Você está na página 1de 2

EEEM DR.

GERALDO MENDES DE CASTRO VELOSO


PROFESSOR (A): PRICILA CAROLINE CASTRO

A literatura é a arte da palavra, mas não apenas isso: “A literatura existe através da
linguagem, ou melhor, apesar da linguagem”. (Jorge Luis Borges)

AS FUNÇÕES DA ARTE LITERÁRIA

“Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida. A


música embala, as artes visuais animam, as artes vivas (como a dança e a arte de
representar) entretêm. A primeira, porém, afasta-se da vida por fazer dela um sono; as
segundas, contudo, não se afastam da vida - umas porque usam de fórmulas visíveis e
portanto vitais, outras porque vivem da mesma vida humana. Não é o caso da literatura.
Essa simula a vida. Um romance é uma história do que nunca foi e um drama é um
romance dado sem narrativa. Um poema é a expressão de ideias ou de sentimentos em
linguagem que ninguém emprega, pois que ninguém fala em verso ”. Livro do Desassossego –
Bernardo Soares (heterônimo de Fernando Pessoa)

A Literatura é uma forma de arte. As representações artísticas tiveram início quando os seres humanos
registraram desenhos e escritas rupestres nas paredes das cavernas para criar representações do mundo e da
própria vida. Desde então, foram surgindo muitas manifestações artísticas a fim de (re)construir os mundos
real e ficcional, registrar e representar nossa cultura e nossa história.

Tipos de artes
1ª - Música (som);
2ª - Artes cênicas (Teatro/Dança/Coreografia) (movimento);
3ª - Pintura (cores);
4ª - Escultura (objetos e texturas);
5ª - Arquitetura (espaços);
6ª - Literatura (palavras);
7ª - Cinema (integra elementos de diversas artes);
8ª - Fotografia (imagens);
9ª - História em quadrinhos (cores, palavras, imagens);
10ª - Jogos de Vídeo (integra a maioria dos elementos de artes);
11ª - Arte digital (integra artes gráficas computadorizadas 2D, 3D e programação).

Toda produção artística está integrada em um tempo, cultura, histórias e tradições e, por isso, a obra


artística pode ser considerada como sendo um exemplar da expressão de sua época, de sua cultura.

A arte literária pode ser considerada a partir da leitura e da análise de textos verbais, orais ou escritos.
Sejam eles ficcionais, sejam verídicos, os textos têm o poder de provocar diferentes efeitos de sentido nos
leitores/ouvintes: alegria, tristeza, diversão, emoção etc.

Como qualquer arte, a Literatura não tem o poder de modificar a realidade, mas é capaz de registrá-la e
de fazer com que os leitores/ouvintes reavaliem a própria vida e seus comportamentos. Isso significa que a
Literatura, ao mesmo tempo que provoca a reflexão, responde a algumas de nossas inquietações por meio de
construções simbólicas.
Com a leitura de textos literários, entramos em contato com nossa história e, assim, temos a chance de
compreender melhor o presente, o passado e o futuro. Os leitores interagem com aquilo que leem (tomam nota,
refletem, criticam, emocionam-se etc.) e isso faz com que as experiências de leitura evoquem vivências
pessoais e proporcionem-lhes a reflexão sobre a própria identidade, (re)construindo-a.

Podemos afirmar que a essência da arte literária está nas palavras, as quais são utilizadas pelos escritores
a partir de seus potenciais sonoros, sintáticos e semânticos, estabelecendo relações contínuas entre autores e
leitores/ouvintes. O trabalho com as palavras pode ser realizado com sentido denotativo ou
conotativo/figurado, sendo essa a característica essencial da linguagem literária.

Mas atenção: a literatura não se prende à língua, faz uso livre dela, podendo subverter algumas de suas
regras e o sentido comum de algumas palavras.

A literatura e sua plurissignificação: a literatura é a arte carregada de significado, trabalhando com as


palavras em sentido conotativo, o que proporciona uma variada significação ao texto.

TEXTO LITERÁRIO E TEXTO NÃO LITERÁRIO

Você sabe diferenciar um texto literário de um texto não literário? Ao aprender as características de um
texto literário você consegue dialogar com diferentes épocas e interagir com o homem contemporâneo. Cai
direto no Enem.

As principais diferenças entre os textos literários e não literários estão no objetivo e no modo como são
construídos.

Os textos literários são textos narrativos e/ou poéticos. Os textos não literários são textos cujo principal
objetivo é transmitir informações, e não contém os mesmos elementos narrativos e artísticos dos textos
literários.

Os textos literários são baseados na imaginação do escritor/artista e, portanto, são subjetivos. Com a
função de entreter o leitor, esse tipo de texto está intimamente relacionado com a arte. Por ser um texto
artístico, não tem compromisso com a objetividade e com a transparência das ideias. Ele possui carácter
estético e não somente linguístico, cuja interpretação e significação variam de acordo com a subjetividade do
leitor. É comum o uso de figuras de linguagem, assim como a subversão à gramática normativa.

Exemplos de textos literários: Novelas; Contos; Fábulas; Dramas; Poemas.

O que é texto não literário?

Os textos não literários são informativos. Sua composição utiliza fatos para comprovar um ponto e a
escrita é feita de forma objetiva. A informação nos textos não literários deve ser passada de modo a facilitar a
compreensão da mensagem. Por isso, o texto deve ser escrito de forma clara, de modo que o leitor não tenha
dificuldades para compreender as informações.

Você também pode gostar