Você está na página 1de 17

SUJEITOi

a) é aquele, ou aquilo, sobre o qual se diz alguma coisa na frase;


Ex.: A Rita e a Ana são as minhas melhores amigas.
b) é constituido por um nome ou um pronome, podendo ser acompanhado de outras
palavras;
Ex.: Elas são as minhas melhores amigas.
c) pode ocorrer depois da forma verbal.
Ex.: Chegaram as minhas melhores amigas.

1. Sublinha o sujeito de cada frase.

1. O ator dá hoje uma entrevista.


2. Este prédio é altíssimo.
3. Eles nasceram em Espanha.
4. Todos se preocupam com o ambiente.
5. Chegaram os meus convidados.
6. Ontem, todos os alunos da minha escola visitaram um museu.
7. A cidade do Porto está na lista das dez cidades mais bonitas do mundo.
8. Nós casámos no mês passado.
9. As eleições para a Presidência da República realizam-se no próximo domingo.
10. Os documentários daquele cientista francês são bastante interessantes.
11. Eu já viajei por todo o mundo.
12. O vestido e os sapatos foram comprados na mesma loja.
13. O meu trabalho é observar o comportamento dos animais.
14. No lago, nadam livremente peixes e patos.
15. O sofá vermelho e as cadeiras azuis foram desenhados por um arquiteto.
16. A avó tem estado adoentada.
17. O computador e o telemóvel são ferramentas de trabalho.
18. O juiz condenou o réu.

Sujeito simples é constituido apenas por um grupo nominal.


Ex.: A Rita brinca com bonecas.
nota: um sujeito plural constituído apenas por um grupo nominal é um sujeito simples.
Ex.: Elas brincam com bonecas.

Sujeito composto é constituido por mais do que um grupo nominal.


Ex.: A Rita e a Ana brincam com bonecas.
2. Lê as seguintes frases. Sublinha o sujeito e coloca uma cruz no tipo de sujeito.

Frase Sujeito Sujeito


simples composto
Ex.: As meninas e os meninos divertem-se. x
1. Os turistas adoraram a viagem.
2. A Maria, o Guilherme e a Joana vão fazer juntos o
trabalho de Inglês.
3. A reciclagem é muito importante.
4. Amanhã, os meus pais e os meus avós vão ao cinema.
5. Aqueles objetos são feitos de papel reciclado.
6. Eu adoro viajar de avião.
7. Mercúrio e Vénus são planetas do sistema solar.
8. Os meus primos e os teus tios foram morar para Braga.
9. Ninguém quer organizar a festa de fim de ano.
10. Os pilotos franceses e os técnicos portugueses
foram convocados para uma reunião.
11. Eles vão buscar-nos à estação.
12. A menina mergulhou no mar azul.
13. Aquela companhia de teatro é extraordinária.
14. Estiveram presentes nas negociações alguns
membros do governo e os trabalhadores.
15. A minha tia e a minha mãe são inseparáveis.
16. Este programa de televisão tem muita audiência.
17. Os animais fazem companhia as crianças.
18. O trapezista e o palhaço fazem um número de circo.
19. Crianças, jovens, adultos e idosos assistem a este
espetáculo anualmente.
20. Ele é o jogador mais brilhante de todos os tempos.
21. Tu receberás este prémio.
22. As crianças não gostam de ir ao dentista.
23. Os funcionários e os gerentes das lojas estão em greve.
24. O cantor aproximou-se do público.
25. Eles enviaram-me as contas.
26. Aos avós e aos tios as crianças da família telefonaram.
27. As árvores crescem rapidamente.

VOCATIVO

a) palavra ou expressão utilizada para chamar o interlocutor;


Ex.: Maria, meteste o bolo no forno?
b) pode ocupar diferentes posições na frase;
Ex.: Meteste o bolo no forno, Maria?
c) encontra-se sempre delimitado por vírgulas.
1. Distingue, nas frases seguintes, o vocativo do sujeito, assinalando na tabela a
função sintática dos constituintes sublinhados.

Frase Vocativo Sujeito


Ex.: Vens cá ter, Cristina? X
1. Cristina, vens ou não?
2. Elas querem vir connosco.
3. Pedro, a tua mãe está a chamar-te
4. A mãe está a chamar o Pedro,
5. Podes corrigir-me os exercícios, mãe?
6. A mãe corrigiu-me os exercícios,
7. Prestem atenção, meninos!
8. Os meninos prestam atenção.
9. A Catarina prestou atenção à aula,
10. Estás atenta, Catarina?
11. Vê bem, Catarina, olha com atenção.
12. Sr. eletricista, já terminou o trabalho?
13. Eu vou ter de chamar um eletricista
14. Vamos trabalhar, meus amigos?
15. E agora, meus amigos, vamos trabalhar?
16. Os meus amigos convidaram-me para um projeto musical.
17. Vamos lançar um novo projeto musical, malta?

