Você está na página 1de 40

Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.

Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
Abrir portas onde se erguem muros Director: Manuel Carvalho Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020 • Ano XXXI • n.º 11.198 • Edição Porto • Assinaturas 808 200 095 • 1,30€

Taxa de dois
euros por
passagem
aérea passa
a ser cobrada
em Julho
A partir de 1 de Julho de 2021 vai ser será feita em Janeiro. As receitas arre-
aplicada uma taxa, no valor de dois cadadas com a nova taxa de carbono
euros, aos passageiros de voos inter- revertem para o Fundo Ambiental e
nacionais e de navios de cruzeiro. A servirão, por exemplo, para Ænanciar
regulamentação da medida aprovada políticas públicas de apoio à mobili-
no âmbito do Orçamento do Estado dade eléctrica Economia, 22

Covid-19 Cheias foram há um ano


Engenheiros
Agência alertam:
Europeia do podemos
ter mais
Medicamento inundações
no Mondego
deve dar hoje Local, 16/17

luz verde Hoje Colecção Beethoven 250 Anos


à vacina
JOSÉ ALVES

CD 6: Abertura Die Ruinen von Athen


Op. 113 + Sinfonia nº 6
Será possível vacinar Por+
75 mil pessoas por dia, 3,90€
diz Francisco Ramos
Nova variante do vírus no Reino Justiça Entrevista
Unido deixa Europa em alerta Um em cada dez “Há abusos
crimes de tráfico do poder
Portugal junta-se aos países de pessoas legislativo
que restrigem entrada são julgados desde Março”
de britânicos Entre 2015 e 2019, houve 282 crimes
registados pelas polícias. Apenas 30
deram origem a processos cujo julga-
Isabel Moreira lamenta que Portugal
viva, ao Æm de nove meses, numa
situação de “banalização do estado
Destaque, 2 a 5 mento chegou ao Æm Sociedade, 12 de emergência” Política, 10/11
ISNN-0872-1556
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
2 • Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020

Destaque Covid-19

Em Portugal será
mas serão grandes hospitais por
Entrevista uma razão logística, de distribuição.
Como estamos a falar de duas caixas
com 9750 doses, temos de limitar o
Alexandra Campos
número. É um primeiro momento

possível vacinar O
coordenador da task force simbólico. Depois o que está
criada pelo Governo para conÆrmado é a entrega de 300 mil
gerir o plano de vacinação doses em Janeiro, 420 mil na
contra a covid-19, Francisco primeira semana de Fevereiro e 490
Ramos, acredita que será mil na primeira semana de Março.
possível atingir a São muitos os que não querem
imunidade de grupo no próximo ser vacinados?
Verão, “porque o que os A única informação que tenho, de

até 75 mil
especialistas dizem” é que “será um hospital que conheço, é que
conseguida com 60% a 70% da 85% dos inquiridos aceitaram
população” vacinada. Mas pede vacinar-se, o que me parece
“extrema prudência”. A vacina “não francamente positivo, quando se
é o golpe de mágica que tudo vai compara com a vacina da gripe em
resolver”. que nunca mais de 50% aderem.

pessoas por dia


Quando chegam as primeiras Os infectados vão ser vacinados?
doses da primeira vacina, a Quem já esteve infectado pode
Pfizer-BioNTech? receber a vacina, porque nos
No dia 24 ou no dia 26. A ensaios clínicos a vacina foi
distribuição ocorrerá em administrada a pessoas que já
simultâneo nos 27 tinham contraído a doença.
Estados-membros da União Disse que a eficácia será inferior
Europeia e o que já está fechado é o aos cerca de 95% anunciados nos
Francisco Ramos Não acha problemático chegar às pessoas que acordo político de que a vacinação
arrancará em todos os países entre
ensaios clínicos e que deverá
oscilar entre 70 a 80%. Porquê?
não têm telemóvel — e que não podem receber o SMS que as os dias 27 e 29 de Dezembro. Em todas as tecnologias acontece
Quais são os hospitais escolhidos isso. Apostaria que vai ser bem
questiona sobre se querem ser vacinadas. Podem ser enviadas para a administrar as primeiras abaixo de 95%. E, se Æcar por esses
doses a profissionais de saúde? números [70% a 80%], será uma
cartas. E nas terras pequenas pode bastar “um recado” Essa lista ainda não está fechada, efectividade excelente, muito acima

Luz
A grande verde da comissão
a 23 de Dezembro
operação A Comissão Europeia deverá conceder
A viagem começa
uma autorização condicional de introdução As vacinas da BioNTech/Pfizer viajam para os
no mercado válida em todos os 27 países da UE e chegam entre 24 e 26 de
Estados-membros da UE e do Espaço Dezembro. Durante o transporte, assegurado pela
Tiro de partida Económico Europeu. Há mais quatro Pfizer (que não adianta detalhes sobre a operação),
vacinas (Moderna, AstraZeneca/Oxford, devem ser mantidas a uma temperatura de -80º. A
A Agência Europeia Janssen/J&J e Curevac) Portugal, as duas primeiras caixas, pelo menos, chegam
do Medicamento (EMA) deve em desenvolvimento. de avião. As vacinas serão armazenadas num local (não
aprovar hoje a vacina da BioNTech/ A EMA deverá pronunciar-se identificado) na região centro, no continente, noutro no
Pfizer. A União Europeia (UE) em Janeiro sobre a da Funchal e noutro ainda em Ponta Delgada, segundo
comprou 200 milhões de doses e Moderna. Francisco Ramos. As da BioNTech podem permanecer
reservou mais 100 milhões. As até seis meses nesses locais, guardadas a -80º.
vacinas deste consórcio são Daí, serão distribuídas pelas administrações
produzidas na fábrica de regionais de Saúde, agrupamentos de
Puurs, na Bélgica. centros de saúde e outros pontos de
vacinação. O país deverá receber no
total 22,8 milhões de doses.

Nova variante Maria Lopes


a entrar os cidadãos portugueses e de
outras nacionalidades desde que aqui
que em Portugal ainda não foi detec-
tado qualquer caso da variante iden-
tiverem teste, serão encaminhados à
chegada pelas autoridades para o

Portugal
A
penas quatro horas antes de tenham autorização legal de residên- tiÆcada em Inglaterra. fazerem no aeroporto e Æcarão em
fechar as fronteiras aéreas a cia, mas todos têm de trazer um com- O Ministério da Administração isolamento. A medida será “actuali-
todos os viajantes não por- provativo de “teste laboratorial” com Interna (MAI), que anunciou o fecho zada de acordo com a evolução da
e parte da tugueses ou não residentes
que cheguem em voos vin-
resultado negativo para o vírus SARS-
CoV-2. O apertar das restrições em
de fronteiras apenas duas horas
depois de o Ministério dos Negócios
situação”, diz o MAI.
Ainda assim, a Direcção-Geral da
Europa dos do Reino Unido, Portu-
gal anunciou ontem à noite que aÆnal
relação ao Reino Unido é o resultado
do agravamento da situação naquele
Estrangeiros (MNE) garantir ao
PÚBLICO que não havia intenção de
Saúde desvalorizou a situação, consi-
derando que esta mutação é uma

fecham se juntava, às 24h, a países como a


França, Alemanha, Bélgica, Itália,
Suécia, Holanda, Irlanda e Escócia
país devido à nova variante do coro-
navírus, que tem um potencial de
contágio superior de até 70% e que
o fazer, não especiÆca, porém, a ante-
cedência com que o teste dos viajan-
tes deve ser feito.
ocorrência “esperada”, que não é
“motivo de preocupação por si só” e
“não parece ter impacto na mortali-
portas ao que, durante a tarde, tinham já anun-
ciando a suspensão das ligações
levou ao conÆnamento de Londres,
da região sudeste e de parte do Leste
Depois do anúncio, terão chegado
ontem à noite ao aeroporto de Lisboa
dade”. “A maioria das mutações não
aumenta o risco para o ser humano.

Reino Unido aéreas, ferroviárias e rodoviárias com


origem no Reino Unido. A diferença
é que em Portugal poderão continuar
de Inglaterra desde ontem e até dia
30. Ao PÚBLICO o Instituto Nacional
de Saúde Dr. Ricardo Jorge garantiu
três voos, e estavam previstos para
hoje outros dez — sem contar com
Porto e Faro. Se os passageiros não
No entanto, algumas mutações ou
combinações de mutações podem
fornecer ao vírus uma vantagem
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020 • 3

do que é normal nas outras vacinas. vacina, a qualquer medicamento, a E se não for possível? serão poucos?
Em caso de reacções adversas qualquer acto de diagnóstico. É um Hão-de-ser vacinados ou não Nas estimativas que temos para uma
graves, quem é que se vai princípio básico. mesmo sem parecer do Conselho de velocidade cruzeiro, de 50 mil
responsabilizar? Os Estados ou Mas isso não acontece com as Ética. Como é que se fez na gripe? doses por dia, é suÆciente envolver
as farmacêuticas? vacinas anuais do Programa Levantada a questão, acho que deve 20% dos enfermeiros que trabalham
Francamente, essa questão não me Nacional de Vacinação… ser o Governo a pedir um parecer, o nos cuidados de saúde primários.
preocupa neste momento, mas sim Acontece sim. Presume-se que está que recomendo é que peça. Esta Mas haverá momentos em que
a de garantir que há condições de a consentir pelo facto de se vacina é nova, foi desenvolvida precisaremos de administrar mais
segurança nos locais de apresentar para tomar a vacina. rapidamente, mas ou temos do que 50 mil por dia. Como é que
administração para que essas Esta vacina é nova. Como é que conÆança nas agências do vamos conseguir aumentar a
situações sejam atendidas de as pessoas vão ser informadas medicamento ou não. E já se capacidade? Por exemplo, com os
imediato. das eventuais reacções adversas? pronunciaram [aprovaram a da centros dedicados exclusivamente à
Mas as farmacêuticas pediram Como é que se faz com as pessoas PÆzer] a agência canadiana, a vacinação, sobretudo nos centros
apoio aos Estados, se alguma com demência? britânica, a norte-americana, hoje urbanos, nas cidades. Mas a minha
coisa corresse mal, não foi? Essa é uma questão que [sábado] foi a da Suíça. estimativa é que antes de Maio não
Se há processo em que a Europa se provavelmente ainda terá de ser Já sabem quantos funcionários e haverá vacinas suÆcientes em
portou muito bem, foi este. A esclarecida. Acho que devemos residentes em lares e internados Portugal para que isso seja
Europa começou por dar apoio no solicitar um parecer ao Conselho em unidades de cuidados necessário, a menos que aconteça
desenvolvimento da vacina e foram Nacional de Ética para as Ciências continuados querem ser algum milagre. As vacinas que
larguíssimos milhares de milhões de da Vida para ver como se obtém o imunizados? vamos receber no primeiro
euros. Deu apoio à indústria, consentimento informado das Esse é um processo que já está a trimestre diÆcilmente ultrapassarão
sobretudo com compras pessoas que não têm capacidade de decorrer e está a ser promovido os 2,5 milhões, num cenário
antecipadas e com a garantia de que decidir por si próprias. pelas unidades de saúde a nível optimista, que implica que a
as vacinas serão pagas mesmo que Nos lares de idosos, uma parte local. aprovação da vacina da Astrazeneca
não sejam aprovadas. Foi isso que substancial dos residentes sofre Haverá lares mais prioritários do ocorra muito depressa.
permitiu que começassem já a
produzir em larga escala .
Queremos ir de demência. O parecer ainda
virá a tempo, quando se prevê
que outros?
Não. Queremos ir a todos os lares
Provavelmente será menos do que
isso, seguramente um milhão e
No plano prevêem o a todos os lares que a vacinação arranque em em Janeiro e Fevereiro. A meio, entre a vacina da PÆzer e a da
consentimento esclarecido antes
da administração da vacina. em Janeiro Janeiro e termine em Fevereiro
nos lares?
expectativa é que, só em Janeiro, se
consiga atingir 75% das pessoas
Moderna.
No plano prevêem, porém, dois
Como é que isso vai ser feito?
A regra do consentimento
e Fevereiro Espero que sim, que seja possível
obter todos os esclarecimentos
residentes em lares.
Diz que basta envolver 20% dos
cenários que passam pela
vacinação a duas velocidades.
informado aplica-se a todos os sobre isso até que a vacinação enfermeiros dos centros de Se mantivermos 50 mil inoculações
cuidados de saúde, seja a uma arranque. saúde na primeira fase. Não por dia, são 25 mil pessoas c

A segurança Mais vacinas a 5 de Janeiro


O transporte a partir dos locais de
armazenamento para os pontos de vacinação A partir de dia 5, segundo Francisco Ramos, e até
é garantido por empresas de distribuição por 21 de Janeiro chegarão mais 303.225 doses da vacina
grosso de medicamentos, licenciadas pelo Vacinação da BioNTech/Pfizer. São no total 62 caixas: 58 irão para
Infarmed. O plano de vacinação prevê um dispositivo em simultâneo: Portugal continental; 4 para a Região Autónoma da
de “desembaraçamento de trânsito, efectuado pelas 27 de Dezembro Madeira; 4 para a Região Autónoma dos Açores. Das 62
forças de segurança, para facilitar o deslocamento” das caixas, 29 serão reservadas para a segunda dose da vacina,
vacinas. Está previsto apoio aéreo, se necessário, para A vacinação arranca em todos os países isto é, não serão utilizadas no imediato, porque é necessário
garantir a segurança do transporte. Os locais de carga da UE a 27 de Dezembro. Em Portugal, o 1.º garantir a segunda toma, caso haja uma falha na distribuição por
e descarga terão também vigilância policial. E nos lote a chegar tem 9750 doses (de um bolo de parte da farmacêutica. Para já, todo o processo está dividido em
centros de vacinação haverá forças de segurança, 1,2 milhões que deverão chegar no próximo três fases de vacinação: na 1.ª é vacinada a população prioritária
para “evitar concentrações excessivas que ano da marca da BioNTech). Os primeiros a (como os profissionais de saúde e os utentes e profissionais de
quebrem as regras do distanciamento social”. vacinar são um grupo de profissionais de lares, entre outros). A rede de postos de vacinação será
Depois de sair dos armazéns, as vacinas saúde. O processo acontecerá entre 27 constituída nesta 1.ª fase por centros de saúde, lares, unidades
podem permanecer 30 dias nas caixas e 29 de Dezembro. A vacina é dada de cuidados continuados. A expansão da rede
térmicas fornecidas pelo no braço, é intramuscular e (nomeadamente a farmácias) está prevista para depois de
fabricante. compreende duas inoculações Março. Após a abertura das caixas térmicas nas quais
separadas por 21 dias. a vacina é transportada, esta pode ficar
armazenada durante cinco dias em
frigoríficos semelhantes a frigoríficos
domésticos.
selectiva, como o aumento da trans- vários países — alguns onde já foram gista da Faculdade de Ciências da a vacina deixe O virologista
missibilidade ou uma maior capaci- detectados infectados com a nova Universidade de Lisboa Manuel Car- de ter eÆcácia”, Pedro Simas, do
dade de evadir a resposta imune do estirpe —, da assunção por Inglaterra mo Gomes: adivinha-se “muito traba- uma vez que esta “actua Instituto de Medicina
hospedeiro”, adiantou ainda a DGS, de que a situação estava “fora de con- lho de laboratório”. “Temos de inten- em toda a proteína spike”, a mesma Molecular de Lisboa, vai pelo mesmo
citada pela Lusa. trolo” e devido aos pedidos para uma siÆcar a sequenciação genética dos que terá sofrido alterações com a caminho. “Temos de aguardar e estar
posição uniforme, o Conselho Euro- casos suspeitos, como as reinfecções, nova estirpe do vírus. No entanto, atentos. Não é expectável que tenha
Especialistas desvalorizam peu reúne-se hoje de emergência. e investigar a estirpe do vírus que está com a nova variante, o R (indicador um impacto gigantesco na vacina (…),
Depois de ao Æm da manhã o MNE ter Ontem estiveram já reunidos, online, a causar a doença”, descreve, subli- de contágio da doença) pode mas é muito precoce especular em
dito que estava a seguir “com aten- o Presidente francês, a chanceler ale- nhando que será fundamental acom- aumentar até 0,4 pontos, o que faz relação a isso”, aÆrmou, citado pela
ção” a situação, mas que preferia as mã e os presidentes da Comissão panhar casos de falhanço da vacina, com que seja “natural que o proces- Lusa. Pedro Simas desvaloriza o novo
medidas tomadas “universalmente, Europeia e do Conselho. isto é, em que pessoas vacinadas con- so de transmissão ande um bocado cenário: “Estão sempre aparecer
em vez de restringir em demasia as A Organização Mundial de Saúde traiam a doença “para veriÆcar se se mais depressa”. estirpes novas localizadas geograÆca-
possibilidades de circulação”, ao iní- também pediu à Europa que aumen- trata ou não desta variante”. O que fazer então para lidar com mente, mas isso, de certa forma, é um
cio da noite o PSD apelou ao Governo te a capacidade de sequenciação do Questionado sobre o impacto da ela? O epidemiologista insiste na bom sinal: é sinal de que não se está
a que impusesse medidas de controlo vírus, para se perceber melhor os ris- nova variante na vacina, diz que importância do uso de máscara, do a reverter para estirpes mais virulen-
como a restrição de voos. Também cos da nova variante. ainda é cedo para tirar conclusões, distanciamento físico e da higiene tas, que provoquem doença mais
por causa da reacção em cadeia dos É isso que defende o epidemiolo- mas admite ser “pouco provável que frequente das mãos. grave.” com Pedro Bastos Reis
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
4 • Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020

Destaque Covid-19
vacinadas diariamente [porque são [Novavax] e haverá provavelmente temos de ter extrema prudência. A não ser vacinados.
necessárias duas doses], e, assim, com outras. Espero que a Europa prioridade agora é mantermos No caso das pessoas que não têm
para vacinar 10 milhões de assuma as suas responsabilidades todos os cuidados. A vacina é uma telemóvel, os serviços de saúde
portugueses seriam necessários no sentido de dispensar algumas enorme esperança para procurarão soluções alternativas.
400 dias. Temos de ser capazes de dessas vacinas aos países que terão conseguirmos ultrapassar a Numa grande cidade será
fazer mais depressa. Uma das mais diÆculdades em comprá-las. É pandemia, mas é apenas uma parte provavelmente uma carta, numa
formas é ter centros de vacinação,
outra é, por exemplo, envolver
um erro que um país seja egoísta e
queira as vacinas só para si. Não é
da solução, não é um milagre, não é
o golpe de mágica que tudo vai
pequena localidade, um recado que
alguém fará chegar à própria
Vai haver um portal
nessa fase também as farmácias. possível Æcarmos protegidos, se nos resolver e, sobretudo, o início da pessoa. Dada a capilaridade que o interactivo onde as
Falam mesmo na possibilidade
de chegar às 150 mil por dia. Isso
vacinarmos só a nós.
As compras para Portugal
vacinação não deve implicar
qualquer alteração nas exigências
Serviço Nacional de Saúde tem,
haverá certamente formatos muitos pessoas podem
é exequível?
Se tivermos nalgum mês três
podem atingir que quantidade?
Trinta milhões de doses?
que teremos de manter pelo menos
por seis meses.
diferentes de chegarmos às pessoas.
Vamos tentar chegar a todas. Vai
obter informação,
milhões de doses para administrar,
precisamos de ser capazes de o
Bastante mais do que isso. Já
imaginou a quantidade de pessoas
Como é que tencionam informar
a população que está cheia de
haver também um portal interactivo
onde as pessoas podem obter
como uma previsão
fazer a um ritmo de 150 mil doses em África, América do Sul, Ásia, que dúvidas sobre todo este informação, como uma previsão sobre o calendário
por dia [75 mil pessoas por dia]. O
plano estima uma capacidade
só terão vacinas se países como os
europeus, os Estados Unidos, o
processo?
Provavelmente ainda este mês
sobre o calendário da sua
vacinação. Haverá igualmente uma da sua vacinação. E
máxima de 150 mil inoculações por
dia, mas há dados que baralham um
Canadá, a Austrália, suportarem a
aquisição de vacinas para eles?
vamos começar a difundir SMS com
informação. O veículo será o
linha telefónica onde podem obter
todos os esclarecimentos.
uma linha telefónica
bocadinho as contas, porque a
vacina da Janssen é só uma dose e
A nova estirpe que surgiu no
Reino Unido não vai ter impacto
sistema de protecção civil que tem
sido usado para situações como o
O presidente da Associação de
Medicina Geral e Familiar diz
para todos os
essa, se tudo correr bem, em Junho
poderá estar disponível para ser
nos planos de vacinação?
Não arrisco meter-me nisso...
mau tempo, incêndios, etc.
Mas como vão chegar às pessoas
que há mais do que 400 mil
pessoas a partir dos 50 anos com
esclarecimentos
usada também. É razoável pensar que que não têm telemóvel? No as doenças mais graves incluídas
Portugal vai receber apenas os conseguiremos chegar à plano diz-se que os incluídos no na primeira fase da vacinação.
22,8 milhões de doses que estão imunidade de grupo no Verão? grupo dos 400 mil com Diz que serão o dobro.
já pré-acordados ou as Sim, é possível, porque o que os co-morbilidades receberão um A DGS está a trabalhar com as
aquisições ainda vão ser especialistas dizem é que a SMS a perguntar se querem ou sociedades cientíÆcas no sentido de
alargadas nos próximos meses? imunidade será conseguida com fazer uma caracterização mais Æna.
Seguramente vão ser alargadas. 60% a 70% da população. Mas Os 400 mil são meramente uma
Comprar mais fará todo o sentido. estimativa, não se fez uma
Houve entretanto [um pré-acordo] identiÆcação prévia.
com mais uma nova empresa
Chamados por SMS
As pessoas incluídas na 1.ª fase da vacinação vão
ser contactadas por SMS para dizerem se querem ou
Sala de não ser vacinadas. Se responderem sim, recebem um
novo SMS para agendamento. Quem não for contactado, e
situação tiver critérios para a 1.ª fase, “poderá contactar o SNS”,
Está a ser montada uma “sala de situação” explicou há dias a ministra da Saúde, Marta Temido. O 1.º grupo,
destinada a acompanhar globalmente o prioritário, é constituído por 250 mil funcionários e residentes em
processo de vacinação. Aqui vai garantir-se a lares ou internados em unidades de cuidados continuados, 300
articulação permanente entre todas as entidades, mil profissionais de saúde, das forças de segurança, das forças O resto do calendário...
receber informação sobre problemas que surjam, armadas e de outros serviços críticos e 400 mil pessoas a partir
responder às questões durante o processo de dos 50 anos com doenças de risco, como insuficiência cardíaca. Na 2.ª fase serão vacinadas, estima-se,
vacinação e produzir pontos de situação. Nessa sala A vacinação nos lares será realizada com equipas móveis, caso 2,7 milhões de pessoas com 65 ou mais
estarão elementos da DGS, do Ministério da Saúde, do estes não tenham enfermeiros. “As ARS vão eventualmente anos com ou sem patologias (que não
Infarmed, dos Serviços Partilhados do Ministério da superintender o processo”, diz Francisco Ramos. “Por tenham sido vacinadas previamente);
Saúde, das Forças de Segurança, das Forças Armadas exemplo, uma caixa com 4875 doses sai do armazém pessoas entre os 50 e os 64 anos com
e “outras entidades que se julgue adequadas”, lê-se central para a ARS do Alentejo. Os serviços diabetes, neoplasia maligna activa,
no plano. Os postos de vacinação terão de ter, farmacêuticos da ARS dividem as doses, que vão insuficiência hepática, hipertensão arterial,
entre outros, acesso à Internet e aos sistemas para o lar da Nossa Senhora do Rosário, para entre outras. Na 3.ª fase (Julho) entra a
que permitem o registo das inoculações. o da Dona Maria...” Há no total 733 restante população. Mas podem ser
Estão a ser aplicados testes de pontos de vacinação definidos um 3.º e 4.º grupos
cibersegurança a estas previstos. prioritários, consoante o ritmo
plataformas. de entrega das vacinas.

BioNTech Clara Barata


cial do ARNm, mesmo que isso signi- dos na madrugada de sábado, e que terapêuticas. No caso das vacinas
Æcasse a sua humilhação proÆssional deverá ter uma autorização seme- para a covid-19, as células produzem

A história
A
história do casal de cientis- durante anos. lhante na União Europeia, após uma uma proteína que o novo coronavírus
tas alemães de origem turca Hoje, Katalin Karikó, de 65 anos, reunião da comissão que a está a ava- tem à superfície. Assim, treinam o
que dirigem a BioNtech, a faz parte da direcção da BioNtech liar na EMA, a 6 de Janeiro, baseia-se sistema imunitário para reconhecer
de uma empresa que desenvolveu a
vacina contra a covid-19 a
(que tem um acordo de produção e
distribuição da sua vacina contra a
também no trabalho dela e de Drew
Weissman, na Universidade da Pen-
o vírus, em caso de infecção.
O avanço de Karikó e Weissman, de
cientista que a Agência Europeia do
Medicamento deve dar hoje luz ver-
covid-29 com a multinacional farma-
cêutica Pfizer) e tem a satisfação de
silvânia, nos EUA.
O ARNm é uma molécula que copia
que hoje se fala como merecedor de
um Prémio Nobel, foi concretizado

que não de, Æcou-nos marcada na memória


como um exemplo feliz do sucesso de
uma tecnologia nova, a do ARN men-
ver a tecnologia na qual começou a
trabalhar ainda na Universidade de
Szeged, na Hungria, usada numa vaci-
as instruções do código de ADN, que
estão no interior do núcleo das célu-
las, para outras estruturas celulares,
num artigo cientíÆco de 2005, numa
altura em que esta área de investiga-
ção estava praticamente morta. Kata-
desistiu do sageiro (ARNm), e uma história pes-
soal positiva. Mas por trás de Özlem
na capaz de ajudar a humanidade —
que era o que ela sempre quis.
os ribossomas, onde são produzidas
proteínas. Quando foram criadas for-
lin Karikó tinha sido despromovida
pela Universidade da Pensilvânia por

ARNm Türeci e Ugur Sahin está outra histó-


ria marcante, a de uma cientista hún-
gara que acreditou sempre no poten-
A vacina da Moderna, que teve
aprovação para uso de emergência
durante a pandemia nos Estados Uni-
mas sintéticas de ARNm, em 1961, os
cientistas logo pensaram usá-las para
pôr as células a fabricar substâncias
insistir em trabalhar no ARNm, quan-
do nem conseguia bolsas de investi-
gação. Ganhava nessa altura menos
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020 • 5

do que um técnico de laboratório, Apesar desse desinteresse por algo cial, tanto na Moderna como na BioN- O apoio da PÆzer permitiu-lhes tra-
contou à Wired. que parecia então Æcção cientíÆca, tech. Este ano, a Moderna chegou a balhar sem os apoios dos EUA para
No artigo, os cientistas relatavam alguém estava, no entanto, a prestar valer 35 mil milhões de dólares — desenvolver a vacina da covid-19 — a
uma solução para ultrapassar o pro- atenção — verdadeiros nerds, como antes mesmo de ter um único produ- PÆzer, que é uma gigante farmacêuti-
blema que, desde que foi descoberto os cientistas que viriam a fundar a to no mercado. Recebeu também ca com outros meios que não estão
o ARN mensageiro, em 1961, tinha Moderna, nos EUA, e Ugur Sahin, o cerca de 2,5 mil milhões de dólares ao alcance da Moderna, também se
travado a sua aplicação terapêutica: médico alemão que é o administra- do Governo norte-americano para manteve de fora dos apoios estatais.
quando era injectado no organismo, dor da BioNtech e é viciado em man- desenvolver a vacina contra a covid- Mas a realidade do clima de inves-
o sistema imunitário considerava-o ter-se a par de tudo o que sai nas 19, que agora teve autorização de timento é bem diferente nos dois
uma invasão e destruía-o. A resposta revistas de investigação de medicina, emergência. lados do Atlântico, e isso pode ser
inÇamatória podia até pôr em risco a diz o Financial Times, que esta sema- A BioNtech, de Özlem Türeci e apreciado pela diferença na dotação
vida do doente. na escolheu o casal alemão de origem Ugur Sahin, seguiu um caminho dife- dos orçamentos para a investigação
A novidade apresentada por Karikó turca à frente da BioNtech como pes- rente. O casal de cientistas apaixona- e desenvolvimento da Moderna e da
e Weissman foi a criação de uma soas do ano. do pela imunologia criou esta empre- BioNtech nos últimos três anos, faz
molécula de ARNm artiÆcial que pode Derrick Rossi, então bolseiro pós- sa em 2008 com o objectivo de des- notar o Le Monde: 1400 milhões de
ser administrada de forma segura. Se doutoramento na Universidade de envolvertratamentosindividualizados dólares na empresa norte-americana
se pensar nela como um colar, em Stanford, nos EUA, foi quem come- para o cancro com base na tecnologia e 490 milhões na BioNtech.
que cada conta é uma letra ou base çou a sonhar alto ao ler o artigo de do ARNm. Tem centenas de artigos A verdade é que tanto a BioNtech
química, o que os cientistas Æzeram Karikó e Weissman — embora na altu- cientíÆcos publicados, centenas de como a Moderna operam num sector
foi alterar uma das contas da molécu- ra estivesse mais a pensar em criar Katalin Karikó faz parte da patentes pedidas, investiu na forma- de nicho, em que o sucesso com a
la — a uridina. Parece igual, mas já não células estaminais com características direcção da BioNtech ção e captação de jovens investigado- vacina da covid-19 abre tantos hori-
desencadeia rejeição. “Percebemos determinadas à partida usando a tec- res, com apoios do Estado alemão zontes que há quem fale numa revo-
na altura que isto era muito impor- nologia de ARNm. Rossi foi um dos tinguiu-se por uma política de comu- para isso. lução para a medicina.
tante e que podia ser usado para vaci- fundadores da Moderna, em 2010, nicação comercial agressiva, seguida Mas para a sua solidez Ænanceira Vão longe os tempos em que Kata-
nas e terapias. Portanto, escrevemos criada especiÆcamente para desen- pelo seu administrador, Stéphane foi fundamental o apoio de dois lin Karikó era desconsiderada por
um artigo, pedimos uma patente, volver terapias com base na tecnolo- Bancel. Esta tem-lhe permitido con- irmãos gémeos milionários da Bavie- insistir numa tecnologia de que nin-
criámos uma empresa e descobrimos gia do RNA mensageiro. vencer multinacionais farmacêuticas ra, Andreas e Thomas Strüngmann, guém tinha resultados. Em 2013,
que não havia interesse nenhum nis- Sem um único medicamento no e investidores a canalizar grandes que Æzeram fortuna ao venderem a quando aceitou o convite da BioN-
to”, recordou Katalin Karikó. mercado até agora — a vacina contra somas para a empresa, conÆando que sua empresa de medicamentos gené- tech e deixou a Universidade da
Face ao desinteresse na altura, a a covid-19 é o primeiro produto para têm uma plataforma tecnológica que ricos ao grupo farmacêutico suíço Pensilvânia, gozaram com ela.
Universidade da Pensilvânia vendeu o qual a Moderna tem autorização de pode ser adaptada para vários trata- Novartis. Os irmãos Strüngmann “Riram-se de mim e disseram: ‘A
a patente pedida por Karikó e Weiss- comercialização, embora seja ainda mentos, segundo o site especializado dedicam-se desde então a Ænanciar BioNtech nem sequer tem um site’”,
man, que deixaram de ter controlo provisória, tal como acontece com a STAT news. A área da oncologia é empresas de biotecnologia, algo pou- contou à Business Insider. Quem está
sobre ela. da BioNtech-PÆzer —, a Moderna dis- aquela em que foi feita a aposta ini- co comum na Europa. a rir-se agora?

PUBLICIDADE

É o meu Também é meu. É nosso.


presidente.

O presidente é de todos. E une todos.


No dia 24 de janeiro, vote.
Votar é seguro.

#VOTARESEGURO
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
6 • Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020

Espaço público

“Brexit”, o fim da aventura

N
o princípio dos anos 60, -ministro e, em 1966, acossado pela domingo como deadline para que o
Editorial um jovem ambicioso, crise económica, inicia as negociações texto possa ainda ser ratiÆcado este
mortinho por ser líder do para a entrada no mercado comum. ano, mas Michel Barnier, o responsável
Partido Trabalhista, Contra a vontade de grande parte dos pelas negociações, já deu a entender
chamado Harold Wilson trabalhistas, torna-se “europeísta”. que as conversações vão continuar. A
descobriu uma causa — ser contra a Finalmente, depois de muitas crises, o questão das pescas, do acesso europeu
entrada do Reino Unido no mercado Reino Unido entra na CEE a 1 de Janeiro às águas do Reino Unido, parece ser
Ana Sá Lopes comum. O país tinha Æcado de fora do de 1973 (pela mão dos conservadores), agora a mais complexa.
Tratado de Roma de 1957, mas o o dia do início de uma conturbada Apesar de ter sido o lema “Get Brexit
primeiro-ministro conservador Harold história que meteu dois referendos e a done” que fez Boris Johnson alcançar
MacMillan começava a ponderar cujo Æm assistimos por estes dias. há um ano uma incrível maioria, a
juntar-se aos fundadores. Wilson faz O Reino Unido foi sempre um popularidade do primeiro-ministro
discursos ferozes contra a ideia, muito membro atípico da União Europeia e o tem vindo a cair e a contestação entre
antes de o então líder do Labour, Hugh sentimento anti-Europa existe desde os conservadores cresce — sobretudo
Gaitskell, que, estando inicialmente em os primórdios. Não é só o medo da por causa da covid. A falta de um
dúvida, acabar por se render à tese de imigração ou o “populismo” que acordo pode ser muito prejudicial para
Wilson. Em 1961, na conferência dos explicam o “Brexit”, nem o um homem que se aÆrmou
trabalhistas, Gaitskell diz que a entrada afastamento da UE foi ao longo de politicamente quando abraçou a ideia
Com a mutação do no mercado comum seria o Æm da décadas uma coisa só dos de saída da UE. Numa altura difícil, em
SARS-CoV-2 a cancelar Grã-Bretanha como Estado conservadores. que uma mutação do SARS-CoV-2
voos de e para o Reino independente e de “mil anos de Se o mais provável, no ponto actual descoberta no Sul de Inglaterra está a
Unido, a sensação de História”. Wilson diz que o “discurso das negociações, parece ser uma saída provocar uma avalancha de
histórico” do líder deveria ser editado do Reino Unido sem acordo, é verdade cancelamento de voos de e para o
isolamento de um “no e distribuído a todos os militantes do que a UE costuma surpreender os seus Reino Unido, a sensação de isolamento
deal” até para Boris será partido. Harold Wilson acaba por ser cidadãos à 25.ª hora. O Parlamento de um “no deal” até para Boris será
difícil de aguentar eleito líder do Labour e primeiro- Europeu estabeleceu as 24h deste difícil de aguentar.

