Você está na página 1de 43

Prof. Dr.

Alvaro Galdos
alvarogaldos@alumni.usp.br
IMUNOLOGIA
CONCEITO

IMUNOLOGIA do latim immunitas, (liberação ou


isenção) é o ramo da biologia que estuda o sistema
imunitário (ou imunológico ou imune);

Mecanismos de defesa que conseguem estabelecer


um estado de imunidade contra infecções.
SISTEMA IMUNE
HISTÓRICO
• Thucydides - em Atenas, durante o quinto século antes de Cristo, o primeiro a
relacionar a imunidade a uma infecção.

“Aqueles que sentiam mais pena pelos doentes e pelos que morriam
eram aqueles que haviam tido a praga eles próprios e não haviam
morrido dela. ....eles se sentiam seguros, uma vez que ninguém adquiriu a
mesma doença duas vezes, ou, se adquiriu, o segundo ataque nunca foi
fatal. Estas pessoas se sentiam afortunadas ....................
e imaginavam que elas poderiam nunca morrer de nenhuma outra doença no
futuro.”

Thucydides, A guerra do Peloponeso, 430 a.C.


SISTEMA IMUNE
HISTÓRICO
• No século XV - primeiro relato de que chineses (900 d.C.) e turcos
tentaram introduzir imunidade através da variolação, formação de varioloide
(forma benigna).
SISTEMA IMUNE
HISTÓRICO

Edward Jenner - O tratado de


Jenner foi publicado em 1798
(vacinação bem-sucedida contra
a varíola).
SISTEMA IMUNE
HISTÓRICO

Louis Pasteur – 1879 - uso das vacinas


atenuadas, quando estudava as bactérias
causadoras da cólera.
Vacina contra o Antrax (Carbunco).
SISTEMA IMUNE
CONCEITO:
• O Sistema Imune é um conjunto de células de defesa e/ou
ataque eficaz que tem a capacidade de distinguir o que trás perigo
para o organismo e protegê-lo contra estes patógenos
oportunistas.
• Conjunto de células, tecidos e moléculas que medeiam a
resistência às infecções.
(ABBAS, 2009)
Células e órgãos especializados
em defesa

Resposta imune Inata Resposta imune específica

9
IMUNIDADE INATA
E
ADAPTATIVA
O QUE É?

IMUNIDADE INATA??

IMUNIDADE ADAPTATIVA??
Imunidade Natural e Adquirida

IMUNIDADE DO HOSPEDEIRO
• Defesa inata e adaptativa

• INATA
• Proteção inicial contra infecções
• ADAPTIVA
• Adaptável
• Mais lenta
• Resposta recente e mais efetiva.
IMUNIDADE INATA
• Imunidade inata = natural ou nativa
• Defesa presente em indivíduos saudáveis, desde o nascimento e preparada
para bloquear a entrada de microrganismos estranhos e eliminar micróbios
que têm sucesso entrando em tecidos.

• Imunidade adaptativa = específica ou


adquirida
• Defesa estimulada por microrganismos que invadem tecidos, adapta à
presença de invasores microbianos.
IMUNIDADE INATA
INTRODUÇÃO
O corpo humano tem a capacidade de resistir a quase
todos os tipos de organismos ou toxinas que tendem a
danificar os tecidos e órgãos. Esta capacidade é
chamada de imunidade;

Uma parte suplementar da imunidade origina-se de


processos gerais, e não de processos direcionados para
organismos infecciosos específicos. Esta é chamada de
imunidade natural ou INATA;
IMUNIDADE INATA
BARREIRAS EXTERNAS CONTRA INFECÇÕES

Principal linha de defesa: PELE (impenetrável à maioria dos


agentes infecciosos quando íntegra);

MUCO: secretado pelas membranas que revestem as superfícies


internas do corpo ► Ex: espirro e a tosse removem as partículas
(microbianas ou qualquer substância estranha) que aderem a
este muco. Outros exemplos: saliva, lágrimas e urina;
IMUNIDADE INATA

• Barreiras epiteliais
• Antibióticos naturais
• Se os microrganismos quebram as barreiras e
entram nos tecidos ou circulação...
• Natural Killer (NK)/Macrófagos e Neutrófilos
• Proteínas do plasma e sistema de complemento.
IMUNIDADE INATA
MACRÓFAGO
IMUNIDADE ADAPTATIVA
Propriedades da Resposta Imune Adaptativa

• Especificidade

• Discriminação entre o próprio e o não-próprio

• Memória.
Propriedades da Resposta Imune Adaptativa

ESPECIFICIDADE: Capacidade de reconhecer e se ligar a


um antígeno individual entre vários outros.

Epítopos ou
determinantes antigênicos

As APCs fagocitam e mostram para os Linfócitos que se tornarão


específicos para estes Epítopos.
Memória Imunológica
• Aperfeiçoa a habilidade do SI p/ combater
infecções persistentes e reincidentes
• Ativa células de memória previamente geradas.
• Cada encontro gera + células de memória.

