Você está na página 1de 7

TRABALHO E POTÊNCIA

CONTEÚDO
ANO LETIVO -

1. INTRODUÇÃO
τ =
TRABALHO É A TRANSFERÊNCIA DE ENERGIA
Fisicamente não podemos realizar trabalho se não F∙d∙cos
OBS.: Se a força F for perpendicular θ
ao sentido de
tivermos energia para tanto e, se realizarmos deslocamento, ela não realiza trabalho, pois cos
algum trabalho, certamente transferimos 90º = 0.
(“gastamos”) energia.
Análise gráfica do trabalho de uma força constante.
1. TRABALHO DA FORÇA CONSTANTE E F(N)
PARALELA AO DESLOCAMENTO τ ≞ Área da figura
Seja F uma força constante, paralela, e de
mesmo sentido que o deslocamento d efetuado por F
A =b ∙h

(área) (base) (altura)
um corpo, devido à ação da força que nele atua:

τ = F∙d
0 d d(m)

3. TRABALHO DE UMA FORÇA VARIÁVEL


Se a força F for constante ou variável, o
Definimos trabalho de uma trabalho pode ser calculado pelo gráfico da força F
força a grandeza escalar como τ = F∙d
em função do deslocamento X do corpo. Como o
sendo o produto da força pelo trabalho é o produto da força pelo deslocamento, o
deslocamento: valor absoluto do Trabalho será numericamente
igual a área do gráfico
OBS:

• Trabalho Positivo ou Motor ⇒ τ = F ∙ d ⇒ F e d


têm o mesmo sentido. τ ≞ Área da figura
• Trabalho Negativo ou Resistente ⇒ τ = - F ∙ d ⇒
F e d têm sentidos opostos.

Unidade de trabalho = unidade de força x


unidade de comprimento. Exemplo:
[ τ ] = J ( joule ) em unidades do S.I.

2. TRABALHO DE UMA FORÇA CONSTANTE


NÃO-PARALELA AO DESLOCAMENTO
Seja F uma força constante, que forma um
ângulo θ em relação ao sentido de deslocamento
de um corpo de A para B:

Área 1 - Trapézio

Fazendo a decomposição
vetorial da força F em Área 2 - retângulo
função de θ, temos:
Por definição, o trabalho
da força
τ Fx = Fx∙d
Área 3 - triângulo função do 1º grau em função do deslocamento,
logo o gráfico é uma reta crescente: Como o
trabalho é numericamente igual a área sob o
gráfico:

4. TRABALHO DA FORÇA PESO


Considere um corpo de peso P e seja h o
deslocamento vertical sofrido pelo corpo durante
um movimento vertical:

5. POTÊNCIA
Vamos considerar duas pessoas que
realizam o mesmo trabalho. Se uma delas realiza o
trabalho em um tempo menor do que a outra, ela
tem que fazer um esforço maior, assim dizemos
que ela desenvolveu uma potência maior em
relação à outra. Outros exemplos:

• Um carro tem maior potência quando ele


Se o corpo cai, o peso está a favor do consegue atingir maior velocidade em um menor
deslocamento e o trabalho é motor (positivo). Mas intervalo de tempo.
se o corpo estiver subindo, o peso tem sentido • Um aparelho de som é mais potente do que outro
contrário ao deslocamento e o trabalho é resistente quando ele consegue converter mais energia
(negativo). elétrica em energia sonora em um intervalo de
tempo menor.

Assim sendo, uma máquina é caracterizada


pelo trabalho que ela pode realizar em um
O trabalho da força peso independe da trajetória, determinado tempo.
isto é, depende apenas da altura e do peso do
corpo: A POTÊNCIA de uma máquina é
medida através da relação do
trabalho que ela realiza pelo
tempo gasto para realizar o
mesmo, definindo a potência.

Unidades no S.I.

Pot → W (Watt) Outras unidades:


τ → J (Joule) Cavalo-vapor (CV): 735W
∆t → s (segundo) Horse-Power (HP): 746W

Relação entre Potência e Velocidade Média.


