Você está na página 1de 146

Amostra – Mega Pack Português

Olá, campeão (ã)! Tudo tranquilo?

Desde já, deixo o meu MUITO OBRIGADO por ter feito o “download” da nossa amostra de
Português.

Caso goste da nossa amostra, mande um feedback via INSTAGRAM (@Quebrandoquestoes)


pelo DIRECT!

Deixo abaixo um link para adquirir nosso material COMPLETO.

https://quebrandoquestoes.com/megapackportugues/

@Quebrandoquestões

2/146
Amostra – Mega Pack Português

Orações Coordenadas
e
Orações Subordinadas

@Quebrandoquestões

3/146
Amostra – Mega Pack Português

(IBFC/Prefeitura de Aracruz - ES/2019)


01) “Ele tem experiência de mato e de cidade, SABE EXPLORAR OS MUNDOS, AS HORAS"
O trecho em destaque pode ser classificado sintaticamente como uma oração:
A) coordenada assindética
B) coordenada sindética aditiva
C) coordenada sindética alternativa
D) coordenada sindética conclusiva
E) coordenada sindética explicativa
Comentário:

O trecho em destaque é uma oração coordenada assindética, pois não existe a ligação de conectivos ou
conjunções.

Orações Coordenadas Sindética e Assindética


Oração Coordenada Sindética: Orações que possuem ligação com conectivos ou conjunções.

Ex: José trabalha e estuda.


(Conectivo de Adição)

Oração Coordenada Assindética: Orações que não são ligadas com conectivos ou conjunções.

Ex: José trabalha, estuda.

Conjunções ou Síndetos ou Conectivos


Orações Coordenadas: Orações de sentido completo que são sintaticamente independentes dos
conectivos.

Orações Subordinadas: Orações que dependem sintaticamente dos conectivos.

Ex: José e Maria são bonitos.


(Or. Coord. Sind. Adit.)

Ex: Abri a porta e fui pular.


(Or. Coord. Sind. Adit.)

Ex: Se eu fosse rico, compraria tudo.


(Or. Subord. Adverb. Condicional.)

Gabarito: Letra A.
(IBFC/CAERN/2018)
02) “O lixo é caro, gasta energia, leva tempo para decompor e demanda muito espaço.”
O trecho extraído do texto faz uso de um recurso sintático que deixa o texto mais coeso. Trata-se do recurso
de:
A) subordinação adjetiva.
B) coordenação assindética.
C) coordenação assindética e sindética.
D) coordenação sindética.
E) subordinação adverbial.
Comentário:

“O lixo é caro (I), gasta energia (II), leva tempo para decompor (III) e demanda muito espaço (IV).”

Oração (I): Oração Coordenada Assindética.

Oração (II): Oração Coordenada Assindética.

Oração (III): Oração Coordenada Assindética.

Oração (IV): Oração Coordenada Sindética Aditiva.

@Quebrandoquestões

4/146
Amostra – Mega Pack Português

Orações Coordenadas Sindética e Assindética


Oração Coordenada Sindética: Orações que possuem ligação com conectivos ou conjunções.

Ex: José trabalha e estuda.


(Conectivo de Adição)

Oração Coordenada Assindética: Orações que não são ligadas com conectivos ou conjunções.

Ex: José trabalha, estuda.

Conjunções Coordenativas
Conectam orações independentes (coordenadas), estabelecendo um sentido entre elas.

Ex: Abri a porta e fui pular.

Abri a porta: Oração Independente.

fui pular: Oração Independente.

Caso não existisse o “e” continuaríamos tendo duas orações (Abri a porta. / Fui Pular.) com sentido.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Aditivas


Conjunções com sentido de adição: e, nem, mas também, como também, além de (disso, disto, aquilo),
quanto (depois de tanto), bem como, não só...como também/ mas também/ mas ainda, não só/ mas
também...senão, tampouco (nem).

Ex: Não pulei nem corri.


Ex: Não só toco violão, mas também violino.
Ex: Ela cantava e ele dançava.
Ex: Não pula, tampouco (nem) corre.
Ex: Comprou um caderno, não só para anotar, mas também para desenhar.

Gabarito: Letra C.
(AMEOSC/Prefeitura de São José do Cedro - SC/2019)
03) Assinale a alternativa que contenha uma conjunção coordenativa adversativa:
A) Amanhã viajarei para a Bahia.
B) Domingo é dia de ir ao parque.
C) Fui à padaria, mas não comprei os pães.
D) Não aceito suas desculpas, pois não são sinceras.
Comentário:

Fui à padaria, mas não comprei os pães.


(O. Coord. Sind. Adversativa)

Conjunções Coordenadas Sindéticas Adversativas


Conjunções com sentido de oposição, compensação, retificação: mas, porém, todavia, entretanto, no
entanto, senão, não obstante, contudo, e (sentido adversativo).

Ex: Cantou, mas não pulou.


Ex: Corri, entretanto não ganhei.
Ex: Andei de carro, não obstante andei de moto.
Ex: Não pulou dois carros, senão (mas sim) três.
Ex: Estava querendo cantar, e (mas) não cantou.

OBS: É recomendável pôr vírgula antes do “e” adversativo.

OBS: O “mas” não pode vir intercalado por vírgulas.

Oração Coordenada Adversativa x Subordinada Concessiva

@Quebrandoquestões

5/146
Amostra – Mega Pack Português

Coordenada Adversativa: A informação mais importante vem após a conjunção. Não depende de
conectivos.

Ex: Maria canta mal, mas é boa pessoa.

Subordinada Concessiva: Leva o verbo para o subjuntivo. Depende dos conectivos.

Ex: Embora seja boa pessoa, Maria canta mal.

Gabarito: Letra C.
(FEPESE/Prefeitura de Bombinhas - SC/2019)
04) Identifique abaixo as afirmativas verdadeiras ( V ) e as falsas ( F ), com base nos textos 1 e 2.

( ) Em “Ela era tida como objeto e, portanto, passível de posse” (texto 1, 2° parágrafo), a conjunção
sublinhada introduz uma ideia de conclusão.

( ) Em “Mas há muita coisa que é antiga e que deve ser levada adiante” (texto 2, 1ª resposta), a conjunção
sublinhada introduz um argumento que contrasta com a informação da frase precedente no texto.

( ) Em “Felicidade não é um estado contínuo, é um estado eventual” (texto 2, 3ª resposta), a segunda oração
é coordenada sindética aditiva.

( ) Em “Só se percebe a importância da felicidade porque ela se ausenta” (texto 2, 3ª resposta), a segunda
oração indica uma ressalva em relação à oração precedente.

Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.


A) V • V • F • F
B) V • F • V • V
C) F • V • V • F
D) V • F • F • V
E) F • V • F • V
Comentário:

Item I: Correto.

“Ela era tida como objeto e, portanto, passível de posse”


(Or. Coord. Sind. Conclusiva)

Conjunções Coordenadas Sindéticas Conclusivas


Conjunções com sentido de conclusão: pois (posposta ao verbo), logo, portanto, então, por isso, por
conseguinte, por isto, assim, destarte,.

Ex: Treinei muito, destarte ganhei.


Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.
Ex: Desceu descalço, logo caiu.
Conectivo “Pois”
Oração Coordenada Sindética Explicativa Oração Coordenada Sindética Conclusiva
“Pois” no início da oração, não deslocado entre
“Pois” após a oração, deslocado entre vírgulas.
vírgulas.
Ex: Silêncio, pois quero ler. Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.

Item II: Correto.

“Mas há muita coisa que é antiga e que deve ser levada adiante”
(Or. Coord. Sind. Adversativa)

Conjunções Coordenadas Sindéticas Adversativas


Conjunções com sentido de oposição, compensação, retificação: mas, porém, todavia, entretanto, no
entanto, senão, não obstante, contudo, e (sentido adversativo).

@Quebrandoquestões

6/146
Amostra – Mega Pack Português

Ex: Cantou, mas não pulou.


Ex: Corri, entretanto não ganhei.
Ex: Andei de carro, não obstante andei de moto.
Ex: Não pulou dois carros, senão (mas sim) três.
Ex: Estava querendo cantar, e (mas) não cantou.

OBS: É recomendável pôr vírgula antes do “e” adversativo.

OBS: O “mas” não pode vir intercalado por vírgulas.

Item III: Errado.

“Felicidade não é um estado contínuo, é um estado eventual”


(Or. Coord. Assindética)

Orações Coordenadas Sindética e Assindética


Oração Coordenada Sindética: Orações que possuem ligação com conectivos ou conjunções.

Ex: José trabalha e estuda.


(Conectivo de Adição)

Oração Coordenada Assindética: Orações que não são ligadas com conectivos ou conjunções.

Ex: José trabalha, estuda.

Item IV: Errado.

“Só se percebe a importância da felicidade porque ela se ausenta”


(Or. Coord. Sind. Explicativa)

Conjunções Coordenadas Sindéticas Explicativas


Conjunções com sentido de Explicação: porque; pois (antes do verbo); porquanto; que; já que; visto que;
dado que; uma vez que; isto é; ou seja; na verdade; a saber;.

OBS: Normalmente o verbo fica no imperativo.

Ex: Silêncio, pois quero ler.


Ex: Ele não sai porque está doente.

Gabarito: Letra A.
(IBADE/SEJUDH - MT/2018)
05) “Verdadeiro sábio era o Rubem Braga. Tinha com a vida uma relação direta, sem intermediação
intelectual.” (§3)
O segundo período acima transcrito tem com o primeiro uma relação semântica de:
A) oposição.
B) adição.
C) consequência.
D) explicação.
E) conclusão.
Comentário:

A relação semântica entre o primeiro período e o segundo é de explicação.

“Verdadeiro sábio era o Rubem Braga, (pois) tinha com a vida uma relação direta, sem intermediação intelectual.”

Gabarito: Letra D.
(OBJETIVA/Prefeitura de Caxias do Sul - RS/2016)
06) Assinalar a alternativa que apresenta uma oração coordenada sindética adversativa:
A) Ou você estuda ou você vai à festa.
B) Alberto para, pensa.

@Quebrandoquestões

7/146
Amostra – Mega Pack Português

C) O vídeo não foi salvo nem as fotografias.


D) Amor é igual fumaça: sufoca, mas passa.
Comentário:

Letra A: Errada.

Ou você estuda ou você vai à festa.


(Or. Coord. Sind. Alternativa)

Conjunções Coordenadas Sindéticas Alternativas


Conjunções com sentido de alternância ou escolha: ou...ou, ou, ora...ora,já...já, quer...quer, seja...seja.

Ex: Toque violão ou guitarra, não é possível fazer os dois ao mesmo tempo. (escolha de uma das opções)

Ex: José ou Maria vão me buscar na rodoviária. (Sentido de Inclusão)

Ex: Seja na varanda, seja no quarto, ele dormia do mesmo jeito.

Letra B: Errada.

Alberto para, pensa.

(Or. Coord. Assindética)

Letra C: Errada.

O vídeo não foi salvo nem as fotografias.


(Or. Coord. Sind. Aditiva)

Conjunções Coordenadas Sindéticas Aditivas


Conjunções com sentido de adição: e, nem, mas também, como também, além de (disso, disto, aquilo),
quanto (depois de tanto), bem como, não só...como também/ mas também/ mas ainda, não só/ mas
também...senão, tampouco (nem).

Ex: Não pulei nem corri.


Ex: Não só toco violão, mas também violino.
Ex: Ela cantava e ele dançava.
Ex: Não pula, tampouco (nem) corre.
Ex: Comprou um caderno, não só para anotar, mas também para desenhar.

Letra D: Correta.

Amor é igual fumaça: sufoca, mas passa.


(Or. Coord. Sind. Adversativa)

Conjunções Coordenadas Sindéticas Adversativas


Conjunções com sentido de oposição, compensação, retificação: mas, porém, todavia, entretanto, no
entanto, senão, não obstante, contudo, e (sentido adversativo).

Ex: Cantou, mas não pulou.


Ex: Corri, entretanto não ganhei.
Ex: Andei de carro, não obstante andei de moto.
Ex: Não pulou dois carros, senão (mas sim) três.
Ex: Estava querendo cantar, e (mas) não cantou.

OBS: É recomendável pôr vírgula antes do “e” adversativo.

OBS: O “mas” não pode vir intercalado por vírgulas.

Gabarito: Letra D.

@Quebrandoquestões

8/146
Amostra – Mega Pack Português

(OBJETIVA/Prefeitura de Caxias do Sul - RS/2016)


07) Uma mulher de 21 anos foi presa em flagrante pela Polícia Civil da Paraíba porque teria visto o filho de
três anos se afogar em uma piscina no município de Mari (PB), a 77 quilômetros de João Pessoa, e não o
socorreu. (linhas 1 a 5)
A oração sublinhada no período acima se classifica como
A) oração coordenada sindética adversativa.
B) oração coordenada sindética aditiva.
C) oração coordenada assindética conclusiva.
D) oração subordinada substantiva subjetiva.
E) oração subordinada adverbial final.
Comentário:

Em regra, a conjunção “e” é uma conjunção aditiva. No entanto, existe a possibilidade dessa conjunção ser
adversativa ou conclusiva.

Na questão, a conjunção “e” possui a função de contraste e de quebra de expectativa.

Ex: A mulher viu o filho de três anos se afogar, e (mas) não o socorreu.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Adversativas


Conjunções com sentido de oposição, compensação, retificação: mas, porém, todavia, entretanto, no
entanto, senão, não obstante, contudo, e (sentido adversativo).

Ex: Cantou, mas não pulou.


Ex: Corri, entretanto não ganhei.
Ex: Andei de carro, não obstante andei de moto.
Ex: Não pulou dois carros, senão (mas sim) três.
Ex: Estava querendo cantar, e (mas) não cantou.

OBS: É recomendável pôr vírgula antes do “e” adversativo.

OBS: O “mas” não pode vir intercalado por vírgulas.

Conjunção “E”
Pode ter sentido:

Aditivo: Corri e pulei.

Adversativo: Corri, e não cheguei a tempo.


Mas

Conclusivo: Cantei bem e fui aplaudido.


logo

Gabarito: Letra A.
(Quadrix/CRMV-AC/2018)
08) Esses animais não devem ser considerados salvadores, nem usados como válvula de escape ou
justificativa para o seu dono não conviver com outros humanos, pelo contrário.
No que diz respeito ao texto e a seus aspectos linguísticos, julgue o item.
Na linha 1, o vocábulo “nem” introduz oração coordenada de sentido adversativo.
Comentário:

Esses animais não devem ser considerados salvadores, nem usados como válvula de escape ou justificativa
para o seu dono não conviver com outros humanos, pelo contrário.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Aditivas


Conjunções com sentido de adição: e, nem, mas também, como também, além de (disso, disto, aquilo),
quanto (depois de tanto), bem como, não só...como também/ mas também/ mas ainda, não só/ mas
também...senão, tampouco (nem).

@Quebrandoquestões

9/146
Amostra – Mega Pack Português

Ex: Não pulei nem corri.


Ex: Não só toco violão, mas também violino.
Ex: Ela cantava e ele dançava.
Ex: Não pula, tampouco (nem) corre.
Ex: Comprou um caderno, não só para anotar, mas também para desenhar.

Gabarito: Errado.
(MPE-SC/MPE-SC/2019)
09) Considere o período em (a) para responder a Questão.

(a) Será proibida a entrada de pessoas que se atrasarem para a reunião.

Em (a), tem-se um período composto que possui duas orações: uma principal e outra coordenada.
Comentário:

(a) Será proibida a entrada de pessoas que se atrasarem para a reunião.


Or. Principal Or. Subord. Adjetiva Restritiva

Conjunções Subordinadas
Finalidade: Conectar orações subordinadas. As orações dependem sintaticamente uma da outra para
apresentar sentido.

A oração que possuir a conjunção subordinada será a oração dependente.

Ex: É a quarta vez que o radar é adotado no país.


O. Principal O. Subordinada Subst. Subj.

Que: Conjunção Integrante.

Orações Subordinadas Adjetivas


Exercem Função de Adjunto Adnominal de um termo da oração principal.

Começam, normalmente, com pronome relativo que.

São divididas em duas:

Oração Subordinada Adjetiva Explicativa: Acrescenta uma informação, ampliando um detalhe de um


conceito. O pronome relativo Que está entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Ex: José, que é jogador de futebol, perdeu.


P.R

Ex: Maria, que é professora de Artes, casou.


P.R

Ex: Mandei uma carta à Maria, que mora no Rio.


P.R

Oração Subordinada Adjetiva Restritiva: têm função de restringir / limitar o nome da oração principal. O
pronome relativo Que não está entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Ex: Pessoas que praticam esportes são mais saudáveis.


P.R

Gabarito: Errado.
(AMAUC/Prefeitura de Itá - SC/2019)
10) Em: “Nem Pedro estuda nem Maria trabalha” temos um exemplo de oração:
A) Oração Coordenada Sindética Adversativa.
B) Oração Coordenada Sindética Conclusiva.

@Quebrandoquestões

10/146
Amostra – Mega Pack Português

C) Oração Coordenada Sindética Aditiva.


D) Oração Coordenada Assindética.
E) Oração Coordenada Sindética Alternativa.
Comentário:

Conjunções Coordenadas Sindéticas Aditivas


Conjunções com sentido de adição: e, nem, mas também, como também, além de (disso, disto, aquilo),
quanto (depois de tanto), bem como, não só...como também/ mas também/ mas ainda, não só/ mas
também...senão, tampouco (nem).

Ex: Não pulei nem corri.


Ex: Não só toco violão, mas também violino.
Ex: Ela cantava e ele dançava.
Ex: Não pula, tampouco (nem) corre.
Ex: Comprou um caderno, não só para anotar, mas também para desenhar.

Gabarito: Letra C.
(CPCON/Câmara de Campina Grande - PB/2019)
11) Responda:
1 - “Quando se discutem os “riscos da judicialização da política, .... ”.
2 - “ .... Mas entenderão a língua”.
3 - “ ... se souberem que o Supremo Tribunal Federal decidiu contratar 56 motoristas executivos, ao custo
de R$ 5 milhões...”.
4 – “Os choferes, aliás, terão que usar paletós com “três botões e seis bolsos”, como exige o edital.”.
( ) Oração coordenada adversativa.
( ) Oração subordinada adverbial de conformidade.
( ) Oração subordinada adverbial condicional.
( ) Oração subordinada adverbial temporal.
A sequência numérica que preenche os parênteses CORRETAMENTE é:
A) 3 – 4 – 1 – 2.
B) 3 – 4 – 2 – 1.
C) 2 – 1 – 3 – 4.
D) 2 – 4 – 3 – 1.
E) 2 – 4 – 1 – 3.
Comentário:

Item 1: Oração Subordinada Adverbial Temporal.

“Quando se discutem os “riscos da judicialização da política, .... ”.

Conjunções Subordinadas Adverbiais


São orações que possuem função sintática de adjunto adverbial.

Ex: Andei de bicicleta quando fui a São Paulo.


O. Principal. O.S.A.Temporal

Orações Subordinadas Adverbiais Temporais


Conectivos: quando, enquanto, logo que, assim que, depois que, antes que, desde que, desde que,
sempre que, mal (assim que).
Ex: Mal cantei já fui vaiado.

Ex: Assim que voltei da praia fui demitido.

Ex: Quando cheguei ela estava lá.


O.S.A.Temp. O. Principal....

OBS: “Quando” sendo substituível por “já que” é considerado O.S.A.Causal.

Item 2: Oração coordenada adversativa.

@Quebrandoquestões

11/146
Amostra – Mega Pack Português

“ .... Mas entenderão a língua”.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Adversativas


Conjunções com sentido de oposição, compensação, retificação: mas, porém, todavia, entretanto, no
entanto, senão, não obstante, contudo, e (sentido adversativo).

Ex: Cantou, mas não pulou.


Ex: Corri, entretanto não ganhei.
Ex: Andei de carro, não obstante andei de moto.
Ex: Não pulou dois carros, senão (mas sim) três.
Ex: Estava querendo cantar, e (mas) não cantou.

OBS: É recomendável pôr vírgula antes do “e” adversativo.

OBS: O “mas” não pode vir intercalado por vírgulas.

Item 3: Oração subordinada adverbial condicional.

“ ... se souberem que o Supremo Tribunal Federal decidiu contratar 56 motoristas executivos, ao custo de
R$ 5 milhões...”.

Orações Subordinadas Adverbiais Condicionais


Trazem ideia de condição para a Oração Principal ocorrer.

Verbo com sentido de hipótese e conjugado no modo subjuntivo.

Conectivos: se, caso, desde que, contanto que, sem que, quando, salvo se, a menos que, a não ser
que, sem que.

Ex: Se eu cantar, você irá tocar.


O.S.A.Cond. O. Principal.

(Com o conectivo “Se” o verbo ficará no Futuro do Subjuntivo)

Ex: Caso eu cante, você irá tocar.


O.S.A.Cond. O. Principal.

(Com o conectivo “Caso” o verbo ficará no Presente do Subjuntivo)

Ex: Entrarei mais cedo, quando chover.


O. Principal. O.S.A.Cond. (Se)

Item 4: Oração subordinada adverbial de conformidade.

“Os choferes, aliás, terão que usar paletós com “três botões e seis bolsos”, como exige o edital.”

Orações Subordinadas Adverbiais Conformativas


Conectivos: Conforme, segundo, consoante, como, de acordo com.

Ex: Tudo aconteceu como foi arquitetado.


O. Principal. O.S.A.Conf. (Conforme)

Ex: Cantou de acordo com o que foi escrito.


O. Principal. O.S.A.Conf. (Conforme)

Gabarito: Letra D.
(IDIB/Prefeitura de Limoeiro do Norte - CE/2016)
12) Na passagem “os cientistas precisam determinar qual das duas espécies é a mais importante”, a oração
em destaque:
A) É substantiva e exerce a função de complemento verbal da oração principal.

@Quebrandoquestões

12/146
Amostra – Mega Pack Português

B) É adverbial e tem valor de explicação para a oração principal.


C) É adjetiva e tem valor explicativo para a oração principal.
D) É coordenada explicativa e tem valor de explicação para a outra coordenada.
Comentário:

“os cientistas precisam determinar qual das duas espécies é a mais importante”
Or. Principal VTD Or. Subor. Subs. Objetiva Direta

“os cientistas precisam determinar isso”


Or. Principal VTD Obj. Diret.

Oração Subordinada Substantiva


Orações subordinadas formadas a partir de conjunções integrantes (que, se,) – que têm a função de
complementar o sentido da oração principal – ou pronomes interrogativos (que, qual, quanto...) – que
assumem função sintática –.

Ex: É claro que a gramática do inglês não é a mesma gramática do português.

É claro: O. Principal.

que a gramática do inglês não é a mesma gramática do português.: O.S.S.Subjetiva.

Que: Conjunção Integrante.

Macete: Substituir a oração subordinada substantiva por ISSO.

Ex: É claro isso. Isso é claro.

Oração Subordinada Substantiva Objetiva Direta


A oração subordinada substantiva exerce a função de Objeto Direto.

Ex: Eu quero que você veja.


(Eu quero isso)
O. Princ. O.S.S.OBJ. DIR..

Ex: Ele verificou se todos queriam palito.


(Ele verificou isso)
O. Princ. + se + O.S.S.OBJ. DIR..

OBS: Normalmente a conjunção integrante “se” é utilizada na O.S.S.O.D.

Gabarito: Letra A.
(Planexcon/Prefeitura de Itapirapuã Paulista - SP/2018)
13) No trecho em destaque: “Bom dia, moço: quero que me faça a chave da felicidade”, temos uma oração:
A) Principal.
B) Coordenada sindética.
C) Coordenada assindética.
D) Subordinada.
E) Coordenada sindética conclusiva.
Comentário:
VTD
“Bom dia, moço: (Eu) quero que me faça a chave da felicidade”
Or. Principal Or. Subor. Subs. Objetiva Direta

VTD
“Bom dia, moço: (Eu) quero isso”
Or. Principal Obj. Dir.

Oração Subordinada Substantiva

@Quebrandoquestões

13/146
Amostra – Mega Pack Português

Orações subordinadas formadas a partir de conjunções integrantes (que, se,) – que têm a função de
complementar o sentido da oração principal – ou pronomes interrogativos (que, qual, quanto...) – que
assumem função sintática –.

Ex: É claro que a gramática do inglês não é a mesma gramática do português.

É claro: O. Principal.

que a gramática do inglês não é a mesma gramática do português.: O.S.S.Subjetiva.

Que: Conjunção Integrante.

Macete: Substituir a oração subordinada substantiva por ISSO.

Ex: É claro isso. Isso é claro.

Oração Subordinada Substantiva Objetiva Direta


A oração subordinada substantiva exerce a função de Objeto Direto.

Ex: Eu quero que você veja.


(Eu quero isso)
O. Princ. O.S.S.OBJ. DIR..

Ex: Ele verificou se todos queriam palito.


(Ele verificou isso)
O. Princ. + se + O.S.S.OBJ. DIR..

OBS: Normalmente a conjunção integrante “se” é utilizada na O.S.S.O.D.

Gabarito: Letra D.
(Planexcon/Câmara de Pereiras - SP/2016)
14) Em “Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada, ” temos uma:
A) Oração subordinada adverbial condicional.
B) Oração coordenada assindética.
C) Oração absoluta, cujo período é simples.
D) Oração subordinada adverbial concessiva.
E) Oração coordenada sindética.
Comentário:

Período Simples
Período formado por apenas uma oração (um único verbo), sendo esta chamada de oração absoluta.

Ex: José joga futebol.

Ex: A camisa será lavada amanhã.


(Locução verbal)

OBS: Locução Verbal equivale a um verbo, sendo o período simples ou absoluto.

Período Composto
Período formado por mais de uma oração (dois ou mais verbos na frase).

Ex: José joga futebol e dança salsa. (Frase com 02 orações)

Ex: Antônio correu, mas não venceu o torneio. (Frase com 02 orações)

“Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada, ”


(Locução Verbal)

@Quebrandoquestões

14/146
Amostra – Mega Pack Português

OBS: Locução Verbal equivale a um verbo, sendo o período simples ou absoluto.

Gabarito: Letra C.
(Crescer Consultorias/Prefeitura de Pedro do Rosário - MA/2019)
15) “Ao proteger negócios ultrapassados que naturalmente não conseguem competir, criamos uma
economia estagnada e antiquada, pois sem competitividade não há incentivo à inovação.” (L.51/53).
O período em evidência apresenta, por ordem de ocorrência
A) Oração principal, oração coordenada, oração subordinada, oração subordinada.
B) Oração subordinada, oração subordinada, oração principal, oração coordenada.
C) Oração coordenada, oração subordinada, oração principal, oração coordenada.
D) Oração subordinada, oração principal, oração coordenada, oração coordenada.
Comentário:

Período Composto
Período formado por mais de uma oração (dois ou mais verbos na frase).

Ex: José joga futebol e dança salsa. (Frase com 02 orações)

Ex: Antônio correu, mas não venceu o torneio. (Frase com 02 orações)

Período Composto por Subordinação


Frase composta por uma oração principal e, no mínimo, uma oração subordinada.

Formação: Oração Principal + Oração Subordinada.

Ex: Cantarei para que fique tranquilo.


O. Principal O.S.A.Final

OBS: A oração subordinada sempre dependerá de uma oração principal, pois sozinha não terá sentido
completo.

“Ao proteger negócios ultrapassados (I) que naturalmente não conseguem competir (II), criamos uma
economia estagnada e antiquada (III), pois sem competitividade não há incentivo à inovação (IV).”

I: Oração Subordinada Adverbial Temporal. (Subordinada em relação a III)

Orações Subordinadas Adverbiais Temporais


Conectivos: quando, enquanto, logo que, assim que, depois que, antes que, desde que, desde que,
sempre que, mal (assim que).
Ex: Mal cantei já fui vaiado.

Ex: Assim que voltei da praia fui demitido.

Ex: Quando cheguei ela estava lá.


O.S.A.Temp. O. Principal....

OBS: “Quando” sendo substituível por “já que” é considerado O.S.A.Causal.

II: Oração Subordinada Adjetiva Restritiva. (Subordinada em relação a I)

Orações Subordinadas Adjetivas


Exercem Função de Adjunto Adnominal de um termo da oração principal.

Começam, normalmente, com pronome relativo que.

São divididas em duas:

Oração Subordinada Adjetiva Explicativa: Acrescenta uma informação, ampliando um detalhe de um


conceito. O pronome relativo Que fica entre vírgulas ou vírgula e ponto.

@Quebrandoquestões

15/146
Amostra – Mega Pack Português

Ex: José, que é jogador de futebol, perdeu.


P.R

Ex: Maria, que é professora de Artes, casou.


P.R

Ex: Mandei uma carta à Maria, que mora no Rio.


P.R

Oração Subordinada Adjetiva Restritiva: têm função de restringir / limitar o nome da oração principal. O
pronome relativo Que não fica entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Ex: Pessoas que praticam esportes são mais saudáveis.


P.R

III: Oração Principal.

IV: Oração Coordenada Explicativa. (Coordenada em relação a III)

Conjunções Coordenadas Sindéticas Explicativas


Conjunções com sentido de Explicação: porque; pois (antes do verbo); porquanto; que; já que; visto que;
dado que; uma vez que; isto é; ou seja; na verdade; a saber;.

OBS: Normalmente o verbo fica no imperativo.

Ex: Silêncio, pois quero ler.


Ex: Ele não sai porque está doente.

Gabarito: Letra B.
(CETREDE/Prefeitura de São Benedito - CE/2015)
16) Indique a opção CORRETA em relação ao período “...muito pouco eu sei / Ou nada sei”.
A) É composto por subordinação e tem oração concessiva.
B) É composto por coordenação e tem oração alternativa.
C) É composto por coordenação e tem oração aditiva.
D) É composto por subordinação e tem oração predicativa.
E) É um período simples.
Comentário:

“...muito pouco eu sei / Ou nada sei”.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Alternativas


Conjunções com sentido de alternância ou escolha: ou...ou, ou, ora...ora,já...já, quer...quer, seja...seja.

Ex: Toque violão ou guitarra, não é possível fazer os dois ao mesmo tempo. (escolha de uma das opções)

Ex: José ou Maria vão me buscar na rodoviária. (Sentido de Inclusão)

Ex: Seja na varanda, seja no quarto, ele dormia do mesmo jeito.

Gabarito: Letra B.
(IMA/ Prefeitura de Piracuruca - PI/2017)
17) A oração sublinhada está corretamente classificada, EXCETO, em:
A) Espalhou-se a notícia de que ele não cumprirá o compromisso. (Oração Subordinada Substantiva Objetiva Direta)
B) Levanto me, procuro uma vela, que a luz vai apagar-se. (Oração Coordenada Sindética Explicativa)
C) O pai acabou por convencer o filho de que era preciso um esforço maior. (Oração Subordinada Substantiva
Objetiva Indireta)
D) Marcus saiu correndo, assim que recebeu a notícia. (Oração Subordinada Adverbial Temporal)
Comentário:

Letra A: Errada.

@Quebrandoquestões

16/146
Amostra – Mega Pack Português

Oração Subordinada Substantiva Completiva Nominal (OSSCN)


A oração subordinada substantiva exerce a função de Complemento Nominal.

Estrutura: O. Principal +Nome que pede Preposição + O.S.S.C.N.

Ex: Sinto esperança de que você vai voltar. .


(Sinto esperança disso)
O. Princ. O.S.S.Comp. Nom..

OBS: O nome pede preposição. (Esperança de, Necessidade de, orgulho de)

Espalhou-se a notícia de que ele não cumprirá o compromisso.


O. Principal +Nome que pede Preposição + O.S.S.C.N.

Letra B: Correta.

Levanto me, procuro uma vela, que a luz vai apagar-se.


Or. Coord. Sind. Explicativa

Conjunções Coordenadas Sindéticas Explicativas


Conjunções com sentido de Explicação: porque; pois (antes do verbo); porquanto; que; já que; visto que;
dado que; uma vez que; isto é; ou seja; na verdade; a saber;.

OBS: Normalmente o verbo fica no imperativo.

Ex: Silêncio, pois quero ler.


Ex: Ele não sai porque está doente.

Letra C: Correta.

O pai acabou por convencer o filho de que era preciso um esforço maior.
VTDI OD OSSOI

Oração Subordinada Substantiva Objetiva Indireta (OSSOI)


A oração subordinada substantiva exerce a função de Objeto Indireto.

Ex: Ela me convenceu de que eu a queria.


(Ela me convenceu disso)
O. Princ. OSSOI

OBS: O Verbo é Transitivo Indireto, pedindo preposição.

Letra D: Correta.

Marcus saiu correndo, assim que recebeu a notícia.

Orações Subordinadas Adverbiais Temporais


Conectivos: quando, enquanto, logo que, assim que, depois que, antes que, desde que, desde que,
sempre que, mal (assim que).
Ex: Mal cantei já fui vaiado.

Ex: Assim que voltei da praia fui demitido.

Ex: Quando cheguei ela estava lá.


O.S.A.Temp. O. Principal....

OBS: “Quando” sendo substituível por “já que” é considerado O.S.A.Causal.

Gabarito: Letra A.

@Quebrandoquestões

17/146
Amostra – Mega Pack Português

(IBADE/Câmara de Cacoal - RO/2018)


18) Em: “fui surpreendida por uma andorinha solitária, QUE CRUZOU O PARA-BRISA DO CARRO A TODA.”,
a oração destacada classifica-se como:
A) subordinada substantiva apositiva
B) subordinada adjetiva restritiva.
C) coordenada sindética aditiva
D) coordenada sindética explicativa
E) subordinada adjetiva explicativa
Comentário:
Pronome Relativo
“fui surpreendida por uma andorinha solitária, QUE CRUZOU O PARA-BRISA DO CARRO A TODA.”
Or. Subord. Adj. Explicativa

Oração Subordinada Adjetiva Explicativa: Acrescenta uma informação, ampliando um detalhe de um conceito.
O pronome relativo Que fica entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Orações Subordinadas Adjetivas


Exercem Função de Adjunto Adnominal de um termo da oração principal.

Começam, normalmente, com pronome relativo que.

São divididas em duas:

Oração Subordinada Adjetiva Explicativa: Acrescenta uma informação, ampliando um detalhe de um


conceito. O pronome relativo Que fica entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Ex: José, que é jogador de futebol, perdeu.


P.R

Ex: Maria, que é professora de Artes, casou.


P.R

Ex: Mandei uma carta à Maria, que mora no Rio.


P.R

Oração Subordinada Adjetiva Restritiva: têm função de restringir / limitar o nome da oração principal. O
pronome relativo Que não fica entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Ex: Pessoas que praticam esportes são mais saudáveis.


P.R

Gabarito: Letra E.
(ICAP/Prefeitura de Modelo - SC/2016)
19) A inclusão é sempre a situação ideal. No entanto, requer que a escola esteja preparada para oferecer
àquela criança o que ela necessita.
A locução conjuntiva: “No entanto” (linha 1) estabelece com o primeiro período (A inclusão é sempre a
situação ideal.) uma relação de:
A) Alternância.
B) Conclusão.
C) Explicação.
D) Comparação.
E) Compensação.
Comentário:

Conjunções Coordenadas Sindéticas Adversativas


Conjunções com sentido de oposição, compensação, retificação: mas, porém, todavia, entretanto, no
entanto, senão, não obstante, contudo, e (sentido adversativo).

Ex: Cantou, mas não pulou.


Ex: Corri, entretanto não ganhei.

@Quebrandoquestões

18/146
Amostra – Mega Pack Português

Ex: Andei de carro, não obstante andei de moto.


Ex: Não pulou dois carros, senão (mas sim) três.
Ex: Estava querendo cantar, e (mas) não cantou.

OBS: É recomendável pôr vírgula antes do “e” adversativo.

OBS: O “mas” não pode vir intercalado por vírgulas.

Gabarito: Letra E.
(Big Advice/Prefeitura de Dracena - SP/2017)
20) “Saio cedo e volto tarde da noite”. Temos:
A) Período simples.
B) Período composto por coordenação.
C) Período composto por coordenação, assindético.
D) Período composto por coordenação e subordinação.
E) Período composto por subordinação.
Comentário:

“Saio cedo e volto tarde da noite”

Conjunções Coordenadas Sindéticas Aditivas


Conjunções com sentido de adição: e, nem, mas também, como também, além de (disso, disto, aquilo),
quanto (depois de tanto), bem como, não só...como também/ mas também/ mas ainda, não só/ mas
também...senão, tampouco (nem).

Ex: Não pulei nem corri.


Ex: Não só toco violão, mas também violino.
Ex: Ela cantava e ele dançava.
Ex: Não pula, tampouco (nem) corre.
Ex: Comprou um caderno, não só para anotar, mas também para desenhar.

Gabarito: Letra B.
(Prefeitura de Fortaleza - CE/Prefeitura de Fortaleza - CE/2018)
21) Caso se peça, em uma atividade do nono ano, por exemplo, a identificação da relação existente entre as
duas orações seguintes, que constituem um axioma de Descarte: “Penso, logo existo”, o aluno deverá
concluir que as duas orações:
A) se subordinam uma a outra, estabelecendo a relação semântica de condição.
B) constituem um período complexo por apresentar duas orações absolutas.
C) estão coordenadas entre si e estabelecem o elo semântico de conclusão.
D) apresentam características da subordinação, embora sejam justapostas.
Comentário:

“Penso, logo existo”

Conjunções Coordenadas Sindéticas Conclusivas


Conjunções com sentido de conclusão: pois (posposta ao verbo), logo, portanto, então, por isso, por
conseguinte, por isto, assim, destarte,.

Ex: Treinei muito, destarte ganhei.


Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.
Ex: Desceu descalço, logo caiu.
Conectivo “Pois”
Oração Coordenada Sindética Explicativa Oração Coordenada Sindética Conclusiva
“Pois” no início da oração, não deslocado entre
“Pois” após a oração, deslocado entre vírgulas.
vírgulas.
Ex: Silêncio, pois quero ler. Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.

Gabarito: Letra C.

@Quebrandoquestões

19/146
Amostra – Mega Pack Português

(UFES/UFES/2018)
22) A frase que apresenta relação coordenada entre as estruturas que a constituem é:
A) Ainda que tenha de estudar muito, irá se submeter ao concurso.
B) Ora estuda, ora se diverte, ora trabalha.
C) À medida que o verão avança, reduz-se o volume de água para uso.
D) Caso participe da equipe de trabalho, se dedicará com empenho.
E) A fim de que pudesse viajar, trabalhou intensamente nos domingos.
Comentário:

Letra A: Errada.

Ainda que tenha de estudar muito, irá se submeter ao concurso.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Orações Subordinadas Adverbiais Concessivas


O sentido da oração subordinada se opõe ao da oração principal.

Conectivos: embora, a menos que, se bem que, ainda que, conquanto que, posto que, apesar de, não
obstante.

Ex: Posto que estivesse doente, José foi à praia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Embora eu falasse Inglês, ela não entendia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Por mais que tenha estudado, não se deu bem.


O.S.A.Concessiva O. Principal

OBS: Posto que = Embora.

Letra B: Correta.

Ora estuda, ora se diverte, ora trabalha.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Alternativas


Conjunções com sentido de alternância ou escolha: ou...ou, ou, ora...ora,já...já, quer...quer, seja...seja.

Ex: Toque violão ou guitarra, não é possível fazer os dois ao mesmo tempo. (escolha de uma das opções)

Ex: José ou Maria vão me buscar na rodoviária. (Sentido de Inclusão)

Ex: Seja na varanda, seja no quarto, ele dormia do mesmo jeito.

Letra C: Errada.

À medida que o verão avança, reduz-se o volume de água para uso.


O.S.A.Proporcional O. Principal

Orações Subordinadas Adverbiais Proporcionais


Conectivos: à proporção que, ao passo que, à medida que, quanto mais/menos...mais/menos.

Ex: Quanto mais ele cresce, mais ela diminui.

Ex: À medida que ele vai tocando, ela vai cantando.


O.S.A.Proporcional O. Principal

Na medida em que À medida que À medida em que


Or. Sub. Adv. Causal Or. Sub. Adv. Proporcional Não existe

@Quebrandoquestões

20/146
Amostra – Mega Pack Português

Letra D: Errada.

