Você está na página 1de 73

Custos R. F. C. Q. Coor. Ped.

Editor(a) Designer 9September20204:14pm


41785 – LicAdolescentes - 1Trim2021 P2
o
Jan • Fev • Mar 2021

cono s c
Deus
NORUEGA
DIVISÃO EURO-ASIÁTICA
UNIÕES IGREJAS GRUPOS MEMBROS POPULAÇÃO
SUÉCIA
De Belarus 66 28 3.837 9.467.000
Do Cáucaso 135 67 7.601 30.761.081
Russa Oriental 82 39 5.064 22.707.619
Do Extremo Oriente 51 17 2.162 6.154.807
FINLÂNDIA Da Moldávia 140 98 8.658 3.543.000
RÚSSIA Do Sul (Cazaquistão e 5 países) 70 45 4.050 111.642.000
Transcaucasiana 27 15 1.180 6.959.000
Ucraniana 810 267 45.208 42.037.000
ESTÔNIA Russa Ocidental 378 296 27.744 95.218.493
Da Crimeia 26 6 1.748 1.912.000
LETÔNIA TOTAL 1.785 878 107.252 330.402.000
Moscou
LITUÂNIA
Minsk
2
BELARUS
POLÔNIA Nur Sultã
1 Kiev
ESLOVÁQUIA
UCRÂNIA CAZAQUISTÃO
MOLDÁVIA
HUNGRIA Quichinau
MONGÓLIA
ROMÊNIA
SÉRVIA
KOSOVO BULGÁRIA
MACEDÔNIA
GEÓRGIA
Tbilisi
UZBEQUISTÃO Bisqueque
QUIRGUISTÃO
PR OJE TOS
ALBÂNIA Ierevan Bacu Tasquente
GRÉCIA
ARMÊNIA AZERBAIJÃO 1 Construir um prédio de três andares
TURQUIA TURCOMENISTÃO TAJIQUISTÃO
Ascabade Duchambé para Educação Infantil, Ensino
Fundamental e Ensino Médio
SÍRIA CHINA
LÍBANO IRAQUE
IRÃ
Cabul
no campus do Centro Adventista
AFEGANISTÃO
PALESTINA de Educação Superior da Ucrânia,
ISRAEL Oceano
JORDÂNIA em Bucha, Ucrânia.
KUWAIT PAQUISTÃO Pacífico Norte
NEPAL
BUTÃO 2 Construir um prédio de dois
LÍBIA EMIRADOS
EGITO
ARÁBIA
ÁRABES andares para Educação Infantil,
UNIDOS BANGLADESH
SAUDITA Ensino Fundamental e Ensino
VIETNÃ
ÍNDIA MIANMAR
LAOS
Médio no campus da Universidade
OMÃ
CHADE
Adventista de Zaoksky, na região
SUDÃO ERITREIA IÊMEN TAILÂNDIA de Tula, Rússia.
CAMBOJA
Jan • Fev • Mar 2021

ISSN 1980-5977 - N.° 72


Associação Geral da Igreja Adventista do Sétimo Dia
12501 Old Columbia Pike
Silver Spring, Maryland – 20904-6600 – EUA
Título do original em inglês: Youth Teacher Sabbath School Bible Study Guide

Editoração: Neila D. Oliveira


Tradução: Karina C. Deana
Projeto Gráfico: Milena Ribeiro
Capa: Milena Ribeiro
Imagem de Capa: Fotolia

Editado trimestralmente pela


Casa Publicadora Brasileira
Editora da Igreja Adventista do Sétimo Dia
Caixa Postal 34 – 18270-970 – Tatuí, SP
Visite o nosso site em: www.cpb.com.br

Serviço de Atendimento ao Cliente: (15) 3205-8888/3205-8899


Segunda a quinta, das 8h30 às 20h / Sexta, das 7h30 às 15h45 / Domingo, das 8h30 às 14h.
E-mail:sac@cpb.com.br (Serviço de Atendimento ao Cliente)
adol@cpb.com.br (Redação)

Diretor-Geral: José Carlos de Lima


Diretor Financeiro: Uilson Garcia
Redator-Chefe: Marcos De Benedicto

20% das ofertas de cada sábado são dedicados aos projetos missionários ao redor do mundo,
incluindo os projetos especiais da Escola Sabatina.

Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial,


por quaisquer meios, sejam impressos, eletrônicos, fotográficos ou
sonoros, entre outros, sem prévia autorização por escrito da editora.
Tipologia: Din Pro Regular 10,5/14 – 7784/41786

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
foram convidados a dar sua opinião até que fe-
chássemos tanto o projeto visual como o conteúdo
com os ajustes nas seções.

Apresentação
Estamos agora no segundo ciclo da lição re-
formulada, que começou em 2019 e vai até 2022.
Para que o projeto alcançasse o objetivo e
contemplasse o estudo da Bíblia, e também do
Espírito de Profecia, lançamos a série “Conflito”
na linguagem de hoje. Um material que foi adap-
tado pelo White Estate, na Associação Geral. No
Brasil, os livros foram traduzidos para o portu-
Olá, querido professor! Gostaria de lhe apre- guês e ganharam um visual moderno e atrativo.
sentar o novo ciclo da lição da Escola Sabatina
dos adolescentes. O que é esta série?
Se você já é professor há mais tempo, deve São os cinco livros de Ellen G. White que
ter percebido que a lição tem um ciclo de 4 anos, abordam o tema do grande conflito, desde a
que é o tempo máximo que os adolescentes cos- origem do pecado até o fim da batalha cósmi-
tumam passar na classe. É claro que cada igre- ca entre o bem e o mal, quando o pecado será
ja tem sua configuração, mas normalmente os exterminado para sempre e viveremos o plano
adolescentes chegam na classe quando comple- original de Deus para o ser humano. Não deixe
tam 13 anos e costumam sair quando completam de conferir as informações sobre a série na ex-
17 anos. plicação da seção Flash.
Desde 2007, a Associação Geral formulou
uma nova série de lições para atender um pedi- A Função do Auxiliar
do feito pelos próprios adolescentes. Por meio Os professores de adolescentes podem
de uma pesquisa feita no mundo todo, eles dis- contar com este material de apoio, chamado
seram que gostariam de estudar a Bíblia e o Auxiliar. Nele há orientações importantes de
Espírito de Profecia. Que legal, não é? Durante como abordar de maneira eficiente o tema de
dois ciclos, seguimos o material produzido pela cada lição.
Associação Geral. Observe especialmente os objetivos desta-
Mas, em 2014, um grupo de adolescentes cados em cada lição no Auxiliar e procure di-
que participou de um concílio integrado no recionar a recapitulação de modo a alcançar
IABC, nosso colégio da região centro-oeste esses objetivos. Os professores precisam estar
do Brasil, fez um pedido especial à Divisão bem preparados e conhecer com profundidade
Sul-Americana. Eles queriam um novo visual o assunto do estudo da semana, mesmo que
e mais conteúdo na lição. O novo projeto grá- eles deleguem aos adolescentes a tarefa de re-
fico já estava sendo providenciado pela Casa capitular a lição na classe.
Publicadora Brasileira e, sob a supervisão A história de ilustração fornecida pelo Au-
da Divisão Sul-Americana, elaboramos uma xiliar (na seção INICIANDO) é um recurso para
nova lição para os adolescentes, justamente chamar a atenção dos alunos antes de entrar
para atender o pedido daquele grupo que re- propriamente no estudo da lição.
presentava os adolescentes de todo o país. Para facilitar a recapitulação da lição e extrair
Para que a nova lição estivesse pronta para o máximo de benefício de cada seção, seguem
o terceiro ciclo em 2015 tivemos uma verdadeira algumas dicas. Com a lição em mãos, acompa-
corrida contra o tempo. Mais de 40 adolescentes nhe a explicação e o objetivo de cada seção.
4 1o Trimestre | 2021
informações extras sobre o texto bíblico em
Introdução (Sábado)
questão, que tornam a história mais interes-
O texto de Introdução da lição dos adoles- sante. Procure fazer os links entre os textos
centes, preparado para o início do estudo no bíblicos e a realidade que os alunos vivem. Isso
sábado à tarde, e que já dá um panorama geral mostra a atualidade da Bíblia e os aproxima do
sobre o tema que será abordado, corresponde texto inspirado.
à Sinopse do Auxiliar de professores. Professor, é legal você mostrar aos alunos
Você já deve ter percebido que a lição dos a importância da Bíblia como o melhor e mais
adolescentes não segue o Elo da Graça. Ela necessário livro para o tempo em que estamos
deve ser estudada como a lição dos jovens e vivendo. Mas lembre-se: você só vai conseguir
dos adultos. Por isso, no sábado, acontece a re- convencer os adolescentes se a Bíblia for re-
capitulação do tema da semana e não o começo almente importante para você. Então, a dica é:
de um novo estudo. Apaixone-se pela Bíblia e transmita essa pai-
Na recapitulação, é importante enfatizar as xão para seus alunos. O relacionamento com
questões levantadas na Introdução. Observe os Deus vai fazer mais sentido e será verdadeiro
textos que estão destacados com marcadores. para eles se isso for uma realidade em sua
Esse recurso foi sugerido pelos próprios ado- vida também.
lescentes para dar um visual mais moderno
para a lição, e também para ajudar na fixação
do assunto. Texto-Chave (Segunda)

Nesta parte da lição, o foco está no Texto-


Estudando e Aplicando a História Chave, que é a passagem da Bíblia destacada
(domingo) como verso principal relacionado ao assunto
da semana.
Esta seção deve ocupar o papel central na O objetivo desta seção é ampliar o conheci-
recapitulação do estudo porque ali está con- mento dos adolescentes sobre o texto bíblico.
centrada a porção dos textos bíblicos que ser- Muitas vezes os adolescentes não se interes-
virão de base para o tema da semana. sam pelos assuntos da Bíblia porque desconhe-
Sugerimos que nesse momento as Bíblias cem as informações que compõem o cenário e
sejam abertas e cada adolescente participe, o contexto histórico. E, convenhamos, dificil-
lendo em voz alta um verso do texto. Incen- mente um adolescente procuraria informações
tive os adolescentes a prestarem atenção no Comentário Bíblico, por exemplo.
no que está sendo lido e esteja atento para No entanto, na lição eles acabam tendo con-
ajudá-los com eventuais palavras ou expres- tato com esse material e com outros que dão
sões difíceis. suporte e direcionam o olhar para uma inter-
Não é uma imposição que a leitura seja fei- pretação mais significativa do texto bíblico.
ta diretamente na Bíblia, mas seria muito bom No Auxiliar, o professor também tem o apoio
que os professores motivassem os alunos a da seção “Apresentando o Contexto e o Cená-
deixarem o celular um pouco de lado e apre- rio”, onde são fornecidas informações extras
ciassem mais o contato com a Palavra de Deus do tema de estudo.
escrita. Esse é um hábito que devemos promo- Novamente, a dica aqui é PREPARO! O pro-
ver entre os alunos. fessor precisa estudar a lição diariamente e
Na seção do Auxiliar chamada “Apresen- envolver-se com o assunto da semana para que
tando o Contexto e o Cenário”, o professor tem a recapitulação seja dinâmica e atraente.
Adolescentes 5

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
Você Sabia? (Terça) as verdades bíblicas. É uma questão de como
elas são apresentadas a eles.
Esta é a seção que, particularmente, mais Quanto mais contato eles tiverem com a Bí-
gosto de preparar. Cada tópico representa uma blia, mais familiarizados estarão com o seu con-
curiosidade sobre a história bíblica e reforça a teúdo e entenderão as mensagens contidas ali.
ideia de que precisamos nos aprofundar cada Os alunos devem ser incentivados a ler na
vez mais no estudo da Bíblia para descobrir os própria Bíblia e marcar os Versos de Impacto.
tesouros escondidos no texto. No momento da recapitulação, devem ser in-
Há adolescentes que já me falaram que pas- centivados a comentar o conteúdo dos textos
saram a considerar a Bíblia mais interessante e dar sua opinião a respeito, destacando qual
depois de lerem essas curiosidades. deles chamou mais a atenção e como podem
O professor pode pedir que os alunos co- ser aplicados à sua própria vida.
mentem o que foi novidade para eles durante
o estudo da semana e como aquela informação
os ajudou a compreender a reação dos perso- Flash (Quinta)
nagens, a situação em que estavam envolvidos,
como Deus agiu para resolver as dificuldades A seção Flash apresenta um breve comen-
que surgiram, etc. tário de Ellen G. White sobre a história. Nor-
Na página de terça-feira, logo após as curio- malmente é um parágrafo destacado do capí-
sidades, tem um texto bíblico em destaque, em tulo ou capítulos do livro da série “Conflito” que
um formato diferente, são os posts em Caligra- está acompanhando o assunto da lição.
phy Art. Não se esqueça de chamar a atenção Quero destacar aqui a função da série
dos alunos para o texto e também provocar a Conflito. Quando os adolescentes disseram
reação deles. Pergunte: “O que acharam? O que que gostariam de ter mais conteúdo da Bíblia
esta passagem bíblica diz a vocês?” e do Espírito de Profecia na lição ao respon-
derem à pesquisa feita pela Associação Ge-
ral, muitos ficaram surpresos. Novamente,
Versos de Impacto (Quarta) eu digo: os adolescentes sabem o que é bom
para eles, mas nem sempre sabem como al-
Quando fizemos a pesquisa entre os ado- cançar isso.
lescentes antes de formular a nova lição, Em 2007, ainda no primeiro ciclo da lição, o
vários deles disseram sentir falta de um White Estate (órgão responsável por todas as
contato mais direto com a Bíblia. Na lição publicações de Ellen White) adaptou a lingua-
anterior, tanto a porção do texto bíblico para gem da série “Conflito” para que se tornasse
o estudo como os outros versos que ajuda- mais compreensível aos leitores das novas
vam a evidenciar conceitos importantes da gerações.
lição estavam impressos e eles não precisa- Esse texto adaptado foi traduzido para o
vam ir à Bíblia. português e a CPB produziu a série com uma
É muito interessante essa colocação deles. diagramação moderna e atual. Alguns levan-
Isso prova que os adolescentes sabem o que taram a preocupação de que os adolescen-
é bom para eles, e precisamos ser facilitado- tes não se sentissem motivados a ler livros
res para ajudá-los a alcançar o potencial que com tantas páginas. No entanto, os best-
eles têm. sellers para adolescentes estão aí para pro-
Sempre acreditei que as crianças e, é claro, var que não é o número de páginas que impe-
os adolescentes têm condições de entender de que eles leiam.
6 1o Trimestre | 2021
Os cinco livros da série Confl ito: Patriarcas Nossos Desafios
e Profetas, Profetas e Reis, O Desejado de To- Um dos maiores desafios que temos com os
das as Nações, Atos dos Apóstolos e O Grande adolescentes atualmente é fazer com que eles
Confl ito – publicados sob os respectivos títu- enxerguem a Bíblia como um livro não apenas in-
los: Os Escolhidos, Os Ungidos, O Libertador, teressante, mas necessário para o tempo em que
Os Embaixadores e Os Resgatados – cumprem estamos vivendo. Eles precisam entender que ela
o papel que Ellen White disse que seus es- não é apenas uma coleção de histórias. Da pri-
critos deveriam desempenhar para a igreja. meira à última página, a Bíblia conta uma única
Eles são a luz menor que aponta para a luz história, com muitos personagens. É a história da
maior, que é a Bíblia. É como ir lendo a Bíblia salvação do ser humano. A Bíblia é o livro mais
comentada e entendendo o contexto de cada completo, que apresenta com riqueza de deta-
história. Faz a gente querer se aprofundar lhes o plano da redenção.
mais na leitura da Bíblia. Como os adolescentes estão envolvidos
É claro que todas as seções da lição são im- com as muitas séries que existem por aí, pre-
portantes, mas nessa é imprescindível que o cisamos mostrar que a Bíblia é a melhor série
professor faça a ponte para os alunos. de todos os tempos. E que essa ideia de séries
surgiu na mente de Deus. Sim, foi dEle a ideia
de contar as histórias em séries. A Bíblia tem
Fechamento (Sexta) a série dos patriarcas. Tem a série dos pro-
fetas, dos reis. Tem a série da vida de Jesus.
O texto de fechamento da lição do aluno Da vida dos apóstolos. E tem a série da nossa
também está alinhado com o texto do Resumo vida, contada em tempo real. Nós podemos
do Auxiliar. É comum não sobrar tempo para ser as pessoas descritas em Apocalipse, que
o devido fechamento da lição, mas é impor- vão seguir o Cordeiro e se assentar no trono
tantíssimo que isso aconteça. É o momento de como vencedores reais.
revisar os objetivos e verificar se eles foram Você, professor de adolescentes, foi esco-
alcançados. lhido para uma nobre missão. Não é qualquer
Nessa página ficam também as citações da pessoa que está apta para desempenhar essa
seção “Com Outros Olhos”. São pensamentos função. Só pessoas especiais, que aprenderam
de pessoas importantes na história a respeito a grandeza de se relacionar e amar os adoles-
do assunto em questão. Há também um qua- centes, conseguem liderá-los e contagiá-los
dro com as orientações sobre o livro do Espí- para que amem a Deus e escolham ficar do
rito de Profecia e os capítulos para a leitura lado certo nesta grande guerra.
da semana. Meu conselho é AME, AME, AME e permi-
ta que Deus use você como um instrumen-
to valioso em Suas mãos para conduzir os
Além do Estudo adolescentes ao reino do Céu. O Senhor tem
uma recompensa reservada para aqueles
Professor, foi criada uma nova seção na li- que cuidam de Seus filhinhos aqui. Os ado-
ção para incentivar os alunos a fazerem uma lescentes precisam se sentir seguros e fe-
conexão do tema da semana com o dia a dia lizes por fazer parte de uma igreja que se
deles. É um recurso que os ajudará a refletir importa com eles.
sobre os assuntos e discuti-los com os amigos
do PG de adolescentes. Chame a atenção dos Neila D. Oliveira é editora da CPB, responsável
alunos para essa novidade. pela reformulação da lição dos adolescentes
Adolescentes 7

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
12August20203:29pm Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
Sumário
1 . A Mensagem�������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������� 9
 eus Se revelou às pessoas por meio dos profetas, da cerimônia do templo, e por meio da Palavra
D
escrita. Mas apenas Jesus pode refletir como Deus realmente é.

2 . Contagem Regressiva��������������������������������������������������������������������������������������������������������� 13
 mbora os judeus desejassem a vinda do Messias, eles não compreenderam Sua missão e propósito.
E
Por isso, não aproveitaram a oportunidade de tê-Lo entre eles. O mesmo pode acontecer conosco.

3 . Serva do Senhor��������������������������������������������������������������������������������������������������������������������� 18
 m anjo dá a Maria a surpreendente notícia de que ela dará à luz o Filho de Deus. Deus pode fazer
U
grandes coisas por e através de nós também, mas Ele precisa de nossa obediência.

4 . Reconhecendo o Messias�������������������������������������������������������������������������������������������������� 22
 dito que quem procura acha. Simeão e Ana aguardavam com expectativa a vinda do Messias. Eles
É
não foram desapontados.

5 . Seguindo a Estrela���������������������������������������������������������������������������������������������������������������� 27
 uando os magos foram à procura do Messias sobre quem eles haviam estudado, o GPS natural de
Q
Deus os conduziu para o lugar exato em que eles precisavam estar.

6 . Crescendo em Estatura e Graça���������������������������������������������������������������������������������� 31


 esus enfrentou muitos dos desafios e provações que você enfrenta hoje, mas Ele permaneceu sem
J
pecado. Como Ele fez isso? Você consegue imaginar Jesus como alguém a quem você desejaria conhe-
cer e com quem gostaria de passar mais tempo?

7 . Alguém Especial��������������������������������������������������������������������������������������������������������������������� 35
 xatamente como Deus criou João Batista para um propósito santo, Ele criou cada um de nós para um
E
propósito santo. Permanecer ao lado de Deus poderá custar muito para nós, como custou para João.
Vale a pena?

8 . Enfrentando a Tentação����������������������������������������������������������������������������������������������������� 40
 epois que Jesus foi conduzido pelo Espírito Santo ao deserto e foi tentado por Satanás, Ele respon-
D
deu a cada tentação com um claro: “Está escrito.” A Palavra de Deus oferece o mesmo poder quando
enfrentamos nossas lutas e tentações diariamente.

9 . Venha Ver! ��������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������� 45


 episódio de Filipe apresentando Natanael a Jesus capta bem a harmonia entre o humano e o divino
O
quando Cristo faz discipulos para Seu reino.

10 . Festejando com Jesus�������������������������������������������������������������������������������������������������������� 50


 esus operou Seu primeiro milagre em uma festa de casamento em Caná, transformando a água
J
em vinho e abençoando a alegre comemoração com Seu poder. Hoje em dia o poder de Jesus continua
transformando coisas comuns em extraordinárias!

11 . Saiam da Minha Casa!��������������������������������������������������������������������������������������������������������� 54


 m vez de ter reverência pela casa do Senhor, os mercadores estavam usando o templo para seu próprio
E
ganho, tornando-o um lugar de ganância e materialismo.

12 . Um Encontro Inesquecível����������������������������������������������������������������������������������������������� 59


 requentemente as pessoas se sentem como se não estivessem convertidas porque não tiveram uma
F
experiência marcante, como a de Saulo na estrada de Damasco. Mas a história de Nicodemos nos lembra
de que a conversão pode ser uma jornada que dura a vida toda.

13 . É a Sua Vez��������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������� 64
 oão Batista poderia ter sentido ciúmes quando seus discípulos começaram a seguir Jesus. Mas ele
J
preferiu se alegrar com o sucesso de Jesus. Ele sabia que sua função era preparar o caminho.

