Você está na página 1de 3

DOE N° 2585 Porto Velho, 18.11.

2014 33

Artigo 2º - Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2014/DG/PC/RO
Porto Velho, 05 de novembro de 2014
PUBLIQUE-SE, REGISTRE-SE E CUMPRA-SE.
Porto Velho (RO), 31 de outubro de 2014. Disciplina o porte funcional de arma de fogo das Autoridades Policiais Judi-
ciárias Civis do Estado de Rondônia e seus auxiliares e dá outras providências.
PEDRO ROBERTO GEMIGNANI MANCEBO
Presidente do Conselho Superior de Polícia O Delegado-Geral Adjunto da Polícia Judiciária Civil do Estado de Rondônia,
Delegado Geral da Polícia Civil no uso das atribuições que são conferidas pela lei;

MAHMOUD FAWZI EL RAFIHI CONSIDERANDO a necessidade de disciplinar o porte funcional de arma


- Conselho Superior de Polícia de fogo concedido as Autoridades Policiais do Estado de Rondônia e a seus
Secretário Executivo auxiliares com fundamento nas disposições da Lei 10.826/03 e seu regula-
mento o Decreto 5.123/04, em especial os artigos 33,34, 35 e 35-A.
ANEXO ÚNICO - RESOLUÇÃO Nº 026/2014/CONSUPOL/PC/RO
RESOLVE:
Matrícula Nome Cargo Admissão FIM ESTAGIO
CAPÍTULO I
300104232 GLEISSON DOS SANTOS ELIAS Escrivão de Polícia 20/01/2011 25/06/2014
300104920 PAMELA CAVALCANTE BARROS Escrivão de Polícia 14/02/2011 24/08/2014 DISPOSIÇÕES GERAIS

300104022 KAWANA KAMILA BERTONI Agente de Polícia 20/01/2011 06/09/2014 Art. 1º - Esta Instrução Normativa disciplina o porte funcional de arma de
300105595 RAFAELA BEATRIZ DUARTE DANIEL Agente de Polícia 10/03/2011 21/09/2014 fogo concedido as Autoridades de Policia Judiciária do Estado de Rondônia e
a seus auxiliares.
300103942 SILVIANA MIRANDA DA SILVA Agente de Polícia 20/01/2011 12/09/2014
300104515 CLEMILTON RODRIGUES MACEDO Agente de Polícia 01/02/2011 30/09/2014 Art. 2º - As Autoridades Policiais Civis e seus auxiliares têm o direito ao
livre porte de arma de fogo institucional ou particular, mesmo fora de serviço,
300104838 LUIZ PAULO BARROSO DO CARMO Agente de Polícia 10/02/2011 19/09/2014 com validade em todo o território nacional, conforme o disposto na Lei nº
10.826, de 22 de dezembro de 2003, no Decreto nº 5.123, de 1º de julho de
RESOLUÇÃO N. 027/2014/CONSUPOL/PC/RO 2004, e nesta Instrução Normativa.

O PRESIDENTE DO CONSELHO SUPERIOR DE POLÍCIA CIVIL - CONSUPOL, § 1º – O direito ao porte de arma de fogo decorre, exclusivamente, do
DR. PEDRO ROBERTO GEMIGNANI MANCEBO, uso das atribuições que lhe são desempenho das funções institucionais;
conferidas pelo artigo 5º, inciso III do Decreto nº. 16.844 de 19 de junho de 2012
(Regimento Interno do Conselho Superior de Polícia) e, § 2º - A utilização de arma de fogo particular, em serviço, somente medi-
ante expressa autorização do Delegado-Geral;
CONSIDERANDO a decisão unânime da 1ª Turma do CONSUPOL pelo
IMPROVIMENTO DO RECURSO, e a interposição de Recurso ao Pleno do CONSUPOL, § 3º - O porte de arma de fogo funcional, fora da circunscrição do Estado
nos termos do artigo 12 do Decreto 16.844/12 (Regimento Interno do CONSUPOL); de Rondônia, depende de autorização expressa do Delegado-Geral;

CONSIDERANDO o Voto do Conselheiro Relator do Pleno CELSO DE SOUSA § 4º - O integrante da Carreira da Polícia Judiciária Civil, somente está
SANTOS - Diretor do Departamento de Polícia Metropolitana - DEPOM, pelo autorizado a portar arma de fogo, de propriedade particular, acompanhada do
IMPROVIMENTO DO RECURSO, mantendo a penalidade aplicada pela Corregedoria. respectivo registro e da carteira de identidade funcional.

