Você está na página 1de 72

A palavra de Deus é imutável.

Viva a ciência, viva o pensamento livre!

Laura Schlessinger é uma personalidade do rádio americano que distribui


conselhos para pessoas que ligam para seu show.
Recentemente ela disse que a homossexualidade é uma abominação de acordo com
Levíticos 18:22 e não pode ser perdoado em qualquer circunstância.
O texto abaixo é uma carta aberta para Dra. Laura, escrita por um cidadão
americano e também disponibilizada na Internet.
"Cara Dra. Laura
Obrigado por ter feito tanto para educar as pessoas no que diz respeito à
Lei de Deus. Eu tenho aprendido muito com seu show, e tento compartilhar o
conhecimento com tantas pessoas quantas posso. Quando alguém tenta defender
o homossexualismo, por exemplo, eu simplesmente o lembro que Levíticos 18:22
claramente afirma que isso é uma abominação.
Fim do debate.
Mas eu preciso de sua ajuda, entretanto, no que diz respeito a algumas leis
específicas e como seguí-las:
a) Quando eu queimo um touro no altar como sacrifício, eu sei que isso cria
um odor agradável para o Senhor (Levíticos 1:9). O problema são os meus
vizinhos. Eles reclamam que o odor não é agradável para eles. Devo matá-los
por heresia ?
b) Eu gostaria de vender minha filha como escrava, como é permitido em
Êxodo 21:7. Na época atual, qual você acha que seria um preço justo por ela
?
c) Eu sei que não é permitido ter contato com uma mulher enquanto ela está
em seu período de impureza menstrual (Levíticos 15:19-24). O problema é:
como eu digo isso a ela ? Eu tenho tentado, mas a maioria das mulheres toma
isso como ofensa.
d) Levíticos 25:44 afirma que eu posso possuir escravos, tanto homens
quanto mulheres, se eles forem comprados de nações vizinhas. Um amigo meu
diz que isso se aplica a mexicanos, mas não a canadenses. Você pode
esclarecer isso ?
Por que eu não posso possuir canadenses ?
e) Eu tenho um vizinho que insiste em trabalhar aos sábados. Êxodo 35:2
claramente afirma que ele deve ser morto. Eu sou moralmente obrigado a
matá-lo eu mesmo?
f) Um amigo meu acha que mesmo que comer moluscos seja uma abominação
(Levíticos 11:10), é uma abominação menor que a homossexualidade.Eu não
concordo. Você pode esclarecer esse ponto ?
g) Levíticos 21:20 afirma que eu não posso me aproximar do altar de Deus se
eu tiver algum defeito na visão. Eu admito que uso óculos para ler. A minha
visão tem mesmo que ser 100%, ou pode-se dar um jeitinho ?
h) A maioria dos meus amigos homens apara a barba, inclusive o cabelo das

1
têmporas, mesmo que isso seja expressamente proibido em Levíticos 19:27.
Como eles devem morrer ?
i) Eu sei que tocar a pele de um porco morto me faz impuro (Levíticos
11:6-8), mas eu posso jogar futebol americano se usar luvas ? (as bolas de
futebol americano são feitas com pele de porco)
j) Meu tio tem uma fazenda. Ele viola Levíticos 19:19 plantando dois tipos
diferentes de vegetais no mesmo campo. Sua esposa também viola Levíticos
19:19, porque usa roupas feitas de dois tipos diferentes de tecido (algodão
e poliester). Ele também tende a xingar e blasfemar muito. É realmente
necessário que eu chame toda a cidade para apedrejá-los (Levíticos
24:10-16) ? Nós não poderíamos simplesmente queimá-los em uma cerimônia
privada, como
deve ser feito com as pessoas que mantêm relações sexuais com seus sogros
(Levíticos 20:14) ?
Eu sei que você estudou essas coisas a fundo, então estou confiante que
possa ajudar.

Obrigado novamente por nos lembrar que a palavra de Deus é eterna e


imutável.

ORAÇÃO PELOS AMIGOS


Pai, eu lhe peço que abençoe meus Amigos que estiverem lendo esta Mensagem.
Faça-lhes uma nova revelação de Seu Amor e Poder.
Espírito Santo, peço-lhe que ministre o Espírito deles neste momento.
Onde houver Dor, conceda-lhes Sua Paz e Misericórdia.
Onde houver Dúvida, renove-lhes a Confiança na Sua Capacidade de Operar através deles.
Onde houver Cansaço ou Exaustão, peço-lhe que lhes dê Compreensão, Paciência e Força
enquanto aprendem a se submeter a Sua Direção.
Onde houver Estagnação Espiritual, peço-lhe que os renove revelando Sua proximidade e
atraindo-os para maior Intimidade com o Senhor.
Onde houver Medo, revele Seu Amor e incuta-lhes Sua Coragem.
Onde houver o obstáculo de algum Pecado, revele-o e quebre o Poder que estiver
exercendo sobre a Vida deles.
Abençoe suas Finanças, conceda-lhes maior Visão, levante Líderes e Amigos para dar-
lhes apoio e encoraje-os.
Dê a cada um Discernimento para reconhecer as forças negativas que os rodeiam e revele-
lhes o poder que tem no Senhor para derrotá-las.
Peço-lhe que faça todas essas coisas em nome de Jesus. No amor Cristão.
Amém.

2
O bordado

Quando era pequeno, minha Mãe costurava muito. Eu me sentava perto dela e lhe
perguntava o que estava fazendo. Ela me respondia que estava bordando.
Eu observava seu trabalho de uma posição mais baixa de onde ela estava sentada e sempre
lhe perguntava o que estava fazendo, dizendo-lhe que de onde eu estava, o que ela fazia, me
parecia muito confuso. Ela sorria, olhava para baixo e gentilmente dizia:
"Filho, saia um pouco para brincar e quando terminar meu bordado te chamarei e te colocarei
sentado em meu colo e te deixarei ver o bordado da minha posição".
Perguntava-me porque ela usava alguns fios de cores escuras e porque me pareciam tão
desordenados de onde eu estava. Minutos mais tarde, escutava-a chamando-me :
"Filho, vem e senta-te em meu colo".
Eu o fazia de imediato e me surpreendia e emocionava ao ver a formosa flor e o belo
entardecer no bordado. Não podia crer: de baixo parecia tão confuso. Então minha Mãe me
dizia:
"Filho, de baixo para cima se via confuso e desordenado, porém, não te ocorria de que no
plano acima." - havia um desenho; só o estavaseguindo!!!
"Agora, olhando-o da minha posição sabes o que eu estava fazendo".
Muitas vezes, ao longo dos anos tenho olhado para o céu e dito:
"Pai, o que estais fazendo ??? "
Ele responde: "Estou bordando tua vida."
E eu lhe replico:
"Mas, está tudo tão confuso; em desordem. Os fios parecem tão escuros,porque não são
mais brilhantes ?"
O Pai parece dizer-me:
"Meu filho, ocupa-te de teu trabalho . . . e Eu farei o Meu; um dia, te trarei ao céu e te
colocarei em meu colo e então verás o Plano, da Minha posição."

((Autor desconhecido))

INSTRUÇÕES PARA TODA A VIDA

1. Leve em consideração que grandes amores e conquistas envolvem


grande
risco.

2. Quando você perde, não perca a lição.

3. Siga os três R's:


* Respeito a si mesmo
* Respeito aos outros
* Responsabilidade por todas suas ações

4. Lembre-se que não conseguir o que você quer é algumas vezes um


grande
lance de sorte.

5. Aprenda as regras de maneira a saber quebrá-las da maneira mais


apropriada.

6. Não deixe uma disputa por questões menores ferir um grande amigo.

3
7. Quando você perceber que cometeu um erro, tome providências
imediatas
para corrigi-lo.

8. Passe algum tempo sozinho todos os dias.

9. Abra seus braços para mudanças, sem abrir mão de seus valores.

10. Lembre-se que o silêncio é algumas vezes a melhor resposta.

11. Viva uma vida boa e honrada. Assim, quando você ficar mais velho e
pensar no passado, poderá obter prazer uma segunda vez.

12. Uma atmosfera de amor em sua casa é o fundamento para sua vida.

13. Em discordâncias com entes queridos, trate apenas da situação


corrente.Não levante questões passadas.

14. Compartilhe o seu conhecimento. Esta é uma maneira de alcançar a


imortalidade.

15. Seja gentil com a terra.

16. Uma vez por ano, vá a algum lugar que você nunca esteve antes.

17. Lembre-se que o melhor relacionamento é aquele em que o amor


mútuo
excede o amor que cada um precisa do outro.

18. Julgue o seu sucesso por aquilo que você teve que abrir mão para
consegui-lo.

19. Entregue-se total e irrestritamente ao amor e a cozinha.

Instalando Amor.Doc
ASSISTÊNCIA TÉCNICA
A senhora conseguiu instalar o AMOR?

CLIENTE:
Não consegui, eu não sou técnica no assunto, mas acho que posso instalar com

4
a sua ajuda. O que eu devo fazer primeiro?

REPRESENTANTE de Serviço ao Cliente:


O primeiro passo é abrir o seu CORAÇÃO, a senhora encontrou seu CORAÇÃO?

CLIENTE:
Sim encontrei, mas há diversos programas funcionando agora. Tem algum
problema em instalar o AMOR enquanto outros programas estão funcionando?

REPRESENTANTE:
Que programas estão funcionando senhora?

CLIENTE:
Deixe me ver... eu tenho BAIXAESTIMA.EXE, RESSENTIMENTO.COM, ÓDIO.EXE e
RANCOR.EXE funcionando agora.

REPRESENTANTE:
Nenhum problema, O AMOR apagará automaticamente RANCOR.EXE de seu sistema
operacional atual. Pode ficar em sua memória permanente, mas não vai causar
problemas por muito tempo para outros programas. O AMOR vai rescrever
BAIXAESTIMA.EXE em uma versão melhor, chamada AUTOESTIMA.EXE. Entretanto,
a
senhora tem que desligar completamente o ODIO.EXE e RESSENTIMENTO.COM, esses
programas impedem que o AMOR seja instalado corretamente. A senhora pode
desliga-los?

CLIENTE:
Eu não sei como desliga-los. Você pode me dizer como?

REPRESENTANTE:
Com prazer! Vá ao Menu e click em PERDAO.EXE , faça isso quantas vezes forem
necessárias, até o ODIO.EXE e RESSENTIMENTO.COM forem apagados
completamente.

CLIENTE:
Ok, Terminei! O AMOR começou a instalar-se automaticamente, isso é normal?

REPRESENTANTE:
Sim é normal. A senhora deverá receber uma mensagem dizendo que reinstalará
a vida de seu coração. A senhora tem essa mensagem?

CLIENTE:
Sim eu tenho. Está completamente instalado?

REPRESENTANTE:
Sim, mas lembre-se a senhora só tem o programa de modelo básico. A senhora
precisa começar a conectar com outros CORAÇÕES a fim de obter melhoramentos.

5
CLIENTE:
Oh meu Deus! Eu já tenho uma mensagem de erro. Que devo fazer?

REPRESENTANTE:
O que diz a mensagem?

CLIENTE:
Diz: "ERRO 412 - O PROGRAMA NÃO FUNCIONA EM COMPONENTES
INTERNOS". O que
isso significa?

REPRESENTANTE:
Não se preocupe senhora, este é um problema comum. Significa que o programa
do AMOR está ajustado para funcionar em CORAÇÕES externos, mas ainda não
está funcionando em seu CORAÇÃO É uma daquelas complicadas coisas de
programação, mas em termos não técnicos, significa que a senhora tem que
"AMAR" sua própria máquina antes que possa amar outra.

CLIENTE:
Então o que devo fazer?

REPRESENTANTE:
A senhora pode achar o diretório chamado "AUTO-ACEITAÇÃO"?

CLIENTE:
Sim, encontrei.

REPRESENTANTE:
Excelente! A senhora está ficando ótima nisso!

CLIENTE:
Obrigada!

REPRESENTANTE:
De nada, Faça o seguinte: Click nos arquivos BONDADE.DOC, AUTOESTIMA.TXT,
VALORIZE-SE.TXT, PERDÃO.DOC e copie-os para o diretório "MEU CORAÇÃO". O
sistema irá reescrever todos os arquivos em conflito e começará a consertar a
programação defeituosa. Também a senhora precisa apagar AUTOCRITICA.EXE de
todos os diretórios e depois esvazie a sua lixeira para certificar-se de que
nunca voltem.

CLIENTE:
Consegui! Meu CORAÇÃO está cheio de arquivos realmente puros! Eu tenho no
meu monitor agora o SORRISO.MPG e está mostrando que PAZ.EXE,
CONTENTAMENTO.COM e BONDADE.COM foram instalados automaticamente no
meu

6
CORAÇÃO.

REPRESENTANTE:
Então terminamos, o AMOR está instalado e funcionando, Ah! mais uma coisa
antes de eu ir.

CLIENTE:
Sim?

REPRESENTANTE:
O AMOR é um programa grátis, faça o possível para distribuir uma cópia de
seus vários modelos à quem a senhora encontrar e dessa forma a senhora
receberá de volta dessas pessoas novos modelos verdadeiramente puros.

CLIENTE:
Obrigada pela sua ajuda.
(Autor Desconhecido)

FUNCIONÁRIO ACOMODADO
Numa grande empresa trabalhava José, um funcionário Sirio, cumpridor de suas
obrigações e, por isso mesmo, já com 20 anos de casa.
Um belo dia, José vai ao Presidente (e dono) da empresa fazer uma
reclamação:
- "Tenho trabalhado durante estes 20 anos em sua empresa com toda a
dedicação, e agora me sinto um tanto injustiçado. Juca, que está
conosco há somente três anos, está ganhando mais que eu!"
O patrão fingiu não ouvi-lo e cumprimentando-o, falou:
- "Foi bom você ter vindo aqui. Tenho um problema para resolver e você
poderá ajudar-me. Estou querendo dar ao nosso pessoal uma sobremesa após o
almoço de hoje. Aqui na esquina tem uma barraca de frutas. Vá até lá e
verifique se tem abacaxi!"
José, sem entender, saiu da sala e foi cumprir a missão a ele designada.
Em cinco minutos estava de volta.
- "Como é!?" disse o patrão.
- "Verifiquei como o senhor mandou e a barraca tem o abacaxi!" disse José.
- "E, quanto custa cada?" perguntou o patrão.
- "Isto eu não perguntei não!" respondeu José.
- "Eles tem quantidade suficiente para atender todos os funcionários?"
perguntou o patrão.
- "Não sei não!" respondeu José.
- "Muito bem, José, sente-se ali naquela cadeira e me aguarde um pouco."
O patrão pegou o telefone e mandou chamar o Juca.
Quando Juca entrou na sala o patrão foi logo dizendo:

7
- "Juca estou querendo dar ao nosso pessoal uma sobremesa após o almoço de
hoje. Aqui na esquina tem uma barraca de frutas, vá até lá e
verifique se tem abacaxi!"
Em oito minutos Juca estava de volta.
- "E então, Juca? perguntou o patrão.
- "Têm abacaxi, sim! Tem quantidade suficiente para todo o pessoal e se o
senhor quiser eles têm também laranja e banana!"
- "E o preço?" perguntou o empresário.
- "Bom, o abacaxi eles estão vendendo a R$1,00 o quilo, a banana a R$0,50 o
quilo e a laranja a R$20,00 o cento, já descascada. Mas como eu
disse que a quantidade era grande, eles me concederam um desconto de 15%.
Deixei reservado o abacaxi. Caso o senhor resolva, eu confirmo!"
Agradecendo ao Juca pelas informações o patrão dispensou-o e voltou-se para
José na cadeira ao lado e perguntou-lhe:
- "Você perguntou alguma coisa quando entrou em minha sala hoje. O que era
mesmo?"
- "Nada não, patrão!" respondeu José, saindo da sala.
(Autor Desconhecido)

O PASSEIO DE BICICLETA

Em princípio, eu via Deus como um observador, um juiz que não perdia de


vista as coisas erradas que eu fazia. Desse modo, quando eu morresse, Ele
saberia se eu mereceria ir para o Céu ou para o Inferno.
Ele estava sempre lá, como um presidente. Eu reconhecia a imagem dEle quando
a via, mas não o conhecia de verdade.
Mas, mais tarde, quando eu O conheci melhor , pareceu que a vida era como um
passeio de bicicleta para duas pessoas e percebi que Deus estava no banco de
trás, me ajudando a pedalar.
Não me lembro quando Ele sugeriu-me que tocássemos de lugar, e a vida não
foi a mesma deste então... A vida com o Seu poder superior tinha se tornado
muito mais excitante!!!
Quando eu detinha o controle, sabia o caminho. Era um tanto entediante, mas
previsível - sempre a distância mais curta entre dois pontos.
Mas quando Deus assumiu a liderança (Ele conhecia atalhos maravilhosos),
passei a subir montanhas e atravessar terrenos pedregosos em velocidade
vertiginosa! Tudo que eu podia fazer era seguir em frente! Embora tudo
aquilo parecesse loucura Ele ficava dizendo:
" - Pedale, pedale!!!"
Eu ficava preocupado e ansioso, e perguntava:
" - Para onde o Senhor está me levando?"
E Deus apenas ria e não me dava uma resposta e eu me vi começando a confiar
Nele. Logo esqueci da minha vida entediante e comecei a participar da

8
aventura. Quando dizia que estava assustado, Ele virava-se para trás e
tocava minha mão.
Deus levou-me até pessoas com dons de que eu precisava; dons da aceitação e
de alegria, dentre outros. Essas pessoas deram-me ajuda para prosseguir na
minha jornada. Isto é, nossa jornada, de Deus e minha.
E nós partimos novamente. Então Ele me disse:
" - Desfaça-se dos dons, são bagagem extra, pesam demais!"
Então eu os dei para as pessoas que encontramos e descobri que quanto mais
eu os dava, mais eu recebia! E, além disso, o meu fardo ficava mais leve!
A princípio, eu não confiei muito em Deus quando Ele assumiu o controle da
minha vida. Achei que Ele a destruiria. Mas o Senhor conhecia os "segredos"
da bicicleta, sabia como incliná-la para fazer curvas fechadas, pular para
evitar lugares cheios de pedras, aumentar a velocidade para encurtar os
caminhos difíceis.
Também estou aprendendo a calar-me e pedalar nos lugares mais complicados e
aprendi a apreciar a paisagem e a brisa fresca em meu rosto com o meu ótimo
e constante companheiro, Deus.
E quando estou certo de que não posso mais seguir em frente, Ele apenas
sorri e diz:
" - Pedale..."
(Autor Desconhecido)

A CENOURA, O OVO E O CAFÉ

Uma filha se queixou a seu pai sobre sua vida e de como as coisas
estavam difíceis para ela. Ela já não sabia mais o que fazer e queria
desistir. Estava cansada de lutar e de combater. Parecia que assim que
um problema estava resolvido outro surgia. Seu pai, um “chef” ,
levou-a até a cozinha dele. Encheu três panelas com água e colocou
cada um delas em fogo alto. Logo as panelas começaram a ferver.
Numa delas colocou cenouras, noutra colocou ovos, e na última, pó de
café. Deixou que tudo fervesse, sem dizer uma palavra.

A filha deu um suspiro e esperou impacientemente, imaginando o que


ele estaria fazendo. Cerca de vinte minutos depois, ele apagou as bocas
de gás. Pescou as cenouras e colocou-as numa tigela. Retirou os ovos e
colocou-os em outra tigela. Então pegou o café com uma concha e
colocou numa xícara.