PREDICADO

a) exprime o que se diz sobre o sujeito;


Ex.: 0 rapaz pediu ajuda aos bombeiros.
b) inclui o verbo e todas as funções sintáticas internas ao predicado:
• o complemento direto,
• o complemento indireto,
• o complemento oblíquo,
• o complemento agente da passiva,
• o predicativo do sujeito,
• o modificador (do verbo).
1. Associa cada frase (coluna A) à constituição do predicado que lhe corresponde
(coluna B), escrevendo o seu número na respetiva coluna da coluna A.

Coluna A Coluna B
Frases
Predicado constituído…
1. Ex.: O ator chorou. 1. … apenas pelo verbo.
a) Eles viram uma peça de teatro. 2. … por verbo, complemento direto e
complemento indireto.
b) Os espectadores aplaudiram os atores. 3. … por verbo e complemento direto.
c) Os atores agradeceram os aplausos. 4. … por verbo e complemento indireto.
d) Os atores agradeceram ao público.
e) Eles representam a peça.
f) O ator pediu uma opinião ao encenador.
g) O encenador deu-lha.
h) Ele concordou.
i) A companhia ganhou um prémio
internacional.
j) A Maria já não lhe arranjou bilhetes.
k) Os bilhetes esgotaram.

COMPLEMENTO DIRETO

a) é selecionado por um verbo transitivo


b) não pode ser retirado da frase;
Ex.: 0 Henrique ofereceu um presente à filha.
*0 Henrique ofereceu àfilha.
c) identifica-se fazendo a pergunta o quê? ou quem? ao verbo;
Pergunta: 0 Henrique ofereceu o quê à filha?
Resposta: "um presente" = Complemento direto
d) pode ser substituido pelos pronomes pessoais -o, -a, -os, -as.
Ex.: 0 Henrique ofereceu-o à filha.

1. Identifica, sublinhando, o constituinte com a função sintática de complemento


direto, em cada uma das seguintes frases.
1. O rapaz fez uma viagem.
2. Ele nunca tinha visitado outro país.
3. Durante a viagem, houve uma tempestade.
4. Ele encontrou abrigo.
5. Observou-o atentamente.
6. Nunca tinha visto um relâmpago.
7. Teve medo.
8. Pediu ajuda ao serviço de socorro.
9. No dia seguinte, viu o brilho do sol.
10. As crianças trocam cromos.
17. O Tiago estuda História.
12. As pessoas leem o jornal todos os dias.
13. Ele emprestou-as ao amigo.
14. O escritor escreve poemas e contos.
15. Alguém encontrou as chaves da Luisa.
16. A bibliotecária tem lido muitos livros.
17. A escola publicou, na Internet, o regulamento.
18. Todos devem praticar uma modalidade desportiva.
19. Na praia, as crianças construiram castelos de areia.
20. Ela emprestou-me os livros depois da aula.
21. A Paula viu a Cristina no parque.
22. Chamei-o para vir jantar.
23. Disseram o resultado do jogo ao treinador.
24. A claque apoia a equipa.
25. O jasmim perfuma o ar.
26. A mãe escolheu a camisola branca.
27. Os alunos da minha turma querem descobrir novas palavras.
28. Ela lê o dicionário nas horas vagas.

2. Reescreve as frases, substituindo o complemento direto pelo pronome pessoal


adequado.
Ex: Ouvi esta música ontem. → Ouvi-a ontem.

1. As empregadas limpam a cozinha.


2. Professora, ja fez os testes?
3. Li esta obra na semana passada.
4. Os meus tios compraram uma casa.
5. Eu chamei a Teresa.
6. O calor não secou a roupa.
7. O Manuel convidou todos os colegas da turma para o seu aniversário.
8. Ontem, eles compraram uns patins.
9. Eu não pedi o livro emprestado.
10. Faz as tuas tarefas.
11. Eles idealizaram este projeto.
12. Traz o livro amanhã.
13. Viste a Manuela, ontem.
14. Os jovens comunicaram a sua decisão.
15. Elas trouxeram o estojo de Nova lorque.
16. Os soldados vão cantar o hino.
17. Os cientistas procuram a cura para essa doença.
18. Os meninos contemplam o céu
19. Onde viste essa informação?