• Razões porque vacinas e/ou infecções conferem


proteção longa e duradoura.
CARACTERÍSTICAS DA IMUNIDADE
ADAPTATIVA

MEMÓRIA:
A RESPOSTA IMUNE ESPECÍFICA É
CLASSIFICADA EM DOIS GRUPOS:

IMUNIDADE HUMORAL
E
IMUNIDADE CELULAR
O QUE É?
IMUNIDADE HUMORAL??

IMUNIDADE CELULAR??
TIPOS DE RESPOSTA IMUNE ADAPTATIVA

• Humoral
• Ac produzidos por Linfócitos B
• Defesa extra-celular

• Celular
• Diversas células e moléculas
• Defesa intra-celular
IMUNIDADE HUMORAL
• A IMUNIDADE HUMORAL é o principal mecanismo de
defesa contra microrganismos extracelulares e suas
toxinas secretadas, porque os anticorpos podem ligar-se a
eles e auxiliar em seu reconhecimento e posterior
destruição;

• É mediada por moléculas do sangue responsáveis pelo


reconhecimento específico e eliminação de antígenos; estas
moléculas são chamadas ANTICORPOS;

• A imunidade humoral pode ser transferida para indivíduos


“desprotegidos” pela parte acelular do sangue, ou seja, o
plasma ou o soro;
IMUNIDADE HUMORAL
• Proteínas (anticorpos) produzidas por linfócitos B.
• Secretados na circulação e mucosas
• Neutralizam e eliminam microrganismos e toxinas microbianas no sangue e nos
órgãos mucosos.

• Funções dos anticorpo...


• Impedir que microrganismos presentes na
mucosa ganhem acesso para colonizar
células e tecidos.
• Previnem infecções de se estabelecer.
IMUNIDADE CELULAR
• Responsáveis pela defesa contra microrganismos
intracelulares obrigatórios, como os vírus e algumas
bactérias que proliferam no interior das células do
hospedeiro, onde são inacessíveis aos anticorpos
circulantes.

• Promove a destruição intracelular dos micróbios ou a lise


das células infectadas.
IMUNIDADE CELULAR
• Anticorpos não têm acesso a micróbios que vivem e
dividem dentro de células infectadas.
• Defesa contra tais micróbios é chamada imunidade
célular
• Mediada por linfócitos T.
• Linfócitos T...

• Ativam fagócitos para destruir micróbios


• Citotóxico matam células que estão abrigando
micróbios infecciosos no citoplasma.
Imunidade Adquirida Ativa e Passiva
• Imunidade pode ser induzida em um indivíduo por infecção ou
vacinação (imunidade ativa).

• Ou conferida a um indivíduo por transferência de anticorpos ou


linfócitos de um indivíduo ativamente imunizado (imunidade
passiva).
Imunidade Passiva
• Imunidade passiva é útil...
• para conferir imunidade rapidamente,
• mesmo antes de montar uma resposta ativa
• Não induz resistência duradoura a infecção.
• Natural
• Anticorpos maternos (leite e placenta)
• Não natural
• Tratamentos médicos

33 Prof. Aguinaldo R. Pinto


A resposta imune adaptativa pode ser adquirida
de 2 formas:

FORMA ATIVA:
Através do contato direto com o Patógeno ou com toxinas
produzidas pelo mesmo, adquire memória imunológica.
Ex:Vacinação contra o tétano

FORMA PASSIVA:
Não tem contato direto com o patógeno. Não adquire memória
imunológica.
- Recebe células e/ou moléculas efetoras do SI
Ex: Soro antitetânico
ANTICORPOS: ESTRUTURA E FUNÇÃO

• DEFINIÇÃO :

As IMUNOGLOBULINAS, também chamadas


GAMAGLOBULINAS ou ANTICORPOS, são
glicoproteínas produzidas por plasmócitos com função
de reconhecer antígenos (Ag) e promover a sua
eliminação.
ANTICORPOS: ESTRUTURA E FUNÇÃO

Fab

Cadeias leves

Fc
cadeias pesadas
ANTICORPOS: ESTRUTURA E FUNÇÃO
Sítio de
Ligação com Ag

• O Ac pode ser dividido em duas


frações: uma que contém o sítio
de ligação com o antígeno (Fab) e
outra que contém a porção
Fab constante, chamada de fração
constante (Fc).

• O sítio de ligação com o Ag é


formado pelo domínio variável
Fc da cadeia pesada e da cadeia leve.
ANTICORPOS: ESTRUTURA E FUNÇÃO

• Os Ac podem ser classificados quanto ao nº de moléculas


capazes de se ligar ao Ag:

MONÔMERO DÍMERO PENTÂMERO

1 MOLÉCULA 2 MOLÉCULAS 5 MOLÉCULAS


2 LIGAÇÕES 4 LIGAÇÕES 10 LIGAÇÕES
ANTICORPOS: ESTRUTURA E FUNÇÃO
• Os Ac podem ser divididos em classes com base nas diferenças
na sequência de aa da porção constante da cadeia pesada :

CADEIA µ = IgM CADEIA α = IgA

CADEIA ε = IgE

CADEIA γ = IgG
CADEIA δ = IgD
ANTíGENOS (Ag)

• Ag são corpos estranhos ao organismo que são reconhecidos pelos


Ac.
• A porção do Ag que é reconhecida pelo Ac é chamada de
epítopo ou determinante antigênico.

Você também pode gostar