Caso participe da equipe de trabalho, se dedicará com empenho.


O.S.A.Cond. O. Principal.

Orações Subordinadas Adverbiais Condicionais


Trazem ideia de condição para a Oração Principal ocorrer.

Verbo com sentido de hipótese e conjugado no modo subjuntivo.

Conectivos: se, caso, desde que, contanto que, sem que, quando, salvo se, a menos que, a não ser
que, sem que.

Ex: Se eu cantar, você irá tocar.


O.S.A.Cond. O. Principal.

(Com o conectivo “Se” o verbo ficará no Futuro do Subjuntivo)

Ex: Caso eu cante, você irá tocar.


O.S.A.Cond. O. Principal.

(Com o conectivo “Caso” o verbo ficará no Presente do Subjuntivo)

Ex: Entrarei mais cedo, quando chover.


O. Principal. O.S.A.Cond. (Se)

Letra E: Errada.

A fim de que pudesse viajar, trabalhou intensamente nos domingos.


O.S.A.Final O. Principal

Orações Subordinadas Adverbiais Finais


Os conectivos trazem uma ideia de propósito.

Conectivos: para que, a fim de que, de modo que, porque (quando igual a para que), de sorte que, que.

Ex: Cantarei para que fique tranquilo.


O. Principal....O.S.A.Final

Ex: Cantarei porque fique tranquilo.


O. Principal....O.S.A.Final

Ex: Toquei a fim de que ficasse tranquilo.


O. Principal....O.S.A.Final

Gabarito: Letra B.
(CETREDE/EMATERCE/2018)
23) Analise as afirmativas a seguir e marque a opção CORRETA quanto à classificação das orações
destacadas.
A) Aconselho-a a que aprenda português. (Substantiva completiva nominal)
B) O jornal que você trouxe é velho. (Subordinada adjetiva explicativa)
C) Se Joana gosta de você, por que não a procura? (Subordinada adverbial causal)
D) Trabalha e estarás salvo. (Subordinada adverbial consecutiva)
E) Juçara fuma e não traga. (Coordenada sindética aditiva)
Comentário:

Letra A: Errada.

O. Princ. OSSOI

@Quebrandoquestões

21/146
Amostra – Mega Pack Português

Aconselho-a a que aprenda português.


VTDI OD OI

Oração Subordinada Substantiva Objetiva Indireta (OSSOI)


A oração subordinada substantiva exerce a função de Objeto Indireto.

Ex: Ela me convenceu de que eu a queria.


(Ela me convenceu disso)
O. Princ. OSSOI

OBS: O Verbo é Transitivo Indireto, pedindo preposição.

Oração Subordinada Substantiva Completiva Nominal (OSSCN)


A oração subordinada substantiva exerce a função de Complemento Nominal.

Estrutura: O. Principal +Nome com Preposição + O.S.S.C.N.

Ex: Sinto esperança de que você vai voltar. .


(Sinto esperança disso)
O. Princ. O.S.S.Comp. Nom..

OBS: O nome pede preposição. (Esperança de, Necessidade de, orgulho de)

Letra B: Errada.

O jornal que você trouxe é velho.


Or. Sub. Adj. Restritiva

Oração Subordinada Adjetiva Restritiva: têm função de restringir / limitar o nome da oração principal. O
pronome relativo Que não fica entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Orações Subordinadas Adjetivas


Exercem Função de Adjunto Adnominal de um termo da oração principal.

Começam, normalmente, com pronome relativo que.

São divididas em duas:

Oração Subordinada Adjetiva Explicativa: Acrescenta uma informação, ampliando um detalhe de um


conceito. O pronome relativo Que fica entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Ex: José, que é jogador de futebol, perdeu.


P.R

Ex: Maria, que é professora de Artes, casou.


P.R

Ex: Mandei uma carta à Maria, que mora no Rio.


P.R

Oração Subordinada Adjetiva Restritiva: têm função de restringir / limitar o nome da oração principal. O
pronome relativo Que não fica entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Ex: Pessoas que praticam esportes são mais saudáveis.


P.R

Letra C: Correta.

Se (Já que, Visto que) Joana gosta de você, por que não a procura?
O.S.A.Causal O. Principal

@Quebrandoquestões

22/146
Amostra – Mega Pack Português

Orações Subordinadas Adverbiais Causais


Conectivos: porque, que, como (com sentido de porque), pois que, já que, uma vez que, visto que, na
medida em que, porquanto, se.

A causa é origem de um evento.

Ex: Ficou doente já que saiu.


O. Principal O.S.A.Causal.
(A origem (causa) da doença foi a saída)

Ex: Como era gordo, nunca fez esporte.


O.S.A.Causal O. Principal

OBS: É possível a substituição de conjunção causal por preposição com sentido de causa.

Ex: Não catava porque não sabia.

Ex: Não cantava por não saber.


O. Principal O.S.A.Causal.
Causa x Consequência x Explicação

Cantei mal porque estava doente. (Causa - Origem)


Cantei tão mal que a plateia vaiou. (Consequência – Tão...que)
Cantei mal, porque estava doente. (Explicação – Vem após vírgula)

Letra D: Errada.

Trabalha e estarás salvo. (Se Trabalhar, estarás salvo).


O.S.A.Cond. O. Principal.

Letra E: Errada.

Juçara fuma e (mas) não traga.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Adversativas


Conjunções com sentido de oposição, compensação, retificação: mas, porém, todavia, entretanto, no
entanto, senão, não obstante, contudo, e (sentido adversativo).

Ex: Cantou, mas não pulou.


Ex: Corri, entretanto não ganhei.
Ex: Andei de carro, não obstante andei de moto.
Ex: Não pulou dois carros, senão (mas sim) três.
Ex: Estava querendo cantar, e (mas) não cantou.

OBS: É recomendável pôr vírgula antes do “e” adversativo.

OBS: O “mas” não pode vir intercalado por vírgulas.

Conjunção “E”
Pode ter sentido:

Aditivo: Corri e pulei.

Adversativo: Corri, e não cheguei a tempo.


Mas

Conclusivo: Cantei bem e fui aplaudido.


logo

@Quebrandoquestões

23/146
Amostra – Mega Pack Português

Gabarito: Letra C.
(FCC/SEAD-AP/2018)
24) Ela existiu sempre na memória das gentes, mas só a escrita a fixou e lhe deu permanência, muitos
séculos depois de que nascesse, ao redor das fogueiras, quando nossos antepassados contavam-se
histórias à noite para esquecer o medo do trovão, as aparições e os milhares de perigos que os espreitavam
em qualquer parte.
... para esquecer o medo do trovão, as aparições e os milhares de perigos... (último parágrafo)
No contexto, o segmento acima assinala noção de
A) causa.
B) temporalidade.
C) oposição.
D) comparação.
E) finalidade.
Comentário:

...contavam-se histórias à noite para esquecer o medo do trovão...


O. Principal O.S.A.Final

Orações Subordinadas Adverbiais Finais


Os conectivos trazem uma ideia de propósito.

Conectivos: para que, a fim de que, do modo que, porque (quando igual a para que), de sorte que, que.

Ex: Cantarei para que fique tranquilo.


O. Principal....O.S.A.Final

Ex: Cantarei porque fique tranquilo.


O. Principal....O.S.A.Final

Ex: Toquei a fim de que ficasse tranquilo.


O. Principal....O.S.A.Final

Gabarito: Letra E.
(IBFC/Prefeitura de Divinópolis - MG/2018)
25) No período “Como não tem nada, pode ver tudo.” (2º§), observa-se que as orações relacionam-se entre
si, sendo a primeira classificada como:
A) subordinada adverbial.
B) subordinada adjetiva.
C) subordinada substantiva.
D) coordenada sindética.
Comentário:

“Como (Já que, Visto que) não tem nada, pode ver tudo.”

Orações Subordinadas Adverbiais Causais


Conectivos: porque, que, como (com sentido de porque), pois que, já que, uma vez que, visto que, na
medida em que, porquanto, se.

A causa é origem de um evento.

Ex: Ficou doente já que saiu.


O. Principal O.S.A.Causal.
(A origem (causa) da doença foi a saída)

Ex: Como era gordo, nunca fez esporte.


O.S.A.Causal O. Principal

OBS: É possível a substituição de conjunção causal por preposição com sentido de causa.

Ex: Não catava porque não sabia.

@Quebrandoquestões

24/146
Amostra – Mega Pack Português

Ex: Não cantava por não saber.


O. Principal O.S.A.Causal.
Causa x Consequência x Explicação

Cantei mal porque estava doente. (Causa - Origem)


Cantei tão mal que a plateia vaiou. (Consequência – Tão...que)
Cantei mal, porque estava doente. (Explicação – Vem após vírgula)

Gabarito: Letra A.
(CESPE/Instituto Rio Branco/2018)
26) Com relação aos aspectos linguísticos do texto VII, julgue (C ou E) o item seguinte.
O trecho “tanto uma oposição absoluta como uma incompreensão radical” (l.22) exprime uma relação de
proporcionalidade entre “uma oposição absoluta” e “uma incompreensão radical”.
Comentário:

“tanto uma oposição absoluta como uma incompreensão radical” (Exprime uma relação de comparação)

Orações Subordinadas Adverbiais Comparativas


Conectivos: como, que, do que, assim como, tal qual, tal...como, mais que, menos, tanto...quanto,
tanto...como.

Ex: Cantava que nem cavalo.


O. Principal O.S.A.Comp.

Ex: Pulava como cavalo.


O. Principal O.S.A.Comp.

Ele canta tanto quanto seu primo.(Verbo implícito)


. Principal O.S.A.Comp.

Gabarito: Errado.
(Instituto Acesso/SEDUC-AM/2018)
27) "Esta injustiça ecológica dificilmente pode ser tornada invisível como a outra, porque os sinais estão
em todas as partes".
No trecho destacado, a segunda oração tem valor:
A) Adversativo
B) Conclusivo
C) Alternativo
D) Explicativo
E) Aditivo
Comentário:

Característica de uma oração explicativa: Razão e Justificativa.

Razão Justificativa
"Esta injustiça ecológica dificilmente pode ser tornada invisível como a outra, porque (pois) os sinais estão
em todas as partes".

Conjunções Coordenadas Sindéticas Explicativas


Conjunções com sentido de Explicação: porque; pois (antes do verbo); porquanto; que; já que; visto que;
dado que; uma vez que; isto é; ou seja; na verdade; a saber;.

OBS: Normalmente o verbo fica no imperativo.

Ex: Silêncio, pois quero ler.


Ex: Ele não sai porque está doente.

Gabarito: D.

@Quebrandoquestões

25/146
Amostra – Mega Pack Português

(CESPE/EMAP/2018)
28) Não se trata, portanto, de uma criação aleatória apenas vinculada à atividade comercial.
Com relação aos sentidos e aos aspectos linguísticos do texto precedente, julgue o próximo item.
A palavra “portanto” (l.1) introduz, no período em que ocorre, uma ideia de conclusão.
Comentário:

Conjunções Coordenadas Sindéticas Conclusivas


Conjunções com sentido de conclusão: pois (posposta ao verbo), logo, portanto, então, por isso, por
conseguinte, por isto, assim, destarte,.

Ex: Treinei muito, destarte ganhei.


Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.
Ex: Desceu descalço, logo caiu.
Conectivo “Pois”
Oração Coordenada Sindética Explicativa Oração Coordenada Sindética Conclusiva
“Pois” no início da oração, não deslocado entre
“Pois” após a oração, deslocado entre vírgulas.
vírgulas.
Ex: Silêncio, pois quero ler. Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.

Gabarito: Correto.
(INSTITUTO AOCP/ITEP-RN/2018)
29) Em relação ao excerto “[...] é preciso que políticas públicas e profissionais de saúde ajudem os idosos
a prevenir/ diminuir dependências para que tenham condições de sair de casa com segurança [...]”, é correto
afirmar que há, dentre outras, uma oração
A) subordinada adverbial final.
B) coordenada conclusiva.
C) subordinada adverbial consecutiva.
D) subordinada adverbial causal.
E) adjetiva explicativa.
Comentário:

“[...] é preciso que políticas públicas e profissionais de saúde ajudem os idosos a prevenir/ diminuir dependências
para que tenham condições de sair de casa com segurança [...]”

Orações Subordinadas Adverbiais Finais


Os conectivos trazem uma ideia de propósito.

Conectivos: para que, a fim de que, do modo que, porque (quando igual a para que), de sorte que, que.

Ex: Cantarei para que fique tranquilo.


O. Principal....O.S.A.Final

Ex: Cantarei porque fique tranquilo.


O. Principal....O.S.A.Final

Ex: Toquei a fim de que ficasse tranquilo.


O. Principal....O.S.A.Final

Gabarito: Letra A.
(FCC/TRT - 21ª Região (RN)/2017)
30) O segmento em que se observa uma conclusão a que se chegou a partir das ideias expostas na oração
anterior está em:
A) ... o cinema, que tem menos de 120 anos de vida... (1° parágrafo)
B) ... uma vez que [...] os filmes mais comentados vieram de livros e outras formas de expressão artística. (último
parágrafo)
C) Essa estratégia, apesar de não garantir êxito de bilheteria... (3° parágrafo)
D) ... dentro do contexto de uma arte de tantos séculos como o teatro... (1° parágrafo)
E) O roteiro original, portanto, tornou-se um artigo de luxo no cinema norte-americano. (2° parágrafo)
Comentário:

@Quebrandoquestões

26/146
Amostra – Mega Pack Português

Letra A: Errada.

... o cinema, que tem menos de 120 anos de vida... (1° parágrafo)

Oração Subordinada Adjetiva Explicativa: Acrescenta uma informação, ampliando um detalhe de um conceito.
O pronome relativo Que fica entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Ex: José, que é jogador de futebol, perdeu.


P.R

Ex: Maria, que é professora de Artes, casou.


P.R

Letra B: Errada.

... uma vez que [...] os filmes mais comentados vieram de livros e outras formas de expressão artística. (último
parágrafo)

Orações Subordinadas Adverbiais Causais


Conectivos: porque, que, como (com sentido de porque), pois que, já que, uma vez que, visto que, na
medida em que, porquanto, se.

A causa é origem de um evento.

Ex: Ficou doente já que saiu.


O. Principal O.S.A.Causal.
(A origem (causa) da doença foi a saída)

Ex: Como era gordo, nunca fez esporte.


O.S.A.Causal O. Principal

OBS: É possível a substituição de conjunção causal por preposição com sentido de causa.

Ex: Não catava porque não sabia.

Ex: Não cantava por não saber.


O. Principal O.S.A.Causal.
Causa x Consequência x Explicação

Cantei mal porque estava doente. (Causa - Origem)


Cantei tão mal que a plateia vaiou. (Consequência – Tão...que)
Cantei mal, porque estava doente. (Explicação – Vem após vírgula)

Letra C: Errada.

Essa estratégia, apesar de não garantir êxito de bilheteria...

Orações Subordinadas Adverbiais Concessivas


O sentido da oração subordinada se opõe ao da oração principal.

Conectivos: embora, a menos que, se bem que, ainda que, conquanto que, posto que, apesar de, não
obstante.

Ex: Posto que estivesse doente, José foi à praia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Embora eu falasse Inglês, ela não entendia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

@Quebrandoquestões

27/146
Amostra – Mega Pack Português

Ex: Por mais que tenha estudado, não se deu bem.


O.S.A.Concessiva O. Principal

OBS: Posto que = Embora.

Letra D: Errada.

... dentro do contexto de uma arte de tantos séculos como o teatro... (1° parágrafo)

Orações Subordinadas Adverbiais Comparativas


Conectivos: como, que, do que, assim como, tal qual, tal...como, mais que, menos, tanto...quanto,
tanto...como.

Ex: Cantava que nem cavalo.


O. Principal O.S.A.Comp.

Ex: Pulava como cavalo.


O. Principal O.S.A.Comp.

Ele canta tanto quanto seu primo.(Verbo implícito)


. Principal O.S.A.Comp.

Conjunção “Como”
Pode ter sentido:

Comparativo: Corri como um cavalo.


Igual

Conformativa: Corri como você pediu.


Conforme

Causal: Como Cantei mal, fui vaiado.


Já que

Letra E: Correta.

O roteiro original, portanto, tornou-se um artigo de luxo no cinema norte-americano. (2° parágrafo)

Conjunções Coordenadas Sindéticas Conclusivas


Conjunções com sentido de conclusão: pois (posposta ao verbo), logo, portanto, então, por isso, por
conseguinte, por isto, assim, destarte,.

Ex: Treinei muito, destarte ganhei.


Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.
Ex: Desceu descalço, logo caiu.
Conectivo “Pois”
Oração Coordenada Sindética Explicativa Oração Coordenada Sindética Conclusiva
“Pois” no início da oração, não deslocado entre
“Pois” após a oração, deslocado entre vírgulas.
vírgulas.
Ex: Silêncio, pois quero ler. Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.

Gabarito: Letra E.
(FEPESE/Prefeitura de Fraiburgo - SC/2017)
31) Classifique as orações destacadas na coluna 2 com as coordenadas discriminadas na coluna 1.

Coluna 1 Coordenada
1. sindética aditiva

2. sindética adversativa

@Quebrandoquestões

28/146
Amostra – Mega Pack Português

3. sindética alternativa

4. sindética conclusiva

5. sindética explicativa

6. assindética

Coluna 2 Orações
( ) O médico atendia no hospital, os professores escreviam na biblioteca.

( ) Havia uma multidão, mas não existia tumulto.

( ) “Deixa em paz meu coração, que ele é um pote até aqui de mágoa”.

( ) Sou especialista, logo, só posso atender a casos específicos.

( ) Siga o mapa ou peça informação nos postos.

( ) O rapaz despediu-se de mim e tomou a estrada rumo à sua casa.

Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.


A) 1 • 3 • 4 • 5 • 6 • 2
B) 2 • 6 • 5 • 4 • 1 • 3
C) 4 • 6 • 2 • 1 • 3 • 5
D) 6 • 2 • 4 • 3 • 5 • 1
E) 6 • 2 • 5 • 4 • 3 • 1
Comentário:

(6) O médico atendia no hospital, os professores escreviam na biblioteca.


Or. Coord. Assind. Or. Coord. Assind.

Orações Coordenadas Sindética e Assindética


Oração Coordenada Sindética: Orações que possuem ligação com conectivos ou conjunções.

Ex: José trabalha e estuda.


(Conectivo de Adição)

Oração Coordenada Assindética: Orações que não são ligadas com conectivos ou conjunções.

Ex: José trabalha, estuda.

(2) Havia uma multidão, mas não existia tumulto.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Adversativas


Conjunções com sentido de oposição, compensação, retificação: mas, porém, todavia, entretanto, no
entanto, senão, não obstante, contudo, e (sentido adversativo).

Ex: Cantou, mas não pulou.


Ex: Corri, entretanto não ganhei.
Ex: Andei de carro, não obstante andei de moto.
Ex: Não pulou dois carros, senão (mas sim) três.
Ex: Estava querendo cantar, e (mas) não cantou.

OBS: É recomendável pôr vírgula antes do “e” adversativo.

OBS: O “mas” não pode vir intercalado por vírgulas.

(5) “Deixa em paz meu coração, que ele é um pote até aqui de mágoa”.

@Quebrandoquestões

29/146
Amostra – Mega Pack Português

Pois

Conjunções Coordenadas Sindéticas Explicativas


Conjunções com sentido de Explicação: porque; pois (antes do verbo); porquanto; que; já que; visto que;
dado que; uma vez que; isto é; ou seja; na verdade; a saber;.

OBS: Normalmente o verbo fica no imperativo.

Ex: Silêncio, pois quero ler.


Ex: Ele não sai porque está doente.

(4) Sou especialista, logo, só posso atender a casos específicos.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Conclusivas


Conjunções com sentido de conclusão: pois (posposta ao verbo), logo, portanto, então, por isso, por
conseguinte, por isto, assim, destarte,.

Ex: Treinei muito, destarte ganhei.


Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.
Ex: Desceu descalço, logo caiu.
Conectivo “Pois”
Oração Coordenada Sindética Explicativa Oração Coordenada Sindética Conclusiva
“Pois” no início da oração, não deslocado entre
“Pois” após a oração, deslocado entre vírgulas.
vírgulas.
Ex: Silêncio, pois quero ler. Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.

(3) Siga o mapa ou peça informação nos postos.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Alternativas


Conjunções com sentido de alternância ou escolha: ou...ou, ou, ora...ora,já...já, quer...quer, seja...seja.

Ex: Toque violão ou guitarra, não é possível fazer os dois ao mesmo tempo. (escolha de uma das opções)

Ex: José ou Maria vão me buscar na rodoviária. (Sentido de Inclusão)

Ex: Seja na varanda, seja no quarto, ele dormia do mesmo jeito.

(1) O rapaz despediu-se de mim e tomou a estrada rumo à sua casa.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Aditivas


Conjunções com sentido de adição: e, nem, mas também, como também, além de (disso, disto, aquilo),
quanto (depois de tanto), bem como, não só...como também/ mas também/ mas ainda, não só/ mas
também...senão, tampouco (nem).

Ex: Não pulei nem corri.


Ex: Não só toco violão, mas também violino.
Ex: Ela cantava e ele dançava.
Ex: Não pula, tampouco (nem) corre.
Ex: Comprou um caderno, não só para anotar, mas também para desenhar.

Gabarito: Letra E.
(FGV/MPE-BA/2017)
32) “Programas de TV ensinam a comer bem para manter o corpo magro e saudável, livros oferecem
cardápios de populações com alto índice de longevidade”.
Sobre o período e as orações que o constituem (texto 1), é correto afirmar que:
A) o período é composto por duas orações;
B) o período apresenta orações do tipo coordenado e subordinado;
C) todas as orações do período são subordinadas;
D) todas as orações do período são coordenadas;

@Quebrandoquestões

30/146
Amostra – Mega Pack Português

E) o período mostra mais orações coordenadas que subordinadas.


Comentário:

“Programas de TV ensinam a comer bem (I) para manter o corpo magro e saudável (II), livros oferecem
cardápios de populações com alto índice de longevidade (III)”.

(I): Oração Principal.

(II): Oração Subordinada Adverbial Final.

(III): Oração Coordenada Assindética.

Gabarito: Letra B.
(FGV/MPE-BA/2017)
33) Os meios de comunicação, devidamente apoiados por informações científicas, dizem que alimentação é
uma questão de saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o corpo magro e saudável,
livros oferecem cardápios de populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham adjetivos como
“funcionais”. Temos dietas para cardíacos, para hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.

Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para compartilhar a refeição e se encontrar, trocar
ideias, saber uns dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham escolhido outras prioridades:
numa pesquisa recente sobre as refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de assistir à
TV enquanto se alimentam.

[....]

O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família porque ocorre com regularidade e de modo
informal. E, nessa hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos filhos de modo mais natural.
(adaptado)

Na estruturação do texto 1, o segundo parágrafo, em relação ao primeiro, estabelece uma relação de:
A) explicação;
B) consequência;
C) oposição;
D) exemplificação;
E) causa.
Comentário:

O 1º Parágrafo apresenta os pontos positivos da Televisão. O 2º Parágrafo apresenta os pontos negativos, gerando
assim uma relação de contraste ou oposição.

Os meios de comunicação, devidamente apoiados por informações científicas, dizem que alimentação é uma
questão de saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o corpo magro e saudável, livros oferecem
cardápios de populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham adjetivos como “funcionais”. Temos
dietas para cardíacos, para hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.
Porém, no entanto, todavia
Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias,
saber uns dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham escolhido outras prioridades: numa pesquisa
recente sobre as refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de assistir à TV enquanto se
alimentam.

Gabarito: Letra C.
(CESPE/TCE-PE/2017)
34) Responder a esse modelo de forma integrada e aproximar as expectativas do cidadão da realidade social
parece ser o desafio das democracias de massa para obter legitimidade.
Com relação aos sentidos e aos aspectos linguísticos do texto CB1A1AAA, julgue o próximo item.
No último período do terceiro parágrafo, o trecho “ser o desafio das democracias de massa para obter legitimidade”,
formado por duas orações coordenadas entre si, exerce a função sintática de sujeito da forma verbal “parece”.
Comentário:

@Quebrandoquestões

31/146
Amostra – Mega Pack Português

1º Erro: “ser o desafio das democracias de massa para obter legitimidade” (Composto por uma Oração
Subordinada Adverbial Final).

2º Erro: O sujeito da forma verbal parece é “Responder a esse modelo de forma integrada e aproximar as
expectativas do cidadão da realidade social”

(Sujeito Composto)
Responder a esse modelo de forma integrada e aproximar as expectativas do cidadão da realidade social
parece ser o desafio das democracias de massa para obter legitimidade.
(Verbo de Ligação) (Predicativo do Sujeito)

Gabarito: Errado.
(UFSM/UFSM/2017)
35) No desenvolvimento do tema, articularam-se diferentes pontos de vista sobre iniciativas para coibir as
fraudes, de que é exemplo o fragmento "O controle é bastante sofisticado, mas os fraudadores sempre
descobrem meios de 'lavar' a madeira", alerta Maurício de Moura Costa, diretor da Bolsa de Valores
Ambiental (BVRio), plataforma para compra de madeira legal rastreada (ℓ.66-70).

Tendo isso em mente, considere a seguinte reescrita para o alerta feito por Moura Costa:

O controle é bastante sofisticado; os fraudadores, ....................., sempre descobrem meios de 'lavar' a


madeira, diz Maurício de Moura Costa.

Assinale a alternativa que preenche adequadamente o espaço pontilhado de modo a se manter a mesma
escolha linguística por uma oração coordenada sindética adversativa e sua eficácia argumentativa.
A) por isso
B) todavia
C) ao contrário
D) paradoxalmente
E) consequentemente
Comentário:

Conjunções Coordenadas Sindéticas Adversativas


Conjunções com sentido de oposição, compensação, retificação: mas, porém, todavia, entretanto, no
entanto, senão, não obstante, contudo, e (sentido adversativo).

Ex: Cantou, mas não pulou.


Ex: Corri, entretanto não ganhei.
Ex: Andei de carro, não obstante andei de moto.
Ex: Não pulou dois carros, senão (mas sim) três.
Ex: Estava querendo cantar, e (mas) não cantou.

OBS: É recomendável pôr vírgula antes do “e” adversativo.

OBS: O “mas” não pode vir intercalado por vírgulas.

Gabarito: Letra B.
(OBJETIVA/SAMAE de Caxias do Sul - RS/2017)
36) Considerando-se as possibilidades de substituição do termo sublinhado em “Sem registros escritos,
porém, é impossível ter certeza.”, analisar os itens abaixo:
I - No entanto.
II - Por conseguinte.
III - Contudo.
IV - Porquanto.
Estão CORRETOS:
A) Somente os itens I e II.
B) Somente os itens I e III.
C) Somente os itens III e IV.
D) Somente os itens I, II e III.

@Quebrandoquestões

32/146
Amostra – Mega Pack Português

E) Somente os itens II, III e IV.


Comentário:

Conjunções Coordenadas Sindéticas Adversativas


Conjunções com sentido de oposição, compensação, retificação: mas, porém, todavia, entretanto, no
entanto, senão, não obstante, contudo, e (sentido adversativo).

Ex: Cantou, mas não pulou.


Ex: Corri, entretanto não ganhei.
Ex: Andei de carro, não obstante andei de moto.
Ex: Não pulou dois carros, senão (mas sim) três.
Ex: Estava querendo cantar, e (mas) não cantou.

OBS: É recomendável pôr vírgula antes do “e” adversativo.

OBS: O “mas” não pode vir intercalado por vírgulas.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Explicativas


Conjunções com sentido de Explicação: porque; pois (antes do verbo); porquanto; que; já que; visto que;
dado que; uma vez que; isto é; ou seja; na verdade; a saber;.

OBS: Normalmente o verbo fica no imperativo.

Ex: Silêncio, pois quero ler.


Ex: Ele não sai porque está doente.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Conclusivas


Conjunções com sentido de conclusão: pois (posposta ao verbo), logo, portanto, então, por isso, por
conseguinte, por isto, assim, destarte,.

Ex: Treinei muito, destarte ganhei.


Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.
Ex: Desceu descalço, logo caiu.
Conectivo “Pois”
Oração Coordenada Sindética Explicativa Oração Coordenada Sindética Conclusiva
“Pois” no início da oração, não deslocado entre
“Pois” após a oração, deslocado entre vírgulas.
vírgulas.
Ex: Silêncio, pois quero ler. Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.

Gabarito: Letra B.
(VUNESP/TJ-SP/2017)
37) “Dados mais recentes do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que a diferença
na carga de trabalho entre homens e mulheres não só é bastante díspar como aumentou nos últimos anos.”
O primeiro parágrafo do texto contém um período composto por
A) coordenação e por subordinação, sendo a segunda oração coordenada explicativa e a última oração adverbial
conformativa.
B) subordinação, sendo a segunda oração substantiva subjetiva e a última oração adverbial comparativa.
C) subordinação e por coordenação, sendo a segunda oração substantiva predicativa e a última oração coordenada
adversativa.
D) subordinação e por coordenação, sendo a segunda oração substantiva objetiva direta e a última oração
coordenada aditiva.
E) coordenação, sendo a segunda oração coordenada explicativa e a última coordenada aditiva.
Comentário:

“Dados mais recentes do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam (I) que a diferença
na carga de trabalho entre homens e mulheres (II) não só é bastante díspar como aumentou nos últimos
anos (III).”
VTD OD

@Quebrandoquestões

33/146
Amostra – Mega Pack Português

“Dados mais recentes do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam (I) isso (II) não só é
bastante díspar como aumentou nos últimos anos (III).”

(I): Oração Principal.

(II): Oração Subordinada Substantiva Objetiva Direta.

(III): Oração Coordenada Sindética Aditiva.

Gabarito: Letra D.
(FGV/SEE-PE/2017)
38) A oração introduzida pelo conectivo mas que recebe classificação diferente das demais – por ter valor
aditivo e não adversativo – é
A) “Ver é crer, mas sentir é a verdade.”
B) “A vontade de acreditar é talvez o mais poderoso, mas certamente é o mais perigoso atributo humano.”
C) “Creia em si, mas não duvide sempre dos outros.”
D) “Você pode fazer muito pouco com a fé, mas você não pode fazer nada sem ela.”
E) “A fé remove montanhas, mas não se esqueça de ficar empurrando enquanto você reza.”
Comentário:

A Oração Coordenada Sindética Adversativa tem a finalidade de contraste ou oposição em relação à oração anterior.
Uma das formas de identificar a contradição é analisando o contexto, além dos conectivos.

Letra A: Errada.

“Ver é crer, mas sentir é a verdade.” (Crer é bom, mas sentir é bom demais).

Letra B: Correta.

“A vontade de acreditar é talvez o mais poderoso, mas certamente é o mais perigoso atributo humano.” (A vontade
de acreditar é o mais poderoso e o mais perigoso atributo humano).

Perceba que não existe uma oposição da segunda oração em relação à primeira, e sim um complemento, uma
adição.

Letra C: Errada.

“Creia em si, mas não duvide sempre dos outros.”

Letra D: Errada.

“Você pode fazer muito pouco com a fé, mas você não pode fazer nada sem ela.”

Letra E: Errada.

“A fé remove montanhas, mas não se esqueça de ficar empurrando enquanto você reza.”

Gabarito: Letra B.
(CESPE/TRE-MS/2013)
39) Em linhas gerais, o texto da Lei da Ficha Limpa prevê que, para ficar impedido de concorrer a um cargo
público eletivo, basta que o candidato tenha sido condenado por um órgão colegiado, ainda que ele esteja
com recursos em tramitação, caso muito comum, por exemplo, em condenações de tribunais eleitorais.
Considerando os aspectos linguísticos do texto, assinale a opção correta.
No texto, a expressão “ainda que” (L.2) tem sentido equivalente ao da expressão desde que.
Comentário:

Ainda que: Conjunção Adverbial de Concessão;

Desde que: Conjunção Adverbial Condicional.

@Quebrandoquestões

34/146
Amostra – Mega Pack Português

Orações Subordinadas Adverbiais Concessivas


O sentido da oração subordinada se opõe ao da oração principal.

Conectivos: embora, a menos que, se bem que, ainda que, conquanto que, posto que, apesar de, não
obstante.

Ex: Posto que estivesse doente, José foi à praia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Embora eu falasse Inglês, ela não entendia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Por mais que tenha estudado, não se deu bem.


O.S.A.Concessiva O. Principal

OBS: Posto que = Embora.

Orações Subordinadas Adverbiais Condicionais


Trazem ideia de condição para a Oração Principal ocorrer.

Verbo com sentido de hipótese e conjugado no modo subjuntivo.

Conectivos: se, caso, desde que, contanto que, sem que, quando, salvo se, a menos que, a não ser
que, sem que.

Ex: Se eu cantar, você irá tocar.


O.S.A.Cond. O. Principal.

(Com o conectivo “Se” o verbo ficará no Futuro do Subjuntivo)

Ex: Caso eu cante, você irá tocar.


O.S.A.Cond. O. Principal.

(Com o conectivo “Caso” o verbo ficará no Presente do Subjuntivo)

Ex: Entrarei mais cedo, quando chover.


O. Principal. O.S.A.Cond. (Se)

Gabarito: Errado.
(CESPE/SEE-AL/2013)
40) O trecho “o problema central do homem não era o simples alfabetizar, mas fazer com que o homem
assumisse sua dignidade como detentor de uma cultura própria” (l.27-29) constitui-se de duas orações
coordenadas sindéticas e de uma oração subordinada reduzida de infinitivo.
Comentário:

Or. Coord. Assindética Or. Coord. Sindética Adversativa


“o problema central do homem não era o simples alfabetizar, mas fazer com que o homem assumisse sua
dignidade como detentor de uma cultura própria”

Gabarito: Errado.
(CESPE/SEE-AL/2013)
41) “É muito importante que as informações sejam divulgadas e não permaneçam circulando em um grupo
fechado”
Com referência às estruturas linguísticas do texto, julgue o item seguinte.
As orações “que as informações sejam divulgadas e não permaneçam circulando em um grupo fechado” (l. 40-42),
ligadas entre si por uma relação de coordenação, exercem a função de complemento do nome “importante” (l. 40).
Comentário:

Estruturas de uma Oração Subordinada Substantiva Subjetiva

@Quebrandoquestões

35/146
Amostra – Mega Pack Português

Verbo de Ligação + Predicativo do Sujeito + O.S.S.S


Verbos Unipessoais + O.S.S.S
Verbo ser + Particípio + O.S.S.S

Or. Subord. Subs. Subjetiva (Sujeito)


“É muito importante que as informações sejam divulgadas e não permaneçam circulando em um grupo
fechado”

Oração Subordinada Substantiva Subjetiva


A oração subordinada substantiva exerce a função de sujeito.

Estrutura: Verbo de Ligação + Predicativo do Sujeito + O.S.S.S

Ex: É necessário que você se dedique.


(É necessário isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

Exemplo
É necessário que faças a cirurgia urgentemente.
(É necessário isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

Estrutura: Verbos Unipessoais + O.S.S.S

Verbos Unipessoais: acontecer, constar, convir, importar, parecer, urgir, suceder.

Ex: Convém que corrija isso.


(Convém isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

VTD+SE (P.A) + O.S.S.S

Ex: Espera-se que você compareça à reunião.


(Espera-se isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

Estrutura: Verbo ser + Particípio + O.S.S.S

Ex: Foi provado que ele era inocente.


(Foi provado isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

Gabarito: Errado.
(CESPE/TC-DF/2014)
42) Com relação aos sentidos e aspectos linguísticos e textuais do texto acima, julgue os próximos itens.
No trecho “Quanto ao gênero deles, não sei que diga que não seja inútil” (l.8-9) a vírgula separa orações
coordenadas.
Comentário:

Só existe oração quando existe verbo.

“Quanto ao gênero deles, não sei que diga que não seja inútil”
(Não tem verbo)
Não tem oração

A vírgula não separa orações coordenadas.

Gabarito: Errado.
(CESPE/TC-DF/2014)

@Quebrandoquestões

36/146
Amostra – Mega Pack Português

43) Em – ... fruto não só do novo acesso da população ao automóvel mas também da necessidade de maior
número de viagens... –, os termos em destaque estabelecem relação de
A) explicação.
B) oposição.
C) alternância.
D) conclusão.
E) adição.
Comentário:

Conjunções Coordenadas Sindéticas Aditivas


Conjunções com sentido de adição: e, nem, mas também, como também, além de (disso, disto, aquilo),
quanto (depois de tanto), bem como, não só...como também/ mas também/ mas ainda, não só/ mas
também...senão, tampouco (nem).

Ex: Não pulei nem corri.


Ex: Não só toco violão, mas também violino.
Ex: Ela cantava e ele dançava.
Ex: Não pula, tampouco (nem) corre.
Ex: Comprou um caderno, não só para anotar, mas também para desenhar.

Gabarito: Letra E.
(CESPE/PRF/2019)
44) Julgue o seguinte item, a respeito das ideias e das construções linguísticas do texto apresentado.
No trecho “Os processos de produção dos objetos que nos cercam movimentam relações diversas entre os
indivíduos” (ℓ. 10 a 12), o sujeito da forma verbal “cercam” é “Os processos de produção dos objetos”.
Comentário:

“Os processos de produção dos objetos que nos cercam movimentam relações diversas entre os indivíduos”

O verbo “movimentam” tem como sujeito “Os processos de produção dos objetos” e complemento “relações
diversas entre os indivíduos”.

Já o verbo “cercam” tem como sujeito o pronome relativo “que” e complemento o termo “nos”. O pronome relativo
“que” retoma “os processos de produção dos objetos”.

Gabarito: Errado.
(CESPE/PRF/2019)
45) Nos humanos, o excesso de luz urbana que se infiltra no ambiente no qual dormimos pode reduzir
drasticamente os níveis de melatonina...
No que se refere aos sentidos e às construções linguísticas do texto precedente, julgue o item a seguir.
A correção gramatical do texto seria mantida, mas seu sentido seria alterado, caso o trecho “que se infiltra no
ambiente no qual dormimos” (ℓ. 1) fosse isolado por vírgulas.
Comentário:

A inserção das vírgulas altera o sentido da frase, no entanto, a correção gramatical do texto permanece mantida.

Sem Vírgulas:

Nos humanos, o excesso de luz urbana que se infiltra no ambiente no qual dormimos pode reduzir drasticamente
os níveis de melatonina... Or. Subord. Adjetiva Restritiva

Oração Subordinada Adjetiva Restritiva: têm função de restringir / limitar o nome da oração principal. O pronome
relativo Que não fica entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Entre Vírgulas:

Nos humanos, o excesso de luz urbana, que se infiltra no ambiente no qual dormimos, pode reduzir
drasticamente os níveis de melatonina... Or. Subord. Adjetiva Explicativa

@Quebrandoquestões

37/146
Amostra – Mega Pack Português

Oração Subordinada Adjetiva Explicativa: Acrescenta uma informação, ampliando um detalhe de um conceito.
O pronome relativo Que fica entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Gabarito: Correto.
(CESPE/PC-SE/2019)
46) Para que a atuação policial ocorra dentro dos parâmetros democráticos, é essencial que haja a
implementação de um modelo de policiamento que corresponda aos preceitos constitucionais,...
Acerca dos sentidos e de aspectos linguísticos do texto precedente, julgue o item a seguir.
A oração “que haja a implementação de um modelo de policiamento” (ℓ. 1 e 2) tem a função de qualificar o adjetivo
que a antecede: “essencial” (ℓ.1).
Comentário:

A oração “que haja a implementação de um modelo de policiamento” possui a função de sujeito oracional da
oração principal “é essencial”.

V.Lig. + P.Sujeito + O.S.S.S


...é essencial que haja a implementação de um modelo de policiamento...

Oração Subordinada Substantiva Subjetiva


A oração subordinada substantiva exerce a função de sujeito.

Estrutura: Verbo de Ligação + Predicativo do Sujeito + O.S.S.S

Ex: É necessário que você se dedique.


(É necessário isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

Exemplo
É necessário que faças a cirurgia urgentemente.
(É necessário isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

Estrutura: Verbos Unipessoais + O.S.S.S

Verbos Unipessoais: acontecer, constar, convir, importar, parecer, urgir, suceder.

