Você está na página 1de 17

SACERDÓCIO IGREJA E REINO

PR. LUIZ HERMÍNIO

AULA 5
“Amas a justiça e odeias a iniquidade; por isso, Deus, o teu Deus, te ungiu com
o óleo de alegria, como a nenhum dos teus companheiros”. Salmos 45:7

Uma pessoa que descobre o seu sacerdócio e passa a manifestar a glória de


Deus através da sua vida, certamente será alegre. Porque não há maior alegria
do que ser útil – a pessoas, a alguém, ao propósito.

O PROPÓSITO DO SACERDÓCIO É SER ÚTIL. O FATO DE


DEUS ME CHAMAR, SEMPRE TEM A VER COM O PRÓXIMO.

Muitos foram salvos, mas não tem a alegria da salvação. Porque foram salvos,
mas continuam sem exercer nada, sem fluir. Deus não me salvou para ficar
parado. Ele me salvou para salvar, me abençoou para abençoar, me prosperou
para prosperar outros. O Senhor está sempre interagindo através de mim e
isso traz alegria: de estar sendo usado no propósito.
Sacerdócio tem a ver com a sua movimentação no lugar que Deus te colocou,
não apenas na Igreja. Somos sacerdotes reais em todos os ambientes onde
nos movimentamos, no trabalho, na escola, em casa.

“Por esta razão, também nós, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos
de orar por vós e de pedir que transbordeis de pleno conhecimento da sua
vontade, em toda a sabedoria e entendimento espiritual; a fim de viverdes de
modo digno do Senhor, para o seu inteiro agrado, frutificando em toda boa
obra e crescendo no pleno conhecimento de Deus; sendo fortalecidos com todo
o poder, segundo a força da sua glória, em toda a perseverança e
longanimidade; com alegria, dando graças ao Pai, que vos fez idôneos à parte
que vos cabe da herança dos santos na luz. Ele nos libertou do império das
trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor, no qual temos a
redenção, a remissão dos pecados”. Colossenses 1:9-14

SE SOMOS SALVOS, PRECISAMOS DESFRUTAR DO REINO.

“Se morrestes com Cristo para os rudimentos do mundo, por que, como se
vivêsseis no mundo, vos sujeitais a ordenanças: não manuseies isto, não
proves aquilo, não toques naquilo outro, segundo os preceitos e doutrinas dos
homens? Pois que todas estas coisas, com o uso, se destroem. Tais coisas,
com efeito, têm aparência de sabedoria, como culto de si mesmo, e de falsa
humildade, e de rigor ascético; todavia, não têm valor algum contra a
sensualidade”. Colossenses 2:20-23

Pela salvação em Cristo posso desfrutar da graça de Deus – “Pela graça sois
salvos”.
Salvação não vem das obras, mas o Reino é manifestado pelas obras. Se fui
salvo, agora, junto com o Corpo de Cristo, desfruto da comunhão, da paz com
meus irmãos, exercendo a santidade, pois é nos relacionamentos que somos
santificados.

2
“Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor”.
Hebreus 12:14

Quando somos santos, fluimos nos relacionamentos. Precisamos entrar nesse


lugar para entender isso: fomos salvos para salvar, fomos transformados para
transformar.
Você nasce de novo para ver, e nasce da água (Palavra) e do Espírito para
entrar.

“ Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais


dos judeus. Este, de noite, foi ter com Jesus e lhe disse: Rabi, sabemos que és
Mestre vindo da parte de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que
tu fazes, se Deus não estiver com ele. A isto, respondeu Jesus: Em verdade,
em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino
de Deus. Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo
velho? Pode, porventura, voltar ao ventre materno e nascer segunda
vez? Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da
água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne
é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito”. João 3:1-6

Nicodemos reconheceu que Jesus tinha algo diferente.

UMA COISA É VER O REINO. OUTRA COISA É ENTRAR NO


REINO.

3
Você pode estar salvo na Igreja, mas nunca entrar no Reino. Precisa praticar
a justiça – dar ao outro o que lhe é de direito - para entrar no Reino. A fé sem
obras é morta.

JESUS TE SALVA PELA GRAÇA, MAS VOCÊ PRECISA ESTAR


REPOSICIONADO NO REINO DE DEUS PELA PRÁTICA DE
JUSTIÇA.

A graça você recebe antes do arrependimento. O arrependimento é para entrar


no Reino. Não é o arrependimento que faz a graça funcionar. É a graça faz o
arrependimento funcionar, convencendo o homem do pecado, da justiça e do
juízo, e ele se arrepende.