Virando-se para ela, perguntou:

9
- Querida, o que você está vendo?

- Cenouras, ovos e café – ela respondeu.

Ele a trouxe para mais perto e pediu-lhe para experimentar as


cenouras. Ela obedeceu e notou que as cenouras estavam macias.

Então pediu-lhe que pegasse o ovo e o quebrasse. Ela obedeceu e


depois de tirar-lhe a casca, verificou que o ovo endurecera com a
fervura.

Finalmente ele lhe pediu que tomasse um gole de café. Ela sorriu ao
provar seu aroma delicioso. E perguntou humildemente:

- O que isto significa, pai?

Ele explicou que cada um deles havia enfrentado a mesma


adversidade, água fervendo, mas cada um reagira de maneira
diferente:

A cenoura entrara forte, firme e inflexível. Mas depois de Ter sido


submetida à água fervendo, ela amolecera e tornara-se frágil.

Os ovos eram frágeis. Sua casca fina havia protegido o líquido


interior. Mas depois de terem sido colocados na água fervendo, seu
interior se tornara mais rijo.

O pó de café, contudo, era incomparável. Depois que fora colocado na


água fervente, ele havia mudado a água

- Qual deles você é? – ele perguntou à sua filha. Quando a


adversidade bate à tua porta, como você responde?

- Você é uma cenoura, um ovo ou pó de café? (AUTOR


DESCONHECIDO)

Sabedoria canina

Já se imaginou agindo com a sabedoria canina? A vida teria uma perspectiva


mais amistosa.
Tente:
1. Nunca deixe passar a oportunidade de sair para um passeio.

10
2. Experimente a sensação do ar fresco e do vento na sua face por puro prazer.
3. Quando alguém que você ama se aproxima, corra para saudá-la (o).
4. Quando houver necessidade, pratique a obediência.
5. Deixe os outros saberem quando invadiram o seu território.
6. Sempre que puder tire uma soneca e se espreguice antes de se levantar.
7. Corra, pule e brinque diariamente.
8. Coma com gosto e entusiasmo, mas pare quando estiver satisfeito.
9. Seja sempre leal.
10. Nunca pretenda ser algo que você não é.
11. Se o que você deseja está enterrado, cave até encontrar.
12. Quando alguém estiver passando por um mau dia, fique em silêncio, sente-
se próximo e, gentilmente, tente agrada-lo.
13. Quando chamar a atenção, deixe alguém toca-lo.
14. Evite morder quando apenas um rosnado resolver.
15. Nos dias mornos, deite-se de costas sobre a grama.
16. Nos dias quentes, beba muita água e descanse embaixo de uma árvore
frondosa.
17. Quando você estiver feliz, dance e balance todo o seu corpo.
18. Não importa quantas vezes for censurado, não assuma a culpa que não
tiver e não fique amuado... Corra imediatamente de volta para seus amigos.
19. Alegre-se com o simples prazer de uma caminhada.

ESCOLA DE ANJOS

Era uma vez, há muitos e muitos anos, uma escola de anjos. Conta-se que
naquele tempo, antes de se tornarem anjos de verdade, os aprendizes de anjos
passavam por um estágio. Durante um certo período, elas saíam em duplas para
fazer o bem e no final de cada dia, apresentavam ao anjo mestre um relatório
das boas ações praticadas.
Aconteceu então, um dia, que dois anjos estagiários, depois de vagarem
exaustivamente por todos os cantos, regressavam frustrados por não terem
podido praticar nenhum tipo de salvamento sequer. Parece que naquele dia, o
mal estava de folga.
Enquanto voltavam tristes, os dois se depararam com dois lavradores que
seguiam por uma trilha. Neste momento, um deles, dando um grito de alegria,
disse para o outro:
- "Tive uma idéia. Que tal darmos o poder a estes dois lavradores por quinze
minutos para ver o que eles fariam?"
O outro respondeu:
- "Você ficou maluco? O anjo mestre não vai gostar nada disto!"
Mas o primeiro retrucou:
- "Que nada, acho que ele até vai gostar! vamos fazer isto e depois
contaremos para ele!"
E assim o fizeram. Tocaram suas mãos invisíveis na cabeça dos dois e se
puseram a observá-los. Poucos passos adiante eles se separaram e seguiram
por caminhos diferentes. Um deles, após alguns passos depois de terem se

11
separado, viu um bando de pássaros voando em direção à sua lavoura, e
passando a mão na testa suada disse:
- "Por favor meus passarinhos, não comam toda a minha plantação! Eu preciso
que esta lavoura cresça e produza, pois é daí que tiro o meu sustento!"
Naquele momento, ele viu espantado a lavoura crescer e ficar prontinha para
ser colhida em questão de segundos. Assustado, ele esfregou os olhos e
pensou: devo estar cansado! E, acelerou o passo. Aconteceu que logo adiante
ele caiu ao tropeçar em um pequeno porco que havia fugido do chiqueiro. Mais
uma vez, esfregando a testa ele disse:
- "Você fugiu denovo meu porquinho! Mas, a culpa é minha, eu ainda vou
construir um chiqueiro decente para você!"
Mais uma vez espantado, ele viu o chiqueiro se transformar num local limpo e
acolhedor, todo azulejado, com água corrente e o porquinho já instalado no
seu compartimento. Esfregou novamente os olhos e apressando ainda mais o
passo disse mentalmente: estou muito cansado
Neste momento ele chegou em casa e, ao abrir porta, a tranca que estava
pendurada caiu sobre sua cabeça. Ele então tirou o chapéu, e esfregando a
cabeça disse:
- "De novo, e o pior é que eu não aprendo. Também, não tem me sobrado tempo.
Mas ainda hei de ter dinheiro para construir uma grande casa e dar um pouco
mais de conforto para minha mulher!"
Naquele exato momento aconteceu o milagre. Aquela humilde casinha foi se
transformando numa verdadeira mansão diante dos seus olhos. Assustadíssimo,
e sem nada entender, convicto de que era tudo decorrente do cansaço, ele se
jogou numa enorme poltrona que estava na sua frente e, em segundos, estava
dormindo profundamente. Não houve tempo sequer para que ele tivesse algum
sonho. Minutos depois ele ouviu alguém pedir socorro:
- "Compadre! Me ajude! Eu estou perdido!"
Ainda atordoado, sem entender muito o que estava acontecendo, ele se
levantou correndo. Tinha na mente, imagens muito fortes de algo que ele não
entendia bem, mas parecia um sonho. Quando ele chegou na porta, encontrou o
amigo em prantos. Ele se lembrava que poucos minutos antes eles se
despediram no caminho e estava tudo bem. Então perguntando o que havia se
passado ele ouviu a seguinte história:
- "Compadre nós nos despedimos no caminho e eu segui para minha casa,
acontece que poucos passos adiante, eu vi um bando de pássaros voando e
direção à minha lavoura. Este fato me deixou revoltado e eu gritei: Vocês de
novo, atacando a minha lavoura, tomara que seque tudo e vocês morram de
fome! Naquele exato momento, eu vi a lavoura secar e todos os pássaros
morrerem diante dos meus olhos! Pensei comigo, devo estar cansado, e
apressei o passo. Andei um pouco mais e cai depois de tropeçar no meu porco
que havia fugido do chiqueiro. Fiquei muito bravo e gritei mais uma vez: -
Você fugiu de novo? Por que não morre logo e pára de me dar trabalho?
Compadre, não é que o porco morreu ali mesmo, na minha frente. Acreditando
estar vendo coisas, andei mais depressa, e ao entrar em casa, me caiu na
cabeça a tranca da porta. Naquele momento, como eu já estava mesmo era com
raiva, gritei novamente: Esta casa... Caindo aos pedaços, por que não pega

12
fogo logo e acaba com isto? Para surpresa minha compadre, naquele exato
momento a minha casa pegou fogo, e tudo foi tão rápido que eu nada pude
fazer! Mas... compadre, o que aconteceu com a sua casa? De onde veio esta
mansão?"
Depois de tudo observarem, os dois anjos foram, muito assustados, contar
para o anjo mestre o que havia se passado. Estavam muito apreensivos quanto
ao tipo de reação que o anjo mestre teria. Mas tiveram uma grande surpresa.
O anjo mestre ouviu com muita atenção o relato, parabenizou os dois pela
idéia brilhante que haviam tido, e resolveu decretar que a partir daquele
momento, todo ser humano teria 15 minutos de poder ao longo da vida. Só que,
ninguém jamais saberia quando estes 15 minutos de poder estariam
acontecendo.
Será que os 15 minutos próximos serão os seus? Muito cuidado com tudo o que
você diz, como age e aquilo que pensa! Sua mente trabalhará para que tudo
aconteça, seja bom ou ruim.
(Autor Desconhecido)

PARA NUNCA ESQUECER

Sua presença é um presente para o mundo.


Você é único e só há um igual a você.
Sua vida pode ser o que você quer que ela seja.
Viva os dias, apenas um de cada vez.
Conte suas bênçãos, não seus problemas.
Você os superará venha o que vier.
Dentro de você há muitas respostas.
Compreenda, tenha coragem, seja forte.

Não coloque limites em si mesmo.


Muitos sonhos estão esperando para serem realizados.
As decisões são muito importantes para serem deixadas ao acaso.
Alcance seu máximo, seu melhor é seu prêmio.
Nada consome mais energia do que a preocupação.
Quanto mais tempo se carrega um problema, mais pesado ele fica.

Não leve as coisas tão a sério.


Viva uma vida de serenidade, não de arrependimentos.

Lembre-se que um pouco de amor dura muito.


Lembre-se muito disso: dura para sempre.
Lembre-se que a amizade é um investimento sábio.
Os tesouros da vida são todas as pessoas.

13
Perceba que nunca é tarde demais.
Faça coisas simples de uma forma simples.
Tenha saúde, esperança e felicidade.
Encontre tempo para fazer pedidos a uma estrela.
E nunca jamais esqueça, por sequer um dia, o quanto você é especial.

- Autor Desconhecido -
Tradução do original de "One Thing To Never Forget"

O NÁUFRAGO

Após um naufrágio, o único sobrevivente agradeceu a Deus por estar vivo e


ter conseguido se agarrar a parte dos destroços para poder ficar boiando.
Este único sobrevivente foi parar em uma pequena ilha desabitada e fora de
qualquer rota de navegação, e ele agradeceu novamente. Com muita dificuldade
e restos dos destroços, ele conseguiu montar um pequeno abrigo para que
pudesse se proteger do sol, da chuva de animais e para guardar seus poucos
pertences, e como sempre agradeceu.
Nos dias seguintes a cada alimento que conseguia caçar ou colher, ele
agradecia.
No entanto um dia quando voltava da busca por alimentos, ele encontrou o seu
abrigo em chamas, envolto em altas nuvens de fumaça.
Terrivelmente desesperado ele se revoltou e gritava chorando:
- "O pior aconteceu! Perdi tudo! Deus, por que fizeste isso comigo?"
Chorou tanto, que adormeceu, profundamente cansado.
No dia seguinte bem cedo, foi despertado pelo som de um navio que se
aproximava.
- "Viemos resgatá-lo!" disseram.
- "Como souberam que eu estava aqui?" perguntou ele.
- "Nós vimos o seu sinal de fumaça"!

É comum sentirmo-nos desencorajados e até desesperados quando as coisas vao


mal. Mas Deus age em nosso benefício, mesmo nos momentos de dor e
sofrimento.
Lembre-se: se algum dia o seu único abrigo estiver em chamas, esse pode ser
o sinal de fumaça que fará chegar até você a Graça Divina.
(Autor Desconhecido)

14
Um erro de comunicação!

Um casal americano, em companhia de seus filhos, resolveu procurar


uma região na Inglaterra onde pudessem passar as férias. Descobriram
uma propriedade com uma linda casa, que preenchia os desejos da
família.

Ao retornarem para sua cidade, porém, ninguém conseguia se lembrar


da localização do WC. Escreveram então, uma carta para o proprietário
do local, um pastor, nos seguintes termos:

"_ Gentil pastor, visitando sua cidade à procura de uma casa para as
férias, soubemos ser o senhor dono de uma que muito nos agradou;
porém, antes de celebrarmos o nosso acordo, gostaríamos que nos
indicasse o lugar em que se encontra o WC. "

O pastor, desconhecendo o significado da abreviatura "WC" e julgando


tratar-se da palavra White Chapell (Capela Branca), nome de uma
comunidade religiosa inglesa, respondeu:

"_ Estimado senhor: recebi sua carta e sinto-me honrado pela escolha
de minha propriedade para as férias de sua família. O local e o clima são
admiráveis. Quanto ao "WC", adianto-lhe que o mesmo está a 10 km de
distância, em cima da colina. Pode-se ir a pé, mas para os que tem
pressa, aconselhamos ir de bicicleta. Há lugar para umas duzentas
pessoas sentadas e cem em pé, que ao ato solene, ocorrem muito
satisfeitas, principalmente quando ele é celebrado pela manhã, sendo
que normalmente, os homens ficam em pé e as mulheres sentadas. O
ambiente é muito acolhedor. No inverno, todos aproveitam para ficar
mais juntinhos, o que torna a prática mais agradável e a aumenta a
disposição dos participantes.

Aconselhamos, porém, a chegar bem cedo a fim de obterem,


gratuitamente, o seu jornal, que por uma questão de ética e ordem,
depois de ser usado por seus familiares, é entregue lá fora àqueles que
aguardam sua vez de entrar.

Um amplificador de som, colocado no interior do recinto, informa o povo


da cidade a maneira como está sendo realizado e se processando o
ritual, onde fotógrafos aproveitam para documentar a prática de tão
salutar espetáculo, para que os frequentadores guardem como
lembrança.

15
Ao final, todos, inclusive as crianças, cantam em coro, dando graças ao
Senhor, por terem conseguido realizar, com sucesso, tão nobre esforço.

Então uma bandeja recolhe o produto final dessa prodigiosa contribuição


humana, que ao som de uma banda de música local, é repartido
fraternalmente, por todos os moradores da região, na comunhão do
divino paladar que nos oferece o Senhor.

Durante a cerimônia, pede aos presentes que evitem movimentar-se


muito ou fazerem ruídos muito altos, a fim de não tirarem a
concentração dos que estão ao seu lado. "

“NEM PARECE O BRASIL...”


Estamos em plena “Semana da Pátria”. O que leremos na maioria dos
jornais? O que assistiremos na televisão? O que ouviremos nas rádios?
Aposto 1.000 contra 10 que a maior parte dos comentários serão do tipo:
“O Brasil, pior do que nunca, comemora sua independência, totalmente
dependente do FMI”; “Brasil: 45 milhões de miseráveis não têm nada a
comemorar na Semana da Pátria”; “Brasil comemora sua independência
com corrupção, violência, desemprego, greves...”.

Com certeza ninguém vai dizer que somos o único país do hemisfério sul
dentro do projeto Genoma e que nossos cientistas estão entre os mais
admirados do mundo. Ninguém vai dizer que o Brasil é o país que tem
tido o maior sucesso dentre todos os países no combate à AIDS e vem
sendo exemplo mundial. Ninguém vai dizer que tivemos neste mês
passado o menor índice de desemprego desde 1997, que temos 15
fábricas de veículos instaladas, mais quatro se instalando e que somos
uns dos maiores mercados do mundo contemporâneo e que, apesar da
crise Argentina, as empresas continuam com suas intenções firmes de
investimento. Ou seja, ninguém mostrará a parte cheia do cálice
chamado Brasil. Vamos só mostrar a parte vazia. Vamos novamente nos
auto-flagelar, falar mal de nós próprios. Vamos nos chamar a todos de
corruptos, ladrões, aproveitadores e preguiçosos. Por que somos assim?

A manchete de um dos maiores jornais do Brasil, ao noticiar o menor índice


de desemprego desde 1997 assim escreveu: “Desalento e Descrença faz índice
de desemprego baixar” (sic) e no corpo da matéria afirma que as pessoas estão
tão desalentadas, desencantadas e desanimadas que “desistiram de buscar

16
emprego...”. Será esse também o motivo para os espanhóis de Madri que têm
21% de desemprego? Ora, se isso é verdade, o oposto também deveria ser. Ou
seja, quando o desemprego aumenta é porque as pessoas estão “animadas e
esperançosas” e acreditando no Brasil?
Todos os países comemoram suas datas nacionais valorizando os aspectos
positivos da nação, do povo, das pessoas. Por que não nos comparamos com a
violência do Oriente Médio? Com os atentados na Irlanda? Com os atentados na
Espanha? Com o massacre da Macedônia e dos Albaneses? Com o que está
acontecendo desde o Afeganistão ou nos países africanos? Por que não dizemos
que temos 97,3% das crianças de 7 a 14 anos freqüentando escolas e só falamos
do “baixo nível da educação brasileira”? Por que não propalamos que o Brasil tem
40% dos internautas da América Latina – o dobro do México e que somos o quinto
país do mundo em número de telefones fixos instalados e o segundo maior
mercado de telefones celulares – 650.000 novos celulares por mês? Por que
falamos do “apagão” com certo “prazer” e falamos da revolução da telefonia no
Brasil com desdém, acusando as “multinacionais”, etc. Por que não falamos que
temos o mais moderno sistema bancário do mundo? Que nossas eleições –
limpas e honestas, tiveram mais de 100 milhões de votos apurados em 24 horas?
(Compare com o “fiasco” da eleição americana...). Por que não falamos que de
meros exportadores de tecidos, somos hoje considerados uma das capitais
mundiais da moda, segundo o Le Monde francês? Por que não propalamos que
somos o país em desenvolvimento com o maior número de empresas com
certificação de qualidade pela ISO 9000 com 6.890 empresas certificadas
enquanto o México tem apenas 300 empresas e a Argentina 265? Por que não
publicamos que a produção industrial caiu no último ano de 2000 – 16% em
Cingapura, 12% em Taiwan, 10% na Malásia, 8% no Japão, 5% no México, 3%
nos EUA? Que somos o segundo maior mercado de biscoitos, jatos executivos e
helicópteros, chocolate, que nosso mercado editorial de livros é maior do que a
Itália, com mais de 50.000 títulos novos por ano? Que nossas agências de
publicidade ganham os melhores e maiores prêmios do mundo? Que somos o
país mais “empreendedor” do mundo com 16% da população economicamente
ativa, na frente dos Estados Unidos? Que a cidade do Rio de Janeiro foi
considerada em pesquisa em mais de 50 cidades do mundo a mais “solidária” do
mundo? Que mais de 70% dos brasileiros – pobres e ricos – dedicam considerável
parte de seu tempo em trabalhos voluntários? Que nosso setor agrícola e pecuário
vem se desenvolvendo com produtividades crescentes e moderna tecnologia? Por
que só falamos das derrotas da seleção de futebol e falamos pouco das vitórias no
tênis, no vôlei, no basquete, no iatismo, no hipismo, no automobilismo, etc. Por
que não dizemos que somos hoje a terceira maior democracia do mundo? Que
apesar de todas as mazelas o Congresso está punindo seus próprios membros, o
que raramente ocorre em outros países “civilizados”? Quantos países têm a
imprensa livre e investigativa que temos? Segundo a The Economist, (30-6-2001)
de zero a dez, o índice de corrupção no Brasil é seis. Isso foi amplamente
divulgado. Mas poucos disseram que somos considerados menos corruptos do
que o México, Argentina, China, Tailândia, Filipinas, Índia, Rússia, Indonésia e
muitos outros países em desenvolvimento, e à nossa frente quase todos os países
são os desenvolvidos europeus, poucos asiáticos e os EUA. Qual o país que já fez

17
o “impeachment” de um presidente e tirou vários senadores da república de seus
postos? Que a população indígena brasileira vem crescendo e com terras
demarcadas para sua sobrevivência cultural? Quem contou em 1.500 os cinco
milhões de índios que a imprensa diz que matamos desde o descobrimento do
Brasil?
Este verdadeiro “vício” de se auto-flagelar, de só falar mal de si
próprio, faz o brasileiro ficar literalmente cego para valores essenciais de nossa
cultura, de nosso povo, da nação brasileira. Reduzimos tudo a “governo” e
como não se pode falar bem de nenhum governo (seja federal, estadual ou
municipal) que se é logo rotulado de “bajulador” e “alienado” ficamos com essa
sensação horrível de que somos o povo mais infeliz do universo. Pode ver:
quando uma coisa é bem feita, é bonita, é limpa, dizemos – “Nem parece o
Brasil!” e quando uma coisa é horrível, de baixa qualidade, suja, desonesta,
dizemos: “Isto é o Brasil!”. Até quando???
É claro que temos problemas – e muitos. E graves! Mas temos também
valores que precisamos comemorar e aprender a enxergar.

