Você está na página 1de 7

Escola Profissional do Montijo – E@D Página 1 de 7

INTRODUÇÃO

Em conformidade com o Roteiro 8 Princípios Orientadores para a Implementação do Ensino a


Distância (E@D) nas Escolas, bem como com as diretrizes divulgadas, nomeadamente pela
Direção Geral de Educação (DGE), pela Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares
(DGesTE) e pela Agência Nacional para a Qualificação e Ensino Profissional (ANQEP), a Escola
Profissional do Montijo, tendo em consideração o definido no Perfil dos Alunos à Saída da
Escolaridade, desenvolveu o presente Plano de Ensino à Distância – E@D, de modo a encontrar
as respostas mais adequadas e potenciadoras do sucesso educativo dos formandos.
Na elaboração do presente Plano E@D existiu a preocupação de serem asseguradas as normas
do disposto no Decreto n.º 3-D/2021, de 29 de janeiro, que regulamento o estado de emergência
decretado pelo Presidente da República (Decreto do Presidente da República n.º 9-A/2021, de
28 de janeiro), que vem determinar a manutenção da vigência das regras constantes no Decreto
n.º 3-A/2021, de 14 de janeiro, o qual decreta que a partir do dia 8 de fevereiro, as atividades
educativas e letivas dos estabelecimentos de ensino públicos, particulares e cooperativos e do
setor social e solidário, de educação pré-escolar e dos ensinos básicos e secundários são
suspensas em regime presencial, sendo retomadas em regime não presencial, nos termos do
disposto na Resolução de Conselho de Ministros n.º 53-D/2020, de 20 de julho, que aprovou um
conjunto de medidas excecionais de organização e funcionamento dos estabelecimentos de
ensino que garantam a retoma das atividades letivas para o ano de 2020/2021 no âmbito do
combate à pandemia da doença COVID-19,

Escola Profissional do Montijo – E@D Página 2 de 7


1. DISPOSIÇÕES GERAIS

Com o objetivo de garantir a formação dos Cursos Profissionais e Cursos de Educação e Formação
da Escola Profissional do Montijo, no contexto da suspensão das atividades letivas presenciais,
procede-se à implementação do Ensino a Distância (E@D).

2. PLANIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES PEDAGÓGICAS

O modelo de Ensino a Distância da Escola Profissional do Montijo pode desenvolver-se através da


realização de sessões síncronas e assíncronas e trabalho autónomo:
 Sessões síncronas – aquela em que é desenvolvido em tempo real e que permite aos alunos
interagirem online com os formadores e com os seus pares para participarem nas
atividades letivas, esclarecerem as suas dúvidas ou questões e apresentarem trabalhos.
 Sessões assíncronas – aquela que é desenvolvida em tempo não real, em que os formandos
trabalham autonomamente, acedendo a recursos educativos e formativos e a outros
materiais de comunicação que lhes permitem estabelecer interação com os seus pares e
formadores, em torno das temáticas em estudo.
 Trabalho autónomo – aquele em que é definido pelo formador e realizado pelo formando,
sem a presença ou intervenção daquele.

2.1 METODOLOGIA
a) Todas as atividades letivas serão realizadas através do regime à distância;
b) O formador dará orientações específicas relativas às suas disciplinas e definidas no horário
da respetiva turma, através das plataformas didáticas mencionadas, para o ensino à
distância, de forma síncrona e/ou assíncrona;
c) Os horários das atividades letivas à distância estarão disponíveis no Programa Alunos
devendo ser consultados, antecipadamente, pelos formandos e formadores;
d) A definição das tarefas a realizar deverão ter em conta a capacidade de resposta de todos
os formandos, garantindo a autonomia dos mesmos e as condições necessárias, de forma a
desenvolver o processo de ensino à distância;
e) O formador é responsável por iniciar a sessão com os formandos, de forma síncrona e/ou
assíncrona, confirmando a participação dos formandos na sessão;
f) Cada tarefa, atividade ou trabalho solicitado deve ser claramente explicitado, com indicação
de objetivos, metodologias, recursos a serem usados, bem como indicação do tempo para a

