Você está na página 1de 16

Aula Matemática

13 7A

Logaritmos:
propriedades operatórias
O surgimento dos logaritmos permitiu transformar operações. Assim, uma potência podia ser transformada em
uma multiplicação, uma multiplicação numa adição e uma divisão numa simples subtração. Com o advento das
calculadoras, essas transformações perderam um pouco sua importância. Mesmo assim, diversas situações podem ser
resolvidas utilizando propriedades que transformam operações em outras mais elementares.
Assim, por exemplo, a equação exponencial
2x = 125 → x = ???????
pode ser resolvida com o auxílio das propriedades operatórias dos logaritmos, conforme veremos nesta aula.

Propriedades operatórias
As propriedades operatórias dos logaritmos podem ser demonstradas a partir da definição de logaritmos e tam-
bém das propriedades da potenciação. Três dessas propriedades serão apresentadas, a seguir, e demonstradas na
primeira das “situações para resolver“, propostas nesta aula.

Propriedade 1
O logaritmo do produto de dois números positivos é, na mesma base, a soma dos logaritmos desses dois
números:
loga (A . B) = loga A + loga B

Exemplo:
log 60 = log (2 . 3 . 10) log 60 = log 2 + log 3 + log 10

Propriedade 2
O logaritmo do quociente de dois números positivos é, na mesma base, a diferença dos logaritmos desses
dois números:
A
loga   = loga A – loga B
B
Exemplo:
 10 
log 5 = log   log 5 = log 10 – log 2
 2

Propriedade 3
O logaritmo da potência de um número positivo é, na mesma base, o produto do expoente pelo logaritmo
do número correspondente à base da potência:
loga An = n . loga A

Exemplo:
log 125 = log 53 log 125 = 3 . log 5
1
Situações resolvidas
01. Sabendo que log x = 5 e log y = –3, obtenha o valor de A = log (x3 · y)
• Para calcular o que se pede, vamos utilizar as propriedades dos logaritmos.
A = log (x3 · y)
A = log x3 + log y
A = 3 · log x + log y
A = 3 · 5 + (–3) ⇒ A = 12
02. Numa calculadora, podemos obter os seguintes valores aproximados: log 2 ≅ 0,30 e log 3 ≅ 0,48. A partir desses dois
valores, calcule o valor numérico para log 15.
• Devemos, inicialmente, expressar o número 15 em função do número 2 e do número 3, lembrando que precisa-
mos calcular o logaritmo de 15 na base 10. Assim, temos:
 30 
log 15 = log  
 2
log 15 = log 30 – log 2
log 15 = log (3 · 10) – log 2
log 15 = log 3 + log 10 – log 2
log 15 ≅ 0,48 + 1 – 0,30 ⇒ log 15 ≅ 1,18

Situações para resolver


01. Prove as três propriedades operatórias de logaritmos que foram apresentadas nesta aula.

02. Considerando que log 2 ≅ 0,30, obtenha a solução aproximada da equação exponencial 2x = 250.

2 Semiextensivo
Aula 13

03. (UFPB) – Sabendo-se que, neste século, o número de habitantes de uma determinada cidade, no ano x, é estimado
1000
 x − 2000 
pela função h(x) = 5000 + log 2   , pode-se afirmar que o número estimado de habitantes dessa
 10 
cidade, no ano de 2030, estará entre
a) 4 000 e 5 000
b) 5 000 e 6 000
c) 6 000 e 7 000
d) 7 000 e 8 000
e) 8 000 e 9 000

04. Resolva a equação logarítmica (log x)2 – log x3 = 0

Testes
13.02. Utilizando as propriedades operatórias de logaritmos,
Assimilação e supondo que A, B e C são números reais positivos, é correto
 A3 ⋅B2 
13.01. Considerando que x = log 2 32 − log 2 4 e que afirmar que log   é igual a:
 32   C 
y = log 2  , é correto afirmar que:
 4  a) 3log A + 2log B + log C
a) x = y b) 3log A + 2log B – log C
b) x > y c) 2log A + 3log B + log C
c) x < y d) 2log A – 3log B + log C
d) x = 2y