8 1o Trimestre | 2021
Mensagem
A
Texto Bíblico:
João 1:1-18
Comentário:
O Libertador, capítulo 1
Texto-Chave:
João 1:1

e iro d e 2021
ã o 1 - 2 de jan
Liç

PREPARANDO-SE PARA ENSINAR


II. Objetivos
Os alunos deverão:
I. Sinopse • Entender o propósito de Deus em vir à Ter-
A vinda de Jesus à Terra – Deus o Filho em ra em forma humana. (Saber)
forma humana – foi o ápice da longa história da • Sentir o amor de Deus pela humanidade
aliança entre Deus e Israel e do empenho do manifestado em Seu Filho, Jesus. (Sentir)
Senhor em reconciliar a raça humana com a • Decidir seguir o Deus revelado em Jesus.
divindade. Jesus, o Logos, a Palavra de Deus, (Responder)
veio para mostrar ao mundo a verdadeira na-
tureza de Deus. É preciso ter isso em mente III. Para explorar
antes mesmo de começarmos a ler os Evan- • A natureza do homem (Nisto Cremos, cap. 7)
gelhos. Devemos estudar cada história, cada • A Trindade (Nisto Cremos, cap. 2)
parábola, cada milagre, cada frase de Jesus • Humildade
fazendo a seguinte pergunta: “O que posso • Intimidade
aprender a respeito do caráter de Deus?”
Deus já havia Se revelado ao povo por meio
dos profetas, por meio do sistema de adoração ANOTAÇÕES
no templo e por intermédio das Escrituras. _________________________________________
Porém, nenhuma dessas revelações foi capaz _________________________________________
de mostrar completamente quem é Deus. So-
_________________________________________
mente Jesus foi capaz de fazer plenamente tal
_________________________________________
revelação; somente Jesus é a mensagem viva
de Deus para a humanidade – não apenas du- _________________________________________
rante os 33 anos em que esteve na Terra, mas _________________________________________
também para nós hoje. _________________________________________
Adolescentes 9

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
3August20207:58am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
Mas eles estavam com medo tanto do homem
ENSINANDO
quanto da forte tempestade e não quiseram
segui-lo, mesmo depois de ter tentado persu-
I. INICIANDO adi-los com migalhas de pão. O homem sabia
que eles congelariam até a morte se ficassem
Atividade na tempestade, mas não tinha como se comu-
O que significa pensar em Jesus como uma nicar com eles, não tinha como dizer que ha-
mensagem de Deus para a humanidade? Dis- via um lugar seguro para eles no celeiro. “Se
tribua papel e lápis para os alunos e diga: “Se pudesse me tornar um pássaro apenas por
Deus fosse escrever uma mensagem, talvez um alguns minutos”, ele pensou, “poderia me co-
bilhete, ou uma mensagem de texto neste ins- municar com eles.”
tante, que mensagem você acha que Ele envia- Pela primeira vez a história da encarnação
ria para você? Escreva-a no papel.” começou a fazer sentido para o homem. Ele
Depois que cada aluno escrever a mensa- entendeu que Deus teve que Se tornar um ser
gem, pergunte quem estaria disposto a mostrar humano para que pudesse nos alcançar com a
aos colegas a mensagem que escreveu. Peça mensagem da salvação. Somente tornando-Se
que todos pensem de que maneira aquela men- um de nós foi que Jesus pôde nos guiar para a
sagem se relaciona ao que Jesus disse ou fez, segurança de Seus braços.
conforme relatado nos Evangelhos. De que ma-
neira Jesus nos trouxe a mensagem de Deus? II. ENSINANDO A HISTÓRIA
Como podemos aplicá-la em nossos dias?
Uma Ponte Para a História
Ilustração Comente com os alunos, usando suas pró-
Conte esta ilustração em suas próprias pa- prias palavras:
lavras: Enviamos mensagens o tempo todo. Mas
O escritor Louis Cassels escreveu uma as nossas mensagens podem ser compreen-
história sobre um homem que não conseguia didas melhor quando falamos às pessoas da
acreditar de forma nenhuma na encarnação de maneira adequada à situação. Provavelmente
Cristo, ou seja, na ideia de que Deus veio à Ter- a linguagem que você usaria para pedir a um
ra na forma humana de Jesus Cristo. Em uma professor para prorrogar a data de entrega de
véspera de Natal, disse à esposa e aos filhos um trabalho seria diferente da linguagem que
para irem à igreja sem ele. Enquanto observava você usaria para enviar uma mensagem de
sua família sair de carro em meio à neve para ir texto convidando um amigo para ir à festa. As-
ao culto, pensou que não era capaz de acreditar sim como o homem da ilustração, temos uma
em nada do que seria pregado na igreja naque- grande dificuldade para nos comunicarmos
la véspera de Natal. com outras espécies. Deus, em Sua infinita
Enquanto lia o jornal, sentado na sala de sabedoria, superou todas as barreiras en-
estar, uma forte tempestade de neve começou contrando uma maneira de Se comunicar co-
a cair. De repente, ouviu um barulho vindo do nosco em nossa própria língua – tornando-Se
lado de fora da casa. Olhou pela janela e viu um um de nós e vivendo em nosso meio como Jesus
pequeno grupo de pássaros perdidos e confu- de Nazaré.
sos na neve. Em busca de algum abrigo, tenta-
ram atravessar a janela da sala. Aplicando a História (Para Professores)
O homem saiu da casa, abriu a porta do celeiro Após ler o texto bíblico da seção Estudando
e tentou guiar os pobres pássaros para dentro. a História, faça as atividades a seguir:
10 1o Trimestre | 2021
Diga: “O texto bíblico que lemos em João é possível que Jesus tenha sido revestido da
1 nos diz que Jesus veio para nos mostrar natureza humana e divina ao mesmo tempo?”,
quem é Deus. Ao lermos a história da vida ou “Ele tinha duas naturezas distintas”, ou “Ele
de Jesus nos Evangelhos, estamos lendo na tinha uma natureza completamente humana e
verdade uma mensagem de Deus enviada a outra completamente divina”, ou “Ele tinha a
nós, a representação do caráter de Deus na natureza de Adão antes ou depois da queda?”,
forma humana.” o assunto torna-se um pouco mais complica-
Incentive os alunos a sugerir três histó- do. Os teólogos podem se enrolar ao tentar
rias da vida de Jesus. Divida a classe em três compreender totalmente o incompreensível!
­grupos e peça que cada grupo leia e discuta Ao discutir o que significou para Deus tor-
uma das histórias sugeridas. Peça que fa- nar-Se homem, talvez você acabe chegando
çam uma lista de tudo o que a história ensi- a perguntas que não poderá responder – até
nou a respeito de Deus. Após 5 a 10 minutos mesmo perguntas que o seu pastor não po-
de discussão, reúna os grupos e os incentive a derá responder. Isso é normal. É possível que
compartilhar a história e as conclusões a que passe o resto da vida estudando as questões
chegaram. Discuta o que puderam aprender a a respeito da Trindade e da natureza de Cristo
respeito do caráter de Deus por meio das his- e ainda tenha perguntas. Mas, ao considerar
tórias escolhidas. as grandes questões teológicas, não perca de
Pergunte: “Essas mensagens a respeito do vista a essência da lição. Não importa a manei-
caráter de Deus teriam tido o mesmo efeito se ra escolhida por você para explicar o assunto,
fossem transmitidas a um profeta e escritas o importante é enfatizar que Jesus deixou
por ele? Qual é a vantagem de Jesus ter vindo tudo para Se tornar um ser humano com o
pessoalmente nos trazer essas mensagens?” propósito de mostrar por meio de todas as
Suas palavras e ações quem Deus é e, assim,
Utilize as passagens a seguir como fonte al- tornar-Se Emanuel, Deus Conosco.
ternativa relacionada à lição desta semana.
Colossenses 2:9 e 10; Gálatas 4:4-6; Filipen- III. ENCERRAMENTO
ses 2:5-11.
Atividade
Apresentando o Contexto e o Cenário Encerre com uma atividade. Explique em
Use as informações a seguir para elucidar suas próprias palavras.
alguns aspectos da história para seus alunos. Peça para os alunos pegarem as folhas de
Explique em suas próprias palavras. papel distribuídas durante a atividade da seção
A “encarnação” é um conceito teológico Iniciando em que escreveram a mensagem de
muito profundo para os alunos adolescen- Deus para eles. Diga: “Depois de estudarmos
tes entenderem – e para os adultos também! que Jesus veio a este mundo para revelar o
À primeira vista parece simples – Deus tomou caráter de Deus para nós, você ainda acha que
a forma humana, veio à Terra como um bebê, essa é a mensagem que Deus quer enviar para
cresceu e revelou aos seres humanos o caráter você? Há alguma mudança que você gostaria
de Deus e o quanto Ele os ama. de fazer na mensagem?”
Mas quando nos lembramos de que gran- Dê-lhes tempo para pensar e fazer qualquer
des batalhas teológicas já foram travadas a mudança necessária. Instrua-os a escreverem no
respeito desse assunto, muito ceticismo e verso do papel a sua resposta a Deus. Encoraje-os
muitas heresias já foram lançados em for- a levar o papel para casa e orar sobre o assunto
ma de afirmações e perguntas assim: “Como durante a semana.
Adolescentes 11

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
3August20207:58am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
Resumo e tocando os doentes, colocando criancinhas
Compartilhe os seguintes pensamentos, no colo e revelando o amor de Deus às pes-
usando suas próprias palavras: soas. Assim é Deus. Alguém próximo, pessoal,
Jesus veio à Terra com um propósito: ser que Se importa com o ser humano. E Ele quer
“Deus Conosco”. Ao pensar em Deus, não pen- que sigamos o exemplo de Jesus também. De-
se em um Ser distante e impessoal sentado em seja que continuemos o trabalho de Jesus, re-
um trono no Céu. Pense em Jesus caminhando presentando o Seu caráter por meio do amor
nas estradas empoeiradas da Galileia, curando demonstrado ao nosso próximo cada dia.

nsinar
s para e

Utilizando histórias bíblicas


Dica Ao tentar realizar uma atividade como a sugerida na seção Aplicando a História (Para
Professores), você perceberá que os alunos apresentarão níveis variados de conhe-
cimento da Bíblia. Alguns imediatamente serão capazes de se lembrar das histórias da
vida de Jesus, enquanto outros terão dificuldade e talvez mal se lembrarão da maioria das
histórias relatadas nos Evangelhos.
Ao formar os grupos de trabalho, é bom permitir que os amigos fiquem juntos, mas procure
não deixar que isso ocorra todas as vezes. Escolha você mesmo os componentes de cada
grupo. Tente equilibrar os grupos de forma que cada um tenha a presença de um aluno que
conheça bem a Bíblia a fim de poder ajudar os colegas.

LEMBRE os alunos sobre o plano de leitura, em que eles estudarão, na série O Grande Conflito,
o comentário inspirado da Bíblia. A leitura correspondente a esta lição é O Libertador, capítulo 1.

ANOTAÇÕES

_________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________
12 1o Trimestre | 2021
Con ta g em
Regres si va Comentário:
O Libertador, capítulos 2 e 3
Texto-Chave:
Gálatas 4:4

e iro d e 2021
ã o 2 - 9 de jan
Liç

O capítulo 3, “O Pecado do Homem e a ‘ Ple-


nitude dos Tempos’”, enfatiza as circunstâncias
PREPARANDO-SE PARA ENSINAR presentes na ocasião em que Deus enviou Seu
Filho e salienta que o Messias chegou precisa-
I. Sinopse mente no tempo predeterminado por Deus. Um
A lição desta semana foge do convencio- olhar histórico para a progressão dos judeus
nal, porque se baseia no livro O Libertador [ou como o povo escolhido de Deus e uma análi-
O Desejado de Todas as Nações]. Os capítulos 2 e se do tempo em que Jesus nasceu nos levam
3 desse livro enfatizam a trajetória do povo judeu a refletir sobre as circunstâncias do mundo
através da história e as circunstâncias do período hoje e o papel dos adventistas do sétimo dia em
em que Jesus nasceu. No capítulo 2, “O Povo que revelar Jesus aos outros. Ao considerarmos a
Deveria Dar-Lhe as Boas-Vindas”, Ellen White re- volta de Jesus, as palavras de Ellen White, na
, trata a cena da chegada do Messias, descrevendo página 32, nos lembram que: “Como as estre-
a responsabilidade depositada sobre o povo judeu las no vasto circuito de sua indicada órbita, os
em revelar Deus aos homens. Mas, ao se distan- desígnios de Deus não conhecem adiantamento
ciarem de Deus, perderam de vista o chamado nem tardança.”
que receberam e o propósito de sua missão. Em-
bora os judeus desejassem a vinda do Messias, II. Objetivos
não compreenderam o real propósito de Sua vin- Os alunos deverão:
da. Na época em que o Messias veio, o povo judeu • Reconhecer as semelhanças que existem
ansiava pela libertação das mãos dos romanos e entre o tempo em que Jesus nasceu e o
_ não a redenção dos pecados. “Os judeus não ti- tempo atual. (Saber)
nham um conceito verdadeiro da missão do Mes- • Perceber o risco corrido pelos adventistas
sias. Eles não buscavam ser redimidos do pecado. do sétimo dia em não reconhecer os sinais
O que queriam era ser libertos dos romanos. Eles da volta de Jesus, da mesma forma que
_ estavam em busca do Messias que exaltaria Is- aconteceu com o povo judeu. (Sentir)
rael para que governasse o mundo. Isso prepa- • Decidir estar pronto para a volta de Jesus
rou o caminho para que rejeitassem o Salvador” e revelar ao mundo Seu caráter e a Sua
(O Libertador, p. 18). graça salvadora. (Responder)
Adolescentes 13

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
III. Para explorar Olhei para o alto, mas não pude ver nada
• Profecias além de um arranha-céu e inúmeras pessoas
• Esperança gritando de pânico. Em seguida, ouvi um som
• Notícias atuais (Sinais) inacreditavelmente alto como o som de uma
trombeta amplificado a 200 decibéis. Acordei
com o coração disparado e molhado de suor.
ENSINANDO Apesar de ser um cristão que acreditava na
volta de Jesus, comecei a pensar por que havia
acordado tão assustado com aquele sonho.
I. INICIANDO Quatro anos mais tarde, já aluno do Sou-
thern Missionary College, estava caminhando
Atividade pelo campus do colégio num maravilhoso dia
Incentive os alunos a discutirem as seme- de primavera quando, de repente, o silêncio foi
lhanças e as diferenças entre o povo judeu an- quebrado por um som semelhante ao de uma
tigo e os adventistas do sétimo dia de hoje. Uma trombeta, o que fez com que me lembrasse
sugestão é recriar a linha contínua no chão imediatamente daquele sonho inesquecível.
(com fita crepe) e pedir que os alunos se posi- Sem saber o que estava acontecendo, rapida-
cionem na linha de acordo com suas respostas. mente me virei e olhei em direção ao Oriente
Revise alguns dos sinais da volta de Cristo, antecipando a visão da volta de Jesus. Nada
comparando-os com as notícias e os aconteci- mais era do que o toque do corpo de bombei-
mentos atuais. Pergunte, com imparcialidade, se ros voluntários presentes ali no colégio. Sorri
alguém está preocupado ou inseguro com as coi- e percebi meu desapontamento. Meu cora-
sas que estão acontecendo no mundo e a certeza ção não disparou, não fiquei molhado de suor,
da salvação. Lembre-os de que Jesus prometeu apenas senti a segurança de que, quando Ele
que a Sua graça é suficiente para nos salvar. voltar, estarei pronto para saudar meu Senhor
Faça uma lista das coisas que os alunos com alegria.
consideraram importantes a serem observa-
das e apresentadas em oração. II. ENSINANDO A HISTÓRIA

Ilustração Uma Ponte Para a História


Conte esta ilustração em suas próprias pa- Comente com os alunos em suas próprias
lavras: palavras:
Lembro-me como se fosse hoje de um so- Por mais de meio século a harmonia do hino
nho que tive após ouvir pela primeira vez os ad- “Breve Jesus Voltará” (HASD 134) tem viaja-
ventistas ensinando a respeito da segunda vin- do pelas ondas sonoras enquanto o ministério
da de Cristo, enquanto estava no ensino médio. da Voz da Profecia visita os lares de milhões
No sonho, caminhava assustado pelas ruas de de ouvintes que acompanham esse programa
Nova York, enquanto uma multidão de pesso- de rádio. As palavras de cada estrofe e o coro
as aterrorizadas corria em minha direção. Os inspirador proclamam a promessa de Cristo
prédios balançavam, o chão tremia. Virei-me de um dia voltar para nos buscar. “Breve virá!
e comecei a correr junto com a multidão. Per- Breve virá! Breve Jesus voltará.” Essa é a men-
guntei a um homem perto de mim o que estava sagem na qual os adventistas do sétimo dia
acontecendo. Sua resposta encheu meu cora- creem. Essa é a mensagem que devemos levar
ção de pavor: ao mundo. O que fizemos esta semana que de-
– Jesus está voltando! monstra que vivemos essa esperança?
14 1o Trimestre | 2021
Aplicando a História (Para Professores) do Antigo Testamento à igreja” (The SDA Bible
Após ler com seus alunos o texto da seção Commentary, vol. 10, p. 686, “Israel, Profecies
Estudando a História, faça as perguntas a seguir: Concerning,” edição de 1976).
Os rituais do templo continuavam cum- “O convite para participar da segunda vin-
prindo seu papel de apontar para a missão de da de Cristo assemelha-se a outras ocasiões
Cristo? As pessoas estavam na expectativa da em que o próprio Deus enviou Seus servos em
chegada do Messias? Demonstravam que O es- períodos importantes da história para ofere-
tavam aguardando? cer a salvação à humanidade. Um estudo dos
Por que os habitantes dos mundos não ca- elementos principais envolvidos em cada um
ídos estavam tão intensamente interessados desses eventos esclarece os acontecimentos
no que estava acontecendo na Terra? Você acha que antecedem a segunda vinda de Cristo.
que esses seres estão tão interessados no “Ao estudarmos tais eventos, surge um pa-
mundo atual? drão que se assemelha ao evento da segunda
Se Deus é amor, por que o mundo se encon- vinda de Cristo.
tra em uma situação tão terrível ainda hoje? 1. Na plenitude dos tempos, Deus agiu ao Seu
Quem é o responsável por tantas calamidades? próprio tempo para trazer a justiça e a salvação.
2. O evento iniciado por Deus ocorreu no
Utilize a passagem a seguir como fonte al- momento em que a humanidade havia atingido
ternativa relacionada à lição desta semana: o nível mais baixo de pecado.
Lucas 19:37-44. 3. Os líderes políticos, religiosos e intelec-
tuais da época eram os primeiros a conduzir o
Apresentando o Contexto e o Cenário povo ao pecado e à apostasia.
Use as informações a seguir para elucidar 4. A apostasia levou a criação dos ‘deuses
alguns aspectos da história para seus alunos. de escultura’ que se adaptavam ao humor, à
Explique em suas próprias palavras. cultura, ao ponto de vista e ao pensamento in-
“As profecias [do Antigo Testamento] con- telectual do mundo da época. A dependência
cernentes a Israel constituem uma declaração dos ‘deuses de escultura’ levou o povo a rejei-
do propósito de Deus com relação aos judeus tar Deus e a duvidar de Sua mensagem.
como o povo da aliança. Essas profecias eram 5. Deus escolheu um mensageiro para levar
estritamente condicionais de acordo com a co- Sua Palavra de advertência e salvação.
operação do povo. Ao rejeitarem a Cristo como 6. O povo de Deus recebeu a salvação por-
o Messias, a nação judaica quebrou a aliança que aceitou Sua Palavra pela fé. Foi pela fé
e transgrediu a aliança feita com Deus e o re- que creram nas profecias da Palavra de Deus”
lacionamento especial que possuíam com Ele. (E. Edward Zinke, extraído do devocional feito
As promessas e os privilégios da aliança foram em 30 de setembro de 1999, no Concílio Anual
permanentemente transferidos para a igre- de 1999).
ja cristã recebendo o status do novo povo da
aliança. As promessas e os privilégios seriam III. ENCERRAMENTO
cumpridos em sua plenitude sob a nova situ-
ação histórica. Os detalhes concernentes ao Atividade
povo de Israel literal, os residentes da Palesti- Encerre com uma atividade. Explique em
na, como sendo o povo escolhido da aliança, foi suas próprias palavras.
cancelado por sua negligência. Dependemos Pergunte se alguém já sonhou sobre a vol-
dos escritores inspirados que mais tarde vie- ta de Jesus e como reagiram quando acorda-
ram para uma aplicação válida das predições ram. Se o pensamento da segunda vinda causa
Adolescentes 15

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
ansiedade ou dúvida em algum aluno, leia e despercebido por alguém? (especialmente
comente textos bíblicos como 1 João 1:9, que com relação às situações que os alunos en-
traz conforto e confiança. Ofereça-se para es- frentam numa escola secular como “a carne
tudar e discutir a respeito da graça salvadora misteriosa” da merenda, as atividades ex-
de Deus com qualquer um que desejar se sen- tracurriculares de sexta-feira à noite e de
tir mais seguro e confiante. Mostre uma figura sábado, etc.). Para mim, aquelas palavras
da segunda vinda. Peça que imaginem que es- demonstraram o desejo realizado de meu
tão vendo Jesus voltar. Pergunte o que ouvem, amigo de ser igual a todos em vez de mostrar
veem, e até que gosto e cheiro sentem. ser diferente.
Ao nos aproximarmos a cada semana da vol-
Resumo ta de Cristo, desafie os alunos a viverem firmes
Compartilhe os seguintes pensamentos, em seus princípios, sendo prontos a ajudar to-
usando suas próprias palavras: das as pessoas com quem entram em contato
Um amigo meu da igreja, com quem estudei e aguardando confiantes a segunda vinda. A pa-
no ensino médio em uma escola pública, pro- lavra adventista faz parte de nosso nome e foi
curou-me no fim do terceiro ano e disse: escolhida para identificar nossa denominação
– Ninguém descobriu que sou adventista do em 1863. Nós, adventistas, devemos revelar
sétimo dia. Jesus de várias maneiras, inclusive com nosso
Depois de ouvir o que disse, pensei: Como modo de viver.
um adventista do sétimo dia pode passar

nsinar
s para e

Envolvendo os Sentidos
Dica A fim de tornar mais real aos alunos algo que aconteceu há muito tempo ou que acon-
tecerá no futuro como a segunda vinda, peça para envolverem todos os sentidos ao
observarem uma figura, uma foto ou uma imagem formada em sua mente sobre o evento
estudado. Fale: Imagine que você faça parte dessa cena. O que está escutando? Sente o gos-
to de alguma coisa? Que cheiro está sentindo? Quais são seus sentimentos? Descreva o que
está vendo. No caso de uma foto ou de figuras é importante ajudá-los a observar a imagem
em quadrantes para que possam prestar mais atenção e observar mais detalhes.

LEMBRE os alunos sobre o plano de leitura, em que eles estudarão, na série O Grande Conflito, o
comentário inspirado da Bíblia. A leitura correspondente a esta lição é O Libertador, capítulos 2 e 3.

