Você está na página 1de 2

IFCE – Campus Limoeiro do Norte

Curso: Bacharelado em Agronomia Semestre: 7º


Disciplina: Melhoramento Vegetal CH: 60 horas
Horário: 2ABM; 1CDM Período: 2017.1
Professor (a): João Alberto Lima Furtado de Aquino
ALUNO:______________________________________________________________

3ª Lista de exercícios de Melhoramento Vegetal

1. Quais as principais diferenças entre as espécies autógamas e espécies alogamas?


Exemplifique cada uma delas.
2. Após várias gerações de autofecundação, a proporção de indivíduos heterozigotos na
população é substancialmente reduzida.
Teoria:
Homozigose completa teoricamente nunca será atingida com as sucessivas
autofecundações.
Prática:
A uniformidade fenotípica é alcançada após 5 a 8 gerações de autofecundações para a
maioria das características agronômicas.
Explique e exemplifique as afirmações acima.
3. Nas espécies autógamas, em que o genótipo é homozigótico, é possível ocorrer
variabilidade genética? Justifique sua resposta.
4. Quais são os dois métodos que conduzem a formação de indivíduos homozigotos?
Diferencie-os.
5. Na produção de híbridos a obtenção de linhagens consiste na autofecundação de plantas
selecionadas por vários ciclos, visando obter genótipos homozigotos. Diferencie os 3
métodos utilizados na obtenção de linhagens ( Método Padrão, Cova Única e
Genealógico).
6. Indique em que situação deve-se fazer o melhoramento da linhagem, quais os métodos
podem ser utilizados e a descrição de cada método.
7. Defina Equilíbrio de Hardy-Weinberg. Quais processos alteram esse equilíbrio?
8. As populações híbridas podem ser originadas de diferentes cruzamentos. Quais são?
9. Quais são as duas fases do melhoramento de plantas autógamas por hibridação?
10. Relacione e comente sobre os métodos de melhoramento de espécies de plantas
autógamas.
11. O que diferencia o método massal (população ou bulk) do método genealógico
(pedigree)?
12. Como é conduzido o melhoramento baseado no método da semente única (single seed)?
13. Como conduzir o retrocruzamento quando o gene de interesse é dominante?
14. Como conduzir o retrocruzamento quando o gene de interesse é recessivo?
15. Relacione e comente sobre os métodos de melhoramento de espécies de plantas
alógamas.
16. Quais são os procedimentos da seleção recorrente em plantas alógamas?
17. Como se criam linhagens puras em plantas alógamas? Que problemas estas linhagens
puras apresentam e por que?
18. O que é heterose ou vigor do híbrido? Como esse fenômeno se explica geneticamente?
Que tipo de interações alélicas está envolvido neste fenômeno?
19. Como se criam linhagens puras em plantas alógamas? Que problemas estas linhagens
puras apresentam e por que?
20. Quais são os procedimentos para obtenção do milho híbrido?
21. Descreva as duas principais teorias que explicam a heterose.
22. Em uma cultivar de milho, a altura da planta é determinada pela presença dos alelos: Br
(planta normal) e br (planta anã). A freqüência do alelo Br é 0,6 e do alelo br é 0,4.
Considerando dominância completa, sendo desvantajoso o alelo recessivo e também a
eliminação de todos os indivíduos portadores do alelo recessivo, qual a freqüência dos
alelos Br e br e dos genótipos normal e anã após um ciclo de seleção?
23. Qual é o principal propósito do melhoramento de populações? Porque temos que
geralmente usar a seleção recorrente para alcançar este objetivo? (Isto é, porque este
objetivo não pode ser alcançado em um só ciclo?)
24. A depressão endogâmica e a heterose constituem os fenômenos mais importantes que
ocorrem nas populações alógamas. Defina endogamia e heterose bem como suas
implicações no melhoramento de plantas.

25. Com relação às variedades híbridas, marque a alternativa correta:


a) Híbridos da geração F1 são uniformes e idênticos no fenótipo.
b) O objetivo da obtenção de linhagens é levar a população a heterozigose.
c) O método genealógico é o método mais usado para a obtenção de linhagens.
d) A capacidade de combinação geral é realizada em S3.

26. Marque V ou F com relação ao melhoramento de alógamas:


( ) Alógamas transmitem seus genótipos, surgindo assim, a cada geração, indivíduos com
característica genotípicas diferentes.
( ) Mesmo com fatores que interfiram na casualização natural dos cruzamentos, como a
mutação, oscilações,..., as freqüências alélicas e genotípicas serão constantes geração
após geração.
( ) O efeito da seleção nas freqüências alélicas, depende da interação alélica e do
coeficiente de seleção.
( ) Existem 3 tipos de progênies: meio-irmão, irmão completo e não-irmão.
( ) A seleção de progênies avalia os genótipos dos progenitores com base no fenótipo
dos descendentes.

27. Cite as principais diferenças entre híbrido duplo e híbrido simples. Em que situação é
aconselhável o uso de cada um?
28. Defina endogamia bem como suas consequências em plantas alógamas. Qual a função
da endogamia na obtenção de milho híbrido?
29. Porque a busca por resistência das plantas às doenças é um dos principais objetivos do
melhoramento? Cite algumas culturas em que se utiliza eficientemente essa ferramenta.
30. Cite os métodos de condução de populações segregantes na hibridação de plantas
autógamas e suas principais características? Qual é o método mais utilizado?
31. Segundo a lei de proteção de cultivares, quais requisitos um novo cultivar deve
possuir para ser protegido? Explique o que significa cada um desses requisitos.
32. Um pesquisador abriu uma Empresa de melhoramento de soja em Londrina. Ele
pretende fazer as hibridações e o avanço das populações segregantes em Londrina, mas
testar as linhagens em vários ambientes, desde o Mato Grosso até o Rio Grande do Sul.
Qual método de condução de populações segregantes ele deve usar e por quê?

Bons estudos!