Você está na página 1de 37

SEGREDO DA FLUÊNCIA

COMO APRENDER INGLÊS COM MÚSICA

L EONARDO DE M ELLO

Copyright © 2016
Todos os direitos reservados

Saiba mais sobre o autor em:


SEU PRESENTE GRATUITO
Como uma forma de agradecimento pela sua compra, eu te darei um livro
gratuitamente que é exclusivo para os leitores do meu livro.
Em “Como Se Livrar Dos Maus Hábitos” você vai aprender como os maus
hábitos são criados e como você pode facilmente acabar com eles.
>>> Clique Aqui Para Baixar O Livro “Como Se Livrar Dos
Maus Hábitos” Gratuitamente<<<
www.LeonardodeMello.com
PORQUE EU ESCREVI ESTE LIVRO
Eu já fui um estudante de inglês iniciante e sei o quão difícil é aprender
inglês sem ter um método ou alguém para me instruir. Era tão frustrante ficar
repetindo as mesmas frases básicas e nunca sair do lugar, nunca evoluir nem
um pouquinho mesmo após meses de estudo. Eu me dedicava horas e mais
horas ao aprendizado do idioma, e como a maioria das pessoas que não veem
resultados, eu desanimei.
Eu perdi totalmente o entusiasmo e então parei de estudar inglês. Após alguns
meses sem estudar nem uma letrinha de inglês se quer, eu resolvi que era
hora de voltar a estudar, porém dessa vez seria pra valer e com o método e a
mentalidade certa.
E então eu procurei diversas maneiras diferentes de aprender um novo
idioma, uma maneira que faria com que o processo fosse muito mais rápido e
efetivo.
Após semanas e mais semanas tentando achar um método, eu descobri que a
repetição constante é a chave para o aprendizado do inglês. A repetição é a
chave para aprender qualquer idioma que você quiser...
Mas não apenas ficar lendo a mesma frase todo desesperado por vários dias
seguidos, porque seria entediante e bem lento. Mas com algum nativo
cantando alguma música que você goste e que não seja tão rápida, ou falando
uma frase, ou mesmo narrando textos, eu descobri que essa seria a maneira
mais fácil para aprender inglês.
Diariamente eu vejo as pessoas nos grupos do Facebook tentando praticar
inglês com outras pessoas que sabem bem menos do que elas, ou fazendo
grupos no WhatsApp. Mas o que essas pessoas não sabem é que a melhor
maneira de se aprender um novo idioma não é com alguém que também está
estudando, e nem com materiais que foram feitos para estudar, mas sim com
coisas comuns que os falantes nativos de inglês utilizam no dia a dia deles.
Eu escrevi este livro porque sei qual é a sensação de tentar aprender inglês
mas não saber como começar e muito menos como prosseguir com os
estudos.
E como o processo é o que determina o evento (a fluência), e precisamos
apreciar o processo para que o evento ocorra com mais rapidez, então nada
melhor do que aprender inglês fazendo o que você já ama fazer que é ouvir
música, não é mesmo?
PORQUE VOCÊ DEVE LER ESTE LIVRO
Talvez você já tenha tentado aprender inglês antes. Talvez tenha feito um
curso em uma escola tradicional de inglês. Talvez tenha comprado algum
curso online, ou talvez tenha tentado estudar por conta própria, mas achou
que o método que estava utilizando não era pra você.
Para aprender inglês não adianta ter apenas um método, você precisa ter a
mentalidade certa e disciplina para seguir o método até o fim. Mas isso não
precisa ser difícil, não precisa ser complicado, você não precisa pagar uma
fortuna em um curso e muito menos esperar anos para falar inglês.
Inclusive, você pode aprender inglês sem gastar nem um centavo sequer! A
internet te proporciona isso, ela te oferece todo o material que você precisa
para aprender um novo idioma. Mas você precisa saber separar aquilo que
será útil para você, daquilo que vai apenas te atrapalhar e te distrair do seu
objetivo.
Neste livro você vai saber o que você precisa evitar para falar inglês, a
mentalidade que você precisa ter, como e que tipo de música você deve
estudar para aprender inglês com muito mais facilidade e muito mais rapidez.
Se você está realmente decidido a aprender inglês de uma forma diferente, de
uma forma simples e desfrutando do processo, então este é o livro ideal para
você.
Não dê desculpas, leia-o até o fim e comece a usar tudo o que você vai
aprender aqui!
SUMÁRIO
Seu Presente Gratuito
Porque Eu Escrevi Este Livro
Porque Você Deve Ler Este Livro
Parte 1 - As Duas Fases Do Inglês
Não Discuta Com O Idioma
O Subconsciente
Não Estude Palavras Soltas
A Mentalidade
O Poder Das Metas
Por Que Você Quer Aprender Inglês?
Parte 2 - Como Aprender Inglês Com Música
Divirta-se
Outros Livros de Leonardo de Mello
PARTE 1 - AS DUAS FASES DO INGLÊS
Você já reparou como um bebê aprende a falar?
Primeiro os pais conversam com ele por meses e mais meses, e o bebê não
fala uma palavra sequer. Mas depois de um tempo ele solta aquele “mama”, e
os pais continuam falando com ele de uma maneira fácil de ser
compreendida, com palavras fáceis, frases curtas, e o incentivam a falar e
repetir a mesma palavra. E eles não se importam se o bebê fala errado ou não.
