Você está na página 1de 27

REGIÃO SUL / NACIONAL (sequeiro)

apresentação: PhD. Ricardo Balardin

*As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
PATROCINADORES CESB

*As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
FAZENDA SANTA TEREZINHA 1

Produtor: Laercio Dalla Vechia


Consultor: Cleiton Pontel
Mangueirinha - PR

Descendência da família: Italiana


Inicio na agricultura: 1980
Geração familiar: Quarta
Tradição familiar: Inovadora e tecnológica
Atividade agrícola: Culturas e floresta

Tamanho da propriedade: 250 ha


Área destinada a culturas: 200 ha
Área destinada a soja: 100 ha

Produtividade média
de soja em área total: 90 sc/ha

Fonte: CESB/Produtor
*As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
Latitude: 25,96314000° S
Longitude: 52,19258000 ° W
Altitude: 919 m
Área colhida: 2,5720 ha

Fonte: CESB/SOMAR
SISTEMA PRODUTIVO
SISTEMA PRODUTIVO...
Sistema de plantio direto com rotação de culturas últimos anos
Tempo de lavoura na área de 20 anos

Doze culturas nas Nabo pé de pato


ultimas nove safras Nabo forrageiro
Centeio
Aveia
Aveia+Azevem

Cevada

Ervilha
Feijão
Milho
Feijão

Milho
Trigo

Trigo

Soja
Soja

Soja

Soja
Soja

Mix
2015 2016 2017 2018 2019 2020

Dolomítico Gesso
Escarificação (35 cm) 1,8 t/ha 1,2 t/ha

Incorporado no solo.
Fonte: CESB/Produtor
*As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
HISTÓRICO DE PRODUTIVIDADE DE SOJA
Área total talhão: 108 ha
Área Desafio CESB: 2,5720 ha
(média de três medições) Produtividade soja (sc/ha)

118,8

90,0
87,0
80,0
77,0 75,0
74,0
70,0
67,0 65,0
64,0

2010/11 2011/12 2012/13 2013/14 2014/15 2015/16 2016/17 2017/18 2018/19 2019/20 CESB
2019/20

Produtividade construída

Fonte: CESB/CYGNI *As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
FATORES PRODUTIVOS
FATOR PRODUTIVO: CLIMA

100 100
Chuva Tmax Tmin
90
Vegetativo Reprodutivo 90

80 80

70 70

Temperatura (oC)
Em. R1 R3 R5 Colheita 60
Chuva (mm)

60

50 50

40 40

30 30

20 20

10 10

0 0
1 4 7 10 13 16 19 22 25 28 31 34 37 40 43 46 49 52 55 58 61 64 67 70 73 76 79 82 85 88 91 94 97 100 103 106 109 112 115 118 121 124 127 130

Ciclo (dias)

Total chuva vegetativo = 269,8mm Total chuva reprodutivo = 258,7mm

Chuva bem distribuída!

Fonte: CESB/AGRYMAX
*As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
EFICIÊNCIA

Campeão SUL

90%

75%

Eficiência climática Eficiência Agrícola

Fonte: CESB/AGRYMAX
*As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
INSTALAÇÃO DA LAVOURA

Germinação: 94%
Vigor de semente: 90%

CARACTERÍSTICA DA LAVOURA
Data de plantio: 14/10/2019 → Ciclo: 130 dias
Arranjo espacial de plantas: linha
População almejada: 300.000 sementes/ha
População obtida: 292.000 plantas/ha
Numero de plantas/metro: 14,6
Espaçamento entrelinhas: 50 cm
Tamanho de semente: 7 mm
Profundidade da semeadura: 3 a 3,5 cm
Profundidade de aplicação de fertilizantes: 7 a 10 cm

Fonte: CESB/BRASMAX/Produtor
*As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
INSTALAÇÃO DA LAVOURA

CARACTERÍSTICA DA LAVOURA - PLANTABILIDADE

Variáveis Informações
Distribuição sementes Vácuo (pneumático)
Abertura suco plantio Disco
Velocidade operacional 5 km/h
Plantas normais 83%
Plantas duplas 10%
Falhas 7%

Fonte: CESB *As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
MATERIAL GENÉTICO + POSICIONAMENTO GENÉTICO + MANEJO

CARACTERÍSTICA DA PLANTA
Avaliação Média - Planta
Altura (cm) 82,33
Inserção primeira vagem (cm) 10,0
Vagem (4 grãos) 1,6
Vagem (3 grãos) 32
Vagem (2 grãos) 10,0
Vagem (1 grão) 0,8
Número de grãos por planta 123,2

