Você está na página 1de 22

Aula Matemática

13 7B

Probabilidades II
Introdução Entretanto, apenas para mostrar uma outra maneira
de raciocinar, podemos considerar um rei de copas como
Nesta aula, vamos apresentar aplicações de uma das sendo uma carta que tem duas características comuns:
mais importantes fórmulas da Teoria das Probabilidades: “ser um rei” e “ser uma carta de copas”. Usaremos, portan-
a regra do produto de probabilidades. Uma variedade to, a probabilidade da intersecção entre dois eventos:
muito grande de problemas são resolvidos por meio P(rei de copas) = P(“ser um rei” e “ser de copas”)
dessa regra. ou
Leia atentamente a teoria e observe as aplicações a P(rei de copas) = P(R ∩ C)
seguir. Desmembrando a probabilidade da intersecção num
produto de probabilidades:
Probabilidade da P(rei de copas) = P(R) . P(C/R)
probabilidade de a
intersecção de eventos carta ser de copas
dado que é um rei
probabilidade de a carta ser um rei

Sendo A e B eventos de um mesmo espaço amos- A probabilidade de a carta retirada ser um rei qual-
tral, a probabilidade de ocorrer A e B, indica-se por quer é 4/52. Existem 4 reis no baralho e, destes, apenas
P(A ∩ B), é a probabilidade de A multiplicada pela pro-
1 deles é de copas. Logo, sabendo-se que é um rei, a
babilidade de B, dada a ocorrência de A.
probabilidade de que seja de copas é 1/4. Multiplicando
P(A ∩ B) = P(A) ∙ P(B/A) as probabilidades, temos:
4 1
P(rei de copas) = ⋅
52 4
Observações: 1
P(rei de copas) =
A probabilidade de intersecção de evento 52
também pode ser expressa da seguinte maneira:
Exemplo 2:
P(A ∩ B) = P(B) ∙ P(A/B)
Uma urna tem 10 bolas, sendo 3 azuis e 7 brancas.
Isso ocorre porque P(A ∩ B) = P(B ∩ A)
Duas são retiradas ao acaso, sucessivamente e sem
reposição. Qual a probabilidade de a primeira ser azul e
Exemplo 1: de a segunda ser branca?
Ao retirarmos uma carta ao acaso de um baralho, Solução:
qual a probabilidade de ser um rei de copas?
Na primeira retirada, há na urna 3 bolas azuis entre
Solução: todas as 10 bolas. Logo, a probabilidade de a primeira
Um baralho comum tem 52 cartas, sendo que apenas
ser azul é de 3 .
uma delas é um rei de copas. Logo, a probabilidade de a 10
carta ser um rei de copas é 1/52, ou seja: Se as retiradas são efetuadas sem reposição, o núme-
1 ro total de bolas na urna vai diminuindo uma unidade a
P(rei de copas) =
52 cada retirada.

1
Após a retirada da primeira bola azul, há 7 bolas brancas entre todas as 9 bolas restantes. Portanto, a probabilidade
de a segunda bola ser branca, dado que a primeira foi azul, é 7/9.
P( A 1 ∩ B 2 ) = P( A 1) ⋅ P(B 2 / A 1)
3 7 21 7
P( A 1 ∩ B 2 ) = ⋅ = =
10 9 90 30
7
A probabilidade de a primeira bola ser azul e de a segunda ser branca é .
30

Probabilidade da intersecção para mais de dois eventos


A probabilidade da intersecção não se limita a dois eventos, podendo ser, inclusive, utilizada para qualquer número
de eventos.
Para três eventos A, B e C, vale a seguinte relação:
P(A ∩ B ∩ C) = P(A) ∙ P(B/A) ∙ P(C/A ∩ B)
Em palavras, a relação anterior pode ser lida: a probabilidade de ocorrer A e B e C é igual à probabilidade
de ocorrer A multiplicada pela probabilidade de ocorrer B, dada a ocorrência de A, multiplicada ainda pela
probabilidade de ocorrer C, dadas as ocorrências de A e de B.

Generalizando, a probabilidade de ocorrerem os n eventos A1, A2, A3,..., An é dada por:


P(A1 ∩ A2 ∩ A3 ∩ ... ∩ An–1 ∩ An) = P(A1) ∙ P(A2/A1) ∙ P(A3/A1 ∩ A2) ∙ ... ∙ P(An/A1 ∩ A2 ∩ A3 ∩ ... ∩ An–1)

