Você está na página 1de 6

Direito Das Sociedades Comerciais

Conceito da sociedade:
Antes do  Artº 13 nº2 C.Comercial – Atos comerciais
C.Socied  Pessoas Singulares;
ades  Sociedade Comerciais.
Comerci
ais  Artº 230 C.Comercial – Noção de Empresa Comercial
 Atividades transformadoras;
 Pessoas Singulares
 Atividades Construção Civil
 Pessoas Coletivas
 Atividade de Transporte;
 Atividade Produção de espetáculos

 Art. 1 C.Sociedades Comerciais (DL. 262/86 de 2 de Setembro) remete para o


Artº 980 CC (Atividade de mera fruição de bens e serviços – intelectuais)

Conceito de sociedade agora:


- é um sujeito de direito comercial;
- é uma empresa comercial que conjuga 2 fatores: 1 pessoal ( organização e direção de
funcionamento) e 1 patrimonial (bens de valor económico comercial).

Artº 1 C.S.C. (Código Sociedades Comerciais): Sociedades Comerciais


- Pessoas coletivas;
- Fatores de produção pessoal e patrimonial.

Aplicação Direta - Artº 1 nº2 C.S.C. – Sociedades Comerciais

Pessoas Coletivas que se propõem à pratica deste atos de comércio (agente


comerciante) ou se organize em empresa comercial transformadora, transportadora,
construtora ou produtora de espetáculos. Adotem tipo de sociedade em nome coletiva, por
quotas, em comandita e por ações.

Aplicação Subsidiária – Artº 1 nº4 C.S.C.


Aplica subsidiariamente o CSC às sociedades civis, desde que estas sociedades adotem
um tipo organizacional de sociedade previsto no Código S.Comerciais.

Artº 980 CC – Sociedade Civis podem ser:


a) Regulares – que adotem um tipo previsto no C.S.C.
b) Irregulares.
Código Da Sociedades Comerciais:
a) S.Comerciais – Diretamente;
b) S.Comerciais Irregulares – Subsidiárias
c) S.Comerciais
S.Civis irregulares Analógicas
De entre os diversos tipos de sociedade adota.

(Sociedade de Agricultura – C.Civil; Não comerciais – não transformadoras e não construtora)

Código das Sociedades Comerciais


 Parte Geral
 Parte Especial
1º C.Sociedade; (é a matriz; é a base)
2º C.Civil – se não estiver no C.Sociedade. (Subsidiariamente)

Como procurar:
Sociedades comerciais

- C.S.C. (tem sempre


Requisitos Gerais
legislação especial;
-C.Civil;
- Legislação (avulsa ou) especial Requisitos Especiais
(em relação ao capital e em que
atividade vou inserir.

Para esta legislação especial:


- C.Processo Civil Artº 380 a Artº 382 e Artº 1048 a Artº 1071 (nas situações de morte
da sociedade);
- C.Registo Comercial. Ou seja a firma a sua designação que a sociedade é conhecida
Não tem personalidade jurídica. Só tem personalidade jurídica depois de estar registada;
- Regime Jurídico das pessoas coletivas (D.L. 129/98 de 13 Maio);
- Constituição da Sociedades comerciais em regime especial;
- Empresas na Hora (ENH) de D.L. 111/2005 de 8 Julho - O contrato é pré formatado e
tem registo na própria conservatória;
- Constituição online de sociedade D.L. 125/2006 29 Junho;
- D.L. 76 A/2006 de 29 Março
a) simplificar e desformalizar atos societários;
b) eliminação de livros de escrituração mercantil (tem de prestar contas ao
Estado(contabilista);
c) organização interna das sociedades (quanto aos seus órgãos);
d) novo regime jurídico de dissolução e liquidação administrativa de sociedades comerciais
(anexo) – RJPADLEC.

Princípios enformadores do direito:


1) Princípio da Tipicidade – Artº 1 nº3 e Artº 2 C.S.C.
O conteúdo deste princípio:
Organizações que adotem na sua constituição um dos tipos previstos na lei

- S.C. em nome coletivo- Artº 175 a 196;


-S.C. por quotas: simples Artº 197 a 270 e unipessoal Artº 270 A a 270 G
-S.C. Anónimas – Artº 271 a 464;
-S.C. em comandita – Artº 465 a 508.