PMG obtido = 236,7 g

Fonte: CESB *As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
PROPRIEDADE FÍSICA DO SOLO - DRES

IQES
QUALIDADE IQES: 5,33
ESTRUTURAL DO SOLO

5,0 – 6,0 Muito boa

4,0 – 4,9 Boa

3,0 – 3,9 Regular

2,0 – 2,9 Ruim

1,0 – 1,9 Muito ruim

Metodologia EMBRAPA (2017)


*As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
PROPRIEDADE FÍSICA DO SOLO
Resistência a penetração do solo
Prof. (cm) Argila (g/kg) Ideal Aceitável Restritivo

0-10 611 Índice de cone (MPa)


10-20 759 0 0,5 1 1,5 2

20-40 886 10

Profundidade (cm)
40-60 719 20

60-80 684 30
80-100 801
40
100-120 680
50
120-140 806
60
140-160 696

160-180 658 Crescimento radicular sem


impedimento físico
180-200 668 IQES: 5,33
Fonte: CESB *As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
PROPRIEDADE QUÍMICA DO SOLO
Sem parametros
Restritivo
Prof. ∆pH pH K Mg Ca Al CTC P S B Cu Fe Mn Zn V M.O

cm -- CaCl2 mmolc/dm3 mg/dm3 % g/dm3 Aceitável

0-10 -1 5,6 4,3 26 68 0 125,8 53 15 1,24 1,2 34 4 2,1 79 34 Ideal


10-20 -0,5 5,1 2,1 23 60 0 125,6 16 17 0,76 1 34 2,4 0,6 68 22
20-40 -1 5,4 1,7 25 53 0 122,1 13 30 0,85 0,9 29 1,6 0,8 66 24
40-60 -0,7 4,9 1 24 42 0 118,4 5 38 0,6 0,7 21 0,8 0,5 57 19
60-80 -0,8 5 0,7 22 29 0 114,1 3 29 0,6 0,4 30 0,8 0,3 46 17
80-100 -0,8 4,7 0,7 23 35 0 116 2 37 0,54 0,3 15 0,6 0,3 51 14
100-120 -0,8 4,9 0,6 21 28 0 108,9 2 28 0,69 0,3 14 0,6 0,3 46 14
120-140 -0,7 4,8 0,6 23 27 0 99,9 3 58 1,16 0,4 11 0,4 0,5 51 13
140-160 -0,7 4,9 0,6 20 22 0 95,9 2 46 0,82 0,2 8 0,4 0,2 45 11
160-180 -0,7 4,6 0,4 16 18 0 82,7 3 40 0,6 0,1 8 0,4 0,3 42 8
180-200 -0,6 4,8 0,4 13 15 0 76,7 4 43 0,85 0 6 0,4 0,2 37 6
Crescimento radicular Teores • P, K, Ca e Mg (Resina) • Cu, Fe, Mn e Zn (DTPA)
Sem inversão de
sem impedimento nutricionais ideais • Al (KCl) • S (Fosfato de cálcio)
carga até 2,0 m • B (água quente) • M.O (oxidação)
químico (Al, Ca e B) até 20 cm
Fonte: CESB / IBRA laboratório
*As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
PROPRIEDADE BIOLÓGICA DO SOLO

Baixa Moderada Adequada

Bio-análise Área CESB Mata nativa


--µg g-1 h-1 de ƿ-nitrofenol no solo--
B-glicosidade 50,5 67,06
Arisulfatase 50,98 361,46
*Comparação com resultados referencia de Lopes et. al. (2013)

Ambas as áreas (CESB e MATA NATIVA) os


valores da bio-análise são de moderados a
adequados.

Fonte: CESB / IBRA laboratório


*As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
ADUBAÇÃO

-- Formulado: 06-27-06 Mosaic (KCl)


Dose: 200 kg/ha Dose: 50 kg/ha
Aplicação: sulco Aplicação: a lanço
Outros nutrientes: DAE: 15 (V2)
Ca, Mg, S, B, Mn, Zn

Pré-semeadura Semeadura Cobertura


N P2O5 K2O N P2O5 K2O N P2O5 K2O

0 0 0 12 54 12 0 0 30

Quantidade oferecida (kg/ha) Fonte: CESB/Produtor


*As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
INOCULANTE, NUTRIÇÃO E BIOFERTILIZANTES
TSI TECNOLOGIA APLICAÇÃO:
V8 Aplicação: terrestre
Biomabrady V5
V4 Tamanho barra: 24m
Biomaphos Effectus Prime KS Bico: cone
Krista map Nitroplus ZMC
Masterfix graminea Volume de calda: 150l/ha
Soja plus gold Ethrel Prime Safe Velocidade: 9km/h
CoMo platinum
Foltron Emultec