Na verdade, quando ele fala “mama” todo mundo fica super feliz e sai
contando pra família, para os amigos, pra qualquer pessoa que vê pela frente.
E para um adulto ou um adolescente aprender inglês é a mesma coisa.
Primeiro você precisa passar pela fase do INPUT. Porque obviamente você
precisa ter inglês na sua cabeça para conseguir falar inglês. E para que isso
aconteça é necessário que você ouça e leia muito inglês.
E depois que você já teve input suficiente, vem o OUTPUT...
Output é quando você começa a falar inglês. É quando o inglês começa a sair
da sua boca com mais facilidade, sem precisar pensar tanto, porque você teve
input suficiente.
Algumas pessoas dizem: “Eu consigo entender inglês, mas ainda não consigo
falar nada”, isso acontece porque elas não tiveram input suficiente, elas ainda
não se expuseram tanto ao inglês quanto deveriam. Mas depois que elas
tiverem contato suficiente e input suficiente do idioma, elas vão conseguir
falar com muito mais naturalidade e sem precisar se esforçar.
Esse é um processo que todas as pessoas que estudam um novo idioma
precisam passar. Afinal, como você vai falar uma língua se você ainda não
tem vocabulário suficiente na sua cabeça?
Simplesmente não tem como!
Foque bastante no input, escute e leia muito, ouvir principalmente, pois
aprender com a audição é muito mais rápido do que com a visão.
E não fique desmotivado se você ainda não consegue falar inglês, você não é
incapaz de aprender ou tem alguma dificuldade, o motivo é porque você
ainda não teve a quantidade necessária de input para fazer com que isso
aconteça.
Com bastante input você vai aprender inglês naturalmente e então virá o tão
esperado output.
NÃO DISCUTA COM O IDIOMA
Você sabe porque as crianças aprendem um novo idioma com mais facilidade
do que os adultos?
Não é porque elas tem um cérebro melhor do que o dos adultos, e muito
menos uma questão de idade. E a resposta é bem simples...
As crianças aprendem um novo idioma com mais facilidade porque elas não
discutem com o idioma. Elas simplesmente aceitam como ele é e pronto, não
tentam descobrir porque usar “Been ou Be”, e elas não dão a mínima para o
verbo To be.
E você deve fazer o mesmo. Não discuta com o inglês, porque você não vai
ganhar e vai ficar frustrado por isso. Apenas aceite que é daquele jeito e
pronto, não tente saber o porquê de tudo. Tentando descobrir porque eles
falam de um jeito e não de outro você só vai perder seu tempo e a sua
energia.
Aprender intuitivamente, ou melhor subconscientemente (falarei sobre isso
no próximo capítulo) é muito mais efetivo e muito mais rápido do que
aprender analisando palavra por palavra. Então simplesmente relaxe e deixe
com que o inglês entre na sua cabeça naturalmente, porque analisar o inglês
não faz sentido, é um idioma e não uma conta de matemática!
O SUBCONSCIENTE
O aprendizado de idiomas deve ser através do subconsciente e não algo feito
conscientemente. Pesquisas mostram que aprender um novo idioma
subconscientemente é muito mais efetivo do que aprender conscientemente.
Este é um elemento que muitas escolas tradicionais de inglês não dão
atenção, mas deveriam! Mesmo após diversos estudos mostrarem que os
estudantes que utilizavam o subconsciente para aprender inglês aprendiam
muito mais rápido do que os estudantes que usavam a maneira tradicional,
que é estudando conscientemente e sempre analisando o idioma.
O estudo consciente é o que você provavelmente já faz... Você analisa o
inglês, estuda gramática, tenta sempre memorizar o que aprendeu, fica
tentando conversar com outros estudantes no mesmo nível que você mesmo
sem saber quase nada.
Um exemplo do porquê aprender conscientemente não é nada bom: Quando
você estava na escola e tinha uma prova, mas você não sabia o conteúdo
daquela prova e foi correndo estudar de última hora, e na hora da prova
provavelmente se deu bem, ou deve ter dado um branco e só lembrou quando
terminou a prova e já tinha tirado uma nota ruim. Talvez um dia depois de ter
feito a prova você ainda se lembrava do que tinha estudado, mas tenho
certeza que uma semana depois não se lembrava mais de nada.
Isso aconteceu porque você estudou conscientemente, a matéria não entrou na
sua cabeça, era apenas uma memória de curto prazo...
E aprender com o subconsciente é uma coisa mais passiva e que vai durar
muito mais. Primeiro você fornece input de inglês suficiente para o seu
cérebro e depois ele faz todo o trabalho pra você...
E é só isso! Nada de analisar ou perder tempo tentado descobrir o porquê de
tudo.
Conscientemente o que você precisa fazer é apenas ver vídeos em inglês,
filmes, ouvir música, ler livros, ler artigos e etc. Mas nunca estudar gramática
e nem tentar ficar memorizando palavra por palavra. Apenas aprecie aquele
vídeo que você ficou curioso em ver, ou algum livro que te agrade.
E o melhor de tudo é que fazendo isso você vai aprender gramática
subconscientemente, da mesma maneira que você aprendeu a gramática do
português.