Ex: Convém que corrija isso.


(Convém isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

VTD+SE (P.A) + O.S.S.S

Ex: Espera-se que você compareça à reunião.


(Espera-se isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

Estrutura: Verbo ser + Particípio + O.S.S.S

Ex: Foi provado que ele era inocente.


(Foi provado isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

Gabarito: Errado.

(CESPE/PC-GO/2019)
47) Além disso, há uma questão relacionada à possibilidade do estado de dependência do crime: a
probabilidade de se cometerem crimes no presente está relacionada à quantidade de crimes que já se
cometeram.
A oração “que já se cometeram” (l. 2 e 3)

@Quebrandoquestões

38/146
Amostra – Mega Pack Português

A) equivale, sintática e semanticamente, a que foi cometida.


B) está coordenada à expressão “quantidade de crimes” (l. 2).
C) explica o termo “crimes” (l. 2).
D) complementa o substantivo “quantidade” (l. 2).
E) restringe o sentido do termo “crimes” (l. 2).
Comentário:
Pron. Relativo
...no presente está relacionada à quantidade de crimes que já se cometeram.
Or. Subord. Adj. Restritiva

A oração “que já se cometeram” restringe o sentido do termo “crimes”.

Oração Subordinada Adjetiva Restritiva: têm função de restringir / limitar o nome da oração principal. O pronome
relativo Que não fica entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Gabarito: Letra E.
(CESPE/TCE-SC/2016)
48) De acordo com a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), a integridade é
mais do que a ausência de corrupção, pois envolve aspectos positivos que, em última análise, influenciam
os resultados da administração, e não apenas seus processos.
Ainda com relação a aspectos linguísticos do texto CB2A2BBB, julgue o item subsequente.
Seria mantido o sentido restritivo da oração iniciada pelo pronome “que” (l.2) se fosse inserida uma vírgula
imediatamente após a palavra “positivos” (l.2).
Comentário:

O sentido restritivo não seria mantido.

Sem vírgula:
Adj. Adv.
...envolve aspectos positivos que, em última análise, influenciam os resultados da administração, e não
apenas seus processos. Or. Subord. Adj. Restritiva

Com vírgula:

...envolve aspectos positivos, que, em última análise, influenciam os resultados da administração, e não
apenas seus processos. Or. Subord. Adj. Explicativa

Oração Subordinada Adjetiva Explicativa: Acrescenta uma informação, ampliando um detalhe de um conceito.
O pronome relativo Que fica entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Gabarito: Errado.
(CESPE/TCE-RN/2015)
49) Considerando as estruturas linguísticas e os sentidos do texto Uma breve história do controle, julgue o
próximo item.
É possível identificar no trecho “foi na Grécia que se configurou o primeiro esboço de um tribunal de contas” (l. 9 a
11) duas orações, sendo uma delas de natureza restritiva.
Comentário:

A frase apresenta uma partícula expletiva (foi que) que não exerce nenhum tipo de classificação. Sendo assim, só
existe apenas uma oração.

“foi na Grécia que se configurou o primeiro esboço de um tribunal de contas"

Ordem Direta: O primeiro esboço de um tribunal de contas se configurou na Grécia.

“Que” como Partícula Expletiva ou de Realce


Partícula expletiva é aquela que não possui função na oração. Nesse caso “que” pode ser retirado sem
ocorrer alteração no sentido da frase.
Ex: Desde cedo que aguardava por vocês.
Partícula Expletiva

@Quebrandoquestões

39/146
Amostra – Mega Pack Português

Ex: Desde cedo aguardava por vocês.


Ex: O que é que está acontecendo?
Partícula Expletiva

Ex: O que está acontecendo?


Ex: Você é que vai embora.
Partícula Expletiva

Estrutura: Ser + Que.

Ex: Você vai embora.

Gabarito: Errado.
(CESPE/SEDU-ES/2010)
50) A partir do texto acima e considerando seus aspectos gramaticais, julgue o item subsequente.
No trecho “recebido por um manobrista, que, na saída, leva as sacolas até o carro" (l. 10-11), o termo sublinhado é
um pronome relativo e inicia uma oração adjetiva.
Comentário:
Adj. Adv.
“recebido por um manobrista, que, na saída, leva as sacolas até o carro."
Or. Subord. Adj. Explicativa

Oração Subordinada Adjetiva Explicativa: Acrescenta uma informação, ampliando um detalhe de um conceito.
O pronome relativo Que fica entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Gabarito: Correto.
(CESPE/SEDU-ES/2010)
51) “...a participação de especialistas de área de aconselhamento familiar, que orientam os pais sobre a
criação dos filhos.”
Com base nas estruturas linguísticas do texto acima, julgue o item que se segue.

O emprego de vírgula logo após “aconselhamento familiar" (l.1) justifica-se para isolar oração explicativa
subsequente.
Comentário:
Pron. Relativo
“...a participação de especialistas de área de aconselhamento familiar, que orientam os pais sobre a criação dos
filhos.” Or. Subord. Adj. Explicativa

Oração Subordinada Adjetiva Explicativa: Acrescenta uma informação, ampliando um detalhe de um conceito.
O pronome relativo Que fica entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Gabarito: Correto.
(CESPE/CGE-PI/2015)
52) Acerca das ideias e das estruturas linguísticas do texto I, julgue o item a seguir.
No trecho “ele me leva a um restaurante que, apesar de simpático, me pareceu um pouco estranho” (l. 11 e 12), o
elemento “que” introduz oração de natureza restritiva, intercalada por estrutura de valor adverbial.
Comentário:
Pron. Relativo Adj. Adv.
“ele me leva a um restaurante que, apesar de simpático, me pareceu um pouco estranho”
Or. Subord. Adj. Restritiva

Gabarito: Correto.
(CESPE/MME/2013)
53) “..., mas esse modelo, que começou a ser desenhado há mais de quarenta anos, tem-se mostrado cada
vez mais vulnerável às mudanças climáticas.”
Acerca das ideias e das estruturas linguísticas do texto I, julgue o item a seguir.

@Quebrandoquestões

40/146
Amostra – Mega Pack Português

Na linha 1, a oração “que começou a ser desenhado há mais de quarenta anos” é de natureza restritiva em relação
a “modelo”.
Comentário:
Or. Subord. Adj. Explicativa
“..., mas esse modelo, que começou a ser desenhado há mais de quarenta anos, tem-se mostrado cada vez
mais vulnerável às mudanças climáticas.”

Oração Subordinada Adjetiva Explicativa: Acrescenta uma informação, ampliando um detalhe de um conceito.
O pronome relativo Que fica entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Gabarito: Errado.
(FCC/TJ-AP/2014)
54) O segmento em que se restringe o sentido do termo imediatamente anterior encontra-se em
A) Apesar das mudanças, um símbolo atravessou os séculos - a deusa Têmis -, imponente figura feminina, com os
olhos vendados e carregando em uma das mãos uma balança e na outra uma espada.
B) Assim, os supostos da modernidade, particularmente a liberdade e a igualdade, dependem, para se
materializarem, da força do Judiciário, de um lado, e do acesso à justiça, das possibilidades reais de se ingressar
em tribunais, de outro.
C) Para terminar, volto à deusa Têmis, que enfrentava no Olimpo o deus da guerra, Ares.
D) Naquele tempo, como hoje, duas armas se enfrentam: a violência, que destrói e vive da desigualdade, e a lei,
que constrói e busca a igualdade.
E) A moderna ideia de justiça e de direito é inerente ao conceito de indivíduo, um ente que tem valor em si mesmo,
dotado de direitos naturais.
Comentário:

“que” é pronome relativo, fazendo referência ao termo anterior “ente”. Como o pronome relativo não está entre
vírgulas é considerado uma Oração Subordinada Adjetiva Restritiva.

A moderna ideia de justiça e de direito é inerente ao conceito de indivíduo, um ente que tem valor em si mesmo,
dotado de direitos naturais. Or. Subord. Adj. Restritiva

Oração Subordinada Adjetiva Restritiva: têm função de restringir / limitar o nome da oração principal. O pronome
relativo Que não fica entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Gabarito: Letra E.
(FCC/TCE-GO/2014)
55) O segmento em que se restringe o sentido do termo imediatamente anterior encontra-se em
A) Outros frisam o aspecto da recepção do espectador, que poderia interpretar criativamente - e não de modo
resignado - as mensagens que lhe seriam passadas, ademais, de modo não unívoco, mas com multiplicidades
possíveis de sentido.
B) Na época, estavam impactados pela experiência no país cuja indústria cultural era a mais avançada, os Estados
Unidos, local onde os dois pensadores alemães refugiaram-se durante a Segunda Guerra.
C) ...num mundo em que tudo se transformava em mercadoria descartável, até mesmo a arte, que assim se
desqualificaria como tal.
D) que tenderia a conferir a todos os produtos culturais um formato semelhante, padronizado,...
E) Segundo os autores, a cultura contemporânea estaria submetida ao poder do capital, constituindo-se num sistema
que englobaria o rádio, o cinema, as revistas e outros meios - como a televisão, a novidade daquele momento -,...
Comentário:

“que” é pronome relativo, fazendo referência ao termo anterior “sistema”. Como o pronome relativo não está
entre vírgulas é considerado uma Oração Subordinada Adjetiva Restritiva.

Segundo os autores, a cultura contemporânea estaria submetida ao poder do capital, constituindo-se num sistema
que englobaria o rádio, o cinema, as revistas e outros meios - como a televisão, a novidade daquele...
Or. Subord. Adj. Restritiva

Oração Subordinada Adjetiva Restritiva: têm função de restringir / limitar o nome da oração principal. O pronome
relativo Que não fica entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Gabarito: Letra E.

@Quebrandoquestões

41/146
Amostra – Mega Pack Português

(CESPE/Câmara dos Deputados/2014)


56) Ao vender Sochi como sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014, o presidente russo Vladimir Putin
prometeu uma experiência única: turistas e atletas poderiam esquiar nas montanhas, onde é muito frio, e
mergulhar em piscinas abertas de hotéis, onde o clima é mais ameno, no mesmo dia. Sochi é famosa como
estância de veraneio de milionários russos. Pelo fato de o clima na região ser subtropical, a temperatura
prevista para a Olimpíada já estava no limite do aceitável para a prática de esportes na neve: no inverno, é
esperada a média de 6º C na altura do mar Negro, que banha o litoral.
Julgue o próximo item , relativos aos sentidos e aspectos gramaticais do texto acima.
As orações “onde é muito frio” (L. 2 e 3) e “que banha o litoral” (L.6) têm natureza explicativa, o que justifica o fato
de estarem isoladas por vírgulas.
Comentário:

“onde” é pronome relativo, fazendo referência ao termo anterior “montanhas”. Como o pronome relativo encontra-
se entre vírgulas é considerado uma Oração Subordinada Adjetiva Explicativa.

Or. Subord. Adj. Explicativa


...turistas e atletas poderiam esquiar nas montanhas, onde é muito frio, e mergulhar em piscinas abertas de hotéis,
P.R

“que” é pronome relativo, fazendo referência ao termo anterior “mar Negro”. Como o pronome relativo encontra-
se entre vírgulas é considerado uma Oração Subordinada Adjetiva Explicativa.

Or. Subord. Adj. Explicativa


...é esperada a média de 6º C na altura do mar Negro, que banha o litoral.
P.R
Gabarito: Correto.
(CESPE/MTE/2014)
57) Acerca dos aspectos estruturais e interpretativos do texto acima, julgue os itens a seguir.
No trecho “Não são poucos os chefes que não sabem como tratar um tema que envolve seus subordinados” (l.3-4),
há duas orações de natureza restritiva, uma referente a “os chefes” e outra a “um tema”.
Comentário:

“Não são poucos os chefes que não sabem como tratar um tema que envolve seus subordinados”

Tanto o primeiro, quanto o segundo “que” são pronomes relativos, fazendo referência ao termo anterior. O
primeiro faz referência ao termo “chefes”, o segundo ao termo “tema”. Os dois “quês” não estão isolados entre
vírgulas, com isso, ambos são orações subordinadas adjetivas restritivas.

Gabarito: Correto.
(CESPE/STF/2013)
58) Boquiaberta, saí devagar, mas em breve a esperança de novo me tomava toda e eu recomeçava na rua
a andar pulando, que era o meu modo estranho de andar pelas ruas de Recife.
Julgue os itens, referentes às ideias e às estruturas linguísticas do texto acima.
A oração introduzida pelo pronome “que” tem caráter restritivo, visto que especifica a ação expressa pela locução
“andar pulando”.
Comentário:

O “que” está sendo usado como uma conjunção coordenada explicativa.

...e eu recomeçava na rua a andar pulando, que era o meu modo estranho de andar pelas ruas de Recife.
(pois)

Conjunções Coordenadas Sindéticas Explicativas


Conjunções com sentido de Explicação: porque; pois (antes do verbo); porquanto; que; já que; visto que;
dado que; uma vez que; isto é; ou seja; na verdade; a saber;.

OBS: Normalmente o verbo fica no imperativo.

Ex: Silêncio, pois quero ler.


Ex: Ele não sai porque está doente.

@Quebrandoquestões

42/146
Amostra – Mega Pack Português

Gabarito: Errado.
(IBFC/Câmara Municipal de Araraquara - SP/2018)
59) A oração destacada em negrito “Não pense que é fácil.” é classificada como Oração Subordinada
Substantiva Objetiva Direta.
Comentário:

Or. Principal
“Não pense que é fácil.”
Não pense isso.
VTD Or. Subord. Subs. Objetiva Direta

Oração Subordinada Substantiva


Orações subordinadas formadas a partir de conjunções integrantes (que, se,) – que têm a função de
complementar o sentido da oração principal – ou pronomes interrogativos (que, qual, quanto...) – que
assumem função sintática –.

Ex: É claro que a gramática do inglês não é a mesma gramática do português.

É claro: O. Principal.

que a gramática do inglês não é a mesma gramática do português.: O.S.S.Subjetiva.

Que: Conjunção Integrante.

Macete: Substituir a oração subordinada substantiva por ISSO.

Ex: É claro isso. Isso é claro.

Oração Subordinada Substantiva Objetiva Direta


A oração subordinada substantiva exerce a função de Objeto Direto.

Ex: Eu quero que você veja.


(Eu quero isso)
O. Princ. O.S.S.OBJ. DIR..

Ex: Ele verificou se todos queriam palito.


(Ele verificou isso)
O. Princ. + se + O.S.S.OBJ. DIR..

OBS: Normalmente a conjunção integrante “se” é utilizada na O.S.S.O.D.

Gabarito: Correto.
(INSTITUTO AOCP/Prefeitura de Pinhais - PR/2017)
60) Assinale a alternativa em que a oração destacada é uma subordinada substantiva.
A) “Eu não tenho muito tempo porque meu professor de inglês avançado me deu um livro [...]”.
B) “Se você ainda não leu, acho [...]”.
C) “Se você ainda não leu, acho que deve, porque é muito interessante.”.
D) “O professor me disse para ler alguns capítulos de cada vez, mas eu não gosto de ler os livros dessa forma”.
E) “Minha mãe começou a chorar, e meu pai colocou o braço em seu ombro”.
Comentário:

Letra A: Errada.

“Eu não tenho muito tempo porque meu professor de inglês avançado me deu um livro [...]”.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Explicativas


Conjunções com sentido de Explicação: porque; pois (antes do verbo); porquanto; que; já que; visto que;
dado que; uma vez que; isto é; ou seja; na verdade; a saber;.

@Quebrandoquestões

43/146
Amostra – Mega Pack Português

OBS: Normalmente o verbo fica no imperativo.

Ex: Silêncio, pois quero ler.


Ex: Ele não sai porque está doente.

Letra B: Errada.

“Se você ainda não leu, acho [...]”.

Orações Subordinadas Adverbiais Condicionais


Trazem ideia de condição para a Oração Principal ocorrer.

Verbo com sentido de hipótese e conjugado no modo subjuntivo.

Conectivos: se, caso, desde que, contanto que, sem que, quando, salvo se, a menos que, a não ser
que, sem que.

Ex: Se eu cantar, você irá tocar.


O.S.A.Cond. O. Principal.

(Com o conectivo “Se” o verbo ficará no Futuro do Subjuntivo)

Ex: Caso eu cante, você irá tocar.


O.S.A.Cond. O. Principal.

(Com o conectivo “Caso” o verbo ficará no Presente do Subjuntivo)

Ex: Entrarei mais cedo, quando chover.


O. Principal. O.S.A.Cond. (Se)

Letra C: Correta.
Conjunção Integrante
“Se você ainda não leu, acho que deve, porque é muito interessante.”
(Eu) acho isso
VTD Or. Subord. Subst. Objetiva Direta

Letra D: Errada.

“O professor me disse para ler alguns capítulos de cada vez, mas eu não gosto de ler os livros dessa forma”.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Adversativas


Conjunções com sentido de oposição, compensação, retificação: mas, porém, todavia, entretanto, no
entanto, senão, não obstante, contudo, e (sentido adversativo).

Ex: Cantou, mas não pulou.


Ex: Corri, entretanto não ganhei.
Ex: Andei de carro, não obstante andei de moto.
Ex: Não pulou dois carros, senão (mas sim) três.
Ex: Estava querendo cantar, e (mas) não cantou.

OBS: É recomendável pôr vírgula antes do “e” adversativo.

OBS: O “mas” não pode vir intercalado por vírgulas.

Letra E: Errada.

“Minha mãe começou a chorar, e meu pai colocou o braço em seu ombro”.

@Quebrandoquestões

44/146
Amostra – Mega Pack Português

Conjunções Coordenadas Sindéticas Aditivas


Conjunções com sentido de adição: e, nem, mas também, como também, além de (disso, disto, aquilo),
quanto (depois de tanto), bem como, não só...como também/ mas também/ mas ainda, não só/ mas
também...senão, tampouco (nem).

Ex: Não pulei nem corri.


Ex: Não só toco violão, mas também violino.
Ex: Ela cantava e ele dançava.
Ex: Não pula, tampouco (nem) corre.
Ex: Comprou um caderno, não só para anotar, mas também para desenhar.

Gabarito: Letra C.
(MS CONCURSOS/IF-AC/2014)
61) “tem-se a vaga impressão de que o sistema educacional brasileiro, incluindo as escolas de jornalismo,
já teve melhores dias.” A oração destacada classifica-se sintaticamente como Oração Subordinada
Substantiva Completiva Nominal.
Comentário:

O. Principal + Nome pede Preposição + O.S.S.C.N.


“tem-se a vaga impressão de que o sistema educacional brasileiro, incluindo as escolas de jornalismo, já
teve melhores dias.”

Oração Subordinada Substantiva Completiva Nominal (OSSCN)


A oração subordinada substantiva exerce a função de Complemento Nominal.

Estrutura: O. Principal +Nome pede Preposição + O.S.S.C.N.

Ex: Sinto esperança de que você vai voltar. .


(Sinto esperança disso)
O. Princ. O.S.S.Comp. Nom..

OBS: O nome pede preposição. (Esperança de, Necessidade de, orgulho de)

Gabarito: Correto.
(MS CONCURSOS/IF-AC/2014)
62) “Certos escribas são capazes de produzir tolices”. A oração destacada classifica-se sintaticamente
como Oração Subordinada Substantiva Completiva Nominal Reduzida de Infinitivo.
Comentário:

Orações Reduzidas
São orações que possuem verbos nominais, ou seja, verbos no particípio, gerúndio ou infinitivo.

Oração Reduzida – Exemplo


É essencial estudar na escola.
Estrutura: Verbo de Ligação + Predicativo do Sujeito + Or. Subord. Subst. Subjetiva Reduzida

- Não possui conjunção integrante;


- Verbo estudar no infinitivo.
- Oração Subordinada Substantiva Subjetiva Reduzida.
- Estudar na escola é essencial.

Oração Desenvolvida – Exemplo


É essencial que você estude na escola.
- Possui conjunção;
- O verbo passou a ficar no subjuntivo.

Nome pede Preposição


“Certos escribas são capazes de produzir tolices”.
Verbo no Infinitivo

@Quebrandoquestões

45/146
Amostra – Mega Pack Português

Oração Subordinada Substantiva Completiva Nominal Reduzida (O.S.S.C.N.R)


Reduzida
(disso)
Ele tem esperança de conseguir uma vaga.
V. Infinitivo

Desenvolvida
Ele tem esperança de que consigam uma vaga.
O. Princ. C.I Verbo Subjuntivo
(Ele tem esperança disso.)

Estrutura: O. Principal +Nome pede Preposição + O.S.S.C.N.

Gabarito: Correto.
(CETAP/Prefeitura de Ourém - PA/2017)
63) Assinale a alternativa que analise corretamente a oração "(...) dirigida por Oscar Eustin (...)” em: "Nessa
adaptação, dirigida por Oscar Eustin, o personagem-título tinha uma cabeleira desbotada (...)”:
A) Oração subordinada substantiva objetiva indireta.
B) Oração subordinada adjetiva explicativa reduzida do particípio.
C) Oração principal.
D) Oração subordinada adjetiva restritiva
E) Oração subordinada adverbial causal.
Comentário:

As orações reduzidas são orações que possuem verbos nominais, ou seja, verbos no particípio, gerúndio ou
infinitivo.
Verbo no Particípio
"Nessa adaptação, dirigida por Oscar Eustin, o personagem-título tinha uma cabeleira desbotada (...)”
Oração subordinada adjetiva explicativa reduzida do particípio.

Gabarito: Letra B.
(UFRR/UFRR/2019)
64) Escolha a opção que exemplifica uma oração subordinada substantiva objetiva indireta:
A) Necessito de uma coisa: que trabalhes.
B) Adoro os versos de Camões, que releio sempre.
C) Todas as mulheres aplaudiram, quando as cantoras encerraram o show.
D) Uma vez que você quis assim, nada mais posso fazer.
E) Necessitamos de que trabalhe para o sustento da família.
Comentário:

Letra A: Errada.
Conj. Integrante
Necessito de uma coisa: que trabalhes.
Or. Subord. Substantiva Apositiva

Oração Subordinada Substantiva Apositiva


A oração subordinada substantiva exerce a função de Aposto. (Normalmente vem após dois pontos)

Estrutura: O. Principal + O.S.S.A.

Ex: Só aceito agora uma coisa: que você cante.

OBS: haver/ter + que/de + infinitivo é uma locução verbal, e não uma conjunção integrante, pois o que/de,
nesse caso, são preposições acidentais.

Ex: Tenho que pular / Tenho de pular.

Letra B: Errada.
Pron. Relativo

@Quebrandoquestões

46/146
Amostra – Mega Pack Português

Adoro os versos de Camões, que releio sempre.


Or. Subord. Adjetiva Explicativa

Oração Subordinada Adjetiva Explicativa: Acrescenta uma informação, ampliando um detalhe de um conceito.
O pronome relativo Que fica entre vírgulas ou vírgula e ponto.

Letra C: Errada.

Todas as mulheres aplaudiram, quando as cantoras encerraram o show.


Or. Subord. Adv. Temporal

Orações Subordinadas Adverbiais Temporais


Conectivos: quando, enquanto, logo que, assim que, depois que, antes que, desde que, desde que,
sempre que, mal (assim que).

Ex: Mal cantei já fui vaiado.

Ex: Assim que voltei da praia fui demitido.

Ex: Quando cheguei ela estava lá.


O.S.A.Temp. O. Principal....

OBS: “Quando” sendo substituível por “já que” é considerado O.S.A.Causal.

Letra D: Errada.

Uma vez que você quis assim, nada mais posso fazer.

Orações Subordinadas Adverbiais Causais


Conectivos: porque, que, como (com sentido de porque), pois que, já que, uma vez que, visto que, na
medida em que, porquanto, se.

A causa é origem de um evento.

Ex: Ficou doente já que saiu.


O. Principal O.S.A.Causal.
(A origem (causa) da doença foi a saída)

Ex: Como era gordo, nunca fez esporte.


O.S.A.Causal O. Principal

OBS: É possível a substituição de conjunção causal por preposição com sentido de causa.

Ex: Não catava porque não sabia.

Ex: Não cantava por não saber.


O. Principal O.S.A.Causal.
Causa x Consequência x Explicação

Cantei mal porque estava doente. (Causa - Origem)


Cantei tão mal que a plateia vaiou. (Consequência – Tão...que)
Cantei mal, porque estava doente. (Explicação – Vem após vírgula)

Letra E: Correta.

Conj. Integrante
Necessitamos de que trabalhe para o sustento da família.
Or. Subord. Subs. Objetiva Indireta
Necessitamos disso.

@Quebrandoquestões

47/146
Amostra – Mega Pack Português

Oração Subordinada Substantiva Objetiva Indireta (OSSOI)


A oração subordinada substantiva exerce a função de Objeto Indireto.

Ex: Ela me convenceu de que eu a queria.


(Ela me convenceu disso)
O. Princ. OSSOI

OBS: O Verbo é Transitivo Indireto, pedindo preposição.

Gabarito: Letra E.
(MPE-SC/MPE-SC/2018)
65) Uma oração subordinada pode ter função de complemento nominal, nesse caso será classificada como
subordinada substantiva completiva nominal, como é o caso da oração subordinada em Tinha necessidade
de que me ajudassem a subir as escadas.
Comentário:

Tinha necessidade de que me ajudassem a subir as escadas.

O. Principal +Nome que pede Preposição + O.S.S.C.N.

Oração Subordinada Substantiva Completiva Nominal (OSSCN)


A oração subordinada substantiva exerce a função de Complemento Nominal.

Estrutura: O. Principal +Nome que pede Preposição + O.S.S.C.N.

Ex: Sinto esperança de que você vai voltar. .


(Sinto esperança disso)
O. Princ. O.S.S.Comp. Nom..

OBS: O nome pede preposição. (Esperança de, Necessidade de, orgulho de)

Gabarito: Correto.
(SELECON/Prefeitura de Cuiabá - MT/2018)
66) “Chegados a este ponto, convém fazer uma distinção entre notícias falsas e propaganda”. A oração
sublinhada possui função de:
A) sujeito
B) objeto direto
C) objeto indireto
D) adjunto adverbial
Comentário:

“Chegados a este ponto, convém fazer uma distinção entre notícias falsas e propaganda”
Oração Subordinada Substantiva Subjetiva Reduzida

Oração Desenvolvida

“Chegados a este ponto, convém que você faça uma distinção entre notícias falsas e propaganda”

Orações Reduzidas
São orações que possuem verbos nominais, ou seja, verbos no particípio, gerúndio ou infinitivo.

Oração Reduzida – Exemplo


É essencial estudar na escola.
Estrutura: Verbo de Ligação + Predicativo do Sujeito + Or. Subord. Subst. Subjetiva Reduzida

- Não possui conjunção integrante;


- Verbo estudar no infinitivo.
- Oração Subordinada Substantiva Subjetiva Reduzida.
- Estudar na escola é essencial.

@Quebrandoquestões

48/146
Amostra – Mega Pack Português

Oração Desenvolvida – Exemplo


É essencial que você estude na escola.
- Possui conjunção;
- O verbo passou a ficar no subjuntivo.

Oração Subordinada Substantiva Subjetiva Reduzida (O.S.S.S.R)


Reduzida
É essencial cantar no casamento.
V. Infinitivo

Desenvolvida
É essencial que você cante no casamento.
O. Princ. C.I V.Subj.
(É essencial isso.)

Gabarito: Letra A.
(FCC/DETRAN-SP/2019)
67) No período “E penso que Beethoven concordaria”, a oração sublinhada exerce a mesma função sintática
que a oração grifada em:
A) Escreveria sobre a alegria se fosse capaz.
B) Mesmo que tente, não consigo ser alegre.
C) Eles resolveram se unir para compor uma grande sinfonia.
D) O compositor não previu que faria tanto sucesso.
E) Seria preferível que você continuasse a compor.
Comentário:

Conj. Integrante
“E penso que Beethoven concordaria”
VTD Or. Sub. Subst. Obj. Direta

Letra A: Errada.

Escreveria sobre a alegria se fosse capaz.


Or. Sub. Adv. Condicional

Letra B: Errada.

Mesmo que tente, não consigo ser alegre.


Or. Sub. Adv. Concessiva.

Letra C: Errada.

Eles resolveram se unir para compor uma grande sinfonia.


Or. Sub. Adv. Final

Letra D: Correta.
Conj. Integrante
O compositor não previu que faria tanto sucesso.
VTD Or. Sub. Subs. Obj. Direta

Letra E: Errada.

Seria preferível que você continuasse a compor.


Or. Sub. Subst. Subjetiva

Oração Subordinada Substantiva Subjetiva


A oração subordinada substantiva exerce a função de sujeito.

Estrutura: Verbo de Ligação + Predicativo do Sujeito + O.S.S.S

@Quebrandoquestões

49/146
Amostra – Mega Pack Português

Ex: É necessário que você se dedique.


(É necessário isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

Exemplo
É necessário que faças a cirurgia urgentemente.
(É necessário isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

Estrutura: Verbos Unipessoais + O.S.S.S

Verbos Unipessoais: acontecer, constar, convir, importar, parecer, urgir, suceder.

Ex: Convém que corrija isso.


(Convém isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

VTD+SE (P.A) + O.S.S.S

Ex: Espera-se que você compareça à reunião.


(Espera-se isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

Estrutura: Verbo ser + Particípio + O.S.S.S

Ex: Foi provado que ele era inocente.


(Foi provado isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

Gabarito: Letra D.
(NUCEPE/Prefeitura de Teresina - PI/2019)
68) No período “Me viciei em discutir política nas redes sociais”, a oração destacada classifica-se como
subordinada substantiva
A) completiva nominal reduzida de infinitivo.
B) objetiva indireta reduzida de infinitivo.
C) objetiva direta reduzida de particípio.
D) predicativa reduzida de gerúndio.
E) apositiva reduzida de particípio.
Comentário:

Verbo no Infinitivo
“Me viciei em discutir política nas redes sociais”
VTI Or. Sub. Subs. Obj. Ind. Reduzida

Oração Subordinada Substantiva Objetiva Indireta Reduzida (O.S.S.O.I.R)


Reduzida
O líder insistiu em praticarmos a aula.
V. Infinitivo

Desenvolvida
O líder insistiu em que nós praticássemos a aula.
O. Princ. C.I V.Subj.
(O líder insistiu nisso.)

Gabarito: Letra B.
(COPESE-UFT/Câmara de Palmas - TO/2018)
69) Assinale a alternativa CORRETA, quanto à classificação da oração: “Tinha medo de abrir a carteira”.
A) Subordinada substantiva objetiva direta.
B) Subordinada substantiva objetiva indireta.

@Quebrandoquestões

50/146
Amostra – Mega Pack Português

C) Subordinada substantiva completiva nominal.


D) Subordinada substantiva apositiva.
Comentário:

Verbo no Infinitivo
“Tinha medo de abrir a carteira”
Or. Subord. Subs. Completiva Nominal Reduzida

A palavra “medo” pede preposição “de”, sendo “de abrir a carteira” uma Oração Subordinada Substantiva
Completiva Nominal Reduzida.

Oração Desenvolvida

“Tinha medo de que abrisse a carteira”

Estrutura: O. Principal + Nome que pede Preposição + O.S.S.C.N.

Oração Subordinada Substantiva Completiva Nominal (OSSCN)


A oração subordinada substantiva exerce a função de Complemento Nominal.

Estrutura: O. Principal +Nome que pede Preposição + O.S.S.C.N.

Ex: Sinto esperança de que você vai voltar. .


(Sinto esperança disso)
O. Princ. O.S.S.Comp. Nom..

OBS: O nome pede preposição. (Esperança de, Necessidade de, orgulho de)

Gabarito: Letra C.
(CCV-UFC/UFC/2018)
70) Assinale a alternativa que classifica corretamente a oração grifada em “não é raro que as escolas para
surdos desenvolvam gírias juvenis ou verdadeiros dialetos dessas línguas” (linhas 17-18).
A) Adjetiva restritiva.
B) Adjetiva explicativa.
C) Substantiva subjetiva.
D) Substantiva predicativa.
E) Substantiva objetiva direta.
Comentário:

Trata-se de uma Oração Subordinada Substantiva Subjetiva.

Estrutura: Verbo de Ligação + Predicativo do Sujeito + O.S.S.S

“não é raro que as escolas para surdos desenvolvam gírias juvenis ou verdadeiros dialetos dessas línguas”

Oração Subordinada Substantiva Subjetiva


A oração subordinada substantiva exerce a função de sujeito.

Estrutura: Verbo de Ligação + Predicativo do Sujeito + O.S.S.S

Ex: É necessário que você se dedique.


(É necessário isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

Exemplo
É necessário que faças a cirurgia urgentemente.
(É necessário isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

Estrutura: Verbos Unipessoais + O.S.S.S

@Quebrandoquestões

51/146
Amostra – Mega Pack Português

Verbos Unipessoais: acontecer, constar, convir, importar, parecer, urgir, suceder.

Ex: Convém que corrija isso.


(Convém isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

VTD+SE (P.A) + O.S.S.S

Ex: Espera-se que você compareça à reunião.


(Espera-se isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

Estrutura: Verbo ser + Particípio + O.S.S.S

Ex: Foi provado que ele era inocente.


(Foi provado isso)
O. Princ. O.S.S.SUBJ.

Gabarito: Letra C.
(IBADE/SEE-PB/2017)
71) A oração destacada em “Regina Navarro defende também QUE O AMOR ROMÂNTICO É BASEADO NA
IDEALIZAÇÃO DO OUTRO," é subordinada:
A) substantiva objetiva indireta
B) substantiva objetiva direta
C) adverbial causal.
D) substantiva completiva nominal
E) adjetiva restritiva
Comentário:
VTD Conj. Integrante
“Regina Navarro defende também QUE O AMOR ROMÂNTICO É BASEADO NA IDEALIZAÇÃO DO OUTRO,"
Or. Subord. Subst. Objetiva Direta

Gabarito: Letra B.
(Quadrix/CREF - 8ª Região (AM/AC/RO/RR)/2018)
72) Acerca dos aspectos linguísticos do texto e das ideias nele expressas, julgue o item seguinte.
Em “Quero que você perca peso”, a oração “que você perca peso” é complemento direto da forma verbal “quero”,
que constitui a oração principal do período; isso faz com que a oração iniciada pela conjunção integrante “que” seja
classificada como subordinada substantiva.
Comentário:

Conj. Integrante
“Quero que você perca peso”
VTD Or. Subord. Subst. Objetiva Direta

Gabarito: Correto.
(INSTITUTO AOCP/Prefeitura de Pinhais - PR /2017)
73) Assinale a alternativa que apresenta oração subordinada similar à encontrada em “Fiz-lhe sinal que não
insistisse”:
A) “O poeta chegara ao alto da montanha”.
B) “E quando ia a descer a vertente do oeste,”.
C) “Ao gracioso Ariel, que de baixo o acompanha,”.
D) “Como se perde no ar um som festivo e doce, / Ou bem como se fosse”.
E) “Para descer a encosta / O outro lhe deu a mão”.
Comentário:

A frase apresenta uma oração subordinada adverbial final. Substituindo o “que” por “para que” é possível,
claramente, perceber a ideia de finalidade.

O. Principal

@Quebrandoquestões

52/146
Amostra – Mega Pack Português

“Fiz-lhe sinal que não insistisse”


O.S.A.Final

“Fiz-lhe sinal para que não insistisse”

O mesmo é apresentado na “letra E”.

“Para descer a encosta / O outro lhe deu a mão”.


O.S.A.Final O. Principal

Orações Subordinadas Adverbiais Finais


Os conectivos trazem uma ideia de propósito.

Conectivos: para que, a fim de que, do modo que, porque (quando igual a para que), de sorte que, que.

Ex: Cantarei para que fique tranquilo.


O. Principal....O.S.A.Final

Ex: Cantarei porque fique tranquilo.


O. Principal....O.S.A.Final

Ex: Toquei a fim de que ficasse tranquilo.


O. Principal....O.S.A.Final

Gabarito: Letra E.
(CETAP/Prefeitura de São João de Pirabas - PA/2016)
74) Ao sair do jogo, Tinga disse que trocaria seus títulos por um mundo com igualdade entre as raças.
Em: “Ao sair do jogo (,..)”(parágrafo sexto), o fragmento dá ideia de:
A) concessão.
B) fim.
C) proporção.
D) causa.
E) tempo.
Comentário:

Ao sair do jogo, Tinga disse que trocaria seus títulos por um mundo com igualdade entre as raças.
O.S.A.T.R.I O. Princ.

O termo “ao” seguido de verbo no infinitivo (sair) apresenta uma relação de tempo. Como o verbo encontra-se no
infinitivo temos uma Oração Subordinada Adverbial Temporal Reduzida do Infinitivo (O.S.A.T.R.I).

Oração Desenvolvida

M. Indicativo
Quando saiu do jogo, Tinga disse que trocaria seus títulos por um mundo com igualdade entre as raças.
Conj.Temp. O. Princ.

Oração Subordinada Adverbial Temporal Reduzida (O.S.A.T.R)


Reduzida – Verbo no Infinitivo

Ao deitar na cama, escutou uma zoada.


V. Infinitivo

Desenvolvida

Quando deitou na cama, escutou uma zoada.


Conj.Temp. O. Princ.

Reduzida – Verbo no Gerúndio

@Quebrandoquestões

53/146
Amostra – Mega Pack Português

Deitando na cama, escutou uma zoada.


V. Gerúndio

Desenvolvida

Quando deitou na cama, escutou uma zoada.


Conj.Temp. O. Princ.

Reduzida – Verbo no Particípio

Deitada na cama, ela escutou uma zoada.


V. Particípio

Desenvolvida

Assim que deitou na cama,ela escutou uma zoada.


Conj. Temp. O. Princ.

Gabarito: Letra E.
(MS CONCURSOS/IF-AC/2014)
75) Assinale a única alternativa em que o verso contém uma oração subordinada adverbial comparativa.
A) “Amo-te, enfim, com grande liberdade”
B) “E te amo além, presente na saudade”
C) “É que um dia em teu corpo de repente”
D) “Amo-te como um bicho, simplesmente”
Comentário:

“Amo-te como um bicho, simplesmente”


(Igual)

Orações Subordinadas Adverbiais Comparativas


Conectivos: como, que, do que, assim como, tal qual, tal...como, mais que, menos, tanto...quanto,
tanto...como.

Ex: Cantava que nem cavalo.


O. Principal O.S.A.Comp.

Ex: Pulava como cavalo.


O. Principal O.S.A.Comp.

Ele canta tanto quanto seu primo.(Verbo implícito)


. Principal O.S.A.Comp.

Gabarito: Letra D.
(LEGALLE Concursos/Prefeitura de Turuçu - RS/2016)
76) Na frase “Feita a prova, você está dispensado”, a oração destacada é subordinada adverbial:
A) Causai reduzida de gerúndio.
B) Final reduzida de particípio.
C) Temporal reduzida de infinitivo.
D) Final reduzida de gerúndio.
E) Temporal reduzida de particípio.
Comentário:

O verbo “feita” está no particípio, sendo uma Oração subordinada adverbial temporal reduzida de particípio.

Particípio O. Princ.
“Feita a prova, você está dispensado”
O.S.A.T.R.P

@Quebrandoquestões

54/146
Amostra – Mega Pack Português

Oração Desenvolvida

Futuro do Subjuntivo
“Quando fizer a prova, você estará dispensado”
Conj.Temp. O. Princ.

Oração Subordinada Adverbial Temporal Reduzida (O.S.A.T.R)


Reduzida – Verbo no Infinitivo

Ao deitar na cama, escutou uma zoada.


V. Infinitivo

Desenvolvida

Quando deitou na cama, escutou uma zoada.


Conj.Temp. O. Princ.

Reduzida – Verbo no Gerúndio

Deitando na cama, escutou uma zoada.


V. Gerúndio

Desenvolvida

Quando deitou na cama, escutou uma zoada.


Conj.Temp. O. Princ.

Reduzida – Verbo no Particípio

Deitada na cama, ela escutou uma zoada.


V. Particípio

Desenvolvida

Assim que deitou na cama,ela escutou uma zoada.


Conj. Temp. O. Princ.

