Você está na página 1de 26

Disciplina: Sociologia

Prof. Me. José Antonio Ribeiro de Carvalho


Contexto histórico e a
emergência da sociologia
• A sociologia é uma forma de saber científico
originada no século XIX
• Uma nova área do conhecimento ainda não
incorporada ao saber científico: o mundo social
• Responde às necessidades do homem do seu
tempo
• Tem suas causas históricas e sociais
• Uma constelação de circunstâncias históricas, e
intelectuais, e determinadas intenções práticas
Três acontecimentos
1) De ordem econômica:
•Desagregação da sociedade feudal e a
consolidação da civilização capitalista... Um
conjunto de pensadores se empenharam
em compreender essas transformações
•Século XVIII – dupla revolução: industrial e
francesa
Revolução Francesa – 1789:
acontecimento de ordem política
• Queda da monarquia;
• A instauração do sufrágio eleitoral
democrático;
• Os direitos do homem;
• Noções de liberdade, fraternidade e
igualdade
• Tudo isso trouxe mudanças nas tradições
políticas da Europa;
• Novas formas de organização do poder
Uma nova forma de pensar e
entender filosoficamente o mundo
• Iluminismo: movimento intelectual, cujo
objetivo era entende e organizar o mundo
a partir da razão humana
• O renascimento e o iluminismo são
acontecimentos de ordem cultural.
• Novas formas de luta política
Revolução Industrial
• Introdução da máquina a vapor
• Triunfo da indústria capitalista: o
empresário capitalista concentra
máquinas, terras e as ferramentas e
converte grandes massas humanas em
trabalhadores despossuídos
• Destruição do tempo livre do artesão e
submissão a uma severa disciplina a
novas formas de conduta e de relações de
trabalho
Efeitos da industrialização na
Europa:
• Alteração as formas de interação humana
• Aumento da produtividade
• Emergência de novas classes sociais: a
burguesia e o proletariado
• Novas formas de pobreza, migração,
urbanização
• Outros fenômenos sociais: prostituição,
suicídio, alcoolismo, infanticídio,
criminalidade, violência, surtos de epidemia
de tifo, cólera, miséria.
Organização política da classe
operária
• Associações livres
• Sindicatos
• “novo sujeito político”: a classe operária
que por meio da imprensa e da literatura
produzia uma crítica à sociedade
capitalista, inclinando-se para o socialismo
como alternativa de mudança.
• Revolução industrial e francesa e o
iluminismo começaram um movimento de
transição entre o que hoje nós chamamos
de idade média e a idade contemporânea.
Carlos Eduardo Sell

ASPECTOS IDADE MÉDIA

Cultural Teocentrismo
Político Regimes Monárquicos 476 D.C.
Econômico Economia Agrária
ASPECTOS IDADE MODERNA

Renascimento
Cultural Reforma
Iluminismo 1.4530d.c.
Político Revolução Francesa
Econômico Revolução Industrial
ASPECTOS IDADE MÉDIA

Cultural Antropocentrismo
1.789 d.c.
Político Regimes Democráticos
Econômico Economia Industrial
• Essa dinâmica se deu nas sociedades
ocidentais;
• Não foi um movimento “natural” das
sociedades humanas;
• Processos de colonização dos povos não
europeus
• Dinâmica de definição e consolidação dos
Estados Nação.
• A profundidade das transformações em
curso colocava a sociedade num plano de
análise, ou seja, esta passava a se
constituir em “problema”, em “objeto” que
deveria ser investigado.
• Os precursores da sociologia foram
recrutados entre militantes políticos, entre
indivíduos que participavam e se
envolviam com os problemas de suas
sociedades.
• A sociologia constitui uma resposta
intelectual às novas situações
apresentadas pela revolução industrial
• É a formação de uma estrutura social
muito específica – a sociedade
capitalista – que impulsiona uma reflexão
sobre a sociedade, suas transformações,
suas crises, seus antagonismos de classe.
• MUDANÇAS PROVOCADAS PELA
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
• MUDANÇAS NAS FORMAS DE
PENSAMENTO
• O CONJUNTO DESSAS
TRANSFORMAÇÕES PRECISAVA SER
EXPLICADO E COMPREENDIDO PELA
RAZÃO HUMANA (Sell)
• A IDEIA DE “CRISE”
Questões da época (Sec XIX):
• Quais as causas destas
transformações?
• Para onde elas apontavam?
• De que modo elas alteravam as formas
de sociabilidade humana?
• O que fazer diante destes novos fatos?
• De que forma as forças sociais em luta
podiam se posicionar diante destes
fenômenos?
• A partir desse momento, o pensamento
paulatinamente vai renunciando a uma
visão sobrenatural para explicar os fatos
e substituindo-a por uma indagação
racional
• O HOMEM E A MULHER COMEÇAM A
INDAGAR “A VIDA COMO ELA É”,
COMO ELA OPERA, COMO ELA SE
DEFINE NAS RELAÇÕES SOCIAIS,
TERRENAS...
• INDAGAÇÃO SOCIOLÓGICA: COMO É?
• Interesse em saber: como as pessoas
viviam para se posicionar diante do que
estava acontecendo
• O interesse na aplicação da
OBSERVAÇÃO e da EXPERIMENTAÇÃO
na explicação dos fenômenos sociais
A partir do Sec XIX
• A vida social passou a ser um “problema”
para as pessoas
• AS CONTRIBUIÇÕES DO PASSADO!!!!
Origem do conhecimento
científico
• René Descartes (1596-1650): Dúvida
Metódica
• Filósofos empiristas: David Hume (1711 -
1776) e John Locke (1632-1704)
• Francis Bacon (1561-1626): começa a
elaborar os fundamentos do método
científico – observação sistemática da
realidade, elaboração de hipóteses,
experimentação e generalização ou
formulações de leis
Ciências da Natureza: sucesso
• Nicolau Copernico (1473-1543), Polônia:
heliocentrismo (o sol no centro do sistema
solar)
• Galileu Galilei (1564-1642) Itália:
movimento uniformemente acelerado,
inércia...
• Isaac Newton (1643-1727), Reino Unido:
lei da gravitação universal, fundamental
para a mecânica clássica
• O aperfeiçoamento do método científico,
ele se universaliza e passa a ser
incorporado em todas as ciências,
constituindo-se um elemento central que
define o

PENSAMENTO MODERNO
A palavra sociologia apareceria
por volta de 1830
Três questões essenciais
• Quais as causas das transformações
sociais?
• Quais as características da sociedade
moderna?
• O que fazer diante das transformações
sociais?