Você está na página 1de 3

PLANO DE PARTO

BEBÊ: PEDRO PALMISCIANO COELHO


DPP: 03/09/2019 (40 SEMANAS)
MÃE: FERNANDA ARAUJO COELHO, 36 ANOS
PAI: PEDRO PALMISCIANO BEDE
MÉDICO: PLANTONISTA
ENFERMEIRO(A) OBSTETRA: EQUIPE BOM PARTO
DOULA: BARBARA ARAUJO CHEBILE E SOUSA
FOTÓGRAFA: LORENA ZSCHABER
HOSPITAL/MATERNIDADE
 OPÇÃO A: NEOCENTER
 OPÇÃO B: UNIMED GRAJAÚ
 OPÇÃO C: SOFIA FELDMAN

UM POUCO SOBRE O CASAL E SUAS EXPECTATIVAS


Eu, Fernanda, e o Pedro Bedê estamos juntos há cerca de 5 anos. Somos policiais federais e nos
conhecemos em Manaus/AM, nossa primeira lotação. Já também residimos juntos em São Luís do
Maranhão em razão do trabalho e depois de um longo caminho e muitas aventuras, conseguimos,
finalmente, uma lotação perto de uma das famílias, no caso a minha, em Belo Horizonte/MG.
Estamos em BH desde setembro de 2017.

Com a tranquilidade de estar em “casa”, decidimos, então, ter a maior de todas as aventuras: um
filho!! Sendo assim, não demorou muito e no dia 01/01/2019 descobrimos que estávamos grávidos!
A notícia logo se espalhou e contagiou nossos familiares e amigos com a chegada do PEDRO!

Optamos, desde o início, em sermos acompanhados pela equipe Bom Parto porque confiamos no
trabalho desenvolvido e na competência do seu corpo de Enfermeiros Obstétricos (EO).

O médico que nos atendeu durante todo o processo foi o EMERSON DE GODOI, sempre calmo e
paciente. A gravidez transcorreu bem, exames em ordem, e os ultrassons foram todos realizados com
o carismático e excelente MILTON PANZI.

A escolha deste hospital/maternidade como local para o parto se deu sobretudo mediante indicação
de amigos que foram extremamente bem tratados e assistidos neste estabelecimento, bem como
das boas referências oferecidas pela Equipe Bom Parto. Além disso, obviamente, visitamos o local
para termos certeza acerca da nossa escolha. Acreditamos em vocês, na expertise de todos os
profissionais envolvidos, e na qualidade das instalações! Sabemos que teremos um parto respeitoso
e que nosso primeiro filho receberá todos os cuidados necessários.

Sendo assim, esperamos que nosso primogênito chegue no seu tempo, em um ambiente
aconchegante de carinho, onde a fisiologia do parto seja respeitada, assim como as nossas decisões.
Alguns desejos do casal:
 Comunicação eficaz – todo e qualquer procedimento deverá ser comunicado previamente,
principalmente no caso de procedimentos de urgência;
 A indicação de ocitocina ou cesárea antes de 5cm de dilatação deverão ser plenamente
justificadas, principalmente se a intervenção for antes desse limiar;
 Gostaríamos que o Pedro viesse diretamente para o meu colo para estabelecer o impriting
e manter o contato pele a pele que tanto favorece a amamentação;
 O parto deverá acontecer com o mínimo possível de intervenções;
 O responsável por cortar o cordão umbilical após parar de pulsar e depois de pelo menos 3’
para tal procedimento (favorecer o aporte de ferro no recém-nascido) deverá ser o pai;
 O pai acompanhará de perto tudo o que for realizado;
 Não pingar nitrato de prata, ou qualquer colírio, e se necessário entregar um termo de
responsabilidade;
 Alojamento conjunto;
 Respeito à primeira hora de ouro;
 Banho seja dado pelo pai somente após 12-24 horas para que o bebê usufrua o máximo
do vêrnix (recomendação da OMS), ou se for necessária a cesariana, o banho deverá
ocorrer em 48 h;

Estamos cientes que o parto pode tomar diferentes rumos, sendo assim, caso algo não possa ser
seguido, queremos ser consultados previamente das alternativas.