Nesta semana, pense nisso. Comemore a parte cheia do cálice chamado Brasil.
Acredite. Você pode se orgulhar de ser brasileiro! Você tem esse direito!

A SABEDORIA DO MINISTRO

Existia, em uma terra distante, um rei e seu primeiro ministro.


O rei era justo e bondoso. O primeiro ministro era um homem bom e sábio, e
sempre dizia que a felicidade reinava porque existia um Deus bom e justo,
que sempre fazia o que era melhor para todos. O rei seguia os passos de
sabedoria do seu primeiro ministro que sempre dizia:
"tudo que Deus faz é bom..."
Essas eram sempre as palavras que faziam com que o rei fosse sensato e
bondoso para com os seus súditos.
O rei tinha dois passatempos diários. Um deles era trabalhar com madeira,
fazendo talhas e esculturas e o outro era cavalgar pela floresta todas as
manhãs, em companhia de seu primeiro ministro.
Enquanto cavalgavam, os dois conversavam sobre os mistérios da vida. O rei
sempre procurava explicações para suas aflições e nessas saídas diárias, em
companhia de seu sábio primeiro ministro, ele encontrava conforto para seu
coração, muitas vezes cheio de dúvidas e preocupações.
Um dia, o rei estava trabalhando em sua oficina, serrando madeira, quando,
inesperadamente, a serra decepou seu dedo indicador. Desesperado e aflito,
mandou chamar seu primeiro ministro. Tinha esperança de que ele pudesse
explicar o motivo pelo qual Deus havia

18
permitido que o acidente acontecesse com ele, uma pessoa boa, justa e
honesta.
Porém, para surpresa do rei, o primeiro ministro, em vez de confortá-lo com
palavras de alento e consolo, limitou-se a repetir o que sempre dizia:
"...tudo que Deus faz é bom".
Ao ouvir tamanha afronta, o rei, irado e desconsolado, mandou que os guardas
o levassem para a prisão.
Depois do acidente, a vida do rei ficou diferente. Não tinha ninguém para
conversar e confidenciar pensamentos mas continuava com seus passatempos
diários, trabalhando a madeira e cavalgando todas as manhãs, só que agora ia
sozinho.
Um belo dia, enquanto cavalgava por um recanto mais distante da floresta,
foi aprisionado por índios selvagens. Levado para a tribo, amarrado e
assustado, a única coisa que o rei poderia fazer era rezar e pedir a Deus
que lhe desse proteção e paz.
Chegando à tribo, o rei foi surpreendido por uma grande festa. Tambores e
chocalhos soavam, índios pintados dançavam em volta de um altar, onde um
sacerdote permanecia sentado em completo transe... tudo estava preparado
para a grandiosa festa de sacrifício aos Deuses dos índios.
A um pequeno movimento do sacerdote, alguns índios aproximaram-se do rei,
desamarraram suas mãos e começaram a pintá-lo com cores fortes e berrantes.
O sacerdote então aproximou-se e começou a dizer palavras que o rei não
compreendia.
Enquanto dançava ao redor do altar, o sacerdote observou que o rei não
possuía um dos dedos da mão. Irado e frustado, ordenou que o rei fosse
libertado, pois um ser incompleto não poderia ser oferecido em sacrifício
para os deuses.
Após ser libertado, o rei voltou ao castelo. Enquanto caminhava pela
floresta, pensava sobre o que havia acontecido: "realmente tudo que Deus faz
é bom". Se não tivesse perdido um dedo, teria perdido a vida.
Uma questão, porém, ainda perturbava o rei. O que explicaria a permanência
do seu fiel primeiro ministro na prisão, durante todo aquele tempo? Seria
este Deus justo apenas para o rei e não para seus súditos? Chegando ao
castelo, o rei ordenou que o primeiro ministro fosse solto e trazido a sua
presença. Afinal, era impossível para ele entender o motivo pelo qual Deus
havia sido tão injusto com um homem tão bondoso.
Ao vê-lo, o rei contou o que havia acontecido pela manhã e falou: "agora
compreendo que perdi um dedo mas em compensação não perdi a minha vida. No
entanto, não entendo porque Deus não foi benevolente com você. Como isso
pode ter sido bom para você?"
O sábio e paciente amigo então lhe respondeu: "vossa alteza se esqueceu que
tínhamos o costume de cavalgar juntos todas as manhãs? O que teria
acontecido comigo se eu estivesse em sua companhia na floresta hoje? Afinal,
eu tenho todos os meus dedos..."
Deus faz coisas que, em determinados momentos, não podemos compreender e as
julgamos erradas, mas no futuro entenderemos que foram em nosso próprio
benefício.

19
E por fim concluiu-se: "...tudo que Deus faz é bom..."
(Autor Desconhecido)

Violência
"A força gerada pela não violência é infinitamente maior do que a força de todas as
armas inventadas pela engenhosidade do homem.

A não violência e a covardia não combinam. Posso imaginar um


homem armado até os dentes que no fundo é um covarde. A
posse de armas insinua um elemento de medo, se não mesmo de
covardia. Mas a verdadeira não violência é uma impossibilidade
sem a posse de um destemor inflexível.

A não violência nunca deve ser usada como um escudo para a


covardia. É uma arma para os bravos."

"Se o mundo continuar a praticar a velha maxima do olho por


olho dente por dente, em alguns anos todos nos estaremos
cegos."

Mahatma Gandhi
(Citações extraídas de "As Palavras de Gandhi")

A URGÊNCIA DE VIVER
A matemática da vida não é simples.
Cada soma é também uma subtração.
Quando somamos mais um ano àqueles que já vivemos, subtraímos um ano
daqueles que nos restam para viver.
Esperamos demais para fazer o que precisa ser feito, num mundo que só nos dá
um dia de cada vez, sem garantia do amanhã.
Enquanto lamentamos que a vida é curta, agimos como se tivéssemos à nossa
disposição um estoque inesgotável de tempo.
Esperamos demais para dizer as palavras do perdão que devem ser ditas; para
pôr de lado os rancores que devem ser expulsos; para expressar gratidão;
para dar ânimo; para oferecer consolo. Esperamos demais para enunciar as

20
preces; para executar as tarefas que estão esperando para serem cumpridas;
para demonstrar o amor que talvez não seja mais necessário amanhã.
Esperamos demais nos bastidores, quando a vida tem um papel para
desempenharmos no palco.
Deus também está esperando nós pararmos de esperar. Esperando nós começarmos
a fazer agora tudo aquilo para o qual este dia e esta vida nos foram dados.
Meus amigos: é hora de viver."
(Autor Desconhecido)

AFINIDADE
Afinidade é um dos poucos sentimentos que resistem ao tempo e ao depois.
A afinidade não é o mais brilhante, mas o mais sutil, delicado e penetrante
dos sentimentos. É o mais independente. Não importa o tempo, a ausência, os
adiamentos, as distâncias, as impossibilidades. Quando há afinidade,
qualquer reencontro retoma a relação, o diálogo, a conversa, o afeto no
exato ponto em que foi interrompido. Afinidade é não haver tempo mediando a
vida. É uma vitória do adivinhado sobre o real. Do subjetivo para o
objetivo. Do permanente sobre o passageiro. Do básico sobre o superficial.

Ter afinidade é muito raro. Mas quando existe não precisa de códigos verbais
para se manifestar. Existia antes do conhecimento, irradia durante e
permanece depois que as pessoas deixaram de estar juntas. O que você tem
dificuldade de expressar a um não afim, sai simples e claro diante de alguém
com quem você tem afinidade.

Afinidade é ficar longe pensando parecido a respeito dos mesmos fatos que
impressionam, comovem ou mobilizam. É ficar conversando sem trocar palavras.
É receber o que vem do outro com aceitação anterior ao entendimento.

Afinidade é sentir com. Nem sentir contra, nem sentir para, nem sentir por,
nem sentir pelo. Quanta gente ama loucamente, mas sente contra o ser amado.
Quantos amam e sentem para o ser amado, não para eles próprios.

Sentir com é não ter necessidade de explicar o que está sentindo. É olhar e
perceber. É mais calar do que falar, ou, quando é falar, jamais explicar,
apenas afirmar.

Afinidade é jamais sentir por. Quem sente por, confunde afinidade com
masoquismo. Mas quem sente com, avalia sem se contaminar. Compreende sem
ocupar o lugar do outro. Aceita para poder questionar. Quem não tem
afinidade, questiona por não aceitar.

Afinidade é ter perdas semelhantes e iguais esperanças. É conversar no


silêncio, tanto nas possibilidades exercidas quanto das impossibilidade

21
vividas.

Afinidade é retomar a relação no ponto em que parou sem lamentar o tempo de


separação. Porque tempo e separação nunca existiram. Foram apenas
oportunidades dadas (ou tiradas) pela vida, para que a maturação comum
pudesse se dar. E para que cada pessoa pudesse e possa ser, cada vez mais a
expressão do outro sob a forma ampliada do eu individual aprimorado.
(Arthur da Távola)

HISTÓRIA QUE DEFINE O QUE É UM VERDADEIRO


AMIGO
- "Meu amigo não voltou do campo de batalha, senhor. Solicito permissão para
ir buscá -lo!" - disse um soldado a seu tenente.
- "Permissão negada!" - respondeu o oficial.
- "Não quero que você arrisque sua vida por um homem que provavelmente está
morto."
O soldado ignorando a proibição, saiu, e uma hora mais tarde voltou
mortalmente ferido, transportando o cadáver de seu amigo. O oficial
estava furioso:
- "Eu não te disse que ele estava morto?! Diga me, valeu a pena ir até lá
para trazer um cadáver?"
E o soldado, moribundo, respondeu:
- "Claro que sim, senhor! Quando o encontrei, ele ainda estava vivo e pôde
me dizer: - Tinha certeza que virias!"
(Autor Desconhecido)

"UM AMIGO É AQUELE QUE CHEGA QUANDO TODO O MUNDO JÁ SE FOI"

SEM ASAS

Descalça e suja, a pequena garota ficava sentada no parque olhando as


pessoas passarem. Ela nunca tentava falar, não dizia uma única
palavra. Muitas pessoas passavam por ela, mas nenhuma sequer lhe lançava um
simples olhar, ninguém parava, inclusive eu.
Noutro dia eu decidi voltar ao parque, curiosa para ver se a pequena garota
ainda estaria lá. Exatamente no mesmo lugar onde estava sentada no dia
anterior, ela estava empoleirada no alto do banco com o olhar mais triste do
mundo.

22
Mas hoje eu não pude simplesmente passar ao largo, preocupada somente com
meus afazeres. Ao contrário, eu me vi caminhando ao encontro dela.

Pelo que todos sabemos, um parque cheio de pessoas estranhas não é um lugar
adequado para crianças brincarem sozinhas.

Quando eu comecei a me aproximar dela, pude ver que as costas do seu vestido
indicavam uma deformidade. Eu conclui que esta era a razão pela qual as
pessoas simplesmente passavam e não faziam esforço algum em se importar com
ela.

Quando cheguei mais perto, a garotinha lentamente baixou os olhos, para


evitar meu intenso olhar. Eu pude ver o contorno de suas costas mais
claramente. Ela era grotescamente corcunda. Eu sorri para lhe mostrar que eu
estava bem e que estava lá para ajudar e conversar.
Eu me sentei ao lado dela e iniciei com um "olá". A garota reagiu, chocada,
e balbuciou um "oi", após fixar intensamente meus olhos. Eu sorri e ela
timidamente sorriu de volta.

Conversamos até o anoitecer e quando o parque já estava completamente vazio.


Todos tinham ido e estávamos sós. Eu perguntei porque a garotinha estava tão
triste. Ela olhou para mim e me disse: "Porque eu sou diferente".

Eu imediatamente disse sorrindo: "Sei garotinha. Você me lembra um anjo,


doce e inocente". Ela olhou para mim e sorriu lentamente,
levantou-se e disse: "De verdade?"

"Sim querida, você é um pequeno anjo da guarda, mandado para olhar todas
estas pessoas que passam por aqui". Ela acenou com a cabeça e disse
sorrindo: "Sim", e com isto abriu suas asas e piscando os olhos falou: "eu
sou seu anjo da guarda".

Eu fiquei sem palavras e certa de que estava tendo visões. Ela finalizou,
"quando você deixou de pensar unicamente em você, meu trabalho aqui foi
realizado".

Imediatamente eu me levantei e disse: "Espere, porque então ninguém mais


parou para ajudar um anjo?"

Ela olhou para mim e sorriu: "Você foi a única capaz de me ver" e
desapareceu.

Com isto minha vida foi mudada drasticamente. Quando você pensar que está
completamente só, lembre-se: seu anjo está sempre tomando conta de você. O
meu estava...
Como diz a história, todos precisamos de alguém. Cada um de seus amigos é um

23
anjo em sua própria maneira de ser.
(Autor Desconhecido)

Faixa Rosa!

Um elegante homem de meia-idade, entrou em um café e sentou-se. Antes de fazer seu


pedido, ele pôde perceber que um grupo de rapazes, sentados a uma mesa próxima, estavam
rindo dele. Ele logo deduziu que o motivo era uma pequena faixa rosa na lapela de seu
terno. Não parecendo muito incomodado com a situação, ele mostrou a faixa aos rapazes e
perguntou:
- É isto?
Todos gargalharam e um deles disse:
- Desculpe-me cara, mas nós estávamos apenas comentando como essa pequena faixa fica
bonita no seu terno azul.O homem, então, tranqüilamente, convidou-o para sentar-se com
ele. O rapaz, apesar de constrangido, concordou. Educadamente, o homem lhe explicou que
usava a faixa para alertar as pessoas sobre o câncer de seio. E concluiu:
- Eu uso isto em honra da minha mãe.
O diálogo prosseguiu:
- Oh, lamento ... Ela morreu de câncer nos seios?
- Não. Ela está viva e passa bem. Entretanto, seus seios alimentaram-me na infância e
confortaram-me quando estava assustado, ou me sentia solitário. Eu sou muito grato pelos
seios de minha mãe e por sua saúde.
- Hummm, retrucou o rapaz.
- E eu uso esta faixa em honra de minha esposa também.
- E ela também está OK?
- Oh, sim. Ela está ótima. Seus seios têm sido uma grande fonte de amor e prazer para nós
dois; e com eles, ela nutriu e alimentou a nossa linda filha de 23 anos. Eu sou agradecido
pelos seus seios e por sua saúde também.
- Hummm ... eu suponho que você use isto em honra de sua filha também?
- Não. É muito tarde para honrar a minha filha, usando isto agora. Minha filha morreu de
câncer nos seios há um mês. Ela pensou que era muito jovem para ter essa doença e quando
acidentalmente, notou um pequeno inchaço nos seios, ignorou-o. Ela pensou que estava
tudo bem uma vez que não sentia dores; e que não havia motivos para preocupar-se.
Chocado e envergonhado, o rapaz disse:
- Oh, cara, eu lamento muito.
- Então, em memória de minha filha eu uso esta pequena faixa rosa. Através dela tenho tido
a oportunidade de esclarecer as pessoas. Agora, vá para casa e converse com sua mãe, suas
irmãs e suas amigas.E o homem, então, deu ao rapaz uma faixa para que ele também
usasse. O rapaz ergueu a cabeça, vagarosamente, e pediu:
- Você me ajuda a colocá-la?

24
É preciso se conscientizar do câncer de
mama.
Se você é mulher, faça auto-exames regularmente e, se acima de 40 anos, faça mamografia,
anualmente.

Seja você mulher ou homem, encoraje as mulheres que você ama a fazerem o mesmo.

Por favor, envie esta mensagem para todas as pessoas que você gostaria de lembrar da
importância desta campanha.

Eu acredito...
Havia um casal de ateus que tinha uma filha.
Os pais jamais lhe falaram de Deus.
Uma noite, quando a menina tinha cinco anos, seus pais
brigaram e o pai atirou em sua mãe. Em seguida, se
suicidou. Tudo isto diante da menininha.
Ela foi enviada a um lar adotivo. Sua nova mãe, levou-a a
uma igreja.
Nesse dia, a mãe explicou a professora das crianças que
a menina jamais havia escutado falar de Jesus e que por
favor ela tivesse paciência.
A professora apanhou uma figura de Jesus e perguntou a
todos:
Alguém sabe quem e esta pessoa?"
A menininha, inesperadamente, respondeu:
"Eu sei, eu sei, esse é o homem que estava segurando na
minha mão na noite em que meus pais morreram..."
Se você crê que a menina esta dizendo a verdade, mesmo
que nunca tenha escutado falar de Jesus e que ele
segurava a mão naquela noite, envie esta mensagem às
pessoas que você gosta. Se esta mensagem não tocou o seu
coração, simplesmente apague-a.
"Eu acredito no sol, mesmo quando não ilumina. Eu
acredito no amor, mesmo quando não o sinto. Eu acredito
em Deus mesmo quando permanece calado."

25
A LENDA DAS ROSAS VERMELHAS

Rosas vermelhas eram as suas favoritas, seu nome também era Rose. E todo ano
seu marido as enviava, atadas com lindos enfeites. No ano em que ele morreu,
as rosas foram entregues em sua porta.
O cartão dizia:
"Seja minha namorada", como nos anos anteriores.
Cada ano ele enviava suas rosas e o cartão sempre dizia:
"Eu te amo mais este ano do que no ano passado. Meu amor por você sempre
aumentará com o passar dos anos."

Ela sabia que aquela seria a última vez que as rosas apareceriam. Ela
pensava:
"Ele encomendou as rosas adiantado".
Seu amado marido nao sabia que ele iria... Ele sempre gostou de preparar as
coisas com antecedência. Pois se estivesse muito ocupado, tudo funcionaria
perfeitamente. Ela ajeitou as flores e colocou-as num vaso especial. E
depois, colocou o vaso ao lado do retrato sorridente dele. Ela sentaria por
horas na cadeira favorita dele. Enquanto olhava para sua fotografia e as
rosas lá.

