings selecione a opção Detailed electrical
calculation (acc. to module layout) (Destaque 4; Figura 72). Na tela principal, clique no botão
Module layout (Destaque 12; Figura 59). Será exibida a tela da Figura 83.

Figura 83 - Module layout. Mechanical


A primeira aba apresentada é a Mechanical, onde será definida pelo usuário a
disposição física dos módulos. Ao criar a mesa de módulos fotovoltaicos By modules de
acordo com o mostrado na Figura 78 esta etapa é mais simples, uma vez que a mesa tem
o tamanho exato para a quantidade de módulos desejada.
No quadro Module arrangement, selecione Portrait para dispor os módulos em
posição “Retrato” e clique em Set modules. Os 10 módulos previstos no dimensionamento
(e em By modules) devem ser automaticamente posicionados (All modules possitioned).
O PVsyst deve automaticamente abrir a aba Electrical. Caso isso não ocorra, clique
em Match this table.
Nota: Quando o tamanho da mesa não é definido de acordo com o módulo de interesse,
recomenda-se criar uma mesa com dimensões superiores ao necessário, para que em
Module layout se possa definir a posição dos módulos e reduzir o tamanho da mesa
clicando no botão Match this table.

64
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 84 - Module layout. Electrical


Na aba Electrical, todas as strings com a respectiva quantidade de módulos (neste
exemplo: 5 módulos em duas strings). É possível atribuir a conexão elétrica de maneira
manual ou automática. Cada cor representa uma string. Módulos de mesma cor estão
conectados em série de uma mesma string.
Manual: selecione a string desejada (indicação pelas setas) e clique nos módulos à
direita. O clique com o botão esquerdo do mouse insere o módulo na string e o botão direito
remove.
Automática: Clique no botão Auto attribution e depois escolha o método de
preenchimento em Filling mode e a direção do preenchimento em Filling Direction. Neste
exemplo, Fill in width e Horizontaly. Clique em Distribute all pra distribuir todas as strings
de uma vez.
O resultado deve ser o apresentado pela Figura 84.
Clique em Run Simulation (Destaque 8; Figura 59). Salve a simulação quando
solicitado. Gere o relatório desta simulação clicando no botão Report (Destaque 9; Figura
59).

65
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

5.4. Simulação Casa SketchUp


Serão realizadas simulações considerando a modelagem 3D a partir da importação
de arquivo do software SketchUp. O SketchUp é um modelador tridimensional desenvolvido
inicialmente pela At Last Software. Foi comprado pela Google e atualmente pertencente a
Trimble Navigation. Até a redação deste manual, o SketchUp disponibilizava uma versão
de testes gratuita por 30 dias.
Nesta seção, o sistema terá uma orientação (Fixed Tilted Plane), porém 2
subsistemas, pois as MPPTs terão configurações diferentes. Para isso, no quadro Global
System Configuration, selecione 2 para Number of kinds of sub-arrays.
Dica: Preencha todas as informações referentes ao dimensionamento como módulos,
inversores, número de módulos, número de strings etc., antes de criar múltiplos
subsistemas para que o PVsyst crie uma cópia quando o subsistema for criado.
No quadro Select the inverter, marque a caixa de seleção Use multi-MPPT feature e
em Nb of MPPT inputs escolha 2. No quadro Design the array, sub-quadro Number of
modules and strings, defina Mod. in series como 5 e Nbre strings como 2.
Para o subsistema 1, o sistema fotovoltaico terá a configuração conforme apresenta
a Figura 85.

Figura 85 – System sub-array 1 para seção 5.4

66
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Para o subsistema 2, o sistema fotovoltaico terá a configuração conforme apresenta


a Figura 86.

Figura 86 - System sub-array 2 para seção 5.4


A configuração final do sistema é a mesma apresentada pela Tabela 4.
Tabela 4 - Dimensionamento do sistema para seção 5.4

SUB-SISTEMAS 2

MPPT 2

ÁREA TOTAL 56 m²

MÓDULOS (335 WP) 29 x JKM 335PP-72-V (Jinko)

INVERSOR (12 KW) 1 x SUN2000L-12KTL (Huawei)

MÓDULOS EM SÉRIE 13/16

STRINGS 2

5.4.1. Exportar modelo a partir do SketchUp


No SketchUp, crie uma superfície a ser utilizada pelo PVsyst para disposição dos
módulos fotovoltaicos sobre o telhado do modelo 3D de interesse (consulte material de

67
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

apoio). Atribua uma cor genérica a esta superfície. Para facilitar a identificação desta
superfície, insira um nome como apresenta a Figura 87.

Figura 87 - SketchUp. Superfície para sistema fotovoltaico (identificada)


Com todo o desenho 3D selecionado, Vá em Arquivo -> Exportar -> Modelo 3D... Na
caixa de diálogo que é exibida clique em Opções... e marque todas as caixas de selção do
quadro “Geometria” e clique em OK. Exporte o arquivo com a extensão .DAE (COLLADA),
como mostra a Figura 88.

