Você está na página 1de 81

CURSO DE FORMAÇÃO

PROFESSIONAL & SELF COACHING

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO


PROFESSIONAL & SELF COACHING

BIANCA DE BASTOS BOLZAN


Porto Alegre/RS - Turma 34
Abril/2017
BIANCA DE BASTOS BOLZAN

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO


PROFESSIONAL & SELF COACHING

Trabalho apresentado como exigência


para obtenção do título e certificação
internacional da formação de
PROFESSIONAL & SELF COACH.

Porto Alegre/RS - Turma 34


Abril/2017
Agradeço à minha família que sempre me dá
apoio incondicional em todas minhas decisões
e atividades, assim como sou muito grata ao
professor Silvio Junior e equipe do IBC que fez
desse curso ser muito especial, e junto da
minha dedicação permitir me tornar uma Coach
4

SUMÁRIO

1 COACHING EDUCATION..........................................................................................5
1.1PESQUISA BIBLIOGRÁFICA....................................................................................5
1.2CONCLUSÃO PESSOAL.........................................................................................10
2 COACHING..............................................................................................................11
2.1 O QUE É NECESSÁRIO NUMA SESSÃO DE COACHING.....................................11
2.2 QUAIS OS ELEMENTOS NECESSÁRIOS..............................................................12
2.3 QUAIS AS PRINCIPAIS FERRAMENTAS...............................................................13
2.4 UMA BOA SESSÃO DE COACHING.......................................................................15
3 AS PERGUNTAS SÃO AS RESPOSTAS................................................................16
4 NICHOS DE ATUAÇÃO DE COACHING.................................................................19
5 MEU NICHO DE NEGÓCIO DENTRO DO COACHING..........................................20
6 PEER COACHING...................................................................................................23
7 CINE COACHING....................................................................................................24
7.1 CONVERSANDO COM DEUS.................................................................................24
7.2 PODER ALÉM DA VIDA..........................................................................................25
7.3 QUEM SOMOS NÓS...............................................................................................26
7.4 A CORRENTE DO BEM..........................................................................................27
7.5 A PROVA DE FOGO................................................................................................28
7.6 A PROFECIA CELESTINA.......................................................................................29
7.7 DUAS VIDAS........................................................................................................... 31
7.8 MÃOS TALENTOSAS..............................................................................................32
7.9 DIVERTIDAMENTE.................................................................................................33
7.10 COACH CARTER....................................................................................................34
8 NÍVEIS NEUROLÓGICOS DE APRENDIZAGEM....................................................35
9 AGORA SOU UM PROFESSIONAL & SELF COACH.............................................37
10 MISSÃO DE VIDA....................................................................................................38
11 CURRÍCULO............................................................................................................39
12 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS.........................................................................40
ANEXOS............................................................................................................................... 41
ANEXO 1 – RELATÓRIO DE PROCEDIMENTO E RESULTADOS......................................42
ANEXO 2 – DIÁRIO DE BORDO..........................................................................................53
ANEXO 3 - COACHING GROUP MAIL..................................................................................74
5

1 COACHING EDUCATION

1.1 PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

Coaching é um processo que visa aumentar o desempenho de um indivíduo,


grupo ou empresa ampliando os resultados positivos, através de metodologias,
ferramentas e técnicas conduzidas por um profissional (o coach) em uma parceria
sinérgica e dinâmica com o cliente (o coachee).

Para melhor entendimento das nomenclaturas, as principais definições utilizadas nos


processos de coaching e seus significados:

Coach/ Coaches- profissional capacitado e habilitado a aplicar os processos de


Coaching em pessoas e organizações, ou seja, que exerce a profissão no processo
de Coaching;
Coaching – processo de desenvolvimento que o coach conduz, que é o ato de
ajudar uma pessoa ou instituição a atingir seus objetivos e metas despertando todas
as suas capacidades.
Coachee – o cliente, quem passa pelo processo de coaching.

Seguindo, ainda explicitando, o conceito por definição do IBC – Instituto Brasileiro de


Coaching, o Coaching é a maior e melhor metodologia de desenvolvimento e
capacitação humana existente na atualidade e a carreira que mais cresce no mundo.

Coaching pode ser definido de diversas formas, entretanto está na sua essência
apoiar pessoas em todos os níveis para que se tornem quem querem ser e sejam o
melhor que podem ser.

Visando deixar esclarecido o conceito do que é o Coaching e suas interpretações,


faz-se algumas citações de grandes mestres e referências da área:

“Coaching é um processo de desenvolvimento humano, pautado em diversas


ciências como: Psicologia, Sociologia, Neurociências, Programação
Neurolinguística, e que usa de técnicas da Administração de Empresas, Gestão de
6

Pessoas e do universo dos esportes para apoiar pessoas e empresas no alcance de


metas, no desenvolvimento acelerado e, em sua evolução contínua. ” IBC –
Instituto Brasileiro de Coaching

“Coaching é a parceria entre coach (profissional) e coachee (cliente), em que


acontece um processo estimulante e criativo que inspira e maximiza o potencial
pessoal e profissional do cliente. ”
“Coaching é um processo com início, meio e fim, definido em comum acordo entre o
coach e coachee, no qual o coach apoio o cliente na busca de realizar metas de
curto, médio e longo prazo, através da identificação e desenvolvimento de
competências, como também de reconhecimento e superação de adversidades. ”
José Roberto Marques.

“O processo de Coaching é, essencialmente, uma assessoria focada na geração de


motivação pessoal e profissional que tem como objetivo potencializar o nível de
resultados positivos de pessoa, grupo ou empresa. Além disso, é uma
profissão promissora que combina prática e procedimentos distintos para ampliar
realizações na vida pessoal e profissional. ” Sociedade Brasileira de Coaching.

“Coaching é uma relação de parceria que revela/liberta o potencial das pessoas de


forma a maximizar o desempenho delas. É ajuda-las a aprender ao invés de ensinar
algo a elas. ” Timothy Gallwey.

“Coaching é um processo sistematizado em que um coach acompanha ou estimula


seu cliente no desenvolvimento de sua performance e alcance de suas metas. ”
Global Coaching Community.

“Coaching é como um processo dinâmico, que tem diretrizes e finalidades próprias,


mas cuja eficácia depende muito mais da capacidade intuitiva e adaptabilidade ao
momento do que aplicar ferramentas como se o Coaching fosse um processo rígido
ou estático. ”  Marcos Wunderlich

De forma resumida nas palavras de Paulo Viera, da Febracis “O coaching promove


o desenvolvimento e a potencialização das competências pessoais. Competência é
7

a capacidade de agir, de realizar ações em direção a um objetivo, a metas e


desejos. Sendo assim, coaching é um processo de investigação e reflexão
conduzido pelo profissional (coach) que fará seu cliente sair de onde está para onde
quer chegar. ”

Ou seja, é considerada como uma metodologia no desenvolvimento humano,


na qual se cria um contexto transformacional para o alcance de um estado desejado.
Sendo necessário destacar que se trata de um processo com começo, meio e fim,
sempre focado no futuro, diferente por exemplo da terapia, a qual em geral o foco é
tratar experiências passadas.

É muito comum o Coaching ser confundido com abordagens similares, por


isso é importante saber diferenciá-lo. O IBC faz uma diferenciação e definição
destas abordagens:

Mentoring: algum colega sênior, com mais experiência e conhecimento de vivência


e de mundo, dá conselhos e atua como modelo, não se limita só ao contexto de
trabalho. O Mentor é um patrocinador, com grande experiência profissional e que a
transmite ao seu mentorado.

Counseling (aconselhamento): o conselheiro trabalha para sanar os problemas de


um cliente, dando-lhes orientações e conselhos.

Terapia: trabalha com o cliente que busca alívio de sintomas psicológicos ou físicos.
A terapia lida com a saúde emocional e mental do cliente. O coaching lida com o
crescimento mental do cliente.

Treinamento: processo para adquirir habilidades ou conhecimento por meio de


estudo, experiência ou ensino. Além disso em geral o treinador, especialista em
treinar tais habilidades, é “um para muitos” e no coaching é “um para um”.

