Você está na página 1de 9

EXERCICIOS DE EXAME – UNIDADE 5

1. Verifica-se que a procura do bem Y aumenta em resultado do aumento do preço do bem X mantendo-
se tudo o resto constante). Então, pode concluir-se que…

A. Y é um bem de primeira necessidade.


B. X é um bem inferior.
C. X e Y são bens complementares.
D. X e Y são bens sucedâneos (ou substituíveis).

2. Suponha que o preço dos combustíveis aumentou num dado momento. Então, permanecendo tudo o
resto constante, é previsível…

A. a diminuição da procura de automóveis.


B. o aumento da procura de pneus.
C. o aumento da oferta de automóveis.
D. a diminuição da oferta de bicicletas.

3. Num mercado de concorrência perfeita, mantendo-se tudo o resto constante, a lei da procura traduz as
notas convertíveis que correspondem a um valor superior ao montante depositado nos bancos.

A. a diminuição da quantidade procurada quando o preço do bem diminui.


B. a diminuição da quantidade procurada quando o preço do bem aumenta.
C. o aumento da quantidade procurada quando o rendimento das Famílias aumenta.
D. o aumento da quantidade procurada quando o rendimento das Famílias diminui.

4. O Gráfico 1 representa o comportamento da procura do bem X, no país A, efetuada pela família


Ramos, em 2016, num mercado de concorrência perfeita. Considere ainda que, nesse ano, no mesmo
país, existiam 5000 Famílias, incluindo a família Ramos, e que todas se comportaram de forma
idêntica, nesse mercado.
Gráfico 1

Então, mantendo-se tudo o resto constante, a curva da procura agregada do bem X, em 2012,
correspondeu
A. à soma das procuras individuais do bem X efetuadas por todas as Famílias do país A.
B. a uma quantidade procurada de 5000 unidades do bem X ao preço de 10 unidades monetárias.
C. a uma procura total do bem X superior à efetuada no ano anterior por todas as Famílias do país A.
D. à soma das quantidades procuradas do bem X ao preço de 40 unidades monetárias.
5. Verifica-se que a procura do bem Y aumenta em resultado do aumento do preço do bem X mantendo-
se tudo o resto constante). Então, pode concluir-se que…

A. Y é um bem de primeira necessidade.


B. X é um bem inferior.
C. X e Y são bens complementares.
D. X e Y são bens sucedâneos (ou substituíveis).

6. Os gráficos 2 e 3 representam, respetivamente, o comportamento da procura do bem X e o


comportamento da procura do bem Y, no país A, durante o ano de 2013, em mercados de concorrência
perfeita. Considere ainda que, para cada um dos bens, o preço está expresso em euros e a quantidade
procurada está expressa em litros.

Gráfico 2 Gráfico 3

Com base nos gráficos 2 e 3, podemos afirmar que


A. o bem X e o bem Y são complementares, pois o aumento do preço do bem X provoca o aumento da
quantidade procurada do bem Y para cada nível do seu preço.
B. o bem X e o bem Y são substituíveis, pois o aumento do preço do bem X provoca a redução da quantidade
procurada do bem Y para cada nível do seu preço.
C. uma redução de 2 euros, tanto no preço do bem X como no preço do bem Y, provoca uma alteração mais
significativa na quantidade procurada do bem X do que na quantidade procurada do bem Y.
D. uma redução de 2 euros, tanto no preço do bem X como no preço do bem Y, provoca uma alteração mais
significativa na quantidade procurada do bem Y do que na quantidade procurada do bem X.

7. Num mercado de concorrência perfeita, mantendo-se tudo o resto constante, um deslocamento ao


longo da curva da procura do bem X evidencia como as quantidades procuradas desse bem variam
em função do

A. avanço tecnológico.
B. rendimento das famílias.
C. preço dos outros bens.
D. preço do próprio bem.

8. O Gráfico 4 representa, em 2015, o mercado de concorrência perfeita do bem Y no país B. Nesse ano,
esse mercado estava em equilíbrio para um preço de 20 euros por tonelada e uma quantidade
transacionada de 20 toneladas. Considere ainda que, no mesmo ano, era proibida a importação do
bem Y no país B.
Gráfico 4 –mercado do bem Y em 2015 Gráfico 5 –mercado do bem Y em 2016

Em 2016, as autoridades desse país permitiram a importação, sem qualquer limitação, do bem Y (situação
representada no Gráfico 5), continuando a verificar-se todas as condições de um mercado de concorrência
perfeita. O bem importado passou a poder ser comercializado no mercado interno do país B, ao mesmo
preço do mercado externo (pois o país B é uma pequena economia, sem capacidade para influenciar o
preço no mercado mundial, e os custos de transporte são considerados nulos), ou seja, a 10 euros por
tonelada.