Matemática 7A 3
13.03. Se x = log155 + log153, então:
a) x = 2
Aperfeiçoamento
b) x = –1
13.07. (UFRGS) – Atribuindo para log 2 o valor 0,3, então os
c) x = 1 valores de log 0,2 e log 20 são, respectivamente,
d) x = 0 a) –0,7 e 3
b) –0,7 e 1,3
c) 0,3 e 1,3
d) 0,7 e 2,3
e) 0,7 e 3

13.04. Assinale a alternativa que contém o valor correto de


A, sendo A = log 3 ( 5 + 2 ) + log 3 ( 5 − 2 )
a) 1
b) 0
c) 2
d) 3 13.08. (FMABC – SP) – Um comerciante usa a equação
y = log2 800 – log2 x para estabelecer a relação entre y
(número de unidades que ele compra de certo produto) e x
(preço pelo qual deve ser vendida a unidade desse mesmo
produto). Nessas condições, pela compra de 6 unidades,
que quantia o comerciante deverá estabelecer para o preço
unitário de venda de tal produto?
a) R$ 12,00
b) R$ 12,50
13.05. Se log x = 0,2 e log y = 0,5, então o logaritmo decimal c) R$ 14,00
de (x ∙ y)3 é igual a: d) R$ 14,50
a) 1,2
b) 1,8
c) 1,9
d) 2,1

13.09. (UFRGS) – Aproximando log 2 por 0,301, verificamos


que o número 1610 está entre:
a) 109 e 1010
13.06. Determinando-se o valor da expressão E, na igual- b) 1010 e 1011
dade log E = 2log 3 + 5log 2, obtém-se: c) 1011 e 1012
a) 41 d) 1012 e 1013
b) 288 e) 1013 e 1014
c) 47
d) 28

4 Semiextensivo
Aula 13

13.10. (ESPM – SP) – Se log 2 = a e log 3 = b, o valor de x na


expressão 9x = 5 é igual a: Aprofundamento
1− a 1−b a −2
a) b) c) 13.13. (FGV – SP) – A, B e C são inteiros positivos, tais que
2b a b
A ∙ log200 5 + B ∙ log200 2 = C. Em tais condições, A + B + C
a −b b −1 é igual a:
d) e)
2 2a a) 0 b) C c) 2C d) 4C e) 6C

13.11. (UNIFAP – AP) – Eles têm certeza de que cairá algo


sobre logaritmos na prova. Então eles treinam um pouco mais
e, para testar o conhecimento de Marta, ele solicita que ela 13.14. (UFAM) – Se log x = 3 + log 3 – log 2 – 2 ∙ log 5, então
resolva o seguinte cálculo com logaritmos: x é igual a:
2log 2 + 2log 20 – 2log 200 – 2log 2000. a) 18 b) 25 c) 30 d) 40 e) 60
Qual das alternativas Marta deve marcar como resposta
correta?
a) –8
b) 6
c) 8
d) 2 log 2
e) 2 log 20

13.15. (FGV – SP) – A solução da equação


log 1 + 2log 2 + 3log 3 + 4log 4 + ... + 10log 10 = log x é:
1
a)
2! 3! 4 ! ... 9 !
10
b)
2! 3! 4 ! ... 9 !
13.12. (ESPM – SP) – Se log x + log x2 + log x3 + log x4 = –20, 10 !
c)
o valor de x é: 2! 3! 4 ! ... 9 !
a) 10
(10 !) 10
b) 0,1 d)
2! 3! 4 ! ... 9 !
c) 100
d) 0,01 (10 !) 11
e)
e) 1 2! 3! 4 ! ... 9 !

