Você está na página 1de 7

Competências gerais

Valorizar e utilizar os conhecimentos historicamente construídos sobre o mundo físico, social, cultural e digital para entender e explicar a realidade, continuar aprendendo e colaborar
para a construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva.

Exercitar a curiosidade intelectual e recorrer à abordagem própria das ciências, incluindo a investigação, a reflexão, a análise crítica, a imaginação e a criatividade, para investigar
causas, elaborar e testar
hipóteses, formular e resolver problemas e criar soluções (inclusive tecnológicas) com base nos conhecimentos das diferentes áreas.

Valorizar e fruir as diversas manifestações artísticas e culturais, das locais às mundiais, e também participar de práticas diversificadas da produção artístico-cultural.

Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, bem como conhecimentos das linguagens artística, matemática
e científica, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.

Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais (incluindo as escolares) para
se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva.

Valorizar a diversidade de saberes e vivências culturais e apropriar-se de conhecimentos e experiências que lhe possibilitem entender as relações próprias do mundo do trabalho e fazer
escolhas alinhadas ao exercício da cidadania e ao seu projeto de vida, com liberdade, autonomia, consciência crítica e responsabilidade.

Argumentar com base em fatos, dados e informações confiáveis, para formular, negociar e defender ideias, pontos de vista e decisões comuns que respeitem e promovam os direitos
humanos, a consciência socioambiental e o consumo responsável em âmbito local, regional e global, com posicionamento ético em relação ao cuidado de si mesmo, dos outros e do
planeta.

Conhecer-se, apreciar-se e cuidar de sua saúde física e emocional, compreendendo-se na diversidade humana e reconhecendo suas emoções e as dos outros, com autocrítica e
capacidade para lidar com elas.

Exercitar a empatia, o diálogo, a resolução de conflitos e a cooperação,fazendo-se respeitar e promovendo o respeito ao outro e aos direitos humanos, com acolhimento e valorização
da diversidade de indivíduos e
de grupos sociais, seus saberes, identidades, culturas e potencialidades, sem preconceitos de qualquer natureza.

Agir pessoal e coletivamente com autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e determinação, tomando decisões com base em princípios éticos, democráticos, inclusivos,
sustentáveis e solidários.
Competências específicas de Ciências humanas

Compreender a si e ao outro como identidades diferentes, de forma a exercitar o respeito à diferença em uma sociedade plural e promover os direitos humanos.

Analisar o mundo social, cultural e digital e o meio técnico-científico-informacional com base nos conhecimentos das Ciências Humanas, considerando suas variações de significado no
tempo e no espaço, para intervir em situações do cotidiano e se posicionar diante de problemas do mundo contemporâneo.

Identificar, comparar e explicar a intervenção do ser humano na natureza e na sociedade, exercitando a curiosidade e propondo ideias e ações que contribuam para a transformação
espacial, social e cultural, de modo a participar efetivamente das dinâmicas da vida social.

Interpretar e expressar sentimentos, crenças e dúvidas com relação a si mesmo, aos outros e às diferentes culturas, com base nos instrumentos de investigação das Ciências Humanas,
promovendo o acolhimento e a valorização da diversidade de indivíduos e de grupos sociais, seus saberes, identidades, culturas e potencialidades, sem preconceitos de qualquer
natureza.

Comparar eventos ocorridos simultaneamente no mesmo espaço e em espaços variados, e eventos ocorridos em tempos diferentes no mesmo espaço e em espaços variados.

Construir argumentos, com base nos conhecimentos das Ciências Humanas, para negociar e defender ideias e opiniões que respeitem e promovam os direitos humanos e a consciência
socioambiental, exercitando a responsabilidade e o protagonismo voltados para o bem comum e a construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva.

Utilizar as linguagens cartográfica, gráfica e iconográfica e diferentes gêneros textuais e tecnologias digitais de informação e comunicação no desenvolvimento do raciocínio espaço-
temporal relacionado a localização, distância, direção, duração, simultaneidade, sucessão, ritmo e conexão.
Competências específicas de História

Compreender e problematizar os conceitos e procedimentos norteadores da produção historiográfica.

Compreender acontecimentos históricos, relações de poder e processos e mecanismos de transformação e manutenção das estruturas sociais, políticas, econômicas e culturais ao
longo do tempo e em diferentes espaços para analisar, posicionar-se e intervir no mundo contemporâneo.

Compreender a historicidade no tempo e no espaço, relacionando acontecimentos e processos de transformação e manutenção das estruturas sociais, políticas, econômicas e culturais,
bem como problematizar os significados das lógicas de organização cronológica.

Elaborar questionamentos, hipóteses, argumentos e proposições em relação a documentos, interpretações e contextos históricos específicos, recorrendo a diferentes linguagens e
mídias, exercitando a empatia, o diálogo, a resolução de conflitos, a cooperação e o respeito.

Identificar interpretações que expressem visões de diferentes sujeitos, culturas e povos com relação a um mesmo contexto histórico, e posicionar-se criticamente com base em
princípios éticos, democráticos, inclusivos, sustentáveis e solidários.

Analisar e compreender o movimento de populações e mercadorias no tempo e no espaço e seus significados históricos, levando em conta o respeito e a solidariedade com as
diferentes populações.

Produzir, avaliar e utilizar tecnologias digitais de informação e comunicação de modo crítico, ético e responsável, compreendendo seus significados para os diferentes grupos ou
estratos sociais.
História

COMPONENTE ANO/FAIXA UNIDADES TEMÁTICAS OBJETOS DE CONHECIMENTO HABILIDADES

Mundo pessoal: meu As fases da vida e a ideia de (EF01HI01) Identificar aspectos do seu crescimento por meio do registro das
História 1º temporalidade (passado, lembranças particulares ou de lembranças dos membros de sua família e/ou de
lugar no mundo presente, futuro) sua comunidade.

As diferentes formas de
Mundo pessoal: meu organização da família e da (EF01HI02) Identificar a relação entre as suas histórias e as histórias de sua família
História 1º comunidade: os vínculos
lugar no mundo pessoais e as relações de e de sua comunidade.
amizade

As diferentes formas de
Mundo pessoal: meu organização da família e da (EF01HI03) Descrever e distinguir os seus papéis e responsabilidades relacionados
História 1º comunidade: os vínculos
lugar no mundo pessoais e as relações de à família, à escola e à comunidade.
amizade

Mundo pessoal: meu A escola e a diversidade do (EF01HI04) Identificar as diferenças entre os variados ambientes em que vive
História 1º (doméstico, escolar e da comunidade), reconhecendo as especificidades dos
lugar no mundo grupo social envolvido hábitos e das reg ras que os regem.

A vida em casa, a vida na escola


Mundo pessoal: eu, e formas de representação (EF01HI05) Identificar semelhanças e diferenças entre jogos e brincadeiras atuais
História 1º meu grupo social e meu social e espacial: os jogos e
tempo brincadeiras como forma de e de outras épocas e lugares.
interação social e espacial

Mundo pessoal: eu, A vida em família: diferentes (EF01HI06) Conhecer as histórias da família e da escola e identificar o papel
História 1º meu grupo social e meu configurações e vínculos
tempo desempenhado por diferentes sujeitos em diferentes espaços.

Mundo pessoal: eu, A vida em família: diferentes (EF01HI07) Identificar mudanças e permanências nas formas de organização
História 1º meu grupo social e meu configurações e vínculos
tempo familiar.

Mundo pessoal: eu, A escola, sua representação (EF01HI08) Reconhecer o significado das comemorações e festas escolares,
História 1º meu grupo social e meu espacial, sua história e seu papel diferenciando-as das datas festivas comemoradas no âmbito familiar ou da
tempo na comunidade comunidade.

A comunidade e seus A noção do “Eu” e do “Outro”: (EF02HI01) Reconhecer espaços de sociabilidade e identificar os motivos que
História 2º comunidade, convivências e
registros interações entre pessoas aproximam e separam as pessoas em diferentes grupos sociais ou de parentesco.

A comunidade e seus A noção do “Eu” e do “Outro”: (EF02HI02) Identificar e descrever práticas e papéis sociais que as pessoas
História 2º comunidade, convivências e
registros interações entre pessoas exercem em diferentes comunidades.

A comunidade e seus A noção do “Eu” e do “Outro”: (EF02HI03) Selecionar situações cotidianas que remetam à percepção de
História 2º comunidade, convivências e
registros interações entre pessoas mudança, pertencimento e memória.

A noção do “Eu” e do “Outro”:


A comunidade e seus reg istros de experiências (EF02HI04) Selecionar e compreender o significado de objetos e documentos
História 2º pessoais como fontes de memórias e histórias nos âmbitos pessoal, f amiliar,
registros pessoais e da comunidade no escolar e comunitário.
tempo e no espaço

A comunidade e seus Formas de registrar e narrar (EF02HI05) Selecionar objetos e documentos pessoais e de grupos próximos ao
História 2º histórias (marcos de memória
registros materiais e imateriais) seu convívio e compreender sua função, seu uso e seu significado.

História 2º A comunidade e seus O tempo como medida (EF02HI06) Identificar e organizar, temporalmente, fatos da vida cotidiana, usando
registros noções relacionadas ao tempo (antes, durante, ao mesmo tempo e depois).

História 2º A comunidade e seus O tempo como medida (EF02HI07) Identificar e utilizar diferentes marcadores do tempo presentes na
registros comunidade, como relógio e calendário.