Distingue-se por:
- Organização;
- Responsabilidade.
Em nome Coletivo
A – Organização
Sempre uma atividade económica lucrativa:
- 2 ou mais sócios;
- atividade económica : comum com recurso a esforços e capacidades financeiros.

Não basta haver só 1 pessoa. É por isso que caíram em desuso. É muito raro devido à
sua responsabilidade limitada.

B- Responsabilidade
É solidária e sem limite.
A responsabilidade é de dívidas perante os credores.
(atos de comércio alucrando toda a capacidade financeira)

S.C. em Comandita - Artº 465 a 480 C.S.C.


A – Organização
Há 2 tipos de sócios:
a) Sócios comanditários – sócios ocultos – sócios de dinheiro;
b) Sócios comanditados – sócios visíveis – são os que trabalham.

B- Responsabilidade
a) Limitados ao valor do capital;
b) Assumem responsabilidade ilimitada.

(PowerPoint da professora)
As sociedades
São figuras de associação que, pelo seu fim lucrativo, se distingue da associação em
sentido estrito (do fim não lucrativo).
Supletiva/subsidiária – C.S.Comerciais

Não fundações ao capital, porque as fundações não têm fim


lucrativo; sem fins lucrativos)

Categorias da sociedade
A sociedade tem de ter um tipo que é princípio da tipicidade.
Sociedades por Quotas – Prevista no Artº 197 a Artº 270 G C.S.C.
Este tipo de sociedade é o grosso da sociedade que existe; assistimos a um aumento
deste tipo devido à sua organização.

A- Organização
- nº de sócios – 2 ou mais sócios (por quotas)
- 1 só sócio – que só pode deter uma única sociedade unipessoal, e esse sócio que é
apenas 1 só pode ter esse tipo de sociedade (unipessoal). Os lucros são diferentes uma da
outra e não se aplica o de quotas. Está previsto no Artº 270 C nº1 C.S.C.; Artº 270 A C.S.C. que
se aplicam as mesmas normas da sociedade por quotas plurais em tudo que não se implicar
com a pluralidade de quotas. Por exemplo, não se aplica a repartida dos lucros. O resto é tudo
igual. Obriga a ter contas comuns, em que apresenta conta anuais.

B- Responsabilidade
Limitada pelo valor da quota.
Posso ser sócio de outra sociedade mesmo que tenha uma sociedade minha, ou seja, sou
uma sócia que participa.
Unipessoal- só detentor do capital
Tenho responsabilidade sobre a sociedade. Mas posso ter pessoas a trabalhar por mim,
por exemplo o gestor. Se fizer má gestão eu só respondo até um determinado valor.

Problema Relacionado com EIRL ≠ Unipessoal


-valor quota (valor pecuniário de bens ou
-Património afeta o comércio; dinheiro);
-1 sócio; -1 sócio;
-tenho um conjunto de bens -só pode ter 1 quota;
(balcão, etc.) -Carro pode ser uma quota (bem da sociedade) e
-Património autónomo. aí entro em espécie

(a grande diferença entre a EIRL e a unipessoal é o primeiro ponto).

Sociedade Anónimas – distingue-se pela sua organização – Artº 271 a Artº 464 C.S.C.)

A) Organização
- 5 ou mais sócios;
- Pressupõem ao capital maior – Ações SA completas.

Fechadas (anterior; Bolsa de Valores


acionistas fundadores) (Posterior)
Abertas (anterior;
-Participativas de Sócios
acionista fundadores)
-Tenho de ser sócia. -Oscila com o mercado
- Tem código do valor
-Com apelo à subscrição
mobiliário;
pública do capital.
-CMV (já compro desde a
-Posso participar nas
sociedade está construída;
ações.
Função dos negócios).
-Ex: sócios do benfica
B) Responsabilidade
Limitada ao valor e ao número de ações subscritas.
Só ao entrar já sou acionista/sócio.
Posso comprar ações mas não posso participar/gerir.
Este tipo de sociedade distingue-se pela sua organização e principalmente pela sua
responsabilidade.

Você também pode gostar