16
ANOTAÇÕES

_________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________
Adolescentes 17

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
Serva do
Senhor
Texto Bíblico:
Lucas 1:26-2:20
Comentário:
O Libertador, capítulo 4
Texto-Chave:
Lucas 1:38

Lição 3
- 16 de
janeiro d
e 2021

PREPARANDO-SE PARA ENSINAR


• Sentir que Deus tem um plano para cada
I. Sinopse um deles, assim como tinha um plano
A história de Deus vindo à Terra como um Ho- para Maria. (Sentir)
mem começa com uma jovem – provavelmente • Responder com obediência ao chamado de
uma adolescente – que recebe uma notícia cho- Deus para sua própria vida. (Responder)
cante, quase inacreditável. O noivo de Maria,
José, a princípio não acreditou na ideia de que III. Para explorar
Maria havia concebido Jesus através do Espíri- • Obediência
to Santo. Essa ideia ainda é um grande empe- • Como saber a vontade de Deus para nossa
cilho hoje para as pessoas que têm dificuldade vida
em aceitar a história de Jesus como relatada na
Bíblia. Mas a história de Maria nos ensina uma
ANOTAÇÕES
linda lição de obediência, fé e confiança.
Maria não foi subjugada pela divindade sem _________________________________________
dar o seu consentimento. O anjo lhe deu a notí- _________________________________________
cia de que daria à luz o Filho de Deus, mas cou- _________________________________________
be a Maria dizer: “Que aconteça comigo o que o
_________________________________________
senhor acabou de dizer!” A canção de louvor de
_________________________________________
Maria diz: “Porque o Deus Poderoso fez gran-
des coisas por mim.” Deus pode fazer “grandes _________________________________________
coisas” por nós e por nosso intermédio tam- _________________________________________
bém, mas isso requer nossa obediência. _________________________________________
_________________________________________
II. Objetivos
_________________________________________
Os alunos deverão:
• Saber que Deus escolheu uma mulher hu- _________________________________________
milde para ser a mãe de Seu Filho. (Saber) _________________________________________
18 o
1 Trimestre | 2021
ENSINANDO para voltar a frequentar a igreja e levar seu
garotinho para a Escola Sabatina. Percebeu
que as pessoas na igreja se mostraram muito
I. INICIANDO mais bondosas e prestativas do que esperava.
Seu filhinho de três anos de idade era a sua
Atividade maior alegria.
Procure imagens da ‘‘Anunciação’’. Elas po- Lana percebeu que, apesar da sua gravidez
dem ser facilmente encontradas na internet. precoce não ter sido da vontade de Deus, Ele
Enquanto os alunos observam as imagens, ainda trabalhava em sua vida. Ao tentar fazer
pergunte: “De que maneira vocês acham que Sua vontade, passo a passo, as coisas saíram
este artista via Maria? O que o artista pensava muito melhor do que ela poderia ter imaginado.
a respeito dos anjos? Que detalhes desta figura
mais chamam sua atenção?” II. ENSINANDO A HISTÓRIA

Ilustração Uma Ponte Para a História


Conte esta ilustração em suas próprias pa- Comente com os alunos em suas próprias
lavras: palavras:
Quando Lana ficou grávida aos 16 anos de Apesar da gravidez de Maria ter sido o re-
idade, sentiu que todos olhavam para ela por sultado da atuação do Espírito Santo, ela ainda
todo lugar que passava. Decidiu parar de ir à teve que enfrentar a vergonha e a desaprova-
escola e à igreja. Seus pais a apoiaram, mas o ção sofridas por uma jovem que engravidara
namorado terminou a relação e não quis saber antes do casamento. Provavelmente, Maria te-
mais dela nem do bebê. Alguns amigos perma- ria entendido a situação de Lana e a teria enco-
neceram ao seu lado, mas a maioria ficou fa- rajado a ter esperança e fé. Maria foi chamada
lando mal por trás de suas costas. Lana achou por Deus para uma missão difícil e desafiado-
que sua vida tinha chegado ao fim. Nunca con- ra. Podemos apenas imaginar como deve ter se
cordou com o aborto e não podia nem pensar sentido ao ser visitada pelo anjo e ao receber a
em colocar o bebê para adoção. Assim, decidiu notícia. Mas sabemos com certeza como Maria
que ficaria com o bebê e o criaria sozinha. Mas respondeu ao chamado que lhe foi feito – com
não podia imaginar como terminaria o ensi- muita obediência e fé.
no médio, faria uma faculdade, casaria ou até
mesmo poderia se divertir com os amigos. Aplicando a História (Para Professores)
Três anos mais tarde, o mundo de Lana es- Após ler com seus alunos o texto bíblico na
tava bem diferente. Ela tinha acabado o ensi- seção Estudando a História, faça as perguntas
no médio fazendo apenas algumas matérias a seguir:
por vez. Claro que levou mais tempo, mas es- Que pensamentos podem ter surgido na
tava orgulhosa de ter completado os estudos. mente de Maria quando ela ouviu o anúncio do
Começou a fazer planos para a faculdade. anjo?
Não, ela não estava namorando ninguém nem O que a canção de Maria, em Lucas 1:46-55,
saindo para se divertir com os amigos sem- nos revela sobre o tipo de pessoa que ela era?
pre que queria, mas tinha um grupo de ami- Quando Maria teve que dar à luz Jesus em
gos que sempre a encorajavam e apoiavam. um estábulo onde os animais eram mantidos,
Lana também fez amizade com algumas ou- como você acha que ela se sentiu sobre a profe-
tras jovens mamães que entendiam sua situa- cia do anjo? Você acha que ela ainda estava feliz
ção. Logo começou a se sentir mais à vontade por Deus tê-la escolhido?
Adolescentes 19

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
Por que você acha que Deus escolheu vir à membros da família, amigos e vizinhos duvida-
Terra como a criança de uma família tão pobre ram da história. Maria teve que se preparar para
que nem mesmo tinha um lugar para ficar? O enfrentar a vergonha, a humilhação pública e a
que isso nos revela sobre Deus? fofoca a fim de obedecer ao chamado de Deus.

Utilize a passagem a seguir como fonte al- III. ENCERRAMENTO


ternativa relacionada à lição desta semana:
Mateus 1:18-2:23. Atividade
Encerre com uma atividade. Explique em
Apresentando o Contexto e o Cenário suas próprias palavras.
Use as informações a seguir para elucidar Após olhar os trabalhos artísticos produzi-
alguns aspectos da história para seus alunos. dos pelos alunos, diga: “Há muitas maneiras
Explique em suas próprias palavras. diferentes de ver as histórias bíblicas. Mas a
Ao estudarmos a história de José e Maria, coisa mais importante que podemos fazer é
como relatada em Lucas 1 e 2 e em Mateus 1 nos colocarmos no lugar dos personagens da
e 2, é importante lembrar o papel do “noivado” história. Se você estivesse no lugar de Maria
nos tempos bíblicos. Ao contrário do noivado – sendo chamado por Deus a fazer algo desa-
atual, que representa simplesmente um acordo fiador, difícil e até mesmo impossível – como
entre dois indivíduos que pretendem se casar responderia? As palavras de Maria: “Eu sou
numa data futura, o noivado judeu naquela época uma serva de Deus; que aconteça comigo o que
representava um contrato de casamento sob os o senhor acabou de dizer!”, ilustram a atitude
termos da lei. O preço da noiva, ou o dote, era que todos nós devemos buscar imitar.
calculado pelo noivo em perspectiva (ou o seu
pai) e o pai da noiva. Assim que o dote era pago, Resumo
o noivado era celebrado com uma cerimônia pú- Compartilhe os seguintes pensamentos,
blica que era considerada mais importante do usando suas próprias palavras:
que a própria cerimônia de casamento. Deus requer a cooperação humana para fa-
Após a cerimônia de noivado, a futura esposa zer Seu trabalho. Ou talvez seria melhor dizer
permanecia na casa dos pais, mas era conside- que Ele escolhe usar os seres humanos que
rada propriedade legal do futuro marido. A trai- escolhem cooperar com Ele. Jesus poderia
ção por parte da noiva era considerada tão grave simplesmente ter aparecido na Terra já na
quanto o adultério e a relação poderia ser anu- idade adulta, sem precisar da cooperação hu-
lada apenas mediante um divórcio. O casamento mana. Mas escolheu nascer como todos nós
era formalmente celebrado com um cortejo em nascemos. Escolheu vir como o filho de pais
que a noiva era levada à casa do marido, local humanos que teriam de concordar com o que
em que o casamento seria consumado. lhes estava sendo pedido. Tanto Maria quan-
Sendo assim, quando o anjo Gabriel visitou to José tiveram que desempenhar um papel
Maria, ela ainda era virgem, mas em termos muito desafiador no trabalho de Deus neste
atuais ela estava legalmente casada com José, mundo e ambos decidiram obedecer. Todos
apesar de ainda morar na casa dos pais. De os dias Deus chama pessoas – inclusive ado-
acordo com os costumes da época, José teria lescentes, como Maria provavelmente era – a
toda a razão de encarar a gravidez de Maria responder aos Seus desafios com coragem
como uma terrível traição por parte dela. Ape- e obediência. Não é fácil, mas a recompensa
sar de uma outra visita angelical ter convenci- está garantida. Você dirá a Ele: “Eu sou um
do José de que Maria falava a verdade, muitos servo de Deus”?
20 1o Trimestre | 2021
Dicas

para ens
Contextualização, Aplicação e Lições
inar
Quando recapitular a lição com os adolescentes, procure contextualizar as histórias.
É importante que eles entendam o que estava acontecendo e como aquela parte com-
plementa as anteriores. Lembre-se de mostrar a Bíblia como um livro que apresenta
uma história única, dividida em vários capítulos. É a revelação do plano da salvação, com
detalhes de como Deus interagiu com a humanidade e de que forma os seres humanos rea-
giram e têm reagido a Ele.

Não se esqueça de fazer a aplicação e extrair as lições, tornando a história prática para os
adolescentes. Faça perguntas do tipo: “Se fosse em nossos dias, como as coisas poderiam
ter acontecido?”, “Qual teria sido a reação das pessoas?”, “Como você teria agido se estivesse
no lugar dos personagens desta história?”

O estudo pode ser concluído com os adolescentes apresentando as lições que aprenderam.
Incentive-os a participar.

LEMBRE os alunos sobre o plano de


leitura, em que eles estudarão, na
série O Grande Conflito, o comentário ________________________________________
inspirado da Bíblia. A leitura
correspondente a esta lição é ________________________________________
O Libertador, capítulo 4.
________________________________________

ANOTAÇÕES ________________________________________

_________________________________________ ________________________________________

_________________________________________ ________________________________________

_________________________________________ ________________________________________

_________________________________________ ________________________________________

_________________________________________ ________________________________________

_________________________________________ ________________________________________

_________________________________________ ________________________________________

_________________________________________ ________________________________________
Adolescentes 21

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
Reconhecen
do
o Messias
Texto Bíblico:
Lucas 2:21-39
Comentário:
O Libertador, capítulo 5
Texto-Chave:
Lucas 2:25 e 26

Lição 4
- 23 de
janeiro d
e 2021

PREPARANDO-SE PARA ENSINAR

I. Sinopse
Talvez um dos momentos mais significativos o Redentor foi apresentado ao sacerdote num
da história da infância de Jesus seja a ocasião ritual que simbolizava a redenção. Mais tarde,
em que José e Maria O levaram para ser dedi- Ellen White observou: “O Shekinah [presença
cado no templo. Embora essa fosse uma prática visível de Deus] se afastara do santuário, mas
comum na religião judaica, a dedicação de Je- no Menino de Belém encontrava-se, velada,
sus não foi como as outras. Algo muito extra- a glória ante a qual se curvam os anjos” (O De-
ordinário ocorreu durante a cerimônia. Simeão, sejado de Todas as Nações, p. 52). Finalmente,
um homem bom e piedoso, reconheceu o Salva- as pessoas que testemunharam a dedicação do
dor e rendeu louvores a Ele. Ana, uma profetisa, Messias no templo servem de modelo para nós
entoou um louvor profético, reconhecendo tam- hoje – pessoas comuns que tinham uma grande
bém o Messias que ela tanto havia esperado. esperança que era o assunto principal da vida de-
A lição desta semana apresenta vários aspec- las: a promessa do Salvador vindouro. Os jovens
tos que podem beneficiar os alunos ao estuda- de hoje podem viver com a mesma esperança e
rem a dedicação de Jesus no templo. Primeiro, a o mesmo foco nos assuntos espirituais, assim
história apresenta um pequeno grupo de crentes como Simeão e Ana.
que almejavam sinceramente a chegada do reino
de Cristo. Esse pequeno grupo assemelha-se II. Objetivos
aos remanescentes que aguardam a segunda Os alunos deverão:
vinda de Cristo. Segundo, a história apresenta • Ver a importância de depositar a esperan-
cenas na cerimônia de dedicação que revelam ça em Cristo e colocá-Lo em primeiro lu-
verdades profundas a respeito de Cristo como gar todos os dias. (Saber)
nosso Redentor. Levar o filho primogênito para • Sentir que hoje podem fazer parte de um
ser dedicado no templo era um ato relacionado grupo de remanescentes que permane-
à libertação de Israel do Egito. Ironicamente, cem centralizados em Cristo. (Sentir)
22 1o Trimestre | 2021
• Escolher viver cada momento com expec- O grupo não tinha a menor ideia de que esta-
tativas extraordinárias. (Responder) va prestes a aprender que a expressão “mundo
selvagem” não é apenas uma frase, mas a re-
III. Para explorar alidade da floresta. É possível estar por dentro
• Remanescente de um assunto e ao mesmo tempo estar com-
• Prioridades pletamente por fora de outro.
• A Segunda Vinda de Cristo (Nisto Cremos,
cap. 24) II. ENSINANDO A HISTÓRIA

Uma Ponte Para a História


ENSINANDO Comente com os alunos em suas próprias
palavras:
De que maneira a história se aplica às pes-
Ilustração soas que estarão vivas na ocasião da volta de
Conte esta ilustração em suas próprias pa- Cristo? É possível vivermos com o nosso “rá-
lavras: dio” desligado?
Conta-se a história de um guarda-flores- Simeão e Ana faziam parte do pequeno gru-
tal de um parque nacional que ficou respon- po de pessoas que não deixaram o “rádio liga-
sável por guiar um grupo de turistas até o do”. Eles mantiveram viva a esperança de que
mirante do local. O guarda-florestal ficou tão Cristo um dia viria à Terra. A única maneira que
empolgado em ser o guia daquele grupo que podiam ficar atentos à chegada do Salvador, ou
começou a apontar cada flor e árvore dife- do Consolador de Israel, era observar os sinais
rente da floresta e a nomeá-las. Ele podia e esperar a chegada do grande dia.
identificar tudo que via pela frente! Ao guiar
o grupo de turistas pela floresta, as constan- Aplicando a História (Para Professores)
tes comunicações do rádio que carregava na Após ler com seus alunos o texto bíblico da
cintura começaram a distraí-lo e a espantar seção Estudando a História, faça as perguntas
a vida selvagem que desejava tanto mostrar a seguir:
ao grupo. Assim, decidiu desligar o rádio • Com tão pouca informação a respeito da
para que pudesse mostrar as maravilhas da infância de Jesus, por que você acha que essa
floresta sem ser interrompido. Os turistas história foi relatada na Bíblia?
estavam maravilhados com as explicações • Analise as palavras de Simeão a Deus e as
do guarda-florestal. Alguns até mesmo co- palavras que ele disse a Maria. Considerando
meçaram a anotar as informações detalha- as declarações proféticas de Simeão, que tipo
das da botânica e da vida animal que o guia de pessoa você acha que ele era?
lhes dava. Porém, o guarda-florestal falhou • Analise também a resposta de Ana (apesar
em perceber que ele e o grupo estavam sen- de suas palavras exatas não terem sido regis-
do seguidos. Ao se aproximarem do mirante, tradas) e reflita: Simeão e Ana eram pessoas
outro guarda-florestal em desespero alcan- comuns, com expectativas comuns a respeito
çou o grupo. Tentando recuperar o fôlego, do Messias, ou eram pessoas fora do comum
exclamou: para o tempo em que viviam? Justifique sua
– Por que seu rádio não está ligado? Há mais resposta.
de dois quilômetros estamos tentando avisar • Em sua opinião, de que maneira o estilo
que um urso pardo está à espreita de todo o de vida de Ana, ficando todo o tempo no templo
grupo faz meia hora! jejuando e orando, afetou a influência que ela
Adolescentes 23

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
3August20208:16am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
exercia sobre aqueles que estavam à sua volta? Salvador do mundo para ser dedicado como
A última frase da história ressalta: “Ela chegou sinal da provisão misericordiosa de Deus e a
e começou a louvar a Deus e a falar a respei- sua devoção a Ele.
to do menino para todos os que esperavam a José e Maria levaram Jesus ao templo em
libertação de Jerusalém” (Lucas 2:38, NTLH). obediência à lei. Maria deveria passar pelo ritu-
Em sua opinião, qual foi a reação das pessoas al de purificação e Jesus deveria ser dedicado.
diante das palavras de Ana? Havia três partes diferentes para a realização
• Deus revelou a Simeão que ele não mor- da cerimônia de dedicação. Primeiro, havia o
reria antes de ver o Messias. Imagine como ritual de purificação. Esse ritual tinha que ver
ele deve ter ficado ansioso ao ver os anos com a mãe. Depois de dar à luz, a mãe era con-
finais de sua vida chegarem, sabendo que a siderada impura por cerca de 40 dias. De acor-
qualquer momento teria o privilégio de tes- do com Levítico 12:1-4, a mãe era considerada
temunhar a presença do Filho de Deus. De impura por sete dias. No oitavo dia, o bebê ho-
que forma isso se assemelha a nós que esta- mem era circuncidado. Depois disso, devido à
mos vivendo as cenas finais da história deste perda de sangue, a mãe era considerada im-
mundo? pura por mais 33 dias. Somente depois desse
período é que a mãe poderia entrar no templo e
Utilize as passagens a seguir como fontes o ritual de purificação ser realizado. Esse ritu-
alternativas relacionadas à lição desta semana: al incluía uma oferta (um cordeiro como oferta
Isaías 6; Mateus 13:14; João 4; Lucas 24; Ma- queimada e uma rolinha como oferta pelo pe-
teus 25. cado). Naquela época, apenas os ricos podiam
pagar por um cordeiro. No lugar do cordeiro,
Apresentando o Contexto e o Cenário as famílias mais pobres podiam oferecer dois
Use as informações a seguir para elucidar pombos ou duas rolinhas (Levítico 12:6-8). Evi-
alguns aspectos da história para seus alunos. dentemente, José e Maria não eram ricos.
Explique em suas próprias palavras. Segundo, havia a cerimônia de dedicação da
A lição desta semana destaca a dedicação criança. Essa cerimônia era dividida em duas
de Jesus no templo, mas o foco central da his- partes: se a criança fosse um menino nascido
tória é a reação de Simeão e Ana, duas pessoas na tribo de Levi, automaticamente tornava-se
que aguardavam ansiosamente o aparecimen- parte da classe de sacerdotes. Para os pri-
to do Messias. mogênitos nascidos em outras tribos, os pais
Com relação à cerimônia de dedicação, deveriam levar uma pequena oferta para a ce-
Alfred Edersheim escreveu: “Essa cerimônia rimônia. Essa oferta geralmente consistia de
consistia na apresentação formal da criança cinco barras de prata (Números 18:1-16).
ao sacerdote, acompanhada por duas ‘ações A terceira parte da cerimônia de dedicação
de graça’ – a gratidão pela redenção da lei e era a consagração do primogênito ao Senhor
a gratidão pelo filho primogênito. Logo em se- (Êxodo 13:2, 12), uma exigência feita a todas
guida, o dinheiro da redenção era pago. Lem- as famílias judaicas. Simeão, um servo fiel
brando o significado simbólico dessa cerimô- de Deus, e Ana não apenas testemunharam a
nia como a expressão da exigência de Deus dedicação de Jesus no templo, mas reconhe-
sobre cada família de Israel, esse ritual deve ceram Jesus como o Messias. Isso aconteceu,
ter sido o mais solene de todos” (Life and Ti- talvez, apenas porque faziam parte de um pe-
mes of Jesus the Messiah). queno grupo de pessoas que criam que isso
Aproximadamente 40 dias depois do nas- aconteceria e que aguardavam atentos o dia do
cimento de Jesus, José e Maria levaram o aparecimento do Senhor.
24 1o Trimestre | 2021
III. ENCERRAMENTO hesitantes e exaustos devido aos eventos que
se seguiram ao nascimento de Jesus.
Atividade Simeão, sabendo que seus dias estavam
Encerre com uma atividade. Explique em chegando ao fim, mas certo da promessa di-
suas próprias palavras. vina de que não morreria antes de ver o Mes-
Divida a classe em dois grupos. Instrua um sias, olhava cada bebê nos olhos e se per-
grupo a revistar a sala e procurar objetos que guntava: “Será que é esse o Messias?” Ana
contenham a cor azul. Instrua o outro grupo a passava dias e noites no templo servindo ao
examinar a sala em busca de objetos que con- Senhor e atenta ao dia em que o Messias apa-
tenham a cor vermelha. receria. Talvez nenhum dos dois soubesse ao
Ao terminar a atividade, pergunte: “Ao cami- certo se o Messias apareceria a eles ainda
nhar pela sala hoje, você se perguntou: ‘Uau, há como um bebê. Mas, ao aparecer a Glória do
pelo menos cinco objetos nesta sala que contêm Céu, Simeão e Ana estavam atentos e reco-
a cor vermelha’? Provavelmente, não. Nessa nheceram o Messias.
atividade vocês tiveram que procurar por algo É possível passar o dia, a semana e até mes-
específico. Em que isso se assemelha à visão mo a vida tão ocupados e concentrados em
de Simeão e Ana da vinda do Messias? Como tantas coisas que nos esquecemos daquilo que
nossa vida seria diferente se buscássemos a realmente importa. Encontre maneiras de se
Cristo da mesma forma? O que mudaria?” lembrar a cada dia dAquele que deve ser o cen-
tro de nossa atenção e do maior evento da nossa
Resumo vida futura. Não a formatura. Não o casamento.
Compartilhe os seguintes pensamentos, Não o trabalho. Mas, sim, a volta do Messias – o
usando suas próprias palavras: Salvador Jesus Cristo. Tão certo como Ele veio
Na ocasião em que José e Maria levaram o à Terra há 2.000 anos, Ele voltará. Qual será
Bebê ao templo, provavelmente ainda estavam sua prioridade até esse dia chegar?

LEMBRE os alunos sobre o plano de


leitura, em que eles estudarão, na
série O Grande Conflito, o comentário _________________________________________
inspirado da Bíblia. A leitura
correspondente a esta lição é _________________________________________
O Libertador, capítulo 4.
_________________________________________

ANOTAÇÕES _________________________________________

_________________________________________ _________________________________________

_________________________________________ _________________________________________

_________________________________________ _________________________________________

_________________________________________ _________________________________________
Adolescentes 25

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
nsinar
s para e
Dica Uma Variedade de Sentidos
Não há dúvida de que descobrimos o mundo, as ideias e as informações por meio
dos nossos cinco sentidos. Ao ensinarmos, será que estamos utilizando métodos que
envolvem os sentidos? A atividade de encerramento desta lição mexe com o sentido visual.
É raro quem utilize todos os sentidos de igual forma. Geralmente, cada ser humano utiliza
um ou dois sentidos mais do que os outros. Porém, a variedade dos sentidos é a chave do en-
sino. Certa vez, um professor trouxe um pão fresquinho para a Escola Sabatina numa manhã
de sábado. Os alunos puderam ver, degustar, tocar e cheirar o pão. A lição falava a respeito
da declaração feita por Jesus de ser “o Pão da Vida”, um Pão que nunca deixará que sintamos
fome novamente. Pense nos sentidos e de que forma estimulá-los em sala de aula.

ANOTAÇÕES

____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

26 1o Trimestre | 2021
Segui n do a
sE trela
Texto Bíblico:
Mateus 2
Comentário:
O Libertador, capítulo 6
Texto-Chave:
Mateus 2:2

n e iro d e 2021
ã o 5 - 30 de ja
Liç

PREPARANDO-SE PARA ENSINAR aparecer naquela nação; como um cometa Ele


virá de Israel” (Números 24:17, NTLH). Prova-
velmente, eles também conheciam e compreen-
I. Sinopse diam a profecia de Daniel 9:25 e 26 e perceberam
Os sábios do Oriente foram guiados até o que a vinda do Messias estava próxima.
local em que Jesus estava por um “sistema Os sábios do Oriente chegaram a Jerusalém
tecnológico” divino muito superior a qualquer acreditando que encontrariam uma grande co-
outro já visto no mundo. Não sabemos se esses moção em relação ao nascimento do Rei. No
homens eram reis. Não sabemos se eram três. entanto, depararam-se com a ignorância geral
Não sabemos seu nome, o local de origem ou a desse grande acontecimento e suas palavras
idade. Sabemos, apenas, que na realidade não instigaram o ciúme e o medo entre os líderes
estavam seguindo uma estrela. Então, por que romanos e os líderes judeus, o que resultou no
os sábios do Oriente nos parecem tão familia- assassinato de milhares de crianças inocentes
res? Porque se tornaram parte da tradição en- e mais tarde no assassinato de Jesus.
volvida no Natal. As características atribuídas Esta lição nos mostra que os homens sábios
hoje aos sábios do Oriente baseiam-se em su- também servem de modelo para aqueles que
posições, na compreensão da cultura da época desejam se preparar para ver e reconhecer a
e no pequeno relato a seu respeito em Mateus. volta de Jesus.
Os sábios do Oriente receberam nomes –
Gaspar, Melquior e Baltazar – e a Festa dos Três II. Objetivos
Reis Magos (também chamada de Epifania ou Dia Os alunos deverão:
de Reis, que marca o fim da época do Natal) é ce- • Entender como os sábios do Oriente foram
lebrada em muitas culturas. Mas os verdadeiros guiados até Jesus de acordo com o plano
sábios do Oriente não eram apenas coadjuvantes divino. (Saber)
numa peça de Natal. Eles estudaram as Escri- • Sentir a determinação e o entusiasmo ex-
turas Hebraicas e encontraram as palavras de perimentado pelos sábios do Oriente ao
Balaão: “Um rei, como uma estrela brilhante, vai viajarem para saudar o Messias. (Sentir)
Adolescentes 27

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
• Decidir ser homens e mulheres sábios dos jovens foram os mais sábios. Todo aquele que
últimos dias que buscam a Jesus assim dá e recebe presentes, assim como eles, são
como os antigos sábios do Oriente. (Res- os mais sábios. Em todo o lugar eles são os
ponder) mais sábios. Eles são os magos.”