COMPLEMENTO INDIRETO

a) é selecionado por um verbo transitivo


b) não pode ser retirado da frase;
Ex.: 0 Henrique ofereceu um presente à filha.
*O Henrique ofereceu um presente.
c) identifica-se fazendo a pergunta a quê? ou a quem? ao verbo;
Pergunta: O Henrique ofereceu um presente a quem?
Resposta: "à filha" = Complemento indireto
d) pode ser substituído pelos pronomes pessoais -lhe ou -lhes.
Ex.: 0 Henrique ofereceu-lhe um presente.

1. Identifica, sublinhando, o constituinte com a função sintática de complemento


indireto, em cada uma das seguintes frases.

1. O pai perdoou os erros aos filhos.


2. O rei ofereceu um palácio à rainha.
3. Ofereci uma recompensa a quem encontrou o meu cão.
4. O David levou-lhe um bolo.
5. Ofereceram-me um bilhete para o concerto.
6. Não lhe vou enviar um e-mail.
7. As pessoas oferecem ajuda aos refugiados.
8. A chuva devolveu a vida à floresta.
9. Vou contar as novidades aos meus amigos.
10. O ladrão escapa aos que o perseguem.
11. Trouxeram à Maria um postal de Miami.
12. Os pais de Maria Alberta Menéres deram à escritora bons conselhos.
13. Lembrei à Leonor a promessa que ela fez.
14. As horas extras são pagas aos funcionários.
15. O processo de fabrico é explicado aos inspetores.
16. Dá-lhes boas notícias!
17. Ele apresentoua conta ao Miguel.
18. O casal de idosos apresentou queixa às autoridades.

2. Diz se os constituintes destacados são complemento direto ou complemento


indireto.
Exemplo : A avó acendeu as velas. = Complemento direto - CD

1. Já convidaste a Maria para a tua festa?


2. Já avisaste o Pedro?
3. Vou telefonar à Joana.
4. Podes comprar os bilhetes?
5. Avisa-os.
6. Ensina-lhes o caminho.
7. Os carros antigos produzem nuvens de fumo.
8. Entregam hoje o prémio ao primeiro classificado.
9. Ele obedece ao pai.
10. A cliente ligou à advogada.
11. 0 João decorou a tarte.
12. Os milionários não revelaram o seu destino.
13. A Sandra lê uma revista.
14. Tenho o novo CD da Mariza e já o ouvi muita vezes.
15. Devias dizer-lhes a verdade.
16. Os miúdos enviaram-na.
17. Os meninos contam aos irmãos mais novos histórias de encantar.
18. Enfeitei a jarra com flores amarelas.
19. A idosa alimenta os pombos.

3. Transcreve para os respetivos locais os elementos que desempenham as funções


sintáticas destacadas.

1. O meu pai contava-me muitas histórias.


Sujeito:
Predicado:
Complemento direto:
Complemento indireto:

2. O Rodrigo atravessa o rio.


Sujeito:
Predicado:
Complemento direto:
3. O melhor tenista do mundo dedicou mais um título à família.
Sujeito:
Predicado:
Complemento direto:
Complemento indireto:

4. A guia contou aos turistas a história do palácio.


Sujeito:
Predicado:
Complemento direto:
Complemento indireto:

5. Os críticos de cinema fizeram elogios ao filme.


Sujeito:
Predicado:
Complemento direto:.
Complemento indireto:

6. O presidente e os trabalhadores inauguraram a ponte.


Sujeito:
Predicado:
Complemento direto:

 
COMPLEMENTO OBLÍQUO
a) é selecionado por um verbo transitivo
b) não pode ser retirado da frase sob pena de esta ficar incompleta ou de se tornar
agramatical;
c) não pode substituir-se por pronomes pessoais, ao contrário do complemento direto
e do complemento indireto.
Ex.: Gosto de ler.

1. Sublinha, nas seguintes frases, os constituintes com função sintática de complemento


oblíquo.

Exemplo: A minha prima vive ali.

