Você está na página 1de 23

Expositores: Amanda Soares, Mariana Oliveira e

Rafael Cunha
Universo é tudo o que existe fisicamente, a soma do espaço e
do tempo e as mais variadas formas de matéria, como
planetas, estrelas, galáxias e os componentes do espaço
intergaláctico.

Universe Webster's New World College Dictionary, Wiley Publishing.


Fonte: www.natgeo.com.br
Os Primeiros Segundos
o Era de Planck
t = 0 a t = 5,39124(27)×10−44 s (Tempo de Planck)

o Era da Grande Unificação

o Era da Inflação

o Bariogênese
Fonte: Sodré (2011, p. 04).
Anos primordiais
o Nucleossíntese primordial
t = 100s a t = 300s

o Era do Fóton
t = 3s a t = 380.000 anos
Estruturas do Universo
o Galáxias
o Sistema Estelar
o Aglomerado Estelar
o Estrelas
o Planetas
o Satélites
o Matéria Escura
Fonte: www.natgeo.com.br
O local da Terra no Universo: Terra - Sistema Solar - Vizinhança estelar - Via Láctea.
Fonte: Andrew Z. Colvin. Arquivo enciclopédia Livre.
Artigo Universo.
O local da Terra no Universo: Grupo Local – Superaglomerado de Virgem - Superaglomerados
Locais – Universo Observável.
Fonte: Andrew Z. Colvin. Arquivo enciclopédia Livre.
Artigo Universo.
Após a humanidade
o Fim da Era Estelar
t = 1014 anos

o Era Degenerada
t = 1014 anos a t = 1037 anos

o Início da Era dos Buracos Negros


t = até 10100 anos

o Era escura
t=∞
Reconstrução De Modelo Análogo Ao
Espaço Sideral
A Dissertação aborda a reconstrução de um modelo em
três dimensões (3D) em meio fluido, chamado “Planetário
Líquido”, análogo ao espaço sideral que foi concebido
inicialmente para o ensino de ciências em sala de aula.
A metodologia de pesquisa se subdividiu em três pilares
básicos :
• A Reconstrução do modelo como ferramenta de
divulgação cientifica.
• A concepção do espaço de exposição.
• A pesquisa qualitativa sobre o potencial do modelo
como ferramenta de divulgação cientifica.
O Multiverso é definido como...
• Modelo Físico. Modelo, por ser uma construção
analógica articulando teorias e leis (Nagem & Condé,
2011, P. 13). Físico, representa o mundo físico (Johnson-
Laird 1983, P.422).

• Modelo Espacial. As relações entre o mundo físico e


o modelo se dão por meio de representações
tridimensionais (Johnson-Laird 1983, P.422).

• Imagem visual analógica. Visual, porque representa


uma realidade visível em forma tridimensional.
Analógica, se comporta como mediador entre
domínios distintos e favorece a compreensão de
conceitos complexos (Almeida 2012, P.41).
Porque o multiverso é uma
boa ferramenta para a
divulgação científica?
Ramey-Gassert et al. (1994) os espaços
informais promovem aprendizado por
meio da motivação intrínseca e da
curiosidade, possuindo múltiplas formas
de experimentação e exploração.

Os modelos análogos articulam


conhecimentos, traduzindo o modelo
científico e podendo interferir e
modificar o modelo mental que o sujeito
possui sobre o assunto em questão, em
um processo que não se finda com a
visita. Stuchi & Ferreira (2003, p. 216) .
Analogias no modelo do Multiverso

▪ Formação do universo, do sistema solar, galáxias,


planetas...
▪ União das partículas para formar corpos grandes.
▪ A diferença de densidade das sustâncias no
universo influi na posição dos corpos.
▪ Atuação da gravidade entre as estrelas e os
planetas de um sistema planetário qualquer
(Oliveira 2010).
▪ Plano orbital dos planetas (Oliveira 2010).
Fonte: Modelo de estrutura comparativa de semelhanças e diferenças
entre o veículo (modelo) e o alvo (sistema planetário). Oliveira 2010.
Conclusões
▪ O modelo constitui uma nova ferramenta
pedagógica que poderia auxiliar profissionais de
educação nos processos de construção do
conhecimento (Almeida 2011).

▪ É também uma ferramenta de divulgação científica


acessível e de fácil compreensão, que se pode
utilizar tanto em espaços formais de educação
como não formais.
Referências Bibliográficas
• ALMEIDA, Délcio Julião Emar de. Multiverso: Reconstrução De Modelo Análogo Ao
Espaço Sideral Para Divulgação Da Ciência (Dissertação apresentada ao Curso de
Mestrado em Educação Tecnológica). Centro Federal de Educação Tecnológica de
Minas Gerais, 2012.
• GROSSMANN, C. A linha do tempo do universo. 2012. Disponível em: <
https://hypescience.com/a-linha-do-tempo-do-universo/ > Acesso em: 01 out. 2018.
• CRONOLOGIA DO UNIVERSO. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia
Foundation, 2018. Disponível em:
<https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Cronologia_do_Universo&oldid=52342
820>. Acesso em: 12 jun. 2018.
• Imagens. Délcio Almeida (2011). Arquivo pessoal.
• SODRÉ, Laerte Jr. Cosmologia Básica: 4 – as eras do universo. 2011. Disponível em: <
http://www.astro.iag.usp.br/~laerte/aga5751/cosmo4_11.pdf >. Acesso em: 01 out.
2018.
• BRYSON, B. Breve História de Quase Tudo. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.
• ROVELLI, C. A realidade não é o que parece: a estrutura elementar das coisas. Rio
de Janeiro: Objetiva, 2017.
• LOPES. R. J. Os 11 maiores mistérios do universo. São Paulo: Abril, 2014

Imagens do modelo: ALMEIDA, Délcio Julião Emar de. Arquivo pessoal.


Agradecimentos
Prof. Dr. Ronaldo Luiz Nagem
Prof. Ivo de Jesus Ramos.
A todos vocês pela atenção

Você também pode gostar