Você está na página 1de 16

FM Apostilas

Direito Processual do Trabalho

O não comparecimento do reclamante na audiência inicial implica em:

arquivamento da ação.

adiamento da audiência.

aplicação de pena de confissão ao reclamante.

A alternativa correta é a letra A: Conforme art. 844 da CLT. O adiamento da

audiência, alternativa "B", somente é possível no caso do par. 2° do art. 843, mas não

houve referência a apresentação de justificativa. A aplicação da pena de confissão

ao reclamante somente se dá nos casos de audiência seccionada, ou seja, quando a

instrução é relegada para uma segunda audiência, conforme Súmulas 9 e 74 do TST.

A alternativa "D" está completamente errada, porque a audiência jamais se realiza na

ausência do reclamante na Justiça do Trabalho.

Qual é o prazo da reconvenção, no processo do trabalho, para o reclamado?

20 dias.

24 horas.
FM Apostilas

o mesmo da defesa.

A alternativa correta é a letra D: O art. 847 da CLT autoriza a apresentação de defesa

pelo reclamado no prazo de 20 minutos em audiência e sendo a reconvenção uma

das formas de defesa admitidas no Processo do Trabalho o prazo é esse, observando-

se que a praxe consagrou a apresentação de defesa escrita e que o art. 841 da CLT

impõe um interregno de cinco dias para designação da audiência de julgamento,

quando será apresentada a defesa.

Se o reclamante não indicar o dispositivo legal no qual se funda o pedido, a petição

inicial é:

(Sua resposta) inepta, pois a indicação do dispositivo legal é indispensável.

regular, pois, a indicação do dispositivo não a torna inepta.

irregular, obrigando a extinção do feito.

irregular, obrigando a emenda à inicial.

A alternativa correta é a letra B: O art. 840, 1°, da CLT, fixa como requisitos da

reclamação escrita "a designação do juiz do Trabalho, ou do juiz de direito, a quem for

dirigida, a qualificação do reclamante e do reclamado, uma breve exposição dos

fatos de que resulte o dissídio, o pedido, a data e a assinatura do reclamante e de seu

representante".

Havendo norma expressa, fica prejudicada a aplicabilidade de norma do Direito


FM Apostilas

Processual comum (art. 769 da CLT), no caso o art. 282, III, do CPC, que exige que a

causa de pedir se refira também aos fundamentos jurídicos do pedido.

Aponte a alternativa incorreta:

A compensação só poderá ser argüida com a contestação.

(Sua resposta) No inquérito judicial para apuração de falta grave serão permitidas seis

testemunhas para cada parte.

As custas, na Justiça do Trabalho, serão pagas a cada recurso interposto e sempre

pela parte vencida.

A prescrição para o trabalhador urbano é de cinco anos na vigência do contrato, até

o limite de dois anos após a extinção do vínculo de emprego.

A alternativa correta é a letra C: As alternativas "A" (art. 767, CLT), "B" (art. 821, CLT) e

"D" (art. 7°, XXIX e art. 11 da CLT, observando-se que a Emenda Constitucional 28/00

suprimiu a distinção entre trabalhadores urbanos e rurais, igualando-os na questão

prescricional, na forma indicada da alternativa) estão corretas.

A alternativa "C" está incorreta, pois as custas na Justiça do Trabalho são pagas uma

única vez (art. 789, 4°, CLT), observando-se, entretanto, eventual necessidade de

complementação, se houver em fase recursal arbitramento de valor superior à

condenação.

Reclamação Trabalhista ajuizada com o patrocínio de advogado que não apresenta,

desde logo, o instrumento de mandato:

A
FM Apostilas

está sujeita ao indeferimento liminar, por irregularidade de representação.

será processada, por força do mandato tácito que poderá ser confirmado na

audiência de conciliação e instrução.

(Sua resposta) sujeita o juiz a conceder prazo para regularização da representação

antes da audiência de conciliação e instrução.

implica no arquivamento do feito, permitindo ajuizamento de nova reclamação.

A alternativa correta é a letra B: Contempla a hipótese de mandato "apud acta", pois

na Justiça do Trabalho o comparecimento da parte acompanhada do advogado,

confere a este os poderes "ad judicia". Não há que se falar, de qualquer modo, em

indeferimento liminar, pois mesmo na justiça comum a representação processual é

vício sanável, pelo que a alternativa "A" não é correta.