CONSIDERANDO a VOTAÇÃO NO PLENO DO CONSUPOL na Reunião Ordi- CAPÍTULO II


nária N. 009/2014/CONSUPOL/PC/RO, realizada em 31.10.2014, onde os Conse-
lheiros ACOMPANHARAM O VOTO DO RELATOR DO PLENO. DA RESPONSABILIDADE E DO CONTROLE DAS ARMAS

Vistos e relatados estes autos, ACORDAM os Excelentíssimos Senhores Art. 3º - A todo integrante da carreira da Polícia Judiciária Civil é assegu-
Conselheiros do Pleno do Conselho Superior de Polícia - CONSUPOL, POR UNA- rado posse de arma de fogo institucional, em caráter individual, intransferível,
NIMIDADE CONHECER DO RECURSO E NEGAR-LHE PROVIMENTO. Impedidos sob o regime de cessão de bem público com as responsabilidades de uso,
os conselheiros: Dr. Hélio Teixeira Lopes Filhos - Diretor do Departamento de guarda e restituição;
Narcóticos - DENARC, Dr. Eliseu Muller de Siqueira - Diretor do Departamento de
Polícia do Interior - DPI e Perito Girlei Veloso Marinho - Diretor do Departamento de Parágrafo único - A arma de fogo do acervo da instituição que estiver na
Polícia Técnica e Científica - DPTC. posse de servidor da carreira da Polícia Judiciária Civil que for lotado, cedido
a outro Poder, órgão ou entidade, diverso da Segurança Publica, deverá ser
R E S O L V E: recolhida imediatamente Unidade Policial Especializada – DECAME/PC.

Art.1º –RATIFICAR A PENALIDADE contida na PORTARIA N. 018/2014/GAB/ Art. 4º - O emprego indevido de arma de fogo pelo servidor possuidor de
COR/PC/RO, datada de 28/01/2014, que SUSPENDE por 02 (dois) dias o servidor arma institucional ou particular, implicará a responsabilização civil, criminal e
TIAGO ALEXANDRO DE MIRANDA, Agente de Criminalística, 1ª Classe, matrícula administrativa, nos termos da legislação vigente.
n. 300098636, pertencente ao quadro pessoal permanente do Estado de Rondônia,
por descumprimento do dever previsto no inciso V do artigo 38 e transgressão Art. 5º - Incumbe a Delegacia Especializada no Controle de Armas, Munições
prevista no inciso XL do artigo 39, todos da Lei Complementar n. 76/93. e Explosivos da Polícia Civil – DECAME, alem de suas atribuições, também:
Art. 2º - Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.
I – controle de todo o armamento institucional cedido a servidores;
PUBLIQUE-SE, REGISTRE-SE E CUMPRA-SE. II – registro atual do armamento acervo e de munições em depósito;
III – distribuição, controle e armazenamento de munições;
Porto Velho (RO), 05 de novembro de 2014. IV –proceder ao cadastro perante o SINARM, de todas as armas adquiri-
das e integradas ao acervo da Polícia Civil de Rondônia,
PEDRO ROBERTO GEMIGNANI MANCEBO V – Expedir autorizações de afastamento da circunscrição territorial por-
Presidente do Conselho Superior de Polícia tando arma de fogo;
Delegado Geral de Polícia Civil VI – Formalizar o procedimento de autorização mencionado no Art. 2º, § 2º;
VII – Somente ceder arma de fogo a integrante da carreira da Policia
MAHMOUD FAWZI EL RAFIHI Judiciária Civil com o devido registro próprio;
Conselho Superior de Polícia
Secretário Executivo Parágrafo Único – O registro que alude o item VII, deverá conter:
34 DOE N° 2585 Porto Velho, 18.11.2014

