Você está na página 1de 3

CARNE X ESPÍRITO – UMA

GUERRA DIÁRIA
PAULO CESAR PREZA ROCHA11 DE DEZEMBRO DE 2012
PROPAGANDA

Gálatas 5:16-17

Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.


Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes
opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis.

A orientação do apóstolo é crucificar a carne (verso 24). Pois é, a carne não se


converte, ela se inclina para o pecado, para o erro, e deve ser crucificada com
Cristo.

Eu estou falando dos desejos pecaminosos do homem, não das suas


necessidades biológicas, fisiológicas, mas os seus desejos ilícitos, a sua
inclinação para o pecado, os seus desejos imundos, as obras da carne. Tudo
isso deve ser crucificado! E como devemos fazer isso?
A carne deve morrer de fome, ou seja, eu não devo alimentá-la.

Se não levarmos verdadeiramente uma vida de renúncia, estaremos entregues


aos nossos desejos carnais e iremos cada vez mais estar longe da intimidade com
o Senhor Jesus. O diabo não brinca de ser diabo! somos seu alvo, sua meta de
destruição. A nossa carne não que a consagração, a renuncia, a adoração, ela
deseja e busca somente saciar sua vontade pecaminosa.
PROPAGANDA

Busquemos pois as coisas que são de cima e estaremos preparados diariamente


contra o mal .
Deus te abençoe.
Não mais na Carne, mas no
Espírito
SILVIO DUTRA30 DE SETEMBRO DE 2013
PROPAGANDA

Palavras proferidas por Jesus Cristo:

João 3:5 – Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água
e do Espírito não pode entrar no reino de Deus.
João 3:6 – O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito.

Palavras proferidas por Paulo:

Rom 8:8 Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus.


Rom 8:9 Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se, de fato, o Espírito de
Deus habita em vós. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.

Nós percebemos que foi do ensino de nosso Senhor Jesus Cristo em João 3.5,6, que o
apóstolo Paulo baseou a sua afirmação no texto de Romanos 8.9 de que o cristão não
está na carne mas no Espírito.
Ora, por que ele fez tal afirmação, uma vez que apesar de ter nascido de novo do
Espírito, o cristão permanece, enquanto neste mundo, sob a influência da carne
(natureza terrena pecaminosa) que ele ainda possui?
Só podemos entendê-lo a partir do ensino de Jesus que disse que o que é nascido do
Espírito é espírito.
Não se diz que será, mas que já é espírito.
Ou seja: seu espírito que se encontrava morto em delitos e pecados foi revivificado. É
agora um ser espiritual aos olhos de Deus. Sua natureza carnal recebeu a sentença de
morte na cruz juntamente com Cristo, e está sendo despojada pela nova natureza
espiritual e celestial, que também habita no cristão.
O Espírito Santo não produz naturezas pecaminosas, mas santas. Daí se dizer que todo o
que é nascido do Espírito é espírito.
Mas o que não é nascido do espírito não pode agradar a Deus, porque tudo quanto pode
gerar é a mesma natureza terrena pecaminosa que possui, ou seja, o que a Bíblia chama
de carne. Este é o único legado e marca que pode deixar para outros.
Além disso, deve ser considerado, conforme o apóstolo expressara anteriormente
em Romanos 7, que o que é nascido do espírito possui uma mente e uma nova natureza
que se inclinam para Deus e para os Seus mandamentos. Por ter sido feito espírito e por
ter sido crucificada a carne, por causa da fé em Jesus, não ama o que é carnal, mas o que
é espiritual e celestial.