Você está na página 1de 38

Extensão de Massinga

Curso de Agropecuaria
Disciplina: Saúde e Gestão da Manada

SAÚDE E GESTÃO DA MANADA


(MANEIO DE BOVINOS DE LEITE)

2021

Delfino Afo (DVM) 1


Introdução

• A Procura de produtos lácteos está a incrementar a nível


mundial.

• Governos: estimulam a produção de leite do gado leiteiro


bovino e, às vezes, também de búfalas, ovelhas ou cabras.
Introdução
• A procura elevada de leite provoca:

 um aumento dos preços de leite líquido e de outros


lacticínios.

 dá aos produtores a oportunidade de obterem mais


benefícios quer com o início ou a intensificação da produção
de leite.
Introdução

• Nota

• A produção leiteira pode ser atractiva do ponto de vista


económico, mas a criação de vacas leiteiras é intensiva do
ponto de vista da mão-de-obra, durante os 365 dias do ano!

• Para além disso, as vacas são animais dispendiosos e


vulneráveis e o leite é um produto muito perecível.
Introdução
• Ao nível nacional ou regional é necessário poder contar com:

 facilidades para a comercialização;

 serviços no que diz respeito à criação, saúde e extensão; e

 um fornecimento seguro de insumos.

 Os produtores agro-pecuários necessitam de dispor de


conhecimentos, aptidões e capacidades de maneio.
Objectivos de uma empresa de
produção leiteira
• Geração de rendimentos:
 vendas diárias de leite e gado excedente.

• Utilização de recursos:
 restos vegetais da cultura, pasto/gramíneas e mão-de-obra que, de
outro modo, não forneceriam rendimentos.

• Estrume

• Investimentos:
 investimentos no gado evitam uma desvalorização do dinheiro e são
um bom seguro.
Objectivos de uma empresa de
produção leiteira
• Contudo, deve-se reparar também nos riscos:

• Segurança de investimento: as vacas representam um grande


investimento, que se pode perder facilmente devido a uma
doença ou roubo.

• O produto ‘leite’: estraga-se rapidamente se não se tratar ou


guardar de maneira adequada.
Causas e/ou factores que influenciam a
produção leiteira em Moçambique

• Na prática, a produção de leite das vacas leiteiras em


Moçambique é, muitas das vezes, decepcionante e muito
inferior ao seu potencial genético.

• As causas e/ou factores

 Idade avançada aquando do primeiro parto;

 Produção diária média baixa;

 Período de lactação curto; e

 Intervalos prolongados entre os partos


MANEIO REPRODUTIVO
MANEIO REPRODUTIVO
• O maneio reprodutivo da vaca leiteira é muito importante pois
afecta o número de vitelos e os níveis de produção de leite, que
ela produzirá durante a vida produtiva.

• Portanto, um bom maneio reprodutivo aumentará o rendimento


por vaca.

 Uma boa medida de controlo ou avaliação da fertilidade será o


intervalo inter-parto, o qual não deverá exceder os 365 dias
MANEIO REPRODUTIVO

• O intervalo inter-parto poderá ser dividido em duas fases:

 Parto – concepção

 Concepção – parto (gestação)

• Alguns aspectos do maneio reprodutivo da manada leiteira a


tomar em conta;
 O ciclo estral da vaca dura entre 18 – 24 dias - media é de 21 dias.
MANEIO REPRODUTIVO
• Uma vez que a duração da gestação nas vacas é mais ou manos constante

(280 dias) o maior ou menor IIP considerando as duas fases acima referidas,

dependerá grandemente do período entre o parto e a reconcepção.