CARTAS AO DIRECTOR
O exemplo que processo objectivo, transparente e Trata-se das respectivas instalações famigerado complemento social nem proposta política que
vem da Ucrânia imparcial. A maioria dos antigos aeroportuárias, que sinalizam aeroportuário do Montijo. vise melhorar as condições de vida
funcionários não passaram nos como insuÆcientes, e talvez Fernando Freitas, Carcavelos da população. A saúde era para
O que aconteceu a Ihor Homenyuk testes e 600 novas pessoas com proporcionadoras de situações privatizar totalmente, depois já
é horroroso e gostaria de acreditar formação escolar adequada foram como as que ocorreram. Áreas por Uma no cravo, outra não era; a votação da resolução
que foi uma excepção, embora contratadas, e os novos recrutas certo tacanhas, tortuosas e na pata do burro sobre o Novo Banco foi
abusos a imigrantes não o sejam receberam treino intensivo. Talvez conducentes a levar a efeito acções ridicularizada por Ventura, que
infelizmente. Eu próprio em 2003 o SEF necessite de algo assim, para menos claras por pessoas João Miguel Tavares ( J.M.T.) e votava contra, depois abstinha-se e
experimentei o que era o SEF, na começar com o registo limpo! deÆcientemente formadas, ou de outros comentadores com opiniões acabou por votar a favor. Cabriolas
qualidade de alguém que estava a Júlio Castro, Arcozelo mau carácter. Claro que, para inclinadas à direita têm vindo a e momices políticas são o cunho de
pedir uma reuniÆcação familiar. E pessoal com sólida formação moral demonstrar que o Chega, uma vez Ventura. Em termos de propostas
claro que notei a maneira SEF versus aeroporto e proÆssional, não serão as legalizado pelo Tribunal políticas, a extrema-esquerda
arrogante e grosseira com que os de Lisboa deÆcientes condições das Constitucional, passou a fazer orienta-se sobretudo para uma
imigrantes eram tratados — embora instalações que conduzirão a parte da família política portuguesa utopia social assente numa mais
sendo português nunca fui sujeito Não faço mais considerações, para situações como a ocorrida. Mas e que tentar riscá-lo do mapa seria justa distribuição da riqueza e na
a tal tratamento, mas sim a uma além de todas as que têm sido acredito que com instalações algo semelhante ao que faria a defesa dos direitos dos mais
tentativa de extorsão por um feitas sobre o triste, e a todos os apropriadas, bem dimensionadas, “outra senhora”. Concordo. Estes desprotegidos e das minorias. O
inspector, camuÇada numa títulos condenável, autêntico a triste situação veriÆcada teria comentadores argumentam que, perigo do extremismo esquerdista
proposta de investimento que eu assassínio do cidadão ucraniano sido evitada. É mais uma achega à se convivemos com aquilo que é pôr em causa a estabilidade
“não podia recusar”. O que é que nas instalações do SEF no necessidade óbvia de um novo designam por extrema-esquerda capitalista? Admito que J.M.T. e
isto tem que ver com o Serviço de aeroporto de Lisboa. Estou certo aeroporto que comporte de forma (PCP e BE), então menos razões outros como ele nos cantem a
Fronteiras da Ucrânia? Esta de que a verdadeira justiça fará correcta, e justa para todos os existem para ostracizar o partido cançoneta dos extremismos. Estão
instituição era largamente justiça, doa a quem doer. Para utentes e funcionários, as de Ventura. Aqui é que me parece no seu direito de nos darem essa
conhecida pelo nepotismo e pela além dos aspectos políticos sobre o respectivas necessidades de bom haver muita areia movediça. música, mas talvez fosse
corrupção descontrolada. E o que que fazer ao SEF, e a sua funcionamento, que o actual Tomemos como exemplo as conveniente pensarem melhor na
fez o governo da Ucrânia? Com a reestruturação, há um dado aeroporto por certo já não principais causas que caracterizam letra da sua canção. Não me parece
ajuda da Organização Internacional inquestionável que não convém contempla. ReÆro um verdadeiro o Chega e que J.M.T. costuma haver qualquer tipo de
de Migrações implementou um nunca esquecer, e que, aliás, o novo aeroporto, e não um enumerar nos seus artigos: prisão equivalência de sinal contrário
novo sistema de recrutamento sindicato dos inspectores do SEF acrescento “apeadeiro”, como perpétua, castração química, entre a extrema-esquerda e a
para seleccionar e contratar tem já referido, e, quanto a mim, acertadamente designou o actual racismo latente, xenofobia extrema-direita em Portugal.
guardas de fronteira através de um de forma bastante correcta. secretário-geral do PCP, ao militante, etc. Não há ali objectivo Rui Silvares, Cova da Piedade

As cartas destinadas a esta secção têm de ser enviadas em exclusivo para o PÚBLICO e não devem exceder as 150 palavras (1000 caracteres). Devem indicar o nome, morada e contacto
telefónico do autor. Por razões de espaço e clareza, o PÚBLICO reserva-se o direito de seleccionar e editar os textos e não prestará informação postal sobre eles cartasdirector@publico.pt
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020 • 7

A opinião publicada no jornal respeita


a norma ortográfica escolhida pelos autores

BARTOON LUÍS AFONSO A xenofobia


bairrista publico.pt
Lisboa Porto
Edifício Diogo Cão, Rua Júlio Dinis,
Doca de Alcântara Norte n.º 270 Bloco A 3.º
Ainda ontem
tem 1350-352 Lisboa
Tel. 210 111 000
4050-318 Porto
Tel. 226 151 000
publico@publico.pt

DIRECTOR
Manuel Carvalho
Directores adjuntos
Amílcar Correia, Ana Sá Lopes, David Pontes, Tiago Luz Pedro
Directora de arte

S
Miguel Esteves Cardoso Sónia Matos
Editoras executivas Andreia Sanches, Helena Pereira Editor de fecho José
e há uma verdade sobre a J. Mateus Editor P2 Sérgio B. Gomes Online Mariana Adam, Patrícia Jesus,
covid-19 é que toca a Pedro Rios, Ivo Neto, Pedro Esteves (editores), Claudia Carvalho Silva, Filipa
Almeida Mendes, Inês Chaíça, Miguel Dantas; Aline Flor, Ruben Martins
todos. Então porque é que (áudio); Carolina Pescada, Teresa Abecasis, Teresa Pacheco Miranda, Vera
ninguém acredita? Moutinho (vídeo); Ricardo Sampaio (responsável técnico); Pedro Guerreiro
Parece que foi ontem (editor de redes sociais), Patrícia Campos, Lucas Freitas; Rui Barros
(jornalista de dados) Política Sónia Sapage, Álvaro Vieira (editores), São
que Manchester José Almeida (redactora principal), Leonete Botelho, Luciano Alvarez
protestava por ter sido posta no (grandes repórteres), Liliana Borges, Margarida Gomes, Maria João Lopes,
Maria Lopes, Marta Moitinho Oliveira, Nuno Ribeiro, Sofia Rodrigues Mundo
escalão 3, ofendida por ter mais Ana Gomes Ferreira, António Rodrigues (editores), Bárbara Reis, Jorge
corona do que Londres. E em Almeida Fernandes, Teresa de Sousa (redactores principais), Rita Siza
Londres, a julgar pelo Twitter e pela (correspondente em Bruxelas), Alexandre Martins, António Saraiva Lima,
Clara Barata, João Ruela Ribeiro, Maria João Guimarães, Sofia Lorena
rádio, os londrinos divertiam-se a Sociedade Rita Ferreira, Pedro Sales Dias (editores), Clara Viana (grande
ser condescendentes com aquilo a repórter), Alexandra Campos, Ana Cristina Pereira, Ana Dias Cordeiro, Ana
Henriques, Ana Maia, Joana Gorjão Henriques, Mariana Oliveira, Natália
que chamam O Norte (tudo o que é Faria, Patrícia Carvalho, Samuel Silva, Sónia Trigueirão Local Ana Fernandes
a norte de Londres, excepto o Norte (editora), Abel Coentrão, Cristiana Moreira, João Pedro Pincha, Mariana
de Londres). Correia Pinto Economia Pedro Ferreira Esteves, Isabel Aveiro (editores),
Cristina Ferreira, Sérgio Aníbal (grandes repórteres), Ana Brito, Luís
Era natural que houvesse mais Villalobos, Luísa Pinto, Pedro Crisóstomo, Raquel Martins, Rosa Soares,
covid no Norte, porque no Norte as Victor Ferreira Ciência Teresa Firmino (editora), Andrea Cunha Freitas,
Teresa Serafim Tecnologia Karla Pequenino Cultura/Ípsilon Paula
pessoas vivem e trabalham todas Barreiros, Inês Nadais (editoras), Vasco Câmara (editor Ípsilon), Isabel
umas em cima das outras, Coutinho (subeditora), Nuno Pacheco (redactor principal), Isabel Salema,
afogando-se em cerveja e espirros e Sérgio C. Andrade (grandes repórteres), Joana Amaral Cardoso, Lucinda
Canelas, Luís Miguel Queirós, Mário Lopes, Vítor Belanciano Desporto
cromosomaticamente impedidos Jorge Miguel Matias, Nuno Sousa (editores), Augusto Bernardino, David
de lavar as mãos. Andrade, Diogo Oliveira, Marco Vaza, Paulo Curado Fugas Sandra Silva

ESCRITO NA PEDRA Agora é Londres que ganha


direito a ter um escalão
Costa, Luís J. Santos (editores), Alexandra Prado Coelho (grande repórter),
Luís Octávio Costa, Mara Gonçalves Guia do Lazer Sílvia Pereira
(coordenadora), Cláudia Alpendre, Sílvia Gap de Sousa Ímpar Bárbara
exclusivamente londrino: o tier 4, o Wong (editora), Carla B. Ribeiro P3 Amanda Ribeiro, Ana Maria Henriques,
Renata Monteiro, Mariana Durães Projectos Editoriais João Pedro Pereira
“Um Presidente não pode ser sempre popular” mais alto dos mais altos; o mais
baixo dos mais baixos.
(editor), João Mestre Fotografia Miguel Manso, Manuel Roberto (editores),
Adriano Miranda, Daniel Rocha, Nelson Garrido, Nuno Ferreira Santos,

Harry S. Truman (1884-1972), Presidente E agora é o Norte horrorizado que


levanta as mãos, aproveitando para
Paulo Pimenta, Rui Gaudêncio, Alexandra Domingos (digitalização), Isabel
Amorim (documentalista) Paginação José Souto (editor de fecho), Marco
Ferreira (subeditor), Ana Carvalho, Ana Fidalgo, Joana Lima, José Soares,
norte-americano sacudir quaisquer gotículas Nuno Costa, Sandra Silva, Sofia Espadinha Martins; Paulo Lopes, Valter
Oliveira (produção) Copy-desks Aurélio Moreira, Florbela Barreto, Manuela
londrinas que a chuva e o vento Barreto, Rita Pimenta Design Digital Dinis Correia (coordenador), David
tenham trazido. Mano, Filipe Ribeiro, Gabriel Sousa, Miguel Cabral Infografia Célia
Rodrigues (coordenadora), Cátia Mendonça, Francisco Lopes, José Alves
É o mesmo jogo que se brinca na Marketing Editorial Joana Villas (coordenadora), João Mota, Ruben Matos
Escócia com a Inglaterra. Culminou Secretariado Isabel Anselmo, Lucinda Vasconcelos Centro de

Jerusalém deve continuar unida, mas com na ordem de fecho da fronteira da


Escócia com a Inglaterra, cheekily
Documentação Leonor Sousa
Publicado por PÚBLICO, Comunicação Social, SA.
espaço para uma capital palestiniana no seu decretado pela Escócia, como se já
Presidente Ângelo Paupério

interior Benny Gantz (declaração do ministro da


Vogais Cláudia Azevedo, Ana Cristina Soares e João Günther Amaral
não fosse do Reino Unido.
Área Financeira e Circulação Nuno Garcia Recursos Humanos Maria José
Aqui em Portugal também nos
Defesa de Israel numa entrevista a um jornal saudita) dedicamos à mesma absurda
Palmeirim Direcção Comercial Mafalda Campos Forte Direcção de
Assinaturas e Apoio ao Cliente Tiago Senna Análise de Dados Elisabeth
Fernandes Inovação Digital Guida Marques Pinto Área Marketing Produto
competição, usando os números de
Alexandrina Carvalho Área de Novos Negócios Mário Jorge Maia
infectados como se fossem
NIF 502265094 | Depósito legal n.º 45458/91 | Registo ERC n.º 114410
resultados de futebol ao contrário: Proprietário PÚBLICO, Comunicação Social, SA | Sede: Lugar do Espido,
O NÚMERO NESTE DIA 21 DE DEZEMBRO

80%
ganha quem mais de aproxima do Via Norte, Maia | Capital Social €4.050.000,00 | Detentor de 100% de
capital: Sonaecom, SGPS, S.A. | Publicidade comunique.publico.pt/
zero. Já levei por ser de Lisboa e publicidade | comunique@publico.pt | Tel. 210 111 353 / 210 111 338 / 226 151
morar em Sintra e, agora que as 067 | Impressão Unipress, Tv. de Anselmo Braancamp, 220, 4410-350
1470 Os navegadores portugueses João de coisas amainaram um pouco por Arcozelo, Valadares; Empresa Gráfica Funchalense, SA, Rua da Capela de
Nossa Senhora da Conceição, 50, 2715-029 Pêro Pinheiro | Distribuição
Santarém e Pedro Escobar descobrem a ilha de aqui, sou encorajado a tirar ilações VASP – Distribuidora de Publicações, Quinta do Grajal – Venda Seca,
São Tomé, ao largo da costa de África. 1620 Os sobre as regiões portuguesas com 2739-511, Agualva-Cacém | geral@vasp.pt
pioneiros do Mayflower desembarcam na costa menos sorte. Membro da APCT Tiragem média total de Novembro 23.435 exemplares
leste norte-americana, no actual lugar de Seria a vingança por terem dito O PÚBLICO e o seu jornalismo estão sujeitos a um regime
de auto-regulação expresso no seu Estatuto Editorial
Plymouth, Massachusetts. 1805 Morre, com 40 que em Lisboa, Sintra e Cascais é publico.pt/nos/estatuto-editorial
anos, o poeta português Manuel Maria Barbosa natural que haja muito corona, Reclamações, correcções e sugestões editoriais podem
ser enviadas para leitores@publico.pt
du Bocage. 1871 É inaugurado, em Setúbal, o porque somos uns promíscuos
monumento a Bocage. 1898 O elemento rádio é badalhocos do pior.
ASSINATURAS
descoberto pelos cientistas Pierre e Marie Quem diria que o bairrismo seria
das unidades hoteleiras algarvias Curie. 1940 Morre, aos 44 anos, o escritor norte- o primeiro sobrevivente da covid? Linha azul 808 200 095
(dias úteis das 9h às 18h)
estão fechadas, diz a Associação -americano Scott Fitzgerald. 1951 Estreia a E quantas novas variantes do publico.pt/assinaturas
dos Hotéis e Empreendimentos primeira novela brasileira, Sua Vida Me bairrismo terão entretanto assinaturas@publico.pt
Turísticos do Algarve Pertence, na extinta TV Tupi de São Paulo. aparecido?
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
8 • Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020

Espaço público

Matar fascistas
director artístico do Teatro Nacional em 2018, tradição? A violência será legítima quando a Apesar da ONU, da UE, da NATO, a ideia de
e viu agora o seu mandato renovado para o ela se recorre para fundarmos um mundo violência revolucionária não morreu, apenas
triénio de 2021-23. A vida tem-lhe corrido melhor? Quando a ela se recorre para aguarda um momento oportuno para de novo
bem. Em 2019, foi galardoado com o prémio defender a democracia? A resposta matar fascistas, para que reabra a época da
Pessoa. Está visto — como de resto já sabíamos subliminar de Tiago Rodrigues é positiva. caça. O título da peça citada é uma
de sobejo — que ser de esquerda rende muito, O que há aqui de chocante? Há aqui de provocação muito reveladora: “Catarina e a
seja ela moderada ou radical. chocante a implícita apologia da violência. beleza de matar fascistas.” Que beleza é esta
Numa espécie de sinopse que acompanha o Da violência revolucionária. A esquerda que se exprime através da violência assassina?

E
anúncio da futura estreia, pode ler-se que a cala-se e, no seu íntimo, aprova; a direita Será que existe algo de belo no horror? Talvez.
M. Fátima Bonifácio
tradição familiar e “antiga que cada membro reprova e rejeita, mas Æca calada. Os meios É lamentável. Porém, o mais tenebroso é
m 9 e 10 de Dezembro, foi exibida da família [de Catarina] sempre seguiu” foi a justiÆcam os Æns? A história do século XX que a “violência”, quer de esquerda ou de
no CCB uma peça encenada pelo de, sem falhas, matar fascistas. Mas o título diz-nos que não. Porém, são tantos e tantos direita, quer seja a violência do Estado,
director artístico do Teatro acrescenta algo mais: acrescenta — a “beleza os intelectuais da segunda metade do século continue a imperar descansadamente. O
Nacional D. Maria II, Tiago de matar”. AÆnal, o acto de matar ergue-se XX que teorizaram e ostentaram — sim, ucraniano morto à paulada — algo que no
Rodrigues, que é também o autor até ao elevado e sublime patamar do belo; ostentaram — a sua cumplicidade e século XXI julgávamos já não fazer parte dos
do texto a que deu o título gentil nessas alturas, cruza-se com os assassinos do solidariedade com a violência soviética e, costumes — não suscitou nenhuma
Catarina e a Beleza de Matar Fascistas. A peça ucraniano que, segundo a tese de Tiago depois, como se o estalinismo não bastasse, indignação ou alarme por aí além. Só
subirá ainda ao palco no Teatro Nacional nas Rodrigues, podem muito bem ter actuado a sua admiração pelo maoismo! Não há como recentemente, graças à comunicação social,
datas simbólicas entre 7 e 25 de Abril de 2021. impelidos por uma irreprimível sede de não concluir que a violência fascina. fomos informados sobre a gravidade do que
Espera-se um sucesso apoteótico, graças à beleza. Mas o mais intrigante, neste século XXI, é o há demasiado tempo se estava a passar. Então
qualidade e pertinência da peça e ao grande A peça, de seguida, para preencher a sua pouco que aprendemos com a História. sim, o assassínio do ucraniano pelo Estado
fervor antifascista que ainda por aí grassa. O notória vacuidade, encena uma dissidência suscitou um sobressalto das consciências. E
desaforo do título escolhido revela o familiar destinada a conferir-lhe uma parece que o dr. Cabrita (o Estado, portanto),
sentimento de impunidade da esquerda, e o pontinha de tensão dramática. Catarina tendo sob a sua alçada tudo o que diz respeito
silêncio envergonhado da direita. Quem, da estraga o que estava pensado para ser “um dia à Administração Interna, teve Ænalmente um
direita, ousou manifestar-se contra uma de festa, de beleza e de morte”: chegado o dia amargo despertar do seu letargo. A aÇição
abjecção destas? Imagine o leitor que eu de matar o seu fascista, hesita, tremula e inspirou-o: colocar um botão na sala de
publicava um texto intitulado “A beleza de recusa-se a perpetrar o assassinato. E a partir interrogatórios para que peçam socorro os
matar comunistas”; imaginem que na minha daí “estala o conÇito familiar”. A discussão O que há aqui de que, apanhados nas malhas diabólicas do
família existia uma “tradição antiga que cada
membro da família sempre seguiu”, a de
suscitada pela recusa de Catarina desagua
numa série de perguntas morais que até aí
chocante? A implícita SEF, já não aguentam mais pancada. Ou seja:
o ministro Cabrita, conhecedor há muito
matar comunistas. Mal o texto fosse tornado não tinham perturbado o remanso familiar: apologia da violência. tempo do que se passa nas instalações do SEF
público, de imediato se levantaria um tsunami
de insultos e uma enxurrada de exigências de
desde logo, o que é um fascista? A sequente
discussão passa-se já sob a presença
Da violência no aeroporto de Lisboa, quis suavizar a
violência do que por lá se faz e ele bem sabe o
ostracização da minha pessoa. fantasmagórica de uma outra Catarina, a revolucionária. A que é. Caso não soubesse, não prevenia a
Quem não venera o PCP nem o Bloco,
quem não simpatiza com a ala esquerdista do
ceifeira Catarina Eufémia, assassinada pela
PIDE em 1954. Este ensombramento
esquerda cala-se e, no coisa com um ridículo botão para quem está
entre a vida e a morte e não experimentou
PS, quem não alinha pela extrema-esquerda, funcionaria como o papel do coro nas seu íntimo, aprova; a ainda a alegria de matar, só o horror de ser
quem não aprecia antifascistas com o zelo de
Tiago Rodrigues merece ser punido e expulso
tragédias gregas. A PIDE não resistira à beleza
de matar Catarina Eufémia! Porque haveria a
direita reprova e rejeita, morto.

da pólis. Tiago Rodrigues foi nomeado família de resistir e violar a sua orgulhosa mas Äca calada Historiadora

Da antiga inteligência natural à nova vacina


Surpreendentemente inovador. Foi apenas circulantes, se o coronavírus, eventualmente, obtém-se redução de casos novos da infecção
Francisco George, Filipe Froes, Gonçalo

A
aÆnado em 2020. Em lugar de ser o agente penetrar na árvore respiratória da pessoa (menor incidência), redução do número de
Órfão, Leila Sales, Carmo Sanches
viral causador de doença, atenuado ou vacinada (imunizada), será neutralizado, doentes internados em hospitais e em
era das vacinas começa com inactivado, que promove protecção através eliminado. Evita-se a infecção, evita-se a Unidades de Cuidados Intensivos (menor
Edward Jenner há 220 anos, de anticorpos (como acontece na vacina doença e evitam-se as suas complicações. prevalência) e redução do risco de letalidade
quando introduziu a primeira contra a paralisia infantil), agora a produção Como resultado Ænal do processo, devida à covid-19.
imunização protectora que de anticorpos ocorre de maneira distinta. Em resumo, redução da morbilidade e
viria, em 1980, a estar na origem Inteligente. A injecção da molécula de Ácido mortalidade especíÆcas e da sobrecarga no
da erradicação da varíola. Ribonucleico mensageiro (ARNm), obtida a sistema em geral e, em particular, no Serviço
Seguramente, uma das maiores descobertas partir das espículas do vírus, envia a Nacional de Saúde.
decorrentes de genial observação natural. mensagem (como se de um “telegrama” se O essencial neste Programa de Vacinação
Agora, também baseada em Inteligência tratasse) às células do organismo para é a informação. Informação credível e
Natural, foi introduzida, igualmente com produzirem proteínas iguais às espículas das As pessoas, uma vez consistente. As pessoas, uma vez
êxito, a vacina para a covid-19, que poderá superfícies do vírus (spike) que, por sua vez, devidamente informadas, tudo farão para
conduzir à eliminação de risco da infecção por serem estranhas, originam a produção devidamente assegurar a protecção individual, familiar,
pelo novo coronavírus em prazo,
certamente, mais curto do que o anterior.
de anticorpos pelo sistema imunitário.
Por outras palavras: engenhosamente, é
informadas, tudo farão comunitária e nacional. É um processo que
será aceite em todas as dimensões. Por cada
Isto é, os 180 anos da vacina jeneriana que essa mensagem, assim enviada para as para assegurar a um e por todos. Socialmente aceite. Sem
eliminaram a varíola a nível mundial serão
muito, mesmo muito, abreviados. Para tal,
células do organismo, que transmite
“ordens” de fabrico da nova proteína que,
protecção individual, reservas e com plena conÆança,
sublinhe-se.
exige-se informação, organização e por ser nova, as células competentes para a familiar, comunitária
confiança.
Ora, a produção da nova vacina baseia-se
defesa imunitária não reconhecem como sua
e que, por isso, induz o fabrico de anticorpos.
e nacional. Por cada Francisco George, Filipe Froes e Gonçalo
Órfão são médicos; Leila Sales e Carmo
num método de fabrico inovador. Nestes termos, a seguir, já com anticorpos um e por todos Sanches são enfermeiras
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020 • 9

O “business as usual” face a um “outlier” histórico


taxa de contracção das importações de bens português, representarão cerca de 1,2% do
indicia um recuo signiÆcativo da procura
Taxa de crescimento real PIB por ano entre 2021 e 2026.
interna doméstica (i.e., do consumo e do Contudo, face à dimensão da crise que já se
investimento). começou a instalar, a reacção das autoridades
8 nacionais e europeias é claramente
A taxa de contracção do PIB real em 2020 insuÆciente e lenta.
será um “outlier” sem precedentes Em particular, como já aqui argumentado
4
F: Banco de Portugal (1978-2019) e Comissão e como também é defendido numa análise
Ricardo Cabral Europeia (previsão 2020) recente de Roel Beetsma, Lorenzo Codogno
A série anual de estatísticas sobre o PIB 0 e Paul van den Noord publicada na VoxEU.
inicia-se em 1977, embora o INE e o Banco de org, o formato da Facilidade de
Muita da política económica Portugal tenham elaborado em 1997 e 2000 Recuperação e Resiliência não será o mais
-4
do presente baseia-se na séries longas, menos Æáveis, dessa variável adequado, nomeadamente porque favorece
que recuam a 1953. Nem uma nem outra série a distribuição de fundos por pequenos
experiência do passado. Ora revelam recessões económicas da ordem de -8
projectos e incentiva os Estados-membros a
a recessão covid-19 é um grandeza da que se veriÆcará em 2020. utilizar esse Ænanciamento em substituição
-9,3%

O
“outlier” De facto, a Comissão Europeia prevê que o -12 de investimento público que já estavam a
PIB português irá cair 9,3% em 2020, em ponderar realizar. Faltam projectos de

1978

1983

1988

1993

1998

2003

(P,CE)
2020
2008
choque económico causado termos reais. Assim, como sugere o gráÆco investimento de grande escala com
pela pandemia de covid-19 tem acima, 2020 marcará a recessão económica impacto no potencial de crescimento de
tido um grande impacto em mais profunda pelo menos desde a Segunda Fonte: Banco de Portugal (1978-2019)
PÚBLICO
longo prazo, defendendo esses autores
e Comissão Europeia (previsão 2020)
vários indicadores Guerra Mundial, senão antes, muito mais projectos pan-europeus em
macroeconómicos e, profunda do que as recessões económicas de infra-estruturas.
surpreendentemente, um 2009 (uma taxa de variação do PIB real de
muito pequeno impacto noutros -3,1%) ou de 2013 (-4,1%). É preciso pensar e agir fora da caixa
indicadores. Comecemos pelos mais Parte do problema que enfrentamos é de
surpreendentes. Em contabilidade pública, Não estamos preparados percepção e de experiência.
as contribuições para a Segurança Social, O problema que uma recessão desta Muita da política económica do presente
CGA e ADSE diminuíram apenas 0,5% nos dimensão coloca é que, por um lado, constitui baseia-se na experiência do passado. Ora a
primeiros dez meses do ano, em comparação um teste sem precedentes à economia, às
O mundo que recessão covid-19 é um “outlier”. A
com o período homólogo. Ora, seria instituições e às políticas económicas conhecemos vai mudar extrapolação da experiência do passado, i.e.,
expectável que o aumento do desemprego e existentes e, por outro lado, não existe nem a o “business as usual”, não serve para
os programas de layoff temporário tivessem experiência nem a capacidade para
muito. Seria bom que responder a um “outlier” desta natureza.
tido um impacto muito mais negativo nesta responder a uma crise desta dimensão. agíssemos quanto antes É necessário introspecção e distanciamento
rubrica das receitas do que se está a veriÆcar. As autoridades nacionais e europeias para que os decisores políticos sejam capazes
Esses dados das contribuições para a parecem reconhecer a seriedade da crise.
em conformidade de alterar o modo de pensamento, de
Segurança Social são consistentes com a Deve-se salientar que, dadas as diÆculdades avaliação e de decisão face a esta crise
evolução da receita do imposto sobre o nas negociações entre Estados-membros, as económica, pondo de parte muitos dos
rendimento de pessoas singulares (IRS) que medidas das autoridades europeias foram ensinamentos da sua experiência pessoal
cresce +2,5% nesse período. Seria céleres e signiÆcativas. Realce-se, em passada.
interessante perceber por que razão estas particular, o programa de compras da Mas é esse o desaÆo que este “outlier” nos
duas rubricas estão a evoluir desta forma emergência pandémica do BCE, a suspensão coloca. O mundo que conhecemos vai mudar
relativamente favorável, dado o actual das regras orçamentais, o protoÆnanciamento muito. Seria bom que agíssemos quanto antes
contexto, mas parece pouco provável que federal e as transferências orçamentais em conformidade.
esta situação se mantenha. federais previstas no âmbito da Facilidade de
Contudo, a taxa de variação homóloga de Recuperação e Resiliência que, no caso Economista. Escreve à segunda-feira
outras variáveis, como a receita de impostos MIGUEL MANSO
directos (-5,8%) e indirectos (-9%), bem como
das exportações de bens (-11,9% nos primeiros
nove meses de 2020) e sobretudo das
exportações de serviços (-40,3% nos
primeiros nove meses, o equivalente a 5,2%
do PIB de 2019), sugerem que a recessão
económica em 2020 será muito profunda.
Também as importações de bens e as
importações de serviços estão a evoluir a
taxas homólogas muito negativas nesse
período de -16,1% e -24,6%, respectivamente.

As trocas externas em contracção


acentuada
Portugal irá registar em 2020 o primeiro
déÆce da balança de bens e serviços desde
2011. Nos primeiros nove meses de 2020, essa
balança deteriorou-se em 3,8 mil milhões de
euros (apr. 1,9% do PIB), o que sinaliza que o
comércio externo terá um contributo muito
negativo para a evolução do PIB português
em 2020.
Aliás, esses indicadores sugerem que as
trocas externas estarão a evoluir a uma taxa
muito mais negativa do que a actividade
económica doméstica. Acresce que a elevada
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
10 • Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020

Política Especial 2020/2021

“Há abusos do poder


legislativo desde Março”
Isabel Moreira A deputada do PS, também constitucionalista,
lamenta que Portugal viva hoje, ao Äm de nove meses, numa
situação de “banalização do estado de emergência” que não
corresponde ao espírito da Constituição
grande ao Governo, permitindo-lhe É verdade que o direito não estava
Na primeira pessoa fazer tudo o que entendesse nessas preparado para isto, entendo o
matérias, e isso pareceu-me muito tactear jurídico. O que não entendo
errado. Por outro lado, sanava é que, ao Æm de nove meses, se
Leonete Botelho Texto
todas as medidas que tinham sido insista em restringir direitos,
Nuno Ferreira Santos Fotografia
tomadas antes da declaração do liberdades e garantias de forma
Isabel Moreira, constitucionalista e estado de emergência e que eram administrativa ou sem autorização
deputada socialista, tem sido uma de muito duvidosa parlamentar.
voz crítica da forma como o constitucionalidade, quando Defende que devia ter sido feita
Governo tem gerido juridicamente restringiam direitos, liberdades e uma lei de emergência
a pandemia de covid-19 e também garantias à margem da Assembleia sanitária. Isso resolvia o
das opções do Presidente da da República. ReÆro-me ao problema?
República em alguns decretos do decreto-lei 10-A/2020, que é o Um dos erros que considero que
estado de emergência. Em instrumento que tem servido como estão presentes neste ano é não ter
entrevista feita antes da última lei de emergência e que é sido aprovada uma lei de
renovação desta excepção inconstitucional, porque viola o emergência sanitária que
constitucional inédita, lamenta que princípio da separação de poderes. fornecesse um quadro legislativo
os poderes do Parlamento tenham Preocupa-a que se crie um consistente e adequado à situação.
sido “ignorados” desde o início e precedente de suspensão de Como Æzeram países como o Reino
critica a banalização do estado de direitos que possa ser usado Unido ou a França, que têm
emergência. noutro contexto menos legislações muito forte no domínio
Tem sido muito crítica do exigente? da protecção civil e da saúde e,
estado de emergência, mas nem Sim, sobretudo isso. Hoje temos mesmo assim, aprovaram leis impressão é que estejamos a viver
sempre o foi. Porquê? um Presidente da República que é especíÆcas para a situação de uma situação pandémica desde
Eu não fui contra a declaração do um democrata, um Governo emergência pandémica. Teria sido Março e não tenha ocorrido ao
estado de emergência, mas há democrático, um essencial, para que o Parlamento Governo apresentar uma proposta
vários aspectos que tenho vindo a primeiro-ministro que ama a não fosse ignorado, aprovar uma de lei à AR para ter um quadro
pôr em causa. É diÆcílima a democracia e não gosta do estado lei de emergência sanitária e que normativo confortável para agir e
posição de quem está à frente dos
destinos do país neste momento e,
de emergência, um Parlamento
com uma esmagadora maioria de
previsse todas as situações em que
o Governo pudesse, por decreto-lei
Incomodou-me, que o estado de emergência tenha
surgido para resolver esse
por isso, a minha primeira palavra partidos democráticos. Mas o simples ou autorizado, restringir desde o início, problema.
é de enorme empatia e adesão ao
sentido geral das medidas e de
Estado não é feito pelos titulares
destes poderes em cada momento.
direitos, liberdades e garantias.
Como isso não aconteceu, e como o Parlamento ter Não seria mais perigosa uma lei
que autoriza o Governo a
enorme elogio e conÆança no
primeiro-ministro e no Governo.
Sempre me preocuparam os
precedentes que deixamos para o
se veio a demonstrar que o quadro
legislativo que tínhamos, em
sido posto à margem restringir sozinho direitos
fundamentais? Pelo menos, o
Temos uma sorte enorme de
estarmos a passar por este
futuro.
Considera que esse abuso do
particular a Lei de Bases da
Protecção Civil, não era suÆciente
deste processo, estado de emergência envolve
Presidente, Parlamento,
momento com verdadeiros poder legislativo inicial se para a restrição de direitos a que terem sido Governo…
democratas à frente do país. Mas
isso não signiÆca que não possa
mantém hoje?
Há sucessivas situações de abuso
fomos assistindo, ao presente não
se viu mais remédio que não a suspensos direitos Arriscado foi termos, desde Março,
um Governo a actuar como quis,
haver críticas, desde logo jurídicas.
Que críticas?
do poder legislativo desde Março, é
uma situação que dura desde que
banalização do estado de
emergência que vivemos hoje. fundamentais por ao abrigo de competências
regulamentares e administrativas,
Eu senti, logo no início, que tinham
sido tomadas medidas sem
foi publicado o decreto-lei
10-A/2020, o qual foi sendo
Mas pode uma lei deste tipo
prever suspensão de direitos
simples a restringir os nossos direitos, sem
qualquer controlo pela AR. Isso é
respaldo constitucional. Na remendado vezes sem conta ao fundamentais sem ela própria competência que é perigoso. Uma lei de
primeira declaração do estado de
emergência, o Presidente da
longo do tempo, sempre na esfera
do Governo, sem qualquer
ser inconstitucional? Não será
sempre necessário o estado de regulamentar ou emergência sanitária permitiria
outra previsibilidade do quadro
República fez um decreto que, do
meu ponto de vista, violava o
respaldo na Assembleia da
República. Custa-me imenso que a
emergência?
Penso que não seria necessário decreto-lei legal para que todas as pessoas e
sectores da sociedade vivessem
espírito do estado de emergência, AR tenha sido ignorada ao longo de suspender direitos. Numa lei de com maior estabilidade, e não com
porque dava uma margem de todo este processo, ao ponto de ter emergência sanitária, recorrendo medidas alteradas de 15 em 15 dias.
actuação ampla demais ao
Governo em matéria de iniciativa
sido o estado de emergência que
veio salvar a actuação do Governo,
ao direito comparado e até ao
quadro normativo que temos, é
Não há democracia Qual entende ter sido a maior
lesão feita à democracia com o
económica privada, direito de que preferiu isso. Mesmo na possível prever restrições e sem respeito pelo estado de emergência?
propriedade e direitos dos
trabalhadores. Era para mim
concretização dos decretos
presidenciais, que nunca foram
condicionamentos à circulação.
Poderíamos, ainda assim, chegar a formalismo O que foi para mim mais chocante
foi a discriminação das pessoas em
incompreensível que um decreto muito densiÆcados, o Governo circunstâncias em que, apesar função da idade. Foi
que suspende direitos não diga optou sempre por decretos simples desse quadro normativo, se profundamente errado e ainda
exactamente em que termos o faz e e não por decretos-lei. A AR perdeu justiÆcasse a declaração do estado bem que não se repetiu.
dê uma discricionariedade tão controlo sobre esses decretos. de emergência. O que me faz muita Por que é que nenhum partido,
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020 • 11

a saúde do Estado de direito. Não


há democracia sem respeito pelo
Co-autor de Constituição comentada
formalismo e temo os amanhãs que
não cantam. Marcelo não diz que a
Em Novembro, fez uma
declaração de voto em que
considerou que o decreto do
eutanásia é, à partida,
estado de emergência como
“desvio de poder inconstitucional
constitucional”. O Presidente
da República não cumpriu a
Constituição? Coube a Isabel Moreira,
Acho que não. O Parlamento é que constitucionalista, elaborar o texto
tem competência para autorizar o que reuniu as propostas de
Governo a restringir direitos despenalização da morte
fundamentais. Mas nesse decreto medicamente assistida já
presidencial do estado de aprovadas no Parlamento.
emergência [o primeiro desta Elaborou o texto de substituição
segunda vaga], o Presidente, em das várias propostas aprovadas
vez de utilizar o decreto do estado sobre eutanásia, optando pela
de emergência para suspender designação “morte
direitos, liberdades e garantias, medicamente assistida”.
utilizou-o para fazer uma Porquê? É uma questão
autorização legislativa. Autorizava psicológica?
o Governo a restringir É a designação utilizada pelos
determinados direitos. Isso não é especialistas, e é muito importante
competência do Presidente, é que se perceba que não há
competência do Parlamento. Não despenalização sem uma
havia ali suspensão de direitos. intervenção médica.
Acho que isso foi percebido pelo Qual foi a maior dificuldade na
Presidente da República, porque redacção do texto? Como vai [Lex, 2000], em que me parece
no decreto seguinte já há tentar garantir a sua claro que é feita uma opção pela
suspensão de direitos. constitucionalidade? liberdade de conformação do
Primeiro-ministro e Presidente Os textos originais, em particular o legislador. Isto é, não é dito em lado
já deixaram claro que o estado do PS, tinham essa preocupação nenhum que é inconstitucional, à
de emergência é para manter desde o início. Na elaboração do partida, a despenalização da
até ter a pandemia controlada. texto de substituição, tentei ir eutanásia em situações especíÆcas.
É sustentável viver neste tipo de buscar o melhor de todos os Depois, claro, o texto em si é que
estado de emergência mais seis projectos e todos tinham essa terá de ser analisado.
meses, pelo menos? preocupação comum: o respeito Nasceu no dia em que foi
nem nenhum deputado início, o Parlamento ter sido posto O país não aguenta um discurso pela autonomia do doente para aprovada a Constituição
avançou até hoje com uma à margem deste processo. Talvez que é apenas proibitivo e que que seja uma decisão livre, séria, Portuguesa, 2 de Abril de 1976.
proposta de lei nesse sentido? não se tenha dito nada porque, do muda de 15 em 15 dias, o que não esclarecida, tomada por uma O que é que isso significa para
É ao Governo, que está ao domínio ponto de vista político, não era permite que se façam quaisquer pessoa maior numa situação si?
do facto, que cabe apresentar uma considerado urgente. Era mais planos. Hoje é muito maior o absolutamente excepcional, que (Sorrisos) Eu acabei por fazer o
proposta à AR. Agora, a situação urgente combater a pandemia e investimento em explicar aquilo percorre várias etapas, validadas mestrado em Direito
está ultrapassada, porque o depois também a crise económica que não se pode fazer do que várias vezes, registadas Constitucional, por dar aulas de
Governo, Presidente da República e social. Mas isto é muito aquilo que se pode fazer. Há muitos sucessivamente, com várias Direito Constitucional… É uma
e os principais partidos importante, porque tem a ver com sectores que estão no limite, intervenções de diferentes coincidência feliz, é só isso. É só
entenderam-se com a declaração desesperados — não só o da especialidades médicas. Para estar uma graça, não dou mais
do estado de emergência. A restauração, mas também o da assegurada a dignidade humana, importância que isso.
verdade é que vivemos numa cultura e muitos outros. Seria têm de estar garantidas todas as Nasceu no Rio de Janeiro, numa
situação de banalização do estado muito importante fazer um grande condições e o conforto de que é família de direita que viajou
de emergência. De 15 em 15 dias, investimento na pedagogia, o respeitada a Lei Fundamental. para o Brasil temendo
declaramos o estado de Estado devia dizer como é que Quando é que o processo consequências pessoais da
emergência. E se a pandemia podemos viver em sociedade com legislativo vai estar concluído? revolução de Abril. Em que
durasse dois anos? Vivíamos dois a pandemia. Estamos a terminar o processo no momento decidiu — ou tomou
anos nesta situação? Não faz É incompreensível que se faça uma grupo de trabalho, depois terá de ir consciência — que era de
sentido, precisamos de um quadro campanha lindíssima a dizer que a à Comissão de Assuntos esquerda?
legislativo mais seguro, feito na AR cultura é segura — e que o Constitucionais para se ratiÆcarem Fui tomando… Há momentos na
com consulta de especialistas, com primeiro-ministro explique, e bem, as votações indiciárias. Penso que minha vida fundamentais para a
intervenção do Governo e porque é que é menos perigoso em três semanas [a entrevista foi minha formação como mulher de
promulgada pelo Presidente da estar num teatro, de máscara e dada a 9 de Dezembro] estará em esquerda: o meu professor de
República. com lugares de intervalo, do que condições de ser enviado para o FilosoÆa do 12.º ano, o estudo de
Por que é que não se ouviu, no em casa com 30 amigos sem presidente da Assembleia da Direito Constitucional, que é um
Parlamento, a exigência de se máscara — e depois se decrete o República para agendamento da direito político. É impossível não se
aplicar a Lei de Bases da Saúde encerramento aos Æns-de-semana votação Ænal global. A partir daí, ter uma abordagem política dos
e a lei de vigilância em saúde à tarde. Porquê? A restauração escapa-me. direitos fundamentais e do papel

2020 Um ano
pública, mais adequadas à investiu imenso na recriação dos Já falou com Marcelo Rebelo de que o Estado deve ter na defesa
situação do que a Lei de Bases espaços para cumprir as regras e Sousa, seu antigo professor no dos direitos pessoais, sociais e

para esquecer
da Protecção Civil? de repente manda-se fechar. Sem mestrado, sobre a lei? O que políticos. Aí, começo a perceber
Sim, as leis existem. Eu não sei que haja estudos a comprovar que espera do Presidente da que me sinto mais confortável à
explicar porque é que houve esse há surtos em restaurantes, em República? esquerda. E depois, claro, nas
silêncio, porque é que não foram esplanadas ou equipamentos Eu não falo com o Presidente senão questões de igualdade que me
ouvidas as entidades que deviam Acompanhe esta série em culturais! Precisamos de uma vida em situações institucionais, mas li o foram nascendo e às quais me
ter sido, não foram feitos relatórios publico.pt/ económica, social e cultural em que está escrito na Constituição atirei com muita força. E senti que
que deviam ter sido feitos. Mas sei 2020-ano-para-esquecer pandemia, em simultâneo com o comentada que escreveu com o era na esquerda o meu espaço de
que a mim me incomodou, desde o que tem de ser restringido. professor José de Melo Alexandrino luta, onde me sentia integrada.
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
12 • Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020

Sociedade Grande operação acabou sem ninguém condenado por tráƊco

Só um em cada dez crimes


de tráƊco de pessoas foram julgados
Nenhum dos seis acusados naquela que foi considerada a maior operação do SEF de combate ao tráÄco para
exploração laboral foi, efectivamente, condenado por esse crime, apenas por o auxílio à imigração ilegal
DANIEL ROCHA
nalguns casos, ao crime de auxílio à
Ana Dias Cordeiro
imigração ilegal da lei criminal portu-
A sentença em tribunal daquela que guesa, e isso permitiu a condenação
foi designada em Dezembro de 2018 a penas suspensas.
“a maior operação do Serviço de Não foi decidida nenhuma com-
Estrangeiros e Fronteiras (SEF) no pensação aos trabalhadores como
combate ao tráÆco de pessoas” resul- tinha pedido o MP. Para isso, teria
tou na absolvição de todos os oito sido preciso o tribunal considerá-los
acusados desse crime. como vítimas. As condições de vida
O Ministério Público (MP) tinha precárias na Moldávia explicam a vin-
igualmente imputado a estes cida- da para Portugal destes cidadãos,
dãos romenos e moldavos, com resi- disse a juíza, que invocou a vinda por
dência em Portugal e actividade no “livre iniciativa” para rejeitar a exis-
Baixo Alentejo, crimes de auxílio à tência de um crime de tráÆco de pes-
imigração ilegal, pelos quais foram soas. Do mesmo modo, excluiu que
condenadas seis pessoas (cinco estas pessoas tenham sido recrutadas
homens e uma mulher) e as duas e trazidas “através de ardil ou de
sociedades por eles constituídas des- manobra fraudulenta”, ou que
de 2013. tenham sido sujeitas a abuso de auto-
Para trás Æcaram as acusações de ridade, pelo que, concluiu, não foi
tráÆco de pessoas, que se apoiavam provado o crime de tráÆco.
nos relatos de supostas vítimas e tes- Crimes registados pelas polícias e processos em tribunal Entre 2015 e 2019, houve 282 O grupo trouxe em poucos anos,
temunhas, que não foram valorados crimes de tráfico de pessoas da Roménia e da Moldávia, mais de
como prova por não ter sido conÆr- Crimes Processos registados pelas polícias 255 pessoas (a maioria moldavos) a
Auxílio à imigração ilegal Auxílio à imigração ilegal
mada a sua gravidade nos testemu- quem diziam oferecer contratos que
nhos dirigidos ao tribunal (presen- Tráfico de pessoas Tráfico de pessoas 135 a esmagadora maioria nunca teve.
ciais ou registados em fase anterior tem concluir que, nos últimos cinco Eram colocadas em habitações húmi-
para memória futura). Tais depoi- anos, só cerca de um em cada dez das, sem aquecimento e mal conser-
96
mentos foram recolhidos na fase de crimes por tráÆco de pessoas chegou vadas, onde quatro ou cinco partilha-
84 81
inquérito pela GNR, e depois pelo 73 a tribunal e foi alvo de uma decisão. vam quartos ou divisões em conten-
68
SEF, encarregado da investigação 57 Alguns (o MJ não quantiÆca) conti- tores pré-fabricados de 12m2. Por esse
53 51
liderada pelo Departamento de Inves- nuarão ainda em julgamento. alojamento pagavam um euro por dia
40
tigação e Acção Penal (do Ministério Estes são dados globais contidos ou 50 euros por mês, quantias que
Público) de Évora. 16 14 16 15 nos cinco anos. Os crimes registados lhes eram descontadas das horas que
5 10 10 9
Seis trabalhadores romenos come- 3 3 pelas polícias num determinado ano trabalhavam a valores abaixo dos
çaram por denunciar “condições podem ou não corresponder aos pro- mínimos previstos nos contratos
2015 2016 2017 2018 2019
muito duras, constantes ameaças cessos em julgamento terminados colectivos neste sector.
verbais e insultos” no posto territorial nesse ano, ressalva o MJ. Dezenas de empresas agrícolas
Arguidos a serem julgados e arguidos condenados
da GNR em Dezembro de 2016. “Por Ainda de acordo com as estatísti- portuguesas e espanholas recorreram
se sentirem receosos solicitaram auxí- Julgados Condenados cas, entre 2015 e 2019 houve 115 acu- aos serviços das sociedades constituí-
lio à Guarda Nacional Republicana”, Auxílio à imigração ilegal Auxílio à imigração ilegal sados em julgamentos e 63 condena- das pelos arguidos, igualmente con-
lê-se no processo. Queriam regressar Tráfico de pessoas Tráfico de pessoas ções (cada um dos 30 processos em denadas ao pagamento de multas de
à Roménia, mas tinham sido ameaça- 52 que houve condenação teve mais do 75 mil euros. Só em 2018, três empre-
dos pela pessoa para quem trabalha- 49 que um condenado). sas constituídas pelos arguidos (das
vam e que Æcara com os seus passa- 41 42 quais duas são as condenadas) factu-
portes. Três meses depois, outro 37 Intenção lucrativa raram 2,5 milhões de euros e regista-
34
grupo (cinco cidadãos romenos e 30 Neste recente processo, que terminou ram lucros de mais de um milhão. O
28
moldavos) denunciou que a cidadã com a sentença em 4 de Dezembro tribunal considerou que as empresas
22
romena para quem faziam trabalhos 19 17 18 último, o Tribunal de Beja condenou agrícolas luso-espanholas que recor-
16 14
agrícolas nada lhes pagava, cobrando- por auxílio à imigração ilegal, não por reram aos serviços das condenadas
10 9 10 9
lhes valores sem qualquer controlo 6 tráÆco. O colectivo presidido pela não tiveram conhecimento da situa-
relativo ao alojamento e alimentação -- juíza Ana Reis Baptista decretou uma ção ilegal dos trabalhadores. Teve
(que não lhes dava). Contaram que pena de prisão efectiva de quatro também em consideração o facto de
2015 2016 2017 2018 2019
passavam frio e fome. anos e nove meses para o principal os empresários terem uma necessi-
Entre 2015 e 2019, houve 282 cri- Total dos cinco anos Tráfico de pessoas Auxílio à imigração ilegal
arguido do grupo, e penas suspensas dade urgente de reunirem muita
mes registados pelas autoridades para os restantes cinco condenados. mão-de-obra em pouco tempo, em
policiais. Alguns deram origem a Crimes Processos Arguidos a Condenados No acórdão foi conÆrmada “a inten- épocas curtas de culturas intensivas,
inquéritos, outros não (por exemplo, registados terminados serem julgados ção lucrativa” dos actos de “favoreci- o que justiÆcou o facto de nem sem-
por não haver indícios de crime suÆ# em tribunal mento ou facilitação da entrada e pre terem procurado saber em que
cientemente fortes). Destes, apenas 183 permanência ilegais de cidadãos condições estes cidadãos moldavos e
115 102
456 71 63
30 crimes deram origem a processos 282 30 estrangeiros em Portugal”, prevista romenos estavam em Portugal. Os
cujo julgamento chegou ao Æm. Tais no Código Penal. Foi, porém, excluí- processos foram suspensos mediante
números, solicitados pelo PÚBLICO do o cenário de “condições desuma- pagamento de 400 euros a institui-
Fonte: Direcção dos Serviços de Estatística da Justiça PÚBLICO
ao Ministério da Justiça (MJ), permi- nas ou degradantes” subjacente, ções de solidariedade social.
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.