Consultoria: Consultor fornece conhecimento especializado e soluciona problemas


de um negócio, ou desenvolve um negócio de maneira geral.
8

Ensino: processo em que o professor transmite conhecimento ao aluno, o qual ele


sabe algo que o aluno não sabe. No coaching o coachee é quem tem as respostas,
o coach é um instrumento de apoio e direção.

A título de curiosidade e entendimento, é interessante saber como surgiu o


conceito do Coaching e como se deu sua evolução. Apresentando de forma breve e
resumida:

1500: Surgimento do termo na Inglaterra.


1850: Utilizado nas universidades na Inglaterra como Tutor.
1950: Coaching como habilidade de gestão de pessoas
1960: Surge em Nova Iorque com conceito de vida
1970: Surge no Brasil com o conceito esportivo
1980: Aplicação do conceito de Coaching executivo.
1991: Propagação do Coach como disciplina e profissão ao redor do mundo,
fundação da Coach University.
2007: Fundado o Instituto Brasileiro de Coaching – IBC.
2009: Nasce a metodologia Professional & Self Coaching – PSC.
2013: Congressos Brasileiros de Coaching, promovido pelo IBC.

Segundo o IBC, o significado da palavra Coaching vem de “treinamento”, tem


origem na língua inglesa (Coach) e foi utilizada pela primeira vez na cidade de Kócs,
na Hungria, para designar carruagem de quatro rodas. No século XVIII, os nobres
universitários da Inglaterra iam para suas aulas conduzidos em suas carruagens por
cocheiros chamados Coacher. Por volta de 1830, o termo coach passou a ser
utilizado na Universidade de Oxford como sinônimo de “tutor particular”, aquele que
“carrega”, “conduz” e “prepara” os estudantes para seus exames.

Em 1831 o termo Coaching foi usado pela primeira vez no âmbito dos esportes.
Estudado desde 1850, o Coaching desenvolve as habilidades e percepções dos
clientes, para que estes encontrem a saída de seus problemas. As origens destes
não são tratadas durante uma sessão e as metas futuras são sempre prioritárias.

E ao que tange o Coaching na atualidade, tem sido cada vez mais utilizado
técnicas de Psicologia Positiva, uma vez que ela estimula o foco nas emoções,
qualidades e comportamentos positivos, trazendo maior assertividade, controle
9

emocional e foco – habilidades extremamente importantes no mundo profissional e


pessoal. A Psicologia Positiva trabalha para entender e promover os
comportamentos pessoais motivadores, utilizando-a entendemos quais as atividades
e experiências que nos motivam, nos fazem felizes e, consequentemente, nos
tornam pessoas mais produtivas e realizadas pessoal e profissionalmente.

Visto todas as definições e descrições sobre Coaching, já é percebido diversos


dos benefícios sobre o processo, a Sociedade Latino Americana de Coaching (SLAC
Coaching) publica que além dos muitos benefícios aos coachees como auxiliar a
conquistar suas metas, pesquisas comprovam que 68% das organizações
submetem seus executivos ao método de Coaching pelos principais benefícios de
aumento da produtividade, desenvolvimento da inteligência organizacional,
assertividade do time, foco na solução de conflitos, redução no nível de estresse,
baixo absenteísmo e ganhos de performance. Ademais, o THE NEW YORK TIMES,
relata que o Coaching é a profissão do futuro, pois uma pesquisa sobre carreira
levantou que os pontos como disponibilidade de tempo, flexibilidade de horário,
contribuição com o desenvolvimento, percepção de ganhos relacionais, importante
aumento na rede de relacionamentos, ganhos atrativos, aumento do seu network,
alta capacidade de realização pessoal e profissional, e grande aumento de
conhecimentos gerais são considerados como mais relevantes na escolha da
carreira, pontos estes potencializados na carreira de um Coach e de um coachee,
pois se acredita como uma excelente metodologia de desenvolvimento humano e
uma excelente opção de carreira.
10

1.2 CONCLUSÃO PESSOAL

O coaching é um processo transformador, permite que as pessoas possam


refletir, sair da zona de conforto de seus pensamentos padrões, se desafiarem a
encontrar e ser o melhor de si. No processo de coaching a base é o
autoconhecimento, feito através de perguntas desconstrutoras e desafiadoras,
inclusive essas perguntas poderosas são as principais ferramentas de quem aplica o
processo, o Coach.
Coach é um profissional certificado que precisa estar sempre em processo de
evolução e aprendizado, pois tem tamanha responsabilidade em aplicar tais
questionamentos, direcionar e orientar, mas jamais irá dizer o que o coachee,
cliente, deve fazer ou não fazer, ele é uma ferramenta para que este consiga
entender dentro de si, ele tem as respostas e o coach é quem o direciona através de
questionamentos pertinentes, ferramentas e técnicas ao coachee encontra-las.

O coaching é diferente de psicologia, de terapia, consultoria... o processo


deve ter início, meio e fim, ter um objetivo e traçar metas. Visa a melhoria do seu
cliente, o coachee, para que consiga elevar seu potencial, evoluir, modificar maneira
de pensar ou de se comportar dentro dos seus valores para que se aproxime e
alcance seus objetivos de forma mais rápida, para isso ser possível é preciso passar
por um processo de autoconhecimento, ter consciência dos acontecimentos,
ressignificar momentos, ter intenção e pensamento positivo.

São inúmeros os benefícios do coaching, em prol de nos tornar pessoas com


melhor performance para o alcance das nossas metas e assim objetivos, nos torna
pessoas mais conscientes, e nos presenteia com grandes descobertas sobre nós
mesmos, o incrível autoconhecimento, isso nos deixa preparado para diversas e
diferentes situações. Faz com que consigamos ressignificar o “difícil” para o
desafiante, modificar crenças limitantes, a ter mais confiança e poder transformando
isso em ações que nos aproximam dos nossos objetivos, melhoram nossos
relacionamentos com as coisas e pessoas, e conosco também.
11
12

2 COACHING

2.1 O QUE É NECESSÁRIO NUMA SESSÃO DE COACHING

Para uma sessão de Coaching, é necessário sempre deixar que o coachee se


expresse ao máximo, sendo ele quem responde, conclui e também determina suas
atividades em direção ao seu objetivo, sendo o coach um instrumento para esse
caminho, com pleno domínio das técnicas e ferramentas para que o cochee chegue
ao seu estado desejado, para isso é necessário:

Foco: Definir o objetivo do cliente e estabelecer metas que sejam realizáveis e


mensuráveis.
Comprometimento: Coach e Coachee estarem comprometidos com o processo, os
objetivos e o resultado a ser atingido.
Intenção Positiva: Trazer transformação positiva, para toda ação e meta , deve haver
uma intenção positiva, para si e para os que estão a sua volta.
Evolução contínua: Para ser de fato eficaz, deve apresentar evolução continua e o ser
percebido a cada sessão, entender porque valeu a pena a sessão leva o cliente a se
observar e se conectar consigo mesmo reconhecendo as mudanças.
Supervisão: Acompanhamento e o direcionamento do processo para o atingimento do
resultado.
Resultado: medir os resultados, reconhecer e comemorar são atitudes imprescindíveis
para o sucesso do processo.