As fontes: relatos orais, objetos,


imagens (pinturas, fotografias,
As formas de registrar vídeos), músicas, escrita, (EF02HI08) Compilar histórias da família e/ou da comunidade registradas em
História 2º as experiências da tecnologias digitais de
comunidade informação e comunicação e diferentes fontes.
inscrições nas paredes, ruas e
espaços sociais

As fontes: relatos orais, objetos,


imagens (pinturas, fotografias,
As formas de registrar vídeos), músicas, escrita, (EF02HI09) Identificar objetos e documentos pessoais que remetam à própria
História 2º as experiências da tecnologias digitais de experiência no âmbito da família e/ou da comunidade, discutindo as razões pelas
comunidade informação e comunicação e quais alguns objetos são preservados e outros são descartados.
inscrições nas paredes, ruas e
espaços sociais

O trabalho e a A sobrevivência e a relação com (EF02HI10) Identificar diferentes formas de trabalho existentes na comunidade
História 2º sustentabilidade na
comunidade a natureza em que vive, seus significados, suas especificidades e importância.

O trabalho e a A sobrevivência e a relação com (EF02HI11) Identificar impactos no ambiente causados pelas diferentes formas de
História 2º sustentabilidade na
comunidade a natureza trabalho existentes na comunidade em que vive.

O “Eu”, o “Outro” e os
diferentes grupos sociais e (EF03HI01) Identificar os grupos populacionais que formam a cidade, o município
As pessoas e os grupos étnicos que compõem a cidade e e a região, as relações estabelecidas entre eles e os eventos que marcam a
História 3º que compõem a cidade
e o município os municípios: os desafios formação da cidade, como fenômenos migratórios (vida rural/vida urbana),
sociais, culturais e ambientais do desmatamentos, estabelecimento de grandes empresas etc.
lugar onde vive

O “Eu”, o “Outro” e os
diferentes grupos sociais e
As pessoas e os grupos (EF03HI02) Selecionar, por meio da consulta de fontes de diferentes naturezas, e
História 3º que compõem a cidade étnicos que compõem a cidade e reg istrar acontecimentos ocorridos ao longo do tempo na cidade ou região em
e o município os municípios: os desafios
sociais, culturais e ambientais do que vive.
lugar onde vive

O “Eu”, o “Outro” e os
diferentes grupos sociais e (EF03HI03) Identificar e comparar pontos de vista em relação a eventos
As pessoas e os grupos étnicos que compõem a cidade e significativos do local em que vive, aspectos relacionados a condições sociais e à
História 3º que compõem a cidade
e o município os municípios: os desafios presença de diferentes grupos sociais e culturais, com especial destaque para as
sociais, culturais e ambientais do culturas africanas, indígenas e de migrantes.
lugar onde vive

As pessoas e os grupos Os patrimônios históricos e (EF03HI04) Identificar os patrimônios históricos e culturais de sua cidade ou região
História 3º que compõem a cidade culturais da cidade e/ou do e discutir as razões culturais, sociais e políticas para que assim sejam
e o município município em que vive considerados.

A produção dos marcos da


História 3º O lugar em que vive memória: os lugares de memória (EF03HI05) Identificar os marcos históricos do lugar em que vive e compreender
(ruas, praças, escolas, seus sig nificados.
monumentos, museus etc.)

A produção dos marcos da


(EF03HI06) Identificar os registros de memória na cidade (nomes de ruas,
memória: os lugares de memória monumentos,
História 3º O lugar em que vive edifícios etc.), discutindo os critérios que explicam a escolha desses
(ruas, praças, escolas, nomes.
monumentos, museus etc.)

A produção dos marcos da (EF03HI07) Identificar semelhanças e diferenças existentes entre comunidades de
História 3º O lugar em que vive memória: formação cultural da sua cidade ou região, e descrever o papel dos diferentes grupos sociais que as
população formam.

A produção dos marcos da (EF03HI08) Identificar modos de vida na cidade e no campo no presente,
História 3º O lugar em que vive memória: a cidade e o campo,
aproximações e diferenças comparando-os com os do passado.

A noção de espaço A cidade, seus espaços públicos (EF03HI09) Mapear os espaços públicos no lugar em que vive (ruas, praças,
História 3º e privados e suas áreas de escolas, hospitais, prédios da Prefeitura e da Câmara de Vereadores etc.) e
público e privado conservação ambiental identificar suas funções.

A noção de espaço A cidade, seus espaços públicos (EF03HI10) Identificar as diferenças entre o espaço doméstico, os espaços públicos
História 3º e privados e suas áreas de e as áreas de conservação ambiental, compreendendo a importância dessa
público e privado conservação ambiental distinção.

A noção de espaço A cidade e suas atividades: (EF03HI11) Identificar diferenças entre formas de trabalho realizadas na cidade e
História 3º no campo, considerando também o uso da tecnologia nesses diferentes
público e privado trabalho, cultura e lazer contextos.

História 3º A noção de espaço A cidade e suas atividades: (EF03HI12) Comparar as relações de trabalho e lazer do presente com as de
público e privado trabalho, cultura e lazer outros tempos e espaços, analisando mudanças e permanências.

Transformações e A ação das pessoas, g rupos


permanências nas sociais e comunidades no tempo (EF04HI01) Reconhecer a história como resultado da ação do ser humano no
História 4º e no espaço: nomadismo, tempo e no espaço, com base na identificação de mudanças e permanências ao
trajetórias dos grupos agricultura, escrita, navegações, longo do tempo.
humanos
indústria, entre outras

Transformações e A ação das pessoas, g rupos


permanências nas sociais e comunidades no tempo (EF04HI02) Identificar mudanças e permanências ao longo do tempo, discutindo
História 4º e no espaço: nomadismo, os sentidos dos grandes marcos da história da humanidade (nomadismo,
trajetórias dos grupos agricultura, escrita, navegações, desenvolvimento da agricultura e do pastoreio, criação da indústria etc.).
humanos
indústria, entre outras

Transformações e O passado e o presente: a noção


permanências nas de permanência e as lentas (EF04HI03) Identificar as transformações ocorridas na cidade ao longo do tempo e
História 4º discutir suas interferências nos modos de vida de seus habitantes, tomando como
trajetórias dos grupos transformações sociais e ponto de partida o presente.
humanos culturais

História 4º Circulação de pessoas, A circulação de pessoas e as (EF04HI04) Identificar as relações entre os indivíduos e a natureza e discutir o
produtos e culturas transformações no meio natural significado do nomadismo e da fixação das primeiras comunidades humanas.

História 4º Circulação de pessoas, A circulação de pessoas e as (EF04HI05) Relacionar os processos de ocupação do campo a intervenções na
produtos e culturas transformações no meio natural natureza, avaliando os resultados dessas intervenções.

Circulação de pessoas, A invenção do comércio e a (EF04HI06) Identificar as transformações ocorridas nos processos de
História 4º deslocamento das pessoas e mercadorias, analisando as formas de adaptação ou
produtos e culturas circulação de produtos marginalização.

As rotas terrestres, fluviais e


História 4º Circulação de pessoas, marítimas e seus impactos para (EF04HI07) Identificar e descrever a importância dos caminhos terrestres, fluviais
produtos e culturas a formação de cidades e as e marítimos para a dinâmica da vida comercial.
transformações do meio natural

(EF04HI08) Identificar as transformações ocorridas nos meios de comunicação


O mundo da tecnologia: a
Circulação de pessoas, integ (cultura oral, imprensa, rádio, televisão, cinema, internet e demais tecnologias
História 4º ração de pessoas e as
produtos e culturas exclusões sociais e culturais digitais de informação e comunicação) e discutir seus significados para os
diferentes grupos ou estratos sociais.

As questões históricas O surgimento da espécie (EF04HI09) Identificar as motivações dos processos migratórios em diferentes
História 4º humana no continente africano tempos e espaços e avaliar o papel desempenhado pela migração nas regiões de
relativas às mig rações e sua expansão pelo mundo destino.

Os processos migratórios para a


formação do Brasil: os grupos
indígenas, a presença
portuguesa e a diáspora forçada
dos africanos
História 4º As questões históricas Os processos migratórios do (EF04HI10) Analisar diferentes fluxos populacionais e suas contribuições para a
relativas às mig rações formação da sociedade brasileira.
final do século XIX e início do
século XX no Brasil
As dinâmicas internas de
migração no Brasil a partir dos
anos 1960

Os processos migratórios para a


formação do Brasil: os grupos
indígenas, a presença
portuguesa e a diáspora forçada
dos africanos
História 4º As questões históricas Os processos migratórios do (EF04HI11) Analisar, na sociedade em que vive, a existência ou não de mudanças
relativas às mig rações associadas à mig ração (interna e internacional).
final do século XIX e início do
século XX no Brasil
As dinâmicas internas de
migração no Brasil a partir dos
anos 1960

Povos e culturas: meu O que forma um povo: do


História 5º (EF05HI01) Identificar os processos de formação das culturas e dos povos,
lugar no mundo e meu nomadismo aos primeiros povos relacionando-os com o espaço geográfico ocupado.
grupo social sedentarizados

Povos e culturas: meu


História 5º lugar no mundo e meu eAspolítica:
formas de organização social (EF05HI02) Identificar os mecanismos de organização do poder político com vistas
a noção de Estado à compreensão da ideia de Estado e/ou de outras formas de ordenação social.
grupo social

Povos e culturas: meu O papel das religiões e da


História 5º lugar no mundo e meu cultura para a formação dos (EF05HI03) Analisar o papel das culturas e das religiões na composição identitária
dos povos antigos.
grupo social povos antigos
Povos e culturas: meu Cidadania, diversidade cultural e (EF05HI04) Associar a noção de cidadania com os princípios de respeito à
História 5º lugar no mundo e meu respeito às diferenças sociais, diversidade, à pluralidade e aos direitos humanos.
grupo social culturais e históricas

Povos e culturas: meu Cidadania, diversidade cultural e (EF05HI05) Associar o conceito de cidadania à conquista de direitos dos povos e
História 5º lugar no mundo e meu respeito às diferenças sociais, das sociedades, compreendendo-o como conquista histórica.
grupo social culturais e históricas

As tradições orais e a valorização


da memória
História 5º Registros da história: O surgimento da escrita e a (EF05HI06) Comparar o uso de diferentes linguagens e tecnologias no processo de
linguagens e culturas noção de fonte para a comunicação e avaliar os significados sociais, políticos e culturais atribuídos a elas.
transmissão de saberes, culturas
e histórias