$QNUCUFG
Doutoramento
Convocatória 2021

Está à procura
de uma bolsa de
doutoramento?

O programa de bolsas de doutoramento INPhINIT


da Fundação ”la Caixa” e BPI apoia o melhor talento
EKGPVÉǥEQGHQOGPVCCKPXGUVKICÿQKPQXCFQTC
GFGGZEGNÆPEKCGO'URCPJCG2QTVWICN

A oportunidade que procurava

KPRJKPKVNCECKZCRV
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
14 • Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020

Sociedade

Número de alunos com Acção Social


em queda, excepção é o 1.º ciclo do básico
Alunos abrangidos pela acção social escolar no básico” e, “por isso, a percenta-
Ana Maia
Distribuição % por nível e ciclo de ensino, em Portugal Continental gem de alunos apoiados pela ASE tem
Segundo o CNE, em termos permanecido estável, ligeiramente
1.º ciclo 2.º ciclo 3.º ciclo Ensino secundário acima dos 30% no ensino básico e dos
de financiamento de ASE, 15% no ensino secundário” e a apro-
2018/19 registou o terceiro ximação da percentagem — “em torno
valor mais alto da década dos 32%” — de alunos apoiados no 1.º
34,0% 34,2% 34,5% e 2.º ciclos em 2018/19, “o que signiÆ#
O número de alunos a beneÆciar de ca que a informação às famílias e os
31,1% 31,6% 31,0% 31,4% 31,2%
Acção Social Escolar (ASE) está a des- 30,8% 30,5% processos de atribuição dos benefí-
cer, seguindo uma tendência que se cios estão mais céleres do que nos
28,7% 28,9% 28,4%
tem observado “ao longo dos últimos 31,0% 30,9% 30,5% 30,7% 30,2% anteriores”.
dez anos”, diz o relatório Estado da 29,9% 30,3% O ministério destaca “a disponibi-
Educação 2019. Mas o balanço do lização dos manuais escolares a todos
Conselho Nacional de Educação os alunos”, que deixou de fazer parte
22,1% 22,6% 22,9% 22,7%
(CNE) aponta uma excepção. No ano 22,2% do ASE, mas que “permitiu a este pro-
lectivo 2018/19 o número de alunos
21,3% 20,8% 20,9% 20,9% grama alargar efectivamente outro
do 1.º ciclo do ensino básico apoia- 19,4% tipo de apoios aos alunos em condi-
dos subiu em relação ao anterior: ções mais vulneráveis”. Refere ainda
foram mais 12.317 crianças. Já em que o orçamento da ASE tem aumen-
17,6% 18,4%
relação aos restantes ciclos de ensino 17,5% 17,6% tado “na ordem dos 3% anuais desde
houve “menos 8025 alunos no 2.º 15,7% 16,0% 16,4% 2016” e para 2021 esse “aumento é de
CEB [abrangidos], menos 11.211 no 15,2% 14,7% 15,3% 10% em relação ao ano anterior”.
3.º CEB e menos 5038 no ensino Filinto Lima, presidente da Asso-
secundário”. ciação Nacional de Directores de
O documento, que é divulgado 2009/10 2010/11 2011/12 2012/13 2013/14 2014/15 2015/16 2016/17 2017/18 2018/19 Agrupamentos e Escolas Públicas,
hoje, mostra que no ano lectivo também destaca o efeito da gratuiti-
2009/10 havia 494.106 estudantes dade dos manuais escolares, “que
Fonte: CNE, a partir de IGeFE, I.P., 2020 PÚBLICO
com ASE, enquanto no último ano representava uma grande fatia da
foram 365.811. VeriÆca-se que em qua- Acção Social Escolar”. “Mas também
se todos os anos lectivos analisados a sinto que há um conjunto alargado de
maior percentagem de alunos apoia-
dos concentra-se no 1.º ciclo (do 1.º
Outros alertas do Conselho Nacional de Educação encarregados de educação da classe
média em que pelos rendimentos
ao 4.º ano), destacando-se o último pode não ter direito a escalão, mas
(2018/19) em que esta proporção foi 54,1% dos professores Menos funcionários À espera da aposta em que os alunos deveriam ter algum
a maior (34,5% dos alunos abrangi-
dos). Quantos aos restantes ciclos e
com mais de 50 anos nas escolas computadores apoio da Acção Escolar”, diz.

Metas a cumprir

O O Q
ao secundário, as percentagens caí- CNE volta a chamar a utra chamada de atenção é uanto aos meios digitais,
ram em relação a 2017/18, estando atenção para o feita em relação ao pessoal que a actual pandemia O CNE olha ainda para as metas esta-
agora em 28,4% no 3.º ciclo, em 19,4% envelhecimento dos não docente, cujo “número evidenciou como uma belecidas pela União Europeia a
no 2.º e em 17,6% no secundário. professores, salientando o de 51.154 profissionais, necessidade, o relatório diz alcançar até ao Ænal deste ano — por
Olhando apenas para a rede públi- crescimento da percentagem contabilizado em 2018/2019, está que 83,7% dos computadores exemplo, na meta de ter pelo menos
ca, o decréscimo também é visível. Se dos que estão acima dos 50 próximo do registado no ano das escolas têm mais de três 40% das pessoas entre os 30 e 34 anos
em 2009/10, dois quintos dos alunos anos (54,1% no ensino público), lectivo de 2009/2010, mas anos e que Portugal não diplomadas. Portugal ainda está a 3,8
(42,7%) eram beneÆciários de ASE e sendo a taxa dos que têm menos bastante aquém (menos 6834) do apresenta “planos de pontos percentuais (pp) do objectivo.
em 2014/15 eram 40,1%, no último de 30 anos “quase residual”. valor de 2013/2014”. O CNE refere investimento em infra-estrutura E na de ter pelo menos 15% dos adul-
ano lectivo Æcaram-se pelos 34,1%. Alerta ainda para o desinteresse ainda a morosidade na digital nas escolas, ao invés da tos a participar na aprendizagem ao
Neste último ano, o 2.º ciclo foi o que que a profissão está a gerar, substituição de assistentes maioria dos países da UE”. A longo da vida — o país estava a 4,5 pp
teve maior percentagem de alunos com cursos superiores nesta operacionais de baixa, sugerindo maior parte dos computadores da meta. A média da UE 28 [União
com ASE (41%), seguido pelo 3.º ciclo área com menos vagas, e nem um mecanismo de substituição. O tem ligação à Internet, mas a Europeia] está a 3,7 pp do objectivo.
(37,7%), pelo 1.º ciclo (32,4%) e pelo todas são preenchidas. O ME diz ME diz que “a partir do final do percentagem de alunos que os “Observam-se alguns progressos des-
secundário (27,1%). que está “em curso um trabalho ano lectivo de 2018/2019 foi usa para a aprendizagem está 16 de 2013, mas ainda parece não haver
Ainda assim, 2018/19 registou o de detalhe de previsão de implementado um sistema de pontos abaixo da média uma clara aposta na aprendizagem
terceiro valor mais alto da década em necessidades por grupo” e “um bolsas de substituição”, estando europeia. Filinto Lima comenta: ao longo da vida”, lê-se.
termos de Ænanciamento de ASE. diálogo com o ensino superior assim a sugestão já concretizada. é preciso que o “investimento de O ministério lembra que “ainda
Foram cerca de 250 milhões de euros, para alavancar o investimento E acrescenta que “as autarquias 400 milhões de euros em não existem os dados de 2020, mas
embora menos quase nove milhões na formação inicial e em têm igualmente bolsas de material digital” prometido pelo em vários casos a proximidade que já
em relação a 2016 (valor mais alto). A exercício”. substituição”. Governo se concretize depressa. existia em 2018/19 torna possível
ASE abrange apoios, por exemplo, alcançar a meta este ano”. Dá o exem-
para material escolar, refeições e visi- plo do abandono escolar precoce. O
tas de estudo e o montante dos apoios objectivo deÆnido era reduzi-lo para
depende dos escalões de rendimento 10% em 2020.
das famílias. “Em 2019 esse valor foi de 10,6%, o
Questionado sobre estes dados, o que representa um decréscimo muito
Ministério da Educação fala em “três signiÆcativo, e os valores dos três pri-
questões fundamentais”. A diminui- meiros trimestres de 2020 são já infe-
ção da natalidade e a melhoria do riores a 10%, o que indica que seja
sucesso escolar, que “tem vindo a possível alcançar este difícil objectivo
diminuir o número de alunos no ensi- em 2020.”
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020 • 15

Sociedade

Explosão provoca desabamento de prédio.


Um jovem continuava ontem desaparecido
RUI GAUDÊNCIO
Os restantes quatro feridos tiveram Marta e é proprietária de uma maris-
Ivo Neto, Pedro Bastos Reis e
alta hospitalar, depois de serem assis- queira na Travessa do Enviado de
Maria João Lopes
tidos no Hospital Santa Maria. Inglaterra, estava a dormir quando foi
Buscas iriam continuar Durante o dia, Carlos Manuel Cas- acordada por um estrondo. “A cama
tro adiantou aos jornalistas que no saltou. O meu marido pensou que
durante esta noite. Dos edifício viviam nove pessoas, uma das tinha sido um relâmpago, eu pensei
cinco feridos, quatro quais estava desaparecida, e outras que tinha sido um terramoto”, con-
tiveram alta ainda ontem e duas que não se encontravam no edi- tou, referindo que alguns dos habi-
um estava em estado grave fício. Pelas 21h, o vereador adiantou tantes do prédio que desabou são
ao PÚBLICO que os trabalhos de clientes habituais da marisqueira.
Uma explosão provocou o desaba- remoção do entulho e dos escombros Já José Cruz, trabalhador numa
mento de um prédio em Lisboa e fez iriam continuar durante a noite. pastelaria da Rua de Santa Marta,
cinco feridos, um deles grave. Um “Demorarão o tempo que for neces- entrou ao serviço por volta das 7h.
jovem de 24 anos, residente no pré- sário até termos a percepção clara do Foi surpreendido por um “grande
dio, continuava desaparecido ontem que está debaixo do edifício”, disse. estrondo”, pensando, devido à chuva
à noite. A pessoa desaparecida residia no dos últimos dias, que pudesse tratar-
O incidente ocorreu ontem de primeiro andar, que foi veriÆcado se de uma carga de água. “Mas olhei
manhã no número 41 da Rua de Santa através de equipas cinotécnicas, de para o balcão da pastelaria e estavam
Marta, em Lisboa. Um dos feridos, observação por drone e por bombei- Uma botija de gás pode estar na origem da explosão os vidros estilhaçados, as luzes e os
com queimaduras graves, foi trans- ros, através de um veículo-escada. candeeiros no chão, tudo partido.
portado para o Hospital de São José Estaria dentro do edifício na altura do habitabilidade. Outras 13 encontra- De acordo com o vereador, na ori- Estava muito fumo, quase não con-
onde, pelas 21h, ainda continuava, desabamento. ram outros locais para pernoitar. As gem do incidente pode estar uma seguia ver nem respirar.” Saiu à rua
disse ao PÚBLICO o vereador da Pro- Das 47 pessoas afectadas nos edifí- do edifício que desabou, e que tam- botija de gás. O alerta foi dado pouco e viu várias pessoas a pedirem socor-
tecção Civil da Câmara de Lisboa, cios contíguos, 34 voltaram para um bém precisavam de um local, tam- antes das 8h. Maria José Figueiredo, ro, tendo o seu carro sido destruído
Carlos Manuel Castro. hostel que mostrou ter condições de bém já encontraram uma solução. que vive nas traseiras da Rua de Santa pelos destroços do prédio.

PUBLICIDADE
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
16 • Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020

Local Um ano depois das cheias

“Estamos
FOTOS: ADRIANO MIRANDA

sempre aƍitos.”
O Mondego
ainda assusta
os seus vizinhos
Houve reparações em diques e canais, o
Governo apresentou um plano de acção,
mas o projecto hidroagrícola original
continua por concluir
da das águas destruiu também o canal
Camilo Soldado
condutor que acompanha a margem
“De cada vez que chove, Æco preocu- direita do leito central do Mondego.
pada. Afecta-me a mim, aos que me Ainda assim, o dique rebentou para
rodeiam e rouba-me o sono”, diz Maria o lado dos campos. “Se rebentasse
Ferreira, de 74 anos, atenta à sopa que para cá [para o lado da população],
tem ao lume. Vive numa casa térrea tínhamos água até ao tecto”, nota José
em Formoselha, Montemor-o-Velho, Aires Costa, que tem a casa em For-
a cerca de um quilómetro do sítio onde moselha, a norte da linha ferroviária.
o rio Ega se junta ao Mondego. É um O problema está identiÆcado, diz: “O
dos pontos críticos quando o tema são Ega está a uma cota mais baixa do que
as cheias no Baixo Mondego: o Ega não o Mondego e, mesmo em condições
consegue chegar ao rio principal pelo normais, ele não entra no rio, era pre-
canal que passa sob a Linha do Norte, ciso bombear. Mas Æzeram um pare-
a água acumula-se, sobe e espalha-se dão enorme e agora o Ega está ali
por onde pode, na margem esquerda trancado.” E, se não chegar ao Mon-
do Mondego. dego, tem de chegar a algum lado.
Consequência? Rapidamente chega “Estamos sempre aÇitos”, descreve
a Formoselha, na freguesia de Santo José Pimentel, de 64 anos. “Na sema-
Varão, e às suas casas, obrigando tam- na passada, choveu, fui ver as valas e
bém ao corte de circulação de com- disse: ‘Estamos feitos outra vez!’” A
boios na estação de Alfarelos. Apesar água não lhe chegou a casa, mas receia
de “muito, muito habituada a ver que seja uma questão de tempo.
cheias”, nem por isso é poupada ao
sobressalto, diz Maria. Nem ela nem Situação restaurada
o vizinho, Rui Monteiro, que, faz ago- Um ano depois das últimas cheias no
ra um ano, viu o rio entrar-lhe casa Baixo Mondego (as terceiras em 20
adentro para marcar 52 centímetros anos), a maior parte dos estragos foi
nas paredes. Foram-se móveis e elec- restaurada. O ponto de ruptura em
trodomésticos, diz o professor que Formoselha foi reparado, numa
entretanto mudou deÆnitivamente a empreitada de 1,58 milhões de euros
máquina de lavar roupa para o andar que faz parte de um plano de inter- O Ministério do ser cumprido, e o Ministério do do dique, a 22 de Dezembro. A estru-
de cima da moradia. Mais do que venção a três anos. Logo em Janeiro, Ambiente e Acção Ambiente e Acção Climática não res- tura aparenta ainda não ter sido refor-
encarar a subida do rio com normali- o Conselho de Ministros aprovou o Climática não pondeu às perguntas do PÚBLICO. çada depois da intervenção de emer-
dade, Rui Monteiro fala de trauma e plano Mondego Mais Seguro, que pre- respondeu às questões O presidente da Câmara de Monte- gência. Estamos na zona do Poço da
regressa a 2001, quando a água che- vê um investimento de 30 milhões no do PÚBLICO, mas deve mor-o-Velho, Emílio Torrão, assegura Cal, ligeiramente a montante do Casal
gou a 1,2 metros de altura em casa. Aí, Baixo Mondego, com várias fases: a fazer um anúncio nesta que “está tudo reparado nas duas Novo do Rio, num ponto onde o dique
sim, “foi uma desgraça e nem deu primeira, de reparação dos danos semana sobre o projecto margens”. “Vai haver uma visita do que segura o leito periférico direito
para salvar nada”. causados pelas cheias de 2019; a de aproveitamento senhor ministro e vai tudo ser tudo rompeu pela pressão das águas que
Foi também perto de Formoselha segunda, de conclusão do Plano de hidroagrícola do Baixo anunciado no dia 23” de Dezembro, vinham dos campos do Mondego,
que, a 21 de Dezembro de 2019, cedeu Aproveitamento Hidráulico do Mon- Mondego referiu apenas. E o que é tudo? O depois de terem inundado o Centro
o primeiro de dois diques da obra dego (que inclui a regularização dos autarca também não diz. Seria “que- Náutico.
hidrográÆca do Mondego. A ruptura aÇuentes Pranto, Ega e Foja); e a ter- brar o protocolo”. Foi uma espécie de acção em
foi consequência da chuva trazida ceira, que prepara o Baixo Mondego Mas nem tudo foi feito. O presiden- cadeia, conta: o dique de Formoselha
primeiro pela tempestade Elsa, para um cenário de alterações climá- te da Cooperativa Agrícola de Monte- rompeu para o lado dos campos no
depois pela depressão Fabien, sobre- ticas. Estava estimado que, ao longo mor-o-Velho, Armindo Valente, con- sentido sul-norte e aplicou pressão
carregando um sistema com deÆcien- de 2020, o Estado assumisse encargos versa com o PÚBLICO no topo de um sobre o leito periférico direito, aca-
te manutenção e subdimensionado de 5,48 milhões para intervir na zona, enrocamento grosseiro, um remendo bando também por causar a ruptura
para caudais tão expressivos. A subi- mas não é claro que o plano esteja a aplicado depois da ruptura do segun- deste. “Acabou por rebentar numa
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020 • 17

zona em que não causou problemas


de maior”, diz Armindo Valente. “Se
Alerta da Ordem dos Engenheiros
tem rebentado a jusante da ponte do
Casal Novo do Rio…” Não termina a “Se vier nova cheia, teremos novas inundações”
frase, mas na memória está 2001, ano
em que as águas arrastaram a ponte
das Lavandeiras e entraram por ali na novas inundações”, diz, acrescentan- amplitude do problema”, ressalva. rio Ceira”, um aÇuente que se encon-
Camilo Soldado
vila de Montemor. do que “não se fez nada para corrigir Uma intervenção dessas poderia tra com o Mondego em Coimbra,
Também a ponte de Lavariz — uma Em Dezembro de 2019, quando a a situação”. A única melhoria “efecti- ser a barragem de Girabolhos, a mon- “utilizando apenas métodos de enge-
estrutura de betão já antiga e que já subida do nível das águas levou ao vamente feita” no rio foi o desasso- tante da Aguieira, uma infra-estrutu- nharia natural”. Para Armando Silva
exigia trânsito condicionado, reser- colapso de dois diques no Baixo Mon- reamento, nota. E essa intervenção, ra que estava planeada, mas foi can- Afonso, esta é “uma solução muito
vado a veículos com menos de 3,5 dego, a Ordem dos Engenheiros foi na albufeira da ponte-açude em Coim- celada pelo Governo em 2016. Depois tíbia”, que não resolve o problema do
toneladas — continua por reabrir. Ain- célere a criticar o estado da obra de bra, já estava concluída antes das de a Ordem dos Engenheiros ter apon- Ceira em situações excepcionais.
da há condutores que são surpreen- aproveitamento hidráulico: o sistema cheias de há um ano. tado para a necessidade da sua cons- “Vamos ter, provavelmente, estes
didos por esta novidade de um ano e tinha falta de manutenção e estava Armando Silva Afonso reconhece trução no Ænal de 2019, a tutela voltou problemas com frequência e intensi-
que se vêem obrigados a fazer inver- incompleto. que é pessimista, mas sublinha que a descartar essa opção. “No caso do dades maiores. Não podemos encon-
são de marcha. Um ano depois, com reparações situações como as que em 2019 che- Mondego, Girabolhos seria a solução trar soluções pequeninas”, entende.
Na margem direita, há um ano, as feitas e um plano de intervenção garam a Portugal com os nomes Elsa para regularizar eventos excepcionais Sobre o Plano Mondego Mais Segu-
águas invadiram campos e o Centro anunciado pelo Governo para aquela e Fabien “vão ocorrer mais vezes, e e criar armazenamento para situa- ro — um conjunto de acções e investi-
Náutico e obrigaram a evacuar loca- zona do Mondego, as palavras do pre- com uma intensidade maior”. Portan- ções de seca”, insiste Silva Afonso. mentos aprovado em Conselho de
lidades por precaução. O arquitecto sidente do conselho directivo da to, numa lógica de causa e conse- Eventos exepcionais, diga-se, para os Ministros em Janeiro de 2020 —, que
Miguel Figueira desenhou o Centro Região Centro da Ordem dos Enge- quência, “se ocorrer um evento quais a obra hidrográÆca do Baixo diz não conhecer em detalhe, o repre-
Náutico “numa cota acima da altura nheiros, Armando Silva Afonso, não excepcional de precipitação” seme- Mondego não está dimensionada. sentante da Ordem diz hesitar em
da do milho crescido”, sabendo que são muito mais animadoras. “Foi fei- lhante, “teremos novamente situa- O ministro do Ambiente, João entusiasmar-se também porque o
e estrutura poderia ser inundada, ta a reconstrução do que foi daniÆca- ções de risco elevado” no Baixo Mon- Pedro Matos Fernandes, respondeu documento tem atrás de si rasto de
mas comprando tempo para salvar do e foi reposto tudo na situação dego. “A menos que se faça uma à Ordem que a aposta do Governo promessas de sucessivos governos
materiais. É essa ideia de resiliência anterior. Se vier nova cheia, teremos intervenção que dê para controlar a seria a “regularização do caudal do que Æcaram por cumprir.
que se perdeu com o “encanamento”
do rio, diz. A obra de aproveitamento PUBLICIDADE

hidráulico, apesar de inacabada, tra-


zia a promessa de um rio domado
pela técnica. “Antigamente, as pes-
soas tinham casas de dois pisos e
mudavam os bens para o primeiro
andar” quando o rio galgava a mar-
gem, conta o arquitecto. Agora, com

Agora, com a
artiÄcialização,
quando há uma
ruptura, a água
sobe muito mais
depressa e não dá
tempo de reacção
às populações
a artiÆcialização, quando há uma rup-
tura, a água sobe muito mais rapida-
mente e não dá tempo de reacção.
A única esperança de José Pimentel
é que a Infra-estruturas de Portugal,
por ver a linha frequentemente cor-
tada, “faça barulho” — “Nós não
temos força nenhuma”. José Aires
Costa aponta para a rapidez com que
o canal que leva a água à indústria das
celuloses foi reposto. “Onde estava
partido puseram sacos de areia,
tubos. Agora as pessoas também têm
direito de viver com dignidade.”
“As pessoas não vêem nada feito e
sentem-se impotentes”, lamenta o
presidente da Junta de Freguesia de
Santo Varão, João Girão. Quando há
uns dias choveu um pouco mais,
Maria Ferreira foi pondo o olho ao
Ega. “É que temos aqui as nossas coi-
sinhas… Mas já fui ver e já desceu um
bocadinho”, diz, enquanto afaga o
gato. Por agora, o céu tem apenas
algumas nuvens pouco carregadas.
“Há-de ser o que Deus quiser e que
queira que passemos o Natal em
paz”.
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
18 • Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020

Mundo Rússia e o seu “estrangeiro próximo”

POOL NEW / REUTERS

João Ruela Ribeiro


Enquanto a pandemia do vírus
SARS-CoV-2 fazia da Rússia um dos
epicentros globais da doença, com
2,8 milhões de casos de infecção,
obrigando até o Presidente, Vladi-
mir Putin, de 68 anos, a manter-se
em clausura durante os últimos
meses, a sua vizinhança passou
por momentos de grande instabili-
dade.
Não é possível desvalorizar a
importância para o Kremlin daquilo
que é conhecido como o seu “estran-
geiro próximo”, que corresponde ao
espaço pós-soviético. Desde que
Putin chegou ao poder, há 20 anos,
que uma das prioridades da política
externa russa tem sido garantir uma
forte inÇuência sobre os países que
compõem este espaço, recorrendo
à economia, recursos naturais,
interferência política e, quando
tudo falha, até à guerra.
Foi esse interesse que levou Mos-
covo a avançar sobre a Geórgia, no
Verão de 2008, onde ao Æm de uma
curta guerra conseguiu manter sob
jugo dois territórios, a Abkházia e a
Ossétia do Sul. Em 2014, a anexação
da Crimeia, que fazia parte do terri-
tório da Ucrânia, foi outro dos mar-
cos que pautaram esse comporta-
mento.
Há quem veja neste percurso
a intenção de “restaurar” as frontei-
ras da União Soviética, ou mesmo
do Império Russo, mas os objectivos
do Governo russo têm um cariz
bem mais pragmático e realista.
Moscovo olha para as relações inter-
nacionais a partir de uma profunda
desconÆança face às intenções
de outras potências, sobretudo
os Estados Unido da América, e,
em menor grau, da China. Nesse
sentido, a inÇuência sobre os países
mais próximos permite à Rússia
manter uma cintura de segurança
entre o seu território e o dessas
potências.
O investigador do Centro Carne-
gie de Moscovo Alexander Gabuev
questiona a racionalidade de man-
ter económica e militarmente a
inÇuência sobre os países mais pró-
ximos, tendo em conta as diÆculda-
des enfrentadas pela própria Rússia,
que já vê longe os tempos de pros-
peridade económica do início do
século XXI. “Penso que a equação
aponta para deixarem ir estes paí-
ses”, aÆrma, citado pela BBC.
Porém, observa Gabuev: “A sala
Putin está a ver
de guerra do Kremlin é dominada
por pessoas com um passado de
contra-espionagem que vêem amea-
ças em todo o lado, um espião oci-
fugir o império
dental debaixo de cada árvore. Por-
tanto, olham para estes países como Nos últimos meses surgiram crises em
um tampão de segurança.”
Entre as crises políticas na Bie-
várias frentes na vizinhança da Rússia.
lorrússia e na Quirguízia, o desfecho
da guerra no Nagorno-Karabakh, e
O Kremlin continua relevante, mas há
a mudança de Presidente na Moldá- um decréscimo da inÅuência
via, a inÇuência da Rússia junto dos
seus vizinhos mais próximos parece
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020 • 19

estar a diminuir. No entanto, “estes Bielorrússia Nagorno-Karabakh Moldávia Quirguízia


casos não são iguais”, diz o analista
do Centro Carnegie de Moscovo
Andrei Kolesnikov, que falou com o
Lukashenko Turquia pôs Rumo pró- Caos político
PÚBLICO por email. Faz notar que,
“de uma forma geral, há um decrés-
não é o primeiro pé -europeu, mas que preocupa
cimo” da inÇuência do Kremlin.
A tendência não é nova, apenas
insubstituível no Cáucaso até quando? o Kremlin
se tornou mais patente em 2020,
um ano em que os efeitos sanitários
e económicos da pandemia exacer-
baram frustrações latentes em
vários pontos do mundo. “As notí-
cias sobre a perda de inÇuência da
Rússia sobre o espaço pós-soviético
são muito datadas”, escreve o ana-
lista Dmitri Trenin. Uns, como os
países bálticos, juntaram-se rapida-
mente às instituições ocidentais
poucos anos depois da indepen-
dência. Outros, como a Ucrânia,
protagonizaram um divórcio mais
doloroso, e ainda por concluir, mas
estão empenhados em integrar-se Durante anos a Æo, o modelo político O descongelamento do conÇito entre A Moldávia é frequentemente descri- Num país habituado à convulsão
na esfera ocidental. da Bielorrússia era visto como uma a Arménia e o Azerbaijão custou qua- ta como um país dividido entre duas política — dois presidentes foram
A revolução da Praça Maidan em metonímia do russo, embora com um se seis mil vidas, incluindo mais de visões divergentes quanto ao seu afastados do poder nos últimos 15
2014 marca um dos pontos de inÇe- carácter ainda mais autoritário. Um 150 civis nos dois lados, mas para a lugar no mundo — entre os que anos —, as eleições parlamentares do
xão deste processo de perda de líder de longa data com poder quase Rússia teve um custo geopolítico defendem a aproximação à União início de Outubro foram especial-
inÇuência de Moscovo. Apesar da absoluto em que o aparelho de segu- acrescentado, que aponta para des- Europeia e os que promovem uma mente caóticas. A vitória de partidos
lentidão em alcançar os compromis- rança se confunde com o poder de envolvimentos futuros preocupan- parceria com a Rússia. Nesse contex- apoiados pelo Presidente, Sooronbay
sos assumidos nessa época, nomea- Estado e em que qualquer sinal de tes. Moscovo conseguiu mediar um to, qualquer mudança mínima na Jeenbekov, não foi reconhecida pela
damente a aproximação à União dissidência era esmagado antes mes- cessar-fogo entre os dois países que correlação entre estas forças é vista oposição, que levantou suspeitas de
Europeia, hoje a integração ociden- mo de a sociedade ter conhecimento há mais de duas décadas disputam o como crucial. fraude e rapidamente os protestos
tal é um consenso entre as princi- da sua existência. Aleksander Luka- território do Nagorno-Karabakh. A eleição surpreendente da polí- tomaram o país.
pais forças políticas ucranianas, que shenko era reeleito sucessivamente, Porém, o Æm das hostilidades só foi tica pró-UE Maia Sandu, em Novem- O primeiro-ministro apresentou a
a anexação da Crimeia e a guerra no com menor ou maior grau de fraude possível com enormes cedências bro, como Presidente, derrotando demissão, mas não conseguiu aplacar
Donbass apenas vieram reforçar. eleitoral, perante a aparente apatia territoriais por parte da Arménia o então chefe de Estado Igor Dodon, a fúria das ruas. Em vez disso, foi cria-
Em Moscovo, a separação forçada da população e os avisos e sanções do (governada por Nikol Pashinyan), um pró-russo, veio alterar a bússola da uma nova crise política acerca da
do “povo irmão” é um trauma que Ocidente, sem que nada de facto importante aliada da Rússia. geopolítica na Moldávia, uma vez cheÆa do Governo, lançando a Quir-
a recuperação da Crimeia apenas mudasse. O acordo premiou os avanços mili- mais. Porém, a eleição de uma líder guízia ainda mais no caos.
mitigou. “Na mente pública russa, Foi então que um terramoto políti- tares alcançados pelo Azerbaijão, que quer aprofundar as relações Do ponto de vista da Rússia, a situa-
especialmente entre os mais jovens, co abalou o Verão de 2020, com pro- que contou com o apoio decisivo da com Bruxelas não é sinónimo de ção assemelha-se à crise na Bielorrús-
[a Ucrânia] está a tornar-se rapida- testos populares nunca vistos, com Turquia, ávida de protagonismo na uma saída automática de Chisinau sia: Jeenbekov, apesar de ser um alia-
mente um país estrangeiro”, diz um misto de frustração acumulada e região do Cáucaso. “Por trás do véu da esfera de inÇuência da Rússia. do, pode ser substituído por outra
Trenin. animada pelo receio da postura levia- Æno de um aparente triunfo de polí- Desde logo, porque Moscovo é cru- Ægura alinhada com o Kremlin, mas
Mais do que uma estratégia para na de Lukashenko face à pandemia. tica externa, designadamente a cial para a resolução do conÇito na é o potencial de perturbação o que
restaurar as fronteiras da União Sem a contestação soçobrar, Luka- mediação bem sucedida e a perma- Transnístria, um território internacio- mais preocupa Moscovo. O Governo
Soviética ou de um qualquer impé- shenko já prometeu sair quando uma nência de soldados para manter a nalmente reconhecido como parte da russo chegou a suspender a assistên-
rio histórico ou imaginado, o per- nova Constituição for aprovada, paz na região, a dura realidade é que Moldávia, mas que é gerido por um cia Ænanceira ao país vizinho até que
curso da Rússia de Putin é o de uma embora a oposição desconÆe. a inÇuência de Moscovo na região governo-fantoche pró-russo. E tam- a situação se estabilizasse.
constante adaptação a um cenário A relação do Kremlin com Luka- transcaucasiana diminuiu acentua- bém porque a experiência de cumprir Na Ásia Central, a Rússia atende
sempre em mudança. “A Rússia não shenko foi sempre ambivalente, mas damente, enquanto o prestígio de as exigências da UE por parte de anti- ainda a outro factor para procurar
tem uma política discernível e con- a possibilidade de uma revolução uma bem sucedida e audaz Turquia, gas repúblicas soviéticas é pródiga em manter a sua inÇuência — a cada vez
creta em relação aos países da anti- popular tão perto das suas fronteiras pelo contrário, cresceu incrivelmen- decepções. maior dependência da região do
ga URSS. A sua política é reactiva e assusta Moscovo, que ainda convive te”, disse ao Financial Times o direc- Em suma, escreve o analista Nico- investimento chinês, sobretudo por
não estratégica”, diz Kolesnikov. com o espectro das “revoluções colo- tor do Centro para Análise de Estra- lae Reutoi na Foreign Policy, “se a via do projecto da Nova Rota da Seda.
A anexação da Crimeia é vista sob ridas” ucranianas. O cenário ideal tégias e Tecnologias de Moscovo vitória de Sandu conÆrma o enfra- No início do mês, Pequim autorizou
este prisma, uma reacção rápida, seria uma transição pacíÆca para uma Ruslan Pukhov. quecimento da posição da Rússia, o adiamento do pagamento de um
pouco ponderada, mas desejada, Ægura que mantivesse a relação de O futuro dirá se o Cáucaso pode irá de qualquer forma continuar a empréstimo pela Quirguízia, dando
face à incerteza trazida pelo derrube dependência de Minsk ou que até a acomodar Moscovo e Ancara, simul- projectar uma sombra sobre o uma preciosa almofada Ænanceira a
do Presidente Viktor Ianukovitch e viesse a aprofundar. taneamente. país”. Bichkek. João Ruela Ribeiro
à percepção de um forte sentimento
anti-russo na Ucrânia. FED. RUSSA
Mar Cáspio

50 km
Dmitri Trenin acredita que a Rús- (Daguestão) FED. RUSSA
sia tem adoptado uma postura “pós- FED. RUSSA
400 km
imperial”, consciente das suas limi-
tações para inÇuenciar os seus vizi- UCRÂNIA
nhos — e os acontecimentos de 2020 MOLDÁVIA
BIELORRÚSSIA AZERBAIJÃO
apenas vieram reforçar essa convic- Baku CAZAQUISTÃO
ção. “Isto não sugere que a Rússia Minsk NAGORNO
Chisinau
esteja a fechar-se sobre si ou prepa- KARABAKH ROMÉNIA
rada para fazer concessões a tercei-
AZERBAIJÃO
ros”, declara o analista. “Apenas Bichkek
signiÆca que o seu modus operandi UCRÂNIA
na vizinhança está a mudar, e a sua 100 km

postura na Eurásia está em reconÆ# QUIRGUÍZIA


50 km Mar CHINA
guração, deixando o império cada IRÃO Negro
vez mais para trás.” UCRÂNIA
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
20 • Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020