Matemática 7A 5
13.16. (ESPM – SP) – Um móvel percorre uma trajetória no 13.18. (UFAM) – Com o objetivo de combater a proliferação
plano cartesiano. Suas coordenadas x e y são dadas, respec- do mosquito transmissor da dengue, estão sendo produzi-
tivamente, por 2t e 2t + 1, onde t é o tempo em segundos. dos em laboratório aedes aegyptis machos geneticamente
Podemos afirmar que a equação cartesiana dessa trajetória, modificados.
para x > 0, é:
a) y = log2 x
b) y = 2 . log2 x
c) y = log2 (x2 + 1)
d) y = log2 (2x2)
e) y = 1 + log2 x Eles possuem dois genes adicionais. Quando são soltos, se
reproduzem com fêmeas que vivem livres na natureza. De-
pois de cruzar, elas vão produzir ovos, que se transformam
em larvas e pupas, mas toda a nova geração de mosquitos
vai morrer antes de se reproduzir. Com o passar do tempo,
a população de aedes aegypti diminuirá drasticamente.
Supondo que em um determinado bairro, após a soltura
destes mosquitos modificados, a diminuição da população
t

13.17. (ESPM – SP) – Em 1997 iniciou-se a ocupação de uma de aedes aegypti se dá segundo a função N( t ) = N 0 ⋅ e 5 ,
fazenda improdutiva no interior do país, dando origem a uma onde N0 indica a população inicial de mosquitos (t = 0)
pequena cidade. Estima-se que a população dessa cidade e t o tempo medido em meses, o tempo necessário para
tenha crescido segundo a função P = 0,1 + log2(x – 1996), que a população de aedes aegypti, neste bairro, se reduza
onde P é a população no ano x, em milhares de habitantes. à metade é de:
Considerando 2 = 1, 4 , podemos concluir que a popula- Obs.: Considere ln 2 = 0,7
ção dessa cidade atingiu a marca dos 3600 habitantes em a) 2 meses
meados do ano: b) 2 meses e meio
a) 2005 c) 3 meses
b) 2002 d) 3 meses e meio
c) 2011 e) 4 meses
d) 2007
e) 2004

Discursivos
13.19. Obtenha, em função dos números reais positivos a, b e c, o valor da expressão E, considerando que
log E = 1 + log a + 2 . log b – log c

6 Semiextensivo
Aula 13

13.20. (UFPR) – Suponha que o tempo t (em minutos) necessário para ferver água em um forno de micro-ondas seja dado
pela função
t(n) = a ∙ nb
sendo a e b constantes e n o número de copos de água que se deseja aquecer.

Número de copos Tempo de aquecimento


1 1 minuto e 30 segundos
2 2 minutos

a) Com base nos dados da tabela, determine os valores de a e b.


Sugestão: log 2 = 0,30 e log 3 = 0,45

b) Qual é o tempo necessário para se ferverem 4 copos de água nesse forno de micro-ondas?

Gabarito
13.01. a 13.09. d 13.17. d
13.02. b 13.10. a 13.18. d
13.03. c 13.11. a 10 ab 2
13.19. E =
13.04. a 13.12. d c
13.05. d 13.13. e 13.20. a) a = 1,5 e b = 0,5
13.06. b 13.14. e b) 3 min
13.07. b 13.15. d
13.08. b 13.16. d

Matemática 7A 7
Matemática
Aula 14 7A
Logaritmos: mudança de base

As calculadoras fornecem logaritmos em duas bases: a decimal e a neperiana. Assim, caso seja necessário calcular
algum logaritmo em base diferente dessas duas, será necessário efetuar uma mudança de base.

Windows
Logaritmo
neperiano

Logaritmo
decimal

Nesta aula, veremos uma propriedade que permite efetuar mudança de base em logaritmos.