As tradições orais e a valorização


da memória (EF05HI07) Identificar os processos de produção, hierarquização e dif usão dos
História 5º Registros da história: O surgimento da escrita e a
linguagens e culturas noção de fonte para a marcos de memória e discutir a presença e/ou a ausência de diferentes grupos
que compõem a sociedade na nomeação desses marcos de memória.
transmissão de saberes, culturas
e histórias

As tradições orais e a valorização


da memória
História 5º Registros da história: O surgimento da escrita e a (EF05HI08) Identificar formas de marcação da passagem do tempo em distintas
linguagens e culturas noção de fonte para a sociedades, incluindo os povos indígenas originários e os povos africanos.
transmissão de saberes, culturas
e histórias

As tradições orais e a valorização


da memória
História 5º Registros da história: O surgimento da escrita e a (EF05HI09) Comparar pontos de vista sobre temas que impactam a vida cotidiana
linguagens e culturas noção de fonte para a no tempo presente, por meio do acesso a diferentes fontes, incluindo orais.
transmissão de saberes, culturas
e histórias

História 5º Registros da história: Os patrimônios materiais e (EF05HI10) Inventariar os patrimônios materiais e imateriais da humanidade e
linguagens e culturas imateriais da humanidade analisar mudanças e permanências desses patrimônios ao longo do tempo.
História
MATERIAL SUPLEMENTAR PARA O REDATOR DE CURRÍCULO - NÃO FAZ PARTE DA BNCC
COMPONENTE ANO/FAIXA UNIDADES TEMÁTICAS OBJETOS DE CONHECIMENTO HABILIDADES COMENTÁRIO POSSIBILIDADES PARA O CURRÍCULO

A noção de tempo histórico perpassa todo o Ensino Fundamental, tornando-se cada vez mais
Espera-se que o aluno recorde e organize suas lembranças pessoais e também as de sua família, complexa. Na elaboração do currículo, pode-se considerar que o desenvolvimento da habilidade se
(EF01HI01) Identificar aspectos do seu escola, vizinhos, enfim, de sua comunidade, para identificar aspectos do seu crescimento, isto é,
Mundo pessoal: meu As fases da vida e a ideia de crescimento por meio do registro das recordar fatos mais marcantes, ouvir histórias, observar fotografias e fazer comparações. Portanto, inicia pelo tempo mais próximo do aluno (O que eu fiz ontem? E hoje? O que farei amanhã?) para um
tempo mais distante (O que eu fiz o ano passado? Qual é o registro mais antigo que eu tenho?). O
História 1º temporalidade (passado, lembranças particulares ou de lembranças dos além de identificar, a habilidade demanda, também, organizar, selecionar, comparar e sequenciar
lugar no mundo presente, futuro) membros de sua família e/ou de sua informações. Dessa maneira, a consciência de si e a percepção de um passado pessoal aproximam o trabalho com a noção de tempo passado ganha mais significado se contar com a participação da
comunidade. aluno da noção de temporalidade, cuja compreensão é uma competência específica da História família e membros idosos da comunidade. A busca de informações sobre o próprio passado suscita
perguntas – o que? quando? como? – cujas respostas dão sentido à informação adquirida e reforçam
(Competência Específica 2). as habilidades de identificar, organizar, selecionar, comparar e sequenciar.

Na elaboração do currículo, as sugestões apontadas para a habilidade (EF01HI01) podem ser


retomadas, destacando, agora, os pontos de convergência entre as lembranças do aluno e as
As diferentes formas de histórias da família e da comunidade. Novas perguntas são inseridas – quem ou com quem? onde?
organização da família e da (EF01HI02) Identificar a relação entre as suas Avança-se em relação à habilidade (EF01HI01), uma vez que o aluno deve reconhecer as conexões quando? O diálogo e a convivência propiciados pela atividade contemplam a Competência Geral 9. É
História 1º Mundo pessoal: meu entre suas lembranças pessoais e as de sua f amília e comunidade, entre o Eu e o Outro. Para isso, o possível, ainda, na elaboração do currículo, complementar essa habilidade prevendo também para o
lugar no mundo comunidade: os vínculos histórias e as histórias de sua família e de sua aluno desenvolve outras habilidades cognitivas: buscar, relacionar, recolher, examinar, descobrir e aluno identificar a relação entre suas histórias e as histórias de sua família e de sua comunidade e de
pessoais e as relações de comunidade.
amizade associar histórias. mitos e lendas indígenas e africanas, contos populares locais ou regionais que permitam estabelecer
relações com a história da população local — universidades locais podem apontar fontes para a
indicação dessas histórias. Com isso, contribui-se para o desenvolvimento da Competência Geral 9,
por tratar da alteridade e acolhimento da perspectiva do outro.

As diferentes formas de Descrever papéis e responsabilidades, nesta habilidade, significa identificar-se como filho, irmão, Na elaboração do currículo, pode-se complementar o conteúdo prevendo a investigação de
organização da família e da primo, neto na família; aluno, colega na escola; criança na comunidade. Além disso, essa habilidade situações vivenciadas por f amiliares no presente ou no passado recente: como foi a infância de seus
(EF01HI03) Descrever e distinguir os seus papéis significa
História 1º Mundo pessoal: meu narrar as características e responsabilidades de cada um dos diferentes papéis identificados, pais e/ou avós? Que papéis e responsabilidades eles tinham em relação à família, escola e
lugar no mundo comunidade: os vínculos e responsabilidades relacionados à família, à percebendo o que muda e o que permanece (Quais são as responsabilidades do aluno na escola? E comunidade? Observar e comparar situações vividas por outros pode facilitar ao aluno
pessoais e as relações de escola e à comunidade.
amizade do filho na família? São as mesmas?). Avança-se, assim, o aprendizado do aluno ao nível da compreender, descrever e distinguir as suas próprias, além de oportunizar o diálogo e a convivência,
compreensão que já não é somente a da consciência de si, mas de sua consciência social. contemplando, assim, a Competência Geral 9.

Identificar as diferenças entre os variados ambientes de vivência significa reconhecer e distinguir o Na elaboração do currículo, há uma oportunidade de explicitar habilidades voltadas à discussão e
que é casa, escola, igreja, praça, rua etc. Comparar suas características físicas engloba perceber e reflexão de regras de convívio social: o que se pode e o que não se pode fazer na escola, na família e
(EF01HI04) Identificar as diferenças entre os diferenciar tamanhos, arquitetura, mobiliário, pessoas que frequentam e a relação que tem ou não
variados ambientes em que vive (doméstico, com elas etc. Dessas primeiras diferenciações, chega-se ao reconhecimento das especificidades de em outros ambientes? Por que não pode? O exercício favorece ao aluno trabalhar a habilidade
História 1º Mundo pessoal: meu A escola e a diversidade do proposta e contribui, também, para que ele exercite a empatia, a cooperação e a resolução de
lugar no mundo grupo social envolvido escolar e da comunidade), reconhecendo as hábitos e regras que regulam esses ambientes: horários fixados, controle da circulação de pessoas, conflitos contemplando, com isso, a Competência Geral 9. Há, aqui, oportunidade de trabalho
especificidades dos hábitos e das regras que os uso ou não de uniformes, dias da semana em que os locais são frequentados, existência de
reg em. autoridades locais etc. Identificar diferenças e reconhecer especificidades são fundamentais para interdisciplinar com as habilidades (EF01LP21), da Língua Portuguesa; (EF12EF04), da Educação
Física; e (EF 01GE04), da Geografia, associadas à identificação, discussão e escrita sobre regras de
desenvolver a capacidade de análise com base em fatos (Competência Geral 7). E, também, para a convivência e sua importância.
compreensão do fato e a aceitação da pluralidade (Competência Específica 4).

Na elaboração do currículo, há oportunidade de envolver a participação da família e da comunidade


na indicação de jogos e brincadeiras antigas ou mesmo de ensinar aos alunos suas regras e execução.
A vida em casa, a vida na escola A habilidade de identificar avança em relação à habilidade (EF01HI04), pois agora, além das No currículo é possível, também, indicar a criação de oficina de brinquedos de sucata, por exemplo,
Mundo pessoal: eu, e formas de representação (EF01HI05) Identificar semelhanças e diferenças diferenças, deve-se reconhecer as semelhanças – o que exige maior atenção, pois aquilo que se
assemelha tende a passar despercebido à observação. É preciso buscar as características ou
que remetam a brinquedos do passado (peteca, telefone sem fio, boneca, carrinho, bola de meia
etc.). Há a possibilidade, ainda, de envolver universidades locais e comunidades tradicionais na
História 1º meu grupo social e meu social e espacial: os jogos e entre jogos e brincadeiras atuais e de outras
tempo brincadeiras como forma de épocas e lugares. qualidades que fazem com que os jogos e brincadeiras se pareçam entre si. Importante lembrar que, indicação de brincadeiras indígenas, quilombolas e africanas. Há, aqui, oportunidade de trabalho
interação social e espacial em se tratando de uma comparação que envolve tempos e espaços diferentes, é necessário fornecer interdisciplinar com as habilidades (EF15AR08) e (EF15AR24), da Arte; (EF12EF01) e (EF12EF11), da
referências aos alunos por meio de fotografias, relatos, vídeos, vivências etc. Educação Física; e (EF01GE02) e (EF01GE06), da Geografia, associadas à experimentação e
identificação de semelhanças e diferenças entre brincadeiras, jogos e danças de diferentes lugares,
matrizes estéticas e tempos históricos.