Além disso, facilitar o processo de Coaching é importante seguir uma estrutura


básica de uma sessão completa:

1. Conexão – Rapport e Acompanhamento;


2. Proposta e Tema da Sessão;
3. Desenvolvimento da Sessão;
4. Aprendizados da Sessão;
5. Recapitulação final (Resumo) + tarefas+ desconexão.
13

2.2 QUAIS OS ELEMENTOS NECESSÁRIOS

Além dos importantes itens necessários para uma sessão, há inclusive uma lista de
elementos essenciais de um processo de Coaching, que são:

 Resolução de problemas
 Análise de Valores
 Mudança de Comportamentos
 Resiliência
 Resistência
 Oferecer informação
 Suporte / Apoio
 Reforço
 Crescimento pessoal
 Definição de Metas
 Plano de Ações
 Transferência de aprendizado
 Fornecer recursos
 Papel de Expert
 Ensinar
 Desafiar
 Planejamento Estratégico
 Explorar Crenças
 Avaliação
 Confidencialidade
 Levantamento de Dados
 Personalizar
 Baseado em Pesquisa
 Oferecer soluções
 Counseling (“aconselhamento”)
 Possibilidades Transformacionais
14

2.3 QUAIS AS PRINCIPAIS FERRAMENTAS

 Roda da Vida – Avaliação de Satisfação


 Diário de Bordo
 Auto feedback
 Tríade do tempo
 Feedback 360º Projetivo
 Crenças e Valores
 Crenças e Sonhos
 Missão e Visão
 Propósito e Missão
 Missão de Vida
 Refletindo sobre minha Missão
 Visão
 Metas e Objetivos – Formulando Metas e Objetivos
 Foco na Alavancagem
 Sistemas Representacionais
 Avaliação de perfil Comportamental
 A Roda da Abundância
 Identificando Fase da Vida
 Missão e Visão
 Propósito e Missão
 Missão de Vida
 Refletindo sobre minha Missão
 Visão
 Formatando os Objetivos
 As Cinco Linguagens do Amor
 Roda das Competências
 Feedback de Atuação e Competência do Coach
 Roda de Atuação e Competência do Coach
 Você está Pronto para Iniciar o Processo de Coaching?
 Perdas e Ganhos
 Análise do Campo de Força
 Orientação para Resultados plano de ação 5W2H Expandido
15

 Quem Sou Eu?


 Planejamento Ano
 Matriz Gestão da Mudança
 Identificando e Levantando seus Valores
 Perfil de Personalidade
 Rota de Ação
16

2.4 UMA BOA SESSÃO DE COACHING

Uma boa sessão de coaching consiste em coach e coachee estarem


engajados ao máximo para o desenvolvimento durante a jornada até o alcance do
estado desejado. O coach deve estar integralmente focado e dedicado à sessão,
com escuta ativa e livre de julgamentos, gerando estados emocionais positivos no
coachee, onde este se torna capaz de se desenvolver através do autoconhecimento,
sentir e se tornar imponderado por ser conduzido pelo coach a identificar os fatores
que dificultam ou facilitam o alcance do seu objetivo.

Para uma sessão ter bons resultados e assim ser considerada boa, deve
seguir um padrão de estrutura básica com conexão, Rapport em que o coachee se
sinta no ambiente seguro, ter uma proposta e tema, uma recapitulação dos
aprendizados da sessão e tarefas, além dos elementos essenciais de uma sessão e
aplicação das técnicas e ferramentas adaptadas à necessidade do coachee naquele
momento.

E por fim, para ser uma boa sessão de coaching é essencial que proporcione
satisfação, sentimento de dever cumprido, leveza e felicidade, além claro, da certeza
de que está aprendendo e numa constante evolução para ambos, coach e coachee.
17

3 AS PERGUNTAS SÃO AS RESPOSTAS

1 - Questões do tipo COMO (Busca pelo processo)


 Como você reage em relação a..?
 Como você poderia encontrar outras alternativas para um comportamento ou
ação mais assertiva?

2 - Questões do tipo QUE (Específica e direta)


 O isso representa para você?
 O que te faz sentir assim?

3 - Perguntas para identificação de VALORES


 Porque acredita que isso é fundamental para você?
 De que maneira você percebe o que é importante para você?

4 - Perguntas para verificação de RESPONSABILIDADE pelos resultados


 Quem é o responsável pelo seu sucesso? E pelo seu fracasso?
 Qual a atitude que você deve ter hoje para te levar ao resultado esperado?

5 - Perguntas para avaliação do COMPROMETIMENTO


 De 0 a 10 qual o seu nível de comprometimento para entrar em ação e alcançar
estes resultados?
 De 0 a 10 o quanto você acredita verdadeiramente no seu nível de
comprometimento?

6 - Questões do tipo QUAL


 Quais mentiras você conta para si mesmo e que o impede de ser feliz?
 Qual foi o aprendizado que foi adquirido com esta situação?

7 - Questões do tipo QUANDO (Específica tempo e prazo)


 Imagine-se daqui a 5 anos quando tudo estiver como você deseja. Como é?
 Quando vai se cuidar?

8 - Questões do tipo ONDE ( local)


 Onde vai ser?
 Onde é o lugar mais confortável para você?
18

9 - Questões do tipo POR QUE?


 Por que você acorda de manhã?
 Por que acredita que você age dessa forma?

10 - Questões para levantamento de NECESSIDADES (resultados esperados)


 Quais recursos você já tem?
 Quais as primeiras metas você vai atingir?

11 - Questões de CONGRUÊNCIA (questões sistêmicas que não afetam alguém ao seu


redor)
 Quais outras pessoas serão afetadas pelo seu objetivo?
 Quem pode de alguma forma te auxiliar/apoiar nesta “caminhada”?

12 - Questões para gerar RESPONSABILIDADE ( depende de quem)


 O que está te segurando?
 Quanto você comanda suas ações?

13 - Questões para definir SEGMENTAÇÃO DO OBJETIVO


 Se você pudesse dividir o alcance de sua meta em 3 passos, como seria?
 Quais são as evidencias que mostrarão que cumpriu seu objetivo?

14 - Questões para levantamento de RECURSOS


 “Uma saída pode ser uma entrada”. Qual seria essa oportunidade atualmente na
tua vida?
 Quem é seu exemplo de inspiração?

15 - Questões para mudança de ESTADO EMOCIONAL


 O que é perdão? Quem você poderia perdoar?

 Como você vai se sentir quando estiver alcançando seus objetivos?

16 - Questões para ESTIMULAR A AÇÃO


 Quais ações precisam ser tomadas para solucionar o problema que lhe aflige
hoje?
 O que comprova que você está no caminho certo?

17 - Questões para GERAR ESCLARECIMENTO


 Você realmente concorda com o que está me dizendo?
 Você poderia me explicar um pouco mais sobre isso?

18 - Questões para GERAR OPÇÃO


 Que ações reverteriam esta situação?
 Me apresente suas possíveis opções?

19 - Questões para DESAFIAR paradigmas


19

 Quais crenças você possui que podem ser questionáveis?


 Porque de alguma forma você poderia agradecer esta situação?

20 - Questões para ENCONTRAR LIMITAÇÕES


 Qual foi seu maior desafio?
 Existe medo de alguma coisa?

21 - Questões para MANTER A APRENDIZAGEM


 Que lições você tirou dessa situação e como as aplicará na sua vida daqui para
frente?

 De que forma você vai manter seu nível de avaliação e aprendizado sobre
acontecimentos e situações?

22 - Questões para AVALIAR O PROGRESSO


 Quais os comportamentos você percebeu que estão sendo alterados?
 Como você avalia sua evolução?
23 - Questões para OFERECER APOIO
 O que você acredita que eu poderia fazer, além do que estou fazendo, para que
você consiga alcançar sua meta mais rapidamente?
 Qual a sua expectativa com relação a mim para atingir este objetivo?

24 - Questões para ELABORAR PENSAMENTO


 Você sente que explorou todas as possibilidades relacionadas a esse assunto?
 Quais outras formas poderia ser interpretado isso?

25 - Questões DESAFIADORAS
 Isso é justo?
 Indique uma evidencia do que diz

26 - Questões para definição de RESULTADOS ESPERADOS


 Qual mudança especifica você deseja ver em sua vida após o processo de
coaching?
 Quais os benefícios quando concluir este processo?

27 - Perguntas para DEFINIÇÃO DE EVIDÊNCIA


 O que exatamente te mostrará que está no caminho certo?
 O que precisa acontecer para ter certeza que sua meta foi atingida?
20

4 NICHOS DE ATUAÇÃO DE COACHING

No Coaching existem dois grandes nichos principais, o Self Coaching – voltado


para atender necessidades pessoais e o Executive Coaching ou Business Coaching
- voltado a atender necessidades corporativas e empresariais.