Um ano havia passado e tinha sido difícil viver sem seu companheiro. Em
solidao e isolamento havia sido transformado seu destino. E então, na mesma
hora de sempre, como no Dia dos Namorados anterior a campainha tocou, e lá
estavam as rosas, esperando em sua porta. Ela levou-as para dentro e as
olhou chocada. Então, foi ao telefone para ligar para a floricultura.
O dono atendeu e ela perguntou-lhe se poderia explicar porque alguém faria
isso com ela causando tanta dor?

"Eu sei que seu marido faleceu há mais de um ano o dono disse, "eu sabia que
ligaria e quereria saber.
As flores que recebeu hoje foram pagas adiantadas. Seu marido sempre
planejou adiante, ele não deixava nada imprevisto. Existe um pedido que eu
tenho arquivado aqui... E ele pagou adiantado, você vai recebe-las todos os
anos. E tem outra coisa que você deveria saber. Ele escreveu um pequeno
cartão especial ...ele fez isso no ano passado, e como eu descobri que ele
não estaria mais aqui aí esta o cartão... ele deveria ser mandado a você no
próximo ano".

Ela agradeceu e desligou, e suas lágrimas cairam copiosamente seus dedos


tremiam, enquanto avançava devagar para pegar o cartão. Lá dentro, ele viu
que ele havia escrito uma mensagem. Então em silêncio total, ela viu o que
ele havia escrito....

"Oi, meu amor, eu sei que faz um ano que eu me fui,

26
Eu espero que não tenha sido tão ruim pra você superá-lo
Eu sei que deve estar solitária e que a dor é grande.
Mas se fosse diferente, eu sei como eu me sentiria...
O amor que nós tivemos fez a minha vida ser maravilhosa.
Eu amei você mais do que as palavras podem dizer, você foi a esposa
perfeita. Voce foi amiga e amante e me deu tudo o que precisei. Eu sei isto
foi há apenas um ano, mas por favor tente não ficar triste. Eu quero que
você seja feliz, mesmo quando banhada em lágrimas. Por isso é que as rosas
serão enviadas durante anos. Quando você recebê-las, pense na felicidade que
tivemos juntos, e como fomos abençoados. Eu sempre amei você e sei que
sempre vou amá-la. Mas, meu amor, você tem que continuar, você ainda está
viva. Por favor.... tente achar a felicidade, enquanto viver o resto dos
seus dias. Eu sei que não é facil, mas eu espero que ache algum modo. As
rosas irão todos os anos, e so irão parar quando sua porta nao mais atender,
quando o entregador parar de bater, ele irá cinco vezes nesse dia, caso voce
tenha saído, mas depois desta ultima visita, quando ele nao tiver mais
duvidas, ele levará as rosas ao lugar onde eu o instruí, e colocará as rosas
onde nós estaremos juntos novamente."
(Autor Desconhecido)

Algumas vezes na vida você encontra alguém especial...


Alguém que muda sua vida apenas fazendo parte dela...
Alguém que faz você rir sem parar...
Alguém que faz você acreditar que existe algo bom no mundo...
Alguém que convence você que realmente há uma porta aberta...
Este é um Sentimento para Sempre. Um tipo de amor Eterno...

AS TRÊS PENEIRAS

Maria foi transferida de setor e, logo no primeiro dia, para "fazer média"
com o chefe, saiu-se com esta:
- "Chefe, o senhor nem imagina o que me contaram a respeito da Helena.
Disseram que ela...."
Nem chegou a terminar a frase, porque o chefe a interrompeu:
- "Espere um pouco, Maria. O que você vai me contar passou pelo crivo das
três peneiras?"
- "Que peneiras, chefe?"
- "A primeira é a da verdade. Você tem certeza de que esse fato é
absolutamente verdadeiro?"
- "Não, não tenho. O que sei foi o que me contaram, mas eu acho que..."
E novamente foi interrompida pelo chefe:
- "Então a sua história já vazou pela primeira peneira. Vamos para a
segunda, que é a da bondade. O que você vai me contar, gostaria que

27
dissessem também a seu respeito?"
- "Claro que não! Deus me livre, chefe!" - Maria disse assustada.
- "Então, - continuou o chefe - a sua história também vazou pela segunda
peneira. Vamos ver a terceira peneira, que é a da necessidade. Você acha
mesmo necessário me contar este fato ou passá-lo adiante?"
- "Não, chefe. Passando pelo crivo das três peneiras, vi que não sobrou nada
do que eu iria contar."
- "Pois é, Maria. Já pensou como as pessoas seriam felizes se usassem as
três peneiras? Da próxima vez que surgir um boato, submeta-o ao crivo das
três peneiras, Verdade, Bondade e Necessidade, antes de obedecer ao impulso
de passá-lo adiante!" - disse o chefe sorrindo.

(Autor Desconhecido)

" O que guarda a boca e a língua, guarda a sua alma das angústias"
(Provérbios 21.23)

CARTAS REAIS PARA DEUS, ESCRITAS POR CRIANÇAS

(Traduzidas do original em inglês)

1. Querido Deus, Eu não pensava que laranja combinava com roxo


até que eu vi o pôr-do-sol que Você fez terça-feira. Foi demais!
Eugene

2. Querido Deus, Você queria mesmo que a girafa se parecesse


assim ou foi um acidente?
Norma

3. Querido Deus, Em vez de deixar as pessoas morrerem e ter que


fazer outras novas, porque você não mantêm aquelas que você
tem agora?
Jane

4. Querido Deus, quem desenha as linhas em volta dos países?


Nancy

5. Querido Deus, eu fui a um casamento e eles se beijaram dentro


da igreja. Tem algum problema com isso?
Neil

28
6. Querido Deus, Obrigado pelo meu irmãozinho, mas eu orei por
um cachorrinho.
Joyce

7. Querido Deus, Choveu o tempo todo durante as nossas férias e


como meu pai ficou zangado! Ele disse algumas coisas sobre
você que as pessoas não deveriam dizer, mas eu espero que você
não vá machucá-lo.
Seu amigo (mas eu não vou dizer quem eu sou)

8. Querido Deus, Por favor, me mande um poney. Eu nunca te


pedi nada antes, você pode checar.
Bruce

9. Querido Deus, Eu quero ser igualzinho ao meu pai quando eu


crescer, mas não com tanto cabelo no meu corpo.
Sam

10. Querido Deus, Eu penso em você de vez em quando, mesmo


quando não estou orando.
Elliott

11. Querido Deus, Eu aposto que é muito difícil para você amar a
todas as pessoas no mundo. Na nossa família tem só quatro
pessoas e eu nunca consigo...
Nan

12. Querido Deus, de todas as pessoas que trabalharam para você,


eu gosto mais de Noé e Davi.
Rob

13. Querido Deus, Meus irmãos me falaram sobre nascer de novo,


mas soa muito estranho. Eles estão só brincando, não e?
Marsha

14. Querido Deus, Se Você olhar para mim na igreja domingo, eu


vou te mostrar meus sapatos novos.
Mickey

15. Querido Deus, Nós lemos que Thomas Edison fez a luz. Mas na
escola dominical nós aprendemos que foi Você. Eu acho mesmo
que ele roubou sua idéia.

29
Sinceramente,
Donna

16. Querido Deus, Eu não acho que alguém poderia ser um Deus
melhor que você. Bem, eu só quero que saiba que não estou
dizendo isso porque você já é Deus.
Charles

17. Querido Deus, Talvez Caim e Abel não matassem tanto um ao


outro se eles tivessem seu próprio quarto. Isso funciona com
meu irmão.
Eddie

O CASAMENTO DO PRÍNCIPE
Conta-se que por volta do ano 250 a.c., na China antiga, um príncipe da
região norte do país, estava às vésperas de ser coroado imperador, mas, de
acordo com a lei, ele deveria se casar.
Sabendo disso, ele resolveu fazer uma "disputa" entre as moças da corte ou
quem quer que se achasse digna de sua proposta.
No dia seguinte, o príncipe anunciou que receberia, numa celebração
especial, todas as pretendentes e lançaria um desafio.
Uma velha senhora, serva do palácio há muitos anos, ouvindo os comentários
sobre os preparativos, sentiu uma leve tristeza, pois sabia que sua jovem
filha nutria um sentimento de profundo amor pelo príncipe.
Ao chegar em casa e relatar o fato à jovem, espantou-se ao saber que ela
pretendia ir à celebração e indagou, incrédula:
- "Minha filha, o que você fará lá? Estarão presentes todas as mais belas e
ricas moças da corte. Tire esta idéia insensata da cabeça.
Eu sei que você deve estar sofrendo, mas não torne o sofrimento uma
loucura."
E a filha respondeu:
- "Não, querida mãe, não estou sofrendo e muito menos louca. Eu sei que
jamais poderei ser a escolhida, mas é minha oportunidade de ficar, pelo
menos, alguns momentos perto do príncipe. Isto já me torna feliz."
À noite, a jovem chegou ao palácio. Lá estavam, de fato, todas as mais belas
moças, com as mais belas roupas, com as mais belas jóias e com as mais
determinadas intenções. Então, finalmente, o príncipe anunciou o desafio:
- "Darei a cada uma de vocês uma semente. Aquela que, dentro de seis meses,
me trouxer a mais bela flor, será escolhida minha esposa e futura imperatriz
da China."
A proposta do príncipe não fugiu às profundas tradições daquele povo, que

30
valorizavam muito a especialidade de "cultivar" algo, sejam costumes,
amizades, relacionamentos, etc...
O tempo passou e a doce jovem, como não tinha muita habilidade nas artes da
jardinagem, cuidava com muita paciência e ternura a sua semente, pois sabia
que se a beleza da flor surgisse na mesma extensão de seu amor, ela não
precisaria se preocupar com o resultado.
Passaram-se três meses e nada surgiu. A jovem tudo tentara, usara de todos
os métodos que conhecia, mas nada havia nascido.
Dia após dia, ela percebia cada vez mais longe o seu sonho, mas cada vez
mais profundo o seu amor. Por fim, os seis meses haviam passado e nada havia
brotado. Consciente do seu esforço e dedicação, a moça comunicou a sua mãe
que, independente das circunstâncias, retornaria ao palácio, na data e hora
combinadas, pois não pretendia nada, além de mais alguns momentos na
companhia do príncipe.
Na hora marcada, estava lá, com seu vaso vazio, bem como todas as outras
pretendentes, cada uma com uma flor mais bela do que a outra, das mais
variadas formas e cores.
Ela estava admirada, nunca havia presenciado tão bela cena. Finalmente,
chega o momento esperado e o príncipe observa cada uma das pretendentes com
muito cuidado e atenção. Após passar por todas, uma a uma, ele anuncia o
resultado e indica a bela jovem como sua futura esposa. As pessoas presentes
tiveram as mais inesperadas reações.
Ninguém compreendeu porque ele havia escolhido justamente aquela que nada
havia cultivado.
Então, calmamente, o príncipe esclareceu:
- "Esta foi a única que cultivou a flor, que a tornou digna de se tornar uma
imperatriz. A flor da honestidade, pois todas as sementes que entreguei eram
estéreis."
A honestidade é como uma flor tecida em fios de luz, que ilumina quem a
cultiva e espalha claridade ao redor.
(Autor Desconhecido)

ATITUDE.

João era o tipo do cara que você gostaria de conhecer.


Ele estava sempre de bom humor e sempre tinha algo de positivo para
dizer.

Se alguém lhe perguntasse como ele estava, a resposta seria logo:


"Se melhorar estraga".
Ele era um gerente especial, pois seus garçons o seguiam de restaurante em restaurante

31
apenas pelas suas atitudes.
Ele era um motivador nato.Se um colaborador estava tendo um dia ruim, João estava
sempre dizendo como ver o lado positivo da situação.
Fiquei tão curioso com seu estilo de vida que um dia lhe perguntei:
Você não pode ser uma pessoa tão positiva todo o tempo. Como você faz isso?
Ele me respondeu: A cada manhã ao acordar digo para mim mesmo, João, você tem duas
escolhas hoje: pode ficar de bom humor ou de mau humor. Eu escolho ficar de bom humor.
Cada vez que algo de ruim acontece, posso escolher bancar a vítima ou aprender alguma
coisa com o ocorrido.
Eu escolho aprender algo. Toda vez que alguém reclamar, posso escolher aceitar
a reclamação ou mostrar o lado positivo da vida.
"Certo, mas não é fácil", argumentei. "É fácil, disse-me João. A vida é feita de escolhas.
Quando você examina a fundo, toda a situação sempre há uma escolha.
Você escolhe como reagir às situações. Você escolhe como as pessoas afetarão o seu
humor. É sua a escolha de como viver a sua vida".
Eu pensei sobre o que João disse, e sempre lembrava dele quando fazia uma escolha.
Anos mais tarde soube que João cometera um erro, deixando a porta de serviço aberta, foi
rendido por assaltantes.
Dominado,enquanto tentava abrir o cofre, sua mão, tremendo pelo nervosismo, desfez a
combinação do segredo.
Os ladrões entraram em pânico e atiraram nele. Por sorte ele foi encontrado a tempo de ser
socorrido e levado para um hospital. Depois de 18 horas de cirurgia e semanas de
tratamento intensivo, teve alta ainda com fragmentos de balas alojadas em seu corpo.
Encontrei João mais ou menos por acaso. Quando lhe perguntei como estava, respondeu:
"Se melhorar estraga.
Contou-me o que havia acontecido perguntando: "Quer ver minhas cicatrizes? Recusei ver
seus antigos ferimentos, mas perguntei-lhe o que havia passado em sua mente na ocasião do
assalto. - A primeira coisa que pensei foi que deveria ter trancado a porta detrás,respondeu.
Então, deitado no chão, ensangüentado, lembrei que tinha duas escolhas: poderia viver ou
morrer. Escolhi viver. -Você não estava com medo? perguntei. – Os paramédicos foram
timos. Eles me diziam que tudo ia dar certo e que eu ia ficar bom. Mas quando entrei na
sala de emergência e vi a expressão dos médicos e enfermeiras, fiquei apavorado. Em seus
ábios eu lia: "esse ai já era". Decidi então que tinha que fazer algo.
- O que fez?, perguntei.
- Bem, havia uma enfermeira que fazia muitas perguntas. Perguntou-me se eu era alérgico
a alguma coisa. Eu respondi: "sim". Todos pararam para ouvir a minha resposta. Tomei
fôlego e gritei: "Sou alérgico a balas!"
Entre as risadas lhes disse: "Eu estou escolhendo viver, tratem-me como um ser vivo, não
como morto."

João sobreviveu graças à persistência dos médicos, mas também graças à sua atitude.
Aprendi que todo dia temos a opção de viver plenamente.
Afinal de contas,"ATITUDE É TUDO". Agora você tem duas opções:
1. Ler esta mensagem e guardá-la em alguma pasta, ou
2. Transmiti-la aos seus amigos para que possam tirar conclusões
repassá-las a outras pessoas.
Atitude, bom humor, levantar a cabeça e seguir em frente.

32
A origem da palavra "Sincero"

A palavra SINCERA foi inventada pelos romanos. Eles fabricavam


certos vasos de uma cera especial. Essa cera era, às vezes, tão pura e
perfeita que os vasos se tornavam transparentes.

Em alguns casos, chegava-se a se distinguir um objeto - um colar, uma


pulseira ou um dado -, que estivesse colocado no interior do vaso.

Para o vaso assim, fino e límpido, dizia o romano vaidoso:

- Como é lindo !!! Parece até que não tem cera !!!

"Sine cera " queria dizer "sem cera", uma qualidade de vaso perfeito,
finíssimo, delicado, que deixava ver através de suas paredes e da
antiga cerâmica romana.

O vocábulo passou a ter um significado muito mais elevado. Sincero, é


aquele que é franco, leal, verdadeiro, que não oculta, que não usa
disfarces, malícias ou dissimulações.

O sincero, à semelhança do vaso, deixa ver através de suas palavras os


nobres sentimentos de seu coração. SINCERA é uma palavra doce e
confiável, é uma palavra que acolhe... E essa é uma palavra que deveria
estar no vocabulário de toda alma.

(Malba Tahan)

33
O VENDEDOR DE BALÕES

Era uma vez um velho homem que vendia balões numa quermesse.
Evidentemente, o homem era um bom vendedor, pois deixou um balão vermelho soltar-se e
elevar-se nos ares, atraindo, desse modo, uma multidão de jovens compradores de balões.
Havia ali perto um menino negro. Estava observando o vendedor e, é claro apreciando os
balões.
Depois de ter soltado o balão vermelho, o homem soltou um azul, depois um
amarelo e finalmente um branco. Todos foram subindo até sumirem de vista.
O menino, de olhar atento, seguia a cada um. Ficava imaginando mil coisas...
Mas uma coisa o aborrecia, o homem não soltava o balão preto.
Então aproximou-se do vendedor e lhe perguntou:
- "Moço, se o senhor soltasse o balão preto, ele subiria tanto quanto os
outros?"
O vendedor de balões sorriu compreensivamente para o menino, arrebentou a
linha que prendia o balão preto e enquanto ele se elevava nos ares disse:
- "Não é a cor, filho, é o que está dentro dele que o faz subir."
Extraído do livro O ENIGMA DO ILUMINADO de Anthony de Mello.

QUE BOM QUE...

Que bom que não sou o melhor de todos

Porque ainda me resta um caminho a percorrer para melhorar.

Que bom que não tenho tudo, só assim me animo a lutar pelo que me
falta.

É realmente bom que não saiba tudo.

Se soubesse, não teria que aprender.

Que bom que eu tenho defeitos.

Se não os tivesse, viveria só, não compreenderia as faltas do meu


próximo...

Que bom que não sou o mais forte do mundo.

Se o fosse, não precisaria de quem me auxiliasse.

34
E não compreenderia a solidariedade e a ajuda, porque tentaria fazer
tudo sozinho.

Que bom que não estou sozinho!

Se você não existisse, não perceberia o quanto preciso corrigir-me.

Que bom QUE SOMOS UMA EQUIPE!

Que necessitamos uns dos outros!!!

Que buscamos caminhos e alternativas para transformar e crescer...

Que bom...

Autor: Eu? Você? Nós? Sim nós!!!