Observe que as probabilidades vão sendo atualizadas com base na informação da ocorrência dos eventos prece-
dentes.
Exemplo:
Uma urna tem 12 bolas, sendo 3 azuis, 4 brancas e 5 vermelhas. Retirando três bolas ao acaso dessa urna, sucessi-
vamente e sem reposição, qual a probabilidade de as três bolas retiradas terem cores distintas?
Solução:
Não foi estabelecida uma ordem de retirada das três bolas. Assim, sendo A (bola azul), B (bola branca) e V (bola
vermelha), nas retiradas, estamos interessados nos seguintes acontecimentos:
ABV, AVB, BAV, BVA, VAB, VBA
Vamos inicialmente calcular P(ABV).
Utilizando índices para identificar as retiradas e a probabilidade da intersecção, temos:
P(A1B2V3) = P(A1) . P(B2/A1) . P(V3/A1 ∩ B2)
3 4 5
P( A 1B 2 V3 ) = ⋅ ⋅
12 11 10
Retornando ao cálculo e procedendo da mesma forma para as demais probabilidades:
P(cores distintas) = P(ABV) + P(AVB) + P(BAV) + P(BVA) + P(VAB) + P(VBA)
3 4 5 3 5 4 4 3 5 4 5 3 5 3 4 5 4 3
P(cores dist int as) = ⋅ ⋅ + ⋅ ⋅ + ⋅ ⋅ + ⋅ ⋅ + ⋅ ⋅ + ⋅ ⋅
12 11 10 12 11 10 12 11 10 12 11 10 12 11 10 12 11 10
A ordem dos fatores não altera o produto. Logo, podemos fatorar a soma:

 3 4 5 360 3
P(cores distintas) = 6 ⋅  ⋅ ⋅  P(cores dist int=
as) =
 12 11 10  1320 11
P3: permutação das 3 cores
A probabilidade de as três bolas retiradas terem cores distintas é 3/11.

2 Semiextensivo
Aula 13

Situações para resolver


01. (FUVEST – SP) – Uma urna contém 3 bolas: uma verde, uma azul e uma branca. Tira-se uma bola ao acaso, registra-
-se a cor e coloca-se a bola de volta na urna. Repete-se essa experiência mais duas vezes. Qual a probabilidade de
serem registradas três cores distintas?

02. (IFRS) – Em uma urna são depositadas 5 bolas verme- 04. (UFJF – MG) – Em um sorteio, existem três urnas,
lhas, 6 bolas azuis e 4 bolas amarelas, todas com mes- e cada urna possui um bilhete premiado para um
mo formato e tamanho. Se duas bolas forem retiradas show de rock. A urna A contém 6 bilhetes, a urna B
sucessivamente, sem reposição, a probabilidade de contém 4 bilhetes e a urna C contém 2 bilhetes. An-
que elas sejam de mesma cor é mais próxima de dré retira 2 bilhetes da urna A, Bernardo retira 1 bilhe-
a) 10% b) 15% c) 30% te da urna B e Carlos retira 1 bilhete da urna C. Qual é
d) 45% e) 60% a probabilidade de ao menos um dos três retirar um
bilhete premiado?

a) 3 b) 3 c) 17
5 4 24

d) 1 e) 4
2 5

03. Anselmo não estudou para a prova. Por isso, respon-


deu ao acaso às 4 questões, cada uma com 5 alter-
nativas. A probabilidade de que ele tenha acertado 05. (UFAL) – Os times X e Y disputam um jogo nos pê-
exatamente 3 questões é igual a: naltis. A probabilidade de o goleiro do time X defen-
1 der o pênalti é 1/8, e a probabilidade de o goleiro do
a) 1 4
b) c) time Y defender o pênalti é 1/5. Se cada time terá
5 625 125 direito a um pênalti, qual a probabilidade de exata-
mente um dos goleiros defender o pênalti, e, assim,
d) 16 e)
4
vencer o time do goleiro que defendeu o pênalti?
625 125 a) 1/4 b) 11/40 c) 13/40
d) 7/20 e) 3/8

Matemática 7B 3
Testes
13.03. (OSEC – SP) – Uma urna contém 4 bolas brancas e
Assimilação 6 bolas pretas. Retiram-se sucessivamente, sem reposição da
bola retirada, duas bolas da urna. Indique, entre as alterna-
13.01. (UP – PR) – Em determinado tiro um atirador acerta tivas abaixo, aquela que representa a probabilidade de que
o alvo com 80% de probabilidade, independentemente de as bolas retiradas sejam de cores diferentes.
outros tiros. Atirando duas vezes, a probabilidade de acertar
a) 32/225
o primeiro e errar o segundo é igual a:
b) 8/15
a) 64%
c) 4/25
b) 16%
d) 4/35
c) 4%
e) 16/225
d) 50%
e) 32%

13.04. (UNIMONTES – MG) – Quatro moedas são lançadas


ao mesmo tempo. Qual é a probabilidade de as quatro moe-
13.02. (UNIFICADO – RJ) – Numa caixa existem 5 balas de das caírem com a mesma face para cima?
hortelã e 3 balas de mel. Retirando-se sucessivamente e sem a) 1
reposição duas dessas balas, a probabilidade de que as duas 8
sejam de hortelã é: 1
a) 1/7 b)
2
b) 5/8
c) 5/14 1
c)
d) 25/26 4
e) 25/64 1
d)
16

4 Semiextensivo
Aula 13

13.05. (PUCRJ) – Jogamos uma moeda comum e um dado comum. A probabi- 13.07. (UEG – GO) – Uma pessoa
lidade de sair um número par e a face coroa é: cria uma senha numérica e, passado
a) 0,1 b) 0,2 c) 0,25 d) 0,33 e) 0,5 algum tempo, ela a esquece. No en-
tanto, lembra-se somente que a senha
é composta de quatro algarismos
distintos. Se ela tentar uma única vez,
escolhendo os algarismos ao acaso,
a probabilidade de acertar a senha é
de uma em:
a) 5040 b) 8100
c) 10000 d) 6561
Aperfeiçoamento
13.06. (FSM – SP) – O jornal Folha de S.Paulo, em 14 de março de 2012, publicou
o seguinte artigo sobre cigarros.