A alternativa "C" refere-se a despacho judicial para regularização da representação,

mas esta se faz em audiência e não há obrigatoriedade de intervenção do juiz antes

dessa oportunidade.

Quanto à alínea "D" também não é correta, pois o arquivamento somente se dá pela

ausência do reclamante em audiência.

Assinale a alternativa incorreta:

o preposto da empresa deve ter conhecimento dos fatos narrados na petição inicial.

as declarações, em audiência, do preposto da empresa obrigarão o preponente.

C
FM Apostilas

o preposto da empresa, sempre que possível, será empregado da empresa

reclamada.

o preposto da empresa, necessariamente, deverá ocupar cargo de direção ou

gerência da empresa reclamada. (Você acertou)

A alternativa correta é a letra D: As três primeiras alternativas contêm afirmações

corretas, de acordo com o art. 843, par. 1° da CLT, mas a alternativa "D" não está

correta, pois esse mesmo dispositivo legal fala em "qualquer outro preposto", o que

afasta a necessidade de que este exerça cargo de gestão ou confiança.

Assinale a alternativa correta:

nas localidades em que houver apenas uma Vara, ou um escrivão do cível, a

reclamação trabalhista será apresentada diretamente à secretaria da Vara, ou ao

cartório do juízo.

(Sua resposta) havendo mais de uma Vara ou mais de um juízo, ou escrivão do cível, a

reclamação trabalhista será dirigida ao diretor do Fórum, que indicará a Vara ou

cartório do juízo que processará a demanda.

a reclamação trabalhista somente poderá ser escrita, não mais vigorando o jus

postulandi na Justiça do Trabalho.

a citação inicial do reclamado sempre será procedida por Oficial de Justiça.

A alternativa correta é a letra A: Conforme art. 711, "A" da CLT. A alternativa "B" está

incorreta, porque a reclamação nesse caso é apresentada ao distribuidor (art. 713 e


FM Apostilas

714, CLT).

O jus postulandi prevalece, pelo que está em vigor o art. 840 da CLT, que autoriza a

reclamação verbal, sendo incorreta a alternativa "C".

A citação do reclamado é feita, via de regra, por correio e, inviabilizada esta forma,

por edital (art. 841, par. 1°, CLT), o que torna a alternativa "D" incorreta.

"A" propõe reclamação trabalhista em face de "B", postulando seja reconhecido

suposto vínculo de emprego mantido entre as partes. Diante destes fatos, pode-se

afirmar que caso "B":

(Sua resposta) apresente defesa admitindo a existência de uma relação jurídica com

"A", todavia, de natureza diversa daquela pretendida pelo autor, ainda assim o ônus

da prova compete a "A".

apresente defesa alegando a inexistência de qualquer relação jurídica com "A", atrai

para si o ônus da prova.

apresente defesa afirmando a inexistência de qualquer relação jurídica com "A",

ainda assim o ônus da prova pertence a ambos.

admita em sua defesa ter existido entre as partes uma relação jurídica, todavia,

sustentando ter sido este liame de natureza civil, atrai para si o ônus da prova,

conforme preceitua o artigo 818 da CLT.

A alternativa correta é a letra D: Porque ao admitir relação jurídica, mas negar sua

natureza trabalhista, o reclamado terá oposto fato impeditivo à pretensão, aplicando-

se o art. 818 da CLT c/c com o art. 333, II, do CPC.

A alternativa "A", via de conseqüência, está incorreta, pois apresenta solução oposta.

A inexistência de relação jurídica impõe a "A" a prova do fato constitutivo de seu


FM Apostilas

direito, aplicando-se o inciso I, do art. 333, do CPC, em conjunto com o 818 da CLT,

pelo que as alternativas "B" e "C" estão incorretas.

É incorreto afirmar que:

Que não se conhece do agravo para subida de recurso de revista, quando faltarem

no traslado o despacho agravado, a decisão recorrida, a petição de recurso de

revista, a procuração da parte agravante, ou qualquer peça essencial à

compreensão da controvérsia.