Entretanto, têm surgido as mais diversas modalidades e especialidades de


coaching, como:

 Coaching de Emagrecimento
 Coaching Financeiro
 Coaching Nutricional
 Coaching in Copany
 Coaching de Vendas
 Coaching de Liderança
 Coaching de Relacionamentos
 Coaching de Carreira
 Coaching de Negócios
 Coaching Familiar
 Coaching de Adolescentes e de crianças
 Coaching de viagens
 Coaching Espiritual
 Coaching de Orientação Profissional
 Coaching de Atletas
 Coaching de Planejamento
 Coaching de Imagem e Visual
21

5 MEU NICHO DE NEGÓCIO DENTRO DO COACHING

Após pesquisar sobre os diferentes nichos, ter mais autoconhecimento sobre


mim, minhas experiências e habilidades, decidi que minha área escolhida para atuar
como Coach é o Coaching empresarial.

O coaching empresarial é um tipo de coaching voltado para empresários e


tem o objetivo de ajudá-los, através de várias ferramentas e técnicas, a desenvolver
capacidades e competências para se destacarem no mundo empresarial e para isso
é necessário ser um bom líder.

“O mundo dos negócios mudou impulsionado pela globalização econômica, política


e tecnológica. Como resultado dessas mudanças no ambiente de trabalho os
indivíduos podem vir a apresentar dificuldades quanto à sua habilidade para se
adaptar. O programa de coaching visa ajudar os indivíduos a desenvolverem novas
atitudes e competências ao atingir as metas organizacionais. O processo
de coaching está baseado na avaliação da performance do indivíduo, assim como
nas suas dificuldades relacionais. “ (YOSHIDA e MILARE,2007)

Na minha atuação como consultora pelo SEBRAE, durante a universidade por


2 anos participei de um estágio em que prestava assessoria a microempresas da
região de Santa Maria-RS, logo já graduada como economista, em Porto Alegre
atendi 58 empresas continuamente durante período de também 2 anos, desenvolvi
muitas habilidades e técnicas, fiz diversos cursos entre eles o analista
comportamental e o Líder Coach que visa no desenvolvimento de habilidades e uso
de ferramentas que possibilitam participar diretamente no desenvolvimento individual
dos colaboradores e equipe. Com o tempo fui observando e aprendendo com
grandes líderes que quem traz os resultados para as companhias são as pessoas,
entretanto o maior desafio de um líder é a gestão das mesmas, e por isso a
importância de se trabalhar e desenvolver a liderança em prol de se tornarem líderes
de alta performance promovendo o desenvolvimento de uma equipe engajada na
busca dos melhores resultados.
Com minhas experiências e convivência direta com os empresários de EPPs
(Empresas de Pequeno Porte), entendi muitas das aflições, situações e desafios que
22

pequenos empresários vivem, por isso quero me dedicar a me profissionalizar ainda


mais e me voltar a este nicho.
Além do mais, Dados do Serviço de Apoio a Micro e Pequenas Empresas
(Sebrae) apontam que 60% das empresas fecham as portas até o segundo ano de
existência. No atual momento de crise econômica-social-política a que nos
encontramos em todo o Brasil é imprescindível que para os negócios sobrevivam,
por trás deve haver pessoas com boa gestão, de alta performance profissional e
pessoal, uma vez que pessoas são um indivíduo único, difícil separar por inteiro o
lado profissional do pessoal, sendo assim a importância de trabalhar parte de
coaching life nas sessões e principalmente no desenvolvimento da gestão da
emoção.

O Coach deve ser um eterno aprendiz, por isso ao estudar para viver uma vida
plena com sabedoria e para melhor elaborar este TCC, li o livro GESTÃO DA
EMOÇÃO: Técnicas de coaching emocional para gerenciar a ansiedade, melhorar o
desempenho pessoal e profissional, e conquistar uma mente livre e criativa, escrito
por Augusto Cury, o qual possui minha total admiração. Com ele juntamente dos
ensinamentos do PSC, percebo a importância de praticar comigo “selfCoaching” e
nas minhas sessões com meus coachees a Gestão da emoção. Cury, descreve um
Programa de Gestão da Emoção, o qual pretendo de alguma forma trabalhar nas
sessões, trabalhando as áreas:

1. Eficiência socioprofissional;
2. Reciclagem de falsas crenças;
3. Descaracterização de paradigmas limitantes;
4. Ruptura com o cárcere do conformismo;
5. Capacidade de reinventar-se nas crises;
6. Promoção do raciocínio complexo e do pensamento estratégico;
7. Liderança e gestão de pessoas;
8. Expansão do potencial criativo;
9. Habilidade de pensar antes de reagir;
10. Empatia;
11. Carisma;
12. Relações saudáveis;
23

13. Formação de pensadores;


14. Fomento da resiliência;
15. Prevenção de transtornos psíquicos.

Este programa é representado por um conjunto de técnicas de gestão que


pretendo aplica-las de alguma forma nas sessões do coaching, seguir a linha deste
programa e de suas técnicas, pois no mundo das emoções, explora-lo, domina-lo e
usar de forma inteligente é nosso maior desafio. E embora as técnicas possam ser
imprescindíveis para desenvolver as complexas habilidades de inteligência
socioemocional, exige-se muita coragem e inteligência para mapear continuamente
os fantasmas mentais, foco e disciplina.

Minha decisão em definir meu nicho de atuação como coach empresarial, já me


faz feliz por saber que de alguma forma estou contribuindo para com a sociedade,
uma vez que empresários de alta performance gerem melhor seus negócios,
independente do porte, exercendo sua contribuição para a economia do país e de
sua comunidade, mas principalmente sendo bom gestor, empregando pessoas e
compartilhando com estas uma sabedoria, e exemplo de indivíduo de alto
desempenho, com foco e intenção positiva em tudo que faz.
24

6 PEER COACHING

Foi muito prazeroso viver a experiência de um processo inteiro como já como


coach, sentir a responsabilidade, a conquista e realização ao presenciar as
evidências e evolução do coachee.

Os 10 Relatório de Procedimento e Resultados estão devidamente preenchidos


e assinados pela Coach, no caso por mim, Bianca, e pela Coachee Marjani
Anschau, se encontram no Anexo 1.

Coachee E-mail

1 Marjani Anschau Jany_anschau@yahoo.com.br


2 Marjani Anschau Jany_anschau@yahoo.com.br
3 Marjani Anschau Jany_anschau@yahoo.com.br
4 Marjani Anschau Jany_anschau@yahoo.com.br
5 Marjani Anschau Jany_anschau@yahoo.com.br
6 Marjani Anschau Jany_anschau@yahoo.com.br
7 Marjani Anschau Jany_anschau@yahoo.com.br
8 Marjani Anschau Jany_anschau@yahoo.com.br
9 Marjani Anschau Jany_anschau@yahoo.com.br
10 Marjani Anschau Jany_anschau@yahoo.com.br

7 CINE COACHING

7.1 CONVERSANDO COM DEUS

Em conversando com Deus, o personagem principal Neal, estava distraído olhando


para mulher na rua e se acidenta, fratura o pescoço, sem conseguir trabalhar perde
25

o emprego, não conseguindo se recolocar ao mercado apesar de qualificado, acaba


por não conseguir pagar suas contas e inclusive aluguel, termina por ir morar na rua,
torna-se um mendigo. Percebe-se um tanto orgulhoso, uma vez que não buscou
ajuda de sua família ou amigos.
Entretanto na vida de morador de rua, apesar de resistir inicialmente conhece
muitos outros moradores de rua que na mesma situação apresentam compaixão e
amizade ao novo integrante dali. Com força de vontade e pequenas ajudas dos
novos amigos consegue um novo trabalho em uma rádio, conseguindo então um
local melhor para morar, sem esquecer dos que lhe ajudaram chama para uma
refeição, demonstrando gratidão à eles. Entretanto, a radio vai a falência e fecha as
portas. Neal fica depressivo em casa, questionando a existência de Deus e razão da
sua vida, começa a ouvir uma voz, acreditando ser Deus, ele faz perguntas e esta
voz revela as respostas. Ele fica em Flow, e passa dias escrevendo estas
respostas, o que mais tarde se tornará um livro, para auxiliar milhares de pessoas a
também buscarem as respostas.

