Você está na página 1de 23

A relação do paciente com a

comida

CLIQUE AQUI E ASSISTA


A AULA NO YOUTUBE
A relação do paciente
com a comida

PARTICIPE DA SEMANA DO
COMPORTAMENTO ALIMENTAR
CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS
A relação do paciente com a comida

• Muitas vezes o paciente é muito ansioso com


relação a comida;

• Tem medo de perder o controle;

• Acha que não deveria comer;

• Julga o que esta comendo;

• Tem medo da comida o engorda.


A relação do paciente com a comida

• Vai para mesa com vários conflitos:

• Estou com fome;


• Tenho medo de perder o controle;
• Não deveria comer isso;
• Mas gosto muito e não consigo me controlar;

• Ansiedade vai a mil!


• E ele perde o controle mesmo.
Quando falamos em fazer as
pazes com a comida “aparece”
em nossa mente comidas
saudáveis, como aqui no slide.
Mas o paciente precisa fazer as
pazes com essa comida também.
A relação com a Comida

• As pessoas precisam olhar para a comida diferente;


• Existe muito terrorismos nutricional;
• Não pode comer isso, não pode comer aquilo...

• Ansiedade vai no top!


A relação com a Comida
A relação com a Comida
A relação com a Comida
A Relação com a Comida - Vontade

• A vontade é bem específica. Você sabe exatamente o que você quer


e você não fica satisfeito com qualquer coisa. A vontade é
relacionada ao prazer, a sentir o gosto, degustar, apreciar, saborear. É
relacionada as suas preferências.

• Pode ter um contexto de lembrança ou memória alimentar, a vontade


de reviver um sabor gostoso. Sempre tem um espaço para o “bolo
da vovó”, não tem?
A Relação com a Comida - Vontade

• A vontade pode ser também, querer experimentar algo novo, que


tem uma cara boa ou foi descrito para você como algo muito bom.
Mesmo sem fome, tem um espaço para uma vontade!
A Relação com a Comida

• O fato é que nos queremos comer... A comida da prazer, traz


lembranças da infância...

• Quando eu me proíbo eu entro em um processo ansioso em tentar


evitar o alimento que tanto gosto
A Relação com a Comida

• Percebe que relação transtornada?


• Essa relação precisa mudar primeiramente...

• “O copo de vinho quanto tem de caloria?”

• “Me perdi no aniversario da minha filha...”


A Relação com a Comida – Como Fazer as pazes?

• Todo esses pensamentos precisa mudar;


• Precisa ser mais leve, flexível;
• Preciso me conectar com o alimento;
• Preciso ensinar meu paciente se reconectar com o alimento;

Não lute contra a comida,


Contra a sua fome!

Se reconecte com o alimeto!


Respeite e ousa seu corpo!
A Relação com a Comida – Como Fazer as pazes?

• 1ª. Passo é ajudar o paciente perceber o quanto fica ansioso com o


alimento;
• Trabalhar essa percepção corporal na mesa, na refeição;

• Identificar sua ansiedade... Onde ela se localiza no meu corpo?


A Relação com a Comida – Como Fazer as pazes?

• 2º. Passo é trabalhar os pensamentos de medo e julgamento


• Medo da fome;
• Medo de engordar;
• Medo de não conseguir emagrecer;
• Medo de perder o controle.
A Relação com a Comida – Como Fazer as pazes?

• 3º. Passo é trabalhar os pensamentos o julgamento com a comida;


• Esse alimento é ruim;
• Não deveria comer;
• Gosto muito mas acho que não devo.

• O modelo cognitivo é muito rígido e precisa flexibilizar.


A Relação com a Comida – Como Fazer as pazes?

• Não fazer dieta!


A Relação com a Comida – Como Fazer as pazes?

• Se permitir comer o alimento que mais


gosta!
A Relação com a Comida – Como Fazer as pazes?

• Tudo com consciência se conectando e


sentindo!
A Relação com a Comida – Mindfull Eating

• Nesse passo o paciente começa a perceber


que ele é CAPAZ de ter equilíbrio na
alimentação.
OBRIGADA!

ELISÂNGELA MACHADO
ELISANGELAMACHADO.PSCIOLOGA@GMAIL.COM
CLIQUE AQUI E FAÇA
(11) 9 6605-4177
Psicóloga | CRP 06 / 97754

SUA INSCRIÇÃO

Você também pode gostar