Você está na página 1de 5

19/02/2021 Temas Representativos — Conselho da Justiça Federal

Buscar

DIREITO
Situação Ramo do
Tema 278 Em julgamento - eproc ADMINISTRATIVO/
do tema direito
PREVIDENCIÁRIO

Saber se o(a) segurado(a) que trabalhava sob condições especiais e passou, sob
Questão submetida qualquer condição, para regime previdenciário diverso, tem direito à conversão do
a julgamento tempo de atividade especial em tempo comum, para efeito de contagem recíproca, à
luz do disposto no art. 96, I, da Lei n. 8.213/1991.

Tese firmada

Decisão Acórdão
Processo de Relator (a) Julgado em publicado Trânsito em julgado
afetação em

Juiz Federal
PEDILEF 5005679-
16/10/2020 Gustavo Melo
21.2018.4.04.7111/RS
Barbosa

Situação do Ramo do DIREITO


Tema 265 Julgado
tema direito PREVIDENCIÁRIO

Questão submetida O prazo decadencial do art. 103 da Lei 8.213/91 se aplica aos casos de indeferimento
a julgamento do benefício?

A impugnação de ato de indeferimento, cessação ou cancelamento de benefício


Tese firmada previdenciário não se submete a qualquer prazo extintivo, seja em relação à revisão
desses atos, seja em relação ao fundo de direito. (Tese que altera a Súmula 81/TNU)

Acórdão
Decisão de Trânsito em
Processo Relator (a) Julgado em publicado
afetação julgado
em

PEDILEF 0510396- Juiz Federal Fábio


19/06/2020 9/12/2020 10/12/2020
02.2018.4.05.8300/PE de Souza Silva

Situação Ramo do DIREITO


Tema 262 Em julgamento - eproc
do tema direito PREVIDENCIÁRIO

Saber se a renda mensal do benefício previdenciário concedido com base em acordo


Questão submetida a
internacional entre Brasil/Portugal pode ter valor inferior ao salário mínimo vigente no
julgamento
país de concessão do benefício.

Tese firmada

Decisão Acórdão
Trânsito em
Processo de Relator (a) Julgado em publicado
julgado
afetação em

PEDILEF 0057384- Juiz Federal Paulo


1º/6/2020
11.2014.4.01.3800/MG Cezar Neves Junior

https://www.cjf.jus.br/cjf/corregedoria-da-justica-federal/turma-nacional-de-uniformizacao/temas-representativos 1/5
19/02/2021 Temas Representativos — Conselho da Justiça Federal

Situação Ramo do DIREITO


Tema 251 Julgado
do tema direito PREVIDENCIÁRIO

Saber quando tem início a contagem do período de graça para o segurado que se
Questão submetida
encontra em gozo de auxílio-doença, para fins de aplicação do disposto no artigo 15,
a julgamento
II, § 2° da Lei n. 8.213/91.

O início da contagem do período de graça para o segurado que se encontra em gozo


de auxílio-doença, para fins de aplicação do disposto no artigo 15, inciso II e
Tese firmada
parágrafos 1º e 2° da lei nº 8.213/91, é o primeiro dia do mês seguinte à data de
cessação do benefício previdenciário por incapacidade.

Decisão Acórdão
Trânsito em
Processo de Relator (a) Julgado em publicado
julgado
afetação em

Juíza Federal
PEDILEF 0501223-
12/03/2020 Isadora Segalla 16/10/2020 21/10/2020 25/11/2020
27.2018.4.05.8405/RN
Afanasieff

Situação Ramo do DIREITO


Tema 245 Julgado
do tema direito PREVIDENCIÁRIO

Saber se benefício previdenciário, concedido irregularmente àquele que havia perdido


Questão submetida a qualidade de segurado, gera, em nome da manutenção da justa expectativa, direito à
julgamento manutenção da qualidade de segurado durante o período em que ele foi mantido
ativo.

A invalidação do ato de concessão de benefício previdenciário não impede a


Tese firmada
aplicação do art. 15, I da Lei 8.213/91 ao segurado de boa-fé.

