Você está na página 1de 72

MÓDULO I

CITOLOGIA
PROFESSOR PEDRO OLIVEIRA
Célula
• Considerando-se a hierarquia estrutural da
vida, a célula é considerada como o nível
organizacional mais baixo que é capaz de
executar todas as atividades para a vida.

• A célula é a unidade morfofisiológica dos


seres vivos.
• Morfofisiologia – estuda o funcionamento
macro e micro da célula e sua composição.
Níveis de Organização dos Seres Vivos
CÉLULA ORGANISMO

POPULAÇÃO
TECIDO
COMUNIDADE
ÓRGÃO
ECOSSISTEMA
SISTEMA
BIOSFERA
As células possuem informação que é
herdável
• As células apresentam uma molécula chamada
de DNA que é a substância dos genes
(unidades da herança que transmitem as
informações dos parentais à descendência).
DNA é o material genético dos seres vivos
• A estrutura molecular do DNA é formada por
duas longas cadeias antiparalelas chamadas de
dupla-hélice. As cadeias são formadas por
nucleotídeos.
Existem duas formas principais
de células
• Todas as células compartilham certas
características. Por exemplo, cada célula é envolta
por uma membrana que regula a passagem de
materiais entre as células ou suas “vizinhanças”.

• Toda célula usa o DNA como informação genética.

• Duas formas de células podem ser distinguidas: as


células procariotas e as células eucariotas.
Teoria celular
1.Célula é a unidade morfofisiológico do ser vivo.
(Schleinden e Schwann – 1830).

2. Cada animal aparece como uma soma de unidades


vitais, cada uma das quais leva em suas
características completas da vida.

A principal consequência dessa teoria foi a


descoberta de que uma célula se origina de outra
preexistente e dá origem a outras,explicando o
fenômeno da perpetuação da espécie (Virchow 1858).
A Descoberta da Constituição
dos seres Vivos
• Robert Hooke, Cientista Inglês (1635-1703)
• Imagem da cortiça observada ao microscópio.

…Pude aperceber-me, claramente, que esta era toda perfurada e porosa,


assemelhando-se a um favo de mel … Esses poros ou células consistiam
num grande número de pequenas caixas ….
O Microscópio
Instrumento óptico com a capacidade de ampliar a imagem.

Microscópio óptico Microscópio óptico


de Hooke vulgar
• Microscópio e o sistema
de iluminação aumentava
a imagem 270 X
• Microscópio óptico (até 2000 vezes);
• Microscópio eletrônico (até 100 milhões de vezes);
Constituição do microscópio óptico
Vírus: seres acelulares
Celulares
• Os seres vivos formados por células podem ser
organizados em:
– Unicelulares: Seres vivos formados por uma única
célula. Ex: bactérias, algas e protozoários.
Celulares
• Seres multicelulares ou pluricelulares: seres vivos
formados por muitas células. Ex: animais e vegetais.
Formas das células

Discóides Esféricas

Estreladas Fusiformes (alongadas)


Morfologia da Célula

• As células adaptam-se a uma função específica

As células nervosas são As células musculares são


estreladas, para transmitir alongadas para poderem
mensagens em várias contrair e distender.
direções.
Organização das células
num ser pluricelular
As células idênticas reúnem-se em tecidos.

Os tecidos agrupam-se e formam os órgãos.

Os órgãos agrupam-se para realizar uma tarefa específica e formam o


sistema.

O conjunto de todos os sistemas formam o organismo.


Organização das células
e dos seres vivos
Quanto a organização estrutural:
• Procariotos:

1. Possuem organização simples;


2. O material genético se encontra disperso; no
citoplasma;
3. Não possui núcleo definido (nucleóide);
4. Não possui carioteca.
Células procarióticas
Procariontes
• Procariontes:
- menores (bactérias)
- DNA sem envoltório e sem histonas
- DNA + as histonas (proteínas) formam
nucleossoma. Têm um papel importante na
regulação dos genes. São encontradas no
núcleo das células eucarióticas.
- organelas sem membranas
Quanto a organização estrutural:
Eucariotos:
- Possuem várias organelas citoplasmáticas;
- Mais complexas;
- Possuem o núcleo organizado;
- Possuem carioteca: membrana que delimita o
material genético.
Célula eucariota
• Célula eucariótica Animal
Eucariontes
Eucariontes
• DNA contido em um compartimento separado, o
núcleo, delimitado por uma membrana de dupla
camada.