1. Nas férias, os portugueses dirigem-se ao Algarve.


2. A Ana veio de Praga.
3. Ela agora vive lá.
4. Gosto desta cidade.
5. O exercício físico faz-te bem.
6. Os alunos entraram na sala.
7. O cão saiu da casota.
8. As amigas foram ao centro comercial.
9. Todos assistiram ao espetáculo.
10. Obrigada, mas já não preciso de ajuda.
11. O táxi voltou para trás.
12. Ela mora em Paris.
13. Precisa-se de funcionário ou funcionária.
14 . Este ano, as minhas primas entraram na faculdade.
15. A criança portou-se mal.
16. Ele necessita de viajar.
17. Diana mora no centro da cidade.
18. Disseram-me que o Tomás foi ao Japão.
19. Deixaste o casaco em minha casa.
20. O meu pai vai a Lisboa este fim de semana.
21. A Joaninha acabou com os seus problemas.

2. Associa os elementos da coluna A aos complementos oblíquos, na coluna B, de


forma a obteres frases gramaticais.

Coluna A Coluna B
Ex.: A Joaninha mora ali.
1. Ele espera… a) …aos pés.
2. A princesa sentou-se… b) …por ti.
3. 0 cabelo chega-te quase… c) …no banco.
4. Eles vêm… d) …de ti.
5. Ela gosta… e) …da Dinamarca.
6. A Joana vive… f) …a Lisboa.
7. Ontem, fui… g) …aqui.

3. Assinala, com um X, a(s) função(ões) sintática(s) desempenhada(s) pelos constituintes


sublinhados em cada uma das frases.

Frase Complemento Complemento Complemento


direto oblíquo
indireto
Ex.: Encontrámos a Carla no concerto. X
1. Ofereci uma prenda ao Ricardo.
2. Nós assistimos ao filme.
3. A Rita chegou a Portugal hoje.
4. O mendigo pediu-lhe uma esmola.
5. Gostei imenso deste livro.
6. Ainda não li o teu texto.
7. Discordo de ti.
8. Deves obedecer aos adultos.
9. Conheço-a muito bem.
10. Ontem, fui a Faro.
11. Ela usa, todos os dias, o fio que a
avó lhe deu.
12. Ela dedicou o discurso ao pai.
13. A Joana vive nesta casa.
14. 0 Rui procura quem o ajude nos
trabalhos.
15. 0 Pedro foi à biblioteca.
16. 0 Paulo deixou aí o casaco.
17. 0 Martim gosta de morangos.
18. Os irmãos vêm de comboio.
19. O Francisco interessou-se pelo músico.
20. O motorista pagou uma multa.
21. Ele participou na manifestação.
22. Ele revelou-lhe os segredos.
23. As plantas precisam de água.
24. Parabéns, portaste-te lindamente.
25. O ruído incomoda-os.
26. Não o voltei a ver.
27. Os gatos adoram crianças.
28. Foram oferecidos livros aos alunos.
29. Enviarei a reclamação ao presidente
da associação.

PREDICATIVO DO SUJEITO

a) função sintática que faz parte do predicado, referindo-se ao sujeito;


b) é introduzido por um verbo copulativo (como ser, estar, ficar, parecer, permanecer,
continuar, andar, tornar-se, revelar-se);
c) atribui uma qualidade ou característica ao sujeito ou localiza-o no tempo ou espaço;
d) função sintática que pode ser desempenhada por:
• um nome introduzido, ou não, por determinante, quantificador ou preposição;
Ex.: Esta obra foi um sucesso.
• um adjetivo;
Ex.: A Ana é simpática.
• um pronome;
Ex.: Esta casa é minha.
• um advérbio.
Ex.: O livro está aqui.
1. Identifica as frases que contêm, no predicado, um predicativo do sujeito e sublinha-o.

Exemplo: Eu sou feliz!

1. A Sofia pintou um lindo quadro.


2. O Rui parece alheado.
3. Depois de algum tempo, a Ana tornou-se afável.
4. O público permaneceu sentado durante o espetáculo.
5. A Catarina aproximou-se da amiga.
6. A televisão continua ligada.
7. O gato sentou-se na cadeira
8. O cão está longe.
9. Aquele senhor andou cinco quilómetros.
10. Ela revelou-se uma boa amiga.

2. Nas frases seguintes, sublinha cada verbo copulativo e põe a negrito o predicativo
do sujeito introduzido pelo verbo.

Exemplo: Eu sou feliz!