a) Número do Cadastro no SINARM, reira da Polícia Judiciária Civil têm direito ao porte CAPÍTULO V
arma de fogo, de propr iedade particular ou DA ARMA PARTICULAR
b) Nome, matrícula, lotação e endereço do institucional, mesmo fora de serviço, em locais
portador da arma de fogo institucional, onde haja aglomeração de pessoas, em virtude Seção I
de evento de qualquer natureza, tais como no in-
c) Características da arma, modelo, calibre, terior de igrejas, escolas, estádios desportivos, Do Uso em Serviço
numeração, quantidade de munição, marca; clubes públicos e privados, devendo fazê-lo de
forma discreta, sempre que possível, evitando Art. 15 - O uso em serviço de arma de fogo
Art. 6º - Semestralmente os Departamentos e constrangimento a terceiros. de propriedade particular, como arma adicional ou
Delegacias Regionais responsáveis pelo patrimônio não, somente será autorizado, se arma estiver
de suas unidades realizarão inventário de todo o Parágrafo único - A comunicação do porte registrada no SINARM, em nome do servidor.
material de que trata o art. 5º e encaminharão as de arma ao responsável pela segurança do local
informações a Delegacia Especializada no Controle será feita de forma discreta, mediante apresenta- § 1º - Qualquer alteração no uso autorizado,
de Armas, Munições e Explosivos da Polícia Civil - ção da respectiva carteira de identidade funcional. conforme previsto no “caput”, deverá ser imedia-
DECAME, que, ao constatar qualquer inconsistência tamente comunicada, pelo usuário à respectiva
relativa ao quantitativo ou condições de armas e Art. 11 - É vedado, ao detentor de arma do Autoridade Policial que esteja subordinado.
munições, deverá adotar providências imediatas. acervo da Polícia Civil, o armazenamento, de arma
de fogo em cofre, armário ou em qualquer outro § 2º - Deverá ser encaminhada, anualmente, cópia
Parágrafo Único – Arma de fogo, perten- compartimento, ainda que de acesso restrito, nos do registro de que trata o “caput” a Delegacia Especi-
cente ao acervo da Polícia Judiciária Civil, não pode, locais de que trata o artigo 10. alizada no Controle de Armas, Munições e Explosivos
em hipótese nenhuma, ter alterado seu funciona- da Polícia Civil - DECAME para fins de controle.
mento, mediante adaptações ou modificação de CAPÍTULO IV
característica de fabrica. Seção II
DAS RESTRIÇÕES AO PORTE E À POSSE DE
CAPÍTULO III ARMA DE FOGO Da Destinação em Caso de Exoneração,
Demissão ou Falecimento.
DO PORTE FUNCIONAL Seção I
Art. 16 - O proprietário de arma de fogo de
Seção I Das Sindicâncias e Processos Disciplinares calibre restrito que vier a falecer; deixar de per-
tencer a Instituição, a pedido ou ex-officio, ou ti-
Do Porte a bordo de Aeronaves Civis Art. 12 – O detentor de arma de fogo do acer- ver seu porte cassado deve ter a sua arma reco-
vo da Polícia Judiciária Civil que for afastado dis- lhida e estabelecido o prazo de 60 (sessenta) dias,
Art. 7º - O procedimento, em deslocamentos ciplinarmente, a critério da Autoridade Corregedora a contar do fato que inviabilizar o porte para a
em aeronaves comerciais, se submete às diretri- que aplicar a medida, poderá ter seu armamento transferência da arma para quem esteja autoriza-
zes formuladas pela Autoridade competente da recolhido pela chefia imediata. do a adquirir ou o recolhimento a Policia Federal.
Aviação Civil;
Art. 13 – O servidor que tiver sua carteira § 1º - Em caso de falecimento de, servidor
§1º - O Embarque fora de serviço, transpor- funcional recolhida, sob os mesmos fundamentos integrante da carreira policial civil, proprietário de
tando arma de fogo, será via despacho, sob res- do artigo anterior, imediatamente, terá o direito ao arma de fogo de calibre restrito, a chefia imediata
ponsabilidade do Comandante da Aeronave; porte de arma de arma de fogo rescindido; do falecido intercederá junto à família para provi-
denciar a transferência a quem possa portá-la ou
§2º - Documentos necessários ao embarque: Seção II para proceder ao recolhimento.
carteira funcional e, caso a arma seja particular,
registro válido da arma; Das Licenças e afastamentos CAPÍTULO VI