68
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 88 - SketchUp. Exportação


5.4.2. Importar arquivo SketchUp no PVsyst
No PVsyst, em Near shadings, clique em Construction/Perspective. Vá em File ->
Import -> Import a 3D scene (3DS, DAE) e selecione o arquivo .DAE a ser importado
(consulte material de apoio), como apresentado na Figura 89.

Figura 89 - Shading scene construction. Importação SketchUp


Após abrir o arquivo e completada a importação (o tempo depende da complexidade
do modelo 3D) será exibida a tela Import results, como mostra a Figura 90.

Figura 90 - Shading scene construction. Import results


Na aba Scene details, altere a unidade para polegadas (Inches). Na aba PV objects,
encontre a superfície escolhida para receber os módulos (neste exemplo com o nome de
“Fotovoltaico”). Clique em OK. Deverá ser exibida o modelo 3D importado como
apresentado pela Figura 91.

69
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 91 - Shading scene construction. Modelo 3D SketchUp Residencial


Note que foi gerado apenas uma mesa fotovoltaica (PV fields) através de um
polígono com o formato do telhado. De acordo com o dimensionamento apresentado pela
Tabela 4 está sendo previsto a instalação de 29 módulos nesta área.
Clique duas vezes sobre o polígono para abrir a configuração e depois na aba By
modules. Em Orientation, selecione Portrait para dispor os módulos em posição Retrato e
clique no botão Fill with modules para preencher a mesa automaticamente com o módulo
definido em System, como mostrado na Figura 92.

70
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 92 - Shading scene construction. Polígono 1


Clique em Adjust field to modules para que o PVsyst remova o excesso de área da
mesa. Clique em Close.
O PVsyst não permite que a mesa com módulos fotovoltaicos penetre as estruturas
do desenho 3D. Verifique os conflitos clicando em Tools -> Check scene validity, como
apresenta a Figura 93.

Figura 93 - Shading scene construction. Check scene validity

71
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Diferente de quando a mesa é retangular como apresentado na seção 5.3 (Figura


78), ao criar uma mesa por meio de um polígono (Create -> Polygonal PV plane) é possível
inserir ou remover módulos com o mouse. Para isso, clique duas vezes no polígono para
editar a mesa de módulos fotovoltaicos e abra a aba By modules. Com o botão direito do
mouse, remova dois módulos do lado direito da mesa e 3 módulos na parte central, como
apresenta a Figura 94.

Figura 94 - Shading scene construction. Polígono 2


Clique em Adjust field to modules. O número final de módulos deve ser de 29, como
previsto no dimensionamento. Ajuste a mesa sobre o telhado para que fique afastada dos
beirais laterais e da varanda, como mostrado na Figura 95.

Figura 95 - Shading scene construction. Configuração final.

72
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Escolha um modelo de simulação entre aqueles apresentados na seção 5.3.1, 5.3.2


ou 5.3.3. Clique em Run Simulation (Destaque 8; Figura 59). Salve a simulação quando
solicitado. Gere o relatório desta simulação clicando no botão Report (Destaque 9; Figura
59).
5.5. Simulação Comercial SketchUp
Serão realizadas simulações considerando a modelagem 3D a partir da importação
de arquivo do software SketchUp.
Nesta seção, o sistema terá múltiplas orientações (duas águas de telhado). Nestes
casos, existem dois modos de configurar o sistema no PVsyst.
Exporte o modelo 3D Comercial a partir do SketchUp (consulte material de apoio)
conforme apresentado na seção 5.4.1.
Importe o arquivo .DAE gerado para o PVsyst, como mostra a seção 5.4.2.
É possível que o PVsyst não reconheça superfícies a serem transformadas em PV
Fields, como feito na Figura 90.
A Figura 96 apresenta o modelo 3D importado no PVsyst em que o telhado criado
no SketchUp não foi reconhecido, e sim classificado como Object 11 e Object 13 e 0 PV
Fields.

Figura 96 - Shading scene construction. Modelo 3D SketchUp Comercial


Por isso, no PVsyst, exclua os objetos referentes ao telhado (11 e 13).
No SketchUp, selecione apenas as superfícies de telhado (segure Ctrl para
selecionar mais de uma) e exporte o modelo 3D, como mostra a Figura 97.

73
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 97 - SketchUp. Exportação de superfícies


No PVsyst, em Shading scene construction, no mesmo cenário em que se encontra
o modelo 3D “Comercial”, realize uma nova importação em File -> Import -> Import a 3D
scene. Uma nova importação não substitui a anterior, mas sobrepõe a existente. Se a
referência for a mesma – arquivos de importação oriundos de mesmo desenho no
SketchUp, por exemplo – o PVsyst irá reconhecer a origem das superfícies. Como estamos
importando apenas as superfícies em que ficarão os módulos, na aba PV objects, selecione
a única opção disponível (material) para converter a importação em mesas fotovoltaicas,
como feito na Figura 98.