1. O Miguel ficou feliz,


2. Este arroz de marisco está maravilhoso.
3. As viagens a Londres continuam baratas.
4. Nós andamos cansados.
5. A Joana permaneceu ali.
6. Aquele bolo parece apetitoso.
7. A minha prima e eu sonos parecidas.
6. A Rita estava com má cara.
9. Este livro parecia interessante.
10. Aquela aluna tornou-se muito independente.
11. A mochila amarela é tua.
12. Naquele momento, todos se revelaran muito prestáveis.
13. 0s pais da criança andam radiantes com o seu nascimento.
14. A Mariana é bastante comunicativa.
15. A porta daquela casa continua aberta.
16, A Marta permanece naquela empresa.
17. A avó do João estava ali.
18. O Luís está no Porto.
19. A tua camisola é lindíssima!
20. O meu treinador continua muito ocupado.
21. O Cristiano Ronaldo é o melhor jogador do mundo.
22. A empresa permanece estável.
23. O medo e a alegria são emoções.
24. A Ritinha parece uma boneca.
3. Sublinha o predicativo do sujeito nas frases apresentadas e assinala a forma como
é constituído, completando a tabela.

Frase Nome Adjetivo Pronome Advérbio

Ex.: Eu sou feliz! X


1. Os nossos filhos continuam entretidos.
2. A lua parecia uma bola.
3. Aqueles manuais são meus.
4. A luz está acesa.
5. A tal atriz tornou-se famosa.
6. A tarde revelou-se produtiva.
7. O nosso carro ficou perto.
8. A pianista revelou-se uma artista.
9. O João continua aqui.
10. A Joana anda feliz e sorridente.
11. O meu irmão ficou além.
12. Esta saia é minha.
13. Ele nunca fica quieto!
14. No final, ele permaneceu calado.
15. O Ricardo continua em Paris
16. No Natal, estivemos em casa.
17. A Francisca é minha amiga.
18. Os alunos continuam interessados.
19. No final do dia, eu estava cansada.
20. O teu telemóvel permanece cá.

4. Completa a tabela, indicando se o elemento sublinhado é complemento direto


(CD), complemento indireto (CI) ou predicativo do sujeito (PS).

Frase CD CI PS
Ex.: Todos ficaram bem. x
1. O João viu o Rui.
2. Todas as pessoas foram simpáticas connosco.
3. A artista plástica revelou a sua obra.
4. Eles ficam cá.
5. No final da festa, estarão todos cansados.
6. Depois do filme, telefona à tua mãe.
7. A peça de teatro foi muito interessante.
8. Admirados ficaram os meus pais.
9. Os animais são nossos amigos.
10. O Miguel comprou um lindo relógio.
11. A Júlia ralhou-te.
12. Na próxima semana, termino o trabalho.
13. Nem sempre consigo vê-lo.
14. Nunca lhe mintas!
15. O André revelou-se um grande amigo.
16. A Maria escreveu uma carta inspiradora.
17. Todos nós permanecemos calados.
18. A praia está deserta.
19. Terminaste as tuas tarefas?
20. Ele telefonou à filha.

MODIFICADOR (do verbo)

a) função sintática que acrescenta informação sobre o verbo acerca do lugar, tempo,
modo, causa, entre outras;
b) a sua presença na frase é opcional, pois não é selecionado pelo verbo;
c) habitualmente, tem mobilidade na frase.
Ex.: O Jorge viu-te ontem./Ontem, o Jorge viu-te.

1. Sublinha os modificadores da seguintes frases.

1. Ontem, a minha mãe viu este filme num cinema, no Porto.


2. Os alunos realizaram os exercÍcios empenhadamente.
3. Na semana passada, a Joana encontrou a Maria no centro comercial.
4. O Henrique respondeu ao professor calmamente.
5. Todos os dias, a Beatriz vê, em casa, o episódio da sua série favorita.
6. A minha mãe foi a Lisboa por causa de uma reunião.
7. Eles estudaram com afinco para o teste.
8. Nos dias de calor, a minha família gosta de ir à praia.
9. Ele foi à janela para ver a mãe.
10. Vou trabalhar contigo nos Açores.
11. Ela falou do assunto com delicadeza.
12. A Carolina acordou com um pesadelo.