Gabarito: Letra E.
(CETAP/Prefeitura de São João de Pirabas - PA/2016)
77) Durante o jogo do Cruzeiro no Peru, contra o Real Garcilaso, o volante brasileiro foi hostilizado por uma
parte do estádio, que reproduzia chiados de macacos sempre que ele pegava na bola. O caso repercutiu.
A oração: “O caso repercutiu”, classifica-se sintaticamente como:
A) oração coordenada assindética.
B) oração subordinada adverbial temporal.
C) oração coordenada sindética aditiva.
D) oração absoluta.
E) oração coordenada sindética adversativa.
Comentário:

A frase “O caso repercutiu” é formada apenas por um único verbo (única oração), sendo considerada uma oração
absoluta.

Período Simples
Período formado por apenas uma oração (um único verbo), sendo esta chamada de oração absoluta.

Ex: José joga futebol.

Ex: A camisa será lavada amanhã.


(Locução verbal)

@Quebrandoquestões

55/146
Amostra – Mega Pack Português

OBS: Locução Verbal equivale a um verbo, sendo o período simples ou absoluto.

Período Composto
Período formado por mais de uma oração (dois ou mais verbos na frase).

Ex: José joga futebol e dança salsa. (Frase com 02 orações)

Ex: Antônio correu, mas não venceu o torneio. (Frase com 02 orações)

Gabarito: Letra D.
(UFSC/UFSC/2014)
78) A frase “Se bem guiada, a garotada nascida e criada na era digital tem tudo para desenvolver as
habilidades latentes em sua geração” (linhas 28-29) é classificada como uma oração subordinada adverbial
condicional.
Comentário:

O.S.A.Cond. O. Principal.
Se bem guiada, a garotada nascida e criada na era digital tem tudo para desenvolver as habilidades latentes
em sua geração.

Orações Subordinadas Adverbiais Condicionais


Trazem ideia de condição para a Oração Principal ocorrer.

Verbo com sentido de hipótese e conjugado no modo subjuntivo.

Conectivos: se, caso, desde que, contanto que, sem que, quando, salvo se, a menos que, a não ser
que, sem que.

Ex: Se eu cantar, você irá tocar.


O.S.A.Cond. O. Principal.

(Com o conectivo “Se” o verbo ficará no Futuro do Subjuntivo)

Ex: Caso eu cante, você irá tocar.


O.S.A.Cond. O. Principal.

(Com o conectivo “Caso” o verbo ficará no Presente do Subjuntivo)

Ex: Entrarei mais cedo, quando chover.


O. Principal. O.S.A.Cond. (Se)

Gabarito: Correto.
(UFSC/UFSC/2014)
79) Em “Mesmo que ainda se debata como e quando os algoritmos devem entrar na vida da garotada, ganha
força a teoria que compara o ensino da programação ao de uma língua estrangeira” (linhas 14-15), a oração
subordinada indica uma relação de concessão.
Comentário:

O.S.A.Concessiva
“Mesmo que ainda se debata como e quando os algoritmos devem entrar na vida da garotada, ganha força a teoria
que compara o ensino da programação ao de uma língua estrangeira”

Fazendo a substituição de “mesmo que” por “embora” é possível perceber o valor concessivo.

O.S.A.Concessiva
“Embora ainda se debata como e quando os algoritmos devem entrar na vida da garotada, ganha força a teoria que
compara o ensino da programação ao de uma língua estrangeira”

Orações Subordinadas Adverbiais Concessivas

@Quebrandoquestões

56/146
Amostra – Mega Pack Português

O sentido da oração subordinada se opõe ao da oração principal.

Conectivos: embora, a menos que, se bem que, ainda que, conquanto que, posto que, apesar de, não
obstante.

Ex: Posto que estivesse doente, José foi à praia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Embora eu falasse Inglês, ela não entendia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Por mais que tenha estudado, não se deu bem.


O.S.A.Concessiva O. Principal

OBS: Posto que = Embora.

Gabarito: Correto.
(LEGALLE Concursos/Câmara de Vereadores de Guaíba - RS/2017)
80) No período, “Como Melissa não sabia que CD’s escolher para a festa de sua afilhada, trouxe, no entanto,
vários de estilos diferentes'', o termo em destaque classifica-se como uma conjunção subordinada:
A) Causal.
B) Concessiva.
C) Condicional.
D) Consecutiva.
E) Conformativa.
Comentário:

O.S.A.Causal.
“Como Melissa não sabia que CD’s escolher para a festa de sua afilhada, trouxe, no entanto, vários de estilos
diferentes''

Substituindo o “como” por “uma vez que”, fica mais fácil de perceber que se trata de uma Oração Subordinada
Adverbial Causal.

O.S.A.Causal.
“Uma vez que Melissa não sabia que CD’s escolher para a festa de sua afilhada, trouxe, no entanto, vários de
estilos diferentes''

Orações Subordinadas Adverbiais Causais


Conectivos: porque, que, como (com sentido de porque), pois que, já que, uma vez que, visto que, na
medida em que, porquanto, se.

A causa é origem de um evento.

Ex: Ficou doente já que saiu.


O. Principal O.S.A.Causal.
(A origem (causa) da doença foi a saída)

Ex: Como era gordo, nunca fez esporte.


O.S.A.Causal O. Principal

OBS: É possível a substituição de conjunção causal por preposição com sentido de causa.

Ex: Não catava porque não sabia.

Ex: Não cantava por não saber.


O. Principal O.S.A.Causal.
Causa x Consequência x Explicação

@Quebrandoquestões

57/146
Amostra – Mega Pack Português

Cantei mal porque estava doente. (Causa - Origem)


Cantei tão mal que a plateia vaiou. (Consequência – Tão...que)
Cantei mal, porque estava doente. (Explicação – Vem após vírgula)

Gabarito: Letra A.
(UFGD/UFGD/2016)
81) O trecho “A conversa é sobre política, os boatos cruzam os ares, mas ele mantém um discreto silêncio”
corresponde a um período composto por subordinação.
Comentário:

Trata-se de um período composto por orações coordenadas.

“A conversa é sobre política, os boatos cruzam os ares, mas ele mantém um discreto silêncio”
Or. Coord. Assindética Or. Coord. Assindética Or. Coord. Sindética Adversativa

Orações Coordenadas Sindética e Assindética


Oração Coordenada Sindética: Orações que possuem ligação com conectivos ou conjunções.

Ex: José trabalha e estuda.


(Conectivo de Adição)

Oração Coordenada Assindética: Orações que não são ligadas com conectivos ou conjunções.

Ex: José trabalha, estuda.

Conjunções Subordinadas
Finalidade: Conectar orações subordinadas. As orações dependem sintaticamente uma da outra para
apresentar sentido.

A oração que possuir a conjunção subordinada será a oração dependente.

Ex: É a quarta vez que o radar é adotado no país.


O. Principal O. Subordinada Subst. Subj.

Que: Conjunção Integrante.

Gabarito: Errado.
(INSTITUTO AOCP/TRT - 5ª Região (BA)/2015)
82) No excerto “[...] a reciprocidade é essencial para a coisa funcionar [...]”, o trecho destacado classifica-
se como uma oração subordinada
A) adverbial final reduzida de infinitivo.
B) adjetiva explicativa.
C) substantiva reduzida de particípio.
D) adverbial temporal.
Comentário:

Trata-se de uma Oração Subordinada Adverbial Final Reduzida de Infinitivo, pois possui a conjunção “para”
indicando finalidade e o verbo “funcionar” no infinitivo.

“[...] a reciprocidade é essencial para a coisa funcionar [...]”


O. Princ. (O.S.A.F.R.I)

Oração Subordinada Adverbial Final Reduzida (O.S.A.F.R)


Reduzida – Verbo no Infinitivo

Para eu deitar na cama, limpei os pés.


V. Infinitivo O. Princ.

Desenvolvida

@Quebrandoquestões

58/146
Amostra – Mega Pack Português

Para que eu deitasse na cama, limpei os pés.


Con.Temp. V.Subj. O. Princ.

Gabarito: Letra A.
(UFBA/Unilab/2014)
83) No período “E por mais que essa ideia pareça romântica, ela não pode ser descartada.”(ℓ. 4-5), a oração
destacada constitui uma concessão.
Comentário:

Conjunção Concessiva
“E por mais que essa ideia pareça romântica, ela não pode ser descartada.”
O.S.A.Concessiva O. Principal

É possível perceber que se trata de uma concessão, substituindo “por mais que” por “ainda que” ou “embora”.

Conjunção Concessiva
“E embora essa ideia pareça romântica, ela não pode ser descartada.”
O.S.A.Concessiva O. Principal

“E ainda que essa ideia pareça romântica, ela não pode ser descartada.”
O.S.A.Concessiva O. Principal

Orações Subordinadas Adverbiais Concessivas


O sentido da oração subordinada se opõe ao da oração principal.

Conectivos: embora, a menos que, se bem que, ainda que, conquanto que, posto que, apesar de, não
obstante.

Ex: Posto que estivesse doente, José foi à praia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Embora eu falasse Inglês, ela não entendia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Por mais que tenha estudado, não se deu bem.


O.S.A.Concessiva O. Principal

OBS: Posto que = Embora.

Gabarito: Correto.
(VUNESP/Câmara de Barretos - SP/2017)
84) A passagem do texto que apresenta relação com sentido de causa e consequência é:
A) ... homenageia com seu nome o coronel que, no início do século 20, colonizou os índios puyanawa...
B) Quase cem anos depois, o puyanawa Jósimo Constant leva a cultura de sua etnia para a cidade que abriga o
centro do poder.
C) Formado em antropologia pela Universidade de Brasília, está no mestrado em direitos humanos e já foi aprovado
em um doutorado...
D) Desde então, o modelo já foi aplicado em pelo menos sete instituições federais do país.
E) E a lista deve aumentar, já que a Unicamp propôs implementar um processo seletivo do mesmo tipo...
Comentário:

E a lista deve aumentar, já que a Unicamp propôs implementar um processo seletivo do mesmo tipo...
O. Principal O.S.A.Causal.

Causa (Origem): já que a Unicamp propôs implementar um processo seletivo do mesmo tipo...

Consequência: E a lista deve aumentar.

@Quebrandoquestões

59/146
Amostra – Mega Pack Português

Orações Subordinadas Adverbiais Causais


Conectivos: porque, que, como (com sentido de porque), pois que, já que, uma vez que, visto que, na
medida em que, porquanto, se.

A causa é origem de um evento.

Ex: Ficou doente já que saiu.


O. Principal O.S.A.Causal.
(A origem (causa) da doença foi a saída)

Ex: Como era gordo, nunca fez esporte.


O.S.A.Causal O. Principal

OBS: É possível a substituição de conjunção causal por preposição com sentido de causa.

Ex: Não catava porque não sabia.

Ex: Não cantava por não saber.


O. Principal O.S.A.Causal.
Causa x Consequência x Explicação

Cantei mal porque estava doente. (Causa - Origem)


Cantei tão mal que a plateia vaiou. (Consequência – Tão...que)
Cantei mal, porque estava doente. (Explicação – Vem após vírgula)

Gabarito: Letra E.
(IBADE/SEE-PB/2017)
85) Em “As coisas têm mudado muito velozmente, a tal ponto QUE A MEMÓRIA FICA FUGAZ." a construção
destacada exemplifica uma oração com ideia:
A) conclusiva.
B) explicativa.
C) restritiva.
D) consecutiva.
E) subjetiva
Comentário:

Or. Principal O.S.A.Consecutiva


“As coisas têm mudado muito velozmente, a tal ponto QUE A MEMÓRIA FICA FUGAZ."
(Causa) (Consequência)

Orações Subordinadas Adverbiais Consecutivas


Conectivos: de forma que, de maneira que, sem que (de que não), Tanto...que, Tal...que, cada...que, De
modo que, de sorte que.

Ex: Era tão gorda que não cabia no assento.

Gabarito: Letra D.
(IF-PI/IF-PI/2016)
86) No excerto do texto “[...] não queria ouvir música ao vivo, já que nem tinha dinheiro para pagar o couvert
artístico” (6º parágrafo), a conjunção subordinativa expressa:
A) Conclusão.
B) Conformidade.
C) Condição.
D) Concessão.
E) Causa.
Comentário:

Or. Principal O.S.A.Causal


“[...] não queria ouvir música ao vivo, já que nem tinha dinheiro para pagar o couvert artístico”

@Quebrandoquestões

60/146
Amostra – Mega Pack Português

Causa (Origem): Não tinha dinheiro para pagar o couvert artístico.

Consequência: não queria ouvir música ao vivo.

Orações Subordinadas Adverbiais Causais


Conectivos: porque, que, como (com sentido de porque), pois que, já que, uma vez que, visto que, na
medida em que, porquanto, se.

A causa é origem de um evento.

Ex: Ficou doente já que saiu.


O. Principal O.S.A.Causal.
(A origem (causa) da doença foi a saída)

Ex: Como era gordo, nunca fez esporte.


O.S.A.Causal O. Principal

OBS: É possível a substituição de conjunção causal por preposição com sentido de causa.

Ex: Não catava porque não sabia.

Ex: Não cantava por não saber.


O. Principal O.S.A.Causal.
Causa x Consequência x Explicação

Cantei mal porque estava doente. (Causa - Origem)


Cantei tão mal que a plateia vaiou. (Consequência – Tão...que)
Cantei mal, porque estava doente. (Explicação – Vem após vírgula)

Gabarito: Letra E.
(Quadrix/CONTER/2017)
87) Assinale a alternativa em que a oração destacada do texto indica a mesma circunstância expressa pela
oração “Elas são perigosas ainda que as pessoas não acreditem nelas” (linha 5).
A) “que eles pudessem causar danos a seu corpo” (linha 8)
B) “Embora não acreditasse que a radioatividade pudesse matá-la” (linhas 9 e 10)
C) “se aquele indivíduo em particular mudar suas crenças” (linhas 15 e 16)
D) “que é invisível e inaudível para o resto do mundo” (linhas 17 e 18)
E) “quando a criança cresce” (linha 19)
Comentário:

Or. Principal O.S.A.Concessiva


“Elas são perigosas ainda que as pessoas não acreditem nelas”

“Embora não acreditasse que a radioatividade pudesse matá-la”


O.S.A.Concessiva

Orações Subordinadas Adverbiais Concessivas


O sentido da oração subordinada se opõe ao da oração principal.

Conectivos: embora, a menos que, se bem que, ainda que, conquanto que, posto que, apesar de, não
obstante.

Ex: Posto que estivesse doente, José foi à praia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Embora eu falasse Inglês, ela não entendia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Por mais que tenha estudado, não se deu bem.

@Quebrandoquestões

61/146
Amostra – Mega Pack Português

O.S.A.Concessiva O. Principal

OBS: Posto que = Embora.

Gabarito: Letra B.
(Quadrix/CONTER/2017)
88) Leia o Texto:
O trigo manipulou o Homo sapiens a seu bel prazer. Esse primata vivia uma vida confortável como caçador-
coletor até por volta de dez mil anos atrás, quando começou a dedicar cada vez mais esforços ao cultivo do
trigo. Em poucos milênios, os humanos em muitas partes do mundo estavam fazendo não muito mais do que cuidar
de plantas de trigo do amanhecer ao entardecer.
Não foi fácil. O trigo demandou muito deles. O trigo não gostava de rochas nem de pedregulhos e, por isso,
os sapiens deram duro para limpar os campos. O trigo não gostava de dividir espaço, água e nutrientes com outras
plantas e, assim, homens e mulheres trabalharam longas jornadas sob o sol abrasador, eliminando ervas
daninhas. O trigo ficava doente e, por isso, os sapiens tinham de ficar de olho em vermes e pragas. O trigo era
atacado por coelhos e nuvens de gafanhotos, então os agricultores construíram cercas e passaram a vigiar os
campos. O trigo tinha sede, então os humanos cavaram canais de irrigação ou passaram a carregar baldes pesados
de poços para regá-lo. Os sapiens até mesmo passaram a coletar fezes de animais para nutrir o solo em que ele
crescia.
O corpo do Homo sapiens não havia evoluído para tais tarefas. Estava adaptado para subir em macieiras e
correr atrás de gazelas, não para remover rochas e carregar baldes de água. A coluna, os joelhos, o pescoço e os
arcos plantares dos humanos pagaram o preço. Estudos de esqueletos antigos indicam que a transição para a
agricultura causou uma série de males, como deslocamento de disco, artrite e hérnia. Além disso, as novas tarefas
agrícolas demandavam tanto tempo que as pessoas eram forçadas a se instalar permanentemente ao lado de
seus campos de trigo. Isso mudou por completo seu estilo de vida. Nós não domesticamos o trigo; o trigo nos
domesticou. A palavra “domesticar” vem do latim domus, que significa casa. Quem é que estava vivendo em uma
casa? Não o trigo. Os sapiens.
Assinale a alternativa em que a oração destacada do texto indica circunstância de consequência em relação
à sua principal.
A) “quando começou a dedicar cada vez mais esforços ao cultivo do trigo” (linhas 2 e 3)
B) “para limpar os campos” (linha 6)
C) “eliminando ervas daninhas” (linhas 7 e 8)
D) “que as pessoas eram forçadas a se instalar permanentemente ao lado de seus campos de trigo” (linhas 17 e
18)
E) “que significa casa” (linha 19)
Comentário:

Além disso, as novas tarefas agrícolas demandavam tanto tempo que as pessoas eram forçadas a se instalar
permanentemente ao lado de seus campos de trigo.

Orações Subordinadas Adverbiais Consecutivas


Conectivos: de forma que, de maneira que, sem que (de que não), Tanto...que, Tal...que, tão...que
cada...que, De modo que, de sorte que.

Ex: Era tão gorda que não cabia no assento.

Gabarito: Letra D.
(IBADE/Prefeitura de Rio Branco - AC/2017)
89) Do ponto de vista da norma culta, o segmento destacado em “EM SENDO UM FENÔMENO RELACIONAL,
a classificação racial dos indivíduos repousa menos em qualquer postulado científico” possui valor de:
A) finalidade.
B) conformidade.
C) causa.
D) concessão.
E) proporção.
Comentário:

O termo em destaque é considerado uma Oração Subordinada Adverbial Causal Reduzida de Gerúndio
(O.S.A.C.R.G)

@Quebrandoquestões

62/146
Amostra – Mega Pack Português

(O.S.A.C.R.G) (Causa) O. Princ. (Consequência)


“EM SENDO UM FENÔMENO RELACIONAL, a classificação racial dos indivíduos repousa menos em
qualquer postulado científico”

Oração Desenvolvida

Con.Causal O. Princ. (Consequência)


“Como era um fenômeno relacional, a classificação racial dos indivíduos repousa menos em qualquer
postulado científico”

Oração Subordinada Adverbial Causal Reduzida (O.S.A.C.R)


Reduzida – Verbo no Infinitivo

Por ser sempre exigente, ninguém dá atenção!


V. Infinitivo

Desenvolvida

Porque é sempre exigente, ninguém dá atenção!


Con.Causal V.Ind. O. Princ.

Reduzida – Verbo no Gerúndio

Não sendo Feliz, encontrou uma mulher.


V. Gerúndio

Desenvolvida

Como não era Feliz, encontrou uma mulher.


Con.Causal V.Ind. O. Princ.

Reduzida – Verbo no Particípio

Cansada, procurou descansar.


V. Particípio

Desenvolvida

Uma vez que se cansou, procurou descansar.


Con.Causal V.Ind. O. Princ.

Gabarito: Letra C.
(VUNESP/Câmara da Estância Balneária de Itanhaém - SP/2017)
90) Para responder à questão, observe a relação de sentido entre as partes sinalizadas na passagem a
seguir.
(I) Mesmo sendo criticada pelas costas e alvo constante de caricaturas e artigos injuriosos, (II) Domitila,
mulher bonita, inteligente e alegre, experimentou ascensão social meteórica na capital.
É correto afirmar que as ideias expressas no trecho (I) estabelecem, com as ideias do trecho (II), relação de
sentido de
A) causa.
B) concessão.
C) modo.
D) consequência.
E) condição.
Comentário:

Embora
(I) Mesmo sendo criticada pelas costas e alvo constante de caricaturas e artigos injuriosos, (II) Domitila,
mulher bonita, inteligente e alegre, experimentou ascensão social meteórica na capital.

@Quebrandoquestões

63/146
Amostra – Mega Pack Português

(I): Oração Subordinada Adverbial Concessiva.

(II): Oração Principal.

Orações Subordinadas Adverbiais Concessivas


O sentido da oração subordinada se opõe ao da oração principal.

Conectivos: embora, a menos que, se bem que, ainda que, conquanto que, posto que, apesar de, não
obstante.

Ex: Posto que estivesse doente, José foi à praia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Embora eu falasse Inglês, ela não entendia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Por mais que tenha estudado, não se deu bem.


O.S.A.Concessiva O. Principal

OBS: Posto que = Embora.

Gabarito: Letra B.
(FCC/TJ-AP/2014)
91) Leia o texto.
Mas eu não sabia ler. Então meu padrinho teve uma decisão: me enviou para o Curralinho, para ter
escola e morar em casa de um amigo dele, Nhô Marôto. (...) Lá eu não carecia de trabalhar de forma nenhuma,
porque padrinho Selorico Mendes acertava com Nhô Marôto de pagar todo fim de ano o assentamento da
tença e impêndio, até de botina e roupa que eu precisasse. Eu comia muito, a despesa não era pequena, e
sempre gostava do bom e do melhor. A ser que, alguma vez, Nhô Marôto me pedia um ou outro serviço,
usando muito bico de palavreado, me agradando e dizendo que estimava como um favor. (...) Vai, acontece,
ele me disse: − Baldo, você carecia mesmo de estudar e tirar carta-de-doutor, porque para cuidar do trivial
você jeito não tem. Isso que ele me disse me impressionou, que de seguida formei em pergunta, ao Mestre
Lucas. Ele me olhou, um tempo − era homem de tão justa regra e de tão visível correto parecer, que não
poupava ninguém: às vezes teve dia de dar em todos os meninos com a palmatória; e mesmo assim nenhum
de nós não tinha raiva dele. Assim Mestre Lucas me respondeu: − É certo. Mas o mais certo de tudo é que
um professor de mão-cheia você dava... E, desde o começo do segundo ano, ele me determinou de ajudar
no corrido da instrução, eu explicava aos meninos menores as letras e a tabuada.
O elemento que introduz uma oração subordinada adverbial consecutiva está sublinhado em:
A) para ter escola e morar em casa de um amigo dele... (linhas 1 e 2)
B) porque padrinho Selorico Mendes acertava... (linha 3)
C) que estimava como um favor. (linha 6)
D) que um professor de mão-cheia você dava... (linha 12)
E) que não poupava ninguém. (linha 10)
Comentário:

Letra A: Errada.
Oração Subordinada Adverbial Final
“me enviou para o Curralinho, para ter escola e morar em casa de um amigo dele, Nhô Marôto.”

Letra B: Errada.

Oração Subordinada Adverbial Causal

(Uma vez que ou Já que)


Lá eu não carecia de trabalhar de forma nenhuma, porque padrinho Selorico Mendes acertava com Nhô Marôto de
pagar todo fim de ano o assentamento da tença e impêndio, até de botina e roupa que eu precisasse.

Letra C: Errada.
Conj. Integrante

@Quebrandoquestões

64/146
Amostra – Mega Pack Português

“me agradando e dizendo que estimava como um favor.”


VTD Or. Sub. Subst. Objetivo Direta

Letra D: Errada.
Conj. Integrante
“Mas o mais certo de tudo é que um professor de mão-cheia você dava...”
Sujeito Verbo de ligação Or. Sub. Subst. Predicativa

Oração Subordinada Substantiva Predicativa


A oração subordinada substantiva exerce a função de Predicativo do Sujeito.
Estrutura: Sujeito + V.L + O.S.S.P.

Ex: Meu desejo é que você cante.


(Meu desejo é esse)
Sujeito + V.L + O.S.S.P.
Or. Principal

Letra E: Correta.

Oração Subordinada Adverbial Consecutiva


“Ele me olhou, um tempo − era homem de tão justa regra e de tão visível correto parecer, que não poupava
ninguém”

Orações Subordinadas Adverbiais Consecutivas


Conectivos: de forma que, de maneira que, sem que (de que não), Tanto...que, Tal...que, tão...que
cada...que, De modo que, de sorte que.

Ex: Era tão gorda que não cabia no assento.

Gabarito: Letra E.
(FCC/TJ-AP/2014)
92) O segmento sublinhado em O que fica de nosso desfile de concepções e métodos é pouco, já que o
ritmo da mudança não dá tempo à produção amadurecida (4°parágrafo) expressa, no contexto, noção de
A) concessão.
B) consequência.
C) causa.
D) conformidade.
E) finalidade.
Comentário:

Orações Subordinadas Adverbiais Causais


Conectivos: porque, que, como (com sentido de porque), pois que, já que, uma vez que, visto que, na
medida em que, porquanto, se.

A causa é origem de um evento.

Ex: Ficou doente já que saiu.


O. Principal O.S.A.Causal.
(A origem (causa) da doença foi a saída)

Ex: Como era gordo, nunca fez esporte.


O.S.A.Causal O. Principal

OBS: É possível a substituição de conjunção causal por preposição com sentido de causa.

Ex: Não catava porque não sabia.

Ex: Não cantava por não saber.


O. Principal O.S.A.Causal.
Causa x Consequência x Explicação

@Quebrandoquestões

65/146
Amostra – Mega Pack Português

Cantei mal porque estava doente. (Causa - Origem)


Cantei tão mal que a plateia vaiou. (Consequência – Tão...que)
Cantei mal, porque estava doente. (Explicação – Vem após vírgula)

Gabarito: Letra C.
(FCC/TJ-AP/2014)
93) Chove muito e esses nutrientes são lavados, os efeitos da adubação não duram. (último parágrafo)
Uma nova redação, que expresse com clareza a relação de sentido entre as três orações que compõem a
frase acima, encontra-se em:
A) Se chove muito, esses nutrientes são lavados, visto que os efeitos da adubação não duram.
B) Esses nutrientes são lavados, porque os efeitos da adubação não duram quando chove muito.
C) Como chove muito, esses nutrientes são lavados, de modo que os efeitos da adubação não duram.
D) Embora chova muito, os efeitos da adubação não duram, se esses nutrientes são lavados.
E) Contanto que chova muito, esses nutrientes são lavados, a ponto de a adubação não durar.
Comentário:

Chove muito e esses nutrientes são lavados, os efeitos da adubação não duram.

A frase apresentada transmite uma ideia de (Causa)→(Consequência) e (Conclusão).

Macete para Causa e Consequência: O fato de (causa)...faz que/com que (consequência)

O fato de (causa) chover muito faz com que (consequência) os nutrientes sejam lavados.

(Já que) (com isso)


Como chove muito, esses nutrientes são lavados, de modo que os efeitos da adubação não duram.
O.S.A.Causal. O. Principal O. Coordenada Sindética Conclusiva

Orações Subordinadas Adverbiais Causais


Conectivos: porque, que, como (com sentido de porque), pois que, já que, uma vez que, visto que, na
medida em que, porquanto, se.

A causa é origem de um evento.

Ex: Ficou doente já que saiu.


O. Principal O.S.A.Causal.
(A origem (causa) da doença foi a saída)

Ex: Como era gordo, nunca fez esporte.


O.S.A.Causal O. Principal

OBS: É possível a substituição de conjunção causal por preposição com sentido de causa.

Ex: Não catava porque não sabia.

Ex: Não cantava por não saber.


O. Principal O.S.A.Causal.
Causa x Consequência x Explicação

Cantei mal porque estava doente. (Causa - Origem)


Cantei tão mal que a plateia vaiou. (Consequência – Tão...que)
Cantei mal, porque estava doente. (Explicação – Vem após vírgula)

Letra A: Errada.

Se chove muito, esses nutrientes são lavados, visto que os efeitos da adubação não duram.

Apresenta um valor de condição.

@Quebrandoquestões

66/146
Amostra – Mega Pack Português

Letra B: Errada.

Esses nutrientes são lavados, porque os efeitos da adubação não duram quando chove muito.
(pois)
Trata-se de uma conjunção coordenada explicativa.

Letra D: Errada.

Embora chova muito, os efeitos da adubação não duram, se esses nutrientes são lavados.

Temos duas conjunções uma concessiva e outra condicional.

Letra E: Errada.

Contanto que chova muito, esses nutrientes são lavados, a ponto de a adubação não durar.

Apresenta um valor de condição.

Gabarito: Letra C.
(FCC/SABESP/2017)
94) Para Richard Peña, professor da Universidade de Columbia, o cinema independente americano
praticamente acabou. Ele, que já foi diretor de programação de um importante cinema alternativo de Nova
York, insiste que não se devem confundir filmes feitos fora dos grandes estúdios com "independência".
Filmes de baixo orçamento não são necessariamente inovadores em termos estéticos e políticos.
(Adaptado de: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrada)

Fazendo-se as devidas alterações na pontuação e entre maiúsculas e minúsculas, as duas últimas frases
do texto acima podem ser articuladas com correção e lógica em um único período, acrescentando-se,
imediatamente após “independência”,
A) mesmo que
B) embora
C) ainda assim
D) ainda que
E) uma vez que
Comentário:

Macete para Causa e Consequência: O fato de (causa)...faz que/com que (consequência)

“...não se devem confundir filmes feitos fora dos grandes estúdios com "independência". Filmes de baixo orçamento
não são necessariamente inovadores em termos estéticos e políticos.”

O fato de (causa) filmes de baixo orçamento não serem necessariamente inovadores em termos estéticos e políticos
faz com que (consequência) não se devam confundir filmes feitos fora dos grandes estúdios com "independência".

O. Principal O.S.A.Causal
“...não se devem confundir filmes feitos fora dos grandes estúdios com "independência" uma vez que filmes
de baixo orçamento não são necessariamente inovadores em termos estéticos e políticos.”

Orações Subordinadas Adverbiais Causais


Conectivos: porque, que, como (com sentido de porque), pois que, já que, uma vez que, visto que, na
medida em que, porquanto, se.

A causa é origem de um evento.

Ex: Ficou doente já que saiu.


O. Principal O.S.A.Causal.
(A origem (causa) da doença foi a saída)

Ex: Como era gordo, nunca fez esporte.


O.S.A.Causal O. Principal

@Quebrandoquestões

67/146
Amostra – Mega Pack Português

OBS: É possível a substituição de conjunção causal por preposição com sentido de causa.

Ex: Não catava porque não sabia.

Ex: Não cantava por não saber.


O. Principal O.S.A.Causal.
Causa x Consequência x Explicação

Cantei mal porque estava doente. (Causa - Origem)


Cantei tão mal que a plateia vaiou. (Consequência – Tão...que)
Cantei mal, porque estava doente. (Explicação – Vem após vírgula)

Gabarito: Letra E.
(FCC/ Prefeitura de Manaus - AM/2019)
95) Porém, isso requererá a criação de diversas leis. (5° parágrafo)
Em relação aos argumentos que a antecedem, a frase acima exprime noção de
A) conclusão.
B) finalidade.
C) conformidade.
D) oposição.
E) causa.
Comentário:

Porém, isso requererá a criação de diversas leis.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Adversativas


Conjunções com sentido de oposição, compensação, retificação: mas, porém, todavia, entretanto, no
entanto, senão, não obstante, contudo, e (sentido adversativo).

Ex: Cantou, mas não pulou.


Ex: Corri, entretanto não ganhei.
Ex: Andei de carro, não obstante andei de moto.
Ex: Não pulou dois carros, senão (mas sim) três.
Ex: Estava querendo cantar, e (mas) não cantou.

OBS: É recomendável pôr vírgula antes do “e” adversativo.

OBS: O “mas” não pode vir intercalado por vírgulas.

Gabarito: Letra D.
(FCC/Prefeitura de Manaus - AM/2019)
96) No contexto, exprime noção de causa o seguinte segmento:
A) Mas é preciso, também, que façamos uma autocrítica sobre o modo como vemos o mundo...
B) A fragmentação dos conteúdos pode transmitir certa sensação de liberdade, já que não dependemos,
aparentemente, de ninguém.
C) Milhares de fotos são incapazes de superar a vivência de um instante.
D) Agora fotografamos tudo compulsivamente.
E) Lá estavam as nossas lembranças, os nossos registros afetivos.
Comentário:

A fragmentação dos conteúdos pode transmitir certa sensação de liberdade, já que não dependemos,
aparentemente, de ninguém. O.S.A.Causal

Orações Subordinadas Adverbiais Causais


Conectivos: porque, que, como (com sentido de porque), pois que, já que, uma vez que, visto que, na
medida em que, porquanto, se.

A causa é origem de um evento.

@Quebrandoquestões

68/146
Amostra – Mega Pack Português

Ex: Ficou doente já que saiu.


O. Principal O.S.A.Causal.
(A origem (causa) da doença foi a saída)

Ex: Como era gordo, nunca fez esporte.


O.S.A.Causal O. Principal

OBS: É possível a substituição de conjunção causal por preposição com sentido de causa.

Ex: Não catava porque não sabia.

Ex: Não cantava por não saber.


O. Principal O.S.A.Causal.
Causa x Consequência x Explicação

Cantei mal porque estava doente. (Causa - Origem)


Cantei tão mal que a plateia vaiou. (Consequência – Tão...que)
Cantei mal, porque estava doente. (Explicação – Vem após vírgula)

Gabarito: Letra B.
(FCC/Prefeitura de Manaus - AM/2019)
97) É importante guardar imagens. Porém, é mais importante viver cada momento com intensidade. (4°
parágrafo)
Sem que nenhuma outra alteração seja feita na frase, as relações de sentido e a correção do segmento acima
estarão preservadas caso se substitua o elemento sublinhado por
A) Conquanto
B) Embora
C) Porquanto
D) Conforme
E) Todavia
Comentário:

É importante guardar imagens. Porém, é mais importante viver cada momento com intensidade.
Conjunção Adversativa

Letra A: Errada.

O conector “conquanto” é usado em Orações Subordinadas Adverbiais Concessivas.

Orações Subordinadas Adverbiais Concessivas


O sentido da oração subordinada se opõe ao da oração principal.

Conectivos: embora, a menos que, se bem que, ainda que, conquanto que, posto que, apesar de, não
obstante.

Ex: Posto que estivesse doente, José foi à praia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Embora eu falasse Inglês, ela não entendia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Por mais que tenha estudado, não se deu bem.


O.S.A.Concessiva O. Principal

OBS: Posto que = Embora.

Letra B: Errada.

O conector “embora” é usado em Orações Subordinadas Adverbiais Concessivas.

@Quebrandoquestões

69/146
Amostra – Mega Pack Português

Letra C: Errada.

O conector “porquanto” é usado em Orações Coordenadas Explicativas.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Explicativas


Conjunções com sentido de Explicação: porque; pois (antes do verbo); porquanto; que; já que; visto que;
dado que; uma vez que; isto é; ou seja; na verdade; a saber;.

OBS: Normalmente o verbo fica no imperativo.

Ex: Silêncio, pois quero ler.


Ex: Ele não sai porque está doente.

Letra D: Errada.

O conector “conforme” é usado em Orações Subordinadas Adverbiais Conformativas.

Orações Subordinadas Adverbiais Conformativas


Conectivos: Conforme, segundo, consoante, como, de acordo com.

Ex: Tudo aconteceu como foi arquitetado.


O. Principal. O.S.A.Conf. (Conforme)

Ex: Cantou de acordo com o que foi escrito.


O. Principal. O.S.A.Conf. (Conforme)

Letra E: Correta.

O conector “todavia” é usado em Orações Coordenadas Adversativas.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Adversativas


Conjunções com sentido de oposição, compensação, retificação: mas, porém, todavia, entretanto, no
entanto, senão, não obstante, contudo, e (sentido adversativo).

Ex: Cantou, mas não pulou.


Ex: Corri, entretanto não ganhei.
Ex: Andei de carro, não obstante andei de moto.
Ex: Não pulou dois carros, senão (mas sim) três.
Ex: Estava querendo cantar, e (mas) não cantou.

OBS: É recomendável pôr vírgula antes do “e” adversativo.

OBS: O “mas” não pode vir intercalado por vírgulas.

Gabarito: Letra E.
(FCC/Prefeitura de Manaus - AM/2019)
98) Uma enxurrada de estímulos dispersa a inteligência. Ficamos reféns da superficialidade. (5° parágrafo)
Mantendo as relações de sentido e a correção, as frases acima podem ser articuladas em um único período
do seguinte modo:
A) Ao ficarem reféns da superficialidade, uma enxurrada de estímulos dispersa a inteligência.
B) Embora ficamos reféns da superficialidade, uma enxurrada de estímulos dispersa a inteligência.
C) Uma enxurrada de estímulos dispersa a inteligência: contudo, ficamos reféns da superficialidade.
D) Uma enxurrada de estímulos dispersa a inteligência, de modo que ficamos reféns da superficialidade.
E) Conforme se ficam reféns da superficialidade, cuja enxurrada de estímulos dispersa a inteligência.
Comentário:

Macete para Causa e Consequência: O fato de (causa)...faz que/com que (consequência)

Uma enxurrada de estímulos dispersa a inteligência. Ficamos reféns da superficialidade.

@Quebrandoquestões

70/146
Amostra – Mega Pack Português

O fato de (causa) uma enxurrada de estímulos dispersarem a inteligência faz com que (consequência) fiquemos
reféns da superficialidade.

Uma enxurrada de estímulos dispersa a inteligência, de modo que ficamos reféns da superficialidade.
O.S.A.Consecutiva

Orações Subordinadas Adverbiais Consecutivas


Conectivos: de forma que, de maneira que, sem que (de que não), Tanto...que, Tal...que, cada...que, De
modo que, de sorte que.

Ex: Era tão gorda que não cabia no assento.

Gabarito: Letra D.
(FCC/Prefeitura de Manaus - AM/2019)
99) Nossa espécie já enfrentou situações piores. Contudo, há motivo para inquietação.
Mantendo-se as relações de sentido, as frases acima articulam-se com correção, em um único período, do
seguinte modo:
A) Não haveria motivo, para inquietação, caso já não tivessem enfrentado situações piores.
B) Como nossa espécie já enfrentara situações piores, há motivo para inquietação.
C) Apesar de nossa espécie já ter enfrentado situações piores, há motivo para inquietação.
D) Há motivo para inquietação, eis que situações piores já enfrentaram nossa espécie.
E) Há motivo para inquietação, por conseguinte, nossa espécie já enfrentou situações piores.
Comentário:

Nossa espécie já enfrentou situações piores. Contudo, há motivo para inquietação.

A palavra “contudo” é uma conjunção coordenada adversativa, apresentando valor de oposição ou contradição.

O mesmo sentido é encontrado na Letra “C”, a diferença é que se trata de uma conjunção utilizada em orações
subordinadas adverbiais concessivas.

Apesar de nossa espécie já ter enfrentado situações piores, há motivo para inquietação.
O.S.A.Concessiva O. Principal

Orações Subordinadas Adverbiais Concessivas


O sentido da oração subordinada se opõe ao da oração principal.

Conectivos: embora, a menos que, se bem que, ainda que, conquanto que, posto que, apesar de, não
obstante.

Ex: Posto que estivesse doente, José foi à praia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Embora eu falasse Inglês, ela não entendia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Por mais que tenha estudado, não se deu bem.


O.S.A.Concessiva O. Principal

OBS: Posto que = Embora.

Gabarito: Letra C.
(FCC/Prefeitura de Manaus - AM/2019)
100) Perder tempo em um telefonema é uma perspectiva assustadora. No entanto, segundo um relatório
mundial da Deloitte, consultamos nossas telas, em média, mais de 40 vezes ao dia.
O elemento sublinhado acima enfatiza a seguinte conclusão, proposta pela autora:
A) Ainda se perde demasiado tempo em ligações telefônicas, tendo em vista que se consultam as telas dos celulares
muitas vezes ao longo do dia.

