Você está na página 1de 2

Licenciatura em Economia

1EC202 – Economia e Finanças Públicas


2013/2014
Exame Final de Época de Recurso: 05/02/2014

Duração: 2 horas
Responda a cada um dos três grupos de questões em folhas separadas.

Grupo 1
1. A visão tradicional da função objetivo do burocrata é a de que este tenta maximizar o seu orçamento e a
quantidade fornecida do bem público/bem de mérito. Explique como é que politicamente é possível
assegurar a validação de tal comportamento. Sugere-se que acompanhe a sua explicação com uma
apresentação gráfica. (3 valores)

2. Considere a função procura de três consumidores:


P1 = 120 – Q
P2 = 150 – Q
P3 = 230 – Q
Q representa a quantidade do bem e P representa o preço expresso em unidades monetárias. O custo
marginal de produção é constante e igual a 200 unidades monetárias. Com base em duas representações
gráficas, para um bem privado e para um bem público, compare justificadamente a quantidade eficiente de
provisão do bem e o benefício de cada um dos consumidores nessa situação. Justifique os seus cálculos.
(4 valores)

Grupo 2
3. Tome como referencial uma situação de monopólio natural (condição suficiente). Apresente dois exemplos
de políticas públicas para assegurar maior eficiência na afetação dos recursos económicos, evidenciando a
diferença entre uma política de ótimo de primeira ordem e uma política de ótimo de segunda ordem.
Justifique devidamente a sua resposta. (2 valores)

4. Considere dois esquemas de redistribuição do mesmo tipo, garantindo um rendimento mínimo de 400 euros
mensais, em que, no primeiro, o indivíduo deixa de ter direito ao subsídio desde que aufira um rendimento
de valor igual ou superior a 400 euros, enquanto no segundo, o indivíduo só deixará de ter direito a receber
o subsídio se auferir um rendimento igual ou superior a 800 euros. Explique qual o esquema em referência e
qual das duas variantes descritas acima propicia maior incentivo ao lazer, justificando. Represente as duas
situações no mesmo gráfico. (3 valores)

1
Licenciatura em Economia
1EC202 – Economia e Finanças Públicas
2013/2014
Exame Final de Época de Recurso: 05/02/2014

5. Considere os seguintes dados relativos ao OE 2014 em Portugal:

Valores em milhões de euros Ano 2014


Receita corrente 71 430,4
Receita de capital (exceto ativos e passivos financeiros) 2 733,6
Despesa corrente 75 813,5
Despesa de capital (exceto ativos e passivos financeiros) 5 780,5

Fonte: Ministério das Finanças.

a) Calcule o Saldo global /efetivo e explique a sua lógica económica. (1 valor)


b) Sendo os juros e outros encargos previstos de 8 174,8 milhões de euros, qual o saldo primário corrente?
(1 valor)

Grupo 3
6. Explique a diferença entre rendimento acréscimo patrimonial e rendimento produto. Qual é a solução
adotada no IRS? Justifique devidamente. (2 valores)

7. Considere os dados relativos aos rendimentos auferidos em 2013 pelo casal Silva com um filho em idade
escolar, abaixo apresentados:
Rendimento bruto da categoria A:
Rendimento bruto de Manuel Silva: 40 000 €
Descontos para a Segurança Social de Manuel Silva: 4 400 €
Retenções na fonte de IRS de Manuel Silva: 8 000 €
Rendimentos bruto da categoria B:
Prestação de serviços por Maria Silva (regime simplificado): 10 000 €
Rendimentos bruto da categoria E:
Dividendos brutos recebidos por Manuel Silva: 1 000 €
Retenção na fonte de IRS: 280 €
Despesas documentadas:
Saúde (IVA a 6%): 200 €
Juros com aquisição de primeira habitação: 2 000 €
Educação: 6 000 €

a) Determine o IRS a pagar/receber considerando o não englobamento dos dividendos. (2 valores)


b) Determine o IRS a pagar/receber considerando o englobamento dos dividendos. (2 valores)
2

Você também pode gostar