III. Para explorar II. ENSINANDO A HISTÓRIA


• Política
• Mundo Natural Uma Ponte Para a História
• Preconceito Comente com os alunos em suas próprias
palavras:
ENSINANDO Essa história é um exemplo de amor altruísta.
Sem dúvida alguma, Maria, José e o bebê
Jesus são as estrelas da história do Natal, a
maior história de amor altruísta já conhecida.
I. INICIANDO Hoje, no entanto, destacaremos aqueles que
decidiram seguir a estrela que levava aos
Ilustração personagens principais da história de Natal.
Conte esta ilustração em suas próprias pa- Os sábios do Oriente buscaram sinceramente
lavras: a verdade, a ponto de deixarem sua terra e
“The Gift of the Magi” (O presente dos Ma- partirem para uma viagem que seria lembra-
gos), do autor O. Henry, é um clássico que da através dos séculos. Somos nós homens e
conta a história de uma jovem que vende o mulheres sábios?
próprio cabelo na época de Natal para arre-
cadar dinheiro para comprar uma pulseira Aplicando a História (Para Professores)
de relógio para o seu amado. Enquanto isso, Após ler com seus alunos o texto bíblico da
o amado vende o seu relógio para arrecadar seção Estudando a História, faça as perguntas
dinheiro para comprar um jogo de escovas a seguir:
de cabelo para a amada pentear seus lindos • O que o texto bíblico encontrado em Ma-
cabelos longos. No fim, o casal percebe que teus 2:11 relata a respeito do local em que Je-
seus presentes de amor estavam acima da sus estava quando os sábios chegaram? Isso
ironia da situação. indica que Jesus já não Se encontrava mais no
A seguir está o parágrafo final da história: local de seu nascimento.
“Os magos, como você sabe, eram homens • Por que os sábios foram instruídos em so-
sábios – homens sábios maravilhosos – que nho a não voltar para falar com Herodes?
compraram presentes para o Bebê. Eles in- • O que aconteceu que tornou possível a vol-
ventaram a arte de dar presentes no Natal. ta de José, Maria e Jesus para Israel?
Sendo sábios, sem dúvida alguma, os presen-
tes possivelmente poderiam ser trocados em Utilize a passagem a seguir como fonte al-
caso de duplicação. E aqui, de maneira falha, ternativa relacionada à lição desta semana:
relatei a você uma crônica monótona de dois Lucas 2:1-20.
jovens tolos em um apartamento que, impru-
dentemente, sacrificaram as maiores rique- Apresentando o Contexto e o Cenário
zas de seu lar por amor ao outro. Mas, como Use as informações a seguir para elucidar
última palavra aos sábios de hoje, digo que alguns aspectos da história para seus alunos.
de todo aquele que dá presentes, esses dois Explique em suas próprias palavras.
28 1o Trimestre | 2021
Não sabemos exatamente de que região Nós somos os sábios do fim dos tempos.
os sábios vieram, pois o Oriente de Israel na Nós saudaremos o Rei Jesus por ocasião de
época incluía a Média e a Pérsia (que hoje fa- Sua segunda vinda. Não é emocionante saber
zem parte do atual Irã), a Assíria e a Babilônia disso?
(que hoje fazem parte do atual Iraque). “Os
magos do Oriente pertenciam a uma classe Resumo
que representava pessoas ricas e instruídas. Compartilhe os seguintes pensamentos,
Entre esse grupo, estavam homens corretos usando suas próprias palavras:
que estudaram as indicações de Deus na na- “Um amigo meu foi convidado por seus três
tureza, e foram honrados por sua integridade filhos pequenos para assistir a uma peça de
e sabedoria. Os sábios que vieram a Jesus Natal criada por eles mesmos. Meu amigo en-
eram assim. trou na sala e observou a cena. Jesus estava
“Ao estudarem os céus estrelados, esses sendo representado por uma boneca enrolada
homens devotos e instruídos viram a glória num cobertor. O filho mais velho obviamente
do Criador. À procura de um conhecimento fazia o papel de José vestido com um roupão de
mais claro, eles pesquisaram as Escrituras banho e segurando na mão um cabo de vassou-
dos hebreus. Existiam escritos proféticos em ra, no lugar de um cajado. A filha do meio fazia
sua própria terra que prediziam a vinda de o papel de M
­ aria. Tinha um lençol enrolado na
um divino mestre. As profecias de Balaão ti- cabeça e olhava atentamente para a boneca.
nham sido repassadas de século em século, A filha mais nova vestia uma coroa feita de pa-
por meio da tradição. No Antigo Testamento, pel alumínio e carregava nas mãos uma caixa
os magos, com alegria, aprenderam que a de presentes. Achou necessário explicar seu
vinda do Salvador estava próxima. O mundo papel na peça e a sua missão:
inteiro deveria se encher com o conhecimento – Sou os três homens sábios – disse com
da glória do Senhor” (O Libertador, p. 31). orgulho. – Trago presentes preciosos: ouro,
Segundo o Comentário Bíblico Adventista “incêndio” e “missa”!” (Extraído do sermão
do Sétimo Dia, Herodes esteve no poder de 37 de Nancy S. Taylor, Old South Church, Boston,
a.C. a 4 d.C., e Arquelau (o filho mais cruel de Mass. Usado com permissão.)
Herodes) reinou de 4 d.C. a 6 d.C. O comen- O que torna os sábios tão inesquecíveis?
tário também declara que, de acordo com a Será que é porque são misteriosos, sendo ape-
prática do local e da época, ­considerava-se nas mencionados em Mateus 2? Será porque
que uma criança tinha “um ano de idade” trouxeram presentes? Todos nós gostamos
em seu primeiro ano calendário (entre o de dar e receber presentes. Será porque os
nascimento da criança até o próximo dia de presentes fazem parte da tradição de Natal e
­A no-Novo) e o “segundo ano de idade” come- fazem com que nos lembremos de nossa in-
çava com o segundo ano calendário (vol. 5, fância? Talvez isso esteja relacionado com as
p. 291, 292). crianças. Mas na verdade está relacionado com
a Criança. Todos nós gostaríamos de ter estado
III. ENCERRAMENTO lá e ter saudado o bebê Jesus com presentes
dignos de um Rei.
Atividade Os magos nos representam e nós os repre-
Encerre com uma atividade. Explique em sentamos nos últimos dias da história deste
suas próprias palavras. mundo. Você estará lá para saudar o Rei?

Adolescentes 29

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
nsinar
s para e
Dica Conteúdo Virtual
A internet possui uma grande variedade de conteúdos que podem ser muito úteis
para a Escola Sabatina. Vídeos, músicas, imagens, informações e outros conteúdos
podem ilustrar de forma criativa a história ou o conceito estudado e estimular a discussão
de um determinado assunto.

LEMBRE os alunos sobre o plano de leitura, em que eles estudarão, na série O Grande
Conflito, o comentário inspirado da Bíblia. A leitura correspondente a esta lição é O Libertador,
capítulo 6.

ANOTAÇÕES

______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________
30 1o Trimestre | 2021
Cresce n d o
Es ta tu r a
em
Texto Bíblico:
Lucas 2:39-52

r a ça
Comentário:

eG
O Libertador, capítulos 7, 8 e 9
Texto-Chave:
Lucas 2:52

e re irodde e?2?0?2?1
ã o 6 -
- 6? ddee f?e?v???

LLição ?

II. Objetivos
Os alunos deverão:
• Saber que Jesus enfrentou os mesmos de-
PREPARANDO-SE PARA ENSINAR safios e tentações que a juventude enfren-
ta hoje, mas permaneceu puro. (Saber)
I. Sinopse • Imaginar Jesus como um jovem com quem
Jesus cresceu em Nazaré – um período de gostariam de fazer amizade e se relacionar.
30 anos que a Bíblia resume em apenas alguns (Sentir)
versos. Com exceção da história da Sua visita • Pedir a Deus a graça de ser como Jesus ao
ao templo aos doze anos de idade, os autores crescerem e se tornarem adultos. (Res-
dos Evangelhos não sabiam muito a respeito da ponder)
infância e da juventude de Jesus, ou talvez não
tenham considerado importante registrar essa III. Para explorar
fase de Sua vida. • Maturidade e independência
O pouco que sabemos nos revela a figura de • Relacionamento com os pais
um menino obediente e educado, que também • Informações extrabíblicas a respeito de
tinha grande força de vontade e que compre- Jesus
endeu ainda cedo qual era Sua missão. Jesus
cresceu física, mental, social e espiritualmen-
ANOTAÇÕES
te. O texto encontrado em Lucas 2:52 pode ter
_________________________________________
sido escrito com a intenção de mostrar que
Jesus não foi um menino prodígio que Se de- _________________________________________
senvolveu em apenas uma determinada área _________________________________________
da vida e deixou as outras de lado. Jesus expe- _________________________________________
rimentou todo tipo de situações e soube como
_________________________________________
agir. Foi obediente aos pais, mas não teve medo
_________________________________________
de lhes dizer que o trabalho do Pai Celestial era
a prioridade de Sua vida. _________________________________________

Adolescentes 31

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
ENSINANDO II. ENSINANDO A HISTÓRIA

Uma Ponte Para a História


I. INICIANDO Comente com os alunos em suas próprias
palavras:
Ilustração Todo jovem passa por um período de distan-
Conte esta ilustração em suas próprias pa- ciamento dos pais e procura a independência.
lavras: Essa é apenas uma das fases de desenvolvi-
Aos cinco anos de idade, Jonathan se per- mento da adolescência. De acordo com a Bíblia,
deu numa loja de departamentos enquanto Jesus não foi rebelde nem desobediente, mas
seus pais faziam compras. Jonathan e os pais fez com que Seus pais ficassem preocupados.
ficaram apavorados. Enquanto a mãe avisava De certa forma, é normal que os pais fiquem
a equipe de segurança, Jonathan vagueava preocupados com a independência dos filhos.
pelos corredores da loja procurando os rostos Mas Jesus foi capaz de ser Ele mesmo sem en-
familiares de seus pais e chorando descon- trar em conflito com os pais – uma lição muito
soladamente até que, finalmente, chamou a valiosa que todos nós podemos aprender.
atenção de um adulto gentil que o ajudou a en-
contrar sua família. Por muitos anos, Jonathan Aplicando a História (Para Professores)
lembrou-se vividamente do medo que sentiu Discuta as perguntas da seção Aplicando a
ao se perder naquele dia. História da lição do aluno.
Dez anos mais tarde, Jonathan, com quinze Caminhe entre os alunos (ou divida-os em
anos, fugiu de casa para participar de uma fes- pequenos grupos se tiver uma sala muito gran-
ta que os pais o haviam proibido de ir. Desta vez de) e peça que cada um compartilhe uma ex-
não sentiu medo, mas um grande entusiasmo periência em que se perdeu ou se separou de
e orgulho de ter saído de casa sem ser visto. sua família quando era mais novo. Pergunte aos
O medo não surgiu até poucas horas depois, alunos como acham que sua experiência se as-
quando pegou carona para voltar para casa semelha à experiência de Jesus ter sido esque-
com o irmão mais velho de um amigo que esta- cido no templo aos 12 anos. Como se sentiram?
va visivelmente bêbado. Jonathan ficou apavo- Como Jesus deve ter Se sentido? Será que Ele
rado o caminho todo e percebeu que seus pais sabia que Seus pais haviam saído de Jerusalém?
tinham razão. Os pais dos alunos reagiram da mesma forma
Enquanto isso, a mãe de Jonathan estava que os pais de Jesus? Discuta: Jesus delibera-
tão apavorada e preocupada quanto esteve na damente decidiu preocupar Seus pais? Será que
ocasião em que o filho se perdeu na loja dez Ele ficou preocupado com Seus pais ao percebe-
anos atrás. Mas agora sentia um certo rancor rem que tinha ficado para trás, ou será que es-
juntamente com o medo. Sabia que Jonathan ti- tava tão concentrado na discussão com os mes-
nha deliberadamente escolhido desobedecer. A tres da lei que nem mesmo Se lembrou deles?
mãe orou para que o filho chegasse a salvo em Pergunte: “O que podemos aprender com o
casa, mas também tinha a intenção de deixá-lo texto bíblico desta semana em relação aos desa-
de castigo nas próximas três semanas, assim fios que os jovens enfrentam hoje ao crescerem
que entrasse em casa. e se tornarem um pouco mais independentes de
As experiências vividas por Jonathan se as- seus pais? De que maneira podemos viver a ado-
semelham de alguma forma com a experiência lescência seguindo o exemplo de Jesus?” Na lou-
de Jesus ao ser deixado no templo? Justifique sa ou numa cartolina colocada à frente da classe,
sua resposta. escreva as sugestões dadas pelos alunos.
32 1o Trimestre | 2021
Apresentando o Contexto e o Cenário III. ENCERRAMENTO
Use as informações a seguir para elucidar
alguns aspectos da história para seus alunos. Atividade
Explique em suas próprias palavras. Encerre com uma atividade. Explique em
Os Evangelhos da infância, assim como suas próprias palavras.
muitos outros Evangelhos apócrifos, foram Confeccione cartões inscritos com o verso bí-
escritos algum tempo depois de Jesus e dos blico desta semana e a frase: “Eu quero crescer
apóstolos originais, com a intenção de pre- ______________”. Diga: “O texto bíblico que es-
encher as lacunas deixadas nos Evangelhos tudamos esta semana diz que Jesus cresceu
canônicos e promover certos assuntos. Uma em todas as áreas da vida, de forma apropria-
passagem citada no texto apócrifo intitulado da para a Sua idade. Ele desenvolveu-Se física,
Infancy Gospel of Thomas (O Evangelho da mental, social e espiritualmente. Em que área
Infância de Tomé) apresenta um Jesus que, você acha que precisa crescer? Em poucas pa-
quando garoto, era visto como um perigo à so- lavras, escreva no cartão de que maneira você
ciedade. Era temperamental e utilizava Seus gostaria de crescer a esta altura de sua vida.
poderes divinos para amaldiçoar aqueles que Ao orarmos, peça a ajuda de Deus para se tor-
ousassem desafiá-Lo – algo que o Jesus dos nar mais semelhante a Jesus.”
Evangelhos explicitamente recusava-Se a fa-
zer. O autor desse Evangelho da infância (que Resumo
evidentemente não era o verdadeiro apóstolo Compartilhe os seguintes pensamentos,
Tomé, mas apenas emprestou seu nome) de- usando suas próprias palavras:
monstra o desejo de promover a visão de um Jesus enfrentou os mesmos desafios que
Jesus que prioriza Seu poder e julgamento nós enfrentamos aos passarmos pela infân-
divino em lugar do amor e da misericórdia. cia, pela adolescência e pela juventude. Mesmo
Lembre-se do nosso objetivo central ao es- vivendo em uma época e em uma cultura dife-
tudar os Evangelhos – conhecer quem é Deus rente da nossa, ainda podemos aprender muito
por meio do ministério de Jesus. A passagem com Ele. Nós também podemos crescer em sa-
apócrifa promove uma visão de Deus que não bedoria e graça diante de Deus e dos homens,
tem a menor semelhança com a maneira de se tomarmos Jesus como o nosso exemplo.
Jesus falar e agir nos Evangelhos canônicos. Assim como a história de Jesus no templo, po-
Incentive os alunos a lerem o que foi reve- demos nos tornar independentes, mas ao mes-
lado a Ellen White sobre a infância, adoles- mo tempo sermos obedientes e respeitosos aos
cência e juventude de Jesus, nos capítulos 7, 8 nossos pais e responsáveis. Podemos ser nós
e 9 do livro O Libertador. mesmos e ainda assim mantermos um rela-
cionamento saudável com as pessoas que nos
amam e querem o nosso bem. Jesus agiu assim
e, por Sua graça, podemos fazer o mesmo.

LEMBRE os alunos sobre o plano de ANOTAÇÕES


leitura, em que eles estudarão, na
série O Grande Conflito, o comentário _________________________________________
inspirado da Bíblia. A leitura
correspondente a esta lição é _________________________________________
O Libertador, capítulos 7, 8 e 9.
Adolescentes 33
_________________________________________

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
13August20203:53pm Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
nsinar
s para e
Introduzindo Temas Contraditórios
Dica A passagem do “Evangelho da Infância de Tomé” e a seção Apresentando o Contexto
e o Cenário servem de exemplo de como introduzir um tema contraditório aos alunos.
Alguns alunos talvez não tenham a menor ideia de que tais coisas como os “Evangelhos
apócrifos” existam e que a igreja primitiva teve que selecionar os Evangelhos que acredita-
vam terem sido inspirados pelo Espírito Santo. Outros alunos do grupo (que talvez tenham
lido ou assistido O Código Da Vinci ou entrado em contato com materiais semelhantes) talvez
tenham dúvidas ou perguntas a respeito de tais assuntos. Introduzir tais temas em uma aula
baseada no estudo da Bíblia, levantar questões pertinentes e dar informações precisas pre-
pararão os alunos a enfrentar os desafios da fé que poderão surgir mais tarde. Para não ser
apanhado de surpresa caso surjam perguntas na classe, faça uma pequena pesquisa que o
habilite a falar com segurança a respeito do escritos apócrifos, da igreja primitiva e da for-
mação do cânon sagrado.

ANOTAÇÕES

___________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

34
____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________
34 1o Trimestre | 2021
Alg u ém
Es pec ial
Texto Bíblico:
Mateus 3:1-17; Lucas 1:5-23
Comentário:
O Libertador, capítulos 10 e 11
Texto-Chave:
Mateus 11:11

e re iro d e 2021
v
ã o 7 - 13 de fe
Liç

de João e sua maneira de vestir foram pres-


PREPARANDO-SE PARA ENSINAR critas pelo próprio Deus. Ao ensinar essa li-
ção, note que, assim como descrito por Ellen
White, a alimentação de João e sua maneira
I. Sinopse de vestir tinham como propósito traçar um
Ellen G. White resumiu de forma muito espe- contraste com a intemperança e o materialis-
cial a importância do ministério de João Batista mo excessivo da época. Os jovens de hoje são
ao declarar que a responsabilidade colocada tentados constantemente nessas duas áreas.
sobre ele foi a maior já conferida a qualquer Escolher ficar ao lado de Deus não será fácil,
outro ser humano (O Libertador, p. 51). Houve assim como não foi fácil para João. Mas você
algum trabalho na Terra mais importante do não acha que vale a pena passar por isso por
que preparar o caminho para o primeiro adven- causa de Jesus?
to do Salvador do mundo? Finalmente, é preciso enfatizar o poder e
O nascimento de João Batista foi planejado a simplicidade do chamado feito por João ao
por Deus. Um anjo foi enviado do Céu para pro- arrependimento. Essa é a mesma mensagem
clamar as boas-novas para Zacarias enquanto que precederá a segunda vinda de Cristo, e
ministrava no templo. O anjo observou: “Pois nós somos chamados a proclamá-la. Temos o
será grande aos olhos do Senhor. Ele nunca privilégio único de fazer um trabalho especial
tomará vinho nem bebida fermentada, e será para Deus e, assim como João, devemos apro-
cheio do Espírito Santo desde antes do seu nas- veitar cada oportunidade.
cimento” (Lucas 1:15).
O verso-chave da história de João Batis- II. Objetivos
ta ensina verdades que são muito relevantes Os alunos deverão:
para a nossa juventude de hoje. Por exemplo, • Descobrir que Deus nos chama para de-
o nascimento de João não foi sem propósito. senvolvermos um ministério especial para
Deus planejou o seu nascimento para cum- Ele. (Saber)
prir um propósito sagrado e fez o mesmo para • Sentir a bênção do Espírito Santo ao aceitar
cada um de nós. Além disso, a alimentação o chamado de Deus para o serviço. (Sentir)
Adolescentes 35