Mundo

Os vizinhos de Trump em Mar-a-Lago


dizem-lhe para ir morar noutro lado
KEVIN LAMARQUE/REUTERS
Durante a sua presidência, Palm
Manuel Roig-Franzia
Beach mostrou-se colaborante em
e Carol D. Leonnig
questões de segurança, permitindo
Quando era um magnata do um heliporto, que estava expressa-
mente proibido no acordo de 1993.
imobiliário em dificuldades, Assim que deixar o cargo, Trump não
tornou a propriedade na poderá usar o heliporto.
Flórida um clube. E, pelas O acordo com Palm Beach Ærmado
regras, não pode lá viver em 1993 não é o único documento
que questiona a legitimidade de
Os vizinhos de Mar-a-Lago, o clube Trump poder viver em Mar-a-Lago.
privado de Donald Trump em Palm Donald Trump também assinou um
Beach, na Florida, a que ele chama documento cedendo os direitos do
“Casa Branca de Inverno”, têm uma desenvolvimento de Mar-a-Lago ao
mensagem para o Presidente dos National Trust for Historic Preserva-
Estados Unidos prestes a cessar fun- tion, uma organização sem Æns
ções: não queremos que seja nosso lucrativos com sede em Washington
vizinho. A mensagem foi-lhe passada e fundos privados que trabalha para
na terça-feira da semana passada, salvar e preservar sítios históricos
através de uma carta entregue à cida- em todo o país. Como parte do acor-
de de Palm Beach e aos Serviços do do National Trust, Trump concor-
Secretos dos EUA, onde aÆrmam que dou em abrir mão e “para sempre”
Trump perdeu o direito de viver em dos seus direitos de desenvolver
Mar-a-Lago devido a um acordo que Mar-a-Lago ou de usar a propriedade
assinou nos anos de 1990, quando para “qualquer Ænalidade que não
converteu a propriedade histórica seja o uso do clube”. O National
que era a sua residência privada num Trust também não respondeu aos
clube privado. pedidos de comentários.
A manobra legal pode forçar Palm A polémica sobre a mudança de
Beach a ter de decidir se Trump Trump para Mar-a-Lago pode com-
pode fazer de Mar-a-Lago o seu novo quando desrespeitou a regra da altu- não quiseram comentar. Até ao Trump esteve em Mar-a-Lago — plicar a vida aos serviços secretos,
lar, como pretende depois da toma- ra ao instalar um gigantesco mastro momento, Palm Beach não fez qual- a “Casa Branca de Inverno” — 30 que vão continuar a protegê-lo quan-
da de posse de Joe Biden, no dia 20 de bandeira. quer tentativa pública para impedir vezes durante a sua presidência do deixar o cargo. As agências gover-
de Janeiro. “Não há absolutamente nenhuma Trump de morar em Mar-a-Lago. namentais esforçam-se para cumprir
O contratempo conÆgura um cená- teoria legal que lhe permita usar a “Não há nenhum documento ou as leis federais e locais nas suas acti-
rio potencialmente constrangedor, propriedade simultaneamente como acordo em vigor que proíba o Presi- Beach e o clube tem de ter menos vidades, e uma disputa legal sobre o
único na história recente, em que um residência privada e como clube”, dente Trump de usar Mar-a-Lago de 500 sócios. direito de Trump estabelecer residên-
ex-ocupante da Sala Oval pode vir a disse Glenn Zeitz, outro proprietário como sua residência”, disse um por- Trump tentou por várias vezes cia em Mar-a-Lago pode complicar o
estar na situação de ter de batalhar de Palm Beach que se juntou à luta ta-voz das empresas Trump. alterar partes do documento. Em trabalho dos serviços secretos, que
para defender o lugar que escolheu contra Trump e que já tinha enfren- A controvérsia remonta a um acor- 2018, pediu à cidade que renuncias- têm de preparar a equipa para prote-
para morar no pós-presidência. tado Trump em Atlantic City, quando do fechado por Trump em 1993, se a uma disposição que o proibia de ger a casa e o ex-Presidente. Um por-
E será mais uma dor de cabeça este quis expropriar uma casa parti- quando as suas Ænanças naufragavam construir uma doca no clube, com o ta-voz dos serviços secretos não quis
legal para Trump, que mudou o seu cular para expandir o seu casino. “Ele e o custo de manutenção da proprie- argumento de que os serviços secre- comentar. Um grupo reduzido de
domicílio oÆcial para Mar-a-Lago, não vai intimidar as pessoas, porque dade subia para vários milhões por tos e a polícia local necessitavam da agentes acompanhará Trump na sua
deixando para trás Manhattan, onde nós estamos cá”, acrescentou. ano. Segundo o acordo, os membros estrutura para a protecção do Presi- vida privada depois de 20 de Janeiro,
morou antes de ser eleito Presidente Um porta-voz da Casa Branca e o do clube estão proibidos de passar dente. Posteriormente, argumentou e a agência terá de ocupar uma sala
e ganhou fama como magnata do presidente da Câmara de Palm Beach mais de 21 dias por ano nas suítes e que o cais era para uso privado, seu da casa do ex-Presidente para instalar
imobiliário. não podem lá permanecer por mais e da mulher, Melania Trump. Os vizi- a base de operações.
Na carta, a que The Washington Post de sete dias seguidos. Antes de o acor- nhos temiam que o cais fosse usado Para tudo estar operacional na data
teve acesso, um advogado dos vizi- do ser selado, um advogado de Trump para aportarem cruzeiros barulhen- certa, é preciso encontrar casas para
nhos de Mar-a-Lago diz que a cidade garantiu ao conselho municipal, tos. Trump retirou o pedido no iní- os agentes morarem antes de Trump
deve notiÆcar Trump de que não numa reunião pública, que o magna- cio deste ano — três dias depois de o deixar a Casa Branca. Se for impedido
pode usar Mar-a-Lago como residên- ta não moraria em Mar-a-Lago. Post publicar uma reportagem que de viver em Mar-a-Lago, os serviços
cia. Fazer essa mudança “evitaria Palm Beach Na época, os governantes da cidade revelava os detalhes de seu acordo secretos terão de se esforçar para tra-
uma situação embaraçosa” caso o desconÆavam de Trump porque este de 1993 com a cidade. çar planos para outro local.
Presidente se mudasse para o clube tem muitas os tinha processado por terem chum- Trump viajou para Mar-a-Lago pelo Para os vizinhos de Mar-a-Lago,
e depois fosse mandado embora, diz propriedades bado a sua tentativa de subdividir a menos 30 vezes durante a sua presi- seria óptimo se Trump encontrasse
a carta enviada em nome dos vizinhos propriedade histórica em vários lotes dência e passou pelo menos 130 dias outro lugar para viver. A carta, escri-
pela família DeMoss, que dirige uma lindas à venda. residenciais. Limitar a duração das no clube, de acordo com uma conta- ta por Reginald Stambaugh, advoga-
fundação missionária internacional. te
O Presidente estadias garantiu
gara que a proprie- gem do Post. Ali recebeu chefes de do de West Palm Beach, inclui a
Durante anos, vários vizinhos mos- dade de Tr
Trump permaneceria Estado e de Governo: o chinês Xi seguinte frase: “Palm Beach tem mui-
traram-se incomodados devido a encontrará uma um clube
club privado, como Jinping, o brasileiro Jair Bolsonaro e tas propriedades lindas à venda e
perturbações como engarrafamen- Reginald Stambaughgh tinha sid
sido prometido, e não o japonês Sinzo Abe. Não houve qual- estamos conÆantes de que o Presi-
tos e ruas bloqueadas, devido às via- hos
Advogado dos vizinhos um hotel. quer indicação pública sobre a cidade dente Trump encontrará uma que
gens frequentes do Presidente ao O acordo
acor tem outras dis- ter levantado objecções à sua perma- atenda às suas necessidades”.
clube. Mesmo antes de ser Presiden- posições: pelo menos,
pos nência no clube. Trump também com Philip Bump
te, Trump criou animosidade nos 50% dos sócios têm
5 pareceu desrespeitar abertamente o
vizinhos ao recusar-se a cumprir até de morar ou tra- acordo ao dizer ao site de Mar-a-Lago Exclusivo PÚBLICO / The
os requisitos mais básicos, como balhar em Palm que mantém ali quartos privados. Washington Post
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.

Estamos
ao lado dos
nossos leitores
Para o melhor
e para o pior
O PÚBLICO, em parceria com a
Santa Casa da Misericórdia de Lisboa,
oferece assinaturas digitais a leitores
que perderam o emprego
durante a pandemia

Se perdeu a sua ocupação profissional


este ano, veja aqui se está elegível
para usufruir de uma assinatura digital
do PÚBLICO atribuída pelo PSolidário

Obtenha aqui:
publico.pt/psolidario
Aponte para aqui a câmara ou aplicação do
seu telefone e carregue no link que aparece

O PÚBLICO e a SCML levam a informação a quem


perdeu a sua situação profissional nos últimos meses.
Num momento de instabilidade global, é, mais do que
nunca, uma necessidade que os desempregados
mantenham um acesso privilegiado à informação
que os irá ajudar a encontrar um novo rumo
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
22 • Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020

Economia Receitas arrecadadas vão reverter para o Fundo Ambiental

Taxa de dois euros por passagem aérea


começa a ser cobrada em Julho
Medida que abrange quem chegue ou saia de Portugal por avião ou cruzeiro vai ser regulamentada
no início do ano que vem e aplicada a partir do segundo semestre. Sector da aviação contesta
DANIEL ROCHA

Luís Villalobos
A partir do dia 1 de Julho do próximo
ano vai ser aplicada uma taxa, no
valor de dois euros, aos passageiros
de voos internacionais e de navios
como os de cruzeiro. Este é, de acor-
do com as informações recolhidas
pelo PÚBLICO, o calendário decidido
pelo Governo, de modo a aplicar a
medida que foi aprovada no Parla-
mento no âmbito do Orçamento do
Estado para 2021.
O primeiro passo será o de regula-
mentar a aplicação da taxa, o que
acontecerá logo em Janeiro, cum-
prindo, aliás, o que Æcou estipulado
na sequência da proposta apresenta-
da pelo PAN e votada favoravelmen-
te pelo BE e pelo PS.
Assim, está previsto que a taxa de
carbono seja aplicada ao consumidor
“de viagens aéreas, marítimas e Çu-
viais, no valor de dois euros por pas-
sageiro” que saia ou chegue a Portu-
gal. De fora Æcam as crianças até aos
dois anos, bem como as viagens
aéreas entre cidades do território
nacional e o transporte público de
passageiros no âmbito do transporte
marítimo e Çuvial.
As receitas arrecadadas vão rever-
ter para o Fundo Ambiental (isto sem
o prejuízo “do direito a uma compar-
ticipação por parte das entidades
que participem na cobrança da taxa”,
segundo a proposta aprovada), que
por sua vez as encaminhará “para
acções de Ænanciamento na área da Caso existisse em 2019, a taxa teria gerado 103 milhões de euros
ferrovia e na redução de emissões de
CO2 dos transportes colectivos, desi- da num contexto como o actual e que o Governo português esteja a impor baixa as suas taxas. “Faço um apelo
gnadamente, na aplicação em políti- prejudica a recuperação económica. mais barreiras à sua recuperação, em para que haja responsabilidade e
cas públicas de apoio à mobilidade Para a Easyjet, esta medida “não ape- vez de aplicar medidas para estimu- que se considere medidas de incen-
eléctrica”. nas expõe a indústria a mais diÆcul- lar o crescimento da capacidade e a tivo ao turismo”, sustentou o ex-mi-
Caso já existisse em 2019, a taxa dades Ænanceiras no meio da actual procura de passageiros”. Por parte nistro do PSD. Também o director
teria gerado cerca de 103 milhões de É ridículo que crise covid-19, mas também não dá a do Governo, a ideia é a de que os pre- da Associação das Companhias
euros, dos quais perto de 100 milhões resposta necessária aos desaÆos ços das passagens tendem a baixar, Aéreas em Portugal (RENA), de acor-
via passagens aéreas, de acordo com durante a pior ambientais”. Para a transportadora pelo que o consumidor não sentirá o do com o Negócios, se mostrou con-
cálculos do PÚBLICO com base nos crise que a aérea britânica, uma taxa desta natu- efeito de um pequeno aumento, e trário à nova taxa. “Custa-me enten-
dados do INE e do regulador da avia- reza, a existir, devia estar “directa- que a taxa não irá ter quaisquer efei- der que, por um lado, se diga que há
ção civil, a ANAC. No ano que vem, indústria alguma mente ligada ao CO2 e cobrada por tos prejudiciais no sector. prioridades e apoios ao sector e, por
no entanto, não só a medida estará vez enfrentou voo e não por passageiro, reconhe- Em sentido contrário ao executivo outro, se onere os passageiros com
em vigor apenas metade do ano, cendo que voos mais cheios são real- está também, além das transporta- esta medida que não vai reverter um
como o número de passagens será o Governo mente mais eÆcientes”. doras, a ANA-Aeroportos de Portu- cêntimo para a reconversão do sec-
substancialmente inferior devido aos português esteja Além disso, diz, a receita arrecada- gal. Na quinta-feira, no âmbito de tor”, considerou. A TAP está na
impactos da pandemia de covid-19. da também devia ser canalizada para um evento online sobre o turismo e linha da frente do impacto desta
As estimativas mais recentes apon- a impor mais investimentos para descarbonizar a o transporte aéreo, organizado pelo medida, mas ainda não se pronun-
tam para uma recuperação do sector, barreiras à sua aviação. Já a Ryanair refere que este Jornal Económico e pela empresa ciou sobre a mesma.
aos níveis de 2019, em 2024 ou 2025, tipo de impostos “não tem qualquer BDC, o presidente do conselho de Presente no evento, o secretário
com o segundo semestre do próximo recuperação efeito na redução das emissões de administração da empresa que gera de Estado adjunto e das Comunica-
ano a mostrar já sinais de melhoria. Ryanair CO2, são regressivos e prejudicam a os aeroportos, José Luís Arnaut, cri- ções, Hugo Santos Mendes, recordou
A Easyjet e a Ryanair foram as pri- concorrência”. “É ridículo”, defende ticou, de acordo com o Jornal de que o sector da aviação é já “bastan-
meiras a reagir à nova taxa, recla- a empresa, “que durante a pior crise Negócios, o facto de a medida surgir te ajudado Æscalmente ao nível dos
mando que esta não deve ser aplica- que a indústria alguma vez enfrentou no mesmo momento em que a ANA combustíveis”.
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020 • 23

Economia

RSI é “imprescindível” e deve ser “reforçado”


para dar resposta à pandemia
PAULO PIMENTA
uma disparidade “entre o peso da vez mais eleva patamares mínimos
Rui Pedro Paiva
prestação na despesa e a sua expres- sociais que eu diria que são inacei-
Em Portugal, “metade dos são no debate público e no debate táveis.”
político”, salienta Frederico Cantan-
desempregados não têm te, que destaca a “dimensão bastan- Uma ilha inteira
protecção de subsídio de te baixa” da rubrica do RSI na des- São Miguel, a maior das ilhas açoria-
desemprego”. O RSI surge pesa da Segurança Social. Desde nas, é composta por seis municí-
como uma “âncora” 2015 que menos de 3% da população pios: Ponta Delgada, Ribeira Gran-
nacional é beneÆciária do apoio e, de, Lagoa, Vila Franca do Campo,
O cenário de crise provocado pela segundo dados de 2017, o RSI repre- Povoação e Nordeste. Todos eles
covid-19 torna o Rendimento Social senta 1,2% do total da despesa do estão entre os dez municípios do
de Inserção (RSI) “imprescindível” sistema de Segurança Social (cerca país com o número mais elevado de
para dar resposta aos mais pobres de 344 milhões de euros). “Esta beneÆciários do Rendimento Social
entre os pobres. Sobretudo para prestação nunca é um montante tão de Inserção (RSI) por 1000 habitan-
apoiar crianças e jovens que deve- crítico como algumas correntes de tes em idade activa.
rão ser os “mais afectados” pelos pensamento e alguns partidos polí- Num deles, o da Ribeira Grande,
“impactos profundos da crise da ticos dão a entender.” cuja maior freguesia é Rabo de Pei-
pandemia”. Mais: não só o RSI é Associado ao debate público xe, o número é sete vezes superior
essencial, como precisa de ser refor- sobre o tema surgem “generaliza- à média nacional (220,3‰ para
çado. “É imprescindível que a polí- ções”, habitualmente divididas em 30,1‰). No extremo oposto, as
tica social do RSI não só continue a “categorias especíÆcas”, como a regiões que têm menos beneÆciá-
responder ao Çagelo da pobreza “comunidade cigana” ou os “desem- rios de RSI são as do Cávado (9,8‰),
extrema e da privação material pregados que não querem traba- Oeste (12,5‰), Ave (13,2 ‰) e Alto
severa, como seja reforçada a sua lhar”, exempliÆca o investigador. Minho (13,7‰).
abrangência e eÆcácia.” “Há sempre a lógica do ‘nós contra O estudo, que pretende “colocar
As conclusões são apresentadas eles’, de certa forma, uma polariza- em evidência a informação relevan-
no estudo Rendimento Social de ção”, aÆrma. te” sobre o RSI, assinala que a reali-
Inserção — Contributos para o conhe- Face ao estigma, o investigador dade dos Açores “não encontra
cimento de uma prestação, de autoria ressalva que o RSI é uma prestação paralelo no restante território nacio-
de um grupo de investigadores do que “nem é sequer destinada a com- nal”, à excepção dos municípios
Colabor — Laboratório Colaborativo bater a pobreza”, acaba por “com- alentejanos de Mourão, Monforte e
para o Trabalho, Emprego e Prote- bater a intensidade da pobreza”: é Moura.
ção Social , a partir dos dados da uma prestação de “mínimos Na verdade, nem são os Açores no
plataforma Datalabor, e divulgado sociais”. seu todo: a elevada incidência do
em primeira mão pelo PÚBLICO. Em 2020, o valor máximo de refe- RSI encontra-se praticamente ape-
“Estas prestações de último recur- rência para receber o RSI foi de nas na ilha de São Miguel.
so são fundamentais em contextos 190,90 euros por mês — se um cida- Para compreender os números,
de crise onde se prevê que o merca- dão, que viva sozinho, tiver rendi- importa destacar que os Açores têm
do de trabalho venha a ter pouco mentos acima desse valor não tem a maior taxa de risco de pobreza do
dinamismo no curto e até no médio direito ao rendimento. Para o refor- país (31,8%), indicador em que são
prazo”, explica Frederico Cantante, ço desta prestação social, Frederico acompanhados pela outra região
um dos investigadores do estudo, Cantante diz ser necessário existir autónoma, a da Madeira, que regis-
frisando que, além de já existir “um “coragem política”. Cerca de 3% da população nacional recebe esta prestação ta 27,8% — valores superiores à
aumento muito signiÆcativo do Além de tornar a prestação “mais média nacional em 14,6 e 10,6 pon-
desemprego”, as empresas também generosa”, é preciso “repensá-la”, tos percentuais, respectivamente.
“estão altamente endividadas”.
A tese não é meramente abstracta
para estar relacionada a “outras for-
mas de inclusão na sociedade”: “O
Duração média do apoio é de 34 meses Mas a diferença é grande quanto ao
número de beneÆciários do RSI por
e tem aplicação directa no caso por- RSI tem associado um contrato de 1000 habitantes: enquanto a Madei-

U
tuguês. Em Portugal, “metade dos inserção, mas sabemos muito pouco m terço das pessoas que o valor ascende a 29% e é no ra está em “linha com a média nacio-
desempregados não têm protecção em relação a isso”, alerta. recebem o RSI são menores Alentejo central que existe uma nal”, nos Açores, o número é três
de subsídio de desemprego” e, por Entre as justiÆcações para a refor- de idade (31%) e 45% têm maior proporção de vezes superior à média do país.
isso, o RSI surge como uma “ânco- mulação do apoio, o investigador de menos de 25 anos, revela o beneficiários com trabalho. Apesar da quantidade, o valor
ra” de Æm de linha, tal como para CIES-IUL do ISCTE refere que ainda estudo. “Muitos dos Em média, uma pessoa recebe médio da prestação por pessoa nos
aqueles que têm “empregos muito existe “um hiato entre os valores de beneficiários desta prestação o RSI durante dois anos e meio Açores é, por larga distância, o mais
incipientes”. referência do RSI e aquilo que é o são, na verdade, menores de até três anos. Apesar de não baixo do país, cerca de 85 euros. No
Com a pandemia, surgiram “novas limiar de pobreza”, limiar que em idade, cujas condições materiais existirem grandes variações no restante território nacional, o valor
prestações de apoio” — seja para o Portugal é de 6104 euros de existência, pautadas por país, a duração acaba por ser é relativamente homogéneo, indo
desemprego, de apoio ao emprego anuais. formas de destituição material “consistentemente maior” na dos 115 (em Évora e na Madeira) até
e de compensação da perda de ren- “O RSI, pelo menos severas, seriam ainda piores área metropolitana do Porto. O aos 132 euros (em Coimbra).
dimento —, apoios estes que são de uma avaliação a caso não tivessem acesso a esta tempo médio durante o qual se Ainda assim, o arquipélago aço-
provisórios: “No curto e no médio partir dos grandes prestação.” Do total dos é beneficiário estava a diminuir riano é uma das regiões onde a
prazo, as pessoas vão perder o direi- números, é de facto beneficiários, cerca de 11% têm desde 2014, ano em foi atingido média da prestação por família é
to a estas prestações e o RSI, dentro uma prestação que outros rendimentos de trabalho, o valor máximo desde 2004: 37 mais elevada (278 euros), apenas
da arquitectura das prestações que cada vez protege pelo que o “RSI tende a resultar meses. Contudo, depois de ter superado pelos distritos de Bragan-
temos, vai ser a prestação de último menos e que cada da exclusão do mercado de descido para 33 e 31 meses nos ça, Évora, Portalegre e Beja: “O que
recurso, a rede de amparo”. trabalho e não de uma anos seguintes, aumentou em indicia que as famílias beneÆciárias
Uma das motivações do estudo foi escolha”. No concelho 2019 para 34 meses (apesar da desta prestação tendem a ser, nessa
o de “desconstruir algumas ideias Frederico de Vila Nova de Foz Côa, diminuição do desemprego). região, comparativamente numero-
feitas”, sobretudo porque existe Cantante sas”, concluem os autores.
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
24 • Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020

CLASSIFICADOS Rua Júlio Dinis, n.º 270, Tel. 22 615 10 00


Bloco A, 3.º Piso
4050-318 Porto
lojaporto@publico.pt
De seg a sex das 09H às 18H

Contratação de Pessoal Docente


(M/F) Universidade do Minho
Universidade do Minho
Serviço de Recursos Humanos
ANÚNCIO M/F Serviço de Recursos Humanos

Refª CD-CTTI-118-ARH/2020 - Doutor Paulo Jorge dos Santos Gonçal- ANÚNCIO M/F Torna-se público que se encontra aberto processo de recrutamento para a contratação de
ves Ferreira, Professor Catedrático e Reitor da Universidade de Aveiro, Torna-se público que se encontra aberto processo de recrutamento para a con- um Técnico Superior, na modalidade de Contrato de Trabalho a Termo Resolutivo Incerto, ao
faz saber que, pelo prazo de trinta dias úteis contados do dia útil imedia- tratação de um Técnico Superior, na modalidade de Contrato de Trabalho a abrigo do Código do Trabalho, no Instituto de Investigação em Ciências da Vida e Saúde, da
to àquele em que o presente anúncio for publicitado, se encontra aberto Termo Resolutivo Incerto, ao abrigo do Código do Trabalho, no Instituto de Escola de Medicina, sob Ref.ª CTTI- 82/20-ICVS(1).
concurso documental, de âmbito internacional, para recrutamento de 1 Investigação em Ciências da Vida e Saúde, da Escola de Medicina, sob
REQUISITOS DE ADMISSÃO:
(um) posto de trabalho de Professor Auxiliar, para a área disciplinar de Ref.ª CTTI- 85/20-ICVS(1). Licenciatura em Engenharia Biológica, Economia, Gestão, Psicologia ou áreas científicas afins.
Engenharia Mecânica, subárea de Projeto Mecânico, para o Departa- REQUISITOS DE ADMISSÃO:
mento de Engenharia Mecânica da Universidade de Aveiro, em regime O prazo para a apresentação das candidaturas decorre no período de 22/12/2020 a 06/01/2021.
Licenciatura em Bioquímica, Biologia, Engenharia Biomédica ou áreas cientí-
de contrato de trabalho por tempo indeterminado, ao abrigo do Código ficas afins; O texto integral do processo de recrutamento e seleção encontra-se disponível em https://
do Trabalho e do Regulamento sobre Regime das carreiras próprias do Possuir certificação da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) intranet.uminho.pt/Pages/Documents.aspx?Area=Procedimentos%20Concursais
pessoal docente em regime de direito privado da Universidade de Aveiro para executar funções de realização de procedimentos em animais e de pres- A Diretora de Serviços, Sara Patrícia Costa Rodrigues
e respetiva contratação (Regulamento n.º 384/2014, de 26 de agosto). tação de cuidados aos animais, de acordo com o artigo nº 31 do Decreto-Lei
nº 113/2013, de 7 de agosto, relativo à “proteção dos animais utilizados para
2 - O requerimento de candidatura deverá ser elaborado nos termos fins científicos”.
do edital antes referido, publicitado no seguinte endereço eletrónico: O prazo para a apresentação das candidaturas decorre no período de
https://www.ua.pt/pt/sgrh/pessoal-docente-novos-concursos-e-ofertas. 22/12/2020 a 30/12/2020. Universidade do Minho
3 - O prazo de candidaturas é de 30 dias úteis, contados a partir da data O texto integral do processo de recrutamento e seleção encontra-se disponí- ANÚNCIO M/F Serviço de Recursos Humanos

da publicação do presente anúncio. vel em https://intranet.uminho.pt/Pages/Documents.aspx?Area=Procedimen- Torna-se público que se encontra aberto processo de recrutamento para a contratação
Aveiro, em 26 de novembro de 2020 tos%20Concursais de um Técnico Superior, na modalidade de Contrato de Trabalho a Termo Resolutivo
O Reitor, Prof. Doutor Paulo Jorge dos Santos Gonçalves Ferreira A Diretora de Serviços, Sara Patrícia Costa Rodrigues Incerto, ao abrigo do Código do Trabalho, no Instituto de Investigação em Ciências da
Vida e Saúde, da Escola de Medicina, sob Ref.ª CTTI- 83/20-ICVS(1).
REQUISITOS DE ADMISSÃO:
Licenciatura em Engenharia Biológica, Economia, Gestão e áreas científicas afins.
O prazo para a apresentação das candidaturas decorre no período de 22/12/2020 a
Universidade do Minho 06/01/2021.
Serviço de Recursos Humanos
ANÚNCIO M/F O texto integral do processo de recrutamento e seleção encontra-se disponível em
Torna-se público que se encontra aberto processo de recrutamento para a https://intranet.uminho.pt/Pages/Documents.aspx?Area=Procedimentos%20Concursais
contratação de um Técnico Superior, na modalidade de Contrato de Traba- A Diretora de Serviços, Sara Patrícia Costa Rodrigues
lho a Termo Resolutivo Incerto, ao abrigo do Código do Trabalho, no Instituto
de Investigação em Ciências da Vida e Saúde, da Escola de Medicina, sob
Ref.ª CTTI- 62/20-ICVS(1).
REQUISITOS DE ADMISSÃO: ANÚNCIO Universidade do Minho
Moção de Homenagem a Eduardo Lourenço Licenciatura em Bioquímica ou áreas científicas afins;
Torna-se público que se encontra aberto processo de recrutamento para a contratação com
Eduardo Lourenço partiu no pretérito dia 1 de Dezembro. Sem se despedir, como quem, à boa Possuir certificação da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV)
vista ao provimento, em regime de contrato de trabalho em comissão de serviço, do cargo de
maneira de S. Pedro do Rio Seco, ao sair, nos diz: “já venho e deixo a porta aberta.” para executar funções de realização de procedimentos em animais e de direção intermédia de 2º grau para o Gabinete do Administrador, sob Ref.ª CS-11/20-GA(1).
Da sua infância nessa aldeia ribacudana, pouco mais lhe restava que um leve verniz protegendo prestação de cuidados aos animais, de acordo com o artigo nº 31 do Decre-
uma imensa nostalgia, essa nostalgia que tão bem identificou como uma das mais enraizadas
REQUISITOS DE ADMISSÃO:
to-Lei nº 113/2013, de 7 de agosto, relativo à “proteção dos animais utiliza-
características do povo português, e tão bem soube perceber nos poemas que estruturaram a • Habilitações académicas - Formação superior ao nível de licenciatura, preferencialmente na
dos para fins científicos”. área da Economia e Gestão;
base da sua afirmação académica.
O prazo para a apresentação das candidaturas decorre no período de • Experiência mínima de dois anos em funções/atividades para as quais tenha sido exigida a
Enaltecido por todos como um dos, ou, talvez mesmo, como o maior ensaísta do século XX
português, Eduardo Lourenço nunca perdeu a capacidade de rir dos próprios atavios, como se não
22/12/2020 a 30/12/2020. formação referida na alínea anterior.
enjeitasse o sarcasmo de Mestre Almada, quando nos invectivava na “Cena do Ódio”: “Tu, que te O texto integral do processo de recrutamento e seleção encontra-se dispo- O prazo para a apresentação das candidaturas decorre no período de 22/12/2020 a 06/01/2021.
alfaiatas em modas e fazes cartazes dos fatos que vestes p’ra que se não vejam as nódoas de baixo!” nível em https://intranet.uminho.pt/Pages/Documents.aspx?Area=Procedi- O texto integral do processo de recrutamento e seleção encontra-se disponível em https://
Sob o seu permanente sorriso, mantinha-se o português nascido em terras de contrabando, mentos%20Concursais intranet.uminho.pt/Pages/Documents.aspx?Area=Procedimentos%20Concursais.
onde a fronteira não era um golpe talhado no coração dos homens. Por isso nos lembrava que A Diretora de Serviços, Sara Patrícia Costa Rodrigues A Diretora de Serviços, Sara Patrícia Costa Rodrigues
quer queiramos quer não, quer o sintamos quer não, nós somos europeus.
Sem nunca perder a humildade que o português sabe cultivar e que muitos confundem com
servilismo. Nele, a humildade, apesar das variadíssimas distinções nacionais e internacionais,
correspondia à que um sábio abade, nas «Memórias Paroquiais de 1758», atribuía ao arroio da
sua aldeia; por ser o único que, em Portugal, por demasiada humildade, ia perdendo importância
ao longo do seu curso, pois nascendo varão achou-se fêmea, na transmutação de Rio Seco em
Ribeira de Aguiar. Fundada em 1988 pelo Professor Doutor Carlos Garcia, a Associação
Mas, ao realizar a «Psicanálise mítica do destino português», Eduardo Lourenço manteve o
racionalismo do analista académico, legando-nos um imenso património que importa revisitar
Dá-se conhecimento de que se encontra aberto Portuguesa de Familiares e Amigos de Doentes de Alzheimer - Alzheimer
para que melhor nos compreendamos como europeus, num Portugal imenso que se espraia na procedimento de recrutamento de pessoal em Portugal é uma Instituição Particular de Solidariedade Social. É a única
saudade de quantos dele se reclamam. Por contraponto à ideia de uma inocente sensualidade da organização em Portugal, de âmbito nacional, especificamente constituída
lírica portuguesa, na óptica de Jaime Cortesão, ou ao profetismo místico de Agostinho da Silva. regime de contrato individual de trabalho a para promover a qualidade de vida das pessoas com demência e dos seus
Portugal na Europa, que futuro? Foi o tema com que Eduardo Lourenço brindou os Oeirenses, em termo resolutivo certo, nos termos do Código familiares e cuidadores. Tem cerca de dez mil associados em todo o país.
Novembro de 2014, na sessão de «Conversas na Aldeia Global», realizada neste mesmo espaço.
A lucidez da sua análise sobre quem somos e a nossa múltipla cultura identitária, tão
do Trabalho, para a Faculdade de Ciências Oferece Informação sobre a doença, Formação para cuidadores formais
marcadamente manifesta no concelho de Oeiras, toma-nos especiais devedores de Eduardo Médicas|NOVA Medical School da Universidade e informais, Apoio domiciliário, Apoio Social e Psicológico e Consultas
Lourenço. Médicas da Especialidade.
Assim, a Assembleia Municipal de Oeiras, na sua primeira sessão após o seu desaparecimento
Nova de Lisboa:
Como membro da Alzheimer Europe, a Alzheimer Portugal participa
fisico, presta-lhe a homenagem devida aos «que se vão da lei da morte libertando», propondo um
minuto de silêncio em sua memória.
• 1 vaga de Técnico Superior (M/F), para a ativamente no movimento mundial e europeu sobre as demências,
Esta moção de homenagem deverá ser comunicada à família de Eduardo Lourenço e publicada Divisão de Apoio à Investigação, referência procurando reunir e divulgar os conhecimentos mais recentes sobre a
no sítio da Assembleia Municipal e em, pelo menos, um jornal diário de expansão nacional. TS/MED-FAR/38/2020, ao qual podem Doença de Alzheimer, promovendo o seu estudo, a investigação das suas
Oeiras, 15 de Dezembro de 2020,
candidatar-se os indivíduos que reúnam as causas, efeitos, profilaxia e tratamentos.
Pelo Grupo INOV, Contactos:
António Balcão Vicente condições fixadas no aviso disponível no
Sede: Av. de Ceuta Norte, Lote 15, Piso 3 Quinta do Loureiro, 1300-125 Lisboa
endereço: Telefones: 213 610 460 - Fax : 21 361 04 69 - E-mail: geral@alzheimerportugal.org
Centro de Dia Prof. Doutor Carlos Garcia: Av. de Ceuta Norte, Lote 1, Loja 1 e 2 Quinta do Loureiro, 1350-410 Lisboa
SESSÃO EXTRAORDINÁRIA N.º 21/2020 DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE OEIRAS www.nms.unl.pt Telefone: 213 609 300 - E-mail: geral@alzheimerportugal.org
REALIZADA EM 15 DE DEZEMBRO DE 2020 Lar, Centro de Dia e Apoio Domiciliário «Casa do Alecrim», Rua Joaquim Miguel Serra Moura, n.º 256 - Alapraia
MINUTA DE PARTE DA ATA (Documentos/ Recursos Humanos/ Pessoal 2765-029 Estoril - Telefone: 214 525 145 - E-mail: casadoalecrim@alzheimerportugal.org
Horário de Atendimento: Quartas e sextas, entre as 9h e as 13h

DELIBERAÇÃO N.º 149/2020 Não Docente/ Procedimentos de Recrutamento) Núcleo do Ribatejo da Alzheimer Portugal: R. Dom Gonçalo da Silveira n.º 31 «A, 2080-114 Almeirim
- Telefone: 243 000 087 - E-mail: geral.ribatejo@alzheimerportugal.org
Delegação Norte da Alzheimer Portugal: Centro de Dia «Memória de Mim», Rua do Farol Nascente
MOÇÃO DE HOMENAGEM A EDUARDO LOURENÇO, APRESENTADA PELO GRUPO
POLÍTICO MUNICIPAL DO INOV
O prazo-limite para submissão das candidaturas n.º 47A R/C, 4455-301 Lavra - Telefone: 229 260 912 | 226 066 863 - E-mail: geral.norte@alzheimerportugal.org
Delegação Centro da Alzheimer Portugal: Centro de Dia do Marquês, Urb. Casal Galego - Rua Raul Testa Fortunato n.º 17, 3100-523 Pombal
- Telefone: 236 219 469 - E-mail: geral.centro@alzheimerportugal.org
A Assembleia Municipal de Oeiras tomou conhecimento do documento referido em título e é de 6 dias úteis a contar da data da publicação Núcleo de Aveiro: Santa Casa da Misericórdia de Aveiro, Complexo Social da Quinta da Moita - Oliveirinha 3810 Aveiro, Telefone: 234 940 480
- E-mail: geral.aveiro@alzheimerportugal.org
deliberou por unanimidade dos presentes, com vinte e quatro votos a favor, sendo dez do Grupo do presente anúncio. Delegação da Madeira da Alzheimer Portugal: Avenida do Colégio Militar, Complexo Habitacional
Político Municipal Isaltino Inovar Oeiras de Volta, quatro do Partido Socialista, quatro do Grupo da Nazaré, Cave do Bloco 21 - Sala E, 9000-135 Funchal, Telefone: 291 772 021 - Fax: 291 772 021 - E-mail: geral.madeira@alzheimerportugal.org
Político Municipal Independentes Oeiras Mais À Frente, três da Coligação Democrática Unitária,
um do Partido Social Democrata, um do Bloco de Esquerda e um do Partido Pessoas-Animais-
Natureza, na sua primeira sessão após o desaparecimento físico de Eduardo Lourenço, prestar- Aviso (Extrato)
lhe a homenagem devida aos “que se vão da lei da morte libertando”, propondo um minuto de Torna-se público que, por deliberação do Conselho de Administração de 26.11.2020, se encontra aberto, pelo EDIFÍCIO DIOGO CÃO
silêncio em sua memória. prazo de 5 dias úteis, a contar da data de publicação do presente extrato, o processo de selecção conducente DOCA DE ALCÂNTARA NORTE, LISBOA
Mais foi deliberado, por unanimidade, aprovar em minuta esta parte da ata. à constituição de uma Bolsa de Reservas de Assistentes Operacionais, válida pelo período de 12 meses. Os (JUNTO AO MUSEU DO ORIENTE)
Oeiras, aos quinze dias do mês de dezembro de dois mil e vinte requisitos gerais e o perfil de competências exigido, os métodos e critérios de seleção e outras informações de HORÁRIO: 2.ª – 6.ª FEIRA: 9H – 19H
interesse para apresentação das candidaturas e para o desenvolvimento do procedimento concursal, constam SÁBADO: 11H – 17H
A PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL da publicitação integral do aviso de abertura, inserto na página eletrónica do IPO-Porto, EPE, in www.ipoporto.pt
Elisabete Maria de Oliveira Mota Rodrigues de Oliveira Porto, 21.12.2020 MAIS INFORMAÇÕES: loja.publico.pt | 210 111 010
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
Público ClassiÄcados • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020 • 25