Figura 98 - Shading scene construction. Importação de superfícies SketchUp

74
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Após importação e conversão de superfícies em mesas fotovoltaicas, a configuração


final do modelo 3D “Comercial” deve se apresentar como na Figura 99.

Figura 99 - Shading scene construction. 3D Comercial Final


Com efeito, podemos proceder para alocação dos módulos nos polígonos criados,
como feito na Figura 92. A proposta é alocar 48 módulos em cada mesa na posição
“Paisagem”, totalizando 96, como apresenta a Figura 100.

Figura 100 - Shading scene construction. Polígono Comercial


Encerre a modelagem 3D. Salve os cenários criados. No PVsyst, existem duas
maneiras de realizar a mesma configuração do sistema elétrico, uma vez que este exemplo
dispõe de superfícies com condições de inclinação/orientação diferentes.
5.5.1. 2 subsistemas
Nesta seção, vamos criar um subsistema para cada água do telhado. Por isso, em
System, no quadro Global System Configuration, selecione 2 para Number of kinds of sub-
arrays.

75
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

No quadro Select the inverter, marque a caixa de seleção Use multi-MPPT feature e
em Nb of MPPT inputs escolha 2. No quadro Design the array, sub-quadro Number of
modules and strings, defina Mod. in series como 12 e Nbre strings como 4.
Dica: Preencha todas as informações referentes ao dimensionamento como
módulos, inversores, número de módulos, número de strings etc., antes de criar múltiplos
subsistemas para que o PVsyst crie uma cópia quando o subsistema for criado.
A configuração final será a mesma apresentada pela Tabela 5.
Tabela 5 - Dimensionamento do sistema para seção 5.5.1

SUB-SISTEMAS 2

MPPT 4
ÁREA TOTAL 186 m²

MÓDULOS (335 WP) 96 x JKM 335PP-72-V (Jinko)

INVERSOR (30 KW) 1 x SUN2000L-33KTL-A (Huawei)


MÓDULOS EM SÉRIE 12

STRINGS 8

A Figura 101 apresenta a configuração do subsistema 1.

Figura 101 - System sub-array 1 para seção 5.5.1


E a configuração do subsistema 2 será como na Figura 102.

76
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 102 - System sub-array 2 para seção 5.5.1


Note que, apesar das duas configurações serem idênticas, cada subsistema foi
definido para uma orientação diferente: o subsistema 1 para Orientation #1 e o subsistema
2 para Orientation #2.
Escolha um modelo de simulação entre aqueles apresentados na seção 5.3.1, 5.3.2
ou 5.3.3. Clique em Run Simulation (Destaque 8; Figura 59). Salve a simulação quando
solicitado. Gere o relatório desta simulação clicando no botão Report (Destaque 9; Figura
59).
5.5.2. Mixed #1 and #2
Esta seção apresenta uma alternativa à anterior, mas que possui a mesma
configuração elétrica apresentada na Tabela 5, porém economizando um 1 subsistema dos
8 disponíveis em System.
Por isso, em System, no quadro Global System Configuration, selecione 1 para
Number of kinds of sub-arrays.
No quadro Select the inverter, marque a caixa de seleção Use multi-MPPT feature e
em Nb of MPPT inputs escolha 4. No quadro Design the array, sub-quadro Number of
modules and strings, defina Mod. in series como 12 e Nbre strings como 8. Em Orient.,
escolha a opção Mixed #1 and #2, como mostra a Figura 103.

77
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 103 - System sub-array 1 para seção 5.5.2


Esta configuração (Mixed #1 and #2) só é possível quando as MPPTs são idênticas,
o que não acontece na seção 5.4 (Tabela 4), por exemplo.
Escolha um modelo de simulação entre aqueles apresentados na seção 5.3.1, 5.3.2
ou 5.3.3. Clique em Run Simulation (Destaque 8; Figura 59). Salve a simulação quando
solicitado. Gere o relatório desta simulação clicando no botão Report (Destaque 9; Figura
59).
Note que o resultado de energia gerada e PR desta configuração é o mesmo da
apresentada na seção 5.5.1.
5.6. Simulação Usina PVsyst
Nesta seção, será realizada a simulação de um sistema de grande porte.
Usualmente, este tipo de sistema possui a mesma configuração para toda a planta, ou
configurações muito semelhantes.
5.6.1. Estrutura fixa 27°
A proposta é simular um sistema de minigeração de algo em torno de 1 MWp em
estruturas (mesas) fixas a inclinação de 27° (Latitude de Florianópolis-SC) e orientadas
para o Norte Geográfico (Desvio Azimutal de 0°). Para tanto, em System, no quadro Global
System Configuration, selecione 1 para Number of kinds of sub-arrays.
No quadro Select the inverter, desmarque a caixa de seleção Use multi-MPPT
feature e em Nb of inverters escolha 11. No quadro Design the array, sub-quadro Number
of modules and strings, defina Mod. in series como 28 e Nbre strings como 120.
78
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

A configuração final será a mesma apresentada pela Tabela 6.