2. Completa a tabela, sublinha o modificador de cada frase, indicando o seu valor do


modificador

Frase Lugar Tempo Modo


Ex.: Aqui em casa, vemos muitos filmes de terror. x
1. Amanhā, vamos ao cinema.
2. A Luísa respondeu, apressadamente, à pergunta.
3. Todos os dias, vejo esta série televisiva.
4. O Pedro magoou-se com gravidade.
5. A tua prima atravessou a estrada a correr.
6. Os amigos do meu irmão jogam futebol lá em casa.
7. Venho a esta loja desde dezembro.
8. Gosto de leite com chocolate ao pequeno-almoço.
9. O meu gato está, em cima do sofá, a dormir.
10. O alarme tocou logo pela manhā.
11. Carreguei, com dificuldade, o saco de compras.
12. Comprei o livro de Matemática naquela livraria.
13. No outono, gosto de ver as folhas avermelhadas.
14. Sorrateiramente, a Inês abriu a porta.
15. Os rapazes brincam alegremente.
16. Vi a Joana na escola.
17. Hoje, vou estudar a matéria toda.
18. Vimos a tua tia no Algarve.

3. Completa o quadro, identificando os elementos sublinhados: modificador ou


complemento oblíquo.

Frase Modificador Complemento


oblíquo
Ex.: Eu apaixonei-me por ti. x
1. O José vai lá amanhã.
2. A Joana interessou-se pelo filme.
3. Jantei com os meus tios na semana passada.
4. Eu discordo da tua opinião.
5. Telefonei-te de manhā.
6. Ele aproximou-se cautelosamente do local.
7. Os rapazes sobem às årvores sem medo.
8. Os adeptos não assistiram ao final do jogo.
9. Na primavera, tu gostas de apanhar flores.
10. Eu vi aquele quadro numa exposição.

COMPLEMENTO AGENTE DA PASSIVA

a) corre apenas em frases passivas


b) geralmente, é introduzido pela preposição por (contraída ou não com determinantes)
Ex.: A mansão foi comprada pelo milionário.
c) corresponde ao sujeito da frase ativa.
Ex.: O milionário comprou a mansão.

1. ldentifica, sublinhando, o complemento agente da passiva nas seguintes frases.

Exemplo: O bilhete foi pago pelo adepto.

1. A bola seria projetada pelo jogador.


2. O torneio foi marcado pela federação.
3. Os resultados são consultados pelos participantes, através da Internet.
4. As faltas eram marcadas pelo árbitro.
5. A tática foi explicada pelo treinador aos jogadores.
6. As exibições serão aplaudidas pelo público.
7. A taça será ganha pelo clube, esta semana.
8. Os autógrafos são dados pelos jogadores aos fãs.
9. Os clubes foram patrocinados por grandes marcas.
10. No ano passado, o Manuel foi eleito pelos nossos sócios o melhor jogador.
11. O prémio de jogo será pago pelos patrocinadores.
12. O treino foi concluído pelo treinador uma hora depois de ter começado.
13. A reportagem sobre o jogo é feita pelo jornalista Jorge Antunes.
14. Pessoas carenciadas são ajudadas por algumas estrelas do futebol.
15. O campeonato europeu de futebol foi ganho pela seleção portuguesa.

2. Analisa sintaticamente as seguintes frases.

1. A plateia foi comovida pelas palavras do vencedor.


Sujeito:
Predicado:
Complemento agente da passiva:

2. O cliente foi surpreendido pelo vendedor.


Sujeito:
Predicado:
Complemento agente da passiva:

3. Os ingredientes foram usados pelos cozinheiros.


Sujeito:
Predicado.
Complemento agente da passiva:

4. O caminho marítimo para a Índia foi descoberto por Vasco da Gama.


Sujeito:
Predicado:
Complemento agente da passiva:

5. O poema será escrito por mim.


Sujeito:
Predicado:
Complemento agente da passiva:

6. A mobília tinha sido transportada pela empresa do pai da Rita.


Sujeito:
Predicado:
Complemento agente da passiva:
3. Completa o quadro, identificando os elementos sublinhados.

Frase CD CI CO CAP

Ex.: Ela contou a verdade à māe. X


1. Conta a situação à Raquel.
2. Dá-lhe as flores.
3. O cantor americano veio a Portugal.
4. Este livro foi escrito por Isabel Alçada.
5. Dei uma agenda à Patrícia.
6. Ele enviou o relatório ao chefe.
7. Viram crianças no parque?
8. Gosto muito deste bolo.
9. A professora marcou falta ao Manuel.
10. Encontrei-a na rua.
11. O quadro foi pintado pelos irmãos dela.
12. No mês passado, fui ao acampamento.
 13. Emprestei o casaco à minha prima.
14. A mãe fez sopa.
15. Ela contou-lhe tudo.

 
i
Retirado e adaptado de Pratica e Aprende Gramática, 2.º ciclo ensino básico. Porto Editora

Você também pode gostar