E quando alguma frase estiver com a gramática errada você vai saber, porque
já ouviu ou leu aquela frase várias vezes e o seu subconsciente fez o trabalho
dele...
Um exemplo: “Eu ir para casa”. Esta é uma frase que soa estranho para você,
não é mesmo? Mas você não precisou estudar gramática para saber que a
frase está errada, você simplesmente aprendeu subconscientemente que não é
assim que se fala.
Então não analise o inglês, apenas forneça input suficiente através de muita
leitura e escuta, e deixe que o seu cérebro faça todo o resto por você.
NÃO ESTUDE PALAVRAS SOLTAS
Acredito que você já tenha ouvido alguém falar isso, e uma das piores
maneiras de se aprender inglês é estudando palavras soltas. No inglês existem
expressões e phrasal verbs, e eles são muito comuns, e se você estudar
palavras soltas quando aparecer uma palavra como “get out”, que no caso é
um phrasal verb bem simples e muito usado cujo o significado é “sair”, mas
se você traduzir palavra por palavra vai fazer como muitos estudantes e
acabar se confundindo, porque “get” significa “obter” e “out” significa
“fora”.
Fica confuso, não é mesmo?
Um outro exemplo, porém dessa vez com uma expressão que é “A piece of
cake”, que significa “moleza” ou alguma coisa muito fácil de fazer. Mas se
você traduzir palavra por palavra vai ficar “Um pedaço de bolo”, que não tem
nada a ver com o significado que a pessoa está querendo transmitir.
A piece of cake também significa Um pedaço de bolo, porém depende do
contexto. Darei dois exemplos:
I want a piece of cake but I ate too much pizza = Eu quero um pedaço de
bolo, mas eu comi muita pizza.
This game is a piece of cake! = Este jogo é moleza!
Viu porque é mil vezes melhor estudar frases ao invés de palavras soltas?
Porque dependendo do contexto da frase o significado da palavra vai mudar
completamente.
O correto é estudar uma frase inteira. Com isso você vai aprender muito mais
rápido e entenderá melhor a mensagem que a pessoa está tentando passar.
Inclusive, vai chegar um ponto no seu aprendizado que você não vai entender
algumas palavras em uma frase, mas por estudar frases e não palavras soltas
você vai conseguir entender o significado da palavra pelo contexto.
Valorize o seu tempo e não estude palavras soltas, sempre frases!
A MENTALIDADE
Antes de aprender um segundo idioma, a maioria das pessoas pensa que é
preciso ter um dom, ou ser criança para aprender uma nova língua, mas isso
não é verdade. E essa é uma crença muito limitadora, porque ela atrapalha
muito no aprendizado.
Não importa a sua idade, não importa se você tem dinheiro para fazer
intercâmbio ou não, e não importa o seu passado no aprendizado de idiomas,
porque como eu disse anteriormente, tudo o que você precisa fazer é se expor
ao idioma, só isso.
E não, você não precisa fazer um intercâmbio para se expor ao idioma que
você quer aprender, basta assistir vídeos no YouTube (eu fiz e faço muito
isso), ver séries (Eu só assisti How I Met Your Mother e Friends), filmes,
novelas ou ler livros.
Existem diversos métodos para se aprender uma nova língua, porém, alguns
“experts” da era digital dizem que só o método deles funciona, ou que só o
método deles é eficaz para se aprender rápido, mas acredito que eles falam
isso apenas para se promoverem.
É claro que aprender inglês com música é muito mais eficiente do que
aprender com gramática e livros de exercícios, mas se eu dissesse que você
só vai aprender inglês se for com música eu estaria mentindo.
Se for assim, em toda a história da humanidade ninguém saberia falar um
segundo idioma, já que a maneira mais conhecida e utilizada no mundo todo
para aprender inglês (e outros idiomas) é através da gramática. Então não
acredite quando alguém disser que você só vai aprender inglês se for
utilizando o método dela.
Sendo assim, praticamente qualquer método funciona, mas você precisa
persistir e ser disciplinado até conseguir o que quer.
E não, você não precisa esperar 5 anos para ser fluente em um idioma.
Dependendo do seu empenho e do método que você escolher, a sua fluência
pode chegar em 6 meses, ou em 2 anos, ou em 10 anos, tudo depende do
quanto você vai se empenhar e de quanto tempo você está disposto a se expor
ao inglês.
E o mais importante de tudo, para aprender um novo idioma, primeiro você
precisa acreditar que você consegue aprender. Não pense que você não
consegue só porque não tem mais 8 anos de idade, ou porque não fez um
curso, ou porque já fez um curso e viu que aprender gramática é chato já que
você só quer falar o idioma e não ser professor.
Não se sabote, não pense que você não consegue, porque você consegue!
Você é 100% capaz de chegar à fluência do inglês em meses ao invés de
esperar anos.
Novamente, não se sabote, porque sabotando a si mesmo o processo vai ser
mais demorado...
Primeiro acredito que você pode, depois escolha um método, – como você
está lendo este livro, então provavelmente será da maneira que eu considero
mais agradável, que é com música – e então se exponha ao inglês o máximo
que você puder, e persista até alcançar o seu objetivo!
