Você está na página 1de 3

Atividade Investigativa Aberta – Física

Para essa atividade investigativa aberta, os alunos serão submetidos ao experimento do


disco flutuante. Esse experimento tem como objetivo mostrar a influência que o atrito
exerce sobre o movimento dos objetivos, para que isso ocorra, os alunos serão divididos
em grupos de 3 a 5 alunos. Cada grupo desenvolvera seu próprio disco flutuante para
que depois seja iniciado a experimentação e a problematização. Cada grupo receberá
uma bexiga, um CD velho, uma pequena rolha/tampa e um prego. Além disso terão os
materiais de uso coletivos que são a cola quente e o martelo, materiais de uso coletivo
e que serão usados com a administração do professor.

Figura 1. Imagem do disco flutuante

O professor vai iniciar a aula apresentando a atividade investigativa, e logo em seguida


separa os grupos e entrega os materiais que serão utilizados. O primeiro momento é
reservado para que os estudantes possam ler o manual e eles próprios construírem o
aparelho que será usado no experimento. Em seguida os alunos devem começar a
movimentar o disco sem o uso do balão, com pequenos petelecos, os alunos devem
colocar o disco em movimento e logo em seguida repetir o mesmo experimento, mas
agora com o balão cheio unido ao conjunto.
Etapa 1 – O problema dado a sala
Os alunos serão desafiados a estudar o aumento da distância percorrida com a
diminuição do atrito entre o disco e a superfície da mesa, devido a camada de ar que
existe com o auxilio do balão. Com esse experimento espera-se que o aluno entenda
que o atrito entre superfície e o ar é bem menor que entre duas superfícies. É necessário
que para efeito cada grupo seja distribuídos e locais com diferentes tipos de superfície
para que os alunos entendam também a diferente de movimento. Nessa etapa o
professor deve acompanhar constantemente os grupos, fazendo um clico pela sala para
conseguir extrair dos alunos as possíveis duvidas e também as correções de concepções
alternativas que os alunos podem ter durante a realização do experimento. Além de
acompanhar os grupos o professor deve fazer perguntas em relação ao movimento do
disco para que os alunos se questionem em grupo sobre como encontrar a melhor forma
de desenvolver a reposta para o questionamento.
Etapa 2 – A resolução do problema pelos grupos
Cada grupo deve fazer uma comparação entre as distâncias percorridas pelo disco
flutuante somente do disco sem o balão e com o disco com o balão acoplado. Como
sabemos cada grupo vai realizar o experimento uma superfície diferente, sendo assim,
cada grupo terá uma percepção diferente incialmente, mas para a segunda parte com o
uso do balão espera-se que todos os alunos cheguem na mesma conclusão. Para essa
etapa o professor vai distribuir cartões para que os alunos anotem suas percepções
alternativas sobre o que ocorreu durante toda a experimentação. A cada passagem do
professor pelos grupos, o professor deve verificar as anotações dos alunos e sugerir que
os mesmos façam melhorias ou ajudem nas formulações de conceitos sobre o problema.
Etapa 3 – Os alunos apresentam o que fizeram
Para essa etapa, a ideia é que os alunos apresentem na frente da sala como foi a
realização do experimento, já que cada grupo realizou o experimento em uma superfície
diferente. A proposta é que seja uma apresentação rápida para que cada aluno relate
como foi a sua percepção do disco em diferentes movimentos. E o professor pode
aproveitar as pausas entre uma apresentação e outra para criar debates e também
questionar os alunos sobre a relação dos movimentos do disco.
Etapa 4 – A sistematização dos resultados
O professor deve apresentar para os alunos o contexto por detrás do experimento. O
Princípio da inércia ou primeira Lei de Newton, diz que “um objeto tende a manter o seu
estado de movimento, este podendo também ser o de repouso, se não houver a ação
de forças externas”. E o atrito, ou melhor, as forças de atrito, são na maioria dos casos
responsáveis pelo fato de que não se observa o objeto se deslocando continuamente
sem a ação de uma outra força.

Figura 2. Como se comporta a força de atrito?

E por isso a proposta do experimento para que se mostre que quando posto em
movimento, um objeto, um objeto deslocam-se por distâncias maiores se são removidas
fontes de atrito. Quanto mais fontes forem removidas, maior será a distância percorrida
pelo objeto, ou seja, se removermos todas as fontes de atrito, então [e plausível que o
objeto se desloque para sempre.
Etapa 5 – Observando por fora da sala
Após a conclusão de todo o experimento e debates, o professor deve apresentar o
trabalho proposto. Esse trabalho serve para que os alunos encontrem exemplos do seu
cotidiano fora da sala de aula, esse trabalho tem como objetivo fazer com que os alunos
trabalhem o que foi desenvolvido em sala de aula e possam levar para o entendimento
do dia a dia. Os mesmos grupos devem produzir um pequeno vídeo mostrando o efeito
que a força de atrito tem em diferentes contextos, o vídeo deve ter no máximo 10 min
e deve conter uma pequena teoria e logo em seguida a apresentação do que os alunos
conseguiram observar. A apresentação vai ocorrer como no dia do experimento e o
professor deve fazer pausas durantes as apresentações para que os alunos reflitam
acerca dos exemplos que cada grupo trouxe.

Você também pode gostar