4. TRABALHO DA FORÇA ELÁSTICA
Pot → W (Watt)
Quando uma mola F → N (Newton)
sofre deformações em Vm → m/s
regime elástico, (metro/segundo)
aplicando-lhe uma força
F, surge uma força 6. RENDIMENTO
elástica Fel em sentido Em nosso dia a dia é muito comum falarmos
oposto que tende a em rendimento, seja na escola, no trabalho ou até
trazer a mola à sua mesmo quando queremos saber quantos
posição inicial de quilômetros um automóvel faz com um litro de
repouso: combustível. No estudo de Física, a noção de
rendimento está ligada à energia e potência.
Todas as vezes que uma máquina realiza um
Para calcular o trabalho, parte de sua energia
trabalho de uma força total é dissipada, seja por
elástica, vamos analisar o motivos de falha ou até mesmo
gráfico que relaciona força devido ao atrito. Lembrando que
elástica com essa energia dissipada não é
deslocamento, observando perdida, ela é transformada em
que a força elástica é uma outros tipos de energia (Lei de
Lavoisier). Assim sendo, considera-se a seguinte 4) Um carro move-se em trajetória retilínea. O
relação para calcular o rendimento: gráfico da força F que atua paralelamente à sua
trajetória em função do deslocamento é
Onde: apresentado a seguir. O trabalho dessa força de 0 a
300 m vale:
η é o rendimento da máquina;
Pu é a potência utilizada pela máquina; a) 800J.
Pt é a potência total recebida pela máquina. b) 320J.
c) 320kJ.
A potência total é a soma das potências útil e d) 160kJ.
dissipada. e) 8000J.

Por se tratar de um quociente de grandezas 5) Um corpo de 80N é lançado do solo,


de mesma unidade, rendimento é uma grandeza verticalmente para cima, e atinge a altura de 2,0m.
adimensional, ou seja, ele não possui unidade. O trabalho da força peso durante a subida é igual a:
Rendimento é expresso em porcentagem e ele é
sempre menor que um e maior que zero 0< η<1. a) zero.
EXERCÍCIOS b) 160J.
c) -160J.
1) A força de módulo 50N atua sobre um objeto,
d) 120J.
formando ângulo constante de 60° com a direção
e) -120J.
do deslocamento do objeto. Se d = 10m, o
trabalho executado pela força, expresso em joules,
6) Um projétil de massa m é lançado obliquamente
é igual a:
no vácuo, descrevendo a trajetória representada
graficamente abaixo. A altura máxima atingida é h
a) 100.
e o módulo da aceleração da gravidade vale g. O
b) 125.
trabalho da força peso do projétil nos
c) 250.
deslocamentos de A até B ( τAB), de B até C ( τBC ) e
d) 210√3 .
de A até C
e) 500.
( τAC ) valem, respectivamente:
2) Um corpo de massa 0,30kg, preso por um fio,
gira em movimento circular e uniforme, de raio
50cm, sobre uma superfície horizontal lisa. O
trabalho realizado pela força de tração do fio,
durante meia volta, vale:

a) zero.
b) 6,3J.
c) 10J. a) τAB = 0, τBC = 0, τAC = 0
d) 1,0J. b) τAB = − mgh, τBC = mgh, τAC = 2mgh
e) 3,1J. c) τAB = − mgh, τBC = mgh, τAC = 0
d) τAB = − mgh, τBC = − mgh, τAC = 0
3) O bloco da figura desce espontaneamente o e) τAB = − mgh, τBC = − mgh, τAC = mgh
plano inclinado com velocidade constante, em
trajetória retilínea. 7) Um poste de madeira, cilíndrico, homogêneo, de
massa 150kg e comprimento 3,2m está caído numa
estrada horizontal. O trabalho que se deve realizar
para colocá-lo na vertical, em joules, é de:
Dado: g = 10m/s2.

a) 1,5∙104.
b) 9,0∙103.
Desprezando-se qualquer ação do ar, durante esse c) 4,8∙103.
movimento, atuam sobre o bloco: d) 3,8∙103.
e) 2,4∙103.