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
12August20203:29pm Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
• Dedicar-se a viver uma vida que apon- “Há poucos anos os jornais divulgaram a
ta para o breve retorno de Jesus Cristo. história de Al Johnson, um homem do Estado
(Responder) do Kansas, nos Estados Unidos, que se tornou
cristão. O que tornou sua história notável não
III. PARA EXPLORAR foi sua conversão, mas o fato de sua nova fé
• Simplicidade em Cristo resultar na confissão do roubo de
• O Dom de Profecia (Nisto Cremos, cap. 17) banco que havia participado quando tinha ape-
• O Batismo (Nisto Cremos, cap. 14) nas 19 anos de idade. Devido à lei da caducida-
• Confissão e arrependimento de, Johnson não podia ser processado. Ainda
assim, acreditava que seu relacionamento
com Cristo exigia uma confissão. Johnson até
ENSINANDO mesmo se prontificou a devolver a parte que
lhe coube do dinheiro roubado!” (Today in the
World, Abril, 1989, p. 13).
I. INICIANDO
II. ENSINANDO A HISTÓRIA
João Batista tinha uma aparência diferente
e se alimentava de forma diferente, mas agia Uma Ponte Para a História
em obediência às ordenanças de Deus para Comente com os alunos em suas próprias
apoiar e fortalecer Sua mensagem. Ele era um palavras:
mensageiro com a missão de chamar ao arre- Não há liberdade mais completa do que sa-
pendimento e proclamar a justiça, a salvação ber que todos os nossos pecados foram perdo-
e a simplicidade. A maioria das pessoas hoje ados e que o nosso relacionamento com Deus
rotularia João como louco, mas assim que o está em dia. Antes de João Batista começar a
ouvissem falar, ficariam fascinadas. O poder pregar, os judeus sofriam com o jugo de uma fé
de Deus estava sobre ele. que lhes oferecia apenas um formalismo vazio.
Os fariseus tinham corrompido de tal maneira
Ilustração a Palavra de Deus com sua hipocrisia ostensiva
Conte esta ilustração em suas próprias pa- que os homens e as mulheres almejavam a ver-
lavras: dade. A verdade estava a caminho na Pessoa de
“De acordo com a Encyclopedia of 7.700 illus- Jesus; mas, antes da Verdade ser manifestada,
trations (Enciclopédia de 7.700 ilustrações) de Paul Deus chamou as pessoas para confessarem
Lee Tan: ‘Os romanos muitas vezes obrigavam um seus pecados, se arrependerem e mudarem
prisioneiro a ficar face a face com um defunto e de atitude. Deus entregou essa mensagem por
aguentar aquela situação até que o terrível mau meio de João Batista. Essa mensagem fazia
cheiro destruísse a vida da vítima viva. Virgil des- parte da preparação necessária para receber
creveu esse castigo cruel: O ser vivo e o morto, Cristo na vida e no coração do povo.
ao seu comando, eram amarrados face a face,
mão com mão, até que sufocado com o fedor, en- Aplicando a História (Para Professores)
trelaçado fortemente com o corpo repugnante, Após ler com seus alunos o texto bíblico da
o miserável prisioneiro lentamente desfalecia e seção Estudando a História, faça as perguntas
morria.’ Sem Cristo, estamos atados a um corpo a seguir:
em decomposição – nosso pecado. Somente o ar- • Por que Deus não disse para João Batista ir
rependimento pode nos libertar da morte certa, e pregar nas vilas e nas cidades em que as pes-
pois a vida e a morte não podem coexistir. soas viviam? Por que João pregava no deserto
36 1o Trimestre | 2021
da Judeia? Será que as distrações da cidade ti- O arrependimento bíblico é composto por
nham alguma coisa a ver com isso? três partes distintas: 1) a renúncia de todo o
• Os alunos poderão achar engraçado o pecado, uma reviravolta na direção de nossa
fato de João se alimentar de gafanhotos e mel vida; 2) a submissão de nossa vida à direção de
silvestre. Qual será a alimentação do povo de Deus e 3) o contínuo desejo de ser transforma-
Deus no fim dos tempos? Será que nossa ali- do e moldado por Deus através do processo de
mentação afeta nossa espiritualidade? santificação.
• João Batista soube que foi chamado en- Atos 3:19 declara: “Arrependam-se, pois, e
quanto ainda estava no ventre de sua mãe (Lucas voltem-se para Deus, para que os seus peca-
1:41). O que isso nos diz a respeito de como Deus dos sejam cancelados.” Note o pré-requisito
planeja o propósito e o destino de cada criança? para o perdão. De maneira muito real, a men-
• Será que alguma vez seremos chamados a sagem de João de arrependimento funcionou
“disfarçar” a verdade? Será que todas as pes- como um pré-requisito para o derramamento
soas são chamadas a pregar a mensagem de do perdão de Deus por meio de Jesus Cristo.
arrependimento da mesma maneira que João Somente poderemos ser preenchidos com a
Batista? Ou será que Deus chama pessoas di- vida de Jesus – por meio do Espírito Santo – se
ferentes para trabalharem para Ele de formas deixarmos tudo por Ele.
diferentes? 2. O Reino Está Aqui. Mateus 3:1 e 2 afirma:
• Por que o batismo era uma parte tão im- “Naqueles dias surgiu João Batista, pregando
portante do ministério de João? De que forma no deserto da Judeia. Ele dizia: ‘Arrependam-
o batismo se encaixava na mensagem a que ele se, pois o Reino dos Céus está próximo.’” A fra-
foi destinado a proclamar? Qual é a função do se “o Reino do Céu” aparece 137 vezes no Novo
batismo na vida do cristão? Testamento – dessas 137 vezes, mais de 100
• Por que será que Deus permitiu que João aparecem durante o ministério de Jesus. O Rei-
Batista morresse de maneira tão cruel (Mateus no do Céu era a mensagem central do ministé-
14:1-12)? Como a resposta de Jesus em relação rio de Jesus. No sermão da montanha (Mateus
à morte de João Batista aprofunda nossa com- 5-7), Jesus revelou a constituição de Seu reino
preensão do amor de Deus por nós? a fim de mostrar o contraste entre o reino des-
Utilize as passagens a seguir como fontes te mundo governado por Satanás e o Reino do
alternativas relacionadas à lição desta semana: Céu governado por Deus.
João 14:1-13; 1 Reis 18:20-40; Isaías 40:3; Quando João se referiu ao reino em Mateus
Atos 3:19; Tiago 1:21-25. 3:1 e 2, falou especificamente da vinda de J­ esus,
o Ungido que libertaria a humanidade caí-
Apresentando o Contexto e o Cenário da das garras de Satanás. O reino estava pró-
Use as informações a seguir para elucidar ximo, porque o Rei desse reino estava próximo.
alguns aspectos da história para seus alunos. A morte, a doença e todos os tipos de enfer-
Explique em suas próprias palavras. midades estavam prestes a ser derrotadas por
1. Arrependam-se Agora. O primeiro cha- Cristo. João sentiu a força e o poder do reino.
mado do reino de Deus é para o arrependimen- 3. Longe da Multidão Enlouquecida. Reflita
to. Esse é o ponto de partida da caminhada com a respeito da seguinte citação de Ellen White e
Deus. O amor de Cristo nos atrai (Jeremias suas implicações para nós hoje:
31:3), mas quanto mais perto nos achegamos “Pela ordem natural das coisas, o filho de
de Deus, mais os pontos escuros de nossa vida Zacarias teria sido educado nas escolas dos
aparecem. À medida que aparecem, somos rabinos. Mas como essas escolas não o prepa-
confrontados com um dilema. rariam para a obra que devia realizar, Deus o
Adolescentes 37

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
chamou para o deserto a fim de aprender sobre Instrua os alunos a permanecerem por um
a natureza e sobre o Deus da natureza. João fez minuto em oração silenciosa e encerre com
das colinas áridas, dos barrancos acidentados uma oração.
e das cavernas rochosas o seu lar. Ali, os arre-
dores o ajudaram a formar hábitos de simplici- Resumo
dade e abnegação” (O Libertador, p. 52). Compartilhe os seguintes pensamentos,
A simplicidade da criação de João Batista usando suas próprias palavras:
moldou sua percepção do pecado. Ele não per- Jesus compreendia como ninguém o minis-
deu sua sensibilidade devido ao pecado. tério de João Batista. Sabemos disso porque
Ele afirmou aos discípulos que, de todos os ho-
III. ENCERRAMENTO mens que já nasceram, João Batista é o maior
(Mateus 11:11).
Atividade Desde seu nascimento miraculoso até seu
Encerre com uma atividade. Explique em ministério público, João Batista mostrou de
suas próprias palavras. forma muito especial e única o que significa-
Distribua lápis e papel para os alunos. Peça va ser um servo de Deus através da maneira
para cada um fazer uma lista de personagens como viveu sua vida e por meio do poder e da
bíblicos que sofreram porque escolheram obe- simplicidade de sua mensagem. Ele foi chama-
decer a Deus. Alguns exemplos mais conheci- do por Deus para se levantar contra o pecado e
dos são: Elias, Isaías, Jeremias, Miqueias, os a autodestruição. João não hesitou em atender
discípulos, Paulo, etc. ao chamado de Deus e cumprir corajosamente
Peça para um ou dois alunos lerem a lista que sua missão. No entanto, não foi fácil.
fizeram para a classe e contarem de que forma A mensagem de João era uma constante
as pessoas escolhidas sofreram por amor a repreensão aos fariseus que planejavam a sua
Deus. Em seguida, encerre com uma oração de morte e à elite política de sua época encabe-
dedicação a Deus – mesmo que essa dedicação çada por Herodes. O poder do Espírito Santo
faça com que nos tornemos impopulares. que estava sobre ele relembrava o poder que

LEMBRE os alunos sobre o plano de leitura, em que eles estudarão, na série O Grande Conflito, o co-
mentário inspirado da Bíblia. A leitura correspondente a esta lição é O Libertador, capítulos 10 e 11.

ANOTAÇÕES

____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

38 1o Trimestre | 2021
governava a vida de outro homem de Deus que iniciou o Seu ministério entre as pessoas que
também foi chamado para dar uma mensagem foram preparadas para recebê-Lo. Devemos
difícil – Elias. Assim como Elias, alguns ouvi- anunciar a volta de Jesus com muita dedicação,
ram e se arrependeram ao escutarem a men- para que homens e mulheres estejam prepara-
sagem. Porém, outros continuaram a pecar. dos quando Ele chegar.
Quer fosse saudado por seguidores seus
ou caluniadores, João se manteve fiel. Jesus

Dicas

para ens
Use a Tecnologia
inar
Os adolescentes de hoje são os maiores peritos em tecnologia que este mundo já
viu e possuem um período de concentração correspondente. Para esta lição, cogite
apresentar alguns videoclipes para a classe.
Por exemplo, o ponto central da lição desta semana é a mensagem de arrependimento que
João Batista pregava. Se você acessar o YouTube e digitar a palavra arrependimento ou per-
dão, aparecerão milhares de vídeos que poderão ser utilizados para mostrar o contraste
entre o arrependimento pregado por João e o arrependimento que vemos na sociedade atual.
Na maioria das vezes, as pessoas apenas se arrependem porque foram fl agradas ou porque
não conseguem encontrar uma saída.
Com a ajuda de um vídeo ou outro tipo de mídia, você poderá quebrar a monotonia da sequência
natural da classe. Tome cuidado para que a mídia não obscureça a mensagem que você está
tentando compartilhar.

____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________
Adolescentes 39

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
Enfrentan
Textos Bíblicos:
Mateus 4:1-11; Marcos 1:12, 13;
Lucas 4:1-13
Comentário: a Tentaçãodo
O Libertador, capítulos 12 e 13
Texto-Chave:
Lucas 4:1 e 2

Lição 8
- 20 de
fevereir
o de 20
21

PREPARANDO-SE PARA ENSINAR


momentos como esses é que nossos músculos
I. Sinopse espirituais são fortalecidos. Devemos nos ape-
A tentação é a causa da morte espiritual da gar à promessa de 1 Coríntios 10:13 (NTLH), que
vida de cada cristão. Mas, através do exemplo diz: “Deus cumpre Sua promessa e não deixa-
de Jesus, aprendemos que é possível enfren- rá que vocês sofram tentações que vocês não
tar a tentação e sair vitorioso desse conflito têm forças para suportar. Quando uma tentação
espiritual. vier, Deus dará forças a vocês para suportá-la,
Jesus enfrentou grandes tentações duran- e assim vocês poderão sair dela.”
te o tempo em que permaneceu neste plane- Jesus enfrentou cada uma das tentações de
ta. Em certas ocasiões, por exemplo, Satanás Satanás com um claro “Está escrito”. Ressalte
tentou fazer com que Jesus caísse em pecado a importância da Palavra de Deus em nossas
por meio dos maus-tratos que recebia de Seus lutas do dia a dia com Satanás. Jesus venceu
irmãos, mas Jesus permanecia firme. Ao ser Satanás porque havia estudado os escritos dos
confrontado por Satanás no deserto, Jesus já profetas disponíveis em Seu tempo. Era um se-
estava familiarizado com esse inimigo astuto. guidor disciplinado de Deus. Orava, estudava e
O conflito entre os dois havia começado desde jejuava – o jejum fez parte da Sua preparação
o Seu nascimento. para a ocasião em que foi tentado no deserto.
A Bíblia relata que Jesus foi “levado” pelo Enfatize que, com o auxílio do Espírito San-
Espírito Santo para ser tentado. Muitas pessoas to, somos capazes de vencer qualquer tenta-
não concordam com a ideia de Deus nos guiar ção, assim como Jesus.
para uma situação tentadora, mas a fé que não
é provada não é uma fé verdadeira. Os alunos II. Objetivos
deverão saber que todo aquele que escolher Os alunos deverão:
seguir a Cristo poderá passar por situações • Aprender que a tentação é uma parte na-
em que sua fidelidade a Deus será testada. Em tural da jornada de cada cristão. (Saber)
40 1o Trimestre | 2021
• Vivenciar o poder para vencer todas as ten- passear por suas folhas. Apesar de suas flo-
tações através do Espírito Santo. (Sentir) res atrativas nas cores vermelha, branca e
• Adotar uma disciplina espiritual que cor-de-rosa serem inofensivas, as folhas são
ajudará a tornar vitoriosa a vida cristã. cruelmente mortíferas. O líquido brilhante
(Responder) espalhado pelas folhas dessa planta é pega-
joso, e qualquer inseto que resolver passear
III. Para explorar por ali acabará ficando preso. Ao tentar se
• Disciplina espiritual soltar, a vibração dos movimentos do inseto
• Tentação (como lidar com ela) fará com que as folhas se fechem ao seu re-
• Jejum dor. Essa planta de aparência tão inocente se
alimenta de suas vítimas” (Our Daily Bread,
11 de dezembro de 1992).
ENSINANDO
II. ENSINANDO A HISTÓRIA

I. INICIANDO Uma Ponte Para a História


Comente com os alunos em suas próprias
Atividade palavras:
Dê algum tempo para que os alunos pensem Ninguém cairia numa tentação que não pa-
nas cinco maiores tentações enfrentadas pelos recesse ser de alguma forma boa ou prazero-
jovens hoje. (Sinta-se à vontade para acrescen- sa. As tentações sempre prometem algo bom,
tar outras tentações que tenham sido esqueci- mas no fim acabam machucando mais do que
das por eles.) Assim que os alunos começarem esperávamos.
a trocar ideias, pergunte se poderiam contribuir O grande dramaturgo irlandês William Butler
com exemplos específicos de jovens que cede- Yeats uma vez escreveu: “Toda tentação vencida
ram às tentações mencionadas. Peça que deem representa uma nova reserva de energia moral.
exemplos sem mencionar os nomes das pessoas Toda prova suportada e resistida com um es-
envolvidas. pírito correto torna a alma mais nobre e mais
Muitos adolescentes enfrentam tentações forte do que era antes.” Em cada tentação há
como essas dia após dia. Após terem comparti- a oportunidade de crescimento em Cristo que,
lhado uma ou duas experiências, pergunte por se rejeitada, não poderá ser recuperada. Ao se
que a tentação é tão poderosa. O que a torna preparar para explorar a história da lição desta
quase irresistível? semana, mantenha em mente que foi o hábito
de Jesus de resistir ao diabo e a Sua iniciativa
Ilustração de sempre fazer a vontade de Deus no lugar da
Conte esta ilustração em suas próprias pa- dEle que O capacitaram a enfrentar as tentações
lavras: no deserto e a sair vitorioso.
“No interior da Austrália encontra-se
uma planta conhecida como ‘drósera’. Essa Aplicando a História (Para Professores)
planta possui um caule fino e folhas peque- Após ler com seus alunos o texto bíblico da
nas e arredondadas, que possuem pequenos seção Estudando a História, faça as perguntas
cabelinhos que resplandecem com as gotas a seguir:
brilhantes de um líquido espalhado em sua • Pergunte aos alunos se já tinham lido a
superfície que aparenta ser tão delicado história da tentação de Jesus no deserto antes.
quanto o orvalho. Pobre do inseto que ousar Em seguida, pergunte se conhecem os eventos
Adolescentes 41

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
que precederam a tentação de Jesus (o Seu ba- deixou Satanás alarmado. Seu coração egoísta
tismo e o jejum no deserto). não podia entender um amor como esse” (O Li-
• Leia 1 João 2:16. Pergunte se os alunos bertador, p. 61).
reconhecem alguma semelhança entre as três Pode ser que não nos preparemos para en-
tentações mencionadas nessa passagem bíbli- frentar Satanás, mas certamente ele se prepa-
ca e as tentações enfrentadas por Jesus. ra para lutar contra nós. Assim como o soldado
• Jesus foi para o deserto cheio do Espíri- que vai para a batalha sem a arma que tão de-
to Santo. O que significa estar “cheio” do Es- sesperadamente necessita, ficamos desampa-
pírito Santo? É possível estar cheio do Espíri- rados quando falhamos em nos preparar por
to Santo e permanecer em pecado? meio do jejum, da oração, do estudo da Bíblia e
• O que estava em jogo na ocasião em que do trabalho para Deus.
Satanás tentou a Jesus no deserto? O que Sa- 2. O Pão. “Não só de pão viverá o homem,
tanás pretendia ganhar? O que Jesus poderia mas de toda palavra que procede da boca de
perder se cedesse às tentações? De que ma- Deus” (Mateus 4:4, ARA). Apesar desse verso
neira isso se relaciona com a nossa vida? Será ser bem conhecido pela maioria dos cristãos, é
que as mesmas coisas estão em jogo ao en- pouco compreendido. A palavra grega para pala-
frentar as tentações do dia a dia? vra mencionada nesse verso é ­rhema. Significa
• Como Jesus venceu Satanás no deserto? aquilo que é dito ou falado, um pronunciamento.
Quais foram as suas armas para enfrentar a Essa “palavra” é diferente do termo logos, que
batalha? (Exemplo: a Palavra de Deus, a ora- se refere a todas as palavras de Deus. Jesus é a
ção, o poder do Espírito Santo.) revelação do logos, como declarou João em João
• O jejum é uma disciplina espiritual muitas 1. Se o logos é a Bíblia, rhema seria um verso.
vezes negligenciada. Quais são os seus benefí- Ao utilizar a palavra rhema, Jesus mostrou
cios físicos e espirituais? Enfatize que quando que devemos ouvir e obedecer à palavra espe-
Satanás se aproximou de Jesus, apesar de es- cífica que procede de Deus a cada dia e em toda
tar com fome, os sentidos espirituais de Jesus situação que enfrentamos. Para ouvir a Deus
estavam fortalecidos. Ele estava preparado. dessa maneira é preciso que ouçamos com
• Lucas 4:13 diz que, após a tentação, Satanás atenção Sua voz, que é revelada principalmen-
saiu da presença de Jesus até chegar um tempo te em Sua Palavra, a Bíblia. A palavra (rhema)
mais oportuno. Será que há momentos em que de ontem não fará mais efeito. Precisamos da
podemos baixar a guarda contra Satanás? palavra de hoje para enfrentar os desafios de
hoje.
Utilize as passagens a seguir como fontes 3. Um Trabalho Extra. Todos os discípulos
alternativas relacionadas à lição desta semana: de Cristo devem ser disciplinados, ter domínio
1 Coríntios 10:13; Tiago 1:12-17; Romanos 7; próprio. É a presença permanente de Jesus
João 15. que nos garantirá a vitória. Ele afirmou: “Eu
sou a videira; vocês são os ramos. Se alguém
Apresentando o Contexto e o Cenário permanecer em Mim e Eu nele, esse dará mui-
Use as informações a seguir para elucidar to fruto; pois sem Mim vocês não podem fazer
alguns aspectos da história para seus alunos. coisa alguma” (João 15:5).
Explique em suas próprias palavras. Jesus trouxe o Céu para perto de Si. Nós
1. Pronto e Aguardando. Ellen G. White afir- também temos o privilégio de fazer de Deus o
mou: “Quando Jesus nasceu, Satanás sabia que nosso constante Companheiro. Em todo lugar
Ele viera para disputar seu domínio. O Filho de que o Espírito de Deus habitar, ali haverá liber-
Deus tinha vindo à Terra como homem e isso tação – e vitória!
42 1o Trimestre | 2021
III. ENCERRAMENTO A vitória de Jesus sobre a tentação nos
mostra que devemos enfrentar os enganos
Atividade de Satanás armados com o poder do Espírito
Encerre com uma atividade. Explique em Santo. Jesus foi levado pelo Espírito Santo ao
suas próprias palavras. deserto para ser tentado por Satanás. Muitas
Instrua os alunos a refletirem individualmen- vezes “caímos” em tentação porque não es-
te ao realizarem a atividade proposta. Peça que tamos sendo guiados pelo Espírito de Deus.
pensem em uma tentação que gostariam de ven- Esse episódio no início do ministério público de
cer. Não precisa ser relacionada a um pecado Cristo aqui na Terra nos lembra que não há um
grande. Pode ser que estejam lutando contra coi- substituto para o trabalho desempenhado pelo
sas simples, como conversar durante a explica- Espírito Santo.
ção dos professores durante a aula, por exemplo. A tentação no deserto também nos ensina
Assim que os alunos tiverem pensado na a importância de nos prepararmos espiritu-
tentação que gostariam de vencer, peça que fa- almente para enfrentar os desafios do dia a
çam o seguinte: dia. Durante a batalha travada contra Satanás,
• Imaginem que a tentação que estão en- Jesus citou Deuteronômio 8:3, Deuteronômio
frentando esteja nas mãos deles. Peça para 6:16 e Deuteronômio 6:13. Ele lia e estudava a
juntarem as mãos e apertá-las bem. Bíblia de Sua época – os escritos de Moisés,
• Peça que fechem os olhos, sentem-se direi- de Isaías e de outros profetas do Antigo Testa-
to na cadeira e direcionem as mãos para cima, mento. Jesus estava constantemente em ora-
de modo que o cotovelo descanse sobre a coxa. ção e jejuava regularmente. A ligação com o Pai
• Instrua-os a fazerem uma oração silenciosa moldou sua vida e Lhe deu poder.
pedindo força a Deus para vencer a tentação que Finalmente, o fato de Jesus ter saído vito-
têm em mente. Peça para abrirem as mãos e sol- rioso sobre a tentação da cobiça da carne, da
tarem a tentação diretamente nas mãos de Jesus. cobiça dos olhos e do orgulho da vida significa
Encerre com uma oração de gratidão a Deus que nós não precisamos ser vencidos por es-
pela vitória por meio de Jesus Cristo. ses pecados. Se seguirmos o exemplo deixado
por Jesus, também poderemos experimen-
Resumo tar a vitória sobre o poder do pecado, até que
Compartilhe os seguintes pensamentos, Deus nos remova completamente da presença
usando suas próprias palavras: do pecado.

LEMBRE os alunos sobre o plano de leitura, em que eles estudarão, na série O Grande Conflito, o comentário
inspirado da Bíblia. A leitura correspondente a esta lição é O Libertador, capítulos 12 e 13.

ANOTAÇÕES

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________
Adolescentes 43

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
nsinar
s para e
Introduzindo Temas Contraditórios
Dica O sucesso da sua classe de Escola Sabatina pode depender de questões que a princí-
pio parecem não ter importância. Aqui estão algumas dicas simples, mas que ajudarão
a tornar o ambiente de aprendizado mais eficaz:
• Memorize os nomes dos alunos e tente envolvê-los em algum aspecto das atividades da
classe.
• Certifique-se de que todos consigam enxergar bem você e que não haja nenhum obstáculo
impedindo a visão. Se esse for o caso, reorganize a disposição da classe.
• Tente analisar as perguntas feitas pelos adolescentes. Por que é que fizeram tal pergunta?
O que realmente querem saber? Ao analisar com cuidado as perguntas levantadas, você
encontrará oportunidades únicas de abordar assuntos que outros alunos talvez também
tenham dúvidas e precisem de uma resposta.
• Recapitule os pontos específicos estudados em cada lição. Pergunte aos alunos no fim da
Escola Sabatina o que puderam aprender de prático com o assunto estudado. Esse hábito
ajuda os alunos a gravarem o ponto central da lição e ajuda você a avaliar se o seu método
de ensino está sendo eficiente.