§ 3º - No momento da obtenção da autoriza- Art. 14 – O Detentor de Arma de Fogo do DO PORTE DE ARMA DE FOGO POR SERVIDOR
ção de saída da circunscrição estadual, o servi- acervo da Polícia Civil que exercer o direito a li- APOSENTADO
dor da DECAME/PC esclarecerá o procedimento a cença ou afastamento de qualquer natureza, com
ser adotado no embarque em aeronave comercial prazo superior a 30 dias, deverá apresentar a Art. 17 - É garantido, ao aposentado na Car-
portando arma de fogo; arma de fogo, carregadores, munições, coletes reira Policial Judiciária Civil, o porte de arma de fogo.
balísticos, algemas e demais materiais controla-
Seção II dos que estiverem sob sua responsabilidade, no § 1º - O servidor aposentado, para conser-
ato de entrega do atestado médico, requerimento var seu porte de arma, deverá submeter-se, a
Do Porte em órgãos públicos ou da decisão de concessão da licença ou afas- cada três anos, aos testes de avaliação da apti-
tamento; dão psicológica, nos termos do art. 4º, inciso III,
Art. 8º - O acesso a órgão público, portando da Lei nº 10.826, de 2003.
arma de fogo, somente será permitido caso esteja § 1º - A devolução do material de que trata o
no exercício de suas funções institucionais, deven- caput será feita à chefia imediata do servidor que § 2º - O Detentor de arma de fogo do acervo
do observar os atos normativos de cada órgão. o manterá consigo, se o afastamento ou licença da Polícia Civil que se aposentar voluntária ou com-
não ultrapassar a 60 (sessenta) dias, ultrapas- pulsoriamente, no prazo de noventa dias em que
Parágrafo Único – Em hipótese, nenhuma, sando esse limite, encaminhará à Delegacia Espe- obtiver a autorização de afastamento das fun-
será permitido o porte de arma de fogo durante cializada Delegacia Especializada no Controle de ções, deve restituir a arma que tenha a posse.
audiências em que o servidor estiver atuando como Armas, Munições e Explosivos da Polícia Civil -
investigado, testemunha ou vítima; DECAME. CAPÍTULO VII

Art. 9º - Havendo restrição ao ingresso em § 2º - O Departamento de Recursos Huma- DAS DISPOSIÇÕES TRANSITÓRIAS E FINAIS
local, portando arma de fogo, o próprio portador nos da Polícia Civil deve informar, imediatamente,
da arma a desmuniciará e guarda-la-á em local os af astamentos mencionados no “c aput”, a Art. 18 - O integrante da Carreira Policial Ju-
seguro, desde que haja ali, local adequado, prefe- DECAME/PC/RO para as providências; diciária Civil que utiliza arma de fogo particular, em
rencialmente embalada e separada da munição. serviço terá o prazo de sessenta dias, a contar
§ 3º - Os Chefes de Recursos de Unidades, da data de publicação desta Instrução Normativa,
Seção III no momento em que acordar com o afastamento para proceder ao registro de que trata o artigo 15.
Do Porte em Locais com Aglomeração ou autorizar o encaminhamento a Perícia Médica
de Pessoas Estadual já deve notificar o servidor acerca do Parágrafo único - O descumprimento do dis-
estabelecido no “caput”; posto no caput acarretará a responsabilização pe-
Art. 10 - Os servidores integrantes da car- nal e administrativa do servidor e apreensão da arma.
DOE N° 2585 Porto Velho, 18.11.2014 35