Conhecer requer buscar a informação, ouvir, anotar e lembrar. Com isso, apuram-se as habilidades Conhecer as histórias de família e da comunidade e reconhecer-se como membro desses grupos
anteriormente trabalhadas de identificar, descrever, distinguir e reconhecer. Identificar papéis dá expande a consciência de si para o coletivo. Na elaboração do currículo, há a oportunidade de
continuidade às habilidades trabalhadas em (EF01HI03) e (EF01HI04), mas agora tratando das sugerir a construção, com a colaboração das famílias, de um Museu do Aluno, por exemplo, a partir
Mundo pessoal: eu, A vida em família: diferentes (EF01HI06) Conhecer as histórias da família e da pessoas da família e da escola em uma perspectiva mais social, que envolve responsabilidades, de objetos f ornecidos pelas famílias e sobre os quais os estudantes exercitem uma atitude
História 1º meu grupo social e meu configurações e vínculos escola e identificar o papel desempenhado por direitos, deveres e participação. O aluno pode fazer perguntas que se adequam ao contexto escolar e historiadora (identificação do objeto, sua finalidade, data etc.). Pode-se também trabalhar com a
tempo diferentes sujeitos em diferentes espaços. familiar, como: Quem é responsável por mim? Quem mora na minha casa? Qual o trabalho dos produção de desenhos em que o aluno representa, sob a forma de esquema, os diferentes sujeitos
adultos que moram na minha casa? Quais suas responsabilidades? Como chegaram até a da família e da escola, a relação ou hierarquia entre eles e com o aluno. Há, aqui, oportunidade de
comunidade onde vivemos? Quem cuida da escola? Quais os papeis desempenhados na escola pelos trabalho interdisciplinar com as habilidades (EF01LP26), da Língua Portuguesa; e (EF15AR18), da
adultos e crianças e quais as atribuições de cada um? Arte, associadas à identificação de elementos de narrativas lidas, escutadas ou interpretadas.

Como a organização familiar mudou muito nos últimos anos, na elaboração do currículo novas
habilidades podem ser explicitadas para que o aluno possa compreender, por exemplo, que os
membros de uma f amília não precisam necessariamente ter laços sanguíneos, nem viver na mesma
casa (coabitação). Uma família pode ter filhos ou não, estes podem ser naturais ou adotados; pode
Esta habilidade diz respeito a perceber o que mudou e o que se manteve na composição e haver uma só mãe ou um pai (no caso de viuvez, divórcio ou solteirice); pode incluir tios, avós,
organização das famílias. O aluno pode responder a perguntas como: Os irmãos são todos do mesmo comadres ou filhos de outras uniões. Há ainda famílias sem laços sanguíneos, uma situação que pode
Mundo pessoal: eu, A vida em família: diferentes (EF01HI07) Identificar mudanças e permanências pai e da mesma mãe? A família é constituída somente por aqueles que moram na mesma casa? Você contribuir para que o aluno perceba que o afeto é o vínculo mais importante e que toda organização
História 1º meu grupo social e meu configurações e vínculos conhece uma família diferente da sua? Como ela é? Trata-se de uma habilidade complexa. Para esse familiar se estrutura pelo respeito e cuidado ao outro. Reconhecer essas diferentes formas de
tempo nas formas de organização familiar. grupo etário, espera-se que o aluno perceba que nem todas as famílias são iguais à dele, que aponte organização familiar possibilita que o aluno desenvolva a alteridade, o respeito ao outro e a
no que elas se assemelham e diferenciam e que, por fim, reconheça que, independentemente das valorização da diversidade – aspectos que também podem ser destacados nas habilidades. Pode ser
diferenças, o vínculo familiar permanece. também interessante complementar a habilidade, explicitando que a identificação das mudanças na
organização familiar pode ser feita por meio da leitura e interpretação de contos locais ou clássicos
da literatura infantil que mostrem uma situação familiar não convencional, como, por exemplo, “O
Patinho Feio” (o filho diferente ou adotado), “Os Três Porquinhos” (três irmãos cuidando um do
outro), “João e o Pé de Feijão” (o filho ajuda a mãe em um lar sem pai) etc.

Esta habilidade requer reconhecer que existe uma diferença entre o que se comemora na escola e o
(EF01HI08) Reconhecer o significado das que se festeja na família ou na comunidade. Compreender o significado de eventos de caráter Na elaboração do currículo, pode-se complementar a habilidade com a inclusão de outras ligadas à
Mundo pessoal: eu, A escola, sua representação comemorações e f estas escolares, nacional é uma habilidade complexa, pois requer análise e avaliação. Aqui, contudo, para esta fase produção e investigação de calendários em que o aluno possa identificar e diferenciar as
História 1º meu grupo social e meu espacial, sua história e seu papel diferenciando-as das datas festivas escolar, espera-se que o aluno perceba que os eventos escolares, como feiras culturais, encontros e comemorações da escola e as festas pessoais, familiares e da comunidade. Essa distinção é o
tempo na comunidade comemoradas no âmbito familiar ou da apresentações artísticas, saraus etc., têm uma significação distinta, em termos educacionais e primeiro passo para o aluno identificar que existem fatos que vão além da experiência pessoal,
comunidade. sociais, daqueles que são celebrados em outros âmbitos, como aniversários, natal em família, porque dizem respeito a um coletivo social que existe dentro do âmbito escolar.
aniversário da cidade etc.

Reconhecer espaços de sociabilidade implica em observar e identificar os diferentes locais de


vivência, seja a praça, o parque, a igreja, a área de lazer do shopping ou a rua etc., além de perceber Na elaboração do currículo, a habilidade pode ser trabalhada por meio da produção, pelos alunos, de
A noção do “Eu” e do “Outro”: (EF02HI01) Reconhecer espaços de sociabilidade as relações entre as pessoas que os frequentam. Nesses espaços, onde circulam diferentes grupos de croquis, isto é, desenhos da planta dos locais f requentados por eles, assim como o roteiro de acesso
História 2º A comunidade e seus e identificar os motivos que aproximam e até esses locais. Os desenhos podem ser enriquecidos com a inclusão de pontos de ref erência e a
registros comunidade, convivências e separam as pessoas em diferentes grupos sociais pessoas, o aluno deve observar e buscar entender que conexões existem entre as pessoas que ali
interações entre pessoas circulam, incluindo as interações entre elas e o próprio estudante. Essas habilidades dizem respeito a representação de pessoas – parentes ou não – que frequentam ou trabalham nesses lugares. Trata-
ou de parentesco. habilidades específicas da História e Geografia de responder às questões onde, quem, como e por se de uma atividade interdisciplinar com Geografia. O exercício dessas habilidades envolve
planejamento e compreensão das relações de trabalho, o que contempla a Competência Geral 6.
que.

Na elaboração do currículo, pode-se prever a visita a uma comunidade diferente daquela em que
A noção do “Eu” e do “Outro”: (EF02HI02) Identificar e descrever práticas e A habilidade (EF02HI01) é aprofundada nesta habilidade, pois exige do aluno reconhecer, explicar e vive o aluno – comunidade indígena, quilombola, ribeirinha etc. – com o objetivo de identificar e
História 2º A comunidade e seus esclarecer práticas e funções sociais em diferentes comunidades. As situações trabalhadas descrever o que fazem as pessoas desses locais. Outra possibilidade é visitar espaços integrados
registros comunidade, convivências e papéis sociais que as pessoas exercem em anteriormente servirão de referência para comparar e distinguir o que fazem as pessoas em diversos àqueles frequentados pelo aluno, mas raramente explorados, como a cozinha da escola, para ele
interações entre pessoas diferentes comunidades.
espaços, como em papéis profissionais, familiares etc. observar o trabalho que ali acontece e, depois, em sala de aula, narrar e explicar as práticas
observadas.

Selecionar implica em escolher entre diversas opções e de acordo com certos critérios. Neste caso, a Na elaboração do currículo, é possível considerar a possibilidade de o aluno entrevistar ou coletar
A comunidade e seus A noção do “Eu” e do “Outro”: (EF02HI03) Selecionar situações cotidianas que escolha envolve subjetividades: lembranças, percepção de mudança e pertencimento. Trata-se de depoimentos junto aos pais, avós ou idosos da comunidade sobre sua infância com o objetivo de
História 2º comunidade, convivências e remetam à percepção de mudança, conectar tempo (memória e mudança) e espaço (pertencimento). O aluno deve se fazer certas perceber mudanças e permanências em relação às situações cotidianas vividas por ele. O resgate da
registros interações entre pessoas pertencimento e memória. questões que podem levar a essa compreensão, como: Que brincadeiras eu gostava de fazer na memória de adultos e idosos é um procedimento específico da História e que propicia aos alunos
praça quando era mais novo? As festas de aniversário foram sempre iguais ou mudaram? exercitarem as habilidades de ouvir, buscar, recolher, organizar e selecionar a informação.

Selecionar implica em f azer escolhas de acordo com certos critérios. Neste caso, a escolha se dará Na elaboração do currículo, é possível prever envolver a família e a escola para reunir documentos e
objetos que permitam formar um acervo de fontes que dará subsídios para trabalhar esta e outras
pela percepção do sentido dos objetos e documentos pessoais como formas de resgatar histórias e habilidades
A noção do “Eu” e do “Outro”: (EF02HI04) Selecionar e compreender o ( como as EF02HI05 e EF02HI09). Os documentos podem ser: carteira de vacinação,
A comunidade e seus reg istros de experiências memórias em diversos âmbitos da vida do aluno. Trata-se de uma habilidade complexa, que exige certidão de nascimento, carteira de identidade, carteira de trabalho, boletim escolar, jornais e
significado de objetos e documentos pessoais analisar
História 2º e avaliar, conforme já visto na habilidade (EF 01HI08). Para esta fase escolar, espera-se que o
registros pessoais e da comunidade no como f ontes de memórias e histórias nos revistas antigos, diários de classe, cartão postal, fotografias antigas etc. Entre os objetos, podem
tempo e no espaço âmbitos pessoal, familiar, escolar e comunitário. aluno infira que a importância desses marcos materiais de memória está nas informações que eles estar lampião, telefone de discar, ferro de passar roupa a carvão, pilão, tacho de fazer doce etc. A
contêm, como nome, filiação, data de nascimento, endereço etc., no caso de documentos, e marcas
do tempo, tecnologias utilizadas na produção, informações de fabricação etc., no caso de objetos. atividade desenvolve as habilidades de identificar, examinar, coletar, organizar e selecionar o
material.