Escola Profissional do Montijo – E@D Página 3 de 7


sua realização, devendo sempre prever-se um tempo mais dilatado do que o que seria
necessário se se realizasse em contexto de aula presencial;
g) O formador é responsável por orientar e monitorizar o desenvolvimento das tarefas ao longo
da sessão;
h) O formando receberá feedback frequente do trabalho que realiza, através da intervenção do
professor, orientando-o e redirecionando-o, no sentido de realizar as tarefas e atividades de
acordo com o pretendido;
i) Os formadores registam os sumários e a assiduidade no Programa Alunos, devendo
recolher evidências da participação dos formandos, tendo em conta as estratégias, os
recursos e as ferramentas utilizadas, tirando partido das potencialidades da plataforma
TEAMS;
j) Os formadores devem elaborar, para utilização própria, um registo semanal dos conteúdos
trabalhados, das sessões síncronas e assíncronas realizadas e dos trabalhos desenvolvidos
pelos alunos;
k) Os formandos responsabilizam-se pelo desenvolvimento das tarefas propostas pelos
formadores e a submissão/envio das mesmas aos diversos formadores;
l) Os formandos devem ainda enviar os trabalhos realizados, nos termos e prazos acordados
com o respetivo docente, devendo este garantir o registo das evidências, para efeitos de
avaliação sumativa final.

3. AVALIAÇÃO DAS APRENDIZAGENS


Na avaliação das aprendizagens, a Escola Profissional do Montijo dará continuidade ao processo de
avaliação contínua, considerando-se igualmente a avaliação sumativa dos módulos lecionados. A
avaliação deve ser vista como um processo contínuo e sistemático e deve traduzir um juízo
globalizante do percurso do aluno.
Na aplicação dos critérios de avaliação de cada disciplina, os formadores devem ter em atenção os
constrangimentos inerentes ao Ensino @ Distância, nomeadamente formandos sem acessibilidade,
não podendo aqueles servir de exclusão e/ou discriminação na avaliação.

4. ASSIDUIDADE:
No que concerne ao regime de assiduidade e deveres gerais dos alunos, devem ser respeitadas
todas as normas constantes no Estatuto do Aluno e Ética Escolar, aprovado pela Lei n.º 51/2012, de
5 de setembro, e demais normativos em vigor, bem como no Regulamento Interno da Escola
Profissional do Montijo.

Escola Profissional do Montijo – E@D Página 4 de 7


a) No atual contexto, a figura do Orientador Educativo assume uma posição central em todo o
trabalho de coordenação pedagógica, a desenvolver com os formandos, no sentido de
promover o seu sucesso educativo, que deve assumir o papel de interlocutor entre a escola
e a família e de coordenação entre os formadores assegurando a monitorização do trabalho
pedagógico à distância;
b) Os formandos estão obrigados ao dever de assiduidade nas sessões síncronas e ao
cumprimento das atividades propostas para as sessões assíncronas;
c) Sempre que o formando não compareça às sessões síncronas, ser-lhe-á marcada falta de
presença;
d) Também será considerada falta de presença se, no tempo do horário adstrito para as aulas
assíncronas, o formando não apresentar os trabalhos ou as tarefas realizadas, nos prazos
definidos pelos formadores;
e) Compete ao Orientador Educativo a comunicação com os EE, procurando nos contactos a
estabelecer dar feedback sobre o desempenho dos alunos (sempre que solicitado) e
procurar soluções conjuntas para resolver eventuais problemas, relacionados com a
participação dos alunos nesta nova modalidade de E@D;
f) As faltas de presença deverão ser justificadas pelos Pais e Encarregados de Educação ou o
formando quando maior de idade, junto do Orientador Educativo, via correio eletrónico
institucional do mesmo.