Art. 19 - Cabe a DECAME/PC/RO recolher imediatamente as armas de fogo 09 CB PM 05141-3 OSMAR DE OLIVEIRA MORAIS
que porventura estejam em poder de servidor fora do quadro da Segurança 10 CB PM 06377-7 JOÃO FERREIRA MARINCK
Pública. 11 CB PM 06058-1 PEDRO DOS SANTOS SILVA NETO
12 CB PM 06061-0 FRANCISCO DE ASSIS BEZERRA
Art. 20 - Toda aquisição de armamento pela Polícia Civil do Estado de Rondônia 13 CB PM 06062-2 MANOEL MARCIO DA SILVA
terá sua distribuição precedida da inclusão e registro próprio no patrimônio da 14 CB PM 06067-2 ARI DANTAS DA SILVA
Delegacia Especializada no Controle de Armas, Munições e Explosivos da Polícia 15 CB PM 06096-9 HELDEMACIO LEITE OLIVEIRA
Civil - DECAME e no Sistema Nacional de Armas - SINARM. 16 CB PM 06099-5 GERALDO GRANJEIRO PEREIRA
17 CB PM 06173-1 WILQUE SOARES DA SILVA
Art. 21 - A Delegacia Especializada no Controle de Armas, Munições e 18 CB PM 06524-4 ZAYRA GADELHA DOS SANTOS
-Explosivos da Polícia Civil - DECAME terá 90 (noventa) dias para se adequar as 19 CB PM 06482-4 ROSICLEIA LEANDRO DE AZEVEDO
novas atribuições estabelecidas nesta Instrução Normativa. 20 CB PM 06237-1 ALDENIRA FERREIRA DE OLIVEIRA
21 CB PM 06239-5 ALESSANDRA APARECIDA COSTA TAVARES
Art. 23 – Em hipótese nenhuma, será permitido, em serviço, a utilização de 22 CB PM 06069-6 RUBRESSON INOCÊNCIO DE SOUZA
qualquer tipo de arma de fogo ou não cujo uso e manejo não tenham sido minis- 23 CB PM 06081-6 REGINALDO DE SOUZA NOGUEIRA
trados por técnicos credenciados por Instituições da Segurança Pública. 24 CB PM 06176-7 MARCOS PAULO DE REZENDE
25 CB PM 06195-1 NATANAEL BORGES DA COSTA
Art. 21 - Revogam-se as disposições em contrário. 26 CB PM 06391-1 JOSÉ ROBERTO RIOS
27 CB PM 06525-6 ZENILDA MARIANA DA SILVA
Art. 22 - Esta Instrução Normativa entra em vigor na data de sua publicação. 28 CB PM 06348-0 GILBERTO VERLY DE SOUZA
29 CB PM 05912-8 CÉLIO DE SOUZA
PUBLIQUE –SE 30 CB PM 06078-7 JOÃO GOMES DOS SANTOS
C U M P R A – SE 31 CB PM 06091-9 JAIR TAVARES
32 CB PM 06102-8 JOÃO CASSIANO NETO
PEDRO ROBERTO GEMIGNANI MANCEBO 33 CB PM 06180-8 SANDRO GUSMÃO SORIA
Delegado-Geral de Polícia Judiciária Civil -RO 34 CB PM 06408-2 LUCIANA MARIA PENHA ARCOS
35 CB PM 06349-2 GILDEVAN DIAS NÓBREGA
EDITAL DE COMPARECIMENTO 36 CB PM 06305-2 ELESSANDRO DE AGUIAR GUTERRES
37 CB PM 06481-2 ROSIANE PEREIRA DE ARAÚJO
A Gerente de Administração e Finanças da Polícia Civil do Estado de Rondônia 38 CB PM 05861-7 FRANCIWALDER DOS SANTOS MENDES
solicita o comparecimento do servidor GUILHERME VLÁXIO DA PENHA, Agente 39 CB PM 05894-2 RENE MARQUES DOS SANTOS
de Polícia Civil, matrícula nº 300059881, a fim de justificar suas faltas ao serviço 40 CB PM 06065-8 EUGÊNIO JOAQUIM GOUVEIA JUNIOR
no período de 13/10/2014 a 31/10/2014, no prazo de 05 (cinco) dias, a contar da 41 CB PM 06071-3 ANTONIO JOSÉ GAVINO DA SILVA
data da publicação deste edital. 42 CB PM 06090-7 JOÃO BATISTA MARTINS DE OLIVEIRA
43 CB PM 06108-0 ANTONIO JORGE VAZ DA SILVA
Porto Velho, 13 de novembro de 2014. 44 CB PM 06179-3 NEI NUNES ROSA
IVANEIDE SOARES DA SILVA 45 CB PM 06181-0 NILSON FAUSTINO DE SOUZA
Gerente de Administração e Finanças 46 CB PM 05709-1 CARLOS FLORES FILHO