TRABALHO DE PARTO
 Quero ficar em casa durante a fase latente junto do meu marido, doula, EO da Equipe Bom
Parto e o máximo de tempo possível em fase ativa antes de ir para o Hospital;
 Na maternidade quero ser incentivada a beber água e sucos, bem como a me movimentar
(conforme recursos disponíveis) para facilitar a descida do meu bebê;
 Utilizar minhas próprias roupas;
 Criar um ambiente aconchegante com fotos e música (playlist), luz baixa de preferência;
 Utilização de técnicas de relaxamento: relaxamento muscular, música, técnicas de
respiração, massagem, compressas mornas, meditação, piscina e chuveiro;
 Monitoramento fetal intermitente conforme recomendação da OMS;
 No período de dilatação a utilização de peridural e opioides no alívio da dor deverá ser
administrado somente se solicitado;
 Administração de líquidos e alimentos leves via oral;
 Tricotomia e enema são práticas em desuso;
 Não administrar ocitocina caso eu já esteja com a anestesia peridural;

PERÍODO EXPULSIVO
 Caso não seja possível o parto na água, a posição para dar à luz será escolhida por mim,
com preferência de posições verticalizadas, de cócoras, independente da administração ou
não de peridural. Aceito sugestões no tocante a posições mais eficientes;
 Ambiente calmo e música clássica baixa;
 Episiotomia somente se REALMENTE necessária e mediante comunicação prévia justificada;
 Evitar massagem perianal, preferenciando compressas mornas na região na prevenção de
traumas;
 Manobra de Kristeler em hipótese alguma.
APÓS O PARTO
 Clampemaneto tardio do cordão umbilical – após 3 minutos e feito pelo PAI;
 Se neonato começar a respirar por conta própria, a aspiração de boca e do nariz não deverá
ser realizada;
 Aguardar a expulsão natural da placenta. Para isso, se necessário, desejo receber ocitocina
profilática e que o meu bebê continue comigo. Caso placenta não saia em meia hora,
poderá ser realizada a tração.
 Quero o Pedro comigo o tempo todo na primeira hora, mesmo na necessidade de avaliação
e exames (sucção das vias respiratórias, por exemplo);
 Somente eu, o pai e a Barbara (Doula) poderão carregar o Pedro, salvo no caso de
necessidade;
 Contato pele a pele na hora de ouro (prevenção de hiportemia e favorecimento do
aleitamento materno), caso não haja complicações no parto;
 Desejo que os demais cuidados com o bebê, como pesagem e tomada de medidas, sejam
feitos após a primeira hora na presença do meu marido;
 Desejo que seja feita a administração da Vitamina K enquanto eu estiver amamentando.

CONSIDERAÇÕES ACERCA DE POSSÍVEL CESARIANA


 Quero a presença da EO, doula e do meu marido na sala de parto;
 Quero anestesia peridural ou raqui, sem sedação em momento algum;
 Desejo ser comunicada sobre o início da cirurgia e o nascimento para me preparar para o
momento;
 Na hora do nascimento, gostaria que o campo fosse abaixado para que eu possa vê-lo
nascer;
 Gostaria que as luzes e ruídos fossem reduzidas e o ar condicionado desligado, além de
poder escutar a minha própria playlist, mantendo-se um ambiente tranquilo e sereno;
 Após o nascimento, gostaria que colocassem o bebê sobre meu peito diretamente para
realizar o pele a pele durante a primeira hora de nascimento e inclusive poder amamentar
nesse momento caso meu bebê se mostre apto a fazê-lo;
 Quero que a Vitamina K seja administrada com o bebê amamentando ou sobre o meu peito
no momento do pele a pele;
 Não quero que seja administrado o colírio em hipótese alguma, uma vez que meu bebê
não passou pelo canal vaginal e não pode, portanto, ter sido infectado;
 Desejo que os demais cuidados com o bebê, como pesagem e tomada de medidas, sejam
feitos após a primeira hora na presença do meu marido;
 Não quero que meu bebê seja esfregado ou limpo com qualquer substância, como óleo
mineral;

Agredecemos imensamente a todos os envolvidos nesse momento tão especial de nossas vidas!

Você também pode gostar