Tabela 6 - Dimensionamento do sistema para seção 5.6.1

SUB-SISTEMAS 1

MPPT 6

ÁREA TOTAL 6520 m²

MÓDULOS (335 WP) 3360 x JKM 335PP-72-V (Jinko)


11 x SUN2000L-100KTL-H1
INVERSOR (100 KW) (Huawei)

MÓDULOS EM SÉRIE 28

STRINGS 120

A Figura 104 apresenta a configuração do sistema de 1,126 MWp.

Figura 104 - System para seção 5.6.1

Neste momento, serão criadas as mesas em que ficarão os módulos fotovoltaicos do


sistema projetado. Para isso, clique em Create, PV tables as sheds. Na tela que será
exibida, na aba Basic, é possível replicar as mesas definindo a quantidade (neste exemplo

79
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

15) em Number of sheds. A inclinação das mesas é definida em Shed tilt (ex.: 27°). O pitch
(distância em relação à próxima mesa) deste exemplo é de 7,6 m. O misalign pode ser
positivo ou negativo e irá desalinhar as mesas. Neste exemplo, as mesas ficarão alinhadas
(misalign: 0 m). Na aba By modules, o número de módulos no eixo X é de 56 e no eixo Y.
2, conforme apresenta a Figura 105.

Figura 105 - PV tables as sheds


Definidos os parâmetros espaciais de disposição dos módulos, clique em Adjust to
modules, para que o PVsyst adapte a mesa à configuração desejada. Ao finalizar, clique
em Close. Este conjunto de 15 mesas possui 1680 módulos no total, metade do valor
definido na Tabela 6. Em Shading scene construction, duplique o conjunto recém criado
copiando (Ctrl+C) e colando (Ctrl+V). O alinhamento pode ser feito pelas setas (Destaque
1; Figura 106), ou inserindo as distâncias em metros (Destaque 2; Figura 106).

Figura 106 - PV tables as sheds - Duplicar

80
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Escolha um modelo de simulação entre aqueles apresentados na seção 5.3.1, 5.3.2


ou 5.3.3. Clique em Run Simulation (Destaque 8; Figura 59). Salve a simulação quando
solicitado. Gere o relatório desta simulação clicando no botão Report (Destaque 9; Figura
59).
5.6.2. Estrutura fixa 22°
Nem sempre a latitude do local da planta é a melhor referência para definir a
inclinação das mesas que otimize a captação de irradiação solar ao longo do ano. O
CRESESB (cresesb.cepel.br) apresenta o valor de inclinação que resulta na maior média
anual de irradiação no plano. Para Florianópolis-SC, este valor é de 22°.
Considerando o mesmo sistema definido na seção 5.6.1, vamos alterar apenas a
inclinação das mesas para 22°. Para isso, em Shading scene construction, clique duas
vezes no conjunto de mesas desejado, e altere o valor de Shed tilt para 22°. Faça o mesmo
com a mesa que havia sido duplicada. Note que, se fossem criados retângulos ou polígonos
individuais, a inclinação deveria ser alterada mesa a mesa. Por isso a vantagem de utilizar
PV tables as sheds.
Clique em Run Simulation (Destaque 8; Figura 59). Salve a simulação quando
solicitado.
Se todos os parâmetros de irradiação de sistema estiverem adequados, os valores
de energia gerada e de produtividade do sistema devem ter aumentado alterando a
inclinação das mesas de 27° para 22°.
5.6.3. Estrutura fixa 22º com FDI de 125%
Nesta seção, iremos manter praticamente as mesmas configurações do sistema
(Tabela 6), apenas alterando o número de inversores para que o Fator de Dimensionamento
do Inversor (FDI) fique em 125%. Por isso, em System, no quadro Select the inverter,
desmarque a caixa de seleção Use multi-MPPT feature e em Nb of inverters escolha 9.
Serão mantidos 28 módulos em série e 120 strings. A configuração é a mesma apresentada
na Figura 107.

81
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 107 - System para seção 5.6.3