(Recebido de Simão Horácio Bottesi)

VIVA MELHOR
Faça como os passarinhos: comece o dia cantando. A música é alimento para o
espírito. Cante qualquer coisa, cante desafinado, mas cante. Cantar dilata
os pulmões e abre a alma para tudo de bom que a vida tem a oferecer. Se
insistir em não cantar, ao menos ouça muita música e deixe-se absorver por
ela.
Ria da vida, ria dos problemas, ria de você mesmo. A gente começa a ser
feliz quando é capaz de rir da gente mesmo. Ria das coisas boas que lhe
acontecem, ria das besteiras que você já fez. Ria abertamente para que todos
possam se contagiar com a sua alegria.
Não se deixe abater pelos problemas. Se você procurar se convencer de que
está bem, vai acabar acreditando que realmente está e quando menos perceber
vai se sentir realmente bem.
O bom humor, assim como o mau humor, é contagiante. Qual deles você escolhe?
Se você estiver bem-humorado, as pessoas ao seu redor também ficarão e isso
lhe dará mais força.
Leia coisas positivas. Leia bons livros, leia poesia, porque a poesia é a
arte de aceitar a alma. Leia romances, leia a Bíblia, estórias de amor, ou
qualquer coisa que faça reavivar seus sentimentos mais íntimos, mais puros.
Pratique algum esporte. O peso da cabeça é muito grande e tem de ser
contrabalançado com alguma coisa! Você certamente vai se sentir bem
disposto, mais animado, mais jovem.
Encare suas obrigações com satisfação. É maravilhoso quando se gosta do que

35
faz, ponha amor em tudo que está ao seu alcance. Desde que você se proponha
a fazer alguma coisa, mergulhe de cabeça!
Não viva emoções mornas, próprias de pessoas mornas. Você pode até sair
arranhado, mas verá que valeu muito mais a pena. Não deixe escapar as
oportunidades que a vida lhe oferece, elas não voltam! Não é você quem está
passando, são as oportunidades que você deixar de usufruir. Nenhuma barreira
é intransponível se você estiver disposto a lutar contra ela; se seus
propósitos forem positivos, nada poderá detê-los.
Não deixe que seus problemas se acumulem, resolva-os logo. Fale, converse,
explique, discuta, brigue: o que mata é o silencio, o rancor. Exteriorize
tudo, deixe que as pessoas saibam que você as estima, as ama, precisa delas,
principalmente em família. AMAR NÃO É VERGONHA, pelo contrário, É LINDO!
Volte-se para as coisas puras, dedique-se à natureza. Cultive o seu interior
e ele extravasará beleza por todos os poros.
Não tente, faça. Você pode!
"Perca tempo escolhendo um amigo, mas perca ainda mais quando tiver de
trocá-lo."
(Autor desconhecido)

Quando Deus criou as Mães

No dia que Deus criou as mães, um anjo disse:


- Porque tanta inquietação senhor?
- Você leu as especificações do que pediam? Essa encomenda deve ser
lavável, mas não pode ser de plástico.
Deve ter 180 partes móveis e substituíveis.
Ter um colo macio que sirva para matar a fome das crianças e um beijo
que tem o dom de curar.
E seis pares de mãos. Essa minha encomenda deve ter também três pares
de olhos. Um para ver atrás das portas fechadas porque alguém vai lhe
perguntar assim:
- O que é que as crianças estão fazendo lá dentro? E ela sabe. O
outro olho na parte superior da cabeça para ver o que não deveria
ver, mas ela precisa saber. E naturalmente os olhos normais capazes
de tirar uma criança de apuros.
- Senhor, disse o anjo. É hora de dormir.
Aí o Senhor disse assim:
- Não posso, já está quase pronto. Já tenho um modelo que cura
sozinho quando adoece. Esse modelo consegue alimentar uma família de
seis pessoas com meio quilo de carne moída. E consegue também
convencer um menino de 9 anos a tomar banho.
O anjo não acreditando muito rodeou o modelo de mãe e disse:
- Nossa, mas como é delicada!

36
Então o Senhor disse:
- Mas ela é resistente.
Aí o anjo perguntou:
- Ela pensa?
- Não apenas pensa, mas também discute e faz acordos.
Então o anjo passou o dedo no rosto da modelo e disse:
- Senhor tem um vazamento...
O Senhor olhou.
- Não é um vazamento, é uma lágrima. Essa lágrima serve pra exprimir
alegria, tristezas, desapontamento, dor, solidão, amor...
O anjo disse:
- Vós sois um gênio!
Então o Senhor ficou melancólico e disse:
- Mas essa lágrima, eu não sei, apareceu aí de repente, não fui eu
que coloquei...
(autor desconhecido)

Ânimo Novo

Numa determinada floresta havia 3 leões. Um dia o macaco,


representante eleito dos animais súditos, fez uma reunião com toda a
bicharada da floresta e disse:

- Nós, os animais, sabemos que o leão é o rei dos animais, mas há uma
dúvida no ar: existem 3 leões fortes. Ora, a qual deles nós devemos
prestar homenagem? Quem, dentre eles, deverá ser o nosso rei?

Os 3 leões souberam da reunião e comentaram entre si:

- É verdade, a preocupação da bicharada faz sentido, uma floresta não


pode ter 3 reis, precisamos saber qual de nós será o escolhido. Mas
como descobrir?

Essa era a grande questão: lutar entre si eles não queriam, pois eram
muito amigos. O impasse estava formado.

De novo, todos os animais se reuniram para discutir uma solução para


o caso. Depois de usarem técnicas de reuniões do tipo brainstorming,
etc.,eles tiveram uma idéia excelente. O macaco se encontrou com os 3
felinos e contou o que ele decidiram:

- Bem, senhores leões, encontramos uma solução desafiadora para o


problema. A solução está na Montanha Difícil.

37
- Montanha Difícil? Como assim?

- É simples, ponderou o macaco. Decidimos que vocês 3 deverão escalar


a Montanha Difícil. O que atingir o pico primeiro será consagrado o
rei dos reis.

A Montanha Difícil era a mais alta entre todas naquela imensa


floresta. O desafio foi aceito. No dia combinado, milhares de animais
cercaram a Montanha para assistir a grande escalada. O primeiro
tentou. Não conseguiu. Foi derrotado. O segundo tentou. Não
conseguiu. Foi derrotado. O terceiro tentou. Não conseguiu. Foi
derrotado. Os animais estavam curiosos e impacientes, afinal, qual
deles seria o rei, uma vez que os 3 foram derrotados?

Foi nesse momento que uma águia sábia, idosa na idade e grande em
sabedoria, pediu a palavra:

- Eu sei quem deve ser o rei. Todos os animais fizeram um silêncio de


grande expectativa. - A senhora sabe, mas como sabe? todos gritaram
para a Águia.

- É simples, - confessou a sábia águia, - eu estava voando entre


eles, bem de perto e, quando eles voltaram fracassados para o vale,
eu escutei o que cada um deles disse para a montanha. O primeiro leão
disse: - Montanha, você me venceu! O segundo leão disse: - Montanha,
você me venceu! O terceiro leão também disse que foi vencido, mas,
com uma diferença. Ele olhou para sua dificuldade e disse: -
Montanha, você me venceu, por enquanto! Mas você, montanha, já
atingiu seu tamanho final, e eu ainda estou crescendo.

- A diferença, - completou a águia, - é que o terceiro leão teve uma


atitude de vencedor diante da derrota e quem pensa assim é maior que
seu problema: é rei de si mesmo, está preparado para ser rei dos
outros.

Os animais da floresta aplaudiram entusiasticamente ao terceiro leão


que foi coroado rei entre os reis.

MORAL DA HISTÓRIA: não importa o tamanho de seus problemas ou


dificuldades que você tenha; seus problemas, pelo menos na maioria
das vezes, já atingiram o clímax, já estão no nível máximo - mas você
não. Você ainda está crescendo. Você é maior que todos os seus
problemas juntos. Você ainda não chegou ao limite de seu potencial e
performance. A Montanha das Dificuldades tem tamanho fixo, limitado.
E, lembrem daquele ditado: "Não diga a Deus que você tem um grande

38
problema, mas diga ao problema que você tem um grande Deus".

[desconheço a autoria]

O QUE FALAM SOBRE VOCÊ?


O discípulo chega para o Mestre e diz:
- "Mestre, já que falam isto, falam aquilo sobre a minha pessoa, me sinto
cansado de ser injustamente criticado, então agora decidi agir
conforme os comentários. Assim pelo menos, será verdade o que dizem."
Então o Mestre responde:
- "Se te chamar agora por Pedro, você responderá?"
- "Não, pois meu nome não é este."
- "Então lembre-se que você só pode atender àquilo que diz respeito á você.
Sempre quando nos chateamos demais com algum comentário é por que este de
alguma forma tem haver conosco. Pergunte-se verdadeiramente se os
comentários que fazem sobre você não têm de fato alguma verdade. Talvez não
sejam de todo verdadeiros, mas alguma coisa você tem a aprender se assim
eles incomodam tanto. E se não têm, então por que chatear-se? Deixe-os com
quem os trouxe. Não receba aquilo que não é para você..."
(Autor Desconhecido)
"...Silêncio verdadeiro não é aquele quando paramos de falar;
silêncio verdadeiro é aquele que deixamos de escutar nossos ruídos internos
para então ouvirmos nossa mente superior e assim sermos o que quisermos.
Quando descobrimos quem somos, então o mundo nos reconhece...”“.

SE...
Se você se desespera ao ficar preso no trânsito, lembre-se daqueles que
sonham ter um carro para dirigir.

Se você tem dias amargos em seu trabalho, lembre-se dos desempregados que
gostariam de estar no seu lugar.

Se você sofre com o fim de um relacionamento amoroso, lembre-se de quem


nunca soube o que é amar e ser amado.

Se você é atingido pelo tédio aos sábados e domingos, lembre-se daqueles que
em muitas partes do mundo trabalham 12 horas por dia, 7 dias por semana,
para alimentar a família.

Se você pragueja quando seu carro quebra a quilômetros de distância da

39
assistência mais próxima, lembre-se do paraplégico que adoraria fazer essa
caminhada.

Se ao olhar-se no espelho você examina seus cabelos e se aborrece ao ver


mais um fio de cabelo branco, lembre-se do paciente químico de câncer que
gostaria de ter cabelos para examinar .

Se você se sente vazio e pensa: "Afinal o que é a Vida? Qual é o meu


propósito?", lembre-se daqueles que se foram prematuramente e não
tiveram a oportunidade de fazer-se essas perguntas .

Se você se sente vítima da ignorância, da amargura, da mediocridade e das


inseguranças de alguns, lembre-se que poderia ser pior se você
fosse um deles.

Se você se sente deprimido com sua aparência, como se ausência de beleza


fosse algum tipo de doença, lembre-se de que não há cura
para a AIDS...
(Autor Desconhecido)

CREIO...
“Creio em mim mesmo; creio nos que trabalham comigo; creio·nos meus amigos; creio na
minha família; creio que Deus me emprestará tudo·que necessito para triunfar, contanto que
eu me esforce para alcançar com·meios lícitos e honestos; creio nas orações e nunca
fecharei meus olhos para·dormir, sem pedir antes a devida orientação a fim de ser paciente
com os·outros e tolerante com os que não acreditam como eu acredito; creio que o·triunfo é
resultado de esforço inteligente, que não depende de sorte, de·magia, de amigos,
companheiros duvidosos ou de meu chefe; creio que tirarei·da vida exatamente o que nela
colocar. ··E, assim sendo, serei cauteloso quando tratar os outros, ·como quero que eles
sejam comigo. ··Não caluniarei aqueles que não gosto; não diminuirei meu·trabalho por ver
que os outros o fazem; prestarei o melhor serviço de que·sou capaz, porque jurei a eu
mesmo triunfar na vida, e sei que o triunfo é·sempre resultado do esforço consciente e
eficaz Finalmente, perdoarei os”. Que me ofendem, porque compreendo que às vezes
ofendo os outros e necessito de perdão.”·(M. Gandhi)”.

CUIDA BEM DE TI

Há que ter confiança naquilo que vives.


Confia na intuição que o teu ser manifesta.
Acredita no potencial, na semente que vive em teu coração e dela faz nascer
flores de sabedoria.
Por vezes deixas de viver tantas coisas pelo simples fato de acreditares que

40
não és capaz de transformar a tua conduta, os teus sentimentos, a tua
abertura para com a vida e assim, as infinitas possibilidades que te são
dadas não podem alcançar o teu coração.
Tua capacidade provém da tua fé, por isso deixa brotar no teu solo aquilo
que desejas viver e rega com a tua dedicação, com a tua alegria,
com a tua determinação e não tardará o momento onde poderás ver o que a vida
reserva para ti.
Sê atento para contigo e verás que, dia a dia, as oportunidades virão e com
elas o aprendizado que necessitas viver.
Há que ter gentileza para com as coisas do teu coração, há que ter tamanha
compaixão e dar-te o perdão momento a momento.
É de vital importância lembrar-te quão precioso és.
Portanto, cuida bem de ti para que o teu ser possa se manifestar com toda a
sua luminosidade.
Lembra que ao ascender uma vela iluminas não só a tua casa mas o caminho
daquele que está por vir.

(Autor Desconhecido) De fato 34

VOCÊ É UM ENVELHESCENTE?
(Mário Prata)

Se você tem entre 45 e 65 anos, preste bastante atenção no que se segue. Se


você for mais novo, preste também, porque um dia vai chegar lá. E, se já
passou, confira.

Sempre me disseram que a vida do homem se dividia em quatro partes:


infância, adolescência, maturidade e velhice. Quase correto. Esqueceram de
nos dizer que entre a maturidade e a velhice (entre os 45 e os 65), existe a
ENVELHESCÊNCIA.

A envelhescência nada mais é que uma preparação para entrar na velhice,


assim com a adolescência é uma preparação para a maturidade. Engana-se quem
acha que o homem maduro fica velho de repente, assim da noite para o dia.
Não. Antes, a envelhescência. E, se você está em plena envelhescência, já
notou como ela é parecida com a adolescência? Coloque os óculos e veja como
este nosso estágio é maravilhoso:

- Já notou que andam nascendo algumas espinhas em você? Notadamente na


bunda?
- Assim como os adolescentes, os envelhescentes também gostam de meninas de
vinte anos.
- Os adolescentes mudam a voz. Nós, envelhescentes, também. Mudamos o nosso
ritmo de falar, o nosso timbre. Os adolescentes querem falar mais rápido; os

41
envelhescentes querem falar mais lentamente.
- Os adolescentes vivem a sonhar com o futuro; os envelhescentes vivem a
falar do passado. Bons tempos...
- Os adolescentes não têm idéia do que vai acontecer com eles daqui a 20
anos. Os envelhescentes até evitam pensar nisso.
- Ninguém entende os adolescentes... Ninguém entende os envelhescentes...
Ambos são irritadiços, se enervam com pouco. Acham que já sabem de tudo e
não querem palpites nas suas vidas.
- Às vezes, um adolescente tem um filho: é uma coisa precoce. Às vezes, um
envelhescente tem um filho: é uma coisa pós-coce.
- Os adolescentes não entendem os adultos e acham que ninguém os entende.
Nós, envelhescentes, também não entendemos eles. "Ninguém me entende" é uma
frase típica de envelhescente.
- Quase todos os adolescentes acabam sentados na poltrona do dentista e no
divã do analista. Os envelhescentes, também a contragosto, idem.
- O adolescente adora usar uns tênis e uns cabelos. O envelhescente também.
Sem falar nos brincos.
- Ambos adoram deitar e acordar tarde.
- O adolescente ama assistir a um show de um artista envelhescente (Caetano,
Chico, Mick Jagger). O envelhescente ama assistir a um show de um artista
adolescente (Rita Lee).
- O adolescente faz de tudo para aprender a fumar. O envelhescente pagaria
qualquer preço para deixar o vício.
- Ambos bebem escondido.
- Os adolescentes fumam maconha escondido dos pais. Os envelhescentes fumam
maconha escondido dos filhos.
- O adolescente esnoba que dá três por dia. O envelhescente quando dá uma a
cada três dia, está mentindo.
- A adolescência vai dos 10 aos 20 anos: a envelhescência vai dos 45 aos 60.
Depois sim, virá a velhice, que nada mais é que a maturidade do
envelhescente.
- Daqui a alguns anos, quando insistirmos em não sair da envelhescência para
entrar na velhice, vão dizer:

- É um eterno envelhescente!

Que bom.

CADÊ OS SEUS MORANGOS?


Dia após dia, o dólar sobe ou cai; a Bolsa despenca ou dispara... As empresas
não deveriam distribuir morangos? Por
FLORIANO SERRA

Há algumas semanas, dentre as dezenas de e-mails que recebo diariamente,


um me chamou a atenção pela validade da mensagem, pelo menos de acordo com

42
meus conceitos pessoais de vida. Lamentavelmente – como acontece na maioria
das vezes – o texto não cita o autor. Portanto, quero registrar aqui minhas excusas
e meus cumprimentos ao “autor desconhecido” pela citação. Vou resumir a matéria:
“Um sujeito estava caindo em um barranco e se agarrou às raízes de uma árvore.
Em cima do barranco, havia um urso imenso querendo devorá-lo. Embaixo, prontas
para engoli-lo, quando caísse, estavam nada menos do que seis onças
absolutamente famintas. Em determinado momento, ele olhou para o lado esquerdo
e viu um morango vermelho, lindo, com escamas douradas, refletindo o sol. Num
esforço supremo, apoiou o seu corpo, sustentado apenas pela mão direita e com a
esquerda, pegou o morango, levou-o à boca e se deliciou com o sabor doce e
suculento.
“Foi um prazer supremo comer aquele morango tão gostoso."
Deu para entender ? Talvez você me pergunte:
"Mas, e o urso ?" Dane-se o urso! Coma o morango!
"Mas...E as onças?" Azar o das onças! Coma o morango!
Moral da história: problemas acontecem na vida de todos nós, até o último
suspiro. Sempre existirão "ursos" querendo comer nossas cabeças e "onças"
pulando para nos pegar pelos pés. Isso faz parte da vida e é importante que
saibamos viver dentro desse cenário. Mas precisamos saber comer os "morangos".
A gente não
pode deixar de comê-los só porque existem "ursos" e "onças". Problemas não
impedem ninguém de ser feliz”.
O mundo está repleto de “ursos” e “onças”, sob as mais variadas formas e
com maior ou menor proximidade de nós. É só abrir o jornal, ligar a televisão para
ver o noticiário, ou ligar o rádio para ouvir as mesmas preocupantes e estressantes
notícias: quando o dólar “dispara” ou "desaba", quando a Bolsa “despenca”, quando
Dow Jones, Nasdaq, Wall Street, Risco Brasil e outros índices brincam de gangorra,
quando os especuladores atacam, quando saem novos resultados de intenção de
votos para o futuro presidente, quando países trocam ataques e insultos e aumenta
a perspectiva de guerra....tudo isso são “ursos” e “onças”.
Claro, há os de menor tamanho, mas nem por isso menos
intranquilizadores: boatos de demissão em massa, de fusão, de venda da empresa,
de troca de presidente ou de chefe, de retirada de um produto, de fraude contábil,
“downsizing”, reengenharia, mais redução de custos...
Não resisto em fazer uma analogia com a vida conjugal: quem já juntou
escovas sabe quantos “ursos” e “onças” ameaçam a tranqüilidade da vida a dois. E
nem por isso, com as adaptações necessárias, o casal deixa de fazer a festinha de
aniversário da filhinha, do netinho e nem deixa de se curtir. Aliás, disto aqui
já não tenho tanta certeza, pois li recentemente uma reportagem informando que a
libido do trabalhador – executivos inclusive – anda em baixa ! Ou, para usar o
jargão da imprensa, o tesão “despencou” ou literalmente "desabou"! Pelo
visto, agora ninguém mais tem motivação nem para fazer amor. Pode? E o que é
pior: se não tem motivação “praquilo”, será que vai ter pra trabalhar? O que estou
tentando dizer e
espero que vocês me entendam, é que, apesar de tudo, o mundo está cheio de
“morangos” a espera de quem saiba notá-los e saboreá-los!
Não estou defendendo a alienação. Não estou recomendando que se diga

43
“dane-se o mundo” como a parábola recomenda dizer aos ursos e onças. Aquilo é
apenas uma parábola. Estou dizendo que cada um de nós, dentro das suas
possibilidades, limitações, recursos e habilidades, pode e deve fazer a sua parte
para tornar este mundo mais feliz, com menos problemas. Isso pode ser feito de
muitas maneiras: através de grupos de Voluntariado, de ONGs, de movimentos
comunitários, de ações de responsabilidade social, de gestos de solidariedade, de
boas iniciativas – que, anônima e felizmente, existem aos montes, ainda que não o
suficiente.