(EF02HI05) Selecionar objetos e documentos Na elaboração do currículo, dando continuidade à sugestão proposta para a habilidade (EF 02HI04),
A comunidade e seus Formas de registrar e narrar Escolher objetos e documentos próprios e de outras pessoas significa identificar, explicar para que os alunos podem elaborar fichas de identificação dos objetos e documentos selecionados junto aos
pessoais e de grupos próximos ao seu convívio e servem
História 2º histórias (marcos de memória e como são usados. A habilidade aprofunda a anterior (EF02HI04), pois expande o quadro de
registros materiais e imateriais) compreender sua função, seu uso e seu referências do aluno e lhe possibilita comparar e diferenciar formas de registros suas e de outros. familiares e grupos próximos (o que são e para que servem), separando-os conforme sua função: por
significado. exemplo, objetos de cozinha, de comunicação, documentos de saúde etc.

Na elaboração do currículo, é importante considerar que a habilidade pode ser desenvolvida por
meio de jogos, narrações orais feitas pelos alunos sobre seu dia a dia, cenas ilustradas do cotidiano
que devem ser alinhadas em uma linha do tempo etc. Além disso, é possível complementar a
habilidade inserindo no aprendizado contos populares, indígenas, af ricanos ou de outras origens,
(EF02HI06) Identificar e organizar, visto que o conto é uma história completa, que se desenrola de forma linear, cronológica, com um
A comunidade e seus A habilidade consiste em sequenciar fatos cotidianos de forma cronológica, aplicando palavras e
temporalmente, fatos da vida cotidiana, usando expressões começo, meio (conflito ou ápice) e fim (a superação ou solução do conflito), inicia-se com uma
História 2º O tempo como medida temporais (antes, durante, ao mesmo tempo e depois), o que permite desenvolver a expressão temporal – era uma vez, naquele tempo, há muito tempo ou tempos atrás, por exemplo –
registros noções relacionadas ao tempo (antes, durante, compreensão da temporalidade linear. completada por uma expressão espacial – em um reino distante, no meio da floresta, junto a um rio,
ao mesmo tempo e depois).
para além das montanhas etc. Essas expressões servem de referência para, mais tarde, o aluno
compreender cortes temporais maiores, como décadas, séculos, milênios etc. Há, aqui, oportunidade
para o trabalho interdisciplinar com a habilidade (EF02MA18), da Matemática, associada à
identificação de intervalos de tempo entre datas e organização temporal de fatos, utilizando
calendário.

Na elaboração do currículo, para que a habilidade esteja alinhada às habilidades específicas de


História, uma sugestão é estimular o aluno a imaginar como era medido o tempo antes da invenção
do relógio. O movimento do sol observado pela sombra ou luz projetada no pátio da escola ou na
sala de aula (podendo, inclusive, ser marcado a lápis ou giz durante as semanas seguintes) permite
A comunidade e seus (EF02HI07) Identificar e utilizar diferentes Esta habilidade consiste em identificar, examinar, compreender e utilizar relógios e calendários, ao estudante visualizar e medir a passagem do tempo. A habilidade pode, ainda, ser reforçada com o
História 2º O tempo como medida marcadores do tempo presentes na assim como outros marcadores temporais que estão inseridos nos lugares de vivência do aluno. É uso de agendas e calendários em que os alunos registram tarefas e organizam o tempo para realizá-
registros comunidade, como relógio e calendário. uma habilidade complexa, pois implica em calcular, medir e dividir o tempo. las. Pode-se também pensar em um trabalho multidisciplinar com Matemática, já que o aprendizado
de marcadores do tempo necessita ser feito por meio de cálculos. Há, aqui, oportunidade para o
trabalho interdisciplinar com as habilidades (EF02MA18) e (EF02MA19), da Matemática; e
(EF02CI07), de Ciências, associadas a observação, medição e registros da passagem do tempo,
utilizando calendário marcadores.

As fontes: relatos orais, objetos,


imagens (pinturas, fotografias, Na elaboração do currículo, deve-se levar em conta que, no 2º ano, importa desenvolver no aluno a
Esta habilidade consiste em procurar e reunir as histórias familiares e/ou da comunidade a partir das percepção de que a história e as experiências da família e da sociedade estão registradas sob
As formas de registrar vídeos), músicas, escrita, (EF02HI08) Compilar histórias da família e/ou da informações coletadas em diferentes fontes, como relatos orais, fotografias, objetos, notas em diferentes formas e que elas trazem mensagens e informações que dizem respeito a um grupo ou a
História 2º as experiências da tecnologias digitais de
comunidade informação e comunicação e comunidade reg istradas em diferentes fontes. jornais ou mensagens em redes sociais etc. A habilidade exige do aluno coletar, selecionar e toda sociedade. Desse modo, no 6º ano, o aluno deverá ter aprendido que todos os registros servem
organizar as informações que ele encontrou para depois juntá-las em um só lugar. de fonte para a pesquisa do historiador, contribuindo para conhecer e explicar a história de uma
inscrições nas paredes, ruas e sociedade.
espaços sociais

As fontes: relatos orais, objetos,


imagens (pinturas, fotografias, (EF02HI09) Identificar objetos e documentos Esta habilidade avança em relação ao que foi tratado nas habilidades (EF02HI04) e (EF02HI05), mas Na elaboração do currículo, deve-se levar em conta que o aluno precisa perceber que fatores
As formas de registrar vídeos), músicas, escrita, pessoais que remetam à própria experiência no agora, com um modificador mais complexo, que mobiliza outras habilidades, como explicar, interferem na escolha daquilo que se guarda e do que se joga fora. O questionamento suscita
História 2º as experiências da tecnologias digitais de âmbito da família e/ou da comunidade, interpretar e inferir, que permitam compreender as razões para conservar ou descartar objetos e reflexão e estimula o estudante a criar hipóteses onde são avaliados aspectos diversos, como
comunidade informação e comunicação e discutindo as razões pelas quais alguns objetos documentos. Essa percepção deve vir por meio de o aluno reconhecer objetos e documentos que validade e/ou temporalidade do objeto e do documento, informações neles contidas e até mesmo
inscrições nas paredes, ruas e são preservados e outros são descartados. apontem para o seu histórico f amiliar ou na comunidade. seu significado afetivo enquanto memória pessoal, familiar ou coletiva.
espaços sociais

(EF02HI10) Identificar diferentes formas de Esta habilidade diz respeito a perceber, distinguir e avaliar as diferentes formas de trabalho Na elaboração do currículo, pode-se prever atividades que propiciem ao aluno planejar e realizar
O trabalho e a exercidas pelas pessoas no entorno do aluno, como na escola (professor, diretor, zelador etc.), nos uma pesquisa sobre diferentes formas de trabalho existentes na comunidade, incluindo o informal e
A sobrevivência e a relação com trabalho existentes na comunidade em que vive, comércios
História 2º sustentabilidade na em seus locais de vivência (trabalhadores de padarias, mercados etc.), entre outros. Essa as novas formas de trabalho (home office, motorista de aplicativos etc.). Caberá aos professores
comunidade a natureza seus sig nificados, suas especificidades e percepção confere maior significado à aprendizagem de que todas as atividades de trabalho são orientar os alunos sobre o que observar e registrar, assim como promover a auto avaliação do
importância.
valorosas e contribuem para o bem comum. trabalho realizado.

Esta habilidade dá sequência à anterior (EF02HI10), apresentando um novo conteúdo referente à


relação causal entre trabalho e impactos ambientais. A habilidade torna-se mais complexa, pois
O trabalho e a A sobrevivência e a relação com (EF02HI11) Identificar impactos no ambiente Na elaboração do currículo, pode-se prever a visita dos alunos a uma fábrica, fazenda produtora,
implica em reconhecer a correlação entre causa e efeito (ou consequência) –, habilidade específica oficina,
História 2º sustentabilidade na causados pelas diferentes formas de trabalho redação de um jornal, gráfica etc., que lhes possibilite observar diferentes formas de
comunidade a natureza existentes na comunidade em que vive. para o desenvolvimento do raciocínio histórico. Para esta fase escolar, basta que o aluno identifique trabalho e como elas se correlacionam com o ambiente, alterando o espaço e a natureza.
mudanças causadas no ambiente pelas formas de trabalho, como, por exemplo, a derrubada de
árvores para construir um conjunto habitacional ou para abrir áreas de plantio ou pastoreio.

(EF03HI01) Identificar os grupos populacionais Na elaboração do currículo, é possível prever levar os alunos a observarem os grupos populacionais
O “Eu”, o “Outro” e os que formam a cidade, o município e a região, as A habilidade implica em reconhecer, listar e localizar elementos da história da cidade e da região que que constituem a sociedade formada em sua região. Pode haver questionamentos como: Há
diferentes grupos sociais e
As pessoas e os grupos étnicos que compõem a cidade e relações estabelecidas entre eles e os eventos tenham sido imprescindíveis para a sua formação, como grupos populacionais, suas inter-relações, o imigrantes na minha cidade? De que país ou região do Brasil? Há afrodescendentes e indígenas?
História 3º que compõem a cidade que marcam a formação da cidade, como crescimento econômico e tecnológico etc. O aluno é, assim, introduzido em um contexto mais amplo Essas pessoas vieram antes ou depois de meus pais e avós? O nome da cidade pode ser um bom
e o município os municípios: os desafios
sociais, culturais e ambientais do fenômenos migratórios (vida rural/vida urbana), da sociedade em que vive por meio da história de sua cidade ou região, pensando em questões tais ponto de partida para levantar a história local. O aluno pode pensar em por que a cidade tem esse
lugar onde vive desmatamentos, estabelecimento de grandes quais: Como surgiu minha cidade? Quem a fundou e povoou? O que aconteceu? Quando? nome: Ele homenageia alguém? É um nome de origem indígena, africana, portuguesa ou outro? A
empresas etc. cidade tinha outro nome antes desse? Por que mudou?

