Você está na página 1de 4

COLÉGIO PEDRO II - UNIDADE SÃO CRISTÓVÃO III

2ª SÉRIE – MATEMÁTICA II – PROFº WALTER TADEU


www.professorwaltertadeu.mat.br

LISTA DE EXERCÍCIOS – PROGRESSÕES ARITMÉTICAS - GABARITO

1) Complete cada seqüência de números e coloque um “X” se representam progressões aritméticas.

a) 2, 4, 8, 16, 32, 64, 128 ( ) b) -5, -6, -7, -8, -9, -10 ( X ) c) 10, 13, 17, 22, 28 ( )

Solução. A letra (b) é a única opção onde a diferença entre cada termo é constante: r = -1.

2) Uma seqüência numérica é determinada segunda a lei an = n2 + 1. Exiba os sete primeiros termos dessa
seqüência e avalie se representa uma progressão aritmética e nesse caso calcule a razão.

Solução. Calculando os valores de an para n = 1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7, temos:

a1 = (1)2 + 1 = 2; a2 = (2)2 +1 = 5; a3 = (3)2 + 1 = 10; a5 = (5)2 + 1 = 26;

a6 = (6)2 + 1= 37; a7 = (7)2 + 1 = 50

A seqüência an = 2, 5, 10, 26, 37, 50 não possui a mesma diferença entre os termos. Não é uma
progressão aritmética.

3) Uma progressão aritmética de razão 4 possui cinco termos. Se o último termo vale 1000, qual o primeiro
termo?

Solução. O termos geral de uma P.A. é an = a1 + (n – 1)r. Pelos dados a1 = ?; n = 5; r = 4 e a5 = 100

Substituindo os valores, temos: 1


000 =a1 +(5 −1). 4 ⇒1
000 =a1 +1
6 ⇒a1 =1
000 −1
6 =9
84

4) Em cada item os três números estão em progressão aritmética. Encontre o termo desconhecido.

a) _____, 23, 37 b) 5, ______, 15 c)

Solução. Numa progressão aritmética cada termo é a média aritmética entre o sucessor e antecessor.
Para cada caso, temos:

2 32 34
a1 + 37 5 +15 +
a) 23 = ⇒ a1 = 46 − 37 = 9 b) a2 = =10 c) 3 = 3 = 34 = 17
2 2 a2 = 3
2 2 6 3

5) O termo geral de uma progressão aritmética é calculado pela fórmula an = a1 + (n – 1)r.

a) Sabendo que o primeiro termo de uma PA é 5 e a razão é 11, calcule o 13º termo:

Solução. Pela fórmula, temos: a13 =5+(1


3 −
1). 1
1 =5+(1
2 ). 1
1 =5+
13
2 =1
36 .
b) Dados a5 = 100 e r = 10 calcule o primeiro termo:

Solução. Utilizando a fórmula do termo geral, podemos escrever a5 = a1 + 4r. Substituindo, vem:

1
00 =a1 + 0 ) ⇒
( 4)( 1 a1 =1
00 −4
0 =6
0 .

c) Sendo a7 = 21 e a9 = 27 calcule o valor da razão:

Solução. O nono termo de uma progressão aritmética é encontrado a partir do sétimo pela adição duas
27 −21
vezes seguidas da razão. Isto é: a9 = a7 + 2r. Logo, 27 = 21 +( 2)( r ) ⇒r =
2
=3.

d) (UFRGS) Em uma Progressão Aritmética, em que o primeiro termo é 23 e a razão é -6, a posição ocupada
pelo elemento -13 é:

Solução. O valor procurado na progressão é o que indica o número de termos. Isto é a n = -13.
Substituindo na fórmula, temos:

−36 −6
−13 =23 +( n −1)( −6) ⇒( n −1)( −6) =−13 −23 ⇒−6n +6 =−36 ⇒n = =7.
−6

O elemento -13 ocupa a sétima posição.

e) (UCS) O valor de x para que a seqüência (2x, x+1, 3x) seja uma PA é:

Solução. Aplicando a propriedade da média aritmética entre os termos, temos:

( 2 x ) +(3 x ) 2 4 5  1
x +1 = ⇒5 x = 2 x +2 ⇒3 x = 2 ⇒x = . A seqüência é: an =  , , 2  e r= .
2 3 3 3  3

f) Qual o milésimo número ímpar positivo?