13.08. (FGV – SP) – Cada vendedor


tem uma última proposta pendente
que, caso seja aceita pelo cliente, irá
fechar a meta do mês. Para estima-
rem as chances de fecharem esses
negócios, os vendedores analisaram o
histórico desses clientes e montaram a
tabela abaixo.

Frequência com que


Cliente de
fecha negócio
3 a cada 5 propostas
Edu
apresentadas
3 a cada 10 propostas
Fred
apresentadas
3 a cada 4 propostas
Gil
Suponha que todos os maços de cigarros de 2010, qualquer que seja a marca, te- apresentadas
nham as mesmas dimensões e que em uma caixa seja colocado um maço de cada
uma dessas marcas (com sabor ou tradicional). Dos cigarros com sabor, sabe-se
Com base nessas informações, a
que 57,5% são sabor menta e 7,5% sabor canela. Se uma pessoa retirar ao acaso
probabilidade de que nenhum dos
dois maços de cigarros, um após o outro, sem reposição, a probabilidade de sair
vendedores consiga fechar a meta é:
um maço de cigarros de menta e um de canela, em qualquer ordem, é
a) 5% b) 7% c) 9%
1 d) 11% e) 13%
a)
244
1
b)
582

c) 1
723
d) 1
946
1
e)
1230

Matemática 7B 5
13.09. (FGV – SP) – Quatro pessoas devem escolher ao aca- 13.11. (UnB – DF) – Uma urna contém 5 bolas pretas,
so, cada uma, um único número entre os quatro seguintes: 3 brancas e 2 vermelhas. Retirando-se, aleatoriamente, três
1, 2, 3 e 4. bolas sem reposição, a probabilidade de se obter todas da
Nenhuma fica sabendo a escolha da outra. mesma cor é igual a:
A probabilidade de que escolham quatro números iguais é: a) 1/10
b) 5/8
a) 1
256 c) 11/120
1 d) 11/720
b)
128 e) 41/360
1
c)
64
1
d)
32
1
e)
16

13.12. (MACK – SP) – Em uma das provas de uma gincana,


cada um dos  4  membros de cada equipe deve retirar, ao
acaso, uma bola de uma urna contendo 10 bolas numera-
13.10. (FGV – SP) – Uma prova consta de 6 testes de múl- das de 1 a 10,  que deve ser reposta após cada retirada. A
tipla escolha, com 3 alternativas cada um e apenas uma pontuação de uma equipe nessa prova é igual ao número
correta. Se um aluno “chutar” as respostas de cada teste, isto de bolas com números pares sorteadas pelos seus membros.
é, escolher como correta uma alternativa ao acaso em cada Assim, a probabilidade de uma equipe conseguir pelo menos
teste, a probabilidade de que acerte ao menos um teste é: um ponto é:
a) 5/4
a) 665
729 b) 7/8
660 c) 9/10
b) d) 11/12
729
e) 15/16
c) 655
729
d) 650
729
645
e)
729

6 Semiextensivo
Aula 13

13.15. (UERJ) – Em uma escola, 20% dos alunos de uma


Aprofundamento turma marcaram a opção correta de uma questão de múltipla
escolha que possui quatro alternativas de resposta. Os demais
13.13. (FGV – RJ) – Uma urna tem duas bolas vermelhas marcaram uma das quatro opções ao acaso. Verificando-se
e três brancas; outra urna tem uma bola vermelha e outra as respostas de dois alunos quaisquer dessa turma, a pro-
branca. Uma das duas urnas é escolhida ao acaso e dela é babilidade de que exatamente um tenha marcado a opção
escolhida, ao acaso, uma bola. A probabilidade de que a correta equivale a:
bola seja vermelha é:
a) 0,48
a) 3/8
b) 0,40
b) 17/40
c) 0,36
c) 9/20
d) 0,25
d) 2/5
e) 3/10

13.14. (FUVEST – SP) – De um baralho de 28 cartas, sete de


cada naipe, Luís recebe cinco cartas: duas de ouros, uma de 13.16. (ESPM – SP) – Num certo jogo, a cada jogada, se você
espadas, uma de copas e uma de paus. Ele mantém consigo ganhar, a banca lhe paga R$ 100,00 e, se perder, você paga
as duas cartas de ouros e troca as demais por três cartas metade do que tem para a banca. Considerando que você
escolhidas ao acaso dentre as 23 cartas que tinham ficado entra no jogo com R$ 200,00, a probabilidade de, ao fim de
no baralho. A probabilidade de, ao final, Luís conseguir cinco 3 jogadas, você sair ganhando é:
cartas de ouros é: a) 1/2
1 b) 3/4
a) c) 5/8
130
d) 3/8
1
b) e) 1/4
420
10
c)
1771
25
d)
7117
52
e)
8117