“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom
de Deus” Efésios 2:8

Não confunda graça com obras. No Reino, precisamos nos movimentar pela
obra. Reino tem a ver com obra. Reino não tem a ver com graça.

“Porque eu sou o menor dos apóstolos, que mesmo não sou digno de ser
chamado apóstolo, pois persegui a igreja de Deus. Mas, pela graça de Deus,
sou o que sou; e a sua graça, que me foi concedida, não se tornou vã; antes,
trabalhei muito mais do que todos eles; todavia, não eu, mas a graça de Deus
comigo.” 1 Coríntios 15:9-10

4
NÃO FAÇA DA GRAÇA ALGO INÚTIL. A GRAÇA DE DEUS NÃO
PODE ANULAR A OBRA. ELA É A PORTA DE ENTRADA PARA
A OBRA.

A graça vai te levar a lugares extraordinários, mas, chegando lá, você precisa
dar uma resposta: servir ao Senhor. Senão você não entendeu o propósito do
Senhor.
Não torne a graça algo vão, ou seja, vazio, destituído de verdade, sem dom,
sem propósito, infrutífero.

“Se é necessário que me glorie, ainda que não convém, passarei às visões e
revelações do Senhor. Conheço um homem em Cristo que, há catorze anos,
foi arrebatado até ao terceiro céu (se no corpo ou fora do corpo, não sei, Deus
o sabe) e sei que o tal homem (se no corpo ou fora do corpo, não sei, Deus o
sabe) foi arrebatado ao paraíso e ouviu palavras inefáveis, as quais não é lícito
ao homem referir. De tal coisa me gloriarei; não, porém, de mim mesmo, salvo
nas minhas fraquezas. Pois, se eu vier a gloriar-me, não serei néscio, porque
direi a verdade; mas abstenho-me para que ninguém se preocupe comigo mais
do que em mim vê ou de mim ouve. E, para que não me ensoberbecesse com
a grandeza das revelações, foi-me posto um espinho na carne, mensageiro de
Satanás, para me esbofetear, a fim de que não me exalte. Por causa disto, três
vezes pedi ao Senhor que o afastasse de mim. Então, ele me disse: A minha
graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade,
pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de

5
Cristo. Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades,
nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque, quando sou
fraco, então, é que sou forte”. 2 Coríntios 12:1-10

Graça não é só salvação, perdão e favor imerecido de Deus. Graça, também,


é poder de Deus. Graça gera arrependimento e uma mudança de natureza, de
pensamento. Preciso desligar o dispositivo chamado justiça própria e voltar a
depender da graça de Deus. A graça de Deus me basta. Quando eu chegar no
Reino, se eu não entender que já fui perdoado e que o Senhor riscou o escrito
de dívida que era contra mim, vou estar sempre buscando salvação e não vou
funcionar, praticar justiça. Graça é algo que você vê, não somente que se ouve.
É o favor de Deus.

“Então, os que foram dispersos por causa da tribulação que sobreveio a


Estêvão se espalharam até à Fenícia, Chipre e Antioquia, não anunciando a
ninguém a palavra, senão somente aos judeus. Alguns deles, porém, que eram
de Chipre e de Cirene e que foram até Antioquia, falavam também aos gregos,
anunciando-lhes o evangelho do Senhor Jesus. A mão do Senhor estava com
eles, e muitos, crendo, se converteram ao Senhor. A notícia a respeito deles
chegou aos ouvidos da igreja que estava em Jerusalém; e enviaram Barnabé
até Antioquia. Tendo ele chegado e, vendo a graça de Deus, alegrou-se e
exortava a todos a que, com firmeza de coração, permanecessem no Senhor.
Porque era homem bom, cheio do Espírito Santo e de fé. E muita gente se uniu
ao Senhor. E partiu Barnabé para Tarso à procura de Saulo; tendo-o
encontrado, levou-o para Antioquia. E, por todo um ano, se reuniram naquela

6
igreja e ensinaram numerosa multidão. Em Antioquia, foram os discípulos, pela
primeira vez, chamados cristãos”. Atos 11:19:23

Jesus se manifestou cheio de graça e de verdade. Pela graça você entra na


verdade. É a simplicidade com complexidade. Simples, porque Jesus é simples.
Complexa, porque não conseguimos explicar, é preciso experimentar para
desfrutar dela.

GRAÇA ROMPE ATRAVÉS DO EVANGELHO. GRAÇA É


ALGUÉM, E NÃO ALGO.

“Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas
fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas
sem pecado. Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da
graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em
ocasião oportuna”. Hebreus 4:15-16

Se achegue ao trono da graça. Graça é Jesus. Estar debaixo da graça é estar


debaixo da mão do Senhor. Você não vai entender Reino sem primeiro entrar
pela graça. Graça não torna as coisas mais fácies. Ela torna as coisas mais
leves.
Não tem nada que você possa fazer para Deus te amar mais. Nem há nada
que você faça para Deus te amar menos. É pela maravilhosa graça de Deus.
Você não pode comprar amor pelo serviço. Você está servindo porque se sente
amado. Deus te ama pelo quanto que Ele é.

7
E ATRAVÉS DA GRAÇA NÓS ENTRAMOS NO REINO. GRAÇA
CELEBRA VIDA.

“Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia,
alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo;”- 1 João
2:1

O que é graça?
Graça é dar algo de valor a alguém que não merece, mas precisa. Graça é
tratar as pessoas melhor do elas merecem. Graça é tratar as pessoas melhor
do que esperamos ser tratados. Graça é não desistir daquele que desistiu de
você. Graça é dar amor a quem não merece ser amado. É ser grato apesar da
ingratidão. É servir o inimigo. É abençoar os que amaldiçoam. É falar bem de
quem fala mal de você. É orar pelos que nos perseguem. É vencer o mal com
golpes de bondade. É desejar o bem para os que nos desejam mal. É perdoar,
mesmo quando esse perdão não é solicitado. É se importar por quem não se
importa com você. Isso é Graça. É difícil você viver no Reino se não entender
graça. Se você está servindo no Reino, entendendo a graça, você muda os
ambientes, e toma os lugares vazios que estão isentos da graça de Deus. Não
dá para ser um sozinho, tenho que ser um sempre com alguém. Quem nasceu
de novo tem que entrar no Reino. Isso é sacerdócio.

“Sabendo este que o Pai tudo confiara às suas mãos, e que ele viera de Deus,
e voltava para Deus, levantou-se da ceia, tirou a vestimenta de cima e,

8
tomando uma toalha, cingiu-se com ela. Depois, deitou água na bacia e passou
a lavar os pés aos discípulos e a enxugá-los com a toalha com que estava
cingido”. João 13:3-5
Jesus era um homem resolvido na Sua identidade: sabia quem era e o que o
Pai tinha depositado todas as coisas nas Suas mãos, o que Ele veio fazer e
para onde ia. Ele tirou a Sua capa e foi servir os discípulos.

ESTAR NO REINO É ESTAR INSERIDO NA COMUNHÃO, NOS


RELACIONAMENTOS.

Se você não é alguém resolvido na sua identidade, não consegue exercer a


sua função no Reino: servir o próximo.
Davi entendeu que Deus havia ungido ele a rei e confirmado o seu trono por
amor a Israel, o Seu povo. Ele tinha plena convicção.

“Reconheceu Davi que o SENHOR o confirmara rei sobre Israel e que exaltara
o seu reino por amor do seu povo”. 2 Samuel 5:12

MUITAS VEZES, NÃO FAZEMOS O SIMPLES PORQUE


ESTAMOS SEMPRE CORRENDO ATRÁS DO
EXTRAORDINÁRIO. NÃO TORNE O SIMPLES UMA
COMPLEXIDADE INEXPLICÁVEL.

Você vai exercer o Reino não é pelo extraordinário, mas pelo simples. Na busca
pelo extraordinário você não desfruta o revelado.

9
“SENHOR, não é soberbo o meu coração, nem altivo o meu olhar; não ando à
procura de grandes coisas, nem de coisas maravilhosas demais para mim. Pelo
contrário, fiz calar e sossegar a minha alma; como a criança desmamada se
aquieta nos braços de sua mãe, como essa criança é a minha alma para
comigo. Espera, ó Israel, no SENHOR, desde agora e para sempre”. Salmos
131

O que é viver o reino?


Viver e trabalhar no Reino é ser claro, é exalar Jesus. É ser uma carta viva. É
tornar as coisas claras para as pessoas. É deixar as pessoas verem o amor de
Deus através de você. É tocar pessoas. Só exige prática simples de amor, como
fez Jesus.