8.1 Com base na situação descrita, e considerando-se tudo o resto constante, podemos afirmar que, em
2016,

A. o mercado do país B manteve-se em equilíbrio, ao preço de 10 euros por tonelada, e, por isso, não se
efetuaram importações do bem Y nesse país.
B. a possibilidade de o país B importar livremente o bem Y, ao preço de 10 euros por tonelada, beneficiou os
consumidores desse bem nesse país.
C. as importações do bem Y efetuadas pelo país B foram 30 toneladas, ao preço de 10 euros por tonelada.
D. os produtores do bem Y do país B venderam 30 toneladas, ao preço de 10 euros por tonelada.

8.2 Com base no Gráfico 4, considere as seguintes afirmações, relativas ao mercado do bem Y antes da
liberalização das importações pelo país B.

I. Existe excesso de procura, no mercado do bem Y, para preços inferiores a 20 euros por tonelada.

II. Se o preço do bem Y fosse 30 euros por tonelada, existiria, nesse mercado, um excesso de
oferta de 20 toneladas.

III. No mercado do bem Y, ao preço de 10 euros por tonelada, a quantidade procurada seria 10
toneladas.

Selecione a opção que avalia corretamente as afirmações.

A. I e II são verdadeiras, III é falsa.


B. II e III são verdadeiras, I é falsa.
C. III é verdadeira, I e II são falsas.
D. I é verdadeira, II e III são falsas.

9. Segundo a lei da oferta...


A. ... a quantidade oferecida de um bem aumenta quando o seu preço diminui.
B. ... o preço de um bem aumenta quando a quantidade oferecida desse bem aumenta.
C. ... a quantidade oferecida de um bem aumenta quando o seu preço aumenta.
D. ... o preço de um bem aumenta quando a quantidade oferecida desse bem diminui.
10. A curva da oferta de um bem representa...
A. ... o preço que os compradores estão dispostos a pagar aos vendedores, para cada quantidade alternativa.
B. ... o preço que os vendedores praticam, de facto, no mercado, em função da procura existente.
C. ... as quantidades desse bem que os vendedores estão dispostos a vender, para cada preço alternativo.
D. ... as quantidades desse bem que os compradores adquirem aos vendedores, ao preço de equilíbrio.

11. Suponha que, em determinado ano e num dado país, as condições climatéricas destruíram mais de
metade da colheita de trigo. Então, com tudo o resto constante, nesse país...

A. ... diminui a oferta de trigo.


B. ... aumenta a procura de trigo.
C. ... diminui o preço no mercado do trigo.
D. ... aumenta a quantidade vendida de trigo.

12. Em certo momento, verificou-se o aumento da oferta do bem X. Um factor que pode explicar esse
aumento é…

A. a diminuição do preço do bem X.


B. o aumento do salário dos trabalhadores que produzem o bem X.
C. o aumento da produtividade na produção do bem X.
D. a diminuição da procura do bem X.

13. Suponha que, num mercado de concorrência perfeita, as curvas da oferta e da procura de
determinado bem são as representadas na figura. O preço de equilíbrio no mercado desse bem é pe.

Admita que, em certo momento, há um aumento da oferta do bem em causa (permanecendo tudo o resto
constante). Então, o preço de equilíbrio nesse mercado…

A. irá manter-se.
B. será superior a pe.
C. será inferior a pe.
D. deverá ser definido pelo Estado.

14. No mercado de concorrência perfeita do bem X, os compradores comportam-se de acordo com a lei da
procura e os vendedores de acordo com a lei da oferta. Considere que, num determinado momento,
nesse mercado, para o preço de 5 euros, a quantidade oferecida é 1000 unidades e a quantidade
procurada é 3000 unidades.

Então, considerando-se tudo o resto constante, para que no mercado do bem X exista uma situação de
equilíbrio, é necessário que o preço se situe

A. acima dos 5 euros e que, para esse preço, a quantidade procurada seja superior a 3000 unidades.
B. acima dos 5 euros e que, para esse preço, a quantidade procurada seja inferior a 3000 unidades.
C. abaixo dos 5 euros e que, para esse preço, a quantidade procurada seja inferior a 3000 unidades.
D. abaixo dos 5 euros e que, para esse preço, a quantidade procurada seja superior a 3000 unidades
15. O Gráfico 6 apresenta, no mercado de concorrência perfeita do bem X, a curva da oferta desse bem em
dois momentos diferentes, A1 e A2.