A chave para o sucesso é a disciplina e a persistência. Vencedores persistem
até conseguir o que querem, perdedores arrumam qualquer desculpinha e
desistem, não seja um perdedor!
DON’T BE A LOSER!
O PODER DAS METAS
Quando eu comecei a estudar inglês eu estava perdido, não sabia como
estudar e nem onde achar material para estudar, e também não tinha uma
meta...
Mas quando eu decidi ter uma meta, eu tive que correr atrás de um método
que iria me ajudar a alcançar o meu objetivo até a data que eu estabeleci.
A minha meta era ir do básico (conhecido também como não saber bosta
nenhuma) até o avançado em 6 meses. Mas eu estava tão decidido que iria
aprender inglês que me dediquei muito, e em 4 meses eu já estava assistindo
séries em inglês com legenda em inglês (e entendendo tudo), no sexto mês eu
não precisava mais de legenda, eu conseguia ouvir podcasts de americanos
falando para os próprios americanos!
Como eu gostava e ainda gosto muito de estudar desenvolvimento pessoal, eu
decidi que pesquisaria podcasts e vídeos do YouTube relacionados ao
assunto. O primeiro que eu comecei a ouvir foi do Brendon Burchard, se você
já tem uma boa compreensão de inglês, recomendo fortemente que você
acompanhe ele no YouTube e no podcast dele que se chama The Charged
Life.
O segundo podcast que eu comecei a ouvir era de um canadense chamado
Stefan Pylarinos, o nome do podcast dele é Project Life Mastery.
Depois resolvi apenas ver vídeos do YouTube. Comecei a assistir vídeos do
Jim Rohn, Tony Robbins (Eu já o acompanhava antes, porém apenas através
de livros), Les Brown, Zig Ziglar, Eric Thomas, e muitos outros.
E nesses 6 meses eu já conseguia entender praticamente 100% e não
precisava mais de legenda.
Tenho certeza que se eu não tivesse uma meta, teria sido muito mais difícil e
muito mais demorado chegar no nível que eu cheguei em apenas 6 meses.
Então pegue uma caneta e escreva em um pedaço de papel a sua meta, leia ela
todos os dias. E não faça isso com um celular, use uma caneta e um pedaço
de papel mesmo!
Escreva algo do tipo: Eu vou chegar ao nível avançado em inglês até o dia
25/10. Se quiser escreva o ano também, e lembre-se de ler a sua meta todos
os dias!
POR QUE VOCÊ QUER APRENDER INGLÊS?
Essa é a pergunta que vai fazer com que você persista até atingir o seu
objetivo.
Para algumas pessoas o motivo para aprender inglês é apenas arrumar um
emprego melhor. Mas isso é muito vago, você tem que ter um porquê mais
forte, que vai ter um impacto muito maior no seu aprendizado.
Então, por que você quer aprender inglês?
Pense um pouco mais, procure mais a fundo o que vai te motivar a aprender
inglês. Você quer aprender inglês porque vai ter novas oportunidades e com
isso poderá dar para a sua família uma vida melhor?
Você quer aprender inglês porque sempre sonhou em viajar o mundo, e como
o inglês é a principal língua internacional, é necessário saber o idioma?
Você quer aprender inglês porque sonha em morar na Austrália, nos Estados
Unidos, no Canadá ou na Inglaterra?
Ou você simplesmente quer aprender inglês porque quer fazer novos amigos
ao redor do mundo?
Não importa qual seja o seu porquê, simplesmente faça com que ele tenha
força suficiente para te motivar e persistir até atingir o seu objetivo. Se você
acha que ele não te motiva, então você tem que cavar um pouco mais fundo
até achar o seu porquê, e então ele será o seu combustível para estudar todos
os dias.
Quanto mais o seu porquê te impactar, mais perseverança você vai ter.
Novamente, pegue uma caneta e um pedaço de papel e escreva o motivo de
você querer aprender inglês e então leia-o todos os dias antes de estudar.
Exemplo: “Eu vou aprender inglês porque quando eu for fluente terei mais
oportunidades e com isso poderei dar uma vida melhor para a minha família”.
Não pule para o próximo capítulo enquanto você não escrever o seu porquê.
Escreva agora!
PARTE 2 - COMO APRENDER INGLÊS COM
MÚSICA
A repetição é a chave para o aprendizado, se você quer dominar algo, apenas
repita aquilo muitas e muitas vezes. Se você quer aprender inglês rápido, pare
de estudar gramática e concentre-se em ouvir e ler muito a mesma música, ou
o mesmo texto.
Antes de mostrar como você deve estudar as músicas, primeiro você precisa
entender que apenas ouvir uma ou duas vezes não vai adiantar de nada. Será
apenas perda de tempo. Como normalmente as músicas têm entre 3 a 4
minutos, você pode ouvir ela muitas vezes durante o dia.
Não é necessário ouvir a música dez vezes seguidas, até porque seria bem
entediante. Mas você pode ouvir (e ler) 10 vezes no mesmo dia. Por exemplo:
Ouça 3 vezes pela manhã, 3 vezes de tarde e 4 vezes a noite.