“Se há, pois, alguma exortação em Cristo, alguma consolação de amor, alguma
comunhão do Espírito, se há entranhados afetos e misericórdias, completai a
minha alegria, de modo que penseis a mesma coisa, tenhais o mesmo amor,
sejais unidos de alma, tendo o mesmo sentimento. Nada façais por
partidarismo ou vanglória, mas por humildade, considerando cada um os
outros superiores a si mesmo. Não tenha cada um em vista o que é
propriamente seu, senão também cada qual o que é dos outros. Tende em vós
o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo
em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si
mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança
de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou,
tornando-se obediente até à morte e morte de cruz. Pelo que também Deus o

10
exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome”.
Filipenses 2:1-9

Paulo nos orienta a trilhar o caminho de uma vida relacional. Mas você só
consegue fazer isso quando se esvazia, toma a forma de servo, como Jesus.
Sem, contudo, perder a sua essência.

REINO É SERVIÇO, É DAR AO OUTRO O QUE LHE É DE


DIREITO.

O seu chamado é manifesto nas coisas simples. Mas para você descobrir a sua
vocação é preciso servir aos outros.

“Bem que eu poderia confiar também na carne. Se qualquer outro pensa que
pode confiar na carne, eu ainda mais: circuncidado ao oitavo dia, da linhagem
de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; quanto à lei,
fariseu, quanto ao zelo, perseguidor da igreja; quanto à justiça que há na lei,
irrepreensível. Mas o que, para mim, era lucro, isto considerei perda por causa
de Cristo. Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade
do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; por amor do qual perdi todas
as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo e ser achado nele,
não tendo justiça própria, que procede de lei, senão a que é mediante a fé em
Cristo, a justiça que procede de Deus, baseada na fé; para o conhecer, e o
poder da sua ressurreição, e a comunhão dos seus sofrimentos, conformando-

11
me com ele na sua morte; para, de algum modo, alcançar a ressurreição dentre
os mortos”. Filipenses 3:4-11

Graça é para me reposicionar no meu sacerdócio. Paulo entendeu isso. Ele


entendeu o seu trabalho, o seu sacerdócio. Não posso somente desejar buscar
as coisas sobrenaturais do Jesus glorificado. Preciso estar disposto a viver a
vida simples do Jesus homem, praticar coisas do Reino.

“Depois disto, o SENHOR, do meio de um redemoinho, respondeu a Jó: Quem


é este que escurece os meus desígnios com palavras sem
conhecimento? Cinge, pois, os lombos como homem, pois eu te perguntarei, e
tu me farás saber. Onde estavas tu, quando eu lançava os fundamentos da
terra? Dize-me, se tens entendimento”. Jó 38:1-4

O Senhor diz que Jó estava preocupado com coisas extraordinárias,


complicando as questões. Então, Deus vai abrindo o seu entendimento.

“Então, respondeu Jó ao SENHOR: Bem sei que tudo podes, e nenhum dos
teus planos pode ser frustrado. Quem é aquele, como disseste, que sem
conhecimento encobre o conselho? Na verdade, falei do que não entendia;
coisas maravilhosas demais para mim, coisas que eu não conhecia. Escuta-me,
pois, havias dito, e eu falarei; eu te perguntarei, e tu me ensinarás. Eu te
conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêem. Por isso, me abomino
e me arrependo no pó e na cinza”. Jó 42:1-6

12
Jó pediu perdão por falar de coisas que não entendia, quando deveria desfrutar
do simples. Não deixe o diabo usar você para complicar aquilo que Deus
simplificou. Amor é coisa simples. Reino é isso.
Quer conhecer Reino? Primeiro, descubra o seu sacerdócio. E como você
descobre? Na intimidade com Deus e servindo seus irmãos na Igreja.

VOCÊ É A IGREJA DE JESUS. VOCÊ É O TEMPLO DO


ESPÍRITO. QUANDO VOCÊ ESTÁ NUM LUGAR O TEMPLO DO
ESPÍRITO ESTÁ SENDO ESTABELECIDO.

A Igreja do Senhor é doadora, é aperfeiçoadora. Ela tem a capacidade de


mudar o ambiente. Se nós não mudarmos o ambiente onde nós estamos, nós
não vamos entender Reino.
Sacerdócio, Igreja e Reino não são coisas distintas. O entendimento de quem
eu sou como Sacerdote, é como eu exerço quem eu sou no meio dos irmãos
na Igreja, porque eu tenho um Reino para viver.

Quando eu não entendo quem eu sou e qual o meu propósito no meio da


Igreja, vou querer construir um reino para mim, satisfazendo os meus desejos.