Já comeu seu morango hoje?

A mesma coisa se aplica ao trabalho: não há empresa no mundo que não


tenha suas crises, internas e externas, ligadas à produtividade, vendas, fluxo de
caixa e outros motivos. São seus “ursos” e “onças”. Mas a vida organizacional não
pode e não deve parar por causa disso. Ao invés de permitir ou observar
passivamente a existência de temores, inseguranças e medos entre os funcionários,
talvez seja justamente nesses períodos, quando é percebida a proximidade de
“ursos” e “onças”, que as áreas de Recursos Humanos e todos os gestores da
organização, todos os
que têm sob sua responsabilidade a condução de pessoas, justamente nesses
períodos deveriam providenciar “morangos” pra todo mundo, na forma de
programas de motivação, desenvolvimento, integração, qualidade de vida,
entretenimento, saúde, educação e esportes, inclusive com a participação dos
familiares. Ações que, com
criatividade e boa vontade, podem ser feitas com baixíssimo custo. O fato é que
nenhum profissional deveria se deixar contaminar pelo medo paralizante de que
algo terrível está acontecendo ou irá acontecer por causa da instabilidade do
mercado e, sobretudo, não perder seu bom humor, seu otimismo e sua fé de que
não podemos
evitar os problemas, mas podemos vencê-los!
Não faz muitas semanas o dólar ultrapassou (ou quase) a barreira dos R$ 4
e semana passada quase fica abaixo dos R$3 – isso em questão de semanas!
Atualmente está num sobe-e-desce que é uma beleza! Quanta gente perdeu o sono
e a paz por causa dessa dança especulativa? E, claro, a vida continua à espera de
novas subidas e descidas – ou você não sabe disso? Lembro de um amigo que
andava tão tenso e estressado por causa de “ursos” e “onças” que decidiu medir a
pressão arterial a cada 15 minutos, compondo uma belíssima tabela em Excel, com
gráficos e tudo o mais. Depois de uma semana, considerando-se já um pré-
enfartado, foi mostrar ao seu cardiologista seu grande feito. O médico não riu, mas
fez pior: “O sr. sabe pra que serve esta tabela?” Não, meu amigo não sabia.
“Rigorosamente para nada. A pressão arterial de qualquer pessoa oscila a cada
minuto: quando leva bronca do chefe, quando vê uma pessoa bonita, quando toma
um susto, quando come
demais, quando não come, quando toma álcool, quando faz muito frio, quando faz
muito calor, quando se emociona, quando fuma, quando dá muita risada, quando
está no trânsito, quando...quando...E isso não quer dizer que o sujeito vai morrer,
meu caro. Basta consultar o médico, tomar as providências tradicionais de

44
prevenção e profilaxia e...relaxar!”
Eu lembro sempre deste caso e fico sorrindo cada vez que diariamente leio
nos jornais ou vejo na televisão a oscilação diária dos índices que citei acima.
Então, eu me levanto e vou comer “morango”. É assim que venho enfrentando
"ursos" e "onças". Claro, sempre depois de pensar e descobrir se há alguma forma
de contribuir para a solução do problema ou de ajudar as pessoas a serem mais
felizes e o mundo melhor, mais justo e menos violento. Dessa postura, às vezes
nascem artigos como este.
Olhe a sua volta, em casa, na sua rua, no seu bairro e no trabalho: há
muitos e muitos “morangos” à sua disposição. Viva um dia por vez e não caia na
armadilha da pre-ocupação. Saiba dos riscos da vida, mas não se torne escravo
deles. Viver já é um risco e nem por isso vamos deixar de curtir o que a vida tem de
maravilhoso. Com o devido respeito a tudo que é sagrado, ético e legal, acredito
que há momentos na vida em que, em favor de sua própria felicidade e qualidade
de vida, depois de certificar-se de que já cumpriu seu papel e seu dever de
indivíduo e cidadão, você deve dizer: “dane-se!” E coma o morango.
Em tempo: o texto anônimo que citei no início termina dizendo: “Neste exato
momento deve haver um morango esperando por você. O melhor momento para ser
feliz é agora”. Não é um convite tentador?

(*) Floriano Serra é psicólogo, palestrante e consultor de empresas na


área comportamental e presidente do IPAT -Instituto Paulista de Análise
Transacional (www.ipat.com.br) e da SOMMA4 Desenvolvimento Pessoal
e Organizacional. (11) 5052.8002, florianoserra@terra.com.br

O BODE

Num pequeno vilarejo, numa casa simples, mas limpa e arrumada, vivia um
homem com sua família: mulher, três filhos e a sogra.
O homem sentia-se completamente infeliz. Reclamava de tudo e de todos. Ora
implicava com os filhos, ora era a sogra que o aborrecia, a casa que era
pequena demais, a esposa que não era boa o suficiente... Nada o satisfazia.
Um dia, cansado de tanto sofrer, resolveu recorrer ao homem mais sábio da
aldeia e pedir o seu conselho.
O sábio então lhe disse: "- Vai, meu filho, procure um bode e o coloque
dentro de sua casa!"
O homem se surpreendeu com aquilo, mas, diante da insistência do sábio,
resolveu acatar o seu conselho.
Passado algum tempo, o homem voltou ao sábio mais infeliz ainda dizendo que
sua vida estava muito pior, que sua casa estava suja, barulhenta, mal
cheirosa, insuportável, e perguntou o que deveria fazer.
E o sábio lhe disse: "- Vá e tire o bode de sua casa!"

45
E ele assim fez.
Tamanho foi o alívio por se ver livre do animal.
A partir daquele dia, ele tornou-se um novo homem. Começou a descobrir e a
valorizar tantas coisas que sempre tinham estado à sua volta. Coisas das
quais ele sequer tinha percebido a existência.

Quantas coisas maravilhosas temos ao nosso lado, quantos amigos sinceros que
estão sempre prontos a nos ajudar, quanta coisa que conquistamos e vamos
abandonando sem dar a devida atenção. Nós, seres humanos, ainda imperfeitos
e falíveis que somos, continuamos precisando de "bodes" em nossas vidas para
dar valor as nossas conquistas e a nós mesmo, que estamos sempre lutando
para conquistar "um dia melhor".
(Autor Desconhecido)

A RATOEIRA

Um rato, olhando pelo buraco na parede, vê o fazendeiro e sua esposa abrindo


um pacote. Pensou logo em que tipo de comida poderia ter ali. Ficou
aterrorizado quando descobriu que era uma ratoeira.
Foi para o pátio da fazenda advertindo a todos: "- Tem uma ratoeira na casa,
uma ratoeira na casa!"
A galinha, que estava cacarejando e ciscando, levantou a cabeça e disse: "-
Desculpe-me Sr. Rato, eu entendo que é um grande problema para o senhor, mas
não me prejudica em nada, não me incomoda!"
O rato foi até o cordeiro e disse a ele: "- Tem uma ratoeira na casa, uma
ratoeira!"
"- Desculpe-me Sr. Rato, mas não há nada que eu possa fazer, a não ser orar.
Fique tranqüilo que o senhor será lembrado nas minhas preces!"
O rato dirigiu-se então à vaca. Ela disse: "- O que Sr. Rato? Uma ratoeira?
Por acaso estou em perigo? Acho que não!"
Então o rato voltou para a casa, cabisbaixo e abatido, para encarar a
ratoeira do fazendeiro.
Naquela noite ouviu-se um barulho, como o de uma ratoeira pegando sua
vítima. A mulher do fazendeiro correu para ver o que havia pego. No escuro,
ela não viu que a ratoeira pegou a cauda de uma cobra venenosa. A cobra
picou a mulher. O fazendeiro a levou imediatamente ao
hospital. Ela voltou com febre. Todo mundo sabe que para alimentar alguém
com febre, nada melhor que uma canja. O fazendeiro pegou seu cutelo e foi
providenciar o ingrediente principal: a galinha.
Como a doença da mulher continuava, os amigos e vizinhos vieram visitá-la.
E, para alimentá-los o fazendeiro matou o cordeiro.
A mulher não melhorou e acabou morrendo. Muita gente veio para o funeral. O
fazendeiro então sacrificou a vaca para alimentar todo aquele povo.

46
******** ********** ********** ********** **********

Na próxima vez que você ouvir dizer que alguém está diante de um problema e
acreditar que o problema não lhe diz respeito lembre-se que, quando há uma
ratoeira na casa, toda a fazenda corre risco.
(Autor desconhecido)

TEORIA DA EVOLUÇÃO

Num certo dia, na sala de aula, a professora estava explicando a teoria da


evolução aos alunos. Ela perguntou a um dos estudantes:

- Tomás, vês a árvore lá fora?

- Sim! - respondeu o menino.

A professora voltou a perguntar:

- Vês a grama?

E o menino respondeu prontamente:

- Sim!

Então a professora mandou Tomás sair da sala e lhe disse para olhar para
cima e ver se ele enxergava o céu. Tomás entrou e disse:

- Sim, professora. Eu vi o céu!

- Vistes Deus? - Perguntou a professora.

O menino respondeu que não. A professora, olhando para os demais alunos da


sala, disse:

- É disso que eu estou falando! Tomás não pode ver a Deus, porque Deus não
está ali. Podemos concluir então que Deus não existe!

Nesse momento Pedrinho se levantou e pediu permissão à professora para fazer


mais algumas perguntas a Tomás.

- Tomás, vês a grama lá fora?

- Sim!

47
- Vês as árvores?

- Siiiiimmmmm!!!

- Vês o céu?

- Sim!

- Vês o cérebro da professora?

- Não! - disse Tomás.

Pedrinho então, dirigindo-se aos seus colegas, disse:

- Colegas, de acordo com o que aprendemos hoje, concluimos que a professora


não tem cérebro!

E você, também não acredita em algumas coisas das quais não pode ver???
O que você respira, afinal???
Eu, sinceramente, não consigo ver o ar, o oxigênio que respiro!!!
Vale uma reflexão!

SÓ VOCÊ PODE!

Todos nós buscamos a felicidade.


A palavra “felicidade” tem, para cada um de nós, um sentido próprio.
Para uns, ser feliz implica numa coisa, para outros, algo bem diferente.
Mas todos queremos ser felizes.
E ser feliz é o que importa!
Cada um de nós tem dentro de si a sua própria capacidade de ser feliz, de
construir a sua felicidade.
Por isso não adianta ficar procurando longe aquilo que está dentro de nós.
Nem viagens pelo mundo, nem encontros com sabedorias de outros povos, nem
crenças em soluções milagrosas.
Só existe um milagre e este está dentro de nós.
A parte divina, o Deus que vive dentro de nós, provê a nossa felicidade.
Voltemo-nos para o nosso interior e não deixemos que nossa atenção se perca
em fantasias ou expectativas de difícil realização.
De dentro de nós brota amor e com este amor geramos felicidade.
Amor incondicional, por toda a humanidade!
Amor por aquele estranho que passa por nós, amor pelo rico que pensa ter
tudo, amor pelo pobre que pensa necessitar só um pouquinho.
Amor por tudo que é vivo, seres humanos, animais, plantas!

48
Ao percorrermos nossos caminhos iremos aprendendo cada vez mais e cada
experiência, prazerosa ou sofrida, tem algo a nos ensinar.
E vamos aprendendo nossas lições, enriquecendo nossa alma e todo nosso ser.
E este ser enriquecido, gerado no amor e projetado para o mundo numa atitude
amorosa e gentil, nos trará muita felicidade!
Nossa felicidade não pode ser colocada nas mãos ou nos ombros de outra
pessoa.
Nós somos responsáveis por ela! E só nós!
Uma viagem para o nosso interior nos fará descobrir maravilhas que anseiam
serem postas em liberdade, para servirem ao próximo.
Este é o Reino de Deus! Esta é a Felicidade!
É isso que precisamos buscar dentro de nós para podermos oferecer ao mundo,
num ato de doação voluntária e espontânea. Experimente!
Você sempre receberá muito mais do que pode oferecer!

Egon Hilario Musskopf

EU DECIDO

O colunista Sydney Harris conta uma estória em que acompanhava um amigo à


banca de jornais. O amigo cumprimentou o jornaleiro amavelmente, mas como
retorno recebeu um tratamento rude e grosseiro.
Pegando o jornal que foi atirado em sua direção, o amigo de Harris sorriu
polidamente e desejou um bom fim de semana ao jornaleiro.
Quando os dois amigos desciam pela rua, o colunista perguntou:
"- Ele sempre te trata com tanta grosseria?"
"- Sim, infelizmente é sempre assim..."
"- E você é sempre tão polido e amigável com ele?"
"- Sim, sou!"
"- Por que você é tão educado, já que ele é tão inamistoso com você?"
"- Porque não quero que ele decida como eu devo agir!"
Nós somos nossos 'próprios donos', não devemos nos curvar diante de qualquer
vento que sopra, nem estar à mercê do mau humor, da mesquinharia, da
impaciência e da raiva dos outros.
"Não são os ambientes que nos transformam, nós é que transformamos os
ambientes."
Talvez seja Isto o que o Senhor quis dizer com estar no mundo mas não ser do
mundo.
(MAYKONN ACYR GOMES XAVIER)

ACORDEMOS

É sempre fácil examinar as consciências

49
alheias, identificar os erros do próximo, opinar em questões que não nos
dizem respeito, indicar as fraquezas dos semelhantes, educar os filhos dos
vizinhos, reprovar as deficiências dos companheiros, corrigir os defeitos
dos outros, aconselhar o caminho reto a quem passa, receitar paciência a
quem sofre e retificar as más qualidades de quem segue conosco...
*
Mas enquanto nos distraimos, em tais
incursões a distância de nós mesmos,
não passamos de aprendizes que fogem,
levianos, à verdade e à lição.
*
Enquanto nos ausentamos do estudo de nossas
próprias necessidades, olvidando a aplicação dos princípios superiores que
abraçamos na fé viva, somos simplesmente cegos do mundo interior relegados
à treva...
*
Despertemos, a nós mesmos, acordemos nossas
energias mais profundas para que o ensinamento do Cristo
não seja para nós uma bênção que passa, sem
proveito à nossa vida, porque o infortúnio maior de todos para a nossa alma
eterna é aquele que nos infelicita quando a graça do Alto passa por nós em
vão!...
***

Chico Xavier

O PESO DA NEGATIVIDADE

O professor pediu para que os alunos levassem batatas e uma bolsa de


plástico para a aula.

Durante a aula ele pediu para que separassem uma batata para cada pessoa de
quem sentiam mágoas, escrevessem os seus nomes nas batatas e as colocassem
dentro da bolsa.

Algumas das bolsas ficaram muito pesadas. A tarefa consistia em, durante uma
semana, levar a todos os lados a bolsa com batatas.

Naturalmente a condição das batatas foi se deteriorando com o tempo.

O incômodo de carregar a bolsa, a cada momento, mostrava-lhes o tamanho do


peso espiritual diário que a mágoa ocasiona, bem como o fato de que, ao
colocar a atenção na bolsa, para não esquecê-la em nenhum lugar, os alunos
deixavam de prestar atenção em outras coisas que eram importantes para eles.

50
Esta é uma grande metáfora do preço que se paga, todos os dias, para manter,
a dor, a bronca e a negatividade.

Principalmente quando damos importância aos problemas não resolvidos ou às


promessas não cumpridas, nossos pensamentos enchem- se de mágoa, aumentando
o stress e roubando nossa alegria.

Perdoar e deixar estes sentimentos irem embora é a única forma de trazer de


volta a paz e a calma.

Não perca tempo com mesquinharias, rancores e negatividades. Elas em nada


lhe ajudarão. Aproveite esse tempo para sorrir, cantar, dar uma palavra
amiga às pessoas e não somente aquelas que necessitam. Todos precisamos de
alto astral, motivação, carinho e principalmente, paz interior.

Pense nisso!

VAMOS DIVIDIR?

Uma moça estava à espera de seu vôo na sala de embarque de um Aeroporto.


Como ela deveria esperar por muitas horas pelo seu vôo, resolveu comprar um
livro para matar o tempo. Comprou, também, um pacote de
bolachas.

Sentou-se numa poltrona, na sala VIP do aeroporto, para que pudesse


descansar e ler em paz. Ao seu lado sentou-se um homem.

Quando ela pegou a primeira bolacha, o homem também pegou uma.

Ela se sentiu indignada, mas não disse nada. Apenas pensou: "Mas que cara de
pau!"

Se eu estivesse mais disposta, lhe daria um soco no olho para que ele nunca
mais esquecesse!"

A cada bolacha que ela pegava, o homem também pegava uma. Aquilo a deixava
tão indignada que não conseguia nem reagir.

Quando restava apenas uma bolacha, ela pensou: "O que será que este abusado
vai fazer agora?"

Então o homem dividiu a última bolacha ao meio, deixando a outra metade para
ela.

51
Ah!!! Aquilo era demais!!! Ela estava bufando de raiva.

Então, ela pegou o seu livro e as suas coisas e se dirigiu ao local de


embarque. Quando ela se sentou, confortavelmente, numa poltrona já no
interior do avião, olhou dentro da bolsa para pegar uma bala, e, para sua
surpresa, o pacote de bolachas estava lá, ainda intacto, fechadinho.

Ela sentiu tanta vergonha! Só então ela percebeu que a errada era ela.
Sempre tão distraída, ela havia se esquecido que suas bolachas estavam
guardadas dentro da sua bolsa. O homem havia dividido as bolachas dele sem
se sentir indignado, nervoso ou revoltado, enquanto ela tinha ficado muito
transtornada, pensando estar dividindo as dela com ele.

E já não havia mais tempo para se explicar, nem para pedir desculpas.

Quantas vezes, em nossa vida, nós é que estamos comendo as bolachas dos
outros, e não temos a consciência disto? Há quem proceda de forma muito
diferente da que nós gostaríamos. Isso tira a nossa calma e nos dá a
impressão de que ninguém faz nada certo.

Raciocine claramente. Antes de concluir, observe melhor. Talvez as coisas


não sejam exatamente como você pensa.

Não pense o que não sabe sobre as pessoas. O que passou, passou... Converse
mais! Seja mais leve... Não se preocupe... Viva, simplesmente...

Que todos possamos comer muitas bolachas, conhecendo, respeitando e curtindo


o próximo...

HÁBITO

Lembre-se de algo que você fez e fez bem feito.


Todos nós, a todo momento, fazemos coisas bem feitas.
E sentimos quando algo saiu muito bem porque isso sempre deixa uma sensação
muito boa.
Agora, feche os olhos e lembre aquela sensação que você sentiu quando fez
bem feito algo que precisava fazer.
Lembrou?
Feche os olhos de novo e recorde mais um pouco.
Faça isso! Vale à pena!
Agora responda: Tem sensação melhor?
Só esta sensação já não é o suficiente para fazer, sempre, tudo da melhor
forma?

52
Claro que é!!!
Pois a gente pode fazer disso um costume. Um hábito.
Quem sabe a gente pode se viciar em fazer bem feito tudo o que tiver que
fazer.
Sabe o que aconteceria se isso virasse um hábito?
Pense um pouco. O que aconteceria?
Claro, você estaria sempre se sentindo muito bem, muito satisfeito, muito
feliz. Por isso vale à pena!
Por outro lado, se você fizer tude de má vontade, de qualquer jeito, fazendo
apenas porque tem que fazer, o que sentirá?
Responda você mesmo porque eu quero voltar à sensação anterior, aquela que
sinto quando faço de boa vontade e, por isso, sempre sai bem feito.
É essa sensação que quero pra mim, que me acompanhe nas 24 horas do dia.
É essa que me faz feliz, de fato!!!
Faça a sua escolha.