E faça isso por pelo menos 5 dias, você pode fazer por 7 dias se quiser, ou até
mesmo por 2 semanas. Mais é bom, menos não. Nas primeiras duas semanas,
se limite a estudar no máximo 2 músicas por semana. Para que você
compreenda como o método funciona. Conforme você for se acostumando,
você pode estudar mais, porém não exagere estudando muitas músicas ao
mesmo tempo, pois lembre-se que você precisa ouvir e ler a mesma música
muitas vezes para que o inglês entre no seu subconsciente.
Resumindo: Escute e leia a mesma música mais ou menos 10 vezes por dia
durante 5 dias. Se após 5 dias você achar que ainda não entende a música,
continue escutando e lendo até entender.
No começo você terá dificuldade em entender o que o cantor está dizendo,
mas com muita escuta você vai entender cada vez melhor.
Você deve ouvir músicas mais lentas. Não tente estudar rap ou músicas com
muitas gírias, porque é difícil até para os nativos entenderem e será ainda
mais pra você. Estude sempre músicas que você gosta, para que seja algo
prazeroso e não se torne entediante.
Certifique-se sempre de que a letra da música está alinhada ao que o cantor
está cantando. Normalmente quando é ao vivo eles improvisam, então antes
de baixar a música veja se ela está batendo com a letra.
E mais uma pequena coisinha...
Não estude músicas tristes. Você aprende muito melhor e mais rápido quando
se sente confiante e está animado, e músicas tristes normalmente lembram
coisas tristes e fará com que você se sinta desanimado, então evite esse tipo
de música.
Darei o exemplo de como você deve estudar usando a música “We Are The
Champions” da banda Queen.
Colocarei a letra da música aqui, mas você pode ver também pelo site:
https://www.letras.mus.br/queen/65547/traducao.html
O vídeo da música: https://www.youtube.com/watch?v=04854XqcfCY
Primeiro o que você deve fazer é o seguinte: Escute apenas a música, depois
escute a música acompanhando a letra. Depois compare a letra com a
tradução e veja o que você já entende, e então comece a estudar a música.
We Are The Champions – Nós Somos Os Campeões
I’ve paid my dues – Eu paguei minhas dívidas
Time after time – Pouco a pouco
I’ve done my sentence – Eu cumpri minha sentença
But committed no crime – Mas não cometi nenhum crime
And bad mistakes – E erros ruins
I’ve made a few – Cometi alguns
I’ve had my share of sand – Eu tive minha porção de areia
Kicked in my face – Atirada sobre a minha face
But I’ve come through – Mas eu sobrevivi
And we mean to go on and on and on and on – E nós pretendemos
continuar e continuar e continuar
We are the champions, my friends – Nós somos os campeões, meus amigos
And we’ll keep on fighting – E nós continuaremos lutando
‘Till the end – Até o fim
We are the champions – Nós somos os campões
We are the champions – Nós somos os campeões
No time for losers – Os perdedores não têm vez
‘Cause we are the champions of the world – Porque nós somos os campeões
do mundo
I’ve taken my bows – Eu fiz minhas reverências
And my curtain calls – E subi ao palco
You brought me fame and fortune – Vocês me trouxeram fama e fortuna
And everything that goes with it – E tudo o que isso traz
I thank you all – Eu agradeço à todos vocês
But it’s been no bed of roses – Mas isto não tem sido nenhum mar de rosas
No pleasure cruise – Nenhum cruzeiro do prazer
I consider it a challenge – Eu considero isso um desafio
Before the whole human race – Diante de toda a raça humana
And I ain’t gonna lose – E não irei fracassar
And we mean to go on and on and on and on – E nós pretendemos
continuar e continuar e continuar
We are the champions, my friends - Nós somos os campeões, meus amigos
And we'll keep on fighting - E nós continuaremos lutando
‘Till the end – Até o fim
We are the champions - Nós somos os campeões
We are the champions - Nós somos os campeões
No time for losers - Os perdedores não têm vez
'Cause we are the champions of the world – Porque nós somos os campeões
do mundo
We are the champions, my friends - Nós somos os campeões, meus amigos
And we'll keep on fighting - E nós continuaremos lutando
‘Till the end – Até o fim
We are the champions - Nós somos os campeões
We are the champions - Nós somos os campeões
No time for losers - Os perdedores não têm vez
'Cause we are the champions – Porque nós somos os campeões
E então, já ouviu a música? Já ouviu a música acompanhando a letra? Já
comparou a letra com a tradução?
Se sim, então está na hora de estudar a música.
Para facilitar o seu entendimento, quando der vou colorir cada palavra com
uma cor diferente.
Então agora vamos ao que interessa...
We are the champions = Nós somos os campeões
Essa é uma frase muito simples e acredito que não requer nenhuma
explicação, basta comparar o inglês com o português e ver o que cada uma
das palavras significa.
I’ve paid my dues = Eu paguei minhas dívidas
I’ve paid é a abreviação de I have paid. E para ser sincero eu não faço a
mínima ideia do nome desse tempo verbal, talvez você saiba, mas se não
sabe, não procure saber, porque não é necessário!
Se fosse para traduzir palavra por palavra ficaria assim: Eu tenho pago os
meus direitos.
Porém lembra o que eu disse sobre não aprender palavras soltas e sim frases?
Então vamos à explicação:
I’ve paid significa que ele pagou e ainda está pago. É uma coisa que
aconteceu no passado e conta até o dia de hoje.