“Ora, irmãos, não quero que ignoreis que nossos pais estiveram todos sob a
nuvem, e todos passaram pelo mar, tendo sido todos batizados, assim na
nuvem como no mar, com respeito a Moisés. Todos eles comeram de um só
manjar espiritual e beberam da mesma fonte espiritual; porque bebiam de uma
pedra espiritual que os seguia. E a pedra era Cristo. Entretanto, Deus não se

13
agradou da maioria deles, razão por que ficaram prostrados no deserto. Ora,
estas coisas se tornaram exemplos para nós, a fim de que não cobicemos as
coisas más, como eles cobiçaram. Não vos façais, pois, idólatras, como alguns
deles; porquanto está escrito: O povo assentou-se para comer e beber e
levantou-se para divertir-se. E não pratiquemos imoralidade, como alguns
deles o fizeram, e caíram, num só dia, vinte e três mil. Não ponhamos o Senhor
à prova, como alguns deles já fizeram e pereceram pelas mordeduras das
serpentes. Nem murmureis, como alguns deles murmuraram e foram
destruídos pelo exterminador. Estas coisas lhes sobrevieram como exemplos e
foram escritas para advertência nossa, de nós outros sobre quem os fins dos
séculos têm chegado. Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia”.
1 Coríntios 10:1-12

Quando você é salvo, descobre o seu sacerdócio, está na Igreja para viver o
Reino, mas não entende o trabalho a ser exercido, talvez nunca vá entrar no
Reino.

“Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos
enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem
sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem
roubadores herdarão o reino de Deus. Tais fostes alguns de vós; mas vós vos
lavastes, mas fostes santificados, mas fostes justificados em o nome do Senhor
Jesus Cristo e no Espírito do nosso Deus”. 1 Coríntios 6:9-11

“Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da


carne. Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne,

14
porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do
vosso querer. Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais sob a lei. Ora, as
obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria,
feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões,
facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a
respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não
herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam. Mas o fruto do Espírito
é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade,
fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. E os que
são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e
concupiscências. Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito. Não
nos deixemos possuir de vanglória, provocando uns aos outros, tendo inveja
uns dos outros”. Gálatas 5:16-26

Todas essas práticas envolvem pessoas. Por isso a santificação se dá no


relacionamento entre as pessoas no meio da Igreja. E ali é que vai sobressair
o fruto do Espírito ou o fruto da carne. Aquele que é provado no meio da Igreja,
herda o Reino.

DEUS QUER TE LIBERTAR PARA TE ESTABELECER NUM


REINADO SACERDOTAL.

A mentalidade de Reino é: o que eu posso fazer pelos santos que servem ao


Senhor.
“Porque Deus não é injusto para ficar esquecido do vosso trabalho e do amor

15
que evidenciastes para com o seu nome, pois servistes e ainda servis aos
santos. Desejamos, porém, continue cada um de vós mostrando, até ao fim, a
mesma diligência para a plena certeza da esperança; para que não vos torneis
indolentes, mas imitadores daqueles que, pela fé e pela longanimidade,
herdam as promessas”. Hebreus 6:10-12

A promessa não é só salvação. É governo. É ser restabelecido com Cristo.


Salvação é a porta de entrada.

“João, às sete igrejas que se encontram na Ásia, graça e paz a vós outros, da
parte daquele que é, que era e que há de vir, da parte dos sete Espíritos que
se acham diante do seu trono e da parte de Jesus Cristo, a Fiel Testemunha,
o Primogênito dos mortos e o Soberano dos reis da terra. Àquele que nos ama,
e, pelo seu sangue, nos libertou dos nossos pecados, e nos constituiu reino,
sacerdotes para o seu Deus e Pai, a ele a glória e o domínio pelos séculos dos
séculos. Amém!” . Apocalipse 1:4-6

A SUA IDENTIDADE ESTÁ EM ENTENDER SALVAÇÃO E


REINO. PRECISO ENTENDER O QUE ELE FEZ PARA ME
REPOSICIONAR NO SACERDÓCIO. ENTENDA O SEU
TRABALHO COMO IGREJA E O SEU GOVERNO ETERNO COM
CRISTO. PORQUE O REI GOVERNA E O SACERDOTE SERVE.

Jesus nos salvou para nos devolver a posição que o Pai tinha dado para Adão:
governe sobre todas as coisas, domine sobre todas as coisas, multiplique,
frutifique, sujeite a Terra.

16
Vós sois as minhas testemunhas, diz o SENHOR, o meu servo a quem escolhi;
para que o saibais, e me creiais, e entendais que sou eu mesmo, e que antes
de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá”. Isaías
43:10

Saber, crer e entender. Sacerdócio, Igreja e Reino fazem parte do processo de


Deus na sua vida.

17

Você também pode gostar