@Quebrandoquestões

71/146
Amostra – Mega Pack Português

B) Chega a ser contraditório o comportamento das pessoas que não querem perder tempo com telefonemas mas
consultam frequentemente o celular.
C) É preciso reduzir o tempo gasto com ligações telefônicas e trocas de mensagens, porque a comunicação a
distância não é tão eficaz quanto a presencial.
D) Substituir o uso de aplicativos de mensagens instantâneas pelo telefonema é o modo mais garantido de voltar a
ter diálogos consistentes e produtivos.
E) Mesmo com a redução do número de ligações telefônicas, ainda não se encontrou um outro meio de comunicação
para substituí-la no dia a dia.
Comentário:
Oração Coordenada Adversativa
Perder tempo em um telefonema é uma perspectiva assustadora. No entanto, segundo um relatório mundial da
Deloitte, consultamos nossas telas, em média, mais de 40 vezes ao dia.

O conectivo “no entanto” expressa um valor de compensação ou oposição.

Gabarito: Letra B.
(FCC/ Câmara Legislativa do Distrito Federal/2018)
101) A ideologia incorpora sempre uma teoria sobre o mundo, uma explicação totalizante. Por conseguinte,
está relacionada com a existência de classes sociais.
O termo sublinhado acima assinala no texto noção de
A) conclusão.
B) concessão.
C) oposição.
D) temporalidade.
E) finalidade.
Comentário:
Oração Coordenada Conclusiva
A ideologia incorpora sempre uma teoria sobre o mundo, uma explicação totalizante. Por conseguinte, está
relacionada com a existência de classes sociais.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Conclusivas


Conjunções com sentido de conclusão: pois (posposta ao verbo), logo, portanto, então, por isso, por
conseguinte, por isto, assim, destarte,.

Ex: Treinei muito, destarte ganhei.


Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.
Ex: Desceu descalço, logo caiu.
Conectivo “Pois”
Oração Coordenada Sindética Explicativa Oração Coordenada Sindética Conclusiva
“Pois” no início da oração, não deslocado entre
“Pois” após a oração, deslocado entre vírgulas.
vírgulas.
Ex: Silêncio, pois quero ler. Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.

Gabarito: Letra A.
(FCC/Câmara Legislativa do Distrito Federal/2018)
102) Com o tempo, um estudo muito aplicado fica inacessível para aqueles que não se dedicaram muito a
ele. Por isso não entendemos de medicina, direito ou matemática... (1o parágrafo)
Identificam-se nas ideias expostas acima, respectivamente, as noções de
A) consequência e oposição.
B) causa e consequência.
C) oposição e temporalidade.
D) concessão e consequência.
E) conclusão e concessão.
Comentário:

A frase apresentada traz um sentido de Causa e Consequência.

Com o tempo, um estudo muito aplicado fica inacessível para aqueles que não se dedicaram muito a ele. Por isso
não entendemos de medicina, direito ou matemática...

@Quebrandoquestões

72/146
Amostra – Mega Pack Português

Macete para Causa e Consequência: O fato de (causa)...faz que/com que (consequência)

O fato de (causa) um estudo muito aplicado ficar inacessível para aqueles que não se dedicaram muito a ele, faz
com que (consequência) não entendamos de medicina, direito ou matemática...

Gabarito: Letra B.
(FCC/TJ-AP/2014)
103) O aqui, entretanto, não nos confina da mesma forma que o agora.
A conjunção sublinhada acima estabelece, no contexto, noção de
A) finalidade.
B) concessão.
C) causa.
D) adversão.
E) temporalidade.
Comentário:

Conjunção Adversativa
O aqui, entretanto, não nos confina da mesma forma que o agora.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Adversativas


Conjunções com sentido de oposição, compensação, retificação: mas, porém, todavia, entretanto, no
entanto, senão, não obstante, contudo, e (sentido adversativo).

Ex: Cantou, mas não pulou.


Ex: Corri, entretanto não ganhei.
Ex: Andei de carro, não obstante andei de moto.
Ex: Não pulou dois carros, senão (mas sim) três.
Ex: Estava querendo cantar, e (mas) não cantou.

OBS: É recomendável pôr vírgula antes do “e” adversativo.

OBS: O “mas” não pode vir intercalado por vírgulas.

Gabarito: Letra D.
(FCC/TRT - 11ª Região (AM e RR)/2017)
104) O trabalho não é fonte de prazer, é fonte de sentido. Ele nos ajuda a dar sentido à vida. Só que o sentido
da vida profissional não vem pronto: ele é o efeito, e não a premissa, dos anos de prática de uma profissão.
Considerado o contexto e fazendo-se as devidas alterações na pontuação da frase acima, o segmento
sublinhado pode ser substituído por:
A) Porém
B) Embora
C) Porquanto
D) Já que
E) Mesmo que
Comentário:
(No entanto, Porém, Todavia)
Ele nos ajuda a dar sentido à vida. Só que o sentido da vida profissional não vem pronto: ele é o efeito, e
não a premissa, dos anos de prática de uma profissão.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Adversativas


Conjunções com sentido de oposição, compensação, retificação: mas, porém, todavia, entretanto, no
entanto, senão, não obstante, contudo, e (sentido adversativo).

Ex: Cantou, mas não pulou.


Ex: Corri, entretanto não ganhei.
Ex: Andei de carro, não obstante andei de moto.
Ex: Não pulou dois carros, senão (mas sim) três.
Ex: Estava querendo cantar, e (mas) não cantou.

@Quebrandoquestões

73/146
Amostra – Mega Pack Português

OBS: É recomendável pôr vírgula antes do “e” adversativo.

OBS: O “mas” não pode vir intercalado por vírgulas.

Gabarito: Letra A.
(Q2/Q2/2019)
105) José correu “e” Maria pulou. Na substituição da conjunção “e” por vírgula, as duas orações
continuariam com seus sentidos completos, pois são independentes.
Comentário:

O sentido da frase continuaria completo, pois são orações independentes.

Conjunções Coordenativas
Conectam orações independentes (coordenadas), estabelecendo um sentido entre elas.

Ex: Abri a porta e fui pular.

Abri a porta: Oração Independente.

fui pular: Oração Independente.

Caso não existisse o “e”, continuaríamos tendo duas orações (Abri a porta. / Fui Pular.) com sentido.

Gabarito: Correto.
(Q2/Q2/2019)
106) Comprou um caderno, “senão” para anotar, “ao menos” para desenhar.
A substituição de “senão” por “não só” e “ao menos” por “mas também”, não causaria prejuízo para a correção e o
sentido da frase.
Comentário:

Errado. A frase apresentada traz um sentido de ressalva, já a substituição dos conectivos acarretaria um sentido
de adição.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Aditivas


Conjunções com sentido de adição: e, nem, mas também, como também, além de (disso, disto, aquilo),
quanto (depois de tanto), bem como, não só...como também/ mas também/ mas ainda, não só/ mas
também...senão, tampouco (nem).

Ex: Não pulei nem corri.


Ex: Não só toco violão, mas também violino.
Ex: Ela cantava e ele dançava.
Ex: Não pula, tampouco (nem) corre.
Ex: Comprou um caderno, não só para anotar, mas também para desenhar.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
107) Falamos não só de José, “mas também” de Pedro.
A expressão “mas também” introduz no período em que ocorre uma ideia de oposição.
Comentário:

Errado. Ideia de Adição.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Aditivas


Conjunções com sentido de adição: e, nem, mas também, como também, além de (disso, disto, aquilo),
quanto (depois de tanto), bem como, não só...como também/ mas também/ mas ainda, não só/ mas
também...senão, tampouco (nem).

Ex: Não pulei nem corri.


Ex: Não só toco violão, mas também violino.

@Quebrandoquestões

74/146
Amostra – Mega Pack Português

Ex: Ela cantava e ele dançava.


Ex: Não pula, tampouco (nem) corre.
Ex: Comprou um caderno, não só para anotar, mas também para desenhar.

Gabarito: Errado.
(CESPE/MPE-RR/2017)
108) Para conviver em sociedade, é necessário, “entretanto”, conter tais impulsos. Mantendo-se o sentido
original e a correção gramatical do texto, o vocábulo “entretanto” poderia ser substituído por
a) ainda.
b) mas.
c) sobretudo.
d) todavia.
Comentário:

Conjunções Coordenadas Sindéticas Adversativas


Conjunções com sentido de oposição, compensação, retificação: mas, porém, todavia, entretanto, no
entanto, senão, não obstante, contudo, e (sentido adversativo).

Ex: Cantou, mas não pulou.


Ex: Corri, entretanto não ganhei.
Ex: Andei de carro, não obstante andei de moto.
Ex: Não pulou dois carros, senão (mas sim) três.
Ex: Estava querendo cantar, e (mas) não cantou.

OBS: É recomendável pôr vírgula antes do “e” adversativo.

OBS: O “mas” não pode vir intercalado por vírgulas.

Gabarito: Letra D.
(Q2/Q2/2019)
109) Tal cachorro, entretanto, não é assim tão pequeno.
A palavra “entretanto” poderia ser corretamente substituída por “mas”, sem alteração da coesão e dos sentidos do
texto.
Comentário:

Conjunções Coordenadas Sindéticas Adversativas


Conjunções com sentido de oposição, compensação, retificação: mas, porém, todavia, entretanto, no
entanto, senão, não obstante, contudo, e (sentido adversativo).

Ex: Cantou, mas não pulou.


Ex: Corri, entretanto não ganhei.
Ex: Andei de carro, não obstante andei de moto.
Ex: Não pulou dois carros, senão (mas sim) três.
Ex: Estava querendo cantar, e (mas) não cantou.

OBS: É recomendável pôr vírgula antes do “e” adversativo.

OBS: O “mas” não pode vir intercalado por vírgulas.

Gabarito: Errado.
(CESPE/TRF 1ª Região/2017)
110) Porém, a proteção que lhes é garantida baseia-se em um argumento puramente utilitarista.
A correção gramatical e o sentido original do texto seriam preservados caso a conjunção “Porém” fosse substituída
por “Mas”.
Comentário:

Errado, pois não pode vir vírgula após o “mas”.

Gabarito: Errado.

@Quebrandoquestões

75/146
Amostra – Mega Pack Português

(Q2/Q2/2019)
111) Maria cometeu um erro. “Contudo”, não podemos deixar de considerar uma pessoa leal.
O termo “Contudo” foi empregado com o mesmo sentido de Porquanto.
Comentário:

Errado. “Porquanto” é um conectivo explicativo, já “Contudo” adversativo.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
112) Cantou, entretanto não pulou.
A conjunção “Entretanto” tem, no período em que se insere, sentido conclusivo, equivalendo, semanticamente, a
“Portanto”.
Comentário:

Errado.

Entretanto: Sentido Adversativo.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Adversativas


Conjunções com sentido de oposição, compensação, retificação: mas, porém, todavia, entretanto, no
entanto, senão, não obstante, contudo, e (sentido adversativo).

Ex: Cantou, mas não pulou.


Ex: Corri, entretanto não ganhei.
Ex: Andei de carro, não obstante andei de moto.
Ex: Não pulou dois carros, senão (mas sim) três.
Ex: Estava querendo cantar, e (mas) não cantou.

OBS: É recomendável pôr vírgula antes do “e” adversativo.

OBS: O “mas” não pode vir intercalado por vírgulas.

Portanto: Sentido Conclusivo.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Conclusivas


Conjunções com sentido de conclusão: pois (posposta ao verbo), logo, portanto, então, por isso, por
conseguinte, por isto, assim, destarte,.

Ex: Treinei muito, destarte ganhei.


Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.
Ex: Desceu descalço, logo caiu.
Conectivo “Pois”
Oração Coordenada Sindética Explicativa Oração Coordenada Sindética Conclusiva
“Pois” no início da oração, não deslocado entre
“Pois” após a oração, deslocado entre vírgulas.
vírgulas.
Ex: Silêncio, pois quero ler. Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
113) Ou na varanda, ou no quarto, ele dormia do mesmo jeito.
É possível a substituição da expressão “ou...ou” pôr “quer...quer”, pois indicam termos sintaticamente dependentes
entre si.
Comentário:

Errado. Os termos são independentes.

Conjunções Coordenativas
Conectam orações independentes (coordenadas), estabelecendo um sentido entre elas.

@Quebrandoquestões

76/146
Amostra – Mega Pack Português

Ex: Abri a porta e fui pular.

Abri a porta: Oração Independente.

fui pular: Oração Independente.

Caso não existisse o “e”, continuaríamos tendo duas orações (Abri a porta. / Fui Pular.) com sentido.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Alternativas


Conjunções com sentido de alternância ou escolha: ou...ou, ou, ora...ora,já...já, quer...quer, seja...seja.

Ex: Toque violão ou guitarra, não é possível fazer os dois ao mesmo tempo. (escolha de uma das opções)

Ex: José ou Maria vão me buscar na rodoviária. (Sentido de Inclusão)

Ex: Seja na varanda, seja no quarto, ele dormia do mesmo jeito.

Gabarito: Errado.
(CESPE/SEDF/2017)
114) Se você for vítima “ou” vir alguém sendo assediado, ligue 190 “e” denuncie.
No segundo período do texto, a conjunção “ou” está associada ao valor de inclusão e a conjunção “e” associada ao
valor de sequenciação temporal.
Comentário:

Correto. O “ou” possui valor inclusivo (um, outro ou ambos) e o “e” tem valor aditivo e sequência temporal. Primeiro
liga, depois denuncia.

Conjunções Coordenadas Sindéticas Alternativas


Conjunções com sentido de alternância ou escolha: ou...ou, ou, ora...ora,já...já, quer...quer, seja...seja.

Ex: Toque violão ou guitarra, não é possível fazer os dois ao mesmo tempo. (escolha de uma das opções)

Ex: José ou Maria vão me buscar na rodoviária. (Sentido de Inclusão)

Ex: Seja na varanda, seja no quarto, ele dormia do mesmo jeito.

Gabarito: Correto.
(Q2/Q2/2019)
115) Treinei muito, “portanto” ganhei.
A palavra “portanto” introduz, no período em que ocorre, uma ideia de conclusão.
Comentário:

Conjunções Coordenadas Sindéticas Conclusivas


Conjunções com sentido de conclusão: pois (posposta ao verbo), logo, portanto, então, por isso, por
conseguinte, por isto, assim, destarte,.

Ex: Treinei muito, destarte ganhei.


Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.
Ex: Desceu descalço, logo caiu.
Conectivo “Pois”
Oração Coordenada Sindética Explicativa Oração Coordenada Sindética Conclusiva
“Pois” no início da oração, não deslocado entre
“Pois” após a oração, deslocado entre vírgulas.
vírgulas.
Ex: Silêncio, pois quero ler. Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.

Gabarito: Correto.
(CESPE/PC-MA/2018)
116) No texto CG1A1AAA, em “É, então, no entrelaçamento ‘paz — desenvolvimento — direitos humanos —
democracia’ que podemos vislumbrar a educação para a paz”, o vocábulo “então” expressa uma ideia de:

@Quebrandoquestões

77/146
Amostra – Mega Pack Português

a) conclusão.
b) finalidade.
c) comparação.
d) causa.
Comentário:

Conjunções Coordenadas Sindéticas Conclusivas


Conjunções com sentido de conclusão: pois (posposta ao verbo), logo, portanto, então, por isso, por
conseguinte, por isto, assim, destarte,

Ex: Treinei muito, destarte ganhei.


Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.
Ex: Desceu descalço, logo caiu.
Conectivo “Pois”
Oração Coordenada Sindética Explicativa Oração Coordenada Sindética Conclusiva
“Pois” no início da oração, não deslocado entre
“Pois” após a oração, deslocado entre vírgulas.
vírgulas.
Ex: Silêncio, pois quero ler. Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.

Gabarito: Letra A.
(CESPE/IHB DF/2018)
117) Ele passava por aquele caminho todo dia e sabia que “logo” a maré ia subir e lavar um Picasso.
O vocábulo “logo” introduz uma ideia de conclusão.
Comentário:

Errado. No contexto, a palavra “logo” é um advérbio de tempo.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
118) “Logo” nos primeiros testes, a detecção de imagens apresentou mais de 90% de acerto.
No período em que se insere, o termo “Logo” expressa uma ideia de conclusão.
Comentário:

Errado. No contexto, a palavra “logo” é um advérbio de tempo.

Gabarito: Errado.
(CESPE/PC-PE/2016)
119) “É importante, pois, que o médico estabeleça o momento de ocorrência do êxito letal com a maior
precisão possível.”
No texto, a conjunção “pois” introduz, no período em que ocorre, uma ideia de:
a) conclusão.
b) explicação.
c) causa.
d) finalidade.
e) consequência.
Comentário:

Conjunções Coordenadas Sindéticas Conclusivas


Conjunções com sentido de conclusão: pois (posposta ao verbo), logo, portanto, então, por isso, por
conseguinte, por isto, assim, destarte.

Ex: Treinei muito, destarte ganhei.


Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.
Ex: Desceu descalço, logo caiu.
Conectivo “Pois”
Oração Coordenada Sindética Explicativa Oração Coordenada Sindética Conclusiva
“Pois” no início da oração, não deslocado entre
“Pois” após a oração, deslocado entre vírgulas.
vírgulas.
Ex: Silêncio, pois quero ler. Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.

@Quebrandoquestões

78/146
Amostra – Mega Pack Português

Gabarito: Letra A.
(CESPE/TCE-SC/2016)
120) “Portanto”, é preciso estimular a integridade no serviço público.
Seria mantida a correção gramatical do texto se o vocábulo “Portanto” fosse substituído por “Por conseguinte”.
Comentário:

Conjunções Coordenadas Sindéticas Conclusivas


Conjunções com sentido de conclusão: pois (posposta ao verbo), logo, portanto, então, por isso, por
conseguinte, por isto, assim, destarte.

Ex: Treinei muito, destarte ganhei.


Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.
Ex: Desceu descalço, logo caiu.
Conectivo “Pois”
Oração Coordenada Sindética Explicativa Oração Coordenada Sindética Conclusiva
“Pois” no início da oração, não deslocado entre
“Pois” após a oração, deslocado entre vírgulas.
vírgulas.
Ex: Silêncio, pois quero ler. Ex: Estava alcoolizado, foi, pois, multado.

Gabarito: Correto.
(Q2/Q2/2019)
121) Treinei muito, “destarte” ganhei. Em relação a aspectos linguísticos do texto, julgue o próximo item.
Sem prejuízo do sentido do texto, o termo “destarte” poderia ser substituído por “contudo” ou “todavia”.
Comentário:

Errado, Contudo e todavia são conectivos adversativos.

Gabarito: Errado.
(CESPE/ANTAQ/2014)
122) Mantêm-se a correção gramatical do texto e suas informações originais ao se substituir “Portanto” por
qualquer um dos seguintes termos: Por isso, Logo, Por conseguinte.
Comentário:

Correto.

Gabarito: Correto.
(Q2/Q2/2019)
123) É claro que a vida de José não é a mesma vida de João.
A oração “que a vida de José não é a mesma vida de João” exerce a função de complemento do vocábulo “claro”.
Comentário:

Errado, A oração “que a vida de José não é a mesma vida de João” exerce a função de sujeito.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
124) Ele tem “que” cantar hoje.
O “que” apresentado na frase é classificado como uma conjunção integrante.
Comentário:

OBS: haver/ter + que/de + infinitivo é uma locução verbal, e não uma conjunção integrante, pois o que/de, nesse
caso, são preposições acidentais.

Ex: Tenho que pular / Tenho de pular.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
125) Um governo é representativo “quando” os seus funcionários refletem a vontade do eleitorado.

@Quebrandoquestões

79/146
Amostra – Mega Pack Português

A correção gramatical e os sentidos do texto seriam preservados caso a expressão “quando” fosse substituída “por
enquanto”.
Comentário:

Errado. A frase apresenta sentido condicional, com isso, “quando” poderia ser substituído por “se”, “enquanto” possui
um valor temporal.

Gabarito: Errado.
(CESPE/PF/2009)
126) As iniciativas são louváveis. “Caso” a população, porém, se sinta apenas punida ou obrigada a uma
atitude, e não parte da comunidade, os benefícios não se tornarão duradouros.
A substituição de "Caso" pela conjunção “Se” preservaria a correção gramatical da oração em que se insere, não
demandaria outras modificações no trecho e respeitaria a função condicional dessa oração.
Comentário:

Errado. A substituição por “se” acarretaria mudança no verbo.

“Caso” a população, porém, se sinta apenas punida ou obrigada a uma atitude, e não parte da comunidade, os
benefícios não se tornarão duradouros.

“Se” a população, porém, se sentir apenas punida ou obrigada a uma atitude, e não parte da comunidade, os
benefícios não se tornarão duradouros.

Orações Subordinadas Adverbiais Condicionais


Trazem ideia de condição para a Oração Principal ocorrer.

Verbo com sentido de hipótese e conjugado no modo subjuntivo.

Conectivos: se, caso, desde que, contanto que, sem que, quando, salvo se, a menos que, a não ser
que, sem que.

Ex: Se eu cantar, você irá tocar.


O.S.A.Cond. O. Principal.

(Com o conectivo “Se” o verbo ficará no Futuro do Subjuntivo)

Ex: Caso eu cante, você irá tocar.


O.S.A.Cond. O. Principal.

(Com o conectivo “Caso” o verbo ficará no Presente do Subjuntivo)

Ex: Entrarei mais cedo, quando chover.


O. Principal. O.S.A.Cond. (Se)

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
127) Cantou “de acordo com” o que foi escrito.
Na frase, a expressão “de acordo com” tem o mesmo sentido de conforme.
Comentário:

Orações Subordinadas Adverbiais Conformativas


Conectivos: Conforme, segundo, consoante, como, de acordo com.

Ex: Tudo aconteceu como foi arquitetado.


O. Principal. O.S.A.Conf. (Conforme)

Ex: Cantou de acordo com o que foi escrito.


O. Principal. O.S.A.Conf. (Conforme)

@Quebrandoquestões

80/146
Amostra – Mega Pack Português

Gabarito: Correto.
(CESPE/SEDUC/2018)
128) “Para” se vacinar, as pessoas precisam de documento.
A preposição “Para” exerce o papel de conectivo e introduz uma oração que expressa conclusão.
Comentário:

Orações Subordinadas Adverbiais Finais


Os conectivos trazem uma ideia de propósito.

Conectivos: para que, a fim de que, do modo que, porque (quando igual a para que), de sorte que, que.

Ex: Cantarei para que fique tranquilo.


O. Principal....O.S.A.Final

Ex: Cantarei porque fique tranquilo.


O. Principal....O.S.A.Final

Ex: Toquei a fim de que ficasse tranquilo.


O. Principal....O.S.A.Final

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
129) Os pais lutam “para que” os filhos tenham acesso a um ensino de qualidade.
“Para que” expressa circunstância de causa.
Comentário:

Orações Subordinadas Adverbiais Finais


Os conectivos trazem uma ideia de propósito.

Conectivos: para que, a fim de que, do modo que, porque (quando igual a para que), de sorte que, que.

Ex: Cantarei para que fique tranquilo.


O. Principal....O.S.A.Final

Ex: Cantarei porque fique tranquilo.


O. Principal....O.S.A.Final

Ex: Toquei a fim de que ficasse tranquilo.


O. Principal....O.S.A.Final

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
130) Quanto mais fábricas se abriam nos arredores, mais o subúrbio se erguia em vida própria.
A relação estabelecida entre as duas orações expressa uma ideia de proporcionalidade.
Comentário:

Orações Subordinadas Adverbiais Proporcionais


Conectivos: à proporção que, ao passo que, à medida que, quanto mais/menos...mais/menos.

Ex: Quanto mais ele cresce, mais ela diminui.

Ex: À medida que ele vai tocando, ela vai cantando.


O.S.A.Proporcional O. Principal
Na medida em que À medida que À medida em que
Or. Sub. Adv. Causal Or. Sub. Adv. Proporcional Não existe

Gabarito: Correto.
(Q2/Q2/2019)
131) À medida que ela cresce, ele diminui.

@Quebrandoquestões

81/146
Amostra – Mega Pack Português

Sem prejuízo dos sentidos originais e da correção gramatical do texto é possível substituir “à medida que” por “à
medida em que”.
Comentário:

Orações Subordinadas Adverbiais Proporcionais


Conectivos: à proporção que, ao passo que, à medida que, quanto mais/menos...mais/menos.

Ex: Quanto mais ele cresce, mais ela diminui.

Ex: À medida que ele vai tocando, ela vai cantando.


O.S.A.Proporcional O. Principal
Na medida em que À medida que À medida em que
Or. Sub. Adv. Causal Or. Sub. Adv. Proporcional Não existe

Gabarito: Errado.
(CESPE/FUB/2015)
132) Sem prejuízo à correção gramatical e ao sentido original do texto, a expressão “na medida em que"
poderia ser substituída por “à medida que”.
Comentário:

Orações Subordinadas Adverbiais Proporcionais


Conectivos: à proporção que, ao passo que, à medida que, quanto mais/menos...mais/menos.

Ex: Quanto mais ele cresce, mais ela diminui.

Ex: À medida que ele vai tocando, ela vai cantando.


O.S.A.Proporcional O. Principal
Na medida em que À medida que À medida em que
Or. Sub. Adv. Causal Or. Sub. Adv. Proporcional Não existe

Gabarito: Errado.
(CESPE/SEFAZ-RS/2018)
133) “Assim que” surgiu a moeda, surgiu também a ideia de substituir a contribuição braçal por dinheiro.
A expressão “assim que” indica uma noção de conclusão.
Comentário:

Orações Subordinadas Adverbiais Temporais


Conectivos: quando, enquanto, logo que, assim que, depois que, antes que, desde que, desde que,
sempre que, mal (assim que).
Ex: Mal cantei já fui vaiado.

Ex: Assim que voltei da praia fui demitido.

Ex: Quando cheguei ela estava lá.


O.S.A.Temp. O. Principal....

OBS: “Quando” sendo substituível por “já que” é considerado O.S.A.Causal.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
134) José come “como” uma foca.
“Como” possui ideia de conformidade.
Comentário:

Errado, ideia de comparação, Ex: José come igual a uma foca.

Orações Subordinadas Adverbiais Comparativas


Conectivos: como, que, do que, assim como, tal qual, tal...como, mais que, menos, tanto...quanto,
tanto...como.

@Quebrandoquestões

82/146
Amostra – Mega Pack Português

Ex: Cantava que nem cavalo.


O. Principal O.S.A.Comp.

Ex: Pulava como cavalo.


O. Principal O.S.A.Comp.

Ele canta tanto quanto seu primo.(Verbo implícito)


. Principal O.S.A.Comp.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
135) Ele nunca errava “visto que” não havia mais dúvidas.
A locução “visto que" introduz, no período em que ocorre, ideia de causa.
Comentário:

Orações Subordinadas Adverbiais Causais


Conectivos: porque, que, como (com sentido de porque), pois que, já que, uma vez que, visto que, na
medida em que, porquanto, se.

A causa é origem de um evento.

Ex: Ficou doente já que saiu.


O. Principal O.S.A.Causal.
(A origem (causa) da doença foi a saída)

Ex: Como era gordo, nunca fez esporte.


O.S.A.Causal O. Principal

OBS: É possível a substituição de conjunção causal por preposição com sentido de causa.

Ex: Não catava porque não sabia.

Ex: Não cantava por não saber.


O. Principal O.S.A.Causal.
Causa x Consequência x Explicação

Cantei mal porque estava doente. (Causa - Origem)


Cantei tão mal que a plateia vaiou. (Consequência – Tão...que)
Cantei mal, porque estava doente. (Explicação – Vem após vírgula)

Gabarito: Correto.
(CESPE/ANATEL/2014)
136) Seriam mantidas a coerência e a correção gramatical do texto caso se substituísse “já que” por
qualquer uma das seguintes expressões: dado que, visto que, uma vez que.
Comentário:

Orações Subordinadas Adverbiais Causais


Conectivos: porque, que, como (com sentido de porque), pois que, dado que, já que, uma vez que, visto
que, na medida em que, porquanto, se.

A causa é origem de um evento.

Ex: Ficou doente já que saiu.


O. Principal O.S.A.Causal.
(A origem (causa) da doença foi a saída)

Ex: Como era gordo, nunca fez esporte.


O.S.A.Causal O. Principal

@Quebrandoquestões

83/146
Amostra – Mega Pack Português

OBS: É possível a substituição de conjunção causal por preposição com sentido de causa.

Ex: Não catava porque não sabia.

Ex: Não cantava por não saber.


O. Principal O.S.A.Causal.
Causa x Consequência x Explicação

Cantei mal porque estava doente. (Causa - Origem)


Cantei tão mal que a plateia vaiou. (Consequência – Tão...que)
Cantei mal, porque estava doente. (Explicação – Vem após vírgula)

Gabarito: Correto.
(CESPE/Câmara dos Deputados/2012)
137) O termo “contudo” estabelece entre as orações do período relação sintática adversativa, por isso,
poderia ser corretamente substituído por qualquer um dos seguintes vocábulos: entretanto, todavia, no
entanto, porém, embora, conquanto.
Comentário:

Errado. Embora e conquanto são concessivas.

Orações Subordinadas Adverbiais Causais


Conectivos: porque, que, como (com sentido de porque), pois que, dado que, já que, uma vez que, visto
que, na medida em que, porquanto, se.

A causa é origem de um evento.

Ex: Ficou doente já que saiu.


O. Principal O.S.A.Causal.
(A origem (causa) da doença foi a saída)

Ex: Como era gordo, nunca fez esporte.


O.S.A.Causal O. Principal

OBS: É possível a substituição de conjunção causal por preposição com sentido de causa.

Ex: Não catava porque não sabia.

Ex: Não cantava por não saber.


O. Principal O.S.A.Causal.
Causa x Consequência x Explicação

Cantei mal porque estava doente. (Causa - Origem)


Cantei tão mal que a plateia vaiou. (Consequência – Tão...que)
Cantei mal, porque estava doente. (Explicação – Vem após vírgula)

Gabarito: Errado.
(CESPE/MPE-PI/2018)
138) A confissão do réu constitui uma prova tão forte que não há necessidade de acrescentar outras, nem
de entrar na difícil e duvidosa combinatória dos indícios.
O trecho “que não há (...) indícios” exprime uma noção de consequência.
Comentário:

A confissão do réu constitui uma prova tão forte que não há necessidade de acrescentar outras, nem de entrar na
difícil e duvidosa combinatória dos indícios.

Orações Subordinadas Adverbiais Consecutivas


Conectivos: de forma que, de maneira que, sem que (de que não), Tanto...que, Tal...que, cada...que, De
modo que, de sorte que.

@Quebrandoquestões

84/146
Amostra – Mega Pack Português

Ex: Era tão gorda que não cabia no assento.

Gabarito: Correto.
(CESPE/STJ/2015)
139) Lidamos com tantas combinações desse tipo, que já se fala de uma nova categoria de estresse: “a
fadiga das senhas”.
A oração introduzida pela conjunção “que” expressa ideia de consequência em relação à oração anterior, à qual se
subordina.
Comentário:

Lidamos com tantas combinações desse tipo, que já se fala de uma nova categoria de estresse: “a fadiga das
senhas”.
Orações Subordinadas Adverbiais Consecutivas
Conectivos: de forma que, de maneira que, sem que (de que não), Tanto...que, Tal...que, cada...que, De
modo que, de sorte que.

Ex: Era tão gorda que não cabia no assento.

Gabarito: Correto.
(Q2/Q2/2019)
140) Embora fosse temido, o apagamento era necessário.
A frase continuaria preservada caso fosse substituída a conjunção “embora” por “uma vez que”.
Comentário:

Errado. “Uma vez que” é uma conjunção causal, já “embora” é uma conjunção concessiva.

Orações Subordinadas Adverbiais Concessivas


O sentido da oração subordinada se opõe ao da oração principal.

Conectivos: embora, a menos que, se bem que, ainda que, conquanto que, posto que, apesar de, não
obstante.

Ex: Posto que estivesse doente, José foi à praia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Embora eu falasse Inglês, ela não entendia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Por mais que tenha estudado, não se deu bem.


O.S.A.Concessiva O. Principal

OBS: Posto que = Embora.

Gabarito: Errado.
(CESPE/TRE-PI/2016)
141) No texto A mensagem virtual, a oração “embora tenhamos objetivos comuns” expressa uma ideia de
a) comparação.
b) consequência.
c) causa.
d) finalidade.
e) concessão.
Comentário:

Orações Subordinadas Adverbiais Concessivas


O sentido da oração subordinada se opõe ao da oração principal.

Conectivos: embora, a menos que, se bem que, ainda que, conquanto que, posto que, apesar de, não
obstante.

@Quebrandoquestões

85/146
Amostra – Mega Pack Português

Ex: Posto que estivesse doente, José foi à praia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Embora eu falasse Inglês, ela não entendia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Por mais que tenha estudado, não se deu bem.


O.S.A.Concessiva O. Principal

OBS: Posto que = Embora.

Gabarito: Letra E.
(Q2/Q2/2019)
142) Não obstante ela cante mal, ela toca bem.
A correção e o sentido original do texto seriam mantidos caso se substituísse a expressão “Não obstante” por
“Embora”.
Comentário:

Orações Subordinadas Adverbiais Concessivas


O sentido da oração subordinada se opõe ao da oração principal.

Conectivos: embora, a menos que, se bem que, ainda que, conquanto que, posto que, apesar de, não
obstante.

Ex: Posto que estivesse doente, José foi à praia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Embora eu falasse Inglês, ela não entendia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Por mais que tenha estudado, não se deu bem.


O.S.A.Concessiva O. Principal

OBS: Posto que = Embora.

Gabarito: Correto.
(Q2/Q2/2019)
143) Ainda que mais moço que ele, várias vezes cheguei a sorrir aos seus entusiasmos.
A conjunção “Ainda que” pode ser substituída por “Posto que”, mantendo-se o sentido e a correção gramatical do
texto.
Comentário:

Orações Subordinadas Adverbiais Concessivas


O sentido da oração subordinada se opõe ao da oração principal.

Conectivos: embora, a menos que, se bem que, ainda que, conquanto que, posto que, apesar de, não
obstante.

Ex: Posto que estivesse doente, José foi à praia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Embora eu falasse Inglês, ela não entendia.


O.S.A.Concessiva O. Principal

Ex: Por mais que tenha estudado, não se deu bem.


O.S.A.Concessiva O. Principal

@Quebrandoquestões

86/146
Amostra – Mega Pack Português

OBS: Posto que = Embora.

Gabarito: Correto.
(Q2/Q2/2019)
144) Era seu jogo favorito, “no entanto” nunca jogou bem.
A substituição da locução “no entanto” por “conquanto” manteria a relação estabelecida entre a última oração do
segundo parágrafo e a que a antecede.
Comentário:

Errado. “No entanto” é uma conjunção adversativa, já “conquanto” é concessiva.


Gabarito: Errado.
(CESPE/TCU/2015)
145) A ideia introduzida pela conjunção “porquanto” poderia ser expressa também por “conquanto”.
Comentário:

Errado.

Porquanto: Explicativa ou causal.

Conquanto: Concessiva.

Gabarito: Errado.
(CESPE/PO-AL/2013)
146) “Ainda que todos carreguem armas na cintura, o principal...”. A expressão “Ainda que” poderia ser
corretamente substituída por “Apesar de”.
Comentário:

Errado. Com a conjunção “apesar de” a frase ficaria correta da seguinte maneira: “Apesar de todos carregarem
armas na cintura, o principal...”.

Gabarito: Errado.
(CESPE/PC-SE/2018)
147) Em outras palavras, “como” atestam clássicos do pensamento político, a sua ausência culminaria na
impossibilidade de manutenção.
O termo “como” estabelece uma ideia de comparação.
Comentário:

Errado. A conjunção “como” dar ideia de conformidade, podendo ser substituída por: consoante, conforme.

Conjunção “Como”
Pode ter sentido:

Comparativo: Corri como um cavalo.


Igual

Conformativa: Corri, como você pediu.


Conforme

Causal: Como Cantei mal, fui vaiado.


Já que

Gabarito: Errado.
(CESPE/PC-MA/2018)
148) O anonimato ajuda, “já que” as pessoas se sentem mais protegidas para falar. A palavra entre aspas
poderia ser substituída por “logo que”.
O termo “como” estabelece uma ideia de comparação.
Comentário:

@Quebrandoquestões

87/146
Amostra – Mega Pack Português

Errado. “Já que” é uma conjunção causal, já “logo que” é uma conjunção temporal.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
149) Além de não ter pulado, não conversou.
A substituição da expressão “Além de” por “Apesar de” não alteraria os sentidos originais do texto.
Comentário:

Errado. “Além de” é uma adição, “apesar de” é traz um sentido concessivo.

Gabarito: Errado.
(CESPE/IFF/2018)
150) Ao longo das últimas décadas, o Brasil consolidou uma consciência social do direito à educação na
infância, mas ainda não construiu uma cultura do direito à educação ao longo de toda a vida.
A coerência e o sentido do texto CG2A1AAA seriam mantidos se a conjunção “mas” (l.2) fosse substituída
por
A) embora.
B) logo.
C) porque.
D) todavia.
E) portanto
Comentário:

(Embora: Concessão; logo: conclusão; porque: causal; portanto: conclusão)

Gabarito: Letra D.

@Quebrandoquestões

88/146
Amostra – Mega Pack Português

Fonemas
e
Letras

@Quebrandoquestões

89/146
Amostra – Mega Pack Português

(Big Advice/Prefeitura de Dracena - SP/2017)


01) A palavra CANCIONEIRO possui quantos fonemas:
A) 4 fonemas.
B) 5 fonemas.
C) 6 fonemas.
D) 8 fonemas.
E) 10 fonemas.
Comentário:

Cancioneiro (11 Letras).

Cãcioneiro (10 Fonemas – O “an” tem som de “ã”).

Fonema e Letra
Fonema: É a menor unidade que representa os sons da língua.

Letra: É a representação gráfica de um som. É o símbolo visual.

OBS: Existem letras e dígrafos que não possuem um som próprio.

Ex: Machado (“ch” possui o som de “x”).

Dígrafos: É o encontro de 02 letras, vogais ou consoantes, formando um único som.


Ex: Ch, Gu, SS, RR, SC, SÇ, XC, XS, Lh, Qu, Nh, Am, em, im, om, um, an, en, in, on, un.

Ex:
Chute (“Ch” som de “x”)
Guerreiro: (Gu som de “G”)
Carro: (“RR” som de “r”)
Exceto: (“XC” som de “C”)
Anta: (“An” som de “ã”)
Conto: (“on” som de “õ”)

OBS: Para ocorrer à separação silábica, é necessário que cada sílaba tenha uma única vogal.

Ex: Ba-la-ús-tre, Pa-ra-í-so, Ru-í-na, Ál-co-ois, Ca-í.

Dígrafos separáveis: RR, SS, SC, SÇ, XC, XS.

Ex: Car-re-ta, Pas-sa-do, Nas-ci-men-to, Cres-ça, Ex-ce-ção, Ex-sol-ver.

Gabarito: Letra E.
(Prefeitura de Fortaleza - CE/Prefeitura de Fortaleza - CE/2018)
02) Leia o Texto:
E não me esquecer, ao começar o trabalho, de me preparar para errar. Não esquecer que o erro,
muitas vezes, se havia tornado o meu caminho. Todas as vezes em que não dava certo o que eu pensava ou
sentia - é que se fazia, enfim, uma brecha, e, se antes eu tivesse tido coragem, já teria entrado por ela, mas
eu sempre tivera medo do delírio e erro. Meu erro, no entanto, devia ser o caminho de uma verdade, pois,
quando erro, é que saio do que entendo. Se a "verdade" fosse aquilo que posso entender, terminaria sendo
apenas uma verdade pequena, do meu caminho.
LISPECTOR, Clarice. In http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/me000500.pdf. Acesso em 31.10.18
As palavras “erro” (l. 01) e “erro” (l. 05), conforme os aspectos semânticos e as regras de ortoepia – “estudo
tradicional e normativo que determina os caracteres fônicos, considerados cultos e relevantes, e a boa
pronúncia” (HOUAISS, 2009) –, são exemplos de homônimos:
A) homógrafos e homófonos.
B) heterógrafos e homófonos.
C) heterógrafos e heterófonos.
D) homógrafos e heterofônicos.
Comentário:
Subst.

@Quebrandoquestões

90/146
Amostra – Mega Pack Português

“Não esquecer que o erro,”


(Escuta: êrro)
Verbo
“Meu erro, no entanto, devia ser o caminho de uma verdade, pois, quando erro, é que saio do que entendo.”
(Escuta: érro)

As duas palavras são homônimos homógrafos (Mesma grafia) e heterofônicos (diferentes sons).