Gráfico 6 — Oferta do bem X

Considere a seguinte afirmação relativa ao Gráfico 6:

«A variação da quantidade oferecida, observada na deslocação do ponto “a” para o ponto “b”, resultou
de uma alteração dos custos de produção das empresas produtoras do bem X, considerando-se
constantes as restantes determinantes da oferta.»

A afirmação anterior é

A. falsa, porque a variação da quantidade oferecida do bem X resultou de uma diminuição no preço do
próprio bem.
B. falsa, porque a variação da quantidade oferecida resultou de um aumento no preço de um bem substituto
do bem X.
C. verdadeira, porque a variação da quantidade oferecida do bem X resultou de um aumento dos salários
pagos pelas empresas produtoras desse bem.
D. verdadeira, porque a variação da quantidade oferecida resultou de uma diminuição do preço das matérias-
primas usadas na produção do bem X.

16. O Gráfico 7 apresenta o comportamento da oferta e da procura no mercado, de concorrência perfeita,


do bem Y.

Gráfico 7

Considerando-se tudo o resto constante, podemos afirmar, com base no Gráfico 7, que a deslocação da
curva da posição inicial A para a posição A1

A. poderá ter sido originada pela redução do preço de um bem substituto de Y.


B. poderá ter sido originada pela redução do preço de um bem complementar de Y.
C. originou, ao preço de 30 euros, um excesso de procura do bem Y.
D. originou, ao preço de 30 euros, um excesso de oferta do bem Y.

17. Num dado país, em 2014, os mercados do bem X e do bem Y são de concorrência perfeita. O Gráfico 8
apresenta as curvas da procura e da oferta do bem X. O aumento do preço do bem Y provocou uma
deslocação da curva da procura do bem X, da posição A para a posição A1.

Gráfico 8

Considerando-se tudo o resto constante, podemos afirmar, com base no Gráfico 8, que o bem X e o bem Y
são…
A. complementares, pois o aumento do preço do bem Y provocou um aumento da procura do bem X.
B. complementares, pois o aumento do preço do bem Y provocou uma diminuição da procura do bem X.
C. substituíveis, pois o aumento do preço do bem Y provocou uma diminuição da procura do bem X.
D. substituíveis, pois o aumento do preço do bem Y provocou um aumento da procura do bem X.

18. Numa situação de oligopólio...

A. a oferta é superior à procura.


B. a procura é superior à oferta.
C. existe um número reduzido de vendedores.
D. existe um único vendedor.

19. A homogeneidade do produto é um dos pressupostos do mercado de concorrência perfeita. Este


pressuposto significa que

A. as empresas que atuam nesse mercado têm todas a mesma dimensão.


B. os consumidores, nesse mercado, adotam todos o mesmo comportamento.
C. os bens vendidos nesse mercado têm, para os consumidores, características iguais.
D. as mercadorias vendidas nesse mercado têm sempre o mesmo preço.

20. Nas economias reais, os mercados funcionam sempre de acordo com o modelo de concorrência perfeita.
Esta afirmação é.

A. falsa, porque se verificam sempre a mobilidade das empresas e a homogeneidade dos produtos.
B. verdadeira, porque uma das características das economias de mercado consiste na livre concorrência entre
as empresas.
C. falsa, porque nem sempre se verificam nos mercados todos os pressupostos teóricos do modelo.
D. verdadeira, porque, ainda que não exista diferenciação dos produtos, existem atomicidade e transparência
dos mercados
21. Considere que, em 2015, o mercado dos cereais, num dado país, apresentava as condições de um mercado
de monopólio. Então, nesse mercado,

A. os compradores e os vendedores podiam individualmente influenciar o preço do bem.


B. o produto transacionado entre os intervenientes era diferenciado.
C. os intervenientes não possuíam informação rigorosa sobre o mercado.
D. os compradores e os vendedores enfrentavam barreiras à entrada e à saída desse mercado

22. Os bens vendidos pelas muitas empresas que operam num determinado mercado são percecionados pelos
inúmeros consumidores como tendo diferenças e sendo substituíveis entre si. Assim, podemos considerar
que a estrutura desse mercado é

A. de concorrência monopolística.
B. monopolista.
C. oligopolista.
D. de concorrência perfeita

23. A estrutura do mercado de concorrência monopolística distingue-se da estrutura do mercado de


concorrência perfeita, entre outros aspetos, porque

A. os bens transacionados são, respetivamente, homogéneos e diferenciados.


B. os bens transacionados são, respetivamente, diferenciados e homogéneos.
C. o número de vendedores é, respetivamente, elevado e reduzido.
D. o número de vendedores é, respetivamente, reduzido e elevado.