My dues significa minhas dívidas. Você não precisa saber o porquê, apenas
aceite que é assim e repita muito a música para que os padrões do inglês
entrem na sua cabeça de forma natural.
Time after time = Pouco a pouco
No site está uma tradução fluente, mas a tradução ao pé da letra é: Vez por
vez ou Tempo após tempo.
No começo você pode traduzir ao pé da letra para ter mais facilidade em
entender, mas com o tempo você ficará cada vez melhor e fará uma tradução
mais fluente, e então chegará um ponto em que você não vai mais precisar
traduzir nada, pois entenderá em inglês.
I’ve done my sentence = Eu cumpri minha sentença
I’ve done é a abreviação de I have done. Ao pé da letra ficaria: Eu tenho feito
minha sentença. Mas se for traduzir assim a frase perde totalmente o sentido e
fica estranha.
Em uma tradução fluente “I’ve done” ficaria “Eu fiz”. Porém se traduzirmos
a frase como “Eu fiz minha sentença” ela perderia o sentido que o cantor quer
passar. Que é o de ter cumprido a sentença dele.
But committed no crime = Mas não cometi nenhum crime
Repare que eu colori o “não” e o “nenhum” de azul, isso porque eles não
dizem “But I didn’t commit no crime”.
Se for traduzir “But committed no crime” ao pé da letra ficaria: “Mas cometi
nenhum crime”. Ou “Mas não cometi crime”.
Uma coisa que é importante você saber é que cada país tem um jeito diferente
de falar a mesma coisa e a tradução precisa se adequar a maneira que as
pessoas de determinado país falam.
And bad mistakes = E erros ruins
Em inglês eles invertem as palavras. Repare que “mistakes” está no final da
frase, e o nosso “erros” está no meio da frase. Existe um motivo pra isso, mas
você não precisa perder o seu tempo procurando ele. Lembre-se que você não
pode discutir com o idioma, apenas aceite como ele é.
E até porque eu tenho certeza que os falantes nativos de inglês também não
sabem porque é assim.
Bad significa mau ou ruim. Em inglês uma palavra tem vários significados e
você vai entender o significado da palavra pelo contexto da frase. Em
português também temos diversas palavras com o mesmo significado, mas
não percebemos porque já ouvimos ou lemos muitas vezes e entendemos pelo
contexto.
Você pode procurar os vários significados de uma palavra, mas não deve
ficar tentando memorizar eles. Você vai aprender praticamente todos eles em
diferentes frases com contextos diferentes.
I’ve made a few = Eu cometi alguns
I have made significa Eu fiz. Mas como a música fala sobre crimes e em
português nós não falamos “Eu fiz um crime”, então a tradução fluente para
essa frase é “eu cometi alguns”.
A few significa um pouco ou alguns. É uma expressão bem simples, porque
mesmo se traduzir ao pé da letra vai ter praticamente o mesmo significado já
que “A” significa “um”, a palavra e não o número. E “few” significa
“poucos”.
I've had my share of sand = Eu tive minha porção de areia
I have had ao pé da letra significa “Eu tenho tido”, ou simplesmente “eu
tive”. E lembre-se que é algo que aconteceu no passado e conta até os dias de
hoje...
“My share of” é uma expressão que significa “Minha parte de” ou mesmo
“minha porção de”.
Exemplo: My share of (something) = Minha parte de (alguma coisa).
Não se esqueça que você não deve traduzir palavra por palavra porque senão
a frase vai perder o sentido. Veja abaixo como ficaria estranho:
I have had my share of sand = Eu tenho tido minha compartilhada de areia.
Share significa compartilhar, mas como é uma expressão, a palavra muda
totalmente o sentido.
Kicked in my face = Atirada na minha face
Kicked in é um phrasal verb e significa “chutado”. Mas como a tradução é
fluente ficou “Atirada”.
But I’ve come through = Mas eu sobrevivi
But I have come through = Mas eu tenho sobrevivido.
Come through é um phrasal verb que significa “passar por” ou “sobreviver”.
“But I have come through” ao pé da letra ficaria “Mas eu tenho sobrevido”.
And we mean to go on and on and on and on = E nós pretendemos
continuar e continuar e continuar
Mean é uma palavra que tem vários significados, o mais conhecido é
“significar”, mas na frase acima o significado dela é de “pretender”.
To go on é um phrasal verb e significa “continuar”. Provavelmente você vai
ver mais “go on” que significa “continue”.
Viu como é importante aprender a frase toda e não palavra por palavra?
Um phrasal verb é considerado uma palavra só e não duas ou mais palavras.
We are the champions, my friends = Nós somos os campeões, meus
amigos
Não há nada de complicado na frase, basta apenas comparar a letra com a
tradução.
And we’ll keep on fighting = E nós continuaremos lutando.
We’ll é a abreviação de we will. Isso faz com que a frase fique no futuro. And
we will keep on = E nós vamos continuar/continuaremos.
Keep on é um phrasal verb e significa “continuar”. Uma coisa que você
precisa saber é que existem diversas formas de dizer a mesma coisa. E
diversas palavras que tem o mesmo significado.
O “ING” do “fighting” nessa frase tem o sentido de “ANDO” do “lutando”.
Porém existem outras formas de usar o “ing”.
A palavra é “fight” que significa “lutar”.
‘Till the end = até o fim.
