Você está na página 1de 2

Solicita-se, por meio deste, a revisão da questão número 27, da área de

Conhecimentos Pedagógicos, conforme Edital 001/2020 (retificado pela errata


001/2020). De início, cumpre salientar que não é objetivo do recorrente substituir a
prudente avaliação da Banca Examinadora, mas apenas evidenciar uma incoerência.

A questão em evidência está amparada na obra “Democratização na escola


pública”, de José Carlos LIBÂNEO (2006). Isto posto, pergunta-se na questão de
número 27 quais afirmativas são verdadeiras e quais são falsas no que se refere a
própria tendência liberal tecnicista, de acordo com os itens abaixo:

Item I ( ) O tecnicismo foi introduzido no fim dos anos 1980, junto com os novos ares
da abertura política que começaram a soprar no País.

Levando em consideração a afirmação, depreende-se que de fato este item é


FALSO, pois o tecnicismo iniciou-se em décadas anteriores à 1980, e não nos anos
finais da respectiva década.

Item II ( ) O tecnicismo tinha por objetivo adequar o sistema educacional à orientação


político-econômica do regime militar.

Analisando a afirmação do item II, verifica-se que de fato este item é


VERDADEIRO, pois o tecnicismo tinha como objetivo o excerto do item, de acordo
com LIBÂNEO (2006).

Item III ( ) O tecnicismo procurava inserir a escola nos modelos de transformação


social do sistema de produção capitalista.

Averiguando o trecho do item III, verifica-se que o item NÃO é Falso, conforme
a banca elencou no Gabarito Preliminar. A passagem acima é VERDADEIRA,
amparando a presente argumentação no próprio autor utilizado como referência da
questão. De acordo com LIBÂNEO (2006), no que se refere ao papel da escola sob
tendência liberal tecnicista, a mesma consiste:

“Num sistema social harmônico, orgânico e funcional, a escola funciona


como modeladora do comportamento humano, através de técnicas
específicas. À educação escolar compete organizar o processo de
aquisição de habilidades, atitudes e conhecimentos específicos, úteis e
necessários para que os indivíduos se integrem na máquina do sistema
social global. Tal sistema social é regido por leis naturais (há na sociedade a
mesma regularidade e as mesmas relações funcionais observáreis entre os
fenômenos da natureza), cientificamente descobertas. Basta aplicá-las. A
atividade da "descoberta" é função da educação, mas deve ser restrita aos
especialistas; a “aplicação" é competência do processo educacional comum.
A escola atua, assim, no aperfeiçoamento da ordem social vigente (o sistema
capitalista), articulando-se diretamente com o sistema produtivo; para tanto,
emprega a ciência da mudança de comportamento, ou seja, a tecnologia
comportamental. Seu interesse imediato é o de produzir indivíduos
"competentes” para o mercado de trabalho, transmitindo, eficientemente,
informações precisas, objetivas e rápidas. A pesquisa científica, a tecnologia
educacional, a análise experimental do comportamento garantem a
objetividade da prática escolar, uma vez que os objetivos instrucionais
(conteúdos) resultam da aplicação de leis naturais que independem dos que a
conhecem ou executam” (LIBÂNEO, 2006, p. 16).

Ou seja, de acordo com o autor, o tecnicismo procurava inserir sim a escola nos
modelos de transformação social do sistema de produção capitalista, sendo esta a base
necessária para que os diversos indivíduos da sociedade pudessem integrar o mercado
de trabalho, ou nas palavras do autor, na “máquina do sistema social global”.

Item IV ( ) O tecnicismo teve como seus marcos de implantação as Leis nº 5.540/68 e


nº 5.692/71, consideradas juntas a segunda LDB brasileira.

Reparando o fragmento do Item IV, verifica-se que de fato este item é


VERDADEIRO, quando os marcos de implantação do modelo tecnicista realmente são
as leis nº 5.540/68 e 5.692/71.

Logo, a alternativa que apresenta o correto julgamento das alternativas seria a


opção F-V-V-V, e não F-V-F-V conforme ressaltou a banca no Gabarito Preliminar.
Como não existe entre as opções disponibilizadas como alternativas, nenhuma
sequência evidenciando as questões, respectivamente, como F-V-V-V, solicito a
anulação da questão 27 e o deferimento deste pedido, confiando na ética profissional
dos responsáveis pela avaliação deste recurso.