• Factores importantes que influem neste período são:

 Uma detecção de cio boa e atempada;

 O numero de IAs e/ou serviços necessários por concepção

 Alimentação correcta

 Doenças e desordens do tracto reprodutivo


MANEIO REPRODUTIVO
 Detecção de cio boa e atempada
• Sinais do cio (inicio- Cio - post-cio)
 momento ideal para a monta dirigida ou IA ( durante o cio
quando a vaca MONTA e DEIXA-SE MONTAR)

• O cio e influenciado na sua duração por factores climáticos


 climas temperados - entre 18 a 24 horas,
 climas tropicais e semi-tropicais 8 a 12 horas.

• Cios com uma duração mínima de 18 horas: IA ou monta deve


entre 10 a 12 horas após o inicio do cio
 Se dura menos - adiantar a hora de IA.
MANEIO REPRODUTIVO
Esquema prático

Cio observado Tempo óptimo de IA


De manha antes das 9 horas No mesmo dia a tarde
Entre as 9 e 12 horas No mesmo dia muito tarde, ou outro
dia muito cedo
A tarde No dia seguinte pele manha
MANEIO REPRODUTIVO
• Depois do parto aconselha-se um bom controlo do puerpério

 Em Moçambique este período e de 120 dias.

 Nos outros países com melhores índices reprodutivos, este


período não devera exceder 45 – 90 dias
MANEIO REPRODUTIVO
• Normas a respeitar no post-parto em todas vacas
 Exame clínico de todas vacas dentro de 30 dias após o parto

 Exame clínico-genital de todas as fêmeas que não apresentam cio


após 45 dias após o parto

 Cobrição ou IA só após 45 dias após o parto

 Controlo e registo de todos cios das fêmeas, incluindo aqueles que


apareçam antes dos 45 dias pós parto.

 Exame clínico de todas fêmeas que tenham mais de 3 IAs ou


cobrições
MANEIO REPRODUTIVO
Em geral uma manada leiteira deverá obter os seguintes
parâmetros reprodutivos
Intervalo inter-parto 365 dias
Parto primeiro serviço 60 dias ou menos
Parto/concepção 85 dias
Intervalo entre os cios 18 a 24 dias
Taxa de concepção ao primeiro 60% ou melhor
serviço
Cobrições por prenhes 1.5 ou menos
Taxas de abortos 5% ou menos
Duração da lactação 300 dias
Período seco 60 dias
MANEIO ALIMENTAR
MANEIO ALIMENTAR
 Maneio alimentar durante a vida reprodutiva

• Começa com a planificação das forragens a cultivar -


rendimentos medidos melhor em termos de produção de leite
por hectar, do que em termos de toneladas de grãos ou
forragens.

• Para um correcto maneio alimentar, o produtor devera ter em


conta que a vaca utiliza os alimentos para três fins:
Manutenção, produção e reprodução
MANEIO ALIMENTAR

 Manutenção

• As necessidades dependem do tamanho da


vaca - quanto maior o seu tamanho maiores
as necessidades
todo o alimento ingerido pela vaca quase metade e
utilizada para a sua manutenção.
MANEIO ALIMENTAR

 Produção de leite

• No ciclo anual de uma vaca leiteira podemos considerar 4


fases:

 O período seco e de criação de reservas

 Os primeiros 100 dias de lactação

 Os segundos 100 dias de lactação

 Os terceiros 100 dias de lactação


Curva de lactacao
Curva de lactacao
Curva de lactacao
Curva de lactacao
MANEIO ALIMENTAR
• As necessidades alimentares durante estas fases são
determinadas pela composição e quantidade de leite que a
vaca vai produzir, assim como pela fase da lactação em que se
encontre.