(Sua resposta) Direito ao aviso prévio é irrenunciável pelo empregado, salvo

comprovação de haver o trabalhador obtido novo emprego.

Torna suspeita a testemunha o fato de estar litigando ou de ter litigado contra o mesmo

empregador.

Que o suplente de Comissão Interna de Prevenção de Acidentes goza de garantia de

emprego prevista no artigo 10, inciso II, alínea "a", do ADCT da Constituição Federal de

1988.

A alternativa correta é a letra C: É incorreto afirmar que litigar contra empregador

torna empregado suspeito para depor como testemunha (S. 357, TST), pelo que a

afirmativa a ser assinalada é a "C".

As demais alternativas estão de acordo com a jurisprudência sumulada: alternativa

"A", S. 272, TST; alternativa "B", S. 276, TST; alternativa "D", S. 339, TST.

10

Com relação à fase probatória no processo trabalhista é correto afirmar:

A
FM Apostilas

não será admitido o depoimento de testemunha que não souber falar a língua

nacional.

(Sua resposta) não será admitido o depoimento da parte que não souber falar a

língua nacional.

não sendo inquérito para apuração de falta grave, cada uma das partes não poderá

indicar mais de três testemunhas.

não se admite prova emprestada no processo trabalhista.

A alternativa correta é a letra C: Tanto a testemunha, como a parte, que não souber

falar a língua nacional será ouvida através de intérprete (art. 819, CLT), pelo que

incorretas as alternativas "A" e "B".

A prova emprestada é possível quando inviabilizada a produção direta no processo, já

que todos os meios legais são hábeis para provar a verdade dos fatos (art. 332, CPC,

aplicável subsidiariamente), pelo que a alternativa "D" também está incorreta. A

alternativa "C" está de acordo com o art. 821 da CLT, sendo a única correta.

11

Na produção da prova pericial, o assistente técnico:

deve ser compromissado tal como o perito do juízo.

(Sua resposta) deve ser obrigatoriamente indicado pelas partes.

não é compromissado, porque é auxiliar da parte.


FM Apostilas

se sujeita às conclusões do perito do juízo.

A alternativa correta é a letra C: O art. 3° da Lei 5.584/70 atribui a perito único, da

confiança do juízo, sendo ele o único compromissado. O perito assistente pode ser

indicado pela parte, sendo mera faculdade, e não presta compromisso nem está

adstrito às conclusões do perito oficial. Desta forma, a alternativa correta é a "C".

12

Na Justiça do Trabalho os honorários assistenciais serão devidos:

Quando a parte estiver assistida por sindicato da categoria profissional e comprovar a

percepção de salário inferior ao dobro do mínimo legal.

No percentual de 20% (vinte por cento) sobre o valor dado à causa.

(Sua resposta) Pela parte vencida, no percentual arbitrado pelo juiz e não poderá

exceder a 15% (quinze por cento) do valor da condenação.

Quando a parte estiver assistida por sindicato da categoria profissional.

A alternativa correta é a letra A: A alternativa "A" está de acordo com o art. 14, 1°, da

Lei 5.584/70 e está correta. A alternativa "B" não é correta, pois a lei 1.060/50, a que se

reporta o caput do art. 14, fixa os honorários da assistência judiciária em um máximo

de 15% sobre o valor da condenação.

A alternativa "C" está absolutamente incorreta, pois na Justiça do Trabalho não há

honorários de sucumbência.

A alternativa "D" está incompleta, pois além de estar assistido por sindicato o

reclamante deve comprovar que percebe salário inferior à dobra do mínimo, ou

declarar insuficiência de recursos (par. 1°, art. 14).


FM Apostilas

13

Encerrada a instrução, o Juiz do Trabalho fixa data para publicação da sentença,

ficando cientes as partes. No dia e hora designados, publica a sentença, julgando

procedente, em parte, a reclamação trabalhista. Quando começa o prazo para o

reclamado interpor o recurso?

(Sua resposta) o prazo para o reclamado começa a fluir após o 8° dia contado da

leitura da sentença.

o prazo para o reclamado começa a fluir sempre no dia seguinte ao da leitura da

sentença em audiência.

o prazo para o reclamado interpor recurso ordinário tem início no mesmo dia em que

a sentença foi lida em audiência.

o prazo para o reclamado interpor recurso tem início no primeiro dia útil que se seguir

ao da leitura da sentença em audiência.

