Você está na página 1de 8

Princípios fundamentais

Artigo 1º (República Portuguesa)


Artigo 2º (Estado de direito democrático)
Artigo 3º (Soberania e legalidade)
Artigo 4º (Cidadania portuguesa)
Artigo 5º (Território)
Artigo 6º (Estado unitário)
Artigo 7º (Relações internacionais)
Artigo 8º (Direito internacional)
Artigo 9º (Tarefas fundamentais do Estado)
Artigo 10º (Sufrágio universal e partidos políticos)
Artigo 11º (Símbolos nacionais)

PARTE I - Direitos e deveres fundamentais

TÍTULO I
Princípios gerais
Artigo 12º (princípio da universalidade)
Artigo 13º (Princípio da igualdade)
Artigo 14º (Portugueses no estrangeiro)
Artigo 15º (Estrangeiros, apátridas, cidadãos europeus)
Artigo 16º (Âmbito e sentido dos direitos fundamentais)
Artigo 17º (Regime dos direitos, liberdades e garantias)
Artigo 18º (Força jurídica)
Artigo 19º (Suspensão do exercício de direitos)
Artigo 20º (Acesso ao direito e tutela jurisdicional efectiva)
Artigo 21º (Direito de resistência)
Artigo 22º (Responsabilidade das entidades públicas)
Artigo 23º (Provedor de Justiça)
TÍTULO II
Direitos, liberdades e garantias
CAPÍTULO I
Direitos, liberdades e garantias pessoais
Artigo 24º (Direito à vida)
Artigo 25º (Direito à integridade pessoal)
Artigo 26º (Outros direitos pessoais)
Artigo 27º (Direito à liberdade e à segurança)
Artigo 28º (Prisão preventiva)
Artigo 29º (Aplicação da lei criminal)
Artigo 30º (Limites das penas e das medidas de segurança)
Artigo 31º (Habeas corpus)
Artigo 32º (Garantias de processo criminal)
Artigo 33º (Expulsão, extradição e direito de asilo)
Artigo 34º (Inviolabilidade do domicílio e da correspondência)
Artigo 35º (Utilização da informática)
Artigo 36º (Família, casamento e filiação)
Artigo 37º (Liberdade de expressão e informação)
Artigo 38º (Liberdade de imprensa e meios de comunicação social)
Artigo 39º (Regulação da comunicação social)
Artigo 40º (Direitos de antena, de resposta e de réplica política)
Artigo 41º (Liberdade de consciência, de religião e de culto)
Artigo 42º (Liberdade de criação cultural)
Artigo 43º (Liberdade de aprender e ensinar)
Artigo 44º (Direito de deslocação e de emigração)
Artigo 45º (Direito de reunião e de manifestação)
Artigo 46º (Liberdade de associação)
Artigo 47º (Liberdade de escolha de profissão e acesso à função pública)
CAPÍTULO II
Direitos, liberdades e garantias de participação política
Artigo 48º (Participação na vida pública)
Artigo 49º (Direito de sufrágio)
Artigo 50º (Direito de acesso a cargos públicos)
Artigo 51º (Associações e partidos políticos)
Artigo 52º (Direito de petição e direito de acção popular)
CAPÍTULO III
Direitos, liberdades e garantias dos trabalhadores
Artigo 53º (Segurança no emprego)
Artigo 54º (Comissões de trabalhadores)
Artigo 55º (Liberdade sindical)
Artigo 56º (Direitos das associações sindicais e contratação colectiva)
Artigo 57º (Direito à greve e proibição do lock-out)

TÍTULO III
Direitos e deveres económicos, sociais e culturais
CAPÍTULO I
Direitos e deveres económicos
Artigo 58º (Direito ao trabalho)
Artigo 59º (Direitos dos trabalhadores)
Artigo 60º (Direitos dos consumidores)
Artigo 61º (Iniciativa privada, cooperativa e autogestionária)
Artigo 62º (Direito de propriedade privada)

CAPÍTULO II
Direitos e deveres sociais
Artigo 63º (Segurança social e solidariedade)
Artigo 64º (Saúde)
Artigo 65º (Habitação e urbanismo)
Artigo 66º (Ambiente e qualidade de vida)
Artigo 67º (Família)
Artigo 68º (Paternidade e maternidade)
Artigo 69º (Infância)
Artigo 70º (Juventude)
Artigo 71º (Cidadãos portadores de deficiência)
Artigo 72º (Terceira idade)
CAPÍTULO III
Direitos e deveres culturais
Artigo 73º (Educação, cultura e ciência)
Artigo 74º (Ensino)
Artigo 75º (Ensino público, particular e cooperativo)
Artigo 76º (Universidade e acesso ao ensino superior)
Artigo 77º (Participação democrática no ensino)
Artigo 78º (Fruição e criação cultural)
Artigo 79º (Cultura física e desporto)
PARTE II - Organização económica
TÍTULO I
Princípios gerais
Artigo 80º (Princípios fundamentais)
Artigo 81º (Incumbências prioritárias do Estado)
Artigo 82º (Sectores de propriedade dos meios de produção)
Artigo 83º (Requisitos de apropriação pública)
Artigo 84º (Domínio público)
Artigo 85º (Cooperativas e experiências de autogestão)
Artigo 86º (Empresas privadas)
Artigo 87º (Actividade económica e investimentos estrangeiros)
Artigo 88º (Meios de produção em abandono)
Artigo 89º (Participação dos trabalhadores na gestão)
TÍTULO II
Planos
Artigo 90º (Objectivos dos planos)
Artigo 91º (Elaboração e execução dos planos)
Artigo 92º (Conselho Económico e Social)
TÍTULO III
Políticas agrícola, comercial e industrial
Artigo 93º (Objectivos da política agrícola)
Artigo 94º (Eliminação dos latifúndios)
Artigo 95º (Redimensionamento do minifúndio)
Artigo 96º (Formas de exploração de terra alheia)
Artigo 97º (Auxílio do Estado)
Artigo 98º (Participação na definição da política agrícola)
Artigo 99º (Objectivos da política comercial)
Artigo 100º (Objectivos da política industrial)
TÍTULO IV
Sistema financeiro e fiscal
Artigo 101º (Sistema financeiro)
Artigo 102º (Banco de Portugal)
Artigo 103º (Sistema fiscal)
Artigo 104º (Impostos)
Artigo 105º (Orçamento)
Artigo 106º (Elaboração do Orçamento)
Artigo 107º (Fiscalização)
PARTE III - Organização do poder político
TÍTULO I
Princípios gerais
Artigo 108º (Titularidade e exercício do poder)
Artigo 109º (Participação política dos cidadãos)
Artigo 110º (Órgãos de soberania)
Artigo 111º (Separação e interdependência)
Artigo 112º (Actos normativos)
Artigo 113º (Princípios gerais de direito eleitoral)
Artigo 114º (Partidos políticos e direito de oposição)
Artigo 115º (Referendo)
Artigo 116º (Órgãos colegiais)
Artigo 117º (Estatuto dos titulares de cargos políticos)
Artigo 118º (Princípio da renovação)
Artigo 119º (Publicidade dos actos)
TÍTULO II
Presidente da República
CAPÍTULO I
Estatuto e eleição
Artigo 120º (Definição)
Artigo 121º (Eleição)
Artigo 122º (Elegibilidade)
Artigo 123º (Reelegibilidade)
Artigo 124º (Candidaturas)
Artigo 125º (Data da eleição)
Artigo 126º (Sistema eleitoral)
Artigo 127º (Posse e juramento)
Artigo 128º (Mandato)
Artigo 129º (Ausência do território nacional)
Artigo 130º (Responsabilidade criminal)
Artigo 131º (Renúncia ao mandato)
Artigo 132º (Substituição interina)
CAPÍTULO II
Competência
Artigo 133º (Competência quanto a outros órgãos)
Artigo 134º (Competência para prática de actos próprios)
Artigo 135º (Competência nas relações internacionais)
Artigo 136º (Promulgação e veto)
Artigo 137º (Falta de promulgação ou de assinatura)
Artigo 138º (Declaração do estado de sítio ou do estado de emergência)
Artigo 139º (Actos do Presidente da República interino)
Artigo 140º (Referenda ministerial)
CAPÍTULO III
Conselho de Estado
Artigo 141º (Definição)
Artigo 142º (Composição)
Artigo 143º (Posse e mandato)
Artigo 144º (Organização e funcionamento)
Artigo 145º (Competência)
Artigo 146º (Emissão dos pareceres)
TÍTULO III
Assembleia da República
CAPÍTULO I
Estatuto e eleição
Artigo 147º (Definição)
Artigo 148º (Composição)
Artigo 149º (Círculos eleitorais)
Artigo 150º (Condições de elegibilidade)
Artigo 151º (Candidaturas)
Artigo 152º (Representação política)
Artigo 153º (Início e termo do mandato)
Artigo 154º (Incompatibilidades e impedimentos)
Artigo 155º (Exercício da função de Deputado)
Artigo 156º (Poderes dos Deputados)
Artigo 157º (Imunidades)
Artigo 158º (Direitos e regalias)
Artigo 159º (Deveres)
Artigo 160º (Perda e renúncia do mandato)
CAPÍTULO II
Competência
Artigo 161º (Competência política e legislativa)
Artigo 162º (Competência de fiscalização)
Artigo 163º (Competência quanto a outros órgãos)
Artigo 164º (Reserva absoluta de competência legislativa)
Artigo 165º (Reserva relativa de competência legislativa)
Artigo 166º (Forma dos actos)
Artigo 167º (Iniciativa da lei e do referendo)
Artigo 168º (Discussão e votação)
Artigo 169º (Apreciação parlamentar de actos legislativos)
Artigo 170º (Processo de urgência)
CAPÍTULO III
Organização e funcionamento
Artigo 171º (Legislatura)
Artigo 172º (Dissolução)
Artigo 173º (Reunião após eleições)
Artigo 174º (Sessão legislativa, período de funcionamento e convocação)
Artigo 175º (Competência interna da Assembleia)
Artigo 176º (Ordem do dia das reuniões plenárias)
Artigo 177º (Participação dos membros do Governo)
Artigo 178º (Comissões)
Artigo 179º (Comissão Permanente)
Artigo 180º (Grupos parlamentares)
Artigo 181º (Funcionários e especialistas ao serviço da Assembleia)
TÍTULO IV
Governo
CAPÍTULO I
Função e estrutura
Artigo 182º (Definição)
Artigo 183º (Composição)
Artigo 184º (Conselho de Ministros)
Artigo 185º (Substituição de membros do Governo)
Artigo 186º (Início e cessação de funções)
CAPÍTULO II
Formação e responsabilidade
Artigo 187º (Formação)
Artigo 188º (Programa do Governo)
Artigo 189º (Solidariedade governamental)
Artigo 190º (Responsabilidade do Governo)
Artigo 191º (Responsabilidade dos membros do Governo)
Artigo 192º (Apreciação do programa do Governo)
Artigo 193º (Solicitação de voto de confiança)
Artigo 194º (Moções de censura)
Artigo 195º (Demissão do Governo)
Artigo 196º (Efectivação da responsabilidade criminal dos membros do Governo)
CAPÍTULO III
Competência
Artigo 197º (Competência política)
Artigo 198º (Competência legislativa)
Artigo 199º (Competência administrativa)
Artigo 200º (Competência do Conselho de Ministros)
Artigo 201º (Competência dos membros do Governo)
TÍTULO V
Tribunais
CAPÍTULO I
Princípios gerais
Artigo 202º (Função jurisdicional)
Artigo 203º (Independência)
Artigo 204º (Apreciação da inconstitucionalidade)
Artigo 205º (Decisões dos tribunais)
Artigo 206º (Audiências dos tribunais)
Artigo 207º (Júri, participação popular e assessoria técnica)
Artigo 208º (Patrocínio forense)
CAPÍTULO II
Organização dos tribunais
Artigo 209º (Categorias de tribunais)
Artigo 210º (Supremo Tribunal de Justiça e instâncias)
Artigo 211º (Competência e especialização dos tribunais judiciais)
Artigo 212º (Tribunais administrativos e fiscais)
Artigo 213º (Tribunais militares)
Artigo 214º (Tribunal de Contas)
CAPÍTULO III
Estatuto dos juízes
Artigo 215º (Magistratura dos tribunais judiciais)
Artigo 216º (Garantias e incompatibilidades)
Artigo 217º (Nomeação, colocação, transferência e promoção de juízes)
Artigo 218º (Conselho Superior da Magistratura)
CAPÍTULO IV
Ministério Público
Artigo 219º (Funções e estatuto)
Artigo 220º (Procuradoria-Geral da República)
TÍTULO VI
Tribunal Constitucional
Artigo 221º (Definição)
Artigo 222º (Composição e estatuto dos juízes)
Artigo 223º (Competência)
Artigo 224º (Organização e funcionamento)
TÍTULO VII
Regiões Autónomas
Artigo 225º (Regime político-administrativo dos Açores e da Madeira)
Artigo 226º (Estatutos e leis eleitorais)
Artigo 227º (Poderes das regiões autónomas)
Artigo 228º (Autonomia legislativa)
Artigo 229º (Cooperação dos órgãos de soberania e dos órgãos regionais)
Artigo 230º (Representante da República)
Artigo 231º (Órgãos de governo próprio das regiões autónomas)
Artigo 232º (Competência da Assembleia Legislativa da região autónoma)
Artigo 233º (Assinatura e veto do Representante da República)
Artigo 234º (Dissolução e demissão dos órgãos de governo próprio)
TÍTULO VIII
Poder Local
CAPÍTULO I
Princípios gerais
Artigo 235º (Autarquias locais)
Artigo 236º (Categorias de autarquias locais e divisão administrativa)
Artigo 237º (Descentralização administrativa)
Artigo 238º (Património e finanças locais)
Artigo 239º (Órgãos deliberativos e executivos)
Artigo 240º (Referendo local)
Artigo 241º (Poder regulamentar)
Artigo 242º (Tutela administrativa)
Artigo 243º (Pessoal das autarquias locais)
CAPÍTULO II
Freguesia
Artigo 244º (Órgãos da freguesia)
Artigo 245º (Assembleia de freguesia)
Artigo 246º (Junta de freguesia)
Artigo 247º (Associação)
Artigo 248º (Delegação de tarefas)
CAPÍTULO III
Município
Artigo 249º (Modificação dos municípios)
Artigo 250º (Órgãos do município)
Artigo 251º (Assembleia municipal)
Artigo 252º (Câmara municipal)
Artigo 253º (Associação e federação)
Artigo 254º (Participação nas receitas dos impostos directos)
CAPÍTULO IV
Região administrativa
Artigo 255º (Criação legal)
Artigo 256º (Instituição em concreto)
Artigo 257º (Atribuições)
Artigo 258º (Planeamento)
Artigo 259º (Órgãos da região)
Artigo 260º (Assembleia regional)
Artigo 261º (Junta regional)
Artigo 262º (Representante do Governo)
CAPÍTULO V
Organizações de moradores
Artigo 263º (Constituição e área)
Artigo 264º (Estrutura)
Artigo 265º (Direitos e competência)
TÍTULO IX
Administração Pública
Artigo 266º (Princípios fundamentais)
Artigo 267º (Estrutura da Administração)
Artigo 268º (Direitos e garantias dos administrados)
Artigo 269º (Regime da função pública)
Artigo 270º (Restrições ao exercício de direitos)
Artigo 271º (Responsabilidade dos funcionários e agentes)
Artigo 272º (Polícia)
TÍTULO X
Defesa Nacional
Artigo 273º (Defesa nacional)
Artigo 274º (Conselho Superior de Defesa Nacional)
Artigo 275º (Forças Armadas)
Artigo 276º (Defesa da Pátria, serviço militar e serviço cívico)
PARTE IV - Garantia e revisão da constituição
TÍTULO I
Fiscalização da constitucionalidade
Artigo 277º (Inconstitucionalidade por acção)
Artigo 278º (Fiscalização preventiva da constitucionalidade)
Artigo 279º (Efeitos da decisão)
Artigo 280º (Fiscalização concreta da constitucionalidade e da legalidade)
Artigo 281º (Fiscalização abstracta da constitucionalidade e da legalidade)
Artigo 282º (Efeitos da declaração de inconstitucionalidade ou de ilegalidade)
Artigo 283º (Inconstitucionalidade por omissão)
TÍTULO II
Revisão constitucional
Artigo 284º (Competência e tempo de revisão)
Artigo 285º (Iniciativa da revisão)
Artigo 286º (Aprovação e promulgação)
Artigo 287º (Novo texto da Constituição)
Artigo 288º (Limites materiais da revisão)
Artigo 289º (Limites circunstanciais da revisão)
Disposições finais e transitórias
Artigo 290º (Direito anterior)
Artigo 291º (Distritos)
Artigo 292º (Incriminação e julgamento dos agentes e responsáveis da PIDE/DGS)
Artigo 293º (Reprivatização de bens nacionalizados depois de 25 de Abril de l974)
Artigo 294º (Regime aplicável aos órgãos das autarquias locais)
Artigo 295º (Referendo sobre tratado europeu)
Artigo 296º (Data e entrada em vigor da Constituição)