Nota: o PVsyst apresenta o FDI como Pnom ratio (neste exemplo, 1.25), além da
perda relativa à sobrecarga (neste exemplo, 0.6%). Por padrão, o PVsyst só irá permitir a
definição de sistemas com perda por sobrecarga de, no máximo, 3%. Esta configuração
pode ser alterada em Project settings, como apresentado na seção 5.1.
Escolha um modelo de simulação entre aqueles apresentados na seção 5.3.1, 5.3.2
ou 5.3.3. Clique em Run Simulation (Destaque 8; Figura 59). Salve a simulação quando
solicitado. Gere o relatório desta simulação clicando no botão Report (Destaque 9; Figura
59). No diagrama de perdas (última página do relatório padrão PVsyst), esta perda é
indicada na linha Inverter loss over nominal inv. Power (Ou “Perdas inversor, acima potência
nominal”, se relatório estiver em português).
5.6.4. Estrutura fixa 22º com FDI de 125% e sombreamento
Assim como para a seção 5.3, é possível adicionar objetos elementares de
sombreamento a partir da biblioteca interna do PVsyst. Para isso, em Shading scene
construction, clique em Create e depois Elementary shading object (como mostra a Figura
73). É possível adicionar árvores, como já apresentado na Figura 76). Em grandes
empreendimentos (minigeração e usinas), é comum a presença de torres de linhas de
transmissão. Você pode adicioná-las (Electric pylon) e alterar seus principais parâmetros,
como apresenta a Figura 108.

82
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 108 - Elementary shading object. Electric pylon


Uma proposta de layout com a presença das torres de transmissão e das árvores
para a mesma disposição das mesas anteriormente apresentada é exibida na Figura 109.

Figura 109 - Layout para seção 5.6.4

Escolha um modelo de simulação entre aqueles apresentados na seção 5.3.1, 5.3.2


ou 5.3.3. Clique em Run Simulation (Destaque 8; Figura 59). Salve a simulação quando
solicitado. Gere o relatório desta simulação clicando no botão Report (Destaque 9; Figura
59). Compare o diagrama de perdas (última página do relatório padrão PVsyst) das
simulações com e sem sombreamento por meio da linha Near Shadings (ou “Sombras
próximas”).

83
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

5.6.5. Estrutura com rastreador eixo N-S


Uma aplicação comum de grandes empreendimentos é a implantação de sistemas
fotovoltaicos com rastreador (tracker) de um eixo. Estes rastreadores giram as mesas com
a finalidade de acompanhar a trajetória do Sol ao longo do dia.
Nesta seção, iremos manter as configurações do sistema apresentado na seção
5.6.3. (28 módulos em série e 120 strings).
Para inserir o rastreador, em Shading scene construction, clique em Create ->
Tracking PV planes. Escolha Horizontal N-S or tilted axis. A configuração é a mesma
apresentada na Figura 110.

Figura 110 - Shading scene construction - Tracking PV planes


Com o rastreador inserido, defina o número de mesas como 30, com 1 módulo no
eixo X (em Paisagem/Landscape) e 56 módulos no eixo Y, como apresenta a Figura 111.

84
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 111 - Tracking PV planes

Escolha um modelo de simulação entre aqueles apresentados na seção 5.3.1, 5.3.2


ou 5.3.3. Clique em Run Simulation (Destaque 8; Figura 59). Salve a simulação quando
solicitado. Gere o relatório desta simulação clicando no botão Report (Destaque 9; Figura
59). Em Shading scene construction, duplique o conjunto recém criado copiando (Ctrl+C) e
colando (Ctrl+V).
Compare o diagrama de perdas (última página do relatório padrão PVsyst) das
simulações com e sem sombreamento por meio da linha Global incidente in coll. plane (ou
“Incidência global no plano dos sensores”).
5.7. Simulação Usina Sketchup
Do mesmo modo que para edificações residenciais, comerciais ou industriais, o
PVsyst aceita importação de arquivo 3D de sistemas em solo.
5.7.1. Exportando a partir do SketchUp
A seção 5.5 apresentou uma solução de importação do modelo 3D a partir do
SketchUp em duas etapas quando o PVsyst não reconhece as superfícies. De maneira
alternativa, é possível definir um material (e uma tinta) para as mesas que receberão os
módulos fotovoltaicos, como sugere os passos da Figura 112.

85
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

4 2

1 3

Figura 112 - Exportação SketchUp. Material e tinta


No PVsyst, o procedimento de importação é o mesmo daquele apresentado na seção
5.4.2. A Figura 113 mostra o material “PV” sendo reconhecido pelo PVsyst. Marque a caixa
de seleção ao lado do nome definido no SketchUp para que este material seja convertido
em sistemas fotovoltaicos.

Figura 113 - Importação no PVsyst com material e tinta definidos


O sistema final deve aparecer como na Figura 114 (consulte material de apoio).

86
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 114 - Shading scene construction para seção 5.7.1


O sistema fotovoltaico para esta seção terá 874 kWp e deve ser definido como
apresenta a Tabela 7.
Tabela 7 - Dimensionamento do sistema para seção 5.7.1

SUB-SISTEMAS 1
MPPT 6

ÁREA TOTAL 5064 m²


MÓDULOS (335 WP) 2610 x JKM 335PP-72-V (Jinko)
7 x SUN2000L-100KTL-H1
INVERSOR (100 KW) (Huawei)

MÓDULOS EM SÉRIE 29
STRINGS 90

A Figura 115 mostra a configuração em System.

