Você está na página 1de 4

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO,

CIÊNCIA E TECNOLOGIA – CEARÁ


Campus Maracanaú

Curso: Engenharia Ambiental e Sanitária


Disciplina: Hidráulica

LISTA DE EXERCÍCIOS

01. Uma adutora formada por três tubos em série


Diâm. Compr.
(tabela), deverá ser substituída por um sistema Trecho Material
(mm) (m)
equivalente com tubulação única seguindo pelo 1 150 580 Aço soldado
2 200 1250 Aço rebitado
mesmo traçado. Sabendo que o futuro sistema terá 3 150 730 Ferro fundido
tubos de PVC, qual o diâmetro da nova tubulação?

02. Há 45 anos que uma adutora de ferro fundido com 150 mm de diâmetro foi construída
(C = 140 para tubos novos), ligando dois reservatórios com níveis constantes. Com o passar
do tempo, a tubulação envelheceu, reduzindo a vazão para 64% da vazão original (mantendo-
se a perda de carga, já que os níveis dos reservatórios permaneceram constantes). Pretende-se
instalar uma tubulação nova de ferro fundido (C = 140), em paralelo com a antiga e com o
mesmo comprimento, para recuperar a capacidade original do sistema. Determinar o diâmetro
a ser utilizado na nova adutora.

03. Um sistema de distribuição de água é feito por uma adutora com um trecho de 1.500 m de
comprimento e 150 mm de diâmetro, seguido por outro trecho de 900 m de comprimento e
100 mm de diâmetro, ambos com o mesmo fator de atrito f = 0,028. A vazão total que entra
no sistema é 0,025 m³/s e toda a água é distribuída com uma taxa uniforme por unidade de
comprimento q nos dois trechos, de modo que a vazão na extremidade de jusante seja nula.
Determinar a perda de carga total na adutora, desprezando as perdas de carga localizadas.

04. Uma tubulação de 1.000 m de comprimento e 150 mm de diâmetro é utilizada para


distribuir uma vazão unitária de 1x10-5 m³/s/m ao longo de sua extensão. Sabendo que a perda
de carga na tubulação é de 20 m, quais são as vazões nas duas extremidades da tubulação? O
fator de atrito f = 0,028.

1
05. Todos os tubos na figura abaixo possuem coeficiente de Hazen-Williams C = 100. O tubo
AB possui 900 m de extensão e diâmetro de 600 mm. O tubo BC1 possui comprimento de
850 m e diâmetro de 300 mm, enquanto que o tubo BC2 comprimento de 910 m e diâmetro de
450 mm. Por sua vez, o tubo CD possui extensão de 760 m e diâmetro de 600 mm.
Considerando que as elevações dos níveis de água nos reservatórios A e D são 70 m e 30 m,
respectivamente, calcular a vazão em cada tubo desprezando as perdas localizadas.

06. O sifão mostrado na figura abaixo tem as seguintes características: fator de atrito da
tubulação f = 0,030, diâmetro D = 100 mm. Desprezando as perdas de carga na entrada e na
saída e o comprimento da curva no topo do sifão:
a) Calcular a vazão conduzida;
b) Calcular a pressão no ponto mais alto;
b) Verificar as condições de funcionamento.
Adotar: Pressão atmosférica: Pat = 10.300 kgf/m²
Pressão de vapor da água: Pv = 300 kgf/m²

07. Pretende-se conduzir uma vazão de 10 L/s com o sifão mostrado na figura ao lado, que
tem as seguintes características: fator de atrito f = 0,020, diâmetro D = 50 mm. Desprezando
as perdas de carga na entrada e na saída e o comprimento da curva no topo do sifão:
a) Determinar a máxima altura H2 para que a menor
pressão no sifão seja P/γ = 4,0 m;
b) Determinar o valor de H1 para que o sifão
conduza a vazão desejada;
c) Verificar as condições de funcionamento do sifão.

Obs. A figura está fora de escala!!

2
08. Uma linha adutora de água com 150 mm de diâmetro e fator de atrito f = 0,025 liga os
reservatórios 1 e 2, segundo o perfil mostrado na figura abaixo. Sabendo que a mínima
pressão relativa no sistema deve ser P/γ = 1 m (pressão absoluta P/γ = 11,3 m) e desprezando
as perdas de carga localizadas, determinar:
a) A máxima vazão que pode escoar pela adutora.
b) A cota máxima do nível d’água no reservatório 2 para a condição de vazão do item a).

09. Um sistema é formado por dois reservatórios


interligados por um orifício (pequeno) com
diâmetro D1 = 0,50 m. O segundo reservatório
possui um orifício (pequeno) com diâmetro
D2 = 0,70 m que descarrega para a atmosfera.
Sabendo que o nível do reservatório 1 é mantido
constante e que os dois orifícios possuem
coeficientes de descarga Cd = 0,61, calcular:
a) O nível (x) no segundo reservatório para que o mesmo permaneça constante.
b) A vazão escoada pelo orifício 2 para o escoamento com níveis constantes.

10. Um reservatório com área de fundo de 2 m², possui um orifício de parede delgada de 6 cm
de diâmetro localizado a uma profundidade de 5 m.
a) Qual será a vazão através do orifício caso o reservatório seja mantido com nível de
água constante?
b) Caso a carga hidráulica não seja mantida constante, ou seja, o reservatório seja
esvaziado pelo orifício, qual será o tempo de esvaziamento do reservatório?

11. Determinar a largura que deve ter um orifício retangular de 50 cm de altura, para que
forneça uma vazão de 5,0 m³/s quando a aresta superior estiver a uma profundidade de 3,0 m.
Admitir orifício de grandes dimensões!

3
12. Pretende-se projetar um bueiro de um aterro de uma rodovia, o qual deverá ter 12,0 m de
extensão e deverá permitir a passagem de uma vazão igual a 6,0 m³/s, sendo a carga máxima a
montante de 4,0 m. Sugestão: admitir um valor de Cd, calcular o diâmetro do bueiro e
verificar o valor adotado de Cd para a relação L/D encontrada.

13. Qual deve ser o diâmetro do tubo de


concreto com entrada viva e 15 m de
comprimento, para que a vazão seja igual à
que passa pelo tubo de ferro fundido de 30
cm de diâmetro? Os tubos estão na
horizontal e descarregam livremente na
atmosfera. Admitir TUBOS CURTOS.

14. Calcular a vazão efluente a um reservatório considerando-se os três sistemas indicados


abaixo e EXPLICAR AS DIFERENÇAS ENTRE OS RESULTADOS OBTIDOS:
a) Um orifício (com coeficiente Cd = 0,61) situado no ponto mais baixo do reservatório;
b) Um bocal (com coeficiente Cd = 0,82) situado no ponto mais baixo do reservatório;
c) Uma tubulação com saída no ponto mais baixo do reservatório e com altura total de
3,0 m, comprimento de 3,5 m e coeficiente de rugosidade de f = 0,013. Neste último
sistema, considerar as perdas de carga, distribuída, na entrada (Lequiv. = 1,6 m) e na
saída (Lequiv. = 3,2 m) da tubulação.
Dados: Altura da água no reservatório: 3,0 m
Diâmetro do orifício, do bocal e da tubulação: 0,1 m

Você também pode gostar