Matemática 7B 7
13.17. (UFRGS) – Uma forma de se jogar sinuca consiste em 13.18. (UNEB – BA) –
encaçapar 15 bolas numeradas de 1 a15, assim, distribuídas:
uma bola preta, duas verdes, duas vermelhas, duas azuis, duas
amarelas, duas rosas, duas roxas e duas laranjas. Para se iniciar
o jogo, as bolas são dispostas em cinco linhas sobre a super-
fície em forma de triângulo equilátero; a primeira linha deve
conter uma bola; a segunda, duas; e assim sucessivamente,
como se observa na figura abaixo:

A probabilidade de que este triângulo tenha dois de seus


vértices formados por bolas de uma mesma cor é de:
a) 1/8 De acordo com o texto, se Cebolinha lançar a sua moeda dez
b) 1/6 vezes, a probabilidade de a face voltada para cima sair cara,
c) 1/5 em pelo menos oito dos lançamentos, é igual a:
d) 1/4 5
e) 1/3 a)
128
7
b)
128
15
c)
256
17
d)
256

25
e)
512

8 Semiextensivo
Aula 13

Discursivos
13.19. (UNIFESP) – Um jovem possui dois despertadores. Um deles funciona em 80% das vezes em que é colocado para
despertar e o outro em 70% das vezes. Tendo um compromisso para daqui a alguns dias e preocupado com a hora, o jovem
pretende colocar os dois relógios para despertar.
a) Qual é a probabilidade de que os dois relógios venham a despertar na hora programada?

b) Qual é a probabilidade de que nenhum dos dois relógios desperte na hora programada?

13.20. (FGV – SP) – Antônio tem no bolso três balas de limão, três de tangerina e quatro de menta, todas com o mesmo
tamanho e aspecto. Retirando do bolso duas balas ao acaso, qual é a probabilidade de que pelo menos uma seja de menta?

Gabarito
13.01. b 13.08. b 13.16. d
13.02. c 13.09. c 13.17. c
13.03. b 13.10. a 13.18. b
13.04. a 13.11. c 13.19. a) 56%
13.05. c 13.12. e b) 6%
13.06. a 13.13. c 13.20. 2
13.07. a 13.14. c 3
13.15. a

Matemática 7B 9
Matemática
Aula 14 7B
Probabilidades IV

Introdução
Considere uma pesquisa realizada com 520 estudantes de uma Universidade sobre a preferência de estudo dos
sexos masculino e feminino entre os cursos de Engenharia e Psicologia.
Os resultados da pesquisa encontram-se na tabela a seguir:

Curso
Engenharia Psicologia Total
Masculino 210 30 240
Sexo
Feminino 90 190 280
Total 300 220 520

Utilizando probabilidades, vamos responder a algumas perguntas relativas à pesquisa:

• Escolhendo um estudante ao acaso, de toda a pesquisa, qual a probabilidade de ser do sexo masculino?
Como a pergunta refere-se a todos os estudantes da pesquisa e não especifica o curso, temos 520 estudantes pos-
síveis de serem escolhidos. Destes, 240 são do sexo masculino. Logo, a probabilidade P(M) de o estudante escolhido
ser do sexo masculino é:

240
P (M) = ou P (M) ≅ 0, 4615 = 46,15%
520
Se P(M) ≅ 46,15%, então 46,15% de todos os estudantes são do sexo masculino.
• Escolhendo um estudante ao acaso, de toda a pesquisa, qual a probabilidade de cursar Engenharia e ser
do sexo masculino?
Novamente a pergunta não restringe a escolha do estudante. Por isso, são 520 estudantes possíveis de serem
escolhidos. Dentre esses, 210 simultaneamente cursam Engenharia e são do sexo masculino. Portanto, a probabili-
dade P(E ∩ M) de o estudante escolhido cursar Engenharia e ser do sexo masculino é:

210
P (E ∩ M) = ou P (E ∩ M) ≅ 0, 4038 = 40, 38%
520
• Escolhendo um aluno ao acaso e sabendo que é do sexo masculino, qual a probabilidade de cursar Engenharia?
Vamos representar por P(E / M) a probabilidade de o estudante escolhido cursar Engenharia, sabendo-se que é do
sexo masculino.
Nesse caso, como se sabe que o aluno escolhido é do sexo masculino, o espaço amostral que representa todas
as escolhas possíveis de estudantes será reduzido a apenas 240 estudantes, pois apenas esses estudantes são do
sexo masculino. Dentre os 240 estudantes do sexo masculino, 210 cursam Engenharia. Logo, a probabilidade de o
estudante escolhido cursar Engenharia, sabendo-se que é do sexo masculino, é:

210
P (E / M) = ou P (E / M) = 0, 875 = 87, 5%
240

10 Semiextensivo
Aula 14

Se P(E/M) = 87,5%, então, entre todos os estudantes do sexo masculino, 87,5% cursam Engenharia.
Observe o que acontece, nesta última probabilidade, quando dividimos numerador e denominador pelo total de
alunos da pesquisa:
210
P (E / M) =
240

210
P (E / M) = 520
240
520

210 240
Como P (E ∩ M) = e P (M) = , temos que :
520 520

probabilidade de cursar
Engenharia e ser do
sexo masculino
P (E ∩ M)
P (E / M) =
P (M)
probabilidade de ser do sexo
masculino
probabilidade de cursar Engenharia
dado que é do sexo masculino

Essa última relação constitui o que chamamos de probabilidade condicional.