Homônimos
Palavras pronunciadas da mesma maneira, no entanto os significados são diferentes.
Podem ser Homônimos:
* Perfeitos;
* Homófonos;
* Homógrafos.
Homônimos Perfeitos
Possuem as mesmas grafias e sons, mas significados diferentes.
Exemplos
Fui cedo para o culto. (Advérbio – Tempo) / Cedo o meu banco para Maria. (Verbo ceder);
José rio de Maria. (Verbo Rir) / José foi tomar banho de rio. (Substantivo);
Homônimos Homófonos Homógrafos
Possuem mesmo som e pronúncia, mas possuem grafias e significados diferentes.
Exemplos
José tem um acento agudo. (Sinal gráfico) / Sentei no meu assento. (Cadeira/Banco/Lugar);
Maria possui um cento. (Número Cem) / Eu sento no sofá. (Verbo Sentar);
Homônimos Homógrafos Heterofônicos
Possuem mesma grafia, mas pronúncias e significados diferentes.
Exemplos
Eu almoço na casa da mamãe. (Verbo Almoçar) / O almoço ficou pronto. (Substantivo);
Eu quero uma colher. (Substantivo) / Ela irá colher as frutas. (Verbo Colher);
Homônimos Perfeitos Homônimos Homófonos Homônimos Homógrafos
Grafia Igual Diferente Igual
Fonética Igual Igual Diferente
Significado Diferente Diferente Diferente
Fonte de Estudo: Disponível em: <https://www.normaculta.com.br/palavras-homonimas/> Acessado: 20/07/2019 – 20:37. (Autora:
NEVES, Flávia.)

Gabarito: Letra D.
(MS CONCURSOS/Prefeitura de Itapema - SC/2016)
03) Fonética é a parte da gramática que estuda os sons da fala ou fonemas. Sabemos que existe a palavra
falada e a palavra escrita. Para escrever, usamos letras, que pronunciadas, representam um som. Esse som
é o fonema. Os símbolos que representam graficamente os fonemas são chamados de letras. Nem sempre
o número de letras das palavras corresponde ao de fonemas. Diante disso, observe as palavras a seguir e
assinale a alternativa incorreta:
A) Complexo: 8 letras, 8 fonemas.
B) Amanhecer: 9 letras, 8 fonemas.
C) Chatice: 7 letras, 6 fonemas.
D) Galinha: 7 letras, 7 fonemas.
Comentário:

Letra A: Correta.

Quanto à grafia: Complexo: 8 Letras.


õ ks

Quanto ao som: Cõplekso: 8 Fonemas.

Letra B: Correta.

@Quebrandoquestões

91/146
Amostra – Mega Pack Português

Quanto à grafia: Amanhecer: 9 Letras.


ãñ

Quanto ao som: Amãñecer: 8 Fonemas.

Letra C: Correta.

Quanto à grafia: Chatice: 7 Letras.


X

Quanto ao som: Xatice: 6 Fonemas.

Letra D: Errada.

Quanto à grafia: Galinha: 7 Letras.


ñ

Quanto ao som: Galiña: 6 Fonemas.

Gabarito: Letra D.
(MAGNUS/INES/2014)
04) A opção em que as palavras apresentadas possuem o mesmo fonema consonantal é:
A) praxe, enxame, inexorável, fluxo.
B) disciplina, assíduo, anexo, palimpsesto.
C) subsídio, anamorfose, exaurir, êxtase.
D) inglório, longevidade, saguão, agradecimento.
E) êxodo, azo, maximizar, exímio.
Comentário:

Letra A: Errada.

Quanto à grafia: praxe, enxame, inexorável, fluxo.


ch ch ks ks

Quanto ao som: prache, enchame, ineksorável, flukso.

Letra B: Errada.

Quanto à grafia: disciplina, assíduo, anexo, palimpsesto.


c s ks

Quanto ao som: diciplina, asíduo, anekso, palimpsesto.

Letra C: Errada.

Quanto à grafia: subsídio, anamorfose, exaurir, êxtase.


s z z ks z

Quanto ao som: subsídio, anamorfoze, ezaurir, êkstaze.

Letra D: Errada.

Quanto à grafia: inglório, longevidade, saguão, agradecimento.


g j g g

Quanto ao som: inglório, lonjevidade, saguão, agradecimento.

@Quebrandoquestões

92/146
Amostra – Mega Pack Português

Letra E: Correta. Todas as palavras possuem um som de “z”.

Quanto à grafia: êxodo, azo, maximizar, exímio.


z z Ks z z

Quanto ao som: êzodo, azo, maximizar, ezímio.

Gabarito: Letra E.
(MS CONCURSOS/Prefeitura de Itapema - SC/2016)
05) Assinale, dentre as palavras sublinhadas no texto a seguir, aquela cuja grafia reproduz a pronúncia
CORRETA:
A festa de beneficiência para os menores abandonados, realizada na noite de ontem, foi muito divulgada
pelos meios de comunicação. Parece-me, entretanto, uma contradição ajudar as crianças e os mendingos
com tanta sofisticação. No evento, até os garçons usavam terno e passeavam entre as pessoas com
bandejas de carangueijo gratinado, suculentos salgadinhos com mortadela, iscas de faisão – e tudo isso
era devorado prazeirosamente por tanta gente esnobe.
A) beneficiência
B) carangueijo
C) mendingos
D) mortadela
E) prazeirosamente
Comentário:

Forma Errada Forma Correta


Beneficiência Beneficência
Carangueijo Caranguejo
Mendingos Mendigos
Prazeirosamente Prazerosamente

Gabarito: Letra D.
(CETREDE/Prefeitura de Caucaia - CE/2016)
06) Assinale a opção em que o x de todos os vocábulos não tem o som de /ks/.
A) tóxico – axila – táxi.
B) táxi – êxtase – exame.
C) exportar – prolixo – nexo.
D) tóxico – prolixo – nexo.
E) exército – êxodo – exportar.
Comentário:

Letra A: Errada.

Quanto à grafia: tóxico – axila – táxi.


ks z ks

Quanto ao som: tóksico – azila – táksi.

Letra B: Errada.

Quanto à grafia: táxi – êxtase – exame.


ks ks z

Quanto ao som: táksi – êkstase – ezame.

Letra C: Errada.

Quanto à grafia: exportar – prolixo – nexo.


s ks ks

@Quebrandoquestões

93/146
Amostra – Mega Pack Português

Quanto ao som: esportar – prolikso – nekso.

Letra D: Correta.

Quanto à grafia: tóxico – prolixo – nexo.


ks ks ks

Quanto ao som: tóksico – prolikso – nekso.

Letra E: Errada.

Quanto à grafia: exército – êxodo – exportar.


z z s

Quanto ao som: ezército – êzodo – esportar.

Gabarito: Letra D.
(CCV-UFC/UFC/2012)
07) No trecho “...a gracinha que inevitavelmente ouvimos quando estamos pê da vida com o emprego”
(linhas 01-02), a forma grifada reproduz o nome da letra P que, em português, representa fonema:
A) palatal.
B) sonoro.
C) oclusivo.
D) vibrante.
E) linguodental.
Comentário:

Formas de Articulação das Consoantes


O som é reproduzido pelo ar vindo dos pulmões o qual encontra uma barreira, ocasionando
Oclusivos uma explosão.
Ex: Parceiro, Bolacha, Pastel, Pode.
O som é reproduzido com o estreitamento dos lábios para a passagem do ar.
Fricativos
Ex: Foca, Vaso, Fúria.
O som é reproduzido quando a língua fica próxima ao céu da boca e o ar sai pelas laterais.
Laterais
Ex: Lápis, Lima, Luma
O som é reproduzido por meio da vibração da língua.
Vibrantes
Ex: Trapézio, Careta, Caro.
O som é reproduzido quando o ar sai pelo nariz.
Nasais
Ex: Nhoque, Mão, Não.

Gabarito: Letra C.
(AOCP/Colégio Pedro II/2010)
08) Assinale a alternativa cujas informações acerca de palavras do texto estejam corretas.
A) Em “inteira” (l. 02) há 6 fonemas, devido à ocorrência de um dígrafo.
B) Na palavra “determinado” (l. 04), ocorre um dígrafo, representado por “rm”.
C) Em “conhecimentos” (l. 11), o segmento “nh” representa um encontro consonantal.
D) Nas palavras texto (l. 20) e deixam (l. 21), a letra x representa o mesmo fonema.
E) A palavra “diferentes” (l. 25) possui o mesmo número de letras e de fonemas.
Comentário:

Letra A: Correta.

Dígrafos: É o encontro de 02 letras, vogais ou consoantes, formando um único som.

Ex: Ch, Gu, SS, RR, SC, SÇ, XC, XS, Lh, Qu, Nh, Am, em, im, om, um, an, en, in, on, un.

Ex: inteira.

@Quebrandoquestões

94/146
Amostra – Mega Pack Português

Letra B: Errada.

Na palavra “determinado” (l. 04), ocorre um encontro consonantal, representado por “rm”.

Encontro Consonantal
Trata-se da união de consoantes no mesmo vocábulo. O Encontro Consonantal pode ocorrer:
* Na mesma sílaba: Cla-ro; Pra-to; Tra-to; Blu-sa; Pla-ne-ta; Pri-mo; Gra-ma-do; Pneu; La-vra; Fran-go; Mne-
mô-ni-co; Psi-có-lo-go.

* Em Sílabas vizinhas: Car-ta; Par-to; De-ter-mi-na-do; Car-ní-vo-ro; Ser-vo.


OBS: Uma palavra pode ser foneticamente considerada Encontro Consonantal.

Ex: Tóxico; Taxi;


Ks ks
OBS: O Encontro Consonantal não se confunde com o dígrafo.

Dígrafos: É o encontro de 02 letras, vogais ou consoantes, formando um único som.

Ex: Ch, Gu, SS, RR, SC, SÇ, XC, XS, Lh, Qu, Nh, Am, em, im, om, um, an, en, in, on, un.

Letra C: Errada.

Em “conhecimentos” (l. 11), o segmento “nh” representa um dígrafo.

Dígrafos: É o encontro de 02 letras, vogais ou consoantes, formando um único som.

Ex: Ch, Gu, SS, RR, SC, SÇ, XC, XS, Lh, Qu, Nh, Am, em, im, om, um, an, en, in, on, un.

Letra D: Errada.

Texto - Deixam
s x

Letra E: Errada.

Quanto à grafia: Diferentes (10 Letras).

Quanto ao som: Diferẽtes (9 Fonemas).

Gabarito: Letra A.
(FUNDATEC/Prefeitura de Chuí - RS/2019)
09) A palavra “hábitos” possui quantos fonemas?
A) 3 fonemas.
B) 4 fonemas.
C) 5 fonemas.
D) 6 fonemas.
E) 7 fonemas.
Comentário:

Quanto à grafia: Hábitos (7 Letras).

O “H” é uma consoante que não possui som quando unida a uma vogal.

Quanto ao som: ábitos (6 Fonemas).

Gabarito: Letra D.

(CCV-UFC/UFC/2019)

@Quebrandoquestões

95/146
Amostra – Mega Pack Português

10) Assinale a alternativa em que a letra destacada representa o mesmo fonema que a destacada em:
“eXemplo” (linha 11).
A) “eXpressivas” (linha 01).
B) “iSolados” (linha 12).
C) “espéCie” (linha 13).
D) “linguaGem” (linha 17).
E) “Sinais” (linha 21).
Comentário:

Quanto à grafia: Exemplo.

Quanto ao som: Ezemplo.

Letra A/C/D/E: Erradas.

Quanto à grafia: Expressivas/Espécies/Linguagem/Sinais.

Quanto ao som: Espressivas/Espésies/Linguagem/Sinais.

Letra B: Correta.

Quanto à grafia: Isolados.

Quanto ao som: Izolados.

Gabarito: Letra B.
(FAURGS/UFRGS/2018)
11) Sobre a relação entre pronúncia e escrita, assinale a alternativa em que a palavra apresenta, na pronúncia
coloquial, o acréscimo de um fonema.
A) industrial (l. 06).
B) Administrativo (l. 09).
C) concentração (l. 27).
D) desempenho (l. 28-29).
E) checagem (l. 29).
Comentário:

Letra A: Errada.

Quanto à grafia: Industrial (10 Letras).

Quanto ao som: Ĩdustrial (9 Fonemas).

Letra B: Correta.

Quanto à grafia: Administrativo (14 Letras).

Quanto ao som: Adiministrativo (15 Fonemas).

Letra C: Errada.

Quanto à grafia: Concentração (12 Letras).

Quanto ao som: Cõcẽtração (10 Fonemas).

Letra D: Errada.

Quanto à grafia: Desempenho (10 Letras).

Quanto ao som: Desẽpẽño (8 Fonemas).


Letra E: Errada.

@Quebrandoquestões

96/146
Amostra – Mega Pack Português

Quanto à grafia: Checagem (8 Letras).

Quanto ao som: Xecagẽ (6 Fonemas).

Gabarito: Letra B.
(FUNDATEC/Prefeitura de Chuí - RS/2019)
12) Assinale a alternativa que apresenta palavra classificada como trissílaba, ou seja, que possui três
sílabas.
A) Adolescentes.
B) Benefícios.
C) Saúde.
D) Simples.
E) Essas.
Comentário:

Classificação quanto ao número de sílabas


Monossílabas: Palavras formadas por apenas uma sílaba.
Ex: Pá, pé, fé, pó, tem, em;

Dissílabas: Palavras formadas por duas sílabas.


Ex: ci-pó, Ca-fé, so-fá;

Trissílabas: Palavras formadas por três sílabas.


Ex: Car-tei-ra, Ca-fu-né, mer-ca-do, Ár-vo-re;

Polissílabas: Palavras formadas por quatro ou mais sílabas.


Ex: Je-ru-sa-lém, Ma-ra-cu-já, Es-cu-ri-dão.

Letra A: Errada.

A-do-les-cen-tes (Polissílaba).

Letra B: Errada.

Be-ne-fí-cios (Polissílaba).

Letra C: Correta.

Sa-ú-de (Trissílaba).

Letra D: Errada.

Sim-ples (Dissílaba).

Letra E: Errada.

Es-sas (Dissílaba).

Gabarito: Letra C.
(FUNDATEC/Prefeitura de Chuí - RS/2019)
13) Observe as afirmações que se fazem a seguir sobre a palavra “anúncio” (l. 10):
Trata-se de palavra trissílaba e paroxítona.
Comentário:

Classificação quanto ao número de sílabas


Monossílabas: Palavras formadas por apenas uma sílaba.
Ex: Pá, pé, fé, pó, tem, em;

Dissílabas: Palavras formadas por duas sílabas.

@Quebrandoquestões

97/146
Amostra – Mega Pack Português

Ex: ci-pó, Ca-fé, so-fá;

Trissílabas: Palavras formadas por três sílabas.


Ex: Car-tei-ra, Ca-fu-né, mer-ca-do, Ár-vo-re;

Polissílabas: Palavras formadas por quatro ou mais sílabas.


Ex: Je-ru-as-lém, Ma-ra-cu-já, Es-cu-ri-dão.

Classificação quanto à posição da sílaba tônica:


Oxítonas: Tonicidade na última sílaba;

OBS: Palavras terminadas com a (as), e (es), o (os), em, ens, éu (s), éi (s), ói (s) são acentuadas.

Ex: Café, cipó, maracujá, sofá, anéis, papéis, lençóis;

Paroxítonas: Tonicidade na penúltima sílaba;

OBS: Todas as Palavras paroxítonas são acentuadas, exceto as terminadas com a (as), e (es), o (os),
em, ens, éu (s), éi (s), ói (s).

Ex: Pena, Cana, Lápis, Xérox, Pólen;

Proparoxítonas: Tonicidade na antepenúltima sílaba;

OBS: Todas as proparoxítonas são acentuadas.

Ex: Árvore, Quilômetro, México, Máximo, Matemática.

Anúncio: A-nún-cio (Trissílaba e Paroxítona terminada em ditongo).

Gabarito: Correto.
(Prefeitura de Imperatriz - MA/Prefeitura de Imperatriz - MA/2019)
14) Estão separadas corretamente as alternativas, EXCETO:
A) Vas-sou-ra;
B) Vol-tar;
C) Gu-a-ra-ná;
D) Brin-que-dos.
Comentário:

Encontros Vocálicos
Ditongo: É o encontro de uma Semivogal e uma vogal na mesma sílaba.

Ex: Mistério, Armário, Céu, chapéu, Móveis.

Ditongo Crescente: SV + V; Ex: Mistério, Armário, Série, médio, água;

Ditongo Decrescente: V + SV; Ex: Céu, chapéu, Azeite, Saudade, Vaidade, Fluido

OBS: Cantam é considerado um ditongo decrescente, pois o “m” tem som de “U”. Cantam = Cantãu.

Tritongo: SV + V + SV. É o encontre de uma vogal entre duas semivogais.


Ex: Uruguai, Iguais, Saguão, Deságuem (m com som de i com til)

Hiato: É o encontro de duas vogais em sílabas separadas. (V + V).


Ex: Pe-rí-o-do, Ca-ó-ti-co, pa-í-ses, sa-ú-de.
Dígrafos separáveis: RR, SS, SC, SÇ, XC, XS.

Ex: Car-re-ta, Pas-sa-do, Nas-ci-men-to, Cres-ça, Ex-ce-ção, Ex-sol-ver.


Observando as separações silábicas acima, perceba que:
Cada sílaba terá sempre uma vogal;

@Quebrandoquestões

98/146
Amostra – Mega Pack Português

Uma semivogal sempre está ao lado de uma vogal numa mesma sílaba;
Existindo 02 sons vocálicos, a vogal terá sempre o som mais alto.
RR; SS; SC; SÇ; XC; XS são separáveis, ou seja, nunca estarão em uma mesma sílaba.

Letra A: Correta.

Vas-sou-ra

Letra B: Correta.

Vol-tar

Letra C: Errada.

Gua-ra-ná

Letra D: Correta.

Brin-que-dos

Gabarito: Letra C.
(Quadrix/Prefeitura de Cristalina - GO/2019)
15) Com relação à separação das sílabas de palavras do texto, assinale a alternativa correta.
A) es‐sen‐cial
B) con‐se‐gui‐u
C) ó‐bvio
D) á‐gua
E) co‐lo‐co‐u
Comentário:

Letra A: Errada.

Es-sen-ci-al

Letra B: Errada.

Con‐se‐guiu

Letra C: Errada.

Ób-vio (Paroxítona terminada em ditongo)

Letra D: Correta.

Letra E: Errada.

co‐lo‐cou

Gabarito: Letra D.
(Prefeitura de Imperatriz - MA/Prefeitura de Imperatriz - MA/2019)
16) Marque a alternativa que, de acordo com a divisão da palavra em sílabas, todas estão separadas
corretamente.
A) Con-vic-ção, ap-to, ad-mi-tir;
B) Ob-scu-ri-da-de, pon-tual-men-te, fla-gra-nte;
C) Pro-vá-ve-is, obscu-ri-da-de, p-si-có-co;
D) Ca-rro, as-su-nto, res-pon-sa-bi-li-dade.
Comentário:

Letra A: Correta.

@Quebrandoquestões

99/146
Amostra – Mega Pack Português

Con-vic-ção, ap-to, ad-mi-tir;

Letra B: Errada.

Obs-cu-ri-da-de, pon-tu-al-men-te, fla-gran-te;

Letra C: Errada.

Pro-vá-veis, obs-cu-ri-da-de, psi-có-co;

Letra D: Errada.

Car-ro, as-su-nto, res-pon-sa-bi-li-dade.

Gabarito: Letra A.
(FADESP/Prefeitura de Rurópolis - PA/2019)
17) A divisão silábica está correta em
A) mi-lhõ-es.
B) ma-i-or.
C) se-is.
D) prê-mio.
Comentário:

Letra A: Errada.

mi-lhões.

Letra B: Errada.

mai-or.

Letra C: Errada.

Seis.

Letra D: Correta.

prê-mio. (Paroxítona terminada em ditongo)

Gabarito: Letra D.
(FUNDATEC/Prefeitura de Santa Rosa - RS/2019)
18) Na linha 37, temos o emprego da palavra “público”, analise a assertiva abaixo:
Caso omitíssemos o acento gráfico, a palavra resultante seria uma forma verbal existente em Língua Portuguesa.
Comentário:

A retirada do acento agudo na palavra “público” tornaria esta uma forma verbal.

Eu publico, Tu publicas, Ele publica...

Gabarito: Correto.
(FUNDATEC/Prefeitura de Santa Rosa - RS/2019)
19) Na linha 37, temos o emprego da palavra “público”, analise a assertiva abaixo:
Trata-se de palavra paroxítona e trissílaba.
Comentário:

Público: Pú-bli-co. (Trissílaba e Proparoxítona).

Gabarito: Errado.
(FUNDATEC/Prefeitura de Gramado - RS/2019)

@Quebrandoquestões

100/146
Amostra – Mega Pack Português

20) Considerando o emprego do vocábulo “perenes” (l. 10), analise a assertiva abaixo:
O vocábulo é uma paroxítona e pode ser classificado como polissílabo.
Comentário:

Perenes: Pe-re-nes. (Trissílaba e Paroxítona).

Gabarito: Errado.
(CETREDE/Prefeitura de Pacujá - CE/2019)
21) Está CORRETA a divisão silábica de todas as palavras da alternativa
A) Subs-tra-to / pers- pi-caz / ab-ro-gar.
B) Ab-sces-so / ab-ru-pto.
C) Feld-spa-to / des-in-to-xi-car.
D) A-mné-sia / su-bli-nhar / zoo-bi-o-lo-gia.
E) In-ex-au-rí-vel / ar-te-rios- cle-ro-se.
Comentário:

Letra A: Correta.

Letra B: Errada.

Abs-ces-so / ab-ru-pto.

Letra C: Errada.

Felds-pa-to / de-sin-to-xi-car.

Letra D: Errada.

Am-né-sia / sub-li-nhar / zo-o-bi-o-lo-gia.

Letra E: Errada.

I-ne-xau-rí-vel / ar-te-ri-os-cle-ro-se.

Gabarito: Letra A.
(Crescer Consultorias/Prefeitura de Lagoa Alegre - PI/2019)
22) A divisão silábica não foi feita corretamente na palavra da alternativa:
A) ... óleo = ó-leo.
B) ... excesso = ex-ces-so.
C) ... diarreia = di-ar-rei-a.
D) ... preocupante = preo-cu-pan-te.
Comentário:

Preocupante: Pre-o-cu-pan-te.

Gabarito: Letra D.
(FGR/Prefeitura de Cabeceira Grande - MG/2018)
23) Sabendo-se que a divisão silábica obedece a algumas regras básicas é possível afirmar que todas as
palavras tiveram suas sílabas separadas CORRETAMENTE em:
A) des-mai-a-do / gnós-ti-co / joi-a.
B) as-sas-si-no / ca-u-le / U-ru-guai.
C) ca-rro-ça / gno-mo / ca-dea-do.
D) ad-mi-rar / caa-tinga-ga / gu-el-ra.
Comentário:

Letra A: Correta.

Letra B: Errada.

@Quebrandoquestões

101/146
Amostra – Mega Pack Português

as-sas-si-no / cau-le / U-ru-guai.

Letra C: Errada.

car-ro-ça / gno-mo / ca-de-a-do.

Letra D: Errada.

ad-mi-rar / Ca-a-tinga-ga / guel-ra.

Gabarito: Letra A.
(FEPESE/FEPESE/2017)
24) Assinale a alternativa em que todas as palavras estão corretamente separadas em sílabas.
A) no-i-te • ma-lha • se-nhor
B) U-ru-gu-ai • le-i-te • p-neu
C) sa-í-da • e-di-fí-cio • es-bar-rar
D) ma-de-i-ra • sa-ú-de • a-ssa-do
E) na-sci-men-to • es-pi-an-do • per-di-guei-ro
Comentário:

Letra A: Errada.

noi-te • ma-lha • se-nhor

Letra B: Errada.

U-ru-guai • lei-te • pneu

Letra C: Correta.

sa-í-da • e-di-fí-cio • es-bar-rar

Letra D: Errada.

ma-dei-ra • sa-ú-de • as-sa-do

Letra E: Errada.

Nas-ci-men-to • es-pi-an-do • per-di-guei-ro

Gabarito: Letra C.
(IADES/CAU-RO/2018)
25) Considerando vocábulos do texto, assinale a alternativa que apresenta a separação silábica correta.
A) “re-sis-tên-ci-a” (linha 5)
B) “ma-te-ri-a-is” (linha 5)
C) “a-dver-si-da-des” (linha 10)
D) “ca-ra-cte-rís-ti-cas” (linha 17)
E) “pro-a-ti-vi-da-de” (linha 21)
Comentário:

Letra A: Errada.

Re-sis-tên-cia

Letra B: Errada.

Ma-te-ri-ais

Letra C: Errada.

@Quebrandoquestões

102/146
Amostra – Mega Pack Português

Ad-ver-si-da-des

Letra D: Errada.

Ca-rac-te-rís-ti-cas
Letra E: Correta.

Gabarito: Letra E.
(Quadrix/SEDF/2018)
26) Considerando o tema tratado no texto e a função da linguagem nele predominante, julgue o seguinte
item.
São dissílabas as palavras “impõe” e “outro”, ao passo que “realidade” tem quatro sílabas.
Comentário:

Impõe: Im-põe. (2 sílabas)


Outro: Ou-tro. (2 sílabas)
Realidade: Re-a-li-da-de. (5 sílabas)

Gabarito: Errado.
(CEPUERJ/UERJ/2010)
27) Entre as palavras abaixo, aquela que apresenta número de sílabas diferente de “anemia” é:
A) afasia
B) difteria
C) paralisia
D) pneumonia
Comentário:

Anemia: A-ne-mi-a. (4 Sílabas)


Afasia: A-fa-si-a. (4 Sílabas)
Difteria: Dif-te-ri-a. (4 Sílabas)
Paralisia: Pa-ra-li-si-a. (5 Sílabas)
Pneumonia: Pneu-mo-ni-a. (4 Sílabas)

Gabarito: Letra C.
(FUMARC/Câmara de Pará de Minas - MG/2018)
28) A divisão silábica está correta, EXCETO em:
A) ad.qui.ri.do
B) com.pro.mis.sa.dos
C) fer.ra.men.tas
D) ine.ren.te.men.te
Comentário:

I.ne.ren.te.men.te

Gabarito: Letra D.
(INSTITUTO AOCP/ITEP - RN/2018)
29) Assinale a alternativa que apresenta a correta divisão silábica das palavras: amuado, abacateiro,
hiperativo e depressão.
A) a.mua.do – a.ba.ca.tei.ro – hi.per.a.ti.vo – de.pres.são.
B) a.mu.a.do – a.ba.ca.te.i.ro – hi.pe.ra.ti.vo – de.pre.ssão.
C) a.mu.a.do – a.ba.ca.tei.ro – hi.pe.ra.ti.vo – de.pre.ssão.
D) a.mua.do – a.ba.ca.te.i.ro – hi.per.a.ti.vo – de.pres.são.
E) a.mu.a.do – a.ba.ca.tei.ro - hi.pe.ra.ti.vo – de.pres.são.
Comentário:

a.mu.a.do – a.ba.ca.tei.ro - hi.pe.ra.ti.vo – de.pres.são.

Gabarito: Letra E.
(INSTITUTO AOCP/ITEP - RN/2018)

@Quebrandoquestões

103/146
Amostra – Mega Pack Português

30) Assinale a alternativa em que a divisão silábica de todas as palavras está correta
A) In-sul-to; ex-pre-ssão; ques-ti-o-na-men-to.
B) So-cie-da-des; exa-mi-no; o-bra.
C) A-per-fe-i-ço-a-men-to; ques-tõ-es; con-tradi-tó-rio.
D) A-va-li-a-ção; li-ber-da-de; ad-je-ti-van-do.
E) Ar-gui-dor; su-bs-tan-ti-vos; cer-ta-men-te.
Comentário:

Letra A: Errada.

In-sul-to; ex-pres-são; ques-ti-o-na-men-to.

Letra B: Errada.

So-ci-e-da-des; e-xa-mi-no; o-bra.

Letra C: Errada.

A-per-fei-ço-a-men-to; ques-tões; con-tra-di-tó-rio.

Letra D: Correta.

Letra E: Errada.

Ar-gui-dor; subs-tan-ti-vos; cer-ta-men-te.

Gabarito: Letra D.
(FUMARC/CEMIG - MG/2018)
31) A divisão silábica está correta, EXCETO em:
A) re.ins.ta.la.ção
B) pro.po.si.tal.men.te
C) per.nós.ti.co
D) exas.pe.ra.da.men.te
Comentário:

E.xas.pe.ra.da.men.te

Gabarito: Letra D.
(CONSULPLAN/Câmara de Nova Friburgo - RJ/2017)
32) Observando as palavras
I. sub-ver-ter.

II. a-do-les-cen-tes.

III. ób-vi-o.
verifica-se que a separação das sílabas está correta apenas em
A) I.
B) II.
C) III.
D) I e II.
Comentário:

Sub-ver-ter.

A-do-les-cen-tes.

Ób-vio.

Gabarito: Letra D.
(FAFIPA/Fundação Araucária - PR/2017)

@Quebrandoquestões

104/146
Amostra – Mega Pack Português

33) Indique a alternativa em que há um erro de separação silábica.


A) I-ne-le-gi-bi-li-da-de, ex-ce-ção.
B) P-te-ro-dác-ti-lo, re-tân-gu-lo.
C) Cons-ti-tu-ci-o-nal-men-te, as-cen-so-ris-ta.
D) A-qua-pla-na-gem, pro-jé-teis.
Comentário:

Pte-ro-dác-ti-lo, re-tân-gu-lo.

Gabarito: Letra B.
(INSTITUTO AOCP/UFBA/2017)
34) Em relação ao Texto 2, julgue, como CERTO ou ERRADO, o item a seguir.
Tanto o vocábulo “comprar” quanto o vocábulo “garanto” têm 7 letras, 6 fonemas e 1 dígrafo nasal cada. Apesar
disso, possuem número de sílabas diferente.
Comentário:

Comprar: Com-prar. (Dissílaba, 7 Letras, 6 Fonemas)


Cõ-prar

Comprar: Ga-ran-to. (Trissílaba, 7 Letras, 6 Fonemas)


Ga-rã-to

Gabarito: Correto.
(AMAUC/Prefeitura de Itá - SC/2019)
35) Observe as opções apresentadas abaixo e assinale a alternativa que possui uma informação correta
quanto à divisão e classificação silábica:
A) pers – pi – caz é uma polissílaba
B) bac- té – ri – a é uma polissílaba
C) to – u – ca é uma trissílaba
D) va – dia – gem é uma trissílaba
E) ca – ca – u é uma trissílaba
Comentário:

A) pers – pi – caz é uma trissílaba

B) bac- té – ri – a é uma polissílaba

Atenção: A banca considerou a regra da proparoxítona eventual.

Proparoxítonas “Aparentes ou Eventuais”


Conforme alguns autores, Proparoxítonas aparentes são paroxítonas terminadas em ditongo crescente.
Sendo considerada correta a separação silábica do ditongo crescente.

Ex: his-tó-ria ou his-tó-ri-a.

C) tou – ca é uma dissílaba

D) va – di – a – gem é uma Polissílaba

E) ca – cau é uma dissílaba

Gabarito: Letra B.
(COMVEST UFAM/UFAM/2016)
36) A divisão silábica de “caatinga” é ca-a-tin-ga; a de “subliminar” é su-bli-mi-nar.
Comentário:

Caatinga: Ca-a-tin-ga.

Subliminar: Sub-li-mi-nar.

@Quebrandoquestões

105/146
Amostra – Mega Pack Português

Gabarito: Errado.
(COMVEST UFAM/UFAM/2016)
37) A divisão silábica de “caatinga” é ca-a-tin-ga; a de “subliminar” é su-bli-mi-nar.
Comentário:

Caatinga: Ca-a-tin-ga.

Subliminar: Sub-li-mi-nar.

Prefixos Bis, Dis, Sub, Cis, Trans, Super, Ex, Inter


Prefixos Bis, Dis, Sub, Cis, Trans, Super, Ex, Inter + Consoante = Sílaba Separada.

Ex: Bis-ne-to; Sub-li-mi-nar; Sub-li-nhar; Cis-pla-ti-no; Dis-cor-dar.

Prefixos Bis, Dis, Sub, Cis, Trans, Super, Ex, Inter + Vogal = Consoante se une a vogal.

Ex: Bi-sa-vó; Su-pe-ra-do;

Gabarito: Errado.
(Jota Consultoria/Câmara de Mesópolis - SP/2016)
38) A divisão silábica está errada em:
A) li-vrei-ro, des-ça.
B) ex-ce-ção, su-bli-nhar.
C) pi-a-da, car-ro-ça.
D) des-te-mi-do, guar-da.
E) gui-sa-do, vo-o.
Comentário:

B) ex-ce-ção, sub-li-nhar.

Prefixos Bis, Dis, Sub, Cis, Trans, Super, Ex, Inter


Prefixos Bis, Dis, Sub, Cis, Trans, Super, Ex, Inter + Consoante = Sílaba Separada.

Ex: Bis-ne-to; Sub-li-mi-nar; Sub-li-nhar; Cis-pla-ti-no; Dis-cor-dar.

Prefixos Bis, Dis, Sub, Cis, Trans, Super, Ex, Inter + Vogal = Consoante se une a vogal.

Ex: Bi-sa-vó; Su-pe-ra-do;

Gabarito: Letra B.
(FUMARC/TJM-MG/2013)
39) A divisão silábica (indicada por pontos) e a grafia de todas as palavras estão CORRETAS em
A) psi.co.lo.gia – bi.ó.psi.a – e.clip.se – pneu.mo.nia
B) su.pe.ra.que.cer – pôr (verbo) – su.bi.tens – cãi.bras
C) con.tra-che.que – hi.fens – co-au.to.ri.a – in.ter-re.gio.nais
D) ex.tra-ter.res.tre – in.ter.se.ção – gra.tu.i.to – só.cio-lin.guis-tas
Comentário:

Letra A: Errada.

Psi.co.lo.gi.a – bi.ó.psi.a – e.clip.se – pneu.mo.ni.a

Letra B: Correta.

Letra C: Errada.

con.tra.che.que – hi.fens – co.au.to.ri.a – in.ter-re.gi.o.na.is

@Quebrandoquestões

106/146
Amostra – Mega Pack Português

Letra D: Errada.

ex.tra.ter.res.tre – in.ter.se.ção – gra.tui.to – só.cio.lin.guis.tas

Gabarito: Letra B.
(Quadrix/Prefeitura de Cristalina - GO/2019)
40) Assinale a alternativa que apresenta um ditongo, um tritongo e um hiato, nessa ordem.
A) averiguou – série – mágoa
B) quando – quaisquer – saúde
C) rainha – iguais – saída
D) saguão – iguais – perfeito
E) jóquei – caos – mais
Comentário:

Encontros Vocálicos
Ditongo: É o encontro de uma Semivogal e uma vogal na mesma sílaba.

Ex: Mistério, Armário, Céu, chapéu, Móveis.

Ditongo Crescente: SV + V; Ex: Mistério, Armário, Série, médio, água;

Ditongo Decrescente: V + SV; Ex: Céu, chapéu, Azeite, Saudade, Vaidade, Fluido

OBS: Cantam é considerado um ditongo decrescente, pois o “m” tem som de “U”. Cantam = Cantãu.

Tritongo: SV + V + SV. É o encontre de uma vogal entre duas semivogais.


Ex: Uruguai, Iguais, Saguão, Deságuem (m com som de i com til)

Hiato: É o encontro de duas vogais em sílabas separadas. (V + V).


Ex: Pe-rí-o-do, Ca-ó-ti-co, pa-í-ses, sa-ú-de.

Letra A: Errada.

A-ve-ri-guou: Tritongo;
SV V SV

Sé-rie: Ditongo Crescente;


SV V

Má-goa: Ditongo Crescente.


SV V

Letra B: Correta.

Quan-do: Ditongo Crescente;


SV V

Quais-quer: Tritongo;
SV V SV

Sa-ú-de: Hiato;
V+V

Letra C: Errada.

Ra-i-nha: Hiato;
V+V

I-guais: Tritongo;
SV V SV

Sa-í-da: Hiato;

@Quebrandoquestões

107/146
Amostra – Mega Pack Português

V+V

Letra D: Errada.

Sa-guão: Tritongo;
SV V SV

I-guais: Tritongo;
SV V SV

Per-fei-to: Ditongo Decrescente;


VSV

Letra E: Errada.

Jó-quei: Dígrafo (qu); Ditongo Decrescente;


Jó-qei
V SV

Ca-os: Hiato;
V+V

Mais: Ditongo Decrescente;


VSV

Gabarito: Letra B.
(INSTITUTO AOCP/SES-DF/2018)
41) Em “impregnam”, destaca-se um encontro consonantal perfeito e um ditongo nasal.
Comentário:

Im-preg-nam: Encontro Consonantal Perfeito (Pr); Ditongo nasal (am – Som de: ãu)

Gabarito: Correto.
(INSTITUTO AOCP/SES-DF/2018)
42) Em “afetuosa”, há quatro vogais e um hiato.
Comentário:

A-fe-tu-o-sa: 5 sílabas, 5 vogais.


V V V V V

OBS: Cada sílaba terá sempre uma vogal;

Gabarito: Errado.
(INSTITUTO AOCP/SES-DF/2018)
43) Em “Sobrevieram”, identifica-se um hiato, um encontro consonantal e dois ditongos.
Comentário:

So-bre-vi-e-ram: um hiato, um encontro consonantal.

Gabarito: Errado.
(INSTITUTO AOCP/Prefeitura de Pinhais - PR/2017)
44) Assinale a alternativa correta.
A) Em “Querido”, há um dígrafo.
B) Em “tempo”, há encontro consonantal.
C) Em “livro”, há um dígrafo.
D) Em “duas”, há ditongo decrescente.
E) Em “porque”, há ditongo crescente.
Comentário:

Letra A: Correta.

@Quebrandoquestões

108/146
Amostra – Mega Pack Português

Que-ri-do: 1 dígrafo.
Qe-ri-do

Dígrafos: É o encontro de 02 letras, vogais ou consoantes, formando um único som.

Ex: Ch, Gu, SS, RR, SC, SÇ, XC, XS, Lh, Qu, Nh, Am, em, im, om, um, an, en, in, on, un.

Letra B: Errada.

Tem-po: 1 dígrafo nasal.


Tẽ-po

Letra C: Errada.

Li-vro: 1 Encontro Consonantal.

Encontro Consonantal
Trata-se da união de consoantes no mesmo vocábulo. O Encontro Consonantal pode ocorrer:
* Na mesma sílaba (Encontro Consonantal Perfeito): Cla-ro; Pra-to; Tra-to; Blu-sa; Pla-ne-ta; Pri-mo; Gra-
ma-do; Pneu; La-vra; Fran-go; Mne-mô-ni-co; Psi-có-lo-go.

* Em Sílabas vizinhas (Encontro Consonantal Imperfeito): Car-ta; Par-to; De-ter-mi-na-do; Car-ní-vo-ro;


Ser-vo.
OBS: Uma palavra pode ser foneticamente considerada Encontro Consonantal.

Ex: Tóxico; Taxi;


Ks ks
OBS: O Encontro Consonantal não se confunde com o dígrafo.

Dígrafos: É o encontro de 02 letras, vogais ou consoantes, formando um único som.

Ex: Ch, Gu, SS, RR, SC, SÇ, XC, XS, Lh, Qu, Nh, Am, em, im, om, um, an, en, in, on, un.

Letra D: Errada.

Du-as: hiato.
V+V

Letra E: Errada.

Por-que: 1 dígrafo.

Gabarito: Letra A.
(INSTITUTO AOCP/UFPB/2019)
45) Assinale a alternativa em que há, respectivamente: hiato, ditongo crescente, ditongo decrescente e
tritongo.
A) Pais, quarenta, chapéu, averiguou.
B) Sapucaí, régua, herói, saguão.
C) Freada, garantia, noite, enxaguei.
D) Moinho, madeira, quantidade, iguais.
E) Pinguim, tênue, vaidade, quaisquer.
Comentário:

Letra A: Errada.