Aquele que, habitando em todas as coisas,


É, no entanto, diverso de todas as coisas,
Aquele a quem todas as coisas não conhecem,
Cujo o corpo é feito de todas as coisas,
Que controla todas as coisas a partir de dentro,
Aquele é a sua Alma, o Controlador interior,
O Imortal.

Upanishad

A MAGIA DA COMUNICAÇÃO

Havia um cego que pedia esmola à entrada do Viaduto do Chá, em São Paulo.
Todos os dias passava por ele, de manhã e à noite, um publicitário que
deixava sempre alguns centavos no chapéu do pedinte.

O cego trazia pendurado no pescoço um cartaz com a frase:


"CEGO DE NASCIMENTO. UMA ESMOLA POR FAVOR!"

Certa manhã o publicitário teve uma idéia, virou o letreiro do cego ao


contrário e escreveu outra frase.

À noite depois de um dia de trabalho perguntou ao cego como é que tinha sido
seu dia.
O cego respondeu, muito contente:
- "Até parece mentira, mas hoje foi um dia extraordinário. Todos que
passavam por mim deixavam alguma coisa. Afinal, o que é que o senhor

53
escreveu no meu cartaz?"

O publicitário havia escrito uma frase breve, mas com sentido e carga
emotiva suficientes para convencer os que passavam a deixarem algo para o
cego.

A frase era:
- "EM BREVE CHEGARÁ A PRIMAVERA E EU NÃO PODEREI VÊ-LA!"

A maioria das vezes não importa O QUE você diz, mas COMO você diz, por isso
tome cuidado em como falar com as pessoas, pois isso tem um peso positivo ou
negativo naquilo que você quer dizer.

O Diário de Uma Bíblia

15 de janeiro - Descansei a semana toda. Meu dono me leu regularmente nas


primeiras noites no início deste ano, mas penso que se esqueceu de mim
agora.

2 de fevereiro - Faxina na casa. Tiraram o pó de cima de mim, como de outros


objetos, e me colocaram no lugar de costume.

8 de fevereiro - Meu dono usou-me por uns momentos depois do jantar. Estava
procurando alguns textos. Fui á igreja hoje!

2 de abril - Eu estive bem ocupada hoje. Meu dono tinha de dirigir uma
reunião de oração e me consultou buscando algumas passagens. Teve bastante
dificuldade de encontrar uma, apesar de ela estar no mesmo lugar.

l de maio - Gastei toda a tarde no colo da vovó. Ela está aqui de visita.
Deixou cair algumas gotas de lágrimas sobre Colossenses 2:5-7.

6 de maio - Outra vez no colo da vovó esta tarde. Ela gastou a maior parte
do tempo meditando em 1 Coríntios 13 e nos últimos versos do capítulo 15.

7, 8 e 9 de maio - No colo da vovó todas as tardes. Que lugar confortável!


As vezes ela fala comigo e de outras me lê.

10 de maio - A vovó viajou para sua casa hoje. Ela me beijou e me disse
"adeus"! Estou outra vez no meu lugar de costume.

1o. de julho - Fui colocada numa mala entre roupas e outros objetos. Penso
que vamos passar alguns dias fora.

10 de julho - Ainda na mala, apesar de quase todas as outras coisas terem

54
sido colocadas noutro lugar no quarto.

15 de julho - Em casa outra vez e no meu lugar costumeiro. Fiz uma longa
viagem. Nem sei por que me levaram consigo... Não saí da mala...

1 de agosto - Que calor! Duas revistas, uma novela e um chapéu, tudo em cima
de mim. Oh. Se eles pelo menos tirassem estas coisas sobre mim!

10 de setembro - Limpeza. Tiraram-me o pó e fui colocada no meu lugar para


um longo descanso...

"Ponde, pois, estas Minhas palavras no vosso coração e na vossa alma". Deut.
11:18.

"Porque esta palavra não é para vós outros coisa vã, antes é a vossa vida".
Deut. 32:47

URGÊNCIA EMOCIONAL

O que vale mais: amor ou paciência?


Se tudo é para ontem, se a vida engata uma primeira e sai em disparada, se
não há mais tempo para paradas estratégicas, caímos fatalmente no vício de
querer que os amores sejam igualmente resolvidos num átimo de segundo.
Temos pressa para ouvir "eu te amo", não vemos a hora de que fiquem
estabelecidas as regras de convívio: somos namorados, ficantes, casados,
amantes? Urgência emocional. Uma cilada.
Associamos diversas palavras ao amor: paixão, romance, sexo, adrenalina,
palpitação. Esquecemos, no entanto, da palavra que viabiliza esse
sentimento: paciência. Amor sem paciência não vinga.
Amor não pode ser mastigado e engolido com emergência, com fome desesperada.
É preciso degustar cada pedacinho do amor, no que ele tem de amargo e de
saboroso, no que ele tem de duro e de macio, os nervos do amor, as gorduras
do amor, as proteínas do amor, as propriedades todas que ele tem. É uma
refeição que pode durar uma vida. Mas não. Temos urgência. Queremos a
resposta do e-mail ainda hoje, queremos que o telefone toque sem parar,
queremos que ele se apaixone assim que souber nosso nome, queremos que ela
se renda logo após o primeiro beijo, e não toleraremos recusas, e não
respeitaremos dúvidas, e não abriremos espaço na agenda para esperar.
Temos todo o tempo do mundo, dizem uns; não há tempo a perder, dizem outros:
a gente fica perdido no meio deste fogo cruzado, atingidos por informações
várias, vivências diversas, parece que todos sabem mais do que nós, pobres
de nós, que só queremos uma coisa nessa vida: ser amados! Podemos esperar
por todo o resto: emprego, dinheiro, sucesso, mas não passaremos mais um dia

55
sequer sozinhos, te adoro, dizemos sei lá pra quem, para quem tiver ouvidos
e souber responder "eu também", que a gente está mais a fim de acreditar do
que de selecionar.
Urgência emocional. Pronto-socorro do amor. Atiramos para todos os lados e
somos baleados por qualquer um. E o coração leva um monte de pontos por
causa dessa tragédia: pressa.
Martha Medeiros

SOU UMA PESSOA COMUM

Sou uma pessoa comum.


Fui criada com princípios morais comuns.
Quando criança, ladrões tinham a aparência de ladrões e nossa única
preocupação em relação à segurança era a de que os lanterninhas"
dos cinemas nos expulsassem devido às batidas com os pés no chão
quando uma determinada música era tocada no início dos filmes,
nas matines de domingo.
Mães, pais, professores, avós, tios, vizinhos eram autoridades
presumidas, dignas de respeito e consideração. Quanto mais próximos, e/ou
mais velhos, mais afeto. Inimaginável responder deseducadamente a policiais,
mestres, idosos, autoridades. Confiávamos nos adultos porque todos eram
pais/mães de todas as crianças da rua, do bairro, da cidade. Tínhamos medo
apenas do escuro, de sapos, de filmes de terror.
Ouvindo hoje o jornal da noite, deu-me uma tristeza infinita por
tudo que perdemos. Por tudo o que meu filho precisa temer. Pelo medo no
olhar de crianças, jovens, velhos e adultos. Matar os pais, os avós,
violentar crianças, sequestrar jovens, roubar, enganar, passar a perna, tudo
virou banalidades de notícias policiais, esquecidas após o primeiro
intervalo comercial.
Agentes de trânsito multando infratores são exploradores,
funcionários de indústrias de multas. Policiais em blitz são abuso de
autoridade. Regalias em presídios são matéria votada em reuniões. Direitos
humanos para criminosos, deveres ilimitados para cidadãos honestos. Não
levar vantagem é ser otário. Pagar dívidas em dia é bancar o bobo, anistia
para os caloteiros de plantão. Ladrões de terno e gravata, assassinos com
cara de anjo, pedófilos de cabelos brancos.
O que aconteceu conosco?
Professores surrados em salas de aula, comerciantes ameaçados por
traficantes, grades em nossas portas e janelas. Crianças morrendo de fome,
gente com fome de morte.
Que valores são esses?
Carros que valem mais que abraço, filhos querendo-os como brindes
por passar de ano. Celulares nas mochilas dos que recém largaram as fraldas.
TV, DVD, telefone, video game, o que vai querer em troca desse amasso, meu

56
filho? Mais vale um Armani do que um diploma. Mais vale um telão do que um
papo. Mais vale um baseado do que um sorvete. Mais vale dois vinténs do que
um gosto.
Que lares são esses?
Bom dia, boa noite, até mais. Jovens ausentes, pais ausentes, droga
presente e o presente uma droga. O que é aquilo? Uma árvore, uma galinha,
uma estrela. Quando foi que tudo sumiu ou virou ridículo? Quando foi que
senti amor pela última vez? Quando foi que esqueci o nome do meu vizinho?
Quando foi que olhei nos olhos de quem me pede roupa, comida, calçado sem
sentir medo? Quando foi que fechei a janela do meu carro? Quando foi que me
fechei?
Quero de volta a minha dignidade, a minha paz e o lugar onde o bem e
o mal são contrários, onde o mocinho luta com o bandido e o único medo é de
quem infringe, de quem rouba e mata. Quero de volta a lei e a ordem. Quero
liberdade com segurança. Quero tirar as grades da minha janela para tocar as
flores. Quero sentar na calçada, e minha porta aberta nas noites de verão.
Quero a honestidade como motivo de orgulho. Quero a retidão de caráter, a
cara limpa e o olho no olho. Quero a vergonha, a solidariedade e a certeza
do futuro. Quero a esperança, a alegria. Eu quero ser gente e não peça de um
jogo manipulado por TV a cabo. Eu quero a notícia boa, a descoberta da
vacina, a plantação do arroz. Eu quero ver os colonos na terra, as crianças
no colégio, os jovens divertindo-se, os velhinhos contando histórias. Eu
quero um emprego decente, um salário condizente, uma oportunidade a mais.
Uma casa para todos, comida na mesa, saúde a mil. Quero livros e cachorros e
sapatos e água limpa. Não quero listas de animais em extinção. Não quero
clone de gente, quero cópia das letras de música. Eu quero voltar a ser
feliz!
Quero dizer basta a esta inversão de valores e ideais. Quero mandar
calar a boca quem diz "a nível de", "neste país", "enquanto pessoa", "eles
tem que", "é preciso que". Quero xingar quem joga lixo na rua, quem fura a
fila, quem rouba um lápis, quem ultrapassa a faixa, quem não usa cinto, quem
não paga a conta, quem não dignifica meu voto. Quero rir de quem acha que
precisa de silicone, lipoaspiração, implante, dieta, cirurgia plástica,
conta no banco, carro importado, laptop, bolsa XYZ, calça ZYX para se sentir
inserido no contexto ou ser "normal".
Abaixo a ditadura do "tem que", as receitas de bolo para viver
melhor, as técnicas para pensar, falar, sentir! Abaixo o especialista, o
sabe-tudo rodeado de microfones e câmeras!
Abaixo o "ter", viva o "ser"!
E viva o retorno da verdadeira vida, simples como uma gota de chuva,
limpa como um céu de abril, leve como a brisa da manhã! E definitivamente
comum, como eu.
(Autor desconhecido)

57
NUMA EMPRESA DE SÃO PAULO :

Patrícia Gomes - Diretora de Recursos Humanos

COMUNICADO PARA TODOS OS FUNCIONÁRIOS.

Data: 1 de dezembro

Assunto: Festa de Natal

Tenho o prazer de informar que a festa de Natal da empresa será no dia


23
de dezembro, com início ao meio-dia, no salão de festas privativo da
Churrascaria Grill House. O bar estará aberto com várias opções de
bebidas.
Teremos uma pequena banda tocando canções tradicionais de natal...
sinta-se à vontade para se juntar ao grupo e cantar!
Não se surpreenda se nosso Vice-Presidente aparecer vestido de
Papai-Noel!
A árvore de Natal terá suas luzes acesas às 13:00. A troca de presentes
de amigo secreto pode ser feita a qualquer momento, entretanto,
nenhum presente deverá exceder R$20,00, a fim de facilitar as
escolhas e adequar os gastos a todos os bolsos.
Este encontro é exclusivo para funcionários. Na ocasião, nosso
Vice-Presidente fará um discurso bastante especial.

Feliz Natal para vocês e suas famílias.

Patrícia
_______________________________________________________________________

Patrícia Gomes - Diretora de Recursos Humanos

COMUNICADO PARA TODOS OS funcionários.

Data: 2 de dezembro

Assunto: Festa de Natal

De maneira alguma nosso memorando de 01 de dezembro pretendeu excluir


nossos funcionários judeus! Reconhecemos que o Chanukah é um feriado
importante e que costumam coincidir com o Natal mas isso não
aconteceu este ano.De qualquer forma, passaremos a chamá-la de "Festa de
Final de Ano".

58
A mesma política se aplica a todos os outros funcionários que não
sejam cristãos e àqueles que ainda celebram o Dia da
Reconciliação. Não haverá árvore de Natal. Nada de canções de natal
nem coral. Teremos outros tipos de música para seu entretenimento.

Felizes agora?

Boas festas para vocês e suas famílias,

Patrícia
_____________________________________________________________________

Patrícia Gomes - Diretora de Recursos Humanos

COMUNICADO PARA TODOS OS funcionários.

Data: 3 de dezembro

Assunto: Festa de Natal

Com relação ao bilhete que recebi de um membro do Alcoólicos Anônimos


solicitando uma mesa para pessoas que não bebem álcool... você não
assinou seu nome! Fico feliz em atender o pedido, mas se eu puser uma
placa na mesa "Exclusivo para AA", vocês não serão mais anônimos...
Como faço então?
Esqueçam a troca de presentes. Nenhuma troca de presentes será
permitida, uma vez que os membros do sindicato acham que R$20,00 é muito
dinheiro e os executivos acham que R$20,00 é muito pouco para um
presente.
NENHUMA TROCA DE PRESENTES SERÁ PERMITIDA, certo?

Patrícia
_______________________________________________________________________
Patrícia Gomes - Diretora de Recursos Humanos

COMUNICADO PARA TODOS OS funcionários.

Data: 7 de dezembro

Assunto: Festa de Natal

Nossa, que grupo heterogêneo somos!!!

Eu não sabia que no dia 20 de dezembro começa o mês sagrado do Ramadan


para os muçulmanos, que proíbe comer e beber durante as horas do dia. Lá
se vai a festa!!!
Agora sério, entendemos que uma refeição nesta época do ano seja um

59
problema sem precedentes para a crença de nossos funcionários
muçulmanos.....
Talvez a da Churrascaria Grill House possa segurar o serviço de buffet
até o fim do dia - ou então, embalar tudo para que vocês levem
para casa nas marmitas. O que vocês acham disso?
Novidades: neste meio tempo, consegui que os membros do Vigilantes do
Peso sentem o mais longe possível do buffet de sobremesas; as
mulheres grávidas sentem-se o mais perto possível dos banheiros;
homossexuais podem sentar-se juntos; mulheres homossexuais não têm
que sentar com homens homossexuais, que terão sua própria mesa; e
sim, haverá um arranjo de flores no centro da mesa dos homens
homossexuais; para as pessoas que pediram permissão para trocarem de
roupa, nenhuma troca de roupa será permitida; teremos assentos mais
altos para pessoas baixas; e comida com baixa-caloria estará
disponível para os que estão de dieta. Nós não podemos controlar a
quantidade de sal utilizada na comida.
Desta forma, sugerimos para estas pessoas com pressão alta provar o
gosto primeiro. Haverá frutas frescas de sobremesa para os
diabéticos. O restaurante não dispõe de sobremesas sem açúcar. Nossas
profundas desculpas. Esqueci de alguma coisa?

Patrícia

_______________________________________________________________________

Patrícia Gomes - Diretora de Recursos Humanos

COMUNICADO PARA TODOS FILHOS DA PUTA QUE TRABALHAM NESTA


EMPRESA.

Data: 8 de dezembro

Assunto: Festa de Natal DO CARALHO

Vegetarianos!?!?!??!
Sim, vocês também tinham que dar sua opinião de merda ou reclamar de
alguma coisa!!! Nós manteremos o local da festa na Churrascaria Grill
House; quem não gostar, foda-se!
Então, como alternativa, seus putos, vocês podem sentar-se quietinhos
na mesa mais distante possível da tal "churrasqueira da morte"
- como vocês se referiram de forma bastante depreciativa ao
utensílio.
E vocês terão também sua mesa de saladas de merda, incluindo tomates
hidropônicos da casa do caralho & arrozinho grudento pra comer de
pauzinho.
Aqueles que, naturalmente, ainda não gostaram, podem enfiar tudo no cu.
Mas como vocês devem saber, os tomates, eles também têm sentimentos! Os

60
tomates gritam quando vocês os fatiam. Eu mesma os ouvi gritar! Eu os
estou ouvindo gritar agora mesmo!!!!!
Ah, espero que vocês todos tenham uma bosta de final de ano! E que
dirijam muito, muito bêbados e morram todos, todinhos esturricados
por aí. Escutaram? A Vaca, diretamente da puta que os pariu.
> _______________________________________________________________________

Dr. Pacheco - Diretor de Recursos Humanos INTERINO

COMUNICADO PARA TODOS OS funcionários

Data: 10 de dezembro

Assunto: Patrícia Gomes e Festa de Final de Ano

Tenho certeza que falo por todos desejando para a Patrícia um rápido
restabelecimento para sua crise de stress e continuarei a encaminhar
suas mensagens para ela no sanatório.
Por conta deste fato, a diretoria decidiu cancelar a Festa de Final
de Ano e dar folga remunerada para todos na tarde do dia 23 de
dezembro.

Boas Festas !!!