Esta habilidade consiste em escolher fatos coletados de diferentes fontes (relatos orais, fotografias Na elaboração do currículo, pode-se prever a pesquisa a partir da investigação do feriado local que,
O “Eu”, o “Outro” e os em geral, é a data da fundação da cidade. O aluno pode se perguntar o que aconteceu nessa data. É
diferentes grupos sociais e (EF03HI02) Selecionar, por meio da consulta de antigas, documentos, objetos etc.) que dizem respeito à história da cidade ou da região. Depois, possível prever, também, a visita a uma biblioteca, arquivo público ou museu local para que os
As pessoas e os grupos deve-se registrar essas informações, em seu caderno, por exemplo. Isso exige do aluno sistematizar e alunos reúnam informações sobre a história da cidade. Na ausência de instituições desse tipo, pode
História 3º que compõem a cidade étnicos que compõem a cidade e fontes de diferentes naturezas, e registrar organizar a inf ormação, dando-lhe um sentido inteligível. Consultar fontes e selecionar informações
e o município os municípios: os desafios acontecimentos ocorridos ao longo do tempo na são habilidades específicas da História que o aluno começou a desenvolver no 2º ano (nas ser uma oportunidade para a escola iniciar um projeto de história local, com a contribuição da
sociais, culturais e ambientais do cidade ou região em que vive. comunidade, e que tenha continuidade com outras gerações de alunos. Há, aqui, oportunidade de
lugar onde vive habilidades EF02HI04, EF02HI05 e EF02HI09) e que, aqui, no 3º ano, aprofundam-se com a trabalho interdisciplinar com as habilidades (EF03LP26), (EF35LP17), da Língua Portuguesa;
habilidade de registrar.
(EF03MA18), da Matemática; e (EF03HI03), da própria História, associadas à realização de pesquisas.

Na elaboração do currículo, pode-se explicitar a pesquisa de opinião sobre um tema significativo do


local em que se vive como procedimento investigativo. É uma oportunidade de o professor introduzir
O “Eu”, o “Outro” e os (EF03HI03) Identificar e comparar pontos de a diferença entre palpite e argumento fundamentado, estimulando os alunos a observarem como o
diferentes grupos sociais e vista em relação a eventos significativos do local Nesta habilidade, os alunos devem pesquisar eventos importantes de sua região, coletar opiniões entrevistado apresentou sua opinião. Há, aqui, oportunidade de trabalho interdisciplinar com as
As pessoas e os grupos étnicos que compõem a cidade e em que vive, aspectos relacionados a condições sobre eles e comparar esses pontos de vista. Essas são habilidades que mobilizam outras, como habilidades (EF03LP24), (EF03LP25), (EF03LP26) e (EF35LP20), da Língua Portuguesa; (EF03MA26),
História 3º que compõem a cidade escutar atentamente, cotejar, contrapor e julgar. Para a criança, não é uma tarefa fácil lidar com
e o município os municípios: os desafios sociais e à presença de diferentes grupos sociais opiniões divergentes de adultos. Essa atividade fortalece o diálogo como forma de resolver conflitos (EF03MA27) e (EF03MA28), da Matemática; (EF 03CI06) e (EF03CI09), da Ciências; e (EF03GE01), da
sociais, culturais e ambientais do e culturais, com especial destaque para as Geografia, associadas à coleta, leitura, comparação e interpretação de dados, com apoio de recursos
lugar onde vive culturas africanas, indígenas e de migrantes. e permite refletir que existem diferentes formas de entender ou explicar uma mesma situação. multissemióticos (listas, tabelas, ilustrações, gráficos). E, também, com as habilidades (EF03LP26),
(EF35LP17), da Língua Portuguesa; (EF03MA18), da Matemática; e (EF03HI02), da própria História,
associadas à realização de pesquisas.

Na elaboração do currículo, pode-se prever formas de oportunizar aos alunos conhecerem o


(EF03HI04) Identificar os patrimônios históricos e Esta habilidade consiste em pesquisar, reconhecer e indicar quais são os patrimônios históricos e patrimônio material da cidade, isto é, locais e edificações de referência cultural para a população
As pessoas e os grupos Os patrimônios históricos e culturais de sua cidade ou região e discutir as culturais da cidade de vivência do aluno. A discussão em torno do porquê de serem considerados (mercados, feiras, santuários, lojas comerciais antigas, oficinas, bibliotecas públicas, salas de cinema
História 3º que compõem a cidade culturais da cidade e/ou do
e o município município em que vive razões culturais, sociais e políticas para que patrimônios implica em inferir, explicar e argumentar, baseando-se em informações culturais, sociais etc.), bem como vivenciarem o patrimônio imaterial da cidade (cantigas, festejos, produção artesanal
assim sejam considerados. e políticas a respeito deles. típica etc.). Há, aqui, oportunidade de trabalho interdisciplinar com as habilidades (EF15AR25), da
Arte; e (EF 03GE02), associadas ao reconhecimento do patrimônio histórico e cultural.

Esta habilidade diz respeito a conhecer, coletar, compilar e selecionar informações sobre os marcos
A produção dos marcos da históricos da cidade de vivência do aluno: nomes de ruas, praças, monumentos, edifícios e moradias Na elaboração do currículo, é possível propor um passeio pela cidade e seus principais pontos, o que
(EF03HI05) Identificar os marcos históricos do
memória: os lugares de memória lugar mais antigas da cidade etc. Deve-se observar que os nomes dados aos locais públicos não são pode propiciar aos alunos a identificação dos marcos históricos e a melhor compreensão de seus
História 3º O lugar em que vive em que vive e compreender seus aleatórios, mas têm uma razão que permite inferir seus significados. O aluno pode trazer significados. A atividade pode se estender para o reconhecimento de prédios públicos, o que é
(ruas, praças, escolas, significados. questionamentos como: É o nome de uma personalidade nacional ou local? Uma data histórica? Um trabalhado na habilidade (EF03HI09). A habilidade permite, ainda, um trabalho interdisciplinar com
monumentos, museus etc.)
fato histórico? Um nome indígena ou africano? O nome tem alguma relação histórica com o local Geografia.
que recebeu essa denominação?

Na elaboração do currículo, pode-se prever uma pesquisa sobre nomes antigos atribuídos pelo
A produção dos marcos da (EF03HI06) Identificar os registros de memória Nesta habilidade, reforçam-se as habilidades já trabalhadas em (EF03HI04), tendo agora por objeto próprio povo aos logradouros públicos: Eram nomes relacionados à topografia local? De um morador
História 3º O lugar em que vive memória: os lugares de memória na cidade (nomes de ruas, monumentos, os marcos de memória da cidade: nomes de ruas, praças, escolas, monumentos, museus etc. Discutir conhecido? De uma atividade comercial que acontecia ali? Esses nomes foram mantidos ou
(ruas, praças, escolas, edifícios etc.), discutindo os critérios que os motivos pelos quais seus nomes foram escolhidos implica em pesquisar, inferir, explicar e mudados? A habilidade permite ao aluno observar que há uma história local, que está registrada nos
monumentos, museus etc.) explicam a escolha desses nomes. argumentar. nomes e na memória de seus habitantes. Pode-se indicar e reconhecer os logradouros da cidade
também por meio de fotografias e desenhos expostos em um painel.

A habilidade implica em observar e comparar dois ou mais grupos sociais da região, reconhecer que Na elaboração do currículo, pode-se prever a visita a uma comunidade vizinha, cuja formação guarde
elementos culturais e históricos específicos (comunidade quilombola, colônia de imigrantes,
(EF03HI07) Identificar semelhanças e diferenças características ou qualidades se parecem entre eles ou que eles têm em comum, e quais são população ribeirinha ou indígena, por exemplo). Pode-se também coletar informações sobre a
A produção dos marcos da distintos ou únicos. A partir dessa constatação, o aluno deve descrever, isto é, fazer um
História 3º O lugar em que vive memória: formação cultural da existentes entre comunidades de sua cidade ou detalhamento do que foi observado. Pode-se comparar o tipo de trabalho exercido na comunidade, comunidade escolhida na universidade local. Caberá aos professores roteirizar a visita e o trabalho
população reg ião, e descrever o papel dos diferentes a organização do espaço (ruas, disposição das casas etc.), a interação entre as pessoas da investigativo dos alunos. Há, aqui, oportunidade para o trabalho interdisciplinar com as habilidades
grupos sociais que as formam. (EF35LP11), da Língua Portuguesa; (EF03GE01), da Geografia; e (EF03HI08), da própria História,
comunidade, a existência ou não de infraestrutura (água encanada, luz etc.) e de equipamentos especificamente no que se refere à identificação de características regionais, urbanas e rurais da fala,
eletroeletrônicos, as brincadeiras das crianças e o lazer dos adultos etc.
respeitando as diversas variedades linguísticas.