A alternativa correta é a letra C: Artigos 852 da CLT e a S. 197 do TST. Observe-se que a

pergunta fala em início do prazo (dia em que o interessado toma ciência do ato

processual) e não início da contagem do prazo (o primeiro dia que é computado

para fins de prazo).

14

Quanto à adoção do procedimento sumaríssimo no processo trabalhista, é necessário

que:

os pedidos formulados sejam certos ou determinados, sem indicar o valor

correspondente.
FM Apostilas

a apreciação da reclamação ocorra no prazo máximo de quinze dias do seu

ajuizamento, podendo constar de pauta especial.

a citação por edital aconteça desde que o autor não se encarregue de indicar

corretamente o nome e o endereço do reclamado.

(Sua resposta) o reclamante deduza pedido cujo valor não exceda a oitenta vezes o

salário mínimo vigente na data do ajuizamento da ação.

A alternativa correta é a letra B: A alternativa "A" não é correta, pois o reclamante

deve indicar o valor líquido dos pedidos, sob pena de arquivamento (art. 852-B, I e par.

1°, CLT).

A alternativa "C" também não é correta, porque o reclamante deve indicar o

endereço correto, sob pena de arquivamento, e a citação por edital é vedada (art.

852-B, II e par. 1°, CLT).

A alternativa "D" está em desacordo com o art. 852-A da CLT, que limita a quarenta

salários mínimos vigentes na data do ajuizamento o valor da ação sujeita a

procedimento sumaríssimo.

Assim, a alternativa "B" é a correta, pois o prazo e a pauta especial estão referidos no

art. 852-B, III da CLT, mas deve-se observar que o juiz terá o prazo dilatado por mais

trinta dias se o exigirem as condições específicas do processo (art. 852-H, par. 1°, 4° e

7°).

15

Qual o número de testemunhas de que cada parte poderá se valer no curso do

procedimento sumaríssimo no processo trabalhista?

01 (uma) testemunha para o reclamante e 02 (duas) testemunhas para a reclamada.


FM Apostilas

02 (duas) testemunhas para o reclamante e 01 (uma) testemunha para a reclamada.

02 (duas) testemunhas para cada parte.

(Sua resposta) 03 (três) testemunhas para cada parte.

A alternativa correta é a letra C: No procedimento sumaríssimo as partes podem

apresentar duas testemunhas cada uma (art. 852, par. 2°, da CLT), sendo correta a

alternativa "C". A alternativa "D" está incorreta, pois três testemunhas são apresentadas

no rito ordinário (art. 821, CLT).

As alternativas "A" e "B" estão absolutamente incorretas, pois o direito processual prevê

tratamento isonômico às partes, não havendo hipótese de admissão de número

diverso de testemunhas para cada uma das partes, qualquer que seja o processo ou o

rito.

16

Reclamação trabalhista submetida ao procedimento sumaríssimo previsto na CLT:

I) deverá conter pedido certo ou determinado;

II) deverá indicar o valor correspondente do pedido certo ou determinado;

III) não poderá ser ajuizada por advogado, apenas pelo reclamante;

IV) não permite a citação do reclamado por edital.

os item I, II e III estão corretos.

os itens I e II estão incorretos.

os itens I, II e IV estão corretos. (Você acertou)


FM Apostilas

todos os itens estão corretos.

A alternativa correta é a letra C: O procedimento sumaríssimo exige pedido certo ou

determinado (item I) e com valor correspondente indicado (item II), conforme art. 852-

B, I, CLT, além de não permitir citação por edital (item IV), nos termos do art. 852-B, II,

CLT. A assistência por advogado fica a critério do reclamante, a exemplo do que

ocorre no rito ordinário.

17

A lei nº 9.957, de 12 de janeiro de 2000, que dispõe sobre o Procedimento Sumaríssimo

na Justiça do Trabalho, determina que:

Os dissídios individuais cujo valor não exceda a quarenta vezes o valor de referência

vigente na data do ajuizamento da reclamação ficam submetidos ao procedimento

sumaríssimo.