O ÚNICO DEFEITO DA MULHER

Texto de Sérgio Gonçalves, redator da Loducca, publicado


no jornal da agência.
"Se uma memória restou das festinhas e reuniões de
familiares da minha infância, foi a divisão sexual entre
os convivas: mulheres de um lado, homens do outro.
Não sei se hoje isso ainda ocorre. Sou anti-social ao
ponto de não freqüentar qualquer evento com mais de 4
pessoas, o que não me credencia a emitir juízo. Mas era
assim que a coisa rolava naqueles tempos.
Tive uma infância feliz: sempre fui considerado
esquisito, estranho e solitário, o que me permitia ficar
quieto observando a paisagem. Bom, rapidinho verifiquei
que o apartheid sexual ia muito além das diferenças
anatômicas. A fronteira era determinada pelos pontos de
vista, atitude e prioridades.
Explico: no "córner" masculino imperava o embate das
comparações e disputas. Meu carro é mais potente, minha

61
TV é mais moderna, meu salário é maior, a vista do meu
apartamento é melhor,o meu time é mais forte, eu dou 3
por noite e outras cascatas típicas da macheza latina.
Já no "córner" oposto, respirava- se outro ar. As
opiniões eram quase sempre ligadas ao sentir. Falava- se
de sentimentos, frustrações e recalques com uma falta de
cerimônia que me deliciava. Os maridos preferiam
classificar aquele ti-ti-ti como fofoca.
Discordo.
Destas reminiscências infantis veio a minha total e
irrestrita paixão pelas mulheres. Constatem, é fácil.
Enquanto o homem vem ao mundo completamente cru,
freqüentando e levando bomba no be-a-bá da vida, as
mulheres já chegam na metade do segundo grau. Qualquer
menina de 2 ou 3 anos já tem preocupações de ordem
prática. Ela brinca de casinha e aprende a dar um pouco
de ordem nas coisas. Ela pede uma bonequinha que chama
de filha e da qual cuida, instintivamente, como qualquer
mãe veterana. Ela fala em namoro mesmo sem ter uma idéia
muito clara do que vem a ser isso. Em outras palavras,
ela já chega sabendo. E o que não sabe, intui. Já com os
homens a historia é outra. Você já viu um menino dessa
idade brincando de executivo? Já ouviu falar de algum
moleque fingindo ir ao banco pagar as contas? Já
presenciou um bando de meninos fingindo estar
preocupados com a entrega da declaração do Imposto de
Renda? Não, nunca viram e nem verão. Porque o homem
nasce, vive e morre uma existência infanto juvenil. O
que varia ao longo da vida é o preço dos brinquedos.
Aí reside a maior diferença: O que para as meninas é
treino para a vida, para os meninos é fantasia, é
competição. Então a fuga os acompanha o resto da vida, e
não percebe quanto tempo ele perde com seus medos. Falo
sem o menor pudor. Sou assim. Todo homem é assim. Em
relação ao relacionamento homem/mulher, sempre me
considerei um privilegiado. Sempre consegui enxergar a
beleza física feminina mesmo onde, segundo os critérios
estéticos vigentes, ela inexistia. Porque toda mulher é
linda. Se não no todo, pelo menos em algum detalhe.
É só saber olhar. Todas tem sua graça. E embora
contaminado pela irreversível herança genética que me
faz idolatrar os ícones de cafajestismo, sempre me
apaixonei perdidamente por todas as incautas que se
aproximaram de mim. Incautas não por serem ingênuas, mas
por acreditarem....
Porque toda mulher acredita firmemente na possibilidade
do homem ideal. E esse é o seu único defeito."

62
A FORÇA E A CORAGEM

É preciso ter força para ser firme, mas é preciso coragem para ser
gentil.
É preciso ter força para se defender, mas é preciso coragem para
baixar a guarda.
É preciso ter força para ganhar uma guerra, mas é preciso coragem
para se render.
É preciso ter força para estar certo, mas é preciso coragem para ter
dúvida.
É preciso ter força para manter-se em forma, mas é preciso coragem
para ficar de pé.
É preciso ter força para sentir a dor de um amigo, mas é preciso
coragem para sentir as próprias dores.
É preciso ter força para esconder os próprios males, mas é preciso
coragem para demonstrá-los.
É preciso ter força para suportar o abuso, mas é preciso coragem
para fazê-lo parar.
É preciso ter força para ficar sozinho, mas é preciso coragem para
pedir apoio.
É preciso ter força para amar, mas é preciso coragem para ser amado.
É preciso ter força para sobreviver, mas é preciso coragem para
viver.
Se você sente que lhe faltam a força e a coragem, queira Deus que o
mundo possa abraçá-lo hoje com seu calor e Amor !
... e que o vento possa levar-lhe uma voz que lhe diga:
"Tenha força e coragem pois em algum lugar há uma pessoa desejando
que você esteja bem ..."
(Autor desconhecido)

A Folha Amassada

Quando criança, por causa de meu caráter impulsivo, tinha raiva à menor

provocação.
Na maioria das vezes, depois de um desses incidentes me sentia
envergonhado e me esforçava por consolar a quem tinha magoado.
Um dia, meu professor me viu pedindo desculpas depois de uma explosão
de raiva,

63
me entregou uma folha de papel lisa e me disse:
- Amasse-a!
Com medo, obedeci e fiz com ela uma bolinha.
- Agora, deixe-a como estava antes. Voltou a dizer-me.
É óbvio que não pude deixá-la como antes. Por mais que tentasse, o
papel
continuava cheio de pregas.
O professor me disse, então:
- O coração das pessoas é como esse papel... A impressão que neles
deixamos será tão difícil de apagar como esses amassados.
Assim, aprendi a ser mais compreensivo e mais paciente.
Quando sinto vontade de estourar, lembro daquele papel amassado.
A impressão que deixamos nas pessoas é impossível de apagar.
Quando magoamos alguém com nossas ações ou com nossas palavras, logo
queremos
consertar o erro, mas é tarde demais.
Alguém disse, certa vez:
"Fale quando tuas palavras possam ser tão suaves como
o silêncio".

RESPEITO MÚTUO

Um sujeito estava
colocando flores no
túmulo de um parente,
quando vê um chinês
deixando um prato de
arroz na lápide ao lado.
Ele se vira para o chinês e
pergunta:

- "Desculpe, mas o senhor


acha mesmo que o
defunto virá comer o
arroz?"

E o chinês responde:

- "Sim, quando o seu vier


cheirar as flores...

"RESPEITAR A OPÇÃO
DO PRÓXIMO, EM
QUALQUER ASPECTO, É

64
UMA DAS
MAIORES VIRTUDES QUE
UM SER HUMANO PODE
TER"

PRECONCEITOS E JULGAMENTO

Marcial Salaverry

Se existe um assunto que muita gente tem preconceitos para abordar,


é justamente o que fala sobre preconceitos. Ninguém admite que os
tenha, mas é muito difícil encontrar alguém que não tenha, de
verdade, um certo pré julgamento a respeito de certos assuntos. E
este é um deles. Abordemo-lo despreconceituosamente, portanto.

Meu amigo L’Inconnu enviou-me uma mensagem, que dá um toque


interessante sobre o tema. Ei-la:

"Se julgares as pessoas não terás tempo para ama-las"Uma grande


verdade. Muitas vezes, movidos seja por algum preconceito, seja por
um instinto natural de auto defesa, mantemos distância de
determinadas pessoas, sem que saibamos explicar o porque dessa
atitude. Muitas vezes, o fazemos devido ao aspecto físico, ou pela cor
de sua pele, ou porque não se veste adequadamente.

Enfim, apresentamos interiormente uma série de justificativas, e não


permitimos qualquer aproximação. Muitas vezes, nos enganamos
redondamente, pois nem sempre o aspecto exterior revela como é seu
interior. E uma pessoa feia fisicamente, de aspecto não muito
agradável, pode ser alguém muito lindo interiormente, e por a termos

65
julgado antecipadamente, não nos demos a oportunidade de mais uma
amizade... Perdemos a chance de amá-la.

Quem não se lembra dos hippies? Não gostavam de banho, ouviam


músicas que agradavam a pouca gente, viviam em comunidades
fechadas. Havia um enorme preconceito contra eles. Eram tidos como
marginais. E não era nada disso. Apenas queriam viver de uma maneira
contrária às convenções da época. Hoje seriam encarados de maneira
diferente. Mas haviam preconceitos de parte a parte. Eles sentiam a
maneira como eram encarados pelos demais, e muitas vezes tomavam
certas atitudes ditas de protesto, mas que na verdade, eram
represália pelos pré julgamentos sofridos.

Contrariamente a certos grupos que existem atualmente, que, como


eles, procuram viver "de maneira diferente", os hippies tinham como
lema "Paz e Amor, Bicho", ao passo que hoje encontramos alguns
grupos que procuram impor sua maneira de vida, pela violência. E não é
por aí. Todos temos o direito de viver como queremos, desde que não
passemos a agredir quem não pensa como nós. Sigam o exemplo hippie,
Paz e Amor...

Poderia gastar laudas e mais laudas falando sobre preconceitos,


porque é algo que está dentro de nosso espírito naturalmente seletivo
e julgador. "Quem não é como eu, não pode estar comigo". Quantas
vezes já ouvi esta frase, ou algo semelhante...

E como tal maneira de pensar provoca disputas, polemicas e até


guerras... Alguns exemplos típicos de preconceitos que levam a
situações absurdas e, muitas vezes, vexatórias, encontramos
diariamente nos noticiários, quando falam sobre acontecimentos entre
irlandeses católicos e protestantes, entre árabes e judeus, entre
russos e chechenos, entre corinthianos e palmeirenses, entre brancos
e negros, e vai por aí afora.

66
Ou seja, preconceitos religiosos, esportivos, raciais... autênticos
absurdos. Matar em nome de Deus? Ora, Deus é amor e não morte.
Matar por que nasceu do lá ou de cá da fronteira? Mas se não são
todos filhos de Deus?. Matar porque torce por este ou aquele time?
Onde está a liberdade de pensamento? Matar ou se afastar de alguém
apenas porque a cor de sua pele é diferente da minha? Ora o sangue
que corre em nossas veias é igualzinho... vermelho vivo.

Como se pode inferir, não existe absurdo maior do que tais


preconceitos. A alma é uma só, e todos a temos em nosso interior. Não
é lícito evitar-se alguém, discriminar pessoas, perseguir a outrem,
apenas por questões de preconceito, de qualquer espécie.

Onde está a liberdade de pensamento? Onde está o direito de ir e


vir? Todos temos direito ao nosso espaço, desde que respeitemos o
direito alheio. Todos temos direito às nossas idéias, desde que
respeitemos as dos outros. E como saber se estamos diante de uma
pessoa de bem se, agindo preconceituosamente a afastarmos de nosso
convívio, ou pior, a perseguirmos.

Quantas pessoas capazes foram recusadas em empregos apenas pelo


seu aspecto exterior, não condizente com o pré julgamento dos
empregadores.

Sem procurar despertar preconceitos de qualquer espécie, desejo a


todos, sem exceção, que tenham UM LINDO DIA.

Marcial Salaverry

GENIALIDADE DE POETA

Vejam a genialidade da poeta e a riqueza da língua portuguesa.

"Não te amo mais.

67
Estarei mentindo dizendo que
Ainda te quero como sempre quis.
Tenho certeza que
Nada foi em vão.
Sinto dentro de mim que
Você não significa nada.
Não poderia dizer jamais que
Alimento um grande amor.
Sinto cada vez mais que
Já te esqueci!
E jamais usarei a frase
EU TE AMO!
Sinto, mas tenho que dizer a verdade
É tarde demais..."

(Clarice Lispector)

OBS.: Agora leia o texto de baixo para cima. Pura arte ... tremenda
genialidade...

Voe......voe.....e seja feliz......

De tudo o que existe,


O mais importante está dentro de você.
São as suas qualidades de coragem,
Confiança e amor que querem brilhar,
Produzir resultados, dar-lhe saúde e paz.
Ponha-as em uso, visando realização,
Melhoria e pacificação,
E verá fluírem de dentro
Como um pássaro restituído à liberdade.
Renove-se.
Trabalhe com confiança.

Aja com fé no dia de hoje e no de amanhã.


Confie nas suas qualidades ,
Porque são de Deus.
Tudo melhora por fora
Para quem melhora por dentro.
Você é um pássaro preso

68
Quando prende as suas qualidades.
Por isso, voe, mas voe bem alto
E verá do que você é capaz...

DIGNIDADE

"Podemos tornar o mundo pedra ou diamante. A escolha é de


cada um. Sem valores meu caráter não consegue enfrentar as
tempestades da cobiça e do individualismo. Mas quando me
aproximo da essência e descubro quão elevado sou sacrifico a
vantagem pessoal em nome do ganho coletivo. Quando me
concentro nas virtudes mais grandiosas e acredito nelas, posso
transformar o ser e o mundo em diamantes".

B.K.

A toalha de mesa

Um novo pastor, recentemente formado, e sua esposa, que foram


encarregados de reabrir uma igreja no bairro de Brooklyn, NY, chegaram no início de
outubro, entusiasmados com a oportunidade. Quando viram a igreja,observaram que
havia muitos estragos e um grande trabalho a ser feito. Sem se deixar abater,
estabeleceram como meta deixar tudo pronto para o primeiro serviço: o culto de Natal.
Trabalharam sem descanso, consertando o telhado... refazendo o piso...pintando... e,
muito antes do Natal, em 18 de dezembro, tudo estava pronto!
Mas... No dia seguinte, 19 de dezembro, desabou uma terrível tempestade que durou
por dois dias.
No dia 21, o pastor foi até a igreja. Seu coração doeu... viu que o telhado tinha
quebrado e que uma grande área do revestimento de gesso decorado, da parede do
santuário, logo atrás do púlpito, havia caído.
O pastor, enquanto limpava o chão,pensava em como resolver a
situação.
No caminho de casa, pensando em adiar o culto de Natal, observava as vitrines,
enfeitadas para a época, quando notou um bazar beneficente e parou por instantes.
Uma linda toalha de mesa, de crochet, na cor marfim, com um crucifixo delicadamente
bordado no centro chamou-lhe a atenção. Era do tamanho exato para cobrir o estrago
atrás do púlpito. Comprou-a e voltou para a igreja.
Começou a nevar. Apressou seus passos e quando chegava à
porta da igreja uma velha senhora vinha correndo em direção contrária tentando pegar

69
o ônibus, o que não conseguiu.
O pastor convidou-a a entrar para esperar pelo próximo, abrigando-se do frio, que
viria 45 minutos depois. Ela sentou-se num banco e nem prestava atenção no pastor
que já providenciava a instalação da toalha de mesa na parede. Ao terminar afastou-se
e pôde admirar o quanto a toalha era linda e servia perfeitamente para esconder o
estrago.
Então, o pastor notou a velha encaminhando-se para ele. Seu rosto
estava lívido e perguntou:
- Pastor, onde o senhor encontrou essa toalha de mesa?
O pastor contou a história. A mulher pediu-lhe que examinasse o canto direito inferior
para encontrar as iniciais EBG, bordadas.
O pastor fez o que a mulher pediu e,intrigado, confirmou.
A mulher disse:
- Essas são as minhas iniciais.
Ela havia feito essa toalha de mesa há 35 anos, na Áustria. Contou
que, antes da guerra, ela e seu marido estavam "bem-de-vida". Quando os nazistas
invadiram seu país combinaram fugir; ela iria antes e seu marido a seguiria uma
semana depois. Ela foi capturada, trancada numa prisão e nunca mais viu seu marido
e sua casa.
O pastor ofereceu a toalha, mas, ela recusou, dizendo que estava num
lugar muito apropriado. Insistindo, ofereceu-se para levá-la até sua casa; era o
mínimo que poderia fazer.
Ela morava em Staten Island e tinha passado o dia no Brooklin para um serviço de
faxina.
No dia de Natal a igreja estava quase cheia. Foi um lindo trabalho.
Ao final, o pastor e sua esposa cumprimentaram os fiéis um a um à porta e muitos
diziam que retornariam. Um velho homem, que o pastor reconheceu pela vizinhança,
permaneceu sentado, atônito.
O pastor aproximou-se e, antes que dissesse palavra, o velho
perguntou:
- Onde o senhor conseguiu a toalha de mesa da parede? Ela é idêntica à uma que
minha mulher fez, muitos anos atrás, quando vivíamos na Áustria, antes da guerra.
Como poderiam existir duas toalhas tão parecidas?
Imediatamente, o pastor entendeu o que tinha acontecido e disse:
- Venha... eu vou levá-lo a um lugar que o senhor vai gostar muito.
No caminho o velho contou a mesma história da mulher. Ele, antes de poder fugir,
também havia sido preso e nunca mais pôde ver sua mulher e sua casa, por 35 anos.
Ao chegar à mesma casa onde deixara a mulher, três dias antes, ajudou o velho a
subir os três lances de escadas e bateu na porta. Creio que não há necessidade de se
contar o resto da história.

Quem disse que Deus não trabalha de maneira misteriosa? Não é acaso que Deus é
Deus, portanto: NADA ACONTECE POR ACASO!
Nas minhas orações de hoje estou pedindo a Deus que abençoe você...
que o guie... que o proteja. O amor de Deus esteja sempre com você, Suas promessas
são verdadeiras. Quando seu caminho parece difícil, lembre-se de entregar-se em Seus
braços e Ele fará o resto.
Quando encontrar alguém sem um sorriso, DÊ-LHE O SEU! Não lhe custa nada... mas,
pode valer muito para este alguém!
A vida pode não ser a festa que gostaríamos que fosse, mas, enquanto estivermos por
aqui, devemos SER E FAZER OS OUTROS FELIZES!

70
Você tem experiência? leia o texto e responda?
Num processo de seleção da Volkswagen, os candidatos deveriam
responder a seguinte pergunta: "Você tem experiência?" A redação
abaixo foi desenvolvida por um dos candidatos. Ele foi aprovado e seu
texto está fazendo sucesso, e ele com certeza será sempre lembrado por
sua criatividade, sua poesia, e acima de tudo por sua alma .

REDAÇÃO VENCEDORA:

"Já fiz cosquinha na minha irmã só pra ela parar de chorar. Já me


queimei brincando com vela. Eu já fiz bola de chiclete e melequei todo
o rosto. Já conversei com o espelho, e até já brinquei de ser bruxo.
Já quis ser astronauta, violonista, mágico, caçador e trapezista. Já
me escondi atrás da cortina e esqueci os pés pra fora. Já passei trote
por telefone. Já tomei banho de chuva e acabei me viciando. Já roubei
beijo. Já confundi sentimentos. Peguei atalho·errado e continuo
andando pelo desconhecido. Já raspei o·fundo da panela de arroz
carreteiro. Já me cortei fazendo a·barba apressado. Já chorei ouvindo
música no ônibus. Já tentei esquecer algumas pessoas, mas descobri
que essas são as mais difíceis de se esquecer. Já subi escondido
no·telhado pra tentar pegar estrela. Já subi em árvore pra roubar
fruta. Já caí da escada de bunda. Já fiz juras eternas. Já escrevi no
muro da escola. Já chorei sentado no chão do banheiro. Já fugi de casa
pra sempre, e voltei no outro instante. Já corri pra não deixar alguém
chorando. Já fiquei sozinho no meio de mil pessoas sentindo falta de
uma só. Já vi pôr-do-sol cor-de-rosa e alaranjado. Já me joguei na
piscina sem vontade de voltar. Já bebi uísque até sentir dormentes os
meus lábios. Já olhei a cidade de cima e mesmo assim não encontrei meu
lugar. Já senti medo do escuro.Já tremi de nervoso. Já quase morri de
amor, mas renasci novamente pra ver o sorriso de alguém especial. Já
acordei no meio da noite e fiquei com medo de levantar. Já apostei em
correr descalço na rua. Já gritei de felicidade. Já roubei rosas num
enorme jardim. Já me apaixonei e achei que era para sempre, mas sempre
era um "para sempre" pela metade. Já deitei na grama de madrugada vi
a Lua virar Sol. Já chorei por ver amigos partindo, mas descobri que
logo chegam novos, e a vida é mesmo um ir e vir sem razão. Foram
tantas coisas feitas, momentos fotografados pelas lentes da emoção,
guardados num baú, chamado coração.
E agora um formulário me interroga? Me encosta à parede e grita: "Qual
sua experiência?". Essa pergunta ecoa no meu cérebro: experiência.
Experiência... Será que ser "plantador de sorrisos" é uma boa
experiência?
Não!
Talvez eles não saibam ainda colher sonhos! Agora gostaria de indagar
uma pequena coisa para quem formulou esta pergunta:
Experiência? Quem a tem, se a todo o momento tudo se renova.

71
72

Interesses relacionados