• Possui uma variedade de organelas.


Mitocôndrias
Retículo endoplasmático
Aparelho de Golgi
Citoesqueleto
Outros
Composição celular
Compostos orgânicos Compostos inorgânicos

Carboidratos Água – 75 a 85%


Lipídios Sais minerais – 2 a 3%
Proteínas
Vitaminas
Ácidos nucléicos (DNA e RNA)
Diferenciação celular

• Resulta da expressão diferencial


de genes que ocorre no
desenvolvimento dos seres
multicelulares.
Diferenciação celular

Alterações das propriedades físicas e funcionais da


célula à medida que proliferam no embrião para formar as
diferentes estruturas corporais.
Diferenciação celular – Tecido epitelial

• O processo de diferenciação ou maturação celular é um


estágio de especialização e geralmente atinge um ponto
final com função e estruturas estabilizadas.
Diferenciação celular
Exemplos de células especializadas
Desdiferenciação

• A diferenciação retrógrada (desdiferenciação)


ocorre quando uma célula segue uma direção
oposta da maturação celular normal e retorna à
sua forma embrionária.

– Ativação anômala de genes celulares que


controlam o crescimento e a mitose
(oncogenes).
Pesquisas na área humana
Estruturas das células
• Basicamente uma célula é formada por três partes:
– Membrana: “capa” que envolve a célula;
– Citoplasma: região que fica entre a membrana e o núcleo;
– Núcleo: estrutura que controla as atividades celulares.
Citologia - Histórico

Hans e Zacharias Janssen


– Século XVI.
– Holandeses.
– Fabricante de óculos.

Anton van Leeuwenhoek (1632 - 1723).


– Holandês.
– Trabalhava com tecidos.
– Desenvolveu o microscópio simples.
– Descrever diversos microrganismos (seres pequenos).

Robert Hooke (1635-1703)


– Físico inglês.
– Membro da Real Sociedade Inglesa.
– Desenvolveu o microscópio composto.
– Definiu primeiramente a célula.
Citologia - Histórico
Microscopia
O estudo de estruturas menores é feito utilizando
variados tipos de microscópios de luz/eletrônico.
Teoria Celular
Robert Brown (1773- 1858), botânico.
– Descobridor do Núcleo.

Mathias Schleiden (1804-1881), botânico.


Theodor Schwann (1810-1882), zoólogo.

“Todos os seres vivos são formados por


Teoria Celular

Rudolf Virchow (1821 - 1902).


– Omnis cellula ed Cellula.

Classificação dos seres vivos em função da Teori


Celular

• Vírus.
• Células incompletas - constituem as Rickéttsias,
Clamídias, etc.
• Células completas – procariontes e eucariontes.
Tipos celulares

Apesar da diversidade, algumas células compartilham


ao menos três características:

• São dotadas de membrana plasmática;


• Contêm citoplasma (grego kytos, célula e
plasma, líquido), com citosol, organelas e
substâncias essenciais à vida;
• Possuem material genético (DNA).
Tipos celulares
Pode ocorrer isoladamente:
• seres Unicelulares

Ou constituir
arranjos:
Tipos celulares
Procariontes
Eucariontes

CÉLULA VEGETAL

CÉLULA ANIMAL
Eucariontes

• Citoplasma é envolto pela –


Membrana plasmática

• O núcleo é envolto pelo – Envoltório


Nuclear (Carioteca)

Característica importante é que as


células eucariontes são ricas em
membrana
Diferença entre uma célula
vegetal e animal

1. PRESENÇA DE PAREDES
– Além da membrana plasmática as células de plantas
contém uma ou mais paredes rígidas que lhes
conferem forma constante e protegem o citoplasma
principalmente contra agressões mecânicas.
Diferença entre uma célula
vegetal e animal

2. Presença de Cloroplasto
São organelas que contém pigmentos fotossintetizantes
(clorofila), responsável pela fotossíntese.
Diferença entre uma célula
vegetal e animal

3. Vacúolo citoplasmático
– Sua função é o armazenamento de substância com
glicose e gorduras, toma quase toda a célula vegetal.
Envoltórios Celulares

• Os envoltórios celulares cumprem duas funções


básicas: isolar o conteúdo celular do meio
externo e possibilitar o intercâmbio junto ao
meio.