Mudança de base
Observe como podemos calcular um logaritmo que não está na base 10, efetuando uma mudança de base:

log2 7 = x
Aplicamos a definição
2 =7
x

Aplicamos logaritmo na base 10


log10 2x = log10 7
Propriedade da potência
x ∙ log10 2 = log10 7
isolando x
log10 7
x=
log10 2

Nesse exemplo, o logaritmo que estava na base 2


foi transformado para a base 10. Assim, utilizando uma Propriedade da mudança de base:
calculadora, podemos calcular o logaritmo inicial. log aN
log bN =
A propriedade da mudança de base pode ser resumi- log ab
da na igualdade a seguir, em que um logaritmo que está
O logaritmo é transformado no quociente de dois
na base b é transformado para a base a:
outros logaritmos na nova base.

8 Semiextensivo
Aula 14

Situações resolvidas
01. Considerando que log 2 = 0,30 e log 3 = 0,48, calcule o valor de log2 3
• Uma maneira de calcular esse logaritmo, sem a memorização da propriedade de mudança de base, é a seguinte:
log2 3 = x
2x = 3
log 2x = log 3
x · log 2 = log 3
0, 48
x · 0,30 = 0,48 → x = ⇒ x = 1,6
0, 30
• Utilizando a mudança de base:
log 3 0, 48
log2 3 = = ⇒ log2 3 = 1,6
log 2 0, 30
02. Resolva a equação logarítmica log2 x + log4 x + log8 x = 11
• Como temos três logaritmos em bases diferentes, efetuamos a mudança para uma das bases. Considerando que
4 e 8 são potências de base 2, deixamos todos os logaritmos nessa base:
log2 x + log4 x + log8 x = 11
lo g 2 x lo g 2 x
log2 x + + = 11
log 2 4 log 2 8
lo g 2 x lo g 2 x
log2 x + + = 11
2 3
6 log2 x + 3 log2 x + 2 log2 x = 66
11 log2 x = 66
log2 x = 6 ⇒ x = 26 = 64

Função logarítmica
Define-se como função logarítmica f: *+ →  a função cuja lei de formação é:
y = f(x) = loga x
(a > 0 e a ≠ 1)

Observações:
1. Função logarítmica crescente: a > 1
2. Função logarítmica decrescente: 0 < a < 1
3. A função logarítmica é a inversa da função exponencial de mesma base, isto é: f(x) = loga x ⇔ f –1(x) = ax
4. Para a > 1: loga x1 > loga x2 ⇔ x1 > x2
5. Para 0 < a < 1: loga x1 > loga x2 ⇔ x1 < x2

Matemática 7A 9
Situações resolvidas
01. Vamos esboçar, no plano cartesiano, o gráfico da função f: *+ →  definida por f(x) = log2x.
• Atribuímos valores a x e calculamos y em correspondência.
x y
1/8 –3
1/4 –2
1/2 –1
1 0
2 1
4 2
8 3
• Localizamos os pontos correspondentes • Ligamos convenientemente os pontos para obter-
no plano cartesiano. mos o gráfico.
y y

3 3

2 2

1 1
111 111
842 842

0 1 2 4 8 x 0 1 2 4 8 x
–1 –1

–2 –2

–3 –3

02. Vamos esboçar, no plano cartesiano, o gráfico da função f: *+ →  definida por f(x) = log 1 x.
• Atribuímos valores a x e calculamos y em correspondência. 2

x y
1/8 3
1/4 2
1/2 1
1 0
2 –1
4 –2
8 –3
• Localizamos os pontos correspondentes • Ligamos convenientemente os pontos para obter-
no plano cartesiano. mos o gráfico.
y y

3 3

2 2

1 1

0 111 1 2 4 8 x 0 111 1 2 4 8 x
842 842
–1 –1

–2 –2

–3 –3

10 Semiextensivo
Aula 14

Situações para resolver


lo g a N
01. Demonstre a propriedade da mudança de base, isto é, demonstre que logb N =
log a b