Decisão Acórdão
Trânsito em
Processo de Relator (a) Julgado em publicado
julgado
afetação em

Juiz Federal Bianor


Arruda Bezerra Neto
PEDILEF 0008405-
12/12/2019 - para acórdão: Juiz 19/06/2020 25/06/2020 ED opostos
41.2016.4.01.3802/MG
Federal Fábio de
Souza Silva

Situação Ramo do DIREITO


Tema 225 Julgado
do tema direito PREVIDENCIÁRIO

Questão submetida a É possível a concessão de pensão por morte quando instituidor, apesar de titular de
julgamento benefício assistencial, tinha direito adquirido a benefício previdenciário?

É possível a concessão de pensão por morte quando o instituidor, apesar de titular de


Tese firmada benefício assistencial, tinha direito adquirido a benefício previdenciário não concedido
pela Administração.

Decisão Acórdão
Trânsito em
Processo de Relator (a) Julgado em publicado
julgado
afetação em

Juiz Federal Atanair


PEDILEF 0029902-
18/09/2019 Nasser Ribeiro 20/11/2020 20/11/2020 ED opostos
86.2012.4.01.3500/GO
Lopes

https://www.cjf.jus.br/cjf/corregedoria-da-justica-federal/turma-nacional-de-uniformizacao/temas-representativos 2/5
19/02/2021 Temas Representativos — Conselho da Justiça Federal

Situação do Ramo do DIREITO


Tema 213 Julgado
tema direito PREVIDENCIÁRIO

Saber quais são os critérios de aferição da eficácia do Equipamento de Proteção


Questão submetida
Individual na análise do direito à aposentadoria especial ou à conversão de tempo
a julgamento
especial em comum.

I - A informação no Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) sobre a existência de


equipamento de proteção individual (EPI) eficaz pode ser fundamentadamente
desafiada pelo segurado perante a Justiça Federal, desde que exista impugnação
específica do formulário na causa de pedir, onde tenham sido motivadamente
alegados: (i.) a ausência de adequação ao risco da atividade; (ii.) a inexistência ou
irregularidade do certificado de conformidade; (iii.) o descumprimento das normas de
manutenção, substituição e higienização; (iv.) a ausência ou insuficiência de
Tese firmada
orientação e treinamento sobre o uso o uso adequado, guarda e conservação; ou (v.)
qualquer outro motivo capaz de conduzir à conclusão da ineficácia do EPI. II -
Considerando que o Equipamento de Proteção Individual (EPI) apenas obsta a
concessão do reconhecimento do trabalho em condições especiais quando for
realmente capaz de neutralizar o agente nocivo, havendo divergência real ou dúvida
razoável sobre a sua real eficácia, provocadas por impugnação fundamentada e
consistente do segurado, o período trabalhado deverá ser reconhecido como especial.

Acórdão
Decisão de Trânsito em
Processo Relator (a) Julgado em publicado
afetação julgado
em

PEDILEF 0004439- Juiz Federal Fabio


27/06/2019 19/06/2020 25/06/2020 ED opostos
44.2010.4.03.6318/SP de Souza Silva

Situação Ramo do DIREITO


Tema 208 Julgado
do tema direito PREVIDENCIÁRIO

Saber se é necessária a indicação, no PPP, do profissional habilitado para registro de


Questão submetida
condições ambientais e monitoração biológica, para fins de reconhecimento da
a julgamento
atividade como especial.

1. Para a validade do Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) como prova do


tempo trabalhado em condições especiais nos períodos em que há exigência de
preenchimento do formulário com base em Laudo Técnico das Condições Ambientais
de Trabalho (LTCAT), é necessária a indicação do responsável técnico pelos registros
ambientais, sendo dispensada a informação sobre monitoração biológica. 2. A
Tese firmada
ausência da informação no PPP pode ser suprida pela apresentação de LTCAT ou por
elementos técnicos equivalentes, cujas informações podem ser estendidas para
período anterior ou posterior à sua elaboração, desde que acompanhados da
declaração do empregador sobre a inexistência de alteração no ambiente de trabalho
ou em sua organização ao longo do tempo.

Decisão Acórdão
Trânsito em
Processo de Relator (a) Julgado em publicado
julgado
afetação em

Juiz Federal Atanair


PEDILEF 0500940-
25/04/2019 Nasser Ribeiro 20/11/2020 20/11/2020 ED opostos
26.2017.4.05.8312/PE
Lopes

Ramo do
Tema 183 Situação do tema Julgado DIREITO CIVIL
direito

https://www.cjf.jus.br/cjf/corregedoria-da-justica-federal/turma-nacional-de-uniformizacao/temas-representativos 3/5
19/02/2021 Temas Representativos — Conselho da Justiça Federal

Questão submetida Decidir se INSS tem responsabilidade civil pelos danos patrimoniais ou morais
a julgamento decorrentes de empréstimo consignado não autorizado.