Polícia Civil/RO 47 CB PM 05874-6 JORGE DE SOUZA FERREIRA
48 CB PM 05900-1 SEBASTIÃO MENDES RIBEIRO
49 CB PM 05934-8 MARCUS ANTONIO DE GODOY PEREIRA
50 CB PM 06073-7 ROBERIO ELOI DE SOUZA
Polícia Militar 51 CB PM 06079-9 ANDERSON MENDES DA SILVA
52 CB PM 06087-8 SANDRO MARCELO FONSECA SOUZA
PORTARIA Nº 048/DEPARTAMENTO DE ENSINO, DE 15 DE OUTUBRO DE 2014. 53 CB PM 06199-9 CARLOS CORREIA COUTINHO NETO
54 CB PM 06231-9 ADONIAS GONÇALVES DA CRUZ
Designa Alunos a Sargentos para frequentarem o Curso de Formação 55 CB PM 06272-3 CLÉBER DA SILVA NUNES
de Sargentos Combatentes da Polícia Militar do Estado de Rondônia 56 CB PM 06077-5 WANDERLAN PEREIRA SODRÉ
(CFS PMRO-2014). 57 CB PM 06094-5 RIVELINO GOMES DE OLIVEIRA
58 CB PM 06177-9 DEJALMA DE PAULA
O COMANDANTE GERAL DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE RONDÔNIA, 59 CB PM 06196-3 CLEDIOMAR QUEIROZ VIEIRA
no uso das atribuições que lhe confere o Art. 12, Inciso V, do Regulamento Geral da 60 CB PM 06512-7 VANDERLEY ROSA PEREIRA
PMRO, aprovado pelo Decreto nº 12.722, de 13 de março de 2007 e Art. 119 da 61 CB PM 05871-0 JADERLEI COLARES DA ROCHA
Diretriz Geral de Ensino (D-6-PM), e em consonância com o EDITAL Nº 01/DEPTO DE 62 CB PM 05976-4 CARLOS ALBERTO DA SILVA
ENSINO/CRH/PMRO-2014, de 19 de março de 2014, para o preenchimento de vagas 63 CB PM 05974-0 WALMIR DE SOUZA
no Quadro de Praças Combatentes, na graduação de 3º Sargentos PM; 64 CB PM 05839-4 AGNALDO CRUZ SILVA
65 CB PM 06060-8 PEDRO ADEMAR L. DO NASCIMENTO
RESOLVE: 66 CB PM 06106-6 CLAUDIO APARECIDO DA SILVA
67 CB PM 06178-1 ANTÔNIO JOSÉ LINHARES SOMBRA
Art. 1º. – DESIGNAR os Policiais Militares abaixo relacionados, regularmente 68 CB PM 06189-6 MARCUS AURELIO DA SILVA RAMALHO
matriculados conforme TERMO DE MATRÍCULA da lavra do Diretor de Ensino da 69 CB PM 06186-0 MARCELO DA SILVA
PMRO de 01.10.2014, para frequentarem o Curso de Formação de Sargentos 70 CB PM 06198-7 CLAUDIO MOTA
(CFS/PM-2014), pelo Critério de Antiguidade e pelo Processo de Seleção Interna 71 CB PM 06191-3 JOSÉ AUGUSTO PEREIRA SANTANA
(PSI), a ser realizado na Diretoria de Ensino da Polícia Militar do Estado de Rondônia, 72 CB PM 06075-1 OLIVÉRIO DE SOUZA MAIA
em Porto Velho, a contar de 01 de outubro de 2014: 73 CB PM 06095-7 EDIVALDO COELHO DA SILVA
74 CB PM 06098-3 MARCELO DURAN SCHATZMANN
a. Pelo Critério de Antiguidade: 75 CB PM 06201-0 DIRLEY FEITOSA BEZERRA
Nº ORD. GRAD RE NOME 76 CB PM 06093-3 ARISTEU GARIBALDE DA SILVA FILHO
01 CB PM 05784-5 ADILSON SOUZA DE FRANÇA 77 CB PM 06187-2 ARMANDO RODRIGUES CALMONT
02 CB PM 05700-3 ADAILDO DE MELO LEANDRO 78 CB PM 06197-5 PEDRO PEDRA VIEIRA
03 CB PM 05648-7 JOÃO BATISTA DE SOUZA 79 CB PM 05596-4 GILBERTO DOS SANTOS FERREIRA
04 CB PM 05990-8 SEVERINO PAULO DA SILVA NETO 80 CB PM 05903-7 WASHINGTON DE LIMA MATOS
05 CB PM 05737-6 DOMINGOS BARROS DE OLIVEIRA
06 CB PM 05805-7 MILTON FERREIRA FÉLIX DOS SANTOS b. Pelo Critério de Processo de Seleção Interna (PSI):
07 CB PM 05123-1 JONAS NEVES DA SILVA Nº ORD. GRAD RE NOME
08 CB PM 05284-5 WANDERLEI BARBOSA 01 SD PM 09418-0 GUILHERME CARLOS NEGRES

Você também pode gostar