Você está na página 1de 9

Literatura

ROMANTISMO
1ª. GERAÇÃO
Independência ou morte (1888), Pedro Américo.
O Romantismo no Brasil
*INICIOU NO BRASIL NA DÉCADA SEGUINTE À DA PROCLAMAÇÃO
DA INDEPENDÊNCIA.
* P A P E L I M P O R TA N T E D O S P R I M E I R O S E S C R I T O R E S R O M Â N T I C O S :
FORMAÇÃO DA CONSCIÊNCIA NACIONAL E NA DEFINIÇÃO DE
N O V A S P E R S P E C T I V A S P A R A A L I T E R AT U R A B R A S I L E I R A .
*CONCEPÇÃO ROMÂNTICA DE QUE A NAÇÃO DEVERIA TER UMA
P O E S I A P R Ó P R I A ( S U A S R A Í Z E S E S E U P O V O ) : O S P O E TA S
BRASILEIROS ELEGERAM O INDÍGENA, A FAUNA E A FLORA COMO
R E P R E S E N TA N T E S D A N O S S A N A C I O N A L I D A D E .
*"SUSPIROS POÉTICOS E SAUDADES" (1836), DE GONÇALVES DE
M AG A L H Ã E S : M A R CO I N I C I A L D O R O M A N T I S M O B R A S I L E I R O.
* H O J E , A P R O D U Ç Ã O D O E S C R I T O R T E M M A I O R I M P O R TÂ N C I A
H I S T Ó R I C A D O Q U E L I T E R Á R I A , D E V I D O A S U A AT U A Ç Ã O N O
P R O C E S S O D E R E N O V A Ç Ã O N A C I O N A L I S TA D A S L E T R A S .
DIVISÃO TRADICIONAL DA POESIA ROMÂNTICA:
1 ª . G E R AÇ ÃO - M A R C A DA P E LO NAC I O NA L I S M O, P E LO
INDIANISMO E PELA RELIGIOSIDADE.
2 ª . G E R AÇ ÃO - M A R C A DA P E LO " M A L D O S É C U LO. "
3ª. GERAÇÃO - MARCADA PELA PRODUÇÃO DE UMA POESIA DE
C U N H O S O C I A L E P O L Í T I CO.
GONÇALVES DIAS (1823 - 1864)
*Filho de um comerciante português e de uma
mestiça.
*Antônio Gonçalves Dias nasceu na cidade de
Caxias, no Maranhão. Estudou em sua terra natal
e depois em Coimbra, onde se formou em
Direito. Foi lá que compôs sua obra mais
conhecida: "Canção do Exílio".
Depois de ter ido à Europa para tratamento de
saúde, morreu ao voltar, no naufrágio do navio
Ville de Boulogne, nas costas do Maranhão.
Gonçalves Dias
* P R I N C I P A L R E P R E S E N TA N T E D A 1 ª . G E R A Ç Ã O R O M Â N T I C A .
* U M D O S M A I S I M P O R TA N T E S P O E TA S D O R O M A N T I S M O :
T R A N S F O R M O U O S G R A N D E S T E M A S R O M Â N T I C O S D A P ÁT R I A , D A
N AT U R E Z A E D A R E L I G I Ã O E M O B R A S P O É T I C A S D U R A D O U R A S .
* M U I T O S P O E TA S E S TA B E L E C E R A M D I Á L O G O C O M S U A S O B R A S .
Gonçalves Dias
*I - JUCA-PIRAMA: POESIA ÉPICA DO AUTOR.
* E L E M E N TO D I S T I N T I VO : A V I S ÃO D O M U N D O D O Í N D I O, E N ÃO
A DO EUROPEU.
* I N S P I R A D O N O M I T O D O B O M S E L V A G E M , A P R E S E N TA O
I N D Í G E N A C O M O U M P O R TA D O R D E V A L O R E S E S E N T I M E N T O S
NOBRES, COMO A HONRA E O AMOR FILIAL, E, ASSIM, FAZ DO
G U E R R E I R O T U P I U M R E P R E S E N TA N T E D E N O S S A S R A Í Z E S E
N O S S A N AC I O N A L I DA D E , U M E X E M P LO D E VA LO R E S U N I V E R S A I S .
( P O R I S S O O P O E M A , A P E S A R D E PA R T I R D E U M E L E M E N T O
P A R T I C U L A R - O I N D Í G E N A - G A N H A U M C A R ÁT E R U N I V E R S A L )
O último tamoio (1883), Rodolfo Amoedo.
* P R I N C I P A I S T E M A S D A P O E S I A L Í R I C A : A M O R , S A U D A D E , P ÁT R I A
Í N D I O, S E N T I M E N TO D E R E L I G I O S I DA D E , E N C A N TO CO M A
N AT U R E Z A , E S TA D O D E A L M A D O E U L Í R I C O .
*POEMAS DE GONÇALVES DIAS: VIRTUOSISMO RÍTMICO -
IMAGENS E AÇÕES SE HARMONIZAM COM A MUSICALIDADE DOS
VERSOS, ENRIQUECENDO A EXPERIÊNCIA ESTÉTICA DO
LEITOR/OUVINTE.
* T E AT R O : P E Ç A M A I S I M P O R TA N T E - L E O N O R D E M E N D O N Ç A
( 1 8 4 7 ) [ E N R E D O : A S S A S S I N AT O D A D U Q U E S A L E O N O R D E
MENDONÇA E DE SEU SUPOSTO AMANTE POR DOM JAIME,
DUQUE DE BRAGANÇA, SEU MARIDO]