I - O INSS não tem responsabilidade civil pelos danos patrimoniais ou


extrapatrimoniais decorrentes de “empréstimo consignado”, concedido mediante
fraude, se a instituição financeira credora é a mesma responsável pelo pagamento do
benefício previdenciário, nos termos do art. 6º, da Lei n. 10.820/03; II – O INSS pode
ser civilmente responsabilizado por danos patrimoniais ou extrapatrimoniais, se
Tese firmada
demonstrada negligência, por omissão injustificada no desempenho do dever de
fiscalização, se os “empréstimos consignados” forem concedidos, de forma
fraudulenta, por instituições financeiras distintas daquelas responsáveis pelo
pagamento dos benefícios previdenciários. A responsabilidade do INSS, nessa
hipótese, é subsidiária em relação à responsabilidade civil da instituição financeira.

Acórdão
Decisão de Trânsito em
Processo Relator (a) Julgado em publicado
afetação julgado
em

21/06/2018 Juiz Federal 24/09/2019 (no


PEDILEF 0500796-
(afetado pelo Fábio Cesar 12/09/2018 18/09/2018 STF - RE
67.2017.4.05.8307/PE
Pleno da TNU) Oliveira 1194635/PE)

Situação Ramo do Direito


Tema 174 Julgado - alteração no julgamento dos EDs
do tema direito Previdenciário

Saber se, para fins de reconhecimento de período laborado em condições especiais, é


necessário a comprovação de que foram observados os
Questão submetida
limites/metodologias/procedimentos definidos pelo INSS para aferição dos níveis de
a julgamento
exposição ocupacional ao ruído (art. 58, §1º, da Lei n. 8.213/91 e art. 280 -
IN/INSS/PRES - n. 77/2015)

(a) "A partir de 19 de novembro de 2003, para a aferição de ruído contínuo ou


intermitente, é obrigatória a utilização das metodologias contidas na NHO-01 da
FUNDACENTRO ou na NR-15, que reflitam a medição de exposição durante toda a
jornada de trabalho, vedada a medição pontual, devendo constar do Perfil
Profissiográfico Previdenciário (PPP) a técnica utilizada e a respectiva norma"; (b)
Tese firmada
"Em caso de omissão ou dúvida quanto à indicação da metodologia empregada para
aferição da exposição nociva ao agente ruído, o PPP não deve ser admitido como
prova da especialidade, devendo ser apresentado o respectivo laudo técnico (LTCAT),
para fins de demonstrar a técnica utilizada na medição, bem como a respectiva
norma".

(a) a partir de 01 de janeiro de 2004, é obrigatória utilização da NHO-01 da


FUNDACENTRO como metodologia de aferição do agente nocivo ruído no ambiente
de trabalho, devendo tal técnica ser informada no PPP, com a respectiva indicação do
Nível de Exposição Normalizado (NEN)"; (b) "em caso de omissão, no período
Entendimento
supracitado, na indicação da metodologia empregada para aferição do agente nocivo
anterior
ruído, no Perfil Profissiográfico Profissional, esse documento não deve ser admitido
como prova da especialidade do trabalho para o agente nocivo em apreço, devendo
ser apresentado o respectivo laudo técnico (LTCAT), para fins de demonstrar a técnica
utilizada na respectiva medição.

Decisão Acórdão
Trânsito em
Processo de Relator (a) Julgado em publicado
julgado
afetação em

Juiz Federal Fábio Cesar


PEDILEF 0505614- dos Santos Oliveira - Para
29/05/2018 21/11/2018 21/03/2019 08/05/2019
83.2017.4.05.8300/PE acórdão: Juiz Federal
Sérgio de Abreu Brito

https://www.cjf.jus.br/cjf/corregedoria-da-justica-federal/turma-nacional-de-uniformizacao/temas-representativos 4/5
19/02/2021 Temas Representativos — Conselho da Justiça Federal

Total (22) | Itens por página 10,20,40

https://www.cjf.jus.br/cjf/corregedoria-da-justica-federal/turma-nacional-de-uniformizacao/temas-representativos 5/5