Autoridade Nacional da Aviação Civil


ANÚNCIO - Processo n.º 007/2019 ANÚNCIO - Processo n.º 276/2017 ANÚNCIO - Processo n.º 301/2018 ANÚNCIO - Processo n.º 133/2017
Luís Miguel Ribeiro, Presidente do Conselho de Administração da ANAC, torna pú-
Luís Miguel Ribeiro, Presidente do Conselho de Administração da Luís Miguel Ribeiro, Presidente do Conselho de Administração da Luís Miguel Ribeiro, Presidente do Conselho de Administração da blico que foi instaurado processo de contraordenação a François Miffon, nascido
ANAC torna público que foi instaurado processo de contraordena- ANAC torna público que foi instaurado processo de contraordena- ANAC, torna público que foi instaurado processo de contraordena- em 6 de fevereiro de 1962, de nacionalidade suiça, com o bilhete de identidade
ção a Noémio Carlos Correia Pompílio da Silva, titular do cartão do n.º C6262387, com última residência conhecida em 5 Chemin Emile Dusonchet,
ção a António Martinho de Oliveira Prates Vital, titular do cartão do ção a Anke Lichtmann, titular do passaporte n.º C3JJ23120, emiti- CH-1256 Troinex, Suisse, pelo facto de no dia 16 de agosto de 2016, ter operado
cidadão n.º 13076717 4 ZY7, com último domicilio conhecido em cidadão n.º 30710570, com último domicilio conhecido em Aveni- do em 6 de dezembro de 2011, com última residência conhecida a aeronave ultraleve paramotor numa zona proibida – classificada como Classe
da Dom Nuno Alvares Pereira, n.º 20 – 1º Esq., 2800-175 Almada, C, sem ter apresentado o certificado ou autorização de voo emitido pelo Estado
Rua Fernando Pó, Urbanização Chesol – Lote 89, 2785-447 São em Gotlandstr 2, 10439 Berlim, Alemanha, pelo facto de, no dia 13 de origem, e sem possuir uma apólice de seguro válido no Estado português, o
Domingos de Rana, pelo facto de, no dia 27 de outubro de 2018, pelo facto de, no dia 17 de agosto de 2017, pelas 22h55, ter ope- que constitui duas contraordenações muito graves, nos termos do artigo 46º n.º
de outubro de 2017, pelas 17h15, no Forte de São Julião da Bar-
pelas 10h00, ter operado um drone (aeronave não tripulada), que rado um drone (aeronave não tripulada), que sobrevoou a zona 1 – alínea v) e artigo 46º n.º 1 – alínea ag) do Decreto-Lei n.º 238/2004, de 18 de
exterior do Almada Fórum, onde decorria o evento Almada Fórum ra, ter operado um drone (aeronave não tripulada) que sobrevoou dezembro, alterado e republicado pelo Decreto-Lei n.º 283/2007, de 13 de agosto,
sobrevoou a área onde decorria o evento “Baja Portalegre 500- punível nos termos do artigo 9º, n.º 4, alínea a) do Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9
Summer Sound by MTV, com um concerto da artista Áurea, e onde espaço aéreo reservado. de janeiro, com coima entre o mínimo de € 1.000,00 e o máximo de €2.500,00, no
2018” e onde se encontrava um grupo superior a 12 pessoas.
se encontrava um grupo superior a 12 pessoas, uma vez que local caso de negligência, e o mínimo de €2.000,00 e o máximo de €4.000,00, em caso
Este comportamento constitui a prática de contraordenação muito de dolo, sem prejuízo da eventual aplicação de sanções acessórias de acordo com
Tal conduta constitui contraordenação grave, por violação do arti- estavam cerca de 5200 pessoas. o artigo 13º do Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 de janeiro.
grave, por violação do artigo 22º n.º 1 – alínea f) do Decreto-Lei n.º O arguido foi notificado, através do Ofício n.º 553/GabJur/PCA/2017, datado de
go 7º n.º 1 do Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 de janeiro (por referên- Tal conduta constitui contraordenação grave, por violação do arti-
163/2015, de 17 de agosto, punível nos termos do artigo 9º, n.º 4, 18 de setembro de 2017, da acusação que lhe era imputada e que aqui se dá por
cia ao artigo 11º n.º 1 – alínea b) do Regulamento n.º 1093/2016, go 7º n.º 1 do Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 de janeiro (por referên- integralmente reproduzida, não tendo apresentado defesa.
de 14 de dezembro), punível nos termos do artigo 9º, n.º 4, alínea alínea a) do Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 de janeiro, com coima Assim, e após completa instrução do processo contraordenacional, por deliberação
cia ao artigo 11º n.º 1 – alínea b) do Regulamento n.º 1093/2016, do Conselho de Administração da ANAC de 14 de junho de 2018, foi-lhe aplica-
a) do Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 de janeiro, com coima mínima de 14 de dezembro), punível nos termos do artigo 9º, n.º 4, alínea entre o mínimo de € 1.000,00 e o máximo de €2.500,00, no caso da coima única, como sanção pela prática de dois (2) ilícitos contraordenacionais
de €250,00 e máxima de €500,00, em caso de negligência e coima a) do Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 de janeiro, com coima mínima de negligência, e o mínimo de €2.000,00 e o máximo de €4.000,00, previstos no artigo 46º n.º 1 – alínea v) e artigo 46º n.º 1 – alínea ag) do Decreto-
-Lei n.º 238/2004, de 18 de dezembro, alterado e republicado pelo Decreto-Lei n.º
mínima de €500,00 e máxima de €1.500,00, em caso de dolo. de €250,00 e máxima de €500,00, em caso de negligência e coima em caso de dolo, sem prejuízo da eventual aplicação de sanções 283/2007, de 13 de agosto, a titulo de negligência, pelo valor único de €4.500,00
mínima de €500,00 e máxima de €1.500,00, em caso de dolo. acessórias de acordo com o artigo 13º do Decreto-Lei n.º 10/2004, (quatro mil e quinhentos euros) e deliberou ainda fixar, nos termos dos artigos 92º
Face ao exposto, e tendo-se constatado a impossibilidade de noti- e seguintes do Decreto-Lei n.º 433/82, de 27 de outubro, com a redação que lhe
Face ao exposto, e tendo-se constatado a impossibilidade de noti- de 9 de janeiro. foi dada pelo Decreto-Lei n.º 356/89, de 17 de outubro, Decreto-Lei n.º 244/95, de
ficar o arguido por meio de carta registada com aviso de receção, 14 de setembro e pela Lei n.º 109/2001, de 24 de dezembro, custas do processo
ao abrigo do disposto no n.º 2 do artigo 26º do Decreto-Lei n.º ficar o arguido por meio de carta registada com aviso de receção, em três Unidades de Conta, a que corresponde €204,00 (duzentos e quatro euros),
Face ao exposto, e tendo-se constatado a impossibilidade de noti-
10/2004, de 9 de janeiro e nos termos e para os efeitos dos artigos ao abrigo do disposto no n.º 2 do artigo 26º do Decreto-Lei n.º referentes a encargos resultantes do processo a serem suportados pelo arguido
10/2004, de 9 de janeiro e nos termos e para os efeitos dos artigos ficar a arguida por meio de carta registada com aviso de receção, François Miffon, e ainda a publicidade da punição por contraordenação, no site
46º e 50º do Regime Geral das Contraordenações, notifica-se o da ANAC.
46º e 50º do Regime Geral das Contraordenações, notifica-se o ao abrigo do disposto no n.º 2 do artigo 26º do Decreto-Lei n.º Nestes termos e para os efeitos do disposto nos artigos 58º n.º 2 e 3 e 88º n.º 1
arguido, para, querendo, apresentar defesa por escrito, no prazo do Decreto-Lei n.º 433/82, de 27 de outubro, com a redação que lhe foi dada pelo
arguido, para, querendo, apresentar defesa por escrito, no prazo 10/2004, de 9 de janeiro e nos termos e para os efeitos dos artigos
de 30 (trinta) dias úteis, a partir da data de publicação do presente Decreto-Lei n.º 356/89, de 17 de outubro, Decreto-Lei n.º 244/95, de 14 de setem-
edital, pronunciando-se sobre as contraordenações que lhe são de 30 (trinta) dias úteis, a partir da data de publicação do presente 46º e 50º do Regime Geral das Contraordenações, notifica-se a bro e pela Lei n.º 109/2001, de 24 de dezembro, ex vi artigo 35º do Decreto-Lei n.º
edital, pronunciando-se sobre as contraordenações que lhe são 10/2004, de 9 de janeiro, informa-se o arguido François Miffon do seguinte:
imputadas e sobre as sanções em que incorre, devendo juntar os arguida, para, querendo, apresentar defesa por escrito, no prazo a) A presente decisão torna-se definitiva e exequível se não for judicialmente im-
imputadas e sobre as sanções em que incorre, devendo juntar os de 30 (trinta) dias úteis, a partir da data de publicação do presente pugnada em conformidade com o artigo 59º do Decreto-Lei n.º 433/82, de 27 de
elementos e indicar as testemunhas ou outros meios de prova que
elementos e indicar as testemunhas ou outros meios de prova que outubro, com a redação que lhe foi dada pelo Decreto-Lei n.º 356/89, de 17 de
considere úteis à sua defesa, podendo no mesmo prazo proceder edital, pronunciando-se sobre as contraordenações que lhe são outubro, Decreto-Lei n.º 244/95, de 14 de setembro e pela Lei n.º 109/2001, de
considere úteis à sua defesa, podendo no mesmo prazo proceder 24 de dezembro;
ao pagamento voluntário da coima, que será liquidado pelo valor imputadas e sobre as sanções em que incorre, devendo juntar os
ao pagamento voluntário da coima, que será liquidado pelo valor b) Em caso de impugnação judicial, o respetivo recurso deverá ser apresentado
mínimo a título de negligência. Caso opte pelo pagamento voluntá- elementos e indicar as testemunhas ou outros meios de prova que por escrito, junto da Autoridade Nacional da Aviação Civil no prazo de 20 dias úteis;
mínimo a título de negligência. Caso opte pelo pagamento voluntá- c) O Tribunal pode decidir a impugnação judicial mediante audiência ou, caso o
rio, as custas do processo são fixadas em metade de 1 UC (a que considere úteis à sua defesa.
rio, as custas do processo são fixadas em metade de 1 UC (a que arguido e o Ministério Público não se oponham, mediante simples despacho;
corresponde o valor de €51,00). d) A referida coima deverá ser paga no prazo de dez (10) dias úteis, a contar da
corresponde o valor de €51,00).
Por fim, informa-se que o processo de contraordenação se encon- data em que decisão se torna definitiva;
Por fim, informa-se que o processo de contraordenação se encon- Por fim, informa-se que o processo de contraordenação se encon- e) No caso de impossibilidade de pagamento tempestivo, deve o arguido François
tra disponível para consulta, todos os dias úteis, no horário com- Miffon comunicar tal facto por escrito à ANAC requerendo, desde logo, autorização
tra disponível para consulta, todos os dias úteis, no horário com- tra disponível para consulta, todos os dias úteis, no horário com- para pagamento posterior, nos termos do artigo 88º do Decreto-Lei n.º 433/82, de
preendido entre as 9 horas e as 17 horas, mediante agendamento,
preendido entre as 9 horas e as 17 horas, mediante agendamento, preendido entre as 9 horas e as 17 horas, mediante agendamento, 27 de outubro, com a redação que lhe foi dada pelo Decreto-Lei n.º 356/89, de 17
na Direção Jurídica desta Autoridade, sito na Rua B, Edifício 4, de outubro, Decreto-Lei n.º 244/95, de 14 de setembro e pela Lei n.º 109/2001, de
na Direção Jurídica desta Autoridade, sito na Rua B, Edifício 4, na Direção Jurídica desta Autoridade, sito na Rua B, Edifício 4, 24 de dezembro.
Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa. Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.
Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa. Por fim, informa-se que o processo de contraordenação se encontra disponível
para consulta, todos os dias úteis, no horário compreendido entre as 9 horas e as
Lisboa, 21 de dezembro de 2020 Lisboa, 21 dezembro de 2020 17 horas, mediante agendamento, no Gabinete Jurídico desta Autoridade, sito na
Lisboa, 21 de dezembro de 2020 Rua B, Edifício 4, Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.

O Presidente do Conselho de Administração O Presidente do Conselho de Administração Lisboa, 21 dezembro de 2020


O Presidente do Conselho de Administração
Luís Miguel Ribeiro Luís Miguel Ribeiro Luís Miguel Ribeiro O Presidente do Conselho de Administração, Luís Miguel Ribeiro

ANÚNCIO - Processo n.º 271/2017 ANÚNCIO - Processo n.º 215/2019 ANNOUNCEMENT - Procedure No. 301/2018 ANNOUNCEMENT - Procedure No. 133/2017
Luís Miguel Ribeiro, Presidente do Conselho de Administração da Luís Miguel Ribeiro, Presidente do Conselho de Administração da Luís Miguel Ribeiro, Chairman of the Board of Directors of ANAC, Luís Miguel Ribeiro, Chairman of ANAC’s Board of Directors, announces that
ANAC torna público que foi instaurado processo de contraordena- misdemeanor proceeding was initiated against Mr. François Miffon, born on
ANAC torna público que foi instaurado processo de contraorde- announces that the misdemeanor proceeding was started against 6.2.1962, with swiss nationality, bearer of Identity card no. C6262387, with last
ção a Pedro Jorge Guise Cabrita Pinto de Campos, titular do cartão
nação a Francisco Carlos Baião, titular do cartão do cidadão n.º Anke Lichtmann, holder of passport No. C3JJ23120, issued on 6 known address at 5 Chemin Emile Dusonchet, CH-1256 Troinex, Suisse,because
do cidadão n.º 10761611 4 ZX6, válido até 06/11/2020 , com último
13253452, com último domicilio conhecido em Rua Aquilino Ribei- on 16 August 2016 it operated the ultra-light paramotor aircraft in a prohibited
domicilio conhecido em Rua Luciano Stegagno Picchino, n.º 3, December 2011, with last known residence in Gotlandstr 2, 10439
zone - classified as Class C, without presenting the certificate or flight authorization
1549-023 Lisboa, pelo facto de, no dia 16 de fevereiro de 2016, ro, n.º 7 – 3º Esq., 2830-039 Barreiro, pelo facto de, no dia 24 de Berlin, Germany, due on October 13, 2017, at 5:15 pm, at Fort of issued by the State of origin, and without having a valid insurance policy in the
pelas 10h00, ter operado um drone (aeronave não tripulada), a dezembro de 2018, pelas 17h20, ter operado um drone (aeronave São Julião da Barra, she operated a drone (unmanned aircraft) Portuguese state. Such behaviour constitutes a very serious misdemeanour by
uma altitude aproximada de 20 metros do solo, na praia de Caxias, não tripulada) em local proibido, durante o evento “Ginginha no violation of twice of article 46 – 1 – paragraph v) and article 46 – 1 – paragraph
that flew over reserved airspace. ag) of Decree-Law No. 238/2004, of 18 December, as amended and republished
sem prévia autorização da ANAC, tendo igualmente sobrevoado
Barreiro”, uma vez que esta localidade se insere em espaço aéreo by Decree-Law No. 283/2007, of 13 August, punishable, in accordance with article
espaço aéreo controlado – Classe C.
sob jurisdição militar. This behavior constitutes the practice of very serious offense, for 9, paragraph 4, subparagraph a) of Decree-Law No. 10/2004, of 9 January, with
Tais condutas constituem contraordenação grave, por violação do an administrative fine to be established between € 2.000,00 and € 4.000,00, in the
artigo 7º n.º 1 do Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 de janeiro, pu- Tal conduta constitui contraordenação muito grave, por violação violation of Article 22(1) – point f) of Decree-Law No. 163/2015
event it is considered that the defendant acted with intent, or between € 1.000,00
nível nos termos do artigo 9º, n.º 4, alínea a) do Decreto-Lei n.º do artigo 22º n.º 1 – alínea f) do Decreto-Lei n.º 163/2015, de 17 of August 17, punishable under Article 9(4)(a) of Decree-Law and € 2.500,00, if it is considered that the defendant acted with negligence, with-
10/2004, de 9 de janeiro, com coima mínima de €250,00 e máxima No. 10/2004 of January 9, with a fine between a minimum of € out prejudice to the publication of the applied sanction in the terms established in
de agosto, punível nos termos do artigo 9º, n.º 4, alínea a) do De- article 13 of Decree-Law No. 10/2004, of 9 January.
de €500,00, em caso de negligência e coima mínima de €500,00 e 1,000.00 and a maximum of €2,500.00 in case of negligence, and
creto-Lei n.º 10/2004, de 9 de janeiro, com coima entre o mínimo The defendant was notified on 7 August 2017, through letter n.º 553/GabJur/
máxima de €1.500,00, em caso de dolo e contraordenação muito
de € 1.000,00 e o máximo de €2.500,00, no caso de negligência, a minimum of €2,000.00 and a maximum of €4.000.00, in case PCA/2017, of 18 September 2017, about the facts he was charged with, but did
grave, por violação do artigo 22º n.º 1 – alínea f) do Decreto-Lei n.º not present a defence.
163/2015, de 17 de agosto, punível nos termos do artigo 9º, n.º 4, e o mínimo de €2.000,00 e o máximo de €4.000,00, em caso de of intent, without prejudice to the possible application of ancil-
Thus, after concluding the misdemeanour proceeding, by decision of ANAC’s
alínea a) do Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 de janeiro, com coima dolo, sem prejuízo da eventual aplicação de sanções acessórias lary sanctions in accordance with Article 13 of Decree-Law No. Board of Directors, dated 14 June 2018, a fine has been applied to the defendant
entre o mínimo de € 1.000,00 e o máximo de €2.500,00, no caso de acordo com o artigo 13º do Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 de 10/2004 of January 9. in the amount of € 4,500 (four thousand e five hundred euros) resulting from the
de negligência, e o mínimo de €2.000,00 e o máximo de €4.000,00, misdemeanour offence of twice of article 46 – 1 – paragraph v) and article 46 – 1
janeiro. – paragraph ag) of Decree-Law No. 238/2004, of 18 December, as amended and
em caso de dolo, sem prejuízo da eventual aplicação de sanções
In view of the foregoing, and a having found it impossible to notify republished by Decree-Law No. 283/2007, of 13 August, with negligence.
acessórias de acordo com o artigo 13º do Decreto-Lei n.º 10/2004, Face ao exposto, e tendo-se constatado a impossibilidade de noti-
de 9 de janeiro. the defendant by means of a registered letter with acknowledge, The Board has also determined, under articles 92 et seq. of Misdemeanours Gen-
ficar o arguido por meio de carta registada com aviso de receção, eral Regime, to settle the costs of the proceedings in 3UC that corresponds to
under the provisions of Article 26(2) of Decree-Law No. 10/2004 of
Face ao exposto, e tendo-se constatado a impossibilidade de noti- ao abrigo do disposto no n.º 2 do artigo 26º do Decreto-Lei n.º € 306 (three hundred and six euros) and that the decision must published on
ficar o arguido por meio de carta registada com aviso de receção, 9 January and in accordance with and for the purposes of Articles ANAC’s website.
10/2004, de 9 de janeiro e nos termos e para os efeitos dos artigos Under the legal provisions of articles 58, paragraphs 2 and 3 and 88, paragraph 1,
ao abrigo do disposto no n.º 2 do artigo 26º do Decreto-Lei n.º 46 and 50 of the General Regime of Misdemeanors, the defendant
46º e 50º do Regime Geral das Contraordenações, notifica-se o and 95 of Misdemeanours General Regime ex vi article 35 of Decree-Law 10/2004,
10/2004, de 9 de janeiro e nos termos e para os efeitos dos artigos shall be notified to, in order, if willingly, to submit a written defense
arguido, para, querendo, apresentar defesa por escrito, no prazo of 9 January, the defendant is also informed that:
46º e 50º do Regime Geral das Contraordenações, notifica-se o within thirty (30) working days from the date of publication of this a) The present decision becomes definitive and enforceable if it is not judicially
arguido, para, querendo, apresentar defesa por escrito, no prazo de 30 (trinta) dias úteis, a partir da data de publicação do presente contested according to article 59 of Misdemeanours General Regime;
notice, pronouncing the charged to her and on the penalties in
de 30 (trinta) dias úteis, a partir da data de publicação do presente edital, pronunciando-se sobre as contraordenações que lhe são b) In case of judicial contest, the concerned appeal should be presented in writing
edital, pronunciando-se sobre as contraordenações que lhe são which she incurs, and must gather the evidence and indicate the to the Portuguese Civil Aviation Authority within twenty (20) working days and the
imputadas e sobre as sanções em que incorre, devendo juntar os
imputadas e sobre as sanções em que incorre, devendo juntar os witnesses or other means of evidence which she considers useful court may decide the appeal in a hearing or, if the defendant ant the public prose-
elementos e indicar as testemunhas ou outros meios de prova que elementos e indicar as testemunhas ou outros meios de prova que cution service do not oppose, by simple dispatch;
to her defense.
considere úteis à sua defesa, podendo no mesmo prazo proceder considere úteis à sua defesa. c) The fine must be paid within ten (10) working days from the date on which the
decision becomes final;
ao pagamento voluntário da coima, relativo à contraordenação Por fim, informa-se que o processo de contraordenação se encon- Finally, it is reported that the process of misdemeanor is available d) In case of failure of timely payment, Mr. François Miffon must communicate this
grave, que será liquidado pelo valor mínimo a título de negligência. fact in writing to ANAC and requesting authorization to pay later, under Article 88
tra disponível para consulta, todos os dias úteis, no horário com- for consultation, every working day, at the time between 9 am and
Por fim, informa-se que o processo de contraordenação se encon- preendido entre as 9 horas e as 17 horas, mediante agendamento,
of Misdemeanours General Regime;
5 pm, by appointment, in the Legal Direction of this Authority, lo- e) The defendant may also contest in court the decision of the administrative au-
tra disponível para consulta, todos os dias úteis, no horário com-
na Direção Jurídica desta Autoridade, sito na Rua B, Edifício 4, cated at Rua B, Building 4, Humberto Delgado Airport, in Lisbon. thority relating to costs. The appeal should be presented within ten (10) working
preendido entre as 9 horas e as 17 horas, mediante agendamento,
Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa. days from the date of knowledge of the decision.
na Direção Jurídica desta Autoridade, sito na Rua B, Edifício 4,
Finally, we inform that the misdemeanour proceeding is available for consultation,
Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.
Lisbon, 21th December 2020 depending on previous scheduling, every working day, from 9 a.m. to 5 p.m., at
Lisboa, 21 de dezembro de 2020 Lisboa, 21 de dezembro de 2020 ANAC’s legal department, located at Street B, Building 4, Humberto Delgado’s
Airport, Lisbon.

O Presidente do Conselho de Administração O Presidente do Conselho de Administração The Chairman of the Board Lisbon, 21th December 2020
Luís Miguel Ribeiro Luís Miguel Ribeiro Luís Miguel Ribeiro The Chairman of the Board, Luís Miguel Ribeiro
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
26 • Público ClassiÄcados • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020

Autoridade Nacional da Aviação Civil


ANÚNCIO - Processo n.º 017/2020 ANÚNCIO - Pro Processo n.º 027/2019 ANÚNCIO - Processo n.º 073/2018 ANÚNCIO - Processo n.º 144/2018
Luís Miguel Ribeiro, Presidente do Conselho de Administra- Luís Miguel Ribeiro, Presidente do Conselho de Adminis- Luís Miguel Ribeiro, Presidente do Conselho de Administração da Autoridade Nacional da Luís Miguel Ribeiro, Presidente do Conselho de Administração da Autoridade Nacional
Aviação Civil (ANAC), torna público que foi instaurado processo de contraordenação à da Aviação Civil (ANAC), torna público que foi instaurado processo de contraordenação à
ção da ANAC, torna público que foi instaurado processo de tração da ANAC, torna público que foi instaurado processo empresa High Winds Corporation A.V.V., com sede em L.G.Smith Blvd, 62 – Suite 301, empresa German Private Group AG, com sede em Flughafenstrasse, 60, Aviation Terminal,
contraordenação à empresa JAL – Japan Airlines Co. LTD., de contraordenação a Andrea Frigerio, titular do cartão do Oranjestad, Aruba, por violação do artigo 55.º n.º 1 do Decreto-Lei n.º 254/2012, de 28 de 40474 Dusseldorf, Germany, por violação do artigo 55.º n.º 1 do Decreto-Lei n.º 254/2012, de
com sede em C/General Pardiñas, 34 - 1.º, Oficina 7, Ma- novembro, conjugado com o artigo 2.º n.º 1 da Portaria n.º 77-C/2014, de 1 de abril, isto é, 28 de novembro, conjugado com o artigo 2.º n.º 1 da Portaria n.º 77-C/2014, de 1 de abril, isto
cidadão n.º AU7803761, nascido em 24 de outubro de 1977, por não entregar atempadamente, no prazo de 30 dias, do valor das taxas de segurança é, por não entregar atempadamente, no prazo de 30 dias, do valor das taxas de segurança
drid, 28001 – Spain, pelo facto de existirem indícios ter não cobradas aos passageiros, constante da seguinte fatura: cobradas aos passageiros, constante da seguinte fatura:
devolvido atempadamente, no prazo de 30 dias, à ANAC, de nacionalidade italiana, e sem endereço conhecido, pelo
facto de, no dia 1 de dezembro de 2018, pelas 15h15, na Data da Data da
do valor das taxas de segurança cobradas aos passageiros, Data- Data-
Número Data do Notificação/ Data de Importância Número Data do Notificação/ Data de Importância
constante da seguinte fatura: Praça Marechal Humberto Delgado, no Jardim Zoológico, da Fatura Envio Presunção
-limite de Importância
pagamento em dívida -limite de Importância
pagamento da Fatura Envio Presunção pagamento em dívida
em Lisboa, ter operado um drone (aeronave não tripulada) Legal pagamento
Legal
Data da 306 29/03/2016 04/05/2016 03/06/2016 31,05€ 31/05/2017 0,00
Data- que sobrevoou espaço aéreo que se insere em zona proi- 156 14/01/2015 20/02/2015 22/03/2015 4,59€ 26/03/2015 0,00
Número Data do Notificação/ Data de Importância
-limite de Importância
da Fatura Envio Presunção
pagamento
pagamento em dívida bida. Foi remetida notificação da acusação à arguida nos termos do art.º 26.º, n.º 1 do Decre- Foi remetida notificação da acusação à arguida nos termos do art.º 26.º, n.º 1 do Decreto-Lei
Legal to-Lei n.º 10/2004, de 9 e janeiro, através do Ofício Ref.: 579/GabJur/PCA/2018, registado n.º 10/2004, de 9 e janeiro, através do Ofício Ref.: 739/GabJur/PCA/2018, registado com aviso
1543 08/08/2017 13/09/2017 13/10/2017 1.210.95€ 14/06/2018 0,00 Este comportamento constitui a prática de contraordenação com aviso de receção, de 21 de agosto de 2018, para a referida sede, tendo o aviso sido de receção, de 23 de agosto de 2018, para a referida sede, tendo o aviso sido rececionado.
rececionado, em 29/10/2018. A arguida não apresentou defesa, pelo que, em consequência foi elaborado o relatório final
muito grave, por violação do artigo 22.º n.º 1 – alínea f) do A arguida apresentou defesa, pelo que, em consequência foi elaborado o relatório final – Informação GabJur/1301/2018, de 31 de outubro de 2018 – e proferida decisão, em reunião
Tal conduta viola o artigo 55.º n.º 1 do Decreto-Lei n.º Decreto-Lei n.º 163/2015, de 17 de agosto, punível nos ter- – Informação GabJur/1329/2018, de 13 de novembro de 2018 – e proferida decisão, em do Conselho de Administração, de 14 de março de 2019, tendo a arguida sido condenada
254/2012, de 28 de novembro, conjugado com o artigo 2.º mos do artigo 9.º, n.º 4, alínea a) do Decreto-Lei n.º 10/2004,
reunião do Conselho de Administração, de 25 de março de 2019, tendo a arguida sido em coima no montante de €1.500,00, suspensa por dois anos, e custas em 2 UC’s, a que
condenada em coima no montante de €1.500,00, suspensa por dois anos, e custas em 2 corresponde €204,00.
n.º 1 da Portaria n.º 77-C/2014, de 1 de abril, após a presun-
de 9 de janeiro, com coima entre o mínimo de €1.000,00 e o UC’s, a que corresponde €204,00. Tendo sido remetida notificação da decisão à arguida nos termos do art.º 26º, n.º 1 do De-
ção de 25 dias úteis (cfr. artigo 113.º do CPA), constituindo Tendo sido remetida notificação da decisão à arguida nos termos do art.º 26.º, n.º 1 do creto-Lei n.º 10/2004, de 9 e janeiro, através do Ofício Ref.: 254/GabJur/PCA/2019, registado
indício da prática de uma contraordenação muito grave. máximo de €2.500,00, no caso de negligência, e o mínimo Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 e janeiro, através do Ofício Ref.: 308/GabJur/PCA/2019, re- com aviso de receção, de 17 de fevereiro de 2020, para a referida sede, a notificação foi
de €2.000,00 e o máximo de €4.000,00, em caso de dolo, gistado com aviso de receção, de 30 de janeiro de 2020, para a referida sede, a notificação devolvida à ANAC com a indicação “desconhecido/endereço insuficiente” aposta pelos cor-
As contraordenações muito graves são puníveis com a coi- foi devolvida à ANAC com a indicação “não reclamado” aposta pelos correios de Aruba. reios da Alemanha.
sem prejuízo da eventual aplicação de sanções acessórias Ora, determina o n.º 2 do artigo 26.º conjugado com o n.º 1 do mesmo dispositivo do
ma mínima de €1.500,00 e máxima de €30.000,00, em caso Ora, determina o n.º 2 do artigo 26.º conjugado com o n.º 1 do mesmo dispositivo do
de negligência, e coima mínima de €4.000,00 e máxima de de acordo com o artigo 13.º do Decreto-Lei n.º 10/2004, de Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 de janeiro, que a notificação ao arguido do ato processual Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 de janeiro, que a notificação ao arguido do ato processual que
que lhe impute a prática de contraordenação é feita por carta registada com aviso de re- lhe impute a prática de contraordenação é feita por carta registada com aviso de receção ou,
€250.000,00, em caso de dolo, conforme estejamos perante 9 de janeiro. ceção ou, quando se recuse a receber a notificação ou não seja encontrado, por anúncio quando se recuse a receber a notificação ou não seja encontrado, por anúncio publicado
uma contraordenação praticada por microempresa, peque- publicado num dos jornais da localidade da sua sede ou última residência conhecida no
Face ao exposto, e tendo-se constatado a impossibilidade País ou, no caso de aí não haver jornal ou de o arguido não ter sede ou residência no País,
num dos jornais da localidade da sua sede ou última residência conhecida no País ou, no
na empresa, média empresa ou grande empresa. de notificar o arguido por meio de carta registada com aviso num dos jornais diários de Lisboa.
caso de aí não haver jornal ou de o arguido não ter sede ou residência no País, num dos
jornais diários de Lisboa.
Tudo sem prejuízo da eventual aplicação de sanções Nestes termos e para os efeitos do disposto nos artigos 58.º n.º 2 e 3 e 88.º n.º 1 do
de receção, ao abrigo do disposto no n.º 2 do artigo 26.º Decreto-Lei n.º 433/82, de 27 de outubro, com a redação que lhe foi dada pelo Decreto-Lei
Nestes termos e para os efeitos do disposto nos artigos 58.º n.º 2 e 3 e 88.º n.º 1 do De-
acessórias de acordo com o artigo 13.º do Decreto-Lei n.º do Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 de janeiro e nos termos e n.º 356/89, de 17 de outubro, Decreto-Lei n.º 244/95, de 14 de setembro e pela Lei n.º
creto-Lei n.º 433/82, de 27 de outubro, com a redação que lhe foi dada pelo Decreto-Lei n.º
356/89, de 17 de outubro, Decreto-Lei n.º 244/95, de 14 de setembro e pela Lei n.º 109/2001,
10/2004, de 9 de janeiro. 109/2001, de 24 de dezembro, ex vi artigo 35.º do Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 de janeiro,
para os efeitos dos artigos 46.º e 50.º do Regime Geral das e uma vez que não foi possível notificar a arguida através de carta registada com aviso de
de 24 de dezembro, ex vi artigo 35.º do Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 de janeiro, e uma vez
Face ao exposto, nos termos e para os efeitos dos artigos que não foi possível notificar a arguida através de carta registada com aviso de receção,
Contraordenações, notifica-se o arguido, para, querendo, receção, notifica-se a arguida do seguinte:
notifica-se a arguida do seguinte:
46.º e 50.º do Regime Geral das Contraordenações, noti- apresentar defesa por escrito, no prazo de 30 (trinta) dias
a) A referida decisão se torna definitiva e exequível se não for judicialmente impugnada
a) A referida decisão se torna definitiva e exequível se não for judicialmente impugnada em
fica-se a arguida, para, querendo, apresentar defesa por em conformidade com o disposto nos artigos 59.º e 95.º do Regime Geral das Contraor-
conformidade com o disposto nos artigos 59º e 95º do Regime Geral das Contraordenações.
úteis, a partir da data de publicação do presente edital, pro- denações.
escrito, no prazo de 30 (trinta) dias úteis, a partir da data b) Na eventualidade de o arguido pretender impugnar a referida decisão, o referido re- b) Na eventualidade de o arguido pretender impugnar a referida decisão, o referido recurso
de publicação do presente edital, pronunciando-se sobre as nunciando-se sobre as contraordenações que lhe são im- curso deve ser apresentado por escrito junto da ANAC no prazo de vinte (20) dias úteis deve ser apresentado por escrito junto da ANAC no prazo de vinte (20) dias úteis sobre a
publicação do presente anúncio, podendo o Tribunal decidir a impugnação judicial median-
contraordenações que lhe são imputadas e sobre as san- putadas e sobre as sanções em que incorre, devendo juntar sobre a publicação do presente anúncio, podendo o Tribunal decidir a impugnação judicial
te audiência ou, caso o arguido e o Ministério Público não se oponham, mediante simples
mediante audiência ou, caso o arguido e o Ministério Público não se oponham, mediante
ções em que incorre, devendo juntar os elementos e indicar os elementos e indicar as testemunhas ou outros meios de simples despacho. despacho.
as testemunhas ou outros meios de prova que considere c) A coima deverá ser paga no prazo de dez (10) dias úteis, a contar da data em que c) A coima deverá ser paga no prazo de dez (10) dias úteis, a contar da data em que decisão
prova que considere úteis à sua defesa. se torna definitiva.
úteis à sua defesa. decisão se torna definitiva.
Por fim, informa-se que o processo de contraordenação se d) No caso de impossibilidade de pagamento tempestivo, deve o arguido comunicar tal d) No caso de impossibilidade de pagamento tempestivo, deve o arguido comunicar tal facto
Por fim, informa-se que o processo de contraordenação se facto por escrito à ANAC requerendo, desde logo, autorização para pagamento posterior, por escrito à ANAC requerendo, desde logo, autorização para pagamento posterior, nos ter-
encontra disponível para consulta, todos os dias úteis, no nos termos do art.º 88.º do Regime Geral das Contraordenações. mos do art.º 88.º do Regime Geral das Contraordenações.
encontra disponível para consulta, todos os dias úteis, no e) Poderá igualmente impugnar judicialmente a decisão da autoridade administrativa relativa
horário compreendido entre as 9 horas e as 17 horas, me- e)Poderá igualmente impugnar judicialmente a decisão da autoridade administrativa rela-
horário compreendido entre as 9 horas e as 17 horas, me- tiva às custas, devendo a impugnação ser apresentada no prazo de dez (10) dias úteis a às custas, devendo a impugnação ser apresentada no prazo de dez (10) dias úteis a partir do
diante agendamento, no Gabinete Jurídico desta Autorida- diante agendamento, na Direção Jurídica desta Autoridade, partir do conhecimento da decisão a impugnar. conhecimento da decisão a impugnar.
sito na Rua B, Edifício 4, Aeroporto Humberto Delgado, em Por fim, informa-se que o processo de contraordenação se encontra disponível para Por fim, informa-se que o processo de contraordenação se encontra disponível para consul-
de, sito na Rua B, Edifício 4, Aeroporto Humberto Delgado, ta, todos os dias úteis, no horário compreendido entre as 9 horas e as 17 horas, mediante
consulta, todos os dias úteis, no horário compreendido entre as 9 horas e as 17 horas,
em Lisboa. Lisboa. mediante agendamento, no Gabinete Jurídico desta Autoridade, sito na Rua B, Edifício 4, agendamento, no Gabinete Jurídico desta Autoridade, sito na Rua B, Edifício 4, Aeroporto
Aeroporto da Portela, 4, em Lisboa. da Portela, 4, em Lisboa.
Lisboa, 21 de dezembro de 2020 Lisboa, 21 de dezembro de 2020
Lisboa, 21 de dezembro de 2020 Lisboa, 21 de dezembro de 2020
O Presidente do Conselho de Administração O Presidente do Conselho de Administração O Presidente do Conselho de Administração O Presidente do Conselho de Administração
Luís Miguel Ribeiro Luís Miguel Ribeiro Luís Miguel Ribeiro Luís Miguel Ribeiro

ANNOUNCEMENT - Proceeding No. 017/2020 ANNOUNCEMENT - Proceeding No 027/2019 ANNOUNCEMENT - Proceeding No. 073/2018 ANNOUNCEMENT - Proceeding No. 144/2018
Luís Miguel Ribeiro, Chairman of the Board of the Portu- Luís Miguel Ribeiro, Chairman of ANAC’s Board of Directors, announces that the Luís Miguel Ribeiro, Chairman of ANAC’s Board of Directors, announces that the
Luís Miguel Ribeiro, Chairman of the Board of Directors of
misdemeanour proceedings No. 21/2018 was started against High Winds Corpo- misdemeanour proceedings No. 144/2018 was started against German Private
guese Civil Aviation Authority (ANAC), hereby publishes ANAC, announces that the misdemeanor proceeding was ration A.V.V., with business address, regarding invoicing matters, at L.G.Smith Blvd, Group AG, with business address, regarding invoicing matters, at Flughafen-
that a misdemeanour proceeding was started against JAL started against Andrea Frigerio, holder of Citizen Card 62 – Suite 301, Oranjestad, Aruba, once the company did not delivery to ANAC the strasse, 60, Aviation Terminal, 40474 Dusseldorf, Germany, once the company did
– Japan Airlines Co. LTD., with business address, regarding amount collected to the passengers regarding the security tax specified on the infra not delivery to ANAC the amount collected to the passengers regarding the security
No.AU7803761, born on 24 October 1977, with Italian na- mentioned invoice in due time: tax specified on the infra mentioned invoice in due time:
invoicing matters, at C/General Pardiñas, 34-1.º, Oficina 7,
tionality, with unknown residence, due on December 1,
Madrid, 28001 – Spain, once the company did not delivery
2018, at 15h15, at Praça Marechal Humberto Delgado, Number of Sent by Legal Payment Date of Amount in Number of Sent by Legal Payment
Amount
Date of Amount in
to ANAC the amount collected to the passengers regarding the invoice e-mail on Presumption due by
Amount
payment debt the invoice e-mail on Presumption due by payment debt
the security tax specified on the above mentioned invoice in Jardim Zoologico, in Lisbon, he operated a drone (un-
in due time: manned aircraft) that flew over reserved airspace that is part 306 29/03/2016 04/05/2016 03/06/2016 31,05€ 31/05/2017 0,00 156 14/01/2015 20/02/2015 22/03/2015 4,59€ 26/03/2015 0,00
of a prohibited zone. That behaviour constitutes a violation of article 55 paragraph 1 of the Decree-Law That behaviour constitutes a violation of article 55 paragraph 1 of the Decree-Law
Number of Sent by Legal Payment Date of Amount in
Amount 254/2012, together with article 2 paragraph 1 of Portaria n.º 77-C/2014, of 1 April 254/2012, together with article 2 paragraph 1 of Portaria n.º 77-C/2014, of 1 April
the invoice e-mail on Presumption due by payment debt This behavior constitutes the practice of very serious of- (Ordinance) being considered a very serious misdemeanour. (Ordinance) being considered a very serious misdemeanour.
1543 08/08/2017 13/09/2017 13/10/2017 1.210.95€ 14/06/2018 0,00 fense, for violation of Article 22(1) – point f) of Decree-Law The defendant was notified of the accusation trough registered letter of 21 August The defendant was notified of the accusation trough registered letter of 23 August
2018, whose receipt was confirmed, regarding the facts above, and did present a 2018, whose receipt was confirmed, regarding the facts above, and did not present
No. 163/2015 of August 17, punishable under Article 9(4)(a) a defense.
That behaviour constitutes a violation of article 55 paragraph defense.
1 of the Decree-Law 254/2012, together with article 2 par- of Decree-Law No. 10/2004 of January 9, with a fine between Thus, after concluding the misdemeanour proceeding, by decision of ANAC’s Board Thus, after concluding the misdemeanour proceeding, by decision of ANAC’s
a minimum of € 1,000.00 and a maximum of €2,500.00 in of Directors, of 25 March 2019, a fine was applied in the amount of €1.500,00 sus- Board of Directors, of 14 February 2019, a fine was applied in the amount of
agraph 1 of Portaria n.º 77-C/2014, of 1 April (Ordinance), pended for two years, concerning the violation of article 55 paragraph 1 of the De- €1.500,00 suspended for two years, concerning the violation of article 55 para-
after the legal presumption of 25 working days (cfr. article case of negligence, and a minimum of €2,000.00 and a max- cree-Law 254/2012, together with article 2 paragraph 1 of Portaria n.º 77-C/2014, graph 1 of the Decree-Law 254/2012, together with article 2 paragraph 1 of Portaria
113.º of the Portuguese Procedures Code), being consid- imum of €4.000.00, in case of intent, without prejudice to of 1 April. n.º 77-C/2014, of 1 April.
It was also decided, under articles 92 et seq. of Decree-Law 433/82, of 27 October, as It was also decided, under articles 92 et seq. of Decree-Law 433/82, of 27 October,
ered a very serious misdemeanour. the possible application of ancillary sanctions in accordance as amended by Decree-Law 356/89, of 17 October, Decree-Law 244/95, of 14 Sep-
amended by Decree-Law 356/89, of 17 October, Decree-Law 244/95, of 14 Septem-
Very serious misdemeanours are punishable with a fine of with Article 13 of Decree-Law No. 10/2004 of January 9. ber and Law 109/2001, of 24 December, ex vi art. 35 of Decree-Law 10/2004, 9 Janu- tember and Law 109/2001, of 24 December, ex vi art. 35 of Decree-Law 10/2004,
ary, to settle the costs of the proceeding in the amount of 2 UC’s which corresponds 9 January, to settle the costs of the proceeding in the amount of 2 UC’s which
€1.500,00 up to €30.000,00, in case of negligence, and with In view of the foregoing, and a having found it impossible corresponds to €204,00 to be paid by the defendant.
to €204,00 to be paid by the defendant.
a fine of €4.000,00 up to €250.000,00, in case of criminal Therefore, and given the impossibility of notifying the defendant by registered mail, Therefore, and given the impossibility of notifying the defendant by registered mail,
to notify the defendant by means of a registered letter with
intent, whether the misdemeanour is practised by a microen- in accordance with paragraphs 1 and 2 of Article 26 of Decree-Law No. 10/2004, of 9 in accordance with paragraphs 1 and 2 of Article 26 of Decree-Law No. 10/2004, of
acknowledge, under the provisions of Article 26(2) of De- January, and for the purposes of article 46 of the Decree-Law No. 433/82, of 27 Octo- 9 January, and for the purposes of article 46 of the Decree-Law No. 433/82, of 27
terprise, small enterprise, medium size enterprise or large
cree-Law No. 10/2004 of 9 January and in accordance with ber, as amended by Decree-Law No. 356/89, of 17 October, Decree-Law No. 244/95, October, as amended by Decree-Law No. 356/89, of 17 October, Decree-Law No.
enterprise. of 14 September and Law No. 109/2001, of 24 December (RGCO), THE DEFENDANT 244/95, of 14 September and Law No. 109/2001, of 24 December (RGCO), THE
and for the purposes of Articles 46 and 50 of the General Re- DEFENDANT IS HEREBY NOTIFIED that:
There can also be applied an ancillary sanction as foreseen IS HEREBY NOTIFIED that:
gime of Misdemeanors, the defendant shall be notified to, in a) The mentioned decision will become final and demandable if it is not legally ap- a) The mentioned decision will become final and demandable if it is not legally
in article 13 of Decree-Law 10/2004, of 9 January. appealed on a Court of Law in accordance with articles 59 and 95 of the Misde-
order, if willingly, to submit a written defense within thirty (30) pealed on a Court of Law in accordance with articles 59 and 95 of the Misdemean-
In accordance with articles 46 and 50 of Decree-Law 433/82, ours General Regime. meanours General Regime.
of 27 October, as amended by Decree-Law 356/89, of 17 working days from the date of publication of this notice, pro- b) If the defendant wishes to appeal the decision, the written statement of claim shall b) If the defendant wishes to appeal the decision, the written statement of claim
nouncing the charged to him and on the penalties in which be submitted to ANAC within twenty (20) working days from the publication of the shall be submitted to ANAC within twenty (20) working days from the publication
October and Decree-Law 244/95, of 14 September and of the present announcement, the Court of Law can decide the appeal after an
present announcement, the Court of Law can decide the appeal after an hearing, or,
the Law 109/2001, of 24 December, ex vi article 35 of De- he incurs, and must gather the evidence and indicate the hearing, or, if both the defendant and the public prosecutor do not oppose to it,
if both the defendant and the public prosecutor do not oppose to it, by simple order.
cree-Law 10/2004, of 9 January, JAL – Japan Airlines Co. witnesses or other means of evidence which he considers c) The administrative fine shall be paid within ten (10) working days from the date by simple order.
the decision becomes final. c) The administrative fine shall be paid within ten (10) working days from the date
LTD. is hereby NOTIFIED to make any comments, in writing, useful to his defense. the decision becomes final.
d) If the defendant cannot pay the administrative fine in due time, she shall com-
on the facts they are charged with, within thirty (30) working municate such fact in writing to ANAC, further requesting to pay it afterwards, as d) If the defendant cannot pay the administrative fine in due time, she shall com-
Finally, it is reported that the process of misdemeanor is municate such fact in writing to ANAC, further requesting to pay it afterwards, as
days from the date of this publishing. determined by article 88 of the Misdemeanours General Regime.
available for consultation, every working day, at the time be- e) The defendant may also legally appeal the decision regarding the amount deter-
determined by article 88 of the Misdemeanours General Regime.
The misdemeanour proceeding is available for consultation, e) The defendant may also legally appeal the decision regarding the amount deter-
tween 9 am and 5 pm, by appointment, in the Legal Direction mined for legal costs, in this case the written statement of claim shall be presented mined for legal costs, in this case the written statement of claim shall be presented
every working days, between 9:00 a.m and 17:00 p.m., with within ten (10) working days from the knowledge of the decision to challenge. within ten (10) working days from the knowledge of the decision to challenge.
of this Authority, located at Rua B, Building 4, Humberto Del-
previous schedule with the Legal Bureau of this authority, at Finally, we inform that the misdemeanour proceeding is available for consultation, Finally, we inform that the misdemeanour proceeding is available for consultation,
gado Airport, in Lisbon. depending on previous scheduling, every working day, from 9 a.m. to 5 p.m., at depending on previous scheduling, every working day, from 9 a.m. to 5 p.m., at
Rua B, Edifício 4, Aeroporto Humberto Delgado, in Lisbon.
ANAC’s legal department, located at Rua B, Edifício 4, Aeroporto Humberto Delga- ANAC’s legal department, located at Rua B, Edifício 4, Aeroporto Humberto Del-
Lisbon, 21th December 2020 Lisbon, 21th December 2020 do, 4, Lisboa. gado, 4, Lisboa.
Lisbon, 21th December 2020 Lisbon, 21th December 2020
The Chairman of the Board The Chairman of the Board The Chairman of the Board The Chairman of the Board
Luís Miguel Ribeiro Luís Miguel Ribeiro Luís Miguel Ribeiro Luís Miguel Ribeiro
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
Público ClassiÄcados • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020 • 27

