Você está na página 1de 29

Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


1
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


2
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


3
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


4
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


5
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

Direitos dos Trabalhadores – artigo 59º da CRP

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


6
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


7
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


8
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

O Código do Trabalho
https://dre.pt/legislacao-consolidada/-/lc/34546475/view

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


9
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

Artigo 11º

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


10
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores


Artigo 12º

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


11
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores


CONTRATO DE TRABALHO SEM TERMO

É aquele que poderá durar indefinidamente, na medida em que não é fixado um prazo para o seu
término. Mais correntemente, diz-se que um trabalhador é “efetivo” se o seu contrato de
trabalho é deste tipo.

Apesar de não ser obrigatória a celebração deste contrato por escrito, a entidade patronal deve
fornecer os seguintes elementos ao trabalhador:

a identidade das partes; o local de trabalho; o período normal de trabalho diário e semanal; a
data de celebração do contrato e a do início dos seus efeitos; a categoria do trabalhador e sua
caracterização; o valor e periodicidade da remuneração de base inicial, assim como quaisquer
outras prestações retributivas; os prazos de aviso prévio a observar pelas partes no caso de
denúncia ou rescisão do contrato.
UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas
12
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

CONTRATO DE TRABALHO A TERMO

Este tipo de contrato obriga à sua formalização escrita,


assinatura por ambas as partes e deve, nomeadamente, conter
os seguintes elementos:
Nome e residência de ambas as partes;
Categoria profissional ou funções e respetiva retribuição;
Prazo estipulado, com indicação do motivo ou da atividade,
tarefa ou obra que justifica a respetiva celebração.

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


13
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

CONTRATO DE TRABALHO A TERMO


só é admitido desde que ocorra uma das seguintes situações:

 acréscimo temporário ou excecional da atividade da empresa;

 atividades sazonais;

 execução de tarefa ocasional;

 substituição de um trabalhador;

 lançamento de uma nova atividade de duração incerta;

 contratação de trabalhadores à procura do primeiro emprego ou


desempregados de longa duração;

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


14
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

O contrato a termo é automaticamente convertido em contrato sem


termo, no caso de ocorrência de uma das seguintes situações:

não ter sido celebrado por escrito;

faltar alguma(s) da(s) assinatura(s);

não indicar o motivo justificativo do prazo estipulado, da tarefa ou obra que o originou ou

nome do trabalhador substituído;

não especificar a data de início do trabalho e da celebração.

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


15
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

O contrato de trabalho a termo pode ser:

 A termo certo:

Se o prazo para a sua cessação for previamente definido, em função de uma data calendarizada ou
de uma outra circunstância a ocorrer em determinado momento. O prazo deste tipo de contrato pode
ser estabelecido por ambas as partes, não podendo contudo ser inferior a 6 meses;

 A termo incerto:

Se a sua cessação está dependente de um acontecimento a ocorrer em data incerta.

O contrato de trabalho a termo incerto converte-se em contrato de trabalho sem termo se o


trabalhador continuar ao serviço após a ocorrência do facto que o originou, nomeadamente o
regresso do trabalhador substituído ou o fim da tarefa para a qual foi contratado.
UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas
16
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

Para além do contrato de trabalho, existem outras formas de recrutamento, nomeadamente o


contrato de mandato, contrato de empreitada, o mandato comercial e o contrato de utilização de
trabalho temporário.

O contrato de mandato é aquele pelo qual uma das partes se obriga a praticar um ou mais atos
jurídicos por conta e no interesse de outra, mediante retribuição estipulada entre ambos. Para tal, a
empresa confere poderes de representação através de procuração.

O contrato de empreitada é aquele através do qual uma das partes se obriga a realizar
determinada obra para a outra, mediante um preço combinado.

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


17
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

Mandato comercial é o contrato pelo qual uma das partes se encarrega de exercer
determinados atos de comércio por mandato da outra. Os mandatários podem agir por
conta, nome e no interesse da outra ou podem agir em nome próprio como é o caso dos
comissionistas ou dos agentes comerciais.

No contrato de utilização de trabalho temporário uma das partes obriga-se a ceder à


outra alguns dos seus trabalhadores durante determinado período e mediante uma
retribuição. De acordo com a legislação, este contrato não pode transformar-se em
prática habitual mas servirá apenas para fazer face a situações pontuais.

