Você está na página 1de 4

Constituição

“Constituição é um sistema normativo aberto de regras e princípios que


estabelecem a forma de aquisição e exercício do poder político, a distribuição de
competências entre os órgãos do Estado, a forma de Estado e de governo, os
sistemas de governo, os direitos fundamentais e as suas respectivas garantias
em uma dimensão hierarquicamente superior às demais normas do sistema
jurídico.”

Constitucionalismo Liberal Moderno:

Consolidação da
- Primeiras Constituições escritas; construção racional
- Impor limites ao poder estatal; dos direitos básicos
e universais dos
- Final do século XVIII.
homens.

 Separação de poderes

*O poder do Estado é sempre único, o que existe é uma repartição de funções


entre os órgãos competentes.

- Divisão de funções dentro do Estado;


- O poder político jamais se divide.

 Reconhecimento dos Direitos Fundamentais de 1º geração

*A autodeterminação do indivíduo determinou os limites do Estado.

- Surgem os primeiros sujeitos de direito -> limitados a homens, brancos e proprietários.


- Apego a lei escrita e positivada -> garantia de segurança jurídica.

- Nascimento do princípio da legalidade -> garantia da liberdade do indivíduo.

- Nascimento do princípio da isonomia formal -> combate à arbitrariedade do Estado.


*art. 5º CF

- Liberdade política, econômica e individual -> desenvolvimento do capitalismo, livre


iniciativa e livre mercado.
* Nesse momento histórico, os códigos civis de direito privado prevaleciam sobre
a Constituição, pois a proteção ao patrimônio era o aspecto mais respeitado.

 A crise do modelo Liberal e ascensão do modelo Social

- Reivindicações da classe trabalhista -> busca pelo direito de votar


- Capitalismo exploratório;
- Crescente ideia de instituir um Estado Social e democrático de direito;
- Estado com maior intervenção sobre os direitos e garantias dos indivíduos.
Constitucionalismo Social:

*A Constituição continua a mesma, porém são adicionados mais direitos nela.

- Fim da 1º Guerra Mundial -> crise do modelo Liberal

* Constituição Mexicana (1917)

» Isonomia Material

* Constituição de Weimar (1919)

- Constituições com ausência de democracia e moral -> o que levou a abertura para
regimes totalitários.

- Surgimento dos direitos de 2º geração

- Maior participação estatal -> pois agora o Estado deve garantir direitos a todos,
independentemente da renda econômica.

- Conquista do direito ao voto para todos -> exigência da classe trabalhista.


Constitucionalismo Contemporâneo:

- Fim da 2º guerra mundial


* Sentimento de necessidade de proteção à pessoa humana em órbita nacional e internacional.

* Nacional: criação de constituição com direitos à dignidade da pessoa


humana;

* Internacional: criação dos Direitos Humanos.

- Centralidade da Constituição como norma regente e nela centralidade dos


Direitos Fundamentais

Mudança normativa -> Mudança Hermenêutica

 O direito passa a ser um sistema aberto de normas;


 Princípios: valores com moral;
 Integração do pós-positivismo.

- Integração da moral;

-Ativismo judicial:

* fortalecimento e protagonismo do poder judiciário -> interpretação e revelação da


constituição.

* direitos progressistas -> preocupação com as minorias.