Essa voz faz o papel de coach, trazendo as respostas e significando as coisas


que ele sempre quis saber, ou seja, mostrando que todos têm as respostas dentro
de si mesmos, assim como funciona o processo de coaching. Em que o Coach é um
apoio, uma ferramenta para que o coachee encontre suas respostas.
Outra lição importante do filme é que o personagem só consegue ter êxito na vida
profissional e financeira, quando se está fazendo algo com um propósito maior, algo
que realmente gosta e impactando outras pessoas, através do compartilhando do
seu conhecimento e sabedoria.

7.2 PODER ALÉM DA VIDA

O filme é baseado em fatos reais e retrata a história de uma equipe de ginastas


que treinam para competir nas olimpíadas, o atleta que se destaca é um rapaz que
se chama Dan, admirado por todas as mulheres, tinha tudo o que queria, títulos,
carros, festas. Entretanto tinha um comportamento muitas vezes inadequado, estava
em um ritmo que o desvirtuava do seu objetivo com festas, álcool e noites sem
dormir, era arrogante com os demais, e apesar de ter muitas coisas lhe faltava algo.
26

Um certo dia se deparou com um senhor muito misterioso e diferente em um


posto de gasolina, em uma conversa este senhor lhe perguntou “você é feliz?” para
o rapaz que achava que sabia tudo, este senhor, o qual ele começou a chamar de
Socrates, um homem muito sábio, lhe faz indagações que lhe tiravam da zona de
conforto. Assim como em um processo de coaching as vezes não é confortável
mexer nos nossos medos e ‘fraquezas’, mas é imprescindível para a busca da
consciência e autoconhecimento e assim evoluirmos.
Por continuar a agir como inconsequente Dan sofre um gravíssimo acidente
de moto, o que o deixa fora das competições. Neste período, Dan precisa de uma
força maior, e busca pela ajuda da orientação de Socrates, que atua como um coach
pessoal de Dan, ele precisou se reinventar buscando dentro de si entender seus
conflitos, reformular seus valores, atitudes e objetivos. Para superar esse desafio ele
vive experiências que vão além da vida real do dia-a-dia. Volta a treinar, aprende
que é preciso viver o agora, esvaziar a mente e com muito foco consegue se
classificar no campeonato. Mas acima de tudo ele percebe que as vitórias e
felicidades estão no caminho percorrido, e não no fim.
Esse filme passa uma linda mensagem de superação, e mostra assim como
em um processo do coaching, o processo evolutivo que acontece quando se vive a
experiência do autoconhecimento, do viver o agora, de ter um foco. Uma frase
falada pelo personagem Sócrates e que acredito muito, é a de que “ Conhecimento
não é o mesmo que sabedoria. A sabedoria está em agir”, essa lição serve para
tanto coachs como coachees, não basta só sabermos, planejarmos devemos agir.

7.3 QUEM SOMOS NÓS

Quem Somos Nós é um filme-documentário interessantíssimo, fala sobre a


força e poder do pensamento, o quanto a qualidade destes influencia na nossa vida.
É um mix de assuntos como filosofia, religiosidade, psicologia positiva e até faz
uma introdução ao tema da Física quântica e metafísica. Conta a história de uma
fotógrafa com deficiência auditiva que passa por experiências negativas em um
relacionamento no passado e isso reflete em todas as formas como ela vê a vida.
27

Também é transmitido sua mensagem através depoimentos, relatos de especialistas


nos temas, fazendo com que o espectador reflita sobre o mundo, sobre diversos
questionamentos sobre quem somos, a que viemos, para onde vamos.. ajuda a nos
conhecermos melhor.
O filme discute além de física quântica, também neurociência e biologia
humana, mostrando como o corpo e neurotransmissores reagem em diferentes
situações, e que as vezes não há diferença entre experiências reais ou de
fantasias/sonhos. Outros pontos tratados no filme é de que o Universo é mais
compreendido como construído pelo pensamento mais do que de substâncias. De
que nossas crenças sobre o que nós somos e o que nós realmente somos é real,
nós mesmos formamos a nossa realidade. Em conclusão, ao que se assiste é a de
que “Nós que criamos a nossa realidade”. Por isso tão importante nas sessões de
Coaching tratar temas como crenças, e crenças limitantes, entender de onde vem
aquela crença e sentimento. Por isso também a atenção à qualidade dos
pensamentos, uma vez que o que produzimos no cérebro pode causar reações no
corpo em resposta às emoções. A exemplo disso, a física comprova com as
experiências do arroz e da formação na água, de falar coisas boas e ruins a estas
substâncias, e as que ‘ouviram’ palavras de amor e gratidão tiveram uma qualidade
melhor. E tudo ao nosso redor é composto parte por agua, assim como nossos
corpos. Isso comprova que nossas pensamentos e palavras tem o poder de
influenciar a direção de nossas vidas.
Sendo assim, comprovando a importância de nas sessões de coaching ficar
claro que nossos pensamentos são tanto o que falamos através das palavras a nós
mesmos, como o que falamos para o universo.
7.4 A CORRENTE DO BEM

O filme conta a história de 3 personagens principais, a de um professor que se


escondeu dos seus problemas da juventude com seu pai nos livros, a de uma mãe
alcoólatra e a de um menino, Trevor, de 11 anos que esta cursando a 7ª série.
No primeiro dia de aula o professor lhes passa a lição de buscar aprender
sempre coisas novas, no caso o significado de diferentes palavras, e com isso criar
o hábito da curiosidade e não comodismo. Outro grande desafio aos alunos era
fazer um trabalho ao longo do ano com o objetivo de fazer algo que pudesse
transformar o mundo. A intenção era forçar as crianças a pensarem nisso e colocar
28

em prática, assim como no diário de bordo, que todo o dia nos faz ‘estarmos ligados’
para boas ideias de transformação e mudança. A ideia que mais surpreendeu ao
professor foi a de Trevor, que propôs uma corrente, na qual o objetivo era ajudar 3
pessoas, fazendo algo muito importante e que fosse transformador para elas e cada
pessoa que recebesse a boa ação deveria repassar a 3 pessoas, e essas 3 para
mais 3 cada, e esse gesto se multiplicar.
Inicialmente apesar de frustrado com as pessoas que tentou não passarem
adiante ou de ele falhar na ajuda, o menino não desistiu de atingir seu objetivo de
“passar a diante”, sendo persistente na sua tarefa, não preocupado com a nota, mas
sim com o propósito e tornou isso naquele momento como sua missão de tornar o
mundo melhor. O primeiro a ser ajudado por Trevor foi um mendigo drogado, que ele
deu comida e ajudou a comprar roupas para conseguir emprego, que ao final passou
adiante para uma moça suicida que a salvou de pular da ponte, em segundo a
tentativa era de ajudar o professor que era um homem muito sozinho, e nisso por
consequência já ajudar a sua mãe tentando uni-los como casal, e então ela não
voltaria para seu pai e nem para o álcool. E em terceiro o seu amiguinho da escola,
ajudando a se defender de briga de outros meninos, falhou uma vez por medo, triste
reconheceu isso, no entanto foi bravo com seu objetivo de ajudar o colega que
acabou infelizmente morrendo na briga com uma facada.
Entretanto, antes nesse meio tempo o “passar adiante” a boa ação foi
acontecendo e passando por diversas pessoas e localidades, despertando a
curiosidade de um jornalista que recebeu uma boa ação e também deu continuidade
na corrente, e foi atrás da história e entrevistou Trevor que pode deixar uma
mensagem para o mundo minutos antes de partir, de que: “... As pessoas têm medo
de mudar, de pensar que as coisas podem mudar. O mundo não é feito somente de
merda! Mas é difícil para quem se acostumou com as coisas como elas são. Mesmo
que sejam ruim elas não mudam, então as pessoas desistem. Quando isso acontece
todo mundo sai perdendo.”