ANOTAÇÕES

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

44 1o Trimestre | 2021
Venha Ver! Texto Bíblico:
João 1
Comentário:
O Libertador, capítulo 14
Texto-Chave:
João 1:45 e 46

21
e ve re iro de 20
ã o 9 - 27 de f
Liç

Com certeza, as pessoas estavam à procura


PREPARANDO-SE PARA ENSINAR de algo ou alguém. Nesse contexto, Jesus fez a
seguinte promessa: “Vocês verão o céu aberto
I. Sinopse e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o
A lição desta semana aborda o chamado dos Filho do Homem” (João 1:51).
discípulos de Jesus. O ministério de João Ba- É fascinante a maneira como os discípu-
tista motivou muitos a prestarem atenção em los passam a conhecer a Jesus. Muitos deles
Jesus. Os primeiros discípulos, André, João, achegaram-se a Ele com conceitos e até mes-
Filipe e Natanael, responderam ao convite fei- mo ideias equivocadas a respeito de Cristo e
to por Jesus para O seguirem e verem com os descobriram em primeira mão quem Jesus
próprios olhos as maravilhas de Seu ministério. realmente era. Aprender a respeito de Cristo é
As palavras do seguinte pensamento são ver- a primeira tarefa de qualquer discípulo e a his-
dadeiras: “Posso testemunhar por horas, mas tória desta semana está repleta de exemplos
a única maneira de você saber se Jesus real- vivos para os jovens.
mente existe é vir e ver com os próprios olhos.”
É comum pensarmos ser necessário apresen- II. Objetivos
tar Jesus às outras pessoas de forma atraente Os alunos deverão:
e significativa. A história desta semana mos- • Entender que o discipulado é a decisão
trará, no entanto, que tudo o que precisamos pessoal de aprender de Jesus. (Saber)
saber a respeito de Jesus descobriremos no • Relacionar-se mais e mais com Cristo, o De-
momento em que nos encontrarmos com Ele. sejado de toda a humanidade. (Sentir)
O episódio emocionante em que Filipe apre- • Escolher ser um discípulo de Cristo. (Res-
sentou Natanael para Jesus é muito importan- ponder)
te, porque revela a interação entre o humano
e o divino para formar discípulos no reino de III. Para explorar
Cristo. Alguns buscam a Jesus, enquanto ou- • Discipulado
tros são procurados e achados por Ele. A pala- • Jesus, o Filho de Deus
vra achar aparece cinco vezes nessa história. • Como testemunhar
Adolescentes 45

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
ENSINANDO Incomodados pelo fato de estarem ocupa-
dos com as tarefas de armar acampamento
enquanto aqueles dois jovens responsáveis por
I. INICIANDO procurar lenha encontraram tempo para admi-
rar a paisagem, responderam:
Ilustração – Apenas digam o que estão vendo e tragam
Conte esta ilustração em suas próprias pa- logo a lenha para a fogueira!
lavras: Frustrados, os jovens no topo da montanha
Se uma imagem vale por mil palavras, então gritaram mais uma vez:
um encontro pessoal vale por milhões delas. – Venham aqui e vejam com os próprios
Passeando pelo Parque Nacional Yosemite, nos olhos.
Estados Unidos, pode-se avistar lagos, gelei- Obviamente as palavras não seriam capazes
ras e paisagens de tirar o fôlego. Claro que há de descrever a cena. Assim, todos decidiram
livros, quadros e até mesmo vídeos que mos- baixar os martelos, largar as barracas e as
tram a beleza do cenário e da paisagem desse cordas no chão e subir a montanha para ver o
parque e qualquer um que entrar em contato cenário. Aqueles que contemplavam do alto da
com esse material dirá: “Uau, que lindo!” montanha aquela visão de tirar o fôlego diziam
Durante um acampamento nesse parque, aos companheiros que cruzavam no caminho:
um grupo de jovens estava armando as bar- – Vocês têm que continuar a subida e ver
racas e preparando o local para a fogueira, com os próprios olhos.
enquanto outros procuravam lenha e faziam De que maneira essa história se relaciona
várias outras coisas necessárias para pas- com o encontro pessoal com Cristo? De que
sarem a noite em segurança. Dois jovens que forma essa história se assemelha a apresentar
ficaram responsáveis por procurar lenha co- outras pessoas ao Salvador?
meçaram a subir cada vez mais a montanha
rochosa até que alcançaram o topo e tiveram II. ENSINANDO A HISTÓRIA
o privilégio de ver uma paisagem que os dei-
xou maravilhados. Uma Ponte Para a História
O lago azul cristal parecia uma safira gi- Comente com os alunos em suas próprias
gante em contraste com as árvores verdes palavras:
da fl oresta e os rochedos prateados que des- Talvez a única maneira de visualizar algo tão
pontavam aqui e acolá. Do lado oposto das maravilhoso como a paisagem da história seja
árvores, havia uma gloriosa geleira branca vê-la com os próprios olhos. Quando os discí-
que parecia cair em forma de cascata do alto pulos perguntaram aonde Jesus estava indo,
da montanha até a margem do lago. Os jo- Ele respondeu: “Venham ver.” Como seguido-
vens admiraram aquele cenário estonteante res de Cristo, precisamos ter uma experiência
o máximo que puderam, mas o barulho me- pessoal com Ele, o que nos preparará para le-
tálico dos martelos e das estacas de alumínio var outros a ter um encontro com o Salvador.
das barracas, o som surdo do corte da lenha
e o trabalho árduo de seus companheiros de Aplicando a História (Para Professores)
acampamento fizeram com que caíssem em Após ler com seus alunos o texto bíblico da
si – eles tinham que ver aquilo também! Os seção Estudando a História, faça as perguntas
jovens gritaram do alto da montanha: a seguir:
– Parem o que estão fazendo e subam aqui! • Quem são as pessoas mencionadas nessa
A vista é maravilhosa! passagem?
46 1o Trimestre | 2021
• Quais os momentos principais relatados Em segundo lugar, João valorizava muito
na história? as testemunhas oculares – aqueles que viram,
• Por que você acha que essa história foi re- ouviram e conheceram em primeira mão quem
latada na Bíblia? foi Cristo. Note a linguagem visual e vívida
• Nesta passagem bíblica, há... apresentada, por exemplo, no primeiro capítu-
Uma verdade a ser aceita? lo do livro de João:
Um desafio a ser encarado? João 1:6 e 7
Uma oração a ser feita? João 1:14 e 15
Um exemplo a ser seguido? João 1:29
Uma decisão a ser tomada? João 1:34
• De que forma o desafio “Venha ver” con- Até mesmo 1 João 1:1-4 e Apocalipse 1:1-3
tribui para a importância desse relato bíblico? apresentam a abordagem visual e vívida de João
Qual a importância dessa frase? em relação a Jesus.
• De que maneira o comentário cético que Finalmente, João concentra-se em verificar
Natanael fez ao saber que Jesus vinha de Na- “quem é Jesus”, mesmo que seja uma mescla
zaré influencia sua percepção de Cristo? surpreendente de ideias. Observe a maneira
• O que você acha que Jesus quis dizer com: como João registrou o comentário feito por
“Vocês verão o céu aberto e os anjos de Deus Natanael: “Será que pode sair alguma coisa
subindo e descendo sobre o Filho do Homem”? boa de Nazaré?” Não importa se Natanael foi
• Que mensagem você acha que Deus quer cínico ou demonstrou uma surpresa inocente
lhe dar por meio dessa história? ao fazer esse comentário, o preconceito contra
Utilize as passagens a seguir como fontes os galileus era evidente. João 7:39 relata que
alternativas relacionadas à lição desta semana: o Sinédrio foi reunido para discutir o que fazer
João 4:27-29; Mateus 28:1-7; João 1:6, 7, 14, com Jesus. Durante a discussão, os fariseus
15, 29, 34; 1 João 1:1-4; Apocalipse 1:1-3. e os mestres da lei descreveram os galileus
como uma “gente que não conhece a Lei” (7:49).
Apresentando o Contexto e o Cenário Assim, quando as pessoas vinham e viam Jesus
Use as informações a seguir para elucidar com os próprios olhos, testemunhavam que Ele
alguns aspectos da história para seus alunos. era o Messias esperado. Mas, surpreenden-
Explique em suas próprias palavras. temente, Jesus não era o que esperavam. Na
Ao ensinar a história desta semana, será verdade, Jesus prometeu que veriam “coisas
de grande ajuda saber a intenção de João ao maiores” que as relatadas na história desta
registrá-la. Em primeiro lugar, João escolheu semana (João 1:50) e, mais tarde, afirmou que
registrar apenas as histórias que acreditava aqueles que cressem nEle fariam as mesmas
que levariam as pessoas a aceitarem a Cristo. coisas que Ele fez e até maiores (João 14:12).
“Jesus fez diante dos discípulos muitos outros Uma última observação do contexto do Evan-
milagres que não estão escritos neste livro. Mas gelho de João está relacionada à forma com
estes foram escritos para que vocês creiam que que essa história capta o impacto que Jesus
Jesus é o Messias, o Filho de Deus. E para que, tinha sobre as pessoas que entravam em con-
crendo, tenham vida por meio dEle” (João 20:30 tato com Ele. Peça para os alunos lerem o livro
e 31, NTLH). O último verso do Evangelho de João de João para conhecerem as pessoas que se
diz: “Ainda há muitas outras coisas que Jesus encontraram com Cristo e “verem” com os pró-
fez. Se todas elas fossem escritas, uma por uma, prios olhos como foram transformadas. Uma
acho que nem no mundo inteiro caberiam os li- forma de fazer isso é distribuir os capítulos en-
vros que seriam escritos” (João 21:25, NTLH). tre os alunos e pedir que estudem a parte que
Adolescentes 47

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
lhes foi designada. Ao relatarem o que “viram”, Em Filipenses 3, Paulo disse que nada tem
automaticamente se tornarão testemunhas! mais valor do que conhecer completamente a
Cristo. Mas, primeiro, é preciso nos encon-
III. ENCERRAMENTO trarmos com Ele. O primeiro encontro dos
discípulos com Jesus revelou algumas das
Atividade dinâmicas dos relacionamentos humanos.
Encerre com uma atividade. Explique em A princípio, apreensão. Em seguida, curiosi-
suas próprias palavras. dade, desconfiança e mistério. Porém, quan-
Traga para a classe a foto de uma paisagem to mais tempo os discípulos passavam com
pitoresca, mas não mostre a ninguém. Escolha Cristo, mais se convenciam de que haviam
apenas dois alunos para verem a foto. Os alu- achado o Messias, Aquele que tanto haviam
nos escolhidos deverão descrever a paisagem esperado. Alguma vez você ficou com dúvida
utilizando até 20 palavras. Dê alguns minutos já que não estava lá pessoalmente como An-
para selecionarem as 20 palavras que utili- dré, Filipe e Natanael? Jesus disse: “Felizes
zarão para descrever o que viram ao restan- os que não viram e creram” (João 20:29). Pe-
te da classe. Depois que fizerem a descrição, dro disse as seguintes palavras a nosso res-
pergunte à classe: “Vocês acham que sabem peito: “Vocês O amam, mesmo sem O terem
a descrição exata da foto?” Pergunte aos dois visto, e creem nEle, mesmo que não O este-
alunos que viram a foto como se sentiram ao jam vendo agora. Assim vocês se alegram
tentar descrever o que viram em tão poucas com uma alegria tão grande e gloriosa, que
palavras. Mostre a foto para toda a classe e as palavras não podem descrever” (1 Pedro
discuta de que maneira “ver com os próprios 1:8, NTLH).
olhos” é o único caminho para desenvolver um A única forma de nos tornarmos discípulos
relacionamento duradouro com Cristo. de Cristo é por meio de um encontro pessoal
com o próprio Jesus. Aqueles que assim o fa-
Resumo zem nunca voltam a ser os mesmos. Se você
Compartilhe os seguintes pensamentos, escolher fazer isso hoje, seu testemunho po-
usando suas próprias palavras: derá trazer outras pessoas aos pés de Cristo.

LEMBRE os alunos sobre o plano de leitura, em que eles estudarão, na série O Grande Conflito,
o comentário inspirado na Bíblia. A leitura correspondente a esta lição é O Libertador, capítulo 14.

ANOTAÇÕES

____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

48
____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________
48 1o Trimestre | 2021
Dicas

para ens
Método “Quebra-Cabeça”
inar
O método “quebra-cabeça” poderá ser usado sempre que houver um trecho grande
para leitura que o professor julgar ser importante para enriquecer o estudo. Esse mé-
todo consiste simplesmente em distribuir partes do trecho a ser lido ou examinado entre
os alunos (se preferir, podem ser formados duplas ou trios). Após a distribuição das partes,
o professor deverá instruir os alunos a se prepararem para explicar em suas palavras o con-
teúdo da leitura. Não importa se for um livro ou uma série de histórias ou eventos na vida de
um personagem da Bíblia, se cada aluno da classe ficar responsável por explicar uma parte,
surgirão muitas ideias e comentários inéditos e o tempo será poupado. Além disso, em vez
do professor fazer tudo sozinho, os alunos terão a oportunidade de contribuir com o apren-
dizado e, assim, mudar de forma positiva a dinâmica da aula. Finalmente, ao participarem
e contribuírem com o estudo, os jovens se sentirão mais valorizados, pois aquilo que lerem
e comentarem será ouvido com atenção, mostrando, com isso, que o professor se importa
com o que dizem.

_________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________
Adolescentes 49

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
Festejando
com Jesus
Texto Bíblico:
João 2:1-11
Comentário:
O Libertador, capítulo 15
Texto-Chave:
João 2:11

Lição 10
- 6 de m
arço de
2021

PREPARANDO-SE PARA ENSINAR

I. Sinopse
O primeiro milagre de Cristo no início de Seu várias outras ocasiões durante o Seu ministé-
ministério público parece ter sido feito quase rio – que apreciava estar entre as pessoas em
que contra a Sua vontade. Jesus foi à festa de momentos festivos. Segundo, ilustra o poder
casamento em Caná como um amigo da famí- de Jesus de transformar coisas comuns em
lia, na companhia de Seus discípulos. Parece extraordinárias – não apenas a água em vinho,
que Ele não tinha intenção de fazer uma de- mas vidas humanas comuns em vidas transfor-
monstração pública do Seu poder naquele mo- madas por Seu Espírito.
mento. Mas, ao Maria se aproximar dEle com a
notícia de que o vinho da festa tinha acabado, II. OBJETIVOS
parece que ela esperava que o Filho solucio- Os alunos deverão:
nasse o problema. • Reconhecer que servem a um Deus que Se
A princípio, Jesus disse que não havia che- alegra com os nossos momentos de cele-
gado a Sua hora. Será que Ele acabou mudando bração. (Saber)
de ideia? Seja qual for a razão, Jesus operou • Sentir que podem apreciar a presença de
Seu primeiro milagre em uma festa de casa- Jesus e celebrar com Ele. (Sentir)
mento, abençoando aquela alegre reunião • Convidar Jesus para fazer parte de sua
com o poder divino. Essa parece ter sido uma vida como um Amigo com quem podem
razão fútil para a realização de um milagre, compartilhar os bons e os maus momen-
mas a transformação da água em vinho em tos. (Responder)
Caná serviu tanto para fortalecer a fé dos dis-
cípulos e dos amigos de Jesus, como também III. PARA EXPLORAR
para transmitir duas mensagens muito impor- • Milagres
tantes. Primeiro, através desse milagre, Jesus • Transformação
demonstrou – da mesma forma que o fez em • O Espírito Santo (Nisto Cremos, cap. 5)
50 1o Trimestre | 2021
ENSINANDO II. ENSINANDO A HISTÓRIA

Uma Ponte Para a História


I. INICIANDO Comente com os alunos em suas próprias
palavras:
Atividade Todos os milagres de Jesus falavam da trans-
Discuta a reação dos alunos quanto ao tí- formação – a vida de Jesus falava da transfor-
tulo da lição desta semana “Festejando com mação. Ele transformava os doentes em pesso-
Jesus”. Como seria uma festa com Jesus? Que as saudáveis, aos mortos Ele restituía a vida, e
tipo de coisas vocês imaginam que Ele faria aos desesperados Ele devolvia a esperança. Seu
numa festa? poder ainda pode transformar vidas e isso inclui
Será que há coisa que não podemos ima- exterminar vícios como o mencionado na músi-
ginar Jesus fazendo numa festa? Explique. De ca “Vinho em Água”. Alguns poderão dizer que
que maneira essas imagens se assemelham não vivemos mais na era dos milagres e que não
às outras imagens que normalmente temos de vemos coisas como a transformação do vinho
Jesus? Em que se baseiam essas imagens? em água acontecerem hoje, mas podemos ver
Peça para os alunos imaginarem uma fes- milagres do Seu poder transformador na vida
ta para a qual poderiam convidar Jesus se Ele das pessoas à nossa volta todos os dias.
estivesse aqui na Terra. Onde seria? Que ati-
vidades seriam realizadas? Quem seriam os Aplicando a História (Para Professores)
outros convidados? Escreva as respostas na Após ler com seus alunos o texto da seção
lousa ou numa cartolina posicionada à frente Estudando a História, faça as perguntas a seguir:
da classe. Pergunte quantos gostariam de ir Por que Jesus realizava milagres? Qual era
a uma festa com Jesus e comente suas res- o objetivo alcançado por meio dos milagres?
postas. Escreva as respostas na lousa ou numa carto-
lina. Conduza a discussão fazendo algumas das
Ilustração seguintes perguntas:
Conte esta ilustração em suas próprias pa- • Todos os milagres de Jesus atingiram o
lavras: objetivo? Por exemplo, um dos objetivos pode
T. Graham Brown escreveu uma música ter sido o alívio do sofrimento. Os milagres de
chamada Wine Into Water (Vinho em Água). cura de Jesus certamente cumpriram o seu
Com antecedência, procure na internet a le- propósito, mas e quanto ao milagre realizado
tra da música e compartilhe com os alunos. em Caná? Esse milagre apenas trouxe alívio,
Essa música conta a história de um homem mas não a libertação de um sofrimento.
que, em sua luta contra o alcoolismo, pede a • Jesus realizava milagres para que as pes-
Deus que transforme o seu “vinho em água”, soas tivessem fé nEle? Leia João 4:48 e João
ou seja, que Deus tirasse o desejo que sen- 20:29. O que Jesus parece dizer nesses tex-
tia pelo álcool para que pudesse ter uma vida tos a respeito da fé baseada em milagres? Se
saudável e completa. Com base no milagre a fé baseada em milagres é mais fraca do que
relatado na história desta semana, o autor da aquela que não é baseada em demonstrações
música inverte a situação para demonstrar milagrosas de poder, por que será que Jesus
uma outra maneira pela qual o poder de Deus operou tantos milagres?
pode transformar a vida humana. De que ou- • Hoje vivemos numa época em que não é
tras formas o poder de Jesus pode transfor- comum vermos os tipos de milagres descri-
mar vidas? tos na Bíblia. Por que será que isso acontece?
Adolescentes 51

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
Em sua opinião, é mais fácil ou mais difícil ter “No Antigo Testamento, Cristo advertiu: ‘O vi-
fé em nossos dias? Baseando-se nas passa- nho é zombador e a bebida fermentada provoca
gens que acabamos de ler, o que você acha brigas; não é sábio deixar-se dominar por eles’
que Jesus diria sobre esse assunto? (Pv 20:1). Ele nunca forneceu essa bebida a nin-
• Que mensagem Jesus quis transmitir ao guém. [...] Foi Cristo quem disse a João Batista
realizar Seu primeiro milagre em uma festa que ele não devia beber nem vinho nem bebida
de casamento? (Lembre os alunos da men- forte. Ele ordenou a mesma abstinência para a
sagem encontrada no livro de João, capítulo mãe de Samuel. E Ele proferiu uma maldição
1 – Jesus veio revelar como é Deus. Qual foi sobre todos os que derem bebida ao seu pró-
a reação de Jesus ao ser acusado por algu- ximo (ver Hc 2:15). Cristo não contradisse Seu
mas pessoas de frequentar muitas festas, próprio ensinamento. O vinho não fermentado
ou frequentar lugares com o tipo errado de que Ele forneceu para os convidados da festa
pessoas? Você acha que Jesus foi a festas de casamento era uma bebida integral e refres-
de casamento, jantares e outras celebrações cante” (Páginas 80, 81).
apenas para converter as pessoas, ou porque Jesus Se alegrava em estar entre as pesso-
também aprecia reuniões sociais? as, e tudo o que Ele tocava se tornava melhor.
Como as festas costumavam durar alguns dias,
Utilize as passagens a seguir como fontes é muito provável que o suco do final já tivesse
alternativas relacionadas à lição desta sema- perdido muito de sua qualidade. No milagre re-
na: alizado por Jesus, o suco oferecido foi reconhe-
Mateus 11:18, 19; Lucas 5:30-32. cido como superior em vários aspectos.

Apresentando o Contexto e o Cenário III. ENCERRAMENTO


Use as informações a seguir para elucidar
alguns aspectos da história para seus alunos. Atividade
Explique em suas próprias palavras. Encerre com uma atividade. Explique em
Algumas das perguntas que normalmente suas próprias palavras.
surgem quando é contada a história do casa- Baseando-se nas ideias e nas discussões fei-
mento em Caná dizem respeito ao fato de Jesus tas na seção Iniciando, comente a respeito das
ter ido à festa e se o vinho era o que se conhece futuras atividades sociais que o grupo planeja
hoje, a bebida fermentada, ou outro tipo. Este fazer. Discuta como podem escolher atividades
texto do livro O Libertador ajuda a responder que demonstrem a alegria que sentem por se-
às duas questões: rem amigos de Jesus e como podem comparti-
“O dom de Cristo para a festa de casamen- lhar essa mesma alegria com outras pessoas.
to foi um símbolo. Mãos humanas trouxeram
a água para encher as jarras, mas somente a Resumo
palavra de Cristo poderia conferir àquela água Compartilhe os seguintes pensamentos,
o poder de dar vida. A palavra de Cristo forne- usando suas próprias palavras:
ceu amplo suprimento para a festa. Sua graça Jesus escolheu realizar o Seu primeiro mi-
é, semelhantemente, abundante para limpar a lagre em uma festa. Ele operou muitos mila-
iniquidade e para renovar e sustentar a vida gres de cura e de demonstrações de Seu gran-
espiritual. O vinho que Cristo proveu para a de poder, mas Seu primeiro milagre foi fazer as
festa, o qual Ele deu para os discípulos como pessoas felizes em uma simples festa de ca-
símbolo do Seu próprio sangue, era o puro samento. A imagem de um Deus distante e re-
suco da uva. [...] provador é substituída pela imagem do F­ ilho de
52 1o Trimestre | 2021
Deus alegrando-Se numa festa de casamento, nossa vida – não apenas as poucas horas que
salvando os anfitriões da vergonha por meio de passamos na igreja toda semana, mas os mo-
um milagre. mentos que passamos com os nossos amigos,
Não se esqueça de que Jesus veio para re- conversando e nos alegrando. O que mudaria
velar o verdadeiro caráter do Pai. Jesus deseja em sua vida se levasse Jesus com você para
estar envolvido e transformar cada aspecto de todos os lugares?

Dicas

para ens
Discussão em Turmas Grandes x Pequenas
inar
Esta semana, as atividades propostas na seção Ensinando são baseadas pratica-
mente em discussões em grupo. Embora a discussão em grupo não deva ser a única
ferramenta de ensino utilizada em classe, ela forma uma base muito importante para o
estudo da Bíblia.
A maneira como a discussão será conduzida dependerá muito do número de alunos em sua
turma. Numa turma com menos de 12 pessoas, a maioria das discussões poderá ser feita
com o grupo todo, separando-os em duplas ou trios ocasionalmente. Em turmas com mais de
12 pessoas, funciona bem dividir o grupo em grupos menores de quatro a seis pessoas. Um
porta-voz poderá ser nomeado em cada grupo para reportar à turma toda o que foi discutido
em grupo durante a atividade.
Turmas grandes podem fazer discussões com o grupo todo de vez em quando, mas é im-
portante controlar aqueles que falam demais e acabam dominando a discussão e impedindo
que outros tenham a chance de falar. Embora o professor deva evitar interromper a fala de
alguém, não há o menor problema em aproveitar uma brecha para dizer: “Obrigado por sua
contribuição, Fulano. Agora, quem mais gostaria de opinar sobre o assunto? Ciclano, o que
você acha?” Sem ser mal-educado com Fulano ou expondo demais Ciclano, tente envolver
todos os alunos na discussão e não deixar que apenas um ou dois tomem conta.

LEMBRE os alunos sobre o plano de leitura, em que eles estudarão, na série O Grande Conflito,
o comentário inspirado da Bíblia. A leitura correspondente a esta lição é O Libertador, capítulo 15.