‘Till é a abreviação de “Until”. No inglês quando eles abreviam uma palavra
eles colocam esse tracinho ( ‘ ), e eu não faço a mínima ideia do porquê. E
tenho certeza que praticamente todos os falantes nativos de inglês também
não sabem porque, sendo assim não há necessidade de você saber. Apenas se
quiser, é claro.
No time for losers = Os perdedores não têm vez
Essa é uma tradução fluente, há diversas maneiras de traduzir a mesma frase.
Algumas pessoas traduziriam como: “Sem tempo para os perdedores” ou até
mesmo “Não há tempo para os perdedores”.
“No time for” significa “não há tempo para”.
Ao pé da letra ficaria: Não há tempo para os perdedores.
‘Cause we are the champions of the world = Porque nós somos os
campeões do mundo
Essa é uma frase simples que você pode comparar e entender muito bem. A
única coisa que pode confundir um pouco é o (‘Cause).
‘Cause é a abreviação de “Because”. Lembra que eu falei que eles usavam o
tracinho ( ‘ ) para abreviar as palavras? Então aí está mais um exemplo.
I’ve taken my bows = eu fiz minhas reverências
I have taken my bows, ao pé da letra seria: Eu tomei (tenho tomado) minhas
reverências.
Então “I’ve taken” significa “Eu tomei”. Mas NÓS não falamos “eu tomei
minhas reverências” e sim “eu fiz minhas reverências”.
“Bow”, no plural “bows” significa arco ou se curvar, se reverenciar.
Exemplo: Bow to the king = Curve-se (reverencie-se) ao rei.
And my curtain calls = E subi ao palco
Essa é uma tradução extremamente fluente, porque ao pé da letra seria “E a
minha cortina me chama”. Mas ele é um cantor e todo mundo sabe que a
cortina chamando ele é para ele subir ao palco.
Para entender algumas frases você vai precisar olhar o contexto todo da
música, ou do texto. Mas relaxe, como eu disse anteriormente, tudo o que
você precisa fazer para aprender inglês é se expor ao idioma que você vai se
acostumar com a maneira que eles falam.
Novamente: And my curtain calls = E a minha cortina me chama.
You brought me fame and fortune = Vocês me trouxeram fama e fortuna
Você e vocês é YOU, não existe plural. Brought é o passado de bring que
significa trazer.
A frase é bem simples e comparando você consegue entender com facilidade.
And everything that goes with it = E tudo o que isso traz.
Novamente uma tradução fluente.
Goes with (“goes” e não “go” porque está em terceira pessoa) é um phrasal
verb e significa “vir junto”, algo que está incluído no pacote.
Exemplo: A car goes with the job = Um carro VEM JUNTO com o emprego.
Neste exemplo é como as pessoas que trabalham para alguma empresa de
internet ou telefonia. Que um carro vem junto com o emprego.
And everything that goes with it = E tudo o que vem junto (com a fama e
fortuna). É assim que ficaria ao pé da letra.
I thank you all = Eu agradeço à todos vocês.
Nada de complicado, apenas compare um idioma com o outro.
You all significa todos vocês.
But it's been no bed of roses = Mas isto não tem sido nenhum mar de
rosas.
But it is been no bed of roses. Essa frase tem a expressão “bed of roses” que
significa “mar de rosas”.
Mas palavra por palavra ficaria “cama de rosas”. Porém, em português nós
falamos mar de rosas e não cama de rosas.
“It is been” significa “ isso tem sido”.
No pleasure cruise = Nenhum cruzeiro do prazer.
Frase bem fácil, basta comparar um idioma com o outro.
I consider it a challenge = Eu considero isso um desafio.
Mais uma frase simples que é só comparar um idioma com o outro e será bem
fácil de compreender.
Before the whole human race = Diante de toda a raça humana.
Você se lembra que eu falei sobre uma palavra ter vários significados? Nessa
frase temos o “Before” que é mais conhecido com o significado de “Antes”
ou “Anterior”, mas no contexto dessa frase o significado dele é “Diante de”.
And I ain’t gonna lose = E eu não irei fracassar.
And I am not going to lose.
Ain’t é uma forma bem informal de dizer “am not”, “is not”, “are not” e
muitas outras palavras. Mas essas são as mais comuns.
Gonna é a abreviação de “going to”, que significa “indo a” ou algo no futuro.
Como eu mencionei acima, o certo seria: “And I am not going to lose”. Mas é
muito estranho falar desse jeito. Você também pode abreviar dessa maneira:
“And I’m not gonna lose”.
O resto da música é apenas a repetição das mesmas frases, então não tem
porquê ficar estudando de novo. Após ter entendido um pouquinho o
significado das frases, o que você deve fazer agora é ouvir a música enquanto
lê a letra dela. Depois que você fizer isso algumas vezes, então você já pode
apenas ouvir. Pode ouvir enquanto toma banho, no ponto de ônibus, indo pra
escola, lavando a louça, limpando a casa, ou em qualquer outro momento que
você estiver livre e puder ouvir música. Faça isso pelo menos umas 10 vezes
por dia, durante no mínimo 5 dias como eu mencionei antes. Se após 5 dias
você não conseguir entender de 70% a 90% do áudio da música, ouça por
mais alguns dias até entender.