Pré-semeadura V2
Tractus kit Copper

Fase Vegetativa Fonte: CESB/Produtor


*As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
NUTRIÇÃO E BIOFERTILIZANTES

R1 R3-R4
Krista map R2
Copper Vital
Co-Mo platinum
Nitroplus Prime safe
Stimulate

Fase reprodutiva Fonte: CESB/Produtor


*As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
TRATAMENTO FITOSSANITÁRIO

Herbicida Fungicida Inseticida Adjuvante

V4
V2
Dessecação Roundup original
Serenade
Finale Fulltec
Pirolenhoso TS (on farm)
Agral Standak Top

Fase Vegetativa Fonte: CESB/Produtor


*As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
TRATAMENTO FITOSSANITÁRIO
R3-R4
R2 R3 Bravonil R5.1 Fungicida
Cuprodil Spot Ativum Unizeb Gold
Inseticida
Vn-R1 Orkestra Emultec Emultec Versatilis
Emultec Assist Adjuvante
Fulltec Emultec Pitolenhoso
Pirolenhoso

Fase reprodutiva Fonte: CESB/Produtor


*As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
MECANIZAÇÃO

SEMEADORA
 Fabricante: JD  Modelo: 1111  Ano: 2016
 No linhas: 10
 Sistema distribuição: vácuo
*Possui caixa de adubo e foi utilizado na semeadura.

PULVERIZADOR
 Fabricante: J  Modelo: POWER JET 2500  Ano: 2017
 Comprimento da barra: 24m
 Velocidade operacional: 9 km/h

COLHEDORA
 Fabricante: JD  Modelo: 1175  Ano: 2012
 Graneleiro: 50
 Tipo plataforma: Caracol
Largura da plataforma: 6,27 m
Velocidade operacional: 2km/h
*As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
OLHAR TÉCNICO DO PRODUTOR E CONSULTOR CAMPEÃO

O que fez a diferença?


• Clima
• Construção perfil do
solo
• Qualidade das
práticas agrícolas
“Além do básico bem feito”

Fonte: CESB/Produtor
*As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
CUSTO DE PRODUÇÃO E ANÁLISE ECONÔMICA
SUL - SOJA 2019/2020 Análise econômica
Especificação* R$/ha Participação (%) Safra 2019/2020 Soja Unidade
Custo irrigação 0,0 0,0
Custo operação de máquinas e implementos 470,0 12,5
Preço médio de venda 90,0 R$/sc
Custo despesas de manutenção de benfeitorias 97,0 2,6 Produtividade 118,8 sc/ha
Custo mão-de-obra 50,0 1,3 Receita bruta 10.710,0 R$/ha
Custo sementes 470,7 12,5 Custo de produção 3.772,2 R$/ha
Custo tratamento sementes 214,3 5,7 Receita líquida 6.937,8 R$/ha
Custo fertilizantes (corretivo, adubação, foliar, etc) 1.558,0 41,3
Lucratividade líquida 64,8 %
Custo defensivos (herbicidas, fungicidas, inseticidas) 645,8 17,1
Custo beneficiamento 0,0 0,0 Beneficio/custo produção 2,8 R$
Custo transporte externo 24,0 0,6
Custo assistência técnica 0,0 0,0
Custo Proagro/Seguro 118,4 3,1
Custo depreciação (benfeitorias, equipamentos, etc)
Custo despesas administrativas e financeiras
37,0
0,0
1,0
0,0
ROI = Receita Bruta/Custo
Despesas gerais 87,0 2,3 de Produção = 2,8
CUSTO TOTAL 3.772,2 100,0

Fonte: CESB / CEPEA*As


/ Produtor
publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
FOTOS

Fonte: CESB/Produtor
*As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.
AGRADECIMENTO ESPECIAL

Revisores do estudo de caso:


*Eng. Agron. Luiz Antonio da Silva
**Dr. João Augusto Lopes Pascoalino
*Diretor Executivo do CESB
**Coordenador Técnico e de Pesquisa do CESB

Dados coletados e analisados:


Dr. João Augusto Lopes Pascoalino
Acad. Ernesto Akira Shiozaki

*As publicações técnicas do CESB, “cases campeões”, tratam-se apenas de constatações técnicas e não devem ser consideradas, sob qualquer hipótese, como recomendações de manejo.

Você também pode gostar