Você está na página 1de 4

Universidade Federal de Viçosa / Departamento de Química

QUI 152 – Físico-Química I


Primeira Lista de Exercícios

Questão 01: Uma regra de aproximação estipula que 1 mol de gás ideal ocupa 1 ft3 a temperatura e pressão
ambientes ao nível do mar (25°C e 1 atm). Estime o erro percentual desta regra.

Resp.: 15,8 %

Questão 02: Um estudante tenta combinar as leis de Boyle e de Charles do seguinte modo: “Se o produto PV
é igual a uma constante K1 e o quociente V/T é igual a uma constante K2, então tem-se:

PV = K1
V / T = K2

A multiplicação conjunta dessas equações deve fornecer:

PV · V/T = P V2 / T = K1 K2 = K3, pois o produto de duas constantes é outra constante.

Assim, o termo (P V2 )/ T é constante para uma quantidade fixa de gás.”

Onde está o erro nesta linha de raciocínio?

Questão 03: Num termômetro cujo capilar mede 0,25 mm de diâmetro, o bulbo do reservatório tem
capacidade de 0,1 cm3 e a marcação de 0 ºC está a 5,5 cm do bulbo. Qual deve ser o comprimento do
filamento a 25 ºC, se o coeficiente α do líquido termométrico vale 2 ·10-3 K-1?

Resp.: 10,46 cm (do 0 °C) ou 15,96 cm (do bulbo)

Questão 04: Um recipiente contém água líquida em equilíbrio com seu vapor a 30 ºC. A pressão de vapor da
água em equilíbrio a 30 ºC é de 31,82 Torr. Aumentando-se o volume do recipiente, parte da água líquida
evaporará de modo a manter a pressão de equilíbrio. Há 0,90 g de água presente. Qual deve ser o volume do
recipiente para que todo o líquido evapore? (Despreze o volume inicial da água líquida).
Resp.: 29,7 L

Questão 05: Sabe-se que uma amostra gasosa é mistura de etano e butano. Um bulbo de 200,0 cm 3 de
capacidade é preenchido com este gás a uma pressão de 100,0 kPa a 20,0 ºC. Se a massa de gás no bulbo é
0,3846 g, qual a percentagem molar de butano na amostra?

Resp.: x1  0,60

Questão 06: Uma mistura de nitrogênio e vapor d'água é introduzida em um recipiente que contém um certo
agente secante. Imediatamente após a introdução, a pressão no frasco é 760 Torr. Depois de algumas horas,
a pressão atinge o valor estacionário de 745 Torr.

a) Calcule a composição, em percentagem molar, da mistura original;


b) Se o experimento for realizado a 20 ºC e o agente secante aumentar sua massa de 0,150 g, qual é o volume
do frasco? (O volume ocupado pelo agente secante pode ser desprezado).

Resp.: (a) xH2O  1,97 %; xN2  98,03 %; (b) V  10,15 L


Questão 07: Estime a diferença de pressão (ΔP) observada nas seguintes situações:

a) Na base de uma coluna de mercúrio (ρHg = 13,5 g cm-3) de 30 cm de altura, em relação a sua superfície
superior;
b) Na atmosfera, a uma altura de 500 m, em relação ao nível do mar;
c) Na atmosfera, a uma altura de 6 km, em relação ao nível do mar.
Considere, para todos os fins práticos, que a temperatura média da atmosfera é constante e igual a 20 ºC, e
que ela é composta basicamente de N2 (78 %), O2 (21 %) e Ar (argônio, 1 %).

Resp.: (a) P  0,392 atm; (b) P  -0,057 atm; (c) P  -0,503 atm;

Questão 08: Considere a pressão na altura de 10 km numa coluna de ar, com massa molecular média de
0,0289 kg mol-1. Se a pressão no solo permanecer igual a 1 atm, mas a temperatura subir de 300 K para 320
K, qual será a variação na pressão a 10 km de altitude?

Resp.: P  0,0236 atm

Questão 09: A 300 K, uma mistura gasosa binária num campo gravitacional exerce uma pressão total de
1,00 atm e consiste de nitrogênio (numa fração molar de 0,60) e dióxido de carbono. Calcule as pressões
parciais de N2 e CO2, a pressão total e a fração molar de N2 na mistura a 50 km de altitude.