02. Determine o valor de log3 5100, em função de x, sabendo que log3 5 = x.


100

03. (UFPR) – Num certo experimento científico, os dados são organizados em forma de tabelas, e a relação entre as gran-
dezas está na forma logarítmica. Por algum motivo, há a necessidade de troca de base logarítmica. O resultado x (x > 0)
da equação log2 x + log8 x = 8 será igual a:
a) 64 b) 24 c) 32 d) 50 e) 84

04. O gráfico a seguir é da função real definida por f(x) = log x. Calcule a área da região hachurada.

2 4 x

Matemática 7A 11
Testes
Assimilação 14.05. (CEFET – MG) – Se log3 a = x, então log9 a2 vale:
x
a)
14.01. Considerando que log2 5 = x, é correto afirmar que 2
log8 125 é: b) x
a) x c) 2x
b) 2x d) 3x
c) 3x
d) 4x

14.06. Considerando as aproximações para log 2 = 0,30 e


log 3 = 0,48, o valor de log100 6 é:
a) 0,19
b) 0,29
14.02. Determine o valor da expressão
c) 0,39
(log 2 3)⋅(log 3 5)⋅(log 5 2) d) 0,49
a) 0
b) 1
c) 2
d) 3

Aperfeiçoamento
14.07. (FGV – SP) – O produto (log9 2) ∙ (log2 5) ∙ (log5 3) é:
a) 0
14.03. Se A = log 3 5 ⋅ log 25 81, então: 1
a) A = 0 b)
2
b) A = 1
c) 10
c) A = 2
d) 30
d) A = 3 1
e)
10

14.08. (MACK – SP) – Para quaisquer reais positivos A e B,


14.04. (UFRGS) – O número log2 7 está entre: o resultado da expressão logA B3 ∙ logB A2 é:
a) 0 e 1 a) 10
b) 1 e 2 b) 6
c) 2 e 3 c) 8
d) 3 e 4 d) A . B
e) 4 e 5 e) 12

12 Semiextensivo
Aula 14

14.09. (UFRGS) – Na figura abaixo está representado o 14.11. (UFPA) – As populações A e B de duas cidades são
gráfico da função f(x) = logb x: determinadas, em milhares de habitantes, pelas funções
A(t) = log4 (2 + t)5 e B(t) = log2 (2t + 4)2, nas quais a variável t
f(x) representa o tempo em anos. Essas cidades terão o mesmo
número de habitantes no ano t, que é igual a:
logb 2 a) 6
b) 8
c) 10
0 0,5 2 x
d) 12
–1 e) 14

A área da região sombreada é:


a) 2
b) 2,2
c) 2,5
d) 2,8
e) 3

14.12. (FAMECA – SP) – Observe a lista de oito funções reais:


y = 1 + log x
x
 1
y=  
 10 
y = 10 log x
y=x
14.10. (UNIFAP – AP) – Ezequiel, olhando as questões que log 10 x
envolvem funções logarítmicas, encontra uma que, para y=
log 10
resolvê-la, é necessário usar as propriedades de logaritmos.
Então resolve levar a questão para Marta tentar fazê-la. Ao y = 10 − x
chegar lá, ele apresenta a seguinte questão: y = log x
10 x y = log (10x )
Dada a função cuja lei é f ( x ) = log 10 , qual é o valor
de f(3)? 2000 Se fizermos, no mesmo plano cartesiano, o gráfico dessas
O que Marta deve marcar como resposta correta? oito funções, para x > 0, obteremos n gráficos diferentes. Na
a) – log 20 situação descrita, n é igual a:
b) – log 2 a) 6
c) – log 0,2 b) 4
d) – log 0,02 c) 5
e) – log 0,002 d) 3
e) 7