Pais: Ditongo Decrescente;


VSV

Qua-ren-ta: Ditongo Crescente;


SV V

@Quebrandoquestões

109/146
Amostra – Mega Pack Português

Cha-péu: Ditongo Decrescente;


VSV

Averiguou: Tritongo;
SV V SV

Letra B: Correta.

Sa-pu-ca-í: Hiato.
V+V

Ré-gua: Ditongo Crescente;


SV V

He-rói: Ditongo Decrescente;


V SV

Saguão: Tritongo;
SV V SV

Letra C: Errada.

Fre-a-da: Hiato.
V+V

Ga-ran-ti-a: Hiato.
V+V

Noi-te: Ditongo Decrescente;


VSV

En-xa-guei: Tritongo;
SV V SV

Letra D: Errada.

Mo-i-nho: Hiato.
V+V

Ma-dei-ra: Ditongo Decrescente;


V SV

Quan-ti-da-de: Ditongo Crescente;


SV V

I-guais: Tritongo;
SV V SV

Letra E: Errada.

Pin-guim: Ditongo Crescente;

Tê-nue: Ditongo Crescente;


SV V

Va-i-da-de: Hiato.
V+V

Quais-quer: Tritongo;
SV V SV

Gabarito: Letra B.
(INSTITUTO AOCP/ITEP-RN/2018)

@Quebrandoquestões

110/146
Amostra – Mega Pack Português

46) Em “quando”, há encontro consonantal; em “país”, há hiato; em “profissional”, há encontro consonantal


e dígrafo; em “abandono”, há encontro consonantal.
Comentário:

Quan-do: 1 dígrafo nasal (an);


Quã-do

Pa-ís: hiato;
V+V

Pro-fis-sio-nal: 1 Encontro Consonantal (Pr) e 1 dígrafo (ss);

A-ban-do-no: 1 dígrafo nasal (an);


A-bã-do-no

Gabarito: Errado.
(INSTITUTO AOCP/ITEP-RN/2018)
47) Nos trechos “Os guardas vermelhos da Revolução Cultural devastaram os monumentos históricos da
China.”, “Sentado no escuro do cinema, penso que nós não somos o navio, somos os contêineres que ele
carrega [...]” e “Será que, carregados de tantas coisas que nos parecem belas, seremos capazes de produzir
menos feiura?”, em relação às palavras em destaque, é correto afirmar que
A) há ditongo em contêineres e feiura, há encontro consonantal em vermelhos, China e sentado e há dígrafo em
produzir.
B) há ditongo crescente em contêineres e feiura, dígrafo em vermelhos e China e encontro consonantal em sentado
e produzir.
C) há ditongo decrescente em contêineres, dígrafo em vermelhos, China e sentado, encontro consonantal em
produzir e hiato em feiura.
D) há hiato em contêineres e feiura, dígrafo em vermelhos, China e produzir e encontro consonantal em sentado.
E) há tritongo em feiura, ditongo decrescente em contêineres, dígrafo em vermelhos, China e encontro consonantal
em sentado e produzir.
Comentário:

Ver-me-lhos: 1 dígrafo consonantal (lh);

Chi-na: 1 dígrafo consonantal (Ch);

Sen-ta-do: 1 dígrafo nasal (en);

Con-têi-ne-res: 1 dígrafo nasal (on); 1 Ditongo Oral Decrescente (êi)


V SV

Pro-du-zir: 1 Encontro Consonantal Perfeito (Pr).

V
Fei-u-ra: 1 Ditongo Decrescente (ei); Hiato.
V SV

Gabarito: Letra C.
(INSTITUTO AOCP/EBSERH/2017)
48) A respeito das palavras destacadas nos excertos “Um ano atrás, decidi seguir os conselhos de meu filho
e abri uma conta no Facebook.” e “Claro, que não é um caso de ignorância completa [...]”, é correto afirmar
que
A) há encontro consonantal em filho e conta, dígrafo em claro e seguir e ditongo crescente em meu.
B) há dígrafo em filho, claro e seguir, ditongo crescente em meu e encontro consonantal em conta.
C) há dígrafo em seguir, filho e conta, ditongo decrescente em meu e encontro consonantal em claro.
D) há dígrafo em filho e claro, ditongo em seguir e meu e encontro consonantal em conta.
E) há hiato em meu e seguir, dígrafo em filho e encontro consonantal em conta e claro.
Comentário:

Se-guir: 1 dígrafo consonantal (gu);

@Quebrandoquestões

111/146
Amostra – Mega Pack Português

Meu: 1 Ditongo Decrescente (eu);


V SV

Fi-lho: 1 dígrafo consonantal (lh);

Con-ta: 1 dígrafo nasal (on);

Cla-ro: 1 Encontro Consonantal Perfeito (Cl).

Gabarito: Letra C.
(IDECAN/Câmara Municipal de Aracruz - ES/2016)
49) Assinale a alternativa em que o encontro vocálico está analisado corretamente
A) Poeta – hiato.
B) Cheio – tritongo.
C) Bebedouro – ditongo oral crescente.
D) Espécie – ditongo nasal decrescente.
Comentário:

Po-e-ta: Hiato;
V V

Chei-o: 1 Ditongo Decrescente (eu);


V SV V

Grupo EIO
Palavras formadas com as letras “eio” não são tritongos, mas sim ditongo decrescente “ei” + vogal “o”.
Ex: Es-can-tei-o; Fei-o, Chei-o;

Be-be-dou-ro: ditongo oral decrescente.


V SV

Es-pé-cie: ditongo oral crescente.


SV V

Gabarito: Letra A.
(INSTITUTO AOCP/EBSERH/2016)
50) No trecho “[...] E daqui a alguns dias vamos ter uma planta linda [...]”, as palavras destacadas
apresentam, respectivamente,
A) um hiato e um dígrafo oral.
B) um hiato e um encontro consonantal.
C) um ditongo e um dígrafo oral.
D) um hiato e um dígrafo nasal.
E) um ditongo e um dígrafo nasal.
Comentário:

Di-as: Hiato;
V V

Linda: 1 dígrafo nasal (in);


Lĩda

Gabarito: Letra D.
(INSTITUTO AOCP/EBSERH/2016)
51) Assinale a alternativa correta referente aos encontros das letras e dos sons que ocorrem na língua
portuguesa.
A) Na palavra “pesquisa” há, respectivamente, um encontro consonantal e um ditongo.
B) Em “crescente” há, respectivamente, três encontros consonantais: “cr”, “sc” e “nt”.
C) Há dígrafo na palavra “negro”.
D) Há dígrafo na palavra “empreender”.
E) Há dígrafo na palavra “igualdade”.
Comentário:

@Quebrandoquestões

112/146
Amostra – Mega Pack Português

Letra A: Errada.

Pes-qui-sa: Encontro Consonantal Imperfeito (sq); Dígrafo (qu);

Letra B: Errada.

Cres-cen-te: Encontro Consonantal Perfeito (Cr); Dígrafo (SC); Dígrafo Nasal (EN);

Letra C: Errada.

Ne-gro: Encontro Consonantal Perfeito (Gr);

Letra D: Correta.

Em-pre-en-der: Dígrafo Nasal (EN);

Letra E: Errada.

I-gual-da-de: Não existe Dígrafo.

Gabarito: Letra D.
(INSTITUTO AOCP/EBSERH/2015)
52) Assinale a alternativa que apresenta, na sequência, uma palavra com tritongo, uma com hiato e outra
com dígrafo.
A) Paraguai – quão – ruim.
B) quão – saúde – pedra.
C) quão – ruim – chave.
D) Saída – poesia – chave.
E) Paraguai – saída – pedra.
Comentário:

Quão: Tritongo;
SV V SV

Ru-im: Hiato.
V V

Chave: Dígrafo.
Xave

Gabarito: Letra C.
(INSTITUTO AOCP/EBSERH/2015)
53) Assinale a alternativa em que todas as palavras apresentam dígrafo.
A) Paraguai – trato - galho.
B) Chave – carro - campeão.
C) Chuva – pedra - campeão.
D) Passo – chave – trigo.
E) Trigo – pedra – Paraguai.
Comentário:

Dígrafos
Vocálicos Nasais Consonantais
Am, em, im, om, um, an, en, in, on, un. Ch, Gu, SS, RR, SC, SÇ, XC, XS, Lh, Qu, Nh.
Ex: Canta, Menta, Penta, Monstro, Panda, campeão. Ex: Chuva, Chave, Passo, Galho

Encontro Consonantal
Perfeito Imperfeito

@Quebrandoquestões

113/146
Amostra – Mega Pack Português

Duas consoantes com sons independentes em uma Duas consoantes com sons independentes em
mesma sílaba. sílabas separadas, mas vizinhas.
Cla-ro; Pra-to; Tra-to; Blu-sa; Pla-ne-ta; Pri-mo; Gra-
Car-ta; Par-to; De-ter-mi-na-do; Car-ní-vo-ro;
ma-do; Pneu; La-vra; Fran-go; Mne-mô-ni-co;
Ser-vo.
Psi-có-lo-go.

Gabarito: Letra B.
(INSTITUTO AOCP/SES-PE/2018)
54) “Há”, “lá” e “só” possuem acento opcional.
Comentário:

São acentuados por serem Monossílabos Tônicos.

Monossílabos
Tônicos Átonos
Palavras formadas por apenas uma sílaba que
possuem significado próprio, estando isolados ou
conectados em uma frase. Possuem uma maior Palavras formadas por apenas uma sílaba que são
entonação. pronunciadas de uma forma mais fraca em relação
São acentuados os monossílabos tônicos aos monossílabos tônicos.
terminados em A, E, O (Pá, Pé, Pó, Pás, Pés, Pôs) e
os ditongos abertos éu, éi, oi (Céu, Dói, Véu).
Ex: Há, lá, só, pó, pá, má, já, pé, ré, fé, mês, nó, só, Ex: um, os, me, te, se, vos, nos, lhe, de, com, sob, e,
dó, céu, réu, réis, méis, rói, mói. mas, se, que, em

Gabarito: Errado.
(INSTITUTO AOCP/SES-PE/2018)
55) “Tecnológico” possui acento por ser uma palavra paroxítona terminada em “o”.
Comentário:

“Tecnológico” possui acento por ser uma palavra proparoxítona.

Proparoxítona
Tonicidade na antepenúltima sílaba;

OBS: Todas as proparoxítonas são acentuadas.

Ex: Árvore, Quilômetro, México, Máximo, Matemática.

Gabarito: Errado.
(INSTITUTO AOCP/SES-PE/2018)
56) “Haverá” é acentuada por ser uma palavra oxítona terminada pela vogal tônica aberta “a”.
Comentário:

Oxítonas
Tonicidade na última sílaba;

OBS: Palavras oxítonas terminadas com a (as), e (es), o (os), em, ens, éu (s), éi (s), ói (s) são acentuadas.

Ex: herói, anzóis, papéis, anéis, Parabéns, Armazém.

Acentuação
Monossílabas Tônicas
As palavras monossílabas tônicas que terminam em a(as), e(es) e o(os) são acentuadas.

Ex: Lá, Já, Fé, Pé, Pó,


Oxítonas
As palavras oxítonas que terminam em a(as), e(es), o(os), em, ens, ditongos abertos éi(s), éu(s), ói(s) são
acentuadas.

@Quebrandoquestões

114/146
Amostra – Mega Pack Português

Ex: Sofá, Café, Jiló, Também, Parabéns, Herói, Troféu, Anéis.


Paroxítonas
As palavras paroxítonas que terminam em l, n, r, x, i(is), u(us), ps, ã(ãs), ão(ãos), um(uns) e ditongos são
acentuadas.

Ex: Nível, Pólen, Revólver, Xérox, Tórax, Lápis, Ônus, Tríceps, Ímã, Órgão, Álbum.

OBS: As palavras paroxítonas que possuem tonicidade nos ditongos abertos (ei, oi, eu) não são mais
acentuadas.

Ex: Pla-tei-a; As-sem-blei-a; A-poi-o;


Proparoxítonas
Todas as proparoxítonas são acentuadas;.

Ex: Física, Árvore, Quilômetro.


Hiato
Uma palavra em hiato será acentuada quando a vogal isolada for “I” ou “U” e a letra antecedente seja
uma vogal ou ditongo.

Ex: Sa-ú-de, Ba-la-ús-ter, Pa-ís, A-ça-í, Ru-í-do, Sa-ú-va.

OBS: hiato seguido de Nh não é acentuado.

Ex: Ra-i-nha, Mo-i-nho.

OBS: hiato seguido com letras iguais não se acentua.

Ex: Sa-a-ra, Xi-i-ta, Vadi-i-ce.

OBS: O “U” e “I” tônico que vêm após ditongo decrescente numa paroxítona não é acentuado: Fei-u-ra,
Bo-cai-u-va, Sau-i-pe.

OBS: Guaíra e Guaíba são acentuadas, pois o “U” e “I” tônico vêm após ditongo crescente.

Piauí, Tuiuiú, teiú, tuiuiús são acentuados por serem hiatos.


Ter x Vir – Acentos Diferenciais
Verbo Ter

Ele tem/Eles têm (Acentuação para diferenciar a 3º pessoa do singular em relação a 3º do plural);

Verbo Vir

Ele vem/Eles vêm (Acentuação para diferenciar a 3º pessoa do singular em relação a 3º do plural);
Ter x Vir - Derivados
Derivados do verbo Ter

Ele detém/Eles detêm (Os derivados recebem acento tanto na 3º pessoa do singular (agudo), quanto na 3º
pessoa do plural (circunflexo));

Derivados do verbo Vir

Ele advém/Eles advêm (Os derivados recebem acento tanto na 3º pessoa do singular (agudo), quanto na 3º
pessoa do plural (circunflexo));

Gabarito: Correto.
(INSTITUTO AOCP/SES-PE/2018)
57) “Concebível” é acentuada por ser uma palavra proparoxítona.
Comentário:
“Concebível” é acentuada por ser uma palavra paroxítona terminada em “l”.

@Quebrandoquestões

115/146
Amostra – Mega Pack Português

Gabarito: Errado.
(INSTITUTO AOCP/SES-PE/2018)
58) Assinale a alternativa que apresenta a justificativa correta quanto à acentuação gráfica das palavras
seguintes.
A) “Você” recebe acento porque é uma palavra monossílaba.
B) “Psíquicas” é acentuada porque é uma palavra proparoxítona.
C) A palavra “tão” recebe acento porque é paroxítona terminada em “o”.
D) “Época” possui acento por ser uma palavra paroxítona terminada em “a”.
E) A palavra “incontroláveis” recebe acento por ser oxítona terminada em “s”.
Comentário:

Letra A: Errada.

“Você” recebe acento porque é uma palavra oxítona terminada em “e”.

Letra B: Correta.

Letra C: Errada.

O ~ não é considerado um assento, e sim uma marca de nasalização.

Letra D: Errada.

“Época” possui acento por ser uma palavra proparoxítona.

Letra E: Errada.

A palavra “incontroláveis” recebe acento por ser uma paroxítona terminada em ditongo.

Gabarito: Letra B.
(INSTITUTO AOCP/FERSB/2018)
59) A qual regra de acentuação gráfica obedecem as palavras álcool e alcoólatra?
A) “Álcool” é uma paroxítona terminada em “l” e acentuada assim como "difícil".
B) “Álcool” e “alcoólatra” são acentuadas porque são proparoxítonas.
C) “Alcoólatra” recebe acento grave porque todas paroxítonas são acentuadas.
D) “Álcool” é paroxítona terminada em “l” e “alcoólatra” é proparoxítona.
E) “Álcool” e “alcoólatra” são acentuadas porque são paroxítonas.
Comentário:

Álcool: Ál-co-ol (Trissílaba; Proparoxítona);

Alcoólatra: Al-co-ó-la-tra (Polissílaba; Proparoxítona);

Gabarito: Letra B.
(INSTITUTO AOCP/FERSB/2018)
60) Assinale a alternativa correta em relação à regra de acentuação gráfica correspondente ao termo
destacado por aspas.
A) "Exercício" é acentuada porque é oxítona e ditongo descente.
B) "Inquérito" é paroxítona e todas são acentuadas.
C) “Nível” é acentuada porque é paroxítona terminada em “l”.
D) "Saúde" em que o "u" é acentuado para demonstrar o ditongo.
E) "Propôs" é proparoxítona terminada em "o" seguida de "s".
Comentário:

Letra A: Errada.

"Exercício" é acentuada porque é paroxítona terminada ditongo crescente.

Letra B: Errada.

@Quebrandoquestões

116/146
Amostra – Mega Pack Português

"Inquérito" é proparoxítona e todas são acentuadas.

Letra C: Correta.

“Nível” é acentuada porque é paroxítona terminada em “l”.

Letra D: Errada.

"Saúde" em que o "u" é acentuado para demonstrar o hiato.

Acentuação do hiato
Uma palavra em hiato será acentuada quando a vogal isolada for “I” ou “U” e a letra antecedente seja
uma vogal ou ditongo.

Ex: Sa-ú-de, Ba-la-ús-ter, Pa-ís, A-ça-í, Ru-í-do, Sa-ú-va.

OBS: hiato seguido de Nh não é acentuado.

Ex: Ra-i-nha, Mo-i-nho.

OBS: hiato seguido com letras iguais não se acentua.

Ex: Sa-a-ra, Xi-i-ta, Vadi-i-ce.

OBS: O “U” e “I” tônico que vêm após ditongo decrescente numa paroxítona não é acentuado: Fei-u-ra,
Bo-cai-u-va, Sau-i-pe.

OBS: Guaíra e Guaíba são acentuadas, pois o “U” e “I” tônico vêm após ditongo crescente.

Piauí, Tuiuiú, teiú, tuiuiús são acentuados por serem hiatos.

Letra E: Errada.

"Propôs" é oxítona terminada em "o" seguida de "s".

Gabarito: Letra C.
(Quadrix/CRO-MT/2018)
61) Em relação à tipologia do texto e às ideias nele expressas, julgue o item a seguir.
Os vocábulos “indivíduo”, “contemporâneas” e “resistências” são acentuados de acordo com a mesma regra de
acentuação gráfica.
Comentário:

Os vocábulos “indivíduo”, “contemporâneas” e “resistências” são paroxítonos acentuados terminados em ditongo.

Gabarito: Correto.
(Quadrix/COREN-RS/2018)
62) São acentuadas graficamente de acordo com a mesma regra de acentuação gráfica as palavras
A) “saúde” – “pública” – “violência”.
B) “fenômeno” – “física” – “básicos”.
C) “já” – “é” – “têm”.
D) “também” – “é”– “têm”.
E) “saúde” – “País” – “nível”.
Comentário:

Letra A: Errada.

Saúde: Palavra acentuada por ser Hiato (U ou I).

@Quebrandoquestões

117/146
Amostra – Mega Pack Português

Pública: Palavra acentuada por ser Proparoxítona.

Violência: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em ditongo.

Letra B: Correta.

Todas as proparoxítonas são acentuadas.

Letra C: Errada.

“já” – “é”: Monossílabos tônicos.

“têm”: Acento diferencial para representar a palavra no plural.

Letra D: Errada.

“também”: Palavra acentuada por ser oxítona terminada em “em”.

“é”: Monossílabo tônico.

“têm”: Acento diferencial para representar a palavra no plural.

Letra E: Errada.

Saúde: Palavra acentuada por ser Hiato (U ou I).

País: Palavra acentuada por ser Hiato (U ou I).

Nível: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em “l”.

Gabarito: Letra B.
(Quadrix/CRF-BA/2019)
63) Considerando o texto e seus aspectos linguísticos, julgue o item.
Os vocábulos monossílabos tônicos “têm” e “pé” são acentuados graficamente de acordo com a mesma regra de
acentuação gráfica.
Comentário:

“Pé”: Monossílabo tônico.

“têm”: Acento diferencial para representar a palavra no plural.

Monossílabas Tônicas
As palavras monossílabas tônicas que terminam em a(as), e(es) e o(os) são acentuadas.

Ex: Lá, Já, Fé, Pé, Pó,


Ter x Vir – Acentos Diferenciais
Verbo Ter

Ele tem/Eles têm (Acentuação para diferenciar a 3º pessoa do singular em relação a 3º do plural);

Verbo Vir

Ele vem/Eles vêm (Acentuação para diferenciar a 3º pessoa do singular em relação a 3º do plural);

Gabarito: Errado.
(Quadrix/CRN - 3ª Região (SP e MS)/2017)
64) Considerando as ideias e os aspectos linguísticos do texto, julgue o seguinte item.
As palavras “saúde” e “País” são acentuadas graficamente de acordo com a mesma regra de acentuação.
Comentário:

@Quebrandoquestões

118/146
Amostra – Mega Pack Português

Sa-ú-de; Pa-ís.

Acentuação do hiato
Uma palavra em hiato será acentuada quando a vogal isolada for “I” ou “U” e a letra antecedente seja
uma vogal ou ditongo.

Ex: Sa-ú-de, Ba-la-ús-ter, Pa-ís, A-ça-í, Ru-í-do, Sa-ú-va.

OBS: hiato seguido de Nh não é acentuado.

Ex: Ra-i-nha, Mo-i-nho.

OBS: hiato seguido com letras iguais não se acentua.

Ex: Sa-a-ra, Xi-i-ta, Vadi-i-ce.

OBS: O “U” e “I” tônico que vêm após ditongo decrescente numa paroxítona não é acentuado: Fei-u-ra,
Bo-cai-u-va, Sau-i-pe.

OBS: Guaíra e Guaíba são acentuadas, pois o “U” e “I” tônico vêm após ditongo crescente.

Piauí, Tuiuiú, teiú, tuiuiús são acentuados por serem hiatos.

Gabarito: Correto.
(Quadrix/FHGV/2019)
65) Considerando as ideias e os aspectos linguísticos do texto, julgue o seguinte item.
Os vocábulos “têm” e “além” são acentuados graficamente de acordo com a mesma regra de acentuação gráfica.
Comentário:

“têm”: Acento diferencial para representar a palavra no plural.

A-lém: Oxítona terminada em “em”.

Gabarito: Errado.
(Quadrix/CRM-AC/2019)
66) Em relação ao texto e a seus aspectos linguísticos, julgue o item.
Os vocábulos “saúde”, “País” e “Daí” são acentuados graficamente de acordo com a mesma regra de acentuação
gráfica..
Comentário:

Todos são hiatos.

Gabarito: Correto.
(Quadrix/CRMV - MA/2018)
67) São acentuadas graficamente de acordo com a mesma regra de acentuação gráfica as palavras
A) “vírus”, “possíveis” e “proteína”.
B) “até”, “também” e “domésticos”.
C) “água”, “rápida” e “há”.
D) “transgênicos”, “proteína” e “experiência”.
E) “sanitários”, “possíveis” e “estratégia”.
Comentário:

Letra A: Errada.

Vírus: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em “us”.

Possíveis: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em ditongo.

@Quebrandoquestões

119/146
Amostra – Mega Pack Português

Proteína: Palavra acentuada por ser hiato com a letra “i”.

Letra B: Errada.

Até: Palavra acentuada por ser oxítona terminada em “e”.

Também: Palavra acentuada por ser oxítona terminada em “em”.

Doméstico: Palavra acentuada por ser proparoxítona.

Letra C: Errada.

Água: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em ditongo.

Rápida: Palavra acentuada por ser proparoxítona.

Há: Monossílabo Tônico terminado em “a”.

Letra D: Errada.

Transgênicos: Palavra acentuada por ser proparoxítona.

Proteína: Palavra acentuada por ser hiato com a letra “i”.

Experiência: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em ditongo.

Letra E: Correta.

Todas as palavras são paroxítonas terminadas em ditongo.

“sanitários”, “possíveis” e “estratégia”.

Gabarito: Letra E.
(IESES/Prefeitura de São José - SC/2019)
68) Algumas das palavras nas assertivas a seguir são acentuadas, outras não. Propositalmente, não
acentuamos as palavras.
I. estereotipo – acolito – esofago – endometrio
II. paradigma – rubrica – abdomen – hifen
Baseando-nos no conhecimento das normas de acentuação e de vocabulário, podemos afirmar que:
A) Em I são paroxítonas e em II são oxítonas.
B) Em I são oxítonas e em II são paroxítonas.
C) Em I são paroxítonas e em II são proparoxítonas.
D) Em I são proparoxítonas e em II são paroxítonas.
Comentário:

Es-te-re-ó-ti-po; A-có-li-to; E-sô-fa-go; En-do-mé-tri-o. (Todas as proparoxítonas são acentuadas);

Pa-ra-dig-ma; Ru-bri-ca; Ab-dô-men; hí-fen; (Todas são Paroxítonas)

Gabarito: Letra D.
(Quadrix/CREA-GO/2019)
69) No que se refere ao texto e a seus aspectos linguísticos, julgue o item.
Os vocábulos oxítonos “após”, “País” e “até” são acentuados graficamente de acordo com a mesma regra de
acentuação gráfica.
Comentário:

A-pós: Palavra acentuada por ser Oxítona terminada em “o”.

Pa-ís: Palavra acentuada por ser hiato com a letra “i”.

@Quebrandoquestões

120/146
Amostra – Mega Pack Português

A-té: Palavra acentuada por ser Oxítona terminada em “e”.

Gabarito: Errado.
(Quadrix/CREA-GO/2019)
70) Quanto aos aspectos linguísticos do texto, julgue o item.
A acentuação gráfica da forma verbal “têm” justifica‐se pela mesma razão da do vocábulo “também”.
Comentário:

Também: Palavra acentuada por ser oxítona terminada em “em”.

“têm”: Acento diferencial para representar a palavra no plural.

Gabarito: Errado.
(Quadrix/CREA-GO/2019)
71) Quanto aos aspectos linguísticos do texto, julgue o item.
A acentuação gráfica dos vocábulos “já”, “três” e “mês” justifica‐se pela mesma regra de acentuação gráfica.
Comentário:

“já”, “três” e “mês” são monossílabos tônicos.

Gabarito: Correto.
(Quadrix/Prefeitura de Cristalina - GO/2019)
72) São acentuadas de acordo com a mesma regra de acentuação gráfica as palavras
A) “sustentável” e econômico”.
B) “próprias” e “até”.
C) “disponível” e “fábricas”.
D) “máximo” e “drásticas”.
E) “fábricas” e está”.
Comentário:

Letra A: Errada.

Sustentável: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em “L”.

Econômico: Toda proparoxítona é acentuada.

Letra B: Errada.

Próprias: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em ditongo.

A-té: Palavra acentuada por ser Oxítona terminada em “e”.

Letra C: Errada.

Disponível: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em “L”.

Fábricas: Toda proparoxítona é acentuada.

Letra D: Correta.

Máximo: Toda proparoxítona é acentuada.

Drásticas: Toda proparoxítona é acentuada.

Letra E: Errada.

Fábricas: Toda proparoxítona é acentuada.

Está: Palavra acentuada por ser Oxítona terminada em “a”.

@Quebrandoquestões

121/146
Amostra – Mega Pack Português

Gabarito: Letra D.
(Quadrix/CREA-GO/2019)
73) A palavra "aceitável" está corretamente acentuada no texto. Dentre as alternativas a seguir, que outras
palavras são corretamente acentuadas exatamente pelo mesmo motivo que ela?
A) Cônsul - Pênsil - Têxtil.
B) Córtex - Tórax - Cálix.
C) Gérmen - Líquen - Lúmen.
D) Almíscar - Caráter - Câncer.
E) Incêndio - Necessário - Tendência.
Comentário:

Aceitável: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em “L”.

Letra A: Correta.

Cônsul: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em “L”.

Pênsil: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em “L”.

Têxtil: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em “L”.

Letra B: Errada.

Córtex: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em “X”.

Tórax: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em “X”.

Cálix: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em “X”.

Letra C: Errada.

Gérmen: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em “N”.

Líquen: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em “N”.

Lúmen: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em “N”.

Letra D: Errada.

Almíscar: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em “R”.

Caráter: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em “R”.

Câncer: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em “R”.

Letra E: Errada.

Incêndio: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em ditongo.

Necessário: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em ditongo.

Tendência: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em ditongo.

Gabarito: Letra A.
(IESES/SCGás/2019)
74) Leia as assertivas a seguir:
I. ideia – rúbrica – filantropo – túnel – rápidamente - ímpar

II. ângulo – míope – exíguo – tênue – antítese - trôpego

@Quebrandoquestões

122/146
Amostra – Mega Pack Português

III. dó – pó – três – capim– ali – civil


Assinale a alternativa correta, quanto à acentuação dos vocábulos:
A) Apenas assertivas II e III contêm erros de acentuação.
B) Apenas assertivas I e III contêm erros de acentuação.
C) Apenas assertiva II contém erros de acentuação.
D) Apenas assertiva I contém erros de acentuação.
Comentário:

Ideia – rúbrica (rubrica) – filantropo – túnel – rápidamente (rapidamente) – ímpar

Ângulo – míope – exíguo – tênue – antítese - trôpego

Dó – pó – três – capim– ali – civil

Gabarito: Letra D.
(IESES/SCGás/2019)
75) Em relação ao texto e a seus aspectos linguísticos, julgue o item .
A acentuação gráfica dos vocábulos “conteúdos” e “ódio” justifica-se porque ambos são paroxítonos com a vogal
tônica isolada em uma sílaba.
Comentário:

Con-te-ú-do: Palavra acentuada por ser hiato com a letra “u”.

Ó-dio: Palavra acentuada por ser Paroxítona terminada em ditongo.

Gabarito: Errado.
(CESPE/PGE-PE/2019)
76) Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto precedente, julgue o item que se segue.
O emprego de acento agudo nas palavras “juízo”, “extraídos” e “período” justifica-se pela mesma regra de
acentuação gráfica.
Comentário:

Ju-í-zo: Palavra acentuada por ser hiato com a letra “i”.

Ex-tra-í-dos: Palavra acentuada por ser hiato com a letra “i”.

Pe-rí-o-do: Toda proparoxítona é acentuada.

Gabarito: Errado.
(CESPE/TRF - 1ª REGIÃO/2019)
77) Considerando as relações sintático-semânticas do texto 4A4AAA, julgue o próximo item.
O emprego de acento na palavra “memória” (l.19) pode ser justificado por duas regras de acentuação distintas.
Comentário:

Proparoxítonas “Aparentes ou Eventuais”


Conforme alguns autores, Proparoxítonas aparentes são paroxítonas terminadas em ditongo crescente.
Sendo considerada correta a separação silábica do ditongo crescente.

Ex: his-tó-ria ou his-tó-ri-a.

Me-mó-ria: Paroxítona terminada em Ditongo.

Me-mó-ri-a: Proparoxítona Aparente ou Eventual.

Gabarito: Correto.
(IESES/GasBrasiliano/2014)
78) Assinale a única alternativa INCORRETA sobre as regras de acentuação gráfica vigentes, incluindo as
estabelecidas pelo último acordo ortográfico:
A) Não se acentuam oxítonas terminadas em “I” ou “U”, a não ser que seja um caso de hiato.

@Quebrandoquestões

123/146
Amostra – Mega Pack Português

B) Não se usa mais acento nos ditongos abertos “ei”, “oi”.


C) Acentuam-se as oxítonas terminadas em “A”, “E”, “O”, seguidas ou não de “S”, inclusive as formas verbais assim
terminadas quando seguidas de “LO(s)” ou “LA(s)”.
D) Não recebem acento agudo as vogais tônicas “I” e “U” quando forem paroxítonas e precedidas de ditongo.
Comentário:

Oxítonas
As palavras oxítonas que terminam em a(as), e(es), o(os), em, ens, ditongos abertos éi(s), éu(s), ói(s) são
acentuadas.

Ex: Sofá, Café, Jiló, Também, Parabéns, Herói, Troféu, Anéis.

OBS: As palavras paroxítonas que possuem tonicidade nos ditongos abertos (ei, oi, eu) não são mais acentuadas.

Ex: Pla-tei-a; As-sem-blei-a; A-poi-o;

Gabarito: Letra B.
(CESPE/SEGESP-AL/2013)
79) Julgue os seguintes itens, a respeito das ideias e dos aspectos linguísticos do texto acima.
Uma variante igualmente correta do termo “autópsia” (l.13) é autopsia.
Comentário:

Palavras com Dupla Pronúncia


Acróbata ou Acrobata
Aborígine ou Aborígene
Alópata ou Alopata
Ajax ou Ájax
Autópsia ou Autopsia
Amnésia ou Amnesia
Boêmia ou Boemia ou Boémia
Infarto ou infarte ou enfarte ou enfarto
Enfarte ou enfarto
Elétrodo ou Eletrodo
Cacoepia ou Cacoépia
Clítoris ou Clitóris
Percentagem ou Porcentagem
Oceânia ou Oceania
Xérox ou Xerox
Ortoepia ou Ortoépia
Biopsia ou Biópsia
Projétil ou Projetil
Madagáscar ou Madagascar
Neon ou Néon
Triplex ou Tríplex
Zangão ou Zângão
Zênite ou Zenite

Gabarito: Correto.
(CESPE/TRT - 17ª Região (ES)/2013)
80) Com referência às ideias e a aspectos linguísticos do texto acima, julgue os itens de 6 a 11.
Os vocábulos “juízes” e “país” são acentuados de acordo com regras de acentuação gráfica distintas.
Comentário:

Ju-í-zes e Pa-ís são acentuados pela mesma regra. Hiato com a letra “i(s)”.
Gabarito: Errado.
(IESES/CRF-SC/2012)
81) Assinale a alternativa com ERRO de acentuação.
A) À medida que se distancia, o ímã deixa de atrair o metal.

@Quebrandoquestões

124/146
Amostra – Mega Pack Português

B) Aquele guri pareceu não entender a rubrica do diretor.


C) O advogado redargui com propriedade durante o júri de seu cliente, o réu.
D) O ítem do acordo relacionado à acentuação gráfica foi respeitado.
Comentário:

A palavra item não é acentuada, pois paroxítonas terminadas em “em” não se acentuam.

Gabarito: Letra D.
(IESES/CRF-SC/2012)
82) O acordo ortográfico vigente atualmente trouxe mudanças em relação ao uso de acento circunflexo em
determinadas formas verbais. Esse é o caso de "veem" (presente no título do texto), que perdeu o acento
circunflexo a partir do novo acordo. Outra forma verbal que também passou pela mesma modificação é:
A) Retraem
B) Terem
C) Caem
D) Leem
E) Vem
Comentário:

Os verbos (Crer, Ler, Ver e Dar) julgados na 3º Pessoa do Plural do Presente do Indicativo não são mais acentuados
conforme o novo acordo ortográfico.

“ee” e “oo” não recebem mais acento


Antes Atualmente
Crêem, Lêem, Vêem, Dêem Creem, Leem, Veem, Deem
Vôo, Enjôo, Magôo, Abençôo Voo, Enjoo, Magoo, Abençoo

Gabarito: Letra D.
(FGV/AL-MA/2013)
83) Indique a alternativa cujos vocábulos tiveram sua acentuação gráfica alterada em função do último
acordo ortográfico.
A) têm - vêm
B) heroico - saúde
C) colmeia - herói
D) veem - leem
E) para(v.) - pôr(v.)
Comentário:

“ee” e “oo” não recebem mais acento


Antes Atualmente
Crêem, Lêem, Vêem, Dêem Creem, Leem, Veem, Deem
Vôo, Enjôo, Magôo, Abençôo Voo, Enjoo, Magoo, Abençoo

Palavras com Acentos Diferenciais - Atualmente


Pôde (Pret. Perf.) Pode (Presente do Ind.)
Pôr (Verbo) Por (Preposição)
Ex: Irei pôr o dinheiro na carteira Ex: A escola é por ali.
Tem e Vem (Singular) Têm e Vêm (Plural)
Ex: Ele tem coragem. Ex: Eles têm coragem.
Fôrma (Objeto) Forma (Verbo formar)

Palavras que não possuem mais acentuação diferenciada


Pela (Verbo pelar) Pela (Preposição)
Polo (O esporte) Polo (Por + Lo)
Pelo (Verbo pelar) Pelo (Substantivo)
Pera (Fruta) Pera (Preposição arcaica)

Gabarito: Letra D.
(Crescer Consultorias/Prefeitura de Várzea Grande - PI/2019)

@Quebrandoquestões

125/146
Amostra – Mega Pack Português

84) Está em desacordo com a ortografia vigente:


A) Os supervisores creem na capacidade de redação de suas secretárias.
B) As incorreções gramaticais vêm crescendo entre os usuários da língua.
C) As pessoas têm se dedicado pouco à leitura e ao estudo da língua.
D) Ao redigir ofícios, os funcionários lêem sobre o uso correto da vírgula.
Comentário:

“ee” e “oo” não recebem mais acento


Antes Atualmente
Crêem, Lêem, Vêem, Dêem Creem, Leem, Veem, Deem
Vôo, Enjôo, Magôo, Abençôo Voo, Enjoo, Magoo, Abençoo

Palavras com Acentos Diferenciais - Atualmente


Pôde (Pret. Perf.) Pode (Presente do Ind.)
Pôr (Verbo) Por (Preposição)
Ex: Irei pôr o dinheiro na carteira Ex: A escola é por ali.
Tem e Vem (Singular) Têm e Vêm (Plural)
Ex: Ele tem coragem. Ex: Eles têm coragem.
Fôrma (Objeto) Forma (Verbo formar)

O correto é leem.

Gabarito: Letra D.
(Crescer Consultorias/Prefeitura de Várzea Grande - PI/2019)
85) Fragmento para a questão a seguir.
“As crianças que não conheço não têm nada disso, e quando forem adultas terão menos ainda, porque até
a inocência irão perder.”
Assinale a alternativa em que a palavra é acentuada para indicar pluralização:
A) não.
B) têm.
C) até.
D) inocência.
E) irão.
Comentário:

“ee” e “oo” não recebem mais acento


Antes Atualmente
Crêem, Lêem, Vêem, Dêem Creem, Leem, Veem, Deem
Vôo, Enjôo, Magôo, Abençôo Voo, Enjoo, Magoo, Abençoo

Palavras com Acentos Diferenciais - Atualmente


Pôde (Pret. Perf.) Pode (Presente do Ind.)
Pôr (Verbo) Por (Preposição)
Ex: Irei pôr o dinheiro na carteira Ex: A escola é por ali.
Tem e Vem (Singular) Têm e Vêm (Plural)
Ex: Ele tem coragem. Ex: Eles têm coragem.
Fôrma (Objeto) Forma (Verbo formar)

Gabarito: Letra B.
(IF-SP/IF-SP/2018)
86) Os professores marcaram uma assembléia com os alunos.
De acordo com o Novo Acordo Ortográfico, nas palavras paroxítonas mantém-se o acento agudo nos ditongos éi e
ói.
Comentário:

OBS: As palavras paroxítonas que possuem tonicidade nos ditongos abertos (ei, oi, eu) não são mais acentuadas.

Gabarito: Errado.
(Dédalus Concursos/CORE-BA/2018)

@Quebrandoquestões

126/146
Amostra – Mega Pack Português

87) Segundo a gramática, acentuam-se determinadas palavras para diferenciação de significado; chama-se
acento diferencial. Esta regra baseia a acentuação da seguinte palavra da frase abaixo:
“Ninguém pôde notar a perspicácia do homem ingênuo.”
A) Ninguém.
B) Pôde.
C) Perspicácia.
D) Ingênuo.
Comentário:

Palavras com Acentos Diferenciais - Atualmente


Pôde (Pret. Perf.) Pode (Presente do Ind.)
Pôr (Verbo) Por (Preposição)
Ex: Irei pôr o dinheiro na carteira Ex: A escola é por ali.
Tem e Vem (Singular) Têm e Vêm (Plural)
Ex: Ele tem coragem. Ex: Eles têm coragem.
Fôrma (Objeto) Forma (Verbo formar)

Gabarito: Letra B.
(MPE-GO/MPE-GO/2018)
88) Analise as frases abaixo elencadas:
I – Assim como os humanos, chimpanzés também ______ em conflitos.
II – Você pode _____ os seus pertences naquele armário _____ uns dias.
III – Eu o ______ sempre que toco nesse assunto.
Preenchem adequadamente as lacunas, respectivamente:
A) Intervém – por – por – magoo.
B) Intervêm – pôr – por – magôo.
C) Intervem – pôr – pôr – magôo.
D) Intervém – por – por – magôo.
E) Intervêm – pôr – por – magoo.
Comentário:

Ter x Vir – Acentos Diferenciais


Verbo Ter

Ele tem/Eles têm (Acentuação para diferenciar a 3º pessoa do singular em relação a 3º do plural);

Verbo Vir

Ele vem/Eles vêm (Acentuação para diferenciar a 3º pessoa do singular em relação a 3º do plural);
Ter x Vir - Derivados
Derivados do verbo Ter

Ele detém/Eles detêm (Os derivados recebem acento tanto na 3º pessoa do singular (agudo), quanto na 3º
pessoa do plural (circunflexo));

Derivados do verbo Vir

Ele advém/Eles advêm (Os derivados recebem acento tanto na 3º pessoa do singular (agudo), quanto na 3º
pessoa do plural (circunflexo));

I – Assim como os humanos, chimpanzés também intervêm em conflitos.