• Esses envoltórios são, em geral, resistentes e


permeáveis. Os mais importantes são: o
glicocálix e a parede celular.
Glicocálix
(glico, do grego glykys = glicídio; cálix, do latim calyx = envoltório)

• constitui uma barreira contra agentes físicos e


químicos do meio externo;
• confere às células a capacidade de se
reconhecerem;
• forma uma malha que retém nutrientes e enzimas
ao redor da célula;
• permite a adesão celular;
• potencial antigênico.
Glicocálix
Consiste em na projeção mais externa da
membrana plasmática, constituída por:
Glicolipídio, Glicoproteína, Proteoglicanos

Glicocálic
As diferenças entre pessoas no que e
se refere aos detalhes dos açúcares
da superfície das suas células
constitui a base molecular para as
diferenças entre os principais grupos
sanguíneos humanos, denominado
A, B, AB, O.
Parede Celular
Apresenta como funções básicas: reforço externo
da membrana plasmática, sustentação e
revestimento celular.
Membrana Plasmática
Todas as membrana biológicas são constituídas por
uma dupla camada lipídica (aproximadamente 45%)
e proteína (55%).
Membrana Plasmática
o Composição lipoprotéica (lipídeos e proteínas)

o Modelo estrutural: mosaico fluido


(Singer e Nicholson – 1972)

o Permeabilidade seletiva:

-Fosfolipídios
(porção hidrofóbica)

-Proteínas
(porção hidrofílica)
maior atividade funcional
Membrana Plasmática
• Os lipídios têm funções estruturais
- a composição lipídica varia de acordo com o tipo de
célula

• As proteínas têm diversas funções fisiológicas:


- Receptores de sinais químicos
- Enzimas
- Transporte de substâncias (canais iônicos)
Funções das Proteínas de Membrana

•Proteínas estruturais •Carreadores


•Enzimas •Canais iônicos
•Receptores •Bombas eletrogênicas
Formas da Membrana
Especialização Celular
Especialização Celular
Transporte Celular

Permeabilidade seletiva - Transporte passivo


Permeabilidade seletiva - Transporte ativo
Transporte em quantidade
Transporte Celular

- Trocas entre as células e o meio externo

• Transporte passivo: sem gasto de energia


(difusão, difusão facilitada, osmose)

• Transporte ativo: com gasto de energia,


transporte dos locais de maior concentração,
para o de menor concentração

• Transporte por mediadores: utilização de


vesículas para transporte de partículas na
célula
Transporte Celular

▪ Relembrando...

- Gradiente de concentração
Transporte Celular
Transporte PASSIVO

- Difusão: movimento de soluto à favor de


um gradiente de concentração.
• igualar concentrações
• transporte de O2 , CO2 e alguns íons.

- Difusão facilitada: atuação de proteínas da


membrana (permeases)
• Transporte de moléculas maiores:
• glicose, aminoácidos, vitaminas, íons.

- Osmose: difusão de moléculas de água à


favor de um gradiente de concentração
Transporte PASSIVO

Permeabilidade seletiva - Transporte passivo


Difusão simples
Transporte PASSIVO

Permeabilidade seletiva - Transporte passivo


Difusão simples
Transporte PASSIVO

Permeabilidade seletiva - Transporte passivo


Difusão facilitada
Transporte PASSIVO

Permeabilidade seletiva - Transporte passivo


Difusão simples e facilitada
Transporte PASSIVO
Célula murcha Hemólise

Meio Meio Meio


hipertônico isotônico hipotônico

Permeabilidade seletiva - Transporte passivo


Difusão osmose
Plasmólise Deplasmólise
Transporte EM QUANTIDADE

- Endocitose: incorporação de partículas em


célula
• Fagocitose e pinocitose :
- Fagocitose: ingestão de micro-organismos e
fragmento de células.
•Em multicelulares: realizadas por células
de defesa do corpo (macrófagos e
neutrófilos)
• Vesícula: fagossomo

- Pinocitose: ingestão de moléculas dissolvidas


em água (polissacarídeos, proteínas).
Transporte EM QUANTIDADE
Transporte EM QUANTIDADE
Transporte EM QUANTIDADE
Transporte EM QUANTIDADE

Transporte em quantidade –
Pra fora da célula: EXOCITOSE