a) duas forças, e ambas realizam trabalho. 8) Uma mola, cuja constante elástica vale 5,0N/m,
b) duas forças, mas só uma realiza trabalho. está submetida à ação de uma força que causa
c) três forças, e todas realizam trabalho. uma deformação de 2cm. Determine o módulo do
d) três forças, mas só duas realizam trabalho. trabalho realizado pela força elástica durante essa
e) três forças, mas só uma realiza trabalho. deformação.
9) O gráfico representa a elongação de uma mola, resultante das forças que se opõem ao movimento,
em função da tensão exercida sobre ela. O trabalho na direção de sua velocidade, tem intensidade igual
da tensão para distender a mola de 0 a 2 m é, em J, a 1,0∙103N. A potência útil, desenvolvida pelo
motor do carro, vale em kW:

a) 200 a) 1,0.
b) 100 b) 2,5.
c) 50 c) 5,0.
d) 25 d) 15.
e) 12,50 e) 25.

15) Um homem coloca cinco caixotes, que estão no


chão, sobre a carroceria de um caminhão em um
minuto. Sabendo-se que cada caixote pesa 400N e
10) Um professor de física propõe o seguinte que a carroceria do caminhão está a 1,5 m de
experimento Pendurou um bloco de 5 kg em uma altura, a potência média, em watts, desenvolvida
mola de acordo com a figura abaixo: por esse homem, nessa tarefa, é um valor mais
próximo de:

a) 7,5.
b) 10.
c) 33.
d) 40.
e) 50.
Percebeu que a mesma distendeu 2cm. Qual o 16) Uma esteira rolante transporta 15 caixas de
valor do trabalho realizado pela mola? bebida por minuto, de um depósito no subsolo até o
andar térreo. A esteira tem comprimento de 12m,
a) 10J. b) 20J. c) 30J. d) 40J. e) 50J. inclinação de 30° com a horizontal e move-se com
11) Um guindaste ergue um fardo, de peso velocidade constante. As caixas a serem
1,0∙103N, do chão até 4,0m de altura, em 8,0s. A transportadas já são colocadas com a velocidade
potência média do motor do guindaste, nessa da esteira. Se cada caixa pesa 200N, o motor que
operação, em watts, vale: aciona esse mecanismo deve fornecer a potência
de:
a) 1,0∙102.
b) 2,0∙102. a) 20W.
c) 2,5∙102. b) 40W.
d) 5,0∙102. c) 300W.
e) 2,0∙.103. d) 600W.
e) 1800W.
12) Um homem de 70kg de massa sobe ao terceiro
andar de um edifício, que está a uma altura de 15m 17) Um motor de potência 375W é utilizado para
acima do nível da rua, em um tempo de 20 elevar verticalmente, com velocidade constante, a
segundos. Admitindo-se, a potência com que ele uma altura de 15m, uma carga de peso 400N, em
realiza esse trabalho, em watts, vale: 20s. O rendimento desse motor é:
a) 600. a) 50%.
b) 510. b) 60%.
c) 640. c) 70%.
d) 410. d) 80%.
e) 525. e) 90%.
13) Uma bomba deve tirar água de um poço à 18) Um menino puxa uma caixa com velocidade
razão de 7,5 l/s. Tendo o poço 10 m de constante, sobre um piso horizontal, vencendo uma
profundidade e supondo que a aceleração da força de atrito, também constante. Sobre essa
gravidade é 10 m/s2 e a densidade da água 1 kg/l, a situação são feitas as seguintes afirmações:
potência teórica da bomba deve ser (1 cv 750 W):
I. O trabalho que o menino realiza é diferente de
a) 750 cv. zero.
b) 75 cv. II. O trabalho realizado pela força peso sobre a
c) 7,5 cv. caixa é zero.
d) 1 cv. III. O trabalho realizado pelo menino é igual, em
e) 10 cv. módulo, ao trabalho realizado pela força de
atrito.
14) (PUC-RS) Um automóvel desloca-se com
velocidade escalar constante de 25 m/s em uma Quais estão corretas?
estrada reta situada em um plano horizontal. A
a) Apenas I d) Apenas II e III
b) Apenas III e) I, II e III
c) Apenas I e II