Resp.: P1 = 2,437 · 10-3 atm; P2 = 6,985 · 10-5 atm; PT = 2,5063 · 10-3 atm; x1 = 97,2 %; x2 = 2,79 %

Questão 10: Uma certa mistura de N 2 e O2 tem uma densidade de 1,185 g L -1 a 25°C e 101.325 kPa.
Encontre a fração molar de O2 na mistura.

Resp.: xO2 = 0,2428

Questão 11: Após a adição de 1,6 mol de gás NH 3 em uma caixa de 1600 cm3 a 25 °C, a caixa é aquecida a
500 K e o sistema permanece fechado. Nesta temperatura, a amônia é parcialmente decomposta a N 2 e H2, e
um barômetro acusa a pressão interna de 4,85 MPa. Encontre o número de moles de cada componente
presente a 500 K.

Resp.: nH2 = 0,402 mol; nN2 = 0,134 mol; nNH3 = 1,332 mol

Questão 12: Um bulbo de 1 L de capacidade contém metano na pressão de 10,0 kPa e é conectado a um
bulbo de 3 L contendo hidrogênio na pressão de 20 kPa. Ambos os bulbos estão na mesma temperatura.
Encontre: (a) a pressão total do sistema após mistura dos gases; (b) a fração molar de cada componente na
mistura final.

Resp.: (a) 17,5 kPa; (b) xH2 = 0,857; xCH4 = 0,143

Questão 13: Dois bulbos evacuados de volumes idênticos são conectados por um tubo de volume
desprezível. Um bulbo é mantido dentro de um banho termostatizado a 200 K enquanto que o outro é
mantido a 300 K. Nessa situação, um mol de um gás ideal é injetado no sistema. O que deve acontecer?
Encontre o número final de moles de gás em cada bulbo.

Resp.: n = 0,6 mol a 200 K e n = 0,4 mol a 300 K

RT
Questão 14: Um gás obedece à lei V   B(T)  V(T, P) , onde B(T) é uma função qualquer da
P
 P 
temperatura T. (a) Encontre expressões para  e ; (b) Encontre uma expressão para o termo   .
 T  V

Questão 15: Para a água líquida a T = 50 °C e P = 1 atm, a densidade vale 0,98804 g cm -3 e o valor do
coeficiente de compressibilidade  vale 4,4 · 10-10 Pa-1. Calcule: (a) o volume molar da água nessas
condições de T e P; (b) o volume molar da água a T = 50 °C e P = 100 atm; (c) a variação percentual entre
esses valores. Despreze o efeito da pressão sobre o valor de .

Resp.: (a) 18,24 cm3 mol-1; (b) 18,16 cm3 mol-1; (c) – 0,44 %

Questão 16: A temperatura crítica do etano é 32,3 ºC e a pressão crítica é 48,2 atm. O valor experimental de
seu volume molar crítico é 0,139 L mol-1. Estime o volume molar crítico do etano com as equações sugeridas
abaixo e compare os resultados obtidos com o valor experimental apresentado acima.

a) A equação dos gases ideais; Resp.: Vc @ 0,5196 L mol-1 (Desvio @ 273,8 %)

b) A equação de van der Waals (VDW), sabendo que para este gás a relação (P c Vc)/(R Tc) é igual a 3/8.
Obs.: Neste caso, Vc = volume molar crítico.
Resp.: Vc @ 0,1949 L mol-1 (Desvio @ 40,2 %)

c) A equação modificada de Berthelot, sabendo que, nesse caso, a relação (P c Vc)/(R Tc) vale 83/128.
Obs.: Neste caso, Vc = volume molar crítico
Resp.: Vc @ 0,3369 L mol-1 (Desvio @ 142,4 %)

Questão 17: Estime as coordenadas críticas de um gás que tem as seguintes constantes de van der Waals: a
= 1,32 L2 atm mol-2 e b = 0,0436 L mol-1.

Resp.: Pc = 25,72 atm; Tc = 109,4 K; Vc = 0,1308 L mol-1

Questão 18: As constantes críticas para a água são 374 ºC, 22,1 MPa e 0,0566 L mol -1.

a) Calcule os valores de a, b e R usando a equação de van der Waals, compare o valor de R obtido com o
valor correto e observe a discrepância;

Resp.: b = 0,01887 L mol-1; a = 0,2124 MPa L2 mol-2; R = 0,05087 atm L / (mol K) (desvio = 38 % maior)

b) Calcule as constantes a e b a partir de Pc e Tc apenas.