5. PLATAFORMAS A UTILIZAR NO REGIME DE E@D


Para evitar a proliferação de utilização de diversas ferramentas digitais, a Direção Pedagógica da
escola definiu a utilização de apenas uma plataforma informática, MICROSOFT TEAMS, para
trabalho com todas as turmas do Ensino Profissional e Cursos de Educação e Formação. Para tal,
foram criadas contas para todos os formandos e formadores e foram disponibilizados os respetivos
tutoriais. No caso limite de haver alunos para quem não seja possível utilizar meios tecnológicos,
apesar do apoio prestado pela Escola, deverão ser elaborados materiais didáticos adaptados, que
serão enviados pela via mais adequada, contendo orientações simples, claras e concisas dirigidas
aos formandos e Encarregados de Educação, para que possam eles acompanhar e supervisionar o
trabalho a realizar pelos seus educandos.

Escola Profissional do Montijo – E@D Página 5 de 7


5.1 METODOLOGIA:
a) Os formandos deverão testar todos os acessos, cerca de 15/20mn antes do início da
atividade letiva, de forma a garantir e confirmar a sua participação durante a sessão;
b) Os formandos deverão ligar a câmara durante o decorrer das sessões síncronas. Deverão os
Pais/Encarregados de Educação manifestar-se, por escrito, quanto a este assunto, caso se
oponham, para o correio eletrónico: direccao@epmontijo.edu.pt.

6. HORÁRIO ESCOLAR
a) Os formandos cumprem o horário letivo semanal, garantindo o acesso à internet, usando
um dispositivo de acesso e deverão consultá-lo no Programa Alunos;
b) Na componente Sociocultural e Científica as disciplinas cuja carga horária seja de duas
(2) horas serão lecionadas de forma síncrona e as de uma (1) hora como assíncronas. Nas
disciplinas da componente Técnica serão os formadores a definir, com as respetivas
turmas, a forma de lecionação de acordo com a especificidade de cada curso, devendo
privilegiar as aulas síncronas.

7. INFORMAÇÃO AOS PAIS/ENCARREGADOS DE


EDUCAÇÃO E FORMANDOS:
a) Os Pais/Encarregados de Educação deverão promover, dentro do possível, um
acompanhamento do seu educando, no desenvolvimento das atividades letivas à distância,
verificando o cumprimento do horário, das atividades propostas e das orientações da
equipa formativa;
b) Continuarão a ter acesso ao Programa Alunos, para consulta do horário, assiduidade e
avaliação do seu educando;
c) Devem consultar, regularmente, o site da Escola Profissional do Montijo (www.
epmontijo.edu.pt) e demais redes sociais, acedendo assim às orientações e informações
relevantes, emanadas pela Direção Pedagógica, acerca do período de E@D;
d) Deverão privilegiar o uso do endereço de correio eletrónico, para contacto com o Orientador
Educativo, Diretor de Curso, Direção Pedagógica e Serviços Administrativos, acerca de
todos os assuntos relacionados com as atividades letivas;
e) Os formandos deverão privilegiar o uso do endereço de correio eletrónico institucional, para
contacto com o Orientador Educativo e demais formadores;

Escola Profissional do Montijo – E@D Página 6 de 7


f) Os formandos deverão ter em conta as boas regras sociais de comportamento e de
comunicação na internet;
g) O formando não está autorizado a filmar, gravar ou facilitar a terceiros os dados de acesso
à plataforma e às aulas síncronas, incorrendo num crime punível por lei. A não observância
destas regras de conduta será alvo de um procedimento disciplinar, a nível de escola.

8. FORMAÇÃO EM CONTEXTO DE TRABALHO


O período de Formação em Contexto de Trabalho (FCT) para as turmas de 2º ano e 3º ano será
adiado por um período de um mês para ambos. Oportunamente, serão enviadas novas informações.

9. CENTRO DE APOIO À APRENDIZAGEM (CAA)


Esta estrutura de apoio aos formandos, especialmente orientada para os alunos que têm medidas
adicionais de suporte à aprendizagem, contínua em funcionamento devendo a equipa estabelecer
contactos frequentes com as famílias e com estes formandos, de modo a que estes continuem a
desenvolver as suas aprendizagens.

A DIREÇÃO PEDAGÓGICA,
04/02/2021

Escola Profissional do Montijo – E@D Página 7 de 7

Você também pode gostar