Você está na página 1de 17

Gestão de Pequenas Empresas

Fonte: SEBRAE Tocantins e FUBRA de Brasília


Relatório de Pesquisa - 2006
Gestão de Pequenas Empresas
Taxa de mortalidade
A taxa de mortalidade empresarial apurada
revela que 65,0% das empresas tocantinenses
encerraram as atividades com até 02 (dois)
anos de existência; 69,2%, com até 03 (três)
anos; 73,8%, com até 04 (quatro) anos; e que
77,6%, não sobrevivem além dos 05 (cinco)
anos.
Taxa de mortalidade de empresas do Tocantins, das Regiões e do Brasil
(%) Anos de Regiões
Constituídas
Tocantins Sudeste Sul Nordeste Norte Centro Brasil
-Oeste
Até 02 anos 65,0 48,9 52,9 46,7 47,6 49,5 49,4
Até 03 anos 69,2 56,7 60,1 53,4 51,6 55,1 56,4
Até 04 anos 73,8 61,1 58,9 62,7 53,3 53,9 59,9
Até 05 anos 77,6 Sem referência
• Segundo dados da – Organização para a
Cooperação e o Desenvolvimento Econômico –
OCDE (abril/2002),
• 30 a 40% das empresas européias não
sobrevivem além de dois anos;
• 40 a 60% não vão além de quatro anos.
• Nos Estados Unidos e no Canadá, o índice de
mortalidade de empresa também é elevado – de
20 a 40%, respectivamente, até dois anos de
existência, e de 40% a 60% com até 04 (quatro)
anos.
Principais Causas
• habilidades gerenciais do empreendedor,
48,5% dos proprietários/administradores;
• 12,1 % iniciaram os negócios sem nenhuma
experiência ou conhecimento do ramo
• não procuraram por qualquer tipo de auxílio
ou consultoria 33,3%
AS PRINCIPAIS
• As principais razões da mortalidade
empresarial no Tocantins, segundo os
proprietários/ administradores, concentram-
se, entre outras,
• falta de capital de giro (51,5%),
• na carga tributária elevada (48,5%)
• e na necessidade de mão-de-obra qualificada
(24,2%).
SUCESSO
• Os fatores de sucesso mencionados com
maior freqüência
• bom conhecimento do mercado (48,5% );
• boa estratégia de vendas (42,4%);
• ter um bom administrador (27,3%)
• Podemos assim supor que que o fator que
ameaça a sobrevivência das empresas
tocantinenses reside na falta de dados
consistentes para a tomada de decisão.
Custo Social
• Segundo os cálculos, estima-se o fechamento
de 9.372 empresas nos quatro anos (2000 a
2003) com a extinção de aproximadamente
52.260 pessoas, alimentando a economia
informal e os índices de desemprego no
Estado.
O Prejuíso
• A recuperação dos recursos investidos na
empresa extinta, (45,5%) assegurou ter
recuperado até 50,0% do capital aplicado,
ressaltando que 27,3% declararam perda
total.
O Sucesso
• Os fatores determinantes de sucesso
apontados pelos ex-proprietários podem ser
agrupados segundo três categorias:
• i) Habilidades gerenciais;
• ii) Capacidade empreendedora;
• iii) Logística operacional.
Os Fatores
Fatores condicionantes do sucesso empresarial, segundo as Habilidades Gerenciais

Categoria Fatores de sucesso Percentual de empresários


Bom conhecimento do mercado 48,5
Habilidades Gerenciais Boa estratégia de vendas 42,4

Fatores condicionantes do sucesso empresarial, segundo a Capacidade Empreendedora

Categoria Fatores de sucesso Percentual de empresários

Capacidade Empreendedora Criatividade do empresário 33,3


Capacidade de liderança 33,3
Persistência e perseverança 33,3
Aproveitamento das oportunidades 27,3
Capacidade de assumir riscos 15,2
Os Fatores
Fatores condicionantes do sucesso empresarial, segundo a Logística Operacional

Categoria Fatores de sucesso Percentual de empresários

Logística Operacional Ter um bom administrador 27,3


Uso de capital próprio 27,3
Reinvestimento dos lucros na empresa 27,3
Ter acesso a novas tecnologias 21,2
Fatores para o sucesso da empresa tocantinense

Fatores de sucesso Extintas Ativas


(%) (%)

Bom conhecimento do mercado onde atua 48,5 58,9


Boa estratégia de vendas 42,4 47,3
Capacidade de liderança do empresário 33,3 27,8
Criatividade do empresário 33,3 43,2
Empresário com persistência / perseverança 33,3 36,5
Aproveitamento das oportunidades de negócios 27,3 40,2
Reinvestimento dos lucros na própria empresa 27,3 28,6
Ter um bom administrador 27,3 30,7
Uso de capital próprio 27,3 30,7
Ter acesso a novas tecnologias 21,2 25,3
Capacidade do empresário para assumir riscos 15,2 19,1
Terceirização das atividades-meio da empresa 3,0 04,6
O Conhecimento
• As áreas de planejamento, organização
empresarial e estratégias de vendas são
consideradas pelos dois estratos como as mais
importantes para o sucesso do empreendimento
no seu primeiro ano de atividade.
• Deter conhecimento em análise financeira é
defendido com afinco pelos ex-empresários
(53,1%);
• Os ainda atuantes no mercado creditam a essa
área de conhecimento importância relativa
(29,4% das respostas).

Interesses relacionados