Autoridade Nacional da Aviação Civil


ANÚNCIO - Processo n.º 119/2018 ANÚNCIO - Processo n.º 151/2018 ANÚNCIO - Processo n.º 436/2018 ANÚNCIO - Processo n.º 441/2018
Luís Miguel Ribeiro, Presidente do Conselho de Administração da ANAC, torna Luís Miguel Ribeiro, Presidente do Conselho de Administração da Autoridade Nacional
da Aviação Civil (ANAC), torna público que foi instaurado processo de contraordena-
Luís Miguel Ribeiro, Presidente do Conselho de Administração da Luís Miguel Ribeiro, Presidente do Conselho de Administração da
público que, na sequência da instauração de processo de contraordenação a
Sascha Brasen, de nacionalidade alemã, titular do Bilhete de identidade n.º ção à empresa Grupo Especializado de Servicios Aereos S. de R.L., com sede em Dr. ANAC, torna público que foi instaurado processo de contraorde- ANAC, torna público que foi instaurado processo de contraordenação
Juan Navarro, 604, Doctores – Cuauhtemoc, 6720 Mexico, por violação do artigo 55.º nação à empresa Sky Vision d.o.o., com sede em Hektoroviceva
C9944637, emitido em 04/05/2017, com última morada conhecida em Luisens- n.º 1 do Decreto-Lei n.º 254/2012, de 28 de novembro, conjugado com o artigo 2º n.º à empresa Shanghai Deer Jet Co. Ltd, com sede em No. 283 Yingbin
trasse 70, 23568 Lubeck, Alemanha, pelo facto de, no dia 13 de maio de 2017, 1 da Portaria n.º 77-C/2014, de 1 de abril, isto é, por não entregar atempadamente, no 2, Zagreb, 10000 Croatia, pelo facto de existirem indícios ter não
durante o voo n.º FR 2566, da companhia aérea Ryanair, rota Hamburgo/Las 3 Road, Hongqiao International Airport, Shanghai, China, pelo facto de
prazo de 30 dias, do valor das taxas de segurança cobradas aos passageiros, cons- devolvido atempadamente, no prazo de 30 dias, à ANAC, do valor
Palmas, ter consumido bebidas alcoólicas a bordo da aeronave civil que em tantes das seguintes faturas: existirem indícios ter não devolvido atempadamente, no prazo de 30
voo comercial operava o referido voo e nesse estado ter comprometido a segu- das taxas de segurança cobradas aos passageiros, constante da
Data da dias, à ANAC, do valor das taxas de segurança cobradas aos passagei-
rança da aeronave, seus ocupantes ou bens. Tal conduta constitui a prática da Número Data do Notificação/
Data-
Data de Importância
seguinte fatura:
contraordenação muito grave prevista no artigo 5º, n.º 1, alínea b) do Decreto- da Fatura Envio Presunção
-limite de Importância
pagamento em dívida Data da
ros, constante da seguinte fatura:
-Lei n.º 254/2003, de 18 de outubro, com a redação que lhe foi dada pelo artigo pagamento Data-
Legal Número Data do Notificação/ Data de Importância
18º do Decreto-Lei n.º 208/2004, de 19 agosto, e punível, nos termos do artigo -limite de Importância Data da
879 06/05/2016 15/06/2016 15/07/2016 9,18€ 14/02/2018 0,00 da Fatura Envio Presunção pagamento em dívida Data-
9º, n.º 4, alínea a) do Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 de janeiro. pagamento Número Data do Notificação/ Data de Importância
1572 05/08/2016 12/09/2016 12/10/2016 13,77€ 14/02/2018 0,00 Legal -limite de Importância
Tendo-se constatado a impossibilidade de notificar o arguido por meio de da Fatura Envio Presunção pagamento em dívida
1345 10/07/2015 14/08/2015 13/09/2015 4,18€ 06/10/2015 0,00 pagamento
carta registada com aviso de receção, nos termos e para os efeitos dos arti- Tendo sido remetida a notificação à arguida nos termos do art.º 26º, n.º 1 do Decreto- Legal
-Lei n.º 10/2004, de 9 e janeiro, através do ofício Ref.: 752/GabJur/PCA/2018, registado
gos 46º do Regime Geral das Contraordenações e 26º, n.º 2 do Decreto-Lei Tal conduta viola o artigo 55.º n.º 1 do Decreto-Lei n.º 254/2012, 672 08/04/2016 16/05/2016 15/06/2016 55,89€ 55,89€
com aviso de receção, de 23 de agosto de 2018, para a referida sede, o aviso de
n.º 10/2004, de 9 de janeiro, NOTIFICA-SE O ARGUIDO que, por deliberação receção foi devolvido à ANAC com a indicação “no hay el numero que cita/mauvaise
do Conselho de Administração da ANAC, datada de 1 de agosto de 2019, foi
de 28 de novembro, conjugado com o artigo 2.º n.º 1 da Portaria Tal conduta viola o artigo 55.º n.º 1 do Decreto-Lei n.º 254/2012, de
adresse” aposta pelos correios do México.
considerado culpado nos autos de contraordenação supra identificados pela Assim, conforme estabelecido na referida parte final do n.º 2 do art.º 26º do Decre- n.º 77-C/2014, de 1 de abril, após a presunção de 25 dias úteis 28 de novembro, conjugado com o artigo 2.º n.º 1 da Portaria n.º 77-
prática do ilícito contraordenacional previsto no artigo 5º, n.º 1, alínea b) do to-Lei n.º 10/2004, de 9 de janeiro, e uma vez que através da sede da arguida não (cfr. artigo 113.º do CPA), constituindo indício da prática de uma
Decreto-Lei n.º 254/2003, de 18 de outubro, com a redação que lhe foi dada foi possível notificá-la da acusação, foi efetuada a publicação do referido anúncio no C/2014, de 1 de abril, após a presunção de 25 dias úteis (cfr. artigo
jornal diário Correio da Manhã, de Lisboa, de 19/11/2019. contraordenação muito grave.
pelo artigo 18º do Decreto-Lei n.º 208/2004, de 19 agosto e punível pelo art.º 113.º do CPA), constituindo indício da prática de uma contraordenação
A arguida não apresentou defesa.
9º, n.º 4, alínea a) do Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 de janeiro, sendo a impu- As contraordenações muito graves são puníveis com a coima mí- muito grave.
Assim, e após completa instrução do processo contraordenacional, por deliberação do
tação feita, a título de negligência inconsciente, pelo que foi, em conformida- Conselho de Administração da ANAC, de 28 de janeiro de 2020, foi aplicada a coima
de, condenado no pagamento de uma coima no valor de € 1.500,00 (mil e
nima de €1.500,00 e máxima de €30.000,00, em caso de negligên-
no valor de €2.000,00, com pena suspensa, resultante da prática de contraordenação As contraordenações muito graves são puníveis com a coima mínima
quinhentos euros). relativamente à infração ao disposto no artigo 55.º n.º 1 do Decreto-Lei n.º 254/2012, cia, e coima mínima de €4.000,00 e máxima de €250.000,00, em
de 28 de novembro, conjugado com o artigo 2º n.º 1 da Portaria n.º 77-C/2014, de 1 de €1.500,00 e máxima de €30.000,00, em caso de negligência, e coima
Mais deliberou ainda o Conselho de Administração da ANAC fixar as custas caso de dolo, conforme estejamos perante uma contraordenação
do processo, referentes a encargos resultantes deste, no valor de 3 Unidades de abril, com publicitação da sanção na página oficial da ANAC, e deliberou ainda fixar, mínima de €4.000,00 e máxima de €250.000,00, em caso de dolo, con-
nos termos dos artigos 92.º e seguintes do Decreto-Lei n.º 433/82, de 27 de outubro, praticada por microempresa, pequena empresa, média empresa
de Conta, a que corresponde o valor de € 306,00 (trezentos e seis euros), em com a redação que lhe foi dada pelo Decreto-Lei n.º 356/89, de 17 de outubro, De- forme estejamos perante uma contraordenação praticada por microem-
conformidade com o disposto no art.º 92º e seguintes do Regime Geral das ou grande empresa.
creto-Lei n.º 244/95, de 14 de setembro e pela Lei n.º 109/2001, de 24 de dezembro,
Contraordenações. as custas do processo em 2UC’s, a que corresponde €204,00, referentes a encargos presa, pequena empresa, média empresa ou grande empresa.
Informa-se ainda o arguido que: resultantes do processo a serem suportados pela arguida. Tudo sem prejuízo da eventual aplicação de sanções acessórias
a) A referida decisão se torna definitiva e exequível se não for judicialmente Nestes termos e para os efeitos do disposto nos artigos 58º n.º 2 e 3 e 88º n.º 1 do de acordo com o artigo 13.º do Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 de Tudo sem prejuízo da eventual aplicação de sanções acessórias de
Decreto-Lei n.º 433/82, de 27 de outubro, com a redação que lhe foi dada pelo Decre- acordo com o artigo 13.º do Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 de janeiro.
impugnada em conformidade com o disposto nos artigos 59º e 95º do Regime janeiro.
to-Lei n.º 356/89, de 17 de outubro, Decreto-Lei n.º 244/95, de 14 de setembro e pela
Geral das Contraordenações. Lei n.º 109/2001, de 24 de dezembro, ex vi artigo 35º do Decreto-Lei n.º 10/2004, de
b) Na eventualidade de o arguido pretender impugnar a referida decisão, o 9 de janeiro, e do n.º 2 do art.º 26º do Decreto-Lei n.º 10/2004, de 9 de janeiro, uma Face ao exposto, nos termos e para os efeitos dos artigos 46º e Face ao exposto, nos termos e para os efeitos dos artigos 46º e 50º do
referido recurso deve ser apresentado por escrito junto da ANAC no prazo vez que não foi possível notificar a arguida através de carta registada com aviso de 50º do Regime Geral das Contraordenações, notifica-se a argui- Regime Geral das Contraordenações, notifica-se a arguida, para, que-
de vinte (20) dias úteis sobre a publicação do presente anúncio, podendo o receção, notifica-se a Grupo Especializado de Servicios Aereos S. de R.L., do seguinte:
a) A referida decisão se torna definitiva e exequível se não for judicialmente impug- da, para, querendo, apresentar defesa por escrito, no prazo de rendo, apresentar defesa por escrito, no prazo de 30 (trinta) dias úteis, a
Tribunal decidir a impugnação judicial mediante audiência ou, caso o arguido e
nada em conformidade com o disposto nos artigos 59º e 95º do Regime Geral das 30 (trinta) dias úteis, a partir da data de publicação do presente
o Ministério Público não se oponham, mediante simples despacho. Contraordenações.
partir da data de publicação do presente edital, pronunciando-se sobre
c) A coima deverá ser paga no prazo de dez (10) dias úteis, a contar da data b) Na eventualidade de o arguido pretender impugnar a referida decisão, o referido re- edital, pronunciando-se sobre as contraordenações que lhe são as contraordenações que lhe são imputadas e sobre as sanções em que
em que decisão se torna definitiva. curso deve ser apresentado por escrito junto da ANAC no prazo de vinte (20) dias úteis
sobre a publicação do presente anúncio, podendo o Tribunal decidir a impugnação
imputadas e sobre as sanções em que incorre, devendo juntar os incorre, devendo juntar os elementos e indicar as testemunhas ou outros
d) No caso de impossibilidade de pagamento tempestivo, deve o arguido
comunicar tal facto por escrito à ANAC requerendo, desde logo, autorização judicial mediante audiência ou, caso o arguido e o Ministério Público não se oponham, elementos e indicar as testemunhas ou outros meios de prova que meios de prova que considere úteis à sua defesa.
mediante simples despacho.
para pagamento posterior, nos termos do art.º 88º do Regime Geral das Con-
c) A coima deverá ser paga no prazo de dez (10) dias úteis, a contar da data em que
considere úteis à sua defesa.
traordenações. decisão se torna definitiva.
Por fim, informa-se que o processo de contraordenação se encontra
e) Poderá igualmente impugnar judicialmente a decisão da autoridade admi- d) No caso de impossibilidade de pagamento tempestivo, deve o arguido comunicar Por fim, informa-se que o processo de contraordenação se encon- disponível para consulta, todos os dias úteis, no horário compreendido
nistrativa relativa às custas, devendo a impugnação ser apresentada no prazo tal facto por escrito à ANAC requerendo, desde logo, autorização para pagamento tra disponível para consulta, todos os dias úteis, no horário com-
de dez (10) dias úteis a partir do conhecimento da decisão a impugnar. posterior, nos termos do art.º 88º do Regime Geral das Contraordenações. entre as 9 horas e as 17 horas, mediante agendamento, no Gabinete
e) Poderá igualmente impugnar judicialmente a decisão da autoridade administrativa preendido entre as 9 horas e as 17 horas, mediante agendamento,
Por fim, se informa que o processo de contraordenação se encontra disponível Jurídico desta Autoridade, sito na Rua B, Edifício 4, Aeroporto Humberto
relativa às custas, devendo a impugnação ser apresentada no prazo de dez (10) dias no Gabinete Jurídico desta Autoridade, sito na Rua B, Edifício 4,
para consulta, todos os dias úteis, no horário compreendido entre as 9 horas e úteis a partir do conhecimento da decisão a impugnar. Delgado, em Lisboa.
as 17 horas, mediante agendamento, no Gabinete Jurídico desta Autoridade, Por fim, informa-se que o processo de contraordenação se encontra disponível para Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.
sito na Rua B, Edifício 4, Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa. consulta, todos os dias úteis, no horário compreendido entre as 9 horas e as 17 horas,
mediante agendamento, no Gabinete Jurídico desta Autoridade, sito na Rua B, Edifício Lisboa, 21 de dezembro de 2020 Lisboa, 21 de dezembro de 2020
Lisboa, 21 de dezembro de 2020 4, Aeroporto da Portela, 4, em Lisboa.
Lisboa, 21 de dezembro de 2020 O Presidente do Conselho de Administração O Presidente do Conselho de Administração
O Presidente do Conselho de Administração
Luís Miguel Ribeiro O Presidente do Conselho de Administração, Luís Miguel Ribeiro Luís Miguel Ribeiro Luís Miguel Ribeiro

ANNOUNCEMENT - Proceeding No. 119/2018 ANNOUNCEMENT - Proceeding No. 151/2018 ANNOUNCEMENT - Proceeding No. 436/2018 ANNOUNCEMENT - Proceeding No. 441/2018
Luís Miguel Ribeiro, Chairman of the Board of Directors of ANAC, announces Luís Miguel Ribeiro, Chairman of ANAC’s Board of Directors, announces that the misde- Luís Miguel Ribeiro, Chairman of the Board of the Portuguese Luís Miguel Ribeiro, Chairman of the Board of the Portuguese Civil
that following the initiation of misdemeanour proceedings against Mr. Sascha meanour proceedings No. 199/2017 was started against Grupo Especializado de Servicios
Brasen, of German nationality, bearer of Identity card No. C9944637, issued Aereos S. de R.L., with business address, regarding invoicing matters, at Dr. Juan Navarro, Civil Aviation Authority (ANAC), hereby publishes that a misde- Aviation Authority (ANAC), hereby publishes that a misdemeanour pro-
on 04/05/2017, resident at Luisenstrasse 70, 23568 Lubeck, Germany, for, on 604, Doctores – Cuauhtemoc, 6720 Mexico, once the company did not delivery to ANAC the meanour proceeding was started against Sky Vision d.o.o., with ceeding was started against Shanghai Deer Jet Co. Ltd, with business
the 13 May 2017, during flight No. FR 2566, of Ryanair, route Hamburg/Las amount collected to the passengers regarding the security tax specified on the infra men- business address, regarding invoicing matters, at Hektoroviceva address, regarding invoicing matters, at No. 283 Yingbin 3 Road, Hong-
Palmas, consuming alcoholic beverages on board the civil aircraft that operated tioned invoices in due time:
Number of Sent by Legal Payment Amount Date of Amount in
2, Zagreb, 10000 Croatia, once the company did not delivery to qiao International Airport, Shanghai, China, once the company did not
the mentioned commercial flight, and under the influence compromising the
safety of the aircraft, its occupants or belongings. Such behaviour constitutes the invoice e-mail on Presumption due by payment debt ANAC the amount collected to the passengers regarding the se- delivery to ANAC the amount collected to the passengers regarding the
the practice of two very serious misdemeanours as established in article 5, par- 879 06/05/2016 15/06/2016 15/07/2016 9,18€ 14/02/2018 0,00 curity tax specified on the above mentioned invoice in due time: security tax specified on the above mentioned invoice in due time:
agraph 1, subparagraph b) of Decree-Law No. 254/2003, of 18 October, as 1572 05/08/2016 12/09/2016 12/10/2016 13,77€ 14/02/2018 0,00
amended by article 18 of Decree-Law No. 208/2004, of 19 August, punishable, Number of Sent by Legal Payment Amount Date of Amount in Number of Sent by Legal Payment Amount Date of Amount in
That behaviour constitutes a violation of article 55 paragraph 1 of the Decree-Law 254/2012,
in accordance with article 9, paragraph 4, subparagraph a) of Decree-Law No. the invoice e-mail on Presumption due by payment debt the invoice e-mail on Presumption due by payment debt
together with article 2 paragraph 1 of Portaria n.º 77-C/2014, of 1 April (Ordinance) being
10/2004, of 9 January. considered a very serious misdemeanour. 1345 10/07/2015 14/08/2015 13/09/2015 4,18€ 06/10/2015 0,00 672 08/04/2016 16/05/2016 15/06/2016 55,89€ 55,89€
Therefore, in face of the impossibility of notifying the defendant by registered Having been sent notification of the accusation to the defendant under the terms of article
mail, in accordance with articles 46 of the Misdemeanours General Regime and 26, paragraph 1 of Decree-Law No. 10/2004, of 9 and January, by letter Ref.: 752/GabJur/
That behaviour constitutes a violation of article 55 paragraph 1 That behaviour constitutes a violation of article 55 paragraph 1 of the
26, paragraph 2 of Decree-Law No. 10/2004, of 9 January, THE DEFENDANT PCA/2018, registered with an acknowledgment of receipt, of 23 August 2018, to that head
IS HEREBY NOTIFIED, that, by decision of ANAC’s Board of Directors, dated 1 office, the receipt of the notification was returned to ANAC by Mexico Post, with the information of the Decree-Law 254/2012, together with article 2 paragraph 1 Decree-Law 254/2012, together with article 2 paragraph 1 of Portaria
August 2019, he was considered guilty as charged of the misdemeanour estab- “no hay el numero que cita/mauvaise adresse”. n.º 77-C/2014, of 1 April (Ordinance), after the legal presumption of 25
of Portaria n.º 77-C/2014, of 1 April (Ordinance), after the legal
lished in article 5, paragraph 1, subparagraph b) of Decree-Law No. 254/2003, Thus, as established in the referred final part of paragraph 2 of article 26 of Decree-Law No.
10/2004, of 9 January, and since it was not possible to notify the company through the de- presumption of 25 working days (cfr. article 113.º of the Portu- working days (cfr. article 113.º of the Portuguese Procedures Code),
of 18 October, as amended by article 18 of Decree-Law No. 208/2004, of 19
August, and punishable under article 9, paragraph 4, subparagraph a) of De- fendant’s headquarters, the announcement was published in the daily newspaper Correio da guese Procedures Code), being considered a very serious mis- being considered a very serious misdemeanour.
cree-Law no. 10/2004, of 9 January. The subjective imputation was determined Manhã, of Lisbon, on 19 november 2019.
Thus, after concluding the misdemeanour proceeding, by decision of ANAC’s Board of Direc- demeanour. Very serious misdemeanours are punishable with a fine of €1.500,00
as unconscious negligence, thus, the defendant was convicted in an adminis-
trative fine in the amount of € 1.500,00 (one thousand and five hundred euros). tors, of 28 January 2020, a fine was applied in the amount of €2.000,00, suspended for two up to €30.000,00, in case of negligence, and with a fine of €4.000,00 up
Very serious misdemeanours are punishable with a fine of
It was further deliberated to determine the legal costs of the procedure, to cover years, concerning the violation of article 55 paragraph 1 of the Decree-Law 254/2012, together
with article 2 paragraph 1 of Portaria n.º 77-C/2014, of 1 April, €1.500,00 up to €30.000,00, in case of negligence, and with a fine to €250.000,00, in case of criminal intent, whether the misdemeanour
the expenses with the procedure, in 3 UC’s, that corresponds to € 306,00 (three
It was also decided, under articles 92 et seq. of Decree-Law 433/82, of 27 October, as of €4.000,00 up to €250.000,00, in case of criminal intent, whether is practised by a microenterprise, small enterprise, medium size enter-
hundred and six euros), in accordance with articles 92 and subsequent of Mis-
amended by Decree-Law 356/89, of 17 October, Decree-Law 244/95, of 14 September and
demeanours General Regime. the misdemeanour is practised by a microenterprise, small enter- prise or large enterprise.
Law 109/2001, of 24 December, ex vi art. 35 of Decree-Law 10/2004, 9 January, to settle the
The defendant is further informed that: costs of the proceeding in the amount of 2 UC’s which corresponds to €204,00 to be paid prise, medium size enterprise or large enterprise.
a) The mentioned decision will become final and demandable if it is not legally by the defendant. There can also be applied an ancillary sanction as foreseen in article 13
appealed on a Court of Law in accordance with articles 59 and 95 of the Misde- Therefore, and given the impossibility of notifying the defendant by registered mail, in ac- There can also be applied an ancillary sanction as foreseen in of Decree-Law 10/2004, of 9 January.
meanours General Regime. cordance with paragraphs 1 and 2 of Article 26 of Decree-Law No. 10/2004, of 9 January, and
b) If the defendant wishes to appeal the decision, the written statement of claim
article 13 of Decree-Law 10/2004, of 9 January.
for the purposes of article 46 of the Decree-Law No. 433/82, of 27 October, as amended by In accordance with articles 46 and 50 of Decree-Law 433/82, of 27
shall be submitted to ANAC within twenty (20) working days from the publica- Decree-Law No. 356/89, of 17 October, Decree-Law No. 244/95, of 14 September and Law No. In accordance with articles 46 and 50 of Decree-Law 433/82, of October, as amended by Decree-Law 356/89, of 17 October and
tion of the present announcement, the Court of Law can decide the appeal after 109/2001, of 24 December (RGCO), THE DEFENDANT IS HEREBY NOTIFIED that:
an hearing, or, if both the defendant and the public prosecutor do not oppose a) The mentioned decision will become final and demandable if it is not legally appealed on 27 October, as amended by Decree-Law 356/89, of 17 October Decree-Law 244/95, of 14 September and the Law 109/2001, of 24
to it, by simple order. a Court of Law in accordance with articles 59 and 95 of the Misdemeanours General Regime. and Decree-Law 244/95, of 14 September and the Law 109/2001, December, ex vi article 35 of Decree-Law 10/2004, of 9 January, Sky
c) The administrative fine shall be paid within ten (10) working days from the b) If the defendant wishes to appeal the decision, the written statement of claim shall be
of 24 December, ex vi article 35 of Decree-Law 10/2004, of 9 Jan- Vision d.o.o. is hereby NOTIFIED to make any comments, in writing, on
date the decision becomes final. submitted to ANAC within twenty (20) working days from the publication of the present an-
d) If the defendant cannot pay the administrative fine in due time, she shall com- nouncement, the Court of Law can decide the appeal after an hearing, or, if both the defendant uary, Sky Vision d.o.o. is hereby NOTIFIED to make any com- the facts they are charged with, within thirty (30) working days from the
municate such fact in writing to ANAC, further requesting to pay it afterwards, as and the public prosecutor do not oppose to it, by simple order. ments, in writing, on the facts they are charged with, within thirty
c) The administrative fine shall be paid within ten (10) working days from the date the decision date of this publishing.
determined by article 88 of the Misdemeanours General Regime. (30) working days from the date of this publishing.
becomes final.
e) The defendant may also legally appeal the decision regarding the amount The misdemeanour proceeding is available for consultation, every
d) If the defendant cannot pay the administrative fine in due time, she shall communicate such
determined for legal costs, in this case the written statement of claim shall be The misdemeanour proceeding is available for consultation,
fact in writing to ANAC, further requesting to pay it afterwards, as determined by article 88 of working days, between 9:00 a.m and 17:00 p.m., with previous sched-
presented within ten (10) working days from the knowledge of the decision the Misdemeanours General Regime. every working days, between 9:00 a.m and 17:00 p.m., with pre-
to challenge. ule with the Legal Bureau of this authority, at Rua B, Edifício 4, Aeropor-
e) The defendant may also legally appeal the decision regarding the amount determined for vious schedule with the Legal Bureau of this authority, at Rua B,
Finally, we inform that the misdemeanour proceeding is available for consul- legal costs, in this case the written statement of claim shall be presented within ten (10) work- to Humberto Delgado, in Lisbon.
tation, depending on previous scheduling, every working day, from 9 a.m. to ing days from the knowledge of the decision to challenge. Edifício 4, Aeroporto Humberto Delgado, in Lisbon.
5 p.m., at ANAC’s legal department, located at Street B, Building 4, Humberto Finally, we inform that the misdemeanour proceeding is available for consultation, depending
Delgado’s Airport, Lisbon. on previous scheduling, every working day, from 9 a.m. to 5 p.m., at ANAC’s legal department, Lisbon, 21th December 2020 Lisbon, 21th December 2020
Lisbon, 21th December 2020 located at Rua B, Edifício 4, Aeroporto Humberto Delgado, 4, Lisboa.

The Chairman of the Board Lisbon, 21th December 2020 The Chairman of the Board The Chairman of the Board
Luís Miguel Ribeiro The Chairman of the Board, Luís Miguel Ribeiro Luís Miguel Ribeiro Luís Miguel Ribeiro
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
28 • Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020

Cultura Filmes, música, missa e reality-shows: o programa das festas

O Natal traz
(mais) televisão
a um ano
em que se
viu televisão
como nunca
A época natalícia, por regra
intensamente doméstica, passa quase
sempre pelo pequeno ecrã. Eis uma
ronda pelo que os canais televisivos (e,
claro, o streaming) prepararam para os
dias 24 e 25
realizado por Tyler Orr. Logo depois,
Rodrigo Nogueira
passa Os Tempos que Mudam, que o
Por causa da pandemia, e dos vários francês André Techiné estreou em
conÆnamentos mais ou menos radi- 2005, e em que contracenam Cathe-
cais que ela impôs à escala global, rine Deneuve e Gérard Depardieu.
este terá sido um dos anos da histó- No dia de Natal propriamente dito,
ria recente em que as pessoas mais o Natal dos Hospitais começa às 11h30,
tempo estiveram agarradas à televi- sendo interrompido à uma da tarde
são (ou à sua nova encarnação, o para dar lugar às notícias, e retomado
streaming). Período de reclusão logo a seguir. O serão será preenchido
doméstica por excelência, o Natal pela gala de Natal do concurso The
é, tradicionalmente, uma época em Voice, às 21h15, seguido da comédia
que a programação televisiva redo- francesa de 2015 Todos Para Sul, de
bra de importância enquanto forma Nicolas Benamou e Philippe Lacheau,
de entretenimento. Como será e de Minha Alma por Ti Liberta, de
então a quadra televisiva de um ano Grégory Gadebois.
invulgarmente televisivo? Já na RTP2, Um Natal Para Recor-
A não ser que algo se altere até lá, dar, teleÆlme do ano passado realiza-
o Natal da televisão portuguesa não do por M.J. Grabiak, precede Concer-
será feito de grandes estreias bom- to de uma Noite de Verão 2020, grava-
básticas para as famílias verem jun- do em Junho, com Valery Gergiev a
tas (ou separadas). Até à hora de dirigir a Orquestra Filarmónica de
fecho desta edição, a SIC não havia Viena nos jardins do Palácio de
ainda anunciado o seu menu para Schönbrunn, em Viena, e com o tenor
as festas, mas os outros canais Jonas Kaufmann como solista. Isto
nacionais já divulgaram a sua pro- para acompanhar a Consoada.
gramação, composta sobretudo de No dia seguinte, há os habituais
Ælmes e concertos, mas também de desenhos animados do ZigZag a partir Os filmes de animação para
reality-shows, circo e missa, sem das sete da manhã, com direito a um toda a família marcam
esquecer, claro, o clássico Natal dos especial de Natal Danger Mouse às presença: O Panda do
Hospitais. 17h30. Às 20h45, chega As Crianças Kung-Fu 2 (à esquerda) é o
do Sequim d’Ouro, um teleÆlme de programa da TVI para o dia
Ambrogio Lo Giudice sobre o nasci- 25, Soul (à direita), a nova
RTP mento do célebre concurso infantil produção da Pixar, chega
Do Natal dos Hospitais italiano Sequim D’Ouro. Segue-se mais ao Disney+ no Natal
música, com Andrea Bocelli e David
ao Sequim d’Ouro Foster num espectáculo chamado O
Meu Natal, e, à uma da manhã, Lúcia
Na noite de Consoada, a RTP1 exibirá di Lammermon, ópera de Gaetano
um Circo de Natal, seguido de Aventu- Donizetti, na encenação de Damiano
ra no Centro Comercial, Ælme natalício Michieletto.
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020 • 29

MIRRORPIX

de enÆada: Super-homem: O Regres-


so, de Bryan Singer, Homem de Aço,
de Zack Snyder, e Batman v. Super-
homem: O Despertar da Justiça. Já o
Cinemundo exibirá Ælmes mais evi-
dentemente alusivos à quadra: O
Amor não tira Férias, clássico natalí-
cio de Nancy Meyers, e O Homem
que Inventou o Natal, um Ælme sobre
Charles Dickens e a escrita de Um
Conto de Natal, seguidos por Aloha,
de Cameron Crowe.
O FOX Movies, por sua vez, pega
na saga Indiana Jones, da qual exibi-
rá, na noite de Natal, o primeiro Æl-
me, Os Salteadores da Arca Perdida,
e o segundo, Indiana Jones e o Tem-
plo Perdido, ambos de Steven Spiel-
berg. No dia 25, passam os mesmos
Ælmes, juntamente com o terceiro,
Indiana Jones e a Grande Cruzada.
Outro Spielberg, o de A Cor Púr- Antes que acabe
pura, estará em destaque no canal
AXN Movies, que também passará 2020, o Ípsilon
no dia 24 Ligações Perigosas, de
Stephen Frears, e Hollywood 1929,
sai às quartas
de Blake Edwards. No dia de Natal,
será a vez de outros clássicos da
década de 1980: Tootsie, de Sydney
Pollack, e Peggy Sue Casou-se, de
Indiana Jones (em cima) é o Francis Ford Coppola. O AXN White
protagonista do Natal no também tem teleÆlmes natalícios.
FOX Movies; já a RTP2 O canal FOX optou por acção para
evocará outras memórias, a Consoada, com Taken 3, de Olivier
as do concurso infantil Megaton, Wolverine, de James Man-
Sequim d’Ouro (em baixo) gold, e John Wick, de Chad Stahelski.
Para o dia seguinte, programou
vários Ælmes da saga Velocidade
Furiosa seguidos, começando no
TVI segundo, continuando pelo quarto,
Missa e Big Brother o quinto, o sexto e o oitavo. Já o
canal FOX Life dará a ver uma suces-
Na TVI, a edição 2020 do reality show são de teleÆlmes de Natal, como
Big Brother, intitulada A Revolução, é Christmas in Evergreen: Tidings of
o trunfo para a noite de Natal. Logo Joy, de Sean McNamara, ou A
às 18h, haverá um especial do progra- Christmas Duet, de Catherine Cyran, Balanço de 2020 dos críticos do PÚBLICO,
ma, A Caminho do Natal, interrompi- ambos do ano passado. No próprio ou de como a pandemia que boicotou
do pelo telejornal e pela telenovela dia de Natal, destaque para o osca-
o colectivo nos obriga a um balanço
Bem me Quer e logo retomado às 23h rizado La La Land, de Damien Cha-
com o também especial A Ceia de zelle. individual. E ainda: fechados em casa,
Natal. Às 24h, o canal transmite a Mis- em que espectadores nos tornámos?
sa do Galo em Pêro Pinheiro, seguida Streaming
da mensagem de Natal do cardeal
patriarca de Lisboa, que também pas- Shonda Rhimes e Pixar
sa na RTP1 às 21h. Madrugada dentro, em estreia

300
à 1h45, passa o Ælme Nanny McPhee e
o Toque de Magia, a sequela de Nanny No streaming, haverá várias estreias
McPhee — A Ama Mágica, realizada de peso no Dia de Natal. Na HBO
por Susanna White em 2010. Portugal, Æcará disponível a longa-
No próprio Dia de Natal, a TVI volta -metragem Parque Mayer, de Antó-
a ter missa de manhã. Para a tarde, nio-Pedro Vasconcelos. À NetÇix
está guardado O Panda do Kung Fu 2, chegam Bridgerton, criação de Chris Bem de primeira necessidade.
de Jennifer Yuh Nelson, na sua versão Van Dusen com produção executiva O ano em que o sector da cultura
dobrada em português (14h15), segui- de Shonda Rhimes (Anatomia de viu exposta a sua fragilidade
do do especial Somos Natal, que Grey; Scandal) ambientada no início
foi o ano em que mais precisámos
recorre a várias caras da estação. À do século XIX no seio da alta socie-
noite, a emissão será preenchida dade londrina, e We Can Be Heroes, de ler, ver e ouvir.
pelas novelas Bem me Quer e Amar o novo Ælme para crianças de Robert
Demais, antes de mais Big Brother. Rodriguez. No Disney+, a estrela de
Natal será Soul, o aguardado novo
Cabo Ælme da Pixar, realizado por Pete
Docter, que devido aos actuais cons-
Super-homem trangimentos da exibição de cinema
e outros heróis não chegou a passar pelas salas e foi
canalizado directamente para o
Devido ao período das festas, as próximas edições do suplemento Ípsilon,
No cabo, o canal Hollywood achou streaming, tal como outras grandes
habitualmente distribuído à sexta, serão publicadas nas quartas-feiras
por bem dedicar a noite de Consoa- apostas daquele conglomerado do dias 23 e 30 de Dezembro
da ao Super-homem, com três Ælmes entretenimento.
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
30 • Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020

Cultura

Honras de Panteão
FILIPE FERREIRA

Nacional a Eça
de Queiroz
Estado deve ao autor de Os Maias
Opinião esse derradeiro tributo,
representando neste acto todos os
portugueses que, 120 anos
decorridos sobre a sua morte, o
Afonso Eça de Queiroz Cabral homenageiam pelo simples acto da
leitura.
Qualquer homenagem que o Estado Numa época em que os índices de
possa prestar às grandes Æguras da leitura, em particular entre os
nossa história é sempre feita de estudantes, baixam
ausências. No nosso campo de assustadoramente, tenho a
aÆnidades, todos podemos apontar esperança talvez ingénua de que um
as Æguras que fazem parte da nossa acontecimento como este alerte
constelação maior — nomes que para a maravilhosa descoberta da
gostaríamos de ver agraciados e que literatura. Espanta-me que uma
muitas vezes tardam em sê-lo. forma de arte tão importante para o
Quanto mais partilhamos essas nosso crescimento intelectual passe
aÆnidades, como se veriÆca no caso ao lado de tanta gente.
Sandra Faleiro é Norma B., a autora de novelas policiais que se torna suspeita de assassínio dos grandes escritores, mais fundas Com o intuito de lançar o repto, a
são as ausências. Na máxima Fundação Eça de Queiroz (FEQ),