7.5 A PROVA DE FOGO

Catherine e Caleb, estão tão ocupados no seu dia a dia, e preocupados


somente com seus próprios interesses, sem conversar estão supondo coisas, e em
29

uma briga egoísta e cheia de raiva, brigam e sem refletir pedem divórcio, e ficam
agindo com orgulho.
No trabalho de Caleb, ao salvar as meninas do acidente de carro e ser
preciso tirar o carro dos trilhos, só deu certo porque muitas pessoas estavam unidos
com o mesmo propósito e crença de que era possível, ou seja, a união de várias
pessoas fez a força e fez possivel.
Caleb não aceita a opinião das pessoas mesmo as que as querem muito bem,
quando contrárias à dele, não consegue dialogar, porque não sabe ouvir na
essência.
É o que Catherine se manteve orgulhosa e convicta ao divórcio dando ouvidos
conselheiras que não sabiam exatamente a realidade que se passava, enquanto
Caleb aceita o desafio do Amor proposto por seu pai, o que foi resistente
inicialmente, mas seu pai foi muito sábio ao insistir que ele devesse prosseguir o
processo dos 40 dias do desafio do amor baseado na sua decisão, não pode desistir
no meio do caminho, não importa os sentimentos durante o percurso, pois as vezes
os sentimentos nos enganam, e temos que saber guiar o coração. Viver um dia de
cada vez.
Seu pai não desiste do filho, e vai até ele, compartilhar seus aprendizados e
sua Fé em Deus, e tudo o lhe aconteceu depois de estar aberto a religião e Jesus.
Muito sábio disse que deve pedir perdão e a salvação a Jesus, pois para Ele “Ódio é
como matar alguém e Luxuria é como cometer adultério”, pai de Caleb aprendeu que
não se poder dar amor a alguém quando não se tem, e que só aprendeu, entendeu
e pode amar quando não exigia em troca. Caleb decide ter fé em Deus, e estar
inteiro nisto, com apoio do seu colega de trabalho e Pai.
Ao final, eles conseguiram ficar juntos, provando que seu amor é prova de
fogo, graças a dedicação de Caleb no seu objetivo final sem se perder nas horas
difíceis do percurso, e ela por reconhecer e saber perdoar.

7.6 A PROFECIA CELESTINA

Retrata a aventura de um professor de história que após perder o emprego, se


sente curioso e chamado a viver algo diferente no Peru e descobrir algo que tão
pouco sabe direito, mas vai atrás de um Padre que ouviu falar, e que este teria
encontrado pergaminhos da antiguidade, e que incrivelmente retratava com detalhes
30

o mundo de hoje, no qual revelava 9 visões/insights para o desenvolvimento e


crescimento espiritual da humanidade, fases e etapas para alcançar a sabedoria,
evolução e luz. A profecia prevê um despertar da humanidade para viver uma
profunda espiritualidade.
Ao longo da história o personagem vai sendo guiado por seus sentimentos ao
conseguir interpretar seus insights e pressentimentos, intuições e com auxilio de
outras pessoas que estão vivendo ou já passaram por essas experiências e
conseguem compartilhar, dar energia boa, sabedoria e luz para auxilia-lo e todos
alcançarem um objetivo e proposito em comum, descobrir o 9º insight.

Os 9 insights /visões são:

1- Massa crítica: Estamos descobrindo que vivemos num mundo misterioso,


cheio de coincidências e encontros sincronizados que parecem do destinado.
2- O agora mais longo: Quanto mais pessoas acordarem para esse mistério,
mais poderemos criar uma nova visão de mundo – redefinindo o universo
como energia sagrada.
3- Uma questão de Energia: Descobriremos que tudo ao nosso reder, toda
matéria, consiste e vem de uma energia divina e dinâmica, que se esta
começando a entender.
4- A luta pelo Poder: É a consciência de que os seres humanos com frequência
rompem sua ligação interior com essa energia mística.
5- A mensagem dos místicos: Experiência de cultivar a ligação interior/pessoal
com a energia divina. Uma transformação mística que nos preenche com
energia e amor ilimitado, ampliando nossa percepção de beleza, e nos
levando a um maior auto-conhecimento.
6- Esclarecendo o passado: Com conhecimento/ percepção, podemos liberar
nosso padrão de comportamento controlador, e descobrir a verdadeira
liberdade, e que estamos aqui para compartilhar e nos ajudar a evoluir como
humanidade.
7- Entrando na corrente: Descoberta de uma intuição interior que nos mostra
onde ir e o que fazer, com interpretações positivas trará um fluxo de
coincidências que abrem portas.
31

8- Consciência: Quando entrarem muitas pessoas neste fluxo evolucionário,


sempre dando energia a todos que conhecerem, se construirá uma nova
cultura onde todos evoluíram a altos níveis de energia e percepção.
9- A cultura Emergente: Consciência de como a evolução se dará se vivermos
as outras 8 visões. Estaremos todos sincronisticamente seguindo sua missão
de crescimento, alavancando a energia de todo o mundo.

A Mensagem é de que nós e o mundo somos feitos de energia, e quanto mais


evoluirmos e compartilharmos boas energia, a humanidade como todo se
eleva.

7.7 DUAS VIDAS

Mais uma produção da Disney com uma bela mensagem por trás, Duas Vidas
conta história de Rusty - um homem beirando os 40 anos de idade, muito bem-
sucedido financeiramente e profissionalmente, atua como consultor de imagem,
transformando a vida das pessoas muitas vezes fazendo-as até parecer o que não
são realmente, é inteligente, entretanto não é feliz vive estressado, é rude com todos
a sua volta, não tem relacionamento amoroso, tão pouco com sua família.
Um dia surge um menino de uns 8 anos na casa de Rusty que o encontra e é
bastante frio com o menino, com o passar do tempo o menino na sensação de
32

perdido não desparece, Rusty está tão desligado do seu passado que demora a
perceber que aquele menino gordinho e doce era ele mesmo quando criança, por ter
se forçado a esquecer as coisas tristes do seu passado demora a se conectar com o
menino, e quando isso acontece voltam no tempo passado, e lá ele volta a se
conectar com sua essência e revive situações marcantes para tornar o adulto que é
hoje, se depara com uma briga que teve na escola em que perde, e sua mãe já
doente é chamada na escola por isso seu pai muito rígido e duro acusou o menino
de estar matando sua mãe com desgostos na escola, sentimental que era o garoto
chora e o pai grita com ele dizendo para parar com isso que está na hora de crescer,
é aí que Rusty perde sua espontaneidade e sentimentalismo.
Mas vendo isso de fora ele consegue visualizar que não era intenção do seu
pai magoa-lo, consegue se perdoar da culpa e perdoar seu pai, consegue
ressignificar suas angustias geradas por este momento, como a técnica da
dissociação que pode ser usado nas sessões de coaching.
Ao final do filme, mostra o encontro de 3 “Rustys”- o garoto, o adulto e o idoso
com uma vida feliz e realizada, piloto de avião com uma família, e um cachorro que
era seu sonho de infância, porque teve a oportunidade de uma “segunda chance”
quando pôde aceitar seu passado, ressignificar, perdoar, quebrar suas crenças
limitantes e criar consciência da sua essência, voltando a sonhar. Durante um
processo de Coaching devemos trabalhar todos os temas e desenvolver no coachee
para construir e viver em um presente consciente e preparar um futuro feliz
alcançando seus objetivos.
7.8 MÃOS TALENTOSAS