A repetição vai fazer com que o inglês entre na sua cabeça e fique lá por
muito tempo. Muito Input e depois vem o Output, lembra?
E agora vamos para uma das partes mais importantes do aprendizado...
DIVIRTA-SE
Quando você está na sala de aula em uma escola de inglês, eles querem que
você aprenda como se fosse matemática, quebrando pedacinho por pedacinho
do idioma. Eles fazem você analisar o inglês, mas isso só te deixará entediado
e pouco a pouco você achará que aprender idiomas é chato, vai perder a
motivação e achar que o inglês não é pra você.
O que eles não dizem aos alunos é que em uma conversa de verdade ninguém
tem tempo para pensar em gramática, inclusive, por ser muito rápido e
espontâneo, todo mundo comete erros ao falar. Eu cometo erros falando
português, você comete erros falando português, americanos cometem erros
falando inglês, isso é uma coisa natural e 100% normal.
Não há necessidade alguma de fazer do inglês uma coisa chata e monótona na
qual você tenha que sentar em uma cadeira e ficar horas e mais horas
estudando.
Após ter estudado a música por alguns minutinhos, você pode cantar junto
enquanto acompanha a letra. Se você estiver sozinho pode pular, dançar ou
correr. Faça do inglês uma coisa divertida e gostosa de ser feita!
Ao se movimentar e curtir o que você está fazendo, você vai ficar mais alerta,
o sangue vai circular melhor pelo seu cérebro, você vai se sentir mais
energizado e isso fará com que você aprenda mais rápido e com muito mais
facilidade.
Ao cantar junto com a música e se mexer bastante, você terá mais confiança
quando for conversar em inglês com alguém, pois terá se acostumado com as
palavras saindo da sua boca naturalmente.
Então não se limite ficando sentado em uma cadeira, porque, quanto mais
tempo você ficar parado, mais a sua energia vai diminuir, e
consequentemente a sua concentração também vai diminuir, fazendo com que
o seu aprendizado seja mais lento e mais entediante. Sem mencionar que você
vai esquecer com muito mais facilidade também.
Usar o seu corpo como uma ferramenta para aprender inglês fará com que
você aprecie mais o estudo de idiomas, será mais interessante e acelerará
muito a velocidade com que o inglês vai entrar na sua cabeça.
Toda vez que você tiver estudando inglês, passe o áudio para o seu celular,
mp3 ou iPod e vá correr, andar de bicicleta, vá para a academia,
simplesmente se mexa e faça o sangue circular pelo seu corpo!
E para terminar, eu farei das palavras do Aristóteles as minhas: “Nós somos o
que fazemos repetidamente. A excelência, portanto, não é um ato, mas um
hábito”.

“We are what we repeatedly do. Excellence then, is not


an act, but a habit”.
- Aristotle
O QUE VOCÊ PRECISA PARA ESTUDAR
Eu conheço apenas dois sites com letras de músicas, mas tenho certeza que
existem dezenas, talvez centenas de outros. Mas você não vai precisar mais
do que dois.
São eles:
https://www.letras.mus.br/
e
https://www.vagalume.com.br/

Você vai precisar usar um tradutor também, eu já testei vários, mas o melhor
mesmo é o do Google.
https://translate.google.com.br/

Você também vai precisar de dois dicionários, um em português e um em


inglês. O de inglês é só quando você já conseguir ler em inglês normalmente.
O melhor dicionário “português-inglês” que eu conheço é esse:
http://michaelis.uol.com.br/
Mas você pode usar qualquer um que for mais conveniente pra você. E não
use dicionário físico, ele fará apenas com que o seu estudo seja mais lento.
Use esse ou qualquer outro virtual, porque é grátis e zilhões de vezes mais
rápido de achar alguma palavra.
E um dicionário “inglês-inglês”, porque tem palavras que não existe
tradução. O melhor que eu conheço é o da Oxford, mas existe muitos outros
também, basta pesquisar.
http://www.oxforddictionaries.com
E um dicionário de gírias também. Porque muitas abreviações e gírias não
tem nos dicionários mais “formais”, o que eu recomendo é esse:
http://www.urbandictionary.com
Essas são ferramentas 100% grátis, você não vai precisar gastar nada para
usá-las!
OUTROS LIVROS DE LEONARDO DE MELLO
Hábitos Para A Vida Toda: 17 Passos Para Criar Hábitos Que Duram
Segredo da Fluência: Como Aprender Inglês Com Frases
Fluente Em 6 Meses: Aprenda Inglês do Zero!
O Poder das Frases: Aprenda Inglês 8 Vezes Mais Rápido (1000 Frases Para
Você Dominar O Inglês!)
Espanhol Fluente: Aprenda Espanhol 8 Vezes Mais Rápido
Inglês Para Iniciantes: Aprender Inglês Ficou Fácil
Se você tiver alguma pergunta/dúvida ou quiser dar alguma sugestão, fique a
vontade para me mandar um e-mail:
Eu responderei o mais rápido possível e ficarei muito feliz em te ajudar!
NÃO PEGOU O SEU PRESENTE AINDA?
>>> Clique Aqui Para Baixar O Livro “Como Se Livrar Dos
Maus Hábitos” Gratuitamente<<<
www.LeonardodeMello.com