ANOTAÇÕES

_____________________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________________________
Adolescentes 53

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
Saiam da
Texto Bíblico:

Minha Cas
a!
João 2:12-22
Comentário:
O Libertador, capítulo 16
Texto-Chave:
João 2:13-16

Lição 11
- 13 de m
arço de
2021

PREPARANDO-SE PARA ENSINAR Também aprenderemos a importância de ser-


mos reverentes diante de Deus. Alguns judeus
I. Sinopse usaram o templo para se beneficiar financeira-
Isaías 56:7 (NTLH) diz: “Eu os levarei ao Meu mente, tornando aquele lugar tão especial em
monte santo, e vocês ficarão felizes na Minha um lugar de ganância e materialismo. Alguns
casa de oração. Eu aceitarei os sacrifícios e as até mesmo procuraram justificar sua ganân-
ofertas que vocês apresentarem no Meu altar. cia, usando o nome de Deus e da religião. Ao
Pois a Minha casa será chamada de ‘Casa de expulsar aquelas pessoas do templo, Jesus
Oração’ para todos os povos.” não demonstrou que as odiava, mas que estava
Os cambistas e os mercadores no templo zangado com o desrespeito que estavam tendo
ignoraram completamente o texto bíblico aci- para com a Casa de Deus.
ma. Foram contra tudo o que o verso diz. Em Ajude os alunos a entenderem a importân-
vez de promoverem a reverência na casa de cia da reverência e do respeito diante de todas
Deus, corromperam as pessoas por amor ao as coisas relacionadas ao Senhor. Assim como
dinheiro. O orgulho também é outro tema a ser algumas pessoas tornaram o templo um covil
discutido nesta história. Os cambistas sabiam de ladrões, também podemos ser culpados de
que aquele era um lugar sagrado, destinado à fazer o mesmo de formas diferentes. Pode ser
adoração a Deus. Mas a arrogância os cegou que não façamos exatamente a mesma coisa
completamente e não conseguiram mais en- que as pessoas fizeram no templo naquela épo-
xergar a vontade de Deus. A sede por dinheiro, ca, mas pode ser que estejamos dando margem
como também o grande desrespeito que de- para a ganância e o orgulho e tentando justi-
monstraram ao Pai celestial foi o que deixou ficá-los usando o nome do Pai. Peça para os
Jesus mais indignado. Pense bem, é errado fa- alunos imaginarem um lugar ou um objeto que
zer qualquer negócio corrupto. Mas fazer esse seja muito especial para eles e que seja tratado
tipo de coisa num local de oração é pior ainda. por eles com muito respeito. Em seguida, per-
Na história desta semana, aprenderemos gunte como se sentiriam se alguém tomasse
quão insignificante o materialismo pode ser. esse objeto ou fosse nesse lugar e agisse com
54 1o Trimestre | 2021
desrespeito, desdém e escárnio. Provavelmen- igreja que o levou aos pés de Cristo. O pastor
te esse foi o mesmo sentimento que Jesus teve estudou a Bíblia com ele por várias semanas e
ao entrar no pátio do templo. Deus é o Criador finalmente o batizou. O jovem se espelhava na-
de todas as coisas, mas muitas vezes ignora- quele pastor’; na verdade, o idolatrava. Ele apa-
mos Sua grandeza maravilhosa e Seu poder rentava ser o cristão perfeito. O jovem nunca
infinito e agimos com irreverência. tinha encontrado ninguém que fosse tão moral-
mente correto e tão religioso.
II. Objetivos Algum tempo depois, correu um boato pela
Os alunos deverão: igreja de que o pastor tinha traído a esposa.
• Perceber a importância da reverência O jovem não acreditou. Não era possível que o
para Jesus Cristo. (Saber) pastor tivesse feito algo assim. Finalmente, a
• Sentir que as coisas deste mundo são in- verdade foi revelada e não houve dúvida de que
significantes e que todas elas um dia aca- o pastor era culpado. Ele até mesmo admitiu
barão. (Sentir) seu pecado diante da igreja! Aquele jovem ficou
• Desejar e procurar eliminar o materialis- decepcionado. Sentiu-se traído e machucado.
mo de sua vida diária. (Responder) Ao estudar a Bíblia, no entanto, aquele jo-
vem descobriu que o pastor não era o seu Sal-
III. Para explorar vador. Mas, sim, Jesus Cristo. Foi Jesus que
• Raiva morreu por ele, e não o pastor. Assim, o jovem
• Adoração decidiu não deixar aquele terrível incidente ar-
• A Vida de Cristo ruinar sua fé em Cristo. O pastor não era Deus.
Antes considerava o pastor quase como uma
divindade devido à sua aparência santa e fiel.
ENSINANDO Mas, ao estudar a Bíblia, descobriu que nunca
devemos exaltar um homem dessa maneira.
Não importa quão perfeita uma pessoa pareça
I. INICIANDO ser, com certeza ela possui falhas. Mas nosso
Deus é infalível e perfeito! Somente Ele é digno
Atividade de toda a glória e todo o louvor.
Divida os alunos em grupos. Cada grupo de-
verá eleger as três maneiras mais eficazes de II. ENSINANDO A HISTÓRIA
a vida de uma pessoa ser destruída por meio
do materialismo. Em seguida, permita que os Uma Ponte Para a História
grupos discutam as respostas. Comente que Comente com os alunos em suas próprias
qualquer uma das maneiras citadas poderá um palavras:
dia arruinar a vida de uma pessoa, de uma forma Assim como na história do jovem e do pas-
ou de outra. Enfatize que muitas vezes isso pode tor, podemos olhar para as pessoas e dar mais
acontecer através de pequenas coisas, mas que, importância a elas do que deveríamos. Da mes-
se alimentadas, serão a causa de sua destruição. ma forma, fazemos com as coisas deste mundo.
Os bens materiais podem controlar a nossa vida
Ilustração tão facilmente que muitas vezes nem nos da-
Conte esta ilustração em suas próprias pa- mos conta. Assim como os mercadores no tem-
lavras: plo, podemos colocar os bens materiais acima
Um jovem de aproximadamente 20 anos de de Deus. Da mesma forma como alguns judeus
idade se tornou cristão. Foi o pastor de uma tentaram justificar suas ações no templo usando
Adolescentes 55

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
o nome de Deus, nós podemos fazer hoje. Por Apresentando o Contexto e o Cenário
isso, não podemos nos esquecer disto: não im- Use as informações a seguir para elucidar
porta o que aconteça em nossa vida, devemos alguns aspectos da história para seus alunos.
sempre colocar Deus em primeiro lugar. Explique em suas próprias palavras.
No templo, os cambistas estavam usando
Aplicando a História (Para Professores) as práticas do serviço religioso para explorar
Após ler com seus alunos o texto bíblico da os pobres. Muitos comentaristas afirmam que
seção Estudando a História, faça as perguntas na ocasião em que Jesus disse que eles haviam
a seguir: tornado a casa de Seu Pai em um mercado, em
• De que maneiras os cambistas no templo algumas versões “casa de ladrões”, referia-Se
demonstraram ganância e amor ao dinheiro? a tais explorações.
• Jesus disse aos líderes judeus: “Derru- Isaías 56:7 (NTLH) diz: “Eu os levarei ao Meu
bem este templo, e Eu construirei de novo em monte santo, e vocês ficarão felizes na Minha
três dias!” (João 2:19, NTLH). O que você acha casa de oração. Eu aceitarei os sacrifícios e as
que Ele quis dizer com isso? O que levou os ju- ofertas que vocês apresentarem no Meu altar.
deus a agirem da forma como agiram? Pois a Minha casa será chamada de ‘Casa de
• Você ficou chocado com a atitude de Jesus Oração’ para todos os povos.”
de fazer um chicote de cordas e expulsar as A história desta semana provavelmente ocor-
pessoas do templo? (João 2:15). reu em uma área do templo conhecida como Pá-
• Descreva algumas formas de materialis- tio dos Gentios. Essa área era destinada especi-
mo que apareceram nesta história. ficamente para a compra de animais que seriam
• O que você acha que passou pela mente oferecidos em sacrifício, como também para que
de Jesus ao chegar no templo, que havia sido os judeus que moravam em outras regiões pu-
dedicado ao Seu Pai, e encontrar as pessoas dessem fazer o câmbio do dinheiro estrangeiro
comprando, vendendo e fazendo negócios? para o dinheiro usado naquela região. Os estran-
• Como podemos evitar ser atraídos pelo geiros tinham que comprar os animais com um
materialismo oferecido pelo mundo hoje? dinheiro especial. Era proibida a compra de ani-
• Qual o significado de reverência? Dê al- mais necessários para o sacrifício com dinheiro
guns exemplos de como podemos agir com re- estrangeiro. O câmbio romano era muito comum
verência. naquela época, mas as autoridades religiosas
• Você já agiu com irreverência diante de não permitiam que fosse usado nos negócios no
Deus? Foi por meio de pensamentos ou de ações? templo. As pessoas tinham que usar somente a
• Muitos dos cambistas no templo tentaram moeda hebreia. Isso lhes garantia a oportunida-
justificar suas ações usando o nome de Deus e de de usar qualquer taxa de câmbio que achas-
da religião. Será que podemos ser culpados de sem conveniente para explorar os pobres.
fazer a mesma coisa hoje? Outro ponto importante a ser ressaltado é
• Você acha que os líderes da igreja hoje de- que a salvação oferecida por Jesus, simbolizada
veriam enfatizar mais o assunto da reverência na época pelo sacrifício de animais, é gratuita.
e do materialismo? Você acha que esses as- Jesus pagou por nossa salvação com o Seu san-
suntos são ignorados? gue precioso. Uma coisa era vender os animais,
que simbolizavam essa liberdade, aos adora-
Utilize as passagens a seguir como fontes dores. Outra coisa bem diferente era vender
alternativas relacionadas à lição desta semana. esses animais a preços exorbitantes, deixando
Mateus 6:19-21; Salmo 5:7; Efésios 5:21; Pro- os pobres ainda mais miseráveis. Não é de ad-
vérbios 28:25; Provérbios 15:27; Salmo 10:3. mirar que Jesus tenha agido da forma que agiu.
56 1o Trimestre | 2021
A Bíblia adverte com relação à exploração dos qualquer outra coisa que tenham citado, e co-
pobres (Tiago 5) e deixar que isso aconteces- locarem Deus em primeiro lugar. Enfatize que
se no templo sagrado era demais. Além disso, não devemos deixar que as lutas do dia a dia
essa prática que atingiu o centro do plano da nos afastem do Criador.
salvação, que é gratuito (Romanos 5:15) e que
não podemos comprar por preço algum, foi vis- Resumo
to por Deus como um grande sacrilégio. Compartilhe os seguintes pensamentos,
Esta história não trata apenas de Jesus usando suas próprias palavras:
repreender as pessoas que queriam dinheiro Deus sempre amará e será fiel aos Seus fi-
fácil, mas de Jesus repreender aqueles que lhos. Mesmo que nos afastemos dEle e fique-
estavam pegando a parte mais maravilhosa do mos longe, Ele nunca deixará de nos atender
evangelho – que é gratuita – e transformando-a quando O chamarmos. Efésios 2:4 e 5 (NTLH)
em algo que devia ser comprado. diz: “Mas a misericórdia de Deus é muito gran-
Infelizmente, fontes históricas judaicas de, e o Seu amor por nós é tanto, que, quando
mostram que mais tarde a prática de vender estávamos espiritualmente mortos por causa
animais a preços altíssimos continuou mesmo da nossa desobediência, Ele nos trouxe para a
depois da morte de Jesus. A mesma prática vida que temos em união com Cristo. Pela gra-
ocorre ainda hoje em algumas igrejas por meio ça de Deus vocês são salvos.”
da compra de indulgências. Mesmo se eliminarmos todo materialismo e
toda irreverência de nossa vida, não estará ga-
III. ENCERRAMENTO rantida a nossa salvação. Não há nada que pos-
samos fazer para nos salvar. Somente aquilo
Atividade que Jesus fez na cruz pode nos resgatar do pe-
Encerre com uma atividade. Explique em cado. Por causa do que Ele fez por nós e de Seu
suas próprias palavras. amor infinito, devemos honrá-Lo, respeitá-Lo e
Peça para os alunos citarem algumas coi- dar-Lhe a nossa vida.
sas em sua vida que possam estar fazendo com Em Salmo 111:10 lemos: “O temor do Senhor
que se afastem de Deus. Desafie-os a tentar é o princípio da sabedoria; todos os que cum-
durante a próxima semana se livrarem dessas prem os Seus preceitos revelam bom senso.
coisas, seja a irreverência, o materialismo, ou Ele será louvado para sempre!”

LEMBRE os alunos sobre o plano de leitura, em que eles estudarão, na série O Grande Conflito,
o comentário inspirado da Bíblia. A leitura correspondente a esta lição é O Libertador, capítulo 16.

ANOTAÇÕES

_____________________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________________________
Adolescentes 57

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
13August20203:53pm Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
nsinar
s para e
Mantendo Deus Sempre em Primeiro Lugar
Dica Pode ser que tenhamos colocado muitas coisas em nossa vida acima de Deus. Pode ser
que seja algo que a princípio pareça simples e insignificante, mas que, ao analisarmos
bem, perceberemos que lentamente está nos afastando de Deus. Esse processo nunca é
rápido, mas sempre vagaroso. Algo novo e empolgante entra em nossa vida e vagarosamente,
mas sem parar, acaba desviando nossa atenção e ocupando em nosso pensamento um lugar
acima do nosso Pai celestial. Comente a respeito de Salomão. Lembre-se de que à medida que
suas riquezas aumentavam, ele se afastava mais e mais de Deus. Devemos lembrar que as
riquezas e os bens materiais um dia acabarão, mas Deus sempre estará ao nosso lado.

ANOTAÇÕES

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

58 1o Trimestre | 2021
En co n tr o
Um v el
squ ecí
Texto Bíblico:

Ine
João 3:1-17
Comentário:
O Libertador, capítulo 17
Texto-Chave:
João 3:12-15

a r ç o d e 2021
o 12 - 20 de m
Liç ã

PREPARANDO-SE PARA ENSINAR

I. Sinopse Espírito Santo comparado ao soprar do ven-


Embora Nicodemos fizesse parte da elite to; (3) a dualidade da carne e do espírito; (4) a
dos líderes religiosos de Israel, estimava mui- imagem do Calvário retratada na história en-
to a voz de Deus. Ellen White descreveu como contrada no Antigo Testamento do povo de Is-
Nicodemos se ressentia ao presenciar as ati- rael sendo salvo ao fixar os olhos na serpente
tudes ríspidas dos líderes religiosos contra de bronze levantada no deserto.
Jesus, pois foi dessa mesma maneira que os Além das metáforas e das ilustrações utili-
líderes das gerações anteriores haviam trata- zadas por Jesus para transmitir a essência de
do os profetas enviados por Deus. Certa noite, Sua missão na Terra, ainda há a mensagem re-
Nicodemos se aproximou de Jesus, disposto gistrada em João 3:16.
a aprender mais do Mestre. Aquele encontro Muitos jovens não se sentem convertidos
com o Salvador jamais seria esquecido, tam- porque não passaram por uma experiência
pouco as coisas ali aprendidas. marcante de conversão. Como Nicodemos, a
A lição desta semana retrata o processo conversão pode ser gradual e, ainda assim, ge-
da “experiência de conversão”. A história de nuína.
Nicodemos mostra que essa é uma jornada
que dura a vida toda. Esta lição também po- II. Objetivos
derá promover discussões a respeito da natu- Os alunos deverão:
reza do conhecimento – o conhecimento teó- • Entender o processo natural da conver-
rico versus o tipo de transformação que Ellen são. (Saber)
White descreveu como “regeneração”. No • Confiar que Deus os transformará à me-
encontro com Nicodemos, Jesus usou várias dida que eles permitirem que Deus opere.
metáforas e ilustrações que foram essenciais (Sentir)
para a transformação daquele líder religio- • Escolher viver corajosamente para o reino
so: (1) um novo nascimento; (2) o trabalho do de Deus. (Responder)
Adolescentes 59

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
III. Para explorar O rei Davi implorou: “Purifica-me!” João Ba-
• A experiência da salvação (Nisto Cremos, tista convidou a nação inteira de Israel para se
cap. 10) “arrepender” e lavar os velhos hábitos com o
• O batismo (Nisto Cremos, cap. 14) batismo e nascer do Espírito, começando, as-
• Crescimento espiritual sim, uma vida totalmente nova. Jesus mesmo
disse para Pedro: “Se Eu não lavar [os seus
pés], você não será mais Meu discípulo!” (João
ENSINANDO 13:8, NTLH). A experiência do novo nascimen-
to na Bíblia sempre esteve relacionada com a
água e com o ato de lavar. A mensagem trans-
I. INICIANDO mitida a Nicodemos foi: Arrependa-se. Lave-se.
Pela fé, comece uma vida nova hoje mesmo e
Ilustração nasça do Espírito.
Conte esta ilustração em suas próprias pa-
lavras: II. ENSINANDO A HISTÓRIA
Você já ouviu a história de Ignaz Philip Sem-
melweis? Na época em que Semmelweis nas- Uma Ponte Para a História
ceu, em 1818, era comum a mulher morrer Comente com os alunos em suas próprias
durante o parto. Há registros de que uma em palavras:
cada seis mulheres morria devido ao que cos- Ao estudar a história do encontro de Jesus
tumavam chamar de “febre do parto”. e Nicodemos, note a abertura de Nicodemos
A rotina diária dos médicos geralmente co- aos ensinamentos de Cristo. A princípio, ele não
meçava realizando autópsias e lidando com compreende tudo, mas, ao contrário do mundo
situações emergenciais. No fim do dia, os médico nos anos de 1800, Nicodemos não se
médicos atendiam as mulheres em trabalho opõe à mensagem de Cristo. O Dr. Semmelweis
de parto – sem lavar as mãos! O Dr. Semmel- ficou louco tentando convencer as pessoas de
weis foi o primeiro a implantar a prática de la- que estavam erradas. Depois de muitos anos
var as mãos regularmente, entre cada exame, e de muitas mortes desnecessárias, o mundo
com uma solução de cloro. Durante os 11 anos finalmente descobriu que o Dr. Semmelweis es-
que colocou esse método tão simples em prá- tava certo. A partir daquele encontro inesquecí-
tica, em vez de perder uma em cada seis mães, vel, as palavras e as obras de Cristo vagarosa-
o Dr. Semmelweis perdeu apenas uma em cada mente, mas constantemente, convenciam cada
cinquenta mulheres. vez mais Nicodemos de que Ele era o Messias.
O Dr. Semmelweis passou anos fazendo pales-
tras em que implorava aos médicos: “Por favor, Aplicando a História (Para
lavem as mãos!” Durante a revolução industrial, Professores)
a tecnologia estava despontando. Assim, muitos Após ler com seus alunos o texto bíblico da
médicos ficaram curiosos para conhecer as no- seção Estudando a História, faça as perguntas
vas técnicas e descobertas significativas para a a seguir:
medicina. Pouquíssimas pessoas deram ouvidos • Destaque ou sublinhe cada pergunta feita
à simples mensagem do Dr. Semmelweis. Na por Jesus. Em sua opinião, quais são as per-
verdade, ao 47 anos, o Dr. Semmelweis morreu guntas mais difíceis de serem respondidas?
devido a problemas mentais por se sentir frus- • De acordo com a história, quais são as ca-
trado e culpado pela morte desnecessária de racterísticas positivas e negativas do caráter
tantas mulheres ao redor do mundo. de Nicodemos?
60 1o Trimestre | 2021
• Quais são os versos principais da história Nicodemos, o que diria ou perguntaria? Por
do encontro de Nicodemos com Jesus? quê? Da mesma forma que Jesus “mudou de
• Ao procurar transmitir a essência do reino assunto” com Nicodemos, que assunto imagina
de Deus para Nicodemos, quais são as metáfo- que Jesus abordaria com você? Por quê?
ras e as ilustrações utilizadas por Jesus? (Leia
também João 7:40-53 e João 19:38 e 39.) Apresentando o Contexto e o Cenário
• Em sua opinião, qual é a mensagem cen- Use as informações a seguir para elucidar
tral que Deus quer lhe dar ao estudar esta pas- alguns aspectos da história para seus alunos.
sagem bíblica? Explique em suas próprias palavras.
• De que forma a história de Nicodemos se O encontro de Jesus e Nicodemos ocorreu
assemelha à sua? Em que difere? tarde da noite, num lugar em que a conversa
não poderia ser interrompida. Alguns sugerem
Utilize as passagens a seguir como fontes que o encontro ocorreu nessas condições por-
alternativas relacionadas à lição desta s­ emana: que Nicodemos queria ser o mais discreto pos-
João 1:10-12; Romanos 6:1-6; Atos 9; Núme- sível devido ao medo de ser visto com Jesus.
ros 21:7-9; Filipenses 1:6. Mas essa ideia mostrou-se contraditória, pois,
mais tarde, no capítulo 7, Nicodemos defendeu
Mais Perguntas Para os Professores Jesus diante do Sinédrio.
Qual a semelhança entre o trabalho do Espí- Não sabemos a razão exata, mas talvez Ni-
rito Santo e o movimento do vento? Após discu- codemos tenha procurado um encontro discre-
tir essa pergunta, leia Atos 2:1-12 e Atos 2:36-47 to com Jesus por almejar sinceramente enten-
e analise as maneiras específicas pelas quais o der Sua missão. Para isso, seria muito difícil
Espírito Santo trabalha com as pessoas. conhecer a Cristo em meio à confusão da mul-
Em João 3:14, ao falar com Nicodemos, tidão e à marcação acirrada dos outros líderes
­Jesus Se refere a uma história antiga conheci- religiosos. A aversão dos líderes religiosos
da por todos os mestres em Israel. Leia Núme- para com Jesus não era novidade. Um pouco
ros 21:4-9 e explique de que forma essa história antes do encontro com Nicodemos, Jesus havia
está relacionada à missão de Cristo na Terra. limpado o templo, expulsando os cambistas e
De que maneira a cobra levantada no deserto mercadores. Os líderes religiosos já estavam
representa Cristo sendo levantado no Calvário? planejando puni-Lo por Se intrometer no que
Compare os dois acontecimentos e ­descubra a pensavam ser seu território.
razão de Jesus ter feito essa comparação. Alguns dos pontos de discórdia da conversa
É provável que João 3:16 seja o verso mais entre Jesus e Nicodemos estavam relaciona-
conhecido da Bíblia, talvez porque seja tão sim- dos ao nascimento e novo nascimento, à car-
ples que uma criança é capaz de ­aceitá-lo e, ao ne e ao Espírito e à mudança interior versus
mesmo tempo, tão profundo que um estudioso aparência exterior. Quando Jesus disse que
não seja capaz de compreendê-lo totalmente. era necessário nascer de novo para ver o rei-
Já aconteceu de você ouvir tantas vezes uma no de Deus, Nicodemos deve ter ficado confu-
coisa que ela acabou perdendo o sentido? Re- so. Os judeus acreditavam que o batismo era
escreva o verso de João 3:16 em suas próprias necessário apenas para os não judeus que se
palavras e não utilize nenhuma das palavras convertiam à fé. O batismo, ou o ritual de puri-
citadas no texto bíblico. Compartilhe o que es- ficação com água, ocorria da mesma forma que
creveu com a classe. hoje, mas era aplicado apenas aos gentios ou
Se você tivesse a oportunidade de conver- aos pagãos. Os judeus acreditavam tanto nes-
sar com Jesus em particular e face a face como se ritual que, quando um gentio ou um pagão
Adolescentes 61

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
se convertia e era batizado, ele renascia como III. ENCERRAMENTO
filho de Abraão em todos os sentidos. Jesus
não estava ensinando algo estranho para Ni- Atividade
codemos. O que era estranho para ele é que, Encerre com uma atividade. Explique em
sendo alguém considerado filho de Abraão por suas próprias palavras.
sangue, deveria se submeter também ao ba- Divida os alunos em grupos de dois ou três.
tismo. Mas Jesus respondeu: “Quem nasce de Peça que escrevam numa folha de papel as fa-
pais humanos é um ser de natureza humana; ses de crescimento que uma planta simples
quem nasce do Espírito é um ser de natureza atravessa até atingir a maturidade. Convide-os
espiritual” (João 3:6, NTLH). Com isso, Jesus a compartilhar com a classe suas respostas e
quis dizer que a única maneira de se tornar um discuta as semelhanças e as diferenças entre
verdadeiro filho de Abraão é renascer pela fé. as várias respostas. Em seguida, incentive os
Logo depois, Jesus Se referiu à renovação grupos a discutirem as fases da regeneração ou
interior que já tinha sido mencionada no Anti- da experiência do novo nascimento em Cristo.
go Testamento também. Jeremias 31:33 e 34 e Da mesma forma que citaram as fases de cres-
Ezequiel 36:26 falam da regeneração interior cimento de uma planta, peça que descrevam o
tão abordada no Novo Testamento. processo de conversão de uma pessoa. Permita
Não foi por acaso que Jesus utilizou a histó- que compartilhem suas respostas com a classe.
ria encontrada em Números 21:4-9 para ilus-
trar Sua missão e Sua autoridade. Apesar de Resumo
as pessoas terem sido salvas ao escolherem Compartilhe os seguintes pensamentos,
fixar os olhos na serpente levantada no deserto usando suas próprias palavras:
por Moisés, demonstravam a mesma desobe- Nicodemos encontrou o que estava procu-
diência e atitude hostil manifestada pelo povo rando. Seu coração estava aberto e sua sen-
na época de Jesus. O significado dessa ilustra- sibilidade foi submetida à direção do Espírito
ção foi revelado nos versos 16-21. A mensagem de Deus em Cristo. Nicodemos amava Israel
maravilhosa daquele encontro durante a noite e esperava ansiosamente o dia em que o Mes-
foi que há apenas um caminho para a salvação. sias viria. Talvez Nicodemos tenha sido otimis-
Finalmente, Nicodemos fez a escolha que ta achando que os líderes religiosos pudessem
todos nós devemos fazer a respeito de Jesus. aceitar a Cristo como o Messias prometido.