• Um bom pasto poderá garantir a manutenção da vaca e


suportar uma produção de 2500 litros de leite,
 A maioria das gramíneas dos pastos nos trópicos serão boas o
suficiente para garantir somente uma produção de 1500 litros.
MANEIO ALIMENTAR
• Nas novilhas ainda em crescimento dever-se-á alimentar
tomando em consideração que para além da produção de
leite e da manutenção do seu próprio corpo ainda se
encontram na sua fase de crescimento.
MANEIO ALIMENTAR
 Os Primeiros 100 dias de lactação
• O total do leite produzido numa lactação de 305 dias,
aproximadamente 45% corresponde aos primeiros 100 dias de
lactação – Uso massivo de concentrados

• Passados estes 100 dias se aumentarmos a quantiadade de


concentrados, com o fim de fazer aumentar a produção da vaca,
já na fase em que a produção da mesma começa a baixar, não
conseguiremos fazer inverter o sentido da curva de lactação, isto
é, não conseguiremos fazer com que a produção aumente.
MANEIO ALIMENTAR
 Os Primeiros 100 dias de lactação

• Para tirar o máximo rendimento dos concentrados, será necessário


fornecê-los nos primeiros dias (20-25% mais de concentrados que o
necessário) e depois as quantidades de concentrados a fornecer
serão só para contrabalançar o que falte nos alimentos base de
silagem, fenos, forragem verde.

• Atenção: na primeira lactação deve-se fornecer 20 - 25% acima das


necessidades mas na segunda lactação, apenas 10% acima
MANEIO ALIMENTAR

 Os Primeiros 100 dias de lactação

• Alguns erros frequentes:

 Não fornecer as vacas alimento suficiente para a expressão


do seu potencial.

 Dar alimento em demasia a vacas de baixa produção


tentando aumentar os níveis produtivos.
MANEIO ALIMENTAR
 OS SEGUNDOS 100 DIAS DE LACTAÇÃO
• Esta fase não é tão crítica como a anterior.

• Os concentrados neste período serão utilizados apenas como


complementos das forragens grosseiras.

• Desde que estas sejam de boa qualidade deve ser possível


cobrir as necessidades de manutenção mais a produção de 8
litros de leite.
MANEIO ALIMENTAR
 OS ULTIMOS 100 DIAS DE LACTAÇÃO

• Nesta fase a lactação está a declinar acentuadamente, sendo a que se pode


utilizar ao máximo a alimentação base (erva, feno, silagem).

 Infelizmente muitos produtores investem em alimentos caros neste período


tentando aumentar a produção das suas vacas.

 Durante os últimos 100 dias de lactação a maior parte do leite produzido


deveria sê-lo a custa do fornecimento de forragens grosseiras.
Maneio do Touro
Maneio do Touro
• A utilização de um touro geneticamente inferior, pode trazer graves
consequências à produção e reprodutividade dos seus
descendentes.

• Para que o touro manifeste todo o seu potencial genético, necessita


de ter uma alimentação adequada e conducente às suas exigências
de manutenção e reprodutoras.

• Na sua fase de crescimento a sua alimentação pode ser à vontade,


com o objectivo de alcançar precocemente a maturidade sexual e
produção de sêmen.
Maneio do Touro
• Na fase adulta deve ser feito o controlo alimentar,

• Touros demais obesos tornam-se lentos e preguiçosos, além


do acúmulo de gordura poder afectar a sua eficiência
reprodutiva.
Maneio do Touro

• O consumo da ração concentrada deve variar em função da


intensidade do esforço a que está sendo submentido.

• Touros em descanço, deverão ter a sua disposição 0,5/100 Kg de


peso vivo, com a ração contedo o mínimo de 16% de proteína e
60% de NDT.

• Para fornecimento das quantidades de ração concentrada, deve ser


levado em consideração a qualidade do volumoso disponível e o
estado corporal do animal.
Maneio do Touro
Para se obter resultados reprodutivos satisfatórios, o touro deve
iniciar as suas actividades sexuais aos 15-18 meses de idade,
conjugado a um bom desenvolvimento físico.

De acordo com sua idade e sistema de cobrição, preconiza-se:

Idade do Touro Dirigida Campo

15-24 meses 10 ------------


após 2 anos 20-35 15-20

após 3 anos 30-50 20-25


29/01/2021

Você também pode gostar