Palavras com Acentos Diferenciais - Atualmente


Pôde (Pret. Perf.) Pode (Presente do Ind.)
Pôr (Verbo) Por (Preposição)
Ex: Irei pôr o dinheiro na carteira Ex: A escola é por ali.
Tem e Vem (Singular) Têm e Vêm (Plural)
Ex: Ele tem coragem. Ex: Eles têm coragem.
Fôrma (Objeto) Forma (Verbo formar)

@Quebrandoquestões

127/146
Amostra – Mega Pack Português

II – Você pode pôr os seus pertences naquele armário por uns dias.

“ee” e “oo” não recebem mais acento


Antes Atualmente
Crêem, Lêem, Vêem, Dêem Creem, Leem, Veem, Deem
Vôo, Enjôo, Magôo, Abençôo Voo, Enjoo, Magoo, Abençoo

III – Eu o magoo sempre que toco nesse assunto.

Gabarito: Letra E.
(FUNDEP/INB/2018)
89) O acento diferencial é utilizado para diferenciar palavras que, mesmo com significados diferentes,
possuem escrita e pronúncia semelhantes.
Assinale a alternativa que indica uma palavra que pode ser acentuada por esse motivo.
A) Pôr
B) Contínuo
C) Bôrra
D) Pêlo
Comentário:

Palavras com Acentos Diferenciais - Atualmente


Pôde (Pret. Perf.) Pode (Presente do Ind.)
Pôr (Verbo) Por (Preposição)
Ex: Irei pôr o dinheiro na carteira Ex: A escola é por ali.
Tem e Vem (Singular) Têm e Vêm (Plural)
Ex: Ele tem coragem. Ex: Eles têm coragem.
Fôrma (Objeto) Forma (Verbo formar)

Palavras que não possuem mais acentuação diferenciada


Pela (Verbo pelar) Pela (Preposição)
Polo (O esporte) Polo (Por + Lo)
Pelo (Verbo pelar) Pelo (Substantivo)
Pera (Fruta) Pera (Preposição arcaica)

Gabarito: Letra A.
(PUC-PR/TJ-PR/2017)
90) Segundo o Novo Acordo Ortográfico da língua portuguesa, o acento diferencial de palavras homógrafas
como pelo (verbo pelar) e pêlo (substantivo) foi mantido.
Comentário:

Palavras com Acentos Diferenciais - Atualmente


Pôde (Pret. Perf.) Pode (Presente do Ind.)
Pôr (Verbo) Por (Preposição)
Ex: Irei pôr o dinheiro na carteira Ex: A escola é por ali.
Tem e Vem (Singular) Têm e Vêm (Plural)
Ex: Ele tem coragem. Ex: Eles têm coragem.
Fôrma (Objeto) Forma (Verbo formar)

Palavras que não possuem mais acentuação diferenciada


Pela (Verbo pelar) Pela (Preposição)
Polo (O esporte) Polo (Por + Lo)
Pelo (Verbo pelar) Pelo (Substantivo)
Pera (Fruta) Pera (Preposição arcaica)

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
91) O produto está “em” grande escala. EM é considerada uma monossílaba tônica.

@Quebrandoquestões

128/146
Amostra – Mega Pack Português

Comentário:

Monossílabos
Tônicos Átonos
Palavras formadas por apenas uma sílaba que
possuem significado próprio, estando isolados ou
conectados em uma frase. Possuem uma maior Palavras formadas por apenas uma sílaba que são
entonação. pronunciadas de uma forma mais fraca em relação
São acentuados os monossílabos tônicos aos monossílabos tônicos.
terminados em A, E, O (Pá, Pé, Pó, Pás, Pés, Pôs) e
os ditongos abertos éu, éi, oi (Céu, Dói, Véu).
Ex: Há, lá, só, pó, pá, má, já, pé, ré, fé, mês, nó, só, Ex: um, os, me, te, se, vos, nos, lhe, de, com, sob, e,
dó, céu, réu, réis, méis, rói, mói. mas, se, que, em

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
92) O “sabiá” “sabia” que a cobra estava dormindo.
A palavra “sabiá” é considerada um substantivo, enquanto a palavra “sabia” é considera um verbo.
Comentário:

Sabiá: Substantivo (Pássaro);

Sabia: Forma verbal.

Gabarito: Correto.
(Q2/Q2/2019)
93) As palavras exceção, carreta e nascimento possuem dígrafos.
Comentário:

Exceção, carreta e nascimento.

Dígrafos
Vocálicos Nasais Consonantais
Am, em, im, om, um, an, en, in, on, un. Ch, Gu, SS, RR, SC, SÇ, XC, XS, Lh, Qu, Nh.
Ex: Canta, Menta, Penta, Monstro, Panda, campeão. Ex: Chuva, Chave, Passo, Galho

Gabarito: Correto.
(Q2/Q2/2019)
94) Cipó está acentuado pela mesma regra da palavra sofá.
Comentário:

Cipó e Sofá são oxítonas acentuadas em “a” e “o”.

Oxítonas
As palavras oxítonas que terminam em a(as), e(es), o(os), em, ens, ditongos abertos éi(s), éu(s), ói(s) são
acentuadas.

Ex: Sofá, Café, Jiló, Também, Parabéns, Herói, Troféu, Anéis.

Gabarito: Correto.
(Q2/Q2/2019)
95) A palavra “Médio” possui um ditongo oral decrescente.
Comentário:

Mé-dio: Ditongo Crescente;


sv v

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)

@Quebrandoquestões

129/146
Amostra – Mega Pack Português

96) “Cantam” é um ditongo nasal decrescente.


Comentário:

Cantam é considerado um ditongo decrescente, pois o “m” tem som de “U”. Cantam = Cantãu.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
97) A palavra “Remédio” é acentuada por ser uma paroxítona terminada em ditongo crescente.
Comentário:

Remédio: ditongo crescente.


sv v

Gabarito: Correto.
(Q2/Q2/2019)
98) As palavras “quero”, “guerra” e “qualidade” contêm grupos de duas letras que representam um só
fonema, formando assim um dígrafo.
Comentário:

Qualidade não é considerada um dígrafo, pois “Qua” não se pronuncia em um único som.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
99) O emprego do acento gráfico nas palavras “Dói”, “só” e “nós” justifica-se pela mesma regra de
acentuação.
Comentário:

Apesar de serem todos monossílabos tônicos, “só” e “nós” caem na regra geral, já Dói é um monossílabo tônico
terminado em ditongo aberto.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
100) Os vocábulos “trás”, “é” e “nós” recebem acento gráfico em obediência à mesma regra de acentuação.
Comentário:

Todos são Monossílabos tônicos.

Gabarito: Correto.
(Q2/Q2/2019)
101) As formas verbais “torná-la” e “fazê-la” recebem acentuação gráfica porque se devem acentuar todas
as formas verbais combinadas a pronome enclítico.
Comentário:

Errado, pois tais palavras são acentuadas por entrarem na regra das oxítonas.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
102) A palavra “está” recebe acento gráfico em decorrência da mesma regra que determina o emprego do
acento no vocábulo “três”.
Comentário:

Es-tá: Palavra acentuada por ser oxítona terminada em “A”.

Três: Monossílabo tônico.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
103) A palavra “heroico” não é acentuada por ser uma paroxítona terminada em o, já a palavra herói é
acentuada por ser uma oxítona terminada em ditongo.

@Quebrandoquestões

130/146
Amostra – Mega Pack Português

Comentário:

OBS: As palavras paroxítonas que possuem tonicidade nos ditongos abertos (ei, oi, eu) não são mais
acentuadas.

Oxítonas
As palavras oxítonas que terminam em a(as), e(es), o(os), em, ens, ditongos abertos éi(s), éu(s), ói(s) são
acentuadas.

Ex: Sofá, Café, Jiló, Também, Parabéns, Herói, Troféu, Anéis.

Gabarito: Correto.
(Q2/Q2/2019)
104) As palavras “ideia” e “plateia” estão em conformidade com as regras ortográficas vigentes.
Comentário:

OBS: As palavras paroxítonas que possuem tonicidade nos ditongos abertos (ei, oi, eu) não são mais
acentuadas.

Ex: I-dei-a; Pla-tei-a.

Gabarito: Correto.
(Q2/Q2/2019)
105) Os acentos utilizados nas palavras “corolário” e “ciência” seguem as mesmas regras.
Comentário:

Co-ro-lá-rio: Paroxítonos acentuados terminados em ditongo.

Ci-ên-cia: Paroxítonos acentuados terminados em ditongo.

Paroxítonas
As palavras paroxítonas que terminam em l, n, r, x, i(is), u(us), ps, ã(ãs), ão(ãos), um(uns) e ditongos são
acentuadas.

Ex: Nível, Pólen, Revólver, Xérox, Tórax, Lápis, Ônus, Tríceps, Ímã, Órgão, Álbum.

OBS: As palavras paroxítonas que possuem tonicidade nos ditongos abertos (ei, oi, eu) não são mais
acentuadas.

Ex: Pla-tei-a; As-sem-blei-a; A-poi-o;

Gabarito: Correto.
(Q2/Q2/2019)
106) As palavras “Polícia”, “Rodoviária” e “existência” recebem acento gráfico porque são paroxítonas
terminadas em ditongo crescente.
Comentário:

Po-lí-cia: Paroxítonos acentuados terminados em ditongo.

Ro-do-vi-á-ria: Paroxítonos acentuados terminados em ditongo.

E-xis-tên-cia: Paroxítonos acentuados terminados em ditongo.

Paroxítonas
As palavras paroxítonas que terminam em l, n, r, x, i(is), u(us), ps, ã(ãs), ão(ãos), um(uns) e ditongos são
acentuadas.

Ex: Nível, Pólen, Revólver, Xérox, Tórax, Lápis, Ônus, Tríceps, Ímã, Órgão, Álbum.

@Quebrandoquestões

131/146
Amostra – Mega Pack Português

OBS: As palavras paroxítonas que possuem tonicidade nos ditongos abertos (ei, oi, eu) não são mais
acentuadas.

Ex: Pla-tei-a; As-sem-blei-a; A-poi-o;

Gabarito: Correto.
(Q2/Q2/2019)
107) As palavras “líquida”, “público”, “órgãos” e “episódicas” obedecem à mesma regra de acentuação
gráfica.
Comentário:

Líquida, Público, Episódicas: Proparoxítonas.

Órgão é uma paroxítona terminada em ão.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
108) A palavra “cível" recebe acento gráfico em decorrência da mesma regra que determina o emprego de
acento em amável e útil.
Comentário:

Correto. Paroxítona terminada em L.

Gabarito: Correto.
(Q2/Q2/2019)
109) Raínha e saída são acentuadas.
Comentário:

Acentuação do hiato
Uma palavra em hiato será acentuada quando a vogal isolada for “I” ou “U” e a letra antecedente seja
uma vogal ou ditongo.

Ex: Sa-ú-de, Ba-la-ús-ter, Pa-ís, A-ça-í, Ru-í-do, Sa-ú-va.

OBS: Hiato seguido de Nh não é acentuado.

Ex: Ra-i-nha, Mo-i-nho.

OBS: Hiato seguido com letras iguais não se acentua.

Ex: Sa-a-ra, Xi-i-ta, Vadi-i-ce.

OBS: O “U” e “I” tônico que vêm após ditongo decrescente numa paroxítona não é acentuado: Fei-u-ra,
Bo-cai-u-va, Sau-i-pe.

OBS: Guaíra e Guaíba são acentuadas, pois o “U” e “I” tônico vêm após ditongo crescente.

Piauí, Tuiuiú, teiú, tuiuiús são acentuados por serem hiatos.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
110) Bocaiuva e Guaiba estão em conformidade com as regras ortográficas.
Comentário:

Acentuação do hiato
Uma palavra em hiato será acentuada quando a vogal isolada for “I” ou “U” e a letra antecedente seja
uma vogal ou ditongo.

Ex: Sa-ú-de, Ba-la-ús-ter, Pa-ís, A-ça-í, Ru-í-do, Sa-ú-va.

@Quebrandoquestões

132/146
Amostra – Mega Pack Português

OBS: Hiato seguido de Nh não é acentuado.

Ex: Ra-i-nha, Mo-i-nho.

OBS: Hiato seguido com letras iguais não se acentua.

Ex: Sa-a-ra, Xi-i-ta, Vadi-i-ce.

OBS: O “U” e “I” tônico que vêm após ditongo decrescente numa paroxítona não é acentuado: Fei-u-ra,
Bo-cai-u-va, Sau-i-pe.

OBS: Guaíra e Guaíba são acentuadas, pois o “U” e “I” tônico vêm após ditongo crescente.

Piauí, Tuiuiú, teiú, tuiuiús são acentuados por serem hiatos.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
111) Em relação ao fragmento de texto acima, julgue os próximos itens.
Os acentos gráficos das palavras “países” e “políticas” têm a mesma justificativa gramatical.
Comentário:

Pa-í-ses: hiato.

Po-lí-ti-cas: Proparoxítona.

Acentuação do hiato
Uma palavra em hiato será acentuada quando a vogal isolada for “I” ou “U” e a letra antecedente seja
uma vogal ou ditongo.

Ex: Sa-ú-de, Ba-la-ús-ter, Pa-ís, A-ça-í, Ru-í-do, Sa-ú-va.

OBS: Hiato seguido de Nh não é acentuado.

Ex: Ra-i-nha, Mo-i-nho.

OBS: Hiato seguido com letras iguais não se acentua.

Ex: Sa-a-ra, Xi-i-ta, Vadi-i-ce.

OBS: O “U” e “I” tônico que vêm após ditongo decrescente numa paroxítona não é acentuado: Fei-u-ra,
Bo-cai-u-va, Sau-i-pe.

OBS: Guaíra e Guaíba são acentuadas, pois o “U” e “I” tônico vêm após ditongo crescente.

Piauí, Tuiuiú, teiú, tuiuiús são acentuados por serem hiatos.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
112) Os vocábulos “juízes” e “país” são acentuados de acordo com regras de acentuação gráfica distintas.
Comentário:

Ju-í-zes: hiato.

Pa-ís: hiato.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
113) Assertiva abaixo está correta:
Os jogadores vem jogando bem.

@Quebrandoquestões

133/146
Amostra – Mega Pack Português

Comentário:

Os jogadores vem (vêm) jogando bem.

Ter x Vir – Acentos Diferenciais


Verbo Ter

Ele tem/Eles têm (Acentuação para diferenciar a 3º pessoa do singular em relação a 3º do plural);

Verbo Vir

Ele vem/Eles vêm (Acentuação para diferenciar a 3º pessoa do singular em relação a 3º do plural);

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
114) Assertiva abaixo está correta:
Irei por o dinheiro na carteira.
Comentário:

Palavras com Acentos Diferenciais - Atualmente


Pôde (Pret. Perf.) Pode (Presente do Ind.)
Pôr (Verbo) Por (Preposição)
Ex: Irei pôr o dinheiro na carteira Ex: A escola é por ali.
Tem e Vem (Singular) Têm e Vêm (Plural)
Ex: Ele tem coragem. Ex: Eles têm coragem.
Fôrma (Objeto) Forma (Verbo formar)

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
115) Assertiva abaixo está correta:
Ele intervém com espadas.
Comentário:

Ter x Vir – Acentos Diferenciais


Verbo Ter

Ele tem/Eles têm (Acentuação para diferenciar a 3º pessoa do singular em relação a 3º do plural);

Verbo Vir

Ele vem/Eles vêm (Acentuação para diferenciar a 3º pessoa do singular em relação a 3º do plural);
Ter x Vir - Derivados
Derivados do verbo Ter

Ele detém/Eles detêm (Os derivados recebem acento tanto na 3º pessoa do singular (agudo), quanto na 3º
pessoa do plural (circunflexo));

Derivados do verbo Vir

Ele advém/Eles advêm (Os derivados recebem acento tanto na 3º pessoa do singular (agudo), quanto na 3º
pessoa do plural (circunflexo));

Gabarito: Correto.
(Q2/Q2/2019)
116) Ela “pela¹” o “pelo²” “pela³” esquerda.
Do número 1 ao 3 temos, respectivamente, um verbo, substantivo e preposição.
Comentário:

Gabarito: Correto.

@Quebrandoquestões

134/146
Amostra – Mega Pack Português

(Q2/Q2/2019)
117) Em uma frase é possível substituir a palavra “pôde” pela palavra “pode” sem acarretar nenhum erro no
sentido e na correção gramatical.
Comentário:

Palavras com Acentos Diferenciais - Atualmente


Pôde (Pret. Perf.) Pode (Presente do Ind.)
Pôr (Verbo) Por (Preposição)
Ex: Irei pôr o dinheiro na carteira Ex: A escola é por ali.
Tem e Vem (Singular) Têm e Vêm (Plural)
Ex: Ele tem coragem. Ex: Eles têm coragem.
Fôrma (Objeto) Forma (Verbo formar)

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
118) A palavra “Filântropo” é acentuada por ser uma proparoxítona.
Comentário:

A palavra está errada, o correto é Filantropo, sendo uma paroxítona.

Pronúncia de Palavras Duvidosas


Palavras Oxítonas Aloés, cateter, harém, mister, Nobel, ruim, ureter.
Palavras Paroxítonas Avaro, aziago, barbaria, filantropo, ibero, misantropo
Palavras Proparoxítonas Aerólito, álcali, álibi, alvíssaras, âmago, êxodo, périplo, ínterim, máxime.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
119) A palavra Uréter é paroxítona por terminar com a letra “R”.
Comentário:

A maneira correta de se escrever é ureter, sendo uma oxítona.

Pronúncia de Palavras Duvidosas


Palavras Oxítonas Aloés, cateter, harém, mister, Nobel, ruim, ureter.
Palavras Paroxítonas Avaro, aziago, barbaria, filantropo, ibero, misantropo
Palavras Proparoxítonas Aerólito, álcali, álibi, alvíssaras, âmago, êxodo, périplo, ínterim, máxime.

Gabarito: Errado.
(Q2/Q2/2019)
120) Uma variante igualmente correta do termo “acróbata” é acrobata.
Comentário:

Palavras com Dupla Pronúncia


Acróbata ou Acrobata
Aborígine ou Aborígene
Alópata ou Alopata
Ajax ou Ájax
Autópsia ou Autopsia
Amnésia ou Amnesia
Boêmia ou Boemia ou Boémia
Infarto ou infarte
Enfarte ou enfarto
Elétrodo ou Eletrodo
Cacoepia ou Cacoépia
Clítoris ou Clitóris
Percentagem ou Porcentagem
Oceânia ou Oceania
Xérox ou Xerox

@Quebrandoquestões

135/146
Amostra – Mega Pack Português

Ortoepia ou Ortoépia
Biopsia ou Biópsia
Projétil ou Projetil
Madagáscar ou Madagascar
Neon ou Néon
Triplex ou Tríplex
Zangão ou Zângão
Zênite ou Zenite

Gabarito: Correto.

@Quebrandoquestões

136/146
Amostra – Mega Pack Português

Erros Ortográficos

@Quebrandoquestões

137/146
Amostra – Mega Pack Português

(FCC/SANASA Campinas/2019)
01) Em resumo, a ideia principal do projeto é deixar as correntes oceânicas fazer todo o trabalho. (3°
parágrafo)
O conteúdo da frase acima está preservado nesta outra redação, respeitando-se as regras de ortografia e
acentuação:
A) Em sintese, a ideia principal do projeto equivale a deixar que as correntes oceânicas furtem-se a quaisquer
trabalhos.
B) Para sintetisar, a ideia principal do projeto tem haver com deixar que as correntes oceânicas executem o trabalho
integralmente.
C) De modo suscinto, a ideia principal do projeto está em deixar que as correntes oceânicas desempenhem qualquer
trabalho.
D) Em poucas palavras, a ideia principal do projeto consiste em deixar que as correntes oceânicas realizem o
trabalho completo.
E) Sem mais delongas, a ideia principal do projeto assemelha-se a deixar que as correntes oceânicas desempenhem
hesitosamente o trabalho.
Comentário:

Letra A: Errada.

Em sintese (síntese), a ideia principal do projeto equivale a deixar que as correntes oceânicas furtem-se a quaisquer
trabalhos.

Letra B: Errada.

Para sintetisar (sintetizar), a ideia principal do projeto tem haver com deixar que as correntes oceânicas executem
o trabalho integralmente.

Letra C: Errada.

De modo suscinto (sucinto), a ideia principal do projeto está em deixar que as correntes oceânicas desempenhem
qualquer trabalho.

Letra D: Correta.

Letra E: Errada.

Sem mais delongas, a ideia principal do projeto assemelha-se a deixar que as correntes oceânicas desempenhem
hesitosamente (exitosamente) o trabalho.

Êxito: Sucesso;

Hesitar: Esperar;

Gabarito: Letra D.
(FCC/SABESP/2019)
02) Todos os vocábulos estão grafados corretamente em:
A) Jornalista renomado, Ruy Castro já produziu textos para diversos veiculos da emprensa brasileira.
B) Além de jornalista, Ruy Castro é ezímio biografo. Seus livros sobre Nelson Rodrigues e Garrincha são famosos.
C) Grande parte da produção jornalística de Ruy Castro foi eternisada em livros, os quais são elogiados pelos
criticos.
D) Em seu livro Chega de Saudade, Ruy Castro conclue uma reconstituição historica do período da Bossa Nova no
Brasil.
E) Ruy Castro fala de seus hábitos como jornalista desde a época em que redigia os textos à máquina de escrever.
Comentário:

Letra A: Errada.

Jornalista renomado, Ruy Castro já produziu textos para diversos veiculos (veículos) da emprensa (imprensa)
brasileira.

@Quebrandoquestões

138/146
Amostra – Mega Pack Português

Letra B: Errada.

Além de jornalista, Ruy Castro é ezímio biografo (exímio biógrafo). Seus livros sobre Nelson Rodrigues e Garrincha
são famosos.

Letra C: Errada.

Grande parte da produção jornalística de Ruy Castro foi eternisada (eternizada) em livros, os quais são elogiados
pelos criticos (críticos).

Letra D: Errada.

Em seu livro Chega de Saudade, Ruy Castro conclue (conclui) uma reconstituição historica (histórica) do período
da Bossa Nova no Brasil.

Letra E: Correta.

Gabarito: Letra E.
(CESPE/PGM - Campo Grande - MS/2019)
03) A respeito das ideias e dos aspectos linguísticos do texto precedente, julgue o item que se segue.
Seria incorreto o emprego da forma quotidianamente em lugar de “cotidianamente” (ℓ.4), pois aquela forma foi
abolida do vocabulário oficial da língua portuguesa.
Comentário:

Seria correto o emprego da forma quotidianamente em lugar de “cotidianamente” (ℓ.4).

Palavras com Dupla Grafia


Enfarte ou Enfarto ou Infarte ou Infarto
Catorze ou Quatorze
Assobiar ou Assoviar
Bêbado ou Bêbedo
Flocos ou Frocos
Vassoura ou Bassoura
Quota ou Cota
Quociente ou Cociente

Gabarito: Errado.
(FCC/SEMEF Manaus - AM/2019/ADAPTADA)
04) Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:
Nada satisfaz mais as pessoas obsecadamente competitivas do que haver cada vez mais e mais metas a se
alcançarem.
Comentário:

Nada satisfaz mais as pessoas obsecadamente (obcecadamente) competitivas do que haver cada vez mais e mais
metas a se alcançarem.

Gabarito: Errado.
(FCC/SEMEF Manaus - AM/2019/ADAPTADA)
05) Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:
Por mais que se empenhem na competição os competidores mais fanatisados parece que de fato não têm o desejo
de chegar a seus objetivos.
Comentário:

Por mais que se empenhem na competição os competidores mais fanatisados (fanatizados) parece que de fato não
têm o desejo de chegar a seus objetivos.

Gabarito: Errado.
(FCC/BANRISUL/2019/ADAPTADA)

@Quebrandoquestões

139/146
Amostra – Mega Pack Português

06) Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:
Muitos julgam constituir-se como nosso principal deslise o fato de sermos mortais, o que não significa que o contrário
pudesse reverter em algo melhor.
Comentário:

Muitos julgam constituir-se como nosso principal deslise (deslize) o fato de sermos mortais, o que não significa que
o contrário pudesse reverter em algo melhor.

Gabarito: Errado.
(FCC/Prefeitura de Recife - PE/2019/ADAPTADA)
07) Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:
A Editora Record em 2017, lançou a Poesia completa, que foi organizado por Cláudia Cordeiro Tavares da Cunha
Melo, viuva e curadora da obra do poeta.
Comentário:

A Editora Record em 2017, lançou a Poesia completa, que foi organizado por Cláudia Cordeiro Tavares da Cunha
Melo, viuva (viúva) e curadora da obra do poeta.

Gabarito: Errado.
(FCC/Prefeitura de Recife - PE/2019/ADAPTADA)
08) Todas as palavras estão grafadas corretamente em:
A) Talvez restem poucas reminiscências no imaginário coletivo dos males de algumas doenças evitadas pela
vacinação.
B) Os médicos reinvindicam uma maior aderencia dos pacientes às campanhas esclarecedoras sobre a vacinação.
C) O medo de que as vacinas façam mau às crianças tem levado o Ministério da Saúde a rever suas estrategias.
D) A ignorancia quanto aos riscos das vacinas se extende das camadas mais pobres às mais abastadas da
população.
E) O ideal é que os responsáveis vacinem seus filhos expontaneamente, visando protege-los e colaborando com o
coletivo.
Comentário:

Letra A: Correta.

Letra B: Errada.

Os médicos reinvindicam (reivindicam) uma maior aderencia (aderência) dos pacientes às campanhas
esclarecedoras sobre a vacinação.

Letra C: Errada.

O medo de que as vacinas façam mau (mal) às crianças tem levado o Ministério da Saúde a rever suas estrategias
(estratégias).

Mau x Mal
Mau (Adjetivo) Mal (Advérbio)
Bom Bem
Ex: José é mau. Ex: Ana dormiu mal.

Letra D: Errada.

A ignorancia (ignorância) quanto aos riscos das vacinas se extende (estende) das camadas mais pobres às mais
abastadas da população.

Letra E: Errada.

O ideal é que os responsáveis vacinem seus filhos expontaneamente (espontaneamente), visando protege-los
(protegê-los) e colaborando com o coletivo.

Gabarito: Letra A.

@Quebrandoquestões

140/146
Amostra – Mega Pack Português

(FCC/Câmara Legislativa do Distrito Federal/2018/ADAPTADA)


09) Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:
Com a vinda da família real portuguesa, o processo de independência, o crescimento da economia cafeeira e a
ampliação das cidades, as mulheres adiquiriam maior vizibilidade.
Comentário:

Com a vinda da família real portuguesa, o processo de independência, o crescimento da economia cafeeira e a
ampliação das cidades, as mulheres adiquiriam (adquiriam) maior vizibilidade (visibilidade).

Gabarito: Errado.
(FCC/SEGEP-MA/2018)
10) A frase escrita em conformidade com a norma-padrão da língua é:
A) É aconselhavel obiter o máximo de informação possível na hora de contratar TV por assinatura.
B) Analises mostram que produtos de pirataria de sinal de TV não dura muito.
C) TV por assinatura é algo muito comum hoje em dia, mas esse serviço não é nada barato.
D) Se você opitar por um sinal de TV pirateado, saiba que você poderá ser prezo.
E) Muitas pessoas possuim sinal de TV pirateado hoje em dia, em todo o Brazil.
Comentário:

Letra A: Errada.

É aconselhavel obiter (aconselhável obter) o máximo de informação possível na hora de contratar TV por
assinatura.

Letra B: Errada.

Analises (Análises) mostram que produtos de pirataria de sinal de TV não dura (duram) muito.

Letra C: Correta.

Letra D: Errada.

Se você opitar (optar) por um sinal de TV pirateado, saiba que você poderá ser prezo (preso).

Letra E: Errada.

Muitas pessoas possuim (possuem) sinal de TV pirateado hoje em dia, em todo o Brazil (Brasil).

Gabarito: Letra C.
(FCC/ELETROBRAS-ELETROSUL/2016)
11) A frase escrita corretamente, de acordo com a norma-padrão, é:
A) É provavel que desenhos de outros animais sejam benvindos nos livros que o autor se refere.
B) O autor expressou o desejo de que os livros mantivessem margens estensas e páginas em branco.
C) Os desenhos que as crianças vierem a fazer nos livros deverão ser acrecidos aos poemas.
D) As páginas em branco serveriam ao proposito de oferecer às crianças espaço para desenhar.
E) As crianças terão a liberdade de expor os desenhos que julgarem mais apropriados ao livro.
Comentário:

Letra A: Errada.

É provavel (provável) que desenhos de outros animais sejam benvindos (bem-vindos) nos livros que o autor se
refere.

Letra B: Errada.

O autor expressou o desejo de que os livros mantivessem margens estensas (extensas) e páginas em branco.

Letra C: Errada.

Os desenhos que as crianças vierem a fazer nos livros deverão ser acrecidos (acrescidos) aos poemas.

@Quebrandoquestões

141/146
Amostra – Mega Pack Português

Letra D: Errada.

As páginas em branco serveriam (serviriam) ao proposito (propósito) de oferecer às crianças espaço para
desenhar.

Letra E: Correta.

Gabarito: Letra E.
(FCC/SEDU-ES/2016)
12) Na língua portuguesa, a grafia de certas palavras pode ser justificada pela sua origem. Assim, o emprego
de j em palavras, tais como as destacadas em − Não gosto de jiló. / A jiboia é uma enorme cobra brasileira.
/O jerico empacou no meio da estrada. − é explicado pela origem
A) africana, as duas primeiras; tupi, a terceira.
B) africana, tupi e desconhecida, respectivamente.
C) desconhecida, a primeira; tupi, as duas últimas.
D) tupi, a primeira; africana, as duas últimas.
E) tupi, as duas primeiras; desconhecida a terceira.
Comentário:

Palavras de Origem Africana


Abadá Impala
Acará Inhame
Acarajé Jabá
Afoxé Jererê
Axé Jiló
Azoeira Lambada
Bagunça Lambança
Bamba Lambuja
Babaca Lapada
Bambolê Larica
Banzar Maculelê
Batuque Macumbeiro
Birita Maluco
Bobó Mangue
Bugiganga Mano
Bunda Maxixe
Búzios Mingau
Caçamba Mocotó
Cachaça Moleque
Caçula Moqueca
Cafofo Muvuca
Cafuné Nenê
Calango Orixá
Calunga Pamonha
Candomblé Perrengue
Candonga Pimba
Capenga Pinga
Cantiga Pirão
Catita Quenga
Caxambu Quiabo
Caxumba Quilombo
Chilique Quindim
Chuchu Quitute
Cochilar Sarapatel
Dengoso Saravá
Embalar Senzala
Encabular Tagarela

@Quebrandoquestões

142/146
Amostra – Mega Pack Português

Escangalhar Tango
Farofa Urucubaca
Fofoca Vatapá
Fubá Xará
Fuleiro Xodó
Fuxico Zangar
Fuzuê Zoeira
Garapa Zombar
Gandaia
Gogó
Iemanjá

Palavras de Origem Tupi-guarani


Abacaxi Guarani
Acre Guaratinguetá
Amapá Ipanema
Açaí Ipiranga
Aipim Iracema
Aracaju Jacaré
Araguaia Jabuticaba
Araraquara Jiboia
Arara Jabuti
Caatinga Mandioca
Caju Pajé
Capim Pará
Ceará Paraíba
Copacabana Piauí
Babaçu Pitanga
Beiju Saci
Caboclo Tamanduá
Caipira Tatu
Canoa Urubu
Carioca Tapioca
Guri

Jerico: Palavra originada no Nordeste do Brasil. Significa “mula”, “tolo”, “imbecil”.

Gabarito: Letra B.
(FCC/MPE-SE/2013/ADAPTADA)
13) Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:
Os encarregados nos eventos beneficientes encaminhavam seus pedidos de verba à chefia.
Comentário:

Os encarregados nos eventos beneficientes (beneficentes) encaminhavam seus pedidos de verba à chefia.

Gabarito: Errado.
(FCC/MPE-SE/2013/ADAPTADA)
14) Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:
Os executivos se responsabilizavam pela organização de eventos, anciosos por sucesso.
Comentário:

Os executivos se responsabilizavam pela organização de eventos, anciosos (ansiosos) por sucesso.

Gabarito: Errado.
(FCC/MPE-SE/2013/ADAPTADA)
15) Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:
Os chefes dos setores da empresa cuidavam dos emprendimentos com vistas à sua promoção.
Comentário:

@Quebrandoquestões

143/146
Amostra – Mega Pack Português

Os chefes dos setores da empresa cuidavam dos emprendimentos (empreendimentos) com vistas à sua promoção.

Gabarito: Errado.
(FCC/ TRT - 16ª REGIÃO (MA)/2014/ADAPTADA)
16) Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:
Estando imerso em decisões a tomar, não previu a possibilidade de, tempo findo, ser chamado a prestar contas e
enumerar os impecilhos que o tornaram vulnerável a uma suspensão.
Comentário:

Estando imerso em decisões a tomar, não previu a possibilidade de, tempo findo, ser chamado a prestar contas e
enumerar os impecilhos (empecilhos) que o tornaram vulnerável a uma suspensão.

Gabarito: Errado.
(FCC/ TRT - 16ª REGIÃO (MA)/2014/ADAPTADA)
17) Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:
Eu estou entre aqueles que foram mau tratado pelo adjunto do secretário geral, por isso pretendo envidar todos os
esforços para que ele responda pelos seus atos na medida exata da justiça.
Comentário:

Eu estou entre aqueles que foram mau (mal) tratado pelo adjunto do secretário geral, por isso pretendo envidar
todos os esforços para que ele responda pelos seus atos na medida exata da justiça.

Mau x Mal
Mau (Adjetivo) Mal (Advérbio)
Bom Bem
Ex: José é mau. Ex: Ana dormiu mal.

Gabarito: Errado.
(FCC/ TRT - 16ª REGIÃO (MA)/2014/ADAPTADA)
18) Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:
Acometido de forte disenteria, de que a palidez era sinal inequívoco, viu-se na iminência de ser internado, o que o
impediu de comparecer ao julgamento como a testemunha mais importante da defesa.
Comentário:

Forma Correta Forma Errada


Disenteria Desinteria
Palidez Palides
Empecilhos Impecilhos
Espontâneo Expontâneo

Eminente Iminente
Excelência, Ilustre, Superior. Prestes a acontecer.
Ex: José é eminente no assunto. Ex: O risco da queda da barragem é iminente.

Gabarito: Correto.
(FCC/ TRT - 16ª REGIÃO (MA)/2014/ADAPTADA)
19) Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:
Creia você, ou não, o fato é que dissensões existem até na hora de organizar as homenagens decididas por
consenso, pois os mais expontâneos, a rigor, são sempre os mais influentes nas deliberações finais.
Comentário:

Creia você, ou não, o fato é que dissensões existem até na hora de organizar as homenagens decididas por
consenso, pois os mais expontâneos (espontâneos), a rigor, são sempre os mais influentes nas deliberações finais.

Gabarito: Errado.
(FCC/ TRT - 16ª REGIÃO (MA)/2014/ADAPTADA)

@Quebrandoquestões

144/146
Amostra – Mega Pack Português

20) Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:
A homogenização dos ingredientes no tacho de cobre é determinante de um bom ou medíocre resultado da receita,
motivo por que muitos cozinheiros reservam toda a atenção e tempo a esse quesito.
Comentário:

A homogenização (homogeneização) dos ingredientes no tacho de cobre é determinante de um bom ou medíocre


resultado da receita, motivo por que muitos cozinheiros reservam toda a atenção e tempo a esse quesito.

Gabarito: Errado.
(CESPE/FUB/2013)
21) Julgue os fragmentos de texto apresentados nos seguintes itens com relação à grafia das palavras.
A excelência — definida como a qualidade do que é excelente, melhor — só pode ser alcançada por meio do
aprimoramento contínuo.
Comentário:

A frase é autoexplicativa. A correta grafia é excelência, corretamente escrita no texto. Os cognatos desse têm o
dígrafo xc: excelente, excelentíssimo.

Gabarito: Correto.
(CESPE/FUB/2013)
22) Julgue os fragmentos de texto apresentados nos seguintes itens com relação à grafia das palavras.
Sob uma equivocada intensão de se evitar constrangimentos de alunos, opta-se por não distinguir o certo do errado,
em não apontar falhas e aceitar resultados mediocres.
Comentário:

Sob uma equivocada intensão (intenção) de se evitar constrangimentos de alunos, opta-se por não distinguir o
certo do errado, em não apontar falhas e aceitar resultados mediocres (medíocres).

Intensão Intenção
Ato de elevar a tensão Algo planejado, armado.
Ex: José intensificou nos estudos. Ex: José tinha a intenção de beijar Maria.

Gabarito: Errado.
(CESPE/FUB/2013)
23) Julgue os fragmentos de texto apresentados nos seguintes itens com relação à grafia das palavras.
Uma pesquiza mostrou que a maioria dos educadores não relaciona o déficit de aprendizagem ao própio trabalho
ou às condições da escola.
Comentário:

Uma pesquiza (pesquisa) mostrou que a maioria dos educadores não relaciona o déficit de aprendizagem ao própio
(próprio) trabalho ou às condições da escola.

Gabarito: Errado.
(CESPE/FUB/2013)
24) Julgue os fragmentos de texto apresentados nos seguintes itens com relação à grafia das palavras.
Investir na formação dos educadores de forma contínua e permanente é uma premiça básica para melhorar a
educação. Entretanto, há outros fatores envolvidos.
Comentário:

Investir na formação dos educadores de forma contínua e permanente é uma premiça (premissa) básica para
melhorar a educação. Entretanto, há outros fatores envolvidos.

Gabarito: Errado.
(CESPE/FUB/2013)
25) Julgue os fragmentos de texto apresentados nos seguintes itens com relação à grafia das palavras.
Se há de fato desinteresse dos estudantes em aprender, isso pode ser reflexo da verdadera cultura da banalidade
que impera no país nas mais variadas áreas.
Comentário:

@Quebrandoquestões

145/146
Amostra – Mega Pack Português

Se há de fato desinteresse dos estudantes em aprender, isso pode ser reflexo da verdadera (verdadeira) cultura
da banalidade que impera no país nas mais variadas áreas.

Gabarito: Errado.
(CESPE/STM/2011)
26) O trecho “divergem sobre a” (L.2) deveria ser substituído por diverjem em relação à.
Comentário:

Divergem: Forma Correta.

Diverjem: Forma Errada.

Gabarito: Errado.
(FCC/INFRAERO/2011)
27) Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:
A Gestão por Competências, alternativa aos modelos gerenciais tradicionalmente utilizados pelas organizações,
propõe-se a orientar esforços para planejar, captar, desenvolver e avaliar, nos diferentes níveis da organização, as
competências necessárias à consecussão de seus objetivos.
Comentário:

A Gestão por Competências, alternativa aos modelos gerenciais tradicionalmente utilizados pelas organizações,
propõe-se a orientar esforços para planejar, captar, desenvolver e avaliar, nos diferentes níveis da organização, as
competências necessárias à consecussão (consecução) de seus objetivos..

Gabarito: Errado.

@Quebrandoquestões

146/146