Solução. Números ímpares são seqüências de razão 2 com primeiro elemento igual a 1. O último termo
ocupa a posição n = 1000. Substituindo na fórmula temos:

a1000 =1 +(1000 −1)( 2) ⇒a1000 1


=1 +(999 ). 2 =1999 .

g) Qual o número de termos da PA: (100, 98, 96, ... , 22)?

Solução. Observa-se que a P.A. é decrescente ( r < 0). A razão vale (98 – 100 = - 2).

22 =100 + ( n −1)( −2) ⇒( n −1)( −2) = 22 −100

⇒−2n + 2 = −78 ⇒−2n = −78 − 2 ⇒n =


−80
= 40 .
Logo há 40 termos.
−2

h) Se numa PA o quinto termo é 30 e o vigésimo termo é 60, qual a razão?

Solução. Escrevendo a5 = a1 + 4r e a20 = a1 + 19r é possível construir um sistema da seguinte forma:


 3 1 4 xra 0(−→+= 1)  − 3 = 1−− 4ra 0 3 0
 ⇒  ⇒ 1 r 3 r 5 ==⇒= 20. O termo a1 = 30 – 4(2) = 22.

6 a1+= 1 r 0 96 a1+= 1 r 0 9 1 5


( a1 + an ).n
6) A soma dos termos de uma progressão aritmética é calculado pela fórmula S n = .
2

a) Qual é o número mínimo de termos que se deve somar na P.A.: ( 7/5 , 1 , 3/5 , ... ) , a partir do primeiro
termo, para que a soma seja negativa?

Solução. Como há várias variáveis vamos dividir a reposta em etapas:

7 5 −7 2
a) Razão: r =1 −
5
=
5
=− .
5
Progressão aritmética decrescente.

7  2 7 2n 2 9 2n
b) Expressão de an: an = +( n −1)−  ⇒an = − + ⇒an = − .
5  5 5 5 5 5 5

 7 9 2n 
 + − .n
c) Expressão da soma: b) Expressão de an: 5 5 5  16 n − 2n 2 n(8 − n)
Sn =  = = .
2 10 5

Para que Sn seja negativa basta que o numerador da fração seja negativo. Como n representa o
número de termos tem que ser positivo. Logo para que n(8 – n) seja negativo, basta que 8 – n < 0 o que
significa que n > 8. O número mínimo determos deve ser 9.

b) As medidas dos lados de um triângulo são expressas por x + 1, 2x , x2 - 5 e estão em P.A. nesta ordem.
Calcule o perímetro do triângulo.

Solução. Aplicando a propriedade da média aritmética, temos:


( x + 1) + ( x2 − 5)
2x = ⇒ 4 x = x 2 + x − 4 ⇒ x 2 − 3x − 4 = 0
2
 3+ 5
x= =4
− (− 3) ± (− 3)2 − 4(1) (− 4) 3 ± 9 + 1 6 3 ± 2 5  1 2
x= = = ⇒
2(1) 2 2  3− 5
x = = −2
 2 2

O valor x = -2 deve ser ignorado, pois implicaria que o lado (2x) valeria (-2). Logo x = 4. Os lados
portanto medem: 5, 8 e 13. O perímetro vale 5 + 8 + 13 = 24.

c) Determinar o centésimo termo da progressão aritmética na qual a soma do terceiro termo com o sétimo é
igual a 30 e a soma do quarto termo com o nono é igual a 60.

Solução. Escrevendo a3 = a1 + 2r; a7 = a1 + 6r; a4 = a1 + 3r e a9 = a1 + 8r, montamos o sistema:

3 0
r = = 1 0
 3 = (a1+ 2r0+ () a1+ r)6 → x(− 1)  − 3 = − 2a1− 80r  3
 ⇒  ⇒ 3r = 3 ⇒  0
 6 = (a1+ 3r0+ () a1+ 8r)  6 = 2a1+ 10r 1  a = 6 − 1 ( )1 =0− 21 0 5
 1 2
O centésimo termo será: a100 =−25 +(100 −1)(10 ) ⇒a100 1 =−25 +990 =965 .