Comparar modos de vida do presente com os do passado é uma habilidade importante para
Esta habilidade consiste em perceber que existem maneiras diferentes de fazer as coisas na vida desenvolver a noção de tempo histórico. Na elaboração do currículo, pode-se considerar a utilização
de mapas antigos da cidade, incluindo periferia e área rural, o que permite contrastar traçados de
urbana e na rural, observando, por exemplo, horário de despertar e tomar as refeições, formas de ruas, áreas ocupadas e vazias, vias de acesso para a zona rural etc. Fotografias antigas são outra
locomoção, proximidade ou não a elementos da natureza (rio, mata, animais silvestres etc.),
A produção dos marcos da (EF03HI08) Identificar modos de vida na cidade e distância entre as moradias e destas em relação a serviços (posto de saúde, mercado, banco, fonte para comparar passado e presente. Tomando depoimentos de pessoas mais velhas, pode-se
História 3º O lugar em que vive memória: a cidade e o campo, no campo no presente, comparando-os com os constatar que os modos de vida na cidade e no campo também mudaram ao longo do tempo, e que
aproximações e diferenças do passado. farmácia etc.), brincadeiras das crianças e lazer dos adultos etc. A habilidade de comparar esses costumes urbanos do passado podem se assemelhar a costumes da área rural do presente. Há, aqui,
modos de vida com o passado é mais complexa, pois requer que o professor forneça referências ao
aluno ou oriente-o a buscá-las junto às pessoas mais velhas da família e da comunidade, por oportunidade para o trabalho interdisciplinar com as habilidades (EF35LP11), da Língua Portuguesa;
(EF03GE01), da Geografia; e (EF03HI07), da própria História, especificamente no que se refere à
exemplo. identificação de características regionais, urbanas e rurais da fala, respeitando as diversas variedades
linguísticas.

(EF03HI09) Mapear os espaços públicos no lugar Elaborar o croqui do lugar em que vive, sinalizando seus elementos urbanos públicos (ruas, praças, Na elaboração do currículo, pode-se prever um passeio da turma pelo centro urbano para o
A noção de espaço A cidade, seus espaços públicos em que vive (ruas, praças, escolas, hospitais, escolas, prédios etc.), exige recorrer à memória visual e espacial e traduzi-la em uma representação reconhecimento de prédios públicos, hospitais, escolas etc. O registro fotográfico dos locais pode ser
História 3º e privados e suas áreas de gráfica. Ao identificar as funções dos espaços públicos (principalmente os edifícios públicos, como utilizado para o trabalho em sala de aula. Há, aqui, oportunidade de trabalho interdisciplinar, com as
público e privado conservação ambiental prédios da Prefeitura e da Câmara de Câmara, prefeitura, fórum, delegacia etc.), o aluno atribui significados e reconhece o papel desses habilidades (EF03MA19), da Matemática; (EF03CI07), da Ciência; (EF03GE06) e (EF03GE07), da
Vereadores etc.) e identificar suas funções.
espaços na vida e administração da cidade. Geografia, associadas à compreensão e utilização da linguagem cartográfica.

Na elaboração do currículo, pode-se utilizar fatos ou situações locais recentes – pichações em


(EF03HI10) Identificar as diferenças entre o Esta habilidade consiste em distinguir espaços privados (domésticos), públicos e áreas de monumentos e edifícios, ocupação de escolas, manifestações públicas, lixo lançado na rua, poluição
A noção de espaço A cidade, seus espaços públicos espaço doméstico, os espaços públicos e as conservação ambiental. Compreender a quem pertencem esses espaços, quem é responsável pela do rio etc. – para refletir e debater sobre a importância da conservação ambiental, assim como as
História 3º e privados e suas áreas de
público e privado conservação ambiental áreas de conservação ambiental, sua manutenção, quem frequenta, quais as suas regras e restrições orientam o aluno a identificar as noções de público e privado. O espaço público pode ser usado à vontade? Qual o limite da liberdade
compreendendo a importância dessa distinção. diferenças entre eles, assim como a compreender as razões dessa distinção. do cidadão no espaço público? Qual a diferença entre espaço público e espaço privado de acesso
público (shopping center, bancos, lojas etc.)?

(EF03HI11) Identificar diferenças entre formas Na elaboração do currículo, a habilidade pode-se desdobrar para outros espaços e formas de
A noção de espaço A cidade e suas atividades: de trabalho realizadas na cidade e no campo, Amplia-se aqui o trabalho desenvolvido na habilidade (EF03HI08), buscando, agora, diferenciar o trabalho no campo, como a pesca fluvial e marinha, o extrativismo mineral e madeireiro, a extração
História 3º trabalho urbano do rural, incluindo o uso de tecnologia (ferramentas, equipamentos mecânicos, de sal marinho, a coleta de frutos nativos, a produção de cal, a reciclagem de lixo etc., comparando-
público e privado trabalho, cultura e lazer considerando também o uso da tecnologia elétricos e eletrônicos) nos dois lugares. os a atividades de trabalho realizadas na cidade, como no comércio, em escritórios, consultórios, na
nesses diferentes contextos.
construção civil etc., e como a tecnologia mudou várias formas de trabalhar em ambos os contextos.

A comparação requer, inicialmente, identificar que existem diversos tipos de relações de trabalho Na elaboração do currículo, pode-se planejar a coleta de informações junto a moradores idosos, da
(assalariado, parceria, arrendatário, terceirizado, mão de obra familiar, posseiro, temporário) e de cidade e do campo, com o objetivo de reunir dados sobre formas de trabalho e lazer no passado e
A noção de espaço A cidade e suas atividades: (EF03HI12) Comparar as relações de trabalho e lazer (pescar, jogar ou assistir futebol, ir à praia etc.), e essa identificação deve ter por referência o em lugares diversos, incluindo o trabalho informal e o serviço doméstico, o lazer espontâneo e o
História 3º lazer do presente com as de outros tempos e
público e privado trabalho, cultura e lazer espaços, analisando mudanças e permanências. que for mais próximo da vida do aluno. Deve- se, nesta habilidade, conhecer como eram esses lazer deliberado etc. O trabalho pode ser estendido à pesquisa em arquivos de jornais e sindicatos.
aspectos no passado e em outros lugares e, a partir disso, comparar, inferir e explicar essas relações, Pode-se também recorrer à universidade local para pesquisas acadêmicas que tratam de formas
a fim de analisar mudanças e permanências. antigas de trabalho e de lazer na cidade ou região.

A ação das pessoas, g rupos Esta habilidade consiste em perceber a ação humana no tempo e no espaço, e compreender o fato
Transformações e (EF04HI01) Reconhecer a história como de que essa ação pode gerar mudanças ou permanências, como a construção de espaços destinados Na elaboração do currículo, pode-se utilizar, como recurso didático, contos populares, mitos ou um
permanências nas sociais e comunidades no tempo resultado da ação do ser humano no tempo e no à moradia ou trabalho, movimentos migratórios, avanço tecnológico, entre outros. Partindo do relato da história local ou familiar, no qual o aluno possa identificar uma ação humana e seus
História 4º e no espaço: nomadismo, resultados no tempo e no espaço (o que mudou e o que permaneceu igual ou quase igual?) e, daí,
trajetórias dos grupos agricultura, escrita, navegações, eespaço, com base na identificação de mudanças conhecimento prévio dos alunos (pode-se usar, por exemplo, o que foi trabalhado, no ano anterior, compreender o que é História e o que ela estuda. Esse recurso serve de facilitador no
humanos permanências ao longo do tempo. na habilidade EF03HI12), pode-se exemplificar ações humanas, em espaços e tempos diferentes,
indústria, entre outras para mostrar que são essas transformações que constituem a História das sociedades. desenvolvimento da habilidade, dada a subjetividade de seu objeto.

Para esta faixa etária, basta apresentar os grandes marcos históricos, fornecendo aos alunos uma
visão panorâmica da História, das primeiras comunidades aos tempos atuais, a fim de que eles
tenham referências para a identificação das mudanças e permanências ao longo do tempo. Na
A ação das pessoas, g rupos (EF04HI02) Identificar mudanças e permanências Esta habilidade diz respeito a perceber que a trajetória dos grupos humanos, ao longo do tempo, elaboração do currículo, pode-se destacar os marcos históricos que possibilitaram a sobrevivência
Transformações e humana, a modificação do meio ambiente e o impulso para outras descobertas e invenções
permanências nas sociais e comunidades no tempo ao longo do tempo, discutindo os sentidos dos está marcada por grandes mudanças que ocorreram na história da humanidade: domínio do f ogo, constituindo, dessa maneira, um conhecimento prévio para trabalhar no 6º ano. Pode-se considerar
História 4º e no espaço: nomadismo, grandes marcos da história da humanidade produção de ferramentas para caça e pesca, invenção da agricultura, domesticação e criação de
trajetórias dos grupos agricultura, escrita, navegações, (nomadismo, desenvolvimento da agricultura e animais, escrita, motor a vapor etc. Para discutir a importância desses eventos históricos, deve-se a possibilidade de iniciar com um jogo de perguntas do tipo “se não existisse tal coisa, como você
humanos faria?” A cada resposta, o professor retira os objetos ou elementos citados pelos alunos até nada
indústria, entre outras do pastoreio, criação da indústria etc.). pesquisar, compilar informações e expor pontos de visto junto aos colegas. restar a não ser a natureza e o ser humano, nu e indefeso diante dela. Imaginar-se sem nenhum
recurso de sobrevivência pode ser um ponto de partida para compreender o significado das grandes
descobertas e invenções e também para avaliar por que algumas são mais importantes do que
outras.

Na elaboração do currículo, deve-se atentar ao fato de que o objeto do conhecimento se refere às


transformações de ritmo lento, com o objetivo de trabalhar a noção de permanência e as mudanças
Transformações e O passado e o presente: a noção (EF04HI03) Identificar as transformações Esta habilidade consiste em perceber que as mudanças ocorrem em ritmos diferentes: algumas mais sociais e culturais que levam mais tempo para serem percebidas. Neste sentido, pode-se tomar
permanências nas de permanência e as lentas ocorridas na cidade ao longo do tempo e discutir como exemplos situações, hábitos e costumes locais que parecem não ter mudado e que se repetem
História 4º suas interferências nos modos de vida de seus rápidas (como a tecnologia e a moda) e outras, mais lentas (hábitos e costumes), dando a impressão há gerações (determinados festejos, modos de preparar alimentos, cantigas e brincadeiras, crendices
trajetórias dos grupos transformações sociais e habitantes, tomando como ponto de partida o como de que estão paradas no tempo e, portanto, consideradas como “permanências”. Deve-se explicar e superstições etc.). Para o aprofundamento da habilidade, pode-se refletir que permanência não
humanos culturais essas mudanças se manifestam na vida atual das pessoas na cidade em que vivem.
presente. significa atrasado, ultrapassado, fora de moda, desatualizado ou parado no tempo. As permanências
são, ao contrário, valores, padrões culturais e sociais de continuidade e que identificam uma
sociedade.