O filme conta a história de vida do neurocirurgião considerado como o melhor,


Ben Carson, é um exemplo do quão poderoso é uma boa orientação, incentivo e
perseverança na vida de uma criança ou de um jovem.
É uma história de superação de um menino negro, pobre e filho de uma mãe
solteira negra, analfabeta que luta por dar uma vida com dignidade e melhor aos
seus filhos. Quando menino Carson e seu irmão tinham autoestima muito baixa, iam
muito mal na escola, se sentiam incapazes e “burros”, também viviam no sentimento
de menosprezo por sofrerem bullying na escola.
Sua mãe, mulher lutadora, não mostrava aos filhos suas fraquezas, tão pouco
que não sabia ler, mas foi a partir de uma conversa difícil com a diretoria da escola
33

sobre mal comportamento e baixo rendimento do Carson, no lugar de se acuar ou


sentir-se menosprezada, ela ficou mais forte para enfrentar o desafio de fazer seus
filhos pessoas melhores, tomou uma decisão firme mudou sua postura mediante os
meninos, sendo uma mãe incentivadora da leitura e do estudo, instigando os
meninos a lerem muitos livros e lhe contarem as histórias, fazendo de tudo para que
eles acreditassem no seu potencial, e isso ajudaria a mudar o futuro deles. E foi
então que Carson melhorou seu desempenho se tornando um dos melhores alunos,
indo cursar uma das melhores universidades dos USA, foi o incansável incentivo da
mãe, admirável ela que também buscou se superar e aproveitar as oportunidades
surgidas e acredita em si quando se permitiu aprender a ler, e todos os bons valores
que a mãe passou que deram a ele tanta força de vontade de alcançar seu objetivo,
se tornar um médico. Se tornou um dos mais acreditados e consagrado
neurocirurgião do mundo, acreditou na sua capacidade e realizou cirurgias com
sucesso antes nunca feitas, retirou um pedaço do cérebro de uma menina para
controlar as convulsões, e separou 2 bebês gêmeos siameses.
A incrível história dele é um exemplo como o forte incentivo dos pais,
aprender a acreditar no próprio potencial, a leitura e estudos tem o poder de mudar
para melhor a vida de uma pessoa. E esse incentivo, direcionamento e
principalmente fazer com que as pessoas acreditem no seu potencial também é
passado nas sessões do Coaching.
7.9 DIVERTIDAMENTE

O filme da Disney que em teoria foi feito para o público infantil, agrega
poderosas lições à pessoas de todas as idades sobre inteligência emocional.
O filme retrata de maneira divertida e educativa como agem as emoções
dentro do cérebro de uma menina de 11 anos. As emoções destacadas no filme são
a Alegria, Medo, Tristeza, Repulsa, Raiva.
Hiley, a menina que protagoniza o filme, entra em crise ao deixar sua cidade
quando se muda com a família para a cidade que o pai arrumou novo emprego, e
essas mudanças todas fazem com que as suas emoções se misturem, e até mesmo
cada emoção como um personagem na história tentam ajudar a menina. A Alegria
tentando ajudar sempre, positiva e animada, comanda e impede a tristeza de tocar
nas memórias da menina, e principalmente nas memórias padrão onde se constrói a
base de crenças da menina. A Alegria e Tristeza saem da torre de comando, se
34

perdem, enquanto a Raiva, Nojo e Medo ficam na torre de comando, Riley age de
forma insegura, confusa, nervosa.. E na jornada de tentativa de volta, Alegria e
Tristeza revisitam as memórias de longo prazo, e lá percebem que os sentimentos
devem estar juntos.

A mensagem de intenção a ser passada com o filme, que entendo, é que


precisamos revisitar as emoções, até mesmo a tristeza, e fazer uma nova releitura
do que vamos utilizar desta memória, fazer a faxina nas lembranças, mas deixar o
necessário é importante, mesmo que uma lembrança que gerava emoção de tristeza
podendo ser ressignificada, sendo superada, isso é essencial para entendermos o
que aconteceu, o que aprendemos e assim evoluirmos. Remetendo às sessões de
coaching, ao utilizar da técnica da ressignificação, quadro das emoções, entender os
sentimentos, como surgem, de onde vêm e como vamos agir sob eles.

Uma vez que os sentimentos e emoções guiam nossas atitudes, o que


pensamos o e falamos, nossas expressões e micro expressões, inclusive muito bem
demonstradas no filme, as quais são universalmente reconhecidas por todos nós,
tão transparentes e facilmente aparentes.. Por isso, a importância de ser trabalhado
a Gestão da emoção ter inteligência emocional é saber se conhecer, e controlar as
emoções para sermos a melhor versão de nós.
7.10 COACH CARTER

Esta é uma história sobre respeito, integridade, trabalho em equipe, foco no objetivo
e de grandes ensinamentos com disciplina, paciência e persistência vivida pelo
treinador Carter com seu time de basquete.
Ao ver a dificuldade de sinergia e conflito do time, como ex-jogador do time da
escola de Richmond Ken Carter se sentiu na obrigação de aceitar a proposta de ser
treinador do time. No entanto, pede que seja do seu jeito, dá aos jogadores um
contrato para assinarem que implica acima de tudo respeito entre todos da equipe,
notas acima da média, pontualidade, uso de terno nos dias de jogos, entre outros
requisitos.
Inicialmente com a resistência dos alunos e logo muito criticado sobre sua
rigidez, Carter permaneceu sempre focado em seu no propósito e missão de que
mais que torna-los jogadores e ganhadores de um campeonato, era abrir suas
35

visões para o futuro, profissão, força-los a pensar e traçar um depois, assim como o
coaching.
Como líder traçou objetivos e estratégias, adquiriu respeito da sua equipe, pois
muito mais que ensinar o jogo, deu-lhes educação, compartilhou suas experiências e
sabedoria, ensinou-lhes valores, fez além do que seu cargo.
Surgiram dificuldades no percurso, muitos dos alunos estavam abaixo do
rendimento escolar esperado, Carter cancelou os treinos até que todos cumprissem
com seus acordos de tirar boas notas, arcou com as consequências e muitas
críticas, foi integro de cumprir o que diz. E os meninos com espirito de equipe o
apoiaram na sua decisão e se ajudaram uns aos outros como um time, tanto na
quadra como na escola. Atingindo boas notas e voltando as quadras.

No jogo final do campeonato o time perdeu nos últimos segundos, entretanto


muitos dos jogadores ganharam bolsas de estudo em universidades e puderam
continuar jogando. O filme deixa uma sábia mensagem de que nem sempre o final
feliz é somente quando ganha, mas tem a ver com tudo o que foi desenvolvido no
caminho, saber lidar e como interpretar, aprender com as perdas e vitórias do
cotidiano é que nos torna vencedores na vida.

8 NÍVEIS NEUROLÓGICOS DE APRENDIZAGEM

A pirâmide dos níveis neurológicos do processo evolutivo é importante para


realizarmos um diagnóstico do nível onde o coachee se encontra e também para
estruturar um plano de ação estratégico para aprendizagem e mudança dele dentro
do processo.

São Sete níveis:


36

Coaching Remediativo:
1º nível – Ambiente: refere-se aos fatores ambientais externos e como influenciam
as pessoas, e também a influência e impacto que as pessoas podem exercer sobre
o ambiente. Neste nível o coach atua como guia, trabalhando com as oportunidades
que o ambiente pode oferecer, utilizando-as como benefício.
2º nível – Comportamento: refere-se às ações e reações das pessoas, como se
comportam em determinadas situações a que estão expostos. Neste nível o coach
tua como treinador, adotando um estilo de estimulo por recompensa, trabalhando
ações e reações do indivíduo para situações em que deseja mudança ou alcance de
objetivos.

Coaching Generativo:
37

3º nível – Capacidades e Habilidades: refere-se a forma como nos posicionamos e


nos vemos diante dos nossos objetivos, envolve as estratégias habilidades e
capacidades pelas quais os indivíduos dirige as ações dentro de um contexto. Neste
nível o coach atua como professor/ consultor, trabalhando nas estratégias mentais
do coachee que está relacionado com competências.

4º nível – Crenças e Valores: refere-se as motivações e aquilo que acreditamos


sobre nós mesmos e como isso nos impulsiona a atingir os nossos objetivos. Neste
nível o coach atua como mentor e liderança é inspiracional, trabalhando com o
reconhecimento dos valores permitindo desenvolver uma jornada com mais
consciência e lucidez.

Coaching Evolutivo:
5º nível – Identidade: refere-se diretamente a nossa missão, isso como um
propósito essencial a nos mover para tornar a melhor pessoa que podemos ser.
Nossa história e experiências ajudaram a formar a pessoa que somos, a pessoa que
somos é o resultado das escolhas que fizemos. Neste nível o coach faz papel de
patrocinador, com foco no positivo, o líder atua na consideração individualizada.

6º nível – Afiliação: refere-se aos grupos que pertencemos e pessoas com quem
nos relacionamos e compartilhamos nossas conquistas, conversas, intimidades....
Neste nível o coach tua como aglutinador, e a liderança é colaborativa.