A mentira, ou a realidade homenagem do Estado, as honras


de Panteão Nacional, algumas
dessas falhas persistem. É o caso de
onde desempenho as funções de
presidente, propôs-se este ano
ajudar a promover todas as
da realidade alternativa Eça de Queiroz, escritor de
incontornável inÇuência na história
condições necessárias para que
sejam atribuídas honras de Panteão
da nossa literatura. Nacional a Eça de Queiroz. Tal
Perante a obra de Eça, que tem traduz-se naturalmente no aval da
alimentando tarados à procura de seu Marido, seja acusada, anos em Portugal a reputação de ser
Crítica de teatro uma causa de alguma maneira iden- depois, mas com direitos de autor sinónimo de “prosa” — como
titária. AÆnal, isto já chegou a um ainda a render, precisamente de escreve Miguel Tamen no recente O
Fake ponto mais longínquo da Área 51 do assassinar o seu marido. Pode ser, Cânone —, torna-se quase escusado
que Dorothy estava do Kansas. mas, como também está amplamen- referir o elenco de personagens,
mmmmm Conversa à parte, o modelo esco- te esmiuçado pela Æcção, quem é que hoje usamos como metonímia A atribuição destas
De Inês Barahona e Miguel Fragata.
lhido por Inês Barahona (n. 1977) e que é estúpido ao ponto de concre- dos nossos males, o gume
Pela Formiga Atómica. Encenação de
pelo também encenador Miguel Fra- tizar o que escreveu e publicou? Ou transversal da ironia, que Eça honras à memória
Miguel Fragata. Teatro Nacional D.
gata (n. 1983) foi o do policial. Assim,
à primeira vista, uma equipa faz uma
isso será sinal de inteligência crimi-
nosa? E por que raio toda a gente a
sempre brandiu contra os
poderosos, ou mesmo o olhar
material e
Maria II — Sala Garrett. 17/12.
reportagem naquele estilo “está-se supõe culpada? distanciado por força da sua imaterial de Eça de
Antes de discorrer sobre a verdade
e a mentira e as notícias falsas, trate-
mesmo a ver, não está?”. E até pare-
ce que sim porque, à primeira vista,
As aparências iludem, e, para
melhor as iludir, autores e encena-
carreira diplomática. De facto, a
obra queirosiana, bem como o seu
Queiroz é uma
-se dos factos, sabendo de antemão repito, é basto verosímil que Norma ção criaram (com auxílio da ceno- autor, entrou no nosso imaginário e consequência
como estes são cada vez mais alter-
nativos à realidade; a qual, por sua
B. (Sandra Faleiro à frente de um
elenco com Anabela Almeida, Carla
graÆa de Henrique Ralheta e o dese-
nho de luz de Rui Monteiro) um
aí se mantém, inclusive por vezes
sob a forma de lugar-comum.
natural do
vez, como também é sabido, é sem- Galvão, Duarte Guimarães, João dispositivo cénico astuto, dividindo Talvez não seja exagerado dizer entusiasmo e da
pre uma representação. Sem querer
sair deste animado labirinto concep-
Nunes Monteiro e, em vídeo, Beatriz
Batarda, Cirila Bossuet, Isabel Abreu,
o palco em pequenos estúdios, Æl-
mados em directo umas vezes,
que cada leitor de Eça recorda a
passagem que mais o marcou, a
inÅuência que a
tual e da sua realidade aumentada Madalena Almeida, Márcia Breia, outras apresentando sequências qual comummente se encontra no sua escrita sempre
(ou virtual, se preferido), antes pro-
curando explorá-lo, a companhia
Sílvia Filipe e Teresa Madruga), a
autora de policiais populares e lucra-
gravadas, tudo projectado no ecrã
sobre o palco, lá está, como uma
âmago da sua formação literária. Na
minha adolescência, lembro-me
originou
Formiga Atómica estreia-se no teatro tivos, criadora de Como Assassinar o representação. Realmente uma bem de correr as páginas de Os FEQ para a transladação. Fazemo-lo
para adultos com um policial em representação de uma representa- Maias até ao momento dramático na certeza da justiça desta iniciativa,
forma de conteúdo destinado à vira- Contando sem ção maior; representação só possí- em que Ega assegura Carlos da e porque se trata da melhor maneira
lidade instantânea nas redes sociais. vel de criar através da mentira, quer verdade. Os amigos inquietam-se, o de perpetuar a memória do escritor
O que não foi de todo má ideia — esti- dúvida com dizer, da realidade alternativa que peso dos acontecimentos abate-se. Eça de Queiroz, trabalho que
vesse a ideia menos gasta. momentos envolve Norma B. como uma teia E entra Vilaça, atrapalhado, em desenvolvemos ano após ano.
Nem vale a pena, para não ir assim conspirativa que, claro, pensa con- busca do seu chapéu — uma e outra A par de grandes nomes da
muito longe, recuar até Matrix (1999) inteligentes e trolar. Mas quem controla o quê vez. Sem que o soubesse nessa literatura — como Camões,
para encontrar vasta lista de Æcção divertidos, Fake quando nem Inês Barahona nem altura, acabara de ler um dos mais Fernando Pessoa, Almeida Garrett e
de todas as variedades sobre mani- Miguel Fragata conseguem dar subs- perfeitos exemplos daquilo que Sophia de Mello Breyner —, Eça de
pulação da verdade, teorias de cons- nunca coloca de tância ao seu enredo? Pois. Aconte- agora se chama popularmente Queiroz fará parte oÆcialmente de
piração, factos alternativos, isto é, maneira efectiva ce que o texto, contando com comic relief. uma constelação maior, onde, na
boataria e quejandos. O que porven- momentos inteligentes e divertidos, São por demais evidentes as verdade, já se encontra. Alegro-me,
tura não diminui a importância de as questões que sem dúvida, nunca coloca de manei- qualidades literárias que justiÆcam pois, com o Projecto de Resolução
falar sobre o assunto, de muitas convoca; Äca-se ra efectiva a chusma de questões sem reservas a atribuição destas n.º 800/XIV/2.ª, e estou certo de
maneiras, entre as quais encenando- que convoca. Fica-se pela rama, honras à memória material e que merecerá ampla maioria
-o, agora mesmo, de preferência, pela rama, saboreando a espuma, os autores imaterial do escritor. Vejo-as como parlamentar.
quando ele é matéria urgente por- saboreando a encantados com o mecanismo que uma consequência natural do
que está a acontecer — tanto conven- criaram e que parece tão bem em entusiasmo e da inÇuência que a Presidente da Fundação Eça
cendo ingénuos e distraídos como espuma cena. Rui Monteiro escrita de Eça sempre originou. O de Queiroz
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020 • 31

Guia

Na Espanha dos anos 1990, a


transexual Cristina “La Veneno”
Ortiz (1964-2016) obteve um
improvável mediatismo
ecrãs publico.pt/streaming
televisivo
DR

Estreias da semana
NETFLIX
The Midnight Sky
Quarta-feira
Depois de Suburbicon (2017),
George Clooney volta à realização,
sendo também protagonista desta
história de Æcção cientíÆca sobre
uma catástrofe global e um
cientista que viaja pelo Árctico
com uma criança para evitar que
um grupo de astronautas morra.

Bridgerton
Sexta-feira
Em 2017, Shonda Rhimes, a
criadora de Anatomia de Grey e
Scandal, foi contratada pela
NetÇix. A nova criação de Chris
Van Dusen com produção
executiva de Rhimes é a primeira
produção para a plataforma de
streaming: uma série de época
passada no início do século XIX na
alta sociedade de Londres.

HBO PORTUGAL
Two Weeks To Live
Quarta-feira

La Veneno foi um ícone LGBT.


Kim (Maisie Williams, de A Guerra
dos Tronos) é uma jovem de 21
anos que foi treinada a vida toda
para o apocalipse. Um dia,

Veneno é uma das séries do ano convencem-na (mas é uma


piada...) de que o mundo vai
mesmo acabar daí a duas
semanas, e ela decide pôr mãos à
obra e assassinar o homem que,
Fenómeno em Espanha, a série disponível na HBO desde Novembro ilustra as várias anos antes, lhe matara o pai à sua
frente. Uma série de Gaby Hull.
fases da vida de Cristina Ortiz, da mudança de sexo ao estrelato e ao esquecimento
3 Mulheres
conhecida —, a série de oito episó- biograÆa assinada pela jornalista desenvolvimento da série (e por falar Quarta-feira
Daniel Dias
dios recupera o turbulento trajecto trans Valeria Vegas e publicada em em Almodóvar, Veneno inclui, no Esta série da RTP, estreada em
Foi aos soluços (a plataforma de de Cristina “La Veneno” Ortiz (1964- Outubro de 2016, um mês antes da papel de Faela Sainz, a actriz Lola 2018, foca-se em três vultos do
streaming madrilena Atresplayer 2016), mulher transgénero e traba- polémica morte de Cristina (a autóp- Dueñas, presença regular nos Ælmes século XX português: Natália
Premium lançou o primeiro episódio lhadora do sexo que nos anos 1990 sia oÆcial estabeleceu que o trauma- do cineasta nas últimas décadas). Correia, Snu Abecassis e Vera
em Março, mas a pandemia empur- se tornou uma provocadora e mar- tismo craniano que provocou a sua “Não estávamos habituadas a ver Lagoa, interpretadas,
rou para o Outono a exibição dos cante personalidade televisiva, gra- morte resultou de uma queda aci- uma mulher como ela na televisão, respectivamente, por Soraia
restantes, à excepção do segundo, ças a aparições no talk-show Esta dental em casa, mas o seu círculo de mas o país inteiro apaixonou-se”, Chaves, Victoria Guerra e Maria
disponibilizado a 28 de Junho, dia Noche Cruzamos el Mississippi. amigas mais próximas alegou à épo- contou por sua vez Jedet à Variety. João Bastos. Os 13 episódios da
historicamente ligado ao orgulho Veneno vai saltando entre três ca que Ortiz recebera várias ameaças “Mas foi só por um curto período de criação de Fernando Vendrell e
LGBT) que uma série sobre a vida e linhas temporais: a actriz Jedet inter- depois do lançamento da biograÆa, tempo: quando o talk-show acabou, Elsa Garcia chegam agora à HBO
o legado de um dos mais conhecidos preta uma jovem Cristina antes da que inclui referências a relações com ela Æcou sem nada. Passou a ser uma Portugal de uma só assentada.
e misteriosos ícones LGBT espanhóis mudança de sexo, marcada pela vio- políticos e futebolistas). espécie de mulher perdida.”
se tornou um fenómeno nacional — e lenta convivência com uma mãe “Enquanto homens homosse- Tom C. Avendaño, crítico do El
DISNEY+
depois internacional. No mês passa- homofóbica; a electrizante Daniela xuais, crescemos sem histórias, sem País, identiÆcou tiques “didácticos”
do, os seus direitos foram compra- Santiago é La Veneno no auge da sua espelhos em que nos pudéssemos nos criadores, “que interrompem o Soul
dos pela HBO, mesmo a tempo de popularidade; e Isabel Torres é Ortiz olhar ou que pudessem guiar as nos- guião para evangelizar sobre a cami- Sexta-feira
poder entrar na extensa lista dos anos depois da fama, entregue a uma sas vidas”, explicaram Ambrossi e nhada trans, de uma forma excessiva Joe é um aspirante a pianista de
melhores projectos televisivos do vida de reclusão com a melhor amiga Calvo à Variety. “Achámos que a [his- para quem não quer ser ensinado, jazz cuja vida não correu como
ano recentemente publicada pelo Paca “La Piraña”, interpretada pela tória da] La Veneno era a maneira mas talvez reveladora para o espec- esperava. Ganha a vida a dar aulas
site Vulture (e também na do Ípsilon, própria. É reconfortante ver que perfeita de falar sobre quão impor- tador (branco, heterossexual) que de música e, quando tem
que será divulgada na quarta-feira). Veneno põe em prática aquilo que tante é ser-se visível e quão irrelevan- nunca pensou sobre como é a vida Ænalmente chance de tocar num
Leitores, sejam bem-vindos a uma prega, dado que tanto Daniela como te é ser-se perfeito”, disse a dupla, fora do topo da pirâmide patriarcal”. clube, um acidente separa-lhe a
das séries do momento: Veneno. Jedet e Isabel são de facto mulheres acrescentando que Pedro Almodó- Livre de preconceitos e indiferente alma do corpo. É esta a premissa
Criação dos realizadores Javier trans na vida real. var, cuja ÆlmograÆa está intimamen- a hierarquias, Veneno faz-se de frag- da 23.ª longa-metragem da Pixar,
Ambrossi e Javier Calvo — “Los Javis”, A série parte de ¡Digo! Ni puta ni te ligada à cultura LGBT, aconselhou mentação — e é nela que encontra a assinada por Pete Docter, que não
como a dupla é afectuosamente santa. Las memorias de La Veneno, os criadores durante o processo de sua libertação. passará sequer pelas salas.
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.

Guia

Cinema Lista completa


de salas e filmes Ao vivo
em cartaz em
cinecartaz.publico.pt

guerra e moralidade. longas-metragens e a primeira


EM ESTREIA
Diapasão Palladio: O Espectáculo
vez que um Ælme foi totalmente
animado a computador, a
TEATRO Em destaque
De Hamed Tehrani. Com Zhaleh da Arquitectura história do Xerife Woody e do Todas as Coisas Maravilhosas
Sameti, Behnoosh Bakhtiari, De Giacomo Gatti. ITA. 2019. astronauta Buzz Lightyear, dois LISBOA Estúdio Time Out. Com
Alireza Ostadi, Mehdi m. Documentário. M6. brinquedos, e dos seus amigos, Ivo Canelas. De 14/12 a 21/12.
Hosseinina. Irão. 2019. As obras de Andrea Palladio, o chega ao quarto capítulo. Segunda, às 19h. 20€. M/12
90m. Drama. M12. arquiteto mais inÇuente de Ivo Canelas interpreta um
É o dia do 17.º aniversário sempre, recontada por quem hoje Frozen II - O Reino do Gelo monólogo que o dramaturgo
de Hoda. Rana, a mãe, depois de as estuda, vive e preserva para as De Chris Buck, Jennifer inglês Duncan Macmillan escreveu
tanto esforço em criá-la sozinha, gerac¸o~es futuras. Lee. Com Jason Ritter (Voz), para mostrar que “não estás só,
não podia estar mais orgulhosa. Kristen Bell (Voz), Jonathan não és esquisito, vais conseguir Luísa e Salvador Sobral
Feliz, Hoda pede à progenitora Groff (Voz), Idina Menzel ultrapassar isso e só tens de te “Este espectáculo vai ser uma
EM CARTAZ
que a deixe sair nessa noite para (Voz), Alfred Molina (Voz). aguentar”, disse em entrevista ao viagem no tempo onde,
festejar com as amigas. Apesar de O Rei Leão EUA. 2019. 103m. Animação, The Guardian. Entre os temas através de canções e histórias,
muito relutante, a mãe acede, De Jon Favreau. Com Seth Aventura. M6. abordados estão a depressão, as o público vai poder conhecer a
nunca imaginando que essa Rogen (Voz), Donald Glover Passaram-se três anos desde os relações, a família e várias formas nossa vida musical e fraternal
decisão irá dar origem ao maior (Voz), Chiwetel Ejiofor (Voz), eventos relatados em “Frozen“. de crise. mais a fundo”. A promessa vem
desgosto da sua vida. James Earl Jones (Voz), Desta vez, deixando a cidade de dos irmãos Sobral que voltam a
Beyoncé (Voz). EUA. 2019. Arendelle para trás, a princesa juntar talentos no mesmo
Primeiro Amor
De Takashi Miike. Com Becky,
118m. Drama. M6.
Nas Terras Altas de África, o leão
Anna, Kristoè, Olaf e Sven
seguem caminho em busca de um
EXPOSIÇÕES palco, depois do momento
eurovisivo de Amar pelos dois,
Bengal, Masayuki Deai, Mami Mufasa reina com sabedoria e lugar encantado que, segundo Utopia!? canção composta por ela e
Fujioka. JAP/GB. 2019. 108m. generosidade, conquistando o consta, esconde o segredo PORTO Museu de Serralves. cantada por ele. “Vamos tocar
Leo acaba de saber que tem um respeito do seu povo. Simba, a da origem dos poderes mágicos De 19/12 a 6/6. Segunda a sexta, aquelas canções que foram
tumor cerebral. Ao vaguear sem sua pequena cria, crescerá e de Elsa. Tudo das 10h às 18h; sábado, domingo importantes para nós e que
rumo pelas ruas de Tóquio, tomará o seu lugar, respeitando o terá acontecido na Çoresta dos e feriados, das 10h às 19h. Dias trazem memórias no avesso”.
cruza-se com uma rapariga equilíbrio da selva. Tudo parece elementos, onde 24 e 31/12, até às 16h; encerra PORTO Teatro Sá da Bandeira.
implicada num esquema de pacíÆco à excepção de Scar, o algo de extraordinário teria dias 25/12 e 1/1. 12€ (museu); Dias 21/12 e 22/12. Segunda e
prostituição e tráÆco de droga. Ao ressentido irmão de Mufasa, que provocado 20€ (geral, com acesso a todos terça, às 20h. 10€ a 20€
decidir protegê-la, não suspeita sempre aspirou subir ao trono. a separação dos quatro os espaços)
que acaba de Æcar na mira de elementos básicos na constituição Na sua estreia em Portugal, a
criminosos da pior espécie. Toy Story 4 da matéria. artista indiana Nalini Malani humano, bem como réplicas de
De Josh Cooley. (n.1946) expõe uma série de super-heróis e outras personagens
Anjos Caídos Com Christina Hendricks animações desenvolvidas entre icónicas da cultura popular à
Frozen II - O
(Voz), Patricia Arquette (Voz), Reino do Gelo
1969 e 2020 e inspiradas na escala humana.
Keanu Reeves (Voz), Tom Hanks temática da utopia. Pioneira da
(Voz), Jordan Peele (Voz). EUA. cena artística indiana feminina, e Um Realismo Cosmopolita:
2019. 89m. Animação, recentemente distinguida com o O Grupo KWY na Colecção de
Comédia. M6. Prémio Joan Miró, Malani usa o Serralves
Passados 24 anos do primeiro seu trabalho como veículo para TORRES VEDRAS Paços Galeria.
“Toy Story“, que marcou a dar voz a questões sociais como a De 17/12 a 21/2. Todos os dias,
estreia da Pixar nas injustiça, o feminismo, o racismo das 10h às 13h e das 14h às 18h.
De Wong Kar-wai . e o legado pós-colonialista. Grátis
Com Leon Lai, Michelle Reis, Uma selecção de obras e
Takeshi Kaneshiro. 1995.
95m. Drama. M16.
As estrelas Jorge
Mourinha
Luís M.
Oliveira
Vasco
Câmara
A Maior Exposição Europeia de
Modelos Feitos com Peças Lego
publicações de artista assinadas
por elementos e colaboradores do
Um Ælme que cruza as histórias de LISBOA Cordoaria Nacional. grupo KWY, projecto editorial
um assassino proÆssional e de um De 24/10 a 21/3. Todos os dias, centrado na revista homónima
rapaz solitário em busca da das 10h às 20h (fins-de-semana que foi publicada a partir de Paris
mulher dos seus sonhos. em estado de emergência, das entre 1958 e 1964. Era constituído
David Byrne’s American Utopia mmmmm mmmmm mmmmm 8h às 13h). 9€ (dias úteis), 11€ pelos portugueses Lourdes Castro,
Malmkrog Diapasão — mmmmm — (fim-de-semana). Com acesso à René Bertholo, António Costa
De Cristi Puiu. Com Frédéric 3D Trick Gallery: 13,50€ a Pinheiro, João Vieira, José Escada
Let Them All Talk mmmmm — —
Schulz-Richard, Agathe Bosch, 16,50€ e Gonçalo Duarte, pelo búlgaro
Marina Palii. SUE/ROM/SUI/ Malmkrog mmmmm mmmmm mmmmm Há todo um mundo a explorar na Christo e pelo alemão Jan Voss.
Bósnia/Sérvia/Macedónia. Mank mmmmm mmmmm mmmmm maior exposição europeia de
2020. 201m. Drama. M12. modelos feitos destes Presépio Gigante
Ma Rainey, a Mãe dos Blues mmmmm — —
Finais do século XIX. Um emblemáticos tijolos coloridos. A VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO
aristocrata reúne, na sua grande O Mal Não Existe mmmmm — mmmmm grande atracção é uma réplica do Centro Cultural António Aleixo.
mansão na Transilvânia, um Primeiro Amor — mmmmm — navio Titanic, construído com De 28/11 a 6/1. Todos os dias, das
grupo de amigos que inclui um meio milhão de peças, com 11 10h às 13h e das 14h30 às 19h
Small Axe mmmmm mmmmm mmmmm
político, uma condessa, um metros de comprimento e quase (dias 24 e 31/12, até às 18h; dia
general e a mulher deste. O Os 7 de Chicago — mmmmm mmmmm três de altura. Estão expostos 1/1, das 14h30 às 19h). 0,50€
tempo é gasto Uma Vida à sua Frente — mmmmm mmmmm também modelos interactivos, A cidade algarvia mostra as
em longas conversas ÆlosóÆcas como um mapa da Europa, medidas do seu Presépio Gigante,
a Mau mmmmm Medíocre mmmmm Razoável mmmmm Bom mmmmm Muito Bom mmmmm Excelente
sobre progresso, ciência, morte, modelos da estrutura do corpo que este ano comemora as 18

Cartaz, críticas, trailers e passatempos em cinecartaz.publico.pt Mais sugestões em lazer.publico.pt


Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020 • 33

Guia

Jogos Jogue também online.


Palavras-cruzadas,
bridge e sudoku em
publico.pt/jogos

edições e se reaÆrma como o


maior do país: tem mais de 20 Cruzadas 11.198
toneladas de areia, três mil quilos
de cortiça, é habitado por cerca de
HORIZONTAIS: 1. Hoje é o Dia das Palavras (...). Sociedade Anónima. 2. Elemento de formação de
5600 peças, espraia-se por 230 palavras que exprime a ideia de ovo. Criar raízes. 3. Mike (...), secretário de Estado americano que
metros quadrados e demorou 40 responsabilizou a Rússia pelo ciberataque aos EUA. Ponta de terra que entra pelo mar. 4. Eles. Capacete
dias a ser construído. À espera dos antigo. Rádio (s. q.). 5. Capital da Coreia do Sul. Tudo o que se oferece a Deus ou aos santos na igreja. 6.
visitantes estão histórias de Natal Faixa comprida e estreita que, num terreno, madeira ou rocha, se distingue pela sua cor diferente ou
e das tradições algarvias, num pela natureza da sua substância. Soltar a voz (o leão e outros animais). 7. Prefixo (repetição). Associação
cenário onde se incluem Æguras de Estudantes. Antigo (abrev.). 8. Ligação (fig.). Começai a ver ao longe. 9. Estante para suporte de
livros ou pautas de música, abertos para leitura. 10. Franco “(…)” Berardi, filósofo italiano, autor do livro
mecanizadas e outros efeitos Crónicas da Psicodeflacção. É considerado como o último grande filósofo dos princípios da era
cénicos. moderna (1724-1804). 11. Hino. Composição dramática. Caminhava para lá.

VERTICAIS: 1. Guarda da mão, na espada. Estado ou condição de réu. 2. Presidente norte-americano


FESTAS E FEIRAS que tinha dois quadros dos Açores na Casa Branca. 3. União Europeia (sigla). Globo. 4. Balão dirigível
com carcaça metálica e de grandes dimensões. Segundo. 5. «Lua à tardinha com (...), dá chuva à noite a
granel». A primeira letra do alfabeto grego. 6. Alameda em frente dos templos gregos. Avenida (abrev.).
Rota da Rabanada Alternativa. 7. Autores (abrev.). Folha de massa muito fina de que se fazem as hóstias. 8. Textualmente
CAMINHA De 1/12 a 31/12 (adv.). Lutécio (s. q.). Abreviatura de knock-out. 9. É utilizada no teste para covid-19 (PCR). 10.
A rabanada (também conhecida Recapitulação de lições. Letra grega correspondente a n. 11. Argola. Estatuto do (…), está a ser
como fatia dourada) dá o ar da sua preparado pelo Ministério da Cultura.
graça nos cafés, pastelarias e
restaurantes que se associaram à Solução do problema anterior
iniciativa. A degustação promete HORIZONTAIS: 1. Dez. Babugem. 2. Exagero. Ova. 3. MEE. Letal. 4. Abantesma. 5. LA. Eh. AP. 6. Li.
Obrador. 7. PE. Ave. Rodo. 8. Alameda. Soe. 9. Rabanete. Rd. 10. AD. Lupino. 11. Sara. Mirar.
servir todos os palatos num
cardápio com meia centena de VERTICAIS: 1. Dedal. Paris. 2. Ex. Balela. 3. Zama. Abar. 4. Gene. Amada. 5. Beethoven. 6. Ar. Bedel. 7.
especialidades, onde se Bolsar. Atum. 8. Empar. Epi. 9. Gota. DOS. Ir. 10. Eva. Codorna. 11. Malé. Roedor.
encontram combinações com
calda de açúcar, canela, mel,
João Fanha/Luís A.Teixeira © Alastair Chisholm 2008
nozes, vinho do Porto, doce de Bridge bridgepublico@gmail.com Sudoku www.indigopuzzles.com
ovos, gila e recheio de leite, entre
outras.
Dador: Sul parceiro, os trunfos estavam 4-1…” Problema 10.170 (Fácil)
Quinzena Gastronómica Vul: Todos Ainda tentou jogar uma espada para
da Caça o Rei do morto, cortou um pau e saiu
MARVÃO De 19/12 a 3/1 NORTE de mão em ouros. A defesa encaixou
Ƅ K53 as suas três vazas de ouros antes de
Sete restaurantes com ementas à
Ɔ A3 voltar outro pau. Sul cortou, mas teve
base de lebre, tordo, perdiz, javali Ƈ J1062 de ceder mais uma vaza para o Valete
ou veado. A Quinzena ƅ A1084 de trunfo de Este. Um cabide.
Gastronómica da Caça está de
OESTE ESTE Se o carteador tivesse previsto o
volta com a promessa de servir os Ƅ J9 Ƅ 108764 perigo de uma distribuição 4-1, teria
melhores pratos desta cozinha, Ɔ8 Ɔ J762 começado por cortar um pau logo à Solução 10.168
alimentando e promovendo os Ƈ AQ93 Ƈ K4 segunda vaza. De seguida, sim,
saberes e sabores que fazem parte ƅ KQJ732 ƅ 65
encaixaria o Ás e o Rei de trunfo.
da tradição da região. SUL Quando Oeste não assistir à segunda
Ƅ AQ2
Ɔ KQ10954 volta de trunfo, Sul encaixa o Ás, a
Ƈ 875 Dama e o Rei de espadas antes de
PRÓXIMOS DIAS ƅ9 cortar outro pau. Por fim, joga um
ouro para fora. A defesa faz as suas
Terça Música David Fonseca três vazas, mas no fim Sul terá Q10
(Lisboa, Teatro Maria Matos); Oeste Norte Este Sul de trunfo e fará as duas vazas.
Mariza (Porto, Super Bock Arena) 1ƅ passo passo 2Ɔ1 Nota: o carteador também pode
Teatro Calígula (Braga, Theatro 3ƅ 4Ɔ Todos passam ganhar se começar por bater o Rei de
Circo) Quarta Música Orquestra trunfo em vez do Ás. Contudo, assim
Sinfónica Portuguesa (Lisboa, Leilão: Qualquer forma de bridge. 1 - perde a possibilidade de ganhar, se Problema 10.171 (Médio)
Bom naipe de seis cartas e 11-13 Este tiver não quatro, mas sim cinco
Teatro Nacional de São Carlos)
pontos trunfos!

ÚLTIMOS DIAS Carteio: Saída: Kƅ. Qual a melhor


linha de jogo?
Considere o seguinte leilão:
Oeste Norte Este Sul

Expos 100 Anos Nadir, Inéditos Solução: Um bom jogador de futebol passo 1Ƅ passo ?
(Porto, Reitoria da Universidade. não é aquele que se dirige para a
Até dia 23); Campo/Contracampo bola, mas para o local onde ela irá O que marcaria com a mão
(Coimbra, Convento de Santa Solução 10.169
estar, o que sabe antever a jogada. seguinte?
Clara-a-Nova. Até dia 30); No bridge não é diferente, a Ƅ4 ƆKQJ10 ƇJ10652 ƅAQ7
O Traje no Mundo Infantil (Viana antevisão é uma das qualidades que
do Castelo, Museu do Traje. caracteriza um bom jogador. Resposta: Marque dois ouros. Não
Até dia 31) No jogo de hoje, Sul tomou a pode marcar duas copas, porque
primeira vaza com o Ás de paus e, seria uma inversa, e para isso
sem rodeios e cheio de confiança, necessita de um mínimo de 16
encaixou de imediato o Ás e o Rei de pontos de honra. Repetir um naipe
lazer@publico.pt trunfo, esperando uma distribuição pobre não implica mais de cinco
normal dos trunfos. “Que azar, cartas, seja de que qualidade for.
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
34 • Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020

Guia

CINEMA Televisão Os mais vistos da TV


Sábado, 19
RTP1 10,7% DOCUMENTÁRIO
Paterson % Aud. Share RTP2 1,1 Herdeiros de Saramago
Cinemundo, 21h10 Esperança SIC 13,0 23,5 RTP1, 22h39
Escrito e realizado por Jim Abraços com História SIC 13,0 21,5 SIC 17,2 Termina hoje a série documental
TVI
Jornal da Noite SIC 12,6 21,3
Jarmusch, um Ælme melancólico, Noite de Cristina TVI 11,8 22,6 16,6 dedicada aos escritores
nomeado para a Palma de Ouro galardoados com o Prémio
Cabo
Jornal das 8 TVI 10,5 17,7
em Cannes, sobre as incontáveis 38,5 Literário José Saramago. O último
FONTE: CAEM

rotinas de um casal durante os episódio vai ao encontro de


sete dias de uma semana. Paterson Afonso Reis Cabral, distinguido
TVCINE TOP
(Adam Driver) trabalha como RTP1 RTP2 em 2019 pelo seu segundo
motorista de autocarro em 16.20 Ready or Not - O Ritual 17.55 Bad romance, Pão de Açúcar, obra de
Paterson, New Jersey (EUA). A sua 6.14 Manchetes 3 6.30 Bom Dia 7.00 Espaço Zig Zag 12.49 E2 - Escola Boys para Sempre 19.55 És Capaz de Æcção que teve como ponto de
rotina diária é sempre igual: Portugal 10.00 Praça da Alegria 13.00 Superior de Comunicação Social 13.17 Guardar Um Segredo? 21.30 Um Dia de partida a história real de Gisberta,
acorda à mesma hora, vai Jornal da Tarde 14.26 Miúdo Graúdo Portugal Que Dança 13.56 Folha de Chuva em Nova Iorque 23.05 A Ilha da a transexual sem-abrigo que foi
trabalhar, regressa para os braços 15.03 A Nossa Tarde 17.30 Portugal Sala 14.02 Os Durrell 14.50 A Fé dos Fantasia 0.55 Midway assassinada no Porto, em 2006.
de Laura (Golshifteh Farahani), a em Directo 19.08 O Preço Certo Homens 15.23 Sibéria Total
namorada, passeia Marvin, o cão,
bebe uma única cerveja no bar de
um amigo e escreve poesia. A sua 19.59 Telejornal 17.00 Espaço Zig Zag
FOX MOVIES
16.25 Até Mesmo os Anjos Comem
SÉRIES
vida é tranquila e a sua existência Feijões 18.25 Academia de Polícia 19.56 Chicado Fire
discreta. Paterson está Academia de Polícia 2: A Primeira TVCine Emotion, 22h10
apaixonado por Laura e ela por 21.00 Presidenciais 2021 - Entrevistas: 20.31 Ilhas Perdidas de Tóquio Missão 21.15 Fogo Rápido 22.47 Romeo Os dramas proÆssionais e pessoais
ele. Ele apoia os sonhos e Tiago Mayann Gonçalves Deve Morrer 0.36 O Corruptor 2.10 O da corporação de bombeiros
projectos mais arrojados da Especialista entram na nona leva de episódios.
namorada; ela incentiva-o e Esta é a série original do franchise
inspira-o na escrita dos seus que Dick Wolf criou para vários
poemas. É assim todos os dias. CANAL HOLLYWOOD serviços da cidade americana. As
17.15 10.000 AC 19.00 Transformers 3 outras também estão de volta aos
Master e Commander — O Lado 21.30 Desaparecidas 23.45 Selvagens serões do canal: a sexta
Longínquo do Mundo 1.55 Everly temporada de Chicago Med
TVCine Edition, 22h 21.30 Joker Kids 21.22 Hora da Sorte - Lotaria Nacional começa amanhã; a oitava de
Realizada por Peter Weir, uma Chicago P.D., na quarta-feira.
superprodução criada à imagem AXN
dos grandes épicos navais da 22.39 Herdeiros de Saramago 21.30 Jornal 2 16.49 Elysium 18.40 Investigação Seal Team
idade de ouro de Hollywood. A Criminal 21.10 S.W.A.T.: Força de TVCine Action, 22h10
Academia gostou e nomeou a obra Intervenção 22.52 L.A.’s Finest: Polícias Arranca a quarta temporada da
para dez Óscares (ganharia dois: 23.07 Carlos do Carmo - Obrigado! 22.01 Folha de Sala de Los Angeles 23.44 24 Horas para série criada por Benjamin Cavell
fotograÆa e edição de som). De 1.14 O Último Navio 2.41 O Sábio Viver 1.22 Sherlock Holmes (Segurança Nacional, JustiÆed),
fora Æcou Russel Crowe, que se que acompanha uma unidade de
entrega de corpo e alma ao papel 22.05 O Restaurante 23.09 Minha elite das forças de operações
de comandante britânico de um Mãe 0.59 Esec-Tv 1.29 Euronews FOX especiais norte-americanas. É na
vaso de guerra, no século XVIII. 17.12 C.S.I. Miami 18.51 Chicago P.D. fronteira entre o Afeganistão e o
Ele é o intrépido capitão Jack 20.32 Hawai Força Especial 22.15 Paquistão que se iniciam as novas
Aubrey. Quando é atacado por um SIC TVI Next 23.04 Maze Runner - Correr ou missões, com Jason Hayes (David
poderoso navio da armada Morrer 1.12 Um Homem à Parte Boreanaz) à frente da equipa
francesa, Æcando a maior parte da 6.00 Edição da Manhã 9.15 Alô 6.00 Os Batanetes 6.30 Diário da Bravo, em território montanhoso,
guarnição ferida e a embarcação Portugal 10.15 Casa Feliz 13.00 Manhã 10.15 Você na TV! 13.00 Jornal em busca de um líder terrorista.
gravemente daniÆcada, Aubrey Primeiro Jornal 14.15 Rainha das da Uma 14.45 Destinos Cruzados DISNEY
vê-se obrigado a escolher entre o Flores 16.00 A Tarde É Sua 15.22 Miraculous - As Aventuras de
dever e a amizade. Para capturar o
seu adversário terá de atravessar
Ladybug 16.30 Phineas e Ferb 17.19
Gravity Falls 18.05 Os Green na Cidade
MÚSICA
dois oceanos numa aventura que o 16.15 Júlia 18.00 Big Brother - A Revolução: Grande 18.30 Lab Rats 19.13 Clube Carlos do Carmo — Obrigado!
destruirá ou o entronizará. Última hora 19.00 Big Brother - A Houdini 19.45 Anfibilândia 20.05 RTP1, 23h07
Revolução: Diário Gabby Duran Alien Total 20.55 Lab Rats O título é de agradecimento; o
Minha Mãe 18.20 Viver a Vida tom, de despedida. Carlos do
RTP2, 23h09 Carmo subiu ao palco pela última
Pierre, um adolescente de 17 anos, 19.57 Jornal das 8 DISCOVERY vez para fechar mais de cinco
tem um amor cego pela mãe, mas 19.10 Êta Mundo Bom 17.15 Alasca: A Última Fronteira 19.05 décadas de música. Foi na sua
ela não está disposta a assumir o Desaparecimentos Misteriosos com Lisboa natal, no Coliseu dos
que o Ælho projecta nela. Terry O’Quinn 21.00 Desmontar a Recreios, a 9 de Novembro de
Recusando ser amada por aquilo 19.57 Jornal da Noite História 2.15 Já Estavas Avisado! 2019, ano em que cumpriu 80
que não é, decide quebrar o anos. Em jovem, pensava
mistério e revelar a sua verdadeira dedicar-se à hotelaria, mas o seu
natureza: a de uma mulher para 21.40 Nazaré 21.45 Bem Me Quer HISTÓRIA fado seria outro. Eternizou temas
quem a imoralidade se tornou um 17.00 Grandes Descobertas 19.11 Roma como O cacilheiro, O homem das
vício. Pierre pede para ser iniciado e o Vício 20.43 Mundos Perdidos 22.15 castanhas, O amarelo da Carris ou
por ela no deboche e deixa-se 22.30 Terra Brava 22.57 Amar Demais As Faces de Fátima 23.12 Mundos Balada para uma velhinha. Soube
levar até ao limite em jogos cada Perdidos 2.16 Paixão e Morte aliar a tradição e o rigor
vez mais perigosos. Minha Mãe é o interpretativo ao desbravar de
segundo Ælme de Christophe 23.15 Golpe de Sorte 0.00 Big Brother - A Revolução: Extra novos caminhos. Colaborou com
Honoré e é uma adaptação livre 2.00 Big Brother - A Revolução: ODISSEIA gente de várias gerações e esferas
(com inspiração também em Ligação à casa 2.35 A Outra 17.03 Austrália: Fauna Letal 17.50 musicais. E, entre outras
escritores contemporâneos como 0.00 Totalmente Demais 1.00 As Animais Bebés do Mundo 18.39 África distinções, foi o primeiro artista
Sarah Kane ou Bret Easton Ellis) Mulheres do Deserto desde o Ar 19.28 Erros Espaciais 20.19 português a conquistar um
da obra homónima de Georges Engenharia Letal 2.29 Erros Espaciais Grammy Latino: o Prémio
Bataille. Carreira, em 2014.
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020 • 35

Guia

loja.publico.pt
Meteorologia Iniciativas lojaonline@publico.pt
210 111 010/020

PORTUGAL PRÓXIMOS DIAS PORTO


Viana do Castelo Terça-feira, 22 Terça-feira, 23 Terça-feira, 24
Bragança
12 º
16º
12 º
10º 16º 6º 15º 10º 16º
Braga 8º
16 º Índice UV Baixo Índice UV Baixo Índice UV Baixo
11 º Vila Real
14º Porto Vento Fraco Vento Fraco Vento Fraco
2,2m
13º Humidade 86% Humidade 93% Humidade 65%
17 º 7º
11º

Viseu
Guarda
MEDIDOR DE CO2 QUALIDADE DO AR
Aveiro 16 º
16º 10º 11º Mauna Loa, Havai Portugal
10 º 6º Partes por milhão
(ppm) na atmosfera Porto Muito
Coimbra Valores por semana Bom
16º Coimbra Bom
10º Semana de 6 Dez. 413,39
Castelo Branco
Última semana 413,39 Lisboa Médio
13 º Há um ano 411,28

VIVER NA MARGEM,
Leiria 8º Há dez anos 389,82 Évora Fraco
17º
11º
Nível de segurança 350
Faro Mau
Nível pré-industrial 280
Santarém
Portalegre

Lisboa
16 º
10º
17 º

14 º
SOL LUA
22 Dez. 00h42

30 Dez. 04h30
VIVER À MARGEM
RIO, A COLECÇÃO DE BD
10º Évora
Setúbal
COM ARGUMENTO DE LOUISE GARCIA E CORENTIN ROUGE
16º 6 Jan. 10h38 E DESENHOS E COR DE CORENTIN ROUGE
16º 9º Nascente
Nascen Poente Nascente Poente
10º
7h51 17h19 13 Jan. 06h02 12h47 00h29

Sines Beja EUROPA


17º 16º Estocolmo
Helsínquia
11º 8º Oslo
16º Talín

2,2m Riga
Copenhaga

Vílnius
Dublin Berlim
Amesterdão
Londres Varsóvia
Sagres 18º

13º
18º
11º
Faro
Bruxelas
Praga VOL. 2 – OS OLHOS DA FAVELA
Paris
Viena
17º Genebra
Budapeste
Dez anos depois de serem adoptados, Rúben
0,8m e Nina vivem agora no luxo da alta burguesia
Açores Milão
brasileira. À medida que aumentam as tensões
Corvo Roma entre traficantes rivais e polícias corruptos,
Istambul
Madrid Nina é sequestrada. Rúben decide investigar
Flores Lisboa
Graciosa 17º Atenas
por conta própria, mas isso significa voltar
17º
12º
19º 3,2m à favela onde cresceu. E os seus amigos
18º São Jorge 13º de infância podem agora estar do lado errado
3m da história.
Faial
Terceira TEMPERATURAS ºC © 2020, Éditions Glénat - ALL RIGHTS RESERVED.
Pico
18º São Miguel
Min. Máx. Min. Máx.
17º 13º Amesterdão 8 9 Roma 5 14
2,2m Atenas 9 14 Viena 2 5
Ponta Delgada
Berlim 4 6 Bissau 20 35
Sta Maria Bruxelas 8 9 Buenos Aires 18 26
Madeira Bucareste -3 2 Cairo 12 22
Periodicidade quinzenal à Quinta-feira, entre 10 de Dezembro de 2020 e 21 de Janeiro de 2021. Stock limitado.