Probabilidade condicional
A probabilidade do evento A, dada a ocorrência do evento B, representada por P(A / B),
é a probabilidade de ocorrer A e B dividida pela probabilidade do evento B.
P(A ∩ B)
P(A / B) = , P(B) ≠ 0
P(B)

É importante perceber que, em P(A / B), o cálculo refere-se à probabilidade de A na certeza da ocorrência do
evento B. Assim, o evento B é certo, enquanto que o evento A é incerto.

Observações
1. Analogicamente, a probabilidade do evento B, dada pela ocorrência do evento A, é dada por:

P(A ∩ B)
P(A / B) = , P(A) ≠ 0
P( A)

2. Em geral, P(A / B) não é igual a P(B / A). Isso ocorre porque, apesar de ambas as probabilidades condicionais
apresentarem o mesmo numerador, cada uma delas pode ter um denominador diferente, já que a informa-
ção conhecida não é a mesma.

Matemática 7B 11
Situações resolvidas
Um pescador sai diariamente para pescar com probabilidade de 30% em dias de chuva e de 80% nos demais dias. Se, onde
ele mora, a probabilidade de chuva num dia qualquer é de 40%, então:
a) Qual a probabilidade de que o pescador vá pescar amanhã?
b) Qual a probabilidade de chover em um dia em que o pescador foi pescar?
Vamos representar adequadamente cada um dos eventos envolvidos:
• P(C) = 40% é a probabilidade de ocorrer chuva num dia qualquer;

• P(C ) = 60% é a probabilidade de não ocorrer chuva num dia qualquer;
• P(P/C) = 30% é a probabilidade de pesca em um dia de chuva;

• P(P/C ) = 80% é a probabilidade de pesca em um dia de não chuva.
a) O fato de ser amanhã ou qualquer outro dia não altera a probabilidade. A pergunta também não especifica se é um dia
de chuva ou não. Assim, no cálculo, devemos considerar a pesca tanto em dias de chuva, quanto em dias de não chuva.
P(Pesca) = P[(Chuva e Pesca) ou (Não Chuva e Pesca)]
ou

P(P) = P(C ∩ P) + P(C ∩ P)
Desmembrando as intersecções por meio da regra do produto de probabilidades:
– –
P(P) = P(C) · P(P/C) + P(C ) · P(P/C )
Substituindo as probabilidades correspondentes:
P(P) = 40% · 30% + 60% · 80%

40 30 60 80
P (P) = ⋅ + ⋅
100 100 100 100

12 48 60
P (P) = + = = 60%
100 100 100

Portanto, independente da ocorrência de chuva, a probabilidade de pesca é 60%.


b) A probabilidade de chover em um dia em que o pescador foi pescar será representada por P(Chuva/Pesca). Observe
que, nesse caso, temos uma probabilidade condicional, pois P(Chuva/Pesca) é a probabilidade de ocorrer chuva
sabendo-se que o pescador foi pescar.
Usando a relação da probabilidade condicional, temos:
P (Chuva e Pesca)
P (Chuva/Pesca) =
P (Pesca)
ou
P (C ∩ P)
P (C/P) =
P (P)

Substituindo as probabilidades:
12
P (C / P) = 100
60
100
01. P(C/P) = 0,20 = 20%
Logo, a probabilidade de chuva em um dia em que o pescador foi pescar é 20%.
O resultado indica que, das vezes em que o pescador vai pescar, em 20% delas chove.

12 Semiextensivo
Aula 14

Situações para resolver


01. (UP – PR) – A tabela a seguir apresenta os resultados de uma pesquisa relativos à opinião que as pessoas têm sobre
o financiamento público em campanhas eleitorais.
Opção Porcentual
Favorável 20%
Desfavorável 54%
Indiferente 16%
Não opinaram 10%
Dentre as pessoas que opinaram, uma foi escolhida ao acaso. A probabilidade de essa pessoa ter se posicionado
como não favorável é igual a:
a) 54% b) 44% c) 20% d) 60% e) 32%

02. Em uma comunidade, 80% dos compradores de carros usados são bons pagadores. Sabe-se que a probabilidade
de um bom pagador obter cartão de crédito é de 70%, enquanto que é de apenas 40% a probabilidade de um
mau pagador obter cartão de crédito. Selecionando-se ao acaso um comprador de carro usado dessa comunidade,
determine a probabilidade percentual de que ele:
a) tenha cartão de crédito;
b) seja bom pagador, dado que tem cartão de crédito.

Matemática 7B 13
03. Uma pesquisa foi realizada para se conhecer um pouco mais sobre os salgados da cantina, que eram adquiridos na
hora do lanche. Cada pessoa consumiu somente um salgado e cada salgado foi consumido por uma única pessoa. De
acordo com o sexo, os resultados foram organizados, na tabela a seguir, indicando as probabilidades correspondentes:

Salgado
Sexo
Croissant Esfirra Total
Masculino 0,30 0,15 0,45
Feminino 0,10 0,45 0,55
Total 0,40 0,60 1,00

Considere as seguintes afirmações:


I. Escolhendo uma das pessoas da pesquisa, ao acaso, a probabilidade de que tenha consumido uma esfirra é igual
a 0,60.
II. Escolhendo-se uma das pessoas, ao acaso, a probabilidade de que tenha consumido um croissant e seja do sexo
1
feminino é igual a .
10
III. Se uma pessoa da pesquisa consumiu esfirra, então a probabilidade de que seja do sexo masculino é igual a 25%.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmações I e II são verdadeiras.
b) Somente as afirmações I e III são verdadeiras.
c) Somente as afirmações II e III são verdadeiras.
d) Nenhuma das afirmações é verdadeira.
e) Todas as afirmações são verdadeiras.

04. Um experimento consiste no lançamento de dois dados usuais, uma única vez. Se ocorrerem dois números iguais,
uma bola é retirada da urna I. Caso contrário, uma bola é retirada da urna II. A urna I contém 5 bolas, sendo 2 azuis
e 3 brancas. A urna II contém 5 bolas, sendo 4 azuis e 1 branca. Os dados foram lançados e uma bola foi escolhida.
Se a bola tem a cor azul, a probabilidade de que tenha sido retirada da urna I é igual a:
3 2 13 4 1
a) b) c) d) e)
5 5 16 5 11

14 Semiextensivo
Aula 14

Testes
14.03. (UNESP – SP) – Uma loja de departamentos fez uma
Assimilação pesquisa de opinião com 1000 consumidores, para monito-
rar a qualidade de atendimento de seus serviços. Um dos
14.01. (UNIMONTES – MG) – Ao jogar um dado, observou- consumidores que opinaram foi sorteado para receber um
-se que a face voltada para cima era um número maior do prêmio pela participação na pesquisa. A tabela mostra os
que 2. A probabilidade de esse número ser primo é: resultados percentuais registrados na pesquisa, de acordo
a) 75% com as diferentes categorias tabuladas.
b) 40%
c) 50% categorias percentuais
d) 25% Ótimo 25
Regular 43
Péssimo 17
Não opinaram 15

Se cada consumidor votou uma única vez, a probabilidade


de o consumidor sorteado estar entre os que opinaram e ter
votado na categoria péssimo é, aproximadamente,
a) 20% b) 30% c) 26% d) 29% e) 23%

14.02. (UEGO) – A tabela a seguir apresenta a preferência


de homens e mulheres em relação a um prato, que pode ser
doce ou salgado, típico de certa região do Estado de Goiás.
Preferência
Sexo 14.04. (CESGRANRIO – RJ) – Um levantamento feito em
Doce Salgado
determinada empresa, sobre o tempo de serviço de seus fun-
Masculino 80 20 cionários, apresentou o resultado mostrado na tabela abaixo:
Feminino 60 40
Homens Mulheres Total
Considerando-se os dados apresentados na tabela, a proba- 10 anos ou mais 33 21 54
bilidade de um desses indivíduos preferir o prato típico doce,
sabendo-se que ele é do sexo feminino, é de: Menos de 10 anos 48 24 72
a) 0,43 Total 81 45 126
b) 0,50
c) 0,60 Um prêmio será sorteado entre os funcionários que traba-
d) 0,70 lham há pelo menos 10 anos nessa empresa. A probabilidade
de que o ganhador seja uma mulher é de:
a) 1/6
b) 5/6
c) 4/9
d) 7/18
e) 11/18

Matemática 7B 15
14.05. (UFGO) – Segundo uma pesquisa realizada no Brasil 14.07. (IBMEC – RJ) – O resultado do 2o. turno das eleições
sobre a preferência de cor de carros, a cor prata domina a para prefeito de uma cidade brasileira apresentou os se-
frota de carros brasileiros, representando 31%, seguida pela guintes números:
cor preta, com 25%, depois a cinza, com 16% e a branca, com • Candidato A = 52%
12%. Com base nestas informações, tomando um carro ao • Candidato B = 31%
acaso, dentre todos os carros brasileiros de uma dessas quatro
• Votos nulos = 5%
cores citadas, qual a probabilidade de ele não ser cinza?
• Votos em branco = 12%
4 4 17 37 17
a) b) c) d) e) Um eleitor dessa cidade é escolhido ao acaso. Sabe-se que
25 17 25 50 21
ele não votou no candidato eleito. A probabilidade de que
ele tenha votado em branco é:
a) 10% b) 12% c) 15% d) 20% e) 25%

14.08. (ESPCEX – SP) – Pesquisas revelaram que, numa


certa região, 4% dos homens e 10% das mulheres são
diabéticos. Considere um grupo formado por 300 homens
e 700 mulheres dessa região. Tomando-se ao acaso uma
pessoa desse grupo, a probabilidade de que essa pessoa
Aperfeiçoamento seja diabética é:
a) 4% b) 5% c) 5,4% d) 7,2% e) 8,2%
14.06. (UNESP – SP) – Em um condomínio residencial, há
120 casas e 230 terrenos sem edificações. Em um determi-
nado mês, entre as casas, 20% dos proprietários associados
a cada casa estão com as taxas de condomínio atrasadas,
enquanto que, entre os proprietários associados a cada
terreno, esse percentual é de 10%. De posse de todos os
boletos individuais de cobrança das taxas em atraso do mês,
o administrador do empreendimento escolhe um boleto ao
acaso. A probabilidade de que o boleto escolhido seja de um
proprietário de terreno sem edificação é de:
24 24 47 23 23
a) b) c) d) e) 14.09. (FPS – PE) – Pesquisas médicas asseguram que: a
350 47 350 350 47 probabilidade de se desenvolver câncer de pulmão se a
pessoa fuma é de 40% e a probabilidade de um não fumante
desenvolver câncer de pulmão é de 3%. Suponha que 30%
da população é formada por fumantes. Se uma pessoa esco-
lhida ao acaso tem câncer de pulmão, qual a probabilidade
percentual de ela ter sido fumante? Indique o valor inteiro
mais próximo.
a) 83% b) 84% c) 85% d) 86% e) 87%

16 Semiextensivo
Aula 14

14.10. (UP – PR) – De um total de 400 estudantes da área 14.12. (UP – PR) – Dois dados, cada um com seis faces e
de exatas, 200 estudam Cálculo Diferencial e 140 estudam numeração diferente da usual, designados por dado 1 e
Álgebra Linear. Esses dados incluem 40 estudantes que es- dado 2, são usados em um jogo. As faces do dado 1 estão
tudam ambas as disciplinas. Um estudante que não estuda numeradas com 2, 3, 4, 20, 21 e 22, e as do dado 2, com os
Cálculo foi escolhido ao acaso. A probabilidade de que ele números 1, 15, 16, 17, 18 e 19. Nesse jogo, em que há dois
também não estude Álgebra Linear é igual a: participantes e cada um joga o seu dado, vencerá aquele cujo
a) 32% b) 50% c) 62% d) 25% e) 26% dado apresentar o número maior na face voltada para cima.
Dado que o jogador do dado 1 ganhou o jogo, a probabilida-
de de o jogador do dado 2 ter obtido o número 17 é igual a:
7 5 1 1 1
a) b) c) d) e)
12 12 4 6 7

14.11. (UFPR) – Um grupo de pessoas foi classificado


quanto ao peso e pressão arterial, conforme mostrado no
quadro a seguir:
Peso
Pressão
Excesso Normal Deficiente Total
Alta 0,10 0,08 0,02 0,20
Normal 0,15 0,45 0,20 0,80
Total 0,25 0,53 0,22 1,00 Aprofundamento
Com base nesses dados, considere as seguintes afirmativas: 14.13. (UFPE) – Um teste para uma DST dá o resultado
1. A probabilidade de uma pessoa escolhida ao acaso nes- correto em 98% dos casos; ou seja, se uma pessoa tem a
se grupo ter pressão alta é de 0,20. doença e faz o teste, este terá 98% de probabilidade de ser
2. Se se verifica que uma pessoa escolhida ao acaso, nesse positivo; e, se uma pessoa não tem a doença e faz o teste,
grupo, tem excesso de peso, a probabilidade de ela ter este terá 98% de probabilidade de ser negativo. Admita
também pressão alta é de 0,40. que, da população de uma grande cidade, 0,5% tem a DST.
3. Se se verifica que uma pessoa escolhida ao acaso, nesse Se uma pessoa da cidade se submete ao teste e o resultado
grupo, tem pressão alta, a probabilidade de ela ter tam- é positivo, qual a probabilidade percentual aproximada de
bém peso normal é de 0,08. ela ter a DST?
4. A probabilidade de uma pessoa escolhida ao acaso nes- a) 15%
se grupo ter pressão normal e peso deficiente é de 0,20. b) 20%
Assinale a alternativa correta. c) 25%
a) Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras. d) 30%
b) Somente as afirmativas 1, 2 e 4 são verdadeiras. e) 35%
c) Somente as afirmativas 1 e 3 são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras.
e) Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras.

Matemática 7B 17
14.14. (ESAF – DF) – Ana precisa chegar ao aeroporto para 14.16. (UERJ) – Três modelos de aparelhos de ar-condicio-
buscar uma amiga. Ela pode escolher dois trajetos, A ou B. nado, I, II e III, de diferentes potências, são produzidos por
Devido ao intenso tráfego, se Ana escolher o trajeto A, existe um determinado fabricante. Uma consulta sobre intenção
uma probabilidade de 0,4 de ela se atrasar. Se Ana escolher de troca de modelo foi realizada com 1000 usuários desses
o trajeto B, essa probabilidade passa para 0,30. As probabi- produtos. Observe a matriz A, na qual cada elemento aij
lidades de Ana escolher os trajetos A ou B são, respectiva- representa o número daqueles que pretendem trocar do
mente, 0,6 e 0,4. Sabendo-se que Ana não se atrasou, então modelo i para o modelo j.
a probabilidade de ela ter escolhido o trajeto B é igual a:
a) 6 /25 b) 6 /13 c) 7 /13  50 150 200 
 
d) 7 /25 e) 7 /16 A =  0 100 300 
0 0 200 

Escolhendo-se aleatoriamente um dos usuários consultados,
a probabilidade de que ele não pretenda trocar seu modelo
de ar-condicionado é igual a:
a) 20% b) 35% c) 40% d) 65%

14.15. (FGV – SP) – Em um grupo de turistas, 40% são ho- 14.17. (FPS – PE) – Um teste para tuberculose foi aplicado
mens. Se 30% dos homens e 50% das mulheres desse grupo a 1 000 pessoas, 8% das quais eram portadoras da doença.
são fumantes, a probabilidade de que um turista fumante Quando a pessoa tem tuberculose, o teste detecta a doença
seja mulher é igual a: em 90% dos casos, é inconclusivo em 6% dos casos e nega-
a) 5/7 b) 3/10 c) 2/7 tivo em 4%. Quando a pessoa não tem tuberculose, o teste
d) 1/2 e) 7/10 indica a doença em 5% dos casos, é inconclusivo em 10%
dos casos e negativo em 85%. Se uma pessoa é selecionada
ao acaso, qual a probabilidade percentual de ela ter tuber-
culose, se seu resultado foi inconclusivo? Indique o valor
inteiro mais próximo.
a) 3% b) 4% c) 5% d) 6% e) 7%

18 Semiextensivo
Aula 14

14.18. (ITA – SP) – Uma amostra de estrangeiros, em que 18% são proficientes em inglês, realizou um exame para classificar
a sua proficiência nesta língua. Dos estrangeiros que são proficientes em inglês, 75% foram classificados como proficientes.
Entre os não proficientes em inglês, 7% foram classificados como proficientes. Um estrangeiro desta amostra, escolhido ao
acaso, foi classificado como proficiente em inglês. A probabilidade de esse estrangeiro ser efetivamente proficiente nesta
língua é de aproximadamente:
a) 73% b) 70% c) 68%
d) 65% e) 64%

Discursivos
14.19. (UNESP – SP) – Duas máquinas A e B produzem juntas 5 000 peças em um dia. A máquina A produz 2 000 peças, das
quais 2% são defeituosas. A máquina B produz as restantes 3 000 peças, das quais 3% são defeituosas. Da produção total de
um dia, uma peça é escolhida ao acaso e, examinando-a, constatou-se que ela é defeituosa. Qual é a probabilidade de que
essa peça escolhida tenha sido produzida pela máquina A?

Matemática 7B 19
14.20. (UFPR) – Na central de atendimento ao cliente de uma companhia telefônica, 60% dos funcionários são do sexo feminino.
Analisando os relatórios de desempenho de todos os funcionários que trabalham nessa central (homens e mulheres), chegou-se
às seguintes conclusões:
I. 55% dos problemas relatados pelos clientes são resolvidos na primeira ligação, quando o cliente é atendido por uma
funcionária (mulher).
II. 60% dos problemas relatados pelos clientes são resolvidos na primeira ligação, quando o cliente é atendido por um
funcionário (homem).
Quando se faz uma ligação para essa central de atendimento, o sistema designa, ao acaso, um atendente que tentará resolver
o problema apresentado pelo cliente.
a) Qual a probabilidade de esse atendente resolver o problema do cliente na primeira ligação?

b) Qual é a probabilidade de o atendente ter sido um homem, sabendo que o problema foi resolvido na primeira ligação?

20 Semiextensivo
Aula 14

Gabarito
14.01. c 14.20.
14.02. c a) Vamos considerar as seguintes probabilidades obtidas do enun-
14.03. a ciado:
14.04. d • p(M) = 60%: a probabilidade de a ligação ser atendida por uma
14.05. e mulher;
14.06. e • p(H) = 40%: a probabilidade de a ligação ser atendida por um
14.07. e homem;
14.08. e • p(R/M) = 55%: a probabilidade de o problema relatado ser
14.09. c resolvido na 1a. ligação, quando o cliente é atendido por uma
14.10. b mulher;
14.11. b • p(R/H) = 60%: a probabilidade de o problema relatado ser
14.12. e resolvido na 1a. ligação, quando o cliente é atendido por um
14.13. b homem.
14.14. e Assim, temos:
14.15. a p(R) = p(M e R) + p(H e R)
14.16. b p(R) = p(M) · p(R/M) + p(H) · p(R/H)
14.17. c p(R) = 60% · 55% + 40% · 60%
14.18. b p(R) = 33% + 24%
14.19. A probabilidade de a peça escolhida ser defeituosa é dada por: p(R) = 57%
p(D) = p(A e D) + p(B e D) Logo, a probabilidade de o atendente resolver o problema do
p(D) = p(A) · p(D/A) + p(B) · p(D/B) cliente na 1a. ligação é igual a 57%.
2000 2 3000 3 b) Do conceito de probabilidade condicional, pode-se corretamen-
p(D) = ⋅ + ⋅ te escrever:
5000 100 5000 100
p(H e R )
4000 9000 p(H / R ) =
p(D) = + p(R )
500000 500000
p(D) = 0, 8% + 1, 8% 24% 24 8
p(H=
/ R) = =
57% 57 19
p(D) = 2, 6%
p(H / R ) ≅ 42,11%
Dado que a peça é defeituosa, a probabilidade de a peça ter sido
Portanto, a probabilidade de o atendente ter sido um homem,
produzida pela máquina A é igual a:
sabendo que o problema foi resolvido na 1ª ligação, é aproxima-
p(A e D) damente igual a 42,11%.
p(A / D ) =
p(D)

0, 8% 8 4
p(A / D ) = = = ≅ 30, 77%
2, 6% 26 13
Logo, a probabilidade solicitada é aproximadamente igual a 30,77%.

Matemática 7B 21
Anotações

22 Semiextensivo

Você também pode gostar