LEMBRE os alunos sobre o plano de leitura, em que eles estudarão, na série O Grande Conflito,
o comentário inspirado da Bíblia. A leitura correspondente a esta lição é O Libertador, capítulo 17.

ANOTAÇÕES

____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________
62

_____________________________________________________________________________________

62 1o Trimestre | 2021
Com o tempo, porém, percebeu que isso se- ou o novo nascimento, ser fundamental, deve
ria impossível. Mas as boas-novas são que Ni- ser considerado o início de uma jornada e
codemos se tornou parte da nova igreja depois não a consumação final de nossa conversão.
da ressurreição de Cristo, o que nos diz que às Ao refletir sobre sua vida, quais foram os
vezes leva tempo para uma pessoa chegar ao momentos-chave que resultaram no seu cres-
amadurecimento espiritual. cimento espiritual? Talvez você deva se decidir
Considere as várias pessoas citadas na pelo batismo porque reconhece que também
Bíblia que amadureceram com o passar do precisa nascer de novo. Talvez você já tenha
tempo. Há momentos que são extraordiná- sido batizado, mas almeja ter seu coração
rios, como o batismo, por exemplo. Mas essa transformado. Agora é o momento para pedir
história nos ensina que, apesar do batismo, a ajuda de Deus e decidir mudar.

Dicas

para ens
Demonstrando Aprovação
inar
Demonstrar sua aprovação por uma ideia ou uma contribuição dada por um adoles-
cente em classe fará com que todos se sintam mais à vontade para participar. Uma
das razões pelas quais os adolescentes não participam muito de debates e não gostam
de compartilhar suas ideias em público é porque têm medo de se expor, de errar ou ser
ridicularizados. Assim, quando um jovem compartilhar com a classe uma de suas ideias,
certifique-se de responder com uma palavra de encorajamento e incentivo, citando coisas
específicas e, dessa forma, demonstrando sua aprovação. Uma das qualidades principais de
um ambiente eficaz de aprendizagem é o sentimento positivo acerca do lugar, das pessoas e
das coisas ditas em classe.

____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

Adolescentes 63

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
Texto Bíblico:

É a Sua Ve
z
João 3:22-36
Comentário:
O Libertador, capítulo 18
Texto-Chave:
João 3:29 e 30

Lição 13
- 27 de
março d
e 2021

PREPARANDO-SE PARA ENSINAR


em que vivemos nos dizem para termos ciú-
mes, mas como cristãos, qual deve ser nossa
I. Sinopse escolha?
Imagine como João Batista deve ter se sen- João Batista escolheu alegrar-se com o su-
tido. Jesus e ele eram primos. Haviam nascido cesso de Jesus. Ele viveu no mesmo mundo em
na mesma época. No entanto, nunca se viram. que vivemos. Sabia que seu tempo havia termi-
Jesus cresceu em Nazaré e João Batista no de- nado. Ele havia preparado o caminho e cumpri-
serto. Foi Deus quem determinou que nunca se do sua missão. Havia chegado a vez de Jesus!
vissem para que não sofressem a acusação de Aos poucos, João saiu de cena e ficou feliz por
terem conspirado para apoiar um ao outro. No ter colaborado com a missão do Messias.
entanto, quando as boas-novas espalhadas por
João Batista chegaram aos ouvidos de Jesus II. Objetivos
na carpintaria de José, Ele reconheceu que Sua Os alunos deverão:
hora havia chegado. • Entender a importância da humildade na
Jesus deixou Seu lar e começou a pregar. vida do cristão. (Saber)
À medida que as pessoas deixavam o grupo que • Sentir a presença de Deus ao permitirem
seguia João e passavam para o de Jesus, João que Ele controle seus pensamentos. (Sentir)
deparou-se com uma decisão a ser tomada: • Comprometerem-se em ser humildes e
ficar com ciúmes ou feliz por Jesus. João es- altruístas. (Responder)
colheu a última opção. Escolheu dar lugar ao
Cordeiro de Deus, Jesus Cristo. III. Para explorar
Todos nós algum dia nos depararemos com • Abnegação
a mesma decisão. A pergunta é: O que esco- • Humildade
lheremos? A natureza humana e a sociedade • Orgulho
64 1o Trimestre | 2021
ENSINANDO fazer apenas uma única vez no ensino médio.
Ao compartilhar sua alegria com uma colega
de classe, ela comentou:
I. INICIANDO – Foi por Deus!
Ilustração André sentiu-se envergonhado. Queria ser
Conte esta ilustração em suas próprias pa- parabenizado por sua conquista, mas ao mes-
lavras: mo tempo sabia que devia louvar a Deus.
Notas azuis nunca foram o forte de André.
Ele preferia ficar jogando futebol ou ler um II. ENSINANDO A HISTÓRIA
livro interessante. A mãe vivia tentando fazer Uma Ponte Para a História
André estudar mais. Até mesmo ofereceu um Comente com os alunos em suas próprias
bom dinheiro se tirasse notas melhores. An- palavras:
dré mudou de escola no meio do terceiro ano Houve algum tempo em sua vida em que
do ensino médio e caiu numa classe de alunos você realizou algo que achava ser impossí-
estudiosos. Praticamente todos os alunos da- vel? Subir uma montanha? Andar 80 quilôme-
quela classe tinham notas boas. André sentiu- tros de bicicleta? Tirar notas boas? O que você
se motivado pela primeira vez a se esforçar e, sentiu naquele momento? Ficou orgulhoso ou
com isso, tirou nota dez em todas as matérias. agiu com humildade? Pense na história de An-
Não importa que isso tenha acontecido no úl- dré. Em algum momento ele foi o responsável
timo bimestre do terceiro ano. Isso o motivou por alcançar o sucesso ou foi tudo por causa
a se esforçar também na faculdade. Mas, no de Deus? É errado orgulhar-se pelo sucesso
primeiro semestre da faculdade, André relem- alcançado? Qual é o limite entre o orgulho e a
brou os velhos tempos de notas vermelhas ao humildade? Como isso se relaciona com o que
tirar nota baixa numa prova. No primeiro ano de João Batista disse: “É necessário que Ele cres-
faculdade, André tirou zero até mesmo numa ça e que eu diminua” (João 3:30)?
prova de religião. Durante os primeiros anos de
faculdade, suas notas não melhoraram muito. Aplicando a História (Para Professores)
Nunca mais tirou dez em todas as matérias. Após ler com seus alunos o texto bíblico da
Mas no início de um novo ano escolar André seção Estudando a História, faça as perguntas
decidiu se esforçar como nunca. Leu todos os a seguir:
livros indicados pelos professores – chegou a • Os seguidores de João Batista ficaram com
ler 300 páginas por noite. Entregou todos os ciúmes por Jesus estar Se tornando muito mais
trabalhos na data marcada. No entanto, um popular. Tudo que Jesus fazia era motivo para
dia, sentiu-se derrotado ao saber que havia ti- eles reclamarem. Começaram a questionar o
rado nota baixa em um teste. “Aqui vamos nós propósito do batismo e a linguagem usada ao
de novo”, pensou. Durante a aula, o professor batizar as pessoas. Em sua opinião, por que eles
ofereceu uma chance para os alunos que ti- começaram a questionar práticas tão comuns
nham ido mal no teste. Eles deveriam esco- da religião? Quais são algumas questões discu-
lher entre fazer uma redação ou realizar um tidas na sua igreja que realmente não fazem o
projeto. André escolheu o projeto. Imagine a menor sentido para você? Em sua opinião, por
surpresa de André ao receber as notas bimes- que as pessoas questionam essas práticas?
trais e ver que havia tirado dez em três maté- • João Batista recusou-se a cair na tentação
rias e um nove e meio. da inveja. Sabia que poderia atrapalhar o traba-
André ficou muito orgulhoso. Sentiu-se mui- lho de Jesus se cedesse às tentações de Sata-
to bem por ter feito algo que havia conseguido nás. Sabia que havia sido chamado para levar as
Adolescentes 65

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
pessoas a Cristo. Às vezes, a maior barreira para 2. Nos tempos bíblicos o “amigo do noivo”
o cristianismo são os próprios cristãos. De que era aquele que fazia toda a intermediação entre
maneiras podemos mostrar aos não cristãos o a família da noiva e do noivo. Assim que as ne-
que realmente significa ser um cristão? gociações terminassem, o amigo se alegrava
• O que a frase: “É necessário que Ele cres- por ter cumprido sua missão. Da mesma for-
ça e que eu diminua” significa para você? ma, João alegrou-se ao ver que havia cumpri-
• João foi uma pessoa verdadeiramente hu- do sua missão. Ele regozijou-se com o sucesso
milde. Sua atitude demonstrou humildade aos de Jesus. Não podia nem sequer pensar em
seus discípulos e, mais tarde, a todas as pessoas ficar triste por ver as pessoas serem atraídas
que o deixaram para seguir Jesus. João poderia a Cristo e desejarem ouvir a mensagem dEle.
ter ficado chateado por ninguém mais querer dar Sua missão havia sido cumprida com êxito e
ouvidos a ele. Sabia que sua missão havia termi- não havia maior alegria para ele do que essa.
nado e chegara a hora de outra Pessoa continu- “É necessário que Ele cresça e que eu di-
ar o trabalho. Por que é tão difícil ser humilde? minua” são as últimas palavras registradas de
O que podemos fazer para sermos mais humildes? João antes de sua prisão. Suas palavras reve-
lam que o caráter desse servo de Deus tinha
Utilize as passagens a seguir como fontes como características principais a humildade,
alternativas relacionadas à lição desta semana: a submissão e o altruísmo.
2 Samuel 11; 12; Rute; Salmo 25:9, 10. Discuta com seus alunos a diferença entre
humildade, submissão e altruísmo. Há alguma
Apresentando o Contexto e o Cenário diferença? Em nossa sociedade, quais são as
Use as informações a seguir para elucidar desvantagens, se houver alguma, de sermos
alguns aspectos da história para seus alunos. humildes, submissos e altruístas? Em seguida,
Explique em suas próprias palavras. desafie-os a realizar ao menos um ato de hu-
1. João Batista foi diferente em todos os sen- mildade, um de submissão e um de altruísmo
tidos. Usava roupas estranhas e se alimentava durante a semana.
de forma diferente. Hoje julgamos as pessoas
por sua aparência e pelas roupas que vestem, III. ENCERRAMENTO
mas não foi assim com João Batista. Apesar de Atividade
sua aparência, as pessoas queriam ouvir o que Encerre com uma atividade. Explique em
ele tinha para dizer. Ele pregava uma mensa- suas próprias palavras.
gem apenas: “Arrependam-se”. Distribua papel colorido, ou pedaços de carto-
João não se preocupava com o que as pes- lina, ou de color set e canetinhas hidrocor. Peça
soas achavam dele. Apenas queria que ouvis- para os alunos escreverem no cartão: “Farei um
sem o que tinha para dizer. Sabia que tinha uma ato de altruísmo nesta semana.” Instrua-os a
missão especial – preparar o caminho para a deixarem espaço para escreverem o que pre-
chegada do Messias. Sabia que o Messias che- tendem fazer naquela semana. Enfatize que a
garia em breve e seu trabalho logo se encerra- razão de pedir que coloquem no papel aquilo que
ria. Estava feliz com isso. pretendem fazer é que o ato de escrever é como
Quando seus discípulos vieram até ele recla- um compromisso ou um contrato de colocar a
mar das multidões que estavam partindo para lição desta semana em prática.
seguir Jesus, João não ficou chateado. Sentia-se
completamente feliz e satisfeito. A missão havia Resumo
sido cumprida. Terminada. Acabada. Na verda- Compartilhe os seguintes pensamentos, usan-
de, logo depois disso João foi para a prisão. do suas próprias palavras:
66 1o Trimestre | 2021
João Batista pregou há 2.000 anos, mas sua Simplesmente disse: “É necessário que Ele
mensagem ainda é relevante hoje. Assim como cresça e que eu diminua.”
Jesus habitou neste mundo, quer também ha- Em atitude de humildade, João deixou de
bitar em nosso coração. A mensagem de João ser o centro das atenções para dar lugar a ou-
Batista não é apenas relevante, mas sua his- tra Pessoa. Ele demonstrou ter os traços de
tória também é. caráter de um verdadeiro seguidor de Cristo.
João não cedeu às tentações ou às pres- Ellen White nos lembra que, ao submetermos
sões do grupo e agiu com humildade. Não quis nossa vida totalmente a Deus, seremos com-
ser o centro das atenções, não falou mal das pletos em Cristo. E naturalmente nos tornare-
pessoas e não se importou de sair de cena. mos humildes, assim como foi João.

Dicas

para ens
Colocando as Ideias no Papel inar
É sempre uma tarefa difícil fazer com que os alunos discutam os assuntos propostos
pela lição. Às vezes, os professores ficam nervosos com o silêncio e começam a falar.
Na verdade, os alunos estão apenas tentando pensar no que dizer. Tenha paciência e dê
tempo para que os alunos pensem. Colocar os pensamentos no papel também é uma boa
maneira de ajudá-los a se sentirem seguros na hora de compartilhar as ideias. Incentive-os
a anotarem suas ideias nas margens da Bíblia, na lição ou num caderno. Se não têm o costu-
me de levar a lição para a Escola Sabatina, certifique-se de ter sempre à mão papel e caneta
para que escrevam o que lhes vêm à cabeça ao lerem os versos ou a história na classe. De-
senhos e ilustrações também estimulam a discussão.

LEMBRE os alunos sobre o plano de leitura, em que eles estudarão, na série O Grande Conflito, o co-
mentário inspirado da Bíblia. A leitura correspondente a esta lição é O Libertador, capítulo 18.

ANOTAÇÕES

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________
Adolescentes 67

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
Ano Bíblico
Janeiro Fevereiro Março

Sáb. 2 – Gênesis 3 e 4 Seg. 1o – Êxodo 1 e 2 Seg. 1o – Números 20


Dom. 3 – Gênesis 6 e 7 Ter. 2 – Êxodo 3; 4:1-17 e 27-31 Ter. 2 – Números 21
Seg. 4 – Gênesis 8; 9:1-17 Qua. 3 – Êxodo 5 Qua. 3 – Números 22
Ter. 5 – Gênesis 11:1-9; 12:1-10 Qui. 4 – Êxodo 7 Qui. 4 – Números 23
Qua. 6 – Gênesis 13 Sex. 5 – Êxodo 8 Sex. 5 – Números 24
Qui. 7 – Gênesis 14 Sáb. 6 – Êxodo 9 Sáb. 6 – Números 35
Sex. 8 – Gênesis 15 Dom. 7 – Êxodo 10 e 11 Dom. 7 – Deuteronômio 32
Sáb. 9 – Gênesis 17:1-5; 18 Seg. 8 – Êxodo 12 Seg. 8 – Deuteronômio 33
Dom. 10 – Gênesis 19:1-28 Ter. 9 – Êxodo 13:17-22; 14 Ter. 9 – Deuteronômio 34
Seg. 11 – Gênesis 21:1-21; 22:1-19 Qua. 10 – Êxodo 15 Qua. 10 – Josué 1
Ter. 12 – Gênesis 23 Qui. 11 – Êxodo 16 Qui. 11 – Josué 2
Qua. 13 – Gênesis 24 Sex. 12 – Êxodo 17 Sex. 12 – Josué 3
Qui. 14 – Gênesis 27 Sáb. 13 – Êxodo 18 Sáb. 13 – Josué 4
Sex. 15 – Gênesis 28 Dom. 14 – Êxodo 19 Dom. 14 – Josué 5:10-15; 6
Sáb. 16 – Gênesis 29:1-8; 31:2, Seg. 15 – Êxodo 20 Seg. 15 – Josué 7
3, 17 e 18 Ter. 16 – Êxodo 24 Ter. 16 – Josué 8
Dom. 17 – Gênesis 32 Qua. 17 – Êxodo 32 Qua. 17 – Josué 24
Seg. 18 – Gênesis 33 Qui. 18 – Êxodo 33 Qui. 18 – Juízes 6
Ter. 19 – Gênesis 35:1-20, 27-29 Sex. 19 – Êxodo 34:1-14 e 21-35 Sex. 19 – Juízes 7
Qua. 20 – Gênesis 37 Sáb. 20 – Êxodo 35 Sáb. 20 – Juízes 13 e 14
Qui. 21 – Gênesis 39 Dom. 21 – Êxodo 40 Dom. 21 – Juízes 16:4-31
Sex. 22 – Gênesis 40 Seg. 22 – Números 9:15-23; Seg. 22 – Rute 1 e 2
Sáb. 23 – Gênesis 41 10:29-36 Ter. 23 – Rute 3 e 4
Dom. 24 – Gênesis 42 Ter. 23 – Números 11 Qua. 24 – 1 Samuel 1
Seg. 25 – Gênesis 43 Qua. 24 – Números 12 Qui. 25 – 1 Samuel 2
Ter. 26 – Gênesis 44 Qui. 25 – Números 13 Sex. 26 – 1 Samuel 3
Qua. 27 – Gênesis 45 Sex. 26 – Números 14 Sáb. 27 – 1 Samuel 4
Qui. 28 – Gênesis 46 Sáb. 27 – Números 16 e 17
Sex. 29 – Gênesis 47 Dom. 28 – Números 18 e 19
Sáb. 30 – Gênesis 48 e 49
Dom. 31 – Gênesis 50

68 1o Trimestre | 2021
Escopo e Sequência
2019 2020 2021 2022
1o Trimestre 1o Trimestre 1o Trimestre 1o Trimestre
Adão e Eva Povo de Deus Jesus A Missão
A Serpente Salomão Chegou a Hora O Espírito Santo
Caim e Abel Construtor do Templo Maria O Homem Aleijado
Sete e Enoque Potentado Orgulhoso Simeão/Ana Ananias/Safira
Noé Autor Arrependido Os Sábios Povo de Deus
Torre de Babel Roboão O Menino Jesus Estêvão
Abraão Jeroboão A Voz Paulo
Isaque Asa, Acabe, Jezabel Vitória Pedro
Ló Elias Messias Descoberto Paulo/Barnabé
Rebeca Evangelista Festa de Casamento Inclusão dos Gentios
Jacó e Esaú Covarde O Templo Espalhando Boas Notíias
Jacó O Sábado Nicodemos Os Tessalonicenses
Israel Josafá João Batista Os Efésios

2o Trimestre 2o Trimestre 2o Trimestre 2o Trimestre


José Acabe Mulher Samaritana Os Coríntios
Os Irmãos Elias O Oficial do Rei Trabalhadores de Cristo
Moisés Profeta O Homem Aleijado Romanos/Gálatas
Os Egípcios Naamã João Batista Última Jornada
Escravos Fugitivos Jonas O Ungido Aventuras e Provações
Acampantes Insatisfeitos Oseias Pedro Filemom
Nação Escolhida Isaías Cafarnaum Colossenses/Filipenses
Arão Jeová O Leproso Última Prisão
O Tabernáculo Acaz Levi Mateus Perante Nero
Miriã e Zípora Ezequias O Sábado João, o Discípulo Amado
Os Doze Espias Assíria Os Discípulos Patmos
Coré Manassés O Centurião O Apocalipse
A Serpente de Bronze Josias O Endemoninhado Igreja Triunfante

3o Trimestre 3o Trimestre 3o Trimestre 3o Trimestre


Fronteiras Jeremias Mulher/Jairo Primeiros Crentes
Balaão A Condenação se Apro- Os Setenta Peregrinos
Vizinhos Imorais xima Os Discípulos Wycliffe
Análise da Lei Último Rei Mal-entendidos Lutero
Morte de Moisés Cativos Barreiras Quebradas Zuínglio
Travessia do Jordão Daniel Ministério de Jesus Reforma Francesa
Raabe O Sonho Quem é Jesus? Reformadores Ingleses
Bênçãos e Maldições Três Hebreus Advogado/Dirigente Revolução Francesa
Os Gibeonitas Nabucodonosor As Crianças Reformadores America-
Canaã Dividida Belsazar Família de Lázaro nos Guilherme Miller
Josué Daniel Zaqueu Cumprimento da Profecia
As Festas Daniel 7 Maria O Santuário
Primeiros Juízes Daniel 8, 9 Tiago e João Lei de Deus
Daniel 10-12

4o Trimestre 4o Trimestre 4o Trimestre 4o Trimestre


Sansão Ageu / Zorobabel O Rei Vem Vindo Reavivamento
Samuel Zacarias Os Fariseus Julgamento Investigativo
Eli Segundo Templo O Fim dos Tempos Origem do Pecado
Filisteus Ester Serviço Ciladas
O Primeiro Rei Rainha A Última Ceia O Grande Desapontamento
Morte de Saul Esdras Getsêmani O Papado
Unção de Davi Neemias A Traição Desafio Espiritual
Fugitivo Construtores Calvário A Bíblia
Lunático Conspiradores Ressurreição Última Chance
Coroação do Rei Reformadores Maria Madalena Tempo de Angústia
Governante Jesus A Estrada de Emaús Libertação
Pecador Libertador Junto ao Mar O Fim
Absalão Glória Futura Ascensão de Jesus O Início

Adolescentes 69

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
ANOTAÇÕES

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

70 1o Trimestre | 2021
________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________
Adolescentes 71

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
MKT CPB /Adobe Stock
_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

72 1o Trimestre | 2021
cp
Pe
MKT CPB /Adobe Stock

Sua dose diária de


curiosidade
e de fé para este ano!

Conheça em
primeira mão o
Devocional Teen

WhatsApp

cpb.com.br | 0800-9790606 | CPB livraria | 15 98100-5073


Baixe o
aplicativo
73
Adolescentes CPB
Pessoa jurídica/distribuidor 15 3205-8910 | atendimentolivrarias@cpb.com.br /cpbeditora

P3
P2
P1 41786 – Auxiliar Adolescentes
29July20208:27am Designer Editor(a) Coor. Ped. C. Q. R. F.
MKT CPB /Adobe Stock

Leia sobre o poder divino que atua na família, na comunidade,


na escola, nas brincadeiras e em qualquer lugar.

WhatsApp

cpb.com.br | 0800-9790606 | CPB livraria | 15 98100-5073


Baixe o
aplicativo
Pessoa jurídica/distribuidor 15 3205-8910 | atendimentolivrarias@cpb.com.br CPB
/cpbeditora

Você também pode gostar