87
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 115 - System para seção 5.7.1


Escolha um modelo de simulação entre aqueles apresentados na seção 5.3.1, 5.3.2
ou 5.3.3. Clique em Run Simulation (Destaque 8; Figura 59). Salve a simulação quando
solicitado. Gere o relatório desta simulação clicando no botão Report (Destaque 9; Figura
59).
5.7.2. Importação de dados de topografia do terreno
A proposta desta seção é tornar nossa simulação mais realista a partir da importação
de dados oriundos de levantamento topográfico. Com isso, será possível levar em conta as
condições de relevo e adequar a disposição das mesas sobre o terreno.
Na construção do levantamento planialtimétrico, é comum que seja criado um
arquivo CAD com as coordenadas (X,Y,Z) do terreno. A Figura 116 apresenta um modelo
de levantamento topográfico (consulte material de apoio).

88
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 116 - Modelo CAD de levantamento topográfico


Nestes arquivos é possível observar as curvas de nível e os pontos de cota. Por meio
do comando “LIST” no AutoCAD, é possível visualizar as coordenadas de cada ponto, como
apresenta a Figura 117.

Figura 117 - Comando LIST em CAD de topográfico

89
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Note que, ainda que o CAD seja 2D, o arquivo foi criado especificando as
coordenadas X, Y e Z para cada ponto de cota. Caso a coordenada Z (de altura) não estiver
presente (ou representar um valor incoerente), você inserir este valor manualmente a partir
da leitura da cota. Para isso, clique com o botão direito do mouse na cota deseja e depois
em Properties. Na aba Geometry, você pode alterar o valor da altura de referência da cota
(neste exemplo 486.24) na célula Position Z, como apresenta a Figura 118.

Figura 118 - Editando referência Z do ponto de cota do relatório topográfico


Recomenda-se remover todas as linhas de curvas de nível e delimitações do terreno,
deixando apenas os pontos de cotas (com as coordendas X,Y,Z), como apresentado na
Figura 119.

Figura 119 - Relatório topográfico apenas com pontos de cota

90
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Com todos os pontos de cota selecionados (e apenas estes), utilize novamente o


comando LIST para apresentar todas as coordenas. Acesse o menu de comando (F2),
clique com o botão direito do mouse e clique em Copy History, como mostra a Figura 120.
Nota: por limitações no AutoCAD, talvez seja necessário fazer a seleção de poucas cotas
por vez, visto que a opção Copy History irá copiar um número limitado de linhas.

Figura 120 - Exportando pontos de cota de relatório topográfico para Excel


No Excel, cole o histórico em qualquer ponto. Serão colados todos os textos e
números presentes no histórico de comandos do AutoCAD. Estamos interessados apenas
nas coordenadas X, Y e Z dos pontos de cotas. Para filtrar rapidamente estes número,
selecione a coluna A inteira, vá na aba Dados e depois em Texto para Colunas, como
mostra a Figura 121.

Figura 121 - Tratamento de dados no Excel de cotas para arquivo de relevo

91
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Independente do método utilizado para tratamento dos dados, o modelo final no


Excel (consulte material de apoio) deve ficar como mostra a Figura 122.

Figura 122 - Modelo CSV com coordenadas do terreno


Salve este arquivo em formato .CSV. Note que neste arquivo não há nada além das
coordenadas X (Col. A), Y (Col. B) e Z (Col. C).
No PVsyst, em Shading scene construction, Clique em File->Import->Import ground
data (CSV), como mostra a Figura 123.

Figura 123 - Importação de arquivos com dados do terreno

Selecione o arquivo .CSV no seu computador. O PVsyst usará as coordenadas X e


Y do Excel como referência para inserção na área de edição do PVsyst. Por isso, o arquivo
de relevo pode aparecer longe do desenho da Usina. Clique no arquivo do terreno recém

92
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

importado, depois no botão Modify para entrar com as seguintes coordenadas de posição
para este exemplo:
X / West: -89.07 m
Y / South: -247.95 m
Z / Height: -28.73 m
Com isso, é possível visualizar a forma do relevo do terreno no PVsyst, como
apresenta a Erro! Fonte de referência não encontrada..

Figura 124 - Ground Data em Shadings scene construction do PVsyst


Clique duas vezes no arquivo do terreno. Na tela que se abrir, é possível alterar os
pontos de cota individualmente (caso perceba algum erro na importação). Marque a caixa
de seleção Enable shadow casting para que o terreno seja considerado pelo PVsyst para
fins de cálculo de sombreamento, como apresentado na Figura 125. Clique em Close.

Figura 125 - Ground object. Enable shadow casting

93
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Agora, precisamos alocar todos os objetos no cenário (mesas, cercas, árvores etc.)
de acordo com o relevo. Para isso, clique no menu Edit->Set auto altitude. Isso habilitará
uma nova ferramenta no lado direito, como mostra a Figura 126.