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


18
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores


Disposições gerais sobre igualdade e não discriminação
Artigo 23.º
Conceitos em matéria de igualdade e não discriminação
1 - Para efeitos do presente Código, considera-se:
a) Discriminação direta, sempre que, em razão de um fator de discriminação, uma pessoa seja sujeita a tratamento
menos favorável do que aquele que é, tenha sido ou venha a ser dado a outra pessoa em situação comparável;
b) Discriminação indireta, sempre que uma disposição, critério ou prática aparentemente neutro seja suscetível de
colocar uma pessoa, por motivo de um fator de discriminação, numa posição de desvantagem comparativamente com
outras, a não ser que essa disposição, critério ou prática seja objetivamente justificado por um fim legítimo e que os
meios para o alcançar sejam adequados e necessários;
c) Trabalho igual, aquele em que as funções desempenhadas ao serviço do mesmo empregador são iguais ou
objetivamente semelhantes em natureza, qualidade e quantidade;
d) Trabalho de valor igual, aquele em que as funções desempenhadas ao serviço do mesmo empregador são
equivalentes, atendendo nomeadamente à qualificação ou experiência exigida, às responsabilidades atribuídas, ao
esforço físico e psíquico e às condições em que o trabalho é efetuado.
2 - Constitui discriminação a mera ordem ou instrução que tenha por finalidade prejudicar alguém em razão de um
fator de discriminação.

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


19
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

Artigo 24.º
Direito à igualdade no acesso a emprego e no trabalho

1 - O trabalhador ou candidato a emprego tem direito a igualdade de oportunidades e de


tratamento no que se refere ao acesso ao emprego, à formação e promoção ou carreira
profissionais e às condições de trabalho, não podendo ser privilegiado, beneficiado, prejudicado,
privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão, nomeadamente, de
ascendência, idade, sexo, orientação sexual, identidade de género, estado civil, situação familiar,
situação económica, instrução, origem ou condição social, património genético, capacidade de
trabalho reduzida, deficiência, doença crónica, nacionalidade, origem étnica ou raça, território de
origem, língua, religião, convicções políticas ou ideológicas e filiação sindical, devendo o Estado
promover a igualdade de acesso a tais direitos.

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


20
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

Trabalhador-estudante
Artigo 89.º

Noção de trabalhador-estudante

1 - Considera-se trabalhador-estudante o trabalhador que frequenta qualquer nível de educação


escolar, bem como curso de pós-graduação, mestrado ou doutoramento em instituição de
ensino, ou ainda curso de formação profissional ou programa de ocupação temporária de
jovens com duração igual ou superior a seis meses.

2 - A manutenção do estatuto de trabalhador-estudante depende de aproveitamento escolar no


ano letivo anterior.

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


21
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

Trabalhador-estudante
Artigo 89.º

Noção de trabalhador-estudante

1 - Considera-se trabalhador-estudante o trabalhador que frequenta qualquer nível de educação


escolar, bem como curso de pós-graduação, mestrado ou doutoramento em instituição de
ensino, ou ainda curso de formação profissional ou programa de ocupação temporária de
jovens com duração igual ou superior a seis meses.

2 - A manutenção do estatuto de trabalhador-estudante depende de aproveitamento escolar no


ano letivo anterior.

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


22
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

Trabalhador-estudante
Artigo 90º
Organização do tempo de trabalho de trabalhador-estudante

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


23
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

Organismos e serviços de proteção dos direitos laborais

Organização do tempo de trabalho de trabalhador-estudante

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


24
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

Organismos e serviços de proteção dos direitos laborais

Organização do tempo de trabalho de trabalhador-estudante

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


25
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

Organismos e serviços de proteção dos direitos laborais


Entidades
MTSS – Ministério do trabalho e da Segurança Social
ACT – Autoridade para as Condições do Trabalho

Confederações Sindicais
UGT – União Geral de Trabalhadores
CGTP - Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses

Confederações de empregados mais significativas


CIP - Confederação Empresarial de Portugal
CCP - Confederação do Comércio e Serviços de Portugal
CTP - Confederação do Turismo de Portugal

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


26
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

Organismos e serviços de proteção dos direitos laborais

Organizações Internacionais
OIT -

CESE - Comité Económico e Social Europeu

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


27
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

Direitos Laborais,
Direitos Económicos e/ou de Mercado

Analise dos textos


Trabalho de grupo

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


28
AFortunata
Curso EFA – Técnico(a) de Ação Educativa

Direitos, Liberdades e Garantias dos Trabalhadores

Será a flexibilidade de recursos


humanos um sinónimo de
precariedade dos contratos de
trabalho e, portanto, um
atentado aos direitos dos
trabalhadores?
Apresentação e correção dos
Trabalhos de grupo

UFCD - Liberdade e Responsabilidade Democráticas


29
AFortunata

Você também pode gostar