(Sua resposta) Estão incluídas no novo rito do procedimento sumaríssimo as demandas

em que é parte a Administração Pública direta, autárquica e fundacional.

Nas reclamações enquadradas no procedimento sumaríssimo, o pedido deverá ser

certo ou determinado e o valor será liquidado pelo contador judicial.

Só será deferida intimação de testemunha que, comprovadamente convidada, deixar

de comparecer.

A alternativa correta é a letra D: O rito sumaríssimo é adotado para as reclamações

trabalhistas cujo valor não exceda quarenta vezes o salário mínimo (art. 852-A, caput),

pelo que está incorreta a alternativa "A", que fala em valor de referência. O
FM Apostilas

procedimento não se aplica aos entes públicos (art. 852-A. par. único), sendo incorreta

também a "B".

O valor do pedido deve ser necessariamente indicado, sob pena de arquivamento

(art. 852-B, I e par. 1°) não podendo ser relegada a liquidação para outra fase, como

indica a alternativa "C".

A alternativa "D" é a correta, pois está de acordo com o art. 852-H, par. 3°.

18

O prazo para contestar Ação Rescisória na Justiça do Trabalho:

nunca é inferior a 15 dias nem superior a 30, fixado pelo Relator. (Você acertou)

é de 08 dias, como regra.

é sempre de 15 dias.

nunca é inferior a 08 dias nem superior a 15, fixado pelo Relator.

A alternativa correta é a letra A: O procedimento da ação rescisória está todo ele

regulado pelo CPC, que no art. 491 indica que o prazo é assinalado pelo Relator,

conforme alternativa "A": nem inferior a 15 dias, nem superior a 30 dias.

As demais alternativas, portanto, estão incorretas.

19

Assinale a afirmativa correta:

o prazo de decadência para promover ação rescisória é de 2 (dois) anos.

B
FM Apostilas

se o Reclamante não comparecer à audiência de Instrução, o processo será

arquivado.

(Sua resposta) o prazo de prescrição para promover ação rescisória é de 2 (dois) anos.

o contrato de experiência poderá ser de, no máximo, 60 (sessenta) dias.

A alternativa correta é a letra A: Conforme art. 836 da CLT e art. 495 do CPC,

informando este que o direito de propor ação rescisória se extingue em dois anos,

contados do trânsito em julgado da decisão.

A alternativa "B" é incorreta, pois o arquivamento somente se dá na audiência

inaugural, sendo aplicada a pena de confissão se não comparecer no momento em

que deveria prestar depoimento pessoal (art. 844 da CLT, Súmulas 9 e 74 do TST).

A alternativa "C" é incorreta, pois o prazo é de decadência e não prescrição.

O contrato de experiência pode ser firmado por até 90 dias, sendo incorreta também

a alternativa "D" (art. 445, par. único, CLT).

20

Da conciliação havida no processo do trabalho, conclui-se que:

(Sua resposta) o feito é extinto sem julgamento de mérito, em virtude da decisão

homologatória da transação.

o ato homologatório é decisão interlocutória, passível de impugnação através de

agravo de instrumento.

o termo de conciliação lavrado pela Vara do Trabalho somente pode ser

desconstituído por meio de ação anulatória de ato jurídico.


FM Apostilas

a decisão que homologa a transação é irrecorrível, podendo ser desconstituída

somente através de ação rescisória, nas hipóteses previstas em lei.

A alternativa correta é a letra D: Segundo o art. 831, par. único, da CLT, "no caso de

conciliação, o termo que for lavrado valerá como decisão irrecorrível", sendo exigida

a propositura de ação rescisória para desconstituí-lo, conforme Súmula 259 do TST.

A alternativa "A" é incorreta, pois a homologação de transação importa extinção do

processo com julgamento de mérito (art. 269, 111, CPC).

O ato homologatório põe fim à fase de conhecimento, sendo decisão definitiva, e

não como indicado na alternativa "B".

A alternativa "C" é incorreta, pois valendo como decisão irrecorrível, sua característica

é de sentença definitiva, sendo necessária a propositura de ação rescisória, pois ação

anulatória somente seria possível caso se tratasse de mero ato jurídico entre

particulares.