Na elaboração do currículo, é possível incluir habilidades que permitam ao aluno aprofundar o


Esta habilidade diz respeito a relacionar como a necessidade de sobrevivência levou os grupos conceito de nomadismo, compreenden
(EF04HI04) Identificar as relações entre os
Circulação de pessoas, A circulação de pessoas e as humanos a interferirem na natureza por meios diversos (caça, coleta, pesca, derrubada da mata,
indivíduos e a natureza e discutir o significado do plantio,
História 4º irrigação, domesticação de animais, construção de aldeias, paliçadas etc.), e entender que o
produtos e culturas transformações no meio natural nomadismo e da fixação das primeiras nomadismo e o sedentarismo foram alternativas para a sobrevivência humana e que ambos
comunidades humanas.
provocaram mudanças no meio natural.

História 4º

História 4º

História 4º

História 4º

História 4º

História 4º

História 4º

História 5º

História 5º

História 5º
Na elaboração do currículo, pode-se destacar que a cidadania comporta direitos e deveres e que
estes determinam as atitudes do cidadão perante a sociedade. Nesse sentido, respeitar a diversidade
não é ser “bonzinho com todo mundo”, mas uma responsabilidade social. Pode-se exemplificar com
Povos e culturas: meu Cidadania, diversidade cultural e (EF05HI04) Associar a noção de cidadania com os Com esta habilidade, deve-se entender o que é cidadania e relacioná-la com o respeito às diferenças situações concretas e próximas às experiências sociais dos alunos: respeito a negros e brancos,
sociais, culturais e aos direitos humanos. Deve-se compreender que a cidadania é a condição de evangélicos e espíritas, obesos e magros, jovens e idosos etc. (os exemplos duais são mais bem
História 5º lugar no mundo e meu respeito às diferenças sociais, princípios de respeito à diversidade, à
grupo social culturais e históricas pluralidade e aos direitos humanos. quem vive em sociedade como participante dela (por isso, o cidadão tem direitos) e como membro compreendidos pelo aluno dessa faixa etária). Pode-se, ainda, considerar uma atividade em que os
que aceita as regras (por isso, tem deveres). alunos possam vivenciar a noção de cidadania fazendo propostas para a comunidade escolar, como,
por exemplo, estabelecer regras para o bom desempenho na aula, propor ações inclusivas voltadas
para alunos com deficiência, organizar o trânsito na frente da escola durante a entrada e saída dos
alunos etc.

Esta habilidade consiste em conhecer aspectos da história da cidadania entendendo-a como um Na elaboração do currículo, pode-se considerar o trabalho com linha de tempo para que o aluno
(EF05HI05) Associar o conceito de cidadania à esforço social que levou tempo para se realizar e que passou por revoluções, resistências e acertos
Povos e culturas: meu Cidadania, diversidade cultural e conquista compreenda a historicidade do processo de conquista da cidadania. É importante contextualizar o
História 5º de direitos dos povos e das tema à luz da história recente do país, mostrando que a cidadania é a soma de conquistas cotidianas,
lugar no mundo e meu respeito às diferenças sociais, sociedades, compreendendo-o como conquista coletivos. Para esse grupo etário, pode-se considerar uma visão histórica mais panorâmica, que na forma da lei, de reparações a injustiças sociais, civis e políticas, como a conquista do voto
grupo social culturais e históricas pontue marcos históricos importantes da conquista da cidadania: Atenas, século VI a.C., Revolução
histórica. Francesa, 1788 e Declaração Universal dos Direitos Humanos, 1948. feminino, a lei que criminaliza preconceitos de raça e cor (Lei nº 7.716 de 5 de janeiro de 1989), a lei
Maria da Penha (Lei nº 11.340, 7 de agosto de 2006) etc.

As tradições orais e a valorização Esta habilidade diz respeito a identificar e discriminar diferentes formas de registros da História (oral, Na elaboração do currículo, pode-se considerar a possibilidade de os alunos vivenciarem diferentes
da memória (EF05HI06) Comparar o uso de diferentes formas de registro a fim de perceber as dificuldades, limites e imprecisões que podem ocorrer na
escrita, pictografia, imagética, eletrônica, musical etc.) e avaliar seus efeitos na vida política, social e comunicação.
História 5º Registros da história: O surgimento da escrita e a linguagens e tecnologias no processo de Sugestões: transmitir uma mensagem completa por “telefone sem fio”, por imagens,
linguagens e culturas noção de fonte para a comunicação e avaliar os significados sociais, cultural da sociedade. Os meios de comunicação estudados no ano anterior, na habilidade por mímica ou mesmo pelos ícones usados nas redes sociais. É possível, ainda, avaliar o impacto da
(EF 04HI08), ganham aqui um novo significado, o de registros de memória e, como tal, fontes da
transmissão de saberes, culturas políticos e culturais atribuídos a elas. História. invenção da impressão nas sociedades ocidentais em relação à difusão do conhecimento e da cultura
e histórias letrada.

Esta habilidade consiste em perceber que os marcos e registros da história foram produzidos e
As tradições orais e a valorização (EF05HI07) Identificar os processos de produção, difundidos por um grupo social e que, por isso, podem ser ou não representativos de todos os grupos
da memória hierarquização e difusão dos marcos de memória que compõem a sociedade. A habilidade é complexa, pois exige pensamento subjetivo para Na elaboração do currículo, pode-se reconhecer a importância de outras fontes e marcos históricos,
História 5º Registros da história: O surgimento da escrita e a como registros de memória de povos sem escrita (como as comunidades indígenas) ou sem acesso a
linguagens e culturas noção de fonte para a e discutir a presença e/ou a ausência de compreender a produção do conhecimento histórico. Para esse grupo etário, basta que o aluno
diferentes grupos que compõem a sociedade na perceba que a escrita (ou o documento escrito) não é a única fonte da História, e a reconstituição do documentos escritos (como os quilombolas), destacando, nesses casos, a importância do patrimônio
transmissão de saberes, culturas nomeação desses marcos de memória. passado dos diversos grupos que compõem a sociedade pode ser feita por meio de outros tipos de étnico-cultural e artístico para a preservação das memórias e das identidades nacionais.
e histórias
fontes, como relatos orais, lendas, rituais, formas de saber e fazer, objetos, fotos e construções.

As tradições orais e a valorização Na elaboração do currículo, pode-se verificar a possibilidade de a turma conhecer uma comunidade
Espera-se do aluno compreender que a marcação do tempo é muito anterior à invenção do relógio e indígena ou quilombola para verificar como o ritmo da natureza interfere no modo de vida das
da memória (EF05HI08) Identificar formas de marcação da dos calendários, e que todos os grupos humanos criaram uma forma de registrar o tempo a partir pessoas. É importante destacar que a ideia de tempo é interpretada de acordo com o modo de vida
História 5º Registros da história: O surgimento da escrita e a passagem do tempo em distintas sociedades,
linguagens e culturas noção de fonte para a incluindo os povos indígenas originários e os das mudanças observadas na natureza: alternância do dia e da noite, mudança das estações, cheias e e o ambiente em que se vive. As sociedades industriais, por exemplo, vivem sob a obsessão do
vazantes dos rios etc. A ideia de tempo, portanto, é interpretada de acordo com o modo de vida e o tempo cronometrado, muito diferente dos povos indígenas originários e dos povos africanos antigos,
transmissão de saberes, culturas povos africanos. ambiente em que se vive. que tinham uma percepção mais longa e lenta da passagem do tempo marcada pelos ciclos da
e histórias
natureza.

Na elaboração do currículo, pode-se considerar o trabalho com temas atuais que permitam discutir a
As tradições orais e a valorização Nesta habilidade, os alunos devem pesquisar temas impactantes e relevantes da atualidade, coletar importância da escrita como fonte e registro da história. Por exemplo, a divulgação de “fake news”
pelas redes sociais e o “bullying” digital (ou “cyberbullying”) são temas que impactam a vida
da memória (EF05HI09) Comparar pontos de vista sobre opiniões sobre eles e comparar esses pontos de vista. Essas são habilidades que mobilizam outras, cotidiana, especialmente dos adolescentes, na medida em que criam ou inventam uma história
História 5º Registros da história: O surgimento da escrita e a temas que impactam a vida cotidiana no tempo como escutar atentamente, cotejar, contrapor e julgar. Para a criança, não é uma tarefa fácil lidar
linguagens e culturas noção de fonte para a presente, por meio do acesso a diferentes com opiniões divergentes de adultos. Essa atividade fortalece o diálogo como forma de resolver parcial, tendenciosa e distorcida sobre alguém ou um f ato. O tema propicia trabalhar com segurança
da informação e ética no uso das tecnologias de comunicação. Pode-se, ainda, levantar argumentos
transmissão de saberes, culturas fontes, incluindo orais. conflitos e permite refletir que existem diferentes formas de entender ou explicar uma mesma a favor e contra a demarcação de terra dos quilombolas e dos indígenas. O tema bastante atual e
e histórias situação.
polêmico deve esclarecer que a ausência de documentos escritos (escritura de propriedade) não
impede a demarcação de terra, pois a lei prevê outras formas para legalizar a propriedade.

(EF05HI10) Inventariar os patrimônios materiais


História 5º Registros da história: Os patrimônios materiais e e imateriais da humanidade e analisar mudanças
linguagens e culturas imateriais da humanidade e permanências desses patrimônios ao longo do
tempo.

Você também pode gostar