Figura 126 - Set auto altitude


Esta ferramenta permite o alinhamento automático de qualquer objeto selecionado
na distância especificada em Distance to ground. Dependendo do objeto, esta distância em
relação ao solo irá mudar. Cercas, tem distância 0 em relação ao solo, assim como árvores
e outros objetos alocados diretamente no terreno. As mesas fotovoltaicas, por outro lado,
são alocadas a uma distância tal que os módulos não encostem no solo e até mesmo
possuam espaço suficiente para circulação de água. Com isso, selecione de maneira
separada os objetos de acordo com as referências de distâncias.
Como exemplo, foram selecionados apenas os objetos de cercamento. Foi definido
como Distance to ground como sendo 0 m. Clique no botão Set auto. altitude. O resultado
é apresentado na Figura 127.

Figura 127 - Set auto altitude. Distance to ground para objetos

94
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Depois, selecione todas as mesas fotovoltaicas, utilize Distance to ground como


sendo 1.5 m. Clique em Set auto. altitude. O resultado é apresentado na Figura 128.

Figura 128 - Set auto altitude. Distance to ground para mesas fotovoltaicas

Utilize o modo de renderização Realistic. Note que a mesa destacada está


“mergulhando” no terreno, o que pode trazer problemas para a simulação. Por isso, você
pode ajustar a altura das mesas manualmente ou através de vários processos usando o
Set auto. altitude. Outro problema é a mesa ficar “voando” no terreno por conta do
comprimento, uma vez que a ferramenta Set auto. altitude define uma distância única para
toda a mesa. Por isso, pode ser interessante dividir em mesas menores e utilizar a
ferramenta Set auto. altitude novamente para cada mesa. Neste exemplo, em By modules,
cada mesa foi definida como 87 módulos de comprimento. Pode-se quebrá-las em 3 mesas
de 29 módulos de comprimento cada. Clique em casa mesa criada e depois em Set auto.
altitude. O resultado esperado é apresentado na Figura 129.

95
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Figura 129 - Set auto altitude. Mesas com tamanhos menores


Apenas a primeira mesa foi divida em 3 menos. Note que, como o comprimento é
menor, cada mesa consegue acompanhar de maneira mais realística a curvatura do
terreno, diferente das demais mesas que permanecem retas. A desvantagem deste
procedimento é a criação de múltiplas orientações diferentes. Neste exemplo, antes da
inserção da topografia do terreno, as condições de desvio azimutal (Norte geográfico) e
inclinação (22°) eram únicas para todo o empreendimento. Agora, como as mesas vão
acompanhar a curvatura do terreno, e dependo do relevo na usina, pode-se exceder
facilmente o limite máximo de 8 orientações diferentes. Recomenda-se que seja criada no
máximo duas orientações distintas, para facilitar o dimensionamento do sistema em
System. No exemplo preparado para esta seção, alterou-se a configuração das mesas no
terreno de tal modo que foram criadas apenas duas condições diferentes, como mostra a
Figura 130.

Figura 130 - Orientation para seção 5.7.2

96
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

Com isso, algumas adequações devem ser feitas no botão System.


Assim como apresentado na seção 5.5.2, quando se tem apenas duas orientações,
é possível definir um sub-sistema com Mixed #1 and #2. Para isso, é preciso informar ao
PVsyst quantas strings são atribuídas para cada orientação. Essa divisão vai variar com
cada projeto, pois depende da maneira como as mesas foram alocadas no terreno. Então,
ainda em System clique no botão System overview, como mostra a Figura 131.

Figura 131 - System para seção 5.7.2. Destaque para system overview
Existem duas abordagens para utilizar este resumo do sistema. A primeira seria
utilizar a informação da quantidade de mesas (tables) por orientação. Neste exemplo, as
mesas não foram divididas em 3 e, portanto, cada table possui 6 strings. Com efeito, de
acordo com o system overview, a Orientation #1 possui 10 tables, ou seja, 60 strings; e a
Orientation #2 possui 5 tables, 30 strings. Estas informações foram colocadas em System.
Caso as mesas tenham quantidades de strings diferentes, pode fazer essa distribuição em
termos de área ocupada. Por exemplo, a Orientation #1 possui 3479 m² de área. Dividindo
este valor por 29 (por conta de 29 módulos de comprimento com 1 metro de largura cada)
e depois por 2 (por conta da mesa possuir strings em dois níveis), chegamos no resultado
aproximado de 59,98, ou seja, 60 strings como já visto. Escolha um modelo de simulação
entre aqueles apresentados na seção 5.3.1, 5.3.2 ou 5.3.3. Clique em Run Simulation
(Destaque 8; Figura 59). Salve a simulação quando solicitado. Gere o relatório desta
simulação clicando no botão Report (Destaque 9; Figura 59).