Resp.: b = 0,0304 L mol-1; a = 5,4468 atm L2 mol-2

c) Usando os valores das constantes obtidos no item acima, bem como o valor correto de R, calcule o volume
crítico e compare com o valor correto.
Resp.: Vc = 0,0912 L mol-1; Desvio = 61,1 % maior)

Questão 19: Se, para um certo gás a 0 ºC e 1 atm, Z = 1,00054 e a temperatura de Boyle é de 107 K, estime
os valores das constantes a e b a partir da expressão de Z expandida em uma série de potências de pressão,
tomando-se apenas seus dois primeiros termos.

Resp.: b = 0,01988 L mol-1; a = 0,1744 atm L2 mol-2;

Questão 20: Os cilindros de gás comprimido quando preenchidos normalmente atingem uma pressão interna
de 200 bar. Nessas condições, e a uma temperatura de 25 ºC, qual deve ser o volume molar do oxigênio
gasoso com base na equação dos gases perfeitos e na de van der Waals? Para o oxigênio, tem-se que a =
1,364 L2 atm mol-2 e b = 0,0319 L mol-1.

Resp.: Vid = 0,1239 L mol-1; VVDW = 0,1115 L mol-1;

Questão 21: Um certo gás a 350 K e 12 atm tem o volume molar 12% maior que aquele predito pela lei dos
gases ideais. Calcule:
a) O fator de compressibilidade nestas condições; Resp.: Z = 1,12;
b) O volume molar do gás. Que forças são dominantes no gás: as atrativas ou as repulsivas?

Resp.: V = 2,6787 L mol-1; Repulsões dominam;

Questão 22: A densidade do vapor d'água a 327,6 atm e 776,4 K é 133,2 g dm -3.
a) Determine o volume molar do vapor d'água e o fator de compressibilidade Z a partir desses dados.
b) Calcule Z pela equação de van de Waals, com a = 5,464 L2 atm mol-2 e b = 0,0305 L mol-1.

Resp.: (a) V = 0,1351 L mol-1; Z = 0,6954 (b) = 0,6563;

Questão 23: Um determinado gás segue a equação de van der Waals com a = 0,76 m6 Pa mol-2. O seu
volume molar é de 0,0004 m3 mol-1, a 288 K e 4,0 MPa. Com estas informações, calcule a constante b de van
der Waals. Qual o fator de compressibilidade do gás nestas condições de temperatura e pressão?

Resp.: b = 0,1265 L mol-1; Z = 0,6686;

Questão 24: O segundo coeficiente de Virial do metano pode ser obtido com alguma aproximação através da
seguinte expressão empírica: B'(T) = a1 + a2 exp(-a3/T2), onde a1 = -0,1993 bar-1, a2 = 0,2002 bar-1 e a3 = 1131
K2, com 300 K < T < 600 K.

a) Qual o valor da temperatura de Boyle para o metano? Resp.: Tb = 501,02 K;


b) Compare o volume molar do metano a 50 bar previsto pela equação do Virial com o que é previsto pela
equação do gás perfeito a 298 K e a 373 K. Resp.: Desvios de 8,9 % e 3,7 % respectivamente;

Questão 25: Estime a razão cqm(Ne)/cqm(He) a 0 ºC.


Resp.: 0,4454;

Questão 26: A que temperatura as moléculas de hidrogênio terão a mesma velocidade quadrática média que
as moléculas de oxigênio apresentam a 20 ºC?
Resp.: T = 18,32 K;

Questão 27: Para o CO2 a 500 K, calcule a velocidade quadrática média, a velocidade média e a velocidade
mais provável.

Resp.: 532,38 m/s; 490,49 m/s; 434,69 m/s;

Questão 28: Segundo a lei de efusão de Graham, a taxa de escape de moléculas (dN/dt) através de um
orifício pequeno (efusão) é proporcional a M-1/2, onde M é a massa molar da substância considerada, e pode
ser quantificada a dadas pressão P e temperatura T segundo a expressão abaixo:

dN/dt = - (P NA A) / (2 π M R T)1/2

Onde NA é o número de Avogadro e A é a área da seção transversal por onde passam as moléculas. De posse
desta informação, sugira a fórmula molecular de um gás hidrocarboneto cuja taxa de efusão é 87,2% do valor
da taxa de efusão do oxigênio nas mesmas condições de temperatura e pressão.
Resp.: prop-1-eno;

Você também pode gostar