Porto Santo Budapeste 1 4 Caracas 20 28


Copenhaga 4 6 Cid. do Cabo 18 26
Colecção de 4 livros inéditos em português. PVP unitário: 10,90 €. Preço total da colecção: 43,60 €.

Madeira
21º 19º 18º 20º Dublin 3 8 Cid. do México 10 22
14º 15º
0,8m 0,5m Estocolmo 2 7 Díli 24 29

+10,90€
Frankfurt 8 9 Hong Kong 14 21
Encomende também em: loja.publico.pt, coleccoes@publico.pt ou 210 111 020

Funchal Genebra 6 8 Jerusalém 7 16


Istambul 5 8 Los Angeles 10 24
MARÉS Preia-mar Baixa-mar *de amanhã Kiev -6 0 Luanda 25 29
QUINTA, 24 DEZ
Londres 9 13 Nova Deli 8 25
COM O PÚBLICO
Leixões m Cascais m Faro m
Madrid 4 10 Nova Iorque 2 4
07h45 2,9 07h21 2,9 07h23 2.8 Milão 1 8 Pequim -8 5
14h08 1,2 13h46 1,4 13h32 1.3
COLECÇÃO
Moscovo -3 0 Praia 21 27 EM CAPA DURA
Oslo 0 3 Rio de Janeiro 25 33 INÉDITA EM
20h28 2,6 20h04 2,6 19h58 2.5 Paris 9 11 Riga 1 2 PORTUGAL
02h24* 1,4 01h59* 1,5 01h43* 1.4 Praga 3 4 Singapura 25 30
Fontes: AccuWeather; Instituto Hidrográfico; QualAR/Agência Portuguesa do Ambiente; NOAA-ESRL
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
36 • Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020

Desporto Trio da frente mantém distâncias após a 10.ª jornada da Liga


MANUEL FERNANDO ARAUJO/LUSA

FC Porto 2
Marega celebra
Sérgio Oliveira 21’ (g.p.),
com Taremi o Marega 39’
segundo golo do
FCPorto
Nacional 0

Estádio do Dragão, no Porto.

FC Porto Marchesín, Nanu,


Mbemba, Diogo Leite, Zaidu, Corona
(Grujic, 78’), Sérgio Oliveira (João
Mário, 84’), Uribe, Otávio (Luis Díaz,
69’), Marega (Fábio Vieira, 84’),
Taremi (Toni Martínez, 77’).
Treinador Sérgio Conceição

Nacional Daniel, Rúben Freitas,


Pedrão a20’, Lucas Kal, João Vigário,
João Camacho (Bryan Rochez, 79’),
Azouni a63’, Alhassan (Rúben Micael,
79’), Danilovic (Francisco Ramos, 54’),
Gorré (João Victor, 64’), Riascos.
Treinador Luís Freire

Árbitro Manuel Oliveira (AF Porto)


VAR Bruno Esteves (AF Setúbal)

Positivo/Negativo

Taremi
Não foi feliz na carreira de
tiro, mas revelou-se crucial
na conquista do penálti que
desbloqueou o jogo e no
passe para Marega resolver

FC Porto resolve cedo


antes do intervalo um
encontro que o iraniano
ajudou a simplificar.

Sérgio Oliveira
Não oscila, nem nos

e evita sobressaltos
equilíbrios que promove
nem na hora de assumir a
responsabilidade de
marcar os penáltis. E até
esteve perto de bisar.

Pedrão
Esteve na origem da
A 200.ª vitória de Sérgio Conceição como treinador foi construída na primeira parte. derrota ao provocar uma
grande penalidade evitável.
Otávio e Corona saíram lesionados e podem falhar Änal da Supertaça, com o BenÄca
Lesões
que tinha de aproveitar toda a largura O FC Porto, que não tinha ainda pôr em causa a lógica de uma noite Otávio e Corona, pedras
Crónica de jogo do campo para tentar contornar os justiÆcado verdadeiramente a vanta- tranquila dos “dragões”. nucleares dos portistas,
dois blocos compactos do Nacional, gem, passava, a partir desse momen- Apesar do esboço de uma reacção, saíram lesionados e podem
com Alhassan a encostar-se aos cen- to, a poder gerir o tempo de uma os madeirenses estiveram longe de desfalcar a equipa para o
Augusto Bernardino
trais, para, em posse, garantir uma forma menos ansiosa. À beira do perturbar os campeões nacionais, jogo da Supertaça.
Desta vez, o FC Porto impôs-se, sem linha de cinco no meio-campo, que 200.º triunfo na carreira de treinador, cuja principal preocupação passou a
problemas de maior (2-0), a um dispensava apenas Bryan Riascos Sérgio Conceição conÆava na astúcia ser a lesão de Otávio, vítima de uma
Nacional da Madeira que, na 10.ª jor- para tarefas ainda assim não prioritá- de Otávio para encontrar o mapa da entrada duríssima, e de Corona, com
nada da Liga, não foi minimamente rias no ataque. mina de forma a prevenir alguns dos queixas no joelho direito na sequên-
competente e capaz de quebrar um Uma estratégia denunciada pela constrangimentos dos últimos jogos cia de uma intervenção do guarda- Reacção
ciclo negativo. Para os “azuis e bran- quase nula acção insular nas imedia- e que punham a defesa portista abai- redes Daniel Guimarães fora da área
cos”, a vitória serviu para repor a ções da área portista. Um remate sem xo da dos madeirenses no ranking do Nacional. Com Pepe em dúvida
distância para os rivais Sporting e “fumo” de Gorré e nenhum canto dos golos sofridos. Uma aritmética para a Supertaça, Sérgio Conceição “O resultado foi bom.
BenÆca numa noite sem sobressaltos
nem bolas nos ferros no último minu-
conquistado resumem as intenções
do Nacional, que, dessa forma, na
que o FC Porto fez questão de equili-
brar ainda antes do intervalo.
via dois elementos fundamentais a
cederem a poucas horas do duelo
No final saíram uns
to. Contudo, sobram duas dúvidas sequência de um erro de Pedrão, per- Com o golo de Marega (39’), o quin- com o Benfica. jogadores com
para a Ænal da Supertaça Cândido de mitiu que os “dragões” conquistas- to na Liga — e terceiro nos últimos três Por momentos, o jogo perdia defi- algumas mazelas,
Oliveira, fruto das lesões de Otávio e sem a vantagem de que necessitavam jogos —, o FC Porto nivelava a discus- nição, o que o FC Porto acabou por
Corona, que levaram o técnico Sérgio para desbloquear o jogo. Ao Æm de 20 são e passava para o comando em corrigir com a entrada de Grujic. Lan- porque têm entrado de
Conceição a repudiar a agressividade minutos, o central cometia um penál- termos de ataque mais produtivo da çados com o objectivo de arrumar a uma forma forte nos
do adversário.
Com Nanu em estreia como titular
ti sobre Taremi que o VAR ratiÆcou.
Sérgio Oliveira aproveitava para assi-
Liga, superando o Sporting.
Perante um quadro tão previsível
questão, Luis Díaz e Toni Martínez
ainda tentaram ampliar a diferença,
nossos jogadores
e Zaidu de regresso ao “onze” inicial, nar o quinto golo da conta pessoal no e um FC Porto de grande eÆcácia, só mas o espanhol não foi mais feliz do Sérgio Conceição
o FC Porto avançava para um jogo em campeonato. um Nacional transÆgurado poderia que havia sido o iraniano. Treinador do FC Porto
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020 • 37

Desporto

Benfica vence Gil Vicente depois


de caminhar à beira do abismo
HUGO DELGADO/EPA
rematou Lourency para outra defesa
Crónica de jogo do guardião. E aqui começou uma Reacções
trama de dois actos: não marca o Gil,
marca o BenÆca — parte I. Gilberto
Diogo Cardoso Oliveira
cruzou para um cabeceamento de “Andamos há uns jogos a
Everton. Rodrigo quis desviar e fez
Os “encarnados” chegaram
autogolo. Aos 63’, Vlachodimos fez dar de avanço. Hoje
ao golo na fase do jogo em mais duas grandes defesas a remates [ontem] não sofremos,
que mais sofriam. O
guarda-redes Vlachodimos
de Lourency e Samuel. Não marca o
Gil, marca o BenÆca — parte II. Pizzi e
marcámos e gerimos o
acabou por ser decisivo Seferovic combinaram no corredor jogo, o que não era mais do
Desperdiçar oportunidades, conce-
direito e o BenÆca voltou a usar a rara
via do cruzamento. E voltou a ser
que a nossa obrigação”
der lances de perigo ao adversário, feliz, novamente com Everton a cabe- Jorge Jesus
ver o seu guarda-redes ser herói e, cear ao segundo poste. Treinador do Benfica
quando menos se esperava, chegar ao A mesma solução, a mesma deÆni-
golo. Foi a caminhar nesta corda bam-
ba, à beira do abismo, que o BenÆca
ção, o mesmo protagonista, o mesmo
desfecho. Com 0-2 e um jogador a
“Ser grande é fazer um golo
venceu o Gil Vicente, por 0-2, em jogo mais, o BenÆca controlou a partida numa oportunidade, o
da ronda 10 da I Liga. Este resultado com relativa tranquilidade. Ontem Benfica fez isso mesmo”
permite aos “encarnados” recoloca- valeu Vlachodimos, quando foi neces-
rem-se a dois pontos do líder Sporting sário, e valeu o sucesso na fuga pon- Ricardo Soares
e garantirem mais uma semana no tual ao jogo interior. Treinador do Gil Vicente
segundo lugar do campeonato.
Para esta partida, Jorge Jesus mon-
tou um “onze” teoricamente muito
ofensivo, com Pizzi, Everton, Pedri-
nho, Seferovic e Darwin. Mas isto foi
no papel. Na prática, a presença de
Seferovic até dotou a equipa de uma
maior agressividade defensiva. E não
foi trivial ver a frequência com que o
Gil Vicente perdeu bolas na primeira
fase de construção — foram quatro em Gilberto
22 minutos, três delas desperdiçadas esteve mais
por Darwin, sempre incapaz de deÆ# activo EDITAL N.º 49/2020
nir com qualidade. do que ELISABETE MARIA DE OLIVEIRA MOTA RODRIGUES DE OLIVEIRA, Presidente da
Além da melhor primeira linha de Grimaldo Assembleia Municipal, faz saber que tem lugar no próximo dia 23 de dezembro,
pressão, o BenÆca trouxe outra novi- na lateral 4.ª feira, às 15 horas, no Auditório Municipal, sito no Edifício da Biblioteca
dade para este jogo: menor redun- Municipal de Oeiras, em Oeiras, a SESSÃO EXTRAORDINÁRIA N.º 22/2020,
dância do jogo interior. Em Barcelos, com a seguinte:
conseguiu, a espaços, variar esse ORDEM DE TRABALHOS
caminho com alguns cruzamentos Gil Vicente 0 Positivo/Negativo 1. Apreciação e Votação da Proposta CMO N.º 1121/2020 – DMEDSC/DDS/DCS
– relativa à Transferência de competências para as Autarquias Locais e Entidades
tirados a partir do corredor. Entre
Intermunicipais – Não aceitação nos domínios da “Saúde” para o ano de 2021;
uma coisa e outra, a equipa teve con- Vlachodimos
2. Apreciação e Votação da Proposta CMO N.º 1067/2020 – DMAG/DFP/DP –
trolo da partida e, sem ser asÆxiante Decisivo na fase em que o
relativa à Isenção do pagamento de remunerações em imóveis municipais cedidos
e particularmente engenhosa na cria- Gil somou quatro
Benfica 2 para fins não habitacionais para os meses de novembro e dezembro de 2020;
ção de jogo, somou oportunidades de Rodrigo 59’ (ag), Everton 65’
oportunidades de golo em
3. Apreciação e Votação da Proposta CMO N.º 1038/2020 – GAF – relativa à
golo suÆcientes para estar em vanta- poucos minutos. Atribuição de comparticipação financeira à União das Freguesias de Algés, Linda-
gem. Darwin (3), Seferovic, Everton, a-Velha e Cruz Quebrada/Dafundo;
Vertonghen e Gilberto falharam lan- Estádio Cidade de Barcelos Everton Não fez um jogo 4. Apreciação e Votação da Proposta CMO N.º 1049/2020 – GAF – relativa ao
ces de vários tipos. brilhante, mas valeu pela Protocolo de Cooperação – Atribuição Financeira à União das Freguesias de
Já perto do intervalo, o jogo teve Gil Vicente Denis, Joel, Ygor Nogueira definição nos dois golos. Oeiras, São Julião da Barra, Paço de Arcos e Caxias;
a39’aa45+1’, Rodrigo, Talocha,
um momento decisivo. Ygor Noguei- Claude Gonçalves, Vítor Carvalho 5. Apreciação e Votação da Proposta CMO N.º 1052/2020 – DMEDSC/DDS/DCS –
ra já tinha visto um cartão amarelo a63’ (H. Gomes, 70’), Lucas Mineiro Darwin relativa aos Acertos relativo ao processo de comparticipação financeira às Juntas
por atingir Darwin com o cotovelo, (Isaiah, 87’), Samuel Lino (Hanne, 70’), Jogo fraco do uruguaio, das Uniões de Freguesia e Freguesias para funcionamento dos estabelecimentos
num duelo aéreo, e achou que deve- Lourency (Baraye, 87’), Léautey (Hall, que definiu mal a maioria de infância – 3.º Trimestre de 2020;
46’). Treinador Ricardo Soares 6. Apreciação da Proposta CMO N.º 1066/2020 – DMOTDU – relativa à Cedência de
ria repetir a abordagem pouco depois. dos lances e ofereceu aos
Claro está que o árbitro Nuno Almei- colegas jogadas em que se utilização de um conjunto patrimonial localizado na Quinta da Cartuxa, em Oeiras.
Benfica Vlachodimos, Gilberto a43’
da, até por jurisprudência, repetiu a (Diogo Gonçalves, 67’), Jardel, pedia finalização. Findo o Período da Ordem de Trabalhos haverá lugar à Intervenção do Público.
“sentença”: mais um amarelo e cen- Vertonghen, Grimaldo, Weigl a46’
Para constar se publica este Edital e outros de igual teor, que vai ser afixado nos
(Samaris, 81’), Pizzi (Cervi, 85’),
tral do Gil expulso. Pedrinho (Taarabt, 46’), Everton,
Ygor Nogueira lugares de estilo.
Apesar de estar com menos um Seferovic, Darwin (Waldschmidt, 81’) Duas entradas negligentes,
jogador, o Gil esteve perto do golo aos Treinador Jorge Jesus a mesma opção do árbitro: Oeiras e Assembleia Municipal, aos 17 dias do mês de dezembro do ano 2020
54’ — cabeceou Lucas para defesa de cartão amarelo. Acabou
Árbitro Nuno Almeida (AF Algarve) A PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL
Vlachodimos — e aos 55’ — cabeceou naturalmente expulso. Elisabete Maria de Oliveira Mota Rodrigues de Oliveira
VAR António Nobre (AF Leiria)
novamente Lucas, mas à trave, e
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
38 • Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020

Desporto

PUBLICIDADE

Resultados e classificações Liga dos Campeões


3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões
3.ª pré-eliminatória da Conference League
Promoção
Despromoção
Play-off promoção
2.ª pré-eliminatória da Conference League Play-off despromoção
Liga Europa Play-off Conference League
Play-off Liga Europa Play-off Liga dos Campeões
MELHORES MARCADORES
I Liga I Liga
10 golos Pedro Gonçalves (Sporting)
II Liga
7 golos Thiago Santana (Santa Clara)
Jornada 10 Próxima Jornada 12 Próxima
7 golos Rodrigo Pinho (Marítimo)
FC Porto - Nacional 2-0 V. Guimarães - FC Porto 6 golos Seferovic (Benfica) Académica - Casa Pia 1-1 Oliveirense - C. Piedade
Tondela - Moreirense 0-0 Rio Ave - Marítimo 5 golos Waldschmidt (Benfica) Ac. Viseu - Desp. Chaves 2-1 Vilafranquense - Arouca
Sporting - Farense 1-0 Farense - P. Ferreira Arouca - Sp. Covilhã 1-0 Penafiel - Benfica B
Portimonense - Famalicão 0-0 Moreirense - Santa Clara Benfica B - Vizela 1-1 Vizela - Varzim
Marítimo - Belenenses SAD 1-0 Benfica - Portimonense C. Piedade - Penafiel 2-3 Feirense - Leixões
P. Ferreira - Boavista 1-1 Boavista - Sp. Braga Mafra - Oliveirense 2-2 Sp. Covilhã - Mafra
Gil Vicente - Benfica 0-2 Belenenses SAD - Sporting Varzim - Feirense 0-2 Desp. Chaves - Académica
Santa Clara - V. Guimarães 19h15, SPTV Nacional - Tondela Estoril - FC Porto B 17h, SPTV Casa Pia - Estoril
Sp. Braga - Rio Ave amanhã, 20h15, SPTV Famalicão - Gil Vicente Leixões - Vilafranquense 21 Janeiro FC Porto B - Ac. Viseu
Total Casa Fora Total Casa Fora
P J V E D M S V E D M S V E D M S P J V E D M S V E D M S V E D M S
1 Sporting 26 10 8 2 0 24 7 4 1 0 12 4 4 1 0 12 3 1 Estoril 26 11 8 2 1 19 7 3 2 0 12 6 5 0 1 7 1
2 Benfica 24 10 8 0 2 23 11 4 0 1 11 6 4 0 1 12 5 2 Académica 25 12 7 4 1 15 6 4 1 1 9 4 3 3 0 6 2
3 FC Porto 22 10 7 1 2 25 13 5 0 1 15 8 2 1 1 10 5 II Liga 3 Feirense 24 12 7 3 2 18 10 3 1 2 7 7 4 2 0 11 3
4 Sp. Braga 18 9 6 0 3 14 9 3 0 1 4 2 3 0 2 10 7 7 golos Gonçalo Ramos (Benfica B) 4 Mafra 22 12 7 1 4 20 14 4 1 1 10 5 3 0 3 10 9
5 V. Guimarães 16 9 5 1 3 7 7 2 0 3 2 6 3 1 0 5 1 7 golos Yakubu Aziz (Estoril) 5 Arouca 22 12 6 4 2 14 9 3 2 1 7 5 3 2 1 7 4
6 P. Ferreira 15 10 4 3 3 12 11 3 1 1 8 6 1 2 2 4 5 6 golos Stevy Okitokandjo (Mafra) 6 Penafiel 21 12 6 3 3 19 15 4 1 1 9 5 2 2 2 10 10
6 golos Mohamed Bouldini (Académica)
7 Santa Clara 13 9 4 1 4 10 9 1 1 2 3 3 3 0 2 7 6 5 golos Danny Loader (FC Porto B) 7 Desp. Chaves 18 12 5 3 4 16 13 1 2 2 2 4 4 1 2 14 9
8 Famalicão 11 10 2 5 3 13 18 1 3 1 8 11 1 2 2 5 7 8 Casa Pia 17 12 4 5 3 17 20 2 2 2 8 12 2 3 1 9 8
9 Rio Ave 11 9 2 5 2 5 7 1 2 1 2 3 1 3 1 3 4 9 Vizela 16 12 4 4 4 15 19 4 1 1 9 7 0 3 3 6 12
10 Belenenses SAD 11 10 2 5 3 5 7 1 3 1 4 4 1 2 2 1 3 10 C. Piedade 14 12 4 2 6 15 20 1 2 4 6 12 3 0 2 9 8
11 Moreirense 10 10 2 4 4 7 10 2 2 1 6 4 0 2 3 1 6 11 Sp. Covilhã 14 12 4 2 6 15 15 2 1 2 10 8 2 1 4 5 7
12 Nacional 10 10 2 4 4 9 13 1 3 1 7 8 1 1 3 2 5 12 Benfica B 13 12 4 1 7 20 19 2 1 3 8 9 2 0 4 12 10
13 Marítimo 10 10 3 1 6 11 15 2 1 2 5 5 1 0 4 6 10 13 Vilafranquense 11 11 2 5 4 10 15 0 3 2 2 7 2 2 2 8 8
14 Tondela 9 10 2 3 5 9 18 2 2 2 4 7 0 1 3 5 11 14 Ac. Viseu 11 12 2 5 5 6 11 1 3 3 3 7 1 2 2 3 4
15 Gil Vicente 9 10 2 3 5 8 12 2 1 2 5 5 0 2 3 3 7 15 FC Porto B 10 11 3 1 7 16 21 2 0 4 10 10 1 1 3 6 11
16 Boavista 9 10 1 6 3 11 16 1 1 2 3 6 0 5 1 8 10 16 Leixões 9 10 2 3 5 10 14 2 1 1 8 7 0 2 4 2 7
17 Farense 8 10 2 2 6 11 15 2 1 2 8 7 0 1 4 3 8 17 Oliveirense 9 11 2 3 6 11 16 1 1 4 6 9 1 2 2 5 7
18 Portimonense 8 10 2 2 6 6 12 1 2 2 3 5 1 0 4 3 7 18 Varzim 6 12 1 3 8 6 18 1 2 4 3 9 0 1 4 3 9

Liga inglesa Liga espanhola Liga italiana Liga francesa Liga alemã
Jornada 14 Jornada 14 Jornada 13 Jornada 16 Jornada 13
West Bromwich - Aston Villa 0-3 Sevilha - Valladolid 1-1 Lazio - Nápoles 2-0 Saint-Étienne - Nimes 2-2 Union Berlim - B. Dortmund 2-1
Tottenham - Leicester 0-2 Osasuna - Villarreal 1-3 Sassuolo - Milan 1-2 Estrasburgo - Bordéus 0-2 Mainz - Werder Bremen 0-1
Southampton - Man. City 0-1 Levante - Real Sociedad 2-1 Sampdoria - Crotone 3-1 Brest - Montpellier 2-2 Schalke 04 - Arminia Bielefeld 0-1
Newcastle - Fulham 1-1 Granada - Betis 2-0 Parma - Juventus 0-4 Nice - Lyon 1-4 Augsburgo - E. Frankfurt 0-2
Everton - Arsenal 2-1 Cádiz - Getafe 0-2 Torino - Bolonha 1-1 Nantes - Angers 1-1 Friburgo - Hertha Berlim 4-1
Man. United - Leeds 6-2 Eibar - Real Madrid 1-3 Inter de Milão - Spezia 2-1 Metz - Lens 2-0 B. Leverkusen - Bayern Munique 1-2
Crystal Palace - Liverpool 0-7 Celta de Vigo - Alavés 2-0 Fiorentina - Verona 1-1 Marselha - Reims 1-1 B. M’gladbach - Hoffenheim 1-2
Brighton - Sheffield United 1-1 Barcelona - Valência 2-2 Cagliari - Udinese 1-1 Lorient - Rennes 0-3 RB Leipzig - Colónia 0-0
Burnley - Wolverhampton 17h30 Atlético de Madrid - Elche 3-1 Benevento - Génova 2-0 Dijon - Mónaco 0-1 Wolfsburgo - Estugarda 1-0
Chelsea - West Ham 20h Athletic Bilbau - Huesca 2-0 Atalanta - Roma 4-1 Lille - PSG 0-0

J V E D M-S P J V E D M-S P J V E D M-S P J V E D M-S P J V E D M-S P


Liverpool 14 9 4 1 36-19 31 Real Madrid 14 9 2 3 25-14 29 Milan 13 9 4 0 29-14 31 Lyon 16 9 6 1 31-14 33 Bayern Munique 13 9 3 1 39-19 30
Leicester 14 9 0 5 26-17 27 Atlético de Madrid 12 9 2 1 24-5 29 Inter de Milão 13 9 3 1 32-16 30 Lille 15 9 5 1 28-10 32 B. Leverkusen 13 8 4 1 28-12 28
Man. United 13 8 2 3 28-21 26 Real Sociedad 15 7 5 3 25-10 26 Juventus 13 7 6 0 28-10 27 PSG 15 10 1 4 35-10 31 RB Leipzig 13 8 4 1 24-9 28
Everton 14 8 2 4 25-19 26 Villarreal 14 6 7 1 19-13 25 Roma 13 7 3 3 28-21 24 Marselha 14 8 4 2 21-13 28 Wolfsburgo 13 6 6 1 20-13 24
Tottenham 14 7 4 3 25-14 25 Barcelona 13 6 3 4 25-14 21 Nápoles 13 8 0 5 26-14 23 Rennes 16 8 4 4 25-19 28 B. Dortmund 13 7 1 5 26-18 22
Southampton 14 7 3 4 25-19 24 Granada 13 6 3 4 17-20 21 Sassuolo 13 6 5 2 23-15 23 Montpellier 16 8 3 5 27-25 27 Union Berlim 13 5 6 2 27-18 21
Man. City 13 6 5 2 19-12 23 Sevilha 12 6 2 4 14-10 20 Atalanta 12 6 3 3 26-18 21 Mónaco 16 8 2 6 26-23 26 Estugarda 13 4 6 3 26-20 18
Chelsea 13 6 4 3 26-14 22 Celta de Vigo 14 5 4 5 19-20 19 Lazio 13 6 3 4 20-20 21 Lens 15 7 3 5 24-23 24 B. M’gladbach 13 4 6 3 24-22 18
Aston Villa 12 7 1 4 24-13 22 Cádiz 14 5 3 6 11-19 18 Verona 13 5 5 3 17-12 20 Angers 16 7 3 6 21-25 24 E. Frankfurt 13 3 8 2 21-22 17
West Ham 13 6 3 4 21-16 21 Athletic Bilbau 14 5 2 7 17-17 17 Sampdoria 13 5 2 6 21-21 17 Metz 16 6 5 5 19-16 23 Friburgo 13 4 5 4 20-23 17
Wolverhampton 13 6 2 5 13-17 20 Getafe 13 4 4 5 11-14 16 Udinese 12 4 3 5 14-15 15 Brest 16 7 2 7 27-29 23 Augsburgo 13 4 4 5 15-19 16
Newcastle 13 5 3 5 17-22 18 Betis 14 5 1 8 15-26 16 Benevento 13 4 3 6 15-23 15 Bordéus 16 6 4 6 17-17 22 Hoffenheim 13 4 3 6 21-23 15
Crystal Palace 14 5 3 6 19-25 18 Valência 14 3 6 5 21-21 15 Bolonha 13 4 2 7 19-25 14 Nice 15 6 3 6 19-20 21 Werder Bremen 13 3 5 5 16-21 14
Leeds 14 5 2 7 24-30 17 Eibar 14 3 6 5 10-13 15 Cagliari 13 3 5 5 19-24 14 Saint-Étienne 16 4 5 7 16-23 17 Hertha Berlim 13 3 4 6 20-24 13
Arsenal 14 4 2 8 12-18 14 Elche 12 3 5 4 10-14 14 Parma 13 2 6 5 12-23 12 Nantes 16 3 6 7 18-27 15 Colónia 13 2 5 6 13-21 11
Brighton 14 2 6 6 16-22 12 Levante 13 3 5 5 15-17 14 Fiorentina 13 2 5 6 13-21 11 Estrasburgo 16 4 2 10 22-28 14 Arminia Bielefeld 13 3 1 9 9-23 10
Fulham 14 2 4 8 13-23 10 Alavés 14 3 5 6 11-16 14 Spezia 13 2 5 6 18-27 11 Reims 16 3 5 8 21-27 14 Mainz 13 1 3 9 12-26 6
Burnley 12 2 4 6 6-18 10 Valladolid 14 3 5 6 15-21 14 Torino 13 1 4 8 21-31 7 Nimes 16 3 3 10 13-31 12 Schalke 04 13 0 4 9 8-36 4
West Bromwich 14 1 4 9 10-29 7 Huesca 14 1 8 5 12-22 11 Génova 13 1 4 8 12-26 7 Lorient 16 3 2 11 15-29 11
Sheffield United 14 0 2 12 8-25 2 Osasuna 13 3 2 8 11-21 11 Crotone 13 1 3 9 11-28 6 Dijon 16 1 6 9 9-25 9

MARCADORES MARCADORES MARCADORES MARCADORES MARCADORES


13 golos Mohamed Salah (Liverpool) 8 golos Gerard Moreno (Villarreal) 12 golos Cristiano Ronaldo (Juventus) 11 golos Kylian Mbappé (PSG) 17 golos Lewandowski (Bayern Munique)
11 golos Calvert-Lewin (Everton), Jamie 7 golos Oyarzabal (Real Sociedad), Iago 11 golos Romelu Lukaku (Inter de Milão) 9 golos Boulaye Dia (Reims) 10 golos Erling Haaland (B. Dortmund)
Vardy (Leicester), Son H.-Min (Tottenham) Aspas (Celta Vigo), Benzema (Real Madrid) 10 golos Zlatan Ibrahimovic (Milan) 8 golos Toko Ekambi e M. Depay (Lyon) 9 golos André Silva (Eintracht Frankfurt)
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.
Público • Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020 • 39

Desporto

Tottenham, de primeiro a quinto em cinco dias


de Leicester (27 pontos), Manchester golos de Bruno Fernandes (20’) e de pontapé de saída, Çalhanoglu levou
Marco Vaza
United (26) e Everton (26). Esta foi a Lindelof (37’), antes da primeira reac- a bola até perto da área e deixou para
Semana horrível para a primeira vez (à nona tentativa) que ção do Leeds, que reduziu aos 42’ por a entrada de Leão, que foi rápido e
Brendan Rodgers conseguiu derrotar Cooper, após passe de Raphinha. mortal frente ao guardião Consigli. O
equipa treinada por José Mourinho — a grande maioria dos Na segunda parte, a equipa de Sol- anterior recorde já vinha de 2001 e
José Mourinho, que desta confrontos anteriores foi entre o skjaer ainda marcou mais dois, um era de 8,1 segundos, pertencente a
vez perdeu em casa, Liverpool e o Chelsea. tremendo remate de Daniel James Paolo Poggi, jogador do Piacenza.
diante do Leicester City A terceira derrota da época do Tot- após passe de McTominay, aos 66’, e Este golo supersónico foi o quarto
tenham começou a desenhar-se per- um penálti convertido por Bruno Fer- do avançado de 21 anos formado no
Ainda na última quarta-feira o Totte- to do Ænal da primeira parte. Uma nandes, aos 70’, naquele que foi o seu Sporting e lançou o AC Milan para
nham estava a lutar pela liderança placagem de Serge Aurier sobre Wes- 13.º golo da temporada — já marcou mais um triunfo na Série A, na qual é
isolada na Premier League, mas, cin- ley Fofana na área dos “spurs” deu mais um golo nos 20 jogos em 2020-21 líder isolado. Os “rossoneri” têm ago-
co dias depois, já é quinto classiÆca- origem a um penálti indiscutível, con- do que nos 22 que realizou pelo Uni- ra 31 pontos, mais um do que o Inter
do. Depois de perder em AnÆeld com cretizado por Jamie Vardy. Mourinho ted na segunda metade de 2019-20. O Milão, que também ganhou nesta jor-
o Liverpool, a formação orientada lançou para a segunda parte Gareth melhor que o Leeds conseguiu foi nada, ao Spezia (2-1). Já o Sassuolo,
por José Mourinho voltou a perder, Bale, mas quem voltou a marcar foi o reduzir para 6-2, aos 73’, por Dallas. que há não muito tempo era o segun-
desta vez em casa, frente ao Leicester Leicester. Depois de ter visto um golo do classiÆcado, apenas conseguiu
City (0-2) na 14.ª jornada. E, para anulado a James Maddison aos 47’, a Rafael Leão supersónico uma vitória nos últimos cinco jogos.
completar a semana horrível dos equipa de Brendan Rodgers chegou Há mais um recordista português na Em Espanha, o Real Madrid está
“spurs”, todos os adversários mais ao 0-2 aos 59’, num autogolo de Toby Leicester ganhou em Londres Série A italiana e não é Cristiano em processo de retoma, triunfando
próximos ganharam e passaram à Alderweireld. Ronaldo. Rafael Leão, jovem avança- no campo do Eibar, por 1-3, a sua
frente. Um deles foi o Manchester Em Old Traèord, não foi preciso “red devils” golearam a equipa de do do AC Milan, marcou o golo mais quarta vitória consecutiva. A equipa
United, que goleou o Leeds, por 6-2. muito tempo para se perceber quem Marcelo Bielsa por 6-2 e subiram ao rápido da história do campeonato de Zidane volta, assim, a colar-se ao
Esta derrota deixa o Tottenham no iria ganhar no duelo dos Uniteds. Em terceiro lugar. McTominay marcou italiano no triunfo dos “rossoneri” Atlético Madrid no topo da classiÆca-
quinto lugar, com 25 pontos, já a seis três minutos, o Manchester já estava dois golos em três minutos após assis- sobre o Sassuolo, por 1-2. Do centro ção, ambos com 29 pontos, tendo os
do líder Liverpool (que goleou o Crys- a ganhar 2-0 ao Leeds e, no Ænal dos tências de Bruno Fernandes e Martial. do terreno até à baliza contrária “merengues” mais dois jogos do que
tal Palace, no sábado, por 0-7), e atrás 90, essa diferença iria ser o dobro. Os O resultado ainda chegou ao 4-0, com foram apenas 6,2 segundos. Após o os “colchoneros”.

PUBLICIDADE

IPN VENCE PRÉMIO REGIOSTARS 2020


O Centro de Incubação de Negócios da Agência Espacial Europeia em Portugal, coordenado pelo Instituto Pedro
Nunes, de Coimbra, venceu o Prémio RegioStars, promovido pela Comissão Europeia com o objetivo de identificar
boas práticas de desenvolvimento regional, destacando projetos inovadores apoiados por fundos europeus.
Os direitos de propriedade intelectual de todos os conteúdos do Público – Comunicação Social S.A. são pertença do Público.
Os conteúdos disponibilizados ao Utilizador assinante não poderão ser copiados, alterados ou distribuídos salvo com autorização expressa do Público – Comunicação Social, S.A.

Mausoléu de Augusto reabre em Março, depois de um longo


restauro (e de um interregno português)
RICCARDO ANTIMIANI/EPA
olhamos com esperança para o futu- lógico (o seu projecto político passava
Isabel Salema
ro apesar das incertezas da pande- por uma colagem à Roma imperial),
mia. Precisamos de trabalhar nesse mas a guerra interrompeu a emprei-
Túmulo do primeiro futuro, de manter as nossas tradições tada.
imperador romano, um dos e de nos reapropriar deste espaço”, O monumento fechou ao público
monumentos mais disse a autarca, que vê na recupera- em 2007 para a campanha actual. As
importantes da Roma ção do Mausoléu de Augusto um pre- escavações começaram nesse ano e
sente de Natal para a cidade. em 2016 iniciou-se a intervenção de
Antiga, reabre a 1 de Março
Aquele que já foi um dos edifícios conservação e restauro orçada em
Após 14 anos de restauro, um dos mais magníÆcos de Roma, tendo aju- cerca de dez milhões de euros que
mais importantes monumentos da dado a estabelecer o arquétipo dos agora chega ao Æm.
Roma Antiga, o mausoléu do impera- túmulos circulares, sofreu muitas A estrutura é composta por uma
dor Augusto, está Ænalmente pronto mudanças depois da queda do impé- série de cilindros concêntricos que
para reabrir. Com os seus 87 metros rio romano. Na Idade Média, a pode- ajudam a suportar o peso do monu-
de diâmetro, este mausoléu situado rosa família Colonna fortiÆcou a mental edifício. Era no último deles,
no Campo de Marte é considerado o estrutura e transformou-a num cas- no centro, que se guardava o túmulo
maior túmulo circular do mundo. Foi telo (o mesmo destino que teve o do imperador, enquanto a família
construído em 28 a.C. junto às mar- Mausoléu de Adriano, entretanto con- ocupava o círculo imediatamente
gens do Tibre para guardar os restos vertido no icónico Castel Sant’Angelo, exterior. O edifício estava coberto por
mortais do primeiro imperador de como lembra a Reuters). Depois de a Os bilhetes para visitar o mausoléu são hoje postos à venda um jardim com ciprestes no topo do
Roma e dos seus herdeiros, entre os família ter caído em desgraça no sécu- qual se erguia uma colossal estátua
quais se contam Tibério, Calígula e lo XIII, o mausoléu passou por várias Arquitectura do Porto (o site oÆcial do monumento por 50 anos, a partir de de bronze de Augusto. A entrada seria
Cláudio, e com a ambição de estabe- vicissitudes e foi comprado em 1521 mausoléu também menciona o mar- 1751, o seu nome manter-se-á associa- franqueada por dois obeliscos, o Obe-
lecer um panteão familiar para aque- pelos Soderini, que transformaram o quês Benedetto Correa da Sylva). do ao recinto até ao século XX, nota lisco Esquilino e o Obelisco Quirinal,
la dinastia fundadora. seu interior num jardim suspenso e O marquês, que vivia num palácio Cláudia Leite. que hoje se encontram no centro das
“É um momento histórico”, consi- ali guardaram a sua colecção de anti- próximo, alugou o edifício redondo a No início do século XX, o anÆtea- praças homónimas.
derou a presidente do município, guidades romanas. um espanhol, Bernardo Mata, que aí tro, já coberto, foi transformado num O novo complexo museológico,
Virginia Raggi, ao revelar que o local começou a fazer espectáculos tauro- auditório, o Auditorium Augusto, e que prevê uma visita virtual à Roma
irá abrir a 1 de Março e terá entrada Uma família portuguesa máquicos, construindo um anÆteatro tornou-se uma das mais famosas salas de Augusto, instala-se nas câmaras
gratuita até 21 de Abril, dia em que a Posteriormente, no século XVIII, o ao ar livre e transformando-o num de concertos da Europa, ligada à abobadadas que começaram por sus-
cidade comemora mais um aniversá- mausoléu veio a ser comprado pela local célebre da cidade. Inicia-se Accademia Nazionale di Santa Cecilia. tentar os anéis do mausoléu e que
rio da sua fundação em 753 a.C. família portuguesa Correa, como então a vida do mausoléu como casa Durante a época fascista, Mussolini com o tempo acabaram por servir de
“A reabertura de um monumento explicou em 2012 Cláudia Leite na sua de espectáculos. Apesar de a família começou o restauro do monumento adegas, estábulos ou camarins. Os
como este é um sinal de esperança, e tese de mestrado na Faculdade de Correa só ter sido proprietária do para o transformar num sítio arqueo- bilhetes Æcam disponíveis hoje.

A habitual crónica de Rui Tavares fica interrompida por duas semanas e regressa a este espaço no início do ano

PÚBLICO, Comunicação Social, SA. Todos os conteúdos do jornal estão


protegidos por Direitos de Autor ao abrigo da legislação portuguesa, da
União Europeia e dos Tratados Internacionais, não podendo ser utilizados
fora das condições de uso livre permitidas por lei sem o consentimento
expresso e escrito da PÚBLICO, Comunicação Social, S.A.

Se queres saber de verdade, as PSuperior Talks são para ti. És finalista universitário?
Ganha uma assinatura
12 conferências online sobre os grandes temas da actualidade. gratuita do Público aqui:

FAZ DA VERDADE A TUA OPINIÃO.


publico.pt/psuperior/talks

Você também pode gostar