97
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

6. Referências Bibliográficas
Agência Nacional de Energia Elétrica, ANEEL, 2017a. Nota Técnica nº
0056/2017-SRD/ANEEL, 24 de maio de 2017.
Agência Nacional de Energia Elétrica, ANEEL, 2017b. Nota Técnica nº
136/2017-SRG/ANEEL, 27 de outubro de 2017.
BNEF, 4Q 2017 Global PV Market Outlook – Booming again. Bloomberg
New Energy Finance, 2017.
BOING NETO, Julio. Avaliação de Desempenho de Sistemas
Fotovoltaicos Integrantes do Módulo de Avaliação de Itiquira-MT. 2018.
Trabalho de Conclusão de Curso. UFSC
CALBÓ, J., PAGÉS, D., GONZÁLEZ, J., 2005. Empirical studies od cloud
effects on UV radiation: a review. Reviews of Geophysics. 43, RG2002.
CARNEIRO, Joaquim. Dimensionamento de sistemas fotovoltaicos.
Guimarães: Portal Energia, 2009.
DOS SANTOS, Ísis Portolan, RÜTHER, Ricardo. Limitations in solar
module azimuth and tilt angles in building integrated photovoltaics at low
latitude tropical sites in Brazil. 2013. Renewable Energy.
FRAUNHOFER INSTITUTE FOR SOLAR ENERGY SYSTEMS.
Photovoltaics Report. 2017.
PV MAGAZINE. 2017. PV Magazine. Disponível em: https://www.pv-
magazine.com/2017/08/07/china-installed-24-4-gw-of-solar-in-first-halfof-2017-
shows-official-nea-data
GOLDENBERG, J., COELHO, S.T., GOL, O.L., 2004, How adequate
policies can push renewables, Energy Policy, vol. 32 ,pp. 1141–1146.
GREENPRO, Energia fotovoltaica – manual sobre tecnologias, projecto
e instalação: Portugal, 2004.
International Energy Agency, Tracking Clean Energy Progress-Energy
Technology Perspectives 2016 excerpt as IEA Input to the Clean Energy
Ministerial. IEA Publications, May 2016.
IRENA, 2017. Renwable Capacity Statistics 2017, International
Renewable Energy Agency, Abu Dhabi.
KOERICH, Marcos Vinícius. Anteprojeto de microgeração solar
fotovoltaica conectada a rede. 2014. 112 f. TCC (Graduação) – Curso de
Engenharia Elétrica, Departamento de Engenharia Elétrica, Universidade Federal
de Santa Catarina, Florianópolis, 2014.
MARION, B.; ADELSTEIN, J.; BOYLE, K.; HAYDEN, H.; HAMMOND, B.;
FLETCHER, T.; CANADA, B.; NARANG, D.; SHUGAR, D.; WENGER, H.; KIMBER,
A.; MITCHELL, L.; RICH, G.; TOWNSEND, T. Performance Parameters for Grid-
Connected PV Systems. 31st IEEE Photovoltaics Specialists Conference and
Exibition. Lake Buena Vista, Florida, 2005.
PEREIRA, E.B., MARTINS, F.R., GONÇALVES, A.R., COSTA, R.S., LIMA,
F.J.L., RÜTHER, R., ABREU, S.L., TIEPOLO, G.M., PEREIRA, S.V., SOUZA, J.G.
2017. 2ª Edição Atlas Brasileiro de Energia Solar, INPE, São José dos Campos,
Brazil. ISBN: 978-85-17-00089-8.

98
Elektsolar
Energia Solar Fotovoltaica
Treinamento - Consultoria - Projeto

PIACENTINI, R.D., CEDE, A., BARCENA, H., 2003. Extreme solar total
and UV irradiances due to cloud effect measured near the summer solstice at
the high-altitude desertic plateau Puna of Atacama (Argentina). Journal of
Atmospheric and Solar-Terrestrial Physics, vol. 65, pp. 727-731.
ROSA, L.P., LOMARDO, L.L.B., 2004, The Brazilian energy crisis and a
study to support building efficiency legislation, Energy and Buildings, vol.36
,pp. 89–95.
RÜTHER, R. Edifícios Solares Fotovoltaicos LABSOLAR/UFSC.
Florianópolis - Brasil, 2004.
SolarGIS GeoModel Solar, 2015. Desponível em <www.solargis.info>.
STINE, W., B., GEYER, M., A., 2010. PowerFromTheSun.net. [Archived
Web Site] Retrieved from the Library of Congress of the United States of America.
Disponível em: https://www.loc.gov/item/lcwa00096437/
VIANA, Trajano de Souza. Potencial de geração de energia elétrica com
sistemas fotovoltaicos com concentrador no Brasil. 2010. 133 f. Tese
(Doutorado) - Curso de Engenharia Civil, Departamento de Engenharia Civil,
Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2010.
VILLALVA, Marcelo Gradella, GAZOLI, Jonas Rafael. ENERGIA SOLAR
FOTOVOLTAICA: CONCEITOS E APLICAÇÕES, 1ª ed. São Paulo, SP: Editora
Érica, 2012.
ZILLES, Roberto et. al. Sistemas fotovoltaicos conectados à rede
elétrica. São Paulo: Oficina de Textos, 2012.

99