7º nível – Legado: refere-se ao senso de significado da vida, uma visão maior e em


fazer o bem para o coletivo. Neste nível o coach faz papel de Despertador e Self
Empowerment, trabalhando quais as contribuições que o coachee faz no seu
contexto e universo, já a liderança atua de forma carismática e visionária.
9 AGORA SOU UM PROFESSIONAL & SELF COACH

Agora sou um Professional & Self Coach, concluo mais esta etapa de forma
realizada, mudada e com certeza para melhor, mudei a forma de pensar e em
muitas coisas como agir, já posso dizer inclusive que já tenho muitos frutos disso,
agora tendo mais consciência e autoconhecimento, consigo também fazer uma
leitura melhor dos momentos e das pessoas, ser analista comportamental pelo IBC
38

me ajudou a entender muito os diferentes perfis, a como lidar com eles, e


principalmente compreender que as pessoas são todas diferentes por diversas
razões e não julga-las por isto.

Hoje me sinto mais capaz, mais forte e segura.


“Conhecimento não é o mesmo que sabedoria. A sabedoria está em agir”
Sempre acreditei no que diz esta frase, mas ter visto-a novamente no cinecoach me
fez refletir ainda mais e fazer disso uma forte crença para a vida e principalmente
após PSC, uma vez que se não colocarmos realmente em prática nosso
aprendizado no dia a dia e na aplicação das sessões como coach e até mesmo
como self coach não vamos estar no caminho de atingir o melhor de nós, tão pouco
conseguir auxiliar e direcionar com maestria, devemos ser exemplo também.

Tomo o título de ser uma Coach com muita responsabilidade, pois seria de tamanha
irresponsabilidade não continuar a evoluir constantemente com estudo e pratica
deste, além do mais como Augusto Cury cita em suas obras que é sabido que
algumas técnicas de coaching podem sim aliviar transtornos mentais mais simples,
como depressão leve, determinadas fobias e bloqueios. Mas é preciso ter muita
responsabilidade e entendimento não podemos e não estamos preparados para
atuar sobre doenças psicológicas ou psíquicas.
Mas é nosso compromisso seguir com nossa missão com responsabilidade, de
compartilhar todo nosso aprendizado e experiência, quando pensei em fazer o PSC,
foi justamente por isso, já havia feito um pequeno processo de team coaching e já
tinha visto ótimos resultados, queria que outras pessoas pudessem viver essa
experiência de evolução, e será uma imensa gratidão e realização poder auxiliar
outras pessoas a viverem estas descobertas, pois ser e auxiliar pessoas a serem
melhores e plenas é uma grande contribuição para o universo.
10 MISSÃO DE VIDA

Nunca fui uma pessoa neutra, que onde fosse passasse despercebida, e desde
criança quis sempre fazer algo grandioso, com o tempo vamos amadurecendo e
isso, às vezes, parece ficar mais distante. Mas sempre me questiono qual minha
grande missão/ legado aqui?
39

Hoje, com mais maturidade, penso que pode não ser algo que salve o mundo,
mas as vezes em pequenas e simples atitudes podemos salvar o mundo de alguém.
De algo tenho certeza, é que deixarei o legado de fazer a diferença de forma positiva
no meio em que estou inserida e pertenço nos mais diferentes níveis, é fazer mais
que o esperado, que o comum... é compartilhar minhas experiências e
aprendizados, mais que isso, é ouvir e aprender com as pessoas, absorver toda a
sabedoria que elas têm a passar, pois já diria um provérbio chinês, do qual acredito:
“ inteligente é aquele que aprende com a própria experiência e o sábio aquele que
aprende com a experiência dos outros. O inteligente atrai a fama para si, já o sábio
compartilha”. E há muitas pessoas para nos passar sabedoria. E meu propósito é
poder aumentar essa corrente de compartilhamentos, é conectar-se às pessoas e
conectá-las, assim gerar descobertas mutuas.
Venho de uma família que está na essência ajudar aos outros, ter compaixão
e fazer o bem sem olhar a quem, desde minha adolescência participei de diversos
trabalhos voluntários dedicados a ajudar aos mais necessitados, e costumo dizer
que o presente e bem maior é feito não só para quem recebe mas para quem tem a
oportunidade de ajudar e fazer o bem. Por isso, outra coisa certa sobre minha
missão de vida é que a atividade que desempenhar, além de fazer vibrar meu
coração me fazendo uma pessoa eficaz, deve contribuir para um BEM maior e
coletivo, ser algo a mais que só para uma empresa ou a mim mesma.
Ao incentivar e influenciar para o Bem, seja em circunstâncias até mesmo do
individual, e isso lê-se como positivo, pois impactará também nos outros de forma
positiva.

Por último, compartilho uma frase que fala muito de e por mim “Gratitudine, il
pensiero positivo e l’atteggiamento.. via della felicita.” (Gratidão, pensamento
positivo e atitude... caminho para felicidade.)
40

11 CURRÍCULO

BIANCA DE BASTOS BOLZAN

Coach, Coach empresarial, líder Coach e Analista Comportamental.

Especialista em Gestão e Inovação para pequenas empresas e em Gestão


Estratégica e Econômica de Negócios pela FGV/RS, graduada em Economia pela
Universidade Federal de Santa Maria.
Possui experiência de 4 anos em consultoria e assessoria, atuando pelo
SEBRAE, em diversas empresas de diferentes segmentos nas áreas que englobam
a gestão de um negócio: marketing, finanças, Recursos Humanos, seleção de RH,
entre outros. Além de diferentes experiências internacionais e de voluntariado.
Atualmente atua como trainee em uma multinacional presente em mais de 150
países.

Contatos:

biancabbolzan@gmail.com
https://www.linkedin.com/in/bianca-bolzan-474941b0/
+55 55 99997-5689
41

12 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ALMEIDA, M. de & VASATA, F. Motivação nas Empresas. Itajaí: Univali, 2003.

AZEVEDO, Maria Jose de. Qual a importância de motivar equipes ?, 24 nov. 2007.
Disponível em: http://www.via6.com/topico.php?tid=132085. Acesso em: 12
maio 2009.

BERGAMINI, C. W. &Coda, R. Psicodinâmica da Vida Organizacional. Motivação e


Liderança. 2º ed. São Paulo: Editora Atlas, 1997.

BERGAMINI, C. W. Motivação: mitos crenças e mal-entendidos. Revista de


Administração de Empresas. São Paulo, n. 30 (2), p. 23-34, abr./jun.1990.

BERGAMINI, Cecília W. Motivação nas Organizações. 4º ed. São Paulo: Editora


Atlas, 1997.

CLARO, M.M.F. Behavior Coaching. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE


COACHING, 2011, São Paulo. Slides... São Paulo: IBC. 2011.

CURY, Augusto. Gestão da Emoção, crescendo com a crise. 1ª ed. São Paulo:
Editora Saraiva, 2015.

MARQUES, J.R. Curso de Formação em Professional & Self Coaching: Módulo I.


Goiânia: IBC, 2010, apostila de curso.

MILARE, Sueli Aparecida  e  YOSHIDA, Elisa Médici Pizão. Coaching de


executivos: adaptação e estágio de mudanças. Psicol. teor. prat. [online]. 2007,
vol.9, n.1, pp. 86-99. ISSN 1516-3687. Disponível em:
42

<http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1516-
36872007000100007> acesso em: 03 de março de 2017.

VIERA, Paulo, Master Coach e presidente da Febracis. Disponível


em:<https://febracis.com.br/o-que-e-coaching/> Acesso em: 05 de março de 2017.

SLAC Coaching – Sociedade Latino Americana de Coaching. Disponível em:


<http://www.slacoaching.com.br/beneficios-do-coaching> acesso em: 13 de março
de 2017.

ANEXOS
43

ANEXO 1 – RELATÓRIO DE PROCEDIMENTO E RESULTADOS


44
45
46
47
48
49
50
51
52
53
54

ANEXO 2 – DIÁRIO DE BORDO


55
56
57
58
59
60
61
62
63
64
65
66
67
68
69
70
71
72
73
74
75

ANEXO 3 – COACHING GROUP MAIL

Email 1:

Email 2:
76

Email 3:

Email 4:
77

Email 5:
78

Email 6:

Email 7:
79

Email 8:

Email 9:
80

Email 10:
81

Email 11: