Você está na página 1de 11

TRANSDUTOR DE PRESSÃO DO SISTEMA COMMON RAIL

strain gauge tipo


piezoresistivo

Circuito ponte de
Wheatstone

Técnico WILLYAN DA SILVA SOUZA


willyandasilvasouza@gmail.com
DESCRIÇÃO TÉCNICA DE APLICAÇÃO

Catalogo de descrição técnica de aplicação

A descrição de aplicação traz varias informação do transdutor como


Range de tensão de alimentação ex: 5v
Range de sinal ex: 1v...5v
Range da pressão aplicada no transdutor ex: 0... 180 BAR
Range de temperatura de trabalho ex: -30...+60
TRANSDUTOR DE PRESSÃO

Descrição dos componentes do transdutor

O transdutor elétrico é um dispositivo que transforma um tipo de energia em outro. Ele pode Conexão elétrica
Sinal elétrico
converter, por exemplo, uma magnitude física, como pressão, temperatura, em um sinal elétrico
padronizado. Ponte
Wheatstone
O transdutor elétrico utiliza uma curva de deformação física (ex: resistor variável ) para
transformar em sinal elétrico (ex: tensão variável)
que utilizando a ponte wheatstone se torna possível medir a variação do sinal analógicos que e
gerado pela deformação. strain gauge

Conexão

Pressão
CURVA DE DEFORMAÇÃO
Gráfico de representação da curva de deformação

Curva de deformação de um corpo contínuo é qualquer mudança da configuração geométrica do corpo que leve a uma
variação da sua forma ou das suas dimensões após a aplicação de uma ação externa, a exemplo de uma pressão ou variação
térmica que altere a forma de um corpo.
As deformações por pressão podem ser classificadas basicamente em três tipos:
deformação transitória ou elástica
deformação permanente ou plástica
ruptura.
Na deformação elástica, o corpo retorna ao seu estado original após cessar o efeito da pressão. Isso acontece quando o
corpo é submetido a uma pressão que não supere a sua pressão de elasticidade.(pressão máxima suportada pelo transdutor)
Na deformação plástica, o corpo não retorna ao seu estado original, permanece deformado permanentemente. Isso
acontece quando o corpo é submetido à uma pressão de plasticidade, que é maior daquela que produz a deformação
elástica.
Na deformação por ruptura o corpo rompe-se em duas ou mais partes. A ruptura acontece quando um corpo recebe uma
pressão maior daquela que produz a deformação plástica; essa pressão tende a diminuir após o início do processo de
ruptura.
PONTE-WHEATSTONE

Diagrama elétrico da Ponte de wheatstone

Uma ponte de Wheatstone é um circuito usado para a medição de resistência elétrica estática ou dinâmica.
A tensão de saída do circuito da ponte de Wheatstone é expressa em volts.
O circuito de Wheatstone também é adequado para compensação de tensão .

A equação da ponte de Wheatstone afirma que, se R1, R2, R3 e R4 forem iguais, e uma tensão, VIN,(tensão de alimentação) for
aplicada entre os pontos A e C, a saída entre os pontos B e D não mostrará nenhuma diferença de potencial.
No entanto, se R4 for alterado para algum valor que não seja igual a R1, R2 e R3, a ponte ficará desequilibrada e existirá uma
tensão nos terminais de saída (B e D ).
Em uma configuração conhecida como ponte G, o sensor de deformação variável tem resistência Rg(STRAIN GAUGE ), enquanto
os outros braços são resistores de valor fixo.
Transdutor de pressão
STRAIN GAUGE (PONTE G)
Diagrama de ligação do strain gauge em uma ponte de
Wheatstone

Um Strain gauge é um sensor cuja resistência varia com a pressão aplicada sobre ele.
Ele converte pressão, em uma mudança na resistência elétrica que pode então ser medida.
Quando uma pressão é aplicada no transdutor, ocorre uma deformação elástica no strain gauge tipo
piezoresistivo.
A deformação elástica é definida como as forças exercida contra a resistência internas do strain gauge.

Transdutor de pressão
PIEZORESISTIVO
Ilustração do piezoresistivo

Piezoresistivo utilizam um diafragma de medição semicondutor (silício) com estruturas seletivamente difundidas.
Ele utilizam o efeito piezoresistivo, que é baseado na mudança na resistência elétrica nos materiais semicondutores
causada pelo alongamento e compressão(deformação), o que afeta a mobilidade dos elétrons sob o estresse mecânico.
O piezoresistivo é mantido fora de contato do fluido hidráulico através de um diafragma de aço inox.
Com a elevação da pressão do fluido hidráulico no diafragma ocasionara uma deformação no diafragma com isso os
material semicondutor altera sua resistência elétrica conforme a deformação. Diagrama de ligação do
strain gauge em uma ponte de
Wheatstone

Transdutor de pressão
PROTOCOLO DE PROCESSAMENTO DE SINAL

Quando a grandeza a ser medida não é elétrica, utiliza-se de transdutores que geram um sinal elétrico
analógico.
Os sinais analógicos é enviado para unidade de controle eletrônico (ECU). Que passara por duas etapas
de alteração do sinal analógico para então ser processada. Primeira etapa: condicionamento de sinal
analógico, segunda etapa: conversão do sinal analógico para um sinal digital.
O condicionamento de sinal analógico passa por várias etapas: amplificar, filtrar, e equalizar o sinal
para que este ganhe níveis de tensão adequados, com boa relação sinal/ruído e distorção harmônica
mínima.
Conversão do sinal analógico para um sinal digital, converte uma tensão elétrica em números
binário(A/D) ex: 0100011
PROTOCOLO DE ANALISE DE ERROS

A ecu utiliza um protocolo de analise de erros de sinal com base no range de aplicação do transdutor.
para detectar falhas de padronização do sinal analógico usasse um protocolo que divido em três
processo
1- Ausência do sinal : o transdutor envia uma sinal elétrico para o condicionamento de sinal analógico
com a ausência desse sinal (ruptura do circuito) o condicionamento de sinal analógico usara um
circuito de pull up para enviar uma tensão (maior do que 0v e menor que o range do sinal) para o
conversor de sinal A/D
2- Sobtensão: É uma queda do nível do sinal elétrico. A tensão existe, mas seu valor é muito menor
que o esperado (ex o circuito do sinal esta em contato com massa). com isso o condicionamento de
sinal analógico recebera um sinal de tensão negativo que esta fora do range de 1v...5v do transdutor
3 sobretensão Tensão superior à capacidade do circuito elétrico. Aumento brusco e imprevisível da
voltagem ex: (o circuito do sinal esta em contato com uma vcc maior que o range do sinal). com isso o
condicionamento de sinal analógico recebera um sinal de tensão positiva que esta fora do range de 1v...5v
do transdutor
RELAÇÃO ENTRE TENSÃO E PRESSÃO

Usando os valores do range de um transdutor e possível fazer uma relação entre tensão e pressão através de um calculo matemático
Range de sinal para sistema common rail modelos bosch delphi siemens 0,5v...4.5v e para o sistema denso 1v...4.2v (UA)
Range de alimentação 5v (Uv)
Range de pressão de trabalho do sistema common rail modelos bosch delphi siemens 1500 bar E denso 1800 bar (PNom)

O terminal elétrico do sinal do transdutor existe uma tensão de UA que varia em relação a pressão .
Nos terminal de alimentação de tensão existe um UV.
E na conexão mecânica do transdutor existe uma pressão de fluido P.
esse transdutor trabalha com um range de PNom
E com os valor de UA, Uv , PNom possível saber a pressão em bar no trilho do sistema common rail
Para calcular a Relação entre tensão e pressão usa-se o calculo : P = ( 0,8 . UA / Uv + 0,1 ) . Pnom
P=pressão
0,8=constante
UA=tensão do sinal
Uv=tensão de alimentação
0,1=constante
PNom= pressão nominal
Ex: Usando um transdutor com range de 4,5v de UV e um range de 250 PNom e um UA de 3v resultado será de 158 bar

Ex: P= ( 0,8 . 3 / 4,5 + 0,1 ) . 250

P=158 bar
DIAGNOSTICO DE PRESSÃO DO TRILHO

O sistema common rail modelos denso mais encontrado nos equipamento John deere trabalha com range de pressão no trilho de 300 bar a 1800 bar Tendo
esse valores em mente fica fácil de fazer um diagnostico de pressão no trilho do sistema common rail.
Com o motor desligado o sistema common rail tem uma pressão mínima de 300 bar no trilho essa pressão tonasse necessária na hora da partida do motor.
Se o trilho não estiver pressurizado com 300 bar na hora da partida ocorrera uma dificuldade para o motor entra em funcionamento.
Pode ser utilizado a tensão do sinal do transdutor para diagnosticar o valor da pressão do trilho do common rail.
Tendo em mente que a pressão mínima necessária no trilho e de 300 bar pode ser calculara valor de tensão mínima equivalente da pressão no trilho
Ex:= UA ( 0,8 . P / Pnom + 0,1 ) . UV
Ex: UA = ( 0,8 . 300 / 1800 + 0,1 ) . 4.2
UA = 0,98 v