24. Um oligopólio é uma estrutura do mercado em que existe

A. um número muito elevado de vendedores de um produto diferenciado.


B. um número reduzido de vendedores, com capacidade de influenciar o preço de mercado.
C. um número muito elevado de vendedores de um produto homogéneo.
D. um número reduzido de vendedores, sem capacidade de influenciar o preço de mercado.

25. Num mercado de concorrência monopolística, as muitas empresas existentes detêm algum poder de
mercado. Esta afirmação é

A. verdadeira, pois as empresas, ao venderem produtos diferenciados, têm algum controlo sobre os seus
preços.
B. verdadeira, pois as empresas, ao venderem produtos homogéneos, têm alguma capacidade de definir os
seus preços.
C. falsa, pois as empresas, como são de idêntica dimensão, têm de aceitar o preço de venda definido no
mercado.
D. falsa, pois as empresas, como apresentam custos idênticos, têm de vender ao preço definido no mercado

26. A figura que se segue representa as curvas da oferta e da procura do bem X, num certo momento, num
mercado de concorrência perfeita.
Exponha as alterações que se verificarão na representação gráfica do mercado do bem X, se o rendimento das
famílias aumentar (mantendo-se tudo o resto constante).

27. O Gráfico 9 apresenta o comportamento da procura e da oferta do bem X, num mercado de concorrência
perfeita, num dado período de tempo.

Gráfico 9

Explicite a situação evidenciada no Gráfico 9, considerando as alterações verificadas na transição de E1 para E2


(mantendo-se tudo o resto constante).

28. O Gráfico 10 apresenta o comportamento da procura e da oferta de um determinado bem num mercado
de concorrência perfeita.
Gráfico 10

Explicite o significado da situação A, assinalada no Gráfico 10.

29. Leia o texto que se segue.

A quantidade que os vendedores estão dispostos a oferecer no mercado, a um dado preço, num determinado
momento, depende, entre outros fatores, dos custos de produção envolvidos. Por exemplo, uma inovação
tecnológica que torne mais eficiente a apanha da lagosta reduzirá os seus custos de produção, o que
provocará uma alteração na sua curva da oferta.

Robert Frank, Microeconomia e Comportamento, 1997 (adaptado)

Explicite as alterações que, num mercado de concorrência perfeita, mantendo-se tudo o resto constante, uma
inovação tecnológica que reduza os custos de produção poderá provocar:

– na curva da oferta de um bem;

– no preço de equilíbrio do mercado desse bem.


30. O Gráfico 11 apresenta o comportamento da oferta e da procura no mercado do bem X, de concorrência
perfeita.

Considere que, inicialmente, o mercado do bem X estava em equilíbrio para um preço de 300 euros e uma
quantidade transacionada de 20 unidades. A deslocação da curva da oferta da posição A1 para a posição A2
originou uma situação de desequilíbrio nesse mercado para o preço de 300 euros.

Gráfico 11

Explique, a partir do gráfico apresentado, o processo de eliminação do desequilíbrio no mercado do bem X,


indicando uma razão possível para a deslocação da curva da oferta da posição A1 para a posição A2.

31. O mercado de monopólio é um dos mercados considerados de concorrência imperfeita.

Caracterize esse mercado, referindo os seguintes aspetos:


– número de vendedores;
– número de compradores;
– poder sobre a fixação do preço no mercado

32. Leia o texto que se segue.

Nos mercados de concorrência imperfeita, verificamos que, por vezes, as empresas fixam um preço mais baixo
para os bens e/ou serviços que são exportados e um preço mais alto para os mesmos bens e/ou serviços que
são comercializados no mercado interno.
Paul Krugman e Maurice Obstfeld,
International Economics, 2000 (adaptado)

Indique dois outros instrumentos, diferentes do referido no texto, que podem distorcer as regras do comércio
livre.

Você também pode gostar