Matemática 7A 13
14.16. (FGV – RJ) – No trapézio ABCD da figura abaixo, os
Aprofundamento ângulos em A e B são retos e os vértices C e D estão sobre o
gráfico da função y = 1 + log x.
14.13. (PUCPR) – Sabendo que log 20 = 1,3 e log 5 = 0,7, é
C
correto afirmar que log5 20 corresponde a:
a) exatamente 2
b) exatamente 0,6 D
c) maior ou igual a 0,5 e menor que 0,6
d) um valor entre 1,8 e 1,9
e) nenhuma das alternativas anteriores A B
0 2 4 6

Utilizando log 2 = 0 ,301 e log 3 = 0,477, a área do trapézio


ABCD é:
a) 5,857
b) 5,556
c) 5,732
d) 4,823
e) 6,158
14.14. (ESPM) – Sendo log 2 = a e log 3 = b, o valor do
log9 160 é igual a:
4a + b
a)
2
4a + 1
b)
2b
2a + 3b
c)
2
4b + 2
d)
a
a+1 14.17. (UNIFOR – CE) – Na figura abaixo têm-se os gráficos
e) da função exponencial f e de sua inversa g.
3b
y
f

g
14.15. (FUVEST – SP) – Use as propriedades do logaritmo 2
para simplificar a expressão
1
1 1 1 1
S= + + 2
2 ⋅ log 2 2016 5 ⋅ log 3 2016 10 ⋅ log 7 2016 –1 1 x
O valor de S é:
1 1 1 1 1
a) b) c) d) e)
2 3 5 7 10

O valor de k tal que g(k) = 3 é:


a) 2 b) 3 c) 4 d) 6 e) 8

14 Semiextensivo
Aula 14

14.18. (UEPG – PR) – Considerando as funções f(x) = log(x2 – 5x + 6) – log(4 – x2) e g(x) = (2 – 2)x + 1, assinale o que for correto.
01) g(x) é crescente.
1
02) A solução da equação f(x) = 0 é .
2
04) O domínio de f(x) é {x ∈  | 2 < x < 3}.
  1
08) f  g −   = 1.
  2 
2 1.
16) A solução da equação g( x ) = é
8 4

Discursivos
14.19. (VUNESP – SP) – Numa experiência para se obter cloreto de sódio (sal de cozinha), colocou-se num recipiente certa
quantidade de água do mar e expôs-se o recipiente a uma fonte de calor para que a água evapore lentamente. A experiência
termina quando toda a água se evapora. Em cada instante t, a quantidade de água existente no recipiente (em litro) é dada
 10 k 
pela expressão: Q(t) = log   , sendo k uma constante positiva e t em horas.
 t + 1
a) Sabendo que havia inicialmente 1 litro de água no recipiente, determine a constante k.

b) Ao fim de quanto tempo a experiência terminará?

14.20. (UNICAMP – SP) – A altura (em metros) de um arbusto em uma dada fase de seu desenvolvimento pode ser expressa
pela função h(t) = 0,5 + log3(t + 1), onde o tempo t ≥ 0 é dado em anos.
a) Qual é o tempo necessário para que a altura aumente de 0,5 m para 1,5 m?

Matemática 7A 15
b) Suponha que outro arbusto, nessa mesma fase de desenvolvimento, tem sua altura expressa pela função composta
g(t) = h(3t + 2). Verifique que a diferença g(t) – h(t) é uma constante, isto é, não depende de t.

Gabarito
14.01. a 14.10. b 14.19. a) k = 1;
14.02. b 14.11. e b) 9 horas
14.03. c 14.12. b 14.20. a) 2 anos
14.04. c 14.13. d b) g(t) – h(t) = h(3t + 2) – h(t)
14.05. b 14.14. b g(t) – h(t) = (0,5 + log3(3t + 3)) – (0,5 + log3(t + 1))
14.06. c 14.15. e g(t) – h(t) = log3(3t + 3) – log3(t + 1)
14.07. b 14.16. e g(t) – h(t) = log33 + log3(t + 1) – log3(t + 1)
14.08. b 14.17. e g(t) – h(t) = 1 → é uma constante